Você está na página 1de 2

Na região metropolitana de João Pessoa, Paraíba, Brazil, até os anos 1980, os grupos de

música tradicional possuíam performances fundamentalmente comunitárias, participatórias e


financiadas por doações. Após esse período, as estruturas apresentacionais têm se constituído
como modelo dominante de performance, incorporando um conjunto de experiências e
significados emergidos de uma rede de sociabilidades compostas por participantes dos grupos,
folcloristas, acadêmicos e agentes políticos diversos. Como parte de uma pesquisa em
andamento, este trabalho discute a relação destes processos contemporâneos e a performance
musical da Barca Nau Catarineta de Cabedelo, um centenário grupo de cultura popular cuja
principal característica é a representação cênica e musical de eventos da navegação
portuguesa em épocas de expansão marítima. Para isso, tem sido conduzida uma pesquisa
etnográfica há quatro anos, com observação participante, entrevistas e registros audiovisuais.
A partir de uma vasta pesquisa bibliográfica, a dimensão teórica do trabalho tem se
fundamentado principalmente nos estudos sobre performance musical e cultura popular
[termo equivalente à música tradicional, com profundas implicações sociais e políticas no
Brasil]. Os resultados e interpretações já empreendidos apontam que os processos e eventos
de performance se baseiam tanto nas experiências socioculturais de uma ampla rede
sociocolaborativa, quanto nas interações sociais de cada prática musical. Desse modo, eu
defendo que a performance musical do grupo é construída pela interação social e simbólica
entre os sujeitos e suas coletividades, mediadas por experiências e significados emergidos em
diversas faces, dentre as quais destaco: a política, a cultural, a social, a estética e a econômica.
As faces estéticas, entendidas aqui como toda forma de percepção e apreensão do ambiente
sociocultural, estão fortemente presentes nas experiências sensíveis em momentos de
preparação e eventos de performance, apresentando-se como principais mediadoras do
processo, evocando experiências passadas e construindo novas experiências e significados a
partir da interação com as outras faces.

Contemporary Musical Performance of Barca Nau Catarineta de Cabedelo

In the metropolitan region of João Pessoa, Paraíba, Brazil, until the 1980s, traditional music
groups had fundamentally community and participatory performances maintained by
donations. After this period, the presentational structures have been constituted as prevailing
model of performance. The groups incorporated a set of experiences and meanings emerged
from a cooperation network composed of participants themselves, institutions, folklorists,
academics and diverse political agents. This paper discusses relationship between such
contemporary processes and musical performance of Barca Nau Catarineta de Cabedelo. This
is a traditional music centennial group that has as main feature the scenic and musical
representation of Portuguese navigation in times of maritime expansion. The work is based
mainly on ethnographic research carried out in four years. The theoretical basis involves
studies on musical performance and popular culture [equivalent term to traditional music,
with deep social and political implications in Brazil]. The results points that processes and
events of performance are both based on sociocultural experiences of a broad network and on
social interactions of each musical practice. Therefore, I argue that musical performance of
Barca results from social and symbolic interaction between the subjects and their
collectivities in daily live, rehearsals and performance events. The interactions are mediated
by experiences and meanings emerging on social, aesthetic, political and economic traits.
Aesthetic traits, understood here as all forms of production, perception, apprehension and
interpretation of the musical environment, act as main mediators of the process, evoking past
experiences and constructing new experiences and meanings.