Você está na página 1de 16

História

do Pensamento Geográfico

A Ciência Geográfica
Apresentação

Mestre em Educação pela Pontifícia Universidade


Católica de São Paulo - PUC-SP, bacharel e
licenciado em História pela Unesp, licenciado em
Pedagogia pela Unisa, Especialista em Cidadania e
Cultura pela Unicamp, Especialista em Ensino de
Filosofia pela Ufscar e em Gestão Estratégica do
Ensino Superior pela Unisa. Possui ampla
experiência como professor da Educação Básica e
do Ensino Superior, atuando em cursos de
Graduação e Pós-Graduação. Professor conteudista
da Educação a Distância. Membro do Núcleo
Docente Estruturante dos cursos de História e
Geografia da Universidade Santo Amaro (Unisa).

Escolha uma foto em plano médio


usando uma roupa adequada.
Objetivo da Aula

O objetivo desta aula é apresentar, de forma didática e ao


mesmo tempo crítica, a formação da Geografia enquanto
ciência, processo que se concretiza no século XIX e que
apresenta desdobramentos até os dias atuais.

Base teórica da aula para estudo:


Apostila – História do Pensamento Geográfico Cap. 01
Você sabia que a produção do conhecimento geográfico é algo muito
antigo, mas que a Geografia se transformou em uma ciência apenas no
século XIX? Este será o tema discutido na presente aula.
A Geografia

A geografia é a
ciência que estuda o Utiliza-se de instrumentos
espaço, os lugares, cartográficos, geológicos,
com designações climatológicos, entre
políticas, sociais, outros instrumentos para o
econômicas, desenvolvimento e
ambientais\naturais. compreensão do espaço.
A Geografia na Antiguidade Clássica

Os Gregos nos legaram


importantes descobertas no
campo da Geografia.
Estes registros são variados:
medidas astronômicas,
relatos sobre povos e
lugares distantes,
meditações sobre as A Europa, segundo o grego Estrabão (64
relações entre o clima e a a.C. – 19 d.C. )

saúde dos indivíduos.


Entretanto, este
conhecimento ainda não
era sistematizado, não
havia uma unidade.

Estrabão (64 a.C. – 19 d.C. )


Durante a Idade Média europeia, os conhecimentos geográficos
acumulados pelos gregos na Antiguidade arrefecem.
Entretanto, durante a Expansão Árabe, a partir do século VII,
observa-se uma revalorização do conhecimento geográfico
grego.
Este conhecimento penetra o Ocidente através da atividade
comercial praticada entre as cidades italianas e o mundo árabe.

O planisfério de Al-Idrisi é considerado o primeiro mapa científico do mundo


A Sistematização da Geografia

Conforme o comércio se expandia, o


estímulo à produção do
conhecimento geográfico ganhava
força:
1. Registro das informações sobre
diferentes regiões do planeta;
2. Aprimoramento das técnicas
Cartográficas;
3. Valorização dos fenômenos
espaciais como objeto da Gerard Mercator: Mapa Mundi. 1595.
reflexão científica.
Alemanha: Berço da Geografia Moderna

A Geografia é uma área de


grande interesse entre os
intelectuais alemães ao longo
dos séculos XVII e XIX.

A fragilidade econômica e
militar alemã era vista como
produto da fragmentação
política que caracterizava o
Império Alemão.
Império Alemão, Século XIX
Humboldt e a sistematização da Geografia

Humboldt desenvolve o
conceito “Meio
Geográfico”, entendido
como a combinação dos
elementos da natureza, em
suas várias escalas, que
produz uma singularidade
espacial

Expedição de Alexander Von


Humboldt na América
•Expedição de Humboldt às Américas durou 5 anos e pode ser considerada
como o elemento fundamental para que o autor lance as bases das ciências
físicas da geografia e da meteorologia
•Descobriu a influência dos elementos naturais na definição do clima
(latitude, altitude, correntes marítimas) e deste na definição da vegetação

Alexander Von Humboldt


As contribuições de Karl Ritter

Karl Ritter, ao contrário de Humboldt,


não realizou grandes viagens
exploradoras, sendo um grande leitor
dos conhecimentos científicos de sua
época. Procurou manter uma perspectiva
que integrasse as sociedades e os meios
naturais, entretanto, preocupou-se em
descrever mais detalhadamente o meio
social humano. Bastante influenciado
pelo idealismo de Shelling, buscou
alcançar a totalidade do conhecimento
sobre a terra a partir das somas das
partes.
Karl Ritter
•A importância dos autores
alemães relaciona-se ao processo
de organização (sistematização)
dos conhecimentos geográficos,
que já eram volumosos na época
em que escreveram, mas que se
encontravam dispersos.
•Isso vai facilitar a transformação
da Geografia em uma disciplina
acadêmica, de mesmo status que
outras ciências. Bonpland e Humboldt na selva amazônica, por
Eduard Ender (c. 1850).
Revisão / Fechamento da Aula

Bom então terminamos aqui nossa aula, que conforme conteúdo


abordado aprendemos aqui:

A sistematização do conhecimento geográfico;


A Geografia Alemã.
Encerramento

Conteúdo elaborado por:


Prof. Fabio Fetz de Almeida