Você está na página 1de 12

Escola Secundária Dr.

Júlio Martins

REGULAMENTO

Artigo 1.º
Âmbito

O presente documento estabelece normas de funcionamento da


Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos da Escola Secundária Dr. Júlio
Martins, adiante designada por BE/CRE.

Artigo 2.º
Acesso

1. Têm acesso à BE/CRE todos os alunos, professores, pais / encarregados de


educação e funcionários da Escola Secundária Dr. Júlio Martins.

2. Podem ainda usufruir dos seus serviços outros elementos da sociedade em


condições específicas a definir pelo Coordenador da BE / CRE desde que o
Director autorize a sua entrada na escola.

3. A utilização da BE / CRE está sujeita à lotação que a mesma comporta.

4. Visitas em grupo/turma devem ser comunicadas, oralmente ou por escrito,


com 24 horas de antecedência, ao Coordenador.

_____________________ 2
Regulamento da BE/CRE
Ano lectivo: 2009/2010
Escola Secundária Dr. Júlio Martins

Artigo 3.º
Horário de Funcionamento

1. A BE/CRE funcionará todos os dias úteis entre as 8h20 e as 18h00.

2. Nos intervalos, o acesso à BE/CRE só é permitido para requisição de material


para a sala de aula ou permanência durante o bloco lectivo seguinte, salvo
casos devidamente justificados e comunicados aos responsáveis.

3. Em caso de necessidade de encerrar as instalações durante o horário normal


de funcionamento, será afixado um aviso, sempre que possível, no dia anterior.

Artigo 4.º
Recursos Humanos

1. A Coordenação da BE/CRE é da responsabilidade do professor bibliotecário,


seleccionado e nomeado de acordo com a legislação e orientações da RBE
em vigor.

2. Para além do Coordenador, fazem parte da Equipa Educativa da BE/CRE os


professores nomeados pelo Director da escola, por proposta do professor
bibliotecário, e os assistentes operacionais destacados para o serviço.

3. O Coordenador da Equipa representa a BE/CRE no Conselho Pedagógico.

Artigo 5.º
Condições Gerais de Utilização

1. A BE/CRE é um espaço amplo constituído pelas seguintes áreas funcionais;


zona de atendimento, zona de leitura silenciosa, zona de leitura multimédia,
_____________________ 3
Regulamento da BE/CRE
Ano lectivo: 2009/2010
Escola Secundária Dr. Júlio Martins

zona de jogos e trabalhos de grupo, zona de leitura informal e zona de


produção gráfica.

2. A utilização destas áreas está sujeita à lotação que as mesmas comportam.

3. Ao entrar, o utente deve dirigir-se à zona de atendimento e efectuar a sua


inscrição na actividade / serviço que pretende realizar / utilizar.

4, O princípio geral para a consulta de documentos é o livre acesso.


Exceptuam-se os documentos de leitura multimédia, em que apenas as capas
se encontram nas estantes de livre acesso. O seu conteúdo deve ser
requisitado no balcão de atendimento.

5. Durante a permanência na BE / CRE, o utilizador deve adoptar uma postura


discreta e silenciosa.

6. No espaço da BE/CRE, não é permitido:

a) Entrar com casacos, gorros, bonés, capacetes, pastas/mochilas ou outros


objectos inadequados para o espaço (estes artigos devem ser colocados
nos cacifos que se encontram no corredor de acesso e destinados à
Biblioteca);
b) Usar telemóveis;
c) Comer, beber ou mastigar pastilha elástica;
d) Alterar a disposição dos móveis e equipamentos.

7. Cabe aos utilizadores zelar pelos seus bens pessoais no interior das
instalações da BE / CRE.

8. A fim de melhorar os seus serviços, a BE / CRE tem à disposição dos


_____________________ 4
Regulamento da BE/CRE
Ano lectivo: 2009/2010
Escola Secundária Dr. Júlio Martins

utilizadores uma caixa de sugestões.

9. Os utilizadores têm o dever de comunicar de imediato qualquer avaria ou


dano verificado.

10. Não serão admitidos comportamentos que, de algum modo, perturbem o


ambiente/funcionamento da BE/CRE.

Artigo 6.º
Leitura / Consulta de Documentos Impressos

1. Os utilizadores têm acesso livre e directo aos documentos impressos das


estantes.

2. As obras encontram-se arrumadas por assuntos (segundo as classes da CDU -


Classificação Decimal Universal).

3. O fundo antigo e/ou reservado tem acesso condicionado e a sua consulta


necessita de autorização da Direcção da Escola.

4. Não é permitido recolocar os documentos nas estantes ou retirá-los de uma


secção para outra. Após a leitura / consulta, o utilizador deve colocar os
documentos no carro de transporte para posterior arrumação.

5. O utilizador deve ter alguns cuidados com os livros: não é permitido escrever
ou desenhar nas páginas; não é permitido rasgar / arrancar folhas ou dobrar-
lhes os cantos; não se pode usar como marcador da página qualquer objecto
mais espesso que uma folha de cartolina.

_____________________ 5
Regulamento da BE/CRE
Ano lectivo: 2009/2010
Escola Secundária Dr. Júlio Martins

Artigo 7.º
Equipamento Informático

1. Os computadores estão disponíveis a todos os utilizadores, excepto o nº 2,


que é de utilização exclusiva da equipa educativa.

2. Os utilizadores são responsáveis pelo equipamento disponível.

3. Caso verifiquem alguma anomalia, devem comunicá-la à Equipa da


Biblioteca, preenchendo um registo de ocorrências.

4. A requisição dos computadores obriga a uma inscrição na zona de


atendimento e não pode ser feita durante os intervalos.

5. Em cada computador só é permitida a permanência de dois utilizadores em


simultâneo e por um período de 30 minutos, renovável se não houver lista de
espera. Só é permitida a permanência de mais utilizadores em casos
específicos (trabalhos), depois de comunicados ao Coordenador pelo
professor responsável ou quando este acompanhe os seus alunos.

6. Só é permitido utilizar software fornecido pela escola, mediante requisição.

7. São interditas alterações nas configurações de qualquer programa ou a


instalação de outros programas.

8. A impressão de trabalhos ou de pesquisas feitas na Internet está sujeita a um


custo, estabelecido, no início de cada ano lectivo, pelo Director da escola.

_____________________ 6
Regulamento da BE/CRE
Ano lectivo: 2009/2010
Escola Secundária Dr. Júlio Martins

Artigo 8.º
Internet

1. O acesso a este serviço é feito em todos os computadores disponíveis aos


utilizadores.

2. Só podem ser consultados sites da Internet cujas matérias estejam


directamente relacionadas com a actividade escolar. A consulta de sites
inadequados poderá implicar a interdição da utilização da Internet.

3. No caso de se tratar de uma pesquisa específica para um trabalho, o


professor responsável pelo mesmo deve indicar os sites a consultar.

4. É proibido aceder a jogos, excepto os de carácter didáctico. Os utilizadores


que pretendam realizar trabalhos têm prioridade no acesso ao computador.

Artigo 9º.
Equipamento Audiovisual

1. É facultado ao utilizador o acesso aos dois postos de vídeo, um DVD e um


VHS, mediante requisição ao balcão.

2. A utilização dos respectivos postos é restrita a um máximo de 2 utilizadores


por posto, devendo, os mesmos, solicitar os auscultadores.
3. O tempo de permanência nos postos é o do visionamento integral da
cassete/DVD, implicando disponibilidade de horário do utilizador para se
efectuar a consulta.

4. A audição de documentos áudio far-se-á nos equipamentos disponíveis para


o efeito (walkman), mediante a sua requisição.
_____________________ 7
Regulamento da BE/CRE
Ano lectivo: 2009/2010
Escola Secundária Dr. Júlio Martins

Artigo 10.º
Jogos

1. A utilização dos jogos é permitida na zona de trabalhos de grupo, sujeita a


requisição prévia.

2. Cada jogo pode ser utilizado por 4 alunos, no máximo, não podendo estes
perturbar os outros utilizadores da BE/CRE.

3. O utilizador é responsável pelo extravio e danos causados nos jogos.

Artigo 11.º
Empréstimo Escolar (Salas de Aula)

1. Estão disponíveis para empréstimo escolar todos os livros existentes na BE /


CRE, à excepção das obras danificadas ou as do fundo antigo / reservado.

2. O empréstimo de livros e periódicos (excepto os do dia), jogos, cassetes


vídeo e áudio e CDs é facultado aos utilizadores mediante o preenchimento
prévio de uma requisição, no balcão de atendimento.

3. Os leitores de CDs, os CDs, as cassetes, os vídeos, os DVDs e os jogos só


poderão ser requisitados por professores e funcionários ou por ordem destes,
nas condições definidas no ponto anterior.

4. O empréstimo para a sala de aula tem a duração do bloco lectivo,


renovável por igual período.

5. O utilizador que solicita o empréstimo escolar assume o compromisso de


devolver os documentos em bom estado de conservação / funcionamento.
_____________________ 8
Regulamento da BE/CRE
Ano lectivo: 2009/2010
Escola Secundária Dr. Júlio Martins

Artigo 12.º
Empréstimo Domiciliário

1. As requisições devem ser feitas através do preenchimento de ficha própria,


no balcão de atendimento.

2. Cada utilizador pode requisitar, em cada momento, um máximo de 3


documentos.

3. O período de duração do empréstimo domiciliário é de uma semana,


renovável por igual período desde que não exista lista de espera.

4. Exceptuam-se do empréstimo domiciliário: material multimédia, áudio e


audiovisual, enciclopédias, dicionários, gramáticas, livros de encadernação
cuidada, livros do fundo antigo ou reservado, publicações periódicas e outros
documentos de referência única devidamente identificados.

5. O empréstimo entre bibliotecas necessita de autorização escrita do Director


da escola.

6. O utilizador que requisita um documento assume o compromisso de o


devolver em bom estado de conservação e dentro do prazo estipulado.

7. O empréstimo domiciliário cessa duas semanas antes da data estabelecida


para o encerramento das aulas.

_____________________ 9
Regulamento da BE/CRE
Ano lectivo: 2009/2010
Escola Secundária Dr. Júlio Martins

Artigo 13.º
Informação aos Utentes
1. Existe na Biblioteca um painel para informações de que constam, entre
outras coisas de interesse, as obras adquiridas e as actividades desenvolvidas
ou a desenvolver pela BE/CRE, nomeadamente concursos e comemorações.

2. Todas as informações de interesse particular para os professores também são


afixadas em local próprio no painel de informações da sala dos professores.

Artigo 14.º
Utilização da BE/CRE como complemento do ESPAÇO AULA

1. A requisição da BE/CRE como complemento do espaço aula deve ser feita


com 24 horas de antecedência, no balcão de atendimento, mediante o
preenchimento de uma ficha, e fica sujeita à disponibilidade do espaço.

2. O professor que acompanha a turma não se poderá ausentar durante esse


período e é responsável pelo comportamento dos alunos, pelo que deverá
zelar para que os alunos cumpram todas as normas constantes deste
regulamento.

3, Os alunos da turma requisitante não poderão perturbar os demais utentes,


ficando sujeitos aos procedimentos descritos no artigo seguinte.

Artigo 15.º
Penalizações

1. O responsável pelo extravio, perda, furto ou deterioração de qualquer


documento ou equipamento da BE/CRE fica obrigado à sua reposição ou ao
pagamento do valor correspondente ao seu custo.
_____________________ 10
Regulamento da BE/CRE
Ano lectivo: 2009/2010
Escola Secundária Dr. Júlio Martins

2. A não devolução de qualquer documento no prazo estipulado fica sujeita a


uma multa de 20 cêntimos por cada dia de atraso (a receita das multas
aplicadas por atrasos na devolução de documentos destina-se
obrigatoriamente a ser aplicada na BE / CRE).

3. Todos os alunos que perturbem o bom funcionamento da BE / CRE,


desobedecendo às advertências da funcionária ou dos professores, serão
convidados a abandonar as instalações, não podendo regressar ao longo
desse dia.

4. A gravidade e/ou reincidência em comportamentos inadequados, bem


como o incumprimento deste regulamento, implicam participação escrita ao
Coordenador da BE / CRE, num prazo de 24 horas, e deste ao Director de
Turma e/ou Director da escola, para procedimento disciplinar.

5. A situação referida no ponto anterior pode dar lugar à suspensão da


frequência ou proibição de utilização dos serviços da BE / CRE, por um período
de tempo definido pelo Coordenador e pelo Director.

Artigo 16.º
Avaliação dos Serviços

1. Com o objectivo de proceder à avaliação da qualidade dos serviços


prestados, a BE/CRE reserva-se o direito de:
a) Recolher informação a partir dos documentos colocados no carrinho de
transporte, respeitantes à consulta local;
b) Analisar e tratar dados obtidos a partir das fichas de requisição de
documentos e de equipamentos;
c) Aplicar inquéritos aos seus utilizadores a fim de auscultar as suas opiniões.

_____________________ 11
Regulamento da BE/CRE
Ano lectivo: 2009/2010
Escola Secundária Dr. Júlio Martins

Artigo 17.º
Disposições Finais

1. Os casos omissos serão resolvidos pontualmente pelo Coordenador, ouvidas


as sugestões da Equipa da BE / CRE e do Director.

2. O presente Regulamento pode ser revisto sempre que se justifique, sendo as


alterações aprovadas em reunião do Conselho Geral e entrando de imediato
em vigor, pelo período de um ano lectivo.

Aprovado na reunião do Conselho Geral de ______ / ______ / ________

_____________________ 12
Regulamento da BE/CRE
Ano lectivo: 2009/2010