Você está na página 1de 7

Saúde

x
Matemática
PLANOS DE AULA
Modelo 1
AULA 1 – SAÚDE X MATEMÁTICA
• SÉRIES: 6ª SÉRIE EM DIANTE

• COMPETÊNCIAS: SABER IDENTIFICAR ALGUNS DADOS


MATEMÁTICOS NO TEXTO, RESOLVER EXPRESSÕES NUMÉRICAS.

• TEMAS TRANSVERSAIS: SÁUDE

• DESENVOLVIMENTO:
o PRIMEIRAMENTE, ATRAVÉS DE RECURSO AUDIO-VISUAL
(DATASHOW) EM SALA DE AULA, O PROFESSOR DEVE
ACESSAR O BLOG E MOSTRAR OS SLIDES DA AULA AOS
ALUNOS.
o DIVIDIR A SALA EM GRUPO DE 5 PESSOAS;
o LEVAR OS ALUNOS AO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA;
o DEIXAR DISPONÍVEL O ENDEREÇO DO BLOG AOS ALUNOS
PARA QUE ELES OBTENHAM MAIS INFORMAÇÕES E FAÇAM
PESQUISAS;
o FAZER COMENTÁRIOS SOBRE O ASSUNTO PRINCIPAL DA
MATÉRIA NO BLOG;
o PROPOR AOS ALUNOS QUE ELES ENCONTREM TODOS OS
DADOS MATÉMÁTICOS EXPOSTOS NO BLOG;
o CADA ALUNO DO GRUPO RESOLVE INDIVIVIDUALMENTE A
EXPRESSÃO NUMÉRICA CONTIDA NA APRESENTAÇÃO;
o SOMAM-SE TODAS AS RESPOSTAS DE CADA GRUPO E
COMPARAM-SE TODAS AS ALTERNATIVAS PARA SE SABER;
QUAL É O GRUPO QUE PRECISA DE MAIS CALORIAS POR DIA.

• HABILIDADES:
o UTILIZAÇÃO DA TECNOLOGIA
o RESOLUÇÃO DE EXPRESSÕES NÚMERICAS;
o SOMAS SIMPLES.

• BIBLIOGRAFIA:
o REVISTA VEJA – EDIÇÃO 2000 – ANO 40 – Nº 11 – 21 DE
MARÇO DE 2007
o REVISTA VEJA – EDIÇÃO 2015 – ANO 40 – Nº 26 – 04 DE JULHO
DE 2007
Modelo 2
AULA 2 – SAÚDE X MATEMÁTICA
• SÉRIES: 7ª SÉRIE EM DIANTE

• COMPETÊNCIAS: SABER IDENTIFICAR ALGUNS DADOS


MATEMÁTICOS NO TEXTO, RESOLVER EXPRESSÕES NUMÉRICAS.

• TEMAS TRANSVERSAIS: SÁUDE

• DESENVOLVIMENTO:
o PRIMEIRAMENTE, ATRAVÉS DE RECURSO AUDIO-VISUAL
(DATASHOW) EM SALA DE AULA, O PROFESSOR DEVE
ACESSAR O BLOG E MOSTRAR OS SLIDES DA AULA AOS
ALUNOS.
o DIVIDIR A SALA EM GRUPO DE 5 PESSOAS;
o LEVAR OS ALUNOS AO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA;
o DEIXAR DISPONÍVEL O ENDEREÇO DO BLOG AOS ALUNOS
PARA QUE ELES OBTENHAM MAIS INFORMAÇÕES E FAÇAM
PESQUISAS;
o FAZER COMENTÁRIOS SOBRE O ASSUNTO PRINCIPAL DA
MATÉRIA NO BLOG;
o PROPOR AOS ALUNOS QUE ELES ENCONTREM TODOS OS
DADOS MATÉMÁTICOS EXPOSTOS NO TEXTO;
o CADA ALUNO DO GRUPO RESOLVE INDIVIVIDUALMENTE A
EXPRESSÃO NUMÉRICA CONTIDA NO TEXTO;
o SOMAM-SE TODAS AS RESPOSTAS DE CADA GRUPO E
COMPARAM-SE TODAS AS ALTERNATIVAS PARA SE SABER;
QUAL É O GRUPO QUE PRECISA DE MAIS CALORIAS POR DIA.

• HABILIDADES:
o REVISÃO DE EXPRESSÕES NÚMERICAS;
o PORCENTAGEM.

• BIBLIOGRAFIA:
o REVISTA VEJA – EDIÇÃO 2000 – ANO 40 – Nº 11 – 21 DE
MARÇO DE 2007
o REVISTA VEJA – EDIÇÃO 2015 – ANO 40 – Nº 26 – 04 DE JULHO
DE 2007
A Matemática das Calorias
Dieta: a ciência da nutrição faz 30 anos
E as doenças cardíacas

O
Brasil nunca foi tão gordo, já se somam 43 milhões – o
equivalente a 43 % da população adulta. Por conseqüência, a
quantidade de homens e mulheres em dieta para emagrecer
também é enorme: um quarto deles, e metade delas estão em
luta contra a balança.
A melhor dieta é a do bom senso. Todos os alimentos podem ser
consumidos, mas com moderação. A chave para ganhar a guerra do peso
segue um raciocínio matemático elementar: a quantidade de calorias
ingeridas por dia não pode ser maior do que a quantidade de calorias
gastas no mesmo período.
Por exemplo, o organismo de uma mulher de 40 anos, que tenha 1,65
metros e pese 70 quilos, gasta diariamente 1436 calorias para manter
suas funções básicas – a temperatura corporal, a respiração, os
batimentos cardíacos e a pressão arterial, entre outras. É a chamada de
taxa de metabolismo basal. Se essa mulher pratica uma ginástica
moderada de três a cinco vezes por semana, poderá ingerir até 2225
calorias por dia. Caso essa jovem senhora queira emagrecer, só há duas
alternativas: ou ela come menos – 500 calorias a menos por dia – ou se
exercita mais. Se passar a correr uma hora a mais por dia, poderá perder
meio quilo a cada três dias.
Muitos cientistas já desenvolveram várias teorias sobre dietas: como
a dos carboidratos, das gorduras e das proteínas. A verdade é o corpo
necessita tanto de carboidratos quanto de gordura e proteína. Até mesmo
a gordura saturada tem sua utilidade. Serve para a formação de
membranas celulares e de hormônios, ajuda a absorver vitaminas e
melhora as funções intestinais, se consumida com moderação.
A gordura que deve ser eliminada totalmente dos cardápios, sem a
menor sombra de dúvida, é a trans – aquela das bolachas de pacote, dos
sorvetes e dos lanches de fast-food. O resultado é que o corpo a “guarda”
na região da barriga, como se fosse um estoque inútil. “A gordura
abdominal triplica o risco de infartos e derrames, afeta o colesterol,
aumenta cinco vezes mais a probabilidade de diabetes e faz subir, em
30% os riscos de câncer, em especial os de mama, útero e cólon”, diz o
cardiologista e nutrólogo Daniel Magnoni do Hospital do Coração de São
Paulo.
Comer certo não significa passar fome. Significa, apenas, comer
menos e com mais qualidade. Comer pouco e bem, esta é a melhor
fórmula para manter-se saudável e esbelto.
Vamos calcular?
O cálculo abaixo tem por objetivo determinar quantas calorias
necessárias cada pessoa pode consumir diariamente, sem o risco
de engordar. Para chegar a esse valor, é necessário fazer mais de
uma conta. Boa sorte!!!
A MATEMÁTICA DAS CALORIAS
Etapa 1 Taxa de Metabolismo Basal
Para saber quantascalorias, seu organismo necessita diariamente para
manter asfunçõesbásicas, calcule:

HOMENS
PESO ALTURA TAXA DE
IDADE METABOLISMO
EM Kg EM cm BASAL
66 + ( 13,7 X ) + ( 5 X ) - ( 6,8 X ) = 66

MULHERES
PESO ALTURA TAXA DE
IDADE METABOLISMO
EM Kg EM cm BASAL
655 + ( 9,6 X ) + ( 1,8 X ) - ( 4,7 X ) = 655

Etapa 2 Caloriasdisponíveis
Agora veja em que nível de atividade física você se
enquadra.
Multiplique a sua taxa de metabolismo basal pelo fator
correspondente à sua rotina de exercícios

Taxa de
Total de
Metabolismo
Calorias
SEDENTÁRIO Basal

X 1,20 = 0

Taxa de
Total de
FISICAMENTE ATIVO NÍVEL 1 Metabolismo
Calorias
Basal
(exercícios leves, até 3 vezes por
semana)
X 1,37 =

Taxa de
Total de
FISICAMENTE ATIVO NÍVEL 2 Metabolismo
Calorias
Basal
(exercícios moderados, de 3 a 5 vezes
por semana)
X 1,55 = 0

Taxa de
Total de
FISICAMENTE ATIVO NÍVEL 3 Metabolismo
Calorias
Basal
(exercícios intensos, 6 ou 7 vezes por
semanas)
X 1,72 = 0

Taxa de
Total de
FISICAMENTE ATIVO NÍVEL 4 Metabolismo
Calorias
Basal

(atletas) X 1,90 = 0

Do outro lado temos também as doenças cardíacas que estão


relacionadas com a má alimentação e a falta de atividades físicas.
Um estudo da Organização Mundial de Saúde (OMS) deu novos números
àquilo que os cardiologistas pregam nos consultórios: quem segue uma rotina
regular de exames do coração tem cinco vezes mais a chance de chegar aos 75
sem ter sofrido um infarto.
O efeito será ainda maior se a prevenção às doenças cardiovasculares, as
que mais matam no Brasil e no mundo, vier junto com uma mudança de hábitos.
Aderir à boa alimentação, praticar exercícios físicos e ficar longe do cigarro são
medidas que fazem despencar os riscos de alguma doença cardíaca.
Alguns especialistas formularam uma cartilha que separa as várias faixas
etárias e indica um conjunto de cuidados específicos para cada idade.
• ATÉ OS 30 ANOS:
o Menos de 1% sofrem de doenças cardíacas
o Como prevenir?
 Os pais devem empenhar-se em garantir às crianças
uma dieta saudável;
 Fuja do vício do cigarro;
 E cultive o hábito de praticar esportes desde cedo.
• DOS 30 AOS 40 ANOS:
o Menos de 5% sofrem de doenças cardíacas
o Como prevenir?
 Desacelerar o consumo de doces e gorduras saturadas
ajuda a combater o colesterol, diminui em 10% o nível
do colesterol.
• DOS 40 AOS 50 ANOS:
o 12% sofrem de doenças cardíacas
o Como prevenir?
 Essa é a fase da vida em que as pessoas começam a
sofrer de hipertensão, fator de alto risco para o coração,
por isso deve-se medir a pressão ao menos duas vezes
por ano;
 Cuidado com as diabetes;
 Evite o stress, procure atividades físicas.
• A PARTIR DOS 50 ANOS:
o 40% sofrem de doenças cardíacas
o Como prevenir?
 Quem não começou a prevenção antes deve fazê-lo já,
com medidas simples – e de rápido impacto: meia hora
de corrida em ritmo moderado por dia, por exemplo,
reduzem em 20% os riscos de uma doença
cardiovascular.
A prática regular de esportes reduz em 25% os riscos de problemas no
coração e melhora o quadro de quem já sofre de uma doença cardíaca.
Entusiastas do esporte, os especialistas fazem uma ponderação: atletas
amadores devem manter um ritmo moderado.

Para saber o significa ritmo moderado para você, faça as contas:


1. Subtrai sua idade de 220;
2. O valor equivale à sua freqüência cardíaca máxima (em batimentos
por minuto);
3. Ritmo moderado é o que não ultrapassa 75% desse valor!!!
BIBLIOGRAFIA:
• REVISTA VEJA – EDIÇÃO 2000 – ANO 40 – Nº 11 – 21 DE
MARÇO DE 2007
• REVISTA VEJA – EDIÇÃO 2015 – ANO 40 – Nº 26 – 04 DE
JULHO DE 2007