Você está na página 1de 2

ET75H - SINAIS E SISTEMAS 1 - 2sem13 Prof.: Rafael Souto - Aula 03

ET75H - SINAIS E SISTEMAS 1 - 2sem13 Prof.: Rafael Souto - Aula 03

1 Representação de um Sistema

Rafael Souto - Aula 03 1 Representação de um Sistema 2 Classificação dos Sistemas 2.1 Sistemas

2 Classificação dos Sistemas

2.1 Sistemas Contínuos

Sistemas contínuos são sistemas cujas entradas e saídas são sinais (reais ou complexos) contínuos no tempo.

2.2 Sistemas Lineares

Sistemas lineares são sistemas que satisfazem o princípio da superposição. Em outras palavras, um sistema é linear se ele possui as seguintes propriedades:

Aditividade: T {x 1 ( t )+ x 2 ( t ) } = T {x 1 ( t ) } + T {x 2 ( t ) }.

Homogeneidade: T {αx ( t ) } = α T {x ( t ) }, para todo α real ou imaginário.

De uma forma geral, para o sistema linear, tem-se

T {α 1 x 1 ( t )+ α 2 x 2 ( t )+ · · · + α n x n ( t ) } = α 1 T {x 1 ( t ) } + α 2 T {x 2 ( t ) } + · · · + α n T {x n ( t ) }.

Uma consequência direta dessas propriedades é que T {0 } ≡ 0 em qualquer sistema linear, ou seja, um entrada nula para todo instante de tempo resulta em uma saída nula para todo instante de tempo.

Exemplos: y ( t ) = Ax ( t ) e y ( t ) = tx ( t ) representam sistemas lineares, enquanto que y ( t ) = x 2 ( t ), y ( t ) = Ax ( t ) + B e y ( t ) = sen ( x ( t )) representam sistemas não lineares.

2.3 Sistemas Invariantes no Tempo

Sistemas invariantes no tempo são sistemas cujos parâmetros (características, comportamento) são fixos ao longo do tempo. Para tais sistemas, se a entrada for atrasada por T segundos, então a saída será a mesma anterior, mas atrasada também por T segundos. Em outras palavras, um deslocamento na entrada produz igual deslocamento na saída, ou seja, y ( t T ) = T {x ( t T ) }. A figura abaixo ilustra o comportamento de um sistema invariante no tempo.

ilustra o comportamento de um sistema invariante no tempo. Figura 1: O sistema e o atraso

Figura 1: O sistema e o atraso de tempo são comutativos se o sistema for invariante no tempo.

ET75H - SINAIS E SISTEMAS 1 - 2sem13 Prof.: Rafael Souto - Aula 03

ET75H - SINAIS E SISTEMAS 1 - 2sem13 Prof.: Rafael Souto - Aula 03

Exemplo 1: O sistema y ( t ) = sen ( x ( t )) é invariante no tempo. Note que atrasar a saída do sistema para uma entrada x ( t ) produz y 1 = sen ( x ( t T )). Por outro lado, atrasar a entrada x ( t ) antes de aplicá-la ao sistema produzirá uma saída y 2 = sen ( x ( t T )). Como y 1 = y 2 , a propriedade de invariância foi satisfeita.

Exemplo 2: O sistema y ( t ) = x ( t 2 ) é variante no tempo. Note que atrasar a saída do sistema para uma entrada x ( t ) produz y 1 = x (( t T ) 2 )= x ( t 2 2 T t + T 2 ). Por outro lado, atrasar a entrada x ( t )

y 2 , a propriedade de

antes de aplicá-la ao sistema produzirá uma saída y 2 = x ( t 2 T ). Como y 1 invariância não foi satisfeita.

=

2.4 Sistemas sem Memória

Sistemas sem memória são sistemas cujos valores das saídas em qualquer instante de tempo t 0 não dependem dos valores das entradas em instantes anteriores a t 0 , isto é, não dependem de x ( t ) para t < t 0 . Diz-se então que a história passada é irrelevante na determinação da resposta desses sistemas.

Exemplos: A relação tensão-corrente no resistor ( y ( t ) = Rx ( t )) representa um sistema sem memória,

enquanto que a relação tensão-corrente no capacitor y ( t )= com memória.

C x ( τ ) representa um sistema

1

t

2.5 Sistemas Causais

Sistemas causais (ou não antecipativos) são sistemas cujos valores das saídas em qualquer instante de tempo t 0 não dependem dos valores das entradas em instantes futuros a t 0 , isto é, não dependem de x ( t ) para t > t 0 . Em outras palavras, em um sistema causal, a saída não pode começar antes de a entrada ser aplicada.

Exemplos: y ( t ) = x ( τ ) e y ( t ) = x ( t ) cos ( t + 1) representam sistemas causais, enquanto

que y ( t ) =

t

t+1

t

1

x ( τ ) e y ( t ) = x ( t + 1) representam sistemas não causais.

2.6 Sistemas Instantâneos

Um sistema é dito instantâneo se sua saída a qualquer instante t depender, no máximo, de sua entrada no mesmo instante t , e não de qualquer valor passado ou futuro da entrada. Caso contrário, o sistema é chamado de dinâmico.

2.7 Sistemas BIBO Estáveis

Sistemas BIBO estáveis (ou externamente estáveis) são sistemas cuja saída é limitada para toda en- trada limitada. Matematicamente, tem-se

| x ( t ) | < b ⇒ | y ( t ) | < .

Exemplos: y ( t ) = e x(t) representa um sistema BIBO estável, enquanto que y ( t ) = tx ( t ) não repre- senta um sistema BIBO estável