Você está na página 1de 4
Estequiometria ASSUNTO MATÉRIA Físico-Química ALUNO(A): Bloco aula Luiz Fernando PROFESSOR(A) DATA: Nº: 4 2 (aq) 8
Estequiometria ASSUNTO MATÉRIA Físico-Química ALUNO(A): Bloco aula Luiz Fernando PROFESSOR(A) DATA: Nº: 4 2 (aq) 8
Estequiometria ASSUNTO MATÉRIA Físico-Química
Estequiometria
ASSUNTO
MATÉRIA
Físico-Química
ALUNO(A):
ALUNO(A):
Bloco aula Luiz Fernando PROFESSOR(A) DATA:
Bloco aula
Luiz Fernando
PROFESSOR(A)
DATA:
Nº: 4
Nº: 4
2 (aq) 8 H O (l )  antes da corrosão: 20,9% após a corrosão: 19,3%
2
(aq) 8 H O (l )
 antes da corrosão: 20,9%
após a corrosão: 19,3%
1
 3
mol
do
combustão
butano
gás
Estequiometria ASSUNTO MATÉRIA Físico-Química ALUNO(A): Bloco aula Luiz Fernando PROFESSOR(A) DATA: Nº: 4 2 (aq) 8
 aq g (Aman) 2014) 2. (Espcex d) 18 c) 15 b) 12 a) 10 Dado:
aq
g
(Aman)
2014)
2. (Espcex
d) 18
c) 15
b) 12
a) 10
Dado: R = 0,082 atm.L.mol -1 .K -1 .
1.
24,5 L
Volume molar nas condições padrão:
l
g
g
O
H
 CO
C 4
2
descrita por
reação representada na seguinte equação:
2 SO
Na CO
 H O
2
2
3
2
10
3.
c) 345,6 L
b) 198,3 L
a) 1000,4 L
4. (Uerj 2012)
5 c)
.
410
4 b)
.
a) 410
2 
c) 2100
3 O
 2 Fe
s
s
g
O
4 Fe
2
3
 volume interno
3
10
mol
 3
b) 2,0
a) 2,0 10 mol
0
5 H O
b) 1600
5.
2
Admita que:
7. (Pucrj 2009)
b)
a)
6.
d) 270
c) 480
b) 540
a) 810
- o rendimento do processo seja de 90%.
-
-
2
a) 10 %.
9.
b)
a)
8.
c) 48 %.
b) 22 %.
a) 1300
 
3 de ar
  30.000 m

os valores que tornam a equação balanceada;

810 4 d) . g . a balanceada  . . mol  1 (g) 
810
4 d)
.
g
.
a
balanceada
.
.
mol
 1
(g)  H
de
2
5 e)
6
810
.
d) 294,0 L
e) 701,1 L
2
3
 2 NaHSO
aq
 CO
(aq) K SO
10
mol
e) 99 %.
d) 75 %.
c) 8,0
(g) 2 MnSO
(aq) 3 H SO
4
2
4
4
2
4
(aq)  5 O
2
 4
mol
10
d) 8,0
10
e) 5,0
 1
NaHCO 3  Na 2 CO 3 + CO 2
+ H 2 O
não
equação
reação
da
2

concentração de gás oxigênio no ar, em volume

d) 2800

(Uerj 2014) Uma das técnicas empregadas para separar uma mistura gasosa de CO 2 e CH 4 consiste em fazê-la passar por uma solução aquosa de

Ba(OH) 2 . Uma amostra dessa mistura gasosa, com volume total de 30 L, sob temperatura de 27 °C e pressão de 1 atm, ao reagir com a solução aquosa de Ba(OH) 2 , produz a precipitação de 98,5 g de BaCO 3 . A fração gasosa remanescente, nas mesmas condições de temperatura e pressão, contém apenas CH 4 . O volume, em litros, de CH 4 remanescente é igual a:

Considerando

O(g), a 1 atm e 25° (condições padrão) e o comportamento desses como gases ideais, o volume

de gás carbônico produzido pela combustão completa do conteúdo de uma botija de gás contendo 174,0 g de butano é:

(Fgv 2013) O hidrogenossulfito de sódio, NaHSO 3 , é um insumo usado na indústria de fabricação de papel e de curtume. Pode ser obtido a partir da

A quantidade máxima de NaHSO 3 , em mols, produzida a partir de 42,4 toneladas de Na 2 CO 3 , é

810

No interior do casco dos navios, existem tanques que podem ter seu volume preenchido parcial ou totalmente com água do mar em

função das necessidades de flutuabilidade. Como os tanques são constituídos de materiais metálicos, eles sofrem, ao longo do tempo, corrosão pelo

contato com a água do mar, conforme a equação:

Um processo corrosivo no interior de um tanque fechado apresenta as seguintes características:

10.000 m de água do mar

Admita que, durante todo o processo de corrosão, o ar no interior do tanque esteve submetido às CNTP, com comportamento ideal, e que apenas o oxigênio presente no ar foi consumido. A massa de ferro, em quilogramas, consumida após o processo corrosivo foi igual a:

(Enem 2011) O peróxido de hidrogênio é comumente utilizado como antisséptico e alvejante. Também pode ser empregado em trabalhos de

restauração de quadros enegrecidos e no clareamento de dentes. Na presença de soluções ácidas de oxidantes, como o permanganato de potássio, este óxido decompõe-se, conforme a equação a seguir:

(aq) 2 KMnO

De acordo com a estequiometria da reação descrita, a quantidade de permanganato de potássio necessária para reagir completamente com 20,0 mL de uma solução 0,1 mol/L de peróxido de hidrogênio é igual a

(Uff 2010) O bicarbonato de sódio é convertido a carbonato de sódio após calcinação, de acordo com a reação não balanceada a seguir

A calcinação de uma amostra de bicarbonato de sódio de massa 0,49 g, que contém impurezas, produz um resíduo de massa 0,32 g. Se as impurezas da amostra não são voláteis à temperatura de calcinação, pede-se:

por meio de cálculos, o percentual de bicarbonato na amostra original.

Uma aliança de 10 g contém uma quantidade desconhecida de prata. Para se determinar essa quantidade, a aliança foi tratada com

solução aquosa de ácido nítrico, de modo a transformar toda a prata presente em íons Ag + (aq). Em seguida, foi adicionado excesso de cloreto (Cℓ - ) para

precipitar o Ag + (aq) na forma de cloreto de prata, AgCℓ(s), conforme equação a seguir: Ag + (aq) + Cℓ - (aq) AgCℓ(s)

Sendo a massa de cloreto de prata igual a 2,87 g, após filtração e secagem, é correto afirmar que a opção que mais se aproxima da percentagem de prata na aliança é:

(Ufrj 2006) A Conferência de Kyoto sobre mudanças climáticas, realizada em 1997, estabeleceu metas globais para a redução da emissão atmosférica

de CO 2 . A partir daí, várias técnicas para o sequestro do CO 2 presente em emissões gasosas vem sendo intensamente estudadas.

Uma indústria implantou um processo de sequestro de CO 2 através da reação com Mg 2 SiO 4 , conforme a equação representada a seguir:

Mg 2 SiO 4 + 2CO 2 2MgCO 3 + SiO 2

Determine, apresentando seus cálculos, o número de mols do óxido formado quando 4400 g de CO 2 são sequestrados.

Essa indústria reduziu sua emissão para 112.000 L de CO 2 por dia nas CNTP. A meta é emitir menos de 500 kg de CO 2 por dia.

Indique se a indústria atingiu a meta. Justifique sua resposta.

(Uerj 2005) A combustão completa do gás metano, feita em presença de ar, a temperatura e pressão constantes, pode ser representada pela seguinte

equação química não balanceada: CH 4 (g) + O 2 (g) CO 2 (g) + H 2 O(ℓ)

60,0 L deste combustível foram queimados por um veículo;

o oxigênio reagente represente 20% do volume total do ar;

Nestas condições, o volume de ar, em litros, necessário à combustão equivale a:

Aluno(a): 10. (Enem 2004) Em setembro de 1998, cerca de 10.000 toneladas de ácido sulfúrico (H
Aluno(a):
10.
(Enem 2004) Em setembro de 1998, cerca de 10.000 toneladas de ácido sulfúrico (H 2 SO 4 ) foram derramadas pelo navio Bahamas no litoral do Rio
Grande do Sul. Para minimizar o impacto ambiental de um desastre desse tipo, é preciso neutralizar a acidez resultante. Para isso pode-se, por exemplo,
lançar calcário, minério rico em carbonato de cálcio (CaCO 3 ), na região atingida.
A equação química que representa a neutralização do H 2 SO 4 por CaCO 3 , com a proporção aproximada entre as massas dessas substâncias é:
H SO
CaCO
CaSO
H O
CO
2
4
3
4
2
2
1 tonelada
1 tonelada
sólido
gás
reage com
sedimentado
Pode-se avaliar o esforço de mobilização que deveria ser empreendido para enfrentar tal situação, estimando a quantidade de caminhões necessária para
carregar o material neutralizante. Para transportar certo calcário que tem 80% de CaCO 3 , esse número de caminhões, cada um com carga de 30 toneladas,
seria próximo de
a) 100.
b) 200.
c) 300.
d) 400.
e) 500.
11.
(Ufrrj 2004) O airbag é um dispositivo usado em automóveis para proteger os motoristas num eventual acidente. Ele é inflado pelo gás nitrogênio
produzido na reação a seguir:
Considerando uma massa de 19,5 g de azida de sódio (NaN 3 ), a 27 ° C e 1 atm de pressão, pede-se:
a) a massa de óxido férrico consumida na reação,
b) o volume de gás nitrogênio produzido. (Dado: R = 0,082 atm.L.mol -1 .K -1 ).
12.
(Ufrrj 2004) O óxido de alumínio (Aℓ 2 O 3 ) é utilizado como antiácido.
Sabendo-se que a reação que ocorre no estômago é 1Aℓ 2 O 3 +6HCℓ 2AℓCℓ 3 +3H 2 O, a massa desse óxido que reage com 0,25 mol de ácido será
a) 3,25g.
b) 4,25g.
c) 5,35g.
d) 6,55g.
e) 7,45g.
13.
(Uff 2003)
O cloro empregado nos sistemas de purificação da água é obtido, industrialmente, pela decomposição eletrolítica da água do mar
mediante a reação química representada a seguir:
A massa
de cloreto de
sódio a
2NaCℓ(aq) + 2H 2 O(ℓ)  2NaOH(aq) + H 2 (g) + Cℓ 2 (g)
ser utilizada na produção de 25 toneladas (ton) de cloro, supondo uma eficiência de 100% do processo,
será,
aproximadamente:
a) 13 ton
b) 21 ton
c) 28 ton
d) 41 ton
e) 83 ton
14.
(Uff 2002) Acompanhando a evolução dos transportes aéreos, as modernas caixas-pretas registram centenas de parâmetros a cada segundo,
constituindo recurso fundamental na determinação das causas de acidentes aeronáuticos. Esses equipamentos devem suportar ações destrutivas e o
titânio, metal duro e resistente, pode ser usado para revesti-los externamente. O titânio é um elemento possível de ser obtido a partir do tetracloreto de
titânio por meio da reação não balanceada: TiCℓ 4 (g) + Mg(s)  MgCℓ 2 (liq.) + Ti(s)
Considere que essa reação foi iniciada com 9,5 g de TiCℓ 4 (g). Supondo-se que tal reação seja total, a massa de titânio obtida será, aproximadamente:
a) 1,2 g
b) 2,4 g
c) 3,6 g
d) 4,8 g
e) 7,2 g
15.
(Uff 2002) O composto de fórmula molecular Na 2 B 4 O 7 .10H 2 O, denominado tetraborato de sódio, é conhecido por bórax. Se uma criança ingerir de 5
a 10 gramas desse composto apresentará vômito, diarreia, poderá entrar em estado de choque e, até, morrer. Tal composto é um sólido cristalino que
reage com ácidos fortes de acordo com a equação:
Na 2 B 4 O 7 .10H 2 O+2H +  4H 3 BO 3 +5H 2 O+2Na +
Uma amostra de tetraborato de sódio, de massa 0,9550 g, reage completamente com uma solução de HCℓ 0,1000 M. Pode-se afirmar que o volume de
ácido clorídrico consumido nessa reação é, aproximadamente:
a) 5,00 mL b) 9,50 mL c) 25,00 mL d) 50,00 mL e) 95,00 mL
16.
(Pucrj 2001)
Na poluição atmosférica, um dos principais irritantes para os olhos é o formaldeído, CH 2 O, o qual pode ser formado pela reação do
ozônio com o etileno:
O 3 (g)+C 2 H 4 (g)  2CH 2 O(g)+O(g)
Num ambiente com excesso de O 3 (g), quantos mols de etileno são necessários para formar 10 mols de formaldeído?
a) 10 mol
b) 5 mol
c) 3 mol
d) 2 mol
e) 1 mol
17.
(Uff 2001) O fósforo elementar é, industrialmente, obtido pelo aquecimento de rochas fosfáticas com coque, na presença de sílica.
Considere a reação: 2Ca 3 (PO 4 ) 2 +6SiO 2 +10C  P 4 +6CaSiO 3 +10CO
e determine quantos gramas de fósforo elementar são produzidos a partir de 31,0g de fosfato de cálcio.
Dados: Massas molares (g/mol): P=31,0; Ca 3 (PO 4 ) 2 =310,0
a) 3,10 g
b) 6,20 g
c) 12,40 g
d) 32,00 g
e) 62,00 g
18.
(Pucrj 2000) O metanol, que é usado como combustível em alguns países, pode ser produzido a partir da reação de hidrogenação do monóxido de
carbono:
CO + 2H 2 
CH 3 OH
Qual seria o volume de H 2 necessário para obterem-se 3 mols de metanol, nas CNTP?
19.
(Uff 2000) Um meteorito de 4,5 bilhões de anos, que caiu numa cidadezinha do Texas, trouxe uma surpresa para os cientistas: "vestígio de água"
(transcrito de "O Globo" 30/08/99). Na investigação sobre a vida em outros planetas, procura-se verificar a existência ou não de água, pois, esta é
elemento essencial à vida, nos moldes até agora conhecidos. Considere a reação completa de 1,5m 3 de H 2 (g) com O 2 à temperatura de 27 ° C e pressão de
8,2atm. Nestas condições, a massa de água produzida e o volume de O 2 consumindo são, respectivamente:
a) 1,80 kg e 15,00 m 3
b) 4,50 kg e 3,00 m 3
c) 9,00 kg e 0,75 m 3
d) 18,00 kg e 1,50 m 3
e) 45,00 kg e 30,00 m 3
20.
(Uff 1999) O Cloreto de Alumínio é um reagente muito utilizado em processos industriais que pode ser obtido por meio da reação entre alumínio
metálico e cloro gasoso. Se 2,70g de alumínio são misturados a 4,0g de cloro, a massa produzida, em gramas, de cloreto de alumínio é:
a) 5,01
b) 5,52
c) 9,80
d) 13,35
e) 15,04
1. [D]
2
Aluno(a): Teremos: CO  Ba(OH)  H O  BaCO 2 2 2 3 44g 197g
Aluno(a):
Teremos:
CO
Ba(OH)
H O
BaCO
2
2 2
3
44g
197g
m
98,5g
CO
2
m
22 g
CO
2
22
n
0,5 mol
CO
2
44
P
V
n
R
T
1
V
0,5
0,082
(27
273)
CO
2
V
12,3 L
CO
2
V
V
V
CO
CH
2
4
30
12,3
V
CH
4
V
17,7 L
18 L
CH
4
2.
[D]
Balanceando a equação, vem:
13
C
H
g
O
g
4CO (g)
5H O(g)
4
10
2
2
2
2
58 g
4
24,5 L
174 g
V
CO
2
V
 294,0 L
CO
2
3.
[D]
Teremos:
Na CO
aq
2 SO
g
H O
l
2 NaHSO
aq
CO
g
2
3
2
2
3
2
106 g
2 mols
6
42,4 10
g
n
NaHSO
3
6
5
n
 0,8 10
mols
 8 10
mols
NaHSO
3
4.
[B]
Teremos:
3
30.000 m
de ar
100 %
V
1,6 %
O
2
V
 480 L
O
2
4 Fe
s
3 O
g
2 Fe
O
s
2
2
3
4
56
g
3
22,4 L
m
480 L
Fe
m
 1600
g
Fe
5.
[D]
Temos 20 mL de uma solução 0,1 mol/L de peróxido de hidrogênio, ou seja:
1 L
1000 mL
0,1 mol(H O
)
1000 mL
2
2
n mol(H O
)
20 mL
2
2
n
0,002 mol
H O
2
2
5 H O
(aq)
2 KMnO (aq)
3 H SO
(aq)
5 O
(g)
2 MnSO (aq)
K
SO
(aq)
8 H O ( )
l
2
2
4
2
4
2
4
2
4
2
5 mol
2 mol
0,002 mol
n'
mol
 4
n'
0,0008 mol
8,0
10
mol
6.
a) No balanceamento a quantidade de átomos de cada elemento químico deverá ser a mesma dos dois lados da equação química, logo
teremos:
2NaHCO 3  1Na 2 CO 3 + 1CO 2
+ 1H 2 O
3
Aluno(a): b) Como a calcinação produz um resíduo de 0,32 g, podemos calcular a quantidade de
Aluno(a):
b)
Como a calcinação produz um resíduo de 0,32 g, podemos calcular a quantidade de CO 2 e H 2 O liberada:
0,49 g – 0,32 g = 0,17 g.
2NaHCO
CO
H O
3
2
2
2(84 g)
(44 g18 g)
m
0,17 g
m
0,46 g de bicarbonato de sódio
100% da amostra
0,49 g
p
0,46 g
p
94 %
7.
[B]
b)
6.10 23 moléculas.
8.
a) 4400 g de CO 2 correspondem a 100 mols, pois a massa molar dessa substância é igual a 44 g/mol. Como 2 mols de CO 2 são
necessários para produzir 1 mol de SiO 2 , formam-se 50 mols de SiO 2 .
b)
Uma emissão de 112.000 L de CO 2 por dia, nas CNTP, corresponde a (112000L/dia)/(22,4L/mol) = 5000 mols/dia.
Logo, a emissão é de (5000 mol/dia)×(44 g/mol) = 220000 g/dia = 220 kg/dia. Portanto, a emissão é menor do que 500 kg/dia, o que
significa que a indústria atingiu a sua meta.
9.
[B]
10.
[D]
Utilizando a proporção aproximada fornecida no enunciado do teste, temos:
H SO
CaCO
CaSO
H O
CO
2
4
3
4
2
2
1
t
1
t
10.000 t
0,80
m (pureza de
80 %)
m
12.500 t
30
t
1 caminhão
12.500 t
x
x
416,67 caminhões
x
400 caminhões
11.
a) 6 mols (NaN 3 ) ------ 1 mol (Fe 2 O 3 )
390 g ----------------- 160 g
19,5 g ----------------- x
x = 8,0 g.
b)
n(NaN 3 ) = 19,5/65,0 = 0,3 mol
6 mols (azida) --------- 9 mols (N 2 )
0,3 mol (azida) --------- y
y = 0,45 mol.
PV = nRT
0,45 x 0,082 x 300 
V =
= 11,07 L
1
12.
[B]
13.
[D]
14.
[B]
15.
[D]
16.
[B]
17.
[B]
18.
134,4 litros
19.
[C]
20.
[A]
4