Você está na página 1de 38

GERADORES

ELÉTRICOS
Profª Paola Gomes
Conteúdo da Aula

■ Geradores Elétricos
■ Motores Hidráulicos
Energia Energia
Não GERADOR Elétrica
Elétrica Útil

Energia Dissipada
(Perdas)
Perdas Perdas
• Definição
 Classificação dos geradores Elétricos
• Mecânicos (usinas hidrelétricas)

• Térmicos (usinas térmicas)

• Nucleares (usinas nucleares)

• Químicos (pilhas e baterias)

• Eólicos (energia dos ventos)


Partes Componentes

AMPERÍMETROS

RESISTORES
Funcionamento

■ Baseado no fenômeno da indução eletromagnética o dínamo gerador de corrente


contínua, funciona convertendo energia mecânica contida na rotação do eixo em
intensidade de um campo magnético produzido por um imã.
■ O girar do rotor induz uma tensão nos terminais dos enrolamentos, onde
conectados a cargas levam a circulação de correntes elétricas.
Turbina hidráulica acionando mecanicamente o
gerador
Alternador – Como funciona?
Sistema de produção e distribuição de energia de um navio
Diesel Gerador de Emergência – Vista Geral
• Aplicações

Iluminação
• Aplicações

Refrigeração e
Climatização
• Aplicações

Propulsão
MOTORES
HIDRÁULICOS
Profª Paola Gomes
Conceitos Básicos

■ Lei de Pascal: A pressão exercida em um ponto qualquer de um líquido estático é a


mesma em todas as direções e exerce forças iguais em áreas iguais.
■ P= F/A
Conceitos Básicos

■ Princípio de Bernoulli: A soma da energia potencial e energia cinética, nos vários


pontos de um sistema, são constantes para uma vazão constante. Quando o
diâmetro de um tubo diminui a velocidade do fluido aumenta. A energia cinética
aumenta. Logo a energia cinética precisa ser compensada pela redução da
pressão.
Definição
■ Os motores hidráulicos são também conhecidos como atuadores rotativos,
convertem energia hidráulica em mecânica.
■ Aplicações:
■ Usados em ambientes que seriam perigosos ou impossíveis pra outros
tipos de motores, podendo também trabalhar submersos, em atmosferas
corrosivas ou explosivas, em ambientes superaquecidos e realizar trabalho
com paradas e partidas constantes, sem acarretar problemas de
superaquecimento.
Conceitos Importantes

Velocidade

Motores
Hidráulicos

Volume de
Torque
absorção
Velocidade de Rotação

■ A velocidade pela qual o eixo de um motor gira, é determinada pela


expressão:
■ Velocidade do eixo do motor (RPM ) = Vazão (l/mm)x1000
■ Volume de absorção ( )
■ A velocidade de um motor hidráulico depende da vazão fornecida ao motor;
costuma-se dar essa velocidade em rotação por minuto.
Torque

■ O torque é um esforço rotativo indicando que há uma força presente a uma dada
distância do eixo motor.
■ Torque = Força x distância ao Eixo
■ Pode-se considerar que a velocidade de um motor hidráulico é inversamente
proporcional ao seu torque, os motores, mais lentos são projetados para fornecer
alto torque mesmo nas baixas rotações.
Volume de absorção

■ É a quantidade de fluido que o motor aceitará para revolução ou então, a


capacidade de uma câmara multiplicada pelo número de câmaras que o
mecanismo contém.
■ Volume de absorção = volume máximo da câmara x número de câmaras
TIPOS DE MOTORES
Axial
Pistão
Radial
Motores
Palhetas
Hidráulicos

Engrenagem
Motores de engrenagem
■ Desenvolve torque devido à pressão aplicada nas superfícies dos dentes das rodas
dentadas.
■ Elas giram juntas, porém apenas uma está ligada ao eixo do motor.
■ Invertendo a direção do fluxo, inverte-se a rotação do motor.
■ O deslocamento de um motor de engrenagem é fixo e é igual ao volume entre os
dois dentes multiplicado pelo número de dentes
Motores de engrenagem

■ Vantagens
1. simplicidade e sua
2. maior tolerância à sujeira;
■ Desvantagem: menor eficiência.
■ Aplicação: hidráulica móbil e na tecnologia agrícola, para acionar correias
transportadoras, disco dispersador, ventiladores, fusos transportadores e
ventoinhas. Fazem parte dos motores rápidos.
Motor de Palhetas
■ Formado por um rotor e por palhetas que podem deslocar-se para dentro e para
fora nos alojamentos das palhetas.
■ Deve existir entre as palhetas e a carcaça. Essa extensão das palhetas pode ser
feita por meio de molas, de modo que elas permaneçam continuamente estendidas
ou então através do deslocamento da pressão hidráulica para o lado inferior das
palhetas.
■ A vantagem desse tipo de motor é que ele costuma ter um preço mais barato,
porém, é menos eficiente e não tolera bem baixas velocidades.
Motor de Palhetas
Motores de Pistão

■ Motores de pistão: é constituído por um tambor de cilindro contendo uma série de


pistões.
■ Esses modelos são mais eficientes que os motores de paletas e são mais duráveis,
além de serem mais propícios a altas pressões e baixas velocidades, porém, têm
custo mais elevado.
■ Podem ser
1. Radial
2. Axial
Motor de Pistões Axiais de Disco Inclinado

■ Os pistões vão dispostos na direção do eixo do motor, sendo montados axialmente ao


eixo e o conjunto rotativo de disco inclinado é uma unidade de deslocamento,
apoiando-se sobre um disco inclinado.
■ O líquido entra pela base do pistão e o obriga deslocar-se para fora.
■ Favorece para a utilização como bomba ou motor hidráulico.
Motor de pistões radiais com apoio interno
dos pistões
■ Os cilindros e pistões são montados em estrela em torno do eixo excêntrico central.
Conforme a posição do eixo excêntrico, dos 5 pistões, 2 ou 3 estão ligados com a
entrada (lado da pressão), e o restante dos pistões ligados com a saída (lado do
reservatório).
■ As câmaras dos cilindros são alimentadas com fluido de pressão através de um
comando que consiste na placa de comando e da válvula distribuidora sendo a
placa de comando unida com a carcaça.
Atividade

■ Explique o funcionamento dos Geradores elétricos


■ Qual a função do alternador no sistema de geração de energia elétrica e como ele
funciona?
■ O que são motores hidráulicos e como funcionam?
■ Quais os princípios em que se baseiam o funcionamento dos motores hidráulicos?
■ Dentre os motores apresentados em aula, escolha um e explique seu
funcionamento.
■ Pesquise possíveis aplicações de motores hidráulicos para pesca e aquicultura.