Você está na página 1de 36

MÓDULO MANTRAS-

AUTO-REALIZAÇÃO ATRAVÉS DO SOM


Mantra Auspicioso
Para os Estudos

oṁ saha nāv avatu


saha nau bhunaktu
tejasvi saha
nāv oṁ
saha vīryaṁ
sahasaha
vīryaṁ
nau
adhītam karavāvahai
nāv avatu
karavāvahai
bhunaktu
astu
oṁ śāntiḥ śāntiḥ
. mā vidviṣāvahai
śāntiḥ
tejasvi nāv adhītam astu mā
vidviṣāvahai
oṁ śāntiḥ śāntiḥ śāntiḥ
Tradução: Oṁ. Que o Senhor nos proteja (ao aluno e ao
mestre), que Ele nos nutra (com conhecimento), que nos
empenhemos com vigor, que nosso estudo seja
iluminador e que não haja desavenças entre nós. Oṁ,
paz, paz, paz.
Temas de estudo

⚫ A Tradição Védica, o som e os mantras

⚫ Auto-realização e Transcendência pelo Som

⚫ Bija Mantras
PODER DO SOM

- A eficácia prática e mística do som é um fato transcultural

“No início era o verbo, e o verbo estava com Deus, e o verbo era Deus...”

Evangelho de João

“Sem depender do mantra, a iluminação não pode ser alcançada”

Dalai Lama

“É preciso que entendamos claramente que o som é começo da criação de todos os objetos materiais para nosso gozo dos sentidos. Da mesma forma se purificamos o som, nossas necessidades espirituais também são produzidas através do
som”

Srila Prabhupada
PODER DO SOM

- Segundo Vedanta Sutra toda


manifestação material ocorreu
através do som > Nada Brahma

- O Som pode tanto Aprisionar


quanto Libertar deste Mundo
‘Anavrttih Sabdat’ > LIBERAÇÃO
ATRAVÉS DO SOM
“A sílaba OM, que é o imperecível Brahmna,
é o universo. O que quer que tenha existido,
o que quer que exista, o que quer que
venha a existir, é OM. E o que quer que
transcenda o passado, o presente e o futuro
também é OM [...] Ele meditou durante cem
mil anos e o resultado da meditação foi a
criação do som...”
Mundukya Upanishad
Implicações dessa definição

- Diferença entre som


(portador de sentido) e ruído.
- É necessariamente fruto da
consciência.
- Sem um orador não
possibilidade de ouvir.
- Os Vedas são a manifestação
sonora do Supremo
(Sabda Brahman).
DEFINIÇÃO VÉDICA DO SOM
⚫ arthāśrayatvaṁ śabdasya
⚫ draṣṭur liṅgatvam eva ca

⚫ tan-mātratvaṁ ca nabhaso

⚫ lakṣaṇaṁ kavayo viduḥ

⚫ “Pessoas que são eruditas e que têm conhecimento real


definem o som como aquilo que transmite a ideia de um
objeto, indica a presença de um orador oculto há nossa vista e
constitui a forma sutil do éter.”
⚫ SB 3.26.33
- Na concepção védica as letras do alfabeto (aksharas)
são consideradas como sementes existenciais
- Elas são sons (sabda) potentes constitucionalmente
ligados a objetos de significado (artha), são a
personificação de Shiva e Shakti
- Cada uma delas se refere a uma deidade particular de
Shakti, a Energia Criativa Primordial
- A força criativa do universo reside em todas as letras
do alfabeto (Matrika- mãe em essência)
QUATRO ESTÁGIOS DO SOM

⚫ “Assim como o pensamento tem de passar por diversos


estágios para manifestar-se como força criativa concreta o som
de um mantra em particular também passa por muitos
estágios até ser perfeitamente experienciado pelo ouvinte”
⚫ Jahnava Nitai em Vedic Conception of Sound
⚫ Cada estágio do som corresponde a um estado específico de
existência e consciência!
⚫ A experiência do som depende do refinamento da consciência
do praticante
Primeiro Estágio – Para (Sabda Brahman)

⚫ Estado Primordial do Som, fonte dos outros estágios


⚫ Referente à realidade existencial transcendental
(Para)
⚫ Neste estágio o som contém todas as qualidades do
objeto ao qual se refere (não-dual)
⚫ Som como forma indiferenciada
⚫ Estado de consciência transcendental (Turiya)
Segundo Estágio - Pashyanti

⚫ Manifestação do som na mente, estágio intuitivo


⚫ Referente à realidade existencial causal (Karana)
⚫ Quase sem distinção entre som e objeto
⚫ Experienciada por yogis com visão interior sutil
⚫ Som como objeto de visão interna, possuir cor e forma
⚫ Corresponde ao estado de consciência de sono profundo
(Susupti)
⚫ Onde reside a natureza do poder da vontade (iccha-sakti)
Terceiro Estágio - Madhyama

⚫ Manifestação do Som nos sentidos (fala mental, onde


experiencia-se o pensamento)
⚫ Estado intermediário não expresso do som
⚫ Há distinção entre som e objeto
⚫ Referente à realidade existencial sutil (Sukshma)
⚫ Corresponde ao estado de consciência do sonho (svapanna)
⚫ Onde reside a natureza do poder o pensamento (Jnana-
sakti)
Quarto Estágio -Vaikhari

⚫ Som articulado externamente, forma mais grosseira


do som divino
⚫ Há distinção entre som e objeto
⚫ Fala física ouvida através dos sentidos externos
⚫ Refere-se à realidade existencial física (Sthula)
⚫ Corresponde ao estado de consciência desperto
(Jagrat)
⚫ Onde reside o poder da ação (Kriya- Sakti)
OMKARA
O SIGNIFICADO DO OM

⚫ O pranava, ou Omkara, é a representação completa dos quatro estágios do som e suas contrapartes
existenciais

⚫ Om, aquele imutável (akshara), é tudo o que existe. O que foi, o que é e o que será, tudo é realmente a
sílaba Om; e tudo o que não está submetido ao tempo triplo é também, realmente, a sílaba Om.
(Mandukya Upanishad, 1)

⚫ A sagrada sílaba om é composta de três letras (matras), “a”, “u” e “m”. Elas correspondem
respectivamente a bhuh, bhuvah e svah; jagrat, svapna e susupti; sukshma, sthula e karana; e vaikhari,
madhyama e pashyanti. Além dessas três letras, o pranava também é composto de um quarto elemento,
chamado a-matra ou anahata-dhvani – uma não sílaba. Ela corresponde à ressonância gerada após a
recitação da sílaba om. Este a-matra represente a transcedência (Turiya), ou o estágio ‘para’ do som.


⚫ Om é uma experiência, mais do que um rótulo verbal. É um
verdadeiro símbolo carregado com poder numinoso.
Experimentável na meditação profunda, é um signo da
onipresença de Isvara, tal como manifesto no nível sonoro. Em
outras palavras a voz humana é empregada para produzir um ‘som’
que é continuamente ‘recitado’ pelo próprio universo – uma ideia
que na escola pitagórica veio a ser conhecida como harmonia das
esferas. No lado indiano isso levou ao desenvolvimento da yoga do
som (Nada- Yoga). Georg Feuerstein
- Apropriadamente, o símbolo do AUM consiste de três curvas (curvas 1, 2 e
3), um semicírculo (curva 4) e um ponto. A curva maior 1 simboliza o
estado de vigília, neste estado a consciência é voltada para o interior
através dos portões dos sentidos. O tamanho grande significa que este é o
estado mais comum ('maioria') da consciência humana. A curva de cima 2
mostra o estado de sono profundo ou estado de inconsciência. Este é um
estado onde quem dorme não deseja nada nem passa por nenhum sonho.
A curva do meio 3 (que se localiza entre o sono profundo e o estado de
vigília) significa o estado de sonho. Neste estado a consciência do indivíduo
é voltado para o interior e o sonhador contempla uma visão encantadora
do mundo atrás das pálpebras dos olhos.

.
Estes são os três estados da consciência de um individuo, já que o pensamento místico
Indiano acredita que a realidade manifestada inteira se origina desta consciência,
portanto estas três curvas representam o fenômeno físico O ponto (4) significa o quarto
estado da consciência, conhecido em Sânscrito como turiya. Neste estado a consciência
não parece nem extrínseca nem intrínseca, nem os dois juntos. Significa o voltar para a
quietude de toda existência relativa e diferenciada. Este estado quieto total, pacífico e
bem-aventurado é o alvo absoluto de toda atividade espiritual. Este estado
Absoluto(não-relativo) ilumina os outros três estados.

-Finalmente, o semi círculo simboliza Maya e separa o ponto das outras três curvas.
Deste modo, é a ilusão de maya que nos previne da realização dos mais altos estados de
bem-aventurança. O semi-círculo é aberto no topo e não toca o ponto. Isto significa que
este estado mais alto não é afetado por maya. Maya só afeta o fenômeno manifestado
- Os Gosvamis de Vrndavana analisaram OM (Aum) como segue: A
letra a refere-se a Krsna, o mestre de todos os planetas e todas as
entidades vivas. A letra u indica Srimati Radharani, a potência de
prazer de Krsna, e m indica as entidades vivas. Assim Omkara
representa Krsna; Seu nome, fama, passatempos, potências, e os
devotos, e tudo o mais pertencente a Ele.

- O Maha Mantra Hare Krishna está dentro do Omkara e vice versa


DEFINIÇÃO DE MANTRA
SIGNIFICADO ETIMOLÓGICO

MAN > MANAS > MENTE

TRAI > AQUILO QUE LIBERTA

Possíveis Traduções
‘Aquilo que liberta a mente’
‘Aquilo que liberta da mente’
MENTE: AMIGA OU INIMIGA?
BHAGAVAD GITA, Cap 6 Versos 5-6

“udhared atmanatmanam natmanam avasadayet


Atmaiva hy atmano bandhur atmaiva riput atmanah
bandhur atmatmanas tasya yenatmaivatman jitah
Atmanas tu satrutve varteatmaiva satru-vat”
Tradução de A.C Bhaktivedanta Swami
Prabhupada

“Com a ajuda da mente, a pessoa deve liberar-se, e não


degradar-se. A mente é amiga da alma condicionada e é
também sua inimiga.

Para aquele que conquistou a mente, a mente é o melhor dos


amigos; mas para quem fracassou neste empreendimento.
Sua mente continuará sendo seu maior inimigo”
DEFINIÇÕES E CONCEITOS
-“uma ferramenta de conexão com o mundo espiritual e com a energia da consciência por trás do
universo com um todo, é um portal para um estado de percepção e consciência que existe além
dos pequenos pedaços de conhecimento e informação técnica (FRAWLEY, 2010 pg. 21).”
- “A vibração sonora de um mantra visa produzir certos efeitos na consciência de quem o ouve,
bem como no ambiente onde é entoado. Embora existam inúmeros mantras, cada um com seu
propósito específico, pode-se dizer que em geral todos eles visam livrar a nossa mente de
pensamentos desnecessários e de sentimentos negativos como a ansiedade, a lamentação, a ira, a
inveja, etc. Em última análise, a meditação com mantras ajuda a remover as várias camadas de
concepções errôneas que temos sobre nós mesmos, promovendo assim o autoconhecimento
(GURUSEVANANDA, 2017 pg.3)”
- “Esse efeito transformador dos mantras deve-se ao seu refinado padrão vibracional. Embora sutil,
o efeito dos mantras é profundo e real, atuando de dentro para fora em nossa personalidade.
Como reconhecem estudiosos modernos, mantras são arranjos melódicos e rítmicos com precisão
matemática e com efeitos observáveis na matéria. Aliás, inúmeros experimentos científicos
confirmam a eficácia dessa ciência milenar que utiliza o poder do som e particularmente da voz
humana como instrumento de cura física, psicológica e espiritu (GURUSEVANANDA, 2017 pg.3)”.
ASANA PARA A MENTE
BENEFÍCIOS DA PRÁTICA

- Flexibilidade
- Força
- Postura Vibracional
- “Assim como cada asana, cada mantra tem uma energia
particular que tem um efeito específico sobre a mente e pode
ser compreendido de acordo com o seu som, significado e
aplicação
(FRAWLEY, 2010 PG27)
YUGA DHARMA – PROCESSO DA ERA
A POTÊNCIA DO MAHA-MANTRA
⚫ hare krsna hare krsna
⚫ krsna krsna hare hare
⚫ hare rama hare rama
⚫ rama rama hare hare

⚫ iti sodasakam namnam


⚫ kali-kalmasa-nasanam
⚫ natah parataropayah
⚫ sarva-vedesu drsyate
⚫ Kali Santarana Upanisad
Os dezesseis nomes Hare Krsna, Hare Krsna, Krsna Krsna, Hare Hare/
Hare Rama, Hare Rama, Rama Rama, Hare Hare destroem as
iniquidades da era de Kali. Esta é a conclusão final do todos os
Vedas”.

O contexto da citação acima é importante: Este texto upanishádico é


um diálogo entre o senhor Brahma, o primeiro ser criado, e Narada
Muni, seu discípulo, que lhe pergunta sobre os meios mais eficazes
para atingir a liberação na era atual. O senhor Brahma responde
com o verso acima. E, em um verso antes, ele informa a Narada que
o maha-mantra é “o verdadeiro segredo da literatura védica”,
grifando assim a natureza confidencial do mantra e sua importância
MAHA MANTRA

HARE KRISHNA
HARE KRISHNA
KRISHNA KRISHNA
HARE HARE
HARE RAMA
HARE RAMA
RAMA RAMA
HARE HARE

Interesses relacionados