Você está na página 1de 6

CONTRATO DE PARCERIA

Para a realização do projecto “_____________________________________________________”

Entre:
Sr.___________________, na qualidade de representante legal da entidade_____________,
designada no presente Contrato por Entidade Líder, Sr.___________________, na qualidade
de representante legal da entidade ______________________, designada no presente
Contrato por parceiro, Sr.___________________, na qualidade de representante legal da
entidade ______________________, designada no presente Contrato por parceiro,
Sr.___________________, na qualidade de representante legal da entidade
______________________, designada no presente Contrato por parceiro, …
(acrescentar tantas linhas como parceiros que tenha o projecto)

Tendo em conta a Portaria nº 521/ 2009 de 14 de Maio, relativa à aplicação da acção 3.2.2
“Serviços Básicos para a População Rural” da medida nº 3.2 “Melhoria da Qualidade de Vida”
integrado no Sub-programa 3 “Dinamização das Zonas Rurais” do Programa de
Desenvolvimento Rural do Continente (PRODER), os outorgantes do presente Contrato de
Parceria elaboram conjuntamente a candidatura relativa ao projecto
“_________________________” a apresentar ao GAL/TAGUS.

Considerandos que, nos termos da alínea a) do ponto 2 do artigo 5º da Portaria nº 521/ 2009
de 14 de Maio, as parcerias a estabelecer devem ser redigidas a escrito.

Assumindo a parceria a implementação do projecto “________________________” de acordo


com o definido em anexo e no respectivo Pedido de Apoio, e certificando a veracidade da
informação contida no presente contrato de parceria.

É estabelecido o presente Contrato de Parceria que se rege pelos seguintes termos:

Artigo 1.º
Objecto
O presente contrato define as responsabilidades respectivas na elaboração e execução do
projecto “___________________”no âmbito da Acção 3.2.2 “Serviços Básicos para a
População Rural” do PRODER, cujo conteúdo foi aprovado por todas as entidades que assinam
o presente contrato.

1
Modelo 15 - Contracto de Parceria – Acção 3.2.2
Artigo 2.º
Designação da Entidade Líder
Os parceiros de comum acordo designam a entidade_____________, como Entidade Líder da
parceria, sendo esta a responsável pela candidatura perante o Grupo de Acção Local (GAL)
ADRITEM, a Autoridade de Gestão do PRODER e a Autoridade de Pagamento - IFAP,
coordenando o trabalho dos parceiros.

Artigo 3.º
Obrigações da Entidade Líder
1. A Entidade do projecto assume toda a responsabilidade administrativa, financeira e
jurídica relativa à candidatura apresentada e à execução do projecto perante o GAL TAGUS, a
Autoridade de Gestão e de Pagamento sendo também responsável pela coordenação do
projecto, desde a concepção à implementação e ao seu financiamento.
2. A Entidade Líder apresenta, em nome de todos os parceiros, a candidatura à Acção 3.2.2
“Serviços Básicos para a População Rural” do PRODER, relativa ao projecto
“___________________________”, mencionada no artigo 1.º, comprometendo-se a:
a) Responder, na qualidade de interlocutor único e em representação de todos os parceiros,
às solicitações de informação ou de modificação requeridas pelo GAL TAGUS;
b) Comunicar aos parceiros os resultados da instrução e as decisões adoptadas pelo GAL
TAGUS;
c) Comunicar ao GAL TAGUS as decisões e modificações adoptadas pelo conjunto de todos os
parceiros;
d) Velar pelo desenvolvimento e pela execução do projecto conforme o exposto no formulário
de candidatura;
e) Informar o GAL TAGUS do desenvolvimento do projecto;
f) Solicitar ao GAL TAGUS os pagamentos relativos às despesas de execução do projecto;
g) Elaborar uma contabilidade separada correspondente à execução do projecto, tanto para o
registo do financiamento FEADER recebido como para registo das despesas suportadas e das
receitas obtidas e comparticipações recebidas;
h) Conservar todos os documentos relativos à execução do projecto;
i) Aceitar a fiscalização do GAL TAGUS, das respectivas autoridades competentes, dos
serviços e das administrações que co-financiem o projecto, em tudo o que for relativo à
execução do mesmo e à utilização das subvenções recebidas;
j) Apresentar ao GAL TAGUS, sempre que solicitado, os indicadores físicos e financeiros do
projecto;
k) Apresentar ao GAL TAGUS, dois anos após o recebimento integral dos apoios, um relatório
de avaliação sobre os resultados económicos da actividade;

2
Modelo 15 - Contracto de Parceria – Acção 3.2.2
l) Cumprir com o disposto no artigo 11º “Obrigações dos Beneficiários” da Portaria nº
814/2010 de 27 de Agosto;
m) Cumprir com as responsabilidades identificadas no Anexo ao presente contrato;

Artigo 4.º
Obrigações dos parceiros
Os parceiros aceitam a coordenação técnica, administrativa e financeira da Entidade Líder
com o fim de facilitar as suas obrigações perante o GAL TAGUS, a Autoridade de Gestão e de
Pagamento. Além disso, comprometem-se a:
a) Responder às solicitações de informações, assim como facilitar os documentos necessários
à sua instrução;
b) Comunicar a aceitação das decisões e eventuais modificações provenientes do Grupo de
Acção Local TAGUS e que lhes sejam comunicadas através da Entidade Líder;
c) Executar as acções que lhes estão atribuídas no Formulário de candidatura, nos prazos
propostos;
d) Transmitir à Entidade Líder informação necessária à alimentação do da instrução do
processo e de quaisquer relatórios de acompanhamento;
e) Divulgar e promover o projecto nas suas áreas e sectores de intervenção, particularmente
junto de sócios ou utentes;
f) Contribuir para a boa execução do projecto, particularmente nas matérias em que o
parceiro esteja mais envolvido e responsabilizado;
g) Realizar, participar ou aderir a iniciativas conducentes à mobilização de recursos para o
sucesso do projecto;
h) Facilitar a documentação necessária para os controlos de execução do projecto;
i) Cumprir com as responsabilidades identificadas no Anexo ao presente contrato;

Artigo 5.º
Estrutura da parceria
O Líder e os parceiros garantirão o desenvolvimento das actividades pelas quais são
responsáveis e identificadas no Anexo ao presente contrato, tendentes à satisfação das
necessidades colectivas e aos objectivos do projecto objecto do Pedido de Apoio e
identificado no artigo 1º.

Artigo 6.º
Vigência do Contrato
A vigência deste Contrato está condicionada para todos os efeitos à aprovação do Pedido de
Apoio relativo ao projecto identificado no artigo 1º e ao financiamento no âmbito do PRODER,

3
Modelo 15 - Contracto de Parceria – Acção 3.2.2
sendo que o seu término ocorrerá num período nunca inferior a cinco anos após a conclusão
da operação/ investimento.

Qualquer alteração ao presente Contrato durante a execução do projecto, deverá ser


aprovada pela parceria e submetida por escrito ao GAL TAGUS, estando a respectiva
aceitação sujeita à aprovação do mesmo.

Artigo 7.º
Gestão de conflitos no seio da parceria
É da responsabilidade da parceria formada pelos parceiros tratar dos litígios entre os mesmos,
incluindo os que vierem a existir entre os co-organizadores e o Líder. Todavia, se os
diferendos não tiverem solução no seio da parceria e se tal impedir a realização total ou
parcial do projecto, e comprometer os objectivos do mesmo, poderá ser posto em causa o
financiamento do projecto.

Artigo 8.º
Contenciosos
Este contrato rege-se pela legislação vigente em Portugal. O Tribunal competente será o
correspondente à sede social do Líder.

Contrato celebrado em_________________, no dia_______de___________de 20___.

Os abaixo assinados declaram ter lido e aceite o presente Contrato.

Entidade Nome e função do assinante Assinatura e Carimbo

ANEXO I – DESCRIÇÃO DO PROJECTO

1. Identificação do Projecto

4
Modelo 15 - Contracto de Parceria – Acção 3.2.2
Designação do Projecto:
Descrição da Operação (investimento):
Objectivos Gerais:
Objectivos específicos:
Resumo das Actividades a Desenvolver:

2. Identificação dos Parceiros

Nome da Entidade Líder:


Nome do Representante:
Morada:
Contacto e-mail:
Natureza Jurídica da Entidade:
CAE/ Actividades:

Nome da Entidade Parceira:


Nome do Representante:
Morada:
Contacto e-mail:
Natureza Jurídica da Entidade:
CAE/ Actividades:

Nome da Entidade Parceira:


Nome do Representante:
Morada:
Contacto e-mail:
Natureza Jurídica da Entidade:
CAE/ Actividades:
(acrescentar tantas linhas como parceiros que tenha o projecto)

3. Identificação das Responsabilidades e Benefícios dos Parceiros no âmbito do Projecto


“__________________________________”

5
Modelo 15 - Contracto de Parceria – Acção 3.2.2
Responsabilidades
Nome da Entidade Contribuição Actividades a Desenvolver Benefícios

Financeira

TOTAL
COMPARTICIPAÇÃO
DO BENEFICIÁRIO

(estas actividades devem corresponder às descritas no Plano de Utilização e Funcionamento – anexo obrigatório
alínea 48 do Guião de preenchimento do formulário de pedido de apoio - candidaturas à Medida 3.2.)

Preenchimento a título de exemplo

Responsabilidades
Nome da
Contribuição Actividades a Desenvolver Benefícios
Entidade
Financeira
- ensaios/ actuações do Rancho
Valorização do edifício;
Sociedade Folclórico (36/ano);
Disponibilidade de espaço
Cultural e 100.000,00 € - Realização de Tertúlias (5/ano);
para a realização das
Recreativa - Exposição do Espólio da Associação
actividades da associação
(permanente)
Disponibilidade de espaço
- Realização de peças teatrais no
para actuação pública ou
edifício cultural (10/ano);
realização de cursos de
- realização de peças teatrais nas
Teatro Amador -€ teatro;
escolas e no centro social (24/ano);
Utilização da viatura para
- transporte dos alunos e idosos para
transportar os actores e
frequentarem cursos de teatro
alunos;
Centro Social e Utilização da viatura para
10.000,00€ - serviço social
Paroquial transporte de utentes;
TOTAL
- este valor deverá corresponder ao apresentado no ponto 7.1 do
COMPARTICIPAÇÃO 110.000,00€
formulário B-proj
DO BENEFICIÁRIO

6
Modelo 15 - Contracto de Parceria – Acção 3.2.2

Interesses relacionados