Você está na página 1de 2

Gente a aula foi ruim e não dava pra ouvir o que ele falava em 80/100 do tempo, fui anotando as

coisas que eu ouvia e dos slides


• As indicações atuais da TH seriam
◦ Correção da disfunção menstrual na perimenopausa
◦ Melhoria dos sintomas climatéricos (fogachos clássicos são em tórax e rosto)
◦ Prevenção e melhoria da osteoporose
◦ Prevenção e tratamento da atrofia urogenital
• Em mulheres com útero, esquemas com estrogenios e progestovenios
• Via não oral: Mulheres com triglicérides elevados, litíase biliar, hipertensão arterial, tabagismo,
trombose venosa, diabetes,
• Via oral: colesterol elevado, hdl baixo, preferencia da paciente
• Estrogeno: 0,625 mg por dia
• Valerato de estradiol 1-2 mg por dia
• Via subcutânea: 25 mg a cada 6 meses- só quem não tem útero
• Prova: qual dos medicamentos abaixo não é um progestagenio? (Promestrieno??)
• Progestagenio
◦ Medroxiprogesterona
◦ Ciproterona
◦ Noretisterona
◦ Nomegestrol
◦ Didrogesterona - melhor para perfil lipídico
◦ Dienogest
◦ Norgestimato
◦ Progesterona micronizada - melhor para perfil lipídico
◦ Trimegestona
◦ Drospirenona - derivado da Espironolactona
◦ Via fransdermica: norestirenona - NETA
• Principais formulações de TRH de baixa dose: estradiol micronizados 1 mg e didrogesterona 5
mg
• Foto no celular das indicações de cada via!!!
◦ Epiléptica sempre via não oral - ANTICONVULSIVANTES interferem no metabolismo de
acho
◦ Demais indicações na foto do celular
◦ Na HAS
• Para melhorar os sintomas a Th é o melhor medicamento
• Não há diferença significativa entre as vias para melhora dos sintomas
• A melhora dos sintomas com TH e nível 1 de evidência
• Efeitos colaterais da Th: mastalgia e Sporting (80/100 no primeiro mês, 1 ano depois menos de
10/100)
• A paciente vai ter melhora maior a partir de 4 semanas do uso de TH
• Fratura osteoporosica: a TH é efetiva na prevenção de fraturas osteoporoticas - nível 1 ou 2
• Atrofia urogenital: o estrogênio é eficiente no manejo da atrofia urogenital. Preparações com
baixas doses de estradiol vaginal são tão efetivas quanto a terapia com.... entre cremes,
comprimidos, anel vaginal tem igual efetividade para proteção da atrofia vaginal
• Tibolona: é um esteroide que tem ação estrogênica, androgênico e progestagenica
◦ Metabólitos da tibolona (não vai cair em prova): isômeros delta 4 (ação androgênico para
lbido) isômeros delta 3 (ação estrogênica)
◦ Pacientes com libido baixa, depressão e ondas de calor intensas
• 4 tecnicas de incontinência urinária: Sling, mini Sling, mashall (??) - não da pra ouvir o que ele
fala!!!!
• TH é associada à piora da incontinência urinária em mulheres menopausadas idosas e não
recomendam esse tipo de tratamento.
• O tratamento estrogênico pode melhorar ou curar a incontinência urinária e as evidências
sugefem que isso traz melhora principalmente na incontinência de urgência (????? Duas
conclusões contrárias no slide)
• Hormônios bioidênticos: nomenclatura usada muitas vezes erroneamente, são hormônios
idênticos molecularmente ao produzido no corpo humano ç
• Esses compostos não incluem os fitohormonios - soja, trevo vermelho, inhame mexicano
• No caso de terapia só com estrógeno em pacientes sem útero, não houve associação entre risco
de câncer de mama e TH
• Não há definição para uma duração máxima obrigatória para TH ou idade máxima na qual está
deva ser suspensa
• Não iniciar em paciente com idade superior a sessenta anos
• Individualizar caso a caso
• "Utilizar até a próxima consulta" - reavaliar a necessidade de continuar a cada dose
• MENOPAUSA: FSH MAIOR QUE 30 E ESTRADIOL MENOR QUE 30
• CONTRAINDICAÇÕES ABSOLUTAS A HORMÔNIO: câncer de mama, tep recente, hepático
descompensada
• Reposição de cálcio e vitamina D para manutenção: carbonato de cálcio 1g mais vitamina D
800 UI
• No menacme a necessidade é de 1000 mg de cálcio ir dia, na menopausa é de 1500 mg
• Caso: paciente de 58 anos com sangramento vaginal há uma semana, refere ondas de calor e
insônia que melhoram com chá ou suplementos de soja. Menopausa aos 55 anos e nunca usou
terapia hormonal. Mamas de médio volume com nódulo duro, irregular, fixo aos tecidos
adjacentes, de 2 cm, no quadrante superolateral esquerdo. Sangue no fundo vaginal presente.
Útero aumentado, endurecido e móvel.
◦ 3 diagnósticos sindromicos: Sangramento pos menopausa, nódulo de mama suspeito,
síndrome de coimaterio, sintomas da transição menopausal
◦ 3 prováveis diagnsoticos para o sangramento vaginal: cancer de endométrio, pólipo, lesão
pré maligna (hiperplasia)
◦ Principal exame para orientar a conduta da doença mamária? Mamografia .Justificariva:
verificar concordância com Dx clínico, identificar a extensão da lesão, detectar se a lesão é
única ou múltipla,