Você está na página 1de 5

QUESTIONÁRIO PARA REVISÃO

1. QUAIS AS PRINCIPAIS DIFERENÇAS ENTRE MONARQUIA E REPÚBLICA?

A Monarquia é caracterizada pela Vitaliciedade, Hereditariedade e


Irresponsabilidade e a República é caracterizada pela Temporariedade, Eletividade e
Responsabilidade.

2. QUAIS SÃO OS REGIMES DE GOVERNO DEMOCRÁTICO?

DIRETA - Aquela que é exercida pessoalmente pelo cidadão.

INDIRETA OU REPRESENTATIVA - Povo escolhe seus representantes para tomar


as decisões em seu nome.

SEMIDIRETA OU PARTICIPATIVA - Povo escolhe seus representantes, mas


também participa ativamente do governo.

3. DIFERENCIE AUTORITARISMO DE TOTALITARISMO

AUTORITARISMO - Não se sustenta por uma ideologia de base, mantém a


aparência de democracia, permitindo a atividade de outros partidos, censura e
perseguição ao dissidentes.

TOTALITARISMO - Tem uma Ideologia Oficial, Sistema de partido único, controle


total do estado sobre as mídias e os meios militares.
.
4. CARACTERIZE PARLAMENTARISMO DE PRESIDENCIALISMO.

PRESIDENCIALISMO - Poder executivo é exercido pelo Presidente da República,


auxiliado pelos ministros de estado que são escolhidos pelo próprio presidente.

PARLAMENTARISMO - O Poder executivo é exercido por Primeiro-Ministro, pode se


apresentar como Monarquia ou República.

5. QUAL A IMPORTÂNCIA DA CONSTITUIÇÃO PARA UM PAÍS?

É a principal lei de um país, na qual estão definidas a organização do estado, os


direitos, as garantias e os deveres individuais e coletivos.

6. QUAL A IMPORTÂNCIA DO CONSTITUCIONALISMO CLÁSSICO E QUAIS A


SUA PRINCIPAIS CONSTITUIÇÕES DESSE PERÍODO?

Foi importante para afirmação da supremacia do indivíduo, Limitação do poder dos


governantes e Racionalização do poder. As principais constituições clássicas foram
a Constituição Francesa e a Constituição Americana.

7. FALE SOBRE AS GERAÇÕES DO DIREITO.


1ª GERAÇÃO - Direitos individuais, são os ligados ao valor liberdade, são os direitos
civis e políticos.
2ª GERAÇÃO - Está ligada ao conceito de igualdade e a garantia dos direitos
sociais, econômicos e culturais.
3ª GERAÇÃO - Norteada pelo ideal de fraternidade ou solidariedade, São direitos
transindividuais e a relação com meio ambiente.

8. CLASSIFIQUE O NEOCONSTITUCIONALISMO

É uma Constituição Democrática voltada a assegurar os direitos fundamentais e sua


efetividade. mais princípios do que regras, mais ponderação, onipresença da
constituição e constelação plural de valores. Marcado pelo fim da segunda guerra
mundial visa proteger a humanidade dos acontecimentos que culminaram no
conflito.

9. DE ACORDO COM AS CLASSIFICAÇÕES DAS CONSTITUIÇÕES, LOCALIZE A


CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA.

Quanto à origem: PROMULGADA


Quanto à forma: ESCRITA
Quanto ao modo de elaboração:
DOGMÁTICA
Quanto à estabilidade: RÍGIDA
Quanto à extensão ou finalidade:
ANALÍTICA
Quanto ao conteúdo: FORMAL

Fonte: CLASSIFICAÇÃO DA CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA VIGENTE (1988) E A EFICÁCIA DAS


NORMAS CONSTITUCIONAIS SOB O ENFOQUE DE JOSÉ AFONSO DA SILVA

10. O QUE É PODER CONSTITUINTE?

Trata-se do poder de elaborar e modificar normas constitucionais. Portanto, é o


poder de estabelecer uma nova Constituição de um Estado ou de modificar uma já
existente. É a expressão da vontade suprema do povo, social e juridicamente
organizado. São duas as espécies de poder constituinte: originário e derivado.

11. CARACTERIZE O PODER CONSTITUINTE DERIVADO.

É o poder de modificar uma Constituição, No Brasil por ser uma constituição rígida, é
necessária um processo chamado de Proposta de Emenda Constitucional (PEC),
que deve ser votado em dois turnos por cada casa do Congresso Nacional antes de
virar uma Emenda constitucional e assim modificar a Constituição da República
Federativa do Brasil.

12. O QUE É PERSONALIDADE JURÍDICA?


É ter vida, direitos, obrigações e patrimônio próprio.

13. EXPLIQUE O PROCESSO DE DECLARAÇÃO DE AUSÊNCIA.

1. Passo: Declaração de Ausência, os Interessados ou ainda o promotor de justiça


requerem a declaração de ausência ao juiz, que nomeia um curador, que será
responsável provisoriamente pela administração dos bens do desaparecido.

2. Passo: Sucessão Provisória, um ano após o primeiro edital, pode ser aberta a
Sucessão provisória (inventário dos Bens deixados pelo ausente) entrando os
herdeiros na posse dos bens deixados mas garantindo que, se o ausente retornar,
lhe devolverão tudo.

3. Passo: Sucessão Definitiva: Dez anos após aberta a sucessão provisória, os


interessados podem requerer a Sucessão definitiva, cancelando-se a garantia que
haviam dado.

14. QUAIS OS TIPOS DE MORTE EXISTENTE NA LEGISLAÇÃO BRASILEIRA?

MORTE REAL: Comprovada pela análise do cadáver.


MORTE PRESUMIDA: declarada em situação de não localização do corpo, mas
deduzia por meio de indícios.
MORTE PRESUMIDA SEM DECRETAÇÃO DE AUSÊNCIA: I- Se o
desaparecimento de pessoas estava em perigo; II- Pessoa desaparecida em
campanha militar ou feita prisioneira (após 2 anos);
MORTE PRESUMIDA COM DECRETAÇÃO DE AUSÊNCIA: Caso de quem
desaparece sem deixar sinais. (depende de procedimentos para declaração da
morte).

15. EXPLIQUE AS REGRAS SOBRE CAPACIDADE CIVIL.

Indivíduo com 18 anos ou mais, que não seja pessoa com deficiência intelectual, e
não adote regularmente práticas que o impeçam de tomar escolhas de forma
totalmente baseada em suas capacidades de decisão.

16. QUAIS OS TIPOS DE EMANCIPAÇÃO?

Emancipação Parental: Ocorre da manifestação de vontade dos pais em emancipar


o filho, ou de um na falta do outro.

Emancipação Judicial: Esta será concedida pela sentença ouvindo o tutor


(responsável pelo menor) e com oitiva do ministério público. Assim também poderá
ocorrer a emancipação judicial quando haver conflito de vontades dos pais, podendo
um ser contra e o outro a favor.

Emancipação Legal: Este tipo de emancipação ocorre com a realização de certos


eventos previstos no art. 5º do código civil, no qual o legislador presumiu a
capacidade, podendo ser por exemplo: O casamento, Colação de grau em ensino
Superior, exercício de emprego público efetivo, estabelecimento civil ou comercial ou
pela relação de existência de emprego..

17. QUAIS SÃO AS PESSOAS JURÍDICAS DO DIREITO PRIVADO?

São as Associações, Sociedades, Fundações, Partidos Políticos, Organizações


religiosas e Eireli

18. QUAIS SÃO OS CRITÉRIOS PARA UM ATO JURÍDICO SER CONSIDERADO


VÁLIDO?

Existência de um agente Capaz: significa que a pessoa que declara sua vontade no
ato jurídico deve ter capacidade de fazê-lo, isto é, não pode ser absolutamente ou
relativamente incapaz.

Existência de um objeto lícito: significa que o objeto do ato jurídico deve estar
fundamentado no direito. em outras palavras não pode contrariar as normas
jurídicas.

Obediência à forma prescrita ou não defeso em lei: o ato jurídico deve obedecer a
forma estabelecida ou não proibida da lei.

19. DIFERENCIE UM FATO INTER VIVOS DO CAUSA MORTIS, APONTANDO UM


EXEMPLO DE CADA.

INTERVIVOS: São os fatos que devem produzir efeito durante a vida dos
interessados, como casamento, a locação, a doação etc.

CAUSA MORTIS: São os fatos que devem produzir efeitos depois da morte do
agente declarante, como o testamento.

20. QUAIS SÃO OS FATOS NATURAIS E COMO ELES PODEM SE TORNAR


JURÍDICOS?
Os fatos naturais são acontecimentos provenientes da natureza e não precisam da
vontade humana para que sejam manifestados ou mesmo quando o homem
colabora indiretamente para a sua ocorrência. Eles podem ser divididos em:
Fatos Naturais Ordinários – quando são esperados, como por exemplo, a morte, o
nascimento, etc.;
Fatos Naturais Extraordinários – aqueles que são imprevisíveis, como terremotos,
enchentes, raios, etc., que serão considerados apenas se gerarem consequências
jurídicas. Ex.: Avião é atingido por um raio e todos os passageiros morrem.
Quando um fato natural gera repercussão no mundo jurídico, torna-se um fato
jurídico. Ex: A morte é fato natural que produz efeitos jurídicos, como, por exemplo, a
transmissão da herança.