Você está na página 1de 23

Manual de Elaboração e Normalização de

Monografia
REDE DE BIBLIOTECAS IPEMED

Manual de normalização de monografias

Belo Horizonte
2009

2
Ins29 Instituto de Pesquisa e Ensino Médico do Estado de Minas
Gerais.
FICHA CATALOGRÁFICA
Manual para normalização de monografias /
Instituto de Pesquisa e Ensino Médico (IPEMED); Rede de
Bibliotecas do IPEMED. Belo Horizonte: IPEMED-MG,
2009.

16 p.
Inclui referências

1. Trabalhos Acadêmicos – Normatização.


2. Publicações científicas. I. Titulo

CDD: 001.42

3
Sumário

Apresentação .......................................................................................................................6

Padronização IPEMED para entrega de monografias..........................................................7

Como formatar monografia .................................................................................................8

Definição .............................................................................................................................9

Estrutura básica ...................................................................................................................9

Elementos pré-textuais

Capa ..................................................................................................................................10

Folha de rosto ....................................................................................................................10

Folha de aprovação............................................................................................................11

Dedicatória ........................................................................................................................12

Agradecimentos ................................................................................................................12

Epígrafe .............................................................................................................................12

Resumo na língua do texto ................................................................................................12

Resumo em língua estrangeira ..........................................................................................13

Lista de figuras, tabelas, abreviaturas, símbolos, etc. .......................................................14

Sumário .............................................................................................................................14

Elementos Textuais

Introdução .........................................................................................................................14

Desenvolvimento ..............................................................................................................14

Conclusão ..........................................................................................................................15

Elementos Pós Textuais

Referências ........................................................................................................................16

Glossário ...........................................................................................................................16

4
Anexo(s) ............................................................................................................................16

Apêndice(s) .......................................................................................................................16

Índice .................................................................................................................................16

Dica IPEMED: Como fazer referência bibliográfica.........................................................17

Bibliografia ........................................................................................................................23

5
Apresentação

O Instituto de Pesquisa e Ensino Médico – IPEMED no compromisso de zelar por um


ensino médico de excelência, qualidade e estímulo a produção do saber presenteia seus
alunos médicos com a publicação ‘Manual de Elaboração e Normalização de Monografia’,
cuidadosamente desenvolvido pela Rede de Bibliotecas da instituição.

O objetivo deste manual é orientar os alunos médicos quanto à elaboração da sua


monografia. Esta publicação traduz de forma simples, clara e objetiva as normas e padrões
exigidos pela ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas em trabalhos de conclusão
de curso – TCC. Para isso, procuramos ilustrar cada etapa a ser trabalhada pela monografia.

Além deste manual, o aluno médico encontra na biblioteca do IPEMED todo apoio e
orientação com relação a padronização de sua monografia. Fale com o bibliotecário! Ele e
toda equipe do IPEMED estão, sem dúvida, sempre dispostos a contribuir para a sua
formação.

6
Padronização IPEMED para entrega de monografias

Atenção aluno médico: Sua monografia só será aceita pela Secretaria Acadêmica do
IPEMED se obedecer os seguintes requisitos:

• Capa dura, na cor verde musgo


• Entregar duas vias em formato físico: uma para o arquivo do IPEMED e outra para o
arquivo da Instituição que chancela o curso. Importante frisar que o coordenador
eventualmente poderá solicitar outras cópias.
• Entregar uma via em formato eletrônico, preferencialmente em pdf para
disponibilização no banco de dados eletrônico da biblioteca IPEMED.
• A capa e dorso deverão conter as seguintes informações:

Modelo da Capa

1) Instituto de Pesquisa e Ensino Médico do Estado de... (nome


estado) - IPEMED
Faculdade de Medicina da Universidade Gama Filho - UGF
Curso de Pós-Graduação Médica modalidade Lato Sensu
em....(nome do curso)

2) Título da monografia

3) Nome completo do aluno pós-graduando

4) Cidade (Belo Horizonte - MG ou Salvador – BA ou São Paulo –


SP)

5) ano (referente à formatura)

Modelo do dorso:
1) Ano
2) Título monografia Aluno-médico: A divulgação da sua monografia é
3) Nome do aluno essencial para o avanço da ciência, na área da saúde.
Então contribua! Permita a divulgação dela no
Banco de Dados de Monografias, que está no site do
IPEMED. 7
Como formatar monografia

• A Monografia deverá ser impressa em folha A4 (21,0 x 29,7 cm) branca, com tinta
preta, utilizando só a frente da folha.
• Fonte Arial ou Times New Roman
• Tamanho 12 para o texto. Tamanho 14 ou 16 para o nome de cada seção.
• Texto com espaçamento duplo. Resumo e referências com espaçamento 1,5 cm
• Margem Superior: 3,0 cm
 Margem Esquerda: 3,0
cm
• Margem Direita: 2,0 cm
• Margem Inferior: 2,0 cm
• Parágrafo com 2 cm
• Numeração: Todas as folhas do trabalho são contadas a partir da folha de rosto,
seqüencialmente, contudo a numeração só é colocada a partir da primeira folha da
parte textual, ou seja, a partir da folha de introdução. A numeração deve ficar no
canto superior direito da folha.
• Para os trabalhos em mais de um volume, deve ser dada uma numeração seqüencial
das folhas do primeiro ao último volume, Já a numeração de apêndices e anexos,
quando utilizados, deve ser contínua à do texto principal.

8
Definição de Monografia

Segundo Solomon (1993, p.179), a Monografia “é o tratamento escrito de um tema


específico que resulte de investigação científica com o escopo de apresentar uma
contribuição relevante ou original e pessoal à ciência”. A monografia deve ser realizada
individualmente. O texto deve ser escrito em linguagem clara e objetiva devendo estar
relacionada ao curso, disciplina, estudo e ter a supervisão de um orientador ou professor.
Sua estrutura é muito parecida com a das dissertações e teses.

Estrutura Básica da Monografia

A monografia tem que estar disposta, rigorosamente, na seqüência abaixo:

1. Capa
2. Folha de rosto
3. Folha de aprovação
4. Dedicatória
5. Agradecimentos
6. Epígrafe
7. Resumo na língua do texto
8. Resumo em língua estrangeira
9. Lista de figuras, tabelas, abreviaturas, símbolos, etc
10. Sumário
11. Introdução
12. Desenvolvimento
13. Conclusão
14. Referência bibliográfica
15. Glossário
16. Anexo
17. Apêndice
18. Indice

Legenda: Obrigatório / opcional

9
Elementos pré-textuais

1) Capa

A capa é um elemento obrigatório e deve trazer as seguintes informações: autoria, título do


trabalho, subtítulo (se houver), número do volume (se houver mais de um), local (cidade) e
ano de depósito (entrega), dispostos nessa ordem. Sendo opcional, a inclusão de outros
elementos ou dados como o nome da instituição. Todos os elementos devem estar dispostos
no centro da folha.

Exemplo:

2) Folha de rosto

Assim como a capa, a folha de rosto é um elemento obrigatório e deve conter as seguintes
informações: autor, título, subtítulo (se houver), indicação do curso e grau pretendido da
monografia, nome do orientador, local e data.
Já o verso da folha de rosto deve conter a ficha catalográfica, de acordo com o Código de
Catalogação Anglo-Americano – AACR e a NBR 12899. A biblioteca do IPEMED fornece
a ficha catalográfica para o aluno de forma gratuita. Para saber como solicitar a sua, favor
entrar na área de serviços, que está no site da biblioteca: www.ipemed.com.br

10
Exemplo:

Texto: Monografia apresentada ao Curso


de Pós-Graduação em Endocrinologia do
Instituto de Pesquisa e Ensino Médico do
Estado de Minas Gerais / Universidade
Gama Filho, como requisito parcial para
obtenção do título de Especialista em
Endocrinologia.

3) Folha de aprovação

A folha de aprovação é um elemento obrigatório e deve vir após a folha de rosto, contendo
as seguintes informações: nome do autor do trabalho, título do trabalho e subtítulo (se
houver), natureza e objetivo do trabalho, linha de pesquisa, área de concentração, nome da
instituição a que é submetido, data de aprovação, nome completo dos membros da banca
examinadora, titulação e instituições a que pertencem e local para assinatura dos mesmos.
Sendo que, a data de aprovação e a assinatura dos membros da banca examinadora são
inseridas após a aprovação do trabalho.

Monografia apresentada Texto: Monografia apresentada ao curso


de Pós-Graduação em Endocrinologia do
Instituto de Pesquisa e Ensino Médico do
Estado de Minas Gerais / Universidade
Gama Filho, como requisito parcial para
obtenção do título de Especialista em
Endocrinologia.

11
4) Dedicatória

Elemento opcional. A dedicatória é um texto breve, no qual o autor faz uma homenagem ou
dedica seu trabalho a alguém.

5) Agradecimentos

É outro elemento opcional, no qual o autor agradece as pessoas e instituições que de alguma
forma contribuíram para a elaboração do trabalho.

6) Epígrafe

É uma citação ou pensamento que embasou a pesquisa. É opcional. Não sendo necessário
colocar título.

7) Resumo na língua do texto

Elemento obrigatório, normalmente redigido pelo próprio autor da monografia. O resumo é


uma síntese dos pontos relevantes do texto. Escrito em linguagem clara, concisa, direta, com
um número de 150 a 500 palavras. Deve ressaltar o objetivo, o resultado e as conclusões
do trabalho, assim como o método e a técnica que foram empregados na elaboração do
trabalho. Deve-se acrescentar após o resumo, as palavras-chave e/ou descritores os quais
devem ser pesquisados no DeCS (Descritores em Ciências da Saúde): http://decs.bvs.br/

12
Exemplo:

8)Resumo em língua estrangeira

É a tradução do resumo para uma língua estrangeira, preferencialmente o inglês


(Abstract), francês (Resumé) ou espanhol (Resumen). Devendo conter as palavras-chave
na língua referente.

13
9) Lista de figuras, tabelas, abreviaturas, símbolos, etc.

Após o Abstract, podem ser incluídas (opcional) algumas listas se o autor achar necessário,
sendo elas: Lista de tabelas, Lista de Figuras e Lista de Abreviaturas e Siglas.
A Lista de Abreviaturas e Siglas é composta por todas as abreviaturas e siglas que aparecem
no trabalho, sendo colocadas em ordem alfabética seguidas das palavras ou expressões
correspondentes escritas por extenso. As demais listas são elaboradas seguindo a ordem que
os elementos em questão (tabelas ou figuras) aparecem no texto, colocando seu nome e a
página onde se encontra.

10) Sumário
Item obrigatório, o sumário apresenta o conteúdo do trabalho, suas principais divisões e
seções na mesma ordem em que aparecem no texto. O objetivo principal do sumário é
mostrar a estrutura do trabalho, tornando mais fácil sua consulta.

Elementos textuais

As próximas folhas da monografia estarão divididas entre Introdução, Desenvolvimento e


Conclusão, chamados, portanto, de elementos textuais. Todo trabalho de pesquisa,
interpretação de dados, análise de assunto são encontrados nessas etapas, portanto, é
fundamental orientação do professor ou de outro especialista designado.

11) Introdução
É a apresentação sucinta e objetiva do trabalho, fornecendo informações sobre sua natureza,
sua importância e sobre como foi elaborado: objetivo, métodos e procedimentos seguidos;

12) Desenvolvimento
É a parte principal do texto. O desenvolvimento é composto de:

14
 Revisão de literatura: o pesquisador deve demonstrar conhecimento da literatura
básica sobre o assunto, resumindo os resultados de estudos feitos por outros autores.
A literatura citada deve ser apresentada preferencialmente em ordem cronológica, em
blocos de assunto, mostrando a evolução do tema de forma integrada. Todo
documento consultado deve constar nas referências bibliográficas.
 Metodologia: o autor faz uma descrição da metodologia utilizada no
desenvolvimento do trabalho. O texto deve ser breve, porém completo demonstrando
claramente as técnicas e processos empregados, assim como seu delineamento
experimental.
 Resultados: o pesquisador deve apresentar de maneira detalhada, a fim de propiciar
ao leitor uma percepção completa dos resultados obtidos. Devem-se incluir
ilustrações, como quadros, gráficos, tabelas, mapas e outros.
 Discussão dos resultados: nesta parte, o autor faz uma comparação entre os
resultados alcançados pelo estudo com aqueles descritos na revisão de literatura.

13) Conclusão
É é a síntese dos resultados do trabalho e tem por finalidade recapitular sinteticamente os
resultados da pesquisa elaborada.

Exemplo:

15
Elementos pós-textuais

São considerados como elementos pós textuais: referências, o glossário, o apêndice, o


anexo, o índice. São os elementos que tem relação com o texto, mas que, para torná-lo
menos denso e não prejudicá-lo, costumam vir apresentados após a parte textual.

14) Referência Bibliográfica


Trata-se de uma lista das publicações que foram utilizadas na elaboração do trabalho. As
referências podem ser ordenadas alfabeticamente ou pelo sistema numérico e devem ser
elaboradas de acordo com o padrão NBR 6023 (ABNT, 2002). No final deste manual
apresentamos, de forma suscinta, como elaborar as referência do material consultado.

15) Glossário:
É uma lista de termos pouco conhecidos, palavras estrangeiras, termos ou expressões
técnicas seguidas de suas definições ou traduções.

16) Anexo(s)
A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT, 2002c) define anexo como sendo
“texto ou documento não elaborado pelo autor, que serve de fundamentação, comprovação e
ilustração para a monografia”.

17) Apêndice(s)
Segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT, 2002c), o apêndice é um
“texto ou documento elaborado pelo autor a fim de complementar sua argumentação, sem
prejuízo da unidade nuclear do trabalho”.

18) Índice
O índice é constituído por uma relação de palavras significativas indicando a localização das
informações no texto.

16
DICA IPEMED: COMO FAZER REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:

1.1Livros e folhetos
Formato impresso

AUTOR. Título: subtítulo. Edição. Local (cidade)


de publicação: Editora, data. Número de páginas
ou volumes. (Nome e número da série).

• Um autor:
GITMAN, Leandro Jacquilo de. Princípios de administração financeira. 7. ed.
São Paulo: Harbra, 1997.
• Dois ou três autores:
BRANDÃO, Antônio Salazar P.; PEREIRA, Lia Valls (orgs.). MERCOSUL:
perspectivas da integração. 2. ed. Rio de Janeiro: Fundação Getulio Vargas,
1997.
• Mais de três autores:
GALVÃO, Antônio Figueira et al. Condições e importância dos serviços
tecnológicos. São Paulo: SCTDE/FECAP/Unicamp, 1993. (Relatório de
Pesquisa).

Formato eletrônico

AUTOR. Título: subtítulo. Edição. Local (cidade) de


publicação; Descrição física do meio eletrônico
(disquete, CD-ROM, etc.) ou Disponível em:
<endereço eletrônico>. Acesso em: dia, mês e ano.
(para documento on-line).

RÍMULO, Alcione Lúcia Morais; SANTIAGO JÚNIOR, Orlando;


RODRIGUES, Vane. Manual para normalização de monografias. 2.ed.rev.
Belo Horizonte: EAP/ABO-MG, 2007. 49 p. Disponível em: abomg.no-
ip.com/abo/pdfs/Normalizacao_de_Monografias.pdf. Acesso em: 03/06/2009.

17
1.2 Monografias, dissertações e teses
Formato impresso

Autor. Título: subtítulo. Ano de apresentação. Número de


folhas ou volumes. (Categoria e área de concentração) –
Nome da Faculdade, Nome da Universidade, cidade, ano da
defesa.

FERREIRA, C.K.L. O financiamento da indústria e infra-estrutura no


Brasil. 1995. Tese (Doutorado em Economia) Instituto de Economia,
Universidade de Campinas, Campinas, 1995.

Formato eletrônico

Autor. Título: subtítulo. Ano de apresentação. Número de


folhas ou volumes. (Categoria e área de concentração) – Nome
da Faculdade, Nome da Universidade, cidade, ano da defesa.
Descrição física do meio eletrônico (disquete, CD-ROM, etc.)
ou Disponível em: <endereço eletrônico>. Acesso em: dia, mês
e ano. (para documento on-line).

ASSUMPÇÂO, Solange Rodrigues Bonomo. O jogo da pontuação:


construção do sentido na tessitura as escrita. 2002. Dissertação (Mestrado em
estudos Lingüísticos) - Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas
Gerai8s, Belo Horizonte. ISBN: 85-87470-47-7. 1 CD-ROM.

1.3 Trabalho apresentados em evento


Formato impresso

Nome do evento, número, ano, local de realização


(cidade). Título ... subtítulo da publicação. Local de
publicação (cidade): Editora, data de publicação.
Número de páginas ou volumes.

GUIMARÃES, Edson Peterli. Componente tecnológico comparativo das


exportações ao Mercosul e ao resto do mundo. In: ENCONTRO NACIONAL

18
DE ECONOMIA, 27., 1999, Belém. Anais... São Paulo: USP, 1999. p. 1005-
1032.

Formato eletrônico

Nome do evento, número, ano, local de realização (cidade).


Título ... subtítulo da publicação. Local de publicação (cidade):
Editora, data de publicação. Descrição física do meio eletrônico
(disquete, CD-ROM, etc.) ou Disponível em: <endereço
eletrônico>. Acesso em: dia, mês e ano. (para documento on-
line).

SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE ANÁLISE DO DISCURSO, 2.,


2002, Belo Horizonte. Discurso, ação & sociedade. Belo Horizonte:
FALE/UFMG, 2002.1 CD-ROM.

1.4 Normas técnicas


Formato impresso

Autor. Número da norma: título e subtítulo. Local de


publicação (cidade): Editora, data. Número de páginas.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR


6023: informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro,
2002. 24 p..

Formato eletrônico

Autor. Número da norma: título e subtítulo. Local de


publicação (cidade): Editora, data. Número de páginas.
Descrição física do meio eletrônico (disquete, CD-ROM, etc.)
ou Disponível em: <endereço eletrônico>. Acesso em: dia, mês
e ano. (para documento on-line).

19
BELO HORIZONTE. Prefeitura Municipal. Secretaria Municipal de Saúde.
005/99: norma técnica de fiscalização e vigilância em laboratórios de
citopatologia... Belo Horizonte, 1999. Disponível em:
<www.pbh.gov.bt/smsa/vigilancia/arquivos>. Acesso em: 18/12/2002.

1.5 Documento jurídico (legislação)


Formato impresso

JURISDIÇÂO (Nome do país, estado ou município) ou NOME


DA ENTIDADE (no caso de normas). Título, numeração e data
(dia, mês e ano). Elementos complementares para melhor
identificação do documento (se necessário). Dados da publicação
que transcreveu o documento.

MINAS GERAIS. Decreto n. 17.17.248 de 4 de julho de 1975. Minas


Gerais, Belo Horizonte, 5 jul. 1975. p. 5.

Formato eletrônico

JURISDIÇÂO (Nome do país, estado ou município) ou NOME DA


ENTIDADE (no caso de normas). Título, numeração e data (dia, mês
e ano). Elementos complementares para melhor identificação do
documento (se necessário). Dados da publicação que transcreveu o
documento. Descrição física do meio eletrônico (disquete, CD-ROM,
etc.) ou Disponível em: <endereço eletrônico>. Acesso em: dia, mês
e ano. (para documento on-line).

BRASIL. Congresso Nacional. Lei n. 10.523 de 23 de julho de 2002. Cria e


transforma, no quadro permanente de pessoal da secretaria do Tribunal
Regional do Trabalho da 9ª região, os cargos que menciona e dá outras
providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Poder
Executivo, Brasília, DF, 24 jul. 2002. Seção 1. p. 3. Disponível em:
<http//www.in.gov.br>. Acesso em: 23/12/2002.

20
1.6 Capítulos de livros
Formato impresso

AUTOR DO CAPÍTULO. Título do capítulo. In: AUTOR


DO LIVRO. Título: subtítulo do livro. Edição. Local (cidade)
de publicação: Editora, data. volume, capítulo, páginas
inicial-final da parte.

PERRIS, C. M. Social System. In:___.Avian ecology.


Glasgow:Blackie, 1983. cap, 2, p. 7-32.

Formato eletrônico

AUTOR DO CAPÍTULO. Título do capítulo. In: AUTOR DO


LIVRO. Título: subtítulo do livro. Edição. Local (cidade) de
publicação: Editora, data. volume, capítulo, páginas inicial-final
da parte. Disponível em: <endereço eletrônico>. Acesso em:
dia, mês e ano. (para documento on-line).

ALENCAR, José de. O guerreiro. In.___.Ubirajara.[s.n.t.]. cap. 3.


Disponível em: http://www.vestibaboom.com.br. Acesso em:
30/11/2000.

1.7 Partes isoladas (páginas)


Formato impresso

AUTOR DA PUBLICAÇÂO. Título. Edição. Local de


publicação (cidade): Editora, data. Número das páginas
seqüenciais e isoladas.

PASQUARELLI, M., L. Procedimentos para busca e uso da


informação: capacitação do aluno de graduação. Brasília: Thesaurus,
1996, p.13-29, 42, 47.

1.8 Revistas

AUTOR, título, subtítulo do artigo, título do periódico, local


de publicação, volume, número, páginas do artigo, mês e
data de publicação.

21
MARQUES, Benjamim Campolina. Legislação e movimentos
pendulares ambientais. Revista Mineira de Engenharia, Belo
Horizonte, v. 3, n. 6, p. 8-11, out. 1989.

1.9 Jornal

AUTOR, título, subtítulo do artigo, título do jornal, local de


publicação, data de publicação, caderno e páginas.

MACHADO, P. C. Atendimento médico rural. O Estado de São


Paulo. São Paulo, 30 ago. 1971. 2º cad., p. 24.

22
Bibliografia
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR 6023:
informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro, 2002a.

______. NBR 14724: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio


de Janeiro, 2002c.

FRANÇA, Júnia Lessa; VASCONCELLOS, Ana Cristina de; MAGALHÃES, Maria


Helena de Andrade; BORGES, Stella Maris. Manual para Normalização de Publicações
Técnico-Científicas. 7. ed. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2004. 242 p.

RÍMULO, Alcione Lúcia Morais; SANTIAGO JÚNIOR, Orlando; RODRIGUES, Vane.


Manual para normalização de monografias. 2.ed.rev. Belo Horizonte: EAP/ABO-MG,
2007. 49 p. Disponível em: abomg.no-ip.com/abo/pdfs/Normalizacao_de_Monografias.pdf .
Acessado em: 03/06/2009.

SOLOMON, Délcio Vieira. Como fazer uma monografia. 2. ed. São Paulo: Martins
Fontes, 1993.

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE. CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS


E APLICADAS. Manual de Monografia. 2 ed. rev. e atual.São Paulo: Mackenzie/CCSA,
2006. 67 p. Disponível em:
www.mackenzie.br/fileadmin/Graduacao/CCSA/Economia/monografia/manual.pdf.
Acessado em: 03/06/2009.

23