Você está na página 1de 1

Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Escola de Engenharia de Porto Alegre


Departamento de Engenharia Elétrica
INSTALAÇÕES ELÉTRICAS e PREDIAIS
Prof. Luiz Fernando Gonçalves
Especificação do Projeto da Disciplina

Considerando a planta baixa de uma residência entregue, o grupo, de no máximo cinco (5) estudantes,
deverá realizar um projeto de instalação elétrica para esta residência. Deverá ser considerada a
previsão, além da iluminação e das tomadas de uso geral, das seguintes cargas:
1. um chuveiro por banheiro, com exceção do lavabo;

2. um ar condicionado por dormitório e sala de estar;

3. uma torneira elétrica na cozinha;

4. uma máquina de lavar roupa;

5. uma máquina de lavar pratos;

6. todos os demais aparelhos eletrodomésticos normalmente em uso nas residencias atualmente,


tais como refrigerador, fogão, microondas, torradeira, batedeira, liquidificador, secador de ca-
belo, por exemplo.
Na avaliação deste projeto será computada uma série de itens, tais como a montagem de planilhas e o
traçado de sı́mbolos elétricos na planta, que deverão ser entregues impressos e no formato eletrônico
(CD ou DVD) e a cada um deles será atribuı́da um nota. Os itens avaliados estão descritos abaixo:
1. especificação das cargas mı́nimas segundo a NBR 5410;

2. especificação das cargas escolhidas e alocação das cargas na planta baixa;

3. divisão das instalação em circuitos elétricos;

4. traçado dos eletrodutos e dos condutores dos circuitos;

5. determinação da seção dos condutores pelo método do sobreaquecimento;

6. determinação da seção dos condutores pelo método da queda de tensão;

7. especificação da seção final dos condutores;

8. especificação das proteções (disjuntores);

9. divisão da instalação da carga total entre fases;

10. determinação dos eletrodutos;

11. cálculo da demanda total.


A nota final do projeto será igual a média aritmética das notas de todos itens avaliados. Ressalta-
se que o projeto deve ser feito com especial cuidado para evitar o cometimento de enganos que
prejudiquem a avaliação. Cabe, por fim, destacar que em um projeto real enganos não são admitidos,
pois comprometem o projeto como um todo, podendo provocar desde a sua incapacidade para atender
às especificações até acidentes.