Você está na página 1de 9

Os meios utilizados para conectar os tubos, não servem apenas para prende-los entre si, mas

também liga-los as válvulas, conexões, acessórios de tubulação e aos equipamentos (tanques,


bombas, etc)

Principais formas de ligação de tubos:

- Ligações rosqueadas

- Ligações soldadas

- Ligações flangeadas

- Ligações de ponta e bolsa

Outras Ligações:

- Ligações de compressão

- Ligações patenteadas

Ligações Rosqueadas

Para tubos de pequenos diâmetros, essas ligações são de baixo custo e de fácil execução.

- Emprego:

Diâmetro nominal: Geralmente utilizado diâmetro menor ou igual a 4”

- TIPOS: Luvas e uniões

- São as únicas usadas para tubos galvanizados, tanto de aço como de ferro forjado.

- Empregam-se também ligações rosqueadas em tubos de aço-carbono, aços-liga, ferro


fundido, e materiais plásticos.

- Para tubos de aços inoxidáveis e de metais não-ferrosos, o rosqueamento é muito raro,


devido às paredes finas.

Vantagens:

Baixo custo

Fácil execução e desmontagem

Desvantagens:

Limite de bitola (D≤4”)

São pontos fracos nas tubulações;

Limitam-se na prática: Tubulações de baixa responsabilidade, como, Instalações prediais;

Sujeitas a possíveis vazamentos;


Resistência menor que o próprio tubo.

Ligações soldadas

Em tubulações industriais, a maior parte de ligações é soldada.

Existem 2 tipos principais:

- Solda de Topo - Para diâmetros de 2” ou maiores

- Solda de Encaixe - Para diâmetros de até 1 ½”

A aplicação de solda em ligações de tubulações segue a Norma ASME.B.31

Vantagens :

- Boa resistência mecânica;

- Estanqueidade perfeita e permanente;

- Facilidade para aplicação de isolamento térmico e de pintura;

- Boa aparência;

- Nenhuma necessidade de manutenção.


Desvantagens:

- Dificuldade de desmontagem;

- Perigo de utilização de soldagem durante funcionamento da unidade, no caso de inflamáveis;

- Dificuldade de obtenção de equipamento de soldagem adequado e mão de obra habilitada


em certas operações.

Solda de Topo

- Em tubulações de qualquer tipo de aço: Aços-Carbono, Aços Liga e Aços Inoxidáveis.

- Pode ser usada em toda a faixa usual de pressões e temperaturas, inclusive para serviços
severos;

- É o sistema de ligação mais empregado para tubulação de 2” ou maiores, em indústrias de


processo;

- Pode ser usado em diâmetros menores (no mínimo de1”), quando for exigida total segurança
contra vazamentos, como por exemplo para serviço com hidrogênio.
Os tubos e demais acessórios para uso de solda de topo devem ter as extremidades com
chanfros para solda, de acordo com os padrões de norma ASME.B.16.25.

Solda de Encaixe

- Solda de Encaixe é usado na maioria dos tubos industriais com diâmetros de até 1 ½”

- Pode ser usado em toda faixa usual de pressões e temperaturas, para tubos de aço.

- A solda de encaixe é empregada também, embora não exclusivamente, em tubos de 4” de


metais não-ferrosos e de plásticos.

- A norma ASME.B.31.3 recomenda que não se empregue solda de encaixe em serviços de alta
corrosão ou erosão, e proíbe esse tipo de ligações, em diâmetros acima de 1 ½”, para serviços
fortemente cíclicos.

- A solda de encaixe também não deve ser empregada em tubulações com Hidrogênio.

Os tubos são soldados nas luvas ou uniões com um único cordão externo de solda em ângulo
(solda de filete)

As extremidades dos tubos devem ser lisas, tendo as luvas e as uniões rebaixos onde se
encaixam os tubos.
Juntas para Flanges

- Em todas as ligações flangeadas existe sempre uma junta que é o elemento de vedação.

- Quando em serviço, a junta está submetida a uma forte compressão provocada pelo aperto
dos parafusos, e também a um esforço de cisalhamento devido à pressão interna do fluido
circulante.

- Para que não haja vazamento através da junta, é necessário que a pressão exercida pelos
parafusos seja bem superior à pressão interna do fluido, que tende a afastar os flanges.

- Juntas de isolamento e vedação de flanges são feitas para prevenir vazamentos e


devem ser isoladas para evitar correntes estáticas;

- Normalmente são usadas em tubulações de óleo, gás e água;

- São principalmente utilizadas em refinarias e indústrias químicas para aumentar a efetividade


do sistema de proteção catódica e confinar ou eliminar corrosão eletrolítica.
Para conseguirmos uma vedação satisfatória, temos alguns fatores a considerar:

FORÇA DE ESMAGAMENTO INICIAL:

Devemos prover uma forma adequada de esmagar a junta, de modo que ela preencha as
imperfeições dos flanges.

FORÇAS DE VEDAÇÃO:

Deve haver uma pressão residual sobre a junta, de modo a mantê-la em contato com as
superfícies dos flanges, evitando vazamentos.

PRINCIPAIS CAUSAS DE FALHA DE VEDAÇÃO:

- Temperaturas incompatíveis com a junta utilizada;

- Pressões elevadas incompatíveis com a junta utilizada;

- Ataque químico;

- Ciclagem térmica incompatível com a junta utilizada;

- Dimensionamento incorreto da junta;

- Acabamento superficial do flange incompatível com a junta;

- Material do flange incompatível com a junta;

- Características típicas de cada equipamento;

- Montagem inadequada da junta.


PARAFUSOS E ESTOJOS PARA FLANGES

Para a Ligação de um flange no outro e aperto da junta, empregam-se dois tipos de parafusos:

- Parafusos de máquina

- Estojos

Os parafusos de máquina são parafusos cilíndricos com cabeça integral sextavada ou


quadrada.

A parte rosqueada nunca abrange todo o corpo do parafuso. Os parafusos de máquina são
designados pelo comprimento (medido da extremidade do parafuso até a base da cabeça), e
pelo diâmetro nominal da rosca.

- Os estojos são barras cilíndricas rosqueadas com porcas e contra-porcas independentes;

- A parte rosqueada pode ou não abranger todo o comprimento.

- Os estojos permitem melhor aperto do que os parafusos, porque a parte mais fraca desses
parafusos é justamente a ligação do corpo com a cabeça, podendo ser usados para quaisquer
pressões e temperaturas.

- O aperto dos parafusos de uma ligação flangeada traciona os parafusos, comprime a junta, e
introduz esforços de flexão nos flanges.
Ligações de ponta e bolsa

- Sistema muito antigo, mas ainda usado correntemente para praticamente todas as classes de
tubulações.

É encontrado nos seguintes materiais

- Ferro Fundido e Ferro-ligados;

- Barro vidrado, cimento-amianto e concreto simples ou armado;

- Plásticos Termoestáveis (grandes diâmetros).

Elementos vedantes geralmente empregados

- Tubos Ferro Fundido -> Anéis retentores de borracha ou plástico;

- Tubos de concreto ou cimento -> argamassa de cimento com anéis de borracha;

-Tubos de barro vidrado -> Argamassa de cimento;

-Tubos de plástico termoestáveis -> massa vedante do próprio material plástico.

Geralmente permitem pequeno movimento angular entre Tubos, e as vezes um pequeno


movimento axial;

Nos tubos de Ferro, os anéis retentores permitem um movimento angular de 4° a 8°;

Ligações de Ponta e bolsa, são empregados em pressões para líquidos de até 1,5 Mpa
(15kg/cm²) e gases até 0,1 Mpa (1kg/cm²).
Ligações de Compressão

- A ligação é feita pelo rosqueamento de uma porca na face externa do tubo.

- A vedação dada pela força exercida no rosqueamento somente, ou com auxilio de uma luva
interna em um dos tubos.