Você está na página 1de 11

Igor Rafael Silva Bernardinelli

Leonardo Cristofoli Silva


Pedro Henrique da Costa Wachesk
Sidney Bruce Shiki
Tiago Sartor

I Trabalho da disciplina de Ciência, Tecnologia e Sociedade

Trabalho apresentado à disciplina


Ciência, Tecnologia e Sociedade
ao professor José Afonso de Oliveira
do curso de Engenharia Mecânica
da Universidade Estadual do Oeste do Paraná
UNIOESTE/Campus de Foz do Iguaçu - PTI

Foz do Iguaçu
2009
Sumário

1. Introdução 3
2. Desenvolvimento científico-tecnológico 4
3. Aplicações de ciência e tecnologia no mudo globalizado atual 6
4. Empreendedorismo 7
5. Relação entre os centros de desenvolvimento tecnológico e a região 8
6. Conclusão 10
7. Referências 11
1. Introdução

A tecnologia é de uma forma geral, o encontro entre ciência e engenharia. Existe um


equilíbrio muito tênue entre as vantagens e as desvantagens que o avanço da tecnologia traz para a
sociedade. A principal vantagem é refletida na produção industrial. A tecnologia torna a produção
mais rápida e maior e, sendo assim, o resultado final é um produto mais barato e com maior
qualidade, o que serve de um incentivo ainda maior ao capitalismo. As desvantagens que a
tecnologia traz são às vezes preocupantes, uma delas é o desemprego gerado pelo uso intensivo das
máquinas na indústria, na agricultura e no comércio. Esse tipo de problema pode ser facilmente
contornado através das políticas de incentivo ao empreendedorismo que o mundo vem adotando,
mas conscientização ocorre de forma lenta. O incentivo ao empreendedorismo propicia o
surgimento das chamadas micro-empresas, que geram muito emprego e aquecem a economia.
Atualmente temos com exemplo mundial de empreendedorismo os EUA, que conseguem isso
principalmente devido ao fato de possuírem um ótimo sistema de interação universidade-sociedade.
Essa interação contribui e muito para o desenvolvimento de região e do país, pois aumenta o nível
de escolaridade da população como um todo e atraí investimentos.
Alguns países são detentores de mais tecnologia do que outros, assim como são mais
empreendedores. Atualmente, como estamos na era da informação, a internet passa a ser um meio
de transporte de conhecimento muito eficiente, o que propicia a globalização, fazendo a difusão de
ciência e tecnologia pelo mundo todo. A ciência e a tecnologia sempre estiveram muito próximas
uma da outra. Geralmente, a ciência é o estudo da natureza rigorosamente de acordo com o método
científico. A tecnologia, por sua vez, é a aplicação de tal conhecimento científico para conseguir um
resultado prático.
A maior parte das novidades tecnológicas costuma ser primeiramente empregadas na
engenharia, na medicina, na informática e no ramo militar. Nos tempos atuais, os denominados
sistemas digitais têm ganhado cada vez mais espaço entre as inovações tecnológicas, o tem
contribuído muito para o desenvolvimento da humanidade.
2.Desenvolvimento científico-tecnológico

2.1 Desenvolvimento no mundo globalizado atualmente

O desenvolvimento tecnológico permitiu criar novos métodos e ferramentas que aumentam a


quantidade e qualidade de produtos comerciáveis, o que propicia a expansão do capitalismo. Este
desenvolvimento além de ocasionar a redução de custos para a produção, promoveu uma integração
mundial, denominada globalização.
A necessidade da globalização deu-se com o avanço do capitalismo que exigiu novos
mercados para a venda de produtos e pelo funcionamento do ciclo do capital. Esse ciclo do capital é
caracterizado por uma necessidade do consumo, um abastecimento da população com novos
produtos, competição – vindo da formação de outros burgueses, geração de lucro, e finalmente o
desenvolvimento cientifico – tecnológico vindo da competição.

2.2 Importância da ciência e tecnologia e seu desenvolvimento no mundo globalizado atual

A ciência aliada a tecnologia para o desenvolvimento da economia e da indústria, a educação


científica e tecnológica é também essencialmente importante no processo de promoção da cidadania
e inclusão social. Isso pois propicia às pessoas oportunidades para discutir, questionar, compreender
o mundo que as cerca, respeitar os pontos de vista alheios, resolver problemas, criar soluções e
melhorar sua qualidade de vida.
Vale lembrar que a investigação e a tecnologia estão na origem de 25 a 50% do crescimento
econômico e determinam fortemente a competitividade e o emprego, bem como a qualidade de vida
dos cidadãos em todo o mundo. Portanto, quando se melhora a educação científica não se melhora
só a aprendizagem de Ciências: o seu impacto atinge outros campos. O dinheiro que se investe traz
um retorno considerável. Desse modo, os países que possuem um grande investimento em
tecnologias e educação apresentaram uma intensa atuação no palco de inovações tecnológicas. Para
exemplificar essa característica, pode-se citar os Estados Unidos que sempre estiveram a frente das
pesquisas do setor tecnológico, principalmente da informática. Assim sendo, teve participação
altamente significativa na revolução tecnológica envolvendo não apenas a indústria da computação
mas principalmente a revolução nos sistemas de transmissão de dados, representada pela internet.

2.3 Revolução tecnológica

Em síntese, o termo revolução tecnológica, apesar de bastante amplo em seu significado,


pode ser conceituado como “as mudanças resultantes das invenções, descobertas e criações
realizadas pelo homem, que afetam de forma profunda e ampla, os conhecimentos, os costumes e as
práticas cotidianas do seu meio”.
A revolução tecnológica atualmente está determinando novos conceitos de comunicação,
facilitando o contato entre as pessoas, permitindo o acesso a uma grande quantidade de informações
necessárias à tomada de decisão no mundo globalizado. Essa revolução, além de atuar nos meios de
comunicação tenta resolver os problemas da atualidade como: escassez de recursos naturais e a
agressão ao meio ambiente. Nesse sentido, instituições de pesquisa e as universidades tem atuado
com o intuito de procurar resoluções efetivas para os grandes problemas mundiais.

2.4 Relação entre a universidade e a desigualdade social no Brasil

As universidades são instituições que gozam de autonomia para executar suas finalidades,
possuem um governo próprio e seus membros formam uma espécie de sociedade, constituída por
alunos e funcionário (professores, secretários, zeladores, etc). Essas instituições tem papel
significativo no desenvolvimento de novas tecnologias. No entanto, em países com grande
desigualdade social, como o Brasil, é contraditório o fato de que as universidades com avanços nas
áreas tecnológicas sejam públicas e no entanto tenham, freqüentemente, pouca atuação social
A desigualdade é conseqüência inevitável do processo capitalista, pois para enriquecer um
grupo, haverá de ter uma parcela menos favorecida. Atualmente no Brasil ans universidades estão
sendo feitas tentativas para tentar amenizar os efeitos da desigualdade, uma vez que foram
implantados programas sociais no seu processo seletivo, destinando vagas para membros mais
carentes da sociedade.
Até poucos anos poderíamos dizer que as universidades só estavam disponíveis para um grupo
seleto de nossa sociedade, excluindo a grande massa, e essas medidas de cotas foram impostas com
o propósito de atacar este fato peculiar, se o sistema de cotas combate com eficácia ou não a
desigualdade social é outro assunto.
Outro aspecto importante é a formação de massas críticas, sendo que estão inseridos na
sociedade, ajudam a diminuir a desigualdade no nosso país.
Atualmente a ciência mais avançada, com gênese nas universidades, que um dia pode ser
transformada em tecnologia é a ciência da astro – física, que estuda os astros celestes, super-novas,
buracos negros, etc.
3.Aplicações de ciência e tecnologia no mundo globalizado atual

3.1 Teorias do universo e sua relação com a inovação tecnológica

Para decifrar mistérios astronômicos, cientistas do mundo todo buscam desenvolver métodos
capazes de fornecerem dados e informações que possam ser estudados. À medida que novos
segredos, referente ao universo, são desvendados, se faz necessárias novos, modernos e sofisticados
aparelhos para coleta de informações. O buraco negro é um exemplo. O buraco negro é um objeto
com campo gravitacional tão intenso que a velocidade de escape excede a velocidade da luz. Desde
a confirmação de sua existência, em 1916 por Karl Schwarzschild, no qual encontrou a solução para
a teoria da relatividade que representa o buraco negro como tendo uma forma esférica, muitos
cientistas que não acreditavam, inclusive Einstein, voltaram a traz em suas posições. Esse tipo de
descobreta instiga a comunidade cientifica. Novas pesquisas sao realizadas afim de compreender
melhor o que acontece nos buracos negros. Para isso, é necessária uma ligação entre diversas áreas:
físicos, químicos, matemáticos, engenheiros, etc., a fim de desenvolverem novos materiais, métodos
de construção, mecanismos, cálculos, softwares, enfim, todo um conhecimento para que seja
possível obter equipamentos melhores. Deste modo temos uma inovação tecnológica, no qual e
necessário evoluir em muitos campos para atingir um patamar mais elevado no conhecimento sobre
universo. Estes tipos de estudos podem ser imensamente úteis em outros tipos de produtos. Tudo
isso contribui para o desenvolvimento tecnológico e cientifico.

3.2 Biotecnologia

A biotecnologia é a tecnologia aplicada em sistemas biológicos, organismos vivos, ou


derivados destes, que promove a criação ou modificação de produtos ou processos para uso
específico. Essa área combina genética, biologia molecular, bioquímica, embriologia, juntamente
com com aplicações de tecnologia como: engenharia, tecnologia da informação e robótica. A
biotecnologia pode ser dividida em cinco principais áreas:

 Bioinformática: pesquisa soluções para problemas biológicos por meio da aplicação de


técnicas computacionais;
 Biotecnologia azul: relaciona-se à aplicação da biotecnologia no meio aquático;
 Biotecnologia verde: é a biotecnologia aplicada aos processos da agricultura relacionando-se
principalmente ao desenvolvimento de plantas transgênicas, novos pesticidas e processos
para o aumento de produção ;
 Biotecnologia vermelha: é a aplicação da biotecnologia aos processos médicos atuando na
produção de antibióticos, manipulação genômica, engenharia de tecidos etc;
 Biotecnologia branca: aplicação da biotecnologia aos processos industriais, sendo conhecida
também como biotecnologia industrial, aplica-se no uso de organismos vivos para atenuar
poluentes químicos.

Sendo uma aplicação de diversos ramos tecnológicos para resolução de problemas


envolvendo organismos vivos, trata-se de uma área de grande interdisciplinariedade. A
biotecnologia, pela sua característica de ser altamente aplicável, tem a chance de resolver problemas
envolvendo: saúde, poluição industrial, além do fornecimento de alimentos para a população
mundial. Sendo assim, trata-se de uma tecnologia de grande importância, de modo que identifica-se
como uma das áreas de vanguarda da tecnologia atual.

3.3 Engenharia mecânica

A engenharia mecânica é definida com uma área da engenharia que envolve a aplicação de
princípios físicos e técnicas matemáticas para análise, design, manufaturação e manutenção de
sistemas mecânicos. Desse modo, a base da engenharia mecânica encontra-se historicamente nos
fundamentos das leis e descobertas envolvendo a física do movimento dos corpos, as quais foram
primeiramente estudadas por cientistas como: Galileu Galilei, René Descartes, Isaac Newton e
outros. A engenharia mecânica, no entanto, assim como outras engenharias, definiu-se somente no
século XIX durante a Revolução Industrial. Isso foi resultado da necessidade da época de
exploração massiva dos metais e ligas para utensílios e estruturas, além da necessidade de
profissionais habilitados para administrar o ambiente de fábrica. A engenharia, dessa época, devia
estar apta a fornecer suporte a exploração massiva dos recursos naturais e produção energética de
fontes tradicionais: inicialmente carvão, e, posteriormente,água, petróleo, entre outros, além de
possibilitar uma produção em larga escala. A inovação tecnológica que se exige no período atual na
engenharia mecânica é diferente do que era exigido no passado devido ao contexto em que se
encontra o mundo. Devido à crescente conscientização ambiental e a escassez de algumas fontes
tradicionais de energia, a engenharia, e não apenas a engenharia mecânica, têm passado a agir com
o intuito de se adaptar a esse novo "cenário" atual. Para isso, as novas tecnologias em engenharia
mecânica têm rumado para as seguintes tendências:
• Sistemas mecânicos mais eficientes que possibilitem desse modo a utilização minimizada de
energia;
• Utilização e pesquisa de fontes energéticas alternativas como: energia solar, biodiesel, entre
outros, para auxiliar na substituição das fontes tradicionais, principalmente de combustível
fóssil (petróleo);
• Desenvolvimento de automóveis baseados em fontes de energia alternativa: carro elétrico, a
gás, biodiesel, híbridos, entre outros;
• Pesquisa na área de nanotecnologia possibilitando o desenvolvimento e manipulação de
novos materiais, além de proporcionar uma nova “dimensão” de diferentes tecnologias.
4.Empreendedorismo

Atualmente o empreendedorismo em muitos países tornou-se um estilo de vida e é um estilo


de vida que gera empregos, através da micro-empresa. O empreendedor é alguém que oferece uma
solução inovadora para um problema.
A crise atual força as pessoas a encontrarem novas formas de ganhar dinheiro, isso acaba
com o comodismo e propicia o surgimento de micro-empresas. Muitas pessoas quando ouvem falar
de empreendedorismo pensam que empreendedor é um inventor, que após criar um novo produto o
comercializa, esse é um conceito errôneo de empreendedor, pois muito empreendedores de grande
sucesso o são graças à inovação de processos e não a criação de novos produtos.
Frente à crise que estamos vivendo o empreendedor desempenha um importante papel, pois
com o surgimento de uma micro-empresa surgem empregos, o que melhora a situação da sociedade.
As micro-empresas são responsáveis, em média por 60% dos empregos formais e 20% do PIB de
cada país.
O empreendedorismo faz com que a inteligência, através da criatividade, seja usada para
aumentar a produtividade e resolver problemas sociais. As universidades têm o importante papel na
formação de empreendedores. Políticas visando o incentivo ao empreendedorismo vêm sendo
adotadas em diversos países nas universidades, visando gerar empregos desenvolvendo a região e o
país.
Para favorecer o aparecimento notável do empreendedorismo os países devem se abrir a
imigrantes (obter diversidade cultural), investir na educação, criando e melhorando as
universidades, e adotar uma política de incentivo ao empreendedorismo.
5.Relação entre os centros de desenvolvimento tecnológico e a região

5.1Parque Tecnológico Itaipu (PTI)

Um dos papeis de um parque tecnológico é desenvolver a região. Um parque tecnológico


tem como papel fornecer conhecimento às pessoas que usufruem do mesmo, deste modo o nível de
escolaridade da população como um todo se torna maior, pois tem grande influência também sobre
pessoas com menor grau de instrução que convivam com a academia. O Parque Tecnológico Itaipu
em relação à cidade de Foz do Iguaçu atraí investimentos, podendo assim atrair indústrias e gerar
empregos. Um centro de formação de massa crítica em uma cidade de fronteira faz com que haja
integração cultural entre as pessoas e diminui a exclusão social. Dentro do parque tecnológico
Itaipu muitos projetos de extensão (pesquisa), vem sendo desenvolvidos e esses projetos contribuem
muito para o desenvolvimento da região, pois atacam diretamente os problemas sociais e porque é
através desses projetos que uma universidade interage com a sociedade.

5.2 Pólo astronômico

O foco principal do pólo astronômico é aguçar a curiosidade dos visitantes e explorar o


turismo científico. Proporciona à sociedade um importante papel no desenvolvimento da região,
aumentando a atuação da universidade na educação. Através da demonstração de conceitos
referente ao universo, observações em telescópios, explicações, o pólo desperta em muitas pessoas
o desejo de aprender mais. Isso proporciona um forte desenvolvimento para região, assim como
pode atrair tecnologia e investimentos. O pólo será o primeiro do país a reunir, de forma totalmente
integrada, planetário e observatório astronômico. Alem disso, é possível realizar pesquisas no
campo astronômico e, através de uma iniciação cientifica, formar novos pesquisadores dessa área,
enriquecendo ainda mais a ciência da universidade.
6.Conclusão

Através da elaboração do presente trabalho da disciplina de Ciência, Tecnologia e


Sociedade, assim como das aulas ministradas durante pelo professor, foi possível ter uma noção
mais ampla da relação entre a sociedade e o desenvolvimento científico-tecnológico. Isso permitiu
aos acadêmicos uma conscientização do papel que estes terão como engenheiros e principalmente,
como criadores ou usuários das mais diversas tecnologias. Essa conscientização é de grande
importância, pois, no contexto atual, o profissional das áreas tecnológicas necessita estar ciente não
apenas da sua função meramente técnica, como o desenvolvimento, projeto e manutenção de
aparato tecnológico, mas também de sua responsabilidade como agente modificador da natureza e
da sociedade.
7.Referências

Artigo de revista sobre Emprendedorismo (material da disciplina): "The Economist Especial


Reports"; 2009.

Artigo de revista sobre Tecnologia (material da disciplina): "Technology Quarterly"; 2009.

Espaço acadêmico – Relação


universidade/região;http://www.espacoacademico.com.br/077/77priori.htm; acessado no dia
08/05/2009 às 20h00min.

Fiec - Relação universidade/região;


http://www.fiec.org.br/artigos/educacao/papel_universidades_desenvolvimento_regional.htm;
acessado no dia 09/05/2009 às 08h00min.

Relação universidade/região; http://idher.blogspot.com/2009/01/universidade-e-o-desenvolver-


sustentvel.html; acessado no dia 08/05/2009 às 13h00min.

Parque Tecnológico Itaipu – PTI; http://www.pti.org.br/home2/index.htm ; acessado no dia


02/05/2009 às 13h00min

Wikipedia – Biotecnologia; http://en.wikipedia.org/wiki/Biotechnology; acessado no dia


08/05/2009 às 10h00min.

Wikipedia – Engenharia Mecânica; http://en.wikipedia.org/wiki/Mechanical_engineering; acessado


no dia 08/05/2009 às 12h00min.

Wikipedia – Buraco negro; http://en.wikipedia.org/wiki/Black_hole; acessado no dia 08/05/2009 às


12h00min.