Você está na página 1de 29

Wilson Araújo– Contabilidade Pública – Aulas 20 a 23

Curso de Contabilidade Pública

7. (FCC – BP) O Balanço Patrimonial, previsto no art. 105 da Lei n° 4.320/64 (Anexo 14) é a Demonstração
Contábil que evidencia a situação patrimonial do ente público consoante o que dispõe a citada Lei e, ainda,
a prática corrente na Contabilidade Federal, é incorreto afirmar, a respeito de Balanço Patrimonial, que:
(A) o Passivo Financeiro será igual ao Passivo Real quando a entidade não possuir Passivo Permanente;
(B) o Ativo e o Passivo Compensado fazem parte do Balanço Patrimonial;
(C) os Restos a Pagar compõem o Passivo Financeiro;
(D) a Dívida Fundada é parte do Passivo Não-Financeiro;
(E) o Saldo Patrimonial é apresentado sempre do lado do Passivo.

8. (FCC – BP) No Balanço Patrimonial o Ativo Real é formado:


(A) pelo ativo circulante e pelo ativo permanente;
(B) apenas pelo ativo permanente;
(C) pelo ativo financeiro e pelas variações patrimoniais;
(D) Pelo ativo financeiro e pelo ativo compensado;
(E) pelo ativo financeiro e pelo ativo não-financeiro.

(FCC/2014: TRT 13ª R - CONTADOR) Atenção: Para responder a questão de número 9, considere a estrutura
do Balanço Financeiro e do Patrimonial, de acordo com a Lei Federal no 4.320/1964, e as seguintes
informações:
 Saldo do Ativo Permanente do Balanço Patrimonial em 31/12/2012: R$ 200.000,00.
 Saldo do Ativo Financeiro − Disponível − do Balanço Patrimonial em 31/12/2012: R$ 80.000,00.
 No exercício de 2013 foram realizadas, por determinada entidade do Setor Público, as seguintes
transações relativas às despesas empenhadas e pagas e o recebimento de receitas orçamentárias.

1 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


9. A partir das transações realizadas, o saldo do ativo permanente em 31/12/2013 foi, em reais,
(A) 410.000,00.
(B) 380.000,00.
(C) 400.000,00.
(D) 420.000,00.
(E) 370.000,00.

DVP

Para um melhor entendimento da finalidade desse demonstrativo, pode-se dizer que ele tem função
semelhante à Demonstração do Resultado do Exercício da área empresarial, qual seja a de apurar as
alterações verificadas no patrimônio.
A Demonstração do Resultado do Exercício apresenta apenas as variações quantitativas, enquanto que a
DVP apresenta as variações quantitativas e qualitativas de forma separada.
É importante ressaltar também que a Demonstração do Resultado do Exercício apura o resultado em
termos de lucro ou prejuízo líquido, como um dos principais indicadores de desempenho da empresa.
Já no setor público, o resultado patrimonial não é um indicador de desempenho, mas um medidor do
quanto o serviço público ofertado exigiu de alterações quantitativas dos elementos patrimoniais.

2 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


ENFOQUE ORÇAMENTÁRIO
4.320/64

Art. 104. A demonstração das variações patrimoniais evidenciará as alterações verificadas no patrimônio,
resultantes ou independentes da execução orçamentária, e indicará o resultado patrimonial do exercício.

ESTRUTURA

O atual modelo da DVP aduz o enfoque orçamentário à demonstração, ao separar as variações em


decorrentes / independentes da execução orçamentária:

3 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


ANÁLISE DA DVP
RESULTADO PATRIMONIAL

RP

4 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


CÁLCULO DO RESULTADO PATRIMONIAL ORÇAMENTÁRIO

CÁLCULO DO RESULTADO PATRIMONIAL EXTRA-ORÇAMENTÁRIO

QUESTÕES

1. Sobre a Demonstração das Variações Patrimoniais - DVP (art. 104 da Lei nº 4.320/64) de uma entidade
que não registra receita orçamentária e apresenta superávit no exercício, é correto afirmar que:

Não registra receita orçamentária


Apresenta Superávit Financeiro

5 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


Analisando as alternativas:

a) o superávit somente poderá ter ocorrido se as mutações ativas orçamentárias tiverem sido no mesmo
montante das variações passivas totais.
b) a existência de superávit no exercício implica a inexistência de despesa orçamentária, uma vez que não
ocorreu receita orçamentária.
c) se as variações ativas extra-orçamentárias foram menores do que as variações passivas totais,
obrigatoriamente ocorreram interferências e/ou mutações ativas orçamentárias.
d) em razão de a entidade não registrar receita orçamentária não ocorreram mutações ativas
orçamentárias.
e) o superávit apurado corresponde ao superávit financeiro do exercício.

2. A respeito da contabilidade pública brasileira, julgue o item que se segue.


As contas de variações ativas e do ativo são creditadas pelo aumento e debitadas pela diminuição de saldo.

6 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


3. Durante determinado exercício financeiro, um ente público realizou as seguintes operações (em reais
mil):

Com base nas informações, pode-se afirmar que o resultado econômico correspondeu a um
a) déficit de 300.
b) déficit de 8.300.
c) superávit de 300.
d) superávit de 8.300.
e) superávit de 7.700.

FATOS QUE ALTERAM O RESULTADO PATRIMONIAL

7 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


FATOS QUE ALTERAM O RESULTADO PATRIMONIAL POSITIVAMENTE

FATOS QUE ALTERAM O RESULTADO PATRIMONIAL NEGATIVAMENTE

4. (FCC) De acordo com a Lei n. 4.320/64, assinale a opção que indica o correto preenchimento das
lacunas:

_________demonstrará as receitas e despesas previstas em confronto com as realizadas.


_________demonstrará a receita e a despesa orçamentárias, bem como os recebimentos e os pagamentos
de natureza extra-orçamentária, conjugados com os saldos em espécie provenientes do exercício anterior,
e os que se transferem para o exercício seguinte.
_________ demonstrará o Ativo Financeiro, o Ativo Permanente, o Passivo Financeiro, o Passivo
Permanente, o Saldo Patrimonial e as Contas de Compensação.
_________ evidenciará as alterações verificadas no patrimônio, resultantes ou independentes da execução
orçamentária, e indicará o resultado patrimonial do exercício.
1. O Balanço Financeiro.

8 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


2. O Balanço Orçamentário.
3. O Balanço Patrimonial.
4. A Demonstração das Variações Patrimoniais.
(A) 1 - 2 - 3 - 4
(B) 2 - 1 - 4 - 3
(C) 1 - 2 - 4 - 3
(D) 1 - 3 - 2 - 4
(E) 2 – 1 – 3 - 4

5. (FCC) Sobre uma Demonstração das Variações Patrimoniais – DVP em que se observa a ocorrência de
superávit do exercício é correto afirmar:
(A) o montante das receitas orçamentárias foi maior do que as despesas orçamentárias.
(B) as despesas correntes foram necessariamente menores do que as receitas correntes.
(C) as variações ativas totais foram maiores do que as variações passivas totais.
(D) as mutações ativas obrigatoriamente superaram as despesas de capital.
(E) a ocorrência de superávit implica a não-existência de receitas de capital.

6. (FCC) Assinale a opção correta em relação à Demonstração das Variações Patrimoniais.


(A) Evidencia as variações patrimoniais resultantes e independentes da execução orçamentária.
(B) Evidencia somente as variações patrimoniais decorrentes da execução orçamentária.
(C) Evidencia a situação patrimonial da entidade.
(D) Evidencia fluxo financeiro da entidade.
(E) Evidencia somente as variações patrimoniais decorrentes de desembolsos da entidade.

7. (FCC) Com base nos dados abaixo extraídos de uma Demonstração das Variações Patrimoniais hipotética
assinale a opção correta.
Variações ativas totais: ............................................................1.200
Mutações Passivas:......................................................................200
Variações ativas indep. da execução orçamentárias:...............260
Mutações Ativas:...........................................................................250
Variações passivas orçamentárias:............................................750
Decréscimos patrimoniais:............................................................30
Variações passivas indep. da execução orçamentária:............680

(A) Os fatos permutativos da execução da despesa foram no montante de 170 unidades monetárias.
(B) As baixas extra-orçamentárias do ativo totalizaram 200 unidades monetárias.
(C) O montante da receita efetiva orçamentária foi de 1.200 unidades monetárias.
(D) O montante dos fatos permutativos orçamentários relacionados com o passivo foi maior do que os
mesmos fatos envolvendo o ativo.
(E) O resultado patrimonial apurado foi um déficit de 230 unidades monetárias.

9 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


DADOS

Variações ativas totais: ............................................................1.200


Mutações Passivas:......................................................................200
Variações ativas indep. da execução orçamentárias:...............260
Mutações Ativas:...........................................................................250
Variações passivas orçamentárias:............................................750
Decréscimos patrimoniais:............................................................30
Variações passivas indep. da execução orçamentária:............680

10 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


11 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?
TVP

12 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


RESULTADO PATRIMONIAL

13 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


TOTAL DA COLUNA DAS VA

TOTAL DA COLUNA DAS VP

14 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


TOTAL DAS VAO

15 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


TOTAL DAS IFPEO

(A) Os fatos permutativos da execução da despesa foram no montante de 170 unidades monetárias.

(B) As baixas extra-orçamentárias do ativo totalizaram 200 unidades monetárias.

16 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


(C) O montante da receita efetiva orçamentária foi de 1.200 unidades monetárias.

(D) O montante dos fatos permutativos orçamentários relacionados com o passivo foi maior do que os
mesmos fatos envolvendo o ativo.

17 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


(E) O resultado patrimonial apurado foi um déficit de 230 unidades monetárias.

(A) Os fatos permutativos da execução da despesa foram no montante de 170 unidades monetárias.

(B) As baixas extra-orçamentárias do ativo totalizaram 200 unidades monetárias.

(C) O montante da receita efetiva orçamentária foi de 1200 unidades monetárias.

(D) O montante dos fatos permutativos orçamentários relacionados com o passivo foi maior do que os
mesmos fatos envolvendo o ativo.

(E) O resultado patrimonial apurado foi um déficit de 230 unidades monetárias.

PLANO DE CONTAS

18 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


CONCEITO

É a estrutura básica da escrituração contábil, formada por um conjunto de contas previamente


estabelecido, que permite obter as informações necessárias à elaboração de relatórios gerenciais e
demonstrações contábeis conforme as características gerais da entidade, possibilitando a padronização de
procedimentos contábeis.

Sua entrada de informações deve ser flexível de modo a atender os normativos, gerar informações
necessárias à elaboração de relatórios e demonstrativos e facilitar a tomada de decisões e a prestação de
contas.

ASPECTOS GERAIS DO PLANO DE CONTAS

O Plano de contas é um guia para o processo de escrituração.

OBJETIVO

O plano de contas de uma entidade tem como objetivo atender, de maneira uniforme e sistematizada, o
registro contábil dos atos e fatos praticados pela entidade.

GERENCIAMENTO

APLICABILIDADE

O Plano de Contas deve ser utilizado por todos os Poderes de cada ente da federação, seus fundos, órgãos,
autarquias, inclusive especiais, e fundações instituídas e mantidas pelo Poder Público, bem como pelas
empresas estatais dependentes.

19 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


COMPOSIÇÃO

Elenco de contas;

 Tabela de eventos;
 Indicadores contábeis; e
 Descrição das contas (Função e Funcionamento).

4.320/64

Esse mecanismo atende as exigências dos artigos 88 e 97.

Art. 88. Os débitos e créditos serão escriturados com individuação do devedor ou do credor e especificação
da natureza, importância e data do vencimento, quando fixada.

Art. 97. Para fins orçamentários e determinação dos devedores, far-se-á o registro contábil das receitas
patrimoniais, fiscalizando-se sua efetivação.

ESTRUTURA

O plano de contas compreende SETE níveis de desdobramento e NOVE dígitos, classificados e codificados
de acordo com a seguinte estrutura:

20 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


CONTA CORRENTE

O código de conta corrente permite o tratamento de informações conforme a individualização exigida pela
conta objeto do detalhamento, de acordo com a tabela própria estruturada e cadastrada para permitir
maior flexibilidade no gerenciamento dos dados necessários.

ESTRUTURA

21 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


NÍVEIS

1º nível – Classe

Representa a classificação máxima na agregação das contas, sendo dividido em seis classes e a cada uma é
atribuído um

As contas de número ímpar apresentam saldo devedor. As de número par saldo credor.

ENTÃO...

1+3+5 = 2+4+6

2º nível – Grupo

22 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


CUIDADO COM...

ATIVO COMPENSADO

PASSIVO COMPENSADO

23 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


24 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?
2.9.4 = Despesas e dívidas dos Estados e Municípios

2.9.6 = Controle da Dívida Ativa (Contrapartida 1.9.6)

AC = PC

O Passivo Compensado é contrapartida do Ativo Compensado, portanto, seus valores serão sempre iguais.

CLASSIFICAÇÃO DAS CONTAS

Existem duas classes de contas patrimoniais:

1. Ativo
2. Passivo
Existem quatro classes de contas de resultado:

3. Despesa
4. Receita
5. Resultado Diminutivo
6. Resultado Aumentativo

25 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


CONSOLIDAÇÃO DO BALANÇO

A consolidação de balanços será efetuada no 3º nível (subgrupo).

SINAL =

O sinal = (igual) antes da intitulação de determinadas contas, identifica a necessidade de tratamento a nível
individualizado (conta corrente), com o objetivo de proporcionar maior flexibilidade no gerenciamento dos
dados desejados.

26 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


SINAL *

As contas redutoras ou retificadoras são identificadas através do sinal * (asterisco), colocado antes da
intitulação da conta retificada.

Contabilização dos

principais fatos contábeis

PREVISÃO DA RECEITA

27 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


REALIZAÇÃO

D – 191 RECEITA REALIZADA

C - 191 RECEITA A REALIZAR

D – AC

C – AC

28 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?


SALDO FINAL DA CONTA

RECEITA A REALIZAR

29 http://www.euvoupassar.com.br Eu Vou Passar – e você?