Você está na página 1de 147

2

ARTE

1º ANO

1. Conhecer e explorar as diferentes danças da cultura brasileira, afro-brasileira, africana e


indígena e manifestações populares como formas de expressão.
2. Conhecer e explorar as diversas possibilidades da dança e da música, construindo e
aprimorando gestos e movimentos com o corpo.
3. Apreciar e explorar produções artísticas da dança, dentro e fora da escola, expressando a
percepção sobre elas.
4. Explorar e investigar os elementos da gramática visual (linhas, formas, cores e texturas),
suportes e materiais, e utilizá-los em diferentes modalidades das artes visuais.
5. Conhecer e experimentar, progressivamente, os diferentes suportes, meios, instrumentos e
materiais nas diversas formas de expressão artística.
6. Conhecer e valorizar as produções artísticas visuais em diferentes meios e mídias de
diversas épocas e culturas, relatando emoções, sensações, ideias e impressões.
7. Explorar as diferentes possibilidades sonoras presentes no corpo, nos instrumentos
musicais, nos materiais sonoros e nos diversos ambientes.
8. Conhecer produções musicais (canções, brincadeiras e músicas folclóricas),
desenvolvendo a memória musical e estimulando a percepção rítmica e melódica.
9. Utilizar canções populares e cantigas da cultura brasileira para explorar elementos
constitutivos (melodia, ritmo e harmonia) da linguagem musical, bem como propor
experiências de criação, interpretação e apreciação musical.
10. Apreciar e explorar as produções musicais eruditas e populares, expressando a percepção
sobre elas.
11. Explorar e expressar-se utilizando livremente os recursos corporais em situações cênicas
para transmitir ideias, sensações e sentimentos.
12. Explorar expressões corporais, percebendo que o corpo, a gestualidade, os movimentos
corporais e os espaços cênicos podem ter diferentes significados.
13. Apreciar e explorar produções teatrais, expressando a percepção sobre elas.

3
2º ANO

1. Apreciar e experimentar danças de diferentes culturas, especialmente as afro-brasileiras,


africanas e indígenas, como formas de expressão.
2. Conhecer e explorar as diversas possibilidades da dança, construindo e aprimorando
gestos, movimentos e funções básicas do corpo (dobrar, esticar e torcer).
3. Conhecer diferentes formas de dança, explorando os níveis alto, médio e baixo, e
respeitando o espaço pessoal e o coletivo.
4. Apreciar e explorar produções artísticas da dança, dentro e fora da escola, expressando a
percepção sobre elas.
5. Utilizar, nas diferentes modalidades das artes visuais, os elementos da gramática visual
(linhas, formas, cores e texturas), explorando os variados suportes e materiais.
6. Conhecer e utilizar, progressivamente, os diferentes suportes, meios, instrumentos e
materiais nas diversas modalidades das artes visuais.
7. Explorar diversos tipos de materiais em composições artísticas bidimensionais ou
tridimensionais.
8. Conhecer e valorizar as produções artísticas visuais em diferentes meios e mídias de
diversas épocas e culturas, relatando emoções, sensações e impressões.
9. Criar sequências musicais, utilizando instrumentos, objetos diversos e sons do corpo.
10. Conhecer e apreciar músicas eruditas e populares, desenvolvendo a memória musical e
estimulando a percepção rítmica e melódica.
11. Utilizar canções populares e cantigas da cultura brasileira para criar dramatizações,
explorando o canto e o ritmo.
12. Identificar alguns elementos da linguagem musical, como altura (grave/agudo) e timbre,
em diferentes produções musicais: autorais, regionais, nacionais e folclóricas.
13. Apreciar e explorar as produções musicais eruditas e populares, expressando a percepção
sobre elas.
14. Expressar-se utilizando recursos corporais e jogos teatrais para desenvolver situações
cênicas a partir do cotidiano.
15. Explorar expressões corporais e faciais, vocalização e sons corporais intencionais e não
intencionais por meio de improvisações.

4
16. Criar e encenar situações cênicas usando músicas, imagens, objetos e narrativas, entre
outros estímulos.
17. Apreciar e explorar produções teatrais, expressando a percepção sobre elas.

3º ANO

1. Apreciar e experimentar as danças de diferentes culturas, especialmente as afro-


brasileiras, africanas e indígenas, como formas de expressão.
2. Explorar as possibilidades expressivas de movimentos do corpo, percebendo os fatores do
movimento (peso, espaço, fluência, tempo) por meio da dança e de atividades rítmicas.
3. Experimentar possibilidades expressivas de movimentos e de sons (naturais e produzidos)
por meio da dança, jogos rítmicos e corporais, explorando níveis, direções e
deslocamentos.
4. Apreciar e explorar produções artísticas da dança, dentro e fora da escola, expressando a
percepção sobre elas.
5. Conhecer e apreciar produções artísticas e estéticas, observando os elementos da
gramática visual para a investigação da expressão artística.
6. Utilizar os diferentes suportes, meios, instrumentos e materiais nas diversas formas de
produções artísticas.
7. Utilizar os diversos tipos de materiais em produções artísticas bidimensionais ou
tridimensionais.
8. Apreciar e valorizar produções artísticas visuais em diferentes meios e mídias de diversas
épocas e culturas, registrando emoções, sensações e impressões estéticas.
9. Criar produções musicais a partir de diferentes sons produzidos pelo corpo, por objetos e
por instrumentos.
10. Conhecer e apreciar a música popular brasileira, regional e folclórica, desenvolvendo a
memória musical e estimulando a percepção rítmica e melódica.
11. Identificar e utilizar as diferentes possibilidades rítmicas dos sons (naturais e provocados)
produzidos com corpo, objetos e instrumentos musicais, construindo jogos rítmicos e
corporais.
12. Identificar alguns elementos da linguagem musical, como duração (rápido/lento) e
intensidade (forte/fraco) em diferentes produções musicais: autorais, regionais, nacionais
e de outros povos e países.

5
13. Apreciar e explorar as produções musicais eruditas e populares, expressando a percepção
sobre elas.
14. Conhecer e explorar diferentes modalidades teatrais (teatro de fantoches, bonecos,
sombras, entre outros) para expressar ideias, sensações e sentimentos a partir de situações
cotidianas.
15. Explorar as diversas possibilidades de expressão corporal e facial, utilizando jogos
teatrais e improvisações para expressar-se esteticamente a partir de estímulos (imagens,
sons, objetos, entre outros).
16. Criar cenas teatrais, explorando elementos da linguagem teatral (cenário, figurino,
iluminação, sonoplastia, personagens, adereços, entre outros).
17. Apreciar e explorar produções teatrais, expressando a percepção sobre elas.

4º ANO

1. Reconhecer a dança e suas concepções estéticas nas diversas culturas, especialmente as


brasileiras, africanas e indígenas, considerando as criações como forma de expressão.
2. Criar coreografias, explorando as possibilidades expressivas de movimento e de sons
(naturais e provocados) por meio da dança em diferentes níveis, direções e
deslocamentos.
3. Utilizar diversas possibilidades expressivas de movimento do corpo, percebendo os
fatores do movimento (peso, espaço, fluência, tempo), os níveis (baixo, médio e alto) e as
funções dos movimentos (esticar, dobrar e torcer) por meio da dança e de atividades
rítmicas.
4. Apreciar e explorar produções artísticas da dança, dentro e fora da escola, expressando a
percepção sobre elas.
5. Criar produções artísticas e estéticas, utilizando os elementos da gramática visual como
forma de expressão artística.
6. Explorar e desenvolver composições artísticas e estéticas nas artes visuais, utilizando
diversos suportes, meios, instrumentos e materiais.
7. Desenvolver composições artísticas e estéticas, utilizando diversos tipos de materiais em
produções bidimensionais ou tridimensionais.
8. Perceber na leitura de obras de arte os elementos da linguagem visual (pontos, linhas,
cores, texturas, entre outros), suportes e elementos perceptivos (movimento e ritmo),

6
afetivos (sensações e sentimentos) e cognitivos (informações contextuais e
conhecimentos estéticos).
9. Apreciar e valorizar produções artísticas visuais em diferentes meios e mídias de diversas
épocas e culturas, registrando emoções, sensações e impressões estéticas.
10. Explorar e utilizar as diferentes possibilidades rítmicas dos sons produzidos com o corpo,
objetos e instrumentos musicais na criação de músicas.
11. Identificar e apreciar os diversos gêneros da música popular nacional, erudita, regional e
folclórica, desenvolvendo a memória musical e estimulando a percepção rítmica e
melódica.
12. Identificar e utilizar os elementos da linguagem musical (altura, timbre, intensidade e
duração) em diferentes produções musicais: autorais, regionais, nacionais e folclóricas.
13. Investigar as relações existentes entre sons e imagens presentes em desenhos animados,
filmes, dentre outras produções, que utilizam músicas eruditas e populares em sua trilha
sonora.
14. Apreciar e explorar as produções musicais eruditas e populares, expressando a percepção
sobre elas.
15. Utilizar diferentes modalidades teatrais (teatro de bonecos, fantoches etc) para expressar
ideias, sensações e sentimentos, explorando livremente os recursos corporais.
16. Explorar as diversas possibilidades de expressão corporal e facial, utilizando jogos
teatrais e improvisações para expressar-se esteticamente a partir de estímulos (imagens,
sons, objetos, entre outros).
17. Utilizar os elementos da linguagem teatral (cenário, figurino, iluminação, sonoplastia,
personagens, entre outros) na criação de pequenas cenas e improvisações.
18. Apreciar e explorar produções teatrais, expressando a percepção sobre elas.

5º ANO

1. Reconhecer e vivenciar a dança e suas concepções estéticas nas diversas culturas,


especialmente as brasileiras, afro-brasileiras, africanas e indígenas, considerando as
criações como forma de expressão.
2. Criar e apresentar uma coreografia, utilizando intencionalmente os elementos da dança
(peso, tempo, fluência, espaço, níveis e deslocamentos) para expressar ideias,
pensamentos e/ou sentimentos.

7
3. Criar possibilidades expressivas de movimento do corpo, percebendo os fatores do
movimento (peso, espaço, fluência, tempo), os níveis (baixo, médio e alto) e as funções
dos movimentos do corpo (esticar, dobrar e torcer) por meio da dança e de atividades
rítmicas.
4. Apreciar e explorar produções artísticas da dança, dentro e fora da escola, expressando
sua percepção sobre elas.
5. Criar produções artísticas e estéticas, utilizando os elementos da gramática visual como
forma de expressão artística.
6. Refletir sobre produções das artes visuais, estabelecendo articulações entre elas para criar
composições estéticas.
7. Desenvolver composições artísticas e estéticas, utilizando diversos tipos de materiais em
produções bidimensionais ou tridimensionais, explorando diferentes tecnologias.
8. Perceber e identificar, na leitura de obras de arte, os elementos da linguagem visual
(pontos, linhas, cores, texturas, entre outros), suportes e elementos perceptivos
(movimento e ritmo), afetivos (sensações e sentimentos) e cognitivos (informações
contextuais e conhecimentos estéticos).
9. Apreciar e valorizar produções artísticas visuais em diferentes meios e mídias das
diversas épocas da história arte, registrando suas emoções, sensações e impressões
estéticas.
10. Identificar e utilizar as diferentes possibilidades rítmicas dos sons produzidos com o
corpo, objetos e instrumentos musicais na criação de músicas.
11. Identificar e apreciar os diversos gêneros musicais (nacionais e internacionais),
desenvolvendo a memória musical e estimulando a percepção rítmica e melódica.
12. Criar composições musicais, pesquisando e utilizando intencionalmente instrumentos,
ritmos, elementos da linguagem musical, vozes e sons do corpo para expressar ideias,
sentimentos e pensamentos.
13. Criar e explorar formas de registro de músicas e sons por meio de desenhos e imagens
(partituras não convencionais).
14. Apreciar e explorar as produções musicais eruditas e populares, expressando sua
percepção sobre elas.
15. Criar situações cênicas utilizando diferentes modalidades teatrais (teatro de fantoches,
bonecos, sombras, entre outros) para expressar ideias, sensações e sentimentos.

8
16. Explorar os jogos teatrais e as dramatizações, utilizando recursos corporais para a criação
de cenas a partir de narrativas populares, lendas ou mitos.
17. Investigar a função do dramaturgo no teatro, explorando peças teatrais de diferentes
épocas e países.
18. Criar e escrever peças teatrais e encená-las, identificando as funções presentes no teatro
(ator, cenógrafo, figurinista, diretor, sonoplasta, entre outros).
19. Apreciar e explorar produções teatrais, expressando a percepção sobre elas.

9
CIÊNCIAS DA NATUREZA

1º ANO

1. Observar e identificar o ambiente como um conjunto de fatores vivos e não vivos.


2. Observar e identificar diferentes seres vivos e/ou evidências da existência deles no
ambiente em que vivemos.
3. Identificar diferentes animais, relacionando suas características ao seu hábitat.
4. Identificar as semelhanças e diferenças entre os seres humanos e outros animais:
locomoção, alimentação e respiração.
5. Observar e identificar o movimento aparente do Sol ao longo de um dia, levantando
hipóteses.
6. Observar e identificar os órgãos dos sentidos e suas funções.
7. Identificar ações e atitudes de valorização, conservação e preservação das espécies para a
manutenção da qualidade de vida.
8. Identificar práticas cotidianas de cuidados pessoais que contribuem para o bem-estar e a
saúde.
9. Relacionar os cuidados com a saúde e a preservação ambiental com a questão do lixo.

2º ANO

1. Identificar e explicar a relação da luz e do calor com os seres vivos, levantando hipóteses
sobre a sua importância para a vida desses seres.
2. Identificar e registrar os estados físicos da água e suas transformações em situações do
cotidiano.
3. Identificar e comparar as características dos vegetais.
4. Comparar as semelhanças e diferenças (alimentação e respiração) entre os seres humanos
e os vegetais.
5. Comparar e classificar os animais de acordo com suas características.
6. Identificar, diretamente, pela observação do céu, e registrar as mudanças no formato da
Lua, nomeando suas fases e tempo de duração, estabelecendo relações com os
calendários.

10
7. Observar, por meio de materiais específicos (lupas, microscópios), a ação dos fungos e
colônias de bactérias, descrevendo e registrando suas descobertas.
8. Compreender a necessidade humana de transformar o ambiente a fim de utilizar os seus
recursos e ocupar seus espaços.
9. Identificar nos ambientes as alterações decorrentes da atividade humana e suas
consequências.
10. Identificar a origem dos alimentos consumidos, bem como seu modo de conservação e
prazo de validade.
11. Identificar atitudes e comportamentos favoráveis à manutenção da saúde em relação à
higiene corporal e aos espaços de convivência.

3º ANO

1. Identificar a relação do solo, da água e do ar com os seres vivos, levantando hipóteses


sobre a sua importância para a vida desses seres.
2. Observar os diferentes tipos de solo, identificando algumas de suas características.
3. Relacionar as transformações do estado físico da água com o ciclo da água.
4. Estabelecer relações de dependência e interdependência entre animais e vegetais.
5. Observar, por meio de materiais específicos (lupas, microscópios), a ação dos fungos e
colônias de bactérias, descrevendo e registrando suas descobertas.
6. Observar, relatar e registrar (por meio de experimentos) alguns fenômenos naturais:
eletricidade, magnetismo, densidade e reflexão da luz, confrontando suas hipóteses com o
observado.
7. Reconhecer e registrar as regularidades e modificações no clima (temperatura, chuva,
vento, entre outros) durante um dia, ao longo de alguns dias, semanas e no decorrer do
ano.
8. Analisar atitudes do homem que ocasionam algumas alterações na natureza, considerando
os aspectos positivos e negativos.
9. Compreender a importância de uma alimentação equilibrada para a manutenção da saúde.
10. Compreender a relação entre higienização, descarte e desperdício dos alimentos e a saúde
e a produção do lixo.

11
4º ANO

1. Compreender as inter-relações entre seres vivos e não vivos no meio ambiente.


2. Comparar e classificar os tipos de solo quanto à cor e à textura, em diferentes ambientes
(areia, argila e silte).
3. Identificar fatores no ambiente que aceleram as mudanças do estado físico da água
(temperatura e movimentação do ar).
4. Registrar experimentos de fenômenos (ebulição, solidificação e ferrugem) por meio de
relatórios.
5. Compreender a função dos seres vivos (animais, vegetais, fungos e bactérias) e seus
aspectos positivos e negativos como fonte de alimentação, remédios, ornamentação e
matéria-prima para os seres humanos.
6. Comparar a trajetória da Terra (movimento aparente do Sol), relacionando-a à duração do
dia e da noite e à época do ano em diversos locais do planeta.
7. Comparar as diferenças na duração do dia e da noite, relacionando-as às estações do ano.
8. Comparar os principais tipos de poluição, as agressões ao meio ambiente e as suas
causas, posicionando-se a respeito deles.
9. Relacionar aquisição de doenças com hábitos alimentares inadequados.
10. Identificar algumas doenças contagiosas e as causas para a ocorrência de epidemias,
reconhecendo as medidas preventivas e os cuidados individuais necessários para
preservar a saúde pública.
11. Observar as características do corpo humano nas diferentes fases da vida, valorizando e
respeitando as diferenças.

5º ANO

1. Identificar os fatores vivos e não vivos nos diferentes ecossistemas brasileiros.


2. Reconhecer-se como parte integrante do ecossistema, estando atento às questões da
poluição e do desperdício, compreendendo a importância dos "4Rs" (repensar, reduzir,
reutilizar e reciclar) para a preservação do ambiente.
3. Compreender as relações entre solo, água e seres vivos e escoamento, infiltração da água,
erosão e fertilidade do solo.

12
4. Identificar, por meio de experimentos, a função da água como solvente.
5. Observar fenômenos simples relacionados à ação da pressão atmosférica.
6. Compreender como as estações do ano interferem nos hábitos dos animais e vegetais.
7. Identificar hábitos dos animais noturnos e diurnos.
8. Compreender a fotossíntese por meio de experimentos, como forma de produção de
nutrientes das plantas.
9. Compreender a importância do tratamento da água, do esgoto e do lixo para a melhoria
da qualidade de vida.
10. Reconhecer os nutrientes presentes nos alimentos e sua importância para a constituição
do organismo.
11. Compreender os sistemas que integram o corpo humano (nervoso, respiratório,
digestório, reprodutor).
12. Compreender o corpo humano como um conjunto integrado, percebendo que a saúde
depende do bem-estar físico (alimentação, higiene pessoal e ambiental), psíquico
(vínculos afetivos) e social (inserção social, lazer e repouso adequado).
13. Comparar os sistemas reprodutores masculino e feminino e reconhecer as transformações
do corpo na puberdade.

13
CIÊNCIAS HUMANAS

1º ANO

1. Reconhecer nos objetos, hábitos, costumes, tradições e crenças, elementos que


representam a cultura pessoal e familiar.
2. Conhecer sua história a partir de registros da vida (relatos, documentos, fotografias,
objetos pessoais etc.).
3. Identificar as várias formas de organização familiar, comparando e acolhendo as histórias
e trajetórias individuais e familiares.
4. Organizar em uma linha do tempo os fatos da vida pessoal e familiar.
5. Observar e identificar os elementos que compõem os espaços de vivência.
6. Observar e utilizar pontos de referência no registro de trajetos simples dos espaços de
vivência.
7. Perceber a passagem do tempo em situações do cotidiano, explorando noções de passado
e presente, novo e velho, recente e antigo, a partir de diferentes evidências não escritas,
tais como edificações, fotografias, depoimentos.
8. Observar a passagem do tempo por meio de fenômenos naturais e sociais (períodos do
dia, desenvolvimento físico dos estudantes e de seus colegas, aniversários, entre outros).
9. Observar e identificar as transformações dos diferentes espaços ao longo do tempo.
10. Distinguir elementos naturais e construídos, existentes na paisagem.
11. Reconhecer as diferentes formas de representação dos espaços de vivência.
12. Conhecer hábitos, costumes e tradições de diferentes grupos sociais (família, escola e
comunidade).
13. Conhecer a necessidade das regras de convívio na sala de aula, na escola e demais
lugares.
14. Elaborar mapas e maquetes para representar os espaços de vivência.
15. Identificar e utilizar pontos de referência para observação e posicionamentos a partir da
corporeidade.
16. Conhecer as atividades profissionais presentes no cotidiano do estudante, relacionando-as
com algumas profissões que se transformaram ao longo do tempo.
17. Observar e identificar objetos e ações nas diferentes paisagens (campo e cidade).

14
18. Conhecer sua ascendência, (indígenas, africanas, europeias, entre outras), seus costumes e
tradições.
19. Observar e identificar semelhanças e diferenças entre os espaços a partir dos grupos
humanos e suas culturas.

2º ANO

1. Observar e comparar os diferentes espaços, verificando permanências e/ou


transformações ocorridas ao longo do tempo.
2. Comparar as diversas formas de ocupação dos espaços, levantando hipóteses sobre causas
e consequências.
3. Perceber as diferenças nas noções de lateralidade, posicionamento e orientação de acordo
com os diversos pontos de vista e referências e com as orientações (norte, sul, leste e
oeste).
4. Reconhecer, utilizar e elaborar diferentes formas de representação do espaço (maquetes,
mapas e imagens) com o uso de instrumentos de orientação.
5. Relacionar os elementos que compõem o espaço da escola à sua representação em mapas,
maquetes e imagens.
6. Elaborar mapas (plantas) a partir de maquetes para representar o mesmo espaço,
destacando objetos e organizando-os em legendas.
7. Comparar maquetes, mapas (plantas) e imagens aos espaços de vivência, reconhecendo
alguns dos seus objetos e suas modificações.
8. Conhecer a formação do patrimônio cultural como resultado de um processo de seleção
de elementos significativos (objetos, hábitos, costumes, tradições e crenças) da cultura de
um grupo.
9. Reconhecer a história do estudante, de sua família e de outros grupos de convívio a partir
de diferentes fontes históricas (relatos, documentos, fotografias, objetos etc.).
10. Identificar e conhecer os processos de transformações e permanências nos espaços de
convívio, utilizando diferentes fontes históricas.
11. Utilizar calendários para marcar os momentos significativos da vida pessoal, familiar e
escolar (festas, jogos, aniversários, viagens etc.).
12. Identificar, vivenciar e valorizar as manifestações culturais constituídas historicamente.

15
13. Observar a passagem do tempo por meio de fenômenos naturais e sociais (horas, dias,
semanas, meses, entre outros).

14. Conhecer os meios de transportes e de comunicação, percebendo suas transformações ao


longo do tempo e seus impactos na vida cotidiana.
15. Conhecer a função socioeconômica das profissões a partir da observação do cotidiano dos
estudantes (casa, escola, bairro etc.).
16. Conhecer e respeitar as leis e normas da sociedade (Estatuto da Criança e do Adolescente,
Estatuto do Idoso etc.).
17. Identificar e valorizar suas origens em relação aos grupos que constituíram o povo
brasileiro.

3º ANO

1. Reconhecer diferentes elementos que compõem os espaços (urbanos e rurais), analisando


suas funções.
2. Conhecer e relacionar os elementos do espaço, da paisagem e do lugar.
3. Conhecer e comparar as principais características dos elementos naturais e humanos que
compõem as diferentes paisagens dos bairros do município, percebendo as mudanças
ocorridas ao longo do tempo.
4. Reconhecer os diferentes meios de transporte e comunicação nos diferentes espaços.
5. Identificar e registrar as alterações no tempo atmosférico, como mudanças de temperatura
e variações de umidade ao longo das estações do ano.
6. Conhecer os deslocamentos das pessoas no espaço.
7. Reconhecer e identificar os objetos e as ações responsáveis pela geração de energia.
8. Utilizar noções de lateralidade e posicionamento, bem como orientar-se pelos pontos
cardeais: norte, sul, leste e oeste.
9. Elaborar e comparar diferentes formas de representação do espaço (maquetes, mapas e
imagens) com o uso de algum instrumento de orientação, atentando-se a pontos de
referência e escala.
10. Identificar e relacionar os elementos que compõem o espaço do bairro à sua
representação em mapas, maquetes e imagens.

16
11. Elaborar mapas (plantas) a partir da observação do próprio espaço e de imagens,
destacando objetos e pontos de referência e organizando-os em legendas.
12. Ler e interpretar imagens e mapas que representam os espaços de vivência, identificando
e destacando suas permanências e/ou modificações.
13. Identificar o patrimônio cultural, compreendendo a importância de sua preservação para o
fortalecimento da identidade de um grupo.
14. Reconhecer e relacionar a história do estudante com a história do bairro a partir de
diferentes fontes históricas (relatos, documentos, fotografias, objetos etc.).
15. Identificar a passagem do tempo, reconhecendo os processos de transformação e
permanência, por meio da história dos espaços de convívio do estudante (escola, bairro).
16. Organizar em uma linha do tempo fatos da história do município, identificando noções de
simultaneidade, anterioridade e posterioridade.
17. Identificar, comparar e valorizar hábitos, costumes e tradições da comunidade e de outras
localidades e culturas (quilombola, indígena etc.).
18. Compreender a função social de instrumentos usados para marcar e medir o tempo em
diversos contextos históricos.
19. Identificar e analisar as transformações dos meios de transporte e comunicação ao longo
do tempo e o impacto deles nas relações do homem com a natureza.
20. Compreender as mudanças e permanências nas profissões, relacionando-as às inovações
tecnológicas, a partir da observação do cotidiano dos estudantes.
21. Conhecer os fluxos migratórios internos e externos ocorridos no Brasil, e seus impactos
no município onde mora.
22. Conhecer e respeitar as leis e normas da sociedade (Estatuto da Criança e do Adolescente,
Estatuto do Idoso etc.).
23. Reconhecer as três etnias principais sobre as quais se formou o povo brasileiro: africana,
indígena e europeia, identificando a diversidade existente nelas.

4º ANO

1. Conhecer os limites territoriais de seu município, distinguindo suas paisagens, lugares e


formas de administração ao longo do tempo.
2. Conhecer e relacionar os elementos do espaço do território e região.

17
3. Conhecer e compreender as mudanças nas características dos elementos naturais e
humanos que compõem as diferentes paisagens do município e do estado de São Paulo.
4. Investigar e identificar os impactos na natureza, socioeconômicos e políticos do
desenvolvimento dos meios de transporte e de comunicação.
5. Comparar os elementos do clima (vento, precipitação e temperatura) em diferentes
lugares.
6. Conhecer e analisar os processos migratórios no território brasileiro.
7. Conhecer e analisar os impactos sobre o ambiente na geração de energia.
8. Conhecer e utilizar as noções de lateralidade, posicionamento e direção (estrelas, lua, rosa
dos ventos, bússola e GPS) para se deslocar em diferentes espaços.
9. Compreender as simbologias cartográficas e utilizá-las na elaboração de diferentes
formas de representação do espaço (maquetes e mapas).
10. Identificar e relacionar os elementos e fenômenos que compõem o espaço geográfico do
município e do estado à sua representação em mapas, maquetes e imagens.
11. Elaborar e utilizar mapas (relevo, hidrografia e vegetação), compreendendo referências
de localização e variáveis visuais (forma, tamanho, cor e tonalidade).
12. Reconhecer e localizar nos mapas diferentes municípios, regiões, relevo, hidrografia e
vegetação do estado de São Paulo.
13. Identificar no globo terrestre o Brasil, outros países, continentes e oceanos.
14. Reconhecer o patrimônio cultural, compreendendo a importância de sua preservação para
o fortalecimento da identidade de um grupo.
15. Reconhecer e relacionar a história do estudante com a história da cidade a partir de
diferentes fontes históricas (relatos, documentos, fotografias, objetos etc.).
16. Identificar a passagem do tempo, reconhecendo os processos de transformação e
permanência ocorridos na história do município e do estado, a partir do estudo de
diferentes fontes históricas.
17. Organizar e comparar em uma linha do tempo fatos da história do município e do estado,
estabelecendo relações entre eles e a vida no tempo presente.
18. Identificar as permanências e transformações nas diversas linguagens, tradições e
manifestações culturais presentes na região em que vive, valorizando e promovendo o
respeito à pluralidade.
19. Compreender e analisar a função social de instrumentos usados para marcar e medir o
tempo em diversos contextos históricos.

18
20. Conhecer e relacionar as formas de ocupação e expansão às atividades econômicas
desenvolvidas no território brasileiro durante o período colonial.
21. Relacionar a expansão do território às missões jesuíticas no Brasil durante o período
colonial.
22. Identificar diferenças e semelhanças entre o trabalho livre e o trabalho escravo.
23. Compreender os fluxos migratórios internos e externos ocorridos no início da história do
Brasil.
24. Conhecer e compreender as bases da economia brasileira durante os séculos XVI a XIX.
25. Analisar os conhecimentos sobre as leis e normas da sociedade (Constituição Federal,
Estatuto da Criança e do Adolescente, Estatuto do Idoso), reconhecendo seus direitos e
deveres de cidadão.
26. Identificar e analisar a diversidade do povo brasileiro por meio de diferentes
manifestações culturais pertencentes a várias tradições (indígenas, africanas, europeias,
entre outras).

5º ANO

1. Investigar, comparar e compreender as diferentes formas de divisão do território


brasileiro a partir do século XIX.
2. Comparar as dimensões do espaço – paisagem, lugar, território e região.
3. Compreender os processos de construção e mudanças nas diferentes paisagens do seu
município, do estado de São Paulo e do Brasil (crescimento das cidades, desenvolvimento
industrial, impactos ambientais, entre outros).
4. Analisar e relacionar a organização dos espaços urbanos, o desenvolvimento dos meios
de transporte e comunicação e a qualidade de vida.
5. Conhecer e utilizar aparelhos simples que auxiliam no registro e no estudo do clima.
6. Comparar e analisar os processos migratórios no território brasileiro e mundial, suas
causas e consequências.
7. Compreender os processos de transformação das matérias-primas em materiais de uso
cotidiano.
8. Conhecer e analisar as atividades socioeconômicas de diversas regiões aos tipos de
trabalhos existentes.
9. Compreender noções de globalização e seus reflexos no cotidiano.

19
10. Utilizar as noções de lateralidade, posicionamento e direções cardeais, colaterais e
subcolaterais (rosa dos ventos) para se deslocar em diferentes espaços.
11. Elaborar diferentes formas de representação do espaço (maquetes, mapas e imagens),
localizando fenômenos geográficos (relevo, hidrografia e ocupação territorial), com o
apoio de instrumentos de orientação, pontos cardeais e colaterais.
12. Identificar e relacionar os elementos e fenômenos que compõem o espaço geográfico do
Brasil e do mundo à sua representação em mapas, maquetes e imagens.
13. Elaborar e utilizar mapas (relevo, hidrografia e vegetação, entre outros) a partir da
observação de imagens e dados, compreendendo referências de localização e variáveis
visuais (forma, tamanho, cor e tonalidade).
14. Ler, interpretar e comparar informações de mapas com diferentes temáticas e escalas,
utilizando Atlas escolar.
15. Identificar no globo terrestre e em diferentes mapas do Atlas o Brasil, outros países,
continentes, oceanos e hemisférios.
16. Analisar o patrimônio cultural, compreendendo a importância de sua preservação para o
fortalecimento da identidade de um grupo.
17. Identificar a passagem do tempo, reconhecendo os processos de transformação e
permanência da história do país, a partir de diferentes fontes históricas.
18. Organizar e comparar, em uma linha do tempo, fatos da história do país e do mundo,
estabelecendo relações entre eles e a vida no tempo presente.
19. Identificar as permanências e transformações nas diversas linguagens, tradições e
manifestações culturais presentes na região em que vive e nas demais regiões brasileiras,
valorizando e promovendo o respeito à pluralidade.
20. Identificar e utilizar unidades de tempo (décadas, séculos, milênios e períodos históricos)
para compreender o processo histórico, considerando a utilização de algarismos romanos.
21. Relacionar as formas de ocupação e a expansão do território às atividades econômicas
desenvolvidas no Brasil a partir do século XIX até a atualidade.
22. Identificar diferenças e semelhanças entre relações econômicas e de trabalho nas
diferentes regiões brasileiras, em diferentes períodos históricos.
23. Compreender os fluxos migratórios internos e externos ocorridos no Brasil, relacionando-
os às etapas da economia do país.
24. Conhecer as mudanças e permanências na economia brasileira desde meados do século
XIX até os dias atuais.

20
25. Conhecer as transformações nas instituições políticas ocorridas ao longo da história
brasileira.
26. Conhecer a atual organização política do Brasil – Legislativo, Judiciário e Executivo –,
considerando mudanças e permanências.
27. Identificar as principais fases do processo de independência, com ênfase na construção de
um projeto de identidade nacional.
28. Conhecer e comparar os conceitos de monarquia e república.
29. Conhecer e comparar os conceitos de ditadura e democracia.
30. Entender que os direitos e deveres são regulamentados pela legislação, por meio do
estudo de documentos como a Constituição Federal e a Declaração Universal dos Direitos
da Criança, identificando mudanças e permanências com relação à concepção de direitos
e deveres ao longo do tempo.
31. Analisar o processo de formação do povo brasileiro (matrizes indígena, africana e
europeia), desde a proclamação da independência, para compreender a diversidade étnica
e cultural do Brasil.

21
LÍNGUA PORTUGUESA

1º ANO

1. Falar e escutar em situações cotidianas, nas quais seja necessário trocar ideias, expressar
opiniões, formular e responder perguntas, relatar fatos, sem sair do assunto tratado,
respeitando o turno de fala.
2. Escutar, interpretar e recontar textos de diferentes gêneros, respeitando suas
características.
3. Conhecer os gêneros textuais previstos para o ano, os respectivos propósitos e algumas de
suas características.
4. Ler utilizando estratégias de leitura (antecipação, seleção, verificação e inferência), a
partir de indícios gráficos (letras conhecidas, nomes e títulos memorizados) e icônicos
(imagens ou ilustrações), de acordo com seus conhecimentos.
5. Reconhecer nas práticas diárias de leitura de diferentes gêneros textuais seus diversos
propósitos (ler para se divertir, buscar informações, estudar, resolver problemas, entre
outros).
6. Identificar a ideia central de textos de diferentes gêneros.
7. Localizar informações explícitas em textos de diferentes gêneros.
8. Comparar textos (lidos ou ouvidos) sobre o mesmo assunto, com diferentes pontos de
vista.
9. Reconhecer a escrita do próprio nome e de outras palavras estáveis como fonte de
informação e referência para ler e escrever outras palavras.
10. Escrever seu próprio nome em contextos significativos, relacionando-o a sua utilização
social (crachás, agendas, fichas, etiquetas, entre outros).
11. Ler ajustando a pauta sonora ao escrito.
12. Escrever palavras e textos, segundo sua compreensão do sistema alfabético, ainda que
não convencionalmente.
13. Reconhecer diferentes tipos de letras nos diversos gêneros e suportes textuais.
14. Escrever textos memorizados de diferentes gêneros textuais.
15. Identificar as variedades linguísticas orais, valorizando-as como diferenças culturais,
regionais e sociais.

22
16. Planejar a elaboração de textos orais e escritos, considerando o contexto de produção, os
interlocutores, a finalidade, o suporte, a linguagem, entre outros.
17. Produzir textos orais e escritos de diferentes gêneros, considerando a organização textual,
a função social, a finalidade e os aspectos linguístico-discursivos, ainda que de forma não
convencional.
18. Revisar e reelaborar os textos coletivamente, com apoio na leitura e intervenção do
professor.

2º ANO

1. Falar e escutar em situações cotidianas, nas quais seja necessário trocar ideias, expressar
opiniões, formular e responder perguntas, relatar fatos, sem sair do assunto tratado,
respeitando o turno de fala.
2. Escutar, interpretar e recontar textos de diferentes gêneros, respeitando suas
características e mantendo a sequência lógica dos acontecimentos.
3. Identificar, em situações de leitura, os elementos que organizam e estruturam os diversos
gêneros textuais.
4. Ler utilizando estratégias de leitura (antecipação, seleção, verificação e inferência), a
partir de indícios gráficos e icônicos.
5. Entender o sentido das palavras e expressões desconhecidas nos textos, explorando o
dicionário, quando necessário.
6. Reconhecer nas práticas diárias de leituras de diferentes gêneros textuais seus diversos
propósitos (ler para se divertir, para buscar informações, para estudar, para resolver
problemas, entre outros).
7. Identificar a ideia central de textos de diferentes gêneros.
8. Localizar as informações explícitas em textos de diferentes gêneros.
9. Comparar textos (lidos ou ouvidos) com o mesmo assunto com diferentes pontos de vista.
10. Reconhecer e utilizar diferentes tipos de letras nos diversos gêneros e suportes textuais.
11. Apropriar-se do traçado da letra cursiva e utilizá-la em situações de escrita.
12. Identificar nos textos lidos e utilizar progressivamente nos textos produzidos convenções
da língua escrita, como letra maiúscula e minúscula, segmentação de palavras e
regularidades diretas da ortografia.

23
13. Conhecer e utilizar pontuação simples, como ponto final, ponto de interrogação e vírgula,
em textos produzidos.
14. Identificar as variedades linguísticas orais, valorizando-as como diferenças culturais,
regionais e sociais.
15. Planejar a elaboração de textos orais e escritos, considerando o contexto de produção, os
interlocutores, a finalidade, o suporte, a linguagem, entre outros.
16. Produzir textos orais e escritos de diferentes gêneros textuais, considerando a organização
textual, a função social, a finalidade e os aspectos linguístico-discursivos.
17. Revisar e reelaborar os textos coletivamente, com apoio na leitura e intervenção do
professor.

3º ANO

1. Falar e escutar em diferentes situações cotidianas, expressando opiniões e argumentando


de forma coerente e coesa.
2. Escutar, interpretar e recontar textos de diferentes gêneros, respeitando suas
características e mantendo a sequência lógica dos acontecimentos.
3. Escutar textos de diferentes gêneros, inferindo sobre alguns elementos de
intencionalidade implícita (sentido figurado, humor, entre outros).
4. Identificar, em situações de leitura, os elementos que organizam e estruturam os diversos
gêneros textuais.
5. Ler utilizando estratégias de leitura (antecipação, seleção, verificação e inferência).
6. Entender o sentido das palavras e expressões desconhecidas nos textos, buscando no
dicionário a definição mais adequada ao contexto de uso e a verificação da escrita de uma
palavra.
7. Reconhecer e comparar nas práticas diárias de leituras de diferentes gêneros textuais seus
diversos propósitos (ler para se divertir, para buscar informações, para estudar, para
resolver problemas, entre outros).
8. Identificar e compreender a ideia central de textos de diferentes gêneros.
9. Localizar as informações explícitas em textos de diferentes gêneros, relacionando-as à
ideia principal.
10. Comparar textos (lidos ou ouvidos) com o mesmo assunto com diferentes pontos de vista.

24
11. Utilizar progressivamente convenções ortográficas da língua escrita, como regularidades
contextuais e irregularidades nos textos produzidos.
12. Utilizar alguns sinais de pontuação, como ponto final, pontos de exclamação e
interrogação, dois-pontos, travessão, vírgula e ponto e vírgula, em textos produzidos.
13. Identificar a aplicabilidade dos recursos coesivos (conjunções, pronomes, preposições e
advérbios) nos textos lidos e produzidos.
14. Identificar e distinguir as variedades linguísticas orais e escritas, valorizando-as como
diferenças culturais, regionais e sociais.
15. Identificar a aplicabilidade da flexão das palavras (gênero, número e grau) nos textos
orais e escritos.
16. Identificar a aplicabilidade da concordância verbal e nominal nos textos orais e escritos.
17. Planejar a elaboração de textos orais e escritos, considerando o contexto de produção, os
interlocutores, a finalidade, o suporte, a linguagem, entre outros, organizando roteiros de
produção.
18. Produzir textos orais e escritos de diferentes gêneros textuais, considerando a organização
textual, a função social, a finalidade e os aspectos linguístico-discursivos.
19. Revisar e reelaborar os textos em situações coletivas e individuais, evitando repetições,
melhorando argumentos e adequando os sentidos.

4º ANO

1. Falar e escutar em diferentes situações comunicativas formais e informais, argumentando


de forma coerente e coesa, manifestando opiniões e reformulando-as.
2. Escutar e interpretar textos de diferentes gêneros, apropriando-se de suas características,
considerando a temporalidade e a causalidade dos acontecimentos.
3. Recontar textos de diferentes gêneros, utilizando-se de alguns recursos expressivos
(entonação, modulação de voz e gestualidade).
4. Escutar textos de diferentes gêneros, inferindo sobre alguns elementos de
intencionalidade implícita (sentido figurado, humor, entre outros).
5. Expor trabalhos oralmente e ouvir com atenção a exposição de colegas, percebendo que o
tempo de manutenção da fala é mais longo nessa situação.
6. Identificar e distinguir, em situações de leitura, os elementos que organizam e estruturam
os diversos gêneros textuais.

25
7. Ler utilizando estratégias de leitura (antecipação, seleção, verificação e inferência).
8. Identificar no dicionário o sentido das palavras e expressões desconhecidas, a definição
mais adequada ao contexto de uso e a verificação da escrita de uma palavra.
9. Selecionar textos de diferentes gêneros de acordo com um propósito de leitura (ler para se
divertir, buscar informações, estudar, resolver problemas, entre outros).
10. Identificar, compreender e interpretar a ideia central de textos de diferentes gêneros.
11. Localizar as informações explícitas e inferir informações implícitas em textos de
diferentes gêneros, relacionando-as à ideia principal.
12. Estabelecer relações entre textos (lidos ou ouvidos) com o mesmo assunto em diferentes
abordagens, comparando pontos de vista.
13. Utilizar progressivamente convenções ortográficas da língua escrita, como regularidades
contextuais e irregularidades nos textos produzidos.
14. Analisar e pontuar os textos produzidos de diferentes gêneros.
15. Identificar, nos textos, o uso dos discursos direto e indireto.
16. Identificar a aplicabilidade dos recursos coesivos (conjunções, pronomes, preposições e
advérbios) nos textos lidos e produzidos.
17. Identificar as marcas das variedades linguísticas orais e escritas e o grau de formalidade
(formal e informal), valorizando as diferenças culturais, regionais e sociais.
18. Aplicar a flexão das palavras (gênero, número e grau) nos textos produzidos, orais e
escritos.
19. Aplicar a concordância verbal e nominal nos textos orais e escritos.
20. Planejar a elaboração de textos orais e escritos, considerando o contexto de produção, os
interlocutores, a finalidade, o suporte, a linguagem, entre outros, organizando roteiros de
produção e rascunhos.
21. Produzir textos orais e escritos de diferentes gêneros textuais, considerando a organização
textual, função social, finalidade e aspectos linguístico-discursivos.
22. Revisar e reelaborar os textos em situações coletivas e individuais, evitando repetições,
melhorando argumentos e adequando os sentidos, por meio da análise da língua.

26
5º ANO

1. Falar e escutar em diferentes situações comunicativas formais e informais, expressando


opiniões, posicionando-se com autonomia, respeito e criticidade, sendo capaz de
estabelecer negociações e acordos.
2. Escutar e interpretar, textos de diferentes gêneros, apropriando-se de suas características,
considerando a temporalidade e a causalidade dos acontecimentos.
3. Recontar textos de diferentes gêneros, utilizando-se de alguns recursos expressivos
(entonação, modulação de voz e gestualidade)
4. Escutar diferentes gêneros textuais, inferindo alguns elementos de intencionalidade
implícita (sentido figurado, humor, entre outros), reconhecendo o contexto e alguns
elementos não linguísticos (expressão facial, entonação e gestos).
5. Expor oralmente resultados de pesquisa – utilizando recursos gráficos e tecnológicos para
apoio à memória – e ouvir com atenção e interesse a exposição de colegas.
6. Identificar e distinguir, em situações de leitura, os elementos que organizam e estruturam
os diversos gêneros textuais.
7. Ler utilizando estratégias de leitura (antecipação, seleção, verificação e inferência).
8. Identificar no dicionário o sentido das palavras e expressões desconhecidas, a definição
mais adequada ao contexto de uso e a verificação da escrita de uma palavra.
9. Selecionar textos de diferentes gêneros de acordo com um propósito de leitura (ler para se
divertir, para buscar informações, para estudar, para resolver problemas, entre outros).
10. Identificar, compreender e interpretar a ideia central de textos de diferentes gêneros.
11. Localizar as informações explícitas e inferir informações implícitas em textos de
diferentes gêneros, relacionando-as à ideia principal.
12. Estabelecer relações entre textos (lidos ou ouvidos) com o mesmo assunto em diferentes
abordagens, comparando pontos de vista.
13. Utilizar progressivamente convenções ortográficas da língua escrita, como regularidades
contextuais e irregularidades nos textos produzidos.
14. Analisar e pontuar os textos produzidos de diferentes gêneros.
15. Identificar e utilizar, nos textos, os discursos direto e indireto.
16. Utilizar os recursos coesivos (conjunções, pronomes, preposições e advérbios) nos textos
produzidos para articular frases e/ou parágrafos, eliminando repetições desnecessárias.

27
17. Identificar as marcas das variedades linguísticas orais e escritas e o grau de formalidade
(formal e informal), valorizando as diferenças culturais, regionais e sociais.
18. Aplicar a flexão das palavras (gênero, número e grau) nos textos produzidos, orais e
escritos.
19. Aplicar a concordância verbal e nominal nos textos orais e escritos.
20. Planejar a elaboração de textos orais e escritos, considerando o contexto de produção, os
interlocutores, a finalidade, o suporte, a linguagem, entre outros, organizando roteiros de
produção e rascunhos.
21. Produzir textos orais e escritos de diferentes gêneros textuais, considerando a organização
textual, a função social, a finalidade e os aspectos linguístico-discursivos.
22. Revisar e reelaborar os textos em situações coletivas e individuais, evitando repetições,
melhorando argumentos e adequando os sentidos, por meio da análise da língua.

28
MATEMÁTICA

1º ANO

1. Estimar e contar elementos de coleções em relações de comparação de quantidade,


pareamento, correspondência um a um, classificação e seriação, para construir o conceito
de número.
2. Identificar e utilizar os significados dos números (código, quantidade, ordem e medida)
em diferentes contextos.
3. Contar, em situações lúdicas e cotidianas, em escalas ascendentes e descendentes, de um
em um, de dois em dois, de cinco em cinco, de dez em dez, entre outras contagens.
4. Ler, escrever, comparar e ordenar números naturais em diferentes contextos.
5. Identificar e utilizar as regularidades do sistema de numeração decimal para nomear, ler e
escrever números.
6. Compreender ideias de adição e de subtração por meio de estratégias pessoais de cálculo,
utilizando diferentes formas para representar os resultados.
7. Compreender ideias de multiplicação e de divisão, por meio de estratégias pessoais de
cálculo, utilizando diferentes formas para representar os resultados.
8. Identificar figuras geométricas planas (triângulo, quadrado, círculo, retângulo, entre
outras), estabelecendo relações com objetos do cotidiano.
9. Identificar pontos de referência para deslocar-se no espaço escolar, representando
pequenos trajetos e percursos.
10. Localizar e representar a posição de pessoas e objetos no espaço escolar, utilizando o
vocabulário correspondente a cada situação (“antes”, “depois”, “ao lado”, “entre”,
“dentro”, “fora”, “em cima”, “embaixo”, “direita” e “esquerda”).
11. Conhecer, identificar e utilizar diferentes portadores numéricos (calendário e relógio) em
situações contextualizadas.
12. Antecipar, recordar e descrever oralmente sequências de acontecimentos referentes ao
período de um dia, utilizando o relógio.
13. Medir comprimentos, massas e capacidades em situações cotidianas, utilizando
estratégias pessoais, ainda que sem o uso de unidades de medidas padronizadas,
adequando-as ao contexto.

29
14. Identificar e comparar as cédulas e moedas do sistema monetário brasileiro, em situações
contextualizadas.
15. Registrar dados coletados em tabelas simples, listas e gráficos (de colunas e barras),
lendo e interpretando suas informações.
16. Classificar a ideia de probabilidade em acontecimentos cotidianos (“acontecerá com
certeza”, “talvez aconteça” ou “é impossível acontecer”).

2º ANO

1. Utilizar diferentes estratégias para quantificar e ordenar elementos de uma coleção, entre
elas, contagem, pareamento, estimativa e correspondência de agrupamentos.
2. Utilizar e estabelecer relações entre os números naturais e seus significados (código,
quantidade, ordem e medida) em diferentes contextos.
3. Contar, em situações lúdicas e cotidianas, em escalas ascendentes e descendentes, de um
em um, de dois em dois, de cinco em cinco, de dez em dez, entre outras contagens.
4. Ler, escrever, comparar e ordenar números naturais em diferentes contextos.
5. Identificar e utilizar as regularidades do sistema de numeração decimal para nomear, ler,
escrever, compor e decompor números.
6. Conhecer os procedimentos de cálculo com estimativas e aproximações, por meio de
cálculo mental, cálculo escrito ou uso de calculadora.
7. Compreender ideias de adição e de subtração, por meio de estratégias variadas (pessoais,
convencionais), utilizando diferentes formas para representar os resultados.
8. Compreender ideias de multiplicação e de divisão, por meio de estratégias variadas
(pessoais, convencionais), utilizando diferentes formas para representar os resultados.
9. Classificar e comparar figuras geométricas planas (triângulo, quadrilátero e círculo) em
situações contextualizadas.
10. Conhecer e comparar sólidos geométricos (pirâmide, esfera, cilindro, cubo, entre outros).
11. Identificar pontos de referência para deslocar-se nos diferentes espaços, representando
pequenos trajetos e percursos.
12. Localizar e representar a posição de pessoas e objetos no espaço, utilizando o vocabulário
correspondente a cada situação (“antes”, “depois”, “ao lado”, “entre”, “dentro”, “fora”,
“em cima”, “embaixo”, “direita” e “esquerda”).

30
13. Identificar e utilizar as unidades de medida de tempo (dia, semana, mês e ano),
consultando o calendário.
14. Ler e comparar horas, em relógios digitais e de ponteiros.
15. Resolver problemas contextualizados que envolvam unidades de medida (comprimento,
massa e capacidade) padronizadas e não padronizadas.
16. Conhecer, identificar e utilizar os instrumentos de medida (régua, trena, balança e
termômetro), reconhecendo suas funções.
17. Utilizar cédulas e moedas do sistema monetário brasileiro para resolver problemas
contextualizados.
18. Elaborar e organizar tabelas simples e gráficos de colunas e de barras, utilizando dados
coletados previamente.
19. Ler e interpretar informações em tabelas simples e gráficos de colunas e de barras.
20. Classificar a ideia de probabilidade em acontecimentos cotidianos (acontecimentos
prováveis, pouco prováveis e improváveis).

3º ANO

1. Utilizar diferentes estratégias para quantificar e ordenar elementos de uma coleção, entre
elas, contagem, pareamento, estimativa e correspondência de agrupamentos.
2. Utilizar e estabelecer relações entre os números naturais e seus significados (código,
quantidade, ordem e medida) em diferentes contextos.
3. Contar, em situações lúdicas e cotidianas, em escalas ascendentes e descendentes, de um
em um, de dois em dois, de cinco em cinco e de dez em dez, entre outras contagens, a
partir de qualquer número dado.
4. Ler, escrever, comparar e ordenar números naturais em diferentes contextos.
5. Identificar e utilizar as regularidades do sistema de numeração decimal para nomear, ler,
escrever, compor e decompor números.
6. Utilizar estimativas e aproximações, por meio de cálculo mental, cálculo escrito ou uso
de calculadora.
7. Interpretar, resolver e formular problemas contextualizados que envolvam a adição, a
subtração, a multiplicação e a divisão nas suas diferentes ideias, utilizando representações
pessoais e convencionais de cálculo com os números naturais.

31
8. Identificar, comparar e descrever sólidos geométricos (pirâmide, esfera, cilindro e cubo),
em situações contextualizadas.
9. Identificar semelhanças e diferenças entre figuras planas e espaciais, (quadrados e cubos,
retângulos e paralelepípedos, pirâmides e triângulos, esferas e círculos).
10. Identificar e descrever deslocamentos e localização de pessoas e objetos no espaço,
considerando mais de um ponto de referência e mudanças de direção.
11. Descrever e representar a movimentação de pessoas e objetos no espaço, utilizando o
vocabulário correspondente a cada situação.
12. Compreender a ideia de perímetro de figuras planas que envolvam ambientes próximos
aos estudantes.
13. Utilizar régua e malha quadriculada para traçar quadrados e retângulos, preenchendo
superfícies planas e contornos de figuras.
14. Relacionar as unidades de medida de tempo (dia, semana, mês, bimestre, semestre e ano),
utilizando o calendário em situações contextualizadas.
15. Relacionar as unidades de medida de tempo (horas, minutos e segundos) em situações
contextualizadas.
16. Resolver problemas que envolvam unidades de medida (comprimento, massa, capacidade
e temperatura).
17. Utilizar os instrumentos de medida (régua, metro, fita métrica e termômetro), para
resolver problemas em diversas situações.
18. Utilizar cédulas e moedas do sistema monetário brasileiro para resolver problemas
contextualizados.
19. Elaborar e organizar tabelas simples e gráficos de colunas e de barras, utilizando dados
coletados previamente.
20. Ler e interpretar informações em tabelas simples e gráficos de colunas e de barras.
21. Resolver problemas com dados organizados em tabelas simples e gráficos de colunas e de
barras.
22. Classificar a ideia de probabilidade em quaisquer acontecimentos (acontecimentos
prováveis, pouco prováveis e improváveis).

32
4º ANO

1. Conhecer e utilizar os significados dos números nas formas fracionária (parte e todo,
quociente e razão) e decimal em diferentes contextos.
2. Estabelecer relações entre os números nas formas fracionária e decimal, resolvendo
problemas contextualizados.
3. Conhecer as diferentes formas de aplicação da porcentagem em situações concretas.
4. Comparar e ordenar (maior, menor, igual) os números fracionários e decimais, utilizando
a reta numérica.
5. Identificar e utilizar as regularidades do sistema de numeração decimal para nomear, ler,
escrever, compor e decompor números.
6. Utilizar estimativas, arredondamentos e aproximações, por meio de cálculo mental,
cálculo escrito ou uso de calculadora.
7. Interpretar, resolver e formular problemas contextualizados que envolvam a adição, a
subtração, a multiplicação e a divisão nas suas diferentes ideias, utilizando representações
pessoais e convencionais de cálculo com os números naturais.
8. Interpretar e resolver problemas que envolvam a adição, a subtração, a multiplicação e a
divisão, com números na forma decimal.
9. Interpretar e resolver problemas que envolvam a adição e a subtração com números na
forma fracionária.
10. Conhecer os sistemas de numeração egípcia, maia e romana, comparando-os com o
sistema de numeração decimal.
11. Reconhecer e analisar padrões de uma sequência numérica e geométrica.
12. Planificar os sólidos geométricos, identificando as superfícies poligonais que os
compõem (regiões triangulares, quadradas, retangulares e circulares).
13. Identificar semelhanças e diferenças entre figuras planas e espaciais, (quadrados e cubos,
retângulos e paralelepípedos, pirâmides e triângulos, esferas e círculos).
14. Conhecer os ângulos de 90° e seus traçados.
15. Descrever e representar a movimentação de uma pessoa ou objeto no espaço, explorando
a construção de trajetos.
16. Resolver problemas que envolvam a área e o perímetro de figuras planas, sem o uso de
fórmulas.

33
17. Ampliar e reduzir figuras planas com o uso de malhas pontilhadas, triangulares e
quadriculadas.
18. Estabelecer relações e realizar conversões utilizando unidades de medida de tempo
(segundo, minuto e hora) para formular e resolver problemas.
19. Estabelecer relações e realizar conversões utilizando as unidades de medida usuais de
comprimento (milímetro, centímetro, metro e quilômetro), massa (quilograma, grama,
miligrama e tonelada) e capacidade (litro e mililitro) para formular e resolver problemas.
20. Resolver problemas contextualizados que envolvam o sistema monetário brasileiro, em
situações de pagamento à vista, parcelado, com acréscimo, com desconto e com situações
de troco.
21. Elaborar e organizar tabelas simples e gráficos de colunas e de barras, utilizando dados
coletados previamente.
22. Analisar e explicar informações em tabelas (simples e de dupla entrada) e gráficos
(colunas, barras, linhas e setores).
23. Resolver problemas com dados organizados em tabelas (simples e de dupla entrada) e em
gráficos (colunas, barras, linhas e setores).
24. Explorar e utilizar a noção de probabilidade por meio da resolução de problemas simples.

5º ANO

1. Utilizar os significados dos números nas formas fracionária (parte e todo, quociente e
razão) e decimal em diferentes contextos.
2. Estabelecer relações entre fração e porcentagem, resolvendo problemas contextualizados.
3. Identificar e produzir frações equivalentes, por meio da observação, elaboração de
representações gráficas e simplificação.
4. Reconhecer, associar e escrever uma mesma quantidade nas representações fracionária,
decimal e percentual.
5. Comparar e ordenar (maior, menor, igual) os números fracionários e decimais, utilizando
a reta numérica.
6. Analisar as regularidades do sistema de numeração decimal para nomear, ler, escrever,
compor e decompor números.
7. Utilizar estimativas, arredondamentos e aproximações, por meio de cálculo mental,
cálculo escrito ou uso de calculadora.

34
8. Interpretar, resolver e formular problemas contextualizados com números naturais,
decimais e fracionários, utilizando representações pessoais e convencionais de cálculo.
9. Utilizar o sistema de numeração romana em diferentes situações.
10. Elaborar e analisar sequências numéricas e geométricas.
11. Comparar os poliedros (prismas e pirâmides), identificando suas faces, arestas e vértices.
12. Analisar as semelhanças e as diferenças entre corpos redondos (cones, cilindros e
esferas).
13. Classificar triângulos (escaleno, isósceles e equilátero) e quadriláteros (quadrado,
retângulo, trapézio e paralelogramo).
14. Identificar as semelhanças e as diferenças entre os polígonos, utilizando critérios como
números de lados, ângulos e eixos de simetria.
15. Descrever e representar a movimentação de uma pessoa ou objeto no espaço, explorando
a construção de trajetos.
16. Resolver problemas que envolvam a área e o perímetro de figuras planas, sem o uso de
fórmulas.
17. Ampliar e reduzir figuras planas com o uso de malhas pontilhadas, triangulares e
quadriculadas.
18. Estabelecer relações e realizar conversões utilizando unidades de medida de tempo
(segundo, minuto, hora, dia, mês e ano) para formular e resolver problemas.
19. Estabelecer relações e realizar conversões entre múltiplos e submúltiplos de unidades de
medida (comprimento, massa e capacidade) para formular e resolver problemas.
20. Resolver problemas contextualizados que envolvam o sistema monetário brasileiro, em
situações de pagamento à vista, parcelado, com acréscimo, com desconto e com situações
de troco.
21. Organizar e analisar dados nas mais diversas situações em tabelas simples e em gráficos
de barras, de linhas e de colunas.
22. Analisar e explicar informações em tabelas (simples e de dupla entrada) e em gráficos
(colunas, barras, linhas e setores).
23. Resolver problemas com dados organizados em tabelas (simples e de dupla entrada) e em
gráficos (colunas, barras, linhas e setores).
24. Utilizar noções de probabilidade por meio da resolução de problemas simples.

35
36
ARTE

6º ANO

1. Desenvolver e explorar as diversas formas do desenho (observação, de memorização, em


perspectiva), em projetos individuais e coletivos, nas mídias impressas: caricaturas,
estilização, histórias em quadrinhos, tiras de humor, charges, cartuns e outros.
2. Conhecer e explorar os diversos materiais como recurso: argila, madeira, plástico, metal e
papéis, para manufaturas de produtos artísticos bidimensionais e tridimensionais em
projetos visuais.
3. Realizar leituras, releituras e criações a partir de investigações das produções da história
da Arte, utilizando-se dos elementos formais (ponto, linha, forma, cor, textura, luz); dos
suportes (tela, madeira, bronze, mármore, argila, compu
tador); das técnicas (desenho, gravura, escultura, fotografia, imagem digital); dos
elementos afetivos (o que vê e sente, emoção, sensação); dos elementos perceptivos
(movimento, ritmo, som, calor, frio, equilíbrio) e dos elementos cognitivos (informações
contextuais, conhecimentos estéticos e outros).
4. Conhecer os principais elementos da história da Arte no Brasil e no mundo, identificando
e contextualizando a produção dos diversos períodos históricos: Pré-História;
Antiguidade; Idade Média; Idade Moderna e Idade Contemporânea.
5. Apreciar a produção artística individual e coletiva, regional, nacional e internacional, nos
espaços culturais (museus, manifestações culturais populares, teatros, espetáculos
artísticos, exposições, etc) ou através de reproduções, sistematizando sua ação/fruição
diante da experiência estética vivenciada.
6. Identificar, conceituar e contextualizar os elementos da gramática visual (como: ponto,
linha, plano, texturas, proporção) e sua utilização nas diversas expressões artísticas
(pintura, arquitetura, escultura, desenho, gravura, fotografia).
7. Dialogar e refletir sobre as experiências vividas na construção plástica, utilizando-se de
diferentes formas de registro diário para a sistematização. Assim como analisar as formas
visuais presentes na própria produção e na dos colegas.
8. Conhecer e explorar os elementos formais da cultura dos povos indígenas, nas suas
multiculturalidades, reconhecendo suas influências nas produções das linguagens
artísticas (visual, dança, música e teatro).

37
9. Conhecer e explorar os elementos formais das culturas afro-brasileira e africana, nas suas
multiculturalidades, reconhecendo suas influências nas produções das linguagens
artísticas (visual, dança, música e teatro)
10. Perceber, conhecer e explorar os diversos elementos das modalidades sonoras,
reconhecendo os elementos musicais básicos quanto à forma, exemplo: sons, frases,
partes, elementos que se repetem, paisagem sonora, gesto sônico, expressão gráfica do
som.
11. Observar e explorar os sons nos diversos espaços circundantes e/ou em gravações (cds,
rádios, mp3, Internet), apreciando obras musicais de diversos gêneros, estilos, épocas e
culturas, tanto da produção musical brasileira, quanto de outros povos e países.
Compreender a multiplicidade do universo da música nos diversos períodos históricos.
12. Explorar e apreciar a produção sonora utilizando o corpo como veículo expressivo,
experimentando esteticamente a sonoridade intencional e não-intencional do corpo.
13. Explorar e analisar os padrões rítmicos e melódicos presentes nos diversos gêneros
musicais, relacionando artistas e estilos e procurando contextualizá-los dentro do
universo sociocultural.
14. Perceber os sons e expressar-se por meio de improvisações, composições e interpretações
musicais nos diversos gêneros (MPB, rock, samba e outros gêneros).
15. Explorar as atividades corporais relativas à elevação do solo, percebendo o esforço e os
apoios - pulos, piruetas, movimentos coreográficos -, utilizando-os como elementos
expressivos, conhecer os elementos constituintes da coreografia (frases de dança,
ordenação das ações, ritmo, postura corporal) a partir de agrupamentos e organização dos
movimentos.
16. Desenvolver combinações de ações básicas de esforço corporal, como: retorcer-se,
pressionar, deslizar, flutuar, bem como desenvolver figuras e desenhos gestuais,
utilizando diversas partes do corpo.
17. Apreciar e elaborar composições criativas que integrem músicas (instrumentais,
populares, infantis, regionais, folclóricas) e movimentos corporais.
18. Criar, combinar e executar frases coreográficas que expressem ideias e sentimentos,
refletindo sobre a cooperação coletiva e utilizando diversos ritmos.
19. Investigar e conhecer a história da dança nos diversos gêneros, estilos, épocas e culturas,
tanto da produção brasileira, quanto de outros povos e países.

38
20. Conhecer as propriedades expressivas presentes nas diversas modalidades teatrais
(fantoches, sombra, bonecos e outros). Assim como investigar as manifestações teatrais
da comunidade e região em que vive.
21. Explorar a voz e a interpretação vocal como elementos expressivos teatrais.
22. Investigar e apreciar a história do teatro nos diversos gêneros, estilos, épocas e culturas,
tanto da produção brasileira, quanto de outros povos e países.
23. Interagir e dialogar, durante a criação teatral, sobre as dificuldades apresentadas nas
criações pessoais e grupais e no processo vivenciado e investigar e refletir criticamente
sobre a importância do corpo e da gestualidade no trabalho teatral.

7º ANO

1. Investigar a diversidade dos novos veículos artísticos, tecnológicos e digitais (obras,


video game, arte eletrônica, fotografia digital, web art, cinema, blogs, acervos e museus
virtuais e outros) das artes visuais, suas inserções no cotidiano e suas influências
culturais.
2. Conhecer e desenvolver projetos visuais explorando o espaço físico: instalações artísticas,
ocupações ambientais, painéis e construções interativas.
3. Desenvolver desenho de imaginação, integrando criação literária e visual: contos,
reportagens, poemas, história em quadrinhos.
4. Realizar leituras, releituras e produções a partir dos conhecimentos da história da Arte,
utilizando-se dos elementos formais (ponto, linha, forma, cor, textura, luz, etc.); dos
suportes (tela, madeira, bronze, mármore, argila, computador); das técnicas (desenho,
gravura, escultura, fotografia, imagem digital); dos elementos afetivos (o que vê e sente,
emoção, sensação); dos elementos perceptivos (movimento, ritmo, som, calor, frio) e dos
elementos cognitivos (informações contextuais, conhecimentos estéticos).
5. Compreender e identificar a linguagem estética dos povos indígenas, contextualizando-a
na nossa herança cultural: plumagens, pigmentos, pinturas, tatuagens, máscaras,
cerâmicas, adereços ritualísticos, entre outros.
6. Investigar e estabelecer relações entre os elementos da arte brasileira, identificando a
produção dos diversos períodos históricos: Pré-História brasileira; Barroco brasileiro;
Semana de Arte Moderna de 1922; Modernismo brasileiro.

39
7. Apreciar e investigar a produção artística individual e coletiva, regional, nacional e
internacional, nos espaços culturais (museus, manifestações culturais populares, teatros,
espetáculos artísticos, exposições) ou por meio de reproduções, sistematizando sua
ação/fruição diante da experiência estética vivenciada.
8. Identificar e produzir as diferentes técnicas (escultura, desenho, gravura, fotografia,
pintura) e estilos (barroco, impressionista, expressionista, abstrato, geométrico, etc.)
presentes na criação visual.
9. Investigar sobre os profissionais de curadoria e suas intencionalidades e refletir sobre a
organização de exposições como “alunos-curadores” de suas próprias produções.
10. Investigar as produções históricas da cultura dos povos indígenas, nas suas
multiculturalidades, refletindo sobre suas influências nas produções artísticas das
linguagens (dança, música, teatro e visual) na cultura nacional.
11. Investigar as produções históricas das culturas afro-brasileira e africana, nas suas
multiculturalidades, refletindo sobre suas influências nas produções artísticas das
linguagens ( dança, música, teatro e visual) na cultura nacional.
12. Conceituar e explorar os elementos constitutivos da música: ritmo, melodia, harmonia e
timbre e expressar-se por meio de sons, refletindo sobre a força empregada e a
intensidade sonora produzida.
13. Investigar as novas tecnologias nos diversos gêneros e sistemas musicais existentes, seus
elementos e códigos (acústicos, de vídeo, DVD, gravadores, alto-falantes, MP3).
14. Explorar, expressar-se e produzir os sons e o silêncio utilizando a voz, o corpo e os
diversos materiais sonoros, reconhecendo a música como produto cultural do ser humano
e importante forma de conhecer e representar o mundo.
15. Compor, improvisar, interpretar e apreciar a linguagem musical, aplicando os elementos
rítmicos, melódicos, de timbre e harmonia, pelo contato com obras diversas.
16. Explorar e coordenar novas formas e combinações de movimentos nas composições
coreográficas (movimentos altos, baixos, rítmicos, lentos, harmoniosos e outros),
compreendendo as possibilidades de exploração espacial do próprio corpo.
17. Explorar e exercitar os movimentos como veículo expressivo, trabalhando de forma
combinada a localização espacial, a forma do movimento e seu conteúdo dinâmico, por
exemplo, o esforço para compreender a criação de frases gestuais. Assim, explorar os
diversos fatores do movimento, como qualidade, peso, tempo, planos, espaço, fluência.

40
18. Expressar ideias e sentimentos, trabalhando as criações gestuais no próprio corpo, no do
outro ou em suportes diversos (elásticos, barbantes, tintas, papéis, argila e outros
materiais), de forma a compreender o processo de elaboração gestual, coreografando os
movimentos na criação de composições em dança.
19. Encenar em grupo a partir de lendas e obras teatrais, participando de jogos teatrais e
dramatizações.
20. Investigar e refletir sobre a história da dança para apreciar os diversos gêneros, estilos,
épocas e culturas, tanto da produção brasileira quanto de outros povos e países.
21. Conhecer, apreciar e compreender as diversas modalidades teatrais (fantoches, bonecos,
sombra, de rua) existentes na comunidade e na região. Assim como, investigar
informações sobre o universo teatral (peças teatrais recentes apresentadas na cidade ou
região, diretores de teatro, atores que a cidade ou região possui) em diversas fontes.
22. Identificar os diversos recursos existentes no teatro: figurino, cenário, adereço, palco,
iluminação e som, produzindo-os no desenvolvimento das criações teatrais e esquetes.
23. Conhecer a história do teatro para apreciar os diversos gêneros, estilos, épocas e culturas,
tanto da produção brasileira quanto de outros povos e países.
24. Investigar e conhecer a pluralidade dos diversos papéis sociais existentes na comunidade
e na sociedade em geral como elemento da construção da linguagem teatral.

8º ANO

1. Reconhecer a arte contemporânea e criar composições utilizando técnicas, suportes e


meios para desenvolver processos de reprodução artística (gravura com diversos
materiais, serigrafia, estêncil), utilizando os elementos formais como possibilidade de
investigação e expressão artística.
2. Desenvolver e criar, no campo plástico tridimensional, composições artísticas,
empregando diversos meios expressivos, como argila, madeira e materiais recicláveis,
ampliando a consciência do uso de diversos materiais.
3. Conhecer, apreciar e criar projetos e produções da linguagem arquitetônica
(construções, mosaicos, fachadas, azulejarias, calçadas e pisos, etc), desenvolvendo
maquetes, croquis e outros.
4. Criar composições integrando criação literária e visual, ampliando os conceitos
artísticos visuais na ilustração de poesias, nos desenhos de caricaturas, nos desenhos

41
de estilização, na construção de charges humorísticas, valorizando as formas de
expressões artísticas.
5. Realizar leituras, releituras e criações a partir de investigações das produções da
história da Arte, utilizando-se dos elementos formais (ponto, linha, forma, cor textura,
luz); dos suportes (tela, madeira, bronze, mármore, argila, computador); das técnicas
(desenho, gravura, escultura, fotografia, imagem digital); dos elementos afetivos (o
que vê e sente, emoção, sensação); dos elementos perceptivos (movimento, ritmo,
som, calor, frio) e dos elementos cognitivos (informações contextuais, conhecimentos
estéticos e outros).
6. Observar e analisar as formas visuais na natureza e no meio social, comparando,
estabelecendo relações entre os seus elementos constituintes (ponto, linha, plano,
textura, cores, luz, etc) e compreendendo sua presença na produção artística (obras,
períodos artísticos, contextos históricos).
7. Apreciar e refletir sobre os elementos da Arte no Brasil e no mundo, estabelecendo
relações entre elas e identificando a produção dos diversos períodos históricos: Pré-
História; Antiguidade; Idade Média; Idade Moderna e Idade Contemporânea.
8. Apreciar e pesquisar as atividades artísticas dos diferentes produtores regional,
nacional e internacional, como forma de valorizar e reconhecer o patrimônio histórico,
cultural e artístico, nos espaços culturais físicos ou virtuais, (museus, manifestações
culturais populares, teatros, espetáculos artísticos, exposições, sítio da Internet e
outros espaços), identificando sua ação/fruição diante da experiência estética
vivenciada.
9. Apreciar e experimentar as diversas técnicas (como: desenho, gravura, escultura,
pintura, fotografia, imagem digital) e estilos (barroco, impressionista, expressionista,
abstrato, geométrico, entre outros) presentes na criação pessoal e coletiva, na arte
regional, nacional e internacional, assim como estabelecer relações entre elas.
10. Compreender os procedimentos e critérios curatoriais, reconhecendo o fazer artístico,
a fruição e a interação da obra com o observador, por meio de exposições de
produções desenvolvidas.
11. Reconhecer as produções históricas da cultura dos povos indígenas, nas suas
multiculturalidades, refletindo sobre suas influências nas produções artísticas nas
linguagens (música, dança, teatro e visual).

42
12. Reconhecer as produções históricas das culturas afro-brasileira e africana, nas suas
multiculturalidades, refletindo sobre suas influências nas produções artísticas nas
linguagens (música, dança, teatro e visual).
13. Compreender o progressivo desenvolvimento musical, rítmico, melódico e timbrístico
nos processos de compor, improvisar, interpretar e apreciar e utilizar os elementos da
música para expressar-se, interagir com os outros e ampliar seu conhecimento cultural.
14. Produzir composições e interpretações do silêncio e dos sons, dramatizando eventos
sonoros que expressem ideias e sentimentos, empregando a voz e o corpo, fazendo uso
dos sistemas musicais existentes e de seus elementos e códigos (acústicos, vídeo,
DVD, gravadores, alto-falantes, MP3, etc).
15. Produzir e apreciar sons nos diferentes espaços e materiais sonoros, assim como
escutar e apreciar obras musicais, a fim de propiciar contato e experiências com a
matéria-prima da linguagem musical: o som (e suas qualidades) e o silêncio.
16. Utilizar os elementos musicais (como: frases, partes, elementos que se repetem e
estrutura); na criação de colagens musicais (construção em que partes de diversas
músicas são aglutinadas) e outros meios (poesias, paródias e outros).
17. Reconhecer a importância da música, compreendendo como ela está inserida nos
diversos segmentos sociais e criar composições musicais com notações visuais,
propiciando a construção poética de leituras interpretativas das ideias, sentimentos e
emoções a que as obras musicais remetem, nos diferentes grupos culturais (indígenas,
populares, folclóricas, afro-brasileiras), entre outros.
18. Ampliar e desenvolver atividades corporais relativas à elevação do solo, aumentando a
consciência do esforço e dos apoios, como pulos e saltos, utilizando-os como
elementos expressivos (capoeira, break, jogos e outros).
19. Criar figuras e desenhos gestuais, partindo dos movimentos mais simples para os mais
complexos na construção de coreografias, interagindo com os diversos fatores do
movimento (como qualidade, peso, tempo, plano, espaço, fluência, ritmo e
comunicação com o mundo circundante).
20. Conhecer e compreender os elementos expressivos globais presentes na criação teatral
(como expressões gestuais, faciais e corporais; construção de personagens e cenas).
Assim como, criar textos ou esquetes e encenar coletivamente, observando, analisando
e dialogando sobre a produção dos outros grupos e a experiência vivenciada.

43
21. Investigar e apreciar a história da dança nos diversos gêneros, estilos, épocas e
culturas, tanto da produção brasileira quanto de outros povos e países.
22. Interagir com as propriedades expressivas presentes nas diversas modalidades teatrais
(fantoches, sombras, bonecos e outros).
23. Criar cenários, figurinos, maquiagens, adereços, etc., utilizando materiais expressivos
que fazem parte dos elementos que envolvem a produção de cenas e esquetes.
24. Identificar as diversas fontes de informações sobre o universo teatral, reconhecendo
aspectos e informações das obras, assim como dos autores e atores das produções.

9º ANO

1. Criar e elaborar projetos contemporâneos bidimensionais e tridimensionais (pinturas,


graffiti, esculturas, instalações artísticas, assemblagens), utilizando as propriedades dos
diversos materiais como recursos para construção de obras artísticas.
2. Investigar e construir projetos da linguagem arquitetônica, compreendendo as inter-
relações entre o uso do espaço físico habitável e os critérios visuais e estéticos.
3. Criar e desenvolver projetos gráficos (como cartazes, panfletos e fôlderes), elaborando
propostas ou campanhas publicitárias (slogan, mensagens, embalagens de produtos,
logotipos, etc).
4. Realizar leituras, releituras e criações, utilizando-se dos elementos formais (ponto, linha,
forma, cor, textura, luz); dos suportes (tela, madeira, bronze, mármore, argila,
computador); das técnicas (desenho, gravura, escultura, fotografia, imagem digital); dos
elementos afetivos (o que vê e sente, emoção, sensação); dos elementos perceptivos
(movimento, ritmo, som, calor, frio) e dos elementos cognitivos (informações
contextuais, conhecimentos estéticos e outros).
5. Investigar e apreciar as atividades artísticas dos diferentes produtores e suas obras
(artistas, técnicos, cinema, TV, teatro, rádio etc), compreendendo seus papéis na
sociedade.
6. Reconhecer os elementos da história da Arte no Brasil e no mundo, identificando e
contextualizando a produção dos diversos períodos históricos: Missão Artística Francesa;
transição dos séculos XIX e XX e Arte Contemporânea.
7. Apreciar e reconhecer as produções artísticas regionais, nacionais e internacionais, nos
espaços culturais físicos ou virtuais (museus, manifestações culturais populares, teatros,

44
espetáculos artísticos, exposições, sítios da Internet), identificando sua ação/fruição
diante da experiência estética vivenciada.
8. Experimentar e analisar criticamente as diferentes técnicas (desenho, gravura, escultura,
pintura, fotografia, imagem digital) e estilos (barroco, impressionista, expressionista,
abstrato, geométrico e outros) por meio da apreciação de obras originais (acervos,
museus, exposições, espetáculos, apresentações) ou de reproduções.
9. Elaborar registros sobre o processo vivenciado durante a criação teatral (desenhos,
composições visuais ou musicais, registro escrito ou verbal etc).
10. Apreciar e reconhecer as produções históricas da cultura dos povos indígenas, nas suas
multiculturalidades, refletindo sobre suas influências nas produções artísticas nas
linguagens (música, dança, teatro e visual).
11. Apreciar e reconhecer as produções históricas das culturas afro-brasileira e africana, nas
suas multiculturalidades, refletindo sobre suas influências nas produções artísticas nas
linguagens (música, dança, teatro e visual).
12. Interpretar canções utilizando a voz, a expressão corporal, materiais sonoros e
instrumentos musicais, além da diversidade de sons gerados pelos ambientes, bem como
compor trabalhos musicais utilizando as novas tecnologias, seus elementos e códigos e os
sistemas musicais existentes (acústicos, de vídeo, DVD, gravadores, alto-falantes, mp3 e
outros).
13. Produzir e interpretar sons utilizando o corpo como veículo expressivo, descrevendo o
que ouve e sente, reconhecendo em si mesmo os elementos da linguagem musical (como
ritmo, timbre e som).
14. Atuar de forma criadora e transformadora em relação aos gêneros musicais (popular,
erudito, folclórico, sacro) procurando contextualizá-los dentro dos universos sociocultural
e profissional, compreendendo suas multiplicidades dentro dos diversos períodos
históricos.
15. Escutar e estabelecer relações entre as obras musicais de diversos gêneros, estilos, épocas
e culturas, refletindo tanto sobre a produção musical nacional quanto internacional.
Assim como compreender a função dos profissionais da música (como intérpretes,
regentes, compositores, arranjadores) no processo da criação musical e sua influência na
sociedade.

45
16. Criar movimentos em composições coreográficas, tendo o corpo como referência,
aprofundando a noção e a consciência da orientação espacial e os possíveis movimentos
nos planos.
17. Compreender a função dos profissionais da dança (como dançarinos, bailarinos,
coreógrafos, figurinistas) no processo da criação de espetáculos de dança e sua influência
na sociedade.
18. Compreender e reconhecer o processo de elaboração gestual, coreografando
agrupamentos e organizações de movimentos na criação de composições em dança, bem
como aprofundar a sensibilidade utilizando os movimentos como veículo expressivo nas
criações gestuais e frases coreográficas capazes de expressar ideias e sentimentos,
sempre em busca de sentir o próprio corpo e comunicar-se com o mundo.
19. Criar e improvisar na linguagem teatral a partir de estímulos diversificados, tais como
histórias, temas, textos dramáticos, imagens, objetos, sons e poesias. Do mesmo modo, ,
reconhecer e compreender os diferentes gêneros teatrais: comédia, drama, sátira, tragédia,
auto, farsa, entre outros.
20. Compreender a história da dança e como está inserida nos diversos segmentos sociais e
históricos, além de pesquisar e apreciar essa expressão nos diversos gêneros, estilos,
épocas e culturas, tanto no cenário da produção nacional quanto internacional.
21. Apreciar apresentações teatrais, incluindo as da própria escola, contextualizando-as com
as manifestações artísticas locais e reconhecendo a importância do teatro e suas
propriedades expressivas.
22. Investigar o teatro em sua estrutura não aparente: camarins, coxias, balcões, sistema de
iluminação, bastidores, alçapões, salas de ensaio, depósitos de acessórios e o próprio
palco.
23. Compreender a importância da história do teatro, refletindo sobre sua inserção nos
diversos segmentos sociais e históricos, tanto da produção nacional quanto internacional.
24. Compreender a função dos profissionais do teatro (produtores, atores, cenotécnicos,
sonoplastas, cenógrafos, figurinistas, roteiristas, dramaturgos) no processo de criação
teatral e suas influências na sociedade.

46
HISTÓRIA

6º ANO

1. Compreender, com ênfase na história local, que as expressões materiais e imateriais da


cultura se tornam patrimônio.
2. Identificar as marcas da memória e da identidade dos grupos sociais em fontes históricas
diversas.
3. Caracterizar e comparar a cultura dos primeiros grupos humanos que ocuparam a
América antes da chegada dos europeus.
4. Identificar e compreender as culturas africanas da Antiguidade, comparando seus modos
de vida com outras culturas.
5. Compreender a mitologia greco-romana por meio das suas expressões artísticas,
reconhecendo nela o encontro entre duas culturas.
6. Identificar os aspectos históricos e geográficos relacionados à origem de Roma por meio
de interpretações sobre seu mito de origem.
7. Compreender as variadas noções de tempo em sociedades diversas (mítico, cronológico,
entre outros), relacionando-as com as diferentes formas de medição.
8. Identificar e comparar as diversas teorias científicas que explicam o desenvolvimento e a
expansão da humanidade pelo mundo.
9. Identificar e comparar as principais hipóteses e teorias sobre a chegada dos primeiros
seres humanos ao continente americano.
10. Caracterizar e comparar o modo de vida dos povos coletores, caçadores e agricultores,
nos primórdios da humanidade, em diferentes lugares.
11. Caracterizar e comparar os modos de vida das sociedades do Crescente Fértil.
12. Analisar a importância da religião na formação das monarquias teocráticas do Crescente
Fértil.
13. Caracterizar e comparar os modos de vida dos povos que formaram as atuais Índia e
China.
14. Caracterizar e comparar os aspectos da organização política das diferentes Cidades-
Estados gregas e seus modos de vida, percebendo a unidade cultural e a diversidade
política entre elas.

47
15. Compreender os conflitos sociais e políticos nas diversas fases da história da Roma
Antiga, relacionando-os à formação do Império Romano.
16. Identificar os aspectos que compõem a cultura expansionista romana (padronização
econômica, social e política, a convivência com diferentes culturas e etc.).
17. Comparar diferentes períodos históricos, identificando e estabelecendo relações entre
passado e presente, com ênfase no caráter processual da História.
18. Produzir registros e relatos com base em observações, coleta de dados, leituras,
comparações e interpretações sobre fontes históricas de natureza diversificada: textos de
livros e periódicos, documentos, entrevistas, depoimentos, fotografias, mapas e objetos da
cultura material.
19. Identificar em textos historiográficos e documentos, a autoria, a época de produção, o
tempo histórico e o assunto abordado, identificando nestas fontes os argumentos, as
explicações e as intencionalidades dos seus autores.
20. Criar hipóteses e expressar, por meio de diferentes linguagens (oral, escrita e visual),
opiniões e argumentações sobre os fatos históricos a partir da pesquisa em fontes
diversificadas.

7º ANO

1. Analisar as diferentes representações sobre a Idade Média, considerando as contribuições


desse período para a cultura ocidental.
2. Compreender o fato histórico conhecido como “queda de Roma” (476 d.C.),
relacionando-o ao surgimento dos reinos bárbaros na Europa ocidental.
3. Compreender que a sociedade feudal resultou da combinação de instituições romanas e
germânicas.
4. Compreender o conceito de império por meio da análise das estruturas políticas dos
Impérios Carolíngio, Bizantino e Romano-Germânico e sua relação de continuidade com
o Império Romano.
5. Identificar as ordens que compunham a sociedade estamental e analisar a autoridade da
Igreja católica e as relações de poder que caracterizavam a Idade Média.
6. Compreender a expansão islâmica na Europa, África e Ásia relacionando-a com a
importância da religião muçulmana no mundo contemporâneo.

48
7. Compreender o processo de formação das monarquias nacionais de Espanha e Portugal,
relacionando-o ao período anterior de dominação árabe sobre a Península Ibérica.
8. Identificar as diversas culturas africanas pré-coloniais, por meio da análise da arte,
religião, economia, política e etc., dos reinos de Axum, Congo e dos impérios de Gana,
Mali e Songai.
9. Relacionar o Renascimento comercial e urbano às diversas transformações artísticas,
filosóficas, técnicas e científicas ocorridas na Europa a partir do século XIII.
10. Comparar a mentalidade da Europa renascentista com a da sociedade medieval.
11. Compreender a Reforma e a Contrarreforma, assim como seus desdobramentos na
Europa e na América.
12. Relacionar o absolutismo às práticas mercantilistas, destacando a importância de ambos
para o processo de desenvolvimento do capitalismo.
13. Compreender o processo de ocupação do espaço na América pré-colombiana, por meio
da análise da arte, religião, economia, política e etc., dos incas, maias, astecas e demais
grupos indígenas.
14. Compreender o processo de colonização europeia no período moderno, analisando seus
impactos na América e na África.
15. Analisar as influências das diversas matrizes étnicas (indígena, africana e europeia), com
ênfase nas composições familiares, para a formação das sociedades coloniais americanas.
16. Analisar o papel da agropecuária na integração das diferentes regiões da América
Portuguesa e suas influências na cultura brasileira.
17. Comparar as experiências de ocupação do espaço no Brasil colonial: missões jesuíticas,
exploração de drogas do sertão e bandeiras.
18. Compreender os conflitos entre jesuítas, bandeirantes e indígenas no período colonial
brasileiro.
19. Analisar as representações sobre os bandeirantes no imaginário nacional.
20. Relacionar a organização da sociedade mineradora no Brasil ao processo de exploração
de suas riquezas pela metrópole portuguesa no século XVIII.
21. Compreender que as expressões da cultura material e imaterial são vestígios da memória
e da identidade dos grupos sociais, o que faz dela patrimônio, monumento e fonte
importante para o estudo da História.
22. Comparar diferentes períodos históricos, identificando e estabelecendo relações entre
passado e presente, com ênfase no caráter processual da História.

49
23. Produzir registros e relatos a partir de observações, coleta de dados, leituras, comparações
e interpretações sobre fontes históricas de natureza diversificada: textos de livros e
periódicos, documentos, entrevistas, depoimentos, fotografias, mapas e objetos da cultura
material.
24. Identificar em textos historiográficos e documentos, a autoria, a época de produção, o
tempo histórico e o assunto abordado, identificando nestas fontes os argumentos, as
explicações e as intencionalidades dos seus autores.
25. Compreender as noções de tempo das culturas tradicionais e ocidentais, relacionando-as
às diferentes formas de medi-lo, a partir das necessidades das diferentes sociedades e da
historiografia.
26. Criar hipóteses e expressar, por meio de diferentes linguagens (oral, escrita e visual)
opiniões e argumentações sobre os fatos históricos a partir da pesquisa em fontes
diversas.

8º ANO

1. Compreender o conceito de revolução a partir da análise das revoluções inglesa (séc.


XVII) e francesa (séc. XVIII).
2. Compreender o Iluminismo e sua relação com as diversas transformações políticas e
sociais ocorridas na Europa e na América a partir do século XVIII.
3. Compreender o surgimento das ideologias políticas contemporâneas de esquerda e direita
por meio de comparações das diferentes versões historiográficas sobre a Revolução
Francesa.
4. Compreender o processo da Revolução Industrial, identificando suas especificidades ao
longo dos séculos XVIII, XIX até o contexto atual.
5. Relacionar o movimento pró-Independência nos EUA às ideias dos autores iluministas do
século XVIII.
6. Compreender as formas de resistência indígena e africana no contexto colonial.
7. Caracterizar o Império Napoleônico e seus impactos sobre a geopolítica europeia e
americana.
8. Comparar os processos de independência ocorridos nas Américas espanhola e portuguesa.
9. Compreender as rebeliões ocorridas no período regencial no Brasil (ex.: Revolta dos
Farrapos, Cabanagem, Sabinada e Balaiada).

50
10. Compreender a atuação do Império e dos intelectuais do século XIX na criação de uma
ideologia nacional e na manutenção do território brasileiro.
11. Compreender a importância da produção cafeeira para as transformações sociais e
econômicas da Região Sudeste do Brasil, a partir do século XIX.
12. Relacionar os grandes fluxos migratórios do final do século XIX e início do século XX
com a expansão da atividade industrial, enfatizando o papel da expulsão de mão de obra
excedente nos países em vias de industrialização.
13. Compreender as mudanças no cotidiano trazidas pela intensificação do processo de
industrialização ao longo do século XIX.
14. Analisar as diferentes visões construídas pela historiografia sobre a Guerra do Paraguai.
15. Relacionar a Guerra do Paraguai à crise do Império brasileiro.
16. Compreender a corrida imperialista do final do século XIX como uma fase de expansão
do capitalismo.
17. Analisar a ação imperialista de Partilha da África e relacioná-la ao pan-africanismo.
18. Compreender as formas de resistência ao neocolonialismo na África, Ásia e América
(ex.: Guerra dos Boxers, dos Bôeres, Revolta dos Sipaios, entre outros).
19. Caracterizar os atores políticos na Proclamação da República no Brasil, comparando a
experiência brasileira com a de outros países latino-americanos.
20. Analisar a República Oligárquica no Brasil, com ênfase nos conflitos ocorridos no
período (Canudos, Contestado, Cangaço e etc.).
21. Compreender o processo de formação de seu município.
22. Compreender a relação entre a história mundial, nacional e local.
23. Compreender que as expressões da cultura material e imaterial são vestígios da memória
e da identidade dos grupos sociais, o que faz dela patrimônio, monumento e fonte
importante para o estudo da História.
24. Comparar diferentes períodos históricos, identificando e estabelecendo relações entre
passado e presente, com ênfase no caráter processual da história.
25. Produzir registros e relatos a partir de observações, coleta de dados, leituras, comparações
e interpretações sobre fontes históricas de natureza diversificada: textos de livros e
periódicos, documentos, entrevistas, depoimentos, fotografias, mapas e objetos da cultura
material.

51
26. Verificar, em textos historiográficos e documentos, a autoria, a época de produção, o
tempo histórico e o assunto abordado, identificando nessas fontes os argumentos, as
explicações e as intencionalidades dos seus autores.
27. Criar hipóteses e expressar, por meio de diferentes linguagens (oral, escrita e visual),
opiniões e argumentações sobre os fatos históricos a partir da pesquisa em fontes
diversificadas.

9° ANO

1. Identificar os fatores que levaram à Primeira Guerra Mundial e situar cronologicamente


os principais acontecimentos do conflito e do contexto (Revolução Russa, Belle Époque,
a Gripe Espanhola etc.).
2. Compreender as circunstâncias que favoreceram a Revolução Russa e caracterizar o
regime implantado na União Soviética.
3. Caracterizar o período entreguerras, destacando a importância do Tratado de Versalhes e
da crise econômica de 1929 para o surgimento e a ascensão do nazismo na Alemanha.
4. Caracterizar as experiências internacionais de ultradireita instituídas nos anos
1920/30 (fascismo, nazismo, salazarismo e franquismo).
5. Compreender as principais expressões artísticas surgidas na Europa nos anos de 1920 e
relacioná-las ao movimento modernista brasileiro de 1922, na perspectiva do conceito de
“antropofagia”.
6. Analisar o tenentismo no contexto da crise da República Velha, relacionando-o à
Revolução de 1930.
7. Analisar diferentes interpretações historiográficas sobre a Revolução de 1930.
8. Compreender o populismo na América Latina, relacionando-o ao contexto brasileiro
durante a Era Vargas.
9. Compreender a Segunda Guerra Mundial e destacar os resultados do conflito na
configuração do mundo bipolar.
10. Comparar a Primeira e a Segunda Guerras Mundiais nos seguintes quesitos: países
envolvidos, interesses em jogo, desenvolvimento da indústria armamentista e a situação
geopolítica desenhada pelo fim dos conflitos.

52
11. Compreender a Guerra Fria por meio da análise de seus diversos aspectos (políticos,
ideológicos, econômicos, artísticos, científicos, tecnológicos, esportivos e etc.) e seus
efeitos na geopolítica mundial.
12. Analisar os fatores que levaram à descolonização da África e da Ásia e os problemas
enfrentados pelos países desses continentes após sua independência.
13. Compreender o processo de industrialização no Brasil, relacionando-o à urbanização e ao
surgimento da cultura de massas no país.
14. Compreender o desenvolvimentismo como um projeto de nação para o Brasil.
15. Compreender as diferentes visões sobre o golpe de 1964.
16. Compreender o regime implantado pelo golpe civil-militar de 1964, explicando suas
principais características.
17. Analisar a produção artística e intelectual no Brasil durante o período militar (1964-1985)
e relacioná-la ao contexto de repressão política e mudanças de comportamento na
sociedade.
18. Analisar os relatos de experiência de grupos e pessoas que tenham sofrido perseguição
política, restrição dos direitos humanos e opressão pelas ditaduras do século XX, no
Brasil e no mundo.
19. Compreender o processo de redemocratização do Brasil a partir da década de 1980.
20. Relacionar a queda do muro de Berlim e a derrocada da União Soviética ao fim da Velha
Ordem Mundial (bipolaridade entre capitalismo e socialismo).
21. Caracterizar a Nova Ordem Mundial, destacando o papel exercido pelos Estados Unidos e
os fatores de sustentação da hegemonia norte-americana, elaborando textos dissertativos
sobre o tema.
22. Compreender que as expressões da cultura material e imaterial são vestígios da memória
e da identidade dos grupos sociais, o que faz dela patrimônio, monumento e fonte
importante para o estudo da História.
23. Comparar diferentes períodos históricos, identificando e estabelecendo relações entre
passado e presente, com ênfase no caráter processual da história.
24. Produzir registros e relatos a partir de observações, coleta de dados, leituras, comparações
e interpretações sobre fontes históricas de natureza diversificada: textos de livros e
periódicos, documentos, entrevistas, depoimentos, fotografias, mapas e objetos da cultura
material.

53
25. Identificar, em textos historiográficos e documentos, a autoria, a época de produção, o
tempo histórico e o assunto abordado, identificando nessas fontes os argumentos, as
explicações e as intencionalidades dos seus autores.
26. Criar hipóteses e expressar, por meio de diferentes linguagens (oral, escrita e visual)
opiniões e argumentações sobre os fatos históricos a partir da pesquisa em fontes
diversificadas.

54
MATEMÁTICA

6º ANO

1. Comparar diferentes registros de representação numérica da antiguidade (como dos


egípcios, dos babilônicos, dos romanos, entre outros) e estabelecer relações com o
Sistema de Numeração Decimal (Indo-arábico), para compreender as características desse
sistema (base 10, valor posicional, composição do número e um símbolo para o zero).
2. Reconhecer os diferentes significados das operações de adição e subtração com números
naturais (ideias de juntar, transformar (acrescentar e tirar), comparar), e realizar cálculos
para resolver problemas que envolvam temas como geometria, medidas, sistema
monetário, e expressões numéricas.
3. Reconhecer os diferentes significados das operações de multiplicação e divisão (soma de
parcelas iguais, multiplicação comparativa, proporcionalidade direta e proporcionalidade
inversa, produto de medidas e a combinatória), para resolver problemas envolvendo
temas como geometria, medidas, sistema monetário, expressões numéricas e o princípio
fundamental da contagem.
4. Compreender a potenciação como uma multiplicação reiterada de fatores iguais, bem
como associar o expoente 2 às figuras planas e o expoente 3 às figuras espaciais,
relacionando-os respectivamente às ideias de área e de volume, investigando algumas de
suas propriedades, para ampliar o repertório de cálculo em situações numéricas diversas.
5. Compreender a operação de radiciação como operação inversa da potenciação, bem como
associar a raiz quadrada à ideia de lado de um quadrado e a raiz cúbica a ideia de aresta
de um cubo, para efetuar cálculos e resolver problemas envolvendo os números naturais.
6. Compreender os conceitos de múltiplo e de divisor, e os conceitos de número primo e de
número composto, associando-os às ideias multiplicativas e à obtenção de máximos
divisores comuns (MDC) e mínimos múltiplos comuns (MMC), para realizar cálculos
matemáticos diversos.
7. Reconhecer e ampliar os diferentes significados das frações (número, relação parte-todo,
medida, quociente e operador multiplicativo) aplicando-os em situações cotidianas que
envolvam o sistema monetário, medidas, problemas estatísticos e de probabilidade, e o
estabelecimento de relações entre grandezas.

55
8. Realizar as operações de adição e subtração (mediante frações equivalentes),
multiplicação e divisão (partes de partes, partes que cabem em partes, invariância do
quociente) com números racionais positivos escritos na forma fracionária, para resolver
situações envolvendo medidas, razão, proporção, comparação de quantidades etc.
9. Estabelecer relações entre as representações fracionária, decimal e percentual dos
números racionais, explorando a equivalência de frações, buscando ampliar o repertório
de cálculo em situações numéricas diversas.
10. Interpretar e expressar porcentagens como razões, bem como calcular porcentagens para
resolver problemas envolvendo o sistema monetário, a matemática financeira, a
estatística, a probabilidade, a comparação de quantidades etc.
11. Realizar as operações de adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação e
radiciação de números racionais positivos escritos na forma decimal, por meio de
algoritmos convencionais ou não, estimativa, cálculo mental, arredondamento e
calculadora, para resolver problemas envolvendo, principalmente, o sistema monetário e
medidas.
12. Representar na reta numérica números racionais positivos escritos na forma fracionária e
decimal, objetivando ordenar esses números em suas diversas representações entre os
números naturais.
13. Explorar sequências numéricas e geométricas, assim como relações envolvendo números
e símbolos para resolver problemas envolvendo regularidades e padrões.
14. Reconhecer, representar e classificar as figuras planas (círculos, polígonos e outras
figuras) de acordo com os critérios: número de lados dos polígonos; eixos de simetria de
um polígono; paralelismo de lados, medidas de ângulos e de lados.
15. Calcular áreas e perímetros, para obter a noção intuitiva das fórmulas, compondo e
decompondo figuras planas (triângulos e quadriláteros) desenhadas em malhas
quadriculadas, pontilhadas e triangulares.
16. Reconhecer, representar e classificar as figuras espaciais entre corpos redondos e
poliedros; poliedros regulares e irregulares; prismas, pirâmides e outros poliedros.
17. Conceituar e reconhecer as grandezas comprimento, massa e capacidade, identificando
suas unidades de medida (padronizadas ou não) e estabelecer conversões entre elas (por
meio da tabela de conversão de unidades) e entre volume e capacidade, para resolver
problemas diversos, estimando valores e realizando aproximações.

56
18. Reconhecer a grandeza tempo, identificando suas unidades de medida (padronizadas ou
não), e estabelecer conversões entre as mais usuais (segundo, minuto e hora), para
resolver problemas diversos, estimando valores e realizando aproximações.
19. Coletar, organizar e utilizar dados objetivando sintetizá-los, comunicá-los e permitir a
elaboração de conclusões, a partir de suas representações em tabelas e gráficos de barras,
colunas e setores.
20. Ler e interpretar dados apresentados em tabelas e gráficos de barras, colunas, pontos,
setores e linhas, por meio de resolução de problemas.

7º ANO

1. Compreender os conceitos de razão e proporção e aplicar na resolução de problemas e na


interpretação e elaboração de mapas, plantas e croquis.
2. Ampliar e reduzir figuras planas (utilizando malhas quadriculadas), expressando por meio
de razões as variações dos lados, dos perímetros e das áreas e identificando os elementos
que não se alteram (medidas de ângulos) e os que se modificam (medidas dos lados, do
perímetro e da área).
3. Compreender o comportamento de grandezas diretamente e inversamente proporcionais
para resolver problemas em diferentes contextos, sem enfatizar as técnicas operatórias ou
regras.
4. Reconhecer os diferentes significados dos números inteiros (falta, diferença, orientação
(origem) e deslocamento entre dois pontos), compreendendo suas utilizações em
situações do cotidiano, bem como no contexto histórico.
5. Representar na reta numérica números racionais escritos na forma fracionária e decimal,
objetivando ordenar esses números em suas diversas representações entre os números
inteiros.
6. Localizar a posição de pontos e de seus deslocamentos em plantas, croquis e mapas para
compreender o sistema de coordenadas cartesianas.
7. Compreender o conceito de número racional e utilizar procedimentos para identificar a
fração geratriz de uma dízima periódica.
8. Representar na reta numérica números racionais escritos na forma fracionária e decimal,
objetivando ordenar esses números em suas diversas representações entre os números
inteiros.

57
9. Ler, interpretar e avaliar dados apresentados em tabelas e gráficos de barras, colunas,
pontos, setores e linhas, por meio de coleta de dados e de resolução de problemas.
10. Realizar as operações de adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação e
radiciação com números racionais para resolver problemas em diferentes contextos.
11. Identificar a simetria axial e de rotação das figuras geométricas e objetos do cotidiano.
12. Fazer uso de instrumentos de medida como régua, compasso, esquadro e transferidor (por
meios físicos e virtuais), tanto para fazer medições como para realizar construções
geométricas de polígonos regulares, explorando as medidas de ângulos, a soma das
medidas dos ângulos internos e externos e medidas dos lados.
13. Conceituar ângulos e medi-los utilizando o transferidor, identificá-los como mudança de
direção ou giro. Classificá-los como retos, agudos, obtusos, consecutivos,
complementares, suplementares e opostos pelo vértice.
14. Reconhecer padrões tanto em sequências numéricas como em representações
geométricas, identificando suas estruturas e utilizando a linguagem algébrica para
generalizar as regularidades observadas.
15. Compreender as noções de variável e de incógnita para resolver problemas que explorem
a variação de grandezas e a generalização de padrões utilizando, dentre outras coisas,
tabelas, gráficos e ferramentas tecnológicas.
16. Ler e representar expressões algébricas e calcular seu valor numérico em diferentes
contextos.
17. Traduzir situações que podem ser escritas por meio de equações do primeiro grau e
resolvê-las utilizando as propriedades da igualdade e ainda, analisando e validando o
significado das raízes encontradas em confronto com a situação proposta.
18. Observar os sólidos geométricos (poliedros e corpos redondos) objetivando identificar
suas planificações, as diferentes vistas (lateral, frontal e superior), bem como desenhar
perspectivas desses sólidos.
19. Identificar e contar o número de faces, arestas e vértices de sólidos geométricos
estabelecendo relações numéricas entre estes elementos.

58
8º ANO

1. Atribuir significado aos números irracionais tanto na forma radical como na decimal,
especialmente o √2, o π (pi), e o Ф (phi), a partir da comparação com os números
racionais representados na forma de fração, as raízes de quadrados perfeitos e as dízimas
periódicas, compreendendo suas utilizações em contextos do cotidiano, geométricos e
históricos.
2. Representar na reta numérica números racionais e irracionais, tanto positivos como
negativos, nas suas mais diversas representações.
3. Realizar operações com número naturais, inteiros, racionais (escritos na forma fracionária
e decimal) e irracionais, tanto de forma exata como por meio de aproximações, com ou
sem o uso de calculadora, objetivando ampliar as ideias já construídas por meio da
resolução de problemas.
4. Fazer uso de instrumentos de medida como régua, compasso, esquadro e transferidor (por
meios físicos e virtuais), tanto para fazer medições como para dar uma iniciação às
construções geométricas de circunferências, explorando seus elementos (raio, diâmetro,
ângulo central, círculo e setor circular), associando, inclusive, ao estudo de gráfico de
setores.
5. Atribuir significado ao comprimento da circunferência, por meio do cálculo do π (pi), e à
área do círculo, por meio da sua decomposição em setores.
6. Calcular áreas e perímetros de figuras planas (círculos e circunferências, polígonos
regulares ou não, limitados por segmentos de reta e/ou arcos de circunferência), bem
como, determiná-los mediante estimativas, aproximações ou utilizando procedimentos
formais.
7. Reconhecer as grandezas área e volume, identificando suas unidades de medida
(padronizadas ou não), e estabelecer conversões entre elas por meio da tabela de
conversão de unidades, para resolver problemas diversos, estimando valores e realizando
aproximações.
8. Realizar operações envolvendo monômios e polinômios de expressões algébricas,
utilizando o princípio da equivalência para resolver problemas envolvendo diversos
contextos.

59
9. Realizar fatorações e produtos notáveis, e atribuir significado a eles por meio de figuras
geométricas e expressões algébricas, para resolver problemas envolvendo diversos
contextos.
10. Traduzir situações que podem ser escritas por meio de equações do primeiro grau ou
inequações do primeiro grau, para em seguida resolvê-las, utilizando as propriedades da
igualdade ou da desigualdade e os símbolos matemáticos (∞, >, <, ≥, ≤, (, ), [, ]),
simplificando-as quando necessário, analisando e validando o significado das raízes e
soluções encontradas em confronto com a situação proposta.
11. Reconhecer a transformação de figuras geométricas diversas no plano por meio de
reflexões, translações, rotações e composição de transformações, identificando as
medidas que não variam nessas transformações (medidas dos lados, dos ângulos e da
superfície), para desenvolver o conceito de congruência.
12. Construir a ideia de semelhança e determinar a sua razão, por meio da ampliação e
redução de figuras planas, identificando as medidas invariantes (ângulos) e as variantes
(lados, superfície e perímetro) em situações diversas.
13. Reconhecer os pares de ângulos (correspondentes, alternos, opostos pelo vértice e
suplementares) e construir a ideia de semelhança de triângulos, a partir de estudos de
proporcionalidade envolvendo o feixe de retas paralelas interceptadas por transversais
(teorema de Tales).
14. Atribuir significado aos conceitos de população, amostra, frequência absoluta, relativa e
acumulada e às ideias de média aritmética e ponderada, por meio de pesquisas estatísticas
e resolução de problemas.
15. Ler, interpretar e avaliar dados apresentados em tabelas e gráficos de barras, colunas,
pontos, setores e linhas, por meio de pesquisas estatísticas e resolução de problemas.
16. Calcular juros simples e juros compostos mediante estratégias pessoais e procedimentos
formais, inclusive fazendo uso de calculadora, para resolver problemas envolvendo
contextos financeiros.
17. Calcular o volume de poliedros (prismas, pirâmides), por meio do reconhecimento de
propriedades geométricas e por procedimentos formais, estabelecendo correspondência
entre volume e capacidade e suas respectivas unidades.
18. Representar e calcular os casos possíveis em situações combinatórias, expressando-os em
diagramas de árvores ou tabelas, para resolver problemas envolvendo o princípio
fundamental da contagem.

60
19. Identificar e interpretar potências de base 10 atribuindo significado ao expoente positivo,
nulo e negativo, a partir de contextos envolvendo notação científica, capacidade de
armazenamento, e como forma de ampliar o repertório de cálculo.

9º ANO

1. Fazer uso de instrumentos de medição como régua, compasso, esquadro, transferidor (por
meios físicos e virtuais), para efetuar a construção da mediatriz de um segmento, da
bissetriz de um ângulo, de retas paralelas e perpendiculares, das alturas e medianas de um
triângulo, de ângulos notáveis e de segmentos divididos em partes proporcionais.
2. Atribuir significado ao radiano como unidade de medida de ângulo, que relaciona
comprimento de arco ao raio da circunferência, bem como realizar conversão entre
ângulos representados em radianos e em graus.
3. Utilizar a semelhança de triângulos para compreender as relações métricas e
trigonométricas (seno, cosseno e tangente) no triângulo retângulo, com destaque para a
relação de Pitágoras, suas aplicações e demonstração.
4. Atribuir significado aos números reais, ao seu conjunto e subconjuntos numéricos,
estabelecendo relações de pertencimento e explorando o uso dos símbolos matemáticos
(∅ ou { }, ∈, ∉, ⊂, ⊄, ⊃, ⊅).
5. Realizar operações de adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação e radiciação
com os números reais, envolvendo números de todos os seus subconjuntos e em
diferentes formas de representação, tanto de forma exata como por meio de
aproximações, com ou sem o uso de calculadora, objetivando ampliar as ideias já
construídas por meio da resolução de problemas.
6. Ler e interpretar dados apresentados em esquemas, tabelas e gráficos de barras, colunas,
pontos, setores e linhas, histogramas e polígonos de frequência, assim como ler e
interpretar infográficos, por meio de pesquisas estatísticas, textos jornalísticos e resolução
de problemas.
7. Atribuir significado às medidas de tendência central (média aritmética, mediana e moda),
comparando e explorando graficamente estas medidas, para resolver problemas
envolvendo estatística e a probabilidade.

61
8. Explorar intuitivamente a ideia de função, a partir de situações envolvendo grandezas
diretamente, inversamente e não proporcionais, de suas representações algébricas e
gráficas e do estudo do comportamento dessas grandezas.
9. Reconhecer as funções do primeiro grau, tanto algebricamente como graficamente, a
partir do conceito de proporcionalidade, atribuir significado aos seus coeficientes, e
calcular suas raízes segundo diversas estratégias, para resolver problemas
contextualizados.
10. Traduzir em linguagem algébrica problemas que podem ser escritos por meio de sistemas
de equações do primeiro grau para em seguida resolvê-los, mediante diferentes
procedimentos (método da adição, da substituição, representação no plano cartesiano,
entre outros), discutindo e validando o significado das soluções encontradas em confronto
com as situações propostas.
11. Traduzir em linguagem algébrica problemas que podem ser escritos por meio de
equações do segundo grau para em seguida resolvê-los, discutindo o significado dos
coeficientes e obtendo as raízes mediante estratégias diversas (pessoais, fatoração, soma e
produto e fórmula de Bhaskara).
12. Reconhecer as funções do segundo grau, tanto algebricamente como graficamente, a
partir de contextos de maximização e minimização, e calcular suas raízes utilizando
métodos diversos (intuitivo, fatoração, complemento de quadrados, fórmula de
Bhaskara), para resolver problemas contextualizados, especificamente os geométricos.
13. Calcular o volume de corpos redondos (cilindros, cones e esferas), por meio do
reconhecimento de propriedades geométricas e por procedimentos formais, estabelecendo
correspondência entre volume e capacidade e suas respectivas unidades.
14. Identificar as figuras obtidas por meio de diversas secções, e as posições relativas entre
duas arestas (paralelas, perpendiculares e reversas) e entre duas faces (paralelas e
perpendiculares), de diversos sólidos geométricos.
15. Calcular o número de agrupamentos possíveis em situações que explorem intuitivamente
arranjos, combinações e permutações, para resolver problemas diversos.
16. Construir o conceito de probabilidade, como uma relação entre os conceitos de evento e
espaço amostral, representando-a na forma fracionária e percentual, para resolver
problemas envolvendo fenômenos aleatórios

62
GEOGRAFIA

6º ANO

1. Observar e descrever as paisagens que o cercam, estabelecendo analogias com


paisagens de outros lugares.
2. Entender o lugar como resultado da relação complexa entre os sistemas político,
econômico e social e as experiências cotidianas.
3. Compreender como se deu a formação da população brasileira, conhecendo e
respeitando sua diversidade cultural (com destaque para as contribuições indígenas e
africanas) e sua relação com o espaço geográfico.
4. Catalogar as diferentes formas de expressão do patrimônio cultural e natural de seu
município e/ou região.
5. Reconhecer a importância dos diferentes patrimônios (cultural e natural) na
configuração da paisagem, ocupação e ordenamento do território emitindo opinião sobre
a necessidade de preservá-los.
6. Reconhecer a influência dos movimentos de rotação e translação e da inclinação do eixo
do planeta Terra nas características do clima e das paisagens.
7. Reconhecer as diferentes formas da superfície terrestre relacionando-as com os seus
processos de formação e transformação (agentes internos e externos).
8. Compreender a organização da economia em setores e sua relação com a oferta e a
procura de empregos no campo e na cidade.
9. Reconhecer a importância do turismo, identificando e analisando seus impactos
socioeconômicos e ambientais.
10. Identificar e localizar os principais municípios brasileiros, dimensionando sua
importância (econômica, cultural, ambiental etc.) para seu Estado e para o Brasil.
11. Identificar e utilizar pontos de referência como forma de orientação e localização espacial
de fenômenos geográficos (ocupação do território, precipitação, relevo, hidrografia etc.).
12. Selecionar, interpretar e apresentar imagens e fotos, que representem a relação entre
fenômenos naturais e sociais nas escalas local, regional e global.
13. Comparar o tempo da natureza e da sociedade nos diferentes processos relacionados a
formação e transformação da superfície terrestre.

63
14. Formular hipóteses sobre as possíveis causas de diferentes fenômenos (poluição,
lixiviação, erosão, microclimas, enchentes, desertificação etc.) e seus impactos no campo
e na cidade, a fim de confirmá-las, por meio de pesquisa em diferentes fontes.
15. Identificar e catalogar os recursos naturais reconhecendo a possibilidade do esgotamento
de muitos deles, a intensidade de sua utilização, a importância socioeconômica e
ambiental do uso racional desses recursos.
16. Selecionar e apresentar exemplos que ilustrem a importância do reaproveitamento, da
reciclagem e do consumo consciente para diferentes setores da sociedade e para o
ambiente, tanto no campo quanto na cidade.

7º ANO

1. Entender a relação entre diferentes elementos (solo, relevo, clima, hidrografia,


vegetação e ocupação humana) na configuração das paisagens em diferentes partes do
globo.
2. Reconhecer as características de diferentes paisagens brasileiras, analisando a dinâmica
de sua transformação como forma de compreender sua diversidade.
3. Identificar e compreender as peculiaridades de diferentes espaços geográficos como
produto das relações entre sociedade e natureza no Brasil e no mundo.
4. Reconhecer diferenças e semelhanças na dinâmica do processo de urbanização de
diferentes cidades do Brasil e do mundo como forma de entender sua organização
espacial.
5. Compreender os fatores envolvidos no processo de crescimento e hierarquização das
cidades (vila, cidade local, centro regional, metrópole regional, metrópole nacional),
entendendo o significado de conurbação e metropolização (metrópole, megalópole).
6. Identificar e analisar a ação do capital e do Estado na organização do espaço brasileiro,
apresentando argumentos que demonstrem seus efeitos nas diferenças e semelhanças
entre regiões, estados e municípios.
7. Analisar a divisão política e regional do Brasil compreendendo os critérios utilizados para
essa divisão.
8. Compreender o processo histórico de configuração dos limites territoriais do Brasil e sua
relação com questões políticas, econômicas e sociais internas e externas, comparando
com outros países.

64
9. Relacionar os movimentos internos e externos da população, analisando os
fatores responsáveis por esses fluxos.
10. Compreender a influência dos movimentos migratórios (migração, emigração
e imigração) para cultura e transformações socioespaciais em diferentes
municípios, regiões e países e os efeitos para os lugares de onde saíram.
11. Compreender e demonstrar como ocorrem diferentes formas de degradação e
recuperação ambiental, relacionando-as aos impactos (sociais, espaciais, ambientais etc.)
delas decorrentes.
12. Reconhecer a influência da técnica e da tecnologia sobre a natureza, analisando e
comparando dados ambientais (desmatamento, emissão de CO2,
desertificação, disponibilidade de água etc.) de diferentes países, localizando-os.
13. Conhecer e identificar atividades vinculadas aos setores primário, secundário e
terciário da economia, relacionando-as à concentração e fluxo de pessoas e mercadorias.
14. Identificar as características do processo de industrialização brasileiro e
sua distribuição no território nacional.
15. Identificar os efeitos dos regimes de produção fordista e flexível no
desenvolvimento industrial brasileiro, avaliando seus reflexos socioeconômicos e
ambientais no campo e na cidade.
16. Estabelecer relação entre o processo de integração do território brasileiro e o
desenvolvimento dos meios de transporte e telecomunicação.
17. Analisar criticamente as condições de vida da população brasileira por meio da
identificação e da organização de dados e informações socioeconômicas.
18. Identificar e compreender as razões e os reflexos da internacionalização das
instituições públicas e privadas brasileiras.
19. Elaborar croquis, perfis e mapas simples como forma de representar diferentes
elementos da paisagem.
20. Interpretar tabelas, gráficos, mapas e informações de diversas fontes presentes no dia a
dia.

8ºANO

1. Identificar e localizar as principais paisagens do planeta, analisando sua importância


econômica e/ou ambiental para os países onde se encontram.

65
2. Comparar as formas de ocupação e apropriação do espaço no campo e nas cidades do
Brasil.
3. Diferenciar ações, eventos e discursos relacionados à Velha e Nova Ordem Mundial e sua
influência nas escalas local, regional e global.
4. Comparar a atual divisão política do mundo com as dos séculos XIX e XX, expressando
com utilização de exemplos as principais mudanças ocorridas.
5. Comparar as características socioeconômicas de diferentes populações, relacionando-as
com a organização espacial.
6. Analisar e interpretar dados de natalidade, mortalidade e outros, como forma de
compreender a dinâmica da população de diferentes países.
7. Analisar a distribuição da população mundial, identificando os países mais populosos.
8. Pesquisar e caracterizar as diferentes fontes de produção de energia, analisando sua
importância para o desenvolvimento dos países e os efeitos causados por sua exploração.
9. Analisar a importância de rios e bacias hidrográficas do Brasil para diferentes setores da
sociedade.
10. Reconhecer e avaliar os impactos (sociais, econômicos e ambientais) de diferentes formas
de ocupação, uso e gerenciamento de rios e bacias hidrográficas no Brasil e no mundo.
11. Estabelecer relações entre diferentes atividades econômicas (no campo e na cidade) e a
produção do espaço geográfico em diferentes países, compreendendo os fatores ligados à
localização dessas atividades.
12. Identificar as principais regiões produtoras de alimentos no Brasil e no mundo,
analisando sua distribuição e relação com o trabalho, a tecnologia e o consumo.
13. Analisar e comparar diferentes modelos agrícolas, destacando a utilização de mão de
obra, terra e capital.
14. Posicionar-se criticamente frente a situações de pobreza, fome, desnutrição, falta de
infraestrutura básica etc., apresentando propostas factíveis para superação ou
minimização dos problemas delas decorrentes.
15. Compreender a distribuição das riquezas produzidas e seus efeitos para o
desenvolvimento humano e para a natureza em diversas partes do planeta.
16. Compreender o processo de globalização da economia e o papel da ciência, da técnica e
da informação na organização do espaço mundial.
17. Compreender e utilizar gráficos, tabelas e mapas como forma de representação e leitura
dos diversos fenômenos naturais e sociais.

66
18. Conhecer aplicações das TICs (Tecnologias da Informação e Comunicação), com
destaque às de georreferenciamento, para diferentes setores da sociedade.

9º ANO

1. Analisar as implicações socioespaciais de diferentes conflitos (étnicos, religiosos,


separatistas etc.), compreendendo a sua gênese e identificando as diferenças e
semelhanças em relação a conflitos do passado.
2. Identificar e analisar a atuação de órgãos internacionais (FMI, BIRD, ONU etc.) diante de
questões de interesse regional ou global.
3. Analisar políticas de dois ou mais Estados Nacionais em relação aos fluxos populacionais
para compreender os efeitos dessas políticas sobre diferentes setores da sociedade e a
produção do espaço em diferentes escalas.
4. Identificar e avaliar os impactos da produção e consumo de energia (hidráulica, nuclear,
biomassa etc.) e sua importância estratégica para diferentes países.
5. Estabelecer relação entre diferentes fenômenos (socioeconômicos e ambientais) e o
avanço e distribuição da técnica e da ciência no Brasil e no mundo, posicionando--se
criticamente sobre esta questão.
6. Analisar a organização dos países em blocos econômicos, como maneira de compreender
a atual forma de disputa por mercados consumidores.
7. Reconhecer os efeitos da mundialização da produção sobre a distribuição territorial de
diferentes tipos de indústria.
8. Relacionar o surgimento e reestruturação de novos serviços e ramos produtivos a padrões
de consumo, de produção e à oferta de trabalho.
9. Compreender a atual divisão internacional do trabalho e sua relação com a organização
espacial em diferentes países.
10. Analisar sob diferentes pontos de vista situações ou fatos de importância geográfica de
ordem social, política, econômica e ambiental e seus impactos.
11. Reconhecer e analisar os efeitos da globalização nas relações sociais, culturais e políticas
em diferentes lugares.
12. Compreender o impacto da globalização do capitalismo para a vida e o trabalho no
campo e na cidade.

67
13. Identificar elementos relacionados ao fluxo de capitais e mercadorias, relacionando-os a
diferentes formas de produção e níveis de consumo no Brasil e no mundo.
14. Relacionar o estabelecimento dos fusos horários com o avanço das comunicações e dos
transportes, avaliando sua importância e efeitos socioeconômicos e culturais.
15. Elaborar e utilizar mapas e cartas em diferentes escalas como forma de ler e representar
diversos recortes do espaço.

68
CIÊNCIAS

6° ANO

1. Reconhecer a importância da observação na construção do conhecimento científico.


2. Comparar e diferenciar os saberes populares e crenças dos conhecimentos científicos.
3. Compreender que a manutenção da vida depende das condições da atmosfera terrestre.
4. Compreender a importância da água e de seu ciclo para a manutenção da vida.
5. Investigar a flutuação dos objetos/materiais em água, relacionando esses fenômenos às
suas possíveis causas.
6. Compreender a densidade como a relação entre a massa e o volume do material.
7. Reconhecer as grandezas físicas de tempo, comprimento, volume e massa, utilizando
adequadamente os instrumentos de medida.
8. Identificar os componentes das cadeias e teias alimentares, comparando os modos de
obtenção de alimentos e energia nos organismos.
9. Caracterizar e relacionar os fatores bióticos e abióticos nos diferentes ecossistemas.
10. Compreender a alimentação humana e o papel dos nutrientes na constituição e saúde do
organismo.
11. Compreender a fisiologia do sistema digestório humano e como as parasitoses associadas
podem prejudicar seu funcionamento.
12. Reconhecer que os nutrientes provenientes dos alimentos transitam por diversos sistemas
do corpo humano.
13. Identificar tipos e causas de intoxicações alimentares.
14. Conhecer medidas práticas e normas eficientes de conservação e manipulação dos
alimentos.
15. Reconhecer a importância da higiene pessoal adequada para a melhoria da qualidade de
vida.
16. Valorizar o cuidado com o próprio corpo com atenção para os hábitos de alimentação, de
convívio e de lazer, e o desenvolvimento da sexualidade.
17. Conhecer as medidas de primeiros socorros.
18. Conhecer os tipos de relógios utilizados pelo homem e relacionar horário/posição do Sol
e sombras projetadas no chão.
19. Conhecer e comparar diferentes características (tamanho, distância em relação ao Sol,

69
rotação e translação) dos planetas do sistema solar.
20. Compreender as relações entre o movimento e a inclinação do eixo da Terra e as estações
do ano.
21. Caracterizar os movimentos de corpos celestes visíveis e comparar as diferentes
explicações para o fenômeno do dia e da noite, hoje e no passado.
22. Identificar os prejuízos causados pelo uso do álcool, fumo e outras drogas.
23. Discutir a importância de usar corretamente os medicamentos e evitar a automedicação.
24. Comparar os processos de reprodução em relação à espécie humana e outras espécies de
seres vivos.

7° ANO

1. Investigar sobre o fenômeno da propagação da luz visível e a formação de sombras e


penumbras.
2. Compreender a organização do sistema Terra-Sol-Lua e a formação dos eclipses.
3. Interpretar situações de equilíbrio e desequilíbrio ecológico, relacionando informações
sobre a interferência do ser humano e a dinâmica das cadeias alimentares.
4. Analisar as relações ecológicas nos diferentes ecossistemas.
5. Comparar os diferentes biomas brasileiros e suas relações com as sociedades humanas.
6. Conhecer e identificar técnicas de separação de misturas (homogênea e heterogênea) e
sua aplicabilidade no dia a dia.
7. Pesquisar e explicar como a intervenção humana pode influenciar o ciclo da água,
modificando as condições socioambientais.
8. Compreender o Ciclo do CO2 e O2, relacionando-o a processos fisiológicos dos seres
vivos.
9. Compreender o efeito estufa na Terra e analisar as causas e consequências de sua
intensificação em nosso planeta.
10. Analisar a influência de fatores socioculturais nos hábitos alimentares e suas
consequências para a saúde.
11. Interpretar as informações nos rótulos e embalagens de produtos alimentícios com
especial atenção para o valor calórico.
12. Compreender que o funcionamento dos sistemas digestório, respiratório, circulatório e
excretor ocorre de forma integrada para a manutenção do ser humano.

70
13. Conhecer a célula como unidade básica dos seres vivos.
14. Reconhecer os organismos unicelulares pertencentes aos reinos Monera e Protista,
relacionando-os aos aspectos ligados às parasitoses e promoção da saúde.
15. Compreender os mecanismos de defesa do organismo, identificando a importância das
vacinas.
16. Compreender o princípio da alavanca e a sua utilização no cotidiano, bem como suas
ocorrências no corpo humano, relacionando ao funcionamento dos músculos, ossos,
tendões, articulações.
17. Associar as grandezas físicas às suas respectivas unidades de medida.
18. Investigar o som e identificar suas principais características.
19. Reconhecer, através da investigação, corpos bons e maus condutores de eletricidade e sua
aplicabilidade no dia a dia.
20. Investigar fenômenos de eletricidade estática e seus efeitos perceptíveis.
21. Reconhecer o átomo como unidade básica da matéria.
22. Reconhecer a ocorrência de uma reação química por meio de evidências e da comparação
entre sistemas inicial e final.
23. Reconhecer que o uso das drogas é um fenômeno social, relacionando-o com questões
afetivas e econômicas, compreendendo os males que pode causar à saúde e à própria
sociedade.

8° ANO

1. Comparar as características de pequenos circuitos elétricos.


2. Reconhecer os efeitos da corrente elétrica nos seres vivos, e formas de prevenção de
acidentes com eletricidade no dia a dia.
3. Associar as grandezas físicas às suas respectivas unidades de medida.
4. Identificar e comparar substâncias e processos que interferem nas reações químicas.
5. Reconhecer a ocorrência de uma reação química por meio de evidências e da comparação
entre sistemas inicial e final.
6. Investigar o caráter ácido ou básico de soluções por meio de indicadores industriais e
naturais, reconhecendo sua aplicação.
7. Pesquisar os modelos atômicos diferenciando suas representações no decorrer da história.
8. Identificar sons e sua importância para os seres vivos.

71
9. Analisar os efeitos da poluição sonora.
10. Compreender o comportamento da água em diversas situações, tais como: vasos
comunicantes e instalações hidráulicas.
11. Distinguir raios de luz visível, radiação ultravioleta e radiação infravermelha.
12. Compreender como ocorrem as transformações de energia no cotidiano.
13. Analisar a influência das novas tecnologias na vida do ser humano.
14. Compreender o surgimento da vida em nosso planeta e a evolução dos seres vivos.
15. Investigar as diferentes explicações sobre a origem do Universo e da Terra.
16. Analisar fatores externos que interferem na distribuição dos seres vivos no espaço e na
extinção das espécies.
17. Relacionar as propriedades da água (densidade, temperaturas de fusão e ebulição e
solubilidade) com sua importância para a manutenção da vida.
18. Reconhecer as diversas estratégias reprodutivas dos seres vivos em diferentes ambientes e
comparar a reprodução sexuada e assexuada no que diz respeito à variabilidade dos
descendentes.
19. Classificar animais, compreendendo a importância das adaptações anatômicas e
fisiológicas que influenciaram em processos evolutivos.
20. Comparar os sistemas digestório, respiratório, circulatório e excretor do ser humano com
os dos demais animais.
21. Reconhecer os elementos da atmosfera relacionando-os com as técnicas de previsão do
tempo.
22. Identificar os efeitos do consumo indevido de medicamentos, álcool, drogas e fumo na
gravidez e valorizar a importância do acompanhamento médico.
23. Reconhecer a importância dos cuidados com a nutrição e a higiene para a gestante e a
criança e valorizar a importância do acompanhamento médico.
24. Valorizar a melhoria das condições de vida e saúde, tanto individual quanto coletiva.
25. Identificar as forças que atuam sobre um corpo relacionando-as com situações de repouso
e movimento.
26. Analisar os fatores que interferem nas transformações da hidrosfera, atmosfera e litosfera.
27. Compreender as formas sustentáveis e não sustentáveis de extração, transformação e uso
dos recursos naturais.

72
9° ANO

1. Reconhecer a reflexão e a refração da luz visível em lentes, espelhos e instrumentos


ópticos.
2. Identificar situações em que ocorra propagação, reflexão ou absorção da radiação
eletromagnética e conhecer instrumentos ou aparelhos que produzam ou interajam com a
radiação eletromagnética.
3. Associar as grandezas físicas às suas respectivas unidades de medida.
4. Comparar diferentes equipamentos de uso cotidiano em relação ao consumo de energia
elétrica e princípios de funcionamento.
5. Conhecer as diversas formas de obtenção de energia elétrica.
6. Compreender as relações entre o processo social e a evolução das tecnologias.
7. Reconhecer os materiais e resíduos utilizados no sistema de produção e consumo e como
podem ser assimilados pelos sistemas ecológicos.
8. Compreender como as teorias geocêntrica e heliocêntrica explicam os movimentos dos
corpos celestes, relacionando esses movimentos aos dados de observação e à importância
histórica dessas diferentes visões.
9. Compreender a importância da produção de substâncias químicas utilizadas no cotidiano.
10. Compreender os fenômenos naturais que resultam de diferentes arranjos entre as
partículas da matéria.
11. Reconhecer a ocorrência de uma reação química por meio de evidências e da comparação
entre sistemas inicial e final.
12. Relacionar a organização da eletrosfera com a posição do elemento químico na tabela
periódica e suas propriedades reativas.
13. Classificar vegetais, compreendendo a importância das adaptações anatômicas e
fisiológicas que influenciaram em processos evolutivos.
14. Compreender o papel regulador e de controle dos sistemas endócrino e nervoso.
15. Reconhecer a importância do sexo seguro e da gravidez planejada, e os efeitos da
utilização de métodos contraceptivos (ação no organismo e efeitos colaterais).
16. Analisar as formas de contágio, profilaxia e implicações biopsicossociais das DSTs.
17. Discutir os aspectos biológicos, legais e sociais do abortamento.
18. Valorizar a melhoria das condições de vida e saúde, tanto individual quanto coletiva.
19. Compreender que a condição de saúde é produzida nas relações com o meio físico,

73
econômico e sociocultural, identificando fatores de risco à saúde pessoal e coletiva.
20. Analisar o consumo de drogas por meio de indicadores oficiais, os gastos em ações de
repressão à comercialização e ao consumo, verificando possíveis alterações no número de
usuários.
21. Compreender as leis que regem os movimentos de corpos e algumas situações de
aplicação.
22. Investigar a ação da gravidade sobre os corpos: queda e equilíbrio.
23. Debater sobre tecnologias reprodutivas e outros temas relativos à biotecnologia,
posicionando-se a favor ou contra, usando argumentos lógicos, considerando a ciência e a
ética.
24. Reconhecer o funcionamento e as disfunções dos órgãos dos sentidos, bem como a
ocorrência nos seres vivos.

74
LÍNGUA PORTUGUESA

6º ANO

1. Argumentar, a partir de suposições e fatos, a respeito de um ponto de vista oralmente e/ou


por escrito.
2. Distinguir fato/opinião e definição/exemplo, na oralidade e na escrita.
3. Relacionar textos verbais e/ou textos não verbais, comparando informações explícitas e
implícitas.
4. Expor conhecimentos por meio da oralidade, observando os contextos de produção e
considerando o grau de formalidade requerido pelo gênero textual.
5. Identificar e analisar a flexão das palavras, verificando sua aplicabilidade relacionada ao
gênero textual.
6. Identificar, compreender e utilizar paráfrases, citações, discurso direto e discurso indireto.
7. Identificar e compreender o uso de recursos estilísticos e expressivos intencionalmente
registrados pelo autor.
8. Identificar, distinguir e relacionar os recursos que estruturam diferentes gêneros textuais,
tanto na oralidade quanto na escrita, analisando a organização, o contexto de produção, o
uso e os aspectos linguístico-discursivos dos textos.
9. Identificar, compreender e utilizar nas produções textuais as convenções do sistema de
representação da língua escrita.
10. Identificar, interpretar e explicar o assunto e o núcleo temático do texto.
11. Inferir o sentido literal ou figurado das palavras ou expressões a partir de elementos do
texto e do contexto de produção.
12. Localizar informações explícitas e inferir informações implícitas no texto, explicando-as.
13. Identificar e aplicar as marcas linguísticas que compõem o gênero textual em estudo.
14. Opinar com clareza e coerência, oralmente e/ou por escrito, sobre o texto em estudo.
15. Pesquisar e comparar informações, obras, autores e temas obtidos em diferentes fontes.
16. Posicionar-se oralmente com autonomia, respeito e criticidade, obedecendo aos turnos de
fala.
17. Produzir textos orais e escritos considerando o gênero textual em estudo, de acordo com
sua função, organização e aspectos linguístico-discursivos, pressupondo o enunciador, o
interlocutor, o suporte e os contextos de produção e circulação.

75
18. Identificar e compreender a estrutura e o processo de formação das palavras e os seus
significados.
19. Reconhecer e refletir sobre as marcas das variantes linguísticas orais e escritas (de espaço
físico, grupo social, faixa etária, grupos profissionais etc.), comparando-as à variante-
padrão da língua portuguesa.
20. Reconhecer, compreender e aplicar as regras-padrão de concordância verbal e nominal
apropriadas às diversas possibilidades de produção oral e escrita.
21. Reelaborar os próprios textos, adequando-os ao gênero textual solicitado, considerando a
situação comunicativa e o contexto de produção, atentando-se à coesão e coerência
textual.
22. Socializar experiências/vivências significativas de leitura, por meio da escrita ou
oralidade.
23. Formular hipóteses e fazer predições sobre o texto.

7º ANO

1. Argumentar, a partir de suposições, fatos e conceitos, a respeito de um ponto de vista


oralmente e/ou por escrito.
2. Distinguir causa/consequência, fato/opinião e definição/exemplo, na oralidade e na
escrita.
3. Relacionar textos verbais e/ou textos não verbais, comparando informações explícitas e
implícitas.
4. Expor conhecimentos por meio da oralidade, observando os contextos de produção,
considerando o grau de formalidade requerido pelo gênero textual e utilizando recursos
extralinguísticos em favor do discurso (gestos, expressões faciais, postura etc.).
5. Identificar e analisar a flexão das palavras, verificando sua aplicabilidade relacionada ao
gênero textual.
6. Identificar, compreender e utilizar paráfrases, citações, discursos direto, indireto e
indireto livre.
7. Identificar e compreender o uso de recursos estilísticos e expressivos intencionalmente
registrados pelo autor.

76
8. Identificar, distinguir e relacionar os recursos que estruturam diferentes gêneros textuais,
tanto na oralidade quanto na escrita, analisando a organização, o contexto de produção, o
uso e os aspectos linguístico-discursivos dos textos.
9. Identificar, compreender e utilizar nas produções textuais as convenções do sistema de
representação da língua escrita.
10. Identificar, interpretar e explicar o assunto e o núcleo temático do texto, reconhecendo os
sentidos produzidos.
11. Inferir o sentido literal ou figurado das palavras ou expressões a partir de elementos do
texto e do contexto de produção.
12. Localizar informações explícitas e inferir informações implícitas no texto, explicando-as.
13. Identificar e aplicar as marcas linguísticas que compõem o gênero textual em estudo.
14. Opinar com clareza e coerência, oralmente e/ou por escrito, sobre o texto em estudo.
15. Pesquisar e comparar informações, obras, autores e temas obtidos em diferentes fontes.
16. Posicionar-se oralmente com autonomia, respeito e criticidade, obedecendo aos turnos de
fala.
17. Produzir textos orais e escritos considerando o gênero textual em estudo, de acordo com
sua função, organização e aspectos linguístico-discursivos, pressupondo o enunciador, o
interlocutor, o suporte e os contextos de produção e circulação.
18. Identificar e compreender a estrutura e o processo de formação das palavras e os seus
significados.
19. Compreender e distinguir as marcas das variantes linguísticas orais e escritas (de espaço
físico, grupo social, faixa etária, grupos profissionais etc.), comparando-as àvariante-
padrão da língua portuguesa.
20. Reconhecer, compreender e aplicar as regras-padrão de concordância verbal e nominal
apropriadas às diversas possibilidades de produção oral e escrita.
21. Reelaborar os próprios textos, adequando-os ao gênero textual solicitado, considerando a
situação comunicativa e o contexto de produção, atentando-se à coesão e coerência
textual.
22. Socializar experiências/vivências significativas de leitura, por meio da escrita ou
oralidade.
23. Formular hipóteses e fazer predições sobre o texto.

77
8º ANO

1. Argumentar e refutar a respeito de um ponto de vista oralmente e/ou por escrito.


2. Identificar e analisar a aplicabilidade da tese e dos argumentos em textos orais e escritos,
distinguindo causa/consequência, fato/opinião e definição/exemplo.
3. Relacionar textos verbais e/ou textos não verbais, comparando informações explícitas e
implícitas.
4. Expor conhecimentos por meio da oralidade, observando os contextos de produção,
considerando o grau de formalidade, utilizando recursos extralinguísticos e demonstrando
conhecimento sobre a forma composicional de cada gênero.
5. Reconhecer, compreender e aplicar as regras-padrão de regência verbal e nominal,
apropriadas aos gêneros textuais.
6. Identificar, compreender e utilizar paráfrases, citações, discursos direto, indireto e
indireto livre.
7. Identificar e justificar com base no texto o uso de recursos estilísticos e expressivos
intencionalmente registrados pelo autor.
8. Identificar, distinguir e relacionar os recursos que estruturam diferentes gêneros textuais,
tanto na oralidade quanto na escrita, analisando a organização, o contexto de produção, o
uso e os aspectos linguístico-discursivos dos textos.
9. Identificar, compreender e utilizar nas produções textuais as convenções do sistema de
representação da língua escrita.
10. Identificar, interpretar e explicar o assunto e núcleo temático, bem como as intenções do
autor, reconhecendo os sentidos produzidos no texto.
11. Inferir o sentido literal ou figurado das palavras ou expressões a partir de elementos do
texto e do contexto de produção.
12. Localizar informações explícitas e inferir informações implícitas no texto, explicando-as
e distinguindo as gerais das específicas.
13. Identificar e aplicar as marcas linguísticas que compõem o gênero textual em estudo.
14. Opinar com clareza e coerência, oralmente e/ou por escrito, tendo por referências citações
do texto em estudo, outras leituras e experiências pessoais.
15. Pesquisar, analisar e comparar informações, obras, autores e temas obtidos em diferentes
fontes.

78
16. Posicionar-se oralmente com autonomia, respeito e criticidade, obedecendo aos turnos de
fala.
17. Produzir textos orais e escritos considerando o gênero textual em estudo, de acordo com
sua função, organização e aspectos linguístico-discursivos, pressupondo o enunciador, o
interlocutor, o suporte e os contextos de produção e circulação.
18. Identificar e compreender as relações de dependência entre as orações, aplicando-as aos
processos de produção textual.
19. Compreender e distinguir as marcas das variantes linguísticas orais e escritas (de espaço
físico, grupo social, faixa etária, grupos profissionais etc.), justificando-as e comparando-
as à variante-padrão da língua portuguesa.
20. Reconhecer, compreender e aplicar as regras-padrão de concordância verbal e nominal
apropriadas às diversas possibilidades de produção oral e escrita.
21. Reelaborar os próprios textos, adequando-os ao gênero textual solicitado, considerando a
situação comunicativa e o contexto de produção, atentando-se à coesão e coerência
textual.
22. Socializar experiências/vivências significativas de leitura, por meio da escrita ou
oralidade.
23. Formular hipóteses e fazer predições sobre o texto, justificando-as por meio de indícios
linguísticos e extralinguísticos.

9º ANO

1. Argumentar e refutar a respeito de um ponto de vista oralmente e/ou por escrito.


2. Identificar e analisar a aplicabilidade da tese e dos argumentos em textos orais e escritos,
distinguindo causa/consequência, fato/opinião, definição/exemplo e evidência/hipótese.
3. Relacionar textos verbais e/ou textos não verbais, comparando informações explícitas e
implícitas.
4. Expor conhecimentos por meio da oralidade, observando os contextos de produção,
considerando o grau de formalidade, utilizando recursos extralinguísticos e demonstrando
conhecimento sobre a forma composicional de cada gênero e identificando a ideologia
presente nos diferentes discursos.
5. Reconhecer, compreender e aplicar as regras-padrão de regência verbal e nominal,
apropriadas aos gêneros textuais.

79
6. Identificar, justificar e utilizar paráfrases, citações, discursos direto, indireto e indireto
livre.
7. Identificar e justificar com base no texto o uso de recursos estilísticos e expressivos
intencionalmente registrados pelo autor.
8. Identificar, distinguir e relacionar os recursos que estruturam diferentes gêneros textuais,
tanto na oralidade quanto na escrita, analisando a organização, o contexto de produção, o
uso e os aspectos linguístico-discursivos dos textos.
9. Identificar, compreender e utilizar nas produções textuais as convenções do sistema de
representação da língua escrita.
10. Identificar, interpretar e explicar o assunto, o núcleo temático e o posicionamento
ideológico, justificando os sentidos produzidos no texto conforme a intencionalidade do
autor.
11. Inferir o sentido literal ou figurado das palavras ou expressões a partir de elementos do
texto e do contexto de produção.
12. Localizar informações explícitas e inferir informações implícitas no texto, explicando-as
e distinguindo as gerais das específicas.
13. Identificar e aplicar as marcas linguísticas que compõem o gênero textual em estudo.
14. Opinar com clareza e coerência, oralmente e/ou por escrito, tendo por referências citações
do texto em estudo, outras leituras e experiências pessoais.
15. Pesquisar, analisar e comparar informações, obras, autores e temas obtidos em diferentes
fontes.
16. Posicionar-se oralmente com autonomia, respeito e criticidade, obedecendo aos turnos de
fala.
17. Produzir textos orais e escritos considerando o gênero textual em estudo, de acordo com
sua função, organização e aspectos linguístico-discursivos, pressupondo o enunciador, o
interlocutor, o suporte e os contextos de produção e circulação.
18. Identificar e compreender as relações de dependência entre as orações, aplicando-as aos
processos de produção textual.
19. Compreender e distinguir as marcas das variantes linguísticas orais e escritas (de espaço
físico, grupo social, faixa etária, grupos profissionais etc.), justificando-as e comparando-as à
variante-padrão da língua portuguesa.
20. Reconhecer, compreender e aplicar as regras-padrão de concordância verbal e nominal
apropriadas às diversas possibilidades de produção oral e escrita.

80
21. Reelaborar os próprios textos, adequando-os ao gênero textual solicitado, considerando
a situação comunicativa e o contexto de produção, atentando-se à coesão e coerência textual.
22. Socializar experiências/vivências significativas de leitura, por meio da escrita ou
oralidade.
23. Formular hipóteses e fazer predições sobre o texto, justificando-as por meio de indícios
linguísticos e extralinguísticos.

81
INGLÊS

6º ANO

1. Interagir em conversas formais e informais, observando a adequação no ritmo e


entonação (sílaba tônica; ênfase tonal; linking sounds; falling intonation para perguntas
com wh-;) e pronúncia (sons do alfabeto, numerais, can/can’t, “ph”, “th”, “m”, vogais
longas e curtas e consoantes; sons do plural).
2. Ampliar o repertório lexical para interagir em situações comunicativas de diversos
contextos (saudações; despedidas; objetos de sala de aula; apresentações; números
cardinais; alfabeto; dias da semana; meses do ano; anos; nacionalidade e países;
ocupações e profissões; habilidades; relações familiares; adjetivos para descrever pessoas
física e psicologicamente; moradia e mobília).
3. Ampliar o repertório gramatical para interagir em situações comunicativas diversas
(imperativo; verbo ser/estar; pronomes pessoais retos; pronomes interrogativos; artigos
definidos e indefinidos; substantivos: singular, plural, comum e próprio; pronomes de
tratamento; advérbios de modo well e badly para descrever habilidades; verbo can para
expressar habilidades; pronomes interrogativos; pronomes demonstrativos; presente
simples; presente contínuo; advérbios very e so; verbo ter; preposições de lugar; verbo
haver; perguntas com How many).
4. Compreender informações gerais e específicas contidas em gêneros textuais (diálogo
formal e informal; conversa telefônica; canção; cartão de estudante; horário escolar;
artigo de site, jornal, revistas etc.; postagem de blog; árvore genealógica; entrevista;
classificados de imóveis; mapa; planta de imóvel) a partir de estratégias de leitura e de
compreensão auditiva.
5. Reconhecer e produzir gêneros textuais (diálogo formal e informal; conversa telefônica;
canção; cartão de estudante; horário escolar; artigo de site, jornal, revistas etc.; postagem
de blog; árvore genealógica; entrevista; classificados de imóveis; mapa; planta de imóvel)
a partir de suas caraterísticas (composição, estilo, conteúdo temático, público-alvo e
suporte de veiculação), finalidade comunicativa e função social.
6. Reformular sua própria produção, oral ou escrita, demonstrando adequação ao gênero
solicitado e suas características.

82
7. Interagir em situações, formais e informais, em que seja necessário descrever a si mesmo
e outras pessoas (descrição física e psicológica).
8. Interagir em situações próprias do cotidiano da sala de aula, compreendendo e utilizando
enunciados oralmente.
9. Interagir em situações, formais e informais, em que seja necessário fornecer e obter
informações pessoais (nome, sobrenome, idade, número de telefone, endereço, data de
aniversário, nacionalidade, endereço eletrônico e ocupação).
10. Interagir em situações, formais e informais, em que seja necessário identificar, fornecer e
obter informações sobre membros da família (pai, mãe, irmãos, tios, tias, primos, avós e
avôs, sobrinhos, netos, filhos, padrasto e madrasta).
11. Interagir em situações, formais e informais, em que se tenha que cumprimentar pessoas e
despedir-se delas.
12. Interagir em situações, formais e informais, em que seja necessário apresentar-se para
alguém e apresentar outras pessoas.
13. Interagir em situações, formais e informais, em que seja necessário descrever, fornecer e
obter informações sobre a vizinhança em que se vive (tipos de residências; cômodos,
mobília e eletrodomésticos de uma casa; lugares típicos do bairro em que se vive).
14. Interagir em situações, formais e informais, em que seja necessário fornecer e obter
informações sobre habilidades e competências de si próprio ou de outras pessoas.
15. Reconhecer e compreender as diferenças culturais e linguísticas no momento de interação
social inicial entre pessoas de nacionalidades distintas.
16. Reconhecer e compreender os diversos tipos de moradia existentes e os fatores que
contribuem para a formação e organização de um bairro no Brasil e em países anglófonos
(localização urbana ou rural; pertencimento a uma determinada classe social;
infraestrutura e investimento público e privado).
17. Reconhecer e compreender as diversas estruturas familiares existentes atualmente,
levando em conta o contexto brasileiro e o dos países anglófonos.

7º ANO

1. Interagir em conversas formais e informais, observando a adequação no ritmo, entonação


e pronúncia (contraste wh-questions e yes/no questions; sons de vogais, semivogais,
ditongos e consoantes; sons de /-ed/ em verbos regulares no passado; sons de was/were).

83
2. Ampliar o repertório lexical para interagir em situações comunicativas de diversos
contextos (horas; números ordinais para datas; tipos de evento; celebrações e
festividades; atividades de lazer; atividades diárias; tarefas domésticas; direções; nomes
de estabelecimentos e localidades na cidade; meios de transporte).
3. Ampliar o repertório gramatical para interagir em situações comunicativas diversas
(verbos ser/estar; verbo haver; preposições para horários e datas; preposição by para
meios de transporte; presente simples; advérbios de frequência e expressões de tempo;
should, why don’t you? para recomendações e conselhos; modal would; passado simples;
passado do verbo ser/estar; formas verbais used to e to be used to).
4. Compreender informações gerais e específicas contidas em gêneros textuais (convite;
mapa; e-mail; artigo de site, jornal, revista etc.; mensagem de pedido de conselho;
resposta a pedido de conselho; cartão postal; roteiro de viagem) a partir de estratégias de
leitura e de compreensão auditiva.
5. Reconhecer e produzir gêneros textuais (convite; mapa; e-mail; artigo de site, jornal,
revista etc.; mensagem de pedido de conselho; resposta a pedido de conselho; cartão
postal; roteiro de viagem) a partir de suas caraterísticas (composição, estilo, conteúdo
temático, público-alvo e suporte de veiculação), finalidade comunicativa e função social.
6. Reformular sua própria produção, oral ou escrita, demonstrando adequação ao gênero
solicitado e suas características.
7. Interagir em situações, formais e informais, em que seja necessário fornecer informações
e perguntar sobre a localização espacial de lugares e pessoas.
8. Interagir em situações, formais e informais, em que seja necessário sugerir ou pedir uma
recomendação ou conselho.
9. Interagir em situações, formais e informais, em que seja necessário fornecer e obter
informações sobre o horário e data de realização de um evento.
10. Interagir em situações, formais e informais, em que seja necessário descrever, fornecer e
obter informações sobre hábitos, rotina diária, tarefas domésticas e atividades de lazer.
11. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário aceitar ou recusar
um convite para um evento.
12. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário fornecer ou obter
informações sobre a data de aniversário de alguém.
13. Interagir em situações, formais e informais, em que seja necessário perguntar e fornecer
informações sobre como chegar a diferentes lugares.

84
14. Interagir em situações, formais e informais, em que seja necessário fornecer ou obter
informações sobre meios de transporte para chegar a um local.
15. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário fornecer ou obter
informações sobre eventos ocorridos no passado (experiências de viagem e férias).
16. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário fornecer ou obter
informações sobre hábitos passados que não ocorrem mais, comparando-os com os
costumes atuais.
17. Reconhecer e compreender a mudança de hábitos, costumes e tradições ao longo da
história no Brasil e em países anglófonos, considerando mudanças culturais
desencadeadas pela tecnologia e pelas revoluções culturais.
18. Reconhecer, compreender e comparar as diferentes possibilidades de atividades de férias
no Brasil e em países anglófonos, considerando a influência de aspectos como sexo,
idade, etnia e classe social.
19. Reconhecer e compreender as semelhanças e diferenças nos meios de transporte no Brasil
e em países anglófonos, considerando o tipo de público atendido e impacto na rotina da
população.
20. Reconhecer e compreender as semelhanças e diferenças entre os tipos de eventos
existentes no Brasil e em países anglófonos, sua finalidade, público-alvo e importância
cultural.
21. Reconhecer e compreender as semelhanças e diferenças na organização da rotina de
brasileiros e cidadãos de países anglófonos, considerando aspectos como sexo, idade,
etnia e classe social.

8º ANO

1. Interagir em conversas formais e informais, observando a adequação no ritmo, entonação


e pronúncia (concordando e discordando; demonstrando surpresa; sons de ŋ, ʃ, h e w;
palavras homônimas; resposta enfática).
2. Ampliar o repertório lexical para interagir em situações comunicativas de diversos
contextos (entradas, pratos principais e sobremesas; bebidas; comidas típicas; peças de
vestuário; preços; formas de pagamento; hábitos).
3. Ampliar o repertório gramatical para interagir em situações comunicativas diversas
(modais can e may para possibilidade e permissão; verbo modal would; must/mustn’t;

85
perguntas com How much; imperativo; I’ll have; expressões de quantidade; passado
simples e contínuo; used to; be/get used to; advérbios de tempo no passado e no futuro;
futuro com going to e will; futuro com presente contínuo; marcadores de sequência;
comparativos e superlativos; conjunções so, too, either, neither).
4. Compreender informações gerais e específicas, explícitas e implícitas contidas em
gêneros textuais (resenha de guia de restaurante; anúncio publicitário; artigo de site,
jornal, revista etc.; carta a pen pal; guia turístico; lista de resoluções; fôlder; cartum;
verbete de dicionário; post de fórum de discussão; cardápio) a partir de estratégias de
leitura e de compreensão auditiva.
5. Reconhecer e produzir gêneros textuais (resenha de guia de restaurante; anúncio
publicitário; artigo de site, jornal, revista etc.; carta a pen pal; guia turístico; lista de
resoluções; fôlder; cartum; verbete de dicionário; post de fórum de discussão; cardápio) a
partir de suas caraterísticas (composição, estilo, conteúdo temático, público-alvo e
suporte de veiculação), finalidade comunicativa e função social.
6. Reformular sua própria produção, oral ou escrita, demonstrando adequação ao gênero
solicitado e suas características.
7. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário solicitar, consentir
ou negar a permissão para determinada ação.
8. Interagir em situações, formais ou informais, sobre planos e previsões para o futuro.
9. Interagir em situações comunicativas sobre fatos passados finalizados e ações contínuas
no passado.
10. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário fornecer ou obter
informações sobre proibições, regras, normas e ações obrigatórias.
11. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário fornecer e obter
informações sobre preço e formas de pagamento de um produto, bem como fazer
barganhas.
12. Interagir em situações comunicativas, formais e informais, em que seja necessário
estabelecer comparações entre pessoas, lugares e objetos.
13. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário oferecer e pedir
ajuda sobre um produto em um estabelecimento comercial (recomendação de marca e
modelo e características do produto).
14. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário fornecer e obter
informações e recomendações de restaurantes.

86
15. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário oferecer ou pedir
uma refeição em um restaurante ou estabelecimento comercial.
16. Reconhecer, compreender e comparar aspectos da diversidade gastronômica e de hábitos
à mesa no Brasil e em países anglófonos, considerando seu significado cultural.
17. Reconhecer e compreender os hábitos de consumo da população no Brasil e em países
anglófonos, considerando aspectos como gênero, idade, etnia, religião e classe social,
bem como a influência dos meios de comunicação e da publicidade nesses hábitos.
18. Reconhecer, compreender e comparar diferentes perspectivas e pontos de vista sobre
temas controversos e polêmicos (preconceito racial e religioso; pobreza; meio ambiente e
sustentabilidade; poluição; violência; política), considerando a influência da ideologia
hegemônica sobre tais temas.

9º ANO

1. Interagir em conversas formais e informais, observando a adequação no ritmo, entonação


e pronúncia (sons das vogais I e U; minimal pairs; silent letters; word stress; variantes).
2. Ampliar o repertório lexical para interagir em situações comunicativas de diversos
contextos (refeições; modo de preparo dos alimentos; profissões; qualidades pessoais e
profissionais; gêneros musicais; instrumentos musicais; gêneros de filmes; programas de
televisão; sessões do jornal).
3. Ampliar o repertório gramatical para interagir em situações comunicativas diversas (used
to/be used to/get used to; it tastes/smells; presente perfeito simples e contínuo; I’d
rather/prefer; pronomes relativos; conjunções; both/either/neither; condicionais).
4. Compreender informações gerais e específicas, explícitas e implícitas contidas em
gêneros textuais (artigo de site, jornal, revista etc.; reportagem; artigo de opinião;
pirâmide alimentar; entrevista de emprego; anúncio classificado de emprego; currículo;
canção; crítica de álbum; post de blog; sinopse de filme; blurb; ingresso de evento
musical) a partir de estratégias de leitura e de compreensão auditiva.
5. Reconhecer e produzir gêneros textuais (artigo de site, jornal, revista etc.; reportagem;
artigo de opinião; pirâmide alimentar; entrevista de emprego; anúncio classificado de
emprego; currículo; canção; crítica de álbum; post de blog; sinopse de filme; blurb;
ingresso de evento musical) a partir de suas caraterísticas (composição, estilo, conteúdo
temático, público-alvo e suporte de veiculação), finalidade comunicativa e função social.

87
6. Reformular sua própria produção, oral ou escrita, demonstrando adequação ao gênero
solicitado e suas características.
7. Interagir em situações, formais e informais, em que seja necessário diferenciar e
posicionar-se criticamente em relação a fatos e opiniões.
8. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário fornecer e obter
informações sobre preferências alimentares.
9. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário aceitar ou recusar
alimentos e/ou bebidas.
10. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário descrever pratos
locais.
11. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário apresentar
argumentos e opiniões de forma organizada para defender um determinado ponto de
vista.
12. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário desculpar-se por
estar atrasado para uma seção de cinema ou um evento musical.
13. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário fornecer ou obter
informações sobre gosto e preferências por determinados gêneros de filme, livro e
música.
14. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário descrever e
recomendar filmes, livros e música.
15. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário fornecer e obter
informações sobre experiências escolares com os colegas de classe.
16. Interagir em situações, formais ou informais, de entrevista de emprego ou processo
seletivo de estágio.
17. Interagir em situações, formais ou informais, em que seja necessário fornecer e obter
informações sobre planos para vida adulta.
18. Reconhecer, compreender e comparar as relações de trabalho existentes no Brasil e em
países anglófonos, considerando a extinção e a criação de profissões e as lutas
trabalhistas passadas e atuais.
19. Reconhecer, compreender e comparar diferentes hábitos alimentares no Brasil e em
países anglófonos, considerando gênero, idade, etnia, religião e classe social.

88
89
FÍSICA

1º ANO

1. Atribuir significado aos conceitos de posição, velocidade (média e instantânea) e


aceleração (média e instantânea), bem como reconhecer a presença destes conceitos em
situações cotidianas.
2. Caracterizar e comparar diferentes tipos de movimentos retilíneos, enfatizando suas
semelhanças e diferenças e estabelecendo as grandezas relevantes para seu estudo,
associando a eles fenômenos naturais e cotidianos.
3. Atribuir significado aos conceitos de posição angular, velocidade angular (média e
instantânea) e aceleração angular (média e instantânea), bem como reconhecer a presença
destes conceitos em situações cotidianas.
4. Caracterizar e comparar diferentes tipos de movimentos circulares, enfatizando suas
semelhanças e diferenças e estabelecendo as grandezas relevantes para seu estudo,
incluindo os conceitos de período e frequência, associando a eles fenômenos naturais
e cotidianos.
5. Caracterizar grandezas escalares e vetoriais, ressaltando as diferenças entre elas,
apoiando-se em conceitos vistos anteriormente, como velocidade, por exemplo.
6. Compreender o conceito de força a partir dos efeitos que sua aplicação causa nos corpos
(variação de velocidade e deformação).
7. Identificar e quantificar as diferentes forças que atuam em várias situações (tração,
peso, atrito, normal), bem como associá-las às causas que lhes dão origem, na
análise de situações cotidianas.
8. Compreender a evolução histórica teórica das relações entre força e movimento,
passando por Aristóteles, Buridan e Galileu, como embasamento à compreensão das
Leis de Newton da mecânica, reconhecendo-as, interpretando-as e utilizando-as –
qualitativa e quantitativamente – na resolução de situações-problema.
9. Compreender e comparar a evolução histórica da compreensão da humanidade acerca
da configuração do universo, e da Terra, em particular, bem como as implicações e
influências históricas, sociais e artísticas das visões de mundo do homem pré e pós
Renascimento.
10. Analisar a origem e o destino do nosso universo, tendo por base a teoria do Big Bang,

90
a lei de Hubble e a radiação de fundo, compreendendo o caráter investigativo da
ciência, em busca de soluções a questões ainda sem respostas.
11. Atribuir significado aos conceitos de massa específica, densidade e pressão,
relacionando-os com empuxo e condições de flutuação (Princípio de Pascal, Lei de
Stevin, Princípio de Arquimedes), bem como às suas aplicações práticas.
12. Identificar formas e transformações de energia associadas aos movimentos reais,
avaliando o trabalho envolvido e caracterizando sistemas conservativos e não-
conservativos.
13. Identificar e reconhecer a conservação da quantidade de movimento linear envolvida
em situações reais, como choques e disparos de projéteis, dando ênfase ao papel da
massa na construção deste conceito.

2º ANO

1. Compreender o conceito de temperatura, relacionando-o com a agitação térmica das


partículas constituintes da matéria.
2. Interpretar o significado dos valores numéricos atribuídos à temperatura nas escalas
Celsius e Kelvin, bem como estabelecer relações entre eles e com situações cotidianas.
3. Reconhecer o calor como energia transferida entre corpos a diferentes temperaturas,
diferenciando-o do conceito de energia interna de um corpo e, consequentemente,
de temperatura.
4. Analisar qualitativa e quantitativamente o fluxo de calor entre os corpos,
relacionando-o às variações de temperatura e às mudanças de estado físico da matéria.
5. Identificar e reconhecer os processos de transmissão de calor em situações reais.
6. Reconhecer a dilatação térmica dos corpos como resultado macroscópico do
comportamento microscópico da matéria.
7. Reconhecer o calor como uma forma de energia passível de transformação e
relacionar este conhecimento com o funcionamento das máquinas térmicas.
8. Atribuir significado ao conceito de onda, reconhecendo seus diversos tipos.
9. Reconhecer as características básicas das ondas: comprimento de onda, amplitude,
velocidade de propagação, período e frequência, bem como suas relações mútuas.
10. Identificar o som como uma onda e relacionar as características ondulatórias com as
sensações sonoras que experimentamos, como altura e intensidade.

91
11. Relacionar as propriedades de reflexão das ondas a fenômenos sonoros cotidianos,
como o eco e a reverberação.
12. Compreender e identificar as leis e os fenômenos reais associados à propagação da luz,
como reflexão, refração e reflexão total.
13. Aplicar os conceitos e leis da reflexão na interpretação e construção das imagens
fornecidas por diversos tipos de espelhos, associando-os a situações reais.
14. Aplicar os conceitos e leis da refração na interpretação e construção das imagens
fornecidas por diversos tipos de lentes, associando-os a situações reais.
15. Relacionar os princípios da formação de imagens por lentes com a visão humana e com
a correção dos defeitos de visão mais comuns.

3º ANO

1. Atribuir significado ao conceito de carga elétrica, tomando-a como uma das


propriedades elementares das partículas constituintes da matéria, dando ênfase ao
tratamento do elétron.
2. Interpretar – qualitativa e quantitativamente – o conceito de campo elétrico como uma
forma de explicar a interação entre cargas elétricas, relacionando-o ao campo
gravitacional e aplicando o conceito de força, visto na mecânica, como forma de
estabelecer relações mais concretas.
3. Compreender o conceito de corrente elétrica e relacioná-lo ao transporte de energia por
meio de um movimento ordenado de cargas, mais comumente de elétrons,
enfatizando seu caráter de fluxo de carga, do qual é possível compreender os
conceitos de corrente contínua e corrente alternada, presente no fornecimento de energia
elétrica das cidades.
4. Resgatar o conceito de energia potencial gravitacional para atribuir significado ao
conceito de diferença de potencial elétrico, relacionando-o à variação de energia das
cargas elétricas presentes em um campo elétrico.
5. Compreender a resistência elétrica como uma propriedade dos materiais, associando-
a à transformação de energia elétrica em energia térmica, bem como à sua utilização no
cotidiano.
6. Reconhecer um circuito elétrico e seus componentes, bem como suas funções,
identificando os geradores como provedores de energia e os receptores como

92
conversores de energia elétrica em outras formas de energia.
7. Relacionar corrente elétrica, diferença de potencial elétrico e resistência em circuitos
elétricos simples – com associações de resistores em série, em paralelo e mistas, e em
malhas simples e duplas –, enfatizando a distribuição da energia (e potência) em seus
elementos.
8. Relacionar os conhecimentos adquiridos sobre a energia nos circuitos com a
interpretação dos valores nominais de lâmpadas e aparelhos elétricos domésticos, bem
como com a leitura das informações apresentadas nas contas de energia elétrica, como
forma de tomar consciência de sua forma de cobrança e de sua boa utilização.
9. Interpretar o conceito de campo magnético como uma forma de explicar a interação
entre os polos magnéticos dos ímãs, em comparação à interação de cargas elétricas
através do campo elétrico, compreendendo, contudo, a não existência de monopolos
magnéticos.
10. Relacionar as origens do campo magnético ao movimento de cargas elétricas,
compreendendo como a experiência de Ørsted se relaciona com a magnetização dos
ímãs, dos materiais magnéticos e da Terra, em última instância.
11. Atribuir significado ao conceito expresso na Lei de Faraday, reconhecendo suas
aplicações práticas, em especial, o motor elétrico, e os impactos que provocou na
sociedade, bem como a existência de uma simetria entre a produção de campos elétricos
e magnéticos.
12. Compreender o princípio de funcionamento dos geradores de energia elétrica e dos
transformadores de tensão, bem como da geração e transmissão da energia obtida nas
usinas hidrelétricas.
13. Analisar os impactos da geração e distribuição de eletricidade na sociedade e no meio-
ambiente, no decorrer da história.
14. Relacionar a Lei de Faraday e a Lei de Ampère com o surgimento das ondas
eletromagnéticas, e reconhecê-las como entes transportadores de energia, bem como
suas aplicações, no âmbito das telecomunicações, da medicina e mesmo nos aparelhos
eletrodomésticos.
15. Compreender e interpretar o espectro eletromagnético como uma classificação das
ondas eletromagnéticas em função de sua frequência e de seu comprimento de onda.
16. Analisar e compreender as três dificuldades que havia na explicação do efeito
fotoelétrico ao interpretar a luz como onda e reconhecer, através deste problema, a

93
existência de um limite de validade da Física Clássica.
17. Analisar a evolução histórica do conceito de átomo, reconhecendo o problema de
estabilidade do modelo atômico de Rutherford e a solução proposta por Bohr.
18. Associar a quantização da energia proposta por Bohr e os espectros de absorção e
emissão de energia, característicos de cada átomo, com o conceito de fóton.
19. Utilizar o conceito de fóton para solucionar os problemas relativos à explicação do efeito
fotoelétrico – reconhecendo o caráter dual da luz – e relacionar este efeito com
fenômenos biológicos e aparatos cotidianos.
20. Reconhecer a radioatividade como um processo de emissão de energia pelo núcleo
atômico, diferenciando raios γ de raios x, e discutir os impactos históricos, ambientais e
humanos das radiações ionizantes em nossa sociedade, como os acidentes radioativos
e as aplicações da radioatividade na medicina (terapia e diagnóstico), na conservação
de alimentos e na geração de energia elétrica, por exemplo.

94
HISTÓRIA

1º ANO

1. Analisar a importância das artes no mundo grego e romano, percebendo sua


influência em manifestações artísticas de outros períodos.
2. Comparar as diferentes experiências de escravidão entre os povos da Antiguidade.
3. Estabelecer relações entre a visão de mundo presente na arquitetura, na literatura e na
filosofia medievais, com a representação da Idade Média em outros momentos
históricos (literatura romântica do século XIX, literatura de cordel etc).
4. Identificar e caracterizar as reformas religiosas e os renascimentos europeus
relacionando-os com o surgimento da modernidade, a emergência de novos grupos
sociais, da vida urbana e do mundo mercantil.
5. Caracterizar a formação do Estado monárquico na França e na Inglaterra, evidenciando
as diferenças de trajetória ao longo da Idade Moderna.
6. Conhecer e comparar as hierarquias, os cacicados, as chefias e as concepções de
guerra entre os povos da América pré-colombiana: maias, astecas, incas, tupinambás
e guaranis, e identificar as mudanças trazidas pelo contato com os europeus.
7. Comparar as diferentes concepções de trabalho escravocrata presentes na América
durante a Idade Moderna, diferenciando-os do sentido da escravidão na África pré-
colonial.
8. Estabelecer relações entre o surgimento de uma cultura da violência no período
colonial, presente no genocídio de indígenas e africanos, com suas heranças na
sociedade brasileira atual, perceptível por meio da violência do Estado, do racismo e da
desigualdade social.
9. Identificar e valorizar a resistência indígena e afro-americana expressa através de
manifestações culturais, tais como as festas, a religião, a música e a dança,
estabelecendo comparações entre o Brasil e outros países (ex.: o samba e o
candomblé no Brasil com o jazz e o gospel nos EUA ou o vodu no Haiti).
10. Valorizar as matrizes étnicas do Brasil, reconhecendo a existência de elementos
europeus, indígenas, africanos e asiáticos no cotidiano.
11. Analisar criticamente os mitos da democracia racial (Gilberto Freyre) e do homem
cordial (Sérgio Buarque de Holanda), estabelecendo relações entre suas origens na

95
historiografia e o uso corrente desses termos.
12. Analisar diferentes contextos da história das mulheres como estratégia para perceber sua
importância como agente histórico e sua ausência na historiografia tradicional.

2º ANO

1. Analisar criticamente as revoltas do período colonial, identificando as diferentes


versões para explicá-las e o uso político feito destas versões.
2. Comparar as diversas revoltas do I Império, Período Regencial e início do II Império,
analisando o papel do Estado brasileiro na manutenção da unidade nacional.
3. Caracterizar e comparar a experiência liberal na Europa durante os séculos XVIII e
XIX: Revolução Industrial, Francesa, Império Napoleônico e revoluções liberais.
4. Caracterizar e comparar a experiência liberal na América durante os séculos XVIII e
XIX: independências dos EUA e diversos países latino-americanos, inclusive o Brasil.
5. Analisar os conflitos no campo presentes na História do Brasil à luz do processo
histórico iniciado com a Lei de Terras (1850), os quais se expressam hoje pelos
conflitos entre grileiros e posseiros.
6. Compreender as disputas territoriais e políticas que levaram à Guerra do Paraguai (1864-
1870) e a contribuição da questão militar para a queda da monarquia.
7. Comparar os processos de abolição da escravidão no Brasil, EUA e Haiti e a
contribuição da questão abolicionista para a queda da monarquia.
8. Analisar a transição do regime escravocrata no Brasil para o regime assalariado,
compreendendo a participação dos ex-escravos no mercado de trabalho pós-
abolição.
9. Conhecer as diferentes identidades (étnica, religiosa, nacional etc.) que compõem o
cenário geopolítico africano, relacionando-as com a Partilha da África (final do século
XIX).
10. Conhecer os espaços de luta e ação política dos trabalhadores assalariados no Brasil
até 1930, comparando as diversas formas de organização operária.
11. Comparar a formação, manutenção e queda do Império Brasileiro (1808-1889) com a
de outros Estados latino-americanos.
12. Analisar diferentes contextos da história das mulheres como estratégia para perceber sua
importância como agente histórico e sua ausência na historiografia tradicional.

96
3º ANO

1. Comparar os diversos períodos republicanos no Brasil, enfatizando as estruturas


partidárias, as formas de participação política e as transformações econômicas e
culturais de cada período.
2. Relacionar os resultados da Primeira Guerra Mundial com os diversos fatores do
entreguerras que provocaram a eclosão da Segunda Guerra Mundial.
3. Realizar um estudo comparativo entre as diversas vanguardas artísticas europeias,
relacionando-as ao contexto da Belle Époque e ao movimento modernista no Brasil.
4. Conhecer os embates entre o capital, o Estado e o trabalho na era Vargas,
enfatizando a questão sindical e a trajetória da legislação trabalhista no Brasil.
5. Analisar a formação e desestruturação política do bloco socialista, desde a Revolução
Russa até a queda do Muro de Berlim.
6. Conhecer os conflitos da Guerra Fria e os da Nova Ordem Mundial, analisando suas
principais motivações e consequências.
7. Analisar a emergência das independências das ex-colônias africanas e asiáticas e a
explosão de guerras civis em diversos países no século XX.
8. Caracterizar a resistência à ditadura de 1964, reconhecendo como seus principais atores o
movimento estudantil e as guerrilhas urbanas e rurais.
9. Analisar as atuações do Estado brasileiro em alguns momentos da diplomacia sul-
americana, enfatizando a Guerra do Paraguai, a Operação Condor e o Mercosul, frente
aos projetos de nação existentes no Brasil em cada período.
10. Compreender na sua dimensão histórica os obstáculos para o exercício pleno da
cidadania e da democracia, valorizando a atuação consciente do indivíduo na
sociedade.
11. Distinguir o conceito de cidadania em três períodos históricos: na Atenas clássica, no
Iluminismo francês e no Brasil atual, estabelecendo comparações entre eles.
12. Analisar diferentes contextos da história das mulheres como estratégia para perceber sua
importância como agente histórico e sua ausência na historiografia tradicional.

97
LÍNGUA PORTUGUESA

1º ANO

1. Ler, interpretar e produzir textos orais e escritos de diversos gêneros, tais como:
biografia, cantiga popular, carta pessoal, carta formal, contos populares em prosa e em
versos, comédia teatral, cordel diário de bordo, e-mail, poema (epopéia, soneto),
relato histórico, sermão, trova, entre outros.
2. Realizar inferências, estabelecendo, a partir do explicitado, relações implícitas que
possibilitem compreender e interpretar as ideias do texto.
3. Localizar, selecionar, organizar, relacionar e interpretar informações contidas no texto
lido, explicando-as.
4. Observar, inferir e comparar opiniões presentes em diferentes textos.
5. Identificar as possibilidades de sentido evidenciadas nas construções linguísticas,
percebendo-as como constituintes de textualidade e, portanto, da leitura.
6. Reconhecer e empregar adequadamente, em um texto, os elementos coesivos de
referência por substituição e reiteração, compreendendo as relações de sentido, entre
eles.
7. Reconhecer, analisar, interpretar e aplicar, conforme o gênero de texto, os elementos da
comunicação associados às funções da linguagem (fática, metalinguística, emotiva,
conativa, poética e referencial).
8. Diferenciar texto literário de não-literário, comparando-os, analisando e refletindo
acerca das possibilidades de sentido.
9. Reconhecer, distinguir e utilizar as linguagens denotativa e conotativa para analisar e
justificar a adequação vocabular, de acordo com as intenções do texto.
10. Pesquisar em diferentes fontes informações sobre obras, autores ou temas, comparando e
analisando os dados obtidos.
11. Interpretar e compreender os recursos expressivos da linguagem verbal, para
identificar e distinguir sua aplicabilidade em diferentes gêneros textuais e, além disso,
estabelecer relações com os contextos de produção e recepção (intenção, época, local,
interlocutores participantes da criação e da propagação de ideias e escolhas, suporte/
portador, tecnologias disponíveis, etc).
12. Reconhecer os tipos discursivos (narrativo, descritivo, argumentativo, expositivo e

98
injuntivo) predominantes em cada gênero textual, analisando as características de cada
um deles.
13. Reconhecer o efeito de sentido decorrente do uso da pontuação, dos elementos lexicais
e morfossintáticos nos gêneros textuais.
14. Produzir textos orais e escritos utilizando as estruturas linguísticas aprendidas,
fazendo escolhas e adequações ao gênero proposto.
15. Usar a linguagem para opinar, argumentar (idéias e ponto de vista) de modo
coerente e coeso, tanto na produção oral quanto na escrita.
16. Reconhecer, interpretar, relacionar e analisar as produções artísticas (literatura,
escultura, pintura, música, moda etc.) nos movimentos literários, enfatizando principais
autores e obras, para estabelecer comparações entre os diferentes momentos
históricos e refletir sobre as transformações sociais.
17. Conhecer, analisar e distinguir as figuras de linguagem, relacionando o seu uso às
funções e intenções do texto em estudo.
18. Realizar a leitura literária de produções de diferentes movimentos literários da Era
Medieval (Trovadorismo e Humanismo) e da Era Clássica (Classicismo Português/
Quinhentismo Brasileiro, Barroco e Arcadismo), distinguindo suas estéticas,
características e especificidades.
19. Estabelecer diferenças e semelhanças entre textos literários escritos em língua
portuguesa, reconhecendo e valorizando as produções artísticas em diferentes
culturas.
20. Discutir sobre a função da literatura na transmissão do conhecimento, enfatizando o
cultivo da arte literária em diferentes tempos e sociedades.
21. Conhecer os gêneros literários (épico, lírico e dramático), suas origens e
classificações, caracterizando as diferenças, entre eles.
22. Relacionar o texto literário com os problemas e concepções dominantes na cultura do
período em que foi escrito e com os problemas e concepções do presente.
23. Identificar, compreender, analisar e aplicar os processos de formação de palavras,
refletindo sobre os significados que podem adquirir em contextos diversos.

2º ANO

1. Ler, interpretar e produzir textos orais e escritos de diversos gêneros, tais como:

99
anúncio publicitário, biografia, carta do leitor , conto, crônica, editorial, peça de
teatro, poema, resumo, romance, roteiro de cinema, reportagem, resenha crítica, entre
outros.
2. Realizar inferências, estabelecendo, a partir do explicitado, relações implícitas que
possibilitem compreender e interpretar as ideias do texto.
3. Localizar, selecionar, organizar, relacionar e interpretar informações contidas no texto
lido, explicando-as.
4. Observar, inferir e comparar opiniões presentes em diferentes textos.
5. Identificar as possibilidades de sentido evidenciadas nas construções linguísticas,
percebendo-as como constituintes de textualidade e, portanto, da leitura.
6. Pesquisar em diferentes fontes informações sobre obras, autores ou temas, comparando e
analisando os dados obtidos.
7. Interpretar e compreender os recursos expressivos da linguagem verbal, para
identificar e distinguir sua aplicabilidade em diferentes gêneros textuais e, além disso,
estabelecer relações com os contextos de produção e recepção (intenção, época, local,
interlocutores participantes da criação e da propagação de ideias e escolhas, suporte/
portador, tecnologias disponíveis, etc).
8. Reconhecer os tipos discursivos (narrativo, descritivo, argumentativo, expositivo e
injuntivo) predominantes em cada gênero textual, analisando as características de cada
um deles.
9. Reconhecer, comparar e utilizar elementos lexicais e morfossintáticos característicos
de diferentes sequências discursivas (usos do adjetivo, advérbio, artigo, conjunção,
interjeição, numeral, pronome, preposição, substantivo, verbos, entre outros).
10. Associar conhecimentos da gramática reflexiva aos fatos da língua, na constituição de
sentido do texto e na produção linguística.
11. Produzir textos orais e escritos utilizando as estruturas linguísticas aprendidas,
fazendo escolhas e adequações ao gênero proposto.
12. Usar a linguagem para opinar, argumentar (ideias e ponto de vista) de modo
coerente e coeso, tanto na produção oral quanto na escrita.
13. Reconhecer, interpretar, relacionar e analisar as produções artísticas (literatura,
escultura, pintura, música, moda etc.) nos movimentos literários, enfatizando principais
autores e obras, para estabelecer comparações entre os diferentes momentos
históricos e refletir sobre as transformações sociais.

100
14. Reconhecer, analisar, explicar e exemplificar as figuras de linguagem, relacionando o
seu uso às funções e intenções do texto em estudo.
15. Realizar a leitura literária de produções de diferentes movimentos literários ocorridos
em Portugal e no Brasil: Romantismo, Realismo/Naturalismo, Parnasianismo e
Simbolismo, distinguindo suas estéticas, características e especificidades.
16. Estabelecer diferenças e semelhanças entre textos literários escritos em língua
portuguesa, reconhecendo e valorizando as produções artísticas em diferentes
culturas.
17. Relacionar o texto literário com os problemas e concepções dominantes na cultura do
período em que foi escrito e com os problemas e concepções do presente.
18. Compreender a construção da própria identidade a partir de situações de comunicação
inseridas em determinado contexto sócio-histórico e ideológico.
19. Reconhecer que a obra de arte é tão valiosa quanto emancipadora, uma vez que na obra
literária é possível observar cenários, modos de pensar, sentir, agir e ver o mundo e a
compreensão do próprio indivíduo.
20. Observar, por meio da leitura de romances ou seus fragmentos, as marcas de
dialogismo e de polifonia pela análise do discurso das personagens e do narrador.

3º ANO

1. Ler, interpretar e produzir textos orais e escritos de diversos gêneros, tais como: artigo
de divulgação científica, artigo de opinião, crônica, canção, conto,
dissertativo/argumentativo, entrevista, manifesto, peça de teatro, poema, reportagem,
romance, sinopse, tira, entre outros.
2. Realizar inferências, estabelecendo, a partir do explicitado, relações implícitas que
possibilitem compreender e interpretar as ideias do texto.
3. Localizar, selecionar, organizar, relacionar e interpretar informações contidas no texto
lido, explicando-as.
4. Observar, inferir e comparar opiniões presentes em diferentes textos.
5. Identificar as possibilidades de sentido evidenciadas nas construções linguísticas,
percebendo-as como constituintes de textualidade e, portanto, da leitura.
6. Formular de maneira precisa as características textuais de conectividade seqüencial
(coesão) e de conectividade conceptual (coerência).

101
7. Pesquisar em diferentes fontes informações sobre obras, autores ou temas, comparando e
analisando os dados obtidos.
8. Interpretar e compreender os recursos expressivos da linguagem verbal, para identificar
e distinguir sua aplicabilidade em diferentes gêneros textuais e, além disso, estabelecer
relações com os contextos de produção e recepção (intenção, época, local, interlocutores
participantes da criação e da propagação de ideias e escolhas, suporte/ portador,
tecnologias disponíveis, etc).
9. Reconhecer os tipos discursivos (narrativo, descritivo, argumentativo, expositivo e
injuntivo) predominantes em cada gênero textual, analisando as características de cada
um deles.
10. Comparar as diferenciações morfológicas, semânticas e sintáticas, de acordo com o
contexto (concordância nominal e verbal, regência nominal e verbal, colocação
pronominal, períodos simples e compostos – por coordenação e subordinação).
11. Associar conhecimentos gramaticais aos fatos da língua, por meio das relações
semântico-discursivas (causa, condição, concessão, conclusão, explicação, inclusão,
exclusão, oposição etc.), entre as ideias e os recursos linguísticos usados na constituição
de sentido do texto.
12. Produzir textos orais e escritos utilizando as estruturas linguísticas aprendidas, fazendo
escolhas e adequações ao gênero proposto.
13. Usar a linguagem para opinar, argumentar (ideias e ponto de vista) de modo coerente e
coeso, tanto na produção oral quanto na escrita.
14. Reconhecer, interpretar, relacionar e analisar as produções artísticas (literatura, escultura,
pintura, música, moda etc.) nos movimentos literários, enfatizando principais autores e
obras, para estabelecer comparações entre os diferentes momentos históricos e refletir
sobre as transformações sociais.
15. Reconhecer, analisar, explicar e exemplificar as figuras de linguagem, relacionando o seu
uso às funções e intenções do texto em estudo.
16. Realizar a leitura literária de produções dos seguintes movimentos literários: Pré–
Modernismo, Modernismo, Pós-Modernismo, distinguindo suas estéticas, características
e especificidades.
17. Reconhecer as correntes filosóficas desenvolvidas nas Idades Moderna e Contemporânea
que se relacionam com as produções literárias do Pré- Modernismo, do Modernismo e do
Pós-Modernismo.

102
18. Reconhecer que a obra de arte é tão valiosa quanto emancipadora, uma vez que na obra
literária é possível observar cenários, modos de pensar, sentir, agir e ver o mundo e a
compreensão do próprio indivíduo.
19. Observar, por meio da leitura de romances ou seus fragmentos, as marcas de dialogismo e
de polifonia pela análise do discurso das personagens e do narrador.
20. Analisar, criticamente, o estilo individual de cada autor, inferindo suas especificidades.

103
GEOGRAFIA

1º ANO

1. Entender o processo de criação de diferentes paisagens como resultado de relações


desiguais entre as sociedades e o ambiente.
2. Relacionar a existência de reservas minerais no território brasileiro e no mundo com os
processos de sua formação, reconhecendo seu potencial e aproveitamento.
3. Associar os avanços técnico-científicos às mudanças nos processos produtivos e na
organização e divisão do trabalho.
4. Entender e utilizar a linguagem cartográfica como forma de comunicação indispensável
para a compreensão dos fenômenos de interesse da Geografia.
5. Entender o lugar como produto de relações globais e regionais, além daquelas intrínsecas
ao próprio local.
6. Reconhecer e identificar as principais condições que levaram ao surgimento do modo de
produção capitalista e sua relação com a produção do espaço.
7. Reconhecer o processo de criação dos Estados nacionais em seu contexto histórico e
geográfico.
8. Analisar o papel das atividades econômicas e dos movimentos sociais (quilombolas,
separatistas, etc.) na produção e organização do espaço e território brasileiro entre os
séculos XVI e XIX.
9. Compreender os interesses envolvidos na descolonização da América, analisando os
efeitos dos processos de independência em sua configuração territorial.
10. Reconhecer e analisar a composição étnica do Brasil, identificando a presença de negros
e indígenas e sua contribuição para a diversidade cultural.
11. Identificar as razões para a descolonização da África e da Ásia, estabelecendo relação
com o fim da hegemonia europeia.
12. Entender e analisar o papel da Divisão Internacional do Trabalho entre os séculos XVI e
XIX na produção do espaço europeu e de suas colônias, com destaque para o Brasil.
13. Relacionar o processo de formação de nosso planeta e as formas de relevo encontradas no
Brasil.
14. Compreender e analisar a ação do Estado e do capital no desenvolvimento científico e
tecnológico.

104
2º ANO

1. Identificar as razões do fortalecimento dos EUA no século XIX e suas principais políticas
para a América e o mundo durante o século XX e início do XXI.
2. Identificar e analisar os impactos da ação do capital no processo de industrialização e
urbanização, assim como na organização da produção e do espaço agrícola.
3. Entender em seus diversos contextos as várias divisões regionais do Brasil.
4. Reconhecer e analisar a organização espacial resultante da ação do capital nos espaços
rural e urbano, provenientes do processo de industrialização e urbanização no Brasil e no
mundo.
5. Reconhecer a evolução do uso da energia de diversas fontes e suas características,
analisando suas implicações socioambientais no Brasil e no mundo.
6. Identificar e analisar os impactos da atividade industrial entre os séculos XVIII e XXI no
Brasil e no mundo.
7. Identificar e analisar as transformações provocadas no espaço em decorrência da
utilização de diferentes técnicas e tecnologias.
8. Identificar o papel da tecnologia na produção e produtividade agrícola brasileira,
analisando sua influência nas condições de vida e trabalho no campo.
9. Identificar as principais fontes de energia (hidráulica, eólica, solar, fóssil, biomassa,
nuclear, etc.) disponíveis no território brasileiro, analisando sua utilização e repercussão
na matriz energética do país e na produção espacial, tanto local quanto regional e
nacionalmente.
10. Reconhecer as características do modo de produção socialista e sua relação com a
produção do espaço.
11. Compreender a bipolarização do mundo entre países capitalistas e socialistas em seu
contexto histórico-geográfico.
12. Reconhecer e localizar os principais fatos do período entreguerras e da Guerra Fria,
identificando as mudanças territoriais e as tensões durante esses períodos.
13. Analisar e comparar as características (natalidade, mortalidade, crescimento vegetativo,
densidade demográfica, IDH, etc.) de populações de diferentes países com a da população
brasileira.

105
14. Compreender os fatores relacionados à mobilidade das populações no Brasil e no mundo,
avaliando as possíveis consequências desse processo.
15. Identificar e analisar a dinâmica e características da população mundial ao longo dos
séculos XIX até os dias atuais.
16. Identificar os principais fluxos entre o campo e a cidade, analisando sua dinâmica e
repercussão na produção espacial.
17. Identificar e analisar criticamente as principais políticas agrárias e agrícolas no Brasil nos
séculos XX e XXI.

3º ANO

1. Demonstrar através de esquemas as relações entre os agentes envolvidos nos processos de


formação e transformação de diferentes paisagens.
2. Identificar e catalogar os espaços de lazer e cultura do lugar onde mora, analisando as
principais necessidades da comunidade e as possibilidades de aproveitamento de outros
espaços.
3. Identificar e analisar os interesses que pautam a relação de diferentes sociedades com o
ambiente em que vivem.
4. Identificar as principais características dos países desenvolvidos e subdesenvolvidos
reconhecendo a generalização que esses termos expressam.
5. Localizar e identificar os países emergentes apontando suas principais características.
6. Reconhecer as razões para a regionalização do mundo (a partir de critérios
socioeconômicos) entre países desenvolvidos, subdesenvolvidos e de economia
planificada e seu cunho ideológico.
7. Identificar as diversas redes que compõem o espaço mundial (transportes, comunicação)
e suas características no Brasil e no mundo.
8. Identificar e avaliar os conflitos étnicos e religiosos, as políticas dos grupos envolvidos e
suas implicações espaciais e socioeconômicas.
9. Analisar criticamente as posições defendidas por diversos movimentos contrários à
globalização emitindo opinião a seu respeito.
10. Reconhecer e analisar os efeitos da globalização da economia para diferentes países e
regiões.

106
11. Identificar e localizar os principais blocos econômicos, entendendo-os enquanto
necessidade e alternativa à globalização avaliando a participação do Brasil nesse
contexto.
12. Relacionar o processo de globalização ao fortalecimento e valorização das identidades
regionais no Brasil e no mundo, analisando sua repercussão em diferentes escalas.
13. Reconhecer e analisar criticamente as principais características do capitalismo
contemporâneo e suas consequências no Brasil e no mundo.
14. Compreender os motivos que levaram à divisão da Alemanha e à sua reunificação
analisando a repercussão desses fatos nas relações político-econômicas mundiais.
15. Analisar criticamente as decisões tomadas pelo Brasil em questões de interesse
internacional (políticas, econômicas, ambientais, sociais etc.) avaliando seus impactos.
16. Identificar e reconhecer as principais políticas soviéticas que antecederam o fim da URSS
e criação da CEI.
17. Identificar e relacionar os principais aspectos da inserção dos países ex-socialistas à
economia de mercado e as contradições oriundas desse processo.

107
SOCIOLOGIA

1º ANO

1. Compreender as condições histórico-sociais de emergência da Sociologia,


relacionando o seu desenvolvimento ao pensamento científico, às revoluções burguesas
e à expansão do capitalismo.
2. Analisar os campos de investigação e os objetos de estudo das Ciências Sociais,
diferenciando o conhecimento científico do senso comum.
3. Utilizar métodos e técnicas de pesquisa qualitativos e quantitativos para analisar os
processos sociais, compreendendo o papel da pesquisa empírica no desenvolvimento
da investigação científica.
4. Problematizar as relações entre indivíduo e sociedade, comparando a influência de
diferentes instituições sociais no processo de socialização.
5. Refletir sobre o papel da educação na reprodução das regras sociais, na
democratização dos bens culturais e na construção de ferramentas de análise crítica
da sociedade.
6. Reconhecer os impactos das novas tecnologias de informação, do desenvolvimento
científico e da globalização nas relações sociais.
7. Interpretar a cultura a partir de perspectivas antropológicas, problematizando conceitos
como diferença, etnocentrismo e relativismo cultural.
8. Problematizar as noções de cultura erudita e popular, criticando a hierarquização das
manifestações culturais.
9. Relacionar os conceitos de cultura e ideologia, problematizando formas de dominação
e de resistência nas sociedades contemporâneas.
10. Analisar criticamente as relações e conflitos étnico-raciais no Brasil, desconstruindo
ideias e conceitos amparados no mito da democracia racial e as representações
negativas sobre culturas e povos africanos, afro-brasileiros e indígenas.

2º ANO

11. Comparar formas variadas de organização do trabalho, compreendendo a sua


diversidade de concepções e funções em diferentes contextos e sociedades.

108
12. Analisar a questão do trabalho nas sociedades capitalistas e problematizar as
mudanças recentes advindas do processo de globalização, da flexibilização e
mobilidade dos mercados de trabalho e do desenvolvimento científico e
tecnológico.
13. Analisar diferentes formas de estratificação social, associando-as a elementos como
a distribuição de poder político, riqueza e prestígio, as relações etnorraciais e de
gênero e a inserção dos indivíduos no mundo do trabalho.
14. Problematizar a construção das desigualdades sociais, analisando as suas diferentes
dimensões nas sociedades contemporâneas.
15. Reconhecer diferentes formas de violência, analisando o fenômeno a partir dos seus
aspectos sociais, econômicos, políticos e culturais.
16. Compreender os desafios ambientais contemporâneos, problematizando a relação entre
sociedade e natureza.
17. Conhecer os debates sobre o desenvolvimento, problematizando diferentes
interpretações sobre o capitalismo nos países latino-americanos.
18. Reconhecer os processos de mudança social, analisando os seus impactos na
organização social, econômica e política.
19. Utilizar métodos e técnicas de pesquisa qualitativos e quantitativos para analisar os
fenômenos sociais, compreendendo o papel da pesquisa empírica no desenvolvimento da
investigação científica.

3º ANO

20. Analisar as relações de poder e as formas de dominação presentes em diferentes esferas


da vida, ampliando a noção de poder para além das instituições políticas e econômicas.
21. Relacionar a política com a vida em comunidade e com os conflitos e negociações no
espaço público.
22. Relacionar a democracia e os canais de participação política com as possibilidades de
mudança das relações e das instituições sociais e políticas.
23. Analisar o desenvolvimento do Estado Moderno, problematizando diferentes regimes
políticos, sistemas eleitorais e partidários.

109
24. Compreender os fundamentos teóricos da separação dos poderes, relacionando e
distinguindo as funções do executivo, do legislativo e do judiciário em diferentes
formas de governo.
25. Compreender a cidadania como um conjunto de deveres e como a garantia plena dos
direitos civis, políticos, sociais e humanos.
26. Analisar o papel das lutas e dos movimentos sociais nos processos de conquista dos
direitos de cidadania e de formulação de políticas públicas.
27. Analisar o papel da indústria cultural e dos meios de comunicação de massa na
sociedade, problematizando a formação e a uniformização de opiniões, gostos e
comportamentos.
28. Entender o conceito de alienação e analisar criticamente o consumismo enquanto produto
de uma cultura de massa no contexto do sistema capitalista.
29. Refletir sobre os impactos dos movimentos culturais e de contestação dos valores
hegemônicos na vida social e política.
30. Utilizar métodos e técnicas de pesquisa qualitativos e quantitativos para analisar os
fenômenos sociais, compreendendo o papel da pesquisa empírica no desenvolvimento
da investigação científica.

110
MATEMÁTICA

1º ANO

1. Construir e ampliar os diferentes significados e representações dos números e


operações com naturais, inteiros, racionais e reais, para resolver situações- problema em
diversos contextos.
2. Construir e utilizar o conceito de função, reconhecendo seu papel no estudo e na
representação de certos fenômenos cotidianos (relacionados, também, a outras áreas de
conhecimento) para resolver situações-problema (tanto algébrica quanto graficamente)
envolvendo relações de dependência entre duas grandezas e transformações geométricas.
3. Investigar padrões em sucessões numéricas e geométricas, identificando suas
estruturas, para expressar regularidades e reconhecer e definir as Progressões
Aritméticas e Geométricas, respectivamente, como funções afim e exponencial,
resolvendo situações-problema envolvendo suas ideias, mediante estratégias pessoais e
relativização de procedimentos formais.
4. Reconhecer as funções quadráticas, explorando sua representação na forma fatorada, as
ideias de máximos e mínimos, a atribuição de significados às interseções com os eixos
coordenados, bem como o reconhecimento da curva (parábola), como o lugar
geométrico dos pontos do plano que são equidistantes de um ponto fixo e de uma
reta, para resolver situações-problema envolvendo contextos matemáticos e de outras
áreas do conhecimento.
5. Reconhecer as funções exponencial e logarítmica para analisar e descrever a
variação de duas grandezas, com destaque ao crescimento muito rápido que assume
a variável independente, em contextos que explorem, dentre outras coisas, juros
compostos.
6. Construir e associar diferentes funções (afins, quadráticas, exponenciais, logarítmicas e
outras) a seus gráficos correspondentes e vice-versa, a partir da variação dos valores de
seus coeficientes, da compreensão na noção de taxa de variação e da transcrição de
dados representados em tabelas numéricas, utilizando, inclusive, ferramentas
tecnológicas, para interpretar e analisar o comportamento destas funções em diversos
contextos.
7. Utilizar a semelhança de triângulos para estabelecer as relações métricas no

111
triângulo retângulo, em especial o Teorema de Pitágoras, explorando suas aplicações
em situações-problema.
8. Atribuir significados às noções de seno, cosseno e tangente de um ângulo agudo em
triângulos retângulos, bem como às leis do seno e do cosseno, para determinação de
medidas de elementos de um triângulo qualquer e distâncias inacessíveis.
9. Calcular áreas de superfícies planas e sob curvas representadas graficamente,
compondo ou decompondo figuras, medindo diretamente, estimando valores, utilizando
procedimentos formais, para resolver situações-problema em diversos contextos.
10. Ler, interpretar e resolver situações-problema a partir da análise de dados representados
em textos, esquemas, imagens, diagramas, tabelas simples e de dupla entrada, gráficos
de colunas, barras, linhas e setores, histogramas e polígonos de frequência, explorando
os conceitos de população, amostra, frequência absoluta, relativa e acumulada, para
avaliar e emitir juízos sobre informações em diversos contextos.
11. Observar as características de um conjunto de informações e dados, objetivando
selecionar formas adequadas de representá-los e traduzi-los de uma linguagem para
outra.
12. Traduzir e representar situações-problema (por meio de esquemas, diagramas, árvore
de possibilidades e tabelas) para contar os casos possíveis em problemas que envolvam o
princípio fundamental da contagem.

2º ANO

1. Construir o ciclo trigonométrico, mediante uso de régua e compasso, para reconhecer


suas características como quadrantes, arcos, ângulos e sentido, estabelecendo relações
entre suas unidades de medida (graus e radianos).
2. Atribuir significados (de número e medida) às noções de seno, cosseno, tangente e
cotangente de ângulos, utilizando o ciclo trigonométrico, para resolver, com ênfase
geométrica, equações e inequações trigonométricas elementares.
3. Reconhecer as funções trigonométricas (seno, cosseno e tangente) associando-as à
compreensão de fenômenos periódicos, objetivando explorar seus gráficos
correspondentes, as ideias de período e imagem, bem como, analisar seus
comportamentos a partir da compreensão de seus intervalos de crescimento e
decrescimento e da variação dos valores de seus coeficientes utilizando, inclusive,

112
ferramentas tecnológicas.
4. Representar, classificar e resolver sistemas lineares de ordem 2 x 2 (gráfica e
algebricamente, por escalonamento e outras técnicas), 2 x 3 e 3 x 3 (mediante
escalonamento), para resolver situações-problema contextualizadas e explorar suas
relações com o estudo de matrizes, discutindo e validando as soluções apresentadas.
5. Realizar adições, subtrações e multiplicações de matrizes na resolução de situações-
problema, reconhecendo a matriz inversa como um produto de matrizes condicionado à
solução de um sistema linear.
6. Observar sólidos geométricos, em particular, prismas e pirâmides, para reconhecer as
posições relativas entre pontos, retas e planos e explorar as ideias de paralelismo,
perpendicularismo, projeção ortogonal e distância.
7. Observar e comparar sólidos geométricos diversos (poliedros e corpos redondos), para
distinguir poliedros convexos e não convexos, regulares e de Platão; identificar e
observar como se relacionam seus elementos (vértices, faces e arestas), bem como
calcular suas áreas (totais ou parciais) e seus volumes.
8. Calcular as áreas de superfícies planas e sob curvas representadas graficamente,
compondo ou decompondo figuras, medindo diretamente, estimando valores ou
utilizando procedimentos formais, para resolver situações-problema em diversos
contextos.
9. Obter medidas de tendência central (média, mediana e moda) e medidas de
dispersão (desvio médio, variância e desvio padrão), fazendo uso de gráficos, tabelas
e outras referências, para resolver situações-problema em diversos contextos, avaliando
e emitindo juízos sobre informações.
10. Atribuir significados aos conceitos de permutação simples e com repetição, arranjos e
combinações, diferenciando referidos agrupamentos, para resolver situações-problema
mediante estratégias pessoais ou procedimentos formais.
11. Atribuir significados aos conceitos de evento (certo, impossível e mutuamente
exclusivo) e espaço amostral de um experimento, para calcular probabilidades
simples, probabilidades oriundas da união de dois eventos e de eventos
complementares, presentes em situações-problema diversas.

113
3º ANO

1. Reconhecer as regras do raciocínio lógico e as noções de silogismo e implicação, para


aprimorar a capacidade de argumentação diante da resolução de situações- problema,
mediante ampliação de processos mentais indutivos, dedutivos, estimativos e
analógicos.
2. Observar e analisar Progressões Geométricas infinitas com razão positiva e menor do
que 1, compreendendo e ampliando o conceito de soma para um número infinito de
parcelas, para atribuir significado às ideias de convergência e infinito.
3. Reconhecer o conjunto dos números complexos como uma extensão das ideias de
conjuntos numéricos, para efetuar, inclusive geometricamente (com vetores), adições,
subtrações, multiplicações, divisões e potenciações com estes números, estabelecendo
relações entre suas representações algébricas e geométricas.
4. Identificar funções polinomiais com grau maior que 2 que possam ser decompostas em
produtos de funções polinomiais do primeiro ou segundo grau, para explorar a
obtenção e significado de suas raízes e suas representações gráficas.
5. Calcular a distância entre dois pontos e ponto médio de um segmento de reta,
estimando valores, medindo diretamente, estabelecendo relações com o Teorema de
Pitágoras, utilizando o sistema de coordenadas cartesianas e utilizando procedimentos
formais, determinados mediante demonstrações, para resolver situações-problema
diversas, inclusive, fazendo uso de recursos tecnológicos.
6. Resolver situações-problema de natureza geométrica envolvendo retas para explorar
suas correspondentes representações gráficas e algébricas, inclusive, fazendo uso de
recursos tecnológicos e para prever e analisar o comportamento gráfico destes entes
geométricos a partir da variação de seus coeficientes, comparando-os e caracterizando-
as quanto a suas posições relativas (paralelas e perpendiculares).
7. Reconhecer circunferências, seus elementos e suas representações algébricas e gráficas,
para resolver situações-problema diversas e envolvendo a determinação de suas
posições relativas frente a pontos, retas e outras circunferências, inclusive, fazendo uso
de recursos tecnológicos.
8. Identificar secções de uma superfície cônica para reconhecer elipses, hipérboles e
parábolas, caracterizando seus elementos e explorando suas representações algébricas
e gráficas, inclusive fazendo uso de recursos tecnológicos.

114
9. Atribuir significado aos conceitos de evento condicionante e independência de
eventos, para resolver situações-problema envolvendo as ideias de probabilidade.
10. Utilizar as ideias de porcentagem, de função, potenciação e progressão para
calcular aumentos e descontos sucessivos, juros e equivalência de capitais, representando
graficamente situações e fazendo uso de calculadoras.

115
BIOLOGIA

1º ANO

1. Analisar a estrutura dos ecossistemas, fluxo de energia e ciclo da matéria.


2. Interpretar a dinâmica das comunidades e suas interações.
3. Identificar e analisar as consequências da interferência humana na dinâmica do meio
ambiente.
4. Debater e divulgar medidas que podem ser tomadas para reduzir a poluição ambiental.
5. Relacionar a densidade populacional e o crescimento da população com as implicações
dos sistemas ecológicos e sociais.
6. Relacionar os padrões de produção e consumo com a devastação ambiental, redução dos
recursos naturais e extinção de espécies.
7. Relacionar as condições socioeconômicas com a qualidade de vida das populações
humanas de diferentes regiões do mundo.
8. Analisar as definições de saúde propostas pela OMS e o SUS.
9. Construir e comparar tabelas e gráficos que evidenciem as diferenças dos indicadores de
saúde da população de regiões brasileiras.
10. Identificar e analisar doenças que afetam a população brasileira considerando idade, sexo,
nível de renda e condições de moradia.
11. Levantar dados sobre as causas da evolução da incidência das DST e da AIDS e debater
suas consequências para a população humana.
12. Debater medidas que representam cuidados com o próprio corpo com atenção para:
gravidez na adolescência, DSTs, distúrbios alimentares e auditivos.
13. Relacionar o reaparecimento de determinadas doenças com a ocupação desordenada dos
espaços urbanos e a degradação ambiental.

2º ANO

1. Identificar as características gerais dos seres vivos e sua organização celular.


2. Compreender a origem dos seres vivos.
3. Compreender o fluxo de nutrientes e analisar a importância desses no metabolismo
celular dos diferentes organismos.

116
4. Reconhecer as características e as especificidades das funções vitais dos seres vivos,
considerando a adaptação desses organismos aos diferentes ambientes.
5. Compreender a função do material genético na célula entendendo seu papel na divisão
celular.
6. Identificar as principais tecnologias utilizadas na transferência do material genético entre
organismos.
7. Relacionar a história do modelo de dupla-hélice com produtos originários de manipulação
genética.
8. Conhecer e utilizar os principais critérios de classificação dos seres vivos para entender a
sua importância na organização da biodiversidade.
9. Relacionar os processos responsáveis pela diversidade genética para elaborar explicações
sobre a biodiversidade.
10. Pesquisar e comparar as principais características dos biomas terrestres.
11. Analisar e posicionar-se frente as principais medidas de preservação ambiental propostas
por órgãos governamentais e não-governamentais.

3º ANO

1. Analisar textos históricos para identificar concepções sobre a hereditariedade.


2. Identificar e aplicar os princípios básicos que regem a transmissão de características
hereditárias e adquiridas.
3. Analisar aspectos genéticos do funcionamento do corpo humano e desenvolvimento de
distúrbios metabólicos.
4. Identificar fatores ambientais – sociais que aumentam os riscos no desenvolvimento de
doenças e propor medidas que possam reduzir esses riscos.
5. Entender a natureza dos Projetos Genomas, suas implicações éticas e sua importância
para a evolução da Ciência.
6. Reconhecer a importância dos testes de DNA nos casos de determinação da paternidade,
investigação criminal, identificação de indivíduos e aconselhamento genético.
7. Conhecer e posicionar-se sobre o uso das terapias gênicas no tratamento de doenças.
8. Identificar diferentes explicações sobre a origem do Universo, da Terra e dos seres vivos,
confrontando concepções religiosas, mitológicas e científicas.

117
9. Elaborar explicações sobre a evolução das espécies, considerando os mecanismos de
mutação.

118
FILOSOFIA

1º ANO

1. Contextualizar o nascimento da filosofia na Grécia Antiga, compreendendo a


especificidade do pensamento filosófico frente ao pensamento mitológico.
2. Interpretar a constituição do homem nas interconexões entre natureza e cultura,
analisando diferentes concepções filosóficas sobre a natureza humana.
3. Compreender a importância da linguagem para a constituição do homem e como veículo
da cultura.
4. Comparar distintas formas de conhecer o mundo: a religião, a ciência, a arte e a
filosofia.
5. Interpretar o conceito de conhecimento, relacionando-o com os de verdade e de
falsidade, de aparência e de realidade.
6. Conhecer e comparar teorias do conhecimento da Grécia Antiga.
7. Analisar o conceito de poder e problematizar diferentes relações de poder.
8. Relacionar e diferenciar vida pública e vida privada, problematizando a finalidade da
política.
9. Conhecer teorias políticas da Grécia Antiga e refletir sobre a cidadania grega.
10. Compreender e comparar concepções de virtude da Grécia Antiga, posicionando- se no
tocante à ação ética.
11. Analisar as características dos campos conceituais da moral e da ética: liberdade,
autonomia, responsabilidade, regras, valores, dentre outros, reconhecendo-os na vida
cotidiana.

2º ANO

12. Comparar a filosofia socrática com a pré-socrática e com o pensamento dos


sofistas, observando semelhanças e distinções.
13. Reconhecer o trabalho como atividade humana de transformar a natureza e refletir sobre o
conceito de alienação do trabalho.
14. Reconhecer o impacto causado na sociedade pelas transformações da técnica e
problematizar as relações desta com o uso instrumental da razão.

119
15. Identificar as fontes do conhecimento, discernindo e relacionando conhecimento
sensível e inteligível, bem como as noções de sujeito e objeto.
16. Conhecer e utilizar as noções de indução, dedução, silogismo, argumento, juízo e
validade.
17. Identificar raciocínios válidos e falácias presentes em discursos e elaborar opiniões
argumentativamente.
18. Analisar as características da anarquia, da monarquia, da aristocracia e da democracia.
19. Compreender o ideal republicano surgido no Renascimento e refletir sobre a
relação entre ética e política.
20. Analisar as concepções filosóficas do Estado Moderno, refletindo sobre as teorias acerca
da soberania, do jusnaturalismo e do contrato social.
21. Analisar as questões dos campos moral e ético e problematizar suas implicações para as
decisões individuais.
22. Entender-se como responsável pela formulação de um projeto pessoal, enquanto
indivíduo e enquanto membro de uma sociedade.
23. Analisar as interconexões entre religião e ética na filosofia da Idade Média e
confrontá-las com a concepção surgida no Iluminismo

3º ANO

24. Analisar criticamente a ideologia, relacionando os conceitos de cultura de massa,


indústria cultural e meios de comunicação de massa.
25. Analisar criticamente as funções da arte e os conceitos de belo, feio e gosto,
respeitando os diferentes posicionamentos.
26. Aprofundar a compreensão da arte como um modo específico de conhecer e dar sentido
ao mundo.
27. Conhecer e comparar as teorias modernas do racionalismo, do empirismo e do
criticismo.
28. Avaliar os mitos do cientificismo e da neutralidade da ciência, desenvolvendo uma
perspectiva histórica.
29. Compreender e relacionar os conceitos de liberalismo e neoliberalismo político.
30. Relacionar e discernir socialismo, comunismo e social-democracia.

120
31. Analisar as características e a importância da democracia no Brasil e refletir sobre o
conceito de cidadania.
32. Estabelecer relações entre ética e liberdade, reconhecendo a ação ética como livre e
consciente.
33. Refletir, com base no conceito de ética, sobre a violência e as várias formas de
discriminação: sexismo, racismo, xenofobia, dentre outras.
34. Interpretar o debate atual sobre a Bioética, percebendo os pontos de conflito entre ciência
e ética e posicionando-se a respeito.

121
INGLÊS

1º ANO

1. Compreender as possibilidades de acesso a outras culturas, bem como de


aperfeiçoamento no campo profissional e pessoal, por meio do aprendizado de língua
inglesa.
2. Reconhecer e estabelecer as relações culturais entre os países de língua inglesa,
respeitando suas especificidades, relacionando-os a acontecimentos histórico- sociais
relevantes passados e presentes.
3. Relacionar fatores de contextualização (títulos, subtítulos, legendas, gravuras,
elementos gráficos, temporais, geográficos) com os sentidos do texto, inferindo
significados em diversos gêneros textuais.
4. Reconhecer a organização textual dos variados gêneros textuais e as características
lexicais e sintáticas de alguns tipos textuais (narração, argumentação, exposição,
injunção e descrição).
5. Apropriar-se de estratégias de escuta para a compreensão de variados gêneros orais,
percebendo os sons específicos (pares mínimos beat-bit, sons das vogais car-cat,
ditongos e consoantes), relacionando-os a fatores sociais e culturais.
6. Distinguir ideias principais, secundárias e implícitas, bem como obter informações gerais
e específicas, relacionando-as entre si para melhor compreensão dos variados gêneros
orais e escritos.
7. Estabelecer relações intertextuais, quanto à forma e o conteúdo e reconhecer os sentidos
que compõem os diferentes gêneros textuais orais e escritos.
8. Interagir em linguagem oral e escrita em situações laborais, nas quais seja necessário
pedir e/ou fornecer informações pessoais: nome, idade, nacionalidade, endereço,
telefone, estado civil, parentesco, escolaridade, profissão etc., bem como sobre
habilidades (dirigir, usar o computador, falar idiomas etc.).
9. Interagir em situações comunicativas acerca da rotina, comparando hábitos dos atuais
jovens; bem como entre esses e o das gerações anteriores em diferentes contextos
culturais.
10. Descrever características físicas e psicológicas de si mesmo e de outras pessoas, tais
como: cor da pele, cabelo, altura, peso, vestimenta, opção sexual, traços da

122
personalidade, camada social etc., destacando o respeito às diferentes etnias; debater
e propor ações para minimizar as várias formas de preconceito e suas relações com o
bullying.
11. Compreender mensagens de ações mandatórias e proibitivas, tais como: You must get
a visa to travel to the USA; No smoking; Animals are not allowed; You mustn’t talk
during your exams etc., em variados gêneros orais e escritos.
12. Posicionar-se criticamente em relação a fatos, opiniões, evidências e juízos de valor
na compreensão de variados gêneros textuais.
13. Analisar os elementos verbais e não verbais de variados gêneros orais e escritos para
estabelecer analogias, desenvolver a criticidade (justificar com argumentos, fazer
julgamentos) e reconhecer intenções implícitas, exageros, redundância etc.
14. Desenvolver estratégias de comunicação oral e escrita em variados contextos de uso da
língua, visando compensar falhas, preencher lacunas de sentido etc.
15. Produzir textos escritos em língua inglesa considerando: elementos de coesão e
coerência, adequação ao grau de formalidade, função social, organização textual etc.
16. Usar estratégias para revisar os próprios textos, demonstrando adequação às regras
de pontuação, ortografia, coesão e coerência etc., observando graus de formalidade.

2º ANO

1. Estabelecer relações culturais entre as culturas de países de língua inglesa e a cultura


brasileira, valorizando-a.
2. Reconhecer elementos lexicais e sintáticos que estabelecem articulações textuais (causa-
efeito, condição-resultado, generalização-exceção, comparação-contraste, fato-opinião,
enumeração, sequência etc.) para a compreensão dos variados gêneros textuais.
3. Perceber os intergêneros e compreender suas possibilidades de sentido (exemplos: poema
dentro de letra de música; letra de música dentro de blog; jingles dentro de anúncio
publicitário etc.).
4. Estabelecer relação entre as sequências discursivas (narrativo, descritivo, expositivo,
argumentativo, explicativo, conversacionais etc.) e as especificidades dos gêneros
textuais com os sentidos do texto.
5. Apropriar-se de estratégias de escuta para a compreensão de variados gêneros orais,
em diversos contextos socioculturais, identificando características fonéticas próprias da

123
língua inglesa e as palavras homófonas.
6. Identificar as marcas do discurso oral (indicadores de pausa e troca de turnos,
hesitações, coloquialismos, elipses, dêiticos etc.).
7. Interagir em situações envolvendo ações futuras, tais como previsões sobre possíveis
acontecimentos futuros e probabilidades, relacionando-os a assuntos da atualidade (meio
ambiente, biogenética, questões tecnológicas etc.)
8. Interagir utilizando dados sobre gostos e preferências (hobbies, cinema, música,
esporte, programas de televisão etc.), posicionando-se criticamente, valorizando a
diversidade cultural brasileira.
9. Demonstrar compreensão de acontecimentos passados com consequências no presente,
bem como de eventos inusitados em gêneros orais e escritos (artigos científicos,
notícias, reportagens e documentários), como, por exemplo: He has won two Oscars;
World weather has been changing dramatically.
10. Compreender textos literários em língua inglesa, estabelecendo relações intertextuais
com suas adaptações para diversos suportes (TV, cinema, teatro, Internet etc.).
11. Estabelecer relações intertextuais para potencializar a compreensão de diversos gêneros
textuais (pinturas, textos literários, bibliografias, notícias, letras de música, relatos de
acontecimentos históricos etc.).
12. Posicionar-se criticamente em relação a fatos, opiniões, evidências e juízos de valor
na compreensão de variados gêneros textuais.
13. Analisar os elementos verbais e não verbais de variados gêneros orais e escritos para
estabelecer analogias, desenvolver a criticidade (justificar com argumentos, fazer
julgamentos) e reconhecer intenções implícitas, exageros, redundância etc.
14. Desenvolver estratégias de comunicação oral e escrita em variados contextos de uso da
língua, visando compensar falhas, preencher lacunas de sentido etc.
15. Produzir textos escritos em língua inglesa considerando: elementos de coesão e
coerência, adequação ao grau de formalidade, função social, organização textual etc.
16. Usar estratégias para revisar os próprios textos, demonstrando adequação às regras
de pontuação, ortografia, coesão e coerência etc., observando graus de formalidade.

3º ANO

1. Posicionar-se criticamente frente às discussões de conteúdos econômicos e sociais

124
referente ao domínio da língua inglesa, em especial da hegemonia da variante norte-
americana.
2. Inferir os sentidos dos variados gêneros orais por meio da análise de expressões de
ironia, raiva, humor, sarcasmo etc., estabelecendo relação com as marcas sonoras
(ritmo, tonicidade, entonação etc.).
3. Interagir em situações hipotéticas e condicionadas a determinados fatores,
acontecimentos e ações no passado ou no futuro, tratando de temas atuais e
polêmicos, como, por exemplo: If the world temperatures keeps raising, the ice in the
poles will melt down.
4. Elaborar planos pessoais e profissionais para o futuro (carreira profissional,
continuidade dos estudos, relacionamentos etc.).
5. Interagir em situações comunicativas sobre acontecimentos passados, de acordo com
dado contexto, utilizando as formas de passado composto, tais como: The plane had
been flying for about two hours, when it disappeared.
6. Identificar e comunicar-se utilizando as vozes do discurso (direto, indireto e livre).
7. Compreender e elaborar sinopses, resumos e resenhas.
8. Produzir textos escritos articulando fato e opinião, sustentando argumentos por meio
dos elementos de coesão e coerência.
9. Demonstrar compreensão de textos escritos de caráter científico ou em linguagem técnica
(manuais, relatórios técnicos, ordem de serviço, e-mails formais, carta formal etc.).
10. Compreender textos literários em língua inglesa, estabelecendo relações com textos
da Literatura Brasileira.
11. Compreender e analisar informações referentes a anúncios de emprego, elaborar carta de
apresentação e currículo, em resposta a esses anúncios.
12. Posicionar-se criticamente em relação a fatos, opiniões, evidências e juízos de valor
na compreensão de variados gêneros textuais.
13. Analisar os elementos verbais e não verbais de variados gêneros orais e escritos para
estabelecer analogias, desenvolver a criticidade (justificar com argumentos, fazer
julgamentos) e reconhecer intenções implícitas, exageros, redundância etc.
14. Desenvolver estratégias de comunicação oral e escrita em variados contextos de uso da
língua, visando compensar falhas, preencher lacunas de sentido etc.
15. Produzir textos escritos em língua inglesa considerando: elementos de coesão e
coerência, adequação ao grau de formalidade, função social, organização textual etc.

125
16. Usar estratégias para revisar os próprios textos, demonstrando adequação às regras
de pontuação, ortografia, coesão e coerência etc., observando graus de formalidade.

126
QUÍMICA

1º ANO

1. Reconhecer a importância do estudo da Química para a compreensão da atual


sociedade.
2. Reconhecer e compreender a Química e suas aplicações tecnológicas como um construto
humano e, portanto, sujeitas às diferentes visões de mundo em diferentes épocas.
3. Utilizar as propriedades físicas para diferenciar substâncias de misturas.
4. Identificar uma substância pelo seu conjunto de propriedades.
5. Representar informações experimentais referentes às propriedades das substâncias em
tabelas e gráficos e interpretar tendências ou relações sobre essas propriedades.
6. Elaborar procedimentos experimentais baseados nas propriedades dos materiais,
objetivando a separação de uma ou mais substâncias presentes em um sistema,
identificando e avaliando as implicações dos métodos estudados nos sistemas produtivos.
7. Compreender e utilizar as ideias da natureza corpuscular da matéria, vinculadas aos
modelos atômicos para explicar as propriedades físicas, suas relações de massa e a
natureza elétrica da matéria.
8. Traduzir a linguagem simbólica da Química, compreendendo seu significado em termos
microscópicos.
9. Reconhecer as transformações químicas por meio de diferenças entre os seus estados
iniciais e finais, observando e analisando suas ocorrências na natureza e em diferentes
sistemas produtivos ou tecnológicos, bem como suas implicações ambientais.
10. Associar dados e informações sobre matérias-primas, reagentes e produtos de
transformações químicas que ocorrem nos sistemas produtivos, com suas implicações
ambientais e sociais.
11. Perceber a conservação da massa nas transformações químicas.
12. Analisar dados de massa de reagentes e de produtos estabelecendo relações proporcionais
entre eles; aplicar os conceitos de conservação e proporção em massa envolvidos nas
interações químicas.
13. Compreender a ligação química como resultante de interações eletrostáticas,
relacionando-as às propriedades macroscópicas das substâncias ampliando o
entendimento do mundo físico.

127
14. (Idem 8)
15. Utilizar fontes de informação para conhecer símbolos, fórmulas e nomes de substâncias.
16. Compreender e utilizar as ideias da natureza corpuscular da matéria, vinculadas aos
modelos atômicos para explicar as transformações químicas e suas relações de massa.
17. Representar as substâncias e as transformações químicas a partir dos códigos, símbolos e
expressões próprios da Química.
18. (Idem 15)
19. Traduzir, em termos de quantidade de matéria (mol), as relações quantitativas de massa
nas transformações químicas.
20. Traduzir e compreender as relações quantitativas de massa, de quantidade de matéria
(mol) nas transformações químicas e associá-las a estequiometria da transformação.
21. Estabelecer relação entre a estequiometria e o rendimento das transformações químicas, e
prever, em função dessa relação, quantidades envolvidas nas transformações químicas
que ocorrem na natureza e nos sistemas produtivos.

2º ANO

1. Identificar formas de energia presentes nas transformações da matéria.


2. Buscar informações sobre transformações que produzem e utilizam energia nos sistemas
produtivos, avaliando assim as implicações sociais e ambientais.
3. Compreender a transformação química como resultante de quebra e formação de ligação,
relacionando-as à energia térmica.
4. Compreender a entalpia de reação como resultante do balanço energético advindo de
formação e ruptura de ligação química.
5. Prever a entalpia de uma transformação química a partir de informações pertinentes obtidas
em tabelas, gráficos e outras fontes.
6. Relacionar a energia elétrica produzida e consumida na transformação química com os
processos de oxidação e redução.
7. Compreender os processos de oxidação e de redução a partir das ideias sobre estrutura da
matéria.
8. Prever a energia elétrica envolvida numa transformação química a partir dos potenciais-
padrões de eletrodo das transformações de oxidação e redução.

128
9. Compreender os processos de fusão e fissão nucleares e a produção de energia neles
envolvida.
10. Observar e identificar transformações químicas que ocorrem em diferentes escalas de
tempo, reconhecendo e controlando variáveis que podem modificar a rapidez de uma
transformação química.
11. Reconhecer que, em certas transformações químicas, há coexistência de reagentes e
produtos (estado de equilíbrio químico, extensão da transformação).
12. Identificar as variáveis que perturbam o estado de equilíbrio químico.
13. Representar, por meio da constante de equilíbrio químico, a relação entre as concentrações
de reagentes e produtos em uma transformação química.
14. Compreender a importância e o controle da dinâmica das transformações químicas nos
processos naturais e produtivos.
15. Prever a formação de misturas a partir da interação entre partículas, construindo os
conceitos de solução, solubilidade e concentração.
16. Conhecer a composição das águas naturais, qualitativa e quantitativamente, e as diferentes
propriedades apresentadas por essas soluções aquosas e compará-las com as da água pura.
17. Compreender a necessidade de tornar a água potável, conhecer e selecionar procedimentos
apropriados para seu tratamento, aplicando conceitos e processos como separação de
sistemas heterogêneos, pH de soluções aquosas, hidrólise salina, interação ácido-base.

3º ANO

1. Aplicar ideias sobre arranjos atômicos e moleculares para entender a formação de


cadeias, ligações, funções orgânicas e isomeria.
2. Analisar dados e informações sobre as perturbações naturais e antrópicas –
desmatamento, uso de combustíveis fósseis, ruptura das teias alimentares, etc.
3. Avaliar a utilização da biomassa como fonte alternativa de materiais combustíveis.
4. Compreender as ideias que explicam a origem e os processos de transformação do
petróleo, carvão mineral e gás natural em materiais e substâncias utilizados no sistema
produtivo.
5. (Idem 1)
6. Articular o conhecimento químico com o biológico, considerando o aumento de
complexidade e diversidade das substâncias químicas e dos seres vivos.

129
7. Reconhecer os componentes principais dos alimentos – carboidratos, lipídeos, proteínas –
suas propriedades, funções no organismo, e suas transformações químicas na produção de
materiais e substâncias.
8. Reconhecer e compreender o uso da água do mar no sistema produtivo, em função de sua
composição e propriedades.
9. Analisar informações sobre perturbações provocadas por ação humana na hidrosfera e
compreender o papel das fontes, do percurso e dos sorvedouros dos agentes causadores
de poluição.
10. Compreender a relação entre propriedades dos solos, tais como “acidez” e “alcalinidade”,
permeabilidade ao ar e à água, sua composição e a produção agrícola.
11. Compreender as propriedades e usos de rochas e minerais (óxidos, enxofre, sulfetos,
sulfatos, fosfatos, carbonatos e silicatos), como materiais de construção e como fontes
para obtenção de outros materiais, nos sistemas produtivos, agrícola e industrial.
12. Compreender e avaliar o papel das fontes, do percurso e dos sorvedouros dos agentes
causadores de poluição no solo e subsolo (metais pesados, praguicidas, etc.)
13. Compreender como variações da pressão e temperatura atmosféricas e solubilidade de
gases afetam a vida humana.
14. Reconhecer e relacionar as variáveis de estado (pressão total e parcial, volume,
temperatura) para compreender o estado gasoso.
15. Compreender o processo de separação dos componentes do ar para obtenção de matéria-
prima (oxigênio, nitrogênio e gases nobres).
16. Analisar informações sobre os agentes perturbadores da atmosfera e suas fontes e
compreender suas transformações e seus efeitos a curto, médio e longo prazo.
17. Compreender como os compartimentos terrestres (atmosfera, biosfera, litosfera e
hidrosfera) se inter-relacionam nos ciclos biogeoquímicos.
18. Avaliar a real dimensão das perturbações nos compartimentos terrestres para desenvolver
ações preventivas ou corretivas, individual ou coletivamente.

130
ARTE

1º ANO

Artes Visuais

1. Conhecer as diversas manifestações visuais das produções estéticas nas culturas


indígenas, africanas e europeias, identificando os elementos formais, materiais,
expressivos e conceituais, seus contextos socioculturais e históricos, inter-
relacionando-os em produções da linguagem visual.
2. Compreender e identificar a participação das culturas dos povos indígenas e africanos em
diversas produções estéticas visuais que constroem a brasilidade, presentes em seu meio
social, considerando suas multiculturalidades.
3. Compreender os diferentes processos envolvidos nas artes visuais e refletir sobre suas
manifestações nas produções estéticas coletivas e individuais, no desenvolvimento das
criações artísticas e nas poéticas visuais.
4. Apreciar e criticar esteticamente obras de artes visuais, estabelecendo relações entre o
contexto sociocultural e os elementos formais e expressivos da gramática visual em
produções individuais e coletivas.
5. Compreender os processos que caracterizam a leitura e a interpretação de obras de artes
visuais, estabelecendo relações entre os elementos formais, expressivos e conceituais em
produções coletivas e individuais.
6. Analisar as produções visuais e audiovisuais nas novas mídias (digitais, vídeo, televisão,
Internet) e refletir sobre seus impactos na Arte, criando meios de representação,
comunicação e informação.
7. Compreender o trabalho dos marchands e dos curadores em museus, exposições e bienais
internacionais de Arte (São Paulo, Veneza, Paris, Mercosul).
8. Estabelecer relações entre o universo cultural de cada um e as manifestações artísticas e
estéticas populares (cultura de minorias, folclore, folguedos, entre outros) regionais,
nacionais e internacionais.

131
Música

9. Refletir sobre o papel da música em seu cotidiano, percebendo as suas relações com a
identidade étnico-cultural e como forma de manifestação de cultura.
10. Compreender e identificar a influência das culturas indígenas e africanas em diversas
produções estéticas musicais que constroem a brasilidade, presentes em seu meio social,
considerando suas multiculturalidades.
11. Compreender e identificar a influência das diversas culturas ocidentais sobre as
produções estéticas musicais que compõem a sociedade contemporânea brasileira.
12. Discutir sobre o papel da música em diversos gêneros musicais (folclóricos, eruditos,
populares, etc) e a questão da ética no meio social, reproduzindo temas musicais
(cantigas, canções, música de rua, entre outros), inter-relacionando-os com seu cotidiano
e sua identidade cultural.
13. Conhecer as características e significados da música a partir do contexto que a produz,
evidenciando a história da música brasileira.

Dança

14. Conhecer e compreender as matrizes culturais brasileiras presentes nas diversas


manifestações da dança como aspecto da riqueza da nossa cultura.
15. Compreender o espetáculo de dança como comunicação de ideias e sentimentos e a
expressão do corpo como linguagem e organização, propondo construções coreográficas
individuais e coletivas.
16. Compreender e identificar a participação das culturas indígenas e africanas em diversas
produções estéticas da dança que constroem a brasilidade, presentes no seu meio social,
considerando suas multiculturalidades.
17. Compreender e identificar a influência das diversas culturas ocidentais sobre as
produções estéticas de dança que compõem a sociedade contemporânea brasileira.
18. Conhecer as produções em dança nas mídias digitais e audiovisuais (vídeo, televisão,
multimídia, Internet), reconhecendo-as e refletindo sobre seus impactos no cotidiano.

132
Teatro

19. Refletir sobre a função do teatro em seu cotidiano, percebendo as suas relações com a
identidade étnico-cultural e como forma de manifestação de cultura, acessando
espetáculos de teatro e analisando-os criticamente.
20. Compreender e identificar a participação das culturas indígenas e africanas em diversas
produções estéticas que constroem a brasilidade, presentes no seu meio social,
considerando suas multiculturalidades e reconhecendo as influências nas produções
teatrais.
21. Compreender e identificar a influência das diversas culturas ocidentais sobre as
produções estéticas que compõem a sociedade contemporânea brasileira e suas produções
teatrais.
22. Refletir sobre o trabalho e a valorização dos profissionais, técnicos e críticos teatrais,
compreendendo a divulgação e circulação da linguagem teatral.
23. Elaborar cenas ou situações utilizando-se da linguagem da mímica, apreciando suas
possibilidades de sentido e clareza de ideias.
24. Conhecer as produções em teatro nas mídias digitais e audiovisuais (vídeo, televisão,
multimídia, Internet), reconhecendo-as e refletindo sobre seus impactos no cotidiano.

2º ANO

Artes Visuais

1. Compreender a influência das diversas manifestações da Arte nas culturas indígenas,


africanas e europeias, e refletir sobre seus contextos socioculturais e históricos,
presentes em nossa matriz brasileira, inter-relacionando-as com as produções da
linguagem visual.
2. Organizar informações e conhecimentos teóricos das artes visuais, construindo
conceitos e argumentos para ampliar e enriquecer o juízo estético na produção,
reflexão e apreciação.
3. Apreciar e criticar esteticamente obras de artes visuais, estabelecendo relações entre o
contexto sociocultural e histórico, os elementos formais e expressivos da gramática

133
visual em produções nacionais e internacionais.
4. Compreender os processos que caracterizam a leitura e interpretação de obras de artes
visuais, e refletir sobre eles, estabelecendo relações entre os elementos formais e
expressivos em produções coletivas e individuais.
5. Compreender os conceitos envolvidos na programação visual e o impacto das
tecnologias na comunicação nas relações do processo de produção, no
desenvolvimento do conhecimento, na vida social e como interferem em sua vida.
6. Compreender o projeto do trabalho dos curadores das exposições (entidades,
museus, instituições), a montagem arquitetônica e artística, bem como o trabalho dos
mediadores e educadores junto ao público.

Música

7. Compreender a influência das diversas manifestações da Arte nas culturas indígenas,


afro-brasileiras e europeias, e refletir sobre seus contextos socioculturais e históricos,
presentes em nossa matriz brasileira, inter- relacionando-as em produções da linguagem
musical.
8. Compreender os diferentes processos da música e suas manifestações nas produções
estéticas coletivas e individuais, no desenvolvimento das criações artísticas e nas poéticas
musicais.
9. Reconhecer e analisar as produções em música nas mídias digitais e audiovisuais (vídeo,
televisão, multimídia, Internet), conscientizando-se da influência dos meios de
representação, comunicação e informação, e refletir sobre o impacto dessas tecnologias
na Arte.
10. Reler proposições da linguagem audiovisual presentes nas produções artísticas em
geral e recriar no campo da linguagem musical das novas mídias audiovisuais,
composições sonoras e visuais que reflitam a poética de cada um.
11. Conhecer o sistema de notação musical ocidental, sua origem histórica e reconhecer
suas figuras musicais.

Dança

12. Compreender a influência das diversas manifestações da Arte nas culturas indígenas,

134
africanas e europeias, e refletir sobre suas manifestações socioculturais e históricas,
presentes em nossa matriz brasileira, inter- relacionando-as com as produções da
linguagem da dança.
13. Conhecer as danças nas celebrações e nas festas da cultura popular, e refletir sobre
elas, em contraposição a todos os modismos oferecidos pelos meios de comunicação.
14. Compreender os diferentes processos da dança e refletir sobre suas manifestações nas
produções estéticas coletivas e individuais no desenvolvimento das criações artísticas
e nas suas poéticas.
15. Reconhecer e analisar as produções em dança nas mídias digitais e audiovisuais (vídeo,
televisão, multimídia, Internet), conscientizando-se da influência dos meios de
representação, comunicação e informação, refletindo sobre o impacto dessas tecnologias
na Arte.

Teatro

16. Compreender a influência das diversas manifestações da Arte nas culturas indígenas,
africanas e europeias, e refletir sobre suas manifestações socioculturais e históricas,
presentes em nossa matriz brasileira, inter- relacionando-as com as produções da
linguagem do teatro.
17. Apreciar e compreender os diferentes processos do teatro e suas manifestações nas
produções estéticas coletivas e individuais, no desenvolvimento das criações artísticas e
nas poéticas teatrais.
18. Reconhecer e analisar as produções em teatro nas mídias digitais e audiovisuais (vídeo,
televisão, multimídia, Internet), conscientizando-se da influência dos meios de
representação, comunicação e informação, refletindo sobre o impacto dessas tecnologias
na Arte.

3º ANO

Artes Visuais

1. Compreender o impacto da obra de arte e das manifestações culturais em seu


cotidiano como elemento de conscientização para uma ação transformadora nos campos

135
sociais, culturais e históricos.
2. Compreender e identificar a influência das diversas culturas ocidentais sobre as
produções estéticas visuais que compõem a sociedade contemporânea brasileira.
3. Conhecer e fazer uso da comunicação não-verbal visual, interagindo suas expressões
com outras linguagens artísticas: dança, música e cênicas.
4. Analisar o trabalho dos marchands e dos curadores em museus, exposições e bienais
internacionais de Arte (São Paulo, Veneza, Paris, Mercosul).
5. Apreciar e criticar esteticamente obras de artes visuais, estabelecendo relações entre o
contexto sociocultural e os elementos formais e expressivos da gramática visual em
produções individuais e coletivas, nacionais e internacionais.
6. Compreender a evolução do homem como ser cultural, social e produtor de imagens e
símbolos, reconhecendo a importância da Arte como manifestação sociocultural,
linguagem específica e expressão contemporânea.
7. Compreender as diversas manifestações da Arte nas culturas indígenas, africanas e
europeias, e refletir sobre suas manifestações socioculturais e históricas, presentes em
nossa matriz brasileira, inter-relacionando-as com as produções da linguagem visual.
8. Refletir sobre conhecimentos teóricos das artes visuais, construindo conceitos e
argumentos para ampliar e enriquecer o juízo estético na produção, reflexão e
apreciação.
9. Compreender a Arte como a linguagem das manifestações artísticas do homem no
universo sociocultural, bem como entendê-la nas manifestações populares e
contemporâneas que nos cercam.
10. Conhecer as produções visuais de nichos culturais variados (arte de periferia, arte
popular, arte pública, produções estéticas artesanais, art brut), refletindo sua coexistência
com a cultura ocidental dominante.

Música

11. Compreender a influência das culturas indígenas e africanas em diversas produções


estéticas musicais que constroem a brasilidade, presentes em seu meio social,
considerando suas multiculturalidades.
12. Compreender e identificar a influência das diversas culturas ocidentais sobre as
produções estéticas musicais que compõem a sociedade contemporânea brasileira.

136
13. Reconhecer os diferentes processos da música e refletir sobre suas manifestações nas
produções estéticas coletivas e individuais, em seu meio social (local, regional, estadual).
14. Compreender a música em outros contextos (teatro, TV, cinema, dança, música de rua,
propaganda/publicidade), produzindo composições (jingles, temas musicais, música
ambiental).
15. Compreender a influência das diversas manifestações da Arte nas culturas indígenas,
afro-brasileiras e europeias, e refletir sobre suas manifestações socioculturais e
históricas, presentes em nossa matriz brasileira, inter- relacionando-as em produções da
linguagem musical.
16. Reconhecer e analisar as produções em música nas mídias digitais e audiovisuais (vídeo,
televisão, multimídia, Internet), conscientizando-se da influência dos meios de
representação, comunicação e informação, e refletir sobre o impacto dessas tecnologias
na Arte.
17. Reconhecer e compreender a variedade de funções, objetivos e significados da música
a partir do contexto que a produz, e sua influência na história da música universal
(intérpretes, músicos, compositores, gêneros).
18. Conhecer as produções musicais de nichos culturais variados (cultura da periferia, cultura
popular, manifestações públicas de música), refletindo sobre sua coexistência com a
cultura ocidental dominante.
19. Conhecer os elementos que compõem a música (melodia, ritmo e harmonia),
compreendendo suas funções em composições dos mais variados gêneros musicais.

Dança

20. Conhecer e compreender as matrizes culturais brasileiras presentes nas diversas


manifestações da dança como aspecto da riqueza da nossa cultura.
21. Compreender os diferentes processos envolvidos na dança e refletir sobre suas
manifestações nas produções estéticas coletivas e individuais, no desenvolvimento
das criações artísticas e nas suas poéticas.
22. Conhecer as produções em dança nas mídias digitais e audiovisuais (vídeo, televisão,
multimídia, Internet), reconhecendo-as e refletindo sobre seus impactos no cotidiano.
23. Entender a linguagem e a gramática da dança nos movimentos e nas expressões estéticas
da história da Arte, criando movimentos e coreografias que expressem ideias e

137
sentimentos, relacionando-os aos períodos históricos.
24. Compreender a influência das diversas manifestações da Arte nas culturas indígenas,
africanas e europeias, e refletir sobre suas manifestações socioculturais e históricas,
presentes em nossa matriz brasileira, inter- relacionando-as com as produções da
linguagem da dança.
25. Reconhecer e analisar as produções em dança nas mídias digitais e audiovisuais (vídeo,
televisão, multimídia, Internet), conscientizando-se da influência dos meios de
representação, comunicação e informação, refletindo sobre o impacto dessas tecnologias
na Arte.
26. Conhecer as produções de dança de nichos culturais variados (cultura de periferia,
cultura popular, manifestações públicas de dança), refletindo sua coexistência com a
cultura ocidental dominante.
27. Conhecer as principais produções em dança contemporânea no Brasil e realizar análises
críticas sobre as criações assistidas, considerando o conhecimento da linguagem
específica da Arte.

Teatro

28. Compreender a influência das diversas manifestações da Arte nas culturas indígenas,
africanas e europeias, e refletir sobre suas manifestações socioculturais e históricas,
presentes em nossa matriz brasileira, inter- relacionando-as com as produções da
linguagem do teatro.
29. Compreender a linguagem e a gramática do teatro nos movimentos e expressões
estéticas da história da Arte no teatro.
30. Conhecer as produções em teatro nas mídias digitais e audiovisuais (vídeo, televisão,
multimídia, Internet), reconhecendo-as e refletindo sobre seus impactos no cotidiano.
31. Compreender a influência das diversas manifestações da Arte nas culturas indígenas,
africanas e europeias, e refletir sobre suas manifestações socioculturais e históricas,
presentes em nossa matriz brasileira, inter- relacionando-as com as produções da
linguagem do teatro.
32. Conhecer e apreciar criticamente aspectos da história e da estética do teatro que
ampliam a compreensão da linguagem, dos códigos teatrais e cênicos, respeitando e
valorizando os processos artísticos e de criação.

138
33. Reconhecer e analisar as produções em teatro nas mídias digitais e audiovisuais (vídeo,
televisão, multimídia, Internet), conscientizando-se da influência dos meios de
representação, comunicação e informação, refletindo sobre o impacto dessas tecnologias
na Arte.
34. Conhecer as produções teatrais contemporâneas de nichos culturais variados (cultura
de periferia, cultura popular, manifestações públicas de teatro e encenações),
refletindo sua coexistência com a cultura ocidental dominante.

139
140
EDUCAÇÃO FÍSICA

Brincadeiras

1. Pesquisar e vivenciar as formas de brincar pertencentes a outras culturas (indígenas,


africanas, orientais etc.), respeitando suas diferenças, adaptando-as às condições do
grupo, espaço e material disponíveis.
2. Analisar criticamente os aspectos sociais e históricos que circundam a produção das
brincadeiras de diferentes grupos culturais.
3. Vivenciar as brincadeiras populares do território brasileiro, compreendendo a influência
da cultura indígena, negra, portuguesa, entre outras, na sua produção e disseminação.
4. Conhecer e vivenciar diferentes possibilidades de brincadeiras (tradicionais, cantadas,
simbólicas, sensoriais), reconhecendo e valorizando suas características, ampliando o
repertório cultural sobre elas.
5. Construir formas de registro das brincadeiras vivenciadas (fotos, desenhos, pesquisas,
filmagens etc.), posicionando-se criticamente em relação às suas características (formas e
conteúdo).
6. Reconhecer nas brincadeiras vivenciadas as divergências de formas de execução e
organização, manifestando respeito ao direito de expressão dos colegas, de forma a
buscar o acordo coletivo para a resolução de situações conflitantes.
7. Criar, organizar e vivenciar brincadeiras que visem o envolvimento coletivo do grupo,
respeitando as características individuais.
8. Compreender a transformação das diferentes brincadeiras ao longo do tempo, analisando
de modo crítico as estratégias utilizadas pela indústria cultural para fomentar o consumo
e, consequentemente, aumentar a lucratividade.
9. Conhecer os espaços destinados ao brincar na comunidade (praças, quadras, parques etc.)
criticando a atuação do poder público na garantia do direito ao lazer do cidadão e,
consequentemente, a preservação dos locais pela população usuária.
10. Compreender os marcadores sociais (classe social, gênero, etnia, religião etc.) que
estabelecem distinções na sociedade e como eles influenciam as manifestações das
diferentes brincadeiras.

141
11. Participar das vivências propostas, procurando desconstruir as representações que
vinculam algumas brincadeiras a determinado gênero (por exemplo, brincar de carrinho é
“coisa” de menino; pular corda é “coisa” de menina).
12. Comparar brincadeiras de outras épocas com as atuais, estabelecendo diferenças e
semelhanças, sem julgamento de valores.
13. Analisar criticamente propagandas de brinquedos em diferentes veículos (televisão,
internet, outdoors, vitrines de lojas etc.), contestando a exacerbação do consumismo,
principalmente na proximidade de datas comemorativas (Natal, Dia das Crianças etc.).
14. Conhecer as características dos praticantes das diferentes brincadeiras vivenciadas e dos
preconceitos que permeiam essa prática.

Esportes

1. Compreender e vivenciar as variações das formas de praticar determinado esporte por


parte dos diversos grupos culturais como forma de expressão da identidade cultural dos
participantes, reconhecendo-as no âmbito das aulas.
2. Analisar o modo de construção do discurso da mídia sobre o esporte, discriminando os
significados e seus efeitos sobre os apreciadores-consumidores das práticas esportivas e
reconhecendo sua inserção em diversos momentos da aula.
3. Identificar as formas de produção (mídias), consumo (materiais e programas esportivos) e
regulação (discursos acerca de seus benefícios) das modalidades esportivas e sua
distribuição em conformidade com a divisão de classes sociais, gênero, etnia, religião,
entre outros marcadores sociais, verificando as possibilidades de acesso a elas, bem como
os custos dessa participação.
4. Perceber os modos de produção do imaginário social esportivo (mitos, ídolos, estilo de
vida), bem como as identidades a ele atreladas (vencedores, populares etc.), identificando
sua influência sobre a sociedade, homens, mulheres, crianças, idosos, entre outros.
5. Compreender a distribuição dos espaços de divulgação de cada modalidade/equipe na
mídia, relacionando o tempo/espaço de divulgação com a construção hegemônica das
modalidades/equipes.

142
6. Identificar as práticas discursivas presentes nos esportes que reforçam pejorativamente a
identidade de raça, etnia, gênero, sexualidade, idade, religião, profissão etc., nas diversas
vivências promovidas em aula.
7. Conhecer os contextos históricos (políticos, sociais e econômicos) que levaram à
construção das relações de poder presentes em determinadas práticas esportivas e, a partir
disso, elaborar argumentos para a reconstrução dos significados atribuídos a essas
práticas.
8. Compreender o esporte como opção de lazer, criticando a atuação do poder público na
organização de espaços para sua prática (praças, quadras, salões etc.).
9. Criticar a atuação do poder público na oferta de espaços, com a finalidade de organizar e
executar movimentos sociais de reivindicação de espaços públicos adequados à prática
esportiva (na comunidade ou no âmbito da própria aula ou escola).
10. Identificar, analisar e vivenciar os esportes em diferentes possibilidades de espaço,
número de participantes, formação de equipes ou grupos de trabalho, construindo
coletivamente formas de adaptar a modalidade tematizada às demandas do grupo,
respeitando o conceito de justiça curricular.
11. Conhecer a dinâmica da preparação física do atleta de alto rendimento, analisar as
variáveis (diferenças físicas, gênero, biótipo) que interferem no rendimento esportivo,
discernindo-as do praticante de esportes em diferentes grupos sociais, a fim de validar a
participação de todos independentemente de seu rendimento.
12. Conhecer as características dos praticantes dos diferentes esportes vivenciados e dos
preconceitos que permeiam as práticas.
13. Compreender a transformação das modalidades esportivas ao longo do tempo, analisando
criticamente as estratégias utilizadas pela indústria cultural para fomentar o consumo e,
consequentemente, aumentar a lucratividade.
14. Construir formas de registro dos esportes vivenciados (fotos, desenhos, pesquisas,
filmagens etc.) posicionando-se criticamente em relação às suas características (regras,
estratégias, formas e conteúdo).

Ginásticas

143
1. Relacionar as práticas ginásticas com fatos históricos, sociais e políticos e analisá-las
criticamente, compreendendo essas manifestações como um fenômeno sociocultural em
permanente transformação.
2. Pesquisar, conhecer e vivenciar diferentes modalidades de ginástica (de diferentes
culturas), analisando suas semelhanças e diferenças.
3. Criar apresentações de ginásticas, manifestando e defendendo seu ponto de vista em
grupo, participando do processo de elaboração com diferentes funções e papéis.
4. Adotar uma postura crítica frente aos padrões de beleza impostos pela mídia, analisando
seu impacto nas relações de consumo e na saúde.
5. Participar das vivências propostas, superando os estereótipos e preconceitos que
acompanham os praticantes de determinadas modalidades de ginástica.
6. Conhecer as políticas públicas e privadas de incentivo à prática da ginástica, analisando
criticamente seus objetivos e resultados esperados.
7. Vivenciar os diferentes tipos de ginástica encontrados na comunidade, tomando como
base o grupo e seus familiares, compreendendo e respeitando a diferença cultural.
8. Vivenciar e aprofundar o conhecimento das variações de determinada modalidade de
ginástica (natural, rítmica, acrobática, artística, aeróbica, circense, geral etc.).
9. Compreender os marcadores sociais (classe social, gênero, etnia, religião etc.) que
estabelecem distinções na sociedade e como eles influenciam as manifestações das
diferentes ginásticas.
10. Compreender as ginásticas como opção de lazer, criticando a atuação do poder público na
organização de espaços para sua prática (praças, quadras, salões etc.).
11. Interpretar a historicidade da supervalorização da prática da ginástica como meio para a
aquisição e a manutenção da saúde, identificando os grupos sociais que se beneficiam da
produção desse discurso.
12. Conhecer as características dos praticantes das diferentes ginásticas vivenciadas e dos
preconceitos que permeiam a prática.
13. Compreender a transformação dos diferentes tipos de ginásticas ao longo do tempo,
analisando criticamente as estratégias utilizadas pela indústria cultural para fomentar o
consumo e, consequentemente, aumentar a lucratividade.
14. Construir formas de registro das ginásticas vivenciadas (fotos, desenhos, pesquisas,
filmagens etc.), posicionando-se criticamente em relação às suas características (regras,
estratégias, formas e conteúdo).

144
Danças

1. Vivenciar diferentes modalidades de dança, compreendendo-as como forma sistematizada


de expressão da linguagem, respeitando a diferença cultural presente em suas
manifestações na sociedade, relacionando-as a fatores históricos, sociais e políticos e aos
marcadores sociais de classe, gênero, etnia, religião, entre outros.
2. Analisar criticamente os padrões divulgados pela mídia (por meio de filmes,
propagandas, programas televisivos etc.) sobre os estilos de dança, evitando o
consumismo exacerbado e a criação de estereótipos referentes a seus representantes.
3. Construir de forma coletiva coreografias envolvendo temáticas próximas e distantes de
seu universo cultural, reconhecendo as divergências de formas de execução e
organização, manifestando respeito ao direito de expressão dos colegas, de forma a
buscar a melhor maneira para a resolução de situações conflitantes.
4. Construir formas de registro das coreografias vivenciadas (foto, desenho, escrita,
filmagem, relato oral etc.), posicionando-se criticamente em relação às suas
características (formas e conteúdo).
5. Compreender a dança como opção de lazer, criticando a atuação do poder público na
organização de espaços para sua prática (praças, quadras, salões etc.).
6. Valorizar o fato de que qualquer indivíduo pode expressar-se e comunicar-se por meio da
dança, criticando os padrões de corpo e gestos estabelecidos pelos grupos hegemônicos.
7. Reconhecer e vivenciar as danças de diferentes origens (africanas, asiáticas, europeias
etc.), compreendendo suas influências na formação das danças típicas brasileiras e de
outros povos.
8. Vivenciar e estudar as danças de diferentes contextos (clássica, moderna, rurais, urbanas,
folclóricas, eruditas, contemporâneas, eletrônicas etc.), reconhecendo características que
as diferenciam e respeitando a identidade cultural de seus representantes.
9. Compreender as histórias de luta dos grupos minoritários e das subculturas pelo
reconhecimento e valorização de suas danças.
10. Participar das vivências relacionadas à dança, independentemente de suas características
individuais, respeitando e reconhecendo a possibilidade de expressar-se por meio da
linguagem corporal.

145
11. Identificar, explorar e acompanhar diferentes ritmos das culturas locais, reconhecendo-os
como expressão de um povo presente nas festas da cultura popular.
12. Elaborar produções culturais alusivas às danças, em diferentes suportes textuais (notícias,
crônicas, filmes, fotografias, cartazes, coreografias etc.).
13. Conhecer as características dos praticantes das diferentes danças vivenciadas e dos
preconceitos que permeiam as práticas.
14. Compreender a transformação dos diferentes tipos de danças ao longo do tempo,
analisando criticamente as estratégias utilizadas pela indústria cultural para fomentar o
consumo e, consequentemente, aumentar a lucratividade.

Lutas

1. Conhecer conceitos, características e fundamentos comuns às lutas, reconhecendo as


semelhanças e diferenças entre luta, arte marcial e esporte de combate e diferenciando-as
quanto às finalidades.
2. Elaborar jogos de luta (de rapidez e atenção, de conquista de objetos, de conquista de
territórios, para desequilibrar, para reter, imobilizar, livrar-se e/ou para combater) com
base em modalidades vivenciadas, elaborando novas regras (definição de espaços,
materiais, proibições, punições e formas de pontuar), respeitando a integridade física e
moral dos colegas.
3. Vivenciar e analisar diferentes lutas (de origem ocidental e oriental) nos aspectos técnicos
e táticos, relacionando-as a seu contexto de produção (aspectos históricos, políticos,
sociais, religiosos e econômicos) e aos princípios filosóficos (sabedoria de vida) e
hierárquicos atrelados ao seu contexto.
4. Vivenciar e analisar criticamente práticas de luta construídas e transformadas por culturas
não hegemônicas, respeitando e valorizando-as quanto a suas características e funções
socioculturais.
5. Posicionar-se criticamente nas discussões quanto às questões de gênero, classe social,
estatura, peso, idade, etnia, religião, entre outras, que permeiam as práticas de luta.
6. Adotar uma postura crítica frente à profissionalização das lutas na sociedade
contemporânea em suas diferentes dimensões (atletas, técnicos, preparador físico,
dirigentes, entre outros).

146
7. Analisar criticamente a influência dos meios de comunicação sobre as lutas na sociedade
contemporânea.
8. Compreender as etapas relacionadas à organização de eventos de lutas, analisando
criticamente os eventos esportivos de grande magnitude, refletindo sobre as relações
econômicas, políticas e sociais que se estabelecem antes, durante e após sua realização.
9. Validar os diversos significados atribuídos às lutas por seus praticantes (atividade física,
competição, defesa pessoal, estilo de vida etc.).
10. Compreender a luta como opção de lazer, criticando a atuação do poder público na
organização de espaços para sua prática (praças, quadras, salões etc.).
11. Conhecer as características dos praticantes das diferentes lutas vivenciadas e dos
preconceitos que permeiam as práticas.
12. Identificar, analisar e vivenciar as lutas em diferentes possibilidades de espaço, número
de participantes, formação de equipes ou grupos de trabalho, construindo coletivamente
formas de adaptar a modalidade tematizada às demandas do grupo, respeitando o conceito
de justiça curricular.
13. Construir formas de registro das lutas vivenciadas (fotos, desenhos, pesquisas, filmagens
etc.) posicionando-se criticamente em relação a suas características (regras, estratégias,
formas e conteúdo).
14. Valorizar as diferentes lutas vivenciadas e estudadas no contexto escolar.

147