Você está na página 1de 3

Como fazer nada e relaxar:

Deite em algum lugar confortável, e olhe para o céu durante a noite.

Controle a sua respiração. Pode até parecer clichê, mas o fato é que respirar
fundo realmente ajuda a mente a relaxar. Pratique todos os dias, e toda vez
que estiver estressado ou ansioso.
• Inspire fundo, mantendo a boca fechada. Inspire devagar: cada inspiração deve
durar quatro segundos. Prenda a respiração por 7 segundos e solte o ar. Cada
expiração deve durar oito segundos. Repita o exercício quatro vezes.
• Comece devagar e vá aumentando seu tempo de inspiração e expiração
gradativamente.
• Crie condições para prosseguir com o exercício. Você pode expirar pelo dobro
de tempo da inspiração, por exemplo.

Medite. A meditação consiste em acalmar a mente ao concentrando os


pensamentos em só coisa e nada além disso. Você pode focar em um
pensamento, uma palavra ou um objeto. Para meditar, sente-se em uma
posição confortável e foque em uma só coisa. Normalmente, pode-se levar 10
minutos ou mais para que a mente consiga livrar-se de todos os outros
pensamentos. Portanto, não deixe que a demora desanime você.
• Você pode meditar tanto sentado como deitado, mantendo os olhos fechados
para ajudar a concentrar-se melhor.
• É normal que seus pensamentos atrapalhem a meditação. Continue focando
em uma só coisa e ignore os pensamentos.
• Use imagens para ajudar a tranquilizar a sua mente. Imagine um lugar real ou
imaginário no qual você se sinta em paz e livre do estresse. Mantenha o foco
nesse lugar, incluindo detalhes da paisagem e as sensações e sentimentos que
você tem ali.
• Você pode meditar por quanto tempo quiser, mas procure fazê-lo por pelo
menos 10 minutos. Os benefícios para o seu bem-estar, aumento da
capacidade de concentração e redução dos níveis de estresse serão visíveis.
• Música calma ou sons da natureza durante a meditação ajudam a manter o
foco. Faça tudo que puder para ficar o mais confortável possível durante a
meditação.
• Estudos comprovam que os benefícios da meditação não são apenas mentais.
Ela também traz benefícios à saúde física, tais como a diminuição da pressão
sanguínea e dos níveis de açúcar e de colesterol.
Experimente o exercício da visualização. Este é um exercício semelhante ao de
imaginar um lugar qualquer. Concentre seus pensamentos e energia na visualização
mental do lugar pelo maior tempo que conseguir.

Faça um relaxamento muscular progressivo. Esse processo consiste em


contrair e relaxar os músculos. Como resultado, a mente também acaba
relaxando junto com o corpo.
• Comece contraindo os músculos faciais um a um. Vale franzir a testa, mover as
sobrancelhas, colocar o maxilar para frente, fechar os olhos. Faça o maior
número possível de caretas. No final de cada uma, relaxe os músculos usados.
• Ao terminar, vá fazendo o mesmo com o resto do corpo até que todos os
músculos tenham sido contraídos e relaxados.
• Mantenha os músculos contraídos por cinco a 10 segundos para otimizar o
processo de relaxamento.
• Mais detalhes podem ser encontrados no artigo neste artigo.
Experimente praticar ioga. Ioga é o exercício de baixo impacto perfeito para
melhorar sua elasticidade e ajudar a relaxar os músculos do corpo. Ao invés de
distrair-se com pensamentos que podem trazer estresse e ansiedade, a mente
fica ocupada nas diferentes posições. O resultado é uma mente mais tranquila.
• Você pode começar a praticar ioga em uma academia. Apesar de haver várias
pessoas presentes, as aulas proporcionam um estado de relaxamento geral.
Confira academias que ofereçam essa modalidade próxima da sua casa.
• A Hatha ioga é o tipo mais básico e é ótima para relaxar. Procure posições de
hatha ioga que você possa praticar em casa.
• A yoga é contra-indicada para pessoas com problemas como hérnia de disco,
osteoporose ou coágulos.
Beba bastante água. A água é importante para manter o corpo bem hidratado e livre
de toxinas, o que ajuda a mente a concentrar-se melhor.

Tire proveito de alimentos que ajudam a relaxar. Certos alimentos contêm


substâncias que ajudam a diminuir os níveis de hormônios ligados à ansiedade.
Ao mesmo tempo, eles também aumentam os níveis dos hormônios
responsáveis pela sensação de calma e bem-estar.
• Alimentos ricos em selênio ajudam a diminuir a ansiedade e depressão. Entre
eles estão as nozes, castanha-de-caju, cogumelo shitake, atum, bacalhau e
salmão.
• Consuma alimentos ricos em magnésio como espinafre e semente de abóbora.
• Procure alimentos ricos em triptofano, um composto químico que ajuda na
produção de serotonina, a qual é responsável pela sensação de felicidade.
Alimentos ricos nessa substância são: chocolate amargo, nozes e castanhas e
carne vermelha.

Faça exercícios com moderação. Dessa forma, você libera endorfinas, as


quais aumentam a sensação de bem-estar. Procure se exercitar um pouco
todos os dias para ajudar a relaxar a sua mente depois de um dia cheio de
estresse.
• Procure exercitar-se em lugares calmos e tranquilos ou nos quais você possa
passar um tempo sozinho. Se você malha na academia, veja se há um espaço
com menos gente para evitar distrações.
• Experimente exercícios repetitivos como a natação ou corrida.