Você está na página 1de 5

O altar de Isaque

_“Então edificou ali um altar, e invocou o nome do


Senhor, e armou ali a sua tenda; e os servos de Isaque
cavaram ali um poço.” (Gênesis 26:25)_

Isaque é o maior exemplo de altares construídos porque


é o único que foi pedido para ser sacrifício. A história
mais fascinante da Bíblia, e ao mesmo tempo a mais
chocante, pois ninguém nunca repetiu, ou tentou repetir,
esse cenário histórico. Ao mesmo tempo que é
traumático, é exemplar, porque mostra até onde o
homem pode chegar para provar o seu amor a Deus
quando O conhece de verdade.

Isaque, por alguns momentos, foi o sacrifício, pois se


ele não tivesse recebido o livramento (o cordeiro) teria
sido imolado. Deus estava provando a fé de Abraão, e
esse sinal foi consolidado no Calvário, pois Isaque é
uma das figuras típicas de Jesus no Antigo Testamento
(Primeira Aliança).

Como ficou a mente de Isaque sabendo que convivia


com um homem, Abraão, que reivindicava direitos de
aliança com o Senhor, por testes de FÉ, e colocava até
mesmo a vida do filho em cheque para virar exemplo na
história? A mente de Isaque, com certeza, sofreu
impactos de mudanças cruciais para que se tornasse o
exemplo depois do seu pai, como um homem íntegro e
irrepreensível na história de Israel.

*Dois altares são cruciais no histórico de Isaque*

*1. O Altar do Exemplo*

O Altar do Exemplo é aquele onde ele mesmo, ISAQUE,


tomou o lugar da humanidade por alguns momentos
para assinar uma história nova de fé e consolidar A FÉ
DO SEU PAI. Imagine! O homem que se tornou o
Patriarca da Fé – Abraão – agora tem um filho que é
exemplo e modelo de obediência, pois Isaque poderia
revidar, correr, se esquivar, se rebelar e ao mesmo
tempo ter negado o pai na condição de ser o sacrifício.
Imagine a cena!

Agora raciocine: Ambos descendo ao monte, a alegria


do pai, mas a mente do filho era de que seria um sinal
para o Calvário, por isso que eles entram na galeria da
fé como homens exemplo, como lemos em Hebreus 11.
Embora a história não se repita, acreditamos que esse
exemplo de obediência fez de Isaque o patriarca que
mais se assemelhou a Jesus.

*2. O Altar da Prosperidade*


Quantos testes na vida de Isaque, desde jovenzinho
passando por provas sérias. Mas, a maturidade e a fé
foram consolidadas, ninguém teve o currículo dele para
enfrentar situações atípicas, como:

. A dificuldade de ser gerado, ele era a promessa de um


sonho.

. Depois com seu irmão Ismael que instigava a sua paz,


e ele não revidada, a ponto de Sara precisar se
posicionar e expulsar Ismael de casa.

. Depois o episódio do sacrifício.

. O casamento modelo – quando alguém vai escolher


esposa para ele.

. Depois a guerra para gerar seus filhos.

. E o episódio dos poços.

Que lição de persistência! Onde está o segredo? A vida


dele começou no altar e suas vitórias continuaram no
altar. _“Então edificou ali um altar, e invocou o nome do
Senhor, e armou ali a sua tenda; e os servos de Isaque
cavaram ali um poço.” (Gênesis 26:25)_. Depois que
Isaque levantou o ALTAR AO SENHOR houve um
desatar de prosperidade, não mediante tantas guerras,
quatros guerras, uma mais intensificada que outra, mas
ele se manteve firme e o Senhor honrou sua fé.

Veja que êxito.


E semeou Isaque naquela mesma terra, e colheu
naquele mesmo ano cem medidas, porque o Senhor o
abençoava. E engrandeceu-se o homem, e ia
enriquecendo-se, até que se tornou mui poderoso. E
tinha possessão de ovelhas, e possessão de vacas, e
muita gente de serviço, de maneira que os filisteus o
invejavam. E todos os poços, que os servos de seu pai
tinham cavado nos dias de seu pai Abraão, os filisteus
entulharam e encheram de terra. Disse também
Abimeleque a Isaque: Aparta-te de nós; porque muito
mais poderoso te tens feito do que nós Então Isaque
partiu dali e fez o seu acampamento no vale de Gerar, e
habitou lá. E tornou Isaque e cavou os poços de água
que cavaram nos dias de Abraão seu pai, e que os
filisteus entulharam depois da morte de Abraão, e
chamou-os pelos nomes que os chamara seu pai.
Cavaram, pois, os servos de Isaque naquele vale, e
acharam ali um poço de águas vivas. E os pastores de
Gerar porfiaram com os pastores de Isaque, dizendo:
Esta água é nossa. Por isso chamou o nome daquele
poço Eseque, porque contenderam com ele. Então
cavaram outro poço, e também porfiaram sobre ele; por
isso chamou o seu nome Sitna. E partiu dali, e cavou
outro poço, e não porfiaram sobre ele; por isso chamou
o seu nome Reobote, e disse: Porque agora nos
alargou o Senhor, e crescemos nesta terra. Depois
subiu dali a Berseba. E apareceu-lhe o Senhor naquela
mesma noite, e disse: Eu sou o Deus de Abraão teu pai;
não temas, porque eu sou contigo, e abençoar-te-ei, e
multiplicarei a tua descendência por amor de Abraão
meu servo. Então edificou ali um altar, e invocou o
nome do Senhor, e armou ali a sua tenda; e os servos
de Isaque cavaram ali um poço.” (Gênesis 26:1-25)_

Bem, cada altar oferece um topo de êxito diferente, não


podemos subestimar o que Deus quer fazer na história.
Você se perguntas tanto: “Por que, Senhor, eu estou
passando por essa prova?”. Será mesmo que você não
sabe a resposta?! Nenhuma obediência será treinada
fora das provações, nem a prosperidade se manifestará
fora de uma luta com os adversários e adversidades.
Sei que você está passando por uma situação delicada,
mas lembre-se: Se não tiver esses treinamentos
ninguém sai vencedor nas batalhas. Obediência e
prosperidade são sinônimos de caráter testado e
aprovado!

*Renê Terra Nova​*