Você está na página 1de 8

Questão 1: Plano de aula com atividade instrucionista

Identificação do contexto
Matemática, 3º ano do Ensino Fundamental, 2 tempos de aula de 50 minutos
cada.
Tema da aula
Multiplicação de 1 ao 5 (tabuada)
Conteúdo programático
 Utilização de sinais convencionais (+, -, x, :, =) na escrita das operações.
 Cálculos de multiplicação por meio de estratégias pessoais.
Objetivos Educacionais
 Resolver situações-problema e construir, a partir delas, os significados
das operações fundamentais, buscando reconhecer que uma mesma
operação está relacionada a problemas diferentes e um mesmo
problema pode ser resolvido pelo uso de diferentes operações;
 Desenvolver procedimentos de cálculo — mental, escrito, exato,
aproximado — pela observação de regularidades e de propriedades das
operações e pela antecipação e verificação de resultados.
Teoria e método educacional
Instrucionista
Descrição das atividades
 Na primeira aula, será pedido aos alunos que, em duplas, resolvam o
seguinte problema: "José comprou 5 pacotinhos de figurinhas. Cada
pacote vem com 4 figurinhas. Quantas figurinhas José comprou?" Logo
após, será discutido os diversos aspectos que podem aparecer na
resolução do problema, como a soma dos números disponíveis (4 + 5).
Nesse caso, é preciso compartilhar a estratégia com os estudantes e
pergunte se ela é correta. Esperam-se respostas do tipo: "Essa conta
não é para esse problema; dá 9 e são 20 figurinhas". Ao invés de dizer
que o procedimento da soma está errado, enfatize que a conta está
certa (5+4=9), porém ele não é adequado para esse tipo de problema.
Peça que as outras estratégias também sejam compartilhadas. Será
oferecido também outras situações-problemas por escrito.
 Na segunda aula, o professor recorrerá ao laboratório de informática
para que os alunos “treinem” a multiplicação, por meio do “Jogo Tabuada
Calculadora”, disponível em http://jogoseducativos.jogosja.com/jogos-
educativos-Tabuada-Calculadora.aspx
Recursos didáticos
 Computador;
 Internet;
 Jogo (http://jogoseducativos.jogosja.com/jogos-educativos-Tabuada-
Calculadora.aspx)

Avaliação da aprendizagem
 Os alunos poderão trocar ideias, mas cada um terá que fazer o seu.
Assim espera-se que troquem informações e consigam produzir um bom
trabalho, obtendo consequentemente uma boa aprendizagem. O
desempenho individual será avaliado levando em conta a atenção e
participação de cada aluno na atividade proposta.
Referências
 Parâmetros curriculares nacionais : matemática /Secretaria de Educação
Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1997.
 http://jogoseducativos.jogosja.com/jogos-educativos-Tabuada-
Calculadora.aspx

Esta aula pautou-se numa atividade instrucionista numa série de


informações passadas aos alunos na forma de um tutorial, exercício-e-prática,
jogo, simulação. Nesta atividade, embora o aluno interaja com a máquina,
indicando as respostas da situação-problema, é o computador quem ensina,
reforça as atividades realizadas em sala de aula. A abordagem instrucionista é
o meio mais utilizado ainda nas escolas, no entanto, não pode ser o único: o
aluno deve ter a oportunidade de trocar, construir e aplicar conhecimentos
valendo-se de estratégias próprias ou de seu grupo.

Questão 2: Edição de Histórias em Quadrinhos


Não foi possível criar a história em quadrinhos por meio do site indicado.
Ao criar em cadastrar, aparece a seguinte mensagem “No momento, o cadastro
de novos usuários está suspenso”. Por essa razão, fiz minha história no site
www.toondoo.com.

Questão 3: Plano de aula com algum Editor


Identificação do contexto
História, 5° ano do Ensino Fundamental, 3 tempos de aula de 50 minutos cada.
Tema da aula
A história do município de São Sebastião do Alto
Conteúdo programático
Município de São Sebastião do Alto
Objetivos educacionais
 Identificar o município de São Sebastião do Alto no mapa do estado do
Rio de Janeiro;
 Conhecer a história da formação do município de São Sebastião do Alto;
 Recontar a história do município de São Sebastião do Alto por meio do
Editor de vídeo (Windows Movie Maker).
Teoria e método educacional
Construtivismo
Descrição das atividades
 Na primeira aula será oferecido aos alunos um quebra-cabeça,
confeccionado pelo professor, com o mapa do estado do Rio de Janeiro,
dividido por regiões. Neste mapa, os alunos identificarão o município de
São Sebastião do Alto. Logo depois, será distribuída uma apostila com a
história do município de São Sebastião do Alto para leitura
compartilhada;
 Na segunda aula, os alunos serão divididos em grupos e convidados
para o laboratório de informática, onde utilizarão a internet para
pesquisar algumas imagens do município para compor o vídeo sobre a
formação do mesmo na visão dos alunos;
 Na terceira aula, os alunos farão e editarão o vídeo sobre o município de
São Sebastião do Alto. Pode-se fazer, após editar o vídeo, uma sessão
pipoca na escola.
Recursos didáticos
 Quebra-cabeça com o mapa do estado do Rio de Janeiro;
 Apostila digitada com a história do município de São Sebastião do
Alto;
 Computador;
 Internet.
Avaliação
Para avaliar os alunos será observado se estes estão conseguiram
situar o município de São Sebastião do Alto no mapa do estado do Rio de
Janeiro, se atribuíram sentido ao texto lido sobre a formação desse município e
se conseguem se posicionar criticamente diante dele.
Para avaliar a criação dos vídeos, será feita a análise das produções dos
alunos.
Referência
Livro Mesopotâmia Fluminense

Esse plano de aula, numa teoria construtivista, permite que os alunos


construam seu próprio conhecimento e tenha uma atividade significativa. O
professor levará o aluno a conhecer o editor Windows Movie Maker onde irá
conhecer os passos da criação de um vídeo. O aluno, através do mesmo,
poderá criar seu próprio vídeo seguindo os passos indicados. Assim, ele
desenvolverá seu conhecimento significativo, aprendendo a fazer fazendo, de
uma forma criativa e divertida. Essa atividade é muito produtiva, pois o aluno se
sente motivado a aprender, além de ser agradável e despertar o interesse pelo
conteúdo proposto.
Questão 4: Desenho com a Linguagem LOGO

Movimentos executados:
Parafrente 100
Paradireita 80
Parafrente 100
Paradireita 80
Parafrente 100
Paradireita 80
Parafrente 100
Paradireita 80
Parafrente 100
Paradireita 80
Parafrente 100
Paradireita 80
Parafrente 100
Paradireita 80
Parafrente 100
Paradireita 80
Paradireita 80
Parafrente 100
Paradireita 80

Questão 5: Instrucionismo X construtivismo no uso da informática na


educação
O instrucionismo fundamenta-se no princípio de que a ação de ensinar é
fortemente relacionada com a transmissão de informação/instrução ao aluno. A
melhoria do ensino, sob esta ótica, consiste em aperfeiçoar as técnicas de
transmissão da informação. O computador começou a entrar neste contexto
para auxiliar e incrementar o processo de comunicação.
Já o construtivismo se fundamenta numa perspectiva diversa. O
aprendizado é encarado como uma atitude ativa, onde o aluno constrói o
próprio conhecimento. O uso dos computadores sob a ótica construtivista parte
de uma direção inversa à do instrucionismo. Nela, o aluno, através de um
software apropriado, aprende exercitando uma tarefa de ensinar utilizando o
computador.
Apesar de diferentes, as duas filosofias não são necessariamente
opostas. Cada experiência de aprendizado pode melhor adequar-se a uma
determinada filosofia, ou a uma composição balanceada de ambas.
O atual estágio tecnológico nos coloca diante de um cenário
completamente diverso ao de muitos anos atrás. Não há dúvidas que o
computador e a telemática têm criado condições e incentivado a constituição
de sítios de informações e programas de grande riqueza potencial.
Quantidades enormes de textos, imagens, sons, animações e vídeos estão
disponíveis à espera dos alunos, que os explore, sem contar a diversidade de
programas.
Percebo que, com o avanço tecnológico, todos estão envolvidos por
esse processo de uma forma a não poder se relacionar sem estar envolvido
diretamente com a informatização.
A importância da informática na educação é que esta trás aos alunos
diferentes formas de facilitar o intercâmbio entre o ensinar e o aprender. O
computador é apenas uma máquina, ao qual o conhecimento vindo do aluno
deverá ser construído através dele. A construção do conhecimento é parte
integrante que leva professores a estarem aptos a aprender e passar técnicas
e alunos a construir e desenvolver o conhecimento.