Você está na página 1de 2
Felipe Liberal – História Geral Revoluções Industriais  Quando -> segunda metade do século XVIII

Felipe Liberal História Geral

Revoluções Industriais

Quando -> segunda metade do século XVIII -> aproximadamente em 1750

Transição da manufatura -> maquinofatura

Onde -> Inglaterra

Acumulação de capital (pioneirismo):

Tratado de Methuen (1703) – “panos e vinhos”

Atos de Navegação (1650)

Atividade corsária

Ascensão da burguesia -> revoluções inglesas

Poderio naval britânico -> vitória sobre a “Invencível Armada”

Abundância de matéria-prima -> carvão e ferro

Inglaterra estava livre de conflitos internos

Os enclosures cercamento dos campos

Existência de mão-de-obra em excesso

Existência de vários portos e uma extensa hidrovia

Fases da Revolução Industrial

Primeira fase século XVIII (1ª Revolução Industrial)

Matéria-prima: lã

Fonte energética: carvão

Setor: têxtil

Segunda fase século XIX (2ª Revolução Industrial)

Matéria-prima: ferro

Fonte energética: petróleo

Setor: automobilístico, siderúrgico, naval

Especialização do trabalho: fordismo

Formação das concentrações econômicas: holdings, cartel, truste/Imperialismo

Terceira fase século XX (Revolução técnico-científica)

Fonte energética: urânio, alternativas

Setor: informática, robótica, biotecnologia

Revolução tecnológica

Consequências:

Aumento da produção

• Aumento da poluição • Concentração de renda • Consumismo • Democratização da informação e

Aumento da poluição

Concentração de renda

Consumismo

Democratização da informação e da tecnologia

Formação dos primeiros movimentos operários/sindicatos (influência do socialismo Ludismo e Cartismo)