Você está na página 1de 3

NATUROTERAPIA COM ÊNFASE EM TERAPIAS ORIENTAIS

TERAPIAS ORIENTAIS-3º ANO


Professor Daniel da Silva Lima

VENTOSATERAPIA

INTRODUÇÃO

Ventosa é uma terapia na qual um vaso é aplicado à superfície da pele


para causar uma congestão local, através da remoção do ar neste vaso. Este
vácuo é criado pela introdução de calor, através da introdução de algo aceso
dentro do vaso, por alguns segundos, ou então pela sucção do ar através de
aparelho próprio. Este método tem a função de aquecer e promover o livre fluxo
de Qi e Xue nos canais, expulsando o Frio e a Umidade.
As ventosas podem ser colocadas nos pontos Ah Shi ou nos pontos de
acupuntura. A hiperemia ocasionada é esperada e é através desta que ocorre o
aquecimento local e a retirada do fator patológico. Pode ser usada também para
potencializar a sangria.
Após a aplicação da ventosa é comum a formação de equimoses,
dependendo da pessoa e do tempo da terapia, além do tipo de patologia, este
sinal será mais ou menos forte. O objetivo da ventosa “é obter a equimose”.

TIPOS DE VENTOSAS

Há uma grande variedade, mas as mais utilizadas são:


Ventosa de Bambu: Corta-se a seção de um bambu de 3 a 5 cm de
diâmetro e de 6 a 10 cm de comprimento, formando um tubo. A borda que irá em
contato com a pele deve ser alisada com lixa. A ventosa de bambu é leve,
econômico e difícil de quebrar, mas se deixado seco terá maior facilidade em
partir e causar a entrada de ar impedindo a obtenção do vácuo.
Ventosa de cerâmica: Confeccionado em fornos, com formatos de
abóboda, com a cintura mais larga. Possui uma grande força de sucção mas é
fácil de quebrar.
Ventosa de vidro: A boca deste tipo é lisa e pequena, mas o corpo é
grande e a borda da boca é dobrada para o exterior. Como o vidro é transparente,
permite-se visualizar a congestão da pele no local, facilitando para controlar o
tempo do tratamento. Há a inconveniência da fragilidade do material.

FUNÇÃO DA VENTOSA

A terapêutica pela ventosaterapia busca:


Ativar a circulação de Qi e Xue, acalmando a dor, eliminar o Vento e
dispersar o Frio, dispersar o Calor (junto com sangria), eliminar o acúmulo de liu
xie e dissipar massas.
Como a sua principal ação é na circulação, o seu uso é maior em
patologias externas, mas como a circulação de Qi e Xue têm influência interna,
pode ser utilizada também como tratamento de desequilíbrios internos.
TEMPO DE RETENÇÃO DA VENTOSA

O tempo é variável, mas de modo geral se preconiza 10 a 15 minutos. A


região deverá estar hiperemiada ou com equimose, que normalmente
desaparecerá depois de 3 a 5 dias.

RETIRADA DA VENTOSA

Após a colocação e a pele apresentar sinais de equimose ou


hiperemiação, podendo a pele chegar a uma cor violeta, a ventosa deverá ser
retirada. Para isso segura-se com a mão a ventosa e com o dedo polegar e
indicador da outra mão pressiona-se a pele em volta da borda da ventosa,
permitindo assim que o ar entre e desfaça o vácuo formado.

PRECAUÇÕES

Não é recomendável aplicar ventosa em paciente com úlcera de pele,


febre alta e convulsão, alergia de pele ou edema, e nas regiões sacra e
abdominal de grávidas.
Locais irregulares como as articulações não são escolhidos para
tratamento.
Se a reação do local, após a ventosa, se apresentar muito forte, é melhor
não utilizar ventosa novamente nesta região, isso se a reação for realmente
excessiva. Se houver a formação de pequenas bolhas, não é necessário fazer
nada, somente se as bolhas forem muito grandes, devem ser tratadas como
bolhas de queimadura.
Para a aplicação da ventosa devemos levar em conta a constituição física
do paciente e sua idade.
Nas pessoas idosas e em crianças devemos utilizar poucas ventosas e de
tamanho pequeno com pouco tempo de duração.
Quando aplicar as ventosas, verificar o espaçamento entre elas para
evitar beliscar a pele do paciente.
Evitar ventosas em pacientes com problemas de coagulação.

EXEMPLOS DE UTILIZAÇÃO DAS VENTOSAS

Fibromialgia
Na mtc a fibromialgia pertence à categoria de síndromes complicadas
(síndromes profundas que predispõe às síndromes Bi).
A fibromialgia apresenta manifestações que estão relacionadas
principalmente aos agentes etiológicos Vento, Frio e Umidade, estagnação de Qi
ou Xue, tendo como raiz a deficiência de Qi e de Xue. Também está relacionada
à tensão emocional, dieta irregular e ao tipo de trabalho da pessoa. É preciso
tratar ao mesmo tempo, a manifestação da doença, eliminando os fatores
patogênicos e a raiz, pela tonificação do Qi correto (Zheng Qi).
No tratamento da fibromialgia é importante tratar as áreas afetadas
combinando pontos locais, pontos adjacentes, pontos distais e pontos que tratam
as síndromes relacionadas (Umidade, Frio-Umidade, Estagnação de Qi,
Estagnação de Sangue Deficiência de Qi e de Sangue).
Para dores musculares e articulações a ventosa é muito boa,
apresentando resultados excelentes.

Pontos mais utilizados com ventosa:

 Du-14, Vb-21, B-12, B-42, 43, 44, Id-11, 12, Ig-14, 15.
 B-23. 26. 24.
 Du-3, B-54, Vb-30.
 E-35, sobre o tendão patelar.

Pontos utilizados com acupuntura:

 Ig-4 – Abre os canais, dispersa o Vento, alivia a estagnação do Qi


e interrompe a dor.
 Ta-4 e Ta-5 – Expulsam o vento e relaxam os tendões.
 Ig-11 – Dispersa o Calor e resolve a Umidade.
 Ta-10 e P-5 – Relaxam os tendões e são pontos locais para
tratamento do cotovelo.
 Id-11 e Id-12 – Beneficiam o movimento dos braços e são pontos
locais para a escápula.
 Ig-14 e Ig-15 – Abrem o canal, expulsam o Vento e interrompem a
dor.
 Vb-20 e Vb-21 – Libertam o exterior, expulsam o Vento, dispersam
o Calor e relaxam os tendões.
 Du-14 – Dispersa o Vento, relaxa o pescoço e dispersa o excesso
de Calor do corpo.

Tratamento das manifestações:

 Resolver a Umidade: Ren-12, 9, E-28, Bp-9, 6, R-7, B-22.


 Mover o Qi e eliminar a estagnação: Vb-34, F-3, Ta-6.
 Revigorar o Sangue e eliminar a estagnação: B-17, Bp-10, Pc-6, R-
14, Bp-4 + Pc-6.
 Tonificar o Qi e o Sangue: E-36, Bp-6, Ren-10, 12, 13 (Trinca
abdominal), Ren-4 e R-3.
 Acalmar a mente: Pc-6, C-7, Du-20 + 21, Du-20 + Yintang, Du-24,
Ren-15.

Tratamento específicos:

Gripe, tosse, febre, bronquite asmática, desequilíbrios pulmonares em


geral, podemos realizar ventosas nos seguintes pontos:
 Du-14.
 B-13.
 B-12.
 P-6.
 Ren-14, 12, 10, E-21.
 Se for o caso de gripe por Vento Frio, pode se fazer ventosa deslizante ao
longo do canal da Bexiga.