Você está na página 1de 3

EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DO JUIZADO

ESPECIAL CÍVEL – FORTALEZA/CE

Autos Nº XXX
Parte requerente: Ápice Engenharia LDT
Parte requerida: Júnia Santos

EMPRESA, inscrita no CNPJ sob o nº: 00000000000, situada em


FORTALEZA/CE, CEP: 000000, vem, res peitosamente, perante Vossa Excelência, a
presentar sua;

CONTESTAÇÃO C/C RECONVENÇÃO

Em face de Júnia Santos, pessoa física. Pelos motivos que passa expor.

I - DOS FATOS

As partes firmaram contrato onde JUNIA DOS SANTOS adquiriu o


apartamento 201 e uma vaga de garagem no Edifício Belo Lar, situado na capital
cearense. A vendedora foi a Ápice Engenharia Ltda., com sede na mesma cidade, que
também foi a construtora e incorporador a do empreendimento. As partes assinaram
uma escritura pública de compra e venda em 20 de dezembro de 2013, mas as obras
do edifício só seriam concluídas em maio de 2014.
Deste modo, o apartamento foi entregue a Júnia em 10 de julho de 2014,
mesma data ajustada na escritura pública assinada pelas partes.

Sustenta autor de forma extremamente errada que a ré de va Ao paga


mento de indenização pela entrega de acabamento interno do apartamento 201
diferente dos moldes previstos no panfleto de divulgação do empreendimento no
valor de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais), tendo em vista ser este o valor da
diferença entre o acabamento divulgado e o efetivamente implantado na construção
do referido Imóvel e a responsabilização da construtora pela venda de uma unidade
do prédio a terceiro não condômino para desfazimento do negócio sob pena de
perdas e danos.

II – DO DIREITO
No entendimento do direito há suspeição do Juiz pois não atuará de forma imparcial,
desfavorecendo a parte que alega, conforme o art. 145, III, 119, do CPC:
Art. 145. Há suspeição do juiz:
III - quando qualquer das partes for sua credora ou devedora, de seu cônjuge ou
Companheiro ou de parentes destes, em linha reta até o terceiro grau, inclusive;

Art. 119.
Pendendo causa entre 2 (duas) ou mais pessoas, o terceiro juridicamente interessado
em que a sentença seja favor á vela uma delas poderá intervir no processo para assisti-
la.

Art. 30.
Toda informação ou publicidade, suficientemente precisa, veiculada por qualquer
forma ou meio de comunicação com relação a produtos e serviços oferecidos ou
apresentados, obriga o fornecedor que a fizer veicular ou dela se utilizar e integra o
contrato que vier a ser celebrado.
IV - DOS PEDIDOS
Diante do exposto acima requer:
a) Requer;
b);
c);
d);
e);
f);
Nestes termos, dá-se à causa o valor de R$ 50,000 (reais).
Termos em que,
Pede deferimento.
Fortaleza/CE
_____________________________________________
x
_____________________________________________