Você está na página 1de 12

INTRODUÇÃO

Instalações para o processamento do café

As instalações para o processamento do café são um dos fatores mais


importantes no contexto da cafeicultura, pois é onde se inicia e encerra o processo
de secagem e benefício do café, adquirindo assim um produto de alta qualidade ao
final dos processos.

Por esta razão as instalações devem ser bem planejadas, com construções e
equipamentos adequados e bem dimensionados para que haja um melhor
processamento do produto, resultando em um trabalho de alta eficiência e
qualidade.

As instalações devem-se encontrar perto de vias de acesso para facilitar seu


escoamento, em uma leve encosta, voltada para o norte verdadeiro, com
declividade de 2% a 5%, em terreno de boas características de drenagem,
ensolarado, bem ventilado e ambiente seco, evitando assim, construções em locais
baixos com possibilidade de formação de nevoeiros no período da manhã. Possuir
energia elétrica é de fundamental importância, a água a ser utilizada tem que ser de
boa qualidade, podendo ser captada de recursos naturais ou de poços artesianos.

Instalações

As instalações para o processamento do café são compostas por: setor de


limpeza e separação do café, setor de pré-secagem e secagem, setor de
armazenamento e beneficiamento e setor de limpeza e separação do café.

1. Setor de limpeza e separação do café

Engloba o tanque, caixa ou moega de recepção, abanador de café, lavador


separador de café, separador para passa e coquinho, descascador, desmucilador,
reservatório de água e local para tratamento e reciclagem da água.
2. Setor de pré-secagem e secagem

Engloba o terreiro, secador, fornalha ou caldeira, tulha de espera, moega e tulha de


descanso ou igualação.

3. Setor de armazenamento e beneficiamento

Engloba tulha de armazenamento, máquinas de benefício, armazém para sacos e


palheiro.

4. Setor de limpeza e separação do café

Os equipamentos utilizados neste setor podem ser abastecidos por gravidade ou por
elevadores de caneca, rosca ou esteira. A proteção dos equipamentos em relação ao
sol e a chuva é através de um telhado sustentado por estruturas muito simples,
podendo ser de madeira, concreto pré-moldado ou não ou metálica.

Projeto

O objetivo deste projeto foi dimensionar uma instalação de café através de


conhecimentos adquiridos nas aulas e pesquisas realizadas na área de instalações
para o café com a orientação do professor Vitor Hugo Teixeira.

Desenvolvimento do projeto

O dimensionamento das instalações do café foi realizado através de informações da


área plantada, do espaçamento utilizado pelo produtor, da produção média de café,
do tipo de café desejado, horas de trabalho por dia entre outros fatores.

Área plantada: 200 ha

Espaçamento utilizado: 3,5m x 1,0m

Produção média: 65 sacas de café/ha ano

Tipo de café desejado: cereja descascado, verde descascado e café bóia.


Colheita mecanizada

Tempo de colheita: 90 dias

Horas de trabalho por dia: 6 horas

DIMENSIONAMENTO DAS INSTALAÇÕES

• MOEGA DE RECEPÇÃO

Tempo de colheita = 90 dias

1 saca de café = 60 Kg variando de 420 L a 560 L

Observação: Na propriedade escolhida o proprietário em média obtém 510 litros


por saca.

-Volume diário de café (Vd)

Vd = (200 ha x 65 sacas/ha x 510 L)/70dias = 94714 L/dia

Observação: o veículo utilizado para transportar o café possui um volume de 4000


Litros.

-Volume Moega

(94714L/dia)/6h = 15785 L/h

Multiplicamos o volume da moega por 3 obter uma maior segurança, onde se


houver um aumento na produção haverá espaço para colocar o café que já foi
colhido.

Volume Moega = 15785 x 3 = 47355 L/h ou 47,3 m3/h

Volume Moega = área x área/2 x 1/3 altura

Observação: considerando altura = 2,5m


23,5 = (2,5A)/6

A = 7,5m

A moega é de cimento liso com um ângulo 60o facilitando assim a passagem do


café. O descarregamento do café é diretamente na moega facilitando assim sua
descarga.

• LAVADOR MECÂNICO

- Volume do Lavador

(47355 L/h)/(6 h/dia) = 7893 L/h

Portanto o lavador a ser utilizado será um lavador de 10000L/h

Observação: foi utilizado o lavador mecânico, pois o consumo de água é


menor comparado ao lavador maravilha, possuindo assim um reservatório
menor.

Figura 1 – Lavador modelo PA-LAV/10

Segue abaixo as dimensões do Lavador modelo PA-LAV com capacidade


para 10000L/h da Palinialves.
Dimensões do lavador especificadas pelo fabricante:

PA-LAV/10 1600 2550 480 1250 870 1500 1150

Tipo de café

Cereja descascado (60%) = 28414 L/dia

Verde descascado (10%) = 4735 L/dia

Bóia (café seco) (30%) = 14208 L/dia

• RESERVATÓRIO DE ÁGUA

R = 17,4 x 0.5 x 1.5


R = 13,05m3

• DESCASCADORES CEREJA E VERDE

Como a colheita é mecanizada, a colheita começará um pouco mais tarde


obtendo assim uma maior porcentagem de café cereja e uma menor
porcentagem de café verde.
28414L/dia(cereja) + 4735L/dia(verde) = 33149L/dia

(33149L/dia)/(6h/dia) = 5525L/h

Figura 2 – Descascador PA-DESC

Segue abaixo as dimensões do descascador modelo PA-DESC com


capacidade para 5000 / 6000L/h da Palinialves.

• DESMUCILADORES

Volume do desmucilador é igual ao volume do descascador.


Figura 3 – Desmucilador PA-DELVA

Segue abaixo as dimensões do desmucilador modelo PA-DELVA com


capacidade para 2250L/h da Palinialves, sendo necessário a utilização de 3
desmuciladores.

• TERREIRO

- Café cereja descascado = 28,4 m³


Área terreiro = (28,4 m³ dia -1 x 3 dias)/0,015 = 5680 m²
Obs.: 40% quebra de volume depois que descasca – 5680 x 60% = 3408 m²

- Café verde descascado = 47,3 m³


Área terreiro = (47,3 m³ dia -1 x 6 dias)/ 0,015 = 18920 m²

- Café Bóia = 14,2 m³


Área terreiro = (14,2 m³ dia-1 x 5 dias)/0,07 = 1014 m²

Área Total de Terreiro = 3408 + 18920 + 1014 = 23342 m²


- Comprimento do terreiro

C = S/L

Observação: para que não haja corte no aterro, colocaremos a largura do


terreiro de 50m.

C = 23342 m2/50m

C = 466,8 m

O terreiro é de concreto construído em placas. O traço do concreto utilizado


é de 1:3:5 reforçado com telas metálicas com dimensões em torno de 2,0 x
15,0m.

• SECADORES

- Volume de café por hora (Vh)

Vh = Vc/T

Vh = (47357L/dia)/24h

Vh = 1973L/h

- Volume a ser seco (Vs)

Vs = Vh x Te

Vs = 197L/h x 24h

Vs = 47357L/dia

Portanto serão necessários 4 secadores de 10000L e 2 secadores de 5000L.

O secador utilizado é o secador horizontal por apresentar uma melhor


eficiência que o vertical e por poder utilizá-lo quando o café estiver
molhado.
Figura 4 - Secador SER- 100

Segue abaixo as dimensões do secador modelo SER-100 com capacidade


para 10000L da Pinhalense.

A = 10,10 / B = 5,80 / C = 6,40 / D = 3,10 / E = 1,90 / F = 1,30 / G=


1,00 / H = 2,90 / I = 5,25 / J = 2,50 / L1 = 9,10 / L2 = 11,10

Figura 5 – Secador SER-050

Segue abaixo as dimensões do secador modelo SER-050 com capacidade


para 5000L da Pinhalense.

A = 7,60 B = 5,10 C = 4,10 D = 3,5 E = 1,70 F = 1,20 G = 1,00 H = 2,40


I = 4,10 J = 1,50 L1 = 6,90 L2 = 8,40
• TULHA

- Volume da tulha

Volume da tulha = Volume de café/dia x 20 dias

Observação: o tempo ideal para o armazenamento é de 20 dias.

-Volume da tulha = 47357L/dia x 20dias = 947140L/dia

- Número de células de 30000L

(947140L/dia)/30000L = 32 células

Observação: considerando a altura da tulha de 4m.

-Área = 30m3/4m = 7,5m2

-Comprimento e Largura = 3,75m

A tulha será construída de madeira, pois a madeira é um ótimo isolante


térmico. O pé direito do barracão será de 6m, devido a altura da tulha ser de
4m.

• BENEFICIAMENTO

(47357L/dia)/510L = 93 sacas/dia ou 16 sacas/h

• PALHEIRO

Vp = Pu x Q x 65%

Observação: considerando o período de utilização de 4 dias, redimento igual


a 8 e a porcentagem de murchamento igual 60%.

Q = números de sacas/dia x peso da saca x rendimento x % de murchamento


após seco

Q = 93sacas/ha x 60 x 8 x 0.60
Q = 26.784m3

Vp = 4 x 26784 x 0.65

Vp = 70m3

Observação: considerando a altura do palheiro igual a 3m.

Área = 70m3/3m = 24m2

Observação: considerando o comprimento igual a 8m.

Largura = 24m2/8m = 3m.


UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA

INSTALAÇÕES PARA O
PROCESSAMENTO DO CAFÉ

ALUNOS: IGOR CALDAS FERREIRA

LEANDRO CAMPOS PINTO

PROFESSOR: VITOR HUGO TEIXEIRA

LAVRAS – MG

DEZEMBRO/2009

Interesses relacionados