Você está na página 1de 12

USINA25anos­CidadedaReformaAgrária

USINA25anos­CidadedaReformaAgrária AssentamentoIrenoAlvesdosSantos.Image©USINACTAH

AssentamentoIrenoAlvesdosSantos.Image©USINACTAH

Estetexto,escritoporJoséThieseneMaiáriIasi,integraumasériedeartigosarespeitodas principaisexperiênciasdesenvolvidaspelaassessoriatécnica USINA CTAH,quecompleta

25anosemjunhode2015.Publicaremosatéadatadoisartigossemanaisquecontarão,a

partirdaperspectivadealgunsprojetosselecionados,ahistóriadogrupo.

Nodia17deabrilde1996,aproximadamente3milfamíliassemterraocuparamumenorme

latifúndionointeriordoParaná.Oepisódioficouconhecidomundialmenteatravésdaslentes dofotógrafoSebastiãoSalgado–queretratou,noensaio“Terra”,amassadetrabalhadores atravessandoaporteiradapropriedadecomsuasfoicesebandeirasempunhadasparaoalto.

Comalutadessasfamílias,27dos100milhectaresdolatifúndiosetransformaramem

assentamentodaReformaAgrária,tornando­seaptosaabrigar1,5milfamíliasdeagricultoras

eagricultores.

AUSINA–quejátinhavividonoCOPROMO aexperiênciadeprojetarumconjuntoparamil famílias–semostravaaparentementecredenciadaparaodesafiodecontribuirnaelaboração

doprojetoarquitetônicoedeimplantaçãodas1,5milfamíliassemterra.Mashaviauma

diferençacrucial:enquantonoCOPROMOasmilfamíliasforamassentadasemumaárea

urbanade54milm2(ou5,4hectares),nocasodoAssentamentoIrenoAlvesdosSantos,1,5

milfamíliasseriamassentadasemumaárearuralde27milhectares–númerocincomil

vezesmaior.Emoutraspalavras:aoinvésdeprojetaruma“implantação”,osarquitetos

daUSINAforamdesafiadosaprojetarumassentamentoruralequiçáinclusiveumacidade

inteiramentenova.

Asdimensõesdonovoassentamento–entãoomaiordopaís–,levaramopróprioMovimento dosTrabalhadoresRuraisSemTerra(MST)arepensaramelhorformadeocuparaquele

espaço:mesmopartindodeumcontextoemqueaproximadamente90%dasfamíliasaserem

assentadastinhamorigemestritamenterural,serianecessáriodarluzaalgumtipode

urbanidade.OdesafiolevouoMST,atéentãoacostumadoacontarcomaassistênciatécnica

deagrônomos,abuscarotrabalhodearquitetoseurbanistas.

Movimentoeassessoriatécnicapassaramentãoasonharcomonovoespaçourbanoaser

criado.Nãobastariasimplesmenteestabelecerumtipoqualquerdeurbanidade.Abria­sea

possibilidadedeseconstruirumacidadediferentee,maisdoqueisso,umacidade

contrapostaàcidadesegregadora,desigualeinjustaconstruídapelocapitalismo.Nas

palavrasdasliderançasdoMSTnaépoca,buscava­seconstruirumassentamentocom“visão

defuturoedevanguarda”:aCidadedaReformaAgrária.

Fac­símiledacartilhadistribuídaaosassentados.Image©USINACTAH

Fac­símiledacartilhadistribuídaaosassentados.Image©USINACTAH

Nodecorrerdoprocesso,descobriu­sequeaquelasterrasjáhaviamabrigado,nopassado, umacidadeplanejada:dentrodaáreadoassentamentoaindaestavamdepéasruínasque

sobraramdeumaantiga“vilabarrageira”,quehaviaabrigadocercade13milhabitantes–

construtoresdaHidrelétricadeSaltoSantiagonadécadade1970,duranteoregimemilitar.A

antigacidadeerageográficaeadministrativamentedivididadeacordocomaposiçãosocialde

seusmoradores:haviaobairrodosengenheiros,obairrodosoperários,eassimpordiante.O

planejamentoanterior,portanto,tinhaobjetivosclaramentesegregadores.

Ruínasdaantigavilabarrageira.Image©USINACTAH

Ruínasdaantigavilabarrageira.Image©USINACTAH

Essapré­existência–queatéentãoeradesconhecidapelosnovosocupantes–,deuumnovo

arranjoatudooquesevinhadiscutindoatéentão.Esseprocessopodesercompreendido

commaisdetalhesatravésdaleituradealgunsdostextosproduzidospormembros

daUSINA(verindicaçõesdeleitura,aofinal).Ofatoéque,comascomplexasdisputas

colocadasemjogo,ainfraestruturaurbanapré­existentefoireaproveitada,servindodesolo

paraaproduçãodeumaoutracidade–nãomaisinteiramentenova,masaindamovidapor

outrosobjetivoseoutrosprincípios.

Emmeadosdenovembrode1998,oassentamentoiniciavaoprocessodehabilitaçãopara

receberofinanciamentoreferenteàconstruçãodasmoradias.Estesrecursoscorrespondiam,

naépoca,aapenasR$2.500,00porfamília.Mesmoconsiderandoqueavilaestavainserida

emumaáreadepreservaçãoambientalesemestarmuitoclaroparaasfamíliasa necessidadedeseterduascasas(umanacentralidadeeoutranolotedeprodução),foi realizado,pordeterminaçãodoINCRA,oparcelamento,ademarcaçãoeadistribuiçãodos

primeiros500lotes.Dessemontante,foramconstruídas300casasnoslotesurbanos,tendo

asoutrasfamíliasoptadopormanterseuslotesapenasjuntoàproduçãorural.

Afimdeconstruirumprocessoparticipativobuscandoestabelecerumprogramaque contemplassedesdeaculturaconstrutivalocalatéocotidianodousodamoradiaeoda produçãoagrícola,foiiniciadaumadiscussãocomcadagrupodefamíliasdoassentamento, buscandodestituirasreferênciasformaise,naspalavrasdoarquitetoJoãoMarcosde AlmeidaLopes,darvazãoàespacializaçãoda"'culturadomorar'praticadaporaquele interlocutor,valorizandomaisosreferenciaisestabelecidospelotempo–ahistóriadas relaçõesdomoradorcomoespaço–queaquelesenunciadospeloespaço–aformacomo

ordenadoraderelaçõesnotempo"(LOPES,2002).

AUSINAtambémauxiliouosassentadosnamontagemdeumacooperativadeserviçosde

construçãocivil–aCOOPROTERRA–,comoobjetivodehabilitarecapacitarogrupo,não

sóparareceberegerirosrecursosdestinadosàconstruçãodasmoradias,comotambém

paraterumaalternativadeocupaçãoparaosintegrantesdasfamíliasassentadas.

COOPROTERRA.Image©USINACTAH Comoprojetoda USINA

COOPROTERRA.Image©USINACTAH

ComoprojetodaUSINA,foipossívelconstruircasasde48m2,comalvenariadetijolos

cerâmicos,todasasesquadriaseomínimonecessáriodeinstalações–algoqueparecia

impossíveldadaaexiguidadederecursos.Alémdisso,aindafoipossívelremunerar

minimamenteosassentadosqueintegravamacooperativa,cujopapelfoifundamental–

emboraacapacitaçãodogruponãotenhatidoomesmosucessodevidoàsdificuldadesem

cumprirocronograma,queexigiaumritmobastanteaceleradodeprodução.

OarquitetoWagnerGermano,daUSINA,discutindooprojetodascasascomosassentados. Image©USINACTAH

OarquitetoWagnerGermano,daUSINA,discutindooprojetodascasascomosassentados.

Image©USINACTAH

Tipologia1.Image©USINACTAH Tipologia2.Image©USINACTAH

Tipologia1.Image©USINACTAH

Tipologia1.Image©USINACTAH Tipologia2.Image©USINACTAH

Tipologia2.Image©USINACTAH

Tipologia3.Image©USINACTAH Implantação.Image©USINACTAH

Tipologia3.Image©USINACTAH

Tipologia3.Image©USINACTAH Implantação.Image©USINACTAH

Implantação.Image©USINACTAH

Mesmocomessaintervenção,aocupaçãosemanteveprecáriatantonoslotesurbanos

quantonosrurais,nãohavendorededeáguainstalada,energiaelétricaousistemadecoleta

deesgotooulixo.Nãohaviarecursosdestinadosàinstalaçãodeinfraestruturanemporparte

doINCRA,nempelosgovernos.

ApósumviolentoprocessodedesarticulaçãodoprojetodeimplantaçãodaCidadeda

ReformaAgrária,aUSINAprestouassessoriaaoMSTparaoplanejamentodeseisgrandes

comunidadesdistribuídaspeloimensoterritóriodoassentamento.Osdesenhoschegarama

preverequipamentosculturais,esportivosedeeducação,poucosdelesconcretizados.

Mesmoassim,éimportantenosdebruçarmossobreesseepisódioeentendê­locomo

processoimportantedadisputadoideáriodecidadeemgeral.OarquitetoJoãoMarcosde

AlmeidaLopes,daUSINA,vênestaexperiênciaumapotênciatransformadora:

"QuandooMovimentoseprescrevecomosujeitocoletivoapartirdoindivíduoqueproduza vidaenãoexclusivamentemercadoria,parece­nos,apartirdenossasimpressõesnoIreno Alves,quealcançamaioresavançosemtermosdeemancipaçãosocial:emergea possibilidadedeumprojetodeconstruçãodecultura,saltaaosolhososconteúdos ministradosemsuasescolas,nãoépossíveldeixardereconhecerdiferenciaisnosprogramas darádiocomunitária,chamaaatençãoasdemandasdosassentadosporespaçosparao teatro,amúsicaeadança,etc.Talvezsejaaíocampodaordemcontra­hegemônicae efetivamenteemancipatória.Instituídaemsuapotencialidadetransformadora,pelotantoque sepropõealiconstruir,pensarerealizaresta'outracidade'compõeumespectronaamplitude daaçãodopróprioMST:noembatepelasubversãodasestruturashegemônicasdedomínio atravésdareinvençãodaaçãopráticainvestidacomoaçãopolítica,oMovimentoreinventao

lugardaprópriaPolítica"(LOPES,2002).

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

LOPES,JoãoMarcosdeAlmeida.Odorsodacidade:ossem­terraeaconcepçãodeuma outracidade,in:SANTOS,BoaventuradeSousa(org.).ProduzirparaViver:oscaminhosda

produçãonãocapitalista.Porto:EditoraAfrontamento,2002.ColeçãoReinventara

EmancipaçãoSocial:paranovosmanifestos.Volume2.

INDICAÇÕES DE LEITURA

EntrevistacomPedroFioriArantessobreoprojetodaCidadedaReformaAgrária,por

GrazielaKunsch.

Rizek,JoanaBarrosePedroFioriArantes.

AssentamentoIrenoAlvesdosSantos,porJoãoMarcosdeAlmeidaLopes[verãoeditadado

artigo“Odorsodacidade:ossem­terraeaconcepçãodeumaoutracidade”].

FICHA TÉCNICA DO PROJETO

Local:

FICHA TÉCNICA DO PROJETO Local: RioBonitodoIguaçu–PR Linha do tempo:

RioBonitodoIguaçu–PR

Linha do tempo:

1998–PrimeirasconversascomoMST

1999–DiscussãoarespeitodascasaseorganizaçãodaCooperativaCoproterra

1999a2001–Construçãode525casas

2000a2001–DiscussãosobreaCidadedaReformaAgrária

2001–Iníciodasdiscussõessobreasagrovilas(comfinanciamentocomplementar)

2003a2004–Retomadadasdiscussõesarespeitodoplanejamentoregional

Agente organizador:

MovimentodosTrabalhadoresRuraisSemTerra­MST

Agente financiador:

INCRA­InstitutoNacionaldeColonizaçãoeReformaAgrária(casas)eONU(planejamento

territorial)

Atividades desenvolvidas pela USINA

AssessoriaparaaconstituiçãodaCooperativaMistadeProduçãoeTrabalho­Cooproterra

Assessorianadiscussãoeelaboraçãodosprojetos

ApoionoencaminhamentodosprocessosdefinanciamentojuntoaoINCRA

Organizaçãodasatividadesdecanteiroegestãodaobra

Acompanhamentoefiscalizaçãodaobradeconstruçãoemmutirãoeporautogestão

Escopo do projeto:

Etapa01:Projetodearquiteturaparaimplantaçãodeaproximadamente500casas

Etapa02:Projetodearquiteturaeurbanismoparaaimplantaçãodeumnovonúcleourbano

naantigaVilaBarrageiradeSaltoSantiago–aCidadedaReformaAgrária–com1500

casaseoutrosprogramas,queincluiriamagroindustrias;equipamentosdeeducação,saúde

ecultura;ealternativasdeempregoerendaparajovensemulheres

Etapa03:PlanejamentoRegionaldasAgrovilas

Equipe:

Casas:JoãoAugustodaFonseca,JoãoMarcosdeA.LopeseWagnerGermano

CidadedaReformaAgrária:EdsonMiagusko,JoanaBarros,JoãoMarcosdeA.Lopese

PedroArantes

PlanejamentoRegional:BrunoNogueira,CarolHeldt,EdsonMiagusko,FranciscoBarros,

JoanaBarros,MelinaAndrade,PedroArantes,RenataMoreiraeTaísJamraTsukumo.

Principais interlocutores:

ElemarCezimbra(liderançaregionaldoMST),Chico(Cooproterra),ZéPereira(Assentado),

Calegari(coordenadordaCoagri),Humberto(INCRA),YvesCabannes(ONU).

Tipo de canteiro:

Canteiroautogerido(atravésdaCooperativaCoproterra)

Técnicas construtivas:

Alvenariadeblocoscerâmicosportantesecoberturaemtelhasdemadeira

AssentamentoIrenoAlvesdos Santos.Image©USINA CTAH

AssentamentoIrenoAlvesdos

Santos.Image©USINA

CTAH

AssentamentoIrenoAlvesdos Santos.Image©USINA CTAH Fac­símiledacartilha distribuídaaosassentados.

Fac­símiledacartilha

distribuídaaosassentados.

Image©USINACTAH

Cita:

distribuídaaosassentados. Image©USINACTAH Cita: Ruínasdaantigavila barrageira.Image©USINA CTAH

Ruínasdaantigavila

barrageira.Image©USINA

CTAH

Cita: Ruínasdaantigavila barrageira.Image©USINA CTAH COOPROTERRA.Image© USINACTAH OarquitetoWagnerGermano,
Cita: Ruínasdaantigavila barrageira.Image©USINA CTAH COOPROTERRA.Image© USINACTAH OarquitetoWagnerGermano,

COOPROTERRA.Image©

USINACTAH

barrageira.Image©USINA CTAH COOPROTERRA.Image© USINACTAH OarquitetoWagnerGermano, daUSINA,discutindooprojeto

OarquitetoWagnerGermano,

daUSINA,discutindooprojeto

dascasascomos

assentados.Image©USINA

CTAH

dascasascomos assentados.Image©USINA CTAH Implantação.Image©USINA Tipologia1.Image©USINA CTAH

Implantação.Image©USINA Tipologia1.Image©USINA

CTAH

CTAH Implantação.Image©USINA Tipologia1.Image©USINA CTAH Tipologia2.Image©USINA CTAH CTAH Tipologia3.Image©USINA

Tipologia2.Image©USINA

CTAH

CTAH

Implantação.Image©USINA Tipologia1.Image©USINA CTAH Tipologia2.Image©USINA CTAH CTAH Tipologia3.Image©USINA CTAH

Tipologia3.Image©USINA

CTAH

RomulloBaratto."USINA25anos­CidadedaReformaAgrária"28May2015.ArchDailyBrasil.

Acessado2Jun2015.<http://www.archdaily.com.br/br/767619/usina­25­anos­cidade­da­reforma­

agraria>