Você está na página 1de 5

Pontifícia Universidade Católica de Goiás

Escola de Engenharia Laboratório


ENG 3500 – Medidas Elétricas
Prof (a): ____________________________________
12
Aluno (a):____________________________________

Aula Prática 12 – Curva do Diodo Retificador

1- Objetivos:

Obter o gráfico da curva característica da polarização direta do diodo


retificador, corrente x tensão. Determinar o ponto de trabalho Q, no circuito,
por intermédio da reta de carga. Encontrar as coordenadas no ponto Q.

2- Material Usado
a) Fonte de tensão DC ajustável;
b) Resistor (1 kΩ);
c) Um diodo 1N4007 ou equivalente;
d) Dois Multímetros digitais;
e) Protoboard, fios e cabos.

3- FUNDAMENTOS TEÓRICOS

Um resistor é um dispositivo linear porque a tensão aplicada nele e a


corrente que circula por ele são proporcionais. Um diodo, por outro lado, é
um dispositivo não linear, porque a tensão aplicada nele não é proporcional
à corrente que circula por ele.

Diodo: semicondutor que pode comportar-se como condutor ou isolante


elétrico de acordo com a tensão aplicada aos seus terminais. Essa
característica permite que o diodo possa ser utilizado como retificador de
tensão.

Figura 1: Diodo
Além disto, um diodo é um dispositivo unilateral porque ele conduz bem
apenas quando está polarizado diretamente. Como regra prática, um diodo
de silício de pequeno sinal apresenta uma resistência cc reversa/direta
numa razão de 1.000:1.
Nesta experiência você medirá as tensões e correntes num diodo
polarizado direta e reversamente. Isto dará condições de você desenhar a
curva característica do diodo.

4. PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL

DADOS DO DIODO:
1 - Monte o circuito 1, usando um resistor limitador de corrente (R S).
Para cada valor de tensão listado na tabela 1, meça e anote as tensões V F
e as correntes IF no diodo.

Circuito 1

2
2 - Calcule os valores de resistência cc direta do diodo para cada
corrente anotada na tabela 1.

TABELA 1: POLARIZAÇÃO DIRETA


Vcc (V) VF(VS) (V) IF (mA) RF ()
0
0,2
0,4
0,6
0,8
1,0
1,5
2,0
2,5
3,0
3,5
4,0
4,5
5,0
5,5
6,0
6,5
7,0
7,5
8,0
8,5
9,0
9,5
10,0
12,0
14,0

4 - Plote os valores obtidos na tabela 1 e desenhe a curva característica


do diodo (I x V).

Reta de Carga
Aqui aprenderemos a calcular o valor exato da corrente e da
tensão do diodo. Voltaremos a ver essas tetas no estudo dos
transistores.

Equação para a Reta de Carga.


No circuito abaixo a corrente no diodo é dada por

3
Vcc  VD
i
RS

Onde Rs é a resistência de proteção e V D é a tensão no diodo. Como esse é um


circuito em série, sua corrente é a mesma em qualquer ponto do circuito.
Usaremos um exemplo simples para entender a construção da
reta de carta e do ponto de operação de um diodo em um circuito para
se determinar a corrente e a tensão no diodo. A equação fica da
seguinte forma:
14  VD
i
RS
Esta equação é uma relação linear entre a corrente e a tensão.
Tomemos o valor de VD = 0, ou seja,
14  0
I  _________ mA
RS
Portanto, plotamos esse ponto ( I = mA e V = 0 V ). Esse ponto é conhecido
como ponto de saturação, porque ele representa a corrente máxima.

Tomemos agora o valor de V = 14 V, ou seja,


14  14
I  0mA
RS
Portanto, plotamos esse ponto (I = 0 mA e VD = 14 V). Esse ponto é conhecido
como ponto de corte, porque ele representa a corrente mínima. Podemos
agora traçar a reta de carga ligando esses dois pontos.

4
Reta de carga e ponto de operação
Para encontrarmos os valores de operação do diodo (ponto Q)
traçamos a reta de carga junto com a curva do diodo. As coordenadas
desse ponto nos dão a resolução simultânea da corrente e da tensão de
operação do diodo em questão

6 – Para o circuito 1 encontre a reta de carga e depois ache o ponto Q


(Use Vcc=14 V).
7 – Encontre as coordenadas do ponto Q, pelo gráfico.

Bibliografia:
BALBINOT, A., BRUSAMARELLO, V. J., "Instrumentação e
Fundamentos de Medidas", Volume 1, 2a Edição, LTC, Rio de Janeiro,
2011.