Você está na página 1de 11

COBERTURA DE

POLICARBONATO
Características
TRANSPARÊNCIA

Nos ambientes onde é instalada a cobertura em policarbonato obtêm-se


um aproveitamento da luz natural, criando uma sensação de amplitude em
locais reduzidos, principalmente quando são escolhidas as cores claras.

TRANSMISSÃO DE LUZ

Cores
Cristal Azul Verde Bronze Fumê Branco

>/= 85% de 75 a 85% de 65 a 75% de 30 a 40% 10,8% 40,0%

ALTA RESISTÊNCIA A IMPACTOS

As coberturas em policarbonato são inquebráveis, excelentes


parasubstituir o telhado em diversas áreas. O policarbonato suporta fortes
impactos e resiste ao sol. É 250 vezes mais resistentes que o vidro e 30 a 40
vezes mais resistentes que o acrílico.

MENOR PESO

As chapas compactas pesam metade que as de vidro e as alveolares têm


apenas 10% de seu peso.

ESTÉTICA

As telhas de policarbonato propiciam diversas sugestões decorativas ao


ambiente, pois permite a utilização em coberturas com formas e curvaturas
sem nenhuma emenda.
VERSATILIDADE

Podem ser usadas em formas planas, como janelas e tetos, por exemplo.
Adaptam-se também a formas curvas, com raios menores que os permitidos
pelo acrílico.

PREVENÇÃO À INCENDIOS

Por ser um material auto-extinguível, o policarbonato evita a


propagação de fogo e os gases gerados são menos tóxicos que os do acrílico.

ECONOMIA

O peso necessário de uma estrutura que suporte a chapa de policarbonato é


muito menor que a do vidro, o que se traduz em uma enorme economia.

• Os gastos com manutenção são muito menores uma vez que a


manutenção é mínima.
• As chapas podem ser manipuladas no local onde será realizada a
instalação.
• Graças a sua propriedade retardante de combustão, os custos atribuídos
a segurança contra incêndio não necessitam de maiores investimentos.

PROTEÇÃO ULTRA-VIOLETA

Por possuir proteção contra os raios UV, as coberturas de policarbonato


possuem maior vida útil do que as telhas de fibra de vidro ou PVC, pois não
amarelam e não perdem a transparência.

RESISTENCIA TÉRMICA

É mais eficiente no aspecto térmico, uma vez que sua condutibilidade térmica é
menor que a do vidro. Sua resistência à temperatura vai de -15°C até 120ºC em
temperaturas
CORES

AZUL VERDE BRONZE FUMÊ BRANCO CRISTAL

As cores escuras, como o bronze e o fumê, têm menor índice de luminosidade


e conseqüentemente transmitem menos calor quando utilizadas em coberturas

TIPOS

Chapas de Policarbonato Compactas

As chapas de Policarbonato Compactas são excelentes para coberturas, onde


o principal objetivo é a segurança e o aproveitamento total da iluminação
natural . É uma placa maciça, com tratamento contra os raios ultravioleta em
um ou dois dos lados.
Por sua transparência o policarbonato compacto é muito semelhante a um
vidro temperado/laminado, porém com possibilidade de ser curvado a frio e
com uma resistência a impacto muito superior. (250 vezes mais que o vidro).

Principais Aplicações

Jardim de inverno, guarda corpo, cúpulas, domus cobertura em geral.


Equipamentos de segurança, peças técnicas, comunicação visual e luminosos.

Chapas de Policarbonato Alveolar

As chapas de Policarbonato Alveolar são excelentes para coberturas,


fechamento de área, pois oferece um alto índice de transparência, economia e
resistência ao impacto, os que as diferenciam das telhas convencionais de
PVC e fibra de vidro. Com tratamento contra o ataque dos raios ultravioleta
em um dos lados, também pode ser curvada a frio.

Principais Aplicações

Estufa de plantas, Sheds, Churrasqueiras etc.

Estrutura
Os policarbonatos são um tipo particular de poliésteres, polímeros de cadeia
longa, formados por grupos funcionais unidos por grupos carbonato (-O-
(C=O)-O-). São moldáveis quando aquecidos, sendo por isso chamados
termoplásticos.

O tipo de policarbonato mais utilizado é baseado no bisfenol A. Por vezes o


termo policarbonato é utilizado como sinónimo deste polímero particular
(policarbonato de bisfenol A).

Instalação
As chapas podem ser instaladas sobre estrutura de alumínio ou aço.

A espessura das chapas deve estar de acordo com a área de instalação e carga
que irão sofrer.
É importante que as chapas estejam completamente apoiadas e que considere
folga para dilatação térmica.

DILATAÇÃO TÉRMICA

Engastamento Folga F Base B


Vão (mm)
G (mm) (mm) (mm)
até 600 20 1,5 50
de 600 a 1200 20 3,5 50
de 1200 a 1800 20 5,0 50
de 1800 a 2400 25 6,0 50

ANCORAGEM

Espessura da chapa (mm) 4,0 6,0 8,0 10,0 16,0


Ancoragem mínima (mm) 9,0 12,0 16,0 18,0 20,0

INSTALAÇÃO - HORIZONTAL

A colocação das telhas deve ser feita sempre no sentido transversal da queda d
´água com inclinação mínima de 10%.
Para telhados com inclinação menor que 30% recomendamos utilizar espaços
de fixação máxima de 1260 mm.

Para telhados com inclinação maior que 30% ou paredes, recomendamos


utilizar espaços de fixação de 1400 mm.

Para espessuras curvas longitudinais a chapa permite um raio de curvatura


mínimo de 200 vezes a espessura da chapa.

Carga Máxima Permitida (kg/m²)


Vãos da
Perfil Vãos Centrais Vãos Curvos
Extremidade
. 1,00m 1,25m 1,50m 1,00m 1,25m 1,00m 1,25m
Greca 150 100 75 100 50 135 95
Sinus 150 100 75 100 50 135 95

Telha Sinus ou Greca


Largura útil:

• com recobrimento simples


1163 mm

• com recobrimento duplo


1001 mm
CUIDADOS NA INSTALAÇÃO

• Mantenha a embalagem das chapas intactas até o momento da


instalação.
• O local para estocagem das chapas deve ser coberto, seco e bem
ventilado.
• As chapas devem estar apoiadas em superfície plana e limpa para serem
cortadas e podendo ser usada ferramenta elétrica ou manual.
• A estrutura que irá acomodar as chapas deve estar limpa.
• Verifique a estrutura e o distanciamento dos apoios.
• O corte das telhas pode ser feito utilizando-se serras manuais, elétricas
ou de fita. As lâminas devem possuir dentes finos com 6 a 8 dentes/cm
e as telhas devem estar presas à bancada para evitar vibrações.
• Instale as telhas na direção oposta ao sentido predominante do vento.

• Em caso de coberturas mistas a telha de policarbonato deverá ser


remontada sobre as telhas metálicas.
• Para fixação das chapas deve ser usados parafusos e arruelas com
guarnições de Neoprene ou EPDM, evitando desta forma o contato
direto com a chapa.
• Para instalação horizontais fixar as chapas uma onda sim e outra não,
sempre em onda alta utilizando os calços e parafusos apropriados.

• Em instalação verticais pode-se fixar as chapas em onda baixa ou alta.


• As chapas devem ser posicionadas com a fita indicando o lado de
proteção UV voltada para o sol.
• As chapas devem ser manuseadas com cuidado para não encostá-la nos
apoios.
• Nunca ande sobre as telhas, utilize sempre pranchas de apoio.

• Lembre-se que a furação das chapas deve ser maior que o diâmetro do
parafuso. Para parafusos cpm diâmetro de 1/4" recomenda-se furar a
chapa com diâmetro de 15mm e utilizar arruelas com diâmetro de
22mm.
• Na fixação evite aperto excessivo nas chapas.
• Sempre que necessário aplicar silicone não acético.
• Somente após a conclusão da obra deve ser removida a fita de
identificação do lado com proteção ultravioleta.
• É recomendável lavar a cobertura com sabão meutro, água e pano macio
sempre que necessário.

INSTALAÇÃO - VERTICAL

Fixação das Telhas pode ser em onda baixa ou alta. Quando for em onda baixa
não há necessidade do uso de calços.

Parafuso auto-brocante e arruela


metálica com proteção de Neoprene
Usinagem

As chapas de policarbonato podem ser cortadas e furadas. Recomendamos


serras de fita ou circulares e brocas fabricadas de aço carbono.

Para as operações de corte e furação, as chapas devem estar bem fixadas em


bancadas de trabalho, para que se evitem riscos.

É importante que ao final da operação de corte as extremidades das chapas


sejam levemente arredondadas, evitando o acúmulo de tensões residuais.

Arnazenagem

• O armazenamento deve ser em local limpo e seco.

• Quando o material for levado para a obra, é muito importante mantê-lo a


sombra, a fim de evitar que os raios de sol provoquem uma reação e a película
protetora se cole na chapa.

• Mantenha o material limpo e seco.

EXEMPLOS
HOTEL ATLANTICO

SOLO SAGRADO