Você está na página 1de 11

COMANDO DAS TECLAS DOS TECLADOS

Vai à http://192.168.2.1/ essa deve ser a pagina padrao do ser roteador onde voce pode muda tds
as configurações inclusive inserir a password, la vai existir tambem um log com todos os ips que
utilizaram a sua internet, se alguem estiver usando e so bloquear o ip do vizinho ;D
 4 anos atrás

Alt: (ALTernate) É uma tecla modificadora. Sozinha não faz nada. Devemos mantê-la
apertada enquanto pressionamos outra tecla para que ela modifique a função da outra tecla.
Cada programa usa a tecla ALT de um jeito próprio. Geralmente ela é usada em
combinação com outras teclas para executar comandos de programa

Back space: Com ela apagamos o caractere que está à esquerda do cursor de texto.

Caps Lock: É a tecla para fixar maiúsculas. Ativando CAPS LOCK o texto digitado sai
todo em maiúsculas. Desativando CAPS LOCK o texto sai em minúsculas. A fixação de
maiúsculas está ativa quando o led CAPS LOCK do teclado está aceso

Control: ou Ctrl. É uma tecla modificadora. Sozinha não faz nada. Segure CTRL apertada
enquanto pressiona outra tecla. Geralmente o CTRL é usado em combinação com outras
teclas para executar comandos de programa.

Delete: ou Del. A função desta tecla é apagar, excluir. É usada para apagar o caractere que
está do lado direito do cursor de texto. Também apaga arquivos e objetos selecionados na
tela.

End: Em geral esta tecla leva o cursor de texto para o fim da linha.

Enter: ou Return. É a tecla para confirmar comandos e para criar linha nova nos textos.

Esc: ou Escape. É a tecla para cancelar a operação em andamento no computador ou para


voltar ao passo anterior

Home: Em geral esta tecla manda o cursor de texto para o início da linha.

Insert: ou Ins. Geralmente esta tecla é usada por programas de texto. Ela alterna entre o
modo inserção e o modo sobreposição. O modo inserção acrescenta caracteres novos no
meio de um texto existente sem apagar o que já foi digitado. O modo sobreposição faz o
texto novo sobrepor e eliminar o texto anterior.

Num Lock: É do tipo liga/desliga. Quando seu led está aceso o teclado numérico fica ativo.
Page Up: Nos programas de texto, esta tecla movimenta o texto para baixo, exibindo o
texto que estava oculto na parte superior da tela.

Page Down: Nos programas de texto, esta tecla move a página para cima, exibindo a parte
do texto que estava oculto na parte inferior da tela.

Pause Break: No sistema DOS, esta tecla interrompe temporariamente a execução de um


comando ou programa

Print Screen: No sistema DOS apertando esta tecla enviamos o conteúdo da tela para a
impressora. No sistema operacional Windows esta tecla grava uma cópia da tela na área de
transferência do Windows.

Scroll Lock: É do tipo liga/desliga. É usada para ativar e desativar o uso do teclado
numérico para rolagem de páginas. A função Scroll Lock está ativa quando o seu led de
teclado está aceso.

Shift: É uma tecla modificadora. Mantenha SHIFT pressionada enquanto pressiona outra
tecla. A função mais comum de SHIFT é alternar entre maiúsculas e minúsculas durante a
digitação.

Setas de rolagem: Em geral estas teclas movimentam o cursor dentro de um texto nas
quatro direções possíveis: para cima, para baixo, para esquerda ou para direita.

Tab: (TABulate). É a tecla de tabulação. Quando estiver digitando texto pressione TAB para
saltar até a próxima marca de tabulação do texto.

Teclas de função: (F1, F2, F3, … F12) São teclas sem função específica mas que podem
ser usadas pelos programadores para funções especiais. Cada programa usa as teclas de
função de um jeito próprio. Muitas vezes o programa nem aproveita as teclas de função.

Funções das teclas do teclado, 4.3 out of 5 based on 15 ratings


funções, hardware, teclado, teclas

Alt: (ALTernate) É uma tecla modificadora. Sozinha não faz nada. Devemos mantê-la
apertada enquanto pressionamos outra tecla para que ela modifique a função da outra tecla.
Cada programa usa a tecla ALT de um jeito próprio. Geralmente ela é usada em
combinação com outras teclas para executar comandos de programa

Back space: Com ela apagamos o caractere que está à esquerda do cursor de texto.

Caps Lock: É a tecla para fixar maiúsculas. Ativando CAPS LOCK o texto digitado sai
todo em maiúsculas. Desativando CAPS LOCK o texto sai em minúsculas. A fixação de
maiúsculas está ativa quando o led CAPS LOCK do teclado está aceso

Mais >
São atalhos, cada um com suas especificações.

*F1 - Abre a ajuda;


*F2 - Renomeia o ítem selecionado;
*F3 - Realiza pesquisa;
*F4 - Exibe histórico da barra de endereços;
*F5 - Atualiza página recarregando-a;
*F6 - Alterna entre frames de uma página e barra de endereços;
*F7 - Verifica ortografia e gramática;
*F10 - Contém comandos para trabalhar com os ítens selecionados;
*F11 - Alterna entre visualização normal e tela cheia;
*F12 - Salvar como.

As teclas F8 e F9 só funcionam com outra tecla, pressionada ao mesmo tempo.

Importante - Versão 2.0 do Virtual Vision

Você está usando a versão 2.0 do Virtual Vision. Seria conveniente que
você lesse o arquivo de Informações adicionais sobre a Versão 2.0. Este
arquivo contém informações sobre novos recursos do programa, novos
comandos, novas opções no painel de controle e dicas de utilização em
alguns programas.

Para acessar este arquivo, após instalar o Virtual Vision, vá até o botão
Iniciar, escolha a opção Programas, em seguida escolha a opção
"MicroPower Virtual Vision" e finalmente "Informações adicionais sobre a
Versão 2.0". Escolhendo essa opção será aberta uma janela do bloco de
notas do Windows contendo esse texto. Pressione então as teclas Ctrl e
ponto (do teclado numérico) para que o Virtual Vision leia o texto para
você.

1 - Registrando sua cópia do Virtual Vision

Para registrar esta cópia do Virtual Vision e com isso liberá-la para uso
contínuo sem limitação de tempo, basta pressionar as teclas Alt e F10
para acessar a janela de registro. Feito isso, basta seguir as instruções
faladas pelo próprio Virtual Vision para realizar o registro do software.

Sem registrar o Virtual Vision, ele só funcionará durante 20 minutos por


sessão do Windows. Após este tempo ele será automaticamente
desligado e você terá que reinicializar o computador.

2 - Iniciando, Configurando e Terminando a execução do Virtual


Vision
O Virtual Vision se auto-executará sempre que o Windows for iniciado, a
não ser que a opção "Carregar Virtual Vision Automaticamente"
(existente no painel de controle) esteja desligada. Neste caso, você
precisará pressionar simultaneamente as teclas Ctrl Alt V para que o
programa se inicie.

Para você ter acesso ao Painel de Controle, onde se encontram as


opções de configuração do Virtual Vision, pressione as teclas CTRL e 0
do teclado numérico. Se tiver dúvidas sobre como navegar pelo Painel
de Controle, basta pressionar a tecla F1 quando você estiver nesta
janela.

Se você quiser desligar o Virtual Vision, entre no painel de controle


(pressionando as teclas CTRL e 0 do teclado numérico) e pressione a
tecla Tab sucessivas vezes até ouvir a mensagem 'Desligar o Virtual
Vision'. Então pressione a barra de espaço e você desligará o programa.

Se por algum motivo você desligar o Virtual Vision acidentalmente,


basta pressionar as teclas Ctrl Alt V simultaneamente para que o
programa seja executado novamente.

3 - Tecla Numlock

Esta informação é extremamente importante: é necessário que a tecla


Numlock esteja ligada para que você possa controlar o Virtual Vision. Se
você estiver pressionando as teclas de controle do teclado numérico e
não estiver obtendo nenhuma resposta, experimente pressionar a tecla
NumLock, pois é provável que ela esteja desligada.

4 - Virtual Vision e o DeltaTalk

Se você já possui o DeltaTalk instalado em seu computador, será melhor


desinstalá-lo. Isso poderá evitar conflitos de teclas de acionamento com
o Virtual Vision.

5 - Ligando e desligando o sintetizador de voz

Você poderá cancelar a pronúncia do texto ou mensagem em


andamento, pressionando a tecla menos do teclado numérico.
Pressionando a tecla pause, você interrompe ou continua a pronúncia de
um texto. Pressionando Ctrl Alt menos do teclado numérico, você liga ou
desliga a opção mudo, que impede o sintetizador de voz de falar
qualquer coisa.
6 - Utilização de programas que usam a placa de som

Sempre que você quiser utilizar um programa que use a placa de som,
como o gravador de som do Windows, antes de tocar qualquer áudio
nesse programa, ligue a opção mudo do Virtual Vision, pressionando Ctrl
Alt menos do teclado numérico. Caso contrário pode haver um conflito
entre o Virtual Vision e o programa que você está querendo usar,
resultando em uma instabilidade do sistema.

7 - Uso da tecla Shift F10 no Windows

Pressionar a tecla Shift F10 em algum controle do Windows, equivale a


clicar neste controle com o botão direito do mouse. Alguns comandos de
alguns programas, só podem ser acessados através do clique com o
botão direito do mouse. Por exemplo, se você quiser formatar ou copiar
um disquete, entre no Windows Explorer, selecione o Drive "A" na lista
de drives e diretórios, pressione a tecla Shift F10, que abrirá o menu do
botão direito do mouse, e então escolha a opção formatar ou copiar
disquete. Não existe outro meio de acessar tais comandos no Windows
Explorer.

8 - Microsoft Word e Microsoft Excel

O comando para falar a linha e coluna atuais de um texto não


funcionará no Word 6.0 nem no Word 8 (que faz parte do Office 97).
Somente o Word 7.0 (que acompanha o Office 95) funcionará com este
comando. Por outro lado, todas as versões do Microsoft Excel são
compatíveis com este comando.

9 - Navegação através de textos

Você poderá navegar por textos letra a letra ou palavra a palavra. Ao


invés de utilizar as setas para esquerda e para a direita, para se
movimentar dentro de um texto, você poderá usar as teclas 1 e 3 do
teclado numérico, e com isso você não irá apenas movimentar o cursor
dentro de um texto, mas também ouvir a letra que está na posição atual
do cursor. Da mesma forma, utilize as teclas 2 e 8 do teclado numérico,
em substituição às teclas Backspace e Delete, respectivamente. Assim
você poderá saber qual foi a letra que você apagou no texto. Usando as
teclas 4 e 6 do teclado numérico você volta à palavra anterior de um
texto, ou avança para a próxima palavra. Com a tecla 5, você ouvirá a
palavra atual.
O Virtual Vision também inclui comandos para falar linhas, parágrafos e
até mesmo o texto inteiro. Consulte o manual falado do Virtual Vision
para maiores informações.

10 - Microsoft Internet Explorer 4.0

O Virtual Vision não funciona com a versão 4.0 do Microsoft Internet


Explorer. Se você estiver usando o Internet Explorer 4.0, nem mesmo
as opções do menu iniciar do Windows poderão ser lidas. No entanto, o
funcionamento do programa será perfeito se você estiver usando a
versão 3 do Internet Explorer. O mais importante, é que se você tiver a
versão 4.0 do Internet Explorer instalada em seu computador, não a
desinstale em hipótese alguma depois de ter instalado o Virtual Vision.
Isto poderá causar danos ao sistema do Windows, e você será obrigado
a reinstalar o Windows. Primeiro desinstale o Virtual Vision, depois
desinstale o Internet Explorer versão 4.0. Em seguida você poderá
reinstalar o Virtual Vision e instalar a versão 3.02 do Internet Explorer.

11 - Netscape Navigator

O Virtual Vision poderá ler páginas de Internet no Netscape Navigator.


No entanto, recomendamos fortemente o uso do Microsoft Internet
Explorer para navegar pela Internet, devido à maior facilidade para
selecionar hipertextos, possibilidade de ouvir a descrição de figuras em
páginas da Web, entre outras vantagens.

12 - Dicas para navegar pela Internet usando o Microsoft


Internet Explorer e o MicroPower Virtual Vision

Para ouvir o conteúdo da página ou frame atual, basta pressionar as


teclas Ctrl e ponto do teclado numérico simultaneamente. Este comando
também funciona no Netscape.

Tanto no Netscape como no Internet Explorer, você poderá apertar a


tecla 9 do teclado numérico para saber o que está escrito na barra de
status desses aplicativos. Desta forma, você saberá se a página já
terminou de ser carregada, o que está sendo carregado, a porcentagem
da página que já foi carregada ou qualquer outra informação que esteja
sendo mostrada nessa barra de status. Além disso, em qualquer janela
que contenha uma barra de porcentagem padrão do Windows, como
uma janela de download de arquivo, por exemplo, quando você
pressionar a tecla 9 do teclado numérico, será lida a porcentagem
atualmente indicada (esse recurso não se limita a programas de
Internet).
Se você utilizar o Internet Explorer para navegar pela Internet, você
poderá acessar cada um dos hipertextos de uma página pressionando as
teclas Tab e Shift Tab (que avança para o próximo hipertexto ou retorna
para o anterior, respectivamente). Fazendo isso, o Virtual Vision lhe dirá
o nome do hipertexto (mesmo que este seja um gráfico) e o identificará
como um hipertexto. Se você quiser saber o endereço para o qual o
hipertexto está ligando, basta pressionar a tecla + do teclado numérico.

Se você estiver em uma página de Internet que contém frames, você


poderá acessar cada um dos frames da página, pressionando as teclas
Ctrl e Tab simultaneamente.

13 - Como obter atributos de um arquivo no Windows Explorer

Quando você seleciona um arquivo no Windows Explorer, você ouvirá


apenas o nome do arquivo. Caso você deseje saber mais informações
sobre este arquivo, basta pressionar a tecla + do teclado numérico.
Você saberá então se o item selecionado é um arquivo ou um diretório,
a data e hora da última modificação deste arquivo, seu tamanho, seu
tipo, etc.

14 - Programas dós

O Virtual Vision não poderá falar letra a letra o que você está digitando
em uma tela do dós. Entretanto, se você estiver utilizando o dós em tela
cheia, dentro do Windows, pressionando a tecla Print Screen uma vez,
fará com que a linha de comando atual seja lida. Se você pressionar a
tecla Print Screen duas vezes em um intervalo de tempo inferior a meio
segundo, será falada toda a tela do dós. Para interromper a pronúncia
da tela, basta pressionar Print Screen novamente. Note que estes
comandos só funcionam se o dós estiver em tela cheia. Caso você não
obtenha resposta ao pressionar Print Screen, experimente pressionar Alt
Enter. Se você estiver com o dós em uma janela ele então passará a
ficar em tela cheia.

15 - Compatibilidade

O Virtual Vision é compatível com a esmagadora maioria dos aplicativos


para Windows. Entretanto, alguns tipos de controles que fogem
totalmente ao padrão Windows e que são usados por alguns programas,
poderão não ser reconhecidos pelo Virtual Vision. Felizmente esses
casos não são muito comuns.
Alguns tipos de caixas de lista e caixas combinadas especiais utilizadas
no Microsoft Office 97, ainda não podem ser lidas pelo Virtual Vision.

16 - Comportamento de alguns controles do Windows

Uma informação importante para você usar caixas combinadas no


Windows, é que para selecionar um item da lista da caixa combinada,
você deverá pressionar a tecla Alt seta para baixo. Então, ao navegar
pelos itens da lista, o Virtual Vision poderá lhe dizer o que você está
selecionando.

Outra informação importante, é que em listas hierárquicas, como a lista


de diretórios apresentada pelo Windows Explorer, você deverá
pressionar as setas para direita e para esquerda para expandir ou retrair
a lista de subdiretórios do diretório selecionado.

Descubra para que servem as teclas que você não usa


postado por Cacá Barbosa em Dicas
Dando continuidade ao nosso post sobre os segredos da tecla Alt Gr, hoje vamos explicar
para que servem todas aquelas teclas com nomes estranhos presentes no teclado de seu
computador. Algumas já são conhecidas mas outras estão ali, paradas, e poderiam quebrar
um galhão.
ESC – É a tecla de escape. Serve para interromper uma ação. Geralmente, se você está
executando um programa e abre uma caixa de diálogo, janela dentro do programa a qual
permite que você escolha alguma opção, pressionar ESC terá o mesmo efeito que apertar o
botão Cancelar, ou seja: a janela será fechada e nada vai acontecer. Em alguns jogos, serve
para abrir o menu de opções.
F1 – F12 – São as chamadas teclas de função, que executam uma determinada ação dentro
de um programa quando pressionadas. É impossível dizer o que todas elas fazem, pois isso
depende do programa em questão mas, geralmente, ao pressionar F1, é acionada a ajuda do
programa: um conjunto de textos que explicam como utilizar os recursos daquele software;
Ao pressionar F10, é acionada a barra de menus, aquele conjunto de palavras como Arquivo
e Editar. Você pode selecionar um menu pressionando o caractere sublinhado após ter
apertado F10. Esta função também pode ser feita pela tecla Alt. Em navegadores de internet
como Mozilla Firefox e Internet Explorer, a tecla F11 coloca a página em tela cheia.
Print Screen – Literalmente, imprimir tela. A função dessa tecla – e das outras duas que
estão ao seu lado – remonta ao “tempo do MS-DOS”. Naquela época, ao apertar Print
Screen, o sistema mandava o conteúdo da tela para a impressora. Hoje, a função é muito
similar: ela captura todo o conteúdo da tela para uma imagem. No Windows, a imagem é
copiada para a área de transferência e você pode colá-la no Paint, no Photoshop, no Word
ou em qualquer outro programa. No Linux, é exibida uma caixa de diálogo que permite
escolher se você quer copiar a imagem para a área de transferência ou salvá-la em um
arquivo.
A utilidade desta tecla é indiscutível: você pode “tirar uma foto” de um erro e mandá-la
para o técnico ou inserir a tela de um programa em alguma apostila ou tutorial que esteja
escrevendo. O que pouca gente sabe, porém, é que se você pressionar Alt + Print Screen, ao
invés de tirar uma foto da tela inteira, ela vai capturar apenas a janela ativa naquele
momento. Nos Macs, esta tecla não existe, mas sua função pode ser feita pressionando-se
shift + maçã + 4.
Scroll Lock – Essa é outra tecla que se originou no “tempo do MS-DOS”. Naquela época, a
resolução dos monitores era de… 80×25! Isso tornava quase impossível usar programas de
planilha, como o Lotus 1-2-3, o avô do Excel, principalmente quando havia muitos dados.
O que essa tecla fazia era travar a posição do cursor quando se rolava o conteúdo da tela
com as setas direcionais. O Excel ainda implementa isso mas, hoje, poucos programas a
utilizam e ela não tem utilidade prática.
Pause/Break – Como o próprio nome já diz, essa tecla faz uma pausa no programa atual.
Não faz muito sentido falar em “pausar o Word”, por exemplo, então vamos a um exemplo
prático: abra o Prompt do MS-DOS, digite CD \ para ir à raiz da unidade C: e digite DIR
/S . O sistema vai começar a listar todos os arquivos existentes em seu computador.
Pressione PAUSE e você verá que a lista vai parar de correr. Pressione outra tecla e você
verá que ela continua.
Em alguns jogos, a tecla Pause é usada para pausar o jogo. Outra utilidade é técnica: se
você apertá-la durante a tela de contagem de memória ou naquela em que aparece uma
tabela antes de o sistema operacional ser carregado, as telas ficarão “travadas” e você
poderá anotar algo importante. É só pressionar outra tecla para continuar.
Insert – Em processadores de texto, quando pressionada, ativa um modo de inserção de
caracteres onde os caracteres que estão à direita do cursor são sobrescritos à medida que se
digita.
Delete – Em processadores de texto, apaga o caractere que está à direita do cursor. Ela
também serve para apagar arquivos ou itens de alguma lista ou banco de dados,
dependendo do programa.
Home – Em processadores de texto, vai para o início da linha na qual está o cursor. Ctrl +
Home vai para o início do documento. Se você a pressionar junto a Shift, todo o texto, da
posição atual do cursor até o início da linha na qual ele se encontra será selecionado. Ctrl +
Shift + Home seleciona todo o texto da posição atual até o início do documento,
End – O contrário de Home: vai para o final da linha onde está o cursor. Ctrl + End vai para
o final do documento. Se você a pressionar junto a Shift, todo o texto, da posição atual do
cursor até o final da linha na qual ele se encontra será selecionado. Ctrl + Shift + End
seleciona todo o texto da posição atual até o fim do documento,
Page Up e Page Down – Rola o texto na tela em maior quantidade do que as teclas de seta.
A quantidade de linhas roladas dependerão do programa utilizado. Se pressionadas junto a
Shift, todo o texto rolável será selecionado.
Tab – Teve origem na tecla de tabulação das máquinas de escrever. Nos processadores de
texto, move o cursor para a próxima marca de tabulação configurada ou, se esta não existir,
avança geralmente o equivalente a 8 espaços. Nas caixas de diálogo, move o cursor para o
próximo campo, botão ou barra de rolagem. Shift + Tab move para o controle anterior.
Caps Lock – Ao contrário do que todo mundo diz. essa tecla NÃO SERVE para gerar letras
maiúsculas mas, sim, para travar as letras maiúsculas. Segundo os especialistas em
digitação, a maneira mais eficiente de escrever-se letras maiúsculas é pressionar a letra
junto à tecla Shift.
Shift – Ativa a segunda função de uma tecla, devendo ser pressionada juntamente a esta.
No teclado alfabético, muda o estado de capitulação, isto é, se a letra estiver minúscula, ela
se torna maiúscula e vice-versa. Também pode imprimir outro caractere, geralmente
impresso na parte superior da tecla.
Ctrl – pronunciada como “Control”, é uma tecla modificadora, ou seja, ao ser pressionada
junto a outra tecla, fará uma ação especial. Tal ação depende do programa que estiver sendo
utilizado, mas existem alguns atalhos comuns: Ctrl + C copia o conteúdo selecionado para a
área de transferência; Ctrl + X recorta o conteúdo, isto é, o exclui de seu local atual (a
escolha do X deve-se ao fato de ele ser similar a uma tesoura aberta); Ctrl + V cola, ou seja,
insere o conteúdo da área de transferência na posição atual do cursor (V lembra um tubo de
cola). Isso sem falar no famoso Ctrl + Alt + Del, usado para reiniciar o Windows ou
desligar o Linux em modo texto.
Alt – Tecla modificadora similar à Shift. Nos teclados dos computadores do MIT, era
chamada de Meta e nos teclados dos Macs é a tecla Option. No Windows, pode-se
pressionar Alt e uma sequência no teclado numérico para se inserir um caractere especial.
Alt Gr – Ativa a terceira função de uma tecla.
Tecla com o logotipo do Windows – Essa tecla foi introduzida em 1995 e ativa o menu
Iniciar do Windows. Também pode chamar janelas e programas deste sistema se combinada
com outras teclas. No Linux, é chamada de tecla Super e não tem uma função específica,
embora possa ser configurada pelo usuário.
Tecla com uma seta e uma listinha – Se pressionada, tem o mesmo efeito de se pressionar o
botão direito do mouse.
Num Lock – Ativa ou desativa o teclado numérico.
Tecla Fn – Se seu teclado tiver uma tecla Fn e teclas power, sleep e wake up, você deverá
pressionar Fn e uma destas teclas para, respectivamente, desligar, hibernar e acordar seu
computador. O motivo disto é evitar que você pressione essas teclas especiais
acidentalmente enquanto trabalha. Em notebooks, ela pode ser usada para imprimir
caracteres especiais ou para acionar funções, como habilitar a saída VGA para um projetor.
Nem todos os teclados possuem esta tecla.

Urban FalconConselheiro
Melhor Resposta
1Urban Falcon em 27/1/2010 às 15:23h
E ae André, vc simplesmente abre uma conversa no MSN aí quando vc quiser falar, vc clica
no botao F2, e mantem pressionado até vc acabar de falar, quando vc tirar dedo do botão a
mensagem ira ser mandada automaticamente para a pessoa que vc esta conversando.

Ah e não se esqueça que o Microfone tem que estar ligado no PC ou nas caixas de som.
FLW