Você está na página 1de 2

Faculdade Estácio FAP

Auguste Comte e Émile Durkheim

Priscilla Lima Machado

201301094048

Turma: 2001

Fundamentos das Ciências Sociais

Profª: Rose Vieira

Maio – 2013

Belém – PA
Após o surgimento da sociologia, houve também a falta de um entendimento
comum entre os seus estudantes a respeito do objeto e métodos de
investigação desta ciência, devido ao caráter antagônico da sociedade
capitalista, a qual deu margem ao nascimento de distintas sociologias.

A sociologia positivista via a sociedade como um fenômeno de maior


importância em relação aos indivíduos que a integravam. Defendeu a
manutenção e preservação da ordem instalada pelo capitalismo. E utilizou-se
de um pensamento conservador como ponto de referência para o entendimento
da realidade. E esse pensamento influenciou autores positivistas como: Saint-
Simon, Auguste Comte e Émile Durkheim, que modificaram algumas
concepções das ideias dos conservadores, adaptando-as às novas
circunstâncias históricas.

Auguste Comte teve influência pelas ideias de Saint-Simon, mas era um


pensador mais sistemático que este. Segundo Comte, as sociedades europeias
se encontravam em um profundo estado de caos social e para solucioná-lo e
haver coesão e equilíbrio era necessário reestabelecer a ordem nas ideias nos
conhecimentos, criando um conjunto de crenças comuns a todos os homens.
Ele procurou, então, estabelecer os princípios que deveriam nortear os
conhecimentos humanos. Iniciou com a ciência e o avanço que vinha obtendo
em todos os campos de investigação. A filosofia deixava de ser para ele, uma
atividade independente e passava a ser auxiliar na ciência. Para Comte, faltava
fundar uma ciência “físico social”, como ele chamava essa nova ciência. A qual
deveria utilizar em suas investigações os mesmos procedimentos das ciências
naturais. O pensador considerava a reconciliação entre a “ordem” e o
“progresso”, dando importância a necessidade de ambos para a nova
sociedade.

A questão da ordem social também foi preocupação de Durkheim. Segundo ele


a sociedade poderia ser analisada da mesma forma que os fenômenos da
natureza. Os sociólogos deveriam utilizar em seus estudos os mesmos
procedimentos naturais e se encontrar durante as suas investigações em um
estado de espírito semelhante ao dos físicos ou químicos. Para ele
restabelecer a “saúde” da sociedade era necessária também a criação de
novos hábitos e comportamentos do homem moderno e assim, obter o bom
funcionamento da sociedade. A sociologia teria a função de detectar e buscar
soluções para os problemas sociais, se convertendo assim, numa técnica de
controle social e de manutenção do poder vigente. Através dele, a sociologia
penetrou a Universidade e seu pensamento marcou decisivamente a sociologia
contemporânea.