Você está na página 1de 26

DIMENSIONAMENTO DE GALPÃO (ESTRUTURA DE AÇO)

 Detalhes do Projeto:
 Galpão com medidas de 12 m x 17,6 m;
 Estrutura contendo Perfis I e C;
 Altura máxima de 6 m;
 Pé direito de 4 m.

 Dimensionamento e escolha do tipo de Cobertura (Telhado):

Para escolha do telhado, primeiramente foram admitidas características e


sobrecargas:

 Ação permanente: peso próprio (AINDA NÃO TEMOS);


 Ação variável: vento (V = 44 Kgf/m²);
 Sobrecarga característica mínima: 0,25 KN/m² = 25 Kgf/m².

Portanto, para determinar solicitação (Sd) a que a telha deve suportar,


temos:

Sd = 1,25 × PP + 1,50 × SC + 1,40 × V

Onde:

V – Ação variável do vento;


SC – Sobrecarga característica;
PP – Peso próprio.

Considerando-se PP = 0, temos que:

Sd = 1,25 × 0 + 1,50 × 25 + 1,40 × 44

Sd = 99,1 Kgf/m²

Conhecendo-se o valor da solicitação e do vão a ser vencido, pode ser feita


a escolha da telha, que tenha características resistentes que suportem tal
solicitação. Através do catálogo de telhas “Topsteel – Brasilit”, optou-se por
utilizar a telha Topsteel 36, que confere peso próprio (PP) de 4,20 Kg/m² e
espessura de 2 mm.
 Determinação da área de influência das terças.

Tem-se como área de influência a área da telha que será sustentada por
determinada terça. Logo, após ser feita a escolha da telha e serem conhecidos
seu peso próprio e carga resistida pela mesma, calculam-se as áreas de
influência das terças, sendo a área de influência um dado diretamente
relacionado à solicitação que obteremos nas terças, como será mostrado mais
adiante.

Cálculo das áreas de influência (terças):

1385
𝐴1𝑇1 = (600 + ) = 1292,5 mm
2

1385 1500
𝐴2𝑇2 = ( + ) = 1442,5 mm
2 2

1500 1500
𝐴3𝑇3 = ( + ) = 1500,0 mm
2 2

1500 1466
𝐴4𝑇4 = ( + ) = 1483,0 mm
2 2

1466
𝐴5𝑇5 = ( + 120) = 853,0 mm
2

Obtém-se área da treliça “3” como sendo a maior área de influência.

 Cálculo de solicitação nas terças usando área “A3” de influência.

Sd = 1,25 × 4,2 + 1,4 × 44 + 1,5 × 25

Sd = 5,25 + 61,6 + 37,5

𝑆𝑑𝑇 = 104,35 Kgf/m²

Peso das terças = 9 Kgf/m

Assim obtemos o peso total das terças:

𝑇1 → 104,35 × 1,2925 = 134,87 Kgf/m + 9 Kgf/m = 143,87 Kgf/m

𝑇2 → 104,35 × 1,4425 = 150,52 Kgf/m + 9 Kgf/m = 159,32 Kgf/m

𝑇3 → 104,35 × 1,500 = 156,53 Kgf/m + 9 Kgf/m = 165,53 Kgf/m


𝑇4 → 104,35 × 1,483 = 154,75 Kgf/m + 9 Kgf/m = 163,75 Kgf/m

𝑇5 → 104,35 × 0,853 = 89,01 Kgf/m + 9 Kgf/m = 98,01 Kgf/m

 Cálculo dos carregamentos distribuídos nas terças

Para determinarmos o momento máximo nas terças, assumimos o valor de


165,53 Kgf/m (transformando para Newtons: 1,6553 KN/m) como sendo o
carregamento distribuído, e adiciona-se também um carregamento pontual de
100 Kgf (transformando para Newtons: 1 KN). Portanto, temos:

𝑃×𝑎×𝑏 𝑞 × 𝐿²
𝑀𝑀á𝑥 = + , onde:
𝐿 8

P → Carga pontual (Kgf);


L → Comprimento do vão (m);
a → Distância do primeiro apoio até a carga pontual P (m);
b → Distância do segundo apoio até a carga pontual P (m);
q → Carregamento distribuído Kgf/m.
Substituindo:

1 × 2,75 ×2,75 1,6553 ×5,5²


𝑀𝑀á𝑥 = +
5,5 8

𝑀𝑀á𝑥 = 7,6341 KN.m


Para determinação da cortante “V” máxima:

𝑃×𝑏 𝑞×𝐿
𝑉𝑀á𝑥 = +
𝐿 2

𝑉𝑀á𝑥 = 5,052 KN

 Verificação no software Ftool:

Diagrama de Esforço Cortante:

Diagrama de Momento Fletor:

 Dimensionamento das Terças

Após determinados os valores de momento máximo e cortante máxima,


inicia-se o dimensionamento das terças, tendo como dados iniciais:

𝑉𝑀á𝑥 = 5,052 KN

𝑀𝑆𝑑 = 7,6341 KN.m

Tensão última → fu = 400 MPa

Tensão de escoamento → fy = 250 MPa

Peso da terça q = 9 KN

Decidiu-se fazer o teste de perfil “C”, encontrado em tabela de perfis,, em


busca dos valores do fator K e Wx, adotando-se primeiramente para verificação
o seguinte perfil:
Perfil C Enrijecido – h =100 mm; B = 50 mm; d = 17 mm; 𝑰𝒘𝒙 = 12,32; e =
1,52 mm

𝑀𝑒𝑠𝑐 × 𝑦 𝐼 × 𝑓𝑦
fy = → Mesc =
𝐼 𝑦

250 × 54,1 × 104


Mesc = = 2705000 N.mm = 2,705 KN.m
50

 Cálculo do Momento de Plastificação:

R = fy × A; portanto:

𝑅1 = 250 × 50 × 1,52 = 19 KN

𝑅2 = 250 × 2 × (15,48 × 1,52) = 11,76 KN

𝑅3 = 250 × (33 × 1,52) = 12,54 KN

𝑀𝑃 = 𝑀1 + 𝑀2 + 𝑀3 + 𝑀4 + 𝑀5 + 𝑀6

𝑀𝑃 = (19 × 48,48 + 11,76 × 39,98 + 12,54 × 16,5) × 2

𝑀𝑃 = 3,19 KN.m

𝑃 𝑀 3,19
K = 𝑀𝑒𝑠𝑐 = 2,705

K = 1,18

𝑍 ×𝑓𝑦 Ɣ𝑎1 × 𝑀𝑆𝑑


𝑀𝑆𝑑 = ;Z=
Ɣ 𝑎1 𝑓𝑦

7,63 × 1,1 × 106


Z= 250

Z = 33572,00 mm³

Z = 33,572 cm³
𝑍
K=𝑊

33,572
W= = 28,45 cm³
1,18

 Dimensionamento das Terças:


 Verificação 1:

Perfil C Enrijecido - 150 mm × 6,04 Kg/m; Wx = 35,00 cm³.

 Flecha:
 Para carga distribuída:

5 𝑞 × 𝐿4
δ = 384 × 𝐸𝐼

5 1,65 55004
δq = × × = 37,36 mm
384 200000 263,1 × 104

 Para carga pontual:

𝑃 × 𝐿3 0,98 × 55003
δp = → δ = 48 ×200000 ×263,1 × 104 = 0,00646 mm
48 𝐸𝐼

𝐿
Para verificação da flecha adota-se 𝛿𝑚á𝑥 = 250, segundo a NBR 8800:2008,

onde 𝛿𝑚á𝑥 é o deslocamento máximo permitido a estrutura, sendo assim, temos:

𝐿 5500
Valor de comparação do 𝛿𝑚á𝑥 = 250 = = 22 mm
250

𝛿𝑚á𝑥 = δq + δp

𝛿𝑚á𝑥 = 37,36 + 0,00646 = 37,36646 > 22 mm → NÃO PASSA!

 Verificação 2:

Perfil C Enrijecido - 200 mm × 6,66 Kg/m; Wx = 52,00 cm³.

 Flecha:
 Para carga distribuída:

5 𝑞 × 𝐿4
δq = 384 × 𝐸𝐼
5 1,65 55004
δq = 384 × 200000 × 520,4 × 104 = 18,89 mm

 Para carga pontual:

𝑃 × 𝐿3 0,98 × 55003
δp = → δ = 48 ×200000 ×520,4 × 104 = 0,0032 mm
48 𝐸𝐼

Para 𝛿𝑚á𝑥 temos:

𝐿 5500
Valor de comparação do 𝛿𝑚á𝑥 = 250 = = 22 mm
250

𝛿𝑚á𝑥 = δq + δp

𝛿𝑚á𝑥 = 18,89 + 0,0032 = 18,8932 < 22 mm → PASSA!

 Verificação de Flambagem na alma (FLA):

Para a verificação do momento fletor resistente de cálculo, faz-se necessário


a verificação do parâmetro de esbeltez λa, comparando com seus estados-
limites λp, definido na NBR 8800:2008, como:

ℎ𝑤
λa = 𝑡0

200−2 ×2,28
λa =
2,28

λa = 85,72

1
D = (0,54 ×𝐾−0,09)²

1
D = (0,54 ×1,18−0,09)² = 3,34

𝐸
λp = D × √𝑓𝑦

200000
λp = 3,34 × √ = 94,47
250

Sabendo que λa < λp, temos:

85,72 < 94,47 → PASSA!


ℎ 𝑡𝑓 ℎ𝑤 ℎ𝑤 ℎ𝑤 𝑑−𝑡𝑓
Z = [ b × tf × (2 - )+( × 𝑡0 × ) + (d – tf) × tf × ( - )] × 2
2 2 4 2 2

b = 75 mm;

tf = 2,28 mm;

𝑡0 = 2,28 mm;

h = 200 mm;

hw = 195,44 mm

200 2,28 195,44 195,44


Z = [ 75 × 2,28 × ( - )+( × 2,28 × ) + (20 – 2,28) × 2,28 ×
2 2 2 4
195,44 20−2,28
( - )] × 2
2 2

Z = 62,762 cm³

𝑀𝑚 = Z × fy; logo:

𝑀𝑚 = 62762,46 × 250

𝑀𝑚 = 15,69 KN.m

𝑚 𝑀
𝑀𝑅𝐷 = 𝜆𝑎1, logo:

15,59
𝑀𝑅𝐷 = = 14,26 KN.m
1,1

Sabendo que 𝑀𝑆𝑑 = 7,6341 KN.m; temos:

14, 26 KN.m > 7,6341 KN.m

𝑀𝑅𝐷 > 𝑀𝑆𝐷 → OK!

 Verificação de flambagem na mesa (FLM):

𝑏/2
𝜆𝑚 = 𝑡𝑓

75 1
𝜆𝑚 = × 2,28 = 16,44
2

𝐸
𝜆𝑝 = 0,38 × √𝑓𝑦

200000
𝜆𝑝 = 0,38 × √ = 10,75
250
Sabendo que λp > λm, temos:

10,75 < 16,44 → NÃO PASSA!

 Verificação 3:

Perfil C Enrijecido - 180 mm × 8,44 Kg/m; Wx = 49,70 cm³.

 Flecha:
 Para carga distribuída:

5 𝑞 × 𝐿4
δq = 384 × 𝐸𝐼

5 1,65 55004
δq = 384 × 200000 × 447,9 × 104 = 21,95 mm

 Para carga pontual:

𝑃 × 𝐿3 0,98 × 55003
δp = → δ = 48 ×200000 ×447,9 × 104 = 0,0038 mm
48 𝐸𝐼

𝛿𝑚á𝑥 = δq + δp

𝛿𝑚á𝑥 = 21,95 + 0,0038 = 21,9538 < 22 mm → OK!

 Verificação de flambagem na mesa (FLM):

𝑏/2
𝜆𝑚 =
𝑡𝑓

40 1
𝜆𝑚 = ×4=5
2

𝐸
𝜆𝑝 = 0,38 × √𝑓𝑦

200000
𝜆𝑝 = 0,38 × √ = 10,75
250

Sabendo que λp > λm, temos:

10,75 > 5 → PASSA!

 Verificação de Flambagem na Alma (FLA):

ℎ𝑤
λa = 𝑡0
180−2 ×4
λa = 4

λa = 43

1
D = (0,54 ×𝐾−0,09)²

1
D = (0,54 ×1,18−0,09)² = 3,34

𝐸
λp = D × √
𝑓𝑦

200000
λp = 3,34 × √ = 94,47
250

Sabendo que λa < λp, temos:

43 < 94,47 → PASSA!

ℎ 𝑡𝑓 ℎ𝑤 ℎ𝑤 ℎ𝑤 𝑑−𝑡𝑓
Z = [ b × tf × (2 - )+( × 𝑡0 × ) + (d – tf) × tf × ( - )] × 2
2 2 4 2 2

b = 40 mm;

tf = 4 mm;

𝑡0 = 4 mm;

h = 180 mm;

hw = 172 mm

180 4 172 172 172 20−4


Z = [ 40 × 4 × ( - 2) + ( ×4× ) + (20 – 4) × 4 × ( - )] × 2
2 2 4 2 2

Z = 67,73 cm³

𝑀𝑚 = Z × fy; logo:

𝑀𝑚 = 67,73 × 250

𝑀𝑚 = 16,93 KN.m

𝑚𝑀
𝑀𝑅𝐷 = 𝜆𝑎1, logo:
16,93
𝑀𝑅𝐷 = = 15,39 KN.m
1,1

Sabendo que 𝑀𝑆𝑑 = 7,6341 KN.m; temos:

𝑀𝑅𝐷 > 𝑀𝑆𝐷

15,39 KN.m > 7,6341 KN.m → PASSA!

 Verificação de Cisalhamento:

Para verificação do cisalhamento, adota-se as equações da NBR


8800:2008, logo:

ℎ𝑤 𝐸
< 2,46 × √𝑓𝑦
𝑡0

172 200000
< 2,46 × √
4 250

43 < 69,58 → OK!

𝐴𝑤 × (0,6 𝑓𝑦)
Sabendo que 𝑉𝑅𝐷 = ; temos:
Ɣ 𝑎1

688 × 0,6 ×250


𝑉𝑅𝐷 = 1,1

𝑉𝑅𝐷 = 93,82 KN

𝑉𝑅𝐷 > 𝑉𝑆𝐷

93,82 KN > 5,05 KN → OK!

Sendo assim, o perfil determinado para as terças, será:

Perfil C Enrijecido - 180 mm × 8,44 Kg/m; Wx = 49,70 cm³.

 Cálculo dos Carregamentos nas Treliças

Para determinação dos carregamentos pontuais aplicados nas treliças,


primeiramente deve-se conhecer suas respectivas áreas de influência:

5400
𝑇𝑟𝑒𝑙1 = (650 + ) = 3350 mm
2
5400 5500
𝑇𝑟𝑒𝑙2 = ( + ) = 5450 mm
2 2

5500 5400
𝑇𝑟𝑒𝑙3 = ( + ) = 5450 mm
2 2

5400
𝑇𝑟𝑒𝑙4 = ( +650) = 3350 mm
2

Adota-se a treliça com maior área de influência, portanto tanto a área de


influência da treliça “2” quanto da treliça “3” podem ser utilizadas para cálculo
das cargas pontuais.

Cargas pontuais:

143,87 × 5,45 = 784,09 Kgf = 7,84 KN

159,52 × 5,45 = 869,38 Kgf = 8,69 KN

165,53 × 5,45 = 902,14 Kgf = 9,02 KN

163,75 × 5,45 = 892,44 Kgf = 8,92 KN

98,01 × 5,45 = 534,15 Kgf = 5,34 KN

 Dimensionamento da Treliça:

 Cálculo da Treliça pelo software Ftool:

 Esforços:
 Verificação dos esforços pelo Método de Ritter:

Reações de apoio:

∑𝑀𝑎 = 0
(−𝑅𝑚 𝑥 12) + (7,84 𝑥 12) + (8,69 𝑥 10,533) + (9,02 𝑥 9,05) + (8,92 𝑥 7,567)
+ (10,68 𝑥 6) + (8,92 𝑥 4,433) + (9,02 𝑥 2,95) + (8,69 𝑥 1,467) = 0
𝑅𝑚 = + 39,81 𝐾𝑁

∑𝐹𝑦 = 0
𝑅𝑚 + 𝑅𝑎 = + 79,62
𝑅𝑎 = + 79,62 − 39,81
𝑅𝑎 = + 39,81 𝐾𝑁

Primeira Secção (S1):

∑𝑀𝑑 = 0
(39,81 𝑥 1,467) − (7,84 𝑥 1,467) − (𝐹𝑎𝑐 𝑥 0,754) = 0
𝐹𝑎𝑐 = + 62,2 𝐾𝑁 (𝑇𝑟𝑎𝑐𝑖𝑜𝑛𝑎𝑛𝑑𝑜)
∑𝐹𝑥 = 0
𝐹𝑎𝑐 − 𝐹𝑎𝑑 𝑥 𝐶𝑜𝑠(27,2) + 𝐹𝑏𝑑 𝑥 𝐶𝑜𝑠(8,86) = 0
+ 0,988𝐹𝑏𝑑 − 0,899𝐹𝑎𝑑 = −62,2
∑𝐹𝑦 = 0
−7,84 + 39,81 − 𝐹𝑎𝑑 𝑥 𝑆𝑒𝑛(27,2) + 𝐹𝑏𝑑 𝑥 𝑆𝑒𝑛(8,76) = 0
+ 0,152𝐹𝑏𝑑 − 0,457𝐹𝑎𝑑 = −31,97
Fazendo o Sistema Linear:

+ 0,988𝐹𝑏𝑑 − 0,899𝐹𝑎𝑑 = −62,2


+ 0,152𝐹𝑏𝑑 − 0,457𝐹𝑎𝑑 = −31,97 x (-1,9452)

+ 0,988𝐹𝑏𝑑 − 0,899𝐹𝑎𝑑 = − 62,2


− 0,295𝐹𝑏𝑑 + 0,899𝐹𝑎𝑑 = + 62,2
+ 0,693𝐹𝑏𝑑 = 0
𝐹𝑏𝑑 = 0

+ 0,152𝐹𝑏𝑑 − 0,457𝐹𝑎𝑑 = −31,97


−0,457𝐹𝑎𝑑 = −31,97
𝐹𝑎𝑑 = +69,956 𝐾𝑁 (𝐶𝑜𝑚𝑝𝑟𝑖𝑚𝑖𝑛𝑑𝑜)

Segunda Secção (S2):

∑𝑀𝑒 = 0
(−7,84 𝑥 2,95) + (39,81 𝑥 2,95) − (8,69 𝑥 1,483) − (𝐹𝑐𝑓 𝑥 0,981) = 0
𝐹𝑎𝑐 = + 83 𝐾𝑁 (𝑇𝑟𝑎𝑐𝑖𝑜𝑛𝑎𝑛𝑑𝑜)
∑𝐹𝑥 = 0
𝐹𝑐𝑓 − 𝐹𝑐𝑒 𝑥 𝐶𝑜𝑠(33,48) + 𝐹𝑑𝑒 𝑥 𝐶𝑜𝑠(8,7) = 0
+ 0,988𝐹𝑑𝑒 + 0,834𝐹𝑐𝑒 = −83
∑𝐹𝑦 = 0
−7,84 − 8,69 + 39,81 + 𝐹𝑐𝑒 𝑥 𝑆𝑒𝑛(33,48) + 𝐹𝑑𝑒 𝑥 𝑆𝑒𝑛(8,7) = 0
+ 0,151𝐹𝑑𝑒 + 0,552𝐹𝑐𝑒 = −23,28
Fazendo o Sistema Linear:

+ 0,988𝐹𝑑𝑒 + 0,834𝐹𝑐𝑒 = −83 x (-0,662)


+ 0,152𝐹𝑑𝑒 + 0,552𝐹𝑐𝑒 = −23,28

− 0,654𝐹𝑑𝑒 − 0,552𝐹𝑐𝑒 = +54,95


+ 0,151𝐹𝑑𝑒 + 0,552𝐹𝑎𝑑 = −23,28
− 0,503𝐹𝑑𝑒 = + 31,67
𝐹𝑑𝑒 = −62,96 𝐾𝑁(𝐶𝑜𝑚𝑝𝑟𝑖𝑚𝑖𝑛𝑑𝑜)
+ 0,151𝐹𝑑𝑒 + 0,552𝐹𝑐𝑒 = −23,28
+ 0,552𝐹𝑐𝑒 = −23,28 + 9,5
𝐹𝑐𝑒 = −24,96 𝐾𝑁 (𝐶𝑜𝑚𝑝𝑟𝑖𝑚𝑖𝑛𝑑𝑜)

Terceira Secção (S3):

∑𝑀𝑔 = 0
(−7,84 𝑥 4,43) + (39,81 𝑥 4,43) − (8,69 𝑥 2,96) − (9,02 𝑥 1,483) − (𝐹𝑓ℎ 𝑥 1,207) = 0

𝐹𝑓ℎ = + 84,94 𝐾𝑁 (𝑇𝑟𝑎𝑐𝑖𝑜𝑛𝑎𝑛𝑑𝑜)


∑𝐹𝑥 = 0
𝐹𝑓ℎ − 𝐹𝑓𝑔 𝑥 𝐶𝑜𝑠(39,14) + 𝐹𝑒𝑔 𝑥 𝐶𝑜𝑠(8,7) = 0
+ 0,776𝐹𝑓𝑔 + 0,988𝐹𝑒𝑔 = −84,94
∑𝐹𝑦 = 0
−7,84 − 8,69 − 9,02 + 39,81 + 𝐹𝑓𝑔 𝑥 𝑆𝑒𝑛(39,14) + 𝐹𝑒𝑔 𝑥 𝑆𝑒𝑛(8,7) = 0
+ 0,631𝐹𝑓𝑔 + 0,151𝐹𝑒𝑔 = −14,26
Fazendo o Sistema Linear:

+ 0,776𝐹𝑓𝑔 + 0,988𝐹𝑒𝑔 = −84,94


+ 0,631𝐹𝑓𝑔 + 0,151𝐹𝑒𝑔 = −14,26 x (-1,23)

+ 0,776𝐹𝑓𝑔 + 0,988𝐹𝑒𝑔 = −84,94


− 0,776𝐹𝑓𝑔 − 0,186𝐹𝑒𝑔 = +17,54
+ 0,802𝐹𝑒𝑔 = −67,4
𝐹𝑒𝑔 = −84 𝐾𝑁(𝐶𝑜𝑚𝑝𝑟𝑖𝑚𝑖𝑛𝑑𝑜)

+ 0,776𝐹𝑓𝑔 + 0,988𝐹𝑒𝑔 = −84,94


+ 0,776𝐹𝑓𝑔 = −84,94 + 82,99
𝐹𝑓𝑔 = −2,51 𝐾𝑁 (𝐶𝑜𝑚𝑝𝑟𝑖𝑚𝑖𝑛𝑑𝑜)

 Dimensionamento para Banzo:


 Barra Tracionada:
𝑁𝐶𝑆𝐷 = 84,98 KN
L = 1,483 m = 148,3 cm

𝐿
λ = 𝑟 ≤ 300
1,483
300 = 𝑟

r = 0,494 cm

𝐴𝑔 × 𝑓𝑦
𝑁𝐶𝑅𝐷 = Ɣ 𝑎1

𝐴𝑔 × 250
84,9 × 103 = 1,1

𝐴𝑔 = 373,56 𝑚𝑚2 = 3,73 𝑐𝑚2

Perfil: C 50 mm × 2,96 Kg/m; 𝐴𝑔 = 3,77 𝑐𝑚2

 Barra Comprimida:
𝑁𝐶𝑆𝐷 = 85,97 KN
K = 0,5
L = 1,585 m = 158,5 cm
𝐾×𝐿
λ= ≤ 200
𝑟
0,5 × 158,5
200 = 𝑟

r = 0,396 cm

 Verificação 1:
Perfil: C - 50 mm × 1,29 Kg/m; Ag = 𝟏, 𝟔𝟒 𝐜𝐦𝟐 ; r = 0,6 cm.

𝑏 𝐸
≤ 1,49 × √
𝑡 𝑓𝑦

(50 − 2 × 2) 200000
≤ 1,49 × √
2 250

23 ≤ 42,14 → OK!

𝑄 × 𝐴𝑔 × 𝑓𝑦
λ0 = √ (1)
𝑁𝑒
𝜋 2 ×𝐸 ×𝐼
𝑁𝑒 = (2)
(𝐾 ×𝐿)2

𝐼
𝑟 = √𝐴 (3)
𝑔

Substituindo as equações 2 e 3, em 1, e sabendo os valores de π, E =


200000 MPa e 𝑓𝑦 = 250 MPa, temos:

0,0113 × K × L
λ0 = 𝑟

0,0113 × 0,5 × 158,5


λ0 =
0,6

λ0 = 1,49

X = 0,395

𝐴𝑔 × 𝑄 ×𝑋 × 𝑓𝑦
𝑁𝐶𝑅𝐷 = Ɣ 𝑎1

0,395 × 1 ×164 × 250


𝑁𝐶𝑅𝐷 = 1,1

𝑁𝐶𝑅𝐷 = 14,722 KN

𝑁𝐶𝑅𝐷 > 𝑁𝐶𝑆𝐷

14,72 KN < 85,97 KN → NÃO PASSA!

 Verificação 2:

Perfil: C – 50 mm × 3,59 Kg/m; 𝐀 𝐠 = 𝟒, 𝟓𝟕 𝐜𝐦𝟐 ; r = 1,27 cm.

𝑏 𝐸
≤ 1,49 × √
𝑡 𝑓𝑦

(50 − 2 × 4) 200000
≤ 1,49 × √
4 250

10,5 ≤ 42,14 → OK!


0,0113 × K × L
λ0 = 𝑟

0,0113 × 0,5 × 158,5


λ0 =
1,27

λ0 = 0,70

X = 0,815

𝐴𝑔 × 𝑄 ×𝑋 × 𝑓𝑦
𝑁𝐶𝑅𝐷 = Ɣ 𝑎1

0,815 × 1 ×457 × 250


𝑁𝐶𝑅𝐷 = 1,1

𝑁𝐶𝑅𝐷 = 84,65 KN

𝑁𝐶𝑅𝐷 > 𝑁𝐶𝑆𝐷

84,65 < 85,97 → NÃO PASSA!

 Verificação 3:
Perfil: C – 60 mm × 3,90 Kg/m; 𝐀 𝐠 = 𝟒, 𝟗𝟕 𝐜𝐦𝟐 ; r = 1,26 cm.

𝑏 𝐸
≤ 1,49 × √
𝑡 𝑓𝑦

(60 − 2 × 4) 200000
≤ 1,49 × √
4 250

13 ≤ 42,14 → PASSA!

0,0113 × K × L
λ0 =
𝑟

0,0113 × 0,5 × 158,5


λ0 =
1,26

λ0 = 0,71
X = 0,810

𝐴𝑔 × 𝑄 ×𝑋 × 𝑓𝑦
𝑁𝐶𝑅𝐷 = Ɣ 𝑎1

0,810 × 1 ×390 × 250


𝑁𝐶𝑅𝐷 = 1,1

𝑁𝐶𝑅𝐷 = 91,49 KN

𝑁𝐶𝑅𝐷 > 𝑁𝐶𝑆𝐷

91,49 > 85,97 → PASSA!

Sendo assim, o perfil determinado para o banzo, será:

Perfil: C – 60 mm × 3,90 Kg/m; 𝐀 𝐠 = 𝟒, 𝟗𝟕 𝐜𝐦𝟐 ; r = 1,26 cm.

 Dimensionamento para Montante:


 Barra Tracionada:
𝑁𝐶𝑆𝐷 = 13,73 KN
L = 0,752 m = 75,2 cm

𝐿
λ = 𝑟 ≤ 300
75,2
300 = 𝑟

r = 0,250 cm

𝐴𝑔 × 𝑓𝑦
𝑁𝐶𝑅𝐷 = Ɣ 𝑎1

𝐴𝑔 × 250
13,73 × 103 = 1,1

𝐴𝑔 = 60,412 𝑚𝑚 = 0,6041 𝑐𝑚2


2

Perfil: C - 50 mm × 1,29 Kg/m; 𝐀 𝐠 = 𝟏, 𝟔𝟒 𝐜𝐦𝟐 ; r = 0,6 cm.


 Barra Comprimida:
K = 0,5
𝑁𝐶𝑆𝐷 = 7,67 KN
L = 1,207 m = 120,7 cm

𝐾×𝐿
λ= ≤ 200
𝑟
0,5 × 120,7
200 = 𝑟

r = 0,302 cm

 Verificação 1:
Perfil: C - 50 mm × 1,29 Kg/m; Ag = 𝟏, 𝟔𝟒 𝒄𝒎𝟐 ; r = 0,6 cm.

𝑏 𝐸
≤ 1,49 × √
𝑡 𝑓𝑦

(50 − 2 × 4) 200000
≤ 1,49 × √
4 250

13 ≤ 42,14 → PASSA!

0,0113 × K × L
λ0 = 𝑟

0,0113 × 0,5 × 120,7


λ0 =
0,6

λ0 = 1,14

X = 0,58

𝐴𝑔 × 𝑄 ×𝑋 × 𝑓𝑦
𝑁𝐶𝑅𝐷 = Ɣ 𝑎1

0,58 × 1 ×164,9 × 250


𝑁𝐶𝑅𝐷 = 1,1

𝑁𝐶𝑅𝐷 = 21,62 KN
𝑁𝐶𝑅𝐷 > 𝑁𝐶𝑆𝐷

21,62 KN > 7,67 KN → PASSA!

Sendo assim, o perfil determinado para o montante, será:

Perfil: C - 50 mm × 1,29 Kg/m; Ag = 𝟏, 𝟔𝟒 𝒄𝒎𝟐 ; r = 0,6 cm.

 Dimensionamento para Diagonal:


 Barra Tracionada:
𝑁𝐶𝑆𝐷 = 11,31 KN
L = 2,1329 m = 213,29 cm

𝐿
λ = 𝑟 ≤ 300
213,29
300 = 𝑟

r = 0,71 cm

𝐴𝑔 × 𝑓𝑦
𝑁𝐶𝑅𝐷 = Ɣ 𝑎1

𝐴𝑔 × 250
11,31 × 103 = 1,1

𝐴𝑔 = 49,76 𝑚𝑚2 = 0,497 𝑐𝑚2

Perfil: C - 50 mm × 1,12 Kg/m; 𝐀 𝐠 = 𝟏, 𝟒𝟐 𝐜𝐦𝟐 ; r = 0,78 cm.

 Barra Comprimida:
K = 0,5
𝑁𝐶𝑆𝐷 = 7,67 KN

𝐾×𝐿
λ= ≤ 200
𝑟
0,5 × 164,9
200 = 𝑟

r = 0,41 cm
 Verificação 1:
Perfil: C - 50 mm × 1,29 Kg/m; Ag = 𝟏, 𝟔𝟒 𝐜𝐦𝟐 ; r = 0,6 cm.

𝑏 𝐸
≤ 1,49 × √
𝑡 𝑓𝑦

(50 − 2 × 4) 200000
≤ 1,49 × √
4 250

13 ≤ 42,14 → OK!

0,0113 × K × L
λ0 = 𝑟

0,0113 × 0,5 × 164,9


λ0 =
0,6

λ0 = 1,55

X = 0,365

𝐴𝑔 × 𝑄 ×𝑋 × 𝑓𝑦
𝑁𝐶𝑅𝐷 = Ɣ 𝑎1

0,365 × 1 ×164,9 × 250


𝑁𝐶𝑅𝐷 = 1,1

𝑁𝐶𝑅𝐷 = 13,604 KN

𝑁𝐶𝑅𝐷 > 𝑁𝐶𝑆𝐷

13,604 𝐾𝑁 > 70,02 𝐾𝑁 → NÃO PASSA!

 Verificação 2:
Perfil: C - 50 mm × 2,96 Kg/m; Ag = 𝟑, 𝟕𝟕 𝐜𝐦𝟐 ; r = 0,93 cm.

𝑏 𝐸
≤ 1,49 × √
𝑡 𝑓𝑦
(50 − 2 × 4) 200000
≤ 1,49 × √
4 250

13 ≤ 42,14 → PASSA!

0,0113 × K × L
λ0 = 𝑟

0,0113 × 0,5 × 164,9


λ0 =
0,93

λ0 = 1,00

X = 0,658

𝐴𝑔 × 𝑄 ×𝑋 × 𝑓𝑦
𝑁𝐶𝑅𝐷 = Ɣ 𝑎1

0,658 × 1 ×377 × 250


𝑁𝐶𝑅𝐷 = 1,1

𝑁𝐶𝑅𝐷 = 56,378 KN

𝑁𝐶𝑅𝐷 > 𝑁𝐶𝑆𝐷

56,378 𝐾𝑁 > 70,02 𝐾𝑁 → NÃO PASSA!

 Verificação 3:
Perfil: C - 50 mm × 3,59 Kg/m; Ag =4𝟑, 𝟓𝟕 𝐜𝐦𝟐 ; r = 1,27 cm.

𝑏 𝐸
≤ 1,49 × √
𝑡 𝑓𝑦

(50 − 2 × 4) 200000
≤ 1,49 × √
4 250

13 ≤ 42,14 → OK!

0,0113 × K × L
λ0 = 𝑟
0,0113 × 0,5 × 164,9
λ0 =
1,27

λ0 = 0,73

X = 0,8

𝐴𝑔 × 𝑄 ×𝑋 × 𝑓𝑦
𝑁𝐶𝑅𝐷 = Ɣ 𝑎1

0,8 × 1 ×457 × 250


𝑁𝐶𝑅𝐷 = 1,1

𝑁𝐶𝑅𝐷 = 83,09 KN

𝑁𝐶𝑅𝐷 > 𝑁𝐶𝑆𝐷

83,09 𝐾𝑁 > 70,02 𝐾𝑁 → PASSA!

Sendo assim, o perfil determinado para a diagonal, será:

Perfil: C - 50 mm × 3,59 Kg/m; Ag =4𝟑, 𝟓𝟕 𝐜𝐦𝟐 ; r = 1,27 cm.

 Dimensionamento Pilares:

Peso dos Banzos: 25,20 m x 3,90 Kg/m = 98,28 Kg


Peso das Diagonais: (14,94 + 7,33) m × 3,59 Kg/m = 79,95 Kg
Peso da Treliça: 98,28 Kg + 79,95 Kg = 178,23 Kg

 Solicitação nos Pilares:

Sd = (178,23 x 1,25) + (784,09 + 869,38 + 902,14 + 892,44 + 534,12)x 2

Sd = 8187,12 Kgf = 81,88 KN

81,88 𝐾𝑁
Sd PILAR =
2 𝑃𝐼𝐿𝐴𝑅𝐸𝑆

Sd PILAR = 40,04 𝐾𝑁
 Barra Comprimida:
K = 0,7
L = 4 m = 400 cm
𝐾×𝐿
λ= ≤ 200
𝑟
0,7 × 400
200 = 𝑟

r = 1,4 cm

 Verificação 1:
Perfil: I - 110 mm × 11,40 Kg/m; Ag = 𝟒, 𝟓𝟕 𝒄𝒎𝟐 ; r = 1,27 cm.

𝑏 𝐸
≤ 1,49 × √
𝑡 𝑓𝑦

(1016 − 2 × 74) 200000


≤ 1,49 × √
48,3 250

17,97 ≤ 42,14 → OK!

0,01125 × K × L
λ0 = 𝑟

0,01125 × 0,7 × 400


λ0 =
1,48

λ0 = 2,12

X = 0,195

𝐴𝑔 × 𝑄 ×𝑋 × 𝑓𝑦
𝑁𝐶𝑅𝐷 = Ɣ 𝑎1

0,195 × 1 ×1450 × 250


𝑁𝐶𝑅𝐷 = 1,1

𝑁𝐶𝑅𝐷 = 64,26 KN
𝑁𝐶𝑅𝐷 > 𝑁𝐶𝑆𝐷

64,26 KN > 40,94 KN → PASSA!

Sendo assim, o perfil determinado para o montante, será:

Perfil: I - 110 mm × 11,40 Kg/m; Ag = 𝟒, 𝟓𝟕 𝒄𝒎𝟐 ; r = 1,27 cm.