Você está na página 1de 30

fevereiro

07
quinta-feira

CLIPPING
07 | Fevereiro | 2019

AGÊNCIA - PARÁ

Governo homenageia policiais que frustraram assalto a banco em Acará

07/02/2019 00:37h

Quarenta e cinco policiais civis receberam uma homenagem do governador Helder Barbalho na tarde desta quarta-feira (6), no Palácio
do Governo. Os agentes participaram da operação “Ares”, desencadeada na manhã de terça (5) na cidade de Acará, no nordeste
paraense.
A ação frustrou o que seria uma tentativa de assalto a uma agência bancária e resultou na morte de sete suspeitos, que trocaram tiros
com os policiais em uma área da zona rural do município.
A antecipação dos policiais foi possível por conta de um trabalho de investigação e de inteligência, que perdurou por cerca de dez dias
e contou com várias equipes, de diferentes divisões da Polícia Civil (PC).
O delegado geral da corporação, Alberto Teixeira, destacou a importância do reconhecimento por parte da sociedade e do Governo do
Estado ao trabalho desenvolvido pela PC e demais instituições policiais, que diuturnamente acompanham e monitoram a ação de
quadrilhas como esta.
“Em todo tempo que tenho de policial, 27 anos, nunca tive a oportunidade de participar de um momento tão especial como esse, em
que policiais civis são homenageados pelos serviços prestados com bravura à sociedade paraense. O povo do Pará pode ter a certeza
de que a Polícia Civil do Estado está do seu lado”, pontou.
O secretário de Estado de Segurança Pública, Uálame Machado, parabenizou os agentes pelo êxito da operação e reiterou que todo o
trabalho de repressão que seja feito dentro da legalidade e com o objetivo de ajudar a reduzir os índices de criminalidade no Pará terá
o apoio e o suporte do Estado.
“Atos de bravura, de heroísmo e com vistas ao interesse público serão sempre reconhecidos, pois sabemos da dificuldade e do risco
que é enfrentar a criminalidade”, frisou Machado.
O governador Helder Barbalho fez um agradecimento especial aos diferentes setores da Polícia Civil envolvidos nesse caso, que são
a Divisão de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR); a Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO); a Divisão Estadual de
Narcóticos (Denarc) e o Grupo de Pronto Emprego (GPE), e reafirmou o compromisso de combater os índices de criminalidade do
Estado com responsabilidade e presença.
“O Governo do Estado está atento na busca da pacificação em cada comunidade, localidade e município deste Estado. Esta operação
é uma demonstração da qualidade, da competência e, acima de tudo, da compreensão de algumas premissas fundamentais do nosso
trabalho daqui pra frente, como o processo de inteligência e de investigação, para que, de maneira preventiva, possamos agir para
evitar ações absolutamente danosas a nossa sociedade”, salientou.
Também participaram da solenidade o vice-governador do Estado, Lúcio Vale; o comandante geral da Polícia Militar, coronel Dilson
Júnior; o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Hayman Souza; o deputado estadual Caveira; os vereadores de Belém,
sargento Silvano e Pablo Farah; o chefe da Casa Militar da Governadoria, coronel Costa Júnior; o secretário de Estado de Justiça,
Rogério Barra; o secretário Extraordinário de Cidadania, Ricardo Balestreri; o presidente do Banpará, Braselino Assunção e o juiz da
Comarca de Igarapé-Miri, Cristiano Gomes.

Por Elck Oliveira

http://agenciapara.com.br/Noticia/183949/governo-homenageia-policiais-que-frustraram-assalto-a-banco-em-acara
07 | Fevereiro | 2019

Unacon comemora vitórias diárias na semana de combate ao câncer

Inaugurado mês passado, todas as vezes que um paciente assistido pela Unacon consegue a cura do câncer, ele planta uma
árvore em simbologia à vida, esperança, luta, fé e a determinação no tratamento da doença.

06/02/2019 17:43h

Na semana que lembra o Dia Mundial de Combate ao Câncer – dia 4 de fevereiro, a equipe da Unidade de Alta Complexidade em
Oncologia Dr. Vitor Moutinho (Unacon), em Tucuruí, intensifica o repasse de informações sobre a doença e de material educativo aos
usuários e acompanhantes. Em 2018, 14 pacientes do espaço tocaram o sino da Unacon após receberem a notícia de que estavam
curados.
A campainha é simbólica e serve para compartilhar esperança de vida em outros pacientes oncológicos assistidos pelo espaço,
referência no tratamento da doença no sudeste paraense. Antônio Figueiredo, de 79 anos, recebeu tratamento para câncer de próstata
por dois anos e foi um dos que tocou o sino para comemorar a vida e o agradecimento pelo atendimento recebido. Para ele, receber o
tratamento na Unacon Tucuruí foi uma grande conquista.
“Eu venci a doença, completei o meu tratamento aqui em Tucuruí e venci junto com todos da unidade e, por isso, estou tão
emocionado”, ressaltou Antônio Figueiredo, que teve diagnóstico precoce da doença e chances de tratamento com a cura. Agora, ele
seguirá com acompanhamento periódico.
As ações de sensibilização sobre a doença, que ocorrem diariamente na Unidade, visam o alerta sobre prevenção e tratamento do
câncer. Relatos de casos de pessoas que foram curadas também foram compartilhados ao longo da semana para incentivar os
demais em tratamento.
Números – Dados da Secretaria de Saúde Pública do Pará (Sespa) revelam que no Estado, nos homens, o câncer de próstata lidera,
com 2.158 casos. O segundo câncer mais comum é o de estômago, com 1.578 casos, seguido do brônquio e pulmão, 605 casos. No
entanto, as estatísticas podem mudar e reduzir não apenas os casos da doença, como também de óbitos.
O oncologista clínico da Unacon, Antônio Evandro, ressalta que todo dia é dia de combater o câncer, de alertar a população quanto à
importância dos exames preventivos, da procura de atendimento médico ao menor sintoma alguma alteração no organismo.
Comprovadamente, o diagnóstico precoce ainda é o melhor caminho para evitar os agravos de todos os tipos de câncer e garantir
mais chances de cura.
Segundo o especialista, todo tipo de câncer é potencialmente curável. A grande dificuldade concentra-se no avançar da patologia “Se
a doença for diagnosticada na fase precoce, ele tem praticamente 100% de chance de cura, o que pode não acontecer quando o
paciente não procura logo o atendimento médico. Aí o tumor vai ficando maior e as chances de cura vão diminuindo”, afirma o
oncologista.
De acordo com os atendimentos realizados na Unacon Tucuruí, os tipos mais comuns da doença na região são: o de próstata nos
homens, o de colo de útero e de mama entre as mulheres e o de pele em ambos os sexos, devido principalmente ao clima amazônico.
Diante desses índices, Antônio Evandro alerta sobre a importância da mudança de alguns hábitos que podem garantir uma vida mais
saudável a população e ajudar a prevenir qualquer tipo de câncer.
O oncologista sugere evitar vícios, como fumar e o consumo em excesso de bebida alcoólica; e indica uma alimentação balanceada,
com poucas gorduras saturadas e pouco açúcar; a realização de exercícios físicos pelo menos três vezes por semana, associado
com exercício aeróbico; evitar exposição solar entre 10h e 16h, e usar sempre o filtro solar, pelo menos de fator 30.
“Com esses cuidados simples é possível combater até 40% dos casos de câncer. Então, basicamente, queremos chamar a atenção
para que as pessoas pratiquem isso o ano inteiro”, disse o médico.
Pacientes em tratamento – Neliana Caldas Viana, de 43 anos, há 10 meses recebe tratamento contra o câncer de colo de útero, o
segundo tipo mais recorrente no Pará e em Tucuruí entre as mulheres. Mas a usuária já venceu algumas importantes etapas em
busca da cura, como a cirurgia e sessões de quimioterapia. Em evolução clínica positiva, ela agora aguarda uma cirurgia reparadora.
Outra paciente que teve a oportunidade de tratar a doença na própria cidade é a dona de casa Diva Socorro Macieira, diagnosticada
recentemente com câncer de colo uterino. “Receber o diagnóstico de câncer não é fácil, mas poder fazer o tratamento perto da família
já é um grande avanço, me deixou mais tranquila”, afirmou a paciente, que começou seu tratamento cheia de esperança e confiança.
Jardim da vida – Inaugurado mês passado, todas as vezes que um paciente assistido pela Unacon consegue a cura do câncer, ele
planta uma árvore em simbologia à vida, esperança, luta, fé e a determinação no tratamento da doença.
Serviço – A Unacon Tucuruí funciona em frente ao Hospital Regional, na Vila Permanente. Mais informações pelos fones: (94)
3778.4928/4599.

Por Lucilia Siliprandi

http://agenciapara.com.br/Noticia/183945/unacon-comemora-vitorias-diarias-na-semana-de-combate-ao-cancer
07 | Fevereiro | 2019

Sefa dá posse aos membros do Conselho Superior de Administração Tributária

Para o titular da secretaria, René Sousa, que preside o Consat e deu posse aos novos membros, é de extrema importância
atuar em conjunto com a entidade, compartilhando as decisões.
06/02/2019 15:41h

Os membros do Conselho Superior de Administração Tributária (Consat) foram empossados em sessão solene nesta quarta-feira (6),
no auditório da Secretaria da Fazenda (Sefa). Criado no âmbito da Lei Orgânica da Administração Tributária do Estado do Pará (Loat),
o Consat é uma das instâncias responsáveis pelas funções institucionais da Administração Tributária do Pará.
Na ocasião, vários conselheiros se manifestaram lembrando a importância do Consat – que materializa a gestão compartilhada da
administração tributária – como órgão consultivo e deliberativo junto a gestão da Sefa. Para o titular da secretaria, René Sousa, que
preside o Consat e deu posse aos novos membros, é de extrema importância atuar em conjunto com a entidade, compartilhando as
decisões.
O secretário lembrou ainda as metas anunciadas pelo governador Helder Barbalho, reforçando a importância dos servidores do Fisco
fazerem um esforço adicional para otimizar os resultados da receita própria e, assim, garantir os recursos necessários à realização
das ações planejadas pelo Governo do Estado.
Na composição do Consat há membros natos da administração fazendária e seis servidores da Carreira da Administração Tributária
(CAT), eleitos por voto direto, para um mandato de dois anos.
Participam o subsecretário da administração tributária e os diretores da área de Fiscalização, Marcos Matos; Tributação, Simone Cruz
Nobre; Arrecadação, Lamartine Carvalho; Tecnologia da Informação, Gilvã Ribeiro; e da Corregedoria Fazendária, Marisa José Araújo.
Foram eleitos em 2018 e tomaram posse para um período de dois anos os Auditores fiscais de receitas estaduais (AFREs) José
Guilherme de Souza Koury, Antônio da Rocha Marinho Neto, Lilian de Jesus Penha Viana Nogueira; são suplentes Valter de Almeida
Leite, João Antônio Flores Neto e Arnaldo Rodrigues Botelho Chaves.
Os Fiscais de Receitas Estaduais (FREs) são Humberto Carlos da Costa Barros, Frederico do Nascimento Paiva e Normélia Moraes
da Silva; os suplentes Mauro Lima Pontes, Ricardo de Oliveira Nogueira e Carlos Augusto Alves Correia.
O Conselho – O Consat é um órgão consultivo e entre suas competências estão a de manifestar-se sobre matérias conflitantes
referentes à Administração Tributária e seus servidores; auxiliar na elaboração e acompanhar o Plano Anual de Investimento da
Administração Tributária Estadual, inclusive o Programa Anual de Aperfeiçoamento e Extensão Profissional dos servidores, a ser
financiado com os recursos do Fundo de Investimento Permanente da Administração Tributária Estadual (Fipat).
A cerimônia contou com a presença de servidores públicos, e com representantes da Associação do Fisco Estadual do Pará (Asfepa)
e do Sindicato dos servidores do Fisco Estadual do Pará (Sindifisco).

Por Ana Marcia Pantoja

http://agenciapara.com.br/Noticia/183940/sefa-da-posse-aos-membros-do-conselho-superior-de-administracao-tributaria
07 | Fevereiro | 2019

Aprovados da área da Saúde são acolhidos em Calourada Integrada

O reitor Rubens Cardoso representou os 2.600 servidores que integram a Universidade. “Sintam-se abraçados por eles.
Tornem-se comprometidos com o desenvolvimento sustentável da região. A Universidade não é de graça, ela é paga por 8
milhões de paraenses. Ela é pública no sentindo da ‘res-pública’, da externalidade para a sociedade”, ponderou

06/02/2019 18:30h

Os novos alunos do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) da Universidade do Estado do Pará (Uepa) participaram da
aula magna, realizada no auditório da Unidade de Ensino, Assistência, Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Ueafto), em Belém, nesta
quarta-feira (6). A programação foi promovida pelos veteranos dos centros acadêmicos dos cursos de Biomedicina, Educação Física,
Enfermagem, Fisioterapia, Medicina e Terapia Ocupacional.
As novas estudantes de enfermagem, Nayara Souza, Adrielle e Aline Pereira, se conheceram durante a programação de acolhida, a
Calourada Integrada, que ocorre desde segunda-feira (4), e vai até sexta (8).
“Estamos recebendo informações, eles estão nos guiando pelos espaços, realmente são muito acolhedores”, contou Adrielle. “Espero
adquirir muito conhecimento, estou muito animada para exercer essa profissão que cuida das pessoas”, falou Nayara. Já Aline
acredita que a transformação é pessoal. “Vamos lidar com vidas, não poderemos fazer um trabalho mecanizado”, avaliou.
É com esse olhar humanizado e integrador que a programação foi pensada. “Planejamos de forma a desestimular a competitividade
que eles trazem do vestibular. Na Universidade, não precisa mais ser assim, temos que nos ajudar para mudar a realidade enquanto
profissionais”, explicou Ana Carolina Cabeça, do Centro Acadêmico de Medicina José Arraes (Camja). Durante toda a semana eles
estão tendo atividades em seus próprios cursos e campi, e também articuladas com outras áreas.
O reitor Rubens Cardoso representou os 2.600 servidores que integram a Universidade. “Sintam-se abraçados por eles. Tornem-se
comprometidos com o desenvolvimento sustentável da região. A Universidade não é de graça, ela é paga por 8 milhões de paraenses.
Ela é pública no sentindo da ‘res-pública’, da externalidade para a sociedade”, ponderou.
Ele também explicou que 96% dos inscritos no Prosel não são aprovados. “Existe o mérito do teste, mas a maioria fica de fora porque
são poucas vagas. Dediquem mais vontade do que inteligência, pois o desempenho depende disso, e do incentivo”, aconselhou.
Aula Magna – As coordenadoras de curso também deram as boas-vindas aos calouros. “Vocês foram selecionados para serem
agentes transformadores. Agreguem-se a nós na missão da Universidade”, convidou a coordenadora do curso de Terapia
Ocupacional, Sandra Baía. Já Angélica Nobre, que coordena a graduação em Fisioterapia, felicitou os novos alunos. “Que vocês
possam se sentir em casa, assim como me sinto há 35 anos. Que possam estar aqui por uma escolha de alma”, congratulou.
A chefe de departamento, Ivonete Pereira, representou a coordenadora de Enfermagem. “Os calouros já sentiram o clima de
acolhimento e humanização no campus IV. A Enfermagem é a arte de cuidar, respeitando e enxergando as pessoas de forma integral”,
explicou.
A coordenadora de Medicina, Djenane Caetano, deu algumas orientações aos alunos. “Estamos vendo um movimento de
conhecimento e acolhimento. Estamos muito felizes. O nosso curso é pesado, vocês terão experiências práticas e precisamos estar
alinhados”, explicou.
A diretora do CCBS, Vera Palácios, também parabenizou os aprovados no Prosel 2019. “Estamos orgulhosos de recebê-los. A
conquista de uma vaga é um processo de competição rigorosa, que tem como requisito o mérito. Vocês alcançaram isso. Esperamos
também que possam retornar o investimento que a sociedade faz”, desejou.
Cerimônia do Jaleco – Um dos momentos mais aguardados da chegada dos novos alunos da área da saúde é a cerimônia do jaleco.
É o rito que marca a transição da vida profissional e do compromisso que os alunos passam a ter para o resto das vidas. A cerimônia
do jaleco do curso de Medicina está agendada para esta quinta-feira, às 18h. Na sexta-feira, às 17h30, ocorrerá a solenidade do curso
de Enfermagem, ambos serão no auditório da Ueafto.

Por Dayane Baia

http://agenciapara.com.br/Noticia/183947/aprovados-da-area-da-saude-sao-acolhidos-em-calourada-integrada
07 | Fevereiro | 2019

Sistema de cadastro de barragens é tema de reunião na Semas


Técnicos da Semas participaram para verificar os itens essenciais para o cadastro e os considerados complementares para
barragens de mineração e de água no estado.

06/02/2019 16:14h

Uma versão preliminar do Módulo do Sistema Estadual de Cadastro de Barragens, ainda em fase de elaboração, foi apresentado na
Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) nesta quarta-feira (6). Profissionais das diretorias de Licenciamento
Ambiental e de Recursos Hídricos e Mudanças Climáticas participaram da reunião para verificar os itens essenciais para o registro e
os considerados complementares para as atividades de mineração e de água no Pará.
Os critérios do cadastro autodeclaratório vão desde a importância do responsável técnico habilitado para a função, perímetro da
localização, estrutura, altura, volume, obras complementares, sinalização, declaração de estabilidade, até outras informações
necessárias à segurança da obra.
Para o melhor funcionamento do Módulo, haverá integração entre o Sistema Integrado de Monitoramento e Licenciamento Ambiental
(Simlam) e o Sistema de Gestão de recursos Hídricos do Pará (Sigerh/PA) com o Centro Integrado de Monitoramento Ambiental
(Cimam). Com a base de dados no Cimam, serão disponibilizadas as informações sobre das atividades ambientais, a cada 15 dias,
para emissão de possíveis alertas.
O secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Mauro O’ de Almeida, acompanhado dos secretários adjuntos, Rodolfo Barbalho e
Lílian Haber, participou do encontro. Ele pediu orientações à organização que elabora o sistema e mais detalhes do cadastro. “Dados
sobre a responsabilidade técnica das barragens têm que ficar claros”, ressalta.
Ainda serão exigidos pelo cadastro a avaliação dos riscos, os danos potenciais e a caracterização das barragens - a que se destina -,
com os devidos impactos ambientais e socioeconômicos possíveis com a construção da obra.
No caso da construção de barragens de acumulação de água, os dados obrigatórios estão voltados para a caracterização da atividade
(recreação, piscicultura, irrigação ou outras), obras de alteamento, área de influência, instrumentos medidores de água, e demais
exigências técnicas e normativas. O Sistema permitirá o compartilhamento de informações internamente e com outros órgãos.
Reunião - Esses e outros temas estarão em pauta em uma reunião que será realizada nesta quinta-feira (7), pelo Grupo de Trabalho
instituído pelo Governo do Estado para monitorar as barragens instaladas no Pará. O GT, formado por órgãos de diferentes esferas de
governo, se reunirá no prédio do Cimam.

Por Ronan Frias

http://agenciapara.com.br/Noticia/183942/sistema-de-cadastro-de-barragens-e-tema-de-reuniao-na-semas
07 | Fevereiro | 2019

Representantes da Liga dos Blocos entregam certificado de 'Amigo do Pré-Carnaval' ao governador

Representantes da Liga dos Blocos de Pré-Carnaval da Cidade Velha de Belém se reuniram, na noite desta terça-feira, com o
governador do Estado, Helder Barbalho, e o vice-governador, Lúcio Vale

05/02/2019 21:35h

Representantes da Liga dos Blocos de Pré-Carnaval da Cidade Velha de Belém se reuniram, na noite desta terça-feira (5), com o
governador do Estado, Helder Barbalho, e o vice-governador, Lúcio Vale. A reunião ocorreu no Palácio do Governo para discutir o
andamento dos eventos, que começaram há dois finais de semana e devem prosseguir por mais três. Na ocasião, o chefe do poder
Executivo Estadual recebeu, dos membros da organização, um certificado de “Amigo do Pré-Carnaval”, por todo o apoio que vem
dando à festa.
Os dirigentes da Liga anunciaram ainda o lançamento de um novo cortejo, o Bloco da Sé, destinado à população católica, que vai
desfilar pela primeira vez dentro do circuito da Cidade Velha. O presidente da organização, Fabiano Scherer, contou que o pré-
carnaval da Cidade Velha já existe há quase três décadas, embora a Liga dos Blocos só tenha sido formada há quatro anos. Foi a Liga
que sistematizou o calendário de desfiles e o circuito que os blocos percorrem, além de se comprometer com o cuidado ao patrimônio
público e a segurança dos brincantes, tendo, para isso, o apoio de órgãos do poder público.
Segundo Fabiano, atualmente, 17 blocos compõem o pré-carnaval, alguns dos quais formados apenas por artistas locais, como é o
caso dos fofós. “Hoje, nós temos um pré-carnaval ordeiro, seguro e alegre e, para isso, precisamos muito do apoio do Governo do
Estado, por meio das Secretarias de Estado de Cultura e de Segurança, que são peças chaves nessa nossa festa. Por isso, viemos
agradecer ao governador, que fez questão de manter todo o aparato de apoio ao nosso pré-carnaval”, pontuou, acrescentando que a
expectativa da Liga é de que cerca de 700 mil pessoas passem pelo pré-carnaval da Cidade Velha até o final do período.
O governador Helder Barbalho convidou a Liga para que, passado esse período, possa ser aberto um canal de diálogo com todos
aqueles que fazem o Carnaval em Belém e no Estado. A intenção é pensar e organizar de forma conjunta uma estratégia para a festa
nos próximos anos, a fim de que ela se torne uma referência não só para a região, mas para todo o País.
“São Luís do Maranhão, por exemplo, conseguiu criar um Carnaval que enaltece a sua própria cultura e que movimenta o Estado.
Com a nossa riqueza e diversidade, certamente também poderemos construir algo assim aqui”, frisou Helder Barbalho.
A iniciativa foi aplaudida não só pelos representantes da Liga, como também por artistas que participaram da reunião, como foi o caso
do cantor Eloy Iglesias. “Eu não fiquei surpreso com a proposta do governador, porque conheço e acredito nas ideias dele. O Helder
conhece bem o Estado e sabe que não só Belém precisa ter a sua visibilidade, mas o Pará inteiro. Precisamos mostrar a nossa
riqueza e construir isso juntos. Somos a última fronteira da cultura e estamos ansiosos para que esse projeto tenha viabilidade”,
afirmou o artista.

Por Elck Oliveira

http://agenciapara.com.br/Noticia/183926/representantes-da-liga-dos-blocos-entregam-certificado-de-amigo-do-pre-carnaval-ao-
governador
07 | Fevereiro | 2019
07 | Fevereiro | 2019
07 | Fevereiro | 2019
07 | Fevereiro | 2019
07 | Fevereiro | 2019
DIGITAL 07 | Fevereiro | 2019
DIGITAL 07 | Fevereiro | 2019
07 | Fevereiro | 2019

BELÉM
Operação fecha quatro farmácias nos bairros do Barreiro e Cabanagem
Esta foi a segunda operação este ano, já que fechou uma farmácia no Bengui
Redação integrada de O Liberal
06.02.19 15h12
Quatro farmácias foram interditadas na manhã desta quarta-feira (6) após operação realizada pela Secretaria Municipal
de Saúde de Belém (Sesma) nos bairros do Barreiro e da Cabanagem. A fiscalização foi realizada por meio da Divisão
de Controle de Drogas e Medicamentos do Departamento de Vigilância Sanitária (Devisa).O objetivo da ação foi impedir
a venda irregular de medicamentos e identificar quais estabelecimentos estariam funcionando sem licença, ou seja, de
forma clandestina. A origem dos remédios vendidos também passou por fiscalização.Os responsáveis pelos
estabelecimentos interditados devem comparecer ao Departamento de Vigilância Sanitária para prestar esclarecimentos
e dar início ao processo de legalização para funcionamento e venda dos medicamentos.A ação contou com a parceria da
Guarda Municipal de Belém. Esta foi a segunda realizada pelo departamento este ano. Uma farmácia no Bengui já havia
sido interditada durante a primeira operação, em janeiro. As datas das próximas fiscalizações não são divulgadas por
sigilo necessário à realização da atividade.

https://www.oliberal.com/belem/opera%C3%A7%C3%A3o-fecha-quatro-farm%C3%A1cias-nos-bairros-do-barreiro-e-
cabanagem-1.62041
07 | Fevereiro | 2019

Farmácias de dois bairros da capital são interditadas

Quinta-Feira, 07/02/2019, 07:24:56

Farmácias de dois bairros da capital são interditadas (Foto: Divulgação) A ação de fiscalização visou cobrir a venda
irregular de medicamentos (Foto: Divulgação)
Fiscais da Divisão de Controle de Drogas e Medicamentos do Departamento de Vigilância Sanitária (Devisa) interditaram
quatro farmácias nos bairros da Cabanagem e Barreiro, na manhã de ontem (6). Agentes da Secretaria Municipal de
Saúde (Sesma), com o apoio da Guarda Municipal de Belém (GMB), recolheram todo o material apreendido. A ação visa
coibir a venda irregular de medicamentos e identificar estabelecimentos sem licença de funcionamento e sem a origem
dos remédios vendidos.
Nos locais foram apreendidos antibióticos, medicamentos de uso hospitalar, além de diversos produtos sem registro na
Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Os responsáveis pelos estabelecimentos foram orientados a
comparecer ao Departamento de Vigilância Sanitária para esclarecimentos e iniciar o processo de legalização.
De acordo com o chefe da Divisão de Drogas e Medicamentos do Devisa, Renato Cavalcante, as ações serão
intensificadas para combater a clandestinidade. “Caso o proprietário não apresente os comprovantes e as notas fiscais
de origem, esses produtos serão incinerados”, disse. Ainda segundo ele, as farmácias serão reabertas se os
responsáveis pelos estabelecimentos se regularizarem. Esta é a segunda operação realizada pelo Devisa este ano.

https://www.diarioonline.com.br/noticias/para/noticia-574377-farmacias-de-dois-bairros-da-capital-sao-
interditadas.html?v=324
07 | Fevereiro | 2019

Pará registra 354 casos notificados de dengue; 619 de chikungunya e 29 de zika em janeiro de 2019, diz Sespa
Números apontam redução em casos notificados das doenças no estado.
05/02/2019 22h38
Mosquito Aedes aegypti — Foto: Reprodução EPTV Mosquito Aedes aegypti — Foto: Reprodução EPTV
O Pará registrou 354 casos de dengue no mês de janeiro de 2019, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o
que aponta redução de 54% em relação ao período anterior, quando foram 779 ocorrências. Este ano, foram 125 casos confirmados,
175 ainda em investigação e 54 descartados.
Já a febre chikungunya, foram 671 casos notificados, sendo que 54 foram confirmados. Em janeiro de 2018, foram 821, o que
representa redução de 24,61%.
E, em relação à zika, foram 29 casos, quando em janeiro de 2018 foram 71, sendo cinco casos confirmados e os demais estão em
investigação. A redução foi de 59,15%.
As informações foram divulgadas na noite desta terça-feira (5) pelo 1º Informe Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e Zika este
ano. Não houve mortes confirmadas das doenças no referido mês, segundo a nota.
sos notificados de dengue, chikungunya e zika no Pará
Pará registra redução de casos em janeiro de 2019, comparado ao mesmo período do ano anterior.
No Pará, os dez municípios com mais casos de dengue confirmados são São Félix do Xingu, com 74; Parauapebas, com vinte; Novo
Repartimento, com cinco; Canaã dos Carajás, com quatro; Tailândia e Mãe, com três; e Jacundá, Marabá, Santarém e Palestina do
Pará, com dois.
Em relação aos casos de chikungunya, foram 319 notificações em Belém; 103 em Ananindeua; 78 em Marituba e 13 em Mãe do Rio.
Quanto aos casos confirmados, Belém teve 27 casos, seguida de Mãe do Rio e Marituba, com oito casos confirmados cada um.
Sobre casos de microcefalia, a Sespa disse que, de 2015 até então, foram notificados 136 casos, sendo 24 confirmados por relação
com o zika vírus. Cinco casos foram descartados, seis estão sem classificação e 101 permanecem em investigação.
A Coordenação Estadual de Controle da Dengue informou, no entanto, que os números estão sujeitos a alterações, devido o atraso no
repasse de dados pelos municípios ao nível regional e também pela espera de resultados laboratoriais, duplicidades, descarte por
outras causas e exclusão.
Prevenção
A coordenadoria informou que a população deve continuar prevenindo contra as doenças, eliminando possíveis criadouros do
mosquito Aedes aegypti, principalmente no período chuvoso. É recomendável:
guardar as garrafas sempre viradas para baixo;
encher pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda;
manter bem tampados baldes, tonéis e caixas d’água;
guardar pneus ao abrigo da chuva e da água;
limpar calhas no telhado;
não deixar água parada sobre a laje;
colocar o lixo em sacos plásticos bem fechados dentro de uma lixeira tampada;
e fazer manutenção de piscinas utilizando produtos químicos apropriados.

https://g1.globo.com/pa/para/noticia/2019/02/05/para-registra-354-casos-notificados-de-dengue-619-de-chikungunya-e-29-de-zika-em-
janeiro-de-2019-diz-sespa.ghtm

Helder pede apoio para a aprovação de medidas em educação, saúde e segurança na Alepa
Parlamentares de oposição criticaram o atual modelo de gestão ambiental e pediram mais fiscalização.
05/02/2019 21h54
Helder discursa durante abertura de trabalhos na Alepa — Foto: Ascom/Alepa Helder discursa durante abertura de trabalhos
na Alepa — Foto: Ascom/Alepa
Na abertura dos trabalhos da nova legislatura na Assembleia Legislativa do Pará nesta terça-feira (5), o governador Helder Barbalho
pediu o apoio dos parlamentares para a execução de projetos na nova gestão. O governador pediu ajuda na aprovação de leis nas
áreas de educação, saúde e segurança pública.
“Somos responsáveis, hoje, pelo bem-estar de mais de oito milhões de habitantes em nosso estado, cujos indicadores de qualidade de
vida, saúde, educacionais, de segurança, de renda, estão entre os mais baixos do nosso país. Porém, não fugiremos a
responsabilidade de reerguer o nosso Estado”, declarou.
Parlamentares de oposição criticaram o atual modelo de gestão ambiental e pediram mais fiscalização. Uma comissão deve ser
formada por deputados nos próximos dias para acompanhar e monitorar a atividade mineradora no Pará.
"(Deve ser criada ) para que a gente consiga fazer uma fiscalização externa especialmente em Barcarena, Paragominas,
Parauapebas, Canaã dos Carajás e Oriximiná, para que a gente não venha sofrer como nas tragédias sucessivas de Mariana e
Brumadinho (em Minas Gerais", disse a parlamentar Marino Brito (Psol).
O presidente da Casa, Daniel Santos, disse que nos próximos dias deve ser definido o novo líder do governo. "São quinze comissões.
Vamos começar a discutir a partir de agora até terça ou quarta, para que todas estejam com seus respectivos membros empossados",
afirmou.
Ainda na cerimônia, deputados destacaram o aumento, mesmo que pequeno, no número de mulheres eleitas e sinalizaram a criação
de novas comissões.
"Nós não temos uma comissão de direitos das mulheres, embora sejamos maioria na população e tenhamos pautas
específicas que estão, hoje, junto ao Direitos Humanos, que é uma dimensão muito grande", comentou a deputada Nilse
Pinheiro (PRB).

https://g1.globo.com/pa/para/noticia/2019/02/05/helder-pede-apoio-para-a-execucao-de-medidas-em-educacao-saude-e-
seguranca-na-alepa.ghtml
07 | Fevereiro | 2019

Estrutura deteriorada da ponte sobre o rio Moju causa preocupação aos paraenses. Assista!
Operários contratados pelo Governo do Estado realizam reparo na base dos pilares de sustentação da ponte.
07 FEV 2019
Estrutura deteriorada da ponte sobre o rio Moju causa preocupação aos paraenses. Assista!
Há dias que a situação da ponte sobre o rio Moju, no quilômetro 47, da Alça Viária vem chamando a atenção dos
paraenses. Em uma gravação feita por baixo da ponte, um canoeiro mostra as colunas danificadas, o que causou
preocupação de quem via.
O portal Roma News esteve no local para avaliar a estrutura. Segundo o engenheiro Fernando Cunha, é preciso que as
bases dos pilares passem por manutenção o mais rápido possível, para evitar acidentes.
Fernando explicou que situação da infraestrutura de uma das pontes do complexo da alça viária, precisa de reforço em
estacas dos blocos da ponte. As estacas encontram-se com elevado estado de desgaste.
Para que a patologia das bases retornem para um estágio de segurança, o encamisamento e a retirada de material
danificado é a solução mais eficaz para esse tipo de problema.
"As estacas que estiverem com a armadura exposta e com elevado estado de deterioração devem ser retiradas para que
haja espaço para as novas estacas". Explicou Fernando.
"É preciso de reforço com concreto específico sendo bombeado para o interior das formas das novas estacas. As
armaduras novas serão inseridas nos blocos de acordo com a posição que melhor atenda a resistência dos esforços
sofridos pela estrutura". Concluiu.
Para entender melhor sobre a gravidade da avaliação estrutural, Fernando Cunha conversou com com a equipe do
Roma News. Assista:
Governo iniciou reparos na ponte
A manutenção na ponte sobre o rio Moju, vai recuperar sete pilares, que estão com a estrutura metálica exposta e com
problemas de corrosão e desgaste. O choque das embarcações provocou ainda uma dilatação maior do que o habitual
entre dois blocos de concreto que compõem as pistas de rolamento.
Os operários trabalham nesta fase na recuperação dos pilares. Foram montados dois canteiros de obras nas duas
margens do rio, próximo à ponte. Um barco e uma balsa garantem a mobilidade dos operários, que se revezam nas
atividades em terra e na água, conforme o regime das marés.
O trabalho conta com apoio de mergulhadores do Corpo de Bombeiros, que fazem o relatório da situação dos pilares
que ficam submersos. A partir dessas informações, a equipe de engenharia da Setran determina as intervenções
nessas áreas, substituindo as ferragens danificadas e revestindo com concreto os pilares. Nesta fase está mantido o
tráfego de veículos no local.
Na segunda fase da obra deve haver a interrupção pontual do tráfego de veículos para resolver o problema de dilatação
observada no eixo central da ponte, que tem 868 metros de extensão e 23 metros de altura. O problema se deve à falta
de uma placa de borracha, chamada neoprene, que impede o contato direto entre o metal das vigas e o concreto da
pilastra de sustentação. A ausência do material faz com que haja um desgaste maior e, consequente, o aumento da junta
de dilatação entre os blocos de concreto.
A obra de recuperação da ponte rio Moju terá ainda a revitalização da sinalização náutica na área e a implantação de
novas defensas para evitar os choques de embarcações com a estrutura.

https://www.romanews.com.br/cidade/estrutura-da-ponte-sobre-o-rio-moju-causa-preocupacao-aos-paraenses/28928/
07 | Fevereiro | 2019

Posto de saúde de Marituba distribui medicamentos vencidos


A Vigilância Sanitária e o Conselho Regional de Farmácia vão enviar à Promotoria de Justiça de Marituba os
respectivos relatórios da fiscalização

07 FEV 2019

Posto de saúde de Marituba distribui medicamentos vencidos - Crédito: Promotoria de Justiça de Marituba
Crédito: Promotoria de Justiça de Marituba
A população de Marituba, Região Metropolitana de Belém, sofre com o descaso das autoridades locais em relação às
questões de saúde pública. Após receberem denúncias de que havia fornecimento de medicamentos com data de
validade vencida em algumas unidades de saúde do município, a promotora de Justiça de Direitos Constitucionais de
Marituba, Alessandra Clós, com apoio dos promotores de Justiça Criminais de Marituba, Daniela Moura e Lauro Freitas
Júnior, realizaram uma fiscalização nos postos de saúde da cidade.
Os promotores, acompanhados de uma equipe da Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde Pública do Estado do
Pará (Sespa), do Conselho Regional de Farmácia (CRF), além de uma equipe de policiais civis e policiais militares, se
deslocaram a cinco unidades de saúde no Município, escolhidas por amostragem, onde diversas irregularidades foram
constatadas.
Nos locais, foram encontrados medicamentos vencidos, mantidos em local irregular, sem o devido controle de descarte
apropriado, farmácias sem ventilação adequada para a manutenção dos medicamentos acondicionados, ausência de
farmacêuticos nas unidades, problemas estruturais nos prédios, bem como deficiência no gerenciamento da eliminação
de materiais contaminados.
A Vigilância Sanitária e o Conselho Regional de Farmácia vão enviar à Promotoria de Justiça de Marituba os respectivos
relatórios da fiscalização, que irão servir de suporte para as providências a serem adotadas pelo Ministério Público do
Estado do Pará (MPPA). O Ministério Público também requisitará a instauração de inquérito policial para a apuração do
caso.
Posicionamento da Prefeitura
Este espaço está aberto para o posicionamento da Prefeitura Municipal de Marituba. A equipe de jornalismo do portal
Roma News entrou em contato com a assessoria para ter informações sobre o caso, e ainda não tivemos um retorno.

https://www.romanews.com.br/cidade/posto-de-saude-de-marituba-distribui-medicamentos-vencidos/28909/

Vigilância Sanitária fecha farmácias irregulares na Grande Belém

06 FEV 2019 - 10H41

Vigilância Sanitária fecha farmácias irregulares na Grande Belém -


Equipes da Vigilância Sanitária trabalham desde as primeiras horas da manhã de hoje em uma grande operação de
fiscalização de farmácias na Grande Belém. Estabelecimentos com venda irregular de medicamentos foram lacrados
pelo órgão no bairro da cabanagem. Outros bairros devem receber os fiscais.
Logo no terceiro dia do ano uma farmácia clandestina foi fechada por Policiais civis da Delegacia de Crimes Contra o
Consumidor (Decon) depois que foi constatada a venda de medicamentos de uso controlado, no bairro do Benguí, em
Belém.
No dia 26 de janeiro, no bairro do Tenoné, em Belém, três farmácias irregulares foram lacradas. Um dos
estabelecimentos incinerava os medicamentos e outros produtos descartáveis no quintal da empresa, quando o serviço
de descarte deveria ser feito por uma empresa especializada.

https://www.romanews.com.br/cidade/vigilancia-sanitaria-fecha-farmacias-irregulares-na-grande-belem/28864/
07 | Fevereiro | 2019

Ministério estuda rever Mais Médicos em cidades do 'Brasil intermediário’

07 FEV 2019 - 07H00

Ministério estuda rever Mais Médicos em cidades do 'Brasil intermediário'


Assim que preencher todas as vagas abertas após a saída de médicos cubanos, o Ministério da Saúde planeja iniciar
ainda neste mês um debate sobre os rumos do Mais Médicos, situação que poderá levar ao fim do programa nos moldes
em que foi criado em 2013.
À Folha, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse nesta quarta-feira (6) que a ideia é discutir, em conjunto
com secretarias municipais de Saúde, maneiras de levar médicos a cidades com maior carência desses profissionais e
os critérios usados hoje para definir quais municípios precisam de médicos custeados pela União.
Segundo ele, a tendência é manter políticas federais de apoio para levar médicos ao que chama de “Brasil profundo”, o
que incluiria áreas mais distantes dos centros urbanos e comunidades ribeirinhas, por exemplo. Já outras cidades podem
ter essa participação reavaliada.
“Acho que não tem hipótese da União não fazer a seleção e disponibilizar os médicos para essas cidades do Brasil
profundo. Mas temos que discutir esse Brasil intermediário”.
“Será que essas cidades precisam? O programa começou com Brasília. Não me parece que Brasília seja uma cidade
que precise. Tinha uma cidade do Paraná que tinha 53 médicos cubanos. Vamos discutir quais são os critérios”, afirma.
Questionado, Mandetta evita ser taxativo sobre o fim do Mais Médicos, mas diz que a tendência é que ele seja, sim,
substituído por um novo modelo. “Será que vai continuar com esse formato? Ou vamos partir em algumas localidades
para ser por concurso?”, sugere.
Para ele, houve “uso político” do programa. “Esse programa sofreu uma série de utilizações políticas onde os prefeitos
muitas vezes despediram os médicos para receber médico da União. Virou mercadoria.”
Em entrevista à Folha antes da posse, Mandetta já havia sinalizado que pretendia rever o Mais Médicos e trocá-lo por
outros formatos, como uma carreira de Estado para médicos.
Mesma posição tem sido colocada pela atual secretária de Gestão de Trabalho na Saúde, Mayra Pinheiro.
Segundo ela, assim que encerrar o preenchimento das vagas abertas após a saída de cubanos, novos editais não
devem ser abertos. Profissionais já selecionados, no entanto, seriam mantidos até o fim dos contratos.
“O Mais Médicos vai ser uma preocupação só para essa seleção [dos cubanos]. Estamos na elaboração de um programa
maior, que é o Mais Saúde”, disse à Folha no início de janeiro.
Apesar de o ministro afirmar que o capítulo sobre a substituição dos médicos cubanos que atuavam no Mais Médicos foi
“encerrado”, o governo ainda precisa substituir parte desses profissionais.
Das 8.517 vagas abertas após o fim de participação de Cuba no programa, 1.462 ainda não foram preenchidas —o
equivalente a 17% do total.
Uma nova rodada de seleção, agora para médicos brasileiros formados no exterior que já enviaram documentos, estava
prevista para esta quinta (7). O ministério, porém, diz que a seleção será adiada para nova data devido ao “grande
número” de profissionais inscritos e análise dos documentos.
Mandetta diz ainda que a alta adesão de brasileiros formados no exterior leva a pasta a considerar que todas as vagas
serão preenchidas em breve.
Até o início desta semana, ao menos 3.664 brasileiros formados em outros países já tinham tido as inscrições
homologadas –o que os torna aptos a escolher as cidades em que podem atuar.
Apesar das críticas do presidente Jair Bolsonaro à falta de revalidação de diploma de médicos estrangeiros no Mais
Médicos, a exigência não consta dessa etapa de seleção, que segue edital lançado em novembro de 2018.

https://www.romanews.com.br/noticias/ministerio-estuda-rever-mais-medicos-em-cidades-do-brasil/28941/
07 | Fevereiro | 2019

Posto de saúde de Marituba distribui medicamentos vencidos


A população de Marituba, Região Metropolitana de Belém, sofre com o descaso das autoridades locais em relação às questões
de saúde pública. Após receberem denúncias de que havia fornecimento de medicamentos com data de validade vencida em
algumas unidades de saúde do município, a promotora de Justiça de Direitos Constitucionais de Marituba, Alessandra Clós, com
apoio dos promotores de Justiça Criminais de Marituba, Daniela Moura e Lauro Freitas Júnior, realizaram uma fiscalização nos
postos de saúde da cidade.
Os promotores, acompanhados de uma equipe da Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde Pública do Estado do Pará
(Sespa), do Conselho Regional de Farmácia (CRF), além de uma equipe de policiais civis e policiais militares, se deslocaram a
cinco unidades de saúde no Município, escolhidas por amostragem, onde diversas irregularidades foram constatadas.
Nos locais, foram encontrados medicamentos vencidos, mantidos em local irregular, sem o devido controle de descarte
apropriado, farmácias sem ventilação adequada para a manutenção dos medicamentos acondicionados, ausência de
farmacêuticos nas unidades, problemas estruturais nos prédios, bem como deficiência no gerenciamento da eliminação de
materiais contaminados.
A Vigilância Sanitária e o Conselho Regional de Farmácia vão enviar à Promotoria de Justiça de Marituba os respectivos
relatórios da fiscalização, que irão servir de suporte para as providências a serem adotadas pelo Ministério Público do Estado do
Pará (MPPA). O Ministério Público também requisitará a instauração de inquérito policial para a apuração do caso.
Posicionamento da Prefeitura
Este espaço está aberto para o posicionamento da Prefeitura Municipal de Marituba. A equipe de jornalismo do portal Roma
News entrou em contato com a assessoria para ter informações sobre o caso, e ainda não tivemos um retorno.
Com informações da Promotoria de Justiça de Marituba

http://www.portalparanews.com.br/noticia/pa/marituba/saude/posto-de-saude-de-marituba-distribui-medicamentos-vencidos

06/02/2019 ÀS 10:48
Pará registra 354 casos notificados de dengue; 619 de chikungunya e 29 de zika em janeiro de 2019, diz Sespa
O Pará registrou 354 casos de dengue no mês de janeiro de 2019, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde
Pública (Sespa), o que aponta redução de 54% em relação ao período anterior, quando foram 779 ocorrências. Este ano,
foram 125 casos confirmados, 175 ainda em investigação e 54 descartados.
Já a febre chikungunya, foram 671 casos notificados, sendo que 54 foram confirmados. Em janeiro de 2018, foram 821, o
que representa redução de 24,61%.
E, em relação à zika, foram 29 casos, quando em janeiro de 2018 foram 71, sendo cinco casos confirmados e os demais
estão em investigação. A redução foi de 59,15%.
As informações foram divulgadas na noite desta terça-feira (5) pelo 1º Informe Epidemiológico da Dengue, Chikungunya e
Zika este ano. Não houve mortes confirmadas das doenças no referido mês, segundo a nota.
No Pará, os dez municípios com mais casos de dengue confirmados são São Félix do Xingu, com 74; Parauapebas, com
vinte; Novo Repartimento, com cinco; Canaã dos Carajás, com quatro; Tailândia e Mãe, com três; e Jacundá, Marabá,
Santarém e Palestina do Pará, com dois.
Em relação aos casos de chikungunya, foram 319 notificações em Belém; 103 em Ananindeua; 78 em Marituba e 13 em
Mãe do Rio. Quanto aos casos confirmados, Belém teve 27 casos, seguida de Mãe do Rio e Marituba, com oito casos
confirmados cada um.
Sobre casos de microcefalia, a Sespa disse que, de 2015 até então, foram notificados 136 casos, sendo 24 confirmados
por relação com o zika vírus. Cinco casos foram descartados, seis estão sem classificação e 101 permanecem em
investigação.
A Coordenação Estadual de Controle da Dengue informou, no entanto, que os números estão sujeitos a alterações, devido
o atraso no repasse de dados pelos municípios ao nível regional e também pela espera de resultados laboratoriais,
duplicidades, descarte por outras causas e exclusão.
Prevenção
A coordenadoria informou que a população deve continuar prevenindo contra as doenças, eliminando possíveis criadouros
do mosquito Aedes aegypti, principalmente no período chuvoso. É recomendável:
guardar as garrafas sempre viradas para baixo;
encher pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda;
manter bem tampados baldes, tonéis e caixas d’água;
guardar pneus ao abrigo da chuva e da água;
limpar calhas no telhado;
não deixar água parada sobre a laje;
colocar o lixo em sacos plásticos bem fechados dentro de uma lixeira tampada;
e fazer manutenção de piscinas utilizando produtos químicos apropriados.

http://www.portalparanews.com.br/noticia/pa/belem/saude/para-registra-354-casos-notificados-de-dengue--619-de-
chikungunya-e-29-de-zika-em-janeiro-de-2019--diz-sespa/curtir
Blog da Franssinete 07 | Fevereiro | 2019
Florenzano

06 DE FEVEREIRO DE 2019

Doe medula e salve vidas


O Fundo de Assistência Social da Polícia Militar está promovendo uma campanha em favor da doação de medula óssea
para Renato Farias Fernandes, de 4 aninhos, diagnosticado com Linfohistiocitose Hemofagocítica Primária. O menino é
filho do Soldado da PMPA Roniclésio Soares Fernandes, que atua no 13º BPM, sediado em Tucuruí. O transplante de
medula óssea é a única esperança de cura para milhares de portadores de leucemia e outras doenças do sangue. Seja
um doador e faça parte dessa corrente de solidariedade. Para se cadastrar e saber mais, procure o Serviço Social do
Doador do Hemopa ou entre em contato através do telefone 3242-5430. Compartilhe e ajude a salvar a vida do pequeno
guerreiro!

http://uruatapera.blogspot.com/2019/02/doe-medula-e-salve-vidas.html

06 DE FEVEREIRO DE 2019

Helder quer parceria do MPPA


Ontem à tarde o governador Helder Barbalho, o presidente da Alepa, deputado Dr. Daniel Santos e o vice-governador
Lúcio Vale, acompanhados pelo chefe da Casa Civil, Parsifal Pontes, o procurador-geral do Estado, Ricardo Sefer e o
ouvidor do Estado, Arthur Houat, em visita de cortesia ao Ministério Público do Estado do Pará, foram recebidos pelo
procurador-geral de justiça Gilberto Valente Martins, pelo procurador Manoel Santino, corregedor-geral em exercício do
MPPA; pelo procurador Ricardo Albuquerque, ouvidor do MPPA; por Cândida Nascimento, subprocuradora-geral de
Justiça para a área Jurídico-Institucional; e Rosa Carvalho, subprocuradora-geral de Justiça para a área Técnico-
Administrativa. Também participaram da reunião os promotores de justiça Aldo Saife, chefe de gabinete da PGJ; Myrna
Gouveia, coordenadora de Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente; Marco Aurélio Nascimento, coordenador do
Centro de Apoio Operacional Constitucional; e Godofredo Pires, coordenador do Centro de Apoio Operacional Cível.
Durante pouco mais de uma hora, a conversa girou sobre desoneração das exportações e revisão das normas de
tributação dos recursos hídricos e da energia elétrica; políticas ambientais, em especial o licenciamento de grandes
empreendimentos e a legislação referente à segurança de barragens; e planos em conjunto para o combate à
criminalidade no Pará.
Helder declarou que quer o MP como parceiro do governo para ajudar quando estiver acertando e para não errar.
Gilberto Martins aproveitou para falar do plano de sua gestão para os próximos anos, com ênfase no aprimoramento do
trabalho das Promotorias de Justiça no interior do Pará.

http://uruatapera.blogspot.com/2019/02/helder-quer-parceria-do-mppa.html
07 | Fevereiro | 2019

http://www.jesocarneiro.com.br/saude/com-19-municipios-regional-da-sespa-em-santarem-esta-a-deriva-ha-quase-30-dias.htmla
07 | Fevereiro | 2019
07 | Fevereiro | 2019

http://www.jesocarneiro.com.br/saude/casos-de-dengue-no-para-cairam-54-em-janeiro-sao-feliz-do-xingu-lidera-o-ranking.html
07 | Fevereiro | 2019

Caros (as) Secretários (as) e Assessores (as) de Imprensa,


Destacamos as seguintes matérias publicadas hoje na mídia nacional:

CORREIO BRAZILIENSE
Saúde
Após defender proibição do DIU, deputado volta atrás e retira
projeto<h ps://www.correiobraziliense.com.br/app/no cia/poli ca/2019/02/06/interna_poli ca,735854/apos-defender-
proibicao-do-diu-deputado-volta-atras-e-re ra-projeto.shtml>
Em nota divulgada nesta quarta-feira, Marcio Labre (PSL-RJ) afirma que o recuo ocorreu porque o texto não estava finalizado
e foi equivocadamente protocolado

Entidade precisa de ajuda para continuar atendimento a pessoas com


autismo<h ps://www.correiobraziliense.com.br/app/no cia/cidades/2019/02/07/interna_cidadesdf,735919/en dade-
precisa-de-ajuda-para-con nuar-atendimento-a-au stas.shtml>
A Associação Brasileira de Autismo, Comportamento e Intervenção (Abraci) nasceu em 2010.

Conselhos estaduais de medicina criticam aval a consultas médicas on-


line<h ps://www.correiobraziliense.com.br/app/no cia/ciencia-e-
saude/2019/02/06/interna_ciencia_saude,735698/conselhos-estaduais-cri cam-aval-a-consultas-medicas-online.shtml>
Regionais cobram mais discussão pelo CFM e apontam até conflito de interesse; colegiado mantém publicação

O GLOBO
Saúde
Suposta ameaça a ministro da Saúde é investigada pela Polícia Federal<h ps://oglobo.globo.com/rio/suposta-ameaca-
ministro-da-saude-inves gada-pela-policia-federal-1-23434216>
Homens da Agência Brasileira de Inteligência fizeram varredura no Hospital Federal de Bonsucesso, que seria visitado por
Mandetta, que afastou diretoria e determinou intervenção para resolver crise em unidade

ESTADÃO
Saúde
Laudo reprova teste de dengue do SUS<h ps://saude.estadao.com.br/no cias/geral,laudo-reprova-teste-de-dengue-do-
sus,70002711100>
Kits comprados pelo Ministério da Saúde podem dar falso negativo, diz análise; parte dos Estados suspendeu uso até o fim
de investigação

Bolsonaro nomeia ex-ministro de Temer para chefiar a Funasa<h ps://poli ca.estadao.com.br/no cias/geral,bolsonaro-
nomeia-ex-ministro-de-temer-para-chefiar-a-funasa,70002710968>
O ex-deputado Ronaldo Nogueira esteve envolvido em polêmicas à frente da pasta do Trabalho, como a edição de portaria
que dificultava a repressão ao trabalho escravo e citação de seu nome nas investigações da Operação Registro Espúrio

Em risco de epidemia, cidades já montam postos exclusivos para dengue no


interior<h ps://saude.estadao.com.br/no cias/geral,em-risco-de-epidemia-cidades-ja-montam-postos-exclusivos-para-
dengue-no-interior,70002710874>
Em Araraquara, São Joaquim da Barra, São José do Rio Preto e Franca, a administração municipal reforçou a estrutura
diante da elevação dos casos. Em Guaíra, prefeitura confirmou a primeira morte

FOLHA DE S. PAULO
Saúde
07 | Fevereiro | 2019

Ministério estuda rever Mais Médicos em cidades do 'Brasil


intermediário'<h ps://www1.folha.uol.com.br/co diano/2019/02/ministerio-estuda-rever-mais-medicos-em-cidades-do-
brasil-intermediario.shtml>
Ministro afirma que programa não deixará de atender cidades menores

Mãe de menina com autismo obtém autorização para plantar maconha em


casa<h ps://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2019/02/mae-de-menina-com-au smo-obtem-autorizacao-para-
plantar-maconha-em-casa.shtml>
Decisão do Tribunal de Justiça de SP é inédita nessa instância; no país, há ao menos 20 famílias cultivando maconha em
casa para fins medicinais

VALOR ECONÔMICO
Saúde
Conselho reabre debate sobre telemedicina<h ps://www.valor.com.br/empresas/6107777/conselho-reabre-debate-sobre-
telemedicina>
Classe médica critica regras sob alegação de que foram elaboradas sem a participação dos conselhos regionais

EL PAÍS
Saúde
Governo vai encerrar Mais Médicos, que será substituído por plano de carreira
federal<h ps://brasil.elpais.com/brasil/2019/02/06/poli ca/1549465717_978725.amp.html>
Informação foi confirmada ao EL PAÍS por Mayra Pinheiro, que coordena o programa. Vagas já preenchidas serão mantidas
pelo tempo de contrato,que é de três anos, mas não haverá novos editais

JORNAIS – POLÍTICA, BRASIL E MUNDO

CORREIO BRAZILIENSE
Política
Moro enfrenta resistência na Câmara para aprovação da lei
anticrime<h ps://www.correiobraziliense.com.br/app/no cia/poli ca/2019/02/07/interna_poli ca,735929/moro-enfrenta-
resistencia-na-camara-para-aprovacao-da-lei-an crime.shtml>
Ele foi questionado até mesmo por aliados do governo sobre os fundamentos das alterações que pretende fazer e o resultado
prático para a segurança pública caso as mudanças entrem em vigor.

Troca de mensagens mostra que Vale foi alertada sobre falha em


sensores<h ps://www.correiobraziliense.com.br/app/no cia/brasil/2019/02/07/interna-brasil,735932/troca-de-
mensagens-mostra-que-vale-foi-alertada-sobre-falha.shtml>
As informações fazem parte de depoimentos prestados pelos engenheiros Makoto Namba e André Jum Yassuda, da Tüv Süd
Brasil, empresa contratada pela mineradora.

O GLOBO
Brasil
Rio amanhece em estágio de crise após temporal matar ao menos 3<h ps://oglobo.globo.com/rio/rio-amanhece-em-
estagio-de-crise-apos-forte-temporal-que-matou-ao-menos-tres-pessoas-23434315>
Uma pessoa morreu na Rocinha e duas em Barra de Guaratiba. Deslizamento no Vidigal atingiu ônibus na Niemeyer, e
prefeitura diz que há dois desaparecidos
07 | Fevereiro | 2019

Governo estuda criar modelo em que jovens poderiam abrir mão de férias e 13º
salário<h ps://oglobo.globo.com/economia/governo-estuda-criar-modelo-em-que-jovens-poderiam-abrir-mao-de-ferias-13-
salario-23434238>
Mudanças em análise para novos trabalhadores seriam incluídas na reforma da Previdência

Editorial
Espaço aberto às negociações sobre a Previdência<h ps://oglobo.globo.com/opiniao/espaco-aberto-as-negociacoes-
sobrea-previdencia-23433141>
Derrota de Renan e vitória de Alcolumbre repetem situação só vista na era FH e com Lula

Colunas
Ascânio Seleme
O risco Bolsonaro na estreia<h ps://oglobo.globo.com/opiniao/o-risco-bolsonaro-na-estreia-23433766>

Carlos Alberto Sardenberg


Reforma da Previdência, difícil e essencial<h ps://oglobo.globo.com/opiniao/reforma-da-previdencia-dificil-essencial-
23433800>

Bernardo Mello Franco


Lula condenado, PT mais isolado<h ps://blogs.oglobo.globo.com/bernardo-mello-franco/post/lula-condenado-pt-mais-
isolado.html>

FOLHA DE S. PAULO
Poder
Lula é condenado a 12 anos e 11 meses de prisão no caso do sítio de
Atibaia<h ps://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/02/lula-e-condenado-novamente-na-lava-jato-no-caso-do-si o-de-
a baia.shtml>

Análise: Há provas de sobra contra Lula no caso do sítio, mas elo com Petrobras é
frágil<h ps://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/02/ha-provas-de-sobra-contra-lula-no-caso-do-si o-mas-elo-com-
petrobras-e-fragil.shtml>

Moro anuncia mudanças em projeto anticrime para atender governadores e


STF<h ps://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/02/moro-anuncia-mudancas-em-projeto-an crime-para-atender-
governadores-e-s .shtml>

Sirenes em Brumadinho estão intactas, ao contrário de discurso inicial da


Vale<h ps://www1.folha.uol.com.br/co diano/2019/02/sirenes-em-brumadinho-estao-intactas-ao-contrario-de-discurso-
inicial-da-vale.shtml>

Painel
Com apoio do PSL, centrão inicia boicote a líder do governo na Câmara para forçar
substituição<h ps://painel.blogfolha.uol.com.br/2019/02/07/com-apoio-do-psl-centrao-inicia-boicote-a-lider-do-governo-
na-camara-para-forcar-subs tuicao/>

Editoriais
Ruído na Previdência<h ps://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2019/02/ruido-na-previdencia.shtml>

Distância tem cura<h ps://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2019/02/distancia-tem-cura.shtml>


07 | Fevereiro | 2019

Colunas
Roberto Dias
É boa hora para o novo Congresso enfrentar o problema do voto
secreto<h ps://www1.folha.uol.com.br/colunas/robertodias/2019/02/e-boa-hora-para-o-novo-congresso-enfrentar-o-
problema-do-voto-secreto.shtml>

Bruno Boghossian
Bancada evangélica no Congresso testa seu poder sob Bolsonaro<h ps://www1.folha.uol.com.br/colunas/bruno-
boghossian/2019/02/bancada-evangelica-no-congresso-testa-seu-poder-sob-bolsonaro.shtml>

Mariliz Pereira Jorge


Peitos da discórdia<h ps://www1.folha.uol.com.br/colunas/marilizpereirajorge/2019/02/peitos-da-discordia.shtml>

Matias Spektor
Chegou a hora de planejar o 'day after' na Venezuela
<h ps://www1.folha.uol.com.br/colunas/ma asspektor/2019/02/chegou-a-hora-de-planejar-o-day-a er-na-
venezuela.shtml>

ESTADÃO
Política
Nova sentença contra Lula pode afetar progressão de pena<h ps://poli ca.estadao.com.br/no cias/geral,nova-sentenca-
contra-lula-pode-afetar-progressao-de-pena,70002711064>
Segundo especialistas ouvidos pelo 'Estado', petista ainda depende do julgamento em segunda instância a ser realizado no
TRF-4, da mesma maneira que foi feito no processo referente ao imóvel no Guarujá

Editorial
O pacote do ministro Moro<h ps://opiniao.estadao.com.br/no cias/notas-e-informacoes,o-pacote-do-ministro-
moro,70002710939>
Há boas medidas no projeto, mas o combate ao crime exige atuação coordenada de Estado, polícias, Judiciário e respeito
aos direitos dos cidadãos

Colunistas
William Waack
'Governo ataca crime e dívida, mas precisa sobreviver aos ideólogos'<h ps://poli ca.estadao.com.br/no cias/geral,a-hora-
dos-profissionais,70002710991>

Celso Ming
E a base política da reforma?<h ps://economia.estadao.com.br/no cias/geral,e-a-base-poli ca-da-reforma,70002710786>

VALOR ECONÔMICO
Brasil
Na ação do sítio, pena de Lula é de quase 13 anos<h ps://www.valor.com.br/poli ca/6107865/na-acao-do-si o-pena-de-
lula-e-de-quase-13-anos>
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado a 12 anos e 11 meses de prisão pelos crimes de corrupção e
lavagem de dinheiro no processo sobre o sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP)

Moro atende a governadores e muda pacote anticrime<h ps://www.valor.com.br/poli ca/6107841/moro-atende-


governadores-e-muda-pacote-an crime>
Ministro diz que criminalização de caixa 2 não irá retroagir
GUIA DE PESQUISA

http://www.agenciapara.com.br/
http://www.diarioonline.com.br/
https://www.oliberal.com/
https://www.oliberal.com/amazonia
https://www.romanews.com.br/noticias/
https://g1.globo.com/pa/para/
http://www.portalparanews.com.br/
http://uruatapera.blogspot.com/

Clipping CONASS