Você está na página 1de 35

Opa, Fernando aqui escrevendo para você...

Se você baixou esse guia é porque de alguma forma somos


parecidos. E também me dá sinais que você está aqui para
encontrar o trabalho que você ama. Algo alinhado com suas
paixões, talentos e estilo de vida.

Para isso, quero te apresentar nesse guia os primeiros passos


nesse mundo. Passos esses que trilhei quando, depois de 7 anos
trabalhando em Tecnologia da Informação, me joguei na vida em
busca de um trabalho alinhado com o que acredito.

Um cientista racional e bom em lógica para um escritor que fala


de propósito e autoconhecimento. Uma mudança e tanto. Mas
falando assim simplifica e até gourmetiza a parada. A verdade é
que a jornada foi longa e tudo começou com uma palavra:
Autoconhecimento.

Saber quem eu sou me permite saber minhas fraquezas,


necessidades, valores, paixões e mudar o rumo da minha vida.
Transformar, modificar minha visão de mundo.

Os conceitos e exercícios que você verá em breve são


aprendizados que colhi ao longo dessa trajetória, que não foi do
dia para noite, e apesar de simples e práticos, são poderosos.

Por isso, eu peço que você venha com a mente aberta para
aprendizados e perguntas que você pode até já ter visto em
outros lugares, mas que, vistos de uma nova perspectiva, no seu
momento atual, podem te levar as respostas que você tanto
procura.

Seja Bem vindo ao mundo do Crescimento, Liberdade e


Significado.

Fernando Rui

2
sumário
Introdução 2

Você, inquieto? 4

Adeus as embalagens pré-prontas de felicidade 8

Buzz lightyear, alice e o trabalho que você ama... 11

Uma mão no lápis e outra no coração 15

Novo mundo, novas escolhas... 23

O desconhecido me encanta... 27

Considerações finais 32

Autor 33

Próximos Passos 34
Você, Inquieto?

4
Para te explicar melhor essa ideia de Inquieto preciso te contar
brevemente um pouco da minha história. Então, pega a pipoca e
te aconchega no sofá.

Eu sempre muito tímido e introspectivo. Possuía muitos


problemas de comunicação ao me expressar, principalmente com
pessoas que eu não conhecia. Eu trouxe isso desde muito tempo.
Desde a fase adolescente que me lembro bem pois ficou bem
marcado em mim.

Inclusive quando entrei em Tecnologia da Informação, combinou


bastante já que existe esse estereótipo do nerd solitário que não
consegue falar direito com as pessoas mas é um gênio no
quesito arruma minha impressora, por favor.

Eu fui sempre aceitando isso como algo natural. Nasci assim e


tenho que aceitar meu jeito. Ao longo do tempo esse desconforto
foi aumentando, fiquei mais experiente e maduro e ao longo dos
anos, senti cada vez mais indignação e frustração com isso. Ao
ponto de algumas vezes rezar a noite torcendo para acordar
diferente no outro dia.

Eu fui vivendo com essas limitações sem saber como lidar com
isso.

O universo, através da sua sabedoria, me guiou para uma


oportunidade de trabalho que desencadeou toda uma mudança.

Para me comunicar com minha equipe que estava boa parte fora
do país tive que voltar aos estudos e perder o medo de falar
inglês. Ser fluente em inglês sempre foi um grande sonho para
mim.

E eu aceitei aquele desafio como algo grandioso. Comecei a me


empenhar de uma forma imensa. Depois de meses, transformei
minha realidade, pois, a partir do momento que me senti
confiante falando inglês, comecei a acreditar mais em mim. Eu
comecei a perceber meu potencial.

sumário compartilhe 5
Com essa guinada fiz alguns cursos e treinamentos para
descobrir mais sobre mim mesmo e entrar a fundo no mundo do
autoconhecimento.

Descobri, nesse processo, que grande parte da frustração que


me acompanhava ao longo do tempo era consequência de
crenças limitantes. Crenças que me diziam que eu não era capaz
e merecedor.

Ser eu mesmo, em essência. Uma pessoa bem humorada e com


um senso de contribuição e propósito.

Mas eu estava rodeado em uma bolha de medo, timidez e vozes


sabotando meus passos. Essa reescrita do meu novo eu durou
vários meses. Descobri mais e mais coisas. E uma dessas, é
meu desejo genuíno de ajudar pessoas. Eu me percebi um
inquieto.

Eu não queria mais ser desenvolvedor de software mesmo


trabalhando em uma empresa incrível na época. Não me via
fazendo aquilo nos próximos 5, 10 anos. Eu queria mais, queria
contribuir mais. Era minha inquietude me mandando sinais.

Eu não consegui adaptar meu senso de contribuição naquela


empresa e resolvi então fazer diferente. Me jogar no mundo sem
olhar para trás. Agradecendo todas as minhas experiências
passadas, as boas e ruins, e todo o aprendizado que eu tive.

E a partir daquele momento viver uma nova experiência, criando


um novo trabalho em que eu pudesse ser genuinamente eu, ser
eu de forma autêntica, sincera e imperfeita.

(Nota: Essa criação do trabalho e mudança de carreira também


levou vários meses...)

E aqui estou eu para ajudar você, inquieto, nesse processo de


reescrever sua história. Buscar aí sua paixão engavetada, um
senso de propósito, um vontade de mudar e fazer diferente.

sumário compartilhe 6
Talvez você tenha vindo aqui por ter uma história parecida com a
minha. E tenha descoberto no meio do caminho essa inquietude
e vontade de mudar seu trabalho para algo mais a sua cara.

Talvez tenha estado na profissão errada por uma necessidade.


Não houve tantas escolhas no passado e agora se sente
preparado, ou no caminho para dar esse passo.

Talvez tenha sido uma definição de sucesso distorcida. Em


alguma prateleira da vida você vislumbrou uma ideia de sucesso,
talvez ligada a sua família, e pagando para ver, descobriu que
esse sucesso não é seu. Estava com o prazo de validade
vencido.

Ou por fim, pode ter sido inércia. Seguiu os passos da sua família
ou conhecidos e meio que entrou em uma profissão sem pensar
muito.

E aqui não temos julgamentos entre errou, acertou, só


experiências. Todas com aprendizado e que contam mais sua
história. Use-as para descobrir mais sobre você.

Por esses e outros possíveis motivos você tem essa inquietude


dentro de você. E está tudo bem. Veremos aqui como transformar
esse seu desejo de mudar e em um trabalho alinhado com seus
valores e paixões. Mesmo que você não tenha todas as
respostas ainda, você pode entrar nessa jornada de mudança,
aprendendo no caminho.

Se você deseja viver com crescimento, liberdade e significado


esse é seu lugar. Você é um inquieto. Seja bem vindo a esse
mundo e me permita trazer minha história, conhecimento
empírico, os passos que dei e estratégias para transformar sua
realidade.

sumário compartilhe 7
Adeus as embalagens
pré-prontas de felicidade

8
Será que existe um trabalho que seja bom para todo mundo?

Imagine você olhando alguém na rua e vendo ela feliz parecendo


bem sucedida empolgada para chegar no seu trabalho. Se você
pudesse entrar dentro do corpo daquela pessoa e sentir o que ela
está sentindo. Será que você iria ser feliz no trabalho dela. Será
que você iria alcançar vários níveis de satisfação e contribuição e
contar depois de deixar em casa empolgado. como é bom seu
trabalho...

Parece loucura esse exemplo, mas muitas vezes pensamos


assim... Criamos um glamour exagerado em algumas profissões,
assumimos que dinheiro é igual a felicidade no trabalho.

Para se ter sucesso, é necessário amar de verdade


o que se faz. Caso contrário, levando em conta
apenas o lado racional, você simplesmente desiste.
É o que acontece com a maioria das pessoas.

~ Steve Jobs

Sucesso é a estabilidade do concurso público, trabalhar o dobro


como gerente na multinacional. É fazer faculdade, mestrado,
especialização e por aí vai.

As embalagens pré-prontas de felicidade são o que a


sociedade nos coloca como únicas possibilidades para gente
encontrar o rumo da nossa vida e trabalho. Eu, sinceramente,
acredito que não dá para encontrar o seu rumo e ser feliz de
verdade na sessão de congelados.

Você é a soma de tudo que você já viveu e aprendeu durante


todos esses anos até chegar aqui. Sua infância, adolescência e
fase adulta. Seu contato com sua religião, sua família, seu
gostos, seu estilo, aquilo que você acredita. Tudo isso define
você.

sumário compartilhe 9
Mesmo sendo hoje um profissional de qualquer área, engenheiro,
advogado, analista, contador, etc. você é mais do que isso. Você
a soma de muitos fatores. Experiências boas e ruins. Isso tudo é
você.

E olhando mais para dentro de você, veríamos coisas mais


profundas que talvez não estejam 100% presentes para você
nesse momento. Seus valores, suas paixões, suas habilidades,
talentos...

O que vamos fazer aqui nesse guia é resgatar em você sua


história, seus diferenciais, sua essência que talvez estejam
guardados na gaveta do depois eu vejo isso. E colocar na
mochila para a jornada do trabalho que você ama.

sumário compartilhe 10
Buzz lightyear, Alice e o
trabalho que você ama...

11
Nada disso, do que conversamos hoje seria possível a um tempo
atrás, os nossos pais não tiveram a oportunidade que temos. As
escolhas, a tecnologia que temos. E mesmo assim parece difícil
escolher. Parece difícil encontrar nosso trabalho ideal.

Estamos hoje como uma oportunidade única na história de fazer


história.

Será que não estou querendo demais por querer fazer algo que
gosto? Será que é possível? Será que não é uma fábula ou mito?

“Requer coragem pra aparecer e se tornar quem você


realmente é.”

~ E. E. Cummings
Eu acredito que quando somos nós mesmos e fazemos algo
foda, algo alinhado com o que somos, com o que acreditamos,
com nossos valores e nossas paixões entramos para um
movimento do bem influenciando ao nossos redor e
consequentemente o mundo. Fazemos, indiretamente, um mundo
melhor.

Para mudar o mundo, nessa minha aspiração preciso mudar a


mim mesmo antes. Saber quem eu sou de fato, buscando dentro
de mim o que faz meu coração cantar.

Assim eu entrego o melhor trabalho possível pro mundo. Entrego


amor no que faço e isso é contagiante, impactante.

Alice no país das maravilhas, Buzz lightyear, e esse nosso


chamado parece muito desenho da Disney com final feliz. Ou
então, a fábula do criar o trabalho que amamos.

E aqui eu me senti instigado a comentar um pouco sobre isso.


Quando falamos o trabalho que a gente ama para mim significa o
trabalho alinhado com meus valores, paixões, habilidades
talentos, meu estilo de vida, quem sou de fato.

sumário compartilhe 12
Busco na minha essência respostas para encontrar (ou criar) no
mundo externo aquilo que é importante, que eu considero
importante. isso é fazer o que ama.

De um lado pessoas não acreditando com a seguinte


argumentação:

- Ei, você que faz que o ama, diferentão, me diz se você não
precisa fazer um planilha chata do excel para controlar suas
finanças, logo você que odeia números?

- Você que transformou sua paixão em negócio não precisa lidar


com a burocracia da sua empresa, acha que seus produtos irão
se vender sozinhos? Ou você ama isso também?

- Fala aí escritor que faz o que ama, você não precisar vender
seus livros ou só escrever te tornará imortal na Academia
Brasileira de letras?

Tá sentindo esse sarcasmo no ar? Para esses, os realistas que


não se permitem amar, não podemos amar um trabalho pois ele
sempre estará rodeado de tarefas chatas e portanto não
podemos amar. Ponto final.

Trabalho é trabalho e lazer é lazer. Fazer o que se gosta só


depois das 18h. Se você ama pintar, dançar, criar, entre tantas
outras coisas, faça isso depois de sair do escritório, por favor...

Já otimistas cegos de paixão acreditam só no amor, colocam


tanto glamour e foco no fazer o que amam que esquecem que a
vida real não é morango com chantili. Idolatram e se perdem no
primeiro desafio do seu trabalho dos sonhos.

Talvez seja o termo, talvez o que interpretamos dele, o fato é que


muitos criam essa falsa sensação que só faremos coisas boas,
que a vida é maravilhosa e que não teremos mais desafios e
trabalho chato. E sabemos que no mundo real a vida não é
assim.

sumário compartilhe 13
Eu, como em vários outros aspectos da vida, acredito nesse meio
termo. Buscamos algo alinhado com o que acreditamos e vamos
fazer acontecer, trazer amor e significado naquilo que estamos
fazendo. E isso é o mais importante.

Durante esse trabalho que criei vou enfrentar alguns desafios e


tarefas que não são tão agradáveis assim. Afinal, continuamos
vivemos e a vida é um conjunto de obstáculos e superações que
faremos na nossa caminha. Teremos burocracia, parte chata do
financeiro que talvez você não goste de mexer e também a parte
de criação e sua paixão. Isso é o trabalho que você ama.

Por exemplo, eu aqui. Eu sou um escritor e escrever para mim é


a realização do meu trabalho. Amo. Junto com isso tem um
conjunto de atividades que rodeiam esse trabalho devidamente
importantes e ligeiramente menos legais de fazer comparado com
a escrita. Tá bom, algumas são bem chatas.

Podemos ter trabalho e prazer na mesma frase, sem dúvida.

Através da história de grandes homens e mulheres que


transformaram o mundo com seus trabalhos. Eu sou um exemplo
dentre tantos outros casos de pessoas que fazem o que amam.
Ajudo pessoas direta e indiretamente.

Estamos de fato mudando o mundo. Cada pessoa que eu ajudo a


encontrar o trabalho que ama está também contribuindo com o
mundo.

“Fazer o que ama não é sinônimo de tudo será legal,


mas sim, tudo valerá a pena...”

~ Fernando Rui

Esclarecemos esses mitos então. Bora para ação!

sumário compartilhe 14
Uma mão no lápis
e outra no coração

15
Encontrar o trabalho da nossa vida não é uma viagem. Não é
algo que eu consiga fazer saindo de A indo para B. Eu considero
uma jornada e, isso significa, que ao chegar no ponto B você
pode encontrar mais algumas possibilidades de caminho para
adentrar talvez no ponto C, D...

Talvez volte para o ponto A e faça novamente aquele caminho


com uma nova percepção e defina que C é o seu verdadeiro
caminho.

"O poder de uma pergunta é a base de todo o


progresso humano."

~ Indira Gandhi

Essa jornada é acima de tudo um caminho de descobertas.

Nessa parte veremos perguntas que desafiam a lógica e chamam


de cantinho a emoção. Nossa mente inconsciente. Nossa
intuição.

Queremos descobrir a fundo quem somos e para isso vamos


pedir carinhosamente para nossa mente racional e lógica,
silenciar... Nos deixe conversar diretamente com nosso
inconsciente.

E faremos isso porque a nossa mente racional já tem altas


teorias daquilo que sabemos ou não sabemos. Ela se torna um
pouco apressada e já nos dá a resposta sem antes consultar
internamente.

E por isso quero combinar com você isso. Com a mão no lápis,
reflita e busque internamente as respostas, sem pressa...

sumário compartilhe 16
Perguntas aumentam nossa percepção. E quando fazemos as
perguntas certas, ficamos presentes para muito além da nossa
experiência atual, ampliamos nossa visão e paramos para buscar
a resposta internamente.

Tiramos o foco do que vamos comer no almoço e vamos direto


para nosso eu, criando o futuro, ou nosso eu, revivendo o
passado. Nossa mente tem essa capacidade extraordinária de
criar tudo primeiro dentro da caixola antes mesmo de existir.

E por isso vamos começar a criar novas escolhas a partir de


agora.

sumário compartilhe 17
#1 Isolando Tempo e Dinheiro

Imagine que você acordou cedo hoje e sentindo estranho foi ao


médico. O médico muito prestativo após todos os exames
constatou o problema: Tempo. Você tem 2 anos de vida. Nada
mais, nada menos. Apesar do baque, você ficará ativo e saudável
durante todas essas 17520 horas restantes. Você terá 730
oportunidades de acordar de manhã e fazer algo importante.

Em todo essas oportunidades podemos separar bastante tempo


para curtir a família e amigos, inclusive diariamente, porém
mesmo assim sobra tempo para algo a mais.

O que você faria com seu tempo?

E tanto importante quanto “O que”, Por quê?

sumário compartilhe 18
#1 Isolando Tempo e Dinheiro

Você nunca foi um grande sortudo, quando encontrava moedas


no chão sempre eram de 5 centavos. Isso até agora. Na semana
passada na maior boa vontade você ajudou aquele senhor
estrangeiro a atravessar a rua e sem pretensão nenhuma
enquanto conversavam você deixou seu cartão para ele.

Acontece que ele era um milionário russo solitário e sem família.


Após ter sido diagnosticado por uma doença rara e ágil saiu pelo
mundo em busca de uma pessoa boa para herdar sua fortuna.
Ele acreditava em sinais e buscando em revistas seu próximo
destino após ter visitado Itália, Romênia e Grécia, viu uma
matéria e partiu para seu novo destino. Recém-chegado no país
meio desorientado pelo idioma e fuso horário precisou de ajuda
para atravessar a rua.

Resumo da história: Você é agora dono de uma fortuna


inestimável e nunca mais precisará trabalhar na vida.

O que você vai fazer pelos próximos dois anos? Por quê?

sumário compartilhe 19
#2 Paixões e Habilidades

Houve um tempo em que trabalhar era algo chato e burocrático e


depois das 6 vinha realmente o tempo de aproveitar a vida. Hoje,
não é assim. Estamos na era da realização e podemos sem culpa
unir nosso estilo de vida e paixões com trabalho e significado.

Analisar suas paixões, hobbies e o que você gosta de fato trará à


tona muito a seu respeito. E muitas vezes são perguntas que não
nos fazemos.

Preste atenção nos detalhes

Nas perguntas a seguir vá além da pergunta e busque na sua


história respostas mais completas.

Deixa eu te contar meu exemplo para ilustrar. Eu sempre tive


esse senso de contribuição muito forte, mesmo antes de saber
mais sobre mim mesmo. Desde adolescente tive essa vontade de
ajudar pessoas, seja em pequenos gestos, seja contribuir para
alguma ONG. Eu tinha isso em mim, sentia isso. E me prometia,
como um compromisso sério, sempre doar uma parcela do meu
futuro salário para ajudar ONGs.

O que descobri então quando olhei para dentro de mim é que


tenho um valor forte de contribuição e olhando para trás pude
ligar os pontos. A princípio era uma característica inocente dentre
tantas outras, mas foi um sinal do meu inconsciente durante todo
esse tempo.

Por isso, ao fazer o exercício abaixo, deixa teu coração guiar


você e preste atenção nos detalhes. Deixe sua mente livre e
escreva sem ordem ou organização.

Outro ponto importante, não julgue se dá dinheiro ou não. Se


você sabe fazer bem ou não. Apenas coloque no papel sem
julgamentos e vozes chatas no seu ouvido.

sumário compartilhe 20
#2 Paixões e Habilidades

1. O que eu amo ajudar as pessoas?

2. Pelo que eu gostaria de ser lembrado?

3. O que você faria mesmo de graça pelo simples fato de


adorar fazer?

4. O que pessoas ao seu redor dizem que você faz bem?

sumário compartilhe 21
#3 Seu dia perfeito

Agora uma viagem de primeira classe para o futuro. Vamos


além... Definir exatamente o que faremos no dia a dia nos dará
uma clareza de como, onde e com quem iremos trabalhar.

Escritório em casa para aproveitar o filho recém-nascido.

Empresa no centro da cidade para aproveitar parcerias próximas.

Uma empresa sem ponto fixo que viaja para encontrar clientes.

Você define. E por favor, seja muito, mas muito mais específico
que isso. Quero que você imagine desde você acordando, seu
ritual matinal, você chegando no trabalho, seus pensamentos
nesse momento. Você vivendo o verdadeiro dia perfeito.

Completo, do início ao fim. Pense em quais pessoas ou perfil de


pessoas você encontrará e como você irá se sentir em cada
momento do seu dia. Talvez ele se misture com momentos de
lazer e está tudo bem. Deixe sua mente fluir...

Qual seu dia de trabalho perfeito?

sumário compartilhe 22
Novo mundo, novas
escolhas...

23
Agora que você já respondeu as perguntas pode estar com a
cabeça a mil. Dúvidas, ideias, reflexões... Passa de tudo na sua
mente. E isso é bom.

Minha sugestão: Respira fundo... E aproveite o caminho.

Nessa etapa podemos perceber ainda ansiedade, medo e mais


um monte de outros sinais porque tudo é muito novo e queremos
a resposta agora, já!

E por isso eu repito: Respira fundo... E aproveite o caminho.

Assim, você irá perceber que cada passo, mesmo que duvidoso é
um aprendizado e te levará mais perto do que você deseja.

Pensando nisso, gostaria de compartilhar alguns passos que


vivenciei na minha jornada e que pode inspirar você a iniciar esse
caminho...

“Um destino nunca é um lugar, mas sim uma forma


diferente de ver as coisas.”

~ Henry Miller

Bem vindo ao novo mundo

Tudo começa quando questionamos pela primeira vez o que


estamos fazendo e o que queremos para nosso futuro. Cada
pessoa recebe o seu sinal: uma insatisfação no trabalho atual,
uma reflexão sobre o futuro, algo externo que nos causa impacto,
uma perda, um basta...

E para encarar essa nova fase no desconhecido precisamos de


uma nova visão de mundo que nos permita antes de tudo
acreditar que é possível fazer uma mudança de trabalho e de
vida.

sumário compartilhe 24
Quando olhamos relatos, guias como esse, histórias como a
minha e de tantos outros que transformaram suas vidas com
garra e aprendizado, começamos a vislumbrar algo além do
cotidiano comum. Quando vemos isso,sentimos esse chamado
interno para o novo, acreditamos que é possível. O primeiro
grande passo.

Digo grande pois a partir daqui ficamos presentes para o novo e


nosso olhar muda.

Nessa fase, eu fiquei com sede de buscar mais relatos, mais


casos, duvidando, questionando tudo, mas continuei em
movimento para obter respostas...

Esse novo mundo nos permite mais escolhas. Não precisamos


continuar na vida que não queremos, não precisamos aceitar
nossas limitações como maldições eternas.

Somos livres, agora, para escolher nossa vida...

O segundo passo, nessa mesma linha, está em nós mesmos.


Acreditar que temos a possibilidade, capacidade e merecimento
de fazer essa mudança. Se eles podem, eu também posso. A
gente pode também criar esse trabalho que tanto desejamos.

Eu posso. Eu sou capaz. Eu sou merecedor.

E aqui um detalhe sutil. Acreditar que é possível é diferente de


acreditar que é possível para mim. Podemos ter crenças
limitantes muito fortes que nos impedem de se encaixar nas
possibilidades que o universo nos traz.

Eu, quando descobri que poderia mudar minha timidez e aquilo


que acreditava sobre mim mesmo, foi como se um muro
desabasse em frente aos meus olhos e ao mesmo tempo, toda a
volta ficasse mais colorida e brilhante.

sumário compartilhe 25
Eu me senti melhor simplesmente pelo fato de saber que poderia,
mesmo não tendo mudado nada ainda, percebi e senti que era
possível eu ser e fazer diferente.

Através dos exercícios que você fez agora pouco é possível


entrar no modo mergulho, ou terceiro passo, em que você
busca as respostas internas para descobrir na sua história e na
sua essência qual o seu trabalho ideal.

A cada mergulho no autoconhecimento vamos percebendo


nossas paixões, habilidades, nossos caminhos. E mais do que
exercícios para fazer uma única vez na vida, podemos observar
esses exercícios como algo contínuo dentro de nós. Refazendo e
vivenciando no dia a dia essas perguntas.

Talvez mais tarde ou nos próximos dias teu inconsciente possa te


revelar outras possibilidades e insights... Outros possíveis
caminhos. E se tornando consciente você irá perceber mais e
mais sobre você mesmo.

E nesse mergulho unimos nossa curiosidade em busca de


respostas e também ficamos presentes para os sinais do nosso
inconsciente. Curiosidade e consciência.

Além de descobrir minhas paixões e habilidades, esse mergulho


me permitiu descobrir meus bloqueios e aquilo que me impedia
de me comunicar, ousar e ser quem eu sou em essência.

Percebe, portanto, que trabalhar nós mesmos é essencial para


criar um trabalho com a nossa cara.

E ter esses passos que trilhei em mente pode te dar uma pista do
seu momento atual e seu próximo movimento. Não há nada
escrito em pedra e sua experiência será bem diferente da minha,
mas esses aprendizados podem ter dar uma mapa inicial.

Tem mais um aprendizado para conversarmos, compartilho ele


com você nas próximas páginas...

sumário compartilhe 26
O desconhecido me
encanta

27
Nessa etapa final do guia quero te convidar a adentrar nessa
floresta escura e desconhecida em busca do trabalho que você
ama. E peço que você leia as próximas linhas imaginando você
nesse caminho. Se coloque lá nessa aventura. Topa!? Vem
comigo.

"O desconhecido me encanta porque sei que vou


aprender algo novo. E, enquanto aprendo, cresço."

~ Fernando Rui

O desconhecido me encanta...

Eu caminhando pela vida me sinto perdido. Paro tudo e percebo


um caminho desconhecido à minha frente. Eu quero respostas e
sinto que vou encontrar entrando nesse caminho.

Coloco foco e percebo que esse caminho é uma floresta, com


pouca luz, mas espetacular. Linda e grandiosa.

A beleza não tira meu medo. Eu tenho medo. Medo é bom. Medo
é um sinal. Sinal de que faço algo que me desafia, que me faz
crescer...

Mas junto com o medo fico curioso.

O que essa majestosa floresta pode me revelar?

Talvez esteja no início da floresta e procure o equipamento


perfeito para levar. E, eu veja essa cena em outros momentos da
minha vida onde me preparei, preparei, preparei e nunca agi.

E perceba que, talvez, o perfeito é o que consigo fazer naquele


momento. O melhor possível...

Eu entro.

sumário compartilhe 28
Um passo por vez, sentindo o solo. Olho para cima e não consigo
ver o topo das árvores. É tudo imenso.

Talvez eu tropece em um galho enquanto vislumbro a imensidão


da floresta e com isso aprenda. E volto pro agora pensando no
próximo passo.

Vou mais alguns passos.

Talvez eu sinta que esse não é o caminho ideal e precise voltar e


reaprender novamente.

E seguir um outro.

Talvez nesse caminho eu perceba que em algum ponto eu não


consiga mais ir e tranque.

E eu posso então parar e ficar consciente para perceber o que


me impede de agir. E eu dê alguns passos para trás, sente na
raiz de uma árvore e reflita.

O que será que minha mente inconsciente, que é meu guia, quer
me dizer?

E talvez consciente, perceba e consiga prosseguir.

Talvez eu perceba nesse caminho que eu precise aumentar a


velocidade, talvez diminuir.

E cada passo, eu me sinto mais parte daquele mundo, como se


eu já soubesse o que me espera ali na frente.

E já confiante e com só um tantinho de medo eu possa erguer


mais a cabeça e vislumbrar o final desse caminho. Olhando o fim
me descuido do agora e não vejo o abismo em frente.

sumário compartilhe 29
Eu caio lá embaixo e não entendo. Há poucos passos de chegar
eu caí e retrocedi vários passos.

Percebo que ainda tem muito para andar e vejo que na minha
vida já vivi momentos assim em que achei que não conseguiria
mais.

A vida me pegou de surpresa em várias oportunidades como


essa. Mas eu sobrevivi a todas elas.

E ainda deitado na terra, sujo e com um lágrima no rosto eu


perceba que o passado me ensinou a ser forte.

Inteiro, levanto novamente e em pequenos passos vou tentando


buscar o que esse tombo me ensinou. Enquanto volto para o
ponto onde cai, aprendo.

Todos esses aprendizados em forma de tombos, dúvida, medo e


retrocesso são reflexos dos desafios que já vivemos no dia a dia
e que nessa nova jornada podemos viver novamente.

E por mais doloridos e chatos de se experimentar todos, sem


exceção, nos ensinam e fazem parte do desafio maior de
trabalhar e viver fazendo o que ama.

E aceitar e lidar bem com isso faz parte de algo que chamo de
mentalidade de aprendiz. Na qual me coloco como estudioso
das experiências que a vida me traz. Caio, aprendo, corrijo,
ajusto e vou de novo.

E eu sei que não é mamão com açúcar, mas eu treino isso a


partir de agora e lembro da sugestão do Fernando: Respiro
fundo e aproveito o caminho...

E quando me dou conta disso, coincidência ou não, começo a


enxergar um luz penetrando entre as folhas, deixando tudo um
pouco mais claro.

sumário compartilhe 30
A luz do sol penetrando nessa floresta já não tão escura faz
minha pele aquecer levemente. Vou entrando mais e sentimos luz
e calor...

A cada passo, mais clareza...

Cansado, mas me sentindo confiante e tranquilo percebo o fim da


floresta e antes mesmo de dar os últimos passos, me pergunto:

O que existe do outro lado? Quem eu sou do outro lado dessa


floresta?

Essas perguntas ficam no ar pois na sua intuição eu já sei as


respostas...

"Você tem o tamanho daquilo que


se atreve a fazer."

~ Jorge Livraga

sumário compartilhe 31
Considerações finais

Opa, chegamos ao fim desse ebook mas no começo de uma


etapa linda na sua vida.

Esse ebook é uma pequena parte da minha jornada junto com


aprendizados e estratégias que aprendi no caminho para
reescrever minha história.

Experiências empíricas, estudos, modelagem de mestres,


formações e observação formam a base para os ensinamentos
que trago aqui.

Nada de pílula mágica de açaí com ervas tibetanas. E nem


respostas prontas. Meu objetivo aqui era trazer reflexão e prática
para sua vida. Buscando as suas respostas internamente...

Espero que você tenha curtido ler esse ebook. E tenha sido
intenso e gratificante com foi escrevê-lo.

Que a Curiosidade e a Consciência esteja com você daqui para


diante.

Eu, como um eterno aprendiz, sigo buscando melhores caminhos


e estratégias para ajudar você a pular fora desse trem
desgovernado e retomar o rumo da sua vida em um avião
sentado na janela.

E por isso te convido a continuar essa caminhada comigo na


seção Próximos Passos.

Nos falamos em breve,

Fernando Rui
Crescimento, Liberdade e Significado

sumário compartilhe 32
Fernando Rui

Escritor, inquieto e diferentão. Une humor,


autoconhecimento e propósito para impulsionar vidas.

Fernando Rui é também criador do portal Crescimento


Contínuo, onde compartilha ensinamentos e estratégias
para pessoas que desejam viver com Crescimento,
Liberdade e Significado.

Largou uma carreira consolidada de 7 anos em


Tecnologia da Informação para seguir seu coração e
fazer algo que faz sentido para seus valores, paixões e
estilo de vida.

No caminho de descobertas, se percebeu apaixonado


pelo Autoconhecimento e por ensinar essa arte....

"Minha missão é inspirar e guiar pessoas a viverem


suas vidas com coragem, ousadia e alinhadas aos
seus valores. Trabalhando e vivendo com
Crescimento, Liberdade e Significado."

~ Fernando Rui

sumário compartilhe 33
Próximos Passos

Deixo aqui meus contatos para você me achar facilmente nas


redes e continuar o aprendizado... Artigos, vídeos, textos e
mensagens inspiradoras para reflexão e mão na massa.

/ccfernandorui

/crescimentocontinuo /ofernandorui

/crescimentocontinuo.com

sumário compartilhe 34
Próximos Passos

Se você gostou do que viu até agora é provável


que façamos um bom par enquanto você lê o
livro Autoconhecimento para Inquietos.

Nesse livro, eu trago a minha história de


mudança de carreira e os passos que dei para
criar um trabalho alinhado com meus valores e
meu estilo de vida. Um trabalho que chamo hoje
de minha missão de vida e que faz meu coração
cantar.

Além disso te apresento um caminho, com


passos bem estruturados e práticos, para
recriar sua história de vida e criar um trabalho
para chamar de seu e se encher de orgulho...

Site Oficial

Baixe o Primeiro Capítulo

sumário compartilhe 35