Você está na página 1de 3

Bom dia !

"Seja como a água fazendo o seu caminho através das rachaduras.

Não seja assertivo, mas ajuste-se ao objeto.

Dessa forma você deve encontrar um caminho contornando-o ou através dele.

Se nada dentro de você permanece rígido,

do lado de fora as coisas vão se revelar.

Esvazie sua mente, seja sem forma, sem contornos, como a água.

Você coloca água em um copo, ela se torna o copo.

Você coloca água em uma garrafa, ela se torna a garrafa.

Você coloca água em uma chaleira, ela se torna a chaleira.

A água pode fluir, ou ela pode destruir.

Seja como a água meu amigo." ~ Bruce Lee


>> Assista ao vídeo do Bruce Lee.

Imagine que você esteja em uma fila de mercado. A fila está enorme. Não há previsão alguma de
você sair dali. E você tem pressa. Muita pressa. Daí, você começa a resistir à realidade (nossa,
que fila chata, que não anda!). E por criar resistência, seu fluxo de pensamentos dispara. E você
sofre por estar ali, pensando sem parar, sentindo desconforto.

A fila é só um exemplo, mas poderia ser qualquer coisa, inclusive sua sessão de estudos. Há
pessoas que passam a vida toda em uma fila, resistindo à realidade, reclamando sem parar.
Sempre que precisamos fazer algo que não estamos muito afim, geramos resistência interna. E
essa resistência gera stress, porque o stress surge quando resistimos ao que está acontecendo, à
realidade como ela é. Todo sofrimento mental, em última instância, é gerado quando resistimos
à realidade.

Somos condicionados por nossos valores e medos e, por conta desse condicionamento, não
sabemos lidar com a espontaneidade da vida e a impermanência das coisas. Você acha que não
merece estar na fila (condicionamento) e rejeita esse fato (negação da realidade), pois isso foge
ao seu conceito de conforto e normalidade.

A maneira mais eficiente de enfrentar a resistência é não se opor a ela. Aceitar e compreender a
impermanência da vida ajuda muito. Realmente, se você parar pra pensar, não há um dia de
estudos igual ao outro. Tudo é impermanente.

Há treinamentos em mosteiros em que os monges são obrigados a meditar em frente a


cadáveres em decomposição, justamente para não se deixarem influenciar por seus
condicionamentos, aceitar a realidade sem se abalar e a compreender que tudo é
impermanente, inclusive nossa vida.

Nossa mente é como um lago. Tudo que acontece no mundo externo, se não estamos
preparados, é como se jogássemos uma pedra no lago. Ele fica cheio de ondulações. Quando
conservamos uma postura aberta diante da impermanência das coisas e não nos deixamos
influenciar por conceitos pré-concebidos (condicionamentos), o lago não se move.

Não brigue mentalmente com a realidade, não crie resistência. Adapte-se e tenha bom humor
sobre as situações e sobre si próprio. Não espere o mundo conspirar a seu favor. Se está ruim de
ler a teoria hoje, faça questões. Se você não conseguiu cumprir a meta de ontem, substitua pela
de hoje, não crie rótulos, nem conceitos rígidos. Estude de alguma forma, mantenha o fluxo e
não fique sofrendo mentalmente porque as coisas não saíram como planejado.

Quando somos como a água, nos adaptando conforme os eventos acontecem, sem se opor
frontalmente a eles, fazemos muito menos esforço emocional para cumprir nossas tarefas.

Meta do dia:

- R6 ECO/PPN - teoria - LA + R.

- R6 POR/DAD - revisão 1.

- R5 POR/DAD - revisão 2.

- R3 ECO - revisão 3.

- R3 PPN - revisão 3 + normas.

Bons estudos!