Você está na página 1de 2



        @? A"B%CDA"E+F


"! #%$'&)(%*+$,
*"-.&%/"&)#%*"0 GIH J3K
L M
NIO3PRQ
1325476
48 95:+; 45<=:+6"2=8 ; 4763> A"B SUTVB
—™˜ š"›5œwž - PINO PARA CRUZETA DE MADEIRA
Ÿ¡  ¢%£U¤b¥¦ - PINO PARA CRUZETA DE AÇO

ROSCA M-20

ROSCA M-20
ARRUELA DE PRESSÃO M-20
(EM 02.005)
+0,5

+0,5

ARRUELA DE PRESSÃO M-20


4,7 (EM 02.005)

+0,5
+0,5
28,5

4,7
4,5

4,5
BATENTE

28,5
BATENTE
+0,5

+0,5
9

6
+10

+10
-0

-0 M = 37
ARRUELA DE PRESSÃO M-16

L = 45
ARRUELA QUADRADA
(EM 02.005)
(EM 02.004)

ARRUELA DE PRESSÃO M-16


+10
-0

(EM 02.005) PORCA SEXTAVADA M-16


L = 140

+0,5
16 -2

VISTA SUPERIOR DO BATENTE


+0,5
-2

ESTRIADO
16
+10
-0
M = 60

PORCA QUADRADA M-16


(EM 02.005)

VISTA INFERIOR DO BATENTE


SEXTAVADO

32 +0,5
14,5

TABELA

„†…†‡ ˆ5‰=‡^Š ‹=Œ ‡^Š "Ž†„††=Žw’‘ “%“%”


ˆ7Ž†• – 
1 2 3 4
---- 22040004-2 45 37
---- 22040005-0 140 60

Obs : 1. Medidas em milímetros.


2. O pino deve ser fornecido com as arruelas e a porca. As arruelas devem ser fornecidas nas posições indicadas,
fixadas de modo a não se separarem do conjunto.
3. O pino L=37 não é fornecido com arruela quadrada.

WX&)-ZY\[^]^]^] 0"; 47_7:+6


45<=:"`Da a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a ab/c8 9edV:"`Da a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a ab&)2=63:Ufg45<=:"`Da a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a
hji k3l
LRH k
m3L
n Qjo J
k3i p qDk
m3L hjr
sRt
ujLRH mRp rwvRxIkDo H t y
z
{
|
v y }~t GIhjjN hjr
sRt
€jLRI‚3JwvR}~t ƒ~hj

        @? A"B%CDA"E+F
"! #%$'&)(%*+$,
*"-.&%/"&)#%*"0 GIH J3K
L M
NIO3PRQ
1325476
48 95:+; 45<=:+6"2=8 ; 4763> A"B B TVB

 wŒ"•wŽ^…5Š 7Œ


Esta EM padroniza as dimensões e estabelece as condições gerais e específicas do pino para isolador pilar a ser instalado na
Redes Aéreas de Distribuição - 15 kV.
 †„5Œ
+ =Ž Œ‡5Œ+ˆ= Ž5„5…^Œ+ˆ=Œ%^–†Ž7 Ž5„5… 
=Ž^
Conforme as NBR’s 5426/85, 5996/84, 6006/80, 6323/82, 6547/86, 7397/82, 7398/82, 7399/82, 7400/82, 8094/83, 8158/83,
8159/84, 12459/98 ou outras normas que assegurem igual ou superior qualidade.
 †‡7Ž†Š „7Š ="Ž^
Conforme a NBR 6547.
 wˆ=Œ"„7‡7Š ="Ž^‹%Ž
 +Š 
 †Š      !"#$%&

Cada pino deve ser adequadamente identificado de modo legível e indelével, no mínimo, com:

a) nome ou marca do fabricante;



    '%( ( #) *+ -, .  /"#$%&

O pino objeto desta padronização é próprio para uso em isoladores pilar, instalados nas Redes de Distribuição da CEB.

    '!" 0 " +  %&

O pino deve apresentar superfície contínua e uniforme, evitando-se saliências pontiagudas, arestas cortantes, cantos vivos ou
qualquer outra imperfeição. A camada de zinco deve ser aderente, contínua e uniforme.
1 wˆ=Œ"„7‡7Š ="Ž^Ž^^Ž^ˆ'2†Š ˆ =
1 ^3
 "  4 " .&
Aço carbono, ABNT 1010 a 1020, no mínimo, forjado.
1    (4 %  #$%5* , 6  4   !  " .&

O pino deve ser revestido de zinco pelo processo de imersão a quente, conforme a NBR 6323. A espessura mínima do
revestimento deve atender a Tabela 1 da NBR 8158/83.

1    '" 4 "!  4 7 * !"* 8!   !"* &

1   
Resistência mecânica: O pino deve suportar aos esforços mecânicos aplicados aos isoladores pilar sem sofrer
deformação permanente.
1    †Ž^“-0 " . "9 I“:+"!%( ( !  %( "I“+  %&
Consultar a G.SSU.
; †Š „5^Ž(<=Œ
Os ensaios e métodos de ensaios, amostragem e critérios de aceitação ou rejeição devem estar de acordo com as respectivas
normas e/ou documentos complementares citados no item 2.

WX&)-ZY\[^]^]^] 0"; 47_7:+6


45<=:"`Da a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a ab/c8 9edV:"`Da a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a ab&)2=63:Ufg45<=:"`Da a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a a
hji k3l
LRH k
m3L
n Qjo J
k3i p qDk
m3L hjr
sRt
ujLRH mRp rwvRxIkDo H t y
z
{
|
v y }~t GIhjjN hjr
sRt
€jLRI‚3JwvR}~t ƒ~hj