Você está na página 1de 9

Direito Constitucional I

Prof. Adenevaldo Teles


Aluno(a):________________________________________________________Turma:____

TRABALHO AVALIATIVO DE ESTUDO DIRIGIDO


- Valor: 30 pontos.
- Marque a opção assertiva e justifique resumidamente.
01) (FCC/Auditor - TCE-MG/2005) Do ponto de vista histórico, o denominado conceito de
Constituição liberal foi expresso pela:
a) Carta Magna, de 1215.
b) Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, de 1789.
c) Constituição mexicana revolucionária, de 1917.
d) Constituição de Weimar, de 1919.
e) Lei Fundamental de Bonn, de 1949.
__________________________________________________________________________
02) (VUNESP/TJ-MS/2009) Assinale a alternativa que contém uma afirmativa correta a
respeito do constitucionalismo.
a) O constitucionalismo teve seu marco inicial com a promulgação, em 1215, da Magna Carta
inglesa.
b) O constitucionalismo surge formalmente, em 1948, com a edição da Declaração Universal
dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas.
c) A doutrina do Direito Constitucional é uníssona no entendimento de que o
constitucionalismo surgiu com a revolução norte-americana resultando, em 1787, na
Constituição dos Estados Unidos da América.
d) É possível identificar traços do constitucionalismo mesmo na antiguidade clássica e na
Idade Média.
e) O constitucionalismo brasileiro inspirou-se fortemente no modelo constitucional do Estado
da Inglaterra.
__________________________________________________________________________
03) (FCC/PGE-MA/2003) A Constituição "como decisão política do titular do poder
constituinte" é conceito atribuído a:
a) Sieyès.
b) Kelsen.
c) Montesquieu.
d) Carl Schmitt.
e) Ferdinand Lassalle.
__________________________________________________________________________
04) (FCC/Subprocurador - TCE-SE/2002) A conceituação de Constituição como "a soma dos
fatores reais do poder que regem nesse País", atribuída a Lassalle, indica, segundo a doutrina,
uma concepção de Constituição no sentido:
a) Sociológico.
b) Jurídico.
c) Político.
d) Axiológico ou normativo.
e) Instrumental ou estrutural.
__________________________________________________________________________
05) (FCC/Defensor Público-SP/2006) O termo "Constituição" comporta uma série de
significados e sentidos. Assinale a alternativa que associa corretamente frase, autor e sentido.
a) Todos os países possuem, possuíram sempre, em todos os momentos da sua história uma
constituição real e efetiva. Carl Schmitt. Sentido político.
b) Constituição significa, essencialmente, decisão política fundamental, ou seja, concreta
decisão de conjunto sobre o modo e a forma de existência política. Ferdinand Lassale. Sentido
político.
c) Constituição é a norma fundamental hipotética e lei nacional no seu mais alto grau na forma
de documento solene e que somente pode ser alterada observando-se certas prescrições
especiais. Jean Jacques Rousseau. Sentido lógico-jurídico.
d) A verdadeira Constituição de um país somente tem por base os fatores reais do poder que
naquele país vigem e as constituições escritas não têm valor nem são duráveis a não ser que
exprimam fielmente os fatores do poder que imperam na realidade. Ferdinand Lassale.
Sentido sociológico.
e) Todas as constituições pretendem, implícita ou explicitamente, conformar globalmente o
político. Há uma intenção atuante e conformadora do direito constitucional que vincula o
legislador. Jorge Miranda. Sentido dirigente.
__________________________________________________________________________
06) (CESPE/Analista - DPU/2010) O termo constituição possui diversas acepções. Dessa
forma, ao se afirmar que a constituição é norma pura, sendo fruto da vontade racional do
homem e não das leis naturais, considera-se um conceito próprio do sentido:
a) Culturalista.
b) Sociológico.
c) Político.
d) Filosófico.
e) Jurídico.
__________________________________________________________________________
07) (FCC/AJEM-TRT 7a/2009) O poder constituinte derivado é subdivido em:
a) Inicial e incondicionado.
b) Inicial e ilimitado.
c) Autônomo e incondicionado.
d) Reformador e decorrente.
e) Autônomo e ilimitado.
__________________________________________________________________________
08) (FCC/AJAJ-TRT SP/2008) O Poder Constituinte Originário caracteriza-se por ser:
a) Autônomo e condicionado.
b) Reformador e decorrente.
c) Condicionado e decorrente.
d) Inicial, ilimitado e reformador.
e) Inicial, ilimitado, autônomo e incondicionado.
__________________________________________________________________________
09) (FCC/Auditor-TCE-AM/2007) Considere as afirmações a seguir a respeito do Poder
Constituinte:
I. Dentre as possíveis classificações existentes, o Poder Constituinte classifica-se em
originário e derivado.
II. A manifestação do Poder Constituinte originário é condicionada às regras procedimentais
estabelecidas para a reforma da Constituição.
III. Poder Constituinte derivado é sempre ilimitado.
IV. As Emendas à Constituição de 1988 são frutos do Poder Constituinte derivado.
Está correto o que se afirma SOMENTE em:
a) I e IV.
b) I e III.
c) II e IV.
d) III e IV.
e) IV.
__________________________________________________________________________
10) (FCC/Analista - TRT 16a/2009) Em tema de Poder Constituinte Originário, é INCORRETO
afirmar que:
a) É limitado pelas normas expressas e implícitas do texto constitucional vigente, sob pena de
inconstitucionalidade.
b) É incondicionado, porque não tem ele que seguir qualquer procedimento determinado para
realizar sua obra de constitucionalização.
c) É autônomo, pois não está sujeito a qualquer limitação ou forma prefixada para manifestar
sua vontade.
d) Caracteriza-se por ser ilimitado, autônomo e incondicionado.
e) Se diz inicial, pois seu objeto final - a Constituição, é a base da ordem jurídica.
__________________________________________________________________________
11) (FCC/Procurador do MP junto ao TCE-MG/2007) No que diz respeito ao Poder
constituinte, é correto afirmar que
a) O Movimento Revolucionário não é considerado uma das formas básicas de expressão
desse Poder.
b) As Assembleias Constituintes titularizam esse Poder, enquanto o povo ou a nação é seu
exercente.
c) O titular desse Poder é o povo, e seu exercente é aquele que, em nome do povo, cria o
Estado, editando a nova Constituição.
d) As Assembleias Constituintes confundem-se com o processo de outorga que estabelece a
Constituição, por declaração bilateral.
e) A titularidade e o exercente desse Poder são sempre o Legislativo e o Executivo, auxiliados
pelo Judiciário.
__________________________________________________________________________
12) (FCC/Assessor Jurídico - TJ-PI/2010) No Brasil, o Poder Constituinte Reformador:
a) Realiza a modificação da Constituição por meio de Emendas Constitucionais, cujo projeto
deverá ser aprovado em cada Casa do Congresso Nacional em dois turnos, pelo voto de três
quintos dos respectivos Membros e, posteriormente, sancionado pelo Presidente da
República.
b) Legitima as Assembleias Constituintes Estaduais bem como as Câmaras Municipais a
produzirem a legislação local das respectivas unidades federativas, desde que respeitada a
Constituição Federal.
c) Determina limites formais para o caso de revisão constitucional, como a exigência de dupla
votação e voto da maioria absoluta do Congresso Nacional, em sessão unicameral.
d) Pode se transformar em Assembleia Constituinte segundo disposição expressa da
Constituição Federal mediante aprovação popular por meio de referendo.
e) Possui limites circunstanciais, como a impossibilidade de a Constituição Federal ser
emendada em caso de intervenção federal, estado de sítio e estado de defesa.
__________________________________________________________________________
13) (FCC/AJEM-TRT-7a/2009) A Constituição que prevê somente os princípios e as normas
gerais de regência do Estado, organizando-o e limitando seu poder, por meio da estipulação
de direitos e garantias fundamentais é classificada como:
a) Pactuada.
b) Analítica.
c) Dirigente.
d) Dualista.
e) Sintética.
__________________________________________________________________________
14) (FCC/AJEM-TRT-4a/2009) A Constituição da República Federativa do Brasil (1988), pode
ser classificada quanto ao seu conteúdo, seu modo de elaboração, sua origem, sua
estabilidade e sua extensão, como:
a) Formal, histórica ou costumeira, promulgada, flexível e sintética.
b) Material, dogmática, outorgada, rígida e sintética.
c) Formal, dogmática, promulgada, super-rígida e analítica.
d) Material, pragmática, outorgada, semi-rígida e sintética.
e) Formal, histórica ou costumeira, outorgada, flexível e analítica.
__________________________________________________________________________
15) (FCC/Analista-TRE-MG/2005) Tendo em vista a classificação das constituições, pode-se
dizer que a Constituição da República Federativa do Brasil vigente é considerada escrita e
legal, assim como
a) Super-rígida, popular, histórica, sintética e semântica.
b) rígida, promulgada, dogmática, analítica e formal.
c) Semi-rígida, democrática, dogmática, sintética e pactuada.
d) Flexível, outorgada, dogmática, analítica e nominalista.
e) Flexível, promulgada, histórica, analítica e formal.
__________________________________________________________________________
16) (FCC/Auditor TCE-AM/2007) Considerando os vários critérios utilizados para classificar
as constituições, elas podem ser classificadas quanto:
I. à forma, em escritas e não escritas;
II. ao conteúdo, em materiais e formais;
III. à origem, em promulgadas e outorgadas;
IV. à estabilidade, em imutáveis, rígidas, flexíveis e semi-rígidas;
V. à finalidade, em dirigentes e garantias.
É correto o que se afirma em:
a) I, II, III, IV e V.
b) I e II, somente.
c) I, III, V, somente.
d) II, III e IV, somente.
e) III, IV e V, somente.
__________________________________________________________________________
17) (FCC/Procurador do TCE-MG/2007) No que se refere à classificação das constituições, é
certo que as:
a) Sintéticas se formam do produto sempre escrito e flexível, sistematizado por um órgão
governamental, a partir de ideias da teoria política e do direito dominante.
b) Dogmáticas são frutos da lenta e contínua síntese das tradições e usos de um determinado
povo, podendo apresentar-se de forma escrita ou não-escrita.
c) Formais consistem no conjunto de regras materialmente constitucionais, editadas com
legitimidade, estejam ou não codificadas em um único documento.
d) Promulgadas se apresentam por meio de imposições do poder de determinada época, sem
a participação popular, tendo natureza imutável.
e) Analíticas ou dirigentes, examinam e regulamentam todos os assuntos que entendam
relevantes à formação, destinação e funcionamento do Estado.
__________________________________________________________________________
18) (FCC/TCE-MG/2007) As normas constitucionais relativas aos direitos e garantias
individuais, inseridas no título relativo aos direitos e garantias fundamentais, contêm
elementos da Constituição ditos:
a) Sócio-ideológicos, por revelar o compromisso da Constituição entre o Estado individualista
e o Estado social.
b) Orgânicos, por regularem a estrutura do Estado e do poder.
c) Limitativos, por limitarem a atuação do Estado, dando ênfase à sua configuração como
Estado de Direito.
d) De estabilização constitucional, na medida em que asseguram a defesa da Constituição e
das instituições democráticas.
e) Formais de aplicabilidade, diante da aplicação imediata das normas definidoras de direitos
dessa espécie.
__________________________________________________________________________
19) (FGV/Fiscal-SEFAZ-RJ/2008) São elementos orgânicos da Constituição:
a) A estruturação do Estado e os direitos fundamentais.
b) A divisão dos poderes e o sistema de governo.
c) A tributação e o orçamento e os direitos sociais.
d) As forças armadas e a nacionalidade.
e) A segurança pública e a intervenção.
__________________________________________________________________________
20) (FCC/Auditor-TCM-CE/2006) Entende-se por princípios constitucionais:
a) As normas constitucionais expressas que não têm força obrigatória.
b) As normas que implicitamente decorrem das constituições, tendo natureza de meras
recomendações.
c) Somente aqueles que, caso violados, ensejam a intervenção da União Federal nos Estados-
membros.
d) Todas as normas constitucionais que acolhem direitos dos indivíduos contra o Estado.
e) As normas constitucionais de caráter amplo que norteiam e servem de fonte interpretativa
àquelas com objetivos específicos.
__________________________________________________________________________
21) (CESPE/PGE-PI/2008 - Adaptada) Sobre os princípios e as regras constitucionais,
marque a alternativa correta:
a) Princípios, normalmente, relatos objetivos, descritivos de determinadas condutas, são
aplicáveis a um conjunto delimitado de situações. Assim, na hipótese de o relato previsto em
um princípio ocorrer, esse princípio deve incidir pelo mecanismo tradicional da subsunção, ou
seja, enquadram-se os fatos na previsão abstrata e produz-se uma conclusão.
b) A aplicação de um princípio, salvo raras exceções, se opera na modalidade do tudo ou
nada, o que significa que ele regula a matéria em sua inteireza ou é descumprido.
c) Na hipótese de conflito entre dois princípios, só um deles será válido e irá prevalecer.
d) Os princípios, frequentemente, entram em tensão dialética, apontando direções diversas.
Por essa razão, sua aplicação se dá mediante ponderação. Diante do caso concreto, o
intérprete irá aferir o peso de cada princípio.
e) As regras são normas que ordenam que algo seja realizado, na maior medida possível,
dentro das possibilidades jurídicas e reais existentes e, por isso, são consideradas mandados
de otimização, caracterizando-se pela possibilidade de serem cumpridas em diferentes graus.
__________________________________________________________________________
22) (FCC/Defensor-DPE-SP/2010) Utilizando-se a classificação de José Afonso da Silva no
tocante a eficácia e aplicabilidade das normas constitucionais, a norma constitucional inserida
no artigo 5°, XII: "é inviolável o sigilo de correspondência e das comunicações telegráficas, de
dados e das comunicações telefônicas, salvo, no último caso, por ordem judicial, nas
hipóteses e na forma que a lei estabelecer para fins de investigação criminal ou instrução
processual penal", pode ser classificada como norma:
a) De eficácia plena, isto é, de aplicabilidade direta, imediata e integral, não havendo
necessidade de lei infraconstitucional para resguardar o sigilo das comunicações.
b) De eficácia limitada, isto é, de aplicabilidade indireta, mediata e não integral, ou seja, o
sigilo somente poderá ser garantido após a integração legislativa infraconstitucional.
c) De eficácia contida, isto é, de aplicabilidade direta, imediata, porém não integral, ou seja, a
lei infraconstitucional poderá restringir sua eficácia em determinadas hipóteses.
d) Com eficácia relativa restringível, isto é, o sigilo pode ser limitado em hipóteses previstas
em regramento infraconstitucional.
e) De eficácia relativa complementável ou dependente de complementação legislativa, isto é,
depende de lei complementar ou ordinária para se garantir o sigilo das comunicações.
__________________________________________________________________________
23) (FCC/APOFP-SP/2010) As normas constitucionais de eficácia contida são dotadas de
aplicabilidade direta e imediata, mas não integral, porque sujeitas a restrições. Observa-se
que tais restrições podem ser impostas:
a) Pelo legislador constitucional, por outras normas constitucionais e como decorrência do
uso de conceitos ético-jurídicos consagrados.
b) Pelo legislador comum, pelos Tribunais Superiores e pelos Chefes do Poder Executivo.
c) Pela União Federal, pelos Estados-membros, pelo Distrito Federal e pelos Municípios com
exclusão dos Territórios Federais.
d) Por outras normas constitucionais, pelo Supremo Tribunal Federal e pelo órgão superior do
Ministério Público Federal.
e) Pelo Conselho da República, pela União Federal, pelos Estados membros e como
decorrência de conceitos ético-jurídicos consagrados.
__________________________________________________________________________
24) (FCC/AJAJ-TRT 3°/2009) Em conformidade com o art. 113 da Constituição Federal: A lei
disporá sobre a constituição, investidura, jurisdição, competência, garantias e condições de
exercício dos órgãos da Justiça do Trabalho. A presente hipótese trata de uma norma
constitucional de eficácia:
a) Limitada, definidora de princípio institutivo ou organizativo.
b) Limitada, definidora de princípios programáticos.
c) Plena, mas de natureza facultativa ou permissiva.
d) Contida, em razão de restrições impostas por outras normas constitucionais.
e) Plena, mas de natureza obrigatória, de programas ou diretrizes.
__________________________________________________________________________
25) (FCC/Técnico Superior - PGE-RJ/2009) A norma do artigo 218, caput, da Constituição,
segundo a qual "o Estado promoverá e incentivará o desenvolvimento científico, a pesquisa e
a capacitação tecnológicas", deve ser classificada como:
a) Inconstitucional e sem nenhum efeito, por ofensa ao princípio da livre iniciativa.
b) Programática, de eficácia limitada.
c) Meramente indicativa e não-vinculante aos Poderes Públicos.
d) Plenamente eficaz, porém restringível por meio de lei.
e) De eficácia plena e aplicabilidade imediata.
__________________________________________________________________________
26) (FCC/AJAJ - TRE-AM/2010) Com relação aos princípios interpretativos das normas
constitucionais, aquele segundo o qual a interpretação deve ser realizada de maneira a evitar
contradições entre suas normas é denominado de:
a) Conformidade funcional.
b) Máxima efetividade.
c) Unidade da constituição.
d) Harmonização.
e) Força normativa da constituição.
__________________________________________________________________________
27) (FCC/Ass. Legislativo - ALESP/2010) Constitui um dos fundamentos da República
Federativa do Brasil, de acordo com a Constituição Federal de 1988:
a) A garantia do desenvolvimento nacional.
b) A não intervenção.
c) A defesa da paz.
d) A igualdade entre os Estados.
e) O pluralismo político.
__________________________________________________________________________
28) (FCC/Técnico do TRT 7°/2009) Segundo a Constituição Federal, a República Federativa
do Brasil é formada:
a) Pelos cidadãos dos quais emana o poder exercido por meio de representantes eleitos.
b) Pelo conjunto de cidadãos aos quais são garantidos os direitos fundamentais.
c) Pela união dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.
d) Pela integração econômica, política e social de todos os Estados.
e) Pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal.
__________________________________________________________________________
29) (FCC/Técnico-TCE-GO/2009) Considere as seguintes afirmações sobre os princípios
fundamentais da Constituição da República:
I. A República Federativa do Brasil é formada pela união indissolúvel dos Estados, Municípios
e Distrito Federal.
II. Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes ou diretamente,
nos termos da Constituição.
III. Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil, dentre outros, a
construção de uma sociedade livre, justa e solidária e a garantia do desenvolvimento nacional.
Está correto o que se afirma em:
a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) III, apenas.
d) I e II, apenas.
e) I, II e III.
__________________________________________________________________________
30) (FCC/Técnico-TRT 15a/2009) Sobre os princípios fundamentais da República Federativa
do Brasil, é correto afirmar que:
a) Foi acolhido, além de outros, o princípio da intervenção para os conscritos.
b) Dentre seus objetivos está o de reduzir as desigualdades regionais.
c) Um dos seus fundamentos é a vedação ao pluralismo político.
d) O Brasil rege-se nas suas relações internacionais, pela dependência nacional.
e) A política internacional brasileira veda a integração política que vise à formação de uma
comunidade latino-americana de nações.
__________________________________________________________________________