Você está na página 1de 16

Curso: Redes de Computadores I

capítulo 2

Prof. Rubens Freire Rosa

1
Sumário
„ Formas de utilização do meio físico
„ Tipos de Ligação no meio físico
„ Arquitetura de redes, conceito de redes
„ Classificação de Redes LAN, MAN, WAN
„ Topologias de rede
„ Exemplos de Topologias Clássicas
„ Resumo do capítulo
2
1- Formas de Utilização do Meio Físico
„ A forma de utilização do meio físico que conecta estações dá origem à
seguinte classificação sobre a comunicação no enlace :

• Simplex: o enlace é utilizado apenas em um dos dois possíveis sentidos


de transmissão. Ex.: TV, Rádio

• Half-duplex: o enlace é utilizado nos dois possíveis sentidos de


transmissão, porém apenas um por vez.
Ex.:Ethernet em Half Duplex

• Full-duplex: o enlace é utilizado nos dois possíveis sentidos de


transmissão simultaneamente.
Ex.:Ethernet em Full Duplex

3
1- Formas de Utilização do Meio Físico

4
2- Tipos de Ligação
„ Ao organizar os enlaces físicos num
sistema de comunicação, confrontamo-
nos com diversas formas possíveis de
utilização das linhas de transmissão. Em
primeiro lugar, as ligações físicas
podem ser de dois tipos:
ponto a ponto ou multiponto.

5
2- Tipos de Ligação
„ Ponto a Ponto
„ Ligações ponto a ponto caracterizam-se pela
presença de apenas dois pontos de comunicação,
um em cada extremidade
„ É a forma mais comum de conexão, na qual temos
dois pontos (receptor e transmissor) interligados e
trocando informações diretamente.
„ Nesse tipo de ligação, não temos o
compartilhamento do meio com vários usuários

6
2- Tipos de Ligação

7
2- Tipos de Ligação
„ Multiponto ou Ponto-Multiponto
„ Nessa arquitetura, um ponto central pode
estar enviando informações para vários
pontos, utilizando um mesmo meio e
fazendo derivações ao longo do meio.

8
2- Tipos de Ligação

9
3- Classificação de Redes LAN, MAN e WAN

„ As redes de computadores são classificads


em 3 tipos, as LANs, MANs e WANs.
Basicamente o que diferencia um tipo do
outro
„ (l) Tamanho
„ (2) Tecnologia de transmissão
„ (3) Topologia.
„ Iremos em seguida conhecer os detalhes
de cada uma delas
10
3.1 Redes Locais LAN
„ LAN
„ As redes locais, muitas vezes chamadas de LANs, são redes
privadas contidas em um prédio ou em um campus universitário
que tem alguns quilômetros de extensão. Elas são amplamente
usadas para conectar computadores pessoais e estações de
trabalho em escritórios e instalações industriais, permitindo o
compartilhamento de recursos (por exemplo, impressoras) e a
troca de informações. As redes locais têm três características que
as diferenciam das demais: (l) tamanho, (2), tecnologia de
transmissão e (3) topologia.
„ As LANs têm um tamanho restrito, o que significa que o pior
tempo de transmissão é limitado e conhecido com a devida
antecedência. O conhecimento desse limite permite a utilização de
determinados tipos de projetos que em outras circunstâncias
seriam inviáveis, além de simplificar o gerenciamento da rede.

11
3.1 Redes Locais LAN
„ A tecnologia de transmissão das LANs quase
sempre consiste em um cabo ao qual todas as
máquinas são conectadas. As LANs tradicionais
são executadas a uma velocidade que pode variar
de 10 a 100 Mbps, têm um baixo retardo (décimos
de microssegundos) e estão sujeitos a uma
poucos erros.

„ As LANs mais modernas podem ser operadas em


velocidades mais altas, alcançando centenas de
megabits/s.

12
3.2 Redes Metropolitanas MAN
„ Uma rede metropolitana, ou MAN, é, na verdade, uma versão
ampliada de uma LAN, pois basicamente os dois tipos de rede utiliza
tecnologias semelhantes. Uma MAN pode abranger um grupo de
escritórios vizinhos ou uma cidade inteira e pode ser privada ou
pública. Este tipo de rede é capaz de transportar dados e voz, podendo
inclusive ser associado à rede de televisão a cabo local. Uma MAN tem
apenas um ou dois cabos e não contém elementos de comutação,
capazes de transmitir pacotes através de uma série de linhas de saída.
A ausência desses elementos simplifica a estrutura.

„ A principal razão para se tratar as redes metropolitanas como uma


categoria especial é que elas têm e utilizam um padrão especial. Trata-
se < DQDB (Distributed Queue Dual Bus) ou, para as pessoas que
prefere números a letras, do 802.6 (o número do padrão IEEE que o
define).

13
3.3 Redes Geograficamente
Distribuídas WAN
„ Uma rede geograficamente distribuída, ou WAN, abrange uma
ampla área geográfica, com freqüência um país ou continente. Ela
contém um conjunto de máquinas cuja finalidade é executar os
programas (ou seja, as aplicações) do usuário. Seguiremos a tradição e
chamaremos essas máquinas de host.

„ O termo end system também é utilizado na literatura específica. Os


hosts são conectados por uma sub-rede de comunicação ou,
simplificando, uma sub-rede. A tarefa da sub-rede é transportar
mensagens de um host para outro, exatamente com um sistema
telefônico transporta as palavras da pessoa que fala para a que ouve.
Essa estrutura de rede é altamente simplificada, pois separa os
aspectos de comunicação pertencentes à rede (a sub-rede) dos
aspectos de aplicação (os hosts).

14
3.3 Redes Geograficamente
Distribuídas WAN

st

LAN 15
3.3 Redes Geograficamente
Distribuídas WAN
„ Na maioria das WANs, a rede contém numerosos cabos ou linhas telefónicas,
todos conectados a um par de roteadores. No entanto, se dois roteadores que
não compartilham um cabo desejarem se comunicar, eles só poderão fazê-lo
através de outros roteadores. Quando é enviado de um roteador para outro
através de um ou mais roteadores intermediários, um pacote é recebido
integralmente em cada roteador, onde é armazenado até a linha de saída
solicitada ser liberada, para então ser encaminhado. As sub-redes que utilizam
esse princípio são chamadas de sub-redes ponto a ponto, store-and-
forward ou de comutação por pacotes. Quase todas as redes
geograficamente distribuídas (com exceção das que utilizam satélites) têm sub-
redes store-and-forward. Quando são pequenos e todos têm o mesmo tamanho,
os pacotes costumam ser chamados de células.
„ Quando uma sub-rede ponto a ponto é utilizada, a topologia de interconexão do
roteador passa a ter importância fundamental.
„ Uma segunda possibilidade para uma WAN é um sistema de rádio terrestre ou
de satélite. Cada roteador tem uma antena através da qual pode fazer
recepções e transmissões.

16