Você está na página 1de 3

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

GABINETE de APOIO
ao Deputado MENDES BOTA
Eleito em representação da Região do Algarve
Palácio de S. Bento 1249-068 Lisboa
Telef: 213 919 277 Fax: 213 917 445
Mail: mendesbota@psd.parlamento.pt
Portal: www.mendesbota.com

COMUNICADO Nº 5/XI

REGIONALIZAÇÃO: MENDES BOTA PROPÕE COMISSÃO EVENTUAL

Em proposta hoje entregue ao presidente do Grupo Parlamentar do PSD, José


Pedro Aguiar-Branco, o deputado Mendes Bota solicitou a convocação de uma reunião
alargada deste órgão partidário exclusivamente dedicada a debater o tema da
“Regionalização Administrativa”, logo no reatar dos trabalhos em 2010.

No documento que apresentou, Mendes Bota colocou à discussão dos seus pares
a possibilidade de o Grupo Parlamentar do PSD propôr a constituição de uma Comissão
Eventual na Assembleia da República, pelo período de 9 meses, com o objectivo de
acompanhar e reflectir sobre o Processo de Regionalização Administrativa, tendo em
vista o estabelecimento de uma plataforma para o “máximo denominador comum de
consensualidade” entre as diferentes forças partidárias, no caminho para a realização
de um novo referendo depois das eleições presidenciais.

Para Mendes Bota, esta Comissão Eventual deveria produzir um relatório final
que sirva de contributo para a construção de propostas legislativas concretas, que
antecederão o debate alargado à população portuguesa.

Mendes Bota considera que:

1- A Regionalização Administrativa é necessária (seja ou não a


primeira das prioridades), e passa obrigatoriamente pela
Assembleia da República;
2- Pela primeira vez desde o 25 de Abril, todas as forças políticas
representadas no parlamento assumiram compromissos com a
Regionalização (de concretização ou de discussão) nos
programas eleitorais apresentados ao povo português há menos
de três meses;
3- O facto de um novo referendo vir a ser convocado depois das
eleições presidenciais, não implica que a Assembleia da
República não possa desenvolver desde já um trabalho de
aproximação, reflexão e consensualização sobre esta matéria.

Eis o teor integral da proposta que o deputado Mendes Bota entregou para debate no
Grupo Parlamentar do PSD:

1
ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

“REGIONALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA

PROPOSTA

A. Tendo em consideração que todos os partidos políticos actualmente


representados na Assembleia da República assumiram compromissos relativos
ao processo de Regionalização Administrativa nos seus programas eleitorais,
apresentados ao eleitorado nas eleições legislativas de 27 de Setembro de 2009;

B. Tendo em consideração que, embora a intensidade e o conteúdo desses


compromissos tenha sido variável de partido para partido, existe um
denominador comum a todos eles, no sentido de aprofundar na actual
Legislatura, a reflexão sobre o processo de Regionalização Administrativa, e as
suas implicações com o equilíbrio institucional entre os diversos patamares de
poder;

C. Tendo em consideração que se têm multiplicado as vozes na sociedade


portuguesa a pedir o arranque e a concretização do processo de
Regionalização Administrativa, embora divergindo quanto ao calendário de
uma nova e eventual consulta popular sobre esta matéria, havendo quem
defenda o arranque imediato do processo, e quem faça condicionar esse
arranque para depois das próximas eleições presidenciais;

D. Tendo em consideração que as eleições presidenciais têm um cunho fortemente


supra-partidário, pelo que não é expectável que a Assembleia da República
suspenda as suas funções e as suas responsabilidades à espera de conhecer o
resultado das eleições presidenciais;

E. Tendo em consideração que o processo de criação das Regiões Administrativas


passa fundamental e inevitavelmente pela Assembleia da República, pela
competência orgânica que a Constituição da República Portuguesa lhe confere,
pelo que será em sede parlamentar que deverá ocorrer o debate, o diálogo, a
reflexão e a decisão num quadro de procura do “máximo denominador comum
de consensualidade” nesta matéria, antes de se lançar o grande debate
nacional sobre propostas concretas;

F. Tendo em consideração que estas propostas devem versar, designadamente, na


opinião do subscritor, o mapa de divisão territorial das futuras Regiões
Administrativas, a repartição das competências entre os diferentes níveis de
administração política e autárquica, a redução efectiva do número de cargos
políticos em Portugal e uma efectiva contribuição para a redução do défice
orçamental;

G. Tendo em consideração que, sendo inevitável trilhar o caminho parlamentar


nesta matéria constitucional, é desejável que os deputados do PSD possam
discutir internamente uma questão central da sociedade portuguesa, que tem a

2
ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

ver com o processo de Regionalização Administrativa, e sobre ele tomarem


posição;

Proponho:

1. Que logo no reatar dos trabalhos parlamentares, em 2010, se realize


uma reunião alargada (no tempo de debate) do Grupo Parlamentar do
PSD, com um ponto único da ordem de trabalhos: “Regionalização
Administrativa”;

2. Que nessa reunião seja debatida, e colocada à votação, a minha


proposta de que o Grupo Parlamentar do PSD tome a iniciativa de
propor a constituição, pelo prazo de nove meses, de uma Comissão
Eventual para o Acompanhamento e Reflexão sobre o Processo de
Regionalização Administrativa, Tendo em Vista a Realização de um
Novo Referendo;

3. Que esta Comissão Eventual produza um relatório final que constitua


uma plataforma para o “máximo denominador comum de
consensualidade” nesta matéria, e sirva de contributo para a
construção de propostas legislativas concretas, que tenham em
consideração, entre outros, os seguintes parâmetros:

i. um mapa de divisão territorial realista das futuras Regiões


Administrativas, na base das cinco unidades territoriais;

ii. uma redefinição das competências e afectação de recursos


entre os diferentes níveis de administração política
nacional e autárquica, na base dos princípios da
subsidiariedade, da descentralização e do reforço da
legitimidade democrática;

iii. a redução efectiva do número de cargos políticos em


Portugal e uma efectiva contribuição para a redução do
défice orçamental.

Lisboa, 17 de Dezembro de 2009

O deputado do PSD

José Mendes Bota”

Assembleia da República, 17 de Dezembro de 2009