~

JULHO

DE

2014

Nº04

C o n d i çõ es d e d o m i c í l i o d a
p o p u la ç ã o d e Sã o L u ís
O rg a n iz a d o re s : L AU R A R E G I N A C AR N E I RO
EDUARDO CELESTINO CORDEIRO

SEPLAN

da Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento (SEPLAN).br diie@diie.PREFEITO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO (SEPLAN) JOSÉ CURSINO RAPOSO MOREIRA .: SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO – SEPLAN RUA DO SOL. .PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO LUÍS EDIVALDO HOLANDA BRAGA JÚNIOR . o posicionamento da Prefeitura Municipal de São Luís (PMSL).br Esta publicação tem por objetivo a divulgação de estudos desenvolvidos por pesquisadores do Departamento da Informação e Inteligência Econômica (DIIE).diie.SECRETÁRIO DEPARTAMENTO DA INFORMAÇÃO E INTELIGÊNCIA ECONÔMICA (DIIE) LAURA REGINA CARNEIRO – COORDENADORA-GERAL EDUARDO CELESTINO CORDEIRO – COORDENADOR DA ÁREA DE ESTUDOS ECONÔMICOS E SOCIAIS ALINE SEREJO ROCHA .com. não expressando.CEP. 2 TEXTOPARADISCUSSÃO Nº 04/Julho 2014– Condições de Domicílio da população de São Luís. Seu conteúdo é de inteira responsabilidade do(s) autor(es). necessariamente.SÃO LUÍS/MA .COLETORA DEPARTAMENTO DA INFORMAÇÃO E INTELIGÊNCIA ECONÔMICA (DIIE) END.com.: 65.020-590 FONE: (98) 3212-3670 /3671/3674/3675 FAX: (98) 3212-3660 www. Nº 188 – CENTRO .

Prof. de moradia. Coordenado pelo Prof. dados e conclusões obtidas nesse estudo.25% para cerca de 9. fez-se um levantamento do tipo de domicílio. Pós-Dr. CONDIÇÕE S DE DOMICÍLI O Este item retrata aspectos relacionados à condição de moradia das famílias residentes em São Luís do Maranhão. para os anos 2000 e 2010. A fim de dar publicidade às importantes informações. Apesar de a definição de qualidade de vida ser bastante abrangente. fruto do acordo de empréstimo entre a Prefeitura Municipal de São Luís (PMSL) e o Banco Mundial (BIRD). Me. a Fundação Sousândrade de Apoio ao Desenvolvimento da Universidade Federal do Maranhão – FSADU foi contratada para implantar o Departamento da Informação e Inteligência Econômica (DIIE). em absoluto e percentual. de acesso aos bens e serviços básicos são vitais para o desenvolvimento humano e regional. Trata-se de um tema bastante importante dado que o desenvolvimento de um município/estado está diretamente associado à melhoria da qualidade de vida de sua população. Me. Profa.APRESENTAÇÃO Em 2013. além de estudantes e estagiários dos cursos de Ciências Econômicas e da Computação. é intuitivo saber que as condições de infraestrutura. Anselmo Cardoso de Paiva.Marcelo Virgínio de Melo. Paulo Aguiar do Monte.UFMA. Simara Vieira da Rocha. principalmente. Prof. o número relativo de famílias que moram em apartamentos subiu de 5. o DIIE irá reproduzir o relatório. Inicialmente. As informações estão contempladas na Tabela 1 e retrata.00% 3 TEXTOPARADISCUSSÃO Nº 04/Julho 2014– Condições de Domicílio da população de São Luís. De 2000 a 2010. uma iniciativa do Programa de Recuperação Ambiental e Melhoria da Qualidade de Vida da Bacia do Bacanga. Dr. bem como o desenvolvimento de equipe da municipalidade na área de Análise de Dados Socioeconômicos e a elaboração do “Relatório com dados socioeconômicos de São Luís – MA”. . Felipe de Holanda . Prof. Essa equipe-chave selecionada pela FSADU ficou responsável pela criação de mecanismos e instrumentos para o aperfeiçoamento e ampliação do “Mapa Socioeconômico de São Luís‟. Me. através da série “Textos para Discussão”. da Universidade Federal do Maranhão . o tema aborda questões relacionadas às condições de domicílio da população de São Luís. o projeto contou com a participação do Prof. Geraldo Braz Júnior. 1. o fenômeno da verticalização urbana. Me. de forma fracionada. Nesse quarto número.

cedida e outra condição – para os anos 2000 e 2010. . a seguir. em absoluto e percentual. cerca de 168. Condições da moradia. sendo este o 4 TEXTOPARADISCUSSÃO Nº 04/Julho 2014– Condições de Domicílio da população de São Luís.96% em 2010. alugada. conforme a situação – própria. Tipo de domicílio. Censos Demográficos. Tabela 2. 2000 e 2010.05%. 2000 e 2010. Capitais do Nordeste.284 (83. Tabela 1.21%) residiam em moradia própria no ano de 2000.no município. para 88. Fonte: IBGE. Censos Demográficos. enquanto o percentual de famílias que moram em casas reduziu de 92. Os números mostram que dos 202. em 2000. Fonte: IBGE. As informações foram coletadas para as capitais do Nordeste. As condições da moradia no referente à posse do imóvel onde reside estão descritas na Tabela 2.231 domicílios localizados na cidade de São Luís. São Luís – MA.

pode-se verificar que os itens que apresentaram maiores índices de crescimento anual foram microcomputador e máquina de lavar. cerca de 48.621 (78. independente da zona (urbana ou rural). para cerca de 69. em 2010. Fonte: IBGE.154 domicílios de São Luís cerca de 201. para cerca de 36. De uma forma geral. dois fatos interessantes merecem ser destacados quando se analisa a relação bem/domicílio: 1.27% (para o ano 2010) dos domicílios da cidade de São Luís possuem entre 4 e 6 cômodos. sendo o segundo maior percentual observado dentre as capitais nordestinas. A Tabela 3 retrata os bens materiais por domicílio. que reduziu de 80. O único bem que reduziu sua participação foi rádio. . para os anos 2000 e 2010. Já em relação ao ano de 2010. estão descritas na Tabela 4. em 2000. As informações referem-se aos domicílios da cidade de São Luís e da média das capitais do Nordeste.154 em 2010).85 em 2010. tanto para a cidade de São Luís quanto para a média observada nas capitais nordestinas. em 2000.10%) eram de residências próprias. São Luís – MA.14.maior percentual encontrado quando comparado aos valores observados para as demais capitais nordestinas.50% (para o ano 20000) e 54.38 rádios para cada 100 residências.231. O bem automóvel para uso particular foi o que apresentou maior crescimento no período. Censos Demográficos. O número de cômodos na residência segundo a zona urbana e rural. 2. dos 258. Restringindo a análise para o município de São Luís e levando em consideração o total de domicílios na cidade (202. Tabela 3. 2000 e 2010. saltando de um indicador de 7.82%). Tendo como base de análise a taxa de crescimento geométrica anual. atrás apenas de Teresina (79.68 automóveis para cada 100 residências. em 2000. Posse de bens da população. e 258. 5 TEXTOPARADISCUSSÃO Nº 04/Julho 2014– Condições de Domicílio da população de São Luís.

07%). 6 TEXTOPARADISCUSSÃO Nº 04/Julho 2014– Condições de Domicílio da população de São Luís. com 93. refletindo. Analisando as capitais do Nordeste de forma comparativa e tendo como base a cidade de São Luís percebe que no ano de 2000 a coleta de lixo realizada por serviço de limpeza contemplava 68. Número de cômodos na residência. diminuindo o gap existente entre São Luís e as capitais nordestinas que apresentaram os melhores indicadores (Recife. 2000 e 2010.98% dos domicílios e saltou para 88. . 2. a cidade de São Luís (68.30% dos domicílios com a coleta de lixo sendo realizada por serviço de limpeza no ano de 2000.Tabela 4. São Luís – MA. superado apenas por Salvador (67.07% no ano de 2010). e. assim.30%.30% no ano de 2010. Fonte: IBGE. apesar de ainda continuar na mesma posição relativa – a segunda pior quando comparada às demais capitais nordestinas. Ainda com base na Tabela 5. uma melhoria considerável dos serviços. deve-se ressaltar que houve uma melhoria significativa dos serviços de coleta de lixo realizado por serviço de limpeza cujo percentual de domicílios alcançados saltou para 88. COLETA DE LIXO A Tabela 5 descreve a presença dos serviços de coleta de lixo das capitais nordestinas para o ano de 2000 e 2010.98%) apresentou o segundo pior indicador de coleta de lixo no ano de 2000. João Pessoa com 97. Censos Demográficos. Já em 2010.

os índices mostram uma melhoria nas ações de coleta e disposição final dos esgotos sanitários haja vista o aumento percentual do esgotamento sanitário via rede geral de esgoto ou pluvial (de 41. Capitais do Nordeste. Serviços de coleta de Lixo. Censos Demográficos. Fonte: IBGE.90% em 2010).68% em 2010) e a redução do número de residências que não tinham banheiro ou sanitário (de 15. 2000 e 2010. os números mostram que 7 TEXTOPARADISCUSSÃO Nº 04/Julho 2014– Condições de Domicílio da população de São Luís. . Apesar das melhorias observadas. No referente ao tratamento da rede de esgoto. tratamento e a disposição final adequada dos esgotos sanitários que vão desde as ligações prediais até o seu lançamento final no meio ambiente. 3. ESGOTAMENTO SANIT ÁRIO A universalização dos serviços tratamento da rede de esgoto e de abastecimento de água está prevista na legislação nacional no intuito de garantir a saúde dos cidadãos brasileiros. a Tabela 6 retrata os valores em absoluto e percentual do tipo de esgotamento sanitário observada nos domicílios da cidade de São Luís.30% em 2000 para 46. A definição de esgotamento sanitário contempla as ações de coleta.14% em 2000 para 1. transporte. Sobre as formas de esgotamento sanitário na cidade de São Luís durante a primeira década do século XXI.Tabela 5.

a Tabela 7 descreve os valores. 2000 e 2010. 4. observados para as capitais dos estados do Nordeste. Fonte: IBGE. em absoluto e percentual. Formas de abastecimento de água. Censos Demográficos. 2000 e 2010. Capitais do Nordeste. Os números verificados relativos às formas de abastecimento de água podem ser um bom indicador para mensuração do acesso da população aos serviços básicos. . Censos Demográficos. São Luís – MA. ABASTECIMENTO DE ÁGUA No referente às formas de abastecimento de água dos domicílios. Fonte: IBGE. Tipo de esgotamento sanitário. 8 TEXTOPARADISCUSSÃO Nº 04/Julho 2014– Condições de Domicílio da população de São Luís.ainda existe muito a ser feito no sentido de melhorar as condições de esgotamento sanitário dos domicílios da cidade de São Luís. Tabela 7. Tabela 6. em absoluto e percentual.

capital da Bahia. em 2010 (98. Estes valores destoam bastante dos observados em João Pessoa no ano de 2000 (97.76%) quanto em 2010 (78. .70%) e em Salvador.53%). 9 TEXTOPARADISCUSSÃO Nº 04/Julho 2014– Condições de Domicílio da população de São Luís.Dentre as capitais do Nordeste. a cidade de São Luís apresentou o segundo menor percentual de domicílios abastecidos pela rede geral de distribuição. tanto em 2000 (78.90%).

mediante a criação de mecanismos e instrumentos capazes de atualização. 114 p. Relatório com dados socioeconômicos de São Luís – MA. 10 TEXTOPARADISCUSSÃO Nº 04/Julho 2014– Condições de Domicílio da população de São Luís.REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA Fundação Sousândrade de Apoio ao Desenvolvimento da UFMA (FSADU). 2013. . aperfeiçoamento e ampliação do ‘Mapa socioeconômico de São Luís’”. São Luís: FSADU. Produto 1 do Acordo de Empréstimo nº 7578 – BR: “Implementação do Departamento da Informação e Inteligência Econômica com o desenho e instalação de portal socioeconômico.