Você está na página 1de 431

Instruções para invocar Seres Espirituais das Esferas

circundante Us
Por Franz
Bardon

DEDICAÇÃO
Este livro é dedicado a meu companheiro fiel, minha querida
esposa Marie, em memória constante.
Franz Bardon

Editor: DIETER Rüggeberg / WUPPERTAL Alemanha Ocidental, 1991


ÍNDICE

Prólogo .................................................. .................................................. ........ 3


Introdução .................................................. .................................................. .4
A alta sacerdotisa ............................................... ............................................. 5

PARTE I: MAGIC .................................................. ............................................... 8


A Aids mágico ............................................... .............................................. 11
O Magic Circle ............................................... .............................................. 13
O triângulo mágico ............................................... .......................................... 18
The Magic Censer .................................................. ......................................... 21
O espelho mágico .................................................. .......................................... 26
A lâmpada mágica ............................................... .............................................. 28
O Magic Wand .................................................. ........................................... 29
O Magic Sword, Dagger e Trident ........................................... ............... 41
The Magic Crown, Cap e Magus-Band ......................................... .............. 45
O vestuário mágico .................................................. ................................... 46
O cinto mágico .................................................. .......................................... 48
Além disso Aids mágico .................................................. .................................... 49
O Pentacle, Lamen ou selo .................................................. ....................... 50
O Livro de fórmulas mágicas .................................................. ....................... 53
No domínio dos Seres Espirituais ........................................... ..................... 56
Vantagens e desvantagens de Evocational Magia ................................. 75
O Spiritus Familiaris ou Spirits Servindo .................................................. ... 90
evocação mágica .................................................. ........................................ 93
A Prática da Evocação Mágica ............................................. .................. 100

PARTE II: HIERARQUIA .............................................. ..................................... 112


1. Os Seres dos quatro elementos .................................................. .......... 114
2. Alguns Inteligências originais da Zona anelamento a terra .................. 122
3. Os 360 chefes de Zona anelamento da Terra ....................................... 127
4. As Inteligências da Lua Sphere .................................................. 0,208
5. Os 72 Inteligências do ......................................... Zona Mercury .... 217
6. as inteligências do Venus Sphere .................................................. 0,240
7. A Genii do Sol Sphere .......................................... ......................... 244
8. Os seres da Marte Esfera .................................................. ... 251
9. O geniis do Júpiter Esfera .......................................... ..................... 252
10. O Saturn Sphere .................................................. .............................. 258
11. As esferas de Urano e Plutão .......................................... ............... 260
12. A relação sexual com os Seres, Genii e Inteligências de todas as esferas, viajando Mental
.................................. .................................................. ..... 261
13. mágico Talismanology .................................................. ........................ 267

Epílogo .................................................. .................................................. ... 273

PARTE III: ilustrações .................................................. ....................... 275

2
PRÓLOGO

Lembrando sua alta tarefa, definir a ele pela Divina Providência, o autor de "Iniciação ao Hermetismo"
aqui oferece para os buscadores sinceros da verdade o seu segundo trabalho, "A Prática da
Evocação Mágica".

Neste segundo livro, ele mostra as próximas etapas do caminho mágico para todos aqueles
estudantes que foram capazes de iniciar seu desenvolvimento mágico por meio do primeiro volume.
Ele ressalta claramente que não deve haver qualquer descanso, nem repouso a caminho, uma vez que
este, sem dúvida, significa uma recaída à estagnação, à ignorância e, portanto, a escuridão espiritual.
Só pode haver progresso, para a frente a esses "alturas brilhantes", que são na loja para todos
aqueles que não poupará esforços, tendo na mão com coragem e firmeza a sua ascensão espiritual.
Este livro é um meio para esse fim. Estamos indepted ao autor por apontar claramente aos seus
discípulos a série de perigos que se encontram à espera, e que pode levá-lo perdido por um longo
tempo ou mesmo para toda a sua vida.

Nenhum livro do passado ou do presente sobre este conhecimento dá uma imagem como verdadeira e
clara como este livro faz. O autor é capaz de expressar em palavras simples o conhecimento mais profundo
e, além disso, ele descreve uma série de ocorrências e acontecimentos estranhos e maravilhosos em nosso
planeta, bem como em vários mundos e zonas em torno de nós.

Mil vezes graças pode atender Divina Providência para ela grande graça, eo autor enviado por ela, de
todos os leitores e verdadeiros discípulos do conhecimento mais elevado.

Todos aqueles pode ser feliz que sustentam este livro em suas mãos. Que eles possam mantê-lo bem e siga
verdadeiros e conscientes esses ensinamentos preciosos.

Otti Votavova (1903-1973)

3
INTRODUÇÃO

Durante o decorrer do tempo, especialmente durante séculos recentes, muitos livros foram escritos e
publicados sobre magia, mas geralmente de uma forma tão enganosa e incompleta que apenas pouco
do que eles contêm pode ser usado para o trabalho prático, e isso apenas em pequenos fragmentos .
Desde a origem nobre apenas algumas sociedades foram capazes de iniciar o aluno em ciência
hermética, ou magia, e desde então esta ciência tem-se mantido algo totalmente restrito a pessoas
especialmente selecionadas. E, portanto, necessariamente também a matéria escura e misteriosa para
aqueles ansiosamente à procura de verdade.

Durante o conhecimento Idade Média de magia foi repetidamente fortemente atacado por várias ordens
religiosas, as inquisições de história sendo o exemplo mais marcante desta. Mais tarde, no início da era
moderna, a magia foi considerada como pura superstição, e qualquer pessoa mostrando uma ligeira
inclinação para este tipo de ciência foi ridicularizado. seitas místicas e outros foram responsáveis ​pelo
nome doente o estudo de magia logo entrou, e as pessoas que mostram interesse em que eram
geralmente colocado no pelourinho "para a prática de magia negra".

Verdadeira magia foi ensinada nas escolas mais antigas proféticos e em círculos isolados para que
apenas os iniciados tinham acesso. O pequeno número de livros que dão pouca informação sobre a
magia foram compilados de tal maneira que os seus conteúdos se oferecem pouco até mesmo para o
leitor mais atento, fazendo uma apreensão completa da ciência inteiramente impossível.

De acordo com os antigos mistérios egípcios, mágica corresponde à segunda tarot-card, exibindo uma
sacerdotisa. Estou disposto a mostrar o caminho certo para o estudante sério e diligente que está livre
de qualquer religião fanática ou concepção equivocada do mundo e que está preparado para penetrar
profundamente nos mistérios da ciência hermética, ou magia.

Tal como o meu primeiro trabalho este livro foi escrito em um estilo coloquial e fácil de ler. Isso é
para que mesmo o homem mais simples pode ficar completamente familiarizado com esta arte, não
só em teoria, mas também na prática. A aplicação prática do que eu vou dizer sobre evocação
desta, meu segundo volume só será possível para o leitor que tenha atingido a meta de meu
primeiro livro: um comando profundo dos mistérios do primeiro tarot-card, ou pelo menos dos fatos
previstos no meu primeiro volume até e incluindo Passo 8. Só então o leitor será capaz de alcançar.
resultados satisfatórios.

4
Se eu conseguir abrindo o caminho para o leitor que tem trabalhado através do meu primeiro livro, para
que ele obtém resultados satisfatórios em seu trabalho, o objetivo deste livro foi cumprida. Mas mesmo o
leitor que pretende lidar com esta ciência secreta apenas em teoria vai encontrar neste livro uma
ampliação de seu conhecimento teórico.

O autor

5
A SACERDOTISA O simbolismo da
Segunda Tarot-Card

A segunda tarot-cartão representa o templo de iniciação, que é idêntico ao microcosmo, o pequeno


mundo. Muitas vezes, este cartão é considerado como o templo de Salomão. O templo é suportado
por quatro colunas simbolizando os quatro elementos e denotando conhecimento, coragem, vontade
e silêncio, ou seja, o Cabalista Yod-He-Vau-He.

Cada coluna repousa sobre um pedestal circular de pedras lavradas simbolizando o fato de que o
mágico - depois de ter sido iniciada neste templo - tornou-se senhor absoluto de cada elemento. O
piso de mármore preto e branco consiste em quadrados proporcionais exibindo o positivo e os
efeitos negativos dos elementos do mundo físico. Em seu sentido mais elevado esta é a legalidade
- a esfera de Júpiter - no plano físico, com o qual o mago deve estar totalmente familiarizado antes
de ser iniciado. Diante do altar o chão está coberto com um tapete que - dividido em duas metades
iguais - exibe o positivo e os efeitos negativos de todos os poderes do sistema planetário em nosso
mundo físico. O mago deve também ser régua absoluta destes, ou seja, da eléctrico e os fluidos
magnéticos.

No tapete pode-se ver o círculo mágico representando o infinito, ou seja, o Alfa eo Omega (d. A
descrição do círculo mágico no capítulo correspondente deste livro). O pentagrama a ser visto
dentro do círculo é o símbolo do microcosmo, o pequeno mundo, que deve ser totalmente
desenvolvido no mágico, ou seja, ele está em perfeita harmonia com o macrocosmo. O
pentagrama é o símbolo do microcosmo, enquanto o macrocosmo geralmente sendo simbolizado
por um hexagrama.

O mágico, vestido com uma violeta roupa mágico, está realizando em sua mão esquerda a espada
mágica como o símbolo de vitória e de seus laços com o Todo-Poderoso - de sua intuição - alcançado
pelos Akashaprinciple; sua mão direita levantada é conjuringly segurando a varinha mágica, o símbolo
de sua vontade absoluta, seu poder absoluto.

Em um trono de ouro para a direita do mago senta uma sacerdotisa como representante de Isis,
segurando o Livro da Sabedoria em sua mão esquerda e as duas chaves de Iniciação em sua mão
direita, como os símbolos do positivo e o domínio negativo. O mago que se preparou para uma
evocação está sendo iniciada por ela nos segredos profundos da esfera mágica. Em alguns
tarotcards esta sacerdotisa é chamado um papa mulher ou uma imperatriz. Contudo,

6
uma vez que este é o cartão que representa poder e sabedoria, ele não precisa indicar o princípio feminino.

Em frente do círculo existem três passos principais para o altar. Eles simbolizam o domínio dos
três planos - o físico, o astral eo plano mental. O altar em si é o símbolo de devoção. O triângulo
colocado em seu centro demonstra o efeito tridimensional da emanação divina em tudo, na
Positivo e o princípio negativo.

Os dois incensários simbolizar o fato de que o mago realização de uma evocação tem todo o
positivo, o bom, e todo o negativo, o mau, os seres sob o seu poder e que ele é capaz de
concretizá-las. O espelho esférico no altar com suas sete cores esférica indica simbolicamente que
o mago não é apenas em contato com todos os seres dos sete planetas por vagando mental e
adivinhação, mas que ele também é capaz de chamá-los em nosso mundo físico pela evocação .

Na parede ao fundo, seguindo a velha-egípcio simbolismo do segundo tarot-card, são as imagens


do Godesses Isis e Nephthys.

7
PARTE I

MAGIA

Magia é a mais alta ciência existente em nosso planeta, pois ensina a metafísica, bem como as leis
metapsíquicos válidos em todos os planos. Esta ciência tem sido chamado de magia desde o início dos
registros humanos, mas tem sido até agora reservados aos círculos especiais, compreendendo
principalmente-sumos sacerdotes e altos potentados. Só eles sabiam a verdade, mas manteve isso em
segredo. Eles não só foram totalmente familiarizado com a síntese de sua própria, mas de todas as outras
religiões também. As pessoas, por outro lado, foram ensinados sobre a religião em apenas símbolos.
Levou muitos séculos, até fragmentos escassos desta ciência também foram dados a conhecer à
humanidade de uma forma velada, como era compreensível. Porque a maioria das pessoas não tinha
sofrido qualquer formação mágica por lei, eles só poderiam entender esses fragmentos do seu ponto de
vista individual e, em conseqüência, passar seus conhecimentos de forma incompleta e unilateral. Essa é
a razão por que a ciência mágica tem, sem qualquer exagero, permaneceu uma ciência secreta até a
presente data. A verdadeira compreensão das leis mágicas depende da maturidade espiritual do
indivíduo.

Para chegar a essa maturidade uma certa pré-treinamento é absolutamente necessário. O leitor,
portanto, acham natural que ele deve estar totalmente familiarizado com o primeiro tarot-card, pelo
menos até a Etapa 8, se ele quer ter ainda mais sucesso positivo em sua prática de maior magia.

Não há milagres, como tal, além disso também há nada de sobrenatural. Os fatos e os efeitos
permanecem obscuras porque as pessoas não são capazes de percebê-los em primeira mão.

A magia é uma ciência ensinando a aplicação prática das mais baixas leis da natureza até os mais
altos leis do espírito. A pessoa que pretenda aprender sobre magia deve primeiro aprender a
compreender o funcionamento das mais baixas leis da natureza, a fim de conceber as leis que se
acumulam sobre eles e, finalmente, as mais altas leis. Dependendo do estágio que o leitor tenha
alcançado ou sobre as leis que ele está no momento lidar com, ele pode, para obter uma pesquisa
melhor, ciência mágica separados em três grupos; isto é, em menor ciência mágica, que
compreende as leis da natureza e seu funcionamento, funcionamento e controle e pode, se quiser,
ser chamado de ciência mágica natural. Além disso, no estágio intermediário de magia
compreender a operação e funcionamento e controle das leis universais dentro do homem, que é o
microcosmo, o

8
mundo pequeno; e, finalmente, na alta ciência mágica compreender o funcionamento,
funcionamento e controle das leis do macrocosmo, ou seja, de todo o universo. Eu já mencionei
algumas vezes em meu primeiro livro a analogia pela qual inferior, ciência mágica intermediário e
alto estão conectados e eu também deu uma descrição completa da operação e funcionamento
desses poderes.

ciência mágica pode ser comparado com o sistema escolar: baixo mágica é o tema das classes
elementares; mágica intermédia, que é a mágica do homem, é ensinado na grammarschool ou
secundário; e alta magia é leccionado na universidade. Uma vez que, de acordo com a Hermética
Tablet, o axioma universal válido para mágica é "como acima - assim abaixo" e vice-versa, é
estritamente falando, não é correto falar de uma magia de baixo, intermediário e alto. Há realmente
apenas uma magia única, e o grau de maturidade que o mágico em questão chegou a é a medida
para o seu desenvolvimento individual. As leis universais, não importa se aplicado com boas ou
más intenções, permanecem sempre as mesmas. A aplicação de uma lei depende do caráter e as
intenções do indivíduo. Se o mago usa seus poderes para bons propósitos, ele pode escolher, por
si mesmo, a expressão "magia branca"; se ele usa suas faculdades para fins ruins que ele pode
falar sobre "magia negra"; mas não importa se as ações de um mágico são moralmente boas ou
más, elas são trazidas por exatamente as mesmas leis.

O leitor sensível, sem dúvida, ter a certeza de que existe nem uma magia branca nem preta. Essa
diferenciação foi posta em uso comum pelas seitas místicas e religiosas, uma vez que eles
chamam de uma pessoa que não gosta de um mago negro. Para lhe dar uma comparação
impressionante, basta pensar no fato de que seria igualmente insensível do ponto de vista
universal para dizer, por exemplo, que a noite é o mal e dia é bom. Um não pode existir sem o
outro e ambos os pólos teve que vir a existir quando o macrocosmo eo microcosmo foram criadas,
a fim de fazer um diferente do outro.

Deus, o criador do universo, não criou nada sujo ou mal. Isso não quer dizer que o homem deve
fazer o bem e o mal. A diferença entre os dois existem para permitir o homem para dizer a verdade
desde o oposto e para dominá-lo. O verdadeiro mago, portanto, nunca subestime o negativo, mas
ele também não vai evitá-lo. Ele sempre vai permitir que o negativo para tomar o lugar devido a
ele, e o negativo deve ser tão útil a ele como o positivo. Ou seja, o mágico não considera potências
negativas para ser poderes malignos. Ele vai olhar para o bem eo mal não de um religioso, mas do
ponto de vista universal.

9
Magic é normalmente confundido com feitiçaria ou bruxaria; Por isso, quero explicar brevemente a
diferença entre magia e feitiçaria. O verdadeiro mago sempre adere às leis universais, ele sabe
sobre suas causas e efeitos e deliberadamente usa estes poderes, enquanto um feiticeiro usa
poderes cuja origem ele não sabe, embora ele está plenamente consciente das consequências
causadas pelo seu uso destes poderes; mas ele não tem idéia sobre suas conexões reais, porque
ele não tem conhecimento das leis universais. Ele pode saber uma ou duas leis ou ter um
conhecimento parcial deles, mas ele não vê as verdadeiras conexões entre o operacional,
desenvolvimento e funcionamento destas leis universais, como ele ainda não atingiu a maturidade
necessária.

O verdadeiro mago, por outro lado, não querendo ser classificado como um feiticeiro, nunca vai fazer nada
sem ter pleno conhecimento sobre o que está fazendo. Um feiticeiro, também, pode usar este ou aquele
fora de seu conhecimento de magia com boas ou más intenções, não importa se ele usa os poderes
positivos ou negativos. Mas ele não tem o direito de chamar-se um mágico.

Um charlatão é uma pessoa tentando enganar outras pessoas. Ele não é um feiticeiro, nem ele é um
mágico. Ele realmente é, para usar os termos comuns, um vigarista. Charlatans gostam de se
vangloriar altas faculdades mágicas, que, na verdade, eles não possuem, e tentar cercar-se de um
véu de segredo místico, a fim de esconder a sua ignorância.

É esta categoria de pessoas que são responsáveis ​pelo mau nome verdadeiro ciência mágica tem.
As características de um verdadeiro mago não são segredo, nem pompa externa muito pelo
contrário. Ele é modesto e sempre tentando ajudar as pessoas e explicar às pessoas maduras os
segredos da magia. Naturalmente, ele não vai dar os seus segredos para as pessoas que ainda não
maduros o suficiente para eles, a fim de evitar a degradação da ciência sagrada. Nunca será o
verdadeiro mágico demonstrar seu conhecimento da ciência mágica por seu comportamento
externo. Um verdadeiro mago é quase nenhum diferente de um cidadão comum, pois ele sempre
tenta adaptar-se a qualquer outra pessoa, qualquer situação ou ocasião. Sua autoridade mágica é
interna sem necessidade de esplendor externo.

Existe ainda uma outra variação inferior da magia de ser mencionado, porque é muitas vezes
confundido com a verdadeira magia, mas não tem nada a ver com o último. Quero dizer a
chamada arte de prestidigitação. A habilidade manual de malabaristas e sua faculdade para causar
impressões ilusórias nas pessoas observando-lhe permite copiar alguns fenômenos que o mágico
genuína traz pela aplicação das leis universais. O fato de que

10
sempre malabaristas usar a palavra mágica para seus truques traz novamente a evidência do
sentido inferior a que tenha afundado. Não se pretende dar ao leitor quaisquer detalhes de
malabaristas truques ou truques de palco. É, no entanto, um fato que o malabarista não é nem um
feiticeiro, nem um mágico, mesmo que ele possa dar-se os nomes mais promissores por causa de
sua grande habilidade manual.

Neste livro uma síntese será dado desse campo da ciência mágica que até nossa era moderna
nunca foi revelada: a magia de evocação, uma vez que é neste campo de magia que é mais difícil
de entender. A partir da idade mais antiga da antiguidade até os nossos tempos modernos
centenas de livros foram puplished que contêm instruções para a invocação de seres, para a
celebração de pactos com o diabo, e assim por diante. Mas nenhum desses livros tem sido capaz
de se comunicar com seus leitores conhecimento genuíno, nem para lhes garantir o sucesso na
aplicação prática do ensino, embora tenha acontecido algumas vezes que certos indivíduos, devido
à sua disposição hereditária e sua maturidade, tiveram sucesso. O mágico genuína que quer ficar
atrás os problemas da evocação mágica não precisa temer que ele terá apenas um sucesso
parcial, ou nenhum sucesso em tudo. Ele logo estará convencido de que, com a síntese da magia
de evocação dado aqui ele é capaz de realizar uma evocação de sucesso.

As outras categorias de magia como, por exemplo, a magia de múmias, magia da simpatia, de
feitiços por meios simpáticos, não serão tratados neste livro, para esses campos serão facilmente
explorada pelo próprio mágico, ele deve estar interessado neles. Instruções a esse respeito podem
ser encontrados nos livros habituais lidar com tais assuntos.

A Aids mágico

Embora um verdadeiro mago é capaz de realizar tudo por seus próprios poderes, que ele ganhou como
resultado de sua maturidade espiritual durante o seu desenvolvimento nos caminhos da magia, ele
permanece até ele valer-se também de magia cerimonial e para fazer uso dele e de todos os seus
auxiliares, tanto quanto ele gosta.

A vantagem magia cerimonial oferece é que por repetidas, respectivamente uso constante de um e
os mesmos resultados de instrumento pode ser alcançado sem o uso de força pessoal do mágico.
magia cerimonial, assim, torna possível uma mais fácil trabalhar com poderes ocultos pelo uso de
várias ajudas. Na verdade, todos os dispositivos auxiliares, todos mágico
instrumentos, são ajudas à

11
consciência e memória do mágico. Ao dirigir sua atenção para um determinado instrumento, as
faculdades e poderes que simboliza são apresentadas a sua consciência. Assim que o mágico - durante
um ato de evocação - leva em seu único mãos, ou o outro, de seus instrumentos, ele vai ter o contato
que ele quer e os resultados que ele está com o objetivo de, sem qualquer esforço especial. Se, por
exemplo, ele leva sua varinha mágica na mão, o que representa a sua vontade absoluta, o contato com
o espírito desejado será alcançado de uma vez, devido a esta varinha, por meio da vontade do mago. O
mesmo acontecerá em relação a todas as outras ajudas de mágica, para eles, também, simbolizam
forças espirituais, leis e qualidades.

O mago que quer fazer uso de magia cerimonial deve ser muito particular sobre seus instrumentos
mágicos, pois estes devem ser tratados com admiração quase religiosa. Seu valor aumenta com o
seu uso cuidadoso, exato e atencioso. instrumentos mágicos são as mesmas relíquias sagradas e
ajudar o mágico para criar a atmosfera templo-like necessário exigido para a magia cerimonial. No
momento da sua aplicação, o mago deve estar quase em estado de êxtase completo. Um
instrumento ser usado para qualquer outro fim que não aquele para o qual se destina, ela perde
sua eficácia mágica e não pode mais servir o seu propósito original.

Uma vez que cada instrumento mágico exige um sentimento especial de respeito na consciência do
mago, ele deve ser mantido fora de vista dessas pessoas que não são realmente iniciado, a fim de
evitar sua profanação. Antes do mágico pega seu instrumento mágico ele deve, portanto, passar
por um processo de purificação mental, a oração ou meditação adequado. Ele nunca deve tocar
uma magicial
instrumento, a menos que ele está no compostura necessárias para a cerimônia. Ele
deve sempre estar ciente do fato de que toda ajuda mágica ou instrumento simboliza a maioria das
leis divinas e que, portanto, deve ser tratado como relíquias. Apenas nas mãos do mago Tendo
tudo isto em mente é que os instrumentos trazer os resultados desejados.

Tomando todas as medidas recomendadas a respeito de sua adaptação a todos os instrumentos mágicos, o
mágico vai trazer, em si mesmo, um extremamente forte manifestação de fé, de vontade, e todas as
propriedades da lei, e assim aumentar a sua autoridade mágica que ele será capaz para influenciar um ser
ou uma força, por sua vontade, para trazer os resultados que ele está esperando.

Mesmo que o mago não pode usar sua mágica instrumentos para a
consideravelmente longo período de tempo, eles ainda permanecem em constante contato com as faculdades que
eles simbolizam. Como cada instrumento é carregado magicamente com (ou seja dedicada a) um propósito especial,
nunca perde seus poderes mágicos, desde que

12
é tratada corretamente - não mesmo séculos passam desde o momento da sua última aplicação.
Se o carregamento e consagração dos instrumentos mágicos é tal que eles só podem ser usados
​por um certo mago para quem eles foram fabricados, nenhum outro mago pode fazer uso deles.
Eles não teria qualquer eficácia, mesmo nas mãos de um mágico que está totalmente iniciada na
ciência sagrada de mágica, a não ser cobrado por este último para seus próprios fins.

Nos capítulos que se seguem os instrumentos mágicos mais importantes será descrita em conjunto
com as suas funções simbólicas, bem como a sua aplicação prática durante as operações de magia
cerimonial. Usando essa informação como ponto de partida, cada mago será capaz de fazer mais
instrumentos para servir fins mágicos especiais, se necessário ou desejável. Eu só deve esforçar-se
para dar um princípio orientador de como o mago tem de prosseguir.

O Círculo Mágico

Todos os autores de livros sobre magia cerimonial e dando relatórios sobre conjuração e invocação
de seres de qualquer tipo salientar que o círculo mágico desempenha o papel mais importante neste
processo. Centenas de instruções podem ser encontradas em como fazer círculos mágicos para
atingir vários objetivos, por exemplo, com Albertus Magnus, na Clavicula Salomonis, na Goethia, em
Agripa, na Magia Naturalis, nos Faust-Magia-Naturalis e no mais antigo grimórios. Ele é contada em
todos os lugares que ao invocar ou chamar um ser, deve-se ficar dentro do círculo mágico. Mas uma
explicação ofthe simbolismo esotérico do círculo mágico quase nunca é dada. Portanto, eu pretendo
dar o mágico estudioso e ansiosos uma descrição completamente satisfatória do círculo mágico de
acordo com as leis e analogias universais.

Um verdadeiro círculo mágico representa o simbólico lay-out do macrocosmo eo microcosmo, isto


é, do homem perfeito. Ela representa o princípio eo fim para o Alfa eo Omega, bem como para a
eternidade, que não tem começo nem fim. O círculo mágico, por conseguinte, é um diagrama
simbólico da infinito, de Divindade em todos os seus aspectos, como pode ser compreendido pelo
microcosmos, ou seja, o verdadeiro perito, o mágico perfeito. Para desenhar um círculo mágico
significa para simbolizar o Divino, em Sua perfeição, para entrar em contato com ele. Isto
acontece, acima de tudo, no momento em que o mágico está em pé no centro do círculo mágico,
pois é por este acto que o contacto com a Divindade é demonstrado graficamente. É o contato do
mágico com o macrocosmo em seu passo mais alto de consciência. Portanto, do ponto de vista da
verdadeira magia, é bastante lógico que de pé no centro do círculo mágico é

13
equivalente a ser, na consciência de um, uma unidade com a Divindade Universal. A partir deste
pode-se ver claramente que um círculo mágico não é apenas um diagrama para proteção contra
influências negativas indesejadas, mas a segurança ea inviolabilidade são trazidas por esse
contato consciente e espiritual com o mais alto. O mago que fica no centro do círculo mágico é
protegido de qualquer influência, não importa, seja bom ou mau, para si mesmo é, de fato,
simbolizando o Divino no universo. Além disso, por estar no centro do círculo mágico, o mago
também representa a divindade no microcosmo e controla e governa os seres do universo de uma
forma totalitária.

A essência esotérica do pé do mágico no centro do círculo mágico é, portanto, bastante diferente


do que os livros sobre evocações geralmente manter. Se um mago de pé no centro do círculo
mágico não estavam conscientes do fato de que ele é, nesse momento, simbolizando Deus o
Divino e Infinito, ele não seria capaz de praticar qualquer influência sobre qualquer ser qualquer.

O mago é, naquele instante, uma autoridade mágica perfeita que todos os poderes e seres
absolutamente deve obedecer. Sua vontade e as ordens que ele dá aos seres ou poderes são
equivalentes à vontade e ordens do Infinito, o Divino, e deve, portanto, ser incondicionalmente
respeitados pelos seres e poderes do mago conjurou. Se o mago, durante uma operação deste
tipo, não tem a atitude certa para suas ações, ele degrada-se a um feiticeiro, um charlatão, que
simplesmente imita e não tem nenhum contato verdadeiro com a mais alta. A autoridade do mago,
em tal caso, ser bastante duvidosa. Além disso, ele estaria em perigo de perder o controle sobre
esses seres e poderes, ou, o que seria ainda pior, ele poderia ser ridicularizado por eles, para não
falar de outras surpresas indesejadas e imprevistas e fenômenos acompanhantes que ele iria ser
expostas, especialmente se as forças negativas estavam envolvidos.

A maneira em que um círculo mágico tem de ser formada depende do grau de maturidade e da
atitude individual do mago. O diagrama, que é o desenho, através da qual a Divindade é expresso
dentro do círculo, está sujeito aos conceitos religiosos do mágico. O procedimento seguido por um
mágico oriental quando formando um círculo mágico é de nenhuma utilidade para um mágico
ocidental, porque suas idéias do Divino e Infinito são bastante diferentes daquelas do mago do
Oriente. Se um ocidental iniciado desenhou um círculo mágico de acordo com as instruções
orientais, com todos os nomes divinos pertencentes a ele, seria ineficaz e completamente aquém
de sua finalidade. Um mágico cristão deve, portanto, nunca desenhar um círculo mágico de acordo
com um índio ou qualquer outra religião, se ele quer salvar-se de um esforço desnecessário.

14
A construção do círculo mágico depende, desde o início, em nossas idéias e crenças individuais e
sua concepção individual das qualidades do Divino, que é para ser simbolizado graficamente por
este círculo. Esta é a razão pela qual um verdadeiro mago nunca vai desenhar um círculo, realizar
rituais, ou siga as instruções relativas à magia cerimonial a que ele próprio não é identificado em
sua prática individual. Para isso seria semelhante a usar roupas orientais no ocidente.

Levando estes fatos em mente, se trata natural que o círculo mágico tem de ser elaborado em total
conformidade com as visões da vida e maturidade do mago. O iniciado que está consciente sobre
a harmonia do universo e sua hierarquia exata, é claro, fazer uso de seu conhecimento ao
desenhar o círculo mágico. um mágico como pode, se ele gosta, e se as circunstâncias permitirem,
desenhar em seus diagramas círculo mágico que representam toda a hierarquia do universo e,
assim, entrar em contacto com, e despertar sua consciência de, o universo muito mais
rapidamente. Ele é livre para desenhar, se necessário, vários círculos a uma certa distância um do
outro, a fim de usá-los para representar a hierarquia do universo na forma de nomes divinos,
gênios, príncipes, anjos e outros poderes. Deve-se, é claro, meditar de forma adequada e levar o
conceito dos aspectos divinos em questão em consideração ao desenhar o círculo. O verdadeiro
mago deve saber que nomes divinos são designações simbólicas de qualidades e poderes divinos.
É lógico que enquanto desenha o círculo e inserindo os nomes divinos, o mago também deve
considerar as analogias correspondentes ao poder em questão, tais como a cor, número e direção,
se ele não quiser permitir que uma brecha na sua consciência para vir em existência, porque ele
não apresentou o universo em sua analogia completa.

Cada círculo mágico, não importa se um desenho simples ou uma questão complicada, vai sempre
servir o seu propósito, dependendo, é claro, na faculdade do mago de trazer a sua consciência
individual em plena conformidade com o universal, a consciência cósmica. Mesmo um grande
barril-aro irá fazer o trabalho, proporcionando o mágico é capaz de encontrar o estado relevante da
mente e é totalmente convencido de que o círculo no centro do qual está de pé representa o
universo, ao qual é reagir, como um representação de Deus.

O mago irá perceber a mais extensa sua leitura, maior será sua capacidade intelectual e quanto
maior sua loja do conhecimento passa a ser, o mais complicado o seu ritual e círculo mágico será
a fim de fornecer apoio suficiente para sua consciência espiritual, que, em seguida, vai faça
possível

15
uma conexão mais fácil do microcosmo e do macrocosmo no centro do círculo.

Como para os próprios círculos, eles podem ser extraídas de várias maneiras para se adequar às
circunstâncias, a situação prevalecente, a propósito, as possibilidades, não importa se eles são
simples ou se eles seguem um sistema hierárquico complicado. Ao trabalhar ao ar livre, uma arma
mágica, punhal ou a espada tem que ser usado para desenhar o círculo no chão. Quando se trabalha
em um quarto, o círculo pode ser desenhada no chão com uma parte de giz. Uma folha grande de
papel também pode ser utilizado para o círculo. O círculo mais ideal, no entanto, é o costurados ou
bordado em um pedaço de pano, flanela ou seda, para tal um círculo pode ser definido em um quarto,
bem como fora da casa. Os círculos desenhados em papel têm a desvantagem de que o papel em
breve se desgastam e cair aos pedaços. Em qualquer caso, o círculo deve ser grande o suficiente
para permitir que o mágico a deslocar-se nele livremente. Ao desenhar o círculo, o estado apropriado
da mente e da concentração total são mais essenciais. Se um círculo foram tiradas sem a
concentração necessária, um círculo sem dúvida seria o resultado, mas não seria uma mágica. O
círculo mágico que tem sido trabalhado em um pedaço de pano ou de seda tem de ser re-desenhado
simbolicamente com um dedo ou varinha mágica, ou com alguma outra arma mágica; para não
esquecer a necessária concentração, meditação e estado de espírito. O mago deve, num caso, estar
plenamente consciente do fato de que não é a arma mágica em uso que desenha o círculo, mas as
faculdades divinas simbolizadas por esse instrumento mágico. Além disso, ele deve perceber que não
é ele que está desenhando o círculo mágico no momento da concentração, mas que o Espírito Divino
está realmente guiando sua mão e instrumento para desenhar o círculo. Portanto, antes de desenhar
o círculo mágico, um contacto consciente com o todo-poderoso, com o infinito, tem de ser conseguida
com a ajuda de meditação e identificação.

O mago treinado, ter um comando minuciosa dos exercícios práticos da primeira tarot-card, como
explicado no meu primeiro trabalho "Iniciação ao Hermetismo", aprendeu durante uma das etapas
desse livro como se tornar plenamente consciente do espírito e como agir conscientemente como um
espírito. Não é difícil para ele imaginar que não ele, mas o Espírito Divino em todas as suas altas
aspectos é realmente desenhar o círculo mágico que ele deseja ter. O mago tem, assim, aprendi
também que no mundo do invisível não é o mesmo, embora duas pessoas pode ser fisicamente
fazendo o mesmo, para um feiticeiro, que não possui a maturidade necessária, nunca será capaz de
desenhar um verdadeiro círculo mágico .

O mágico que também está familiarizado com Kabalah pode chamar uma outra snake- como círculo dentro
do círculo interior e dividi-lo em 72 campos, dando cada um dos

16
estes campos o nome de um gênio. Estes nomes de gênios, juntamente com suas analogias, deve ser
desenhado magicamente por pronunciá-las corretamente. Se estiver trabalhando com um círculo
bordado em um pedaço de pano, os nomes inseridos nos vários campos deve ser tanto em latim ou
hebraico. Vou dar detalhes exatos sobre os gênios e suas analogias, uso e efeito no meu próximo
trabalho chamado "A Chave para a Verdadeira Cabala". Um círculo bordado tem a vantagem de que ele
pode ser facilmente colocado para fora e dobradas em conjunto novamente sem ter de ser desenhada e
carregada de novo de cada vez que é para ser usado. A cobra apresentado no centro não é apenas a
cópia de um círculo íntimo, mas, acima disso, é o símbolo da sabedoria. Além disso, outros significados
podem ser atribuídos a esta cobra-símbolo, por exemplo, a força da cobra, o poder da imaginação, etc.
Não é possível dar uma descrição completa de tudo isso, por isso seria ir muito além do objetivo deste
livro.

Um mágico budista puxando a Mandala, colocando seus cinco divindades na forma de figuras ou
diagramas em cima da emanação relevante, é, nesse momento, meditando sobre cada única
divindade cuja influência ele está tentando evocar. Esta cerimônia mágica, também, é, em nossa
opinião, equivalente ao desenho de um círculo mágico, embora, na verdade, é uma verdadeira oração
às divindades budistas. Para dizer mais sobre este assunto neste livro é completamente desnecessário
para material suficiente já foi publicado em literatura oriental sobre este tipo de prática mágica, seja em
exotérica ou em manuscritos secretos.

Um círculo mágico pode servir a muitos propósitos. Ele pode ser usado para a evocação de seres ou
como um meio de protecção contra influências invisíveis. Ele não precisa em todos os casos ser
desenhados ou colocado no chão. Ele também pode ser tirada no ar com uma arma mágica, como a
espada mágica ou a varinha mágica, sob a condição de que o mago é plenamente consciente da
qualidade universal de proteção, etc. Se nenhuma arma mágica está na mão, o círculo também pode
ser descrito com o dedo ou apenas com a mão, proporcionando isso é feito no espírito certo, de
acordo com Deus. É mesmo possível para formar um círculo mágico por um de mera imaginação. O
efeito de tal círculo no plano mental ou astral, indiretamente, também neste mundo material,
depende, neste caso, sobre o grau e força de tal imaginação. A força de ligação do círculo é
geralmente conhecido na mágica magnético. Além disso, um círculo mágico podem ser produzidos
pela acumulação de elementos ou a condensação de luz. Ao praticar evocações ou invocação de
seres, é desejável desenhar dentro do centro do círculo em que um é ficar outro círculo menor ou um
pentagrama com um dos seus pontos para cima, o símbolo do homem que representam. Este é,
então, a simbolização do pequeno mundo, do homem como mago genuíno.

17
Os livros que lidam com a construção do círculo mágico afirmar claramente que durante o ato de
invocação o mago não deve deixar o círculo, que, no seu sentido mágico, significa outra coisa
senão que a consciência, ou contacto com o Absoluto, ( ou seja, o macrocosmo), não deve ser
interrompido. Escusado será dizer que o mago, durante sua operação mágica com a ajuda de um
círculo mágico e com o ser em pé na frente dele, não deve sair do círculo com seu corpo físico, a
menos que ele tenha terminado a sua experiência e rejeitou o relevante ser.

Tudo isso mostra claramente que um verdadeiro círculo mágico é realmente o melhor meio para a prática de
magia cerimonial. O mágico encontrará sempre que o círculo mágico é, em todos os aspectos, o símbolo mais
alto em sua mão.

Dificilmente é necessário mencionar o modelo de um círculo mágico, uma vez que cada mago agora
vai saber do que eu disse acima como ele tem que continuar, e agora cabe a ele fazer uso das
instruções dadas aqui. No entanto, ele nunca deve esquecer o principal, que é a orientação que ele
precisa quando se trabalha com um círculo mágico, pois somente se ele atingiu o contato cósmico
necessário através de meditação e imaginação, ou seja, a conexão pessoal com seu Deus, ele vai
ser qualificado para entrar no círculo e começar a trabalhar no seu interior.

O triângulo mágico

Um triângulo mágico é, ao contrário do círculo mágico, que simboliza o infinito, infinito, a conexão
com Deus, o Alfa eo Omega, o símbolo de manifestação, de tudo o que é feito, de tudo o que já foi
criado. Sem o conhecimento do simbolismo do triângulo mágico e de todas as outras ajudas de
mágica, ritual e cerimonial trabalho não seria possível. Todos os grimoires ou ritos de exorcismo
geralmente requerem que o mago que está trabalhando com um triângulo mágico vê que o espírito
invocado, o ser e do poder, se manifesta. A manifestação de um ser - um espírito - em um triângulo
é apenas um aspecto da magia ritual, e nenhum ser se manifestará plenamente a menos que o
mago entende todo o simbolismo do triângulo mágico. Para obter o direito idéia deste simbolismo
deve-se, em certa medida, estar familiarizado com a Cabala e deve ter um conhecimento completo
do segredo do número três. Quanto mais se sabe sobre a analogia do número místico três, a mais
profunda será capaz de penetrar no simbolismo do triângulo uma empates e mais fácil será para
um ser para se manifestar.

18
Ele nos levaria muito longe se eu fosse para lidar totalmente, neste momento, com o número
místico três e suas analogias. Eu só posso dar algumas dicas que podem servir o mágico como
princípios orientadores. Acima de tudo, o triângulo é um diagrama do mundo tridimensional
sabemos, ou seja, o mental, o astral eo mundo físico. Cada fonte que é para ser projectado para o
mundo físico tem de executar através dos três planos acima mencionados. O diagrama mostra-nos
que o triângulo deve ser construído com a sua ponta para cima e, portanto, indica que o projecto
de duas potências a partir de um ponto na parte superior à direita e à esquerda e o fim de uma
linha, que fixa os seus limites. Tirar a fotografia destas duas linhas divergentes como um todo,
mostra as duas potências universais, o mais eo menos, eletricidade e magnetismo, que são unidos
pela linha abaixo. Por isso o mundo causal manifestado é simbolizado, que, do ponto de vista
astrológico, é equivalente a Saturno, ou seja, o número místico três. No mundo mental simboliza
força de vontade, intelecto e sentimento; no mundo astral que simboliza o poder, legalidade vida
und; e no mundo físico simboliza, como já foi dito acima, o mais eo menos, eo neutro. O triângulo
com a sua conformidade é, portanto, reflete em tudo e em todos os planos, pois é o início de tudo o
que foi criado, a causa de tudo compreensível. O número místico três, ou seja, o simbolismo do
triângulo, toca, como é sabido, um papel muito importante em todas as religiões. Na religião cristã,
por exemplo, há a Trindade: Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo; na religião indiana há
Brahma, Vishnu e Shiva, ou seja, o criador, o preservador eo destruidor, etc. Centenas de
analogias simbólicas podem ser dadas aqui, mas é deixado ao mago ir mais profundamente os
detalhes deste simbolismo e sua analogias. A coisa mais importante para ele saber é o triângulo
equilátero, que é, para o mago, o símbolo universal escalão imediatamente após o círculo mágico.

Um mágico nunca seria capaz de obter um certo poder ou um certo ser em um círculo sem a ajuda
do triângulo mágico, para o círculo é, como sabemos agora, o símbolo do infinito e não o símbolo da
manifestação. Nenhum mago nunca deve esquecer esse fato. Pode-se, é claro, também chamam um
ser ou um poder em uma figura diferente do triângulo, e isso geralmente é feito com os espíritos
inferiores, mas quando se lida com grandes poderes ou seres de alta hierarquia o mago nunca vai
ser capaz de trabalhar sem ter desenhado o diagrama relevante, ou seja, um triângulo,
imediatamente depois de ter construído o círculo mágico. O mago irá agora estar ciente do facto de
que o círculo é o primeiro diagrama que não tem limites; o triângulo é o primeiro diagrama com
limites ou símbolo espaço- em que um ser, uma potência, etc, podem ser projectada.

19
No caso da evocação mágica o triângulo tem que ser grande o suficiente para dar espaço suficiente
para o poder ou ser evocado ou projectados, para o ser ou poder nunca deve ser maior do que o
próprio triângulo. O mago deve certificar-se de que o ser ou poder que ele tem chamado para o
triângulo está sob seu controle total, e que ele mesmo, enquanto em pé no centro do círculo, está
representando, assim, um poder superior, um universal, uma idéia divina. Portanto, um ser que tem
sido chamado em um triângulo não é capaz de deixar o triângulo novamente sem a permissão do
mago ou, para usar um termo mágico, sem "abdicação". Como para a forma de triângulo, que pode
ser ou aguda ou em ângulo recto. Para o triângulo o mesmo material é usado como para o círculo.

Ao operar a céu aberto, o triângulo pode ser desenhado com uma arma mágica, como a espada
mágica ou adaga. Se o círculo foi inscrito em um pedaço de pano, em seguida, o triângulo tem de
ser desenhado nele também. A construção, do triângulo deve ser feito magicamente; não é
empregada a mão física do mago, ele deve ser desenhado enquanto o mágico é plenamente
consciente de sua mão mental e astral, semelhante à construção do círculo mágico. Caso
contrário, o triângulo vai produzir nenhum efeito e não terá influência sobre o poder ou a ser a ser
invocado. O mágico tem para meditar, para que, com a ajuda do triângulo como o maior símbolo, a
manifestação do ser ou poder desejado é efetuada.

O mágico vai logo perceber que quanto mais ele sabe sobre o simbolismo do triângulo mágico,
maior será sua influência sobre o ser ou poder que ele tem evocado. Além disso, es uma grande
vantagem para o mágico de saber que já no ponto de desenho do triângulo, ele é, em sua
consciência, conectado com Deus, qual estado ele trouxe por ter meditado ou usado sua
imaginação, de modo que, na verdade, não o é mágico desenho do triângulo, mas a deidade
incorporada no mago. É bastante útil para re-desenhar a linha de um velho triângulo com uma das
armas mágicas mencionadas acima cada vez antes de usá-lo novamente, a fim de reviver as
analogias dentro do triângulo e também dentro da mente do mago. No caso do triângulo é pintada
em um pedaço de pano, o mago deve delicadamente seguir as linhas com a arma. No caso de
operações mágicas para os quais são necessárias quaisquer armas mágicas as linhas do triângulo
podem ser rastreados por uma varinha mágica ou apenas com o dedo indicador. A vedação ou o
talismã do ser em questão está geralmente colocada no centro do triângulo, de modo a expressar o
seu significado simbólico. Vou dar uma descrição completa de como um selo ou talismã tem que ser
feita em um dos capítulos seguintes. Um mágico bem treinado pode colocar um condensador de
fluido, de forma relevante carregada, no centro do triângulo, em vez de um vedante, vertendo-a para
um recipiente plano, na assim chamada taça mágica. Mas ele também pode

20
usar um pedaço de papel mata-borrão impregnado com o condensador fluídico e carregado para a
manifestação do poder ou estar a ser chamado. É, em princípio, até gosto individual do mago qual
das duas possibilidades descritas ele faz uso de. Em alguns casos, esses detalhes podem, no
entanto, dependem da escolha dos poderes ou seres que devem ser evocado ou manifestado pela
vontade do mago.

Já tratei com condensadores fluidos, com os líquidos e sólidos, bem como com o simples e os
tipos complicados, em meu primeiro livro "Iniciação ao Hermetismo"; o mago pode usar tanto
condensadores fluidos simples ou complicadas, o que serve o seu propósito melhor.

O triângulo mágico é, como pode ser visto a partir do que foi dito, principalmente um diagrama para
colocar o mágico em contato com o poder ou ser ele quer empregar. Pode servir um determinado
propósito, ou, se necessário, também mais de uma finalidade. Seu principal objetivo é em primeiro
lugar para entrar em contato com o ser ou o poder do mago quer empregar, em segundo lugar para
chamar um certo ser do macrocosmo em nosso mundo físico, e em terceiro lugar para condensar
este ser de uma maneira que pode até ter certa efeitos sobre o nosso mundo físico. Tudo isto é
dirigido pela vontade do mago. O ser ou poder evocado pelo mago irá tanto afetar o mental, ou o
astral, ou o mundo físico, assim como o mágico deseja tê-lo.

Seguindo os princípios que até agora já são bem conhecidos para o mago, cada poder ser ou só
terá efeitos no âmbito das áreas em que tem sido chamado e em que tenha sido condensado. Isto
significa que, por exemplo, um ser projetada na esfera mental, naturalmente, não será capaz de
influenciar o mundo físico, mas só se tornará efetiva no mundo mental. O mesmo é válido para o
astral eo mundo físico. O leitor encontrará mais detalhes sobre o mistério da condensação ou
materialização de uma esfera para o outro em um capítulo posterior.

The Magic Censer

Muitas pessoas erroneamente pensam que o ser ou poder desejado deve aparecer quando eles
estão apenas realizando um censering ou citação, e eles são muito decepcionado quando, em
consequência, ter apenas sucesso parcial ou nenhum sucesso em tudo. Às vezes, eles se tornam
vítimas de sua própria imaginação ou de vários tipos de alucinações, o que é ainda pior. Vou
revelar ao leitor o grande mistério e o significado simbólico do incensário magia.

21
Acima de tudo, o simbolismo do incensário esconde o mistério da materialização e condensação do ser
ou poder desejado. Uma vez que este fato é conhecido apenas por alguns iniciados, muitas evocações
em que a exteriorização de um ser está prevista extraviar. Como um bom exemplo do que se entende,
deixe-me comparar tal procedimento defeituoso com um peixe que é puxado para fora do seu
elemento, fora da água, sob a suposição de que ele vai continuar a viver no ar. Mais tarde, um não é
um pouco surpreso que o peixe tem rapidamente pereceram. É o mesmo em relação a chamar-se
seres e poderes.

Se um ser é ser chamado de um mundo invisível a este mundo, então uma atmosfera deve ser
criado, que o ser vai encontrar agradável. Seria igualmente impossível para um ser humano para
entrar, com o seu corpo físico, uma atmosfera mais sutil sem ter tomado as medidas necessárias
antes de fazer isso. Uma disposição apropriada juntamente com força de vontade e fé pode, no
entanto, permitir um para produzir uma oscilação no próprio microcosmo que é agradável para o
ser, e pode, assim, ser capaz de entrar em contato com o ser, num procedimento semelhante foi
descrita em "Iniciação ao Hermetismo",

ou seja, no capítulo que trata da magia do espelho. No entanto, o ser que, em tal caso, nunca será
capaz de transferir-se para o nosso mundo físico para ter qualquer efeito sobre ele. Somente
inteligências elevadas (seres espirituais) familiarizados com as leis do mundo físico e saber como
aplicá-las como um alto iniciado, quem sabe e controla as leis das esferas fora do nosso mundo
físico, são capazes de preparar o local para a manifestação - em nosso caso o triângulo - por si
mesmos. Em um caso como este, no entanto, o mágico não tem possibilidade de utilizar e
comandar o ser que tinha para produzir as condições para a projeção, por si só, nem mesmo assim
se ele iria criar a forma da divindade dentro de si mesmo. Ele teria que estar satisfeito com o fato
de que um ser como esse nunca iria reconhecê-lo como uma verdadeira autoridade mágico, mas
que, pelo contrário, tentar enganá-lo deliberadamente, ou se recusam a obedecer-lhe. Este tipo de
evocação, em que um ser cria a atmosfera necessária por si só, é, infelizmente praticado por
feiticeiros que, por causa da ignorância ou incompleto desenvolvimento mágico, são incapazes de
preparar o chamado espaço mágico para o ser citado.

O ser chamado por um feiticeiro de tal forma que, na maioria dos casos, se recusam a obedecer,
ou tentar enganar o feiticeiro, ou mesmo forçá-lo a concordar com um contrato, um pacto; para não
mencionar as ameaças e os muitos outros perigos que tal feiticeiro teria que enfrentar. O caso do
Dr. Fausto e Mefistófeles é um exemplo notável. Terei um pouco mais a dizer sobre estes dois,
mais adiante neste livro. Sem dúvida, houve centenas de casos como esse na história do homem;
a maioria deles, no entanto, permaneceu desconhecida.

22
Um verdadeiro início a tomar todas as medidas e considerando todas as analogias aplicáveis ​para
a magia ritual nunca terá a temer uma tragédia. É, portanto, necessário para o mago conhecer bem
o simbolismo de todos os auxílios mágicos e entendê-las, a fim de obter o controle completo sobre
os seres e poderes.

O incensário serve, como já referido acima, como o simbolismo de materialização de um ser. O


mago é obrigado a criar a atmosfera necessária para o ser ele pretende evocar, ele não deve
contar com o estar a fazer isso, pois só iria criar a atmosfera para se adequar ao seu próprio
desejo; caso contrário, o mágico estaria em perigo de completamente vindo sob a influência desse
ser.

De acordo com os mais antigos mistérios disponíveis sobre o assunto, a criação da atmosfera para
um ser desejado de qualquer rank foi entendida como adequação ao espaço mágico. Vários
instruções têm sido utilizados até aos nossos dias. Estamos na posse de antigos rolos de papiro
egípcio dando instruções sobre como trazer a concentração necessária no espaço mágico, mas
uma vez que seus símbolos foram mal interpretadas eles têm ou fora de uso ou foram
completamente mal compreendido.

Ao preparar o espaço para a concretização de um ser, pertencente ao simbolismo do incenso, é


necessário que o espaço primeiro ser impregnado. Já tratei com a impregnação do espaço no
plano físico e com o seu carregamento para o próprio ou para uso de outra pessoa em "Iniciação
ao Hermetismo", e têm apontado lá fora como importante esta impregnação, esta concentração no
espaço mágico em que o ser ou de potência desejado é a manifestar-se,

é quando se prepara o incensário. A qualidade do


impregnação do espaço é dependente do tipo de alimentação ou ser que está a ser evocados.
Certamente, ninguém vai cobrar o espaço com o princípio da terra, quando, na verdade, ele quer
trabalhar com o elemento fogo, etc. Isso não só seria sem sentido, mas também estaria em
contradição com a lei. Se, por exemplo, o mágico trabalha com seres dos elementos, ele deve
carregar o espaço onde ele quer ter os seres, materializada com os seres elementos próprios.
Gnomos e outros espírito da terra só pode aparecer em lugares cheios, (isto é, carregada), com os
elementos da terra, espíritos da água apenas em locais carregados com os elementos da água, e
bebidas espirituosas com o ar e fadas só irá ser manifestada onde os elementos mentais-astral do
ar está em vigor; salamandras ou fogo-espíritos em um espaço carregado com o elemento fogo;
seres superiores e inteligências deve ter o espaço cheio de luz.

23
Esta luz deve ter a cor de sua analogia planetária. seres extra-planetárias só pode aparecer em um
lugar cheio de luz branca e limpa.

A coloração exacto de luz planetária é efectuada por meio de imaginação. Seres da esfera
Saturno, por exemplo, só aparecem para você, se você criar uma cor violeta, a cor de Saturno.
Seres do planeta Júpiter irá mostrar-se, se o colourvibration é azul. Os seres do Sol aparecem em
uma cor dourada, as do planeta Marte em uma cor vermelha, as da Vênus em um verde, os da
esfera Mercúrio em uma laranja e as da Lua em uma cor prateada. Quando se trabalha com os
seres positivos a coloração das esferas individuais em luz brilhante pode ser apenas uma muito
ligeira um. Quanto mais escura a cor fica, mais difícil se torna para um bom ser para se manifestar.
Ao operar com ser negativa a cor apropriada tem de ser profunda e saturada. Se alguém tentou
obter um ser positiva para se manifestar em um espaço impregnado com uma cor de vibração
escuro - mesmo que fosse a sua cor apropriada - pode acontecer que um ser negativo da esfera
planetária relevante assumiria a forma do chamado estar positivo, tentando fazer o papel do ser
positivo desejado. É uma regra que o ser parece que tem as características da cor criado. seres
inferiores precisa de uma cor mais escura, ou seja, uma vibração mais lenta, do que os seres mais
elevados, o que, de fato, têm uma cor mais limpa und, portanto, uma cor com uma vibração mais
elevada.

Ao trabalhar ao ar livre, um certo espaço tem de ser designada por ajuda de sua imaginação;
quando operando em uma sala fechada, é essencial que toda a sala ser cobrado com o elemento
apropriado. Impregnação ou é efectuada por respirar através dos pulmões ou através dos poros e
fazendo uso dos próprios poderes imaginativos ou pela força da imaginação sozinho. Para criar a
luz colorida apropriado ou elemento, o mago tem que usar seu corpo, que ele vai carregar primeiro
com o elemento ou luz colorida e depois esvaziá-la para o espaço através de suas mãos e sua
varinha mágica ou diretamente através dos poros, preenchendo assim -lo e animar-lo - ou seja,
preparando-o - para o ser ou poder ser invocado.

Esta prática da transferência imaginário de luz colorida do corpo do mago para a sala é usada para
invocar seres e poderes que devem servir própria finalidade do mágico. No entanto, o mesmo
método é aplicado no caso do mago pretende intensificar e projeto de seu próprio corpo, alma e
espírito -
ou seja, de seu microcosmo - uma qualidade ou poderes também pertencente a uma analogia planetária.

24
Ao trabalhar com os seres que estão a servir outros do que o mágico pessoas, a impregnação é
apenas ser efectuada por sua imaginação sozinho; o espaço de impregnação tem então de ser
efectuada directamente a partir do universo. O poder ou ser desejado só será capaz de operar e
intensificar-se em um espaço preparado desta forma. Se o espaço é suficientemente impregnado,
o mago pode optar por criar uma condensação especial no triângulo mágico e formar, com a ajuda
de sua imaginação, a forma do que está sendo chamado. O poder de condensação, ou dinâmica,
do elemento apropriado é, ao fazê-lo, de suma importância, para a manifestação efetiva do ser
depende inteiramente dele. A fim de facilitar esta condensação, o mágico também pode aplicar um
incenso fraco, as ingrediences de que deve, no entanto, ser apropriado para a esfera planetária a
partir da qual o ser é para ser chamado.

Se o mago quer ter uma especialmente forte influência de efeitos físicos, então o fluido elétrico ou
magnético condensado apropriado deve ser transferido para a forma criada para o aparecimento
enquanto a queima de incenso. Ele também pode banir um dos dois fluidos, ou, se ele gosta, ambos
os fluidos - neste caso chamado de fluido electro-magnética - ( "Iniciação ao Hermetismo", capítulo
sobre "volting") - para um condensador fluido, que, por Consequentemente, serão utilizados pelo ser
para se tornar fisicamente eficaz. Se, no entanto, o mágico com a intenção de materializar um ser não
insiste em sua aparição em uma forma especial e não se importa se o ser aparece sem qualquer
forma ou em forma escolhida por itsef, então a superfície do fluido líquido ou sólido condensador
colocado dentro do triângulo tem que ser carregado com o volts electromagnética apropriada enquanto
o mágico é concentrando-se no desejo de que o ser pode utilizar esta energia para efectuar os
resultados desejados.

O leitor encontrará as instruções necessárias para a criação deste voltcharge na forma de uma
bola com um interior elétrico e um magnético fora em "Iniciação ao Hermetismo" no capítulo que
trata da "volting". Há, também, todas as leis, por exemplo, o da duração do efeito, etc., têm que ser
considerados. Fisica
incensing com os ingredientes necessários só irá facilitar a criação do fluido
eletromagnético. Possivelmente, o mago vai ter que usá-lo no início, se na necessidade de algo
para apoiar a sua concentração sobre o assunto. Mas não é essencial em tudo, e um bom mágico,
com todas as leis perfeitamente sob seu controle, pode certamente fazer sem ele.

O uso de ingredientes narcóticos, como sugerido em muitos livros sobre exorcismo serão evitados
por um verdadeiro mago, para tais narcóticos, além de seus efeitos intoxicantes, não realmente
ajudar a invocar a ser desejado, mas apenas causar alucinações ou projeções semelhantes no
sub-consciência do desejado

25
ser. Um mágico genuína irá, portanto, não arriscar sua saúde por tais ou semelhantes experiências.

Se o mago pretende ter pessoas mortas ou quaisquer outros seres vivos no Akasha-mundo ou no
mundo astral aparecem na frente dele, ou se ele quer usá-los para outros fins determinados, então
ele tem que impregnar o espaço com o Akasha da maneira descrita acima e que tem de usar o
fluido electromagnético como um voltcharge ou para criar uma. Vou, no entanto, voltar a este
assunto e dar uma descrição mais ampla do que em um dos próximos capítulos que tratam de
necromancia.

O espelho mágico

O uso de espelhos mágicos para fins de magia ritual tem, até agora, sido pouco recomendada em livros
de magia, uma vez que apenas um número muito limitado de iniciados foram familiarizado com a
correcta aplicação das condensadores fluidos em relação aos espelhos, e estes iniciados têm mantido
um grande segredo.

O espelho mágico é uma ajuda mágica que não é absolutamente necessário, mas o mago sempre irá
apreciá-lo como um bom apoio em seu trabalho, especialmente quando operando com poderes ou
seres de menor inteligência. Em alguns casos o espelho mágico pode até substituir o triângulo mágico.
Um espelho mágico fornecido com um condensador de fluido é de grande vantagem, mas se o mágico
não tem tal condensador ele será capaz de fazer sem; Ou seja, um espelho mágico óptico será
suficiente.

Eu dei uma descrição completa do uso do espelho mágico em um capítulo separado do meu
primeiro livro "Iniciação ao Hermetismo", portanto eu só deve dizer algo sobre o propósito que um
espelho mágico é servir em conexão com evocações e em que maneira que pode facilitar esse
trabalho. Na magia ritual pode ser utilizado para as seguintes finalidades.

1. Para entrar em contato com os poderes e os seres e para torná-los visíveis. Para este fim, o
espelho mágico ou é colocado no triângulo, ou o que é de vantagem ainda maior, fixo ao ponto
superior do triângulo, no seu exterior. O carregamento ou a impregnação do espelho com a
potência desejada vem a seguir. Empregando sua imaginação, você deve concentrar o seu desejo
para o propósito pensamento para o poder condensado - volt - antes da evocação real.

26
2. O espelho mágico pode, por outro, ser usado para impregnação espaço caso em que a dinâmica
necessária será automaticamente preservada durante todo o período da evocação sem o mágico a
necessidade de prestar especial atenção a ela, podendo assim concentrar-se totalmente no outro
fases de seu ritual, por exemplo, sobre a materialização ou a clarividência. Em tal caso, o espelho
deve ser colocado em um canto da sala, de modo que sua influência irá trabalhar em todo o espaço
da operação mágica relevante.

3. O espelho pode ser empregue como uma força magnética de atração do ser que é para ser evocados. Para
efectuar isto, a superfície do espelho tem de ser carregada com um condensador de fluido de frente para a
direcção em que se encontra a funcionar. O espelho foi então ser colocado no centro do triângulo ou na parte
superior do seu ponto superior.

4. Além disso, o espelho mágico pode ser utilizada como um acumulador ou um condensador -
para que tanto poder qualitativa e quantitativa pode ser acumulado para permitir a de ser evocada
para produzir os efeitos desejados. Não importa se, neste caso, o ser é ser transformado com a
ajuda do poder condensada em uma forma visível ou se algum outro resultado ou efeito se destina.
Tudo isso realmente depende do que o mago deseja alcançar.

5. Além disso, o espelho mágico pode substituir um telefone. Para este efeito, o condensador fluido
deve ser cobrado com o Akasha e um estado atemporal e do espaço tem de ser criado pela força
da concentração. A evocação então tem que ser falado para o espelho. O espelho mágico torna-se
assim um canal astral de comunicação. Não é apenas este método do mágico para chamar diante
dele um certo ser ou poder; o ser em si é capaz de falar com o mágico do espelho. O mago pode,
assim, às vezes ouvir a voz do ser não só mental ou astral, mas também fisicamente, como se
estivesse falando através de um alto-falante. Em princípio, no entanto, ser até o mágico para
escolher a esfera na qual o espelho é operar. Um espelho cobrado para o mundo físico, será
possível para as pessoas não treinadas em mágica para ouvir a voz de um espírito. Claro, dois
mágicos, igualmente bem treinados, podem, se quiserem, conversar uns com os outros sobre as
maiores distâncias, - não só astral e mentalmente, mas também fisicamente - por este
mirrormethod, e eles vão ouvir, se eles gostam de fazê-lo, cada palavra através de seus ouvidos
físicos.

6. Há ainda um outro objectivo do espelho pode servir em magia ritual: para proteção contra
influências indesejáveis. A condensação de luz geralmente

27
traz esta sobre. Ao carregar o espelho mágico tem que se concentrar em seu desejo de manter
fora todas as influências indesejáveis. O poder da radiação de um espelho carregado de tal
maneira deve ser grande o suficiente para prevenir qualquer larva, fantasma, etc., de se aproximar
o espaço em que o mago está operando; eles não devem, sob nenhuma circunstância, penetrar
neste espaço. Também neste caso o espelho tem de ser assim colocados que irradia toda a sala
ou espaço em que a operação mágica relevante é realizado.

Em geral, o mago terá seu espelho servem apenas um propósito. Ele só vai aplicá-lo para esse
tipo de problema que lhe parece o mais difícil. Na magia cerimonial, o mago pode, se ele quiser,
usar mais de um espelho mágico como uma ajuda mágica, a fim de atingir seus objetivos e facilitar
seu trabalho.

A lâmpada mágica

A lâmpada mágica, conhecido como o chamado magica laterna, é também muitas vezes referida
em muitos grimoires e nos livros mais antigos lidar com evocações. Ela representa, na prática da
magia ritual, uma ajuda muito importante, e o mágico certamente vai querer fazer uso dele em seu
trabalho. A lâmpada mágica é o símbolo da iluminação, cognição, experiência, intuição e a luz
interior; em suma, todas as analogias simbólicas da luz são representados pela lâmpada mágica.
Iluminando a lâmpada mágica é, do ponto de vista hermético, equivalente a acender a luz interna
do mágico, e tê-lo queimar como uma chama. Cores, que compreende a qualidade, vibração e
oscilação da luz, é também um dos mistérios da lâmpada mágica. A qualidade de um ser ou de
uma esfera é expresso pelo caráter do ser. A mais pura e mais brilhante a atmosfera colorida de
um ser ou esfera toma forma e quanto mais ela brilha e reluz maior é a sua inteligência e o mais
puro é a sua qualidade. seres baixas ou negativas aparecem em um escuro e nublado, (isto é, um
imundo), cor.

Para saber tudo isso é da maior importância para o mágico praticando magia ritual. Sua iluminação
é simbolicamente expressa pela lâmpada. Ao trabalhar com os seres, a lâmpada tem de ser coberto
com vidro colorido ou papel celophane de tal forma que a cor criado encontrará a aprovação dos
seres. Assim, quando se trabalha com seres dos elementos para os espíritos do fogo a lâmpada terá
que ter vidro vermelho-rubi ou em conformidade colorido que a lâmpada irradia uma luz vermelha.
Para espíritos do ar ou os chamados faries, uma luz azul escuro é necessário. Por conseguinte, a
lâmpada tem de ser coberta com papel escuros celophane azul ou com um pedaço de seda do que
a cor, criando, assim, uma luz azul. Água-espíritos ou os chamados waternymphs deve ter uma luz
verde.

28
Para espíritos da terra uma cor amarela que pode ter uma tonalidade de castanho terá que ser usado.
O Akasha-color pode ser usado como uma luz universal, caso em que a lâmpada deve ter uma cor
violeta. Alto astral ou inteligências do mundo além dos planetas precisam de uma luz branca.

Para os seres provenientes de um certo planeta a luz tem que ser criado de tal forma que é
apropriado para a cor desse planeta. Seres de Saturno, por exemplo, assim precisa de uma luz
violeta ou de cor azul ultramarino luz, seres de Júpiter um azul, de Marte um vermelho, do Sun um
amarelo, de Vênus um verde, de Mercúrio um opalescente e da Lua um branco luz. Apenas em um
número muito limitado de casos pode operações de mágica ritual ser realizada sob luz artificial
normal, uma vez que a electricidade física tem um efeito perturbador na oscilação astral que, no
momento das operações, é vibrando no quarto ou local utilizado para esse fim.

Geralmente, a magica laterna ou lâmpada mágica está equipado com uma vela ou chama petróleo. Uma luz
ideal é obtido por uma lâmpada de álcool, um espírito-fogo. O espírito (metil) tem de ser preparado de um
modo especial: um flores terceiros camomila para dois terços do espírito são me misturados em conjunto e
para ser deixado desenho em um frasco fechado ou pote para 8 ou 9 dias, em seguida, a mistura é a ser
vertida através de um filtro ou de outro modo filtrada. O espírito preparado de tal forma é, ao mesmo tempo,
um condensador fluido útil, que, acima disso, poderá ser cobrada com a vontade do mago, a fim de obter
melhores resultados.

O espírito cobrado, quando definido como chama, ajuda a criar uma atmosfera favorável, o que
também irá contribuir para trazer bons resultados. O espírito-fogo também pode ser cobrado por
clarividência ou para diferentes operações com o espelho mágico, ou para outras operações mágicas
astrais que não necessitam de artificiallight. Se o mago está a operar num ambiente fechado, a luz
pode ser colocada no círculo mágico ou num canto da sala. É mais vantajoso para corrigi-lo em uma
posição acima da cabeça do mágico, de modo que o quarto é uniformemente iluminado. Ao acender a
lâmpada, o mago tem a meditar e concentrar-se no gravetos uniforme da luz interior da alma e do
espírito.

O Magic Wand

A ajuda mais importante na magia ritual é, e sempre será, a varinha mágica. Desde os dias de
magos e feiticeiros yore foram retratados com uma varinha mágica. Charlatans e ilusionistas fase
ainda estão fazendo uso de hoje, tentando jogar poeira nos olhos de seu público por todos os tipos
de truques. A pessoa que pensa que é suficiente para manter uma varinha mágica na mão, a fim de
cumprir

29
maravilhas é desviados. Vou dar aqui uma explicação do significado simbólico e na descrição das
sínteses da varinha mágica, vistos do ponto de vista mágico, teoricamente, bem como para a
aplicação prática.

Acima de tudo, a varinha mágica é o símbolo da vontade, o poder ea força pela qual o mago
mantém sua influência na esfera para a qual ele tem feito e cobrado-lo. Um mago não terá apenas
uma varinha para a sua prática, mas ele vai fazer várias varinhas dependendo do que ele pretende
fazer ou alcançar. O propósito real de uma varinha mágica é ajudar o projeto mágico sua vontade
em qualquer esfera ou avião. Ele pode ter uma varinha

1. influenciar qualquer ser, não importa se humano ou animal,

2. para curar pessoas de doenças e para acabar com maus, influências desfavoráveis,

3. evocar altas inteligências e invocar demônios e espíritos.

Para dizer que a varinha mágica simboliza o poder absoluto do mago é realmente justificada. A
pessoa que totalmente compreendido o mistério da varinha mágica em sua magnitude nunca vai
fazer as suas operações de magia ritual sem essa implementação.

Isso levaria muito longe, se eu tentasse dizer aqui todas as possibilidades da varinha mágica. Para o
estudante inteligente estas sugestões serão suficientes e servirá como princípios orientadores. Seu
conhecimento será ampliada por ampla meditação.

A varinha mágica é um condensador, não importa o material que é feita ou de que forma ele é fabricado.
Carregado com a vontade do mago, que expressa um certo poder. Pode ser uma simples um (o tipo usual
de varinha) ou uma complicada. Todas as varinhas esculpidas em madeira são considerados como
varinhas simples. Mas apenas um tipo especial de madeira, adequando o efeito, podem ser utilizados.
Assim, avelã ou salgueiro são para ser utilizado para uma varinha-desejando. A varinha wishing- é uma
modificação da varinha mágica. Apesar de uma varinha feita de cinzas de madeira pode ser usado como
uma varinha mágica para todas as operações mágicas o mágico, ao realizar operações de magia ritual, só
irá carregá-lo com o propósito de pessoas de cura.

A varinha feita de Elder-madeira, prova, devido à sua analogia com Saturno, especialmente eficiente quando
chamado para cima ou para evocar espíritos elementais e demônios.

30
Ao fazer varinhas mágicas salgueiro galhos também pode ser usado para qualquer tipo, para o salgueiro é
um muito bom condensador fluido. O leitor atento vai se lembrar que salgueiros são frequentemente
atingido por um raio por causa de seu alto teor de água, e sua capacidade de absorver. Ele também pode
se lembrar o velho ditado se referindo a tempestades: "Desde o salgueiro fugir, procurar uma faia". A
madeira de carvalho um ou uma acácia, também, é um material excelente para fazer uma varinha mágica.

É, de fato, muito fácil de fazer uma varinha mágica de qualquer um dos tipos de madeira
mencionados. Cortar um galho, cerca de 3/8 a 3/4 ins. em diâmetro e cerca de 12-20 ins. de
comprimento, remover a sua pele e suave. Muitas vezes o corte de uma varinha mágica tem sido
restrita a períodos astrológicos especiais, eo mago familiarizado com a astrologia é livre para fazer
uso do seu conhecimento ao fazer uma varinha. Mas tal procedimento não é de meios necessários,
uma vez que o mago sabe muito bem que as estrelas podem ter uma certa influência, mas que eles
não podem forçar o sábio para fazer qualquer coisa, como ele realmente governa. Assim, qualquer
pessoa pode, se ele gosta, fazer por si mesmo uma varinha mágica para fora de um dos materiais
mencionados acima. Se a varinha mágica é servir fins rituais, recomenda-se usar um novo faca ao
cortar o galho. A faca pode ser usado posteriormente para outros fins rituais ou outras operações
mágicas. Deve-se, nesse caso, não ser empregado para qualquer finalidade comum. Se o mago
não espera usar a faca de novo depois de ter cortado e alisou o galho para a varinha mágica, ele
deve enterrá-lo, a fim de evitar que ele nunca chegando nas mãos de ninguém.

Outro tipo de varinha mágica é o ímã de aço que tem de ser equipado com um aperto isolado. Tomar
um varão de aço redondo (o melhor aço a usar é de aço electro-, (isto é, aço íman) cerca de 12-20 ins.
De comprimento com um diâmetro de 3/8 ins., Poli-la para que seja niquelado para evitar que ele
oxidar. Depois de ter niquelado a haste, o mago pode magnetizar-lo por meio de uma bobina eléctrica,
semelhante à magnetização de uma ferradura ou o magneto de um motor eléctrico. Quanto maior a
força de atracção do íman, melhor funciona. Esta é a maneira de obter um ímã de aço muito forte que
não só irá fazer o seu trabalho como tal, mas que também irá servir como um excelente varinha mágica
para muitos experimentos mágicos e magnéticos. em primeiro lugar deve-se localizar o norte eo pólo
sul na haste electro magnética magia e marcar os dois pólos: o sul-pólo com um sinal de menos eo
norte-pólo com uma vantagem para o isolamento da haste no meio deve ser então enrolado com uma
fita de seda tão grande como a palma da mão. , ou seja, cerca de 3-4 ins. uma mangueira de borracha
com o mesmo comprimento ou um cabo de madeira que tenha sido perfurado para este fim também
pode ser usado. Tal

31
uma varinha permitirá o mágico para causar muitos fenômenos magnéticos e mágicos, dos quais
apenas alguns serão tratados aqui.

Se o mago está trabalhando com o fluido eletromagnético do universo, com a intenção de


intensificar fortemente no mundo físico, então ele deve ter de segurar a varinha de tal maneira que
sua mão direita tocará o plus-pólo e sua mão esquerda minuspole, com as extremidades da haste
tocar no meio de suas palmas.

Depois disso, o fluido eléctrica a partir do universo tem de ser conduzido através do lado direito da
haste no corpo do mágico por meio da imaginação. A radiação mais- da haste (odpole-radiação) irá
assim ser fortemente intensificada, uma vez que tem a mesma oscilação e fará com que seja mais
fácil para o mágico para armazenar o fluido eléctrico no seu corpo. O mesmo procedimento deve
ser aplicada ao fluido magnético da sul-pólo. Vice-versa, o mago agora intensifica o fluido elétrico
novamente, que ele tenha previamente armazenada em seu corpo, desta vez concentrando-o na
plus-ponta da vara tão fortemente que ele possa fazer seu trabalho influencia diretamente no
mundo físico. O mesmo vale para o fluido magnético que ele será capaz de armazenar até em sua
esquerda, que é a radiação pólo negativo. O meio da haste, coberto com o material isolante, vai
ficar neutro. Se o mago, por força da imaginação, agora concentra a sua intenção para o fluido
eletromagnético condensada do ímã de aço a varinha na verdade torna-se uma varinha mágica.

Por meio do fluido electromagnético, que irradia uma luz brilhante a partir da vareta, qualquer
realização no mundo físico será possível. Inicia normalmente aplicar esta varinha para influenciar as
pessoas doentes e para todos os fenômenos magnéticos. Esta varinha mágica eletromagnética é, pela
Lei do Universo, uma excelente condensador com o mesmo tipo de oscilação como o universo, mas de
uma maneira mais sutil. A pessoa meditar sobre este será capaz de encontrar outros métodos
facilmente devido às leis universais. O mago irá, por exemplo, ser capaz de tanto puxar o fluido para
fora do universo como uma antena e armazená-lo em seu corpo, ou para transferi-lo pela força da
imaginação para outras pessoas, perto dele ou distantes. A varinha em breve será um indispensável
implementar para o mago, pois os poderes positivos e negativos concentrados em que irá ajudá-lo a
criar a oscilação necessário em seu fluido eletromagnético.

Além disto, há varinhas mágicas carregadas, quer com o líquido sólido, ou condensadores
combinados. Muito poderia ser dito sobre como fazer tais hastes e que métodos devem ser usados,
mas eu só vou mencionar o mais adequado para servir o mago em seu trabalho.

32
Pegue o galho de um ancião-Bush, 12-20 ins. de comprimento e 3/8 a 3/4 ins. em diâmetro, descascar a sua
pele e suave com lixa. Em seguida, retire o miolo para que você obtenha um tubo mais velho. Colocar uma
rolha de cortiça sobre a uma extremidade do tubo e selá-lo com selando-cera, inserir um condensador (um
condensador de líquido, se desejar) a partir do outro lado, então também selar esta extremidade do tubo
hermético. A haste está agora pronto para ser utilizado. Você pode, se desejar, usar um tipo diferente de
madeira, por exemplo, o galho de uma árvore de cinzas, salgueiro ou carvalho, ou de um arbusto avelã. O
galho, que não tem miolo deve, no entanto, ser perfurado através cuidadosamente com uma broca fina, fazendo
um tubo dela. Em vez do condensador de líquido um condensador sólido pode ser utilizado, o mesmo tipo de
condensador descrito em "A iniciação para Hermetics". É também possível utilizar um pedaço de papel
mata-borrão embebido com um condensador de líquido em vez de um condensador de sólido, o qual, depois de
ter assim seca, é carregada, e em seguida, depois de ter sido enrolado em conjunto, é inserido no espaço oco
do Cajado. A desvantagem da madeira é que irá, como é que o tempo passa, moldador ou ser afectado pelo
condensador de fluido, o que fará com que ela se torne perfurada. Ele pode, por conseguinte, também ser
substituído por um metal-tubo. Esses tipos de metais que são bons condutores de calor e eletricidade são as
melhores.

O melhor de tudo, é claro, é um tubo de cobre com um diâmetro de 3/8 a 1/2 de polegada. A fim de evitar
qualquer oxidação na superfície do metal, o tubo pode ser o níquel, o cromo, ou estanho-plaqueadas
antes que é preenchido com o condensador. Uma abertura devem ser soldadas em conjunto ao mesmo
tempo, a outra imediatamente após ter-se enchido o tubo; assim que você começa a primeira varinha
mágica classe, aplicável para todos os fins. Magistas que trabalham com a magnético e o fluido eléctrico
por sua vez vai fazer bem para obter por si uma haste feita de um tubo de ferro ou aço fino, tal como
recomendado acima, para operações com o fluido magnético, e um cobre-tubo para operações com o
fluido eléctrico. A varinha universal é fabricado da mesma maneira, com a excepção de que um tubo de
latão niquelado deve ser utilizado, em vez de um tubo de cobre ou de ferro.

O mago rico o suficiente para considerações financeiras não importa pode usar, em vez do condensador
fluido, um condensador feito de pedras semi-preciosas. Ele vai usar para o seu fluido elétrico, um
cobre-rod cujo interior é preenchido com âmbar pulverizado, um condensador insuperável para este tipo
de fluido. Por suas operações com o fluido magnético que ele vai, neste caso, tem que preencher o
aço-pipe com cristal de rocha pulverizada em vez de usar um condensador sólidas. Cristal de rocha,
mais uma vez, é um muito bom condensador fluido para o fluido magnético. Mas também é possível
soldar dois pequenos tubos separados, tornando assim um único rebento deles; uma metade do tubo é,
neste caso, preenchida com âmbar pulverizado, o outro com cristal de rocha pulverizada. Tendo feito
isto, uma única haste,

33
separados no meio, irá conter os dois tipos de condensadores de fluido. Num caso como este, no
entanto, as duas metades devem ser ligados por uma peça fina de cobre - ou ferro - fio que passa pelo
centro de ambos os tubos. O exterior de uma tal haste pode ser niquelado. Esta varinha ideal, em
seguida, tem uma capacidade de fluido único e servirá qualquer operação mágica.

Há ainda uma outra possibilidade: uma haste de madeira podem, por ornamentada com sete anéis
feitos de metais planetários. Os anéis devem ser fixo à haste, a fim de Cabalista. Isto é, um anel de
ouro (para o Sol) é colocado no meio da haste e três anéis de metal em cada lado. Os seguintes
metais pode ser usado para os anéis em questão:

Levar correspondente a Saturn Tin


correspondente a Júpiter Ferro
correspondentes ao ouro Mars
correspondente ao Sun de cobre
correspondente a Vênus de bronze
correspondente a Mercury prata
correspondente à Lua

Além disso, os anéis podem ter gravuras retratando as inteligências dos planetas acima
mencionados. O uso de uma varinha como esta vontade, em geral, ser restrito à conjuração de
inteligências dos sete planetas. Quando usado para outros fins, que não irá revelar superior aos
outros tipos de varinhas.

Isto é tudo o mágico precisa saber: a partir dos exemplos acima, ele irá, por si mesmo, ser capaz de
avançar para outras variações. A forma e o tamanho da varinha desempenha um papel menor. A coisa
mais importante sobre uma varinha mágica é o seu carregamento para o uso prático, uma descrição do que
é dado abaixo.

A acusação de uma varinha mágica é feita da mesma forma que a carga de um espelho mágico
fornecido com um condensador de fluido para fins especiais. Há muitas maneiras de carga para uma
varinha. Todos eles dependem do que o mago tem a intenção ou quer usá-lo.

Acima de tudo, o mago deve sempre estar ciente do fato de que a varinha mágica é um símbolo de sua
vontade, sua força e seu poder, e que ele está representando um recipiente como um condensador de fluido
desse poder, a qualidade etc. no qual ele não só é capaz de transferir, mas também para armazenar até que o
poder, de acordo com o seu desejo, para uma densidade exeedingly alta. Pouco importa se tal vara é nada
além de um

34
galho simples, cortado e adaptado de acordo com, ou se é uma varinha complicado, saturado ou preenchido
com um condensador de fluido.

A varinha mágica pode ser carregado com:

1. força de vontade do mago


2. especial qualidades, faculdades, etc.
3. magnetismo, biomagnetismo, etc.
4. os elementos
5. Akasha
6. a ajuda de um fluido-luz

Aqui estão alguns exemplos para uso prático:

Com relação ao ponto 1, carregue com força de vontade: Leve em sua mão a varinha que você
preparou e concentrar a sua vontade sobre, ou melhor, em, a varinha; ou seja, transferir toda a sua
consciência para a varinha de modo que você sente que são a própria varinha. Sua concentração
deve ser preenchido com a ideia de que toda a sua força de vontade, sua força, está incorporada na
varinha. Este tipo de concentração deve durar pelo menos cinco minutos sem qualquer interrupção.
Já no momento de incorporar a sua vontade para a varinha que você tem que pensar que sempre
que você tomar a varinha em sua mão a sua força de vontade vai ser colocado em ação e que tudo
o que você quer ter a acontecer vai acontecer. Quando você transferiu toda a sua vontade de
extrema tensão e forte imaginação para a varinha, você termina a acusação de que por envolvê-lo
em um pedaço de seda pura e colocá-lo no mesmo lugar como seus outros implementos mágicos.

Depois de algum tempo carregar a varinha novamente da mesma maneira, e cada vez que você repetir
o cerem.ony você deve aumentar a intensidade de sua imaginação. Nunca se esqueça que toda a sua
vontade espiritual está incorporada na varinha. É importante que você limitar o tempo e, se possível,
também o espaço do poder concentrado na varinha; ou seja, concentrar sua força de vontade para a
varinha com a ideia de que, enquanto ele vai existir, ele vai representar toda a sua vontade, todo o seu
poder, e permanecer eficaz. Uma varinha cobrado desta forma permanecerá em vigor até morrer, ou
deveria ser o seu desejo especial, mesmo além de sua morte física, ou seja, ele continuará a ser uma
varinha mágica. Pode até durar séculos, e sua influência pode até aumentar com o tempo,
proporcionando-lhe ter cobrado-lo com o desejo de que seu poder deve crescer de um dia para o outro.
A eficácia da varinha vai primeiro trabalhar na esfera mental, então, depois de algum tempo e repetiu o
carregamento, na esfera astral, e, finalmente, até mesmo em

35
o mundo físico. O tempo necessário até que uma varinha, primeiro eficaz no mundo mental,
torna-se eficaz no mundo físico depende da maturidade, formação e poder da imaginação do
mago, e também sobre o que ele está buscando. O mago que está bem familiarizado com Kabalah
saberá que para trazer uma realização da esfera mental para o mundo físico, geralmente cerca de
462 repetições são necessárias; então a influência da esfera mental toma forma, que é torna-se
condensado no mundo físico. Isso, no entanto, não significa que o mago pode não ser capaz de
trazer o mesmo tipo de sucesso mais cedo do que isso. Como já salientado, o poder da varinha
mágica de realização depende da intenção e propósito para o qual foi feita e cobrada. Pode-se
consultar se a haste precisa ser carregada em tudo, desde a vontade do mago deve bastar. O
mago, no entanto, não será sempre em uma posição para expandir seu esforço mental da maneira
necessária para a transferência de sua vontade. Haverá situações em que irá esgotar até mesmo o
melhor mágico, que, em seguida, seria incapaz de concentrar o seu poder máximo de expansão.

No entanto, uma varinha mágica habilmente cobrado também terá seu efeito em momentos em que o
mágico não está usando sua força de vontade, mas é apenas concentrando seus pensamentos sobre a
realização de seu desejo, usando sua varinha mágica para esta finalidade. Há, é claro, neste caso um
ligeiro risco de que uma pessoa blasfemo pode se apossar da varinha mágica, a fim de realizar seus
próprios desejos, que, se isso acontecesse, iria sobre o custo do mago e sua rodvoltage.

Portanto um mágico sempre vai fazer bem para não dizer a qualquer pessoa, nem mesmo seu melhor
amigo, para o efeito, em que o respeito, e de que maneira ele acusou sua varinha mágica. Esta forma
de cobrança de uma varinha mágica com a própria força de vontade geralmente servem para
influenciar os seres, espíritos, seres humanos e animais que estão a agir de acordo com a vontade
absoluta do mágico e que estão a obedecer poder mágico do mago, não importa se neste mundo físico
ou nos planos mental ou astral.

A influência do mago não é de todo restrito a entidades vivas; que também irá trabalhar em matéria
morta se isso foi levado em consideração no momento de seu ser carregada.

Em relação ao ponto 2: carga com qualidades, faculdades e afins: Sob o carregamento da varinha
com certas qualidades universais é entendida qualidades como onipotência ou outros específicos
que o mago precisa para suas realizações no mental, astral ou planos físico e que estão
concentrados para a haste da mesma maneira como descrito acima. Isto é

36
possível (similar à carga com a vontade do mago) ao carregar a varinha com uma certa qualidade,
para impulsionar a qualidade na varinha não só por encarnar a consciência para ele e condensando o
poder, mas também puxando a qualidade para baixo do universo por meio de de uma imaginação e
concentração da força de vontade, condensando deste modo a qualidade na varinha, cobrando-se
assim. condensação constante de uma certa qualidade fará com que o poder espiritual relevante se
concentrado na varinha um poder físico direto. Isto significa que, com a varinha do mágico está na
posse de um acumulador equivalente a uma bateria fortemente carregada com electricidade. Que, em
seguida, uma ea mesma energia pode ser usada para o bem, assim como para fins ruins é verdade,
mas um mágico, tendo-se procedido, se essa medida em sua formação individual, nunca vai pensar
em quaisquer maus motivos ou tentar colocá-los em ação , desde que, em todos os momentos, está
ansioso para ser considerado como um servo fiel e verdadeiro pela Divina Providência.

carga da varinha com magnetismo, Biomagnetismo ou Prana:: Ponto 3 No que se refere O mesmo
procedimento deve ser seguido, como descrito no capítulo anterior. Recomenda-se, no entanto,
para alcançar o armazenamento de energia na varinha sem transferir sua consciência para ele. Isso
pode ser efectuada por mera imaginação, por meio do corpo do mago ou diretamente do universo.
Neste caso, também, o mago deve se esqueça de definir limites ao poder transformada na varinha.
Ele deve também, por força da imaginação, se concentrar no propósito que ele deseja a varinha
para servir. carga repetida da varinha irá torná-lo não só é eficaz nos planos mental e astral, mas
também no mundo físico. O mago experiente não precisa ser dito novamente que o poder, em
seguida, habitando a varinha irá irradiar para as mais longínquas distâncias. Se ele introduz o
Akasha-princípio entre ele e seu objeto, ele será capaz de preencher o tempo eo espaço, e o poder
em questão será imediatamente, usando a varinha, trabalhar sobre a pessoa em causa com o
mesmo tipo de influência, intensidade e sucesso como seria se a pessoa estivesse em pé bem na
frente dele. Acusado de força vital ou magnetismo, com a idéia de direito de estabelecer limites ou
condições (isto é, neste caso, com a ideia de que a força vital ou magnetismo na varinha será
intensificado automaticamente de um dia para o outro) o varinha irá facilmente permitir o mágico
para chamar a existir quaisquer fenômenos que podem ser efectuadas por força de vida. Com uma
haste cobrado desta forma, mesmo uma pessoa inexperiente poderia fazer milagres, desde que ele
sabia como usá-lo. Por isso, é do interesse do mágico para manter bem o segredo de sua varinha
mágica. Ele também pode cobrar a varinha de uma forma que ele será automaticamente, sem
qualquer esforço da parte da força de vontade do mago, trouxeram-lhe um pedaço de força vital do
universo, o que irá, em seguida, irradiam a partir da varinha. Este tipo de carregamento da varinha
com o magnetismo - biomagnetismo - é o preferido para operações curativas. Um mágico
trabalhava no

37
área médica pode gostar de fazer uso deste método e curar as pessoas longe dele pela força de sua
varinha cobrado na forma acima mencionada. Nas mãos de um mágico, uma varinha cobrado desta
forma, que pode curar as pessoas milagrosamente sobre as maiores distâncias, é, sem dúvida, uma
bênção para o homem sofrimento.

A acusação de uma varinha mágica com um fluido elétrico, magnético ou eletromagnético é sempre o
mesmo, com a única exceção de que a transferência de consciência do mago pode ser omitido. Se
apenas uma varinha é para ser carregada, o procedimento é um pouco mais complicado. Para a varinha
a ser carregada com um fluido única, seja eléctrica ou magnética, que o fluido tem de ser retirado do
universo com a ajuda da imaginação und deve ser impelido para a haste, para efeito do que o mágico
tem a concentrar-se no desejo que sempre que ele deseja algo, o fluido no interior da haste vai perceber
imediatamente o que ele deseja, apesar de ser direcionado para o mais distante esfera possível ou o
princípio Akasha-. Se você encerrar a acumulação de modo que o líquido acumulado na haste vai
intensificar-se automaticamente a partir do universo, que irá, em outras palavras, o trabalho por si
bio-eletricamente e biomagnetically, a haste vai se transformar em uma bateria enormemente forte. O
mago é recomendado para acumular em seu próprio corpo, antes de cada utilização, o fluido revelant, a
fim de ser forte o suficiente para o trabalho com o líquido acumulado da varinha. Se ele não está disposto
a fazer isso, ele deve pelo menos isolar-se antes que ele começa a trabalhar, colocando em um par de
seda-luvas puros, de preferência fabricada por ele mesmo. Não antes que ele tem, assim, isolados si
mesmo, ele deve tomar a varinha em suas mãos. Desde o mago normalmente trabalha com ambos os
fluidos, ele deve tomar a varinha cobrado com o fluido elétrico em sua mão direita, e a varinha cobrado
com o fluido magnético em sua esquerda. É sempre melhor para carregar duas hastes; um com o outro
eléctrico com o fluido magnético, especialmente se galhos simples ou varinhas de madeira, que não são
impregnadas com um condensador de fluido, são utilizados. Isto não é absolutamente necessário, mas
ele vai fazer o trabalho mais fácil. O mago que tem uma varinha preenchido com um condensador fluido,
sem a varinha sendo repartido no meio, vai encontrá-lo mais advantagious ter a varinha preenchido com
apenas um fluido, pois isso também vai fazer o trabalho mais fácil para ele. Se a haste é para ser
carregada electromagneticamente, isto é, se ambos os fluidos devem ser predominante na varinha, a
mago deve usar uma haste que tem nenhum furo no seu meio. Uma ou outra extremidade da haste tem
que ser perfurada em vez disso, e cada meio de que tem que ser fornecido com um condensador de
fluido. O mago deve, no entanto, colocar uma marca em cada extremidade para lembrá-lo onde o elétrica
e onde o fluido magnético é. Para dar o mago uma visão melhor, a metade prevista no fluido elétrico é
geralmente pintados de vermelho, a metade fornecido para o fluido magnético geralmente é pintada de
azul. A haste deve então ser carregado de uma maneira tal que a maior intensidade dos fluidos
descansar nas extremidades da haste e que no meio,

38
isolado com seda, permanece neutro. O carregamento de qualquer uma das metades tem de ser
realizada separadamente, o que significa que pode desenhar a partir do universo primeiro o fluido
eléctrica, acumulando-lo em uma extremidade da haste até que extremidade está suficientemente
carregado, e imediatamente após o que o fluido magnético, ou vice-versa. O mago nunca deve tentar
acumular os elétricos fluidos várias vezes e depois as magnéticos fluidos várias vezes; para o
equilíbrio dos fluidos no interior da varinha deve ser mantida. O mago deve, por conseguinte,
acumular-se o fluido eléctrica em um dia e o fluido no dia seguinte magnético. Ao carregar a varinha,
ele tem que ir sobre no outro lado.

O mago irá cobrar uma haste com o eléctrico ou magnético, ou ambos os fluidos, se ele quer fazer o
seu trabalho a influência com a ajuda destes fluidos sobre objetos próximos ou distantes,
independentemente de se encontrarem sujeitas ao Akasha ou existentes em qualquer o mental, astral
ou mundo físico. variações especiais de operações, por exemplo, como volting ou tratamento de
pessoas doentes, ou rolamento de certos imaginação, não será tratado aqui, para a pessoa ter
estudado cuidadosamente até este ponto vai agora ser capaz de trabalhar para si o seu trabalho
individual métodos.

Em relação ao ponto 4: a carga com elementos: Este tipo de carga pode ser efectuada de duas formas
diferentes:

1. O mago, com a ajuda da imaginação cobra sua vara - não importa, seja ele simples ou fornecido
com um condensador de fluido - com o desejo de que, quando usá-lo, os elementos terão de
obedecer-lhe, independentemente de qual esfera eles podem pertencer a . Se a varinha foi
suficientemente carregada com poder do mágico sobre os elementos, então os resultados queriam
será provocada pelos seres dos elementos. O mágico vai fazer bem para expandir o seu poder de
todos os elementos, fogo, ar, água e terra, de modo que ele não vai ser forçado a restringir suas
operações para um único elemento. Ao evocar, o mago deve chamar ao seu círculo mágico das
cabeças dos elementos, um após o outro, e tê-los jurar que a varinha mágica que eles vão dar-lhe
a sua obediência absoluta em todos os momentos. Depois que o mago pode, se ele gosta, gravar
em sua varinha os símbolos relevantes ou selos de cada cabeça individual dos elementos. Isso, no
entanto, não é de forma absolutamente necessário, para a varinha nas mãos do mago representa
a vontade absoluta do mágico e seu poder sobre cada ser um dos elementos. A forma dos selos
de cada cabeça dos elementos se tornará visível para o mago em seu espelho mágico ou por
transferência direta com o corpo mental no reino dos elementos. Em cima disso, o mago poderia
muito bem, por conta de sua experiência pessoal e desenvolvimento, construir um símbolo do
elemento relevante e ter a cabeça

39
de qualquer elemento jurar que ele sempre será o servo obediente, não só do símbolo que o mago
tem gravado na varinha, mas de toda a varinha.

2. A outra maneira de carregar a varinha com elementos é a seguinte: O mago desenha o


elemento que ele quer usar para o seu trabalho diretamente do universo, isto é, a sua Iphere
particular, pela força da imaginação, e dinamicamente acumula na varinha. Ao trabalhar com este
tipo de varinha carregado, os resultados desejados não são causados ​pelos seres dos elementos,
mas diretamente pelo próprio mago. A vantagem desta forma de cobrar uma varinha é que ele vai
dar o mago um forte sentimento de latisfaction, porque ele é a causa imediata do efeito mágico.

É necessário, no entanto, que uma haste separada ser fabricado para cada um dos elementos e as
varinhas devem ser armazenados afastados uns dos outros. Para evitar que o mágico de
misturá-los, ele deve ter certeza de que ele pode facilmente diferenciá-las pela sua aparência
exterior. Cada varinha podem, para este fim, tenho a cor do elemento relevante. No início os
resultados só ocorrerá no plano mental, mas o uso prolongado e repetido carregamento irá fazê-lo
funcionar também no plano astral, e, eventualmente, também no mundo físico. Este tipo de varinha
permitirá que seu dono para influenciar todas as formas de espíritos, homens, animais, mesmo a
natureza inanimada, pelo elemento, similar à influência do fluido eletromagnético. Bons magos são
capazes de provocar, pela força de uma varinha tal, fenômenos naturais maravilhosos, por
exemplo, mudança de clima, a aceleração do crescimento das plantas, e muitas outras coisas
dessa natureza.

Em relação ao ponto 5: Carga com o Akashaprinciple: Ao aplicar este princípio, a cargo da varinha
mágica é possível, mas não qualquer tipo de acumulação, desde o Akashaprinciple não pode ser
intensificado. Mas a meditação repetidos nas qualidades do Akasha-princípio com todos os seus
aspectos na varinha mágica vai finalmente permitir que o mágico para criar causas no princípio
Akasha-, que vai-se realizar nos planos mental e astral, e também no plano físico . Usando uma
vareta carregada na forma descrita, o mágico será capaz de impelir, por força da imaginação, uma
energia ou qualidade através da varinha para o Âkâsha, que, em seguida, como um volt criada por
um fluido electromagnético, vai ter influência directa sobre o mundo tridimensional de cima. Tal
varinha será considerado com admiração por inteligências positivas e terá um efeito amedrontador
sobre os seres negativos. Uma varinha cobrado desta forma é geralmente preferido pelos magos
que trabalham com seres negativos, os chamados

40
demônios, a fim de torná-los flexível. Para mais detalhes sobre este assunto consulte o capítulo lidar
com necromancia.

Em relação ao ponto 6: Carregar com Luz-Fluid: A luz universal, a partir do qual tudo foi criado, é
para ser acumulado no varinha com a ajuda da imaginação e da consideração das qualidades da luz,
para que ele irá brilhar como um sol ( luz universal concentrado). Uma varinha cobrado desta forma é
usualmente empregado para fins teúrgicas, que é para a evocação de seres superiores da luz e
inteligências, pois é um excelente ímã que fará com que os seres de luz relevantes prestar atenção a
vontade eo desejo do mágico. Além disso, devem ser tomadas todas as outras medidas, como, por
exemplo, o isolamento da haste com seda branca, a sua manutenção seguro e assim por diante.

Não só o mago ser capaz de trabalhar, com a ajuda da varinha, no mundo físico; ele também vai estar
em posição de transferir, com a mão mental ou astral, ou com ambos, o sphape mental e astral da
varinha para o plano relevante e terá seu trabalho influência nesses planos sem ter de segurar a
varinha em seu físico mão. No caso da exteriorização de todo o seu corpo mental, ele pode levar com
ele não apenas a forma mental de sua varinha mágica com todas as suas qualidades para o plano
mental, mas também a forma mental de todos os implementos mágicos e auxiliares, e lá ele é capaz
para operar como se estivesse presente com todo o seu corpo físico para realizar as operações.
Nunca deve o mágico esquecer que a varinha representa sua verdadeira vontade, em sua
integralidade, absoluto e poder, que pode muito bem ser comparado com um juramento mágico, e,
portanto, muitos mágicos têm a sua varinha mágica simbolizar não só a sua força de vontade, mas
também a mágica praga, o que, do ponto de vista hermético, nunca pode e não pode nunca ser
quebrado. Muitos mágicos esculpir em sua varinha os símbolos apropriados para a sua força de
vontade e a carga da varinha. símbolos universais, sinais, selos de inteligências, nomes divinos, e
similares, podem servir a esse propósito, tanto quanto eles representam a verdadeira força de
vontade do mago. Os detalhes deste assunto específico são deixados inteiramente à individualidade
do mágico. O mágico vai saber a partir dessas instruções de como ele tem que ir sobre alcançar seu
objetivo, e cabe a ele para fornecer, se ele gosta, sua varinha com um nome secreto de pé por sua
força de vontade. Também será claro para o mago praticante que tal nome deve ser mantido em
segredo e nunca deve, em nenhuma circunstância, ser falado.

O Magic Sword, Dagger e Trident

Há evocações de seres negativos e tal não gostar de ser transferido para o nosso mundo físico.
Para estes seres o mágico vai usar, se o

41
magia não varinha suficiente, a espada mágica, desde que ele insiste em sua manifestação. A
espada mágica tem vários significados simbólicos, mas geralmente serve como o símbolo da
obediência absoluta de um ser ou um poder para o mágico. É também o símbolo da vitória e
superioridade sobre qualquer poder ou ser.

A espada é análoga à luz, é um aspecto do fogo e da palavra. Já a bíblia diz: "No princípio era a
palavra - luz - ea palavra estava com Deus". Aquele que é um pouco familiarizado com o
simbolismo vai se lembrar que, como exemplo, o Arcanjo Miguel, o assassino do dragão, é
simbolizado com uma espada em chamas; o dragão, neste caso, é o símbolo da hostil, o princípio
negativo. Adão e Eva, também, foram expulsos do paraíso por um anjo com uma espada em
chamas. O significado simbólico é também neste caso bastante clara e inequívoca.

A espada mágica geralmente serve como um instrumento nos casos em que o mago deseja exercer uma
certa influência obrigatória ou ou ineficaz em um poder ou ser, geralmente bastante contra a sua vontade.
É implementar um indispensável para magos que lidam exclusivamente com a demonologia e que,
portanto, nunca obter quaisquer resultados positivos a menos que eles estavam usando uma espada
mágica. O verdadeiro mago normalmente vai obter resultados satisfatórios com sua varinha mágica, mas
apesar disso ele não deixará de fabricar para si um instrumento como a espada mágica, a fim de tê-lo
acessível em caso de emergências. Tal espada mágica significa mais segurança para o mágico e irá
reforçar a sua autoridade. Mas quando se trabalha, ele só vai usar a espada para as operações,
especialmente para evocações, se um ser fosse para se opor a ele fortemente ou se recusar a
obedecer-lhe.

Alguns grimoires chamar tal instrumento como a espada de um punhal, mas o punhal mágico é nada
mais do que uma espada diminuída com o mesmo tipo de simbolismo. Um punhal mágico é fabricado
da mesma forma que uma espada mágica.

Quando evocando demons e espíritos inferiores, a espada ou punhal pode ser substituído por um
tridente que tem de ser montado sobre um eixo longo de madeira, semelhante a um garfo de
madeira. O tridente, como a espada ou punhal, é um meio de coerção. Grimórios, em cima disso,
recomendamos ornamentando o tridente com gravuras de nomes divinos. Este é deixado ao gosto
individual do mago e depende da finalidade da evocação e atitude do mágico.

O tridente é também um símbolo ampliada da espada mágica: os três pontos simbolizam nosso
mundo tridimensional, eo mago pode forçar os seres para cumprir seu desejo, não só no mundo
mental ou astral, mas também neste

42
mundo físico, ou, se o mago gosta, em todos os três planos. Em relação a isso, o fato de que os demônios
geralmente acabam com um tridente e são retratados com um tridente, deve ser mencionado. Isso não
significa que eles executar este tridente através das almas no inferno, como às vezes erroneamente
assumido por pessoas tolas, mas que sua influência funciona em todos os três mundos: o mental, astral e
físico.

Os pontos de espadas mágicas, punhais ou tridentes também pode ser utilizado para quebrar ou
matar seres unevoked e indesejados como fantasmas, larvas, elementais, elementais, e similares,
que podem tentar impedir o mago em seu trabalho. E ainda uma outra maneira de usar esses
instrumentos devem ser mencionados aqui, uma vez que é pouco conhecido para ninguém: a
espada mágica ou adaga, não tanto um tridente, pode fazer um bom serviço como um
lightningconductor mágico.

Depois de ter terminado suas evocações, especialmente depois de evocações de seres superiores
negativos, diretores de demônios e similares, o mágico que pretende ir para descansar, mas que é
incerto se esses espíritos vão deixá-lo dormir sem serem molestados, poderá fornecer sua cama com
um raio mágico -condutor. Um tal pára-raios pode ser fabricado por enrolamento de um fio de cobre ou
de ferro em volta dos pés da cama, ambas as extremidades dos quais têm de ser ligados com a
espada ou punhal. Em seguida, a espada ou punhal deve ser preso no chão. Os fios formam um
círculo fechado em torno da cama, mesmo que tenha uma forma quadrada. A função da espada ou
punhal é conduzir a influência dirigida para o mágico para dentro da terra.

Claro, o fio tem de ser desenhado com o desejo na mente do mago, que irá formar um círculo e que
nenhum ser ou uma influência desfavorável será capaz de entrar na cama e que toda influência,
não importa de qual seja ela pode vir, será conduzido para dentro da terra. Em uma cama, tais
magicamente protegido fornecido com um pára-raios magia o mago vai dormir sem ser perturbado,
e ele pode estar certo de que nenhuma influência, não importa de qual esfera ele pode vir, nunca
terá qualquer efeito sobre ele, nem nunca será capaz para surpreender e dominá-lo. Se o mago não
tem espada ou punhal calhar no momento, ou se ele tem que usá-lo para outros fins, uma nova
faca, que, neste caso, não deve ser utilizado para quaisquer outros fins, vai cumprir a mesma
função. Este pára-raios magia também irá proteger o mago contra as influências de magia negra,
especialmente durante as horas de sono. Um bem-treinados, mágico totalmente desenvolvido pode
ser capaz de fazer sem esse instrumento, pois ele pode desenhar um círculo mágico em torno de
sua cama por força da imaginação, mental ou astral, utilizando assim a varinha, espada ou punhal.
Isso também irá dar-lhe uma protecção completa contra quaisquer influências indesejáveis.

43
A maneira em que uma espada mágica é fabricado depende individualidade do mágico. Vários livros
instruir o mágico de usar uma espada que foi anteriormente utilizada para cortar a cabeça de um
homem. Esta é, obviamente, sugeriu a levantar, no coração do mago, um certo sentimento de temor,
ou um certo estresse, logo que ele se apodera da espada. Normalmente, esses mágicos que fazem
uso de tal espada são aqueles que precisam de tais superficialidades para entrar no estado de
espírito certo. Do ponto de vista hermético tais ou semelhantes condições pré não são necessários,
desde que todas as outras faculdades necessariamente existir. Uma espada feita do melhor tipo de
aço (aço refinado) vai servir plenamente o seu propósito. Se o mago não pode produzir tal se espada
que ele pode tê-lo feito por um ferreiro ou outro especialista metal. O comprimento da espada podem
variar entre dois ou três pés, dependendo da altura do mágico. O punho da espada podem ser feitos
de cobre, uma vez que o cobre é um bom condutor de fluidos.

A forma da espada não desempenham um papel essencial. Ele só precisa ser afiada de um lado,
mas, é claro, em também pode ser afiada em ambos os lados. Seu ponto, no entanto, deve ser
bem afiada. Depende do gosto individual do mago, se ele tem a alça ornamentada ou fornecido
com símbolos adequados. Tanto sobre a fabricação de uma espada mágica.

A carga da espada é feito através da transferência em cima dele, com a ajuda da imaginação, as
qualidades pertencentes a ele, como o poder sobre todos os seres, a vitória absoluta e o respeito
devido a ele como o símbolo do combate, vida etc . Estas qualidades têm de ser intensificados
dinamicamente na espada por carga repetida. O mago também pode acumular-se a luz de líquido
na espada de tal forma que ele será parecido com o sol brilhando ou como uma espada flamejante,
semelhante àquela que Arcanjo Miguel tem na mão em seus quadros simbólicos.

O ponto principal é a atitude do mágico em direção a espada mágica acompanhado por uma crença
inquebrantável na sua vitória absoluta em todos os planos, o que dará a espada a força necessária
para que todo o poder, todo ser temerá e respeitá-lo sob qualquer circunstância. Após cada usar a
espada tem de ser embrulhado em um pedaço de seda branca ou preta e guardado com segurança
como os outros implementos mágicos.

O mago pode, por praticar vagando mental, transferir a forma espiritual da espada no plano mental
e visitar as esferas planetárias tomando sua espada mágica, bem como a varinha mágica com ele.
Há, de acordo com seu desejo, ele pode fazer uso do seu poder mágico com a ajuda de sua magia

44
implementa. Que todo o ser terá que obedecê-lo nessas esferas é claramente evidente pelo que foi
dito antes. O mago é capaz, durante suas operações mágicas e evocações, para transferir sua
espada mental, com a mão mental, em razão da matéria pela força da imaginação, e lá ele pode
fazer o ser realizar seus desejos. Tal força, no entanto, só pode ser exercida sem perigo por um
mago que tem um coração limpo e uma alma nobre. Se um feiticeiro tentou fazer o que ele só faria
o ser odiá-lo e logo se tornaria uma vítima deles e sua influência. A história da ciência oculta tem
dado muitos exemplos do destino trágico e no final ainda mais trágico desses feiticeiros. Seria
exeed a extensão deste livro para falar sobre certos eventos em detalhe.

The Magic Crown, Cap e Magus-Band

Sempre que a realização de operações de magia ritual, não importa se evocações, invocações ou
outras operações, o mago deve usar algo na cabeça. Ele pode tomar, para este fim, uma coroa de
ouro com símbolos mágicos gravado nele, ou ele pode ter uma tampa ou algum outro chapelaria
com os símbolos do macrocosmo eo microcosmo da divindade com quem o mágico está
conectado ou cuja forma é assumindo. Os símbolos devem ser constituída quer com uma boa cor
ou bordado ou fixado com seda. Tal símbolo da macro e microcosmos, por exemplo, é um
hexágono no meio de dois círculos dentro do qual é o símbolo microscópico do homem, o
pentagrama. Se o mago bordadeiras seu boné de si mesmo, ou se ele tem que bordado por outra
pessoa, ele pode escolher uma cor dourada para os círculos como um símbolo do infinito; para o
hexágono que ele pode dar uma cor prateada como o símbolo do universo criado, e para o
pentagrama no centro uma cor branca ou violeta. Em vez de usar um boné ou um turbante como
uma chapelaria, uma seda-band, um chamado mago-band, pode ser suficiente.

Esta banda pode estar em branco, violeta ou preto e é para ser enrolada em volta da cabeça do
mago. A parte correndo sobre a testa deve ser ornamentada com o símbolo macro-microscópico,
descrito anteriormente. O símbolo pode tanto ser bordado ou desenhado numa folha de
pergaminho, utilizando, assim, a cor do mencionado acima. Em vez do símbolo do macrocosmo
pode ser usado algum outro símbolo que representa a conexão do mágico com a divindade. Por
exemplo, uma cruz, o qual, ao mesmo tempo, simboliza o positivo e o negativo, e as extremidades
dos quais simboliza os quatro elementos. Um símbolo rosacruz também pode ser utilizada, que é
uma cruz com sete rosas no centro, também simbolizando os quatro elementos, o positivo eo
negativo, e em cima disso, os sete planetas. A escolha do mago não é, como pode ser visto,

45
restrita a um símbolo particular. Ele pode expressar seu desenvolvimento espiritual, seu destino,
sua maturidade, sua relação cósmica por vários símbolos, o que ele prefere, e ele pode usá-los em
seu boné ou mago-band.

Como já mencionado, a coroa, boné ou mago-band é um símbolo da dignidade da autoridade do


mágico. É um símbolo da perfeição do seu espírito, um símbolo de sua relação com o microcosmo e
macrocosmo, a pequena ea grande mundo, a mais alta expressão do seu poder mágico, servindo-o
para coroar sua cabeça. Todos os artigos, não importa se o tampão, coroa ou mago-band, deve ser
feita do material mais fino e deve servir não para outros fins, mas as operações de magia ritual. Assim
que a tampa, coroa ou mago-band está pronto e tem sido experimentado, deve ser santificado pela
meditação e um juramento sagrado, de modo que o mago só vai colocá-lo em sua cabeça quando ele é
totalmente absorvido com a idéia de sua unidade com a divindade, e ele só vai fazer uso do boné para
operações que exigem este tipo de simbolismo. Quando se fala do seu juramento, o mago deve colocar
a mão direita sobre a tampa e deve concentrar-se, por força da imaginação, na ideia de que, no
momento em que ele coloca o boné na cabeça, ele está unido com sua divindade, ou com o símbolo
ornamentando sua boné. Então ele deve colocar sua chapelaria afastado com segurança juntamente
com os seus outros instrumentos mágicos.

Sempre que o mágico está preparado para evocações, depois de ter meditado para esta finalidade, e
coloca em seu capacete, ele vai ser imediatamente unidos com a divindade e terá, não só em si
mesmo, mas em todo o espaço ou no local onde ele coloca-o, que o sentimento de uma atmosfera
templo sagrado. Portanto, o mago vai concordar que a sua chapelaria também é uma parte intrínseca
dos seus instrumentos mágicos, e que ele deve chamar a sua atenção para ele.

Feiticeiros também usam tampas que são ornamentadas com símbolos de demônios, mas apenas alguns
deles sabe sobre o seu significado genuíno e correcta aplicação, para não mencionar seu simbolismo real.

Um mágico, no entanto, que faz tudo conscientemente nunca pode recusar-se a ser um mero
feiticeiro e nunca vai fazer nada que ele não entende. Tudo que ele faz é feito com um propósito
especial.

O vestuário mágico

Isto é para ser tratada da mesma maneira como a tampa ou magusband. O gament mágico é uma
longa túnica feita de seda, abotoado do pescoço até os dedos dos pés. As mangas do manto
acabar nos pulsos. O manto parece com o

46
vestimenta de um clérigo e simboliza a pureza absoluta de todas as idéias, e a pureza da alma do
mago. É também o símbolo de proteção. Assim como uma roupa comum protege corpo físico de
um homem de influências externas, chuva, etc. fria para a roupa mágico dos abrigos mágico-lo de
influências externas que podem attact seu corpo através de sua matriz astral ou mental. Como já
foi mencionado várias vezes, a seda é o melhor material de isolamento contra qualquer astral ou
influências mentais.

Um manto feita de seda é, por conseguinte, um excelente meio de isolamento e podem também ser
utilizados com sucesso para outras operações que não estão directamente relacionados com ritual
mágico; por exemplo, a protecção do corpo astral ou físico ao projetar o corpo mental ou astral para
que nenhum ser pode tomar posse do corpo astral ou físico do mago sem a sua aprovação. Um
manto mágica também pode ser utilizado com êxito para operações semelhantes para os quais é
necessário o isolamento do corpo mental, astral e física. É, no entanto, até o mágico que possíveis
variações que ele quer fazer uso. Sob nenhuma circunstância o mágico usar uma peça de roupa
para a magia ritual ou evocações que tem sido utilizado para fins comuns, como, por exemplo,
treinamento ou operações mágicas atuais. Um manto especial deve ser tomado para este tipo
especial de magia, e sua cor deve ser adequado para o efeito. Aqui gostaria de salientar que, para
operações ou experiências mentais e astrais comuns, a peça isolante pode ser colocado em cima de
quaisquer outras roupas; para evocações e magia ritual; no entanto, a roupa mágico é para ser
usado sobre o corpo nu. O mago pode, no entanto, com o tempo frio, coloque em uma camisa ou
calças feitas de und seda pura colocar o manto sobre eles, mas as calças ou camisa deve ser da
mesma cor que o robe. O mago pode usar casa-sapatos da mesma cor do manto. As solas dos
sapatos podem ser feitas de couro ou borracha.

A cor do manto corresponde ao trabalho, ideia e propósito o mágico deseja realizar. Ele pode
escolher uma das três cores universais: branco, violeta ou preto. Violeta é equivalente ao
Âkâsha-cor e podem ser usadas para operações de quase todos mágicas. Branco é escolhido para
apenas o manto, quando se lida com seres altos e bons. O preto é a cor apropriada para poderes
negativos e seres. O mago é capaz de realizar quase todas as operações rituais com estas cores.
Se ele pode arcar com a despesa, ele pode ter três mantos feitos, um de cada cor. Um mágico
ricos podem escolher, por suas vestes, cores análogas às esferas individuais dos planetas com
quem trabalha. Assim, ele vai levar para:

seres de Saturno - seres escuro-violeta


de Júpiter - azul

47
seres de Marte - roxo
seres da Sun - amarelo, ouro ou brancas seres de
Vênus - verde
seres de Mercury - opalescente, seres laranja da
lua - prata ou brancos

Claro, só o mágico próspero vai ser capaz de suportar essas despesas. Um mágico não tão próspera
vai obter resultados satisfatórios com apenas um robe em uma cor de luz violeta. Sua tampa ou de
banda mago deve ser da mesma cor. Quando o manto está pronto, o mago deve lavá-lo em água
corrente, a fim de de OD-lo, para que nenhuma influência alienígena permanecerá na seda. Em
seguida, ele deve ferro o robe por si mesmo, pois há outras mãos, mas seu nunca devem entrar em
contato com ele. O mágico vai encontrar estas medidas bastante justificada, pois, sendo muito
particular a este respeito, ele já vai encontrá-lo perturbador se outra pessoa, mesmo que seja alguém
de sua família, de seus parentes ou amigos, apenas toca um de seus implementos mágicos . O
manto preparado da maneira descrita deve então ser colocado na frente do mago, que, com a ajuda
da imaginação, deve unir-se com sua divindade e abençoar o manto, não como sua própria pessoa,
mas como a divindade evocando si. Ele deve fazer um juramento, que é juro para a roupa que ele só
vai usá-lo para fins rituais. Um vestido influenciado e impregnado de tal maneira, então tem
verdadeiro poder mágico e vai oferecer a segurança absoluta mágico. Antes do mago prepara seu
manto para fins mágicos que ele pode bordar-lo, se ele gosta, com símbolos universais similares ao
seu boné. Tudo isso, claro, depende inteiramente de sua própria vontade e ele pode estar certo de
que ele não pode cometer nenhum erro a este respeito.

O cinto mágico

A correia mágica é parte da peça de vestuário mágico. Coloque em volta da cintura que mantém
todo o manto juntos. O cinto é feito do mesmo material que o manto e a tampa, mas pode também
ser utilizado couro; deve, contudo, ser da mesma cor que o vestuário. Magistas de dias passados
​por correias preferidas feitas de pele de leão, que feito em primeiro couro e depois para uma correia.
A pele de um leão era o símbolo EOF poder, superioridade e domínio. O significado simbólico da
correia poderia realmente ser melhor em comparação com o domínio sobre os elementos, o
equilíbrio mágico. E a parte superior e inferior do corpo de um homem, mantidos juntos no meio pelo
cinto, simboliza as escalas. O símbolo escolhido pode ser constituída quer ou esculpido para o couro
ou pode ser bordado em um cinto de seda. O desenho simbólico do equilíbrio dos elementos e sua
dominação pode ser feita de acordo com as idéias do próprio mago. Ele pode, por exemplo,
desenhar um círculo e no seu interior uma pentagrama com um

48
apontar para cima, e no meio do pentagrama novamente um triângulo como o símbolo da
dominação sobre os elementos dos três planos. No meio do triângulo uma cruz com dois braços de
mesmo comprimento deve ser desenhado como o símbolo da mais e menos-princípios e seu
equilíbrio.

Também neste caso o mago deve ir sobre como ele fez com a tampa e vestuário, que é ele deve
santificar e abençoar o cinto e jura que ele vai usar o cinto junto com o manto e apenas para fins
rituais. O cinto será guardado com segurança, junto com o manto, no mesmo lugar que os outros
implementos mágicos.

Além disso Aids mágico

O mago deve lidar da mesma forma com quaisquer outras ajudas que ele pode querer usar para seus
propósitos rituais como ele tem com os implementos mágicos já descritas. Há ainda um grande
número deles, e isso nos levaria muito longe se eu fosse para lidar com cada um deles neste livro,
como auxiliares mágicos dependem da finalidade e objectivo para o qual eles são feitos. Assim, por
exemplo, o mago precisa de uma caneta especial, tinta, lápis de gravação para a escrita e gravação,
agulhas para bordar, bordados em lã e bordados em seda, papel de pergaminho, cores, sangue
sacrificial para certas operações, o chamado óleo santo , com o qual ele unge seus implementos e se
em certas partes do seu corpo. Sal, incenso ou outros meios para incensar; um chicote que ele usa
em grande parte da mesma forma que sua espada mágica, atribuindo-lhe o mesmo simbolismo.

Além de que ele precisa de uma cadeia como o símbolo da relação do macrocosmo com o
microcosmo com todas as suas esferas. Ao mesmo tempo, a cadeia é o símbolo da admissão do
mágico à grande irmandade de magos e à hierarquia de todos os seres do macrocosmo eo
microcosmo. A cadeia pode ser usado em volta do pescoço como uma peça de joalharia e indica
que o mágico é um membro da associação de todos os magos verdadeira e genuína.

Para determinadas operações mágicas um copo também é usado como símbolo de sabedoria e
vida. Durante certas operações mágicas o mago recebe sua santa refeição, sua Eucaristia, a
comunhão fora deste copo. Um copo cheio de vinho é usado para carregar o vinho com o poder
divino semelhante à comunhão dos cristãos.

O carregamento do copo deve ser realizada de tal forma que o mago se transforma em uma
divindade, então abençoa o vinho, assim, transformando-o

49
para o sangue divino - sabedoria, poder vida. Durante o trabalho-quebra as bebidas mágico este
vinho transformado e assim participa do santo sacramento. Já tratei com este assunto em
"Iniciação ao Hermetismo" no capítulo sobre a eucaristia.

Um sino também pode servir como uma ajuda para a evocação mágico. Tal sino devem ser feitas
de electro-Magicum, que é uma mistura prescrita de todos os metais dos planetas. O mago usa
isso quando ele quer chamar a atenção do mundo invisível para si mesmo. Isso é feito por toque
rítmica. O ritmo eo número de sinos depende do número ritmos da esfera com que o mago quer ter
comunicação. Este método oriental é pouco utilizado pelos verdadeiros magos. No leste,
especialmente no Tibete, este tipo de evocação by-toque de sinos, pratos, batendo etc., é muitas
vezes praticado.

Já mencionei que todos esses instrumentos deve ser novo e nunca usado para qualquer outro
propósito senão aquele a que se dedicam. Cada implementar deve ser posto de lado com
segurança após o uso. Se ele não é mais necessário ou se o mágico não pretende usá-lo mais, a
implementação tem de ser destruído ou tornado inócuo. Se alguém usaria um mágico implementar
para quaisquer outros fins, seria profanado e magicamente ineficaz. Todos os instrumentos
mágicos têm de ser tratadas como se fossem relíquias. Quanto mais cuidadosamente o mágico
lida com seus implementos mágicos, maior será o seu poder mágico e efeito.

O Pentacle, Lamen ou selo

A diferença entre um pentagrama e um selo é que o pentagrama é um símbolo universal de poder


e deve ser cobrado com as qualidades do poder relevante de ajuda da varinha mágica ou
imaginação; seu objetivo é induzir reverência e obediência em um ser, de modo que ele cumpre a
vontade do mago. A forma do símbolo universal depende da atitude religiosa do mágico. O mesmo
símbolo universal de poder que o mago tem bordado ou gravado em sua chapelaria (coroa, boné,
mago-band) podem ser utilizados, por exemplo, um hexagrama construído dentro de dois círculos
no meio do qual repousa um pentagrama. No centro do pentagrama é uma cruz que tem braços
com o mesmo comprimento. Uma cruz sozinho também pode servir como um símbolo universal.

Muitos mágicos fazer uso dos Salomonis Pentacle como um símbolo de coerção para todos os seres.
O mágico certamente não irá escolher um símbolo da construção da qual ele não iria encontrar
análogas às leis universais, pois com tal símbolo que ele não poderia fazer óbvia a autoridade que ele
precisa para seus propósitos.

50
Somente através da compreensão completamente o significado de seu símbolo e por ser capaz de
tomar a atitude certa para ele será o mágico obter verdadeiros resultados mágicos. Um mágico deve
sempre pensar desta. Ele só deve usar símbolos que são claras para ele em significado e que
representam a idéia do seu poder.

Um vedante, ao contrário da pentacle, é a representação gráfica de um ser, de energia ou uma esfera,


que é expresso pelo seu simbolismo.

Os tipos existentes de selos são:

1. Os selos tradicionais que, quer tenham sido encontrados por clarividência ou foram reproduzidas
por seres espirituais durante as visitas astrais para as várias esferas. Seres só vai reagir a esse
tipo de selo, se o mágico sabe como transferir-se em sua esfera de poder. Devido a um aumento
constante do reservatório do mágico de poder, causados ​pelo uso frequente de um e o mesmo
selo, ele também irá aumentar sua influência e ser capaz de fazer o trabalho sobre o ser em
questão.

A cópia e reprodução de selos, no entanto, tem sido a fonte de muitos erros, e os selos têm sido
muitas vezes corrompido. Às vezes, isso foi feito deliberadamente, a fim de tornar o trabalho do
mago mais difícil e seu sucesso com este material menos provável ou mesmo totalmente
impossível. Um mágico com uma mente aberta para operações astrais pode, se ele gosta, verificar
a autenticidade do selo pelo uso do Akasha-princípio, ou transe, e colocando a sua concentração
total no selo. Ao fazer isso, ele também será capaz de corrigir o selo.

2. Também existem selos universais que não só simbolizam as qualidades e raio de ação dos
seres, mas também as suas outras características. Ao aplicar as leis da analogia, pode produzir
construções gráficas de tais selos e carregá-los com as qualidades dos espíritos relevantes por
força da imaginação. O ser terá que reagem a essas vedações sem resistência.

3. O mágico também pode produzir selos inteiramente de acordo com suas próprias idéias, sem
seguir quaisquer relações análogas. Ele deve, no entanto, têm os selos aprovados pelo estando
preocupado. aprovação do ser de tal um selo ou sinal pode ser estabelecida da seguinte forma: o
mago caminha com seu espírito na própria esfera do ser e tem o ser juro mentalmente para seu selo,
a sua forma, ou representação, que sempre vai reagir a ela.

51
A lamen é muito semelhante a um símbolo universal, mas não é um símbolo do microcosmo e
macrocosmo: ela representa simbolicamente a autoridade intelectual e psíquica, a atitude ea
maturidade do mago. O lamen é normalmente costurado para vestuário do mágico, em algum lugar
em seu peito, ou ele é especialmente gravado em uma peça adequada de metal, ou desenhado em
um pedaço de pergaminho Ind usado como um amuleto. Ela expressa, por sua apresentação
simbólica, a autoridade absoluta do mago.

O mago irá valer-se de um talismã se, durante operações mágicas, ele precisa de proteção contra
influências indesejáveis, ou se ele quer ter um enorme sucesso com suas operações mágicas.

O talismã pode ser a representação gráfica das qualidades e faculdades com que ele tenha sido
carregado. O carregamento do talismã tem de ser efectuada quer pelo próprio mágico ou por um
ser evocada por ele. Se isso for feito por um ser, o poder necessário para o carregamento terá de
vir de próprio poder ou reservatório do poder dos seres. Neste caso, os sinais tradicionais, isto é,
sinais que foram conferidos ao mago por outro mágico, ou que veio direto de um ser, também pode
ser gravado no talismã. O mago, no entanto, também pode fazer uso de relacionar os sinais que
ele tinha aprovados pelo ser relevante.

Pentacles, lamens, vedantes ou talismãs para ser utilizado para fins de rituais pode ser feito de
metais adequados análogos aos esfera dos seres, para os elementos, planetas ou sinais da Zodiac e
os selos ou sinais gravadas nelas, ou eles podem ser gravada em pequenas placas de cera que tem
o mágico realizadas por si mesmo a partir puro bee's-cera e depois carregadas. Pentacles, focas e
talismãs também pode ser feita de pergaminho e os símbolos então pintado ou desenhado sobre eles
com as cores correspondentes no desenho de tinta.

Os velhos grimoires sugerem o uso de pergaminho virgem, ou seja, o papel feito a partir da pele de um
bezerro nascido prematuro. O mágico genuína não vai precisar de tais pergaminho. Um pedaço de
pergaminho comum que, por meio de sua imaginação, ele tem deoded, ou seja, livre de todas as más
influências, vai fazer-lhe o mesmo tipo de serviço. Ele também pode usar, por seu selo ou pentagrama,
um pedaço de papel mata-borrão impregnado com um condensador fluido, mas, neste caso, ele não
pode desenhar o símbolo com cores líquidas; ele deve usar um lápis de cor macio, caso contrário as
cores riscarei ao desenhar os selos ou sinais.

A carga do selo, pentacle, talismã ou lamen é feito executando o dedo sobre o desenho, e com a
ajuda de um de imaginação, impregnando-a

52
com a característica desejada. É claro que, ao fazer isso, o mago deve estar em contato genuíno
com o Supremo, com a Divindade, de modo que na verdade é a Divindade, e não o mágico, que
cobra o selo etc. através do mágico, ou o corpo do mago. Em vez de usar o dedo o mago pode
também levar sua varinha mágica e pela sua ajuda carga do selo ou talismã. Que tal talismã etc.
terá, então, poder mágico vai sem dúvida, por este procedimento torna-se consagrada e o mágico
vai ser muito convencido de sua efeito mágico. Os selos de vários seres serão tratados em detalhe
no capítulo sobre a hierarquia dos seres e das suas qualidades e efeitos.

O Livro de fórmulas mágicas

Em todos os trabalhos que até agora têm sido escritos sobre magia ritual, o Livro Mágico, o Livro da Magia
Fórmulas, ou seja, o livro que contém os encantamentos para os seres ou espíritos para ser conjurado ou
evocados tem sido considerada como a parte mais importante do magia de evocação, mas o seu conteúdo
foram tão frequentemente mal interpretada que vai fazer bem para tentar obter uma imagem clara do que
do ponto de vista hermético.

É muito errado acreditar que tudo o que tem que ser feito é comprar um livro e escrever nela os
encantos mágicos e encantamentos de evocação ou que ele será suficiente se estas fórmulas são
aprendidas pelo coração e, em consequência, o desejado ser evocado. Os grimoires que temos até
agora foram capazes de examinar, não importa se eles eram antigos ou modernos, todos contêm o
mesmo erro na medida em que a interpretação do livro de fórmulas está em causa. iniciados
verdadeiros não pode deixar de rir essas mistificações embora sentindo pena para as pessoas que, por
essa má interpretação, não obterá resultados positivos. Olhando para ele de um ponto de vista é correto
escrever sobre fórmulas mágicas de uma forma misteriosa, e não dar os seus segredos com muita
facilidade, a fim de evitar a profanação. Mas desde que este livro só é escrito para leitores com altos
padrões morais Ind éticos e uma vez que apenas pessoas maduras estará em uma posição para seguir
suas instruções com sucesso e para entender e realmente adquirir o que temos a dizer sobre os
verdadeiros iniciações, vou falar sobre isso abertamente também.

Primeiro de tudo o livro de fórmulas não deve ser entendida em sentido literal, pois a expressão
"magias" ou "fórmulas mágicas" utilizados nas grimoires tem servido como um disfarce para certas
idéias. Em outros casos, o seu objeto foi para tirar a consciência do mago de seu estado normal
por palavras bárbaras, nomes e expressões, e, assim, levá-lo a um estado de êxtase em que,
presume-se, ele é capaz de influenciar um ser. Mas de modo geral, o único sucesso que pessoas
não treinadas terão neste caso, é alucinações,

53
fantasmas ou delírios, ou incompletos, resultados mediúnicas que não precisam ser tratados aqui.
Normalmente, esses resultados mediúnicas são, desde que eles são genuínos em tudo, o
resultado da extoriorisation de inconsciência da pessoa.

Às vezes, elementais, e, se a pessoa em causa tem uma forte capacidade de emanação, mesmo
elementares pode ser formado qual o mago genuína já foi informado sobre a "Iniciação ao
Hermetismo". Estes elementares são falsamente considerados como os seres que são objecto de
evocação, e uma pessoa cujos sentidos astral ainda não foram suficientemente desenvolvidos não
é capaz de dizer a diferença ou para controlar a situação. Portanto leitores são advertidos contra a
tentativa de praticar magia ritual sem treinamento necessário. Além de decepções, as perturbações
no espírito e alma da pessoa poderia ter consequências mais lamentáveis ​para a saúde. Um
mágico genuína que tenha terminado o treinamento mágico, pode, no entanto, sem qualquer
perigo algum, praticar com segurança magia ritual. Este campo de magia não é lugar para
experimentos de dabbler, mas um programa de actividades que facilita o trabalho mágico para o
mágico maduro, com poderes já desenvolvidos.

O livro de fórmulas, às vezes erroneamente chamado de O Livro dos Espíritos, é o verdadeiro diário
mágico do mago praticando magia ritual, em que ele entra, passo a passo, os procedimentos de seu
ritual, a fim de ser capaz de acompanhar cada ponto conscientemente se de seu objetivo. Alguns
leitores podem querer saber encantos como mutilados, furmulae para encantamento etc. poderia
desenvolver? Desde os dias de outrora o segredo da magia foi restrita a altas castas, potentados,
reis e sacerdotes. A fim de que a verdade real, que os verdadeiros idéias e fatos espirituais não
pode ser conhecido pelo público, palavras de código-muitos e fórmulas secretas foram introduzidas,
a decifração dos quais tem sido reservado para o maduro. A chave para estes códigos só foi
transferida para pessoas maduras de boca em boca, e sua profanação foi punido com a morte. Esta
é a razão pela qual esta ciência tem-se mantido um segredo até o nosso tempo e que continuará a
ser uma ciência oculta e mística, mesmo se for directamente publicados, como o imaturo pessoa
und profano vai considerar tudo como uma ilusão ou um disparate fantástico e, dependendo de seu
grau de maturidade e receptividade psíquica, terá sempre à mão uma interpretação individual ou
vista desta ciência. Maioria assuntos secretos, portanto, nunca vai perder a sua tradição oculta e
sempre haverá, mas algumas pessoas que vão lucrar com isso. Se uma pessoa que não é um
iniciado recebe um livro de fórmulas mágicas em suas mãos e não sabe a chave para isso, ele vai
levar tudo no seu sentido literal, sem saber que as palavras e as fórmulas particulares são nada
além de ajudas

54
para a memória do mágico e que é um layout esquemático para o trabalho ritual de um verdadeiro
mágico. Isso deixa claro por que às vezes as palavras mais sem sentido têm sido usados ​como
amuletos mágicos para evocar um certo ser. Mas o livro de fórmulas é uma nota de livro próprio no
qual o mago genuína escreve todo o procedimento de suas operações mágicas do começo ao fim.
Se ele não tem certeza de que seu livro nunca vai cair nas mãos de outra pessoa, ele terá que usar,
ponto por ponto, código-nomes. Eu só posso dar aqui algumas instruções. Estes, no entanto,
permitir que o mágico a proceder de acordo com seu próprio gosto e idéias.

1. Objetivo da operação
2. O ser, de energia, etc. esfera para ser evocados
3. O local escolhido para a operação mágica
4. Preparação de todos os implementos mágicos necessários para a operação
5. A operação mágica real
6. Assumindo que a forma da deidade controlar a ser em causa, que é a ligação com a
deidade relevante, a sua atributos, faculdades etc.
7. O desenho do círculo mágico de acordo com a conexão do mágico com a divindade. Se as operações
são realizadas com um círculo mágico costurado em um pedaço de linho, pano, ou similar, que tem que
ser re-desenhado
8. Desenho do triângulo mágico
9. Colocar incenso no lugar correcto, incluindo, se necessário, a forma de censering

10. Iluminação da lâmpada mágica, incluindo atitude meditativa para causar intuição e iluminação

11. Carga dos selos, pantáculos ou lamens do sendo desejado


12. Carga do espelho mágico, ou vários espelhos mágicas, dependendo dos fins especiais que
são para servir
13. Colocar em mágico da peça de vestuário e atitude de meditação para causar protecção, pureza,
etc.
14. Colocar do capacete mágico - coroa, boné ou magusband e meditação para trazer o
contato com a divindade
15. preparando o cinto mágico com a atitude certa para trazer o poder do mago para controlar
todos os poderes, especialmente os elementos
16. cingir espada mágica para cinto mágico com a atitude meditativa da vitória absoluta;
re-carregamento, com a varinha mágica na direita e concentrando-se na ideia de que o absoluto do
mágico será realizado
17. Inserindo do círculo mágico com a sensação simultânea de laços e simbologia do
microcosmos e macrocosmo
18. A concentração no espaço mágico, que é a eliminação completa das idéias de tempo e
espaço
19. O contato repetido com de uma divindade

55
20. Colocação de toda a personalidade do mágico na esfera mental relevante com todos os seus
instrumentos
21. dando ordens para o ser ou poder dessa esfera em conta a sua evocação e imaginativa
formando da forma em que o ser ou poder é para aparecer no triângulo mágico ou espelho
mágico
22. Voltando com a consciência à sala de cirurgia
23. Querendo ou encomendar um espírito para comunicar uma mensagem ou fazer um determinado trabalho em qualquer
esfera necessário
24. despedida consciente do ser, no fim das operações, à esfera da qual foi evocada e o
acabamento da operação dizendo uma oração de agradecimento

25. Armazenar acima de todos os implementos mágicas, incluindo o círculo mágico etc.
26. Entrando no curso total de operação, o tempo que for necessário, o seu sucesso etc. no Livro de
Fórmulas.

O mágico genuíno tem que calcular seu livro de fórmulas nesta ou de forma semelhante e, em
conseqüência, tem que proceder por ele. Se ele está familiarizado com o conhecimento de Kabalah, ele
pode usar os nomes das divindades relevantes sempre que ele está colocando sua consciência em uma
determinada esfera. Esta é no entanto apenas mais um de seus auxiliares, um suporte à sua memória, eo
verdadeiro mágico será capaz de fazer sem ele. A primeira operação será presumivelmente sempre ser
um pouco incerto, mas o tempo vai ensinar a tudo mágico que ele precisa a esse respeito e ele vai, mais
cedo ou mais tarde, tornar-se um mestre perfeito neste campo da magia. O trabalho duro trará sua
recompensa.

No domínio dos Seres Espirituais

Antes de descrever uma verdadeira operação mágica e evocação devo fazer o leitor familiarizado
com as esferas dos seres. Um mágico genuína não é permitido fazer qualquer coisa a menos que
ele sabe perfeitamente o que ele está fazendo e, a menos que ele tem uma imagem clara do que ele
pretende alcançar. Como o mago terá aprendido a partir do capítulo anterior sobre o livro de
fórmulas, é extremamente importante saber o manuseio correto e analogias dos implementos
mágicos, pois sem este conhecimento profundo suas analogias e simbolismo que seria impossível
obter quaisquer resultados positivos . Além disso, o mágico não seria capaz de encontrar a atitude
genuína para suas meditações e ressuscitar seu espírito para a esfera direito de consciência. Seus
instrumentos mágicos se tornaria uma ilusão e que ele iria ser reduzida para o nível de um feiticeiro
comum. Ele não podia nem fazer o seu trabalho de autoridade mágico sobre os seres, nem ele
poderia influenciá-los de qualquer forma. O mágico genuína faz tudo conscientemente; ele
estabeleceu cada procedimento sistematicamente na sua

56
livro de fórmulas antes de suas operações e sua mente, sua consciência, está conectado com seus
implementos, suas faculdades, cargas etc. Ele deve estar muito bem informados sobre as esferas
do ser com o qual quer trabalhar. Ele deve ser capaz de passar um juízo claro sobre a existência e
atos desses seres. Sua própria experiência vai ajudá-lo muito a este respeito, pois ele terá visitado,
com seu corpo mental, várias esferas, como sugerido na "Iniciação ao Hermetismo". As seguintes
discussões são, portanto, um breve resumo das experiências do mágico em suas visitas às
referidas esferas.

Apenas o materialista confirmada, que, com seus sentidos físicos, não percebe nada além do
mundo material e que só acredita no que vê, ouve e sente, vai duvidar que existem outras esferas
ao lado deste mundo material. O mágico genuína não vai dar qualquer julgamento sobre um
materialista e não vai tentar dissuadi-lo de seus pontos de vista. O materialista está no estado de
maturidade, neste mundo físico, o que corresponde ao seu desenvolvimento pessoal. O mago irá,
portanto, não fazem nenhum esforço para ensinar um materialista melhor, para o último terminará
sempre dizendo que ele nunca viu um espírito e, portanto, só acredita nas coisas que ele tem sido
capaz de perceber com as suas faculdades físicas, que é ver , ouvir ou sentir. O materialista não
nega o assunto, ele concorda que o material e poder em que vive deve existir, mas a acreditar que
existem outras esferas, mais sutis de material ou poder vai além de seu horizonte. Portanto, o
mago nunca tenta influenciar a crença de outro ser humano, para o não-iniciado terá sempre a sua
opinião individual de fatos maiores, e sempre vai julgar o seu próprio ponto de vista.

Da mesma forma como nosso mundo físico existe em três diferentes estados: sólido, de fluidos e
gases, por isso existem, seguindo as leis da analogia, certos estados de agregação em uma forma
mais sutil, que não são acessíveis aos nossos sentidos normais, mas que são , no entanto, conectado
com o nosso mundo físico. Estes estados de agregação são chamados, a partir do ponto de vista
hermético, aviões e esferas. Nessas esferas mais sutis as mesmas coisas acontecem como em nosso
mundo físico, e há, também, a Lei do diagrama Hermes é válido: o que está em cima é como o que
está embaixo. Os mesmos poderes são em ação lá, da mesma forma como em nosso planeta. Aqui,
assim como há o mesmo tipo de influências trabalhar.

Por isso, em todas as esferas temos o mesmo jogo de elementos, o fluido elétrico e magnético,
que é mantido e controlado pela Divina Providência de acordo com o Akasha-princípio. A pessoa
contando apenas com o que percebe com seus cinco sentidos físicos tem apenas uma esfera
aberta para

57
percepção: a esfera correspondente a seus sentidos físicos, e ele não é capaz de proceder além
disso. Tudo o resto deve permanecer inconcebível, incrível e Supersensual a ele. O mágico
genuína, que refinou e desenvolveu seus sentidos por treinamento mental e psíquica, só vai
considerar este mundo físico como o ponto de seu desenvolvimento pessoal partida e nunca vai
negar a existência de esferas superiores, porque ele é capaz de convencer a si mesmo de sua
existência .

Que estas esferas são mais sutis e os estados mais compactos de agregação há muito se tornou
óbvio para o verdadeiro mágico por sua própria experiência pessoal. O mago irá sempre ser capaz de
visitar com seu corpo mental da esfera correspondente ao estado de desenvolvimento dos sentidos
de seu corpo mental, e ser ativo na mesma. Ele deve sempre ter isso em mente quando se pratica a
magia de evocação. Naturalmente, essas esferas mais sutis não estão sujeitas às nossas idéias de
espaço e tempo, mas ir em um outro em nossos termos, de modo que, por exemplo, em um espaço
que, em nossa imaginação, é sempre de alguma forma limitada e mobilados com limites, muitos
diferente esferas podem estar presentes.

Dependendo do grau de subtileza ou densidade, existem inúmeras esferas e esferas intermédios.


Nomeá-los todos aqui seria impossível. Vou apenas mencionar aqueles que são de importância
para a prática da magia. Sua densidade graduada é chamado de hierarquia. Antes de um mágico
planeja trabalhar nessas esferas, ele deve ter uma concepção de sua hierarquia, e deve ser bem
familiarizados com a esfera na qual ele pretende trabalhar, primeiro, teoricamente, e depois, é
claro, também na prática. Mas, acima de tudo, ele deve ter um comando minuciosa sobre a esfera
física antes de ele passa para o mais sutil ao lado dele. Cada uma dessas esferas da hierarquia
têm a sua influência particular em nosso mundo físico de acordo com as leis da analogia. No que
diz respeito ao planetário esferas astrólogos descobriram uma síntese de alguma forma viável,
mas, infelizmente, os astrólogos de hoje usa este principalmente apenas para fins mantic, e é
pouco conhecido que a astrologia realmente só dá uma explicação parcial das influências dessas
esferas, de planetas e signos zodiacais. A parte astrológico das esferas superiores não será
tratado aqui, por isso não entram no âmbito deste livro. O verdadeiro mago, no entanto, vai
encontrar uma relação muito mais estreita entre as esferas individuais, se ele lida com a astrologia,
e vai notar que a astrologia mostra as verdadeiras influências das esferas relevantes no nosso
mundo físico, em suas causas e efeitos.

A classificação das esferas de acordo com seu grau de densidade e suas qualidades é chamado,
na Cabala, a Árvore Cabalista da Vida. as analogias

58
e sua aplicação prática do ponto de vista de Cabalista serão tratados por mim em detalhes
no meu próximo livro: "A Chave para a Verdadeira
.. Kabalah" Este livro é para despertar o interesse dos leitores nas esferas da Árvore de Cabalista de vida,
tanto quanto eles podem servir a propósitos mágicos, isto é, tanto quanto seus seres estão preocupados As
esferas em sua ordem correta são:

1. O mundo físico como o ponto de partida para o trabalho do mágico, em que cada ser humano,
não importa se iniciado na hermetics ou não, vive e se move com seus sentidos, seu espírito, sua
alma e seu corpo.

2. A esfera mais elevada próxima existente acima do mundo físico é a zona de terra, a zona de
anelamento a terra. Esta zona tem vários graus de densidade, os chamados sub-zonas em que o
homem prossegue depois de ter adiado a sua forma terrena. Este é o chamado mundo astral; nos
seus níveis mais baixos de densidade habitam as pessoas médios nos seus corpos astrais após a sua
morte física, nas suas esferas superiores são também inicia, dependendo do seu estado de
maturidade. Quanto mais maduro, mais desenvolvido, mais ético um mágico é, mais sutil é a camada
de zona na qual ele vem depois de sua morte. Seu lugar no mundo astral vai depender de quão longe
ele avançou durante a sua vida neste mundo físico. Não há céu ou inferno no mundo astral; estes são
apenas o resultado de opiniões religiosas tolas e o objeto dos ensinamentos de algumas religiões que,
devido à sua ignorância, vida separada no mundo astral para a vida no céu ou no inferno. Se um diz
respeito às esferas inferiores, mais ásperas do mundo astral como sendo o inferno, os, altas esferas
brilhantes como o céu, parte dessas crenças religiosas podia ser verdade. O mago que sabe como
interpretar esses símbolos e idéias vai encontrar sua própria explicação para o "inferno" expressões,
"céu" e "purgatório".

Seria ir longe demais para dizer ao leitor tudo sobre a vida no mundo astral. Muitos livros poderiam
ser escritos sobre este assunto. Vou, no entanto, dar algumas dicas de interesse para o mágico. O
mago vai ter experimentado durante suas andanças mental e astral, quando o seu corpo mental e
astral foi separada, que na esfera astral não existem as idéias de tempo e espaço para ele, para
que em um único momento em que ele é capaz de viajar qualquer distância e no seu caminho não
há obstáculos materiais que ele não seria capaz de penetrar com seu corpo mental e astral. Cada
ser humano terá a mesma experiência depois de sua morte física. O iniciado, no entanto, tem a
vantagem de se familiarizar com este fato durante sua vida, e que já neste mundo material, ele é
liberado de uma tristeza: o medo da morte. Ele sabe muito bem em que esfera astral ele vai viver
após sua morte, e para ele o colocar fora de seu

59
corpo físico é apenas uma transição do mundo físico em um mais sutil, semelhante a mudar seu
local de residência.

O mágico vai experimentar outra coisa aqui na terra: todos os interesses que são normais com uma
média, que é uma pessoa pouco desenvolvida, não-iniciado neste mundo físico, cessará no plano
astral. Portanto, não é de todo surpreendente que um mágico genuína, que é igualmente familiarizado
com as condições aqui e ali, que está no físico e no mundo astral, perde seus interesses neste mundo
físico, na medida em que ele não considerá-lo como os meios para o seu desenvolvimento pessoal.
Ele já vai aprender aqui na terra que fama, honra, riquezas e todas as outras vantagens terrenas não
pode ser tomada a partir daqui para o mundo astral e, portanto, inútil. Um verdadeiro mago, portanto,
nunca chorar por coisas mortais. Seu interesse será constantemente direcionado para usar o tempo
que ele tem à sua disposição nesta esfera física com o melhor de suas habilidades para o seu
desenvolvimento pessoal.

Por isso, é bastante claro que todas as obrigações, como o amor, a fidelidade, etc, que pode
manter um ser humano neste mundo físico em nada lá. As pessoas que se amavam aqui, mas não
mantiveram o mesmo ritmo de seu desenvolvimento psíquico e mental não pode, depois de morrer,
viver na mesma esfera e eles deixarão de sentir o mesmo afeto um pelo outro, como têm feito aqui.
Se, por exemplo, um homem e uma mulher são desenvolvidos igualmente eles podem se mover na
mesma esfera do mundo astral após a sua morte e será conectado por uma faixa interior de
simpatia para o outro, mas, apesar disto, eles vão não experimentar o mesmo tipo de amor como
fizeram no mundo físico. No mundo astral existe nada como o instinto de auto-preservação, o
instinto de carnal, amor sexual e desejo sexual. Nas esferas mais altas uma sensação diferente de
afeto do que na terra se conecta dois seres igualmente desenvolvidas por uma banda sutil de
vibração. Em nosso mundo físico a simpatia ou atração de dois seres é geralmente causada por
estimulação externa e mantidos pelos mesmos fatores.

Naturalmente, isto não é assim no mundo astral. A idéia de beleza no mundo astral, também, é
bastante diferente da idéia de beleza neste mundo físico. Uma vez que uma pessoa falecida não
está mais sujeito ao tempo e espaço ao entrar na esfera astral e, portanto, nesse mundo perde os
meios para medir o seu grau de perfeição, que deseja retornar à terra. O ser humano não só
deseja retornar porque ele deve igualar, pela força da Lei do Karma de causa e efeito, os erros que
ele fez durante a sua vida, mas ele também anseia por voltar a ter outra chance de
desenvolvimento no mundo físico e

60
para reunir novas experiências, em seu espírito, para as esferas mais altas do mundo astral.

Todo ser humano, depois de ter morrido, vai perceber ainda um outro fato no mundo astral: ter
apenas um baixo grau de desenvolvimento, ele não será capaz de se comunicar com seres que,
durante sua vida, ter chegado a um grau mais elevado de desenvolvimento, porque esses seres
vão ficar em uma esfera mais alta, mais sutil do mundo astral, e ele não será capaz de viajar para
a sua esfera de luz. Mesmo se ele fosse capaz de se mover a essas esferas superiores que ele
não seria capaz de suportar a vibração elevada lá e iria cair para trás, isto é que em breve
encontrar-se transferido para aquela esfera astral na qual ele pertence por causa de seu grau de
desenvolvimento . Uma pessoa com um alto grau de perfeição, no entanto, é capaz de colocar-se
em uma esfera menor por amável a vibração dessa esfera em seu espírito.

Se, portanto, um espírito com um baixo grau de desenvolvimento quer entrar em contato com o
espírito de um maior grau de desenvolvimento, o primeiro deve pedir a este último, por força da
imaginação, para vir a sua esfera. Se o ser mais elevado desenvolvida irá cumprir o desejo do ser
inferior, sempre depende da finalidade para a qual o ser mais baixo chama a um maior. Isto mostra
claramente que um ser inferior não é capaz de se mover para as esferas maiores do mundo astral.
Pelo contrário, no entanto, é bastante possível. Um mágico com um bom grau de desenvolvimento
é capaz de colocar-se iilto qualquer esfera, pois ele é capaz de que acomodam e criando todo o
tipo de vibração e qualquer forma de todas as esferas ele quer entrar em contato com. Muitos um
leitor aqui lembrar as palavras da Bíblia e perceber o seu significado: "E a luz resplandece nas
trevas, e as trevas não a compreenderam".

O mago experiente sabe que o corpo físico é sustentado por alimentos (que é: condensado
elementos) e que a respiração liga o astral com o corpo físico pela chamada banda astral.
Portanto, ele também está ciente do fato de que, assim que, no momento da morte, a respiração
de uma pessoa pára, a separação do astral e corpo mental do corpo físico ocorre. Ele também vai
encontrá-lo bastante lógico que sempre que, devido ao seu treinamento mágico, ele
conscientemente separa não só o mental, mas também o corpo astral do seu corpo físico, ele será
colocado em um estado de êxtase ou morte aparente durante o qual a respiração tem também
parou, com a única diferença de que seu corpo físico, durante este estado de êxtase, não está
sujeito à decadência, e uma conexão ainda é mantida com o corpo mental e astral. Desde o
mágico pode ter poder sobre a vida ea morte, se aprovado pela Divina Providência, ele é capaz de
restaurar este elo de ligação, a fim de fazer uma pessoa morta viver de novo, similar

61
aos santos, que, como sabemos a partir da história, têm sido capazes de fazer o mesmo. Já tratei
desse assunto em detalhes em "Iniciação ao Hermetismo".

Se o mago tem experimentado sua morte física, não há nenhuma razão para que ele deve retornar
ao mundo físico, e ele não está desejoso de restaurar a banda entre os mundos astrais e materiais.
Claro, também há magos e feiticeiros de menor grau, que conscientemente tentam, desde o mundo
astral, para construir novamente a ligação entre o seu astral e seus corpos físicos. Mas porque lhes
falta a perfeição necessária que lhes permite condensar a luz suficiente, seu sucesso deve
permanecer parcial. Normalmente, esses seres, agarrando-se à sua forma física, tentam fugir das
pré-condições para tal realização e vampirise o fluido electro-magnética (energia vital) a partir de
corpos vivos, a fim de acumulá-lo em seus corpos físicos abandonadas, assumindo que no passar
do tempo eles vão ser capazes de reanimá-los. O corpo físico posto de lado por tal ser da forma
indicada podem ser salvos da deterioração durante séculos. A história nos dá muitos exemplos de
conservação de pessoas falecidas, e a ciência ainda não pode dar nenhuma explicação satisfatória
para isso. Esses vampiros são, do ponto de vista hermético, dignos de pena, ea crença religiosa
daqueles dias fez bem em destruir organismos que não se decompõem. Normalmente, apenas por
esta destruição, tal corpo foi geralmente perfurado com uma lança de madeira ou sua cabeça
cortada e o próprio corpo queimado, era o espírito de um desses organismos libertados da
escravidão. As sagas dos lobisomens, também, pode ser explicado a partir do ponto de vista
hermético. O procedimento foi o mesmo, só que no momento de vampirizar, o corpo astral assumiu
a forma de um animal, a fim de evitar o reconhecimento pela pessoa possivelmente sensível que foi
vampirizadas.

Em suma: no mundo físico o físico e os corpos astrais são mantidos juntos por alimentos e fôlego,
e todas as três partes - corpo, alma e espírito
- são reforçadas a partir de esferas superiores por elementos materiais mais subtis durante o
sono. No mundo astral, por outro lado, o corpo astral é animada pelas impressões que ele recebe
por vibrações materiais na esfera astral. Se um ser humano está retornando do mundo astral para
o mundo físico, então a banda entre o astral e os corpos mentais rasga para que o ser morre ali
para renascer no nosso mundo físico. O acto de morrer não é semelhante à morte física; o corpo
astral não é mais alimentado pelo corpo mental com impressões do mundo astral.

O processo de decomposição de um corpo astral leva muito mais tempo do que a de um corpo
físico e um corpo astral pode passar a existir por muitos anos, de acordo com a nossa cronologia,
sem ser mantida pelo respectivo

62
espírito. Outros seres, geralmente demônios, gostaria de tomar posse de tais corpos, a fim de jogar truques
com eles. Durante várias sessões espíritas os corpos astrais de pessoas mortas têm aparecido que foram
abandonadas pelos espíritos das pessoas mortas há muito tempo e desde que tenham sido controlados e
usados ​por um demônio. Só um clarividente bem treinado, que é capaz de distinguir um corpo astral de um
corpo mental com a ajuda de seus sentidos mentais bem desenvolvidos podem descobrir a verdade. Esses
demônios gostam de enganar as pessoas, jogar truques sobre eles e fazer todos os tipos de travessuras.
Todos
diabinhos e sustos, fantasmas,
robgoblins, e semelhantes, proceder da mesma maneira.

Já discuti este assunto exaustivamente em "Iniciação ao Hermetismo". Normalmente, um corpo


astral dissolve lentamente aos seus elementos, o chamado cadáver astral é sugada pelos
elementos, torna-se mais e mais transparente, semelhante a um crivo, até que, finalmente, decai
totalmente para dentro do material dos elementos individuais. Além do homem, que depois de sua
morte ele mesmo betakes ao plano astral, muitos outros seres habitam sobre a terra-zone. Para
além dos já mencionados, por exemplo, larvas de elementais, fantasmas, goblins, também
existem, em que a zona, os seres dos elementos. Tratarei mais com esses seres individuais dos
elementos e suas cabeças no capítulo lidar com hierarquias. Cada espírito que quer declarar-se,
de uma forma ou de outra deve passar pelo mundo astral, independentemente de onde esfera se
trata, mesmo que vivam nas mais altas esferas. Para a zona lirdling a terra é a primeira zona além
do mundo físico. No Kabalah, esta zona é também chamado Malkuth; isso significa Unido. Terei
mais a dizer sobre isso em "A Chave para a Verdadeira Cabala".

No mundo astral da zona de anelamento a terra existem os mesmos poderes e estão no trabalho
como no mundo físico; eles são, no entanto, mais sutil. Também há domina o elemento do fogo
com os seus salamandras ou destilados de fogo, o elemento de água com a sua água-alcoólicos e
undines, o elemento do ar com as suas fadas e sylphs ou espíritos do ar, e o elemento de terra
com seus gnomos ou espíritos da terra. Todos os seres na esfera astral da terra mover-zona cerca
nos respectivos elementos, assim como o peixe em águas da terra se move correspondentemente
no seu elemento. Cada elemento tem seres positivos e negativos, para que possamos falar de
bom, bem como de salamandras malignos.

O mesmo acontece com os seres dos outros elementos. Na realidade, porém, não existe nem o
bem nem o mal, para a Divina Providência não criou nada ruim ou desarmoniosa, é apenas uma
compreensão humana para assumir isso. Do ponto de vista hermético a um tipo de seres têm boa
outro mau

63
influências, portanto, têm seus efeitos bons e maus, respectivamente. Estes seres são, no mundo
astral, as ferramentas para as coisas que acontecem em nosso mundo físico. Eles são a causa de
todos os efeitos no corpo astral de cada ser, não importa se iniciar ou não-iniciado.

As acções e feitos do elemento de ar e o elemento de fogo na esfera astral fazer com que o fluido
astral-eléctrico; as acções e feitos da água-elemento e o elemento de terra a fazer com que o fluido
astral-magnético. Os seres utilizar os fluidos, a fim de criar os efeitos, ou, melhor dizendo, as
causas em nosso mundo físico. O Akasha-princípio da esfera astral mantém todos os elementos
da esfera astral em equilíbrio harmonioso. Se um ser da esfera astral quer influenciar o nosso
mundo físico, não importa se seja um espírito dos elementos ou um ser humano, ele deve ser
capaz de condensar os dois fluidos, a elétrica, bem como o magnético, de tal forma que eles são
realizados no mundo físico. Um mago bem treinado que tem um bom comando dos elementos e
fluidos é capaz de realizar este ato de condensação muito por ele mesmo, com a ajuda da
imaginação. Ao tomar nenhuma parte ativa no próprio trabalho, ele pode ter a condensação
realizada por meio de quem, neste caso, os espíritos irá extrair, como vampiros, o fluido elétrico e
magnético necessário para trazer o efeito desejado.

Como é bem conhecido, a diferença entre um ser dos elementos e um ser humano encontra-se no facto de
um ser um dos elementos é constituído por apenas um elemento, ao passo que um ser humano é composto
por todos os quatro elementos, acrescido de um quinto: o Akasha-princípio.

Um ser elementar só pode trabalhar com o elemento e o fluido a que appertains; um ser humano,
no entanto, pode se familiarizar com todos os poderes e pode aprender a controlá-los. Mas em
ambos os casos, quer sendo de elementos ou ser humano, a Divina Providência ou o
Akasha-princípio é o fator determinante. No entanto, um ser humano é capaz de encarnação, um
ser dos elementos não é capaz de fazer isso por si só. O corpo de um ser astral dos elementos
rompe-se em seu elemento; um corpo astral humano dissolve-se os quatro elementos. Outra
diferença é o fato de que com o momento da morte de um ser elementar deixa de existir, pelo seu
espírito é mortal; homem, que é algo como um pequeno macrocosmo, possui, desde que ele foi
criado à imagem de Deus, um imortal espírito individual. Embora seja possível fazer, fora de um
ser calculado de apenas um elemento, um ser fourelement- por operações mágicas especiais e
dar-lhe um espírito imortal, um verdadeiro mago vai fazer isso muito raramente, e nunca sem
razões especiais que devem ser válido o suficiente para ser justificado diante de Divina
Providência.

64
O Akasha-princípio da esfera astral determina também a re-encarnação no mundo físico de um ser
humano vivendo no mundo astral. O material astral de luz, normalmente chamada de luz astral, é a
emanação mais divino no mundo astral. Para os iniciados, que vêem o princípio divino do mundo
astral este lightprinciple parece tão brilhante como a luz do sol ardente ou como o próprio sol, desde
que estavam no mundo físico capaz de contemplar a Providência Divina na Luz sem ter sua
divindade transformado em uma forma particular. A religião individual de uma pessoa tem o seu
devido lugar no mundo astral a tal ponto que ele atribuiu uma certa forma e nome para sua
divindade de acordo com suas visões religiosas do mundo físico. Os ateus não sentem necessidade
de um Deus, mesmo no mundo astral e, portanto, não são capazes de formar uma idéia da
divindade lá. No entanto, eles anseiam por algo mais elevado, bem como um homem sedento
anseia por água. As pessoas que acreditaram em várias religiões ou divindades durante a sua
existência na Terra vai encontrar condições caóticas. Eles terão um tempo difícil lá, se eles não são
capazes de fazer as suas mentes de seguir uma certa forma. No entanto, durante seu curso de
desenvolvimento no mundo astral sua concepção de Deus será esclarecido para que, finalmente,
eles vão acreditar na divindade que foi muito melhor para eles. Esta concepção de Deus, então,
geralmente determina o lugar de sua re-encarnação.

Um mágico ter explorado durante a sua vida, a esfera astral da zona de anelamento a terra saberá
por experiência própria, como os poderes e seres da esfera astral operar e que eles fazem, mas ele
também pode aprender com aqueles seres com os quais ele está trabalhando magicamente.

Da mesma forma como o mágico ainda não está totalmente desenvolvido no mundo físico usa um
guia espiritual para a sua formação e gosta de ser ensinado por ele, ou por comunicação passiva ou
escrita automática etc., um ser humano ainda não é perfeito sendo também vai encontrar seus guias
no mundo astral. Estes guias irão ensiná-lo de tempos em tempos e ajudá-lo sempre que necessário.
Altamente desenvolvida seres espirituais da zona girdling a terra-se condensam em sua esfera astral
apropriada e, assim, tornam-se os guias de indivíduos ou de grupos de indivíduos, e iniciar os seres
astrais de menor perfeição nas leis superiores. Esses guias não deve nunca ser obrigado a fazer o
seu trabalho no mundo astral; eles são comissionados pela Divina Providência para oferecer
assistência a qualquer ser astral, dependendo de sua maturidade e estado de perfeição.

No mundo astral, o guia, pode-se também chamá-lo de genius loci, não só ensina seu protegido as
leis, mas auxilia-lo em todo o seu desenvolvimento. Às vezes acontece que um homem astral quer
fazer algo em seu próprio acordo, mas é avisado no momento crítico por seu guia ou gênio não
fazer

65
arbitrariamente nada. O gênio vai intervir especialmente nos casos em que um ser com um baixo
grau de desenvolvimento humano astral está prestes a fazer algo contrário às leis da Divina
Providência. O guia informa seu protegido sobre as leis do mundo físico e prepara-lo para o seu
renascimento. Isto mostra claramente o quanto é necessário que o desenvolvimento mágico de um
ser humano durante o seu tempo no mundo físico leva à perfeição, a fim de estar preparado para a
vida em uma esfera superior.

Todos os golpes do destino que estão aptos para purificar o espírito de um homem no mundo físico
e que irão ajudá-lo a obter o tipo de experiência necessária para o seu desenvolvimento espiritual
já está preparado e determinado pela Divina Providência no mundo astral para cada indivíduo de
acordo com sua maturidade e grau de desenvolvimento. O ser humano conhece antes de sua
incorporação sobre a questão de ensino no mundo físico e não só concorda com isso, mas ainda
anseia por passar por isso. No momento de seu renascimento ele perde o seu conhecimento sobre
tudo que a Providência Divina tem planejado para ele. Se um indivíduo que vive neste mundo
poderia saber antecipadamente tudo que ele tem que passar, ele já não teria o livre arbítrio no
mundo físico. Tal indivíduo seria equivalente a um mero robô em todas as suas ações ou um
autômato, e a tarefa que ele teria que completar neste mundo se tornaria impraticável. Apenas um
iniciado de grau mais elevado, sendo mestre sobre Karma, que é mais de causa e efeito, e
sentindo-se igualmente familiarizados com a física, bem como o mundo astral é maduro o
suficiente para saber tudo com antecedência sem temer quaisquer influências desfavoráveis ​em
seu livre vai.

Seres encarnar-se do mundo astral para a esfera física do nosso planeta, limitado pelo tempo e
espaço, a fim de trabalhar em seu
desenvolvimento, já que as leis materiais deste avião teve muito mais obstáculos na frente de cada
indivíduo do que é o caso na esfera astral. Os impedimentos do mundo físico fortalecer o espírito e
habilitá-lo a crescer mais rapidamente em seu desenvolvimento do que seria possível no mundo
astral. Portanto, os seres humanos do mundo astral são instados a alcançar encarnação re- neste
mundo assim que possível, e estão prontos a aceitar, mesmo nas condições mais difíceis, a fim de
ser capaz de continuar o seu desenvolvimento espiritual.

Cada homem pode alcançar a perfeição, para a evolução de toda a humanidade leva em direção a
ela. O guia espiritual designado para cada indivíduo pela Divina Providência para sua iniciação no
mundo astral lidera e controla o desenvolvimento espiritual de seu protegido e em muitos casos
continua com a sua comissão após seu protegido tem re-encarnada no mundo físico. O mago
deve, portanto, tente no início de seu desenvolvimento para chegar

66
em contato com o seu gênio. Como isso é conseguido já foi contada em "Iniciação ao Hermetismo".
Às vezes acontece que as pessoas que já atingiram um alto grau de perfeição aqui na terra são
capazes de continuar seu desenvolvimento espiritual no mundo astral até a perfeição, mas estes são
selecionados pela Divina Providência para cumprir uma ou mais missões na Terra. Tais líderes
espirituais são, em seguida, mágicos ou iniciados por nascimento que em uma determinada fase do
desenvolvimento físico de seus corpos humanos, geralmente logo após o período da puberdade,
tornam-se subitamente consciente de seu estado, seu grau de desenvolvimento espiritual, e só
precisa de um pouco mais para ser maduro o suficiente para a sua missão divina. Tais missões não
precisa ser sempre de natureza mágica ou espiritual, eles também podem ter a ver com outros
aspectos deste mundo.

Isso explica o nascimento de gênios humanos e inventores em todas as áreas do conhecimento


material. O mago sabe que tudo isso é planejado e controlado pela Providência Divina, que é sobre
os princípios de Akasha no mundo astral, e que nada pode acontecer que, do ponto de vista do
mago, não poderia ser explicada pelas leis universais.

Este tem sido um esboço dos aspectos mais importantes da esfera astral da chamada Terra-zona
ou zona de anelamento da terra, que é a zona próxima ao nosso mundo físico. O earthzone é, de
acordo com o pensamento humano, e não a forma mais condensada de esfera, apesar da sua
colocação acima de nós, uma vez que em que existem as mais diversas intensidades de luz, ou de
vibração, em conformidade com o grau de maturidade de cada indivíduo ser humano. Esta
terra-zona é por nenhum meio limitado de qualquer forma; que se estende sobre o cosmos, não só
sobre a bola da terra.

As leis que regem esta zona não tem nada a ver com a idéia de espaço, no entanto, como eles vão
para todo o microcosmo e macrocosmo e sua conexão análoga. Esta é a razão pela qual o homem só
pode atingir sua perfeição, sua maturidade mágica final, e sua conexão genuína com a divindade,
nesta zona anelamento da terra. Isto mostra claramente que, a partir do ponto de vista de mágica, a
terra da zona é a mais baixa esfera, mas ao mesmo tempo também a esfera com o mais alto
emanação do Princípio divina. I deverá além disso mostrar que existem outras esferas pertencentes a
esta hierarquia que o mágico é capaz de entrar em contato, mas ele é capaz de viver na terra-zone
também como um ser de perfeição, como a verdadeira imagem de Deus. Nesta zona anelamento a
terra toda a criação a partir da mais alta perfeição da divindade até a forma mais baixa e mais áspero
se manifesta. Um ser humano pode entrar em contato com todos os tipos de esferas que se
encontram acima da terra-zone, mas ele não pode se tornar seu

67
habitante constante, porque a terra-zone é o espelho refletindo de toda a criação. É o mundo
manifesto de todos os graus de condensação. Os velhos Quabbalists sabia esta verdade e,
portanto, convoca a terra-zone "Malkuth", o que não significa bola de terra, mas Unido, pelo qual
expressão de criação de seu maior para o menor patamar manifestação se entende. De acordo
com a Árvore da Vida da Cabala ele contém o número de Cabalista de dez, que significa o início
da evolução. Para a pessoa familiarizado com Cabala este número dez é o reflexo do número um
em sua forma mais sutil, que é Deus, para o número dez pode ser reduzido a um excluindo o zero.
O mágico intuitiva ao mesmo tempo vê as verdadeiras relações entre criação e seu corpo
individual e percebe que não é sem razão que ele tem dez dedos e dez dedos. O leitor, porém, leia
mais sobre isso no terceiro livro desta trilogia "A Chave para a Verdadeira Cabala".

O mágico intuitiva também vai perceber uma certa relação entre a zona de terra-e o Muladhara
Chakra, mas vou deixá-lo a ele para meditar a este respeito.

3. Ao lado da zona de anelamento a terra vem a zona da Lua, com o qual o mago deve
familiarizar-se imediatamente após a terra-zone.

4. Além da Lua zona encontra-se a zona de Mercúrio e além dessa zona segue

5. a zona de Vénus. Se o mago tornou-se suficientemente familiarizado com estas zonas, ele terá
que aprender

6. sobre a zona do Sol e mais tarde

7. sobre a zona de Marte, segue então

8. a zona de Júpiter, e finalmente

9. a zona de Saturn.

Muitas outras zonas de estar além da última chamada, mas será o suficiente para o mago para
conhecer as zonas correspondentes aos planetas, e ser capaz de controlá-los bem. As analogias e
a hierarquia de cada zona são tratados no próximo capítulo. Cada esfera mentindo acima da zona
de anelamento da terra, entre a Lua e Saturno, tem um efeito triplo: em primeiro lugar, o mental,

68
em segundo lugar no astral e em terceiro lugar no mundo físico. Dependendo da pergunta em que
esfera do earthzone um certo efeito deve ser causada, a criação da causa para tal efeito deve ser
considerado nessa zona. Desde as zonas mencionadas acima têm certas influências individuais
em nosso earthzone o mágico operando com seres de tais zonas devem ter uma imagem clara da
analogia das leis de cada zona a respeito de seu próprio microcosmo eo microcosmo de qualquer
outro ser humano. Cada analogia das zonas para o micro e macrocosmo deve ser bastante claro
para ele e ele deve saber como criar a causa correspondente às analogias com a ajuda dos seres.
Na concepção do mago cada zona não será um plano limitado para além da Terra-zona, mas
todas as zonas correr para o outro no microcosmo, bem como no macrocosmo. As zonas têm
nomes astrológicos, mas não têm directamente a ver com as construções das estrelas do universo,
embora exista alguma relação entre as estrelas e suas constelações, permitindo que os astrólogos
para tirar suas conclusões para fins mantic ou para descobrir desfavorável influências. Eu já dei
algumas dicas sobre a síntese da astrologia.

Cada zona é habitada em apenas da mesma forma que a terra-zona já conhecido por nós. Os
seres das zonas têm suas comissões especiais e estão sujeitos às leis da sua zona, na medida em
que causas e efeitos estão em causa. Em nossa opinião existem milhões de seres em cada zona.
É impossível grau esses seres categoricamente. Cada um destes seres atingiu um certo grau de
seu desenvolvimento espiritual, um certo grau de maturidade e uma comissão foi transferido em
cima dele de acordo com este grau.

Uma pessoa sem qualquer desenvolvimento mágico e sem a maturidade necessária não é capaz de
continuar para além deste mundo material, a fim de entrar em contato com os seres astrais, para não
mencionar entrar em contato com os seres de esferas superiores.

Há apenas algumas pessoas em nosso mundo físico, que, com o seu espírito, são capazes de penetrar as
fronteiras da existência humana e para avançar para outras zonas. As pessoas que são capazes de fazer isso
conscientemente são chamados iniciados a partir do ponto de vista da hermetics.

Um iniciado é uma pessoa selecionada, que, depois de muitos anos de desenvolvimento espiritual,
atinge o grau de maturidade necessária para as suas comissões. Um verdadeiro iniciado não é um
filósofo que atingiu a maturidade por mero conhecimento teórico; ele é uma pessoa que, após o
treinamento extenuante constante, trabalhou-se para fora da multidão de pessoas médias e ganhou
sua

69
conhecimento pela prática. Aqui, a palavra pode muito bem ser aplicado: muitos são chamados, mas poucos
escolhidos. No entanto, ninguém precisa temer quaisquer limitações impostas, e um aluno aplicado de magia
pode alcançar a perfeição e tornar-se um adepto após o treinamento consciente. Cada ser humano nesta
terra pode chegar ao mais alto grau de perfeição.

Como dito acima, apenas algumas pessoas vão espiritualmente atravessar a esfera comum da zona de
anelamento a terra para visitar a esfera ao lado dele. Essas pessoas são os principais cabeças em magia;
eles são os iniciadores e professores com a comissão santo eo dever de ajudar os indivíduos abaixo los
em seu caminho espiritual. O mesmo é verdade, por leis universais, dentro dos sete zonas deitado além da
Terra-zone. Existem também alguns indivíduos selecionados entre milhões de outras pessoas que vivem
nessas zonas que, no seu desenvolvimento, tenham atingido o grau necessário de perfeição a ser os
governantes que conduzem ou inicia lá. Também os chefes das outras zonas têm sua posição, dignidade e
título, assim como os iniciados na zona girdling a terra são homenageados pelo posto de dignidade
correspondente ao seu grau de maturidade e de seus conhecimentos e assumir o posto de barões, condes,
cavaleiros, Dukes, etc.

O mago irá perceber que esses nomes para fileiras e títulos simbolizam o grau de maturidade de
um ser e certamente não vai considerá-los fileiras como terrenos. Portanto, somente os líderes, os
iniciados das zonas individuais, são capazes de influenciar, com suas causas e efeitos, nossas
esferas, não importa se mental, astral ou físico. A maneira pela qual cada ser individual pode
influenciar o nosso mundo será tratado passo analogamente a passo em um novo capítulo sobre a
hierarquia dos seres. Da mesma forma que, em nossa opinião, existem na terra da zona do
positivo e negativo, ou seja seres bons e maus, assim é a situação da mesma em todas as outras
zonas. Os poderes e seres boas ou positivas são geralmente chamados anjos ou arcanjos, os
demônios os negativos ou Archdemons. O mesmo tipo de hierarquia deve ser encontrada com os
seres negativos: há demônios comuns, barões, condes, etc.

A pessoa média terá uma concepção desses seres correspondentes ao seu poder de
compreensão. Em sua imaginação anjos e arcanjos terá asas, demônios e Archdemons terá
chifres. Mas a pessoa bem familiarizados com o simbolismo vai ser capaz de interpretar essa
concepção de acordo com verdadeiros hermetics. Um mágico sabe que um anjo não tem asas, no
sentido literal da palavra e vai ver a analogia nestes asas: as asas são uma analogia com as aves
que se deslocam-se livremente no ar acima de nós. As asas são o símbolo do que é superior a
nós, o símbolo da agilidade,

70
liberdade, liberdade e ao mesmo tempo o princípio de flutuar acima de nós no ar, o elemento que é
mais leve e penetra tudo. Os seres negativos ou demônios são geralmente simbolizado por
animais com chifres e rabos, ou por criaturas que são metade humano e metade animal. Seu
simbolismo, ao contrário, representa o oposto do que é bom: o inferior, incompleta, defeituosa, etc.
A questão de saber se estes seres, positivas ou negativas, em suas próprias esferas realmente
tem as formas que lhes são atribuídos pelos homens, e reunir-se mutuamente nestas formas,
podem ficar em suspenso para o não-iniciado. O mago que é capaz de visitar estas zonas por
viagem mental e astral e que é capaz de influenciar-se com a vibração dessas zonas para que o
tempo de sua estadia, ele é como um habitante da respectiva esfera, vai ter descoberto que isso
não é assim. Sem perder sua individualidade, ele vai encontrar bastante diferentes formas lá, que
não podem ser expressas por palavras. Ele não vai encontrar seres personificados e seus líderes
lá, mas poderes e vibrações que são análogos aos nomes e qualidades. Se ele tentou concretizar,
do seu ponto de vista individual, um desses poderes, ou dar-lhe uma forma de acordo com seu
poder de compreensão, que o poder parece a ele em uma forma equivalente ao seu poder de
compreensão simbólica, não importa se a energia positiva, anjo alias ou energia negativa, demon
alias. Um mágico trabalhar com seres fará com que os seres executar as causas em que a zona
em que ele exerce sua influência.

O trabalho de um Cabalista é diferente. O próprio últimos lugares, com o seu espírito, para a zona
em que uma determinada causa e efeito se destina. Embora ele também domina as leis da zona,
que não precisa a interposição dos seres para seus propósitos, mas faz tudo por si mesmo, com a
ajuda da palavra de Cabalista. Haverá mais sobre no meu próximo trabalho "A Chave para a
Verdadeira Cabala".

Os princípios de trabalho do Cabalista são bastante diferentes. O mago, no entanto, em seu estado
atual de desenvolvimento, não pode, por enquanto, fazer o contrário do que continuar a fazer uso
de seres até o ponto onde ele chegou a um grau mais elevado de desenvolvimento. Cada Cabalista
deve primeiro se tornaram um mágico, a fim de ser capaz de trabalhar de forma diferente e mais
vantajoso por mais tarde.

Se um mago pede um ser cuja forma ele não sabe sobre a terra-zona ou em nosso mundo físico
de uma outra zona, então um tal ser, desde que quer assumir uma forma visível de todo, deve
assumir a forma apropriada para suas qualidades, a fim de entrar em contato com o mágico. Um
demônio comum, no entanto, não é capaz de fazer isso, por um demônio falta a maturidade
necessária é

71
não é capaz de condensar-se de fora da sua esfera dentro da terra-zona ou nosso mundo físico. Portanto, a
maioria dos livros sobre conjurações mágicas nem sequer mencionam demônios simples, mas só falam de
demônios com uma certa posição e título. Mas mesmo estes nunca são tratados em detalhe.

Neste contexto, pode-se levantar a questão de saber se um ser vivo em outro fuso seria capaz de
chamar um iniciado, uma pessoa de grau espiritual, na sua zona. Tal questão tem de ser negada a
partir do ponto de vista hermético, para um ser humano, e, especialmente, um iniciado, é uma criatura
semelhante a Deus simbolizando em miniatura, o macrocosmo e representando a autoridade
completa no microcosmo e macrocosmo. Um mágico pode, portanto, nunca ser forçado a fazer
qualquer coisa por qualquer ser, qualquer que seja o grau de perfeição que poderia ter, com uma
única exceção: Divina Providência.

Todas as cabeças, não importa de que posição ou a partir do qual zona eles vêm, e não importa se
bem ou mal, são apenas aspectos parciais do macrocosmo, de Deus. Sem a permissão da Divina
Providência não ser é capaz de incitar a sua vontade sobre o mágico perfeito, que atingiu a conexão
com Deus. Este novo torna óbvio para o mágico o verdadeiro valor do homem, especialmente do
homem conectado com Deus, e sua importância dentro da criação.

Se um ser de outro fuso deseja entrar no Terra-zona ou nosso mundo físico porque Divina
Providência ordenou a fazê-lo ou porque é seu desejo pessoal, não importa se em um mental,
astral ou forma física, então como um ser ou na cabeça, não importando sua posição, deve
assumir a forma apropriada para as qualidades da esfera a partir do qual se trata. Um anjo, por
exemplo, que tem o amor como a sua qualidade principal, aparecerá como uma beleza perfeita;
um ser cujas qualidades são severidade e rigor terá que aparecer na forma apropriada a estas
qualidades. É exatamente o mesmo com seres de qualidades negativas: dependendo das
qualidades negativas que representam, eles terão de assumir, quando aparece na earthzone ou na
nossa terra física, as formas que simbolizam essas qualidades. As formas que aparecem desses
seres, não importa se bem ou o mal ou a partir de qualquer zona eles vêm, permitirá o mágico que
está bem familiarizado com simbolismo para contar suas qualidades. As qualidades de um ser, sua
aparência e representação simbólica, é totalmente adequada ao seu nome, e de acordo com a Lei
de Analogia, de modo que mesmo um ser do mais alto nível não é capaz de dar-se um nome
inadequado para as suas qualidades.

O mágico, especialmente se familiarizar com Kabalah, é capaz de


exaustivamente verificar as analogias de acordo com a lei de analogia e de

72
determinar se a afirmação de um ser é verdade ou não. Nenhum ser, nem mesmo o pior e mais
enganoso tipo, nunca se atreverá a dizer o mágico genuína um nome que ele realmente não
possuem, e nunca se atreverá a aparecer em uma forma diferente da correspondente às suas
qualidades. O mágico genuína, no entanto, é naturalmente livre para pedir o ser que tem aparecido
em sua verdadeira forma para mudar a sua forma em um desejado por ele. Ele sempre vai ser
obedecido pelo estar preocupado, pois o mágico genuíno, como repetidamente afirmado antes, é
uma autoridade perfeito, é um homem-Deus.

Cada ser, seja bom ou mal, seja anjo ou arcanjo, demônio ou archdemon, a partir de qualquer
zona pode vir, tem certas restrições em suas qualidades, causadas e controladas por Divina
Providência, e depende de essas qualidades em sua zona. Um mágico, portanto, fazer bem em
pedir seres cumprir apenas as tarefas que estão em condições de cumprir, devido às suas
qualidades e que se encontram dentro da gama de sua zona. O mago deve, então, conhece bem
todas as qualidades, faculdades, causas e efeitos, poderes e influências de cada zona individual, e
tê-los sob seu controle, a fim de evitar cometer o erro de pedir um ser para fazer algo fora do
alcance de sua zona de . Se o mago não levar isso em consideração e se, em consequência, ele
pede um ser de algo não mentir iri seu poder, então o melhor um ser tão pode fazer é colocar-se
em outra zona e não para causar um outro ser para cumprir vontade e desejo do mágico. O efeito
real é, neste caso, não provocada pelo ser evocado pelo mago, mas por outro ser. A vontade
absoluta do mago não é assim expressa diretamente, como o efeito ocorre sem o seu
conhecimento. Vou dar mais alguns detalhes sobre as diversas formas em que os seres
normalmente aparecem etc. no capítulo sobre a hierarquia.

O mago também pode estar interessado em saber como um ser de outra zona é capaz de trazer o
efeito desejado no nosso mundo físico, seja mentalmente, astralmente ou fisicamente. Desde a
vontade eo desejo do mago é análogo às qualidades das zonas que ele está lidando com, o ser
encomendado prepara as causas necessárias para o efeito no mundo das causas de sua própria
zona, com a ajuda do fluido elétrico e magnético , semelhante ao procedimento de volting,
conforme descrito em "a iniciação para Hermetics", ou directamente por poder palavra- (linguagem
cósmica) e leva-lo através do mundo das causas da zona relevante para o mundo das causas da
terra-zona, condensado pela imaginação, e daqui, dependendo do tipo de efeito que deve causar,
na esfera mental, astral ou físico. Este é o procedimento real em relação aos seres capazes de
fazer o seu trabalho a influência da sua zona em nossa esfera. Um ser espiritual, no entanto, não é
capaz de fazer qualquer coisa por conta própria ou por sua própria vontade de influenciar nossa
esfera. Somente a estrita ordem de um

73
mágico dada com a sua autoridade absoluta permite que um ser de influenciar nossa esfera de forma
eficaz a partir da sua zona; fazendo assim o ser não pode ser responsabilizado por qualquer coisa; toda a
responsabilidade recai sobre o mago. Para torná-lo ainda mais clara: o trabalho feito por um ser é o
mesmo tipo de trabalho que um funcionário faz por seu mestre.

Claro, um verdadeiro mago nunca se atreveu a perguntar um ser, especialmente um ser negativo,
para fazer as coisas causando efeitos negativos, pois, embora ele tornou-se o mestre da vida e da
morte, o mestre das leis, a Divina Providência ainda controla-lo, e ele teria que expiar imensamente
para maldades que ele não podia explicar.

Pode-se agora perguntar por que um mágico usa um elemental, elementar, astral ou físico sendo
mentalmente, astralmente ou fisicamente, por suas operações em nosso mundo ou esfera, ou em
outra esfera, e por que ele não prefere trabalhar com o poder que ele tem se adquiridos e assim
causar o efeito mágico desejado. Ele é, de fato, capaz de causar alguns efeitos quando operando
na esfera mental por elementais ou volts, que é por fluidos eletromagnéticos, e ele também é
capaz de gerar um certo poder físico por várias operações com elementares e para trazer neste
modo algum efeito físico. A diferença no procedimento reside no fato de que os poderes, seres
elementais, elementais etc. gerados por ele não pode operar de forma independente, uma vez que
eles não possuem intelecto; os seres de qualquer outra zona, no entanto, são, porque eles são
criaturas inteligentes, capazes de realizar tarefas para as quais é necessário um certo grau de
inteligência. Nos casos em que um mágico pode fazer sem tal ser na obtenção de seu objetivo, ele
irá naturalmente desistir de empregar um ser de outra zona para cumprir seus propósitos. Ele irá,
acima de tudo, evocar seres no caso 1. ele quer fazer demonstrar sua autoridade sobre os seres e

2. a fim de obter informações completas sobre as zonas a partir das quais os seres vêm.

Cada mago experiente, que deixa o mundo físico, quer com o seu mental ou com seu corpo astral
para visitar as várias esferas da terra-zona, ou mesmo para visitar outras zonas, vai perceber que os
seres de todas as zonas, independentemente de suas qualidades e faculdades , falam uma língua
universal, chamado de "metaphoricallanguage", isto é, a linguagem da imaginação. Esta é a razão
pela qual todos os seres podem fazer-se entender por outra. Qualquer pessoa média pode, além
disso experimentar este o momento em que ele deixa seu corpo físico, pois ele é, então, capaz de
conversar com qualquer pessoa que entre os mortos, não importa em que país ele pode ter
pertencido antes. Se um mago queira se dizer algo em uma esfera deitado fora do nosso mundo
físico, ou seja, se ele quer formar idéias lá, ele também vai fazer isso por meio da boca, mas
nenhuma

74
sons sairá da sua boca; no lugar das vibrações sonoras imagens manifestam-se que, em seguida,
pode ser percebido por qualquer ser.

Se, no entanto, um ser espírito está incorporada em nosso mundo físico, isto é, se ele deixou sua
zona de se adequadamente condensado, a fim de ser visível e audível, então esta linguagem
metafórica é imediatamente traduzido para a língua o mágico sabe. Isto significa que deve uma
chamada mágico, por condensação, da terra-zone para o mundo físico, uma pessoa que antes de
sua morte era de chineses, indianos ou de qualquer outra nacionalidade, ele vai achar que um tal
espírito tem um domínio perfeito da linguagem do mago mesmo fala. Uma pessoa religiosa vai se
lembrar que os apóstolos e discípulos de Cristo, que, após a morte do Salvador, foram cheios do
Espírito Santo, foram capazes de falar em todas as línguas da terra. Esta expressão da Bíblia
Sagrada "cheios do Espírito Santo" significa claramente que os apóstolos, os discípulos de Cristo,
eram, pelo esclarecimento do Espírito Santo, naquele momento no mundo astral e, portanto, capaz
de traduzir a linguagem metafórica em qualquer outro idioma desejado. Este não é um milagre,
pois está nas faculdades de todo o ser. Cada pessoa que tem alguma idéia sobre hermetics vai
saber que a linguagem metafórica é a língua do universo, e que os povos antigos fizeram uso
abundante de esta linguagem metafórica ou cósmica. Os hieróglifos dos antigos egípcios são um
exemplo notável para este fato. Que as palavras expressas pela linguagem metafórica tinha um
efeito mágico forte, não se pode duvidar. E não é sem propósito que o povo do Oriente e outros
fizeram muito uso da linguagem metafórica, para dentro das fronteiras de seus países estava o
berço de todas as ciências herméticas.

Vantagens e desvantagens de Evocational Magia

A maioria das pessoas que se apossar de um livro sobre magia evocational sejam induzidos em erro, por
vários métodos, para colocar imediatamente em prática o procedimento recomendado sem ter alcançado
o grau necessário de desenvolvimento magia. Eles pensam que os poucos preparações incompletas
recomendados nas instruções será suficiente. Os motivos que conduzem a este tipo de operação
precipitado normalmente têm várias causas. Com uma pessoa que poderia ser mera curiosidade, o que
faz com que ele se perguntam se outras esferas realmente existem. Outra pessoa pode estar desejoso
de ver espíritos, seres e demônios, e ainda uma outra pessoa pode esperar para colocar-se em certas
vantagens por operações mágicas. Uma quarta pessoa, talvez, quer evocar seres para adquirir a partir
deles certos poderes e faculdades, para se tornar famoso e honrado, etc.

75
Algumas pessoas possivelmente pretende obter certas informações de determinados seres ou fazer mal
a pessoas que não gostam. motivos inumeráveis ​que levam a falta de consideração para a prática de
evocação mágica poderia ser mencionado aqui. Este capítulo foi escrito especialmente para essas
pessoas para que eles devem tomar para seus corações estes aviso: A ignorância de modo algum
impede as pessoas de perigo e desgraça como resultado de operações mágicas que eles deveriam ser
realizadas sem formação suficiente e desenvolvimento pessoal.

Se alguém sem desenvolvimento mágico e preparação atreve a aproximar a prática da evocação,


ele pode ter certeza de qualquer recebendo nenhum resultado em tudo, o que provavelmente fará
com que ele desista toda a questão, ou ele fica apenas resultados incompletos, o que pode fazer
-lhe um descrente completa. Amargurado por isso, ele vai dizer que tudo é ilusão, sem ter tentado
encontrar as causas de sua falta de sucesso dentro de sua própria pessoa, e sem se tornar ciente
da necessidade de aprofundar o conhecimento da ciência mágica se ele quer ter sucesso .

É exatamente o contrário com as pessoas que, durante a sua encarnação presente ou durante
uma encarnação anterior, atingiram pelo menos algum grau de perfeição espiritual e que têm um
certo poder de imaginação. Eles não serão capazes de obter resultados perfeitos, mas talvez
parciais. Essas pessoas estão rigthly chamados bruxos ou feiticeiros do ponto de vista hermético.
E é geralmente essas pessoas que caem nas mãos dos poderes invisíveis, como podemos ver
com a história. O exemplo mais marcante e mais conhecida é a tragédia do Doutor Fausto,
popularizado por Goethe. Devo desistir aqui de descrever a personalidade do Doutor Fausto, mas
cada mago será capaz de explicar o que aconteceu neste caso.

Cada mágico genuína trabalha com os seres conscientemente, ele é para eles uma pessoa de certa
autoridade, poder e força, devido ao seu desenvolvimento mágico e maturidade, sua atitude para
com os seres espirituais é bastante diferente da atitude de um feiticeiro. influência de um mágico
em um ser, também, é bastante diferente, e os perigos a que um mágico pode ser expostas são tão
pequenas que eles precisam apenas ser mencionado. O mago está sujeito a apenas algumas
tentações por parte dos seres, mas desde que ele atingiu o equilíbrio mágico, nada pode levá-lo
fora de seu caminho, nem mesmo os projectos mais tentadoras. Os seres reconhecer sua
autoridade e considerá-lo como seu mestre, como a imagem da criação, à imagem de Deus, e são
bastante dispostos a servi-lo sem nunca ousar pedir qualquer recompensa por seus serviços. É
diferente com um necromante ou feiticeiro, no entanto, por causa de sua incapacidade de criar o
poder de autoridade necessária para os seres. Ele está sempre em

76
perigo de perder o seu equilíbrio com o custo de sua individualidade e desenvolvimento mágico.

Se um necromante ou feiticeiro tem um relativamente alto poder da imaginação e é capaz


parcialmente para levantar sua consciência, pode acontecer que, usando magia embora nomes
bárbaros, ele consegue ter uma de suas evocações traduzido para a língua do ser e o ser que ele
está evocando ouve sua voz. A próxima questão a surgir é se o ser reage à evocação e pretende
fazer o que o feiticeiro quer que ele faça. Para o ser ao mesmo tempo percebe se o feiticeiro é
maduro o suficiente e desenvolveu o suficiente para ser capaz de exercer coerção ou se pode ir
facilmente em oposição. Se, um ser positiva boa está envolvido, ele se compadece do feiticeiro. Se
o feiticeiro evocou um ser indiferente e menos ativa e se o desejo do feiticeiro, se fosse realizado,
não iria prejudicá-lo, pode, agora e, em seguida, dar um sinal de simpatia e fazer o que o feiticeiro
quer que seja feito. Mas se o feiticeiro deseja qualquer coisa que possa prejudicá-lo ou qualquer
outra pessoa sem ser capaz de tomar a total responsabilidade por isso, então o ser não vai reagir a
evocação do feiticeiro. Todos os meios de coerção mencionado em vários livros para uso de
feiticeiro, a fim de ter os seres que trabalham para ele são ineficazes e, mas meras frases com
apenas uma ligeira ou nenhum efeito sobre os seres astrais. seres negativos, por outro lado,
preferem reagir às intenções negativas e do mal e tentar ajudar o feiticeiro em sua realização. Mas
uma cabeça de demônios também sabe muito bem que ele não precisa fazer o que o feiticeiro
quer, se o feiticeiro deseja algo que debitar-lhe muito karmicamente ou que ele não poderia
assumir a responsabilidade de, do ponto de vista cármico. Em tal caso, nem mesmo um demônio
se atreveria a cumprir o desejo do feiticeiro, por este ser, mesmo que seja negativa, depende
Divina Providência. Não pode, por sua própria vontade, criam vibrações que causaria um estado
caótico na harmonia de uma esfera. Por isso, é necessário salientar mais uma vez que é
absolutamente necessário para a evocação dos seres de qualquer esfera e no fim de um certo
grau de desenvolvimento mágico e perfeição para ser capaz de colocar sua consciência na esfera
ou zona relevante e para traduzir pensamentos one para a linguagem metafórica ou linguagem
cósmica de modo a que um ser entende-los.

Com estes pontos em mente o mágico vai perceber o verdadeiro valor do livro de encantos que ele
começou para seu uso pessoal, e que o livro realmente é um livro de linguagem da linguagem
cósmica em que ele vai entrar em todos os procedimentos de sua arte da evocação mágica
traduzido em linguagem picture- simbólico. A necromante ou feiticeiro trabalhando de acordo com
os piores rituais e no cumprimento das invocações mais bárbaras e evocações não é de

77
significa capaz de praticar invocações em uma ordem sistemática, isto é, para iniciar uma conversa
com o ser em questão, para não mencionar a autoridade que ele deve ser capaz de representar, pois
ele está faltando a maturidade mágica necessária e perfeição. A necromante pode, no máximo,
colocar-se em um estado de êxtase durante suas operações, o que não é mais do que um grito para a
zona em questão, mesmo que suas citações são mais aterrorizante e aparecer-lhe muito promissor.

Na maioria dos casos, o feiticeiro, durante o seu estado de êxtase, é uma vítima das alucinações
mais enganosas. No caso mais favorável uma invocação tais incompleta de um feiticeiro pode,
muito inconsciente para ele, resultará na criação de um elemental ou um elementar, devido ao
estresse em êxtase de nervos de feiticeiro, dependendo da quantidade de nervo-poder que ele
projeta de seu círculo mágico no triângulo mágico. Tal elementar poderia, então,
inconscientemente, tomam a forma do ser evocado; o feiticeiro, sendo incapaz de dizer a
diferença, consideraria o elementar como o ser evocado por ele. Tal elementar é, então, capaz de
despertar certos desejos em seu criador e fornecer a sua satisfação. Já disse o suficiente sobre
isso em meu primeiro livro: "Iniciação ao Hermetismo".

Neste contexto, devo salientar que o mago deve ter uma ideia clara do que um contrato é, como tal
contrato é feito, quais são as suas desvantagens, etc. Vou agora dar mais detalhes sobre este
ponto.

Se um feiticeiro ou necromante sucesso em realmente chamando a cabeça de uma determinada


esfera para o mundo físico pela elevação extática do seu espírito, tal cabeça, se for negativa, será
sempre tentar obter sob sua influência não só a alma mas também o espírito do feiticeiro, a fim de
torná-lo totalmente dependente. O feiticeiro normalmente realiza durante sua segunda ou terceira
operação que ele já não é capaz de obter-se no mesmo estado de êxtase que anteriormente o
ajudou a ter uma certa influência sobre a esfera em causa. Isso é motivo suficiente para uma
sensação de mal-estar dentro dele, o que geralmente faz com que ele literariamente a apoderar-se
do ser aparecendo para ele, a fim de ter seus desejos realizados. A cabeça aparecendo agora para
o feiticeiro não em todos reagem a ele se não tivesse certeza de que alma e espírito de feiticeiro
estavam maduros o suficiente para ele, e que, portanto, vale a pena tentar obter ambos. O chefe
vê os muitos desenvolvimentos cármicas que o feiticeiro pode já ter sofrido e durante o qual ele
atingiu um certo grau de inteligência e maturidade, e ele é, portanto, a certeza de que o feiticeiro
vai torná-lo um bom serviço após a sua morte. O ser sabe sobre tudo isso já em sua própria esfera,
enquanto observa o feiticeiro no exercício da sua

78
operações. Se parece vantajoso o suficiente, uma cabeça, geralmente uma negativa, vai aparecer
para o feiticeiro, e vai tentar obter o feiticeiro para si a qualquer custo. Dependendo do caráter do
feiticeiro, o ser aplicará os métodos mais variáveis, sabendo muito bem os pontos mais vulneráveis
​onde ele pode bater o feiticeiro. Se, por exemplo, o feiticeiro é de qualquer forma com medo, o ser
vai tentar assustá-lo, a fim de fazê-lo obedecer. Se, no entanto, o feiticeiro é de alguma forma
ciente de suas faculdades espirituais e psíquicos, o ser vai tentar conquistá-lo com todos os tipos
de promessas, por exemplo, com a promessa de que ele vai fazer alguma coisa, etc. Mas, ao
mesmo tempo que irá apontar que tal coisa não é possível sem um acordo mútuo e irá apontar as
vantagens de um tal contrato. Cabe então ao feiticeiro para resistir às tentações do ser e para se
opor. A luta dentro da própria consciência de feiticeiro irá iniciar e irá desenvolver em uma terrível,
para a consciência de um homem é a forma mais sutil da Divina Providência. Se, no entanto, o
feiticeiro não está disposto a ouvir as advertências divinas, que é seguir sua consciência, mas
suprime-lo, apesar de sua aparência repetida, então ele se torna uma vítima do ser, fazendo um
acordo ou um contrato com ele .

Este tema vai certamente interessar a todos. Portanto vou examiná-lo mais de perto a partir do
ângulo hermético. Por que um ser espiritual deseja obter a posse da alma e do espírito de um
feiticeiro? Há várias razões para isso. Em primeiro lugar, nenhum ser, muito menos uma negativa,
nunca vai fazer qualquer coisa para o feiticeiro sem a esperança de obter uma recompensa
relevante. O feiticeiro é obrigado por contrato a deixar a Terra-zone depois que ele rejeitou o seu
corpo físico. Ele é de fato levado pelo diabo, como estado lendas, e deve viajar para a esfera do
que estar com o qual ele fez o contrato, a fim de servir ali como seu servo.

A cabeça, com quem o contrato foi feito, geralmente emprega um feiticeiro falecido como um
mensageiro para a esfera astral, mental ou física da Terra-zona onde ele tem que realizar
comissões para seu mestre, o que corresponde à esfera negativa de que ser. Tal cabeça gosta de
entrar em conexão com um feiticeiro porque o último foi criado como a imagem de Deus e,
portanto, tem quatro pólos e, consequentemente, muitas mais possibilidades do que o próprio ser.
Na maioria dos casos o servo do chefe, neste caso um ser humano, é feita em um familiaris
spiritus ou factotum e colocar à disposição dos outros feiticeiros semelhantes. Na função de um
familiaris spiritus o feiticeiro, em seguida, é dado todo o poder da própria cabeça possui, já que a
partir daquele momento ele está em substituição do ser. A transferência de poder sobre o feiticeiro
é feita quer por um Ankhur da cabeça ou do principal dos demônios ou influenciando-o com poder
de zona para que ele pode trazer

79
sobre os efeitos ordenados por si mesmo e garantir os resultados desejados, ou ele é fornecido
com outros agentes para ajudá-lo realizar suas comissões. Mas se esses servos são verdadeiros
habitantes da zona e, como tal, meros subordinados de seus mestres, ou se eles realmente são
vítimas, como descrito acima, é difícil determinar, para tais seres não estão autorizados a dizer
nada a ninguém sobre si mesmos. Também é possível que as fases indesejáveis ​na memória ou
consciência de tais espíritos ter sido excluído, seja por um feitiço mágico ou outras práticas. E
assim o feiticeiro, apesar das qualidades que ele tem em conta a sua natureza de quatro pólos,
torna-se dependente da esfera da cabeça, que está na esfera de seu mestre, e que o impede de
se libertar dos laços com a cabeça e de viver sua própria vida. Ele torna-se um instrumento sem
vontade da cabeça e deve fazer tudo o último quer.

Depois de ter selado o contrato ou pacto, o feiticeiro não pode fazer qualquer trabalho por
semanas ou meses. Durante este tempo ele é ensinado por sua cabeça várias práticas e é iniciado
no uso de seus poderes. A vedação de um pacto tal, não é realmente muito diferente do que é
indicado nas grimoires ou livros mágicos. Há, no entanto, uma pequena diferença pouco conhecido
a ninguém: o próprio pacto não é compilado pelo ser espírito, mas é, de fato, elaborado e escrito
pelo feiticeiro si mesmo, como o livro de encantos. O texto do pacto está escrito em tinta comum.
tinta especial, no entanto, pode ser utilizado para este fim, dependendo dos rituais aplicados, mas
esta não é tão importante. O contrato diz claramente o que os serviços devem ser prestados pelo
ser que deseje ele vai cumprir, que possibilidades são dadas o feiticeiro com este pacto, incluindo
outras condições que devem ser cumpridas pelo ser em nome do feiticeiro. Em outra página do
contrato os deveres estão estabelecidos, que, por um lado, o feiticeiro deve realizar para o ser e
que, por outro lado, o próprio ordens ser para levar a cabo. Afirma ainda de que forma a cabeça
pode ser chamado e se tem a aparecer visível ou invisivelmente; como servos, colocar à
disposição do feiticeiro, têm que ser tratadas, etc. O ponto mais importante é o período em que o
contrato é válido e que, após a data de expiração do contrato, o feiticeiro é obrigado a viajar para a
esfera do demônio . Também a maneira em que o feiticeiro morrerá no mundo físico e como ele vai
passar para a esfera da cabeça é fixado por contrato. Todos os pontos e condicionado são
acordados por ambas as partes, e o ser geralmente assina o contrato por seu próprio selo,
utilizando mão de feiticeiro como um meio, e o acordo mútuo é assinado. Também é bem possível
que o ser pede, ou insiste em, o feiticeiro da assinatura do contrato com o seu próprio sangue. Mas
os contratos foram feitos, e ainda estão sendo feitas, sem essa condição. Normalmente, o contrato
está escrito em duplicado; uma cópia permanece nas mãos do feiticeiro, o outro é para o ser.
Afirma-se nos livros que o ser leva ambas as cópias, mas isso é feito raramente e apenas

80
acontece com uma certa categoria de seres. Normalmente a segunda cópia é dobrado em conjunto
pelo feiticeiro, e queimados. Essa queima do contrato, na verdade, significa que as ideias e pontos
do contrato são transmitidos para a zona em questão.

Neste, ou de forma semelhante, com os quais pode haver pequenas diferenças que não são
essenciais em tudo, pactos são selados, especialmente pactos com seres negativos. tal pacto não
pode nem ser quebrado pelo feiticeiro nem pelo ser e deve ser respeitada incondicionalmente.
Muitas vezes acontece que a vítima nem sequer sabe que ele tem feito um contrato tão horrível e
chega à respectiva esfera sem saber que ele tem que recompensa os deveres do ser prestou-lo na
terra. Se, no entanto, má consciência começa a trabalhar no espírito de um feiticeiro antes de o
contrato expirar, e se, em conseqüência, o feiticeiro tenta se libertar por qualquer meio, então o ser
irá tentar qualquer coisa para prejudicar o feiticeiro e destruí-lo. Muitos ensaios de bruxaria do
passado são a prova inequívoca disso e feiticeiros que sentiu pena de sua vedação de tais
contratos e que, portanto, experimentou todos os meios e maneiras de liberar-se tiveram para
expiar fortemente para a sua quebra de contrato por instigação do seres em causa. Muitos
feiticeiros dos tempos antigos não foram capazes de iludir a pira funerária só porque a idéia e
centelha divina ganhou dentro deles e os fez preferir a morte em vez de permanecer em contato
com um demônio até o vencimento do contrato. Mas feiticeiros que rigorosamente respeitados os
pontos do contrato e cumpridos todos os deveres até o prazo expirou sempre permaneceu sob a
proteção das forças escuras e nenhum poder no mundo jamais poderia prejudicá-los. Aqueles que
não aderir ao contrato e lamentou seu erro foram severamente perseguidos pelos seres, para os
meios e maneiras de prejudicar seus antigos protegidos último sempre encontrados.

O tipo de contratos descritos acima pode ser considerada como o tipo usual, para o mago tenta
entrar em contacto com o ser por meio da mágica de evocação e para manter esta ligação com o
ser directamente ou por familiaris spiritus servindo o ser .

O leitor pode agora perguntar se tal feiticeiro está condenado a ser o servo de um ser ou de cabeça para
sempre. Respondendo a essa pergunta não apresenta nenhuma dificuldade para um mágico que é
igualmente familiarizado com todas as esferas. Assim que o feiticeiro tem re-pago a cabeça em plena
medida de suas funções na Terra - isso pode levar, em nossa cronologia, muitas centenas de anos, desde
o tempo eo espaço estão ausentes nas esferas - consciência do feiticeiro vai começar a trabalhar em -lo
cada vez mais e sua natureza de quatro pólos sente-se pouco a pouco livre da escravidão. Quando o
feiticeiro tenha pago de volta cada centavo de sua dívida, ele

81
pode voltar a fazer o que ele gosta. Mas se, nesse ponto, ele ainda sufoca a sua consciência,
disposto a segui-lo, ele vai permanecer na esfera de sua cabeça e, finalmente, perder a quatro
polaridade e identificar-se com o avião em que ele vive, assumindo a vibração daquele plano
sempre. Desta forma ele condenará a si mesmo. O feiticeiro, em seguida, deixa de ser um ser
humano, a imagem de Deus, e se torna um ser de matéria, isso é, ele afunda a um demônio. Isso,
certamente, é o estado mais lamentável um ser humano pode entrar e pode ser chamado a
condenação do ponto de vista religioso, ou como verdadeiro pecado contra o Espírito Santo.

Este seria o procedimento completo para a selagem de um contrato entre um mago e um ser de
outra zona. Caso o feiticeiro seguir a voz de sua consciência, ele será capaz de deixar a zona da
cabeça e encontrar um novo lar na terra-zone. Aqui ele pode voltar a viver como um ser de quatro
pólos e renovar seu desenvolvimento espiritual. Se, neste caso, é necessário para ele voltar em
nosso mundo físico, este renascimento será concedido a ele sem quaisquer dificuldades no mundo
físico é muito mais fácil para se purificar e trabalhar no desenvolvimento mágico de um como os
outros seres.

Um feiticeiro reencarnado então é capaz de adquirir, no nosso mundo, grande poder mágico, pois ele
tem experiência em trabalhar com potências negativas. Tais re- nascido feiticeiros são os mágicos
nascidos, pois eles possuem faculdades mágicas inatas e não precisam de acumular muito
conhecimento ou se submeter a um treinamento especial em magia. Não se pode negar, porém, que
poderia voltar a acontecer que tal pessoa é superado pela tentação de abusar destes poderes e que a
mesma cabeça de espíritos podem aproximar-se dele de novo, possivelmente sob uma máscara
diferente, para recuperar sua vítima anterior com o mesmo intenção de levá-lo novamente para sua
esfera após a sua morte física. Tal mago, no entanto, tem uma vontade muito mais livre na terra e,
portanto, pode resistir a tais tentação muito melhores. Sua consciência, também, funciona muito melhor
e irá avisá-lo com mais força do que a consciência de um ser humano com nenhuma carreira pessoal.
Assim, raramente acontece que um feiticeiro cai em uma segunda vez. Normalmente, ele é tão
purificado por sua experiência que ele anda ao longo do verdadeiro caminho da magia e é menos
inclinado a ter contactos com demônios ou espíritos negativos.

Esta declaração de fatos verdadeiros pode ser um aviso para toda a verdade buscando as pessoas a não
seguir o caminho de feitiçaria, para um pode ver a partir do que foi dito acima que esse passo é um grande
retrocesso na evolução espiritual e desenvolvimento de um ser humano . Que tudo o que disse não é
fantasticamente composta história, mas um verdadeiro fato triste, que pode ser verificada por qualquer
verdadeiro mágico. o

82
feiticeiro encarnado prosseguir ao longo do caminho certo da iniciação é exposto a um número muito
maior de tentações do que um ser humano médio que está começando seu desenvolvimento espiritual
desde o início. Os aviões que anteriormente vinculados-lo tentar hora após hora, da maneira mais
refinada para obter a sua vítima anterior novamente sob seu controle.

Neste trabalho eu não pretendo nomear ninguém desde os tempos antigos ou modernos, que selou
contratos com os seres, mas para além dos casos, geralmente conhecidos do público, como Doctor Faustus
e Desenvolvimento Urbano-Grandier, existem inúmeros outros de quem o público nunca tem ouviu.

Existe ainda uma outra forma para selar contratos, conhecidos por apenas alguns iniciados. Este deve
ser um aviso para todos aqueles que tentam entrar em contato com vários tipos de seres. Este pacto
não é tratado diretamente, mas com a ajuda de um corpo humano já existente. Qual das duas maneiras
para selar contratos é a mais vantajosa depende da visão do mago individual. A maneira menos
conhecidos podem ser preferidos por pessoas falecidas, bem como por outros seres da terra-zona, até
mesmo por seres de zonas mais altas.

A entrar em contato através de um ser humano exige o controle do ser humano dos elementos, a
luz e o Akashaprinciple e uma inteligência superior e maturidade mágica do lado do ser espírito
que quer entrar em contato com, e fazer um contrato com o ser humano. Do ponto de vista
hermético tal contrato é perfeitamente possível e é praticado por um número de feiticeiros sem seu
diferindo dos povos médios por qualquer coisa estranha ou não natural. Somente o bem treinado
clarividente e os olhos de um mágico genuíno são capazes de distinguir tal pacto. O feiticeiro é
geralmente convidado a tal contrato por um ser e ele não raramente é oferecido tal pacto por seres
dos elementos, que vivem ao lado da terra.

Se estiverem reunidas todas as condições a realização de tal contrato não apresenta nenhuma
dificuldade. O método baseia-se na seguinte procedimento: O ser procura por um corpo físico em
qualquer lugar do mundo material no momento da sua morte. Um corpo saudável é o preferido neste
caso, um corpo que morre de poucos motivos como, por exemplo durante um acidente. Também
corpos dyding das conseqüências de uma inflamação dos pulmões, de encefalite, insuficiência
cardíaca, etc., podem servir a esse propósito. Por outro lado, os corpos não são bem-vindos, que
foram destruídas pela tuberculose ou outras doenças infecciosas de órgãos vitais e em que a
destruição de tais órgãos têm sido a causa de morte física da pessoa.

83
A restauração da harmonia num corpo destruídas por tais doenças seria preciso muito esforço. No
momento em que o fio de ligação entre corpo, alma e espírito rasga e a matriz da vida é
interrompido, o ser se apodera do corpo humano e é capaz de construir um novo segmento entre si
e do corpo humano, fazendo o que eu já tenho descrito em "a iniciação para Hermetics", que é
através do emprego de fluido de luz. É bastante claro que o ser

- antes de unir-se com o corpo físico - deve formar seu corpo astral de acordo com a forma eo
tamanho do corpo humano em causa, utilizando para o efeito o assunto dos elementos, a fim de
entrar em uma unidade harmoniosa dos dois lifethreads: o mental e matriz astral.

O ser que tenha tomado posse de um corpo humano na forma descrita torna-se um ser humano
em um corpo emprestado. Os parentes e curiosos formar a opinião de que a pessoa que está
morrendo, depois de ter estado em agonia voltou à vida novamente, como que por milagre e,
finalmente recuperado da doença. Isto é como os parentes e as pessoas, que não são capazes de
observar pela clarividência a saída do corpo astral do corpo físico, olhar para o evento. Desde que
o ser possui um grau milagrosa de adaptabilidade e mantém todas as faculdades e poderes do
mundo astral e uma vez que sabe tudo, ele continua fazendo o papel da pessoa que realmente
morreu, mas ele vai tentar desaparecer das imediações dos parentes de a pessoa falecida e para
entrar em contato com o feiticeiro sem chamar a atenção. O ser mantém todas as suas habilidades
de sua antiga esfera no novo corpo e coloca-se à disposição do feiticeiro. Com a exceção de um
verdadeiro mágico ninguém nunca vai descobrir a verdade dos fatos e ninguém vai encontrar nada
suspeito em dois amigos ou um namorado e namorada encontro uns aos outros, e as pessoas ao
redor do dois nunca vai descobrir sobre as verdadeiras relações de os dois. Os serviços que o ser
pode tornar o feiticeiro durante sua existência física são exatamente o mesmo como se o feiticeiro
tinha começado em contato com outro ser dessa esfera. Se o feiticeiro quer ter seu trabalho
influência sobre o astral ou mundo mental através deste ser, então o último coloca-se em um
estado de transe und so pode cumprir os desejos do feiticeiro.

A questão do contato carnal é geralmente discutido no momento da primeira citação ou reunião


com o feiticeiro e o feiticeiro está bem informado sobre todo o processo. Que o feiticeiro não deve
nunca dizer uma palavra a ninguém sobre o assunto é por demais evidente, pois de outra forma ele
teria que pagar com a vida pela sua comunicabilidade.

Feiticeiros, muitas vezes instigados sereias para se apossar dos corpos de meninas bonitas do
mundo, na forma acima mencionada, a fim de obter

84
em contato carnal com estas Ondinas, e até mesmo ter casado tais seres. Não havia então
nenhuma diferença entre uma fêmea normal e um undine encarnado, por último, em seu corpo
carnal, estava sujeito às mesmas leis que todos os outros seres humanos. Manteve, no entanto, as
faculdades e poderes do waterelement e fez uso delas em sua encarnação humana. O undine
encarnado também podia ter filhos. Mas o fato mais trágico sobre o assunto foi que ela queria o
feiticeiro para ser absolutamente leal desde que ela manteve um contato entre seu próprio corpo
físico e corpo físico de feiticeiro. Se o feiticeiro queria ter relações sexuais com outra mulher que
estava em perigo de ter que expiar isso com sua vida. Em tal caso, a ondina foi também não é
capaz de permanecer no mundo físico e não foi capaz de entrar em novos contactos. Logo após a
morte do feiticeiro que se tornou seu amante ou marido, ela também morreu. Após sua morte tal
undine não viajar para a terra-zone como qualquer outro ser humano, mas tem que voltar para o
elemento água e novamente vive lá como ondina.

Se um mágico com um alto grau de perfeição e relacionamento com Deus traria tal um procedimento
que ele faria com o seu poder criativo, ser capaz de construir, com a ondina, o mesmo tipo de
harmonia dos elementos uma vez que possui qualquer ser humano . Ele seria capaz de criar um
novo ser humano cujo espírito seria tão imortal como o espírito de qualquer outra criatura humana.
No entanto, um verdadeiro mago nunca vai empreender tais operações sem ter razões suficientes.
Eu só mencionei isso aqui porque eu quero mostrar que tal coisa está dentro das faculdades de um
mágico. O não-iniciado pode acreditar que este seja um conto de fadas incrível, mas, do ponto de
vista hermético, tais coisas são possíveis e podem ser facilmente realizados. O verdadeiro mago não
terá quaisquer dúvidas destas possibilidades.

Além de espiritismo há um outro tipo de evocação de espíritos chamados necromancia. A diferença


entre um feiticeiro e um necromante é o seguinte: o feiticeiro normalmente tenta entrar em contato
com os seres mais elevados da terra-zone, com as cabeças dos elementos ou com os chefes de
outras zonas; o necromante, por outro lado, apenas pratica a evocação de pessoas falecidas. O
método de necromancia é bastante simples e um mágico que ainda não atingiu a perfeição é
capaz de aplicar este método com mais sucesso do que um feiticeiro praticante evocações. A
necromante enfrenta o mesmo tipo de perigos como o feiticeiro já que um ser humano falecido
também podem tomar posse plena do necromante e torná-lo completamente dependente. Se um
necromante se torna tão dependente de um astral sendo que ele não pode fazer nada sem o
aconselhamento e ajuda do ser, então nós também podemos falar de um

85
tipo de pacto, neste caso, embora este tipo de contrato não pode ter as mesmas consequências
trágicas como os pactos tratado antes.

O mago é capaz de chamar qualquer ser do mundo astral sem qualquer perigo, sem se tornar
dependente dele e sem se tornar vítima de necromancia. Um necromante é uma pessoa com um
baixo grau de desenvolvimento espiritual e mágica, cujo objeto principal é entrar em contato com
os seres astrais da terra-zona, de preferência com pessoas mortas. O necromante, na maioria dos
casos tentar fazer uso de um ser da esfera astral, que é ele quer exigir de um ser certos deveres
tais mágicos no físico, astral ou plano mental ou simplesmente tentar satisfazer a sua curiosidade.
Para este efeito, o necromante vai escolher um ser humano após a sua morte física que durante
sua vida na terra ocupou-se com qualquer das ciências secretas e que possivelmente tenha
atingido um certo grau de perfeição nesta. Se uma pessoa passa a ser um verdadeiro mago que
tem seguido o verdadeiro caminho da iniciação e aprendeu todas as suas leis aqui na terra, tendo
assim adquirido um certo grau de perfeição, que nobres do esforçou para fins positivos e
controlados os poderes negativos , ele vai, se ele acha que é benéfico, parecem o necromante e
apontar-lhe as vantagens ou desvantagens de seus projetos e intenções.

Um verdadeiro mago irá, no entanto, nunca manter uma conexão constante com um necromante,
nem ele vai tentar influenciar o necromante de tal forma que ele se torna dependente dele. Ele será
sempre preparado para avisar o necromante e vai dar-lhe permissão para chamá-lo em caso de
emergência. Além disso, ele vai dar um bom conselho para o necromante e iniciá-lo nas leis da
esfera astral, mas ele nunca vai estar preparado para servir o necromante, ou para fazer o que
quiser, ou para satisfazer seus desejos materiais. Apenas bad mágicos com pouca experiência e
uma afeição por potências negativas ou mera feitiçaria vai tentar manter um contato com um
necromante ou ajudá-lo a realizar seus desejos e satisfazer a sua curiosidade. Se o necromante
entra na esfera e sob o controle de um ser tal, ele irá adquirir o mesmo tipo de vibração como o ser
tem na terra-zona e, assim, torna-se um companheiro sofredor. O ser astral, então, evitar o
necromante de fazer qualquer progresso em seu desenvolvimento espiritual e mágica e vai ver que
ele nunca é iluminada ou abençoado com antecedência pessoal. O ser será, então, cheio de
prazer malicioso porque ele conseguiu ser problemático para um ser humano na terra. Ele lembra
os dias de sua própria vida na terra, suas dificuldades e problemas lá, as tentações não poderia
resistir, os poderes que mal utilizados e a falta de chances para a sua verdadeira iniciação, e vai
também tentar impedir o necromante em seu desenvolvimento . O perigo que surge

86
para o necromante num caso tal não necessita de ser analisada. Vou, no entanto, mencionar o fato
de que o necromante pode ser facilmente vampirised por tal ser e que o ser vai tentar perceber no
mundo astral seus próprios planos egocêntricas com a ajuda dos poderes vampirised do
necromante.

Por isso, todo estudioso é avisado para não tomar quaisquer desses contatos e não tornar-se
dependente de qualquer ser. A maneira pela qual um necromante chama um ser do plano astral
assenta em dois métodos. Um método é espírita: o ser é convidado a revelar-se com a ajuda de
meios; que é de escrita mediúnica ou por médiuns colocado em um estado de transe. Este método
requer muita perseverança até que o ser é capaz de assumir um contato direto e aparecer para o
necromante. O outro método é o de evocação: o necromante ocupa contato com o ser com a ajuda
de um quadro de encarnação anterior do espírito ou por estimular esse quadro até que finalmente
os passos estar fora dela como uma elementar, assumindo a sua forma anterior. A necromante
não costuma ter sucesso uma vez, mas se ele continua com seu trabalho persistentemente ele
pode, dependendo de sua maturidade, desenvolvimento, força de vontade e imaginação, forçar o
estar a aparecer para ele visivelmente.

A necromante dificilmente pode diferenciar se, em tal caso, o seu poder de imaginação
desempenha o papel principal, ou se ele criou uma elementar, ou se a conexão visível com o ser
tem de fato ocorrido. Mas um necromante tacanho não se importa que trouxe sobre a conexão ou
o que realmente causou o efeito disired, se tiver sido o seu poder de imaginação (fantasia), ou se
repetido sublinhando de seus nervos criou uma primária ou se o sendo evocado realmente
apareceu do mundo astral.

Caso o necromante tem uma predileção para os poderes negativos, sua evocação e seus esforços
para fazer com que uma projeção no mundo astral possivelmente irá ser prontamente respondidas
por um chamado preto mágico que se vai tentar entrar em contato com um tal necromante. Tudo o
apetite do necromante para obter instruções, práticas, satisfazendo a sua curiosidade, a realização de
seus desejos, será então extinta por aquele ser. O necromante é responsável por tudo o que
acontece e ele vai, assim, cobrar o seu Karma para a sua conta, especialmente se ele quer ver
desejos percebeu que ele não pode de maneira justificar. Que o fim de tal necromante não pode ser
senão trágica necessidade não ser salientado. Necromancers geralmente morrem uma morte não
natural ou subitamente de uma doença incurável. Gostaria também de mencionar o fato de que há
também possível uma relação passiva com seres do plano astral e com seres de zonas mais altas.
Esta relação sexual passiva, no entanto, não é tão eficaz e não dá resultados tão grande mágico
como a prática da evocação. Também neste caso, uma

87
pacto inesperado poderia ser o resultado final, e a pessoa que toma a ligação por esta relação
sexual passiva às vezes é ainda pior do que o feiticeiro ou necromante, já que ele não tem controle
em allover o ser com o qual ele assumiu conexão, ou sobre a efeitos causados ​por ela.

Existem dois principais tipos de este intercurso passivo: o primeiro é um espírita um: o próprio
espírita é a forma para o contato e relações sexuais com o ser, quer por clarividência medial,
clariaudiência, escrita automática etc; a segunda possibilidade para a relação passiva é que um
hipnotizador ou um mesmerist ocupa a conexão com o ser por meio de um meio sonâmbula e
mantém o contato continuamente, para a satisfação de sua curiosidade ou para determinadas
funções de Mentel, astral ou mundos físico. Se o hipnotizador ou espírita não sofreu qualquer
formação magia e se, portanto, não tem o necessário grau de desenvolvimento mágico e
maturidade, a saúde do meio está em perigo em ambos os casos. Muitos médiuns e espíritas que
estiveram em constante ligação com um único ser e muitas vezes fez uso do mesmo, para que
eles finalmente se tornou dependente de esse ser - o que realmente resulta em um pacto indireta -
tiveram que pagar por isso com doenças graves de o mental, astral e corpo físico. Muitos um
hospício poderia testemunhar para tais casos deploráveis.

Tudo o que eu disse acima se aplica especialmente à obra de feiticeiros e necromantes com poderes
negativos e os perigos envolvidos. Neste contexto, gostaria de salientar que o mágico genuína, que
tendo chegado ao longo do caminho do verdadeiro desenvolvimento tenta entrar em contato com seres
positivos independentemente da sua posição ou zona, não deve tornar-se dependente mesmo em bons
seres ou inteligências. Ele pode, se ele gosta, entrar em contato com um bom sendo qualquer momento
que quiser, mas ele não deve participar de qualquer ser, mesmo que ele é especialmente atraído por ela,
pois se o fizer, um pacto também pode ser o resultado, semelhante a tais com seres negativos, embora
os perigos para um mágico genuína operando com seres positivos nunca poderia ser tão grande nem tão
trágico.

Existem também métodos e instruções para a realização de contratos com gênios de qualquer
zona, que, devido a um contrato desse tipo, pode aconselhar e ajudar o mágico em qualquer
aspecto. É claro que um verdadeiro mago, durante o curso de seu desenvolvimento, tentar entrar
em contato com seres bons, uma vez que este é, sem dúvida, necessário, mas não deve tornar-se
dependentes de um único ser, não importa se anjo ou inteligência superior. Ao tornar-se
dependente de um bom ser um mago iria ocupar, como um feiticeiro, a vibração da esfera a partir
do qual o bem estar chegou e, aos poucos, iria influenciar-se tão fortemente com esta vibração
que, finalmente, ele o faria

88
assumir a natureza completa do que ser. Tal ser, no entanto, claro que não estar interessado em
um contrato escrito.

Existem também métodos para a conclusão do mesmo tipo de contrato escrito ou pacto entre um
mágico e uma inteligência positiva superior. Esta conclusão do contrato, o mágico pode ter certeza
de que o ser irá protegê-lo em qualquer aspecto; que irá ajudá-lo, avisá-lo e fazer todo o tipo de
bom serviço para ele; mas depois da morte do mago o ser vai atraí-lo automaticamente para sua
própria esfera. Em que a zona mago não terá que servem o anjo da guarda pela força, mas
livremente. Uma vez que tal mago está em constante ligação com bons seres ele vai se tornar
parte desse avião e perderá todo o interesse em subir mais alto ou em viajar para outra zona. Ele
ficará contente com sua vida e sua ascensão evolutiva é temporariamente interrompida.

Se um mágico é enviado pela Providência Divina para a Terra-zona ou em nosso mundo físico para
cumprir uma determinada tarefa como um ser humano, ele começa a saudade de uma esfera definida
acima dele. Se um mago, depois de ter sido aliado a um gênio em uma determinada zona, ser
encarnado em nosso mundo físico, em seguida, um ex-aliança tal torna-se evidente pela habilidade
especial do mágico, quer no campo da ciência hermética ou em qualquer outro campo cultural, tais como
arte, literatura etc. Isso mostra que o procedimento é o mesmo, não importa se é uma forma positiva ou
negativa, e um mágico nunca genuína será prejudicada em seu desenvolvimento por qualquer pacto
com um gênio ou um anjo, mas vai avançar em seu desenvolvimento desimpedido. Por uma afeição
igual para todos os seres o mágico permanecerá sempre consciente de seu desejo de se tornar um ser
humano perfeito, criado como a verdadeira imagem de Deus e verdadeira divindade será refletido nele.
Ele não é influenciado por qualquer esfera, portanto, ele pode chegar a verdadeira perfeição, desde que
nenhum elemento é predominante dentro dele e que ele tem sido capaz de desenvolver em si o
equilíbrio absoluto de todas as forças e poderes e para manter o padrão de este desenvolvimento no
futuro.

As esferas mais altas são o lugar onde é decidido se um mágico está disposto a alcançar a maior
perfeição possível, ou gosta de se tornar um santo. Um mágico desejosos do mais alto grau de
perfeição pode se tornar o maior e mais alto senhor da criação, pois ele simboliza plenamente a
imagem verdadeira e completa de Deus em todos os seus aspectos. Um santo, no entanto,
permanece sob um único aspecto e atinge a perfeição nele. Ele torna-se uma parte desse aspecto, e,
finalmente, quando ele atingiu a perfeição neste aspecto, ele perde sua individualidade. O maior grau
de perfeição que o homem é sempre capaz de alcançar é o de se tornar um soberano verdade, um
verdadeiro mago, assim, na verdade representa uma imagem verdadeira e completa de Deus, no
qual ele nunca perde ou é

89
forçado a desistir de sua individualidade. Pelo conhecimento da hierarquia dos seres, de suas zonas,
suas causas e efeitos, o verdadeiro mago é capaz de governar sobre qualquer ser da criação, não
importa se bem ou mal, como este é realmente o seu verdadeiro comissão. Governando sobre os
seres espirituais não significa necessariamente governar pela força, para os seres, bem ou mal, vai
sempre estar preparado para servir o mágico, para completar a sua vontade e de cumprir qualquer de
seus desejos sem pedir nada em troca. Os chefes de zonas também gostaria de servir um mágico, e
se o mágico deseja que eles vão mesmo colocar à sua disposição os seres servi-los, e irá
fornecer-lhe com o Ankhur necessário, sem nunca ousar pedir o mágico a celebrar um contrato com o
zona relevante. O mágico genuína é livre para colocar sob a sua vontade como muitos servindo
gênios como ele gosta, de qualquer esfera que ele gosta; todos eles vão ter que servir como seu
maior mestre, ou seu soberano. O mágico genuíno com um caráter nobre fará nenhuma diferença
entre um positivo ou um ser negativo, por Divina Providência não criou nada impuro. Ele é bastante
consciente do fato de que os demônios são tão necessários como os anjos, pois sem essas
contradições de uma hierarquia de diferenciação não seria possível. Seu respeito por um ser, seja
positiva ou negativa, vai depender de classificação do ser. Ele próprio vai tomar o caminho de ouro do
caminho do meio, o caminho da verdadeira perfeição.

O Spiritus Familiaris ou Spirits Servindo

A maioria dos grimoires e outros livros que tratam com a magia de evocação muitas vezes falam de
servir bebidas alcoólicas, o chamado familiaris spiritus. De acordo com esses livros que servem
espíritos são colocados à disposição pessoal do mágico por seres altos, especialmente pelos
princípios da demQns com a ideia de que o mago não precisa se preocupar pessoalmente com os
diretores de demônios, que são os seus mestres, em cada ocasião e para cada assunto trivial. Os
livros afirmam ainda que tais espíritos que servem geralmente são entregues ao mago, ou, como é
mais provável, para o feiticeiro por que a cabeça ou principal dos demônios com quem tenha
celebrado um contrato. Por meio de um Ankhur o espírito de servir é fornecido pela sua cabeça com
o mesmo tipo de força, poder e faculdades etc. que a cabeça possui. O mago não se importa por
quem o efeito que ele quer é causada; se é pelo próprio cabeça ou por qualquer um dos espíritos
que servem ele. Uma coisa, porém, é importante: a responsabilidade Karmic está sempre com o
mágico, ou com o feiticeiro. Como já foi mencionado no capítulo lidar com os vários tipos de
contratos, o mago deve, após o contrato expirou no mundo físico, siga o princípio de demônios em
sua esfera e não pagar de volta em plena medida pelo trabalho feito por ele. Este reembolso, é
claro, não é um reembolso material, mas espiritual.

90
Do ponto de vista hermético, o espírito de servir não devem ser tomadas para os chamados espíritos
familiares dos povos primitivos da antiguidade. Esses espíritos familiares foram, na maioria dos casos, o
falecido de uma tribo, seus ancestrais e antepassados ​pré, heróis etc. com os quais um tipo de
necromancia foi praticado semelhante a um tipo mais primitivo de fetiche-worsphip, mantendo-se um
contacto permanente com estes falecido. Este tipo de necromancia pode ser comparado com o
espiritismo dos nossos próprios dias. Uma vez que cada iniciado sabe sobre as práticas, operação cult
etc. necessários para entrar em contato com um antepassado, com um espírito de família, vou desistir
de escrever novamente sobre este assunto. Não só teve cada família o seu fantasma família ou casa;
havia também numerosas tribos que têm seu próprio gênio, como se sabe da história. O verdadeiro
mago é capaz de dizer a diferença, do ponto de vista hermético, entre um familiaris spiritus real e uma
família ou do espírito ancestral.

A atitude de um verdadeiro mago leva em direção a entrar em contato com uma cabeça, ou seja,
um ser superior, uma inteligência superior, é bastante diferente da de um feiticeiro ou preto-mágico.
Este último quer obter seres sob o seu poder, sem qualquer esforço especial e sem as operações
de preparação apropriadas e desenvolvimento mágico, a fim de torná-los estar servi-lo e ajudá-lo a
realizar todos os seus desejos. Infelizmente, um feiticeiro é provável que se esqueça que ao fazer
isso ele está debitando seu Karma e que ele está fazendo isso para os custos de sua evolução, e
acima de tudo, com os custos de seu desenvolvimento mágico. Seres que servem um feiticeiro
nunca mais trabalhar sem recompensa. Do ponto de vista material tais serviços só podem ser
consideradas como empréstimos. Na verdade, o feiticeiro torna-se o escravo do ser relevante, pois
após seu contrato expirar, o feiticeiro deve, como já apontou 'antes, pagar tudo. Os seres estão
plenamente conscientes deste fato, e sua devoção para com o mágico, que é o de assegurar-lhe
que eles estão sempre dispostos a servi-lo e cumprir qualquer de seus desejos, muitas vezes iludir
um feiticeiro para a opinião errônea de que ele se tornou mestre sobre os seres. Seus desejos,
suas reivindicações para estes seres aumentar durante o curso da aliança, e o feiticeiro,
eventualmente, se desenvolve em um glutão. Só pouco antes da data de vencimento do contrato, o
feiticeiro percebe o que ele fez e que responsabilidades Karmic ele tomou sobre seus ombros. Mas,
nesse momento, é geralmente tarde demais, e todos os conselhos e instruções para sacudir as
amarras de um contrato desse tipo são, do ponto de vista hermético, inútil e inviável,, eno os olhos
de um verdadeiro mágico - pura ridículo. efeitos negativos que uma vez foram estabelecidos no
trabalho, não importa de que forma, deve, devido à lei de causa e efeito, têm o seu devido clara
desligar e ajuste. Pode-se opor a que a Divina Providência, em seus aspectos de amor e caridade,
poderia, em alguns casos, fazer uma exceção.

91
No entanto, o mágico genuína sabe que as causas são sempre acompanhados pelos efeitos
relevantes, caso contrário, a Lei do Carma, a lei da retaliação, o Estado de Direito de todo o
universo, seria falso, que é ilusória. Que isso não é assim, mas que, pelo contrário, tudo acontece
devido às leis mais genuínas com uma precisão admirável não precisa ser enfatizado aqui. O amor
divino e de caridade com todos os seus outros aspectos, tais como a benevolência etc. trabalhar
até o ponto onde o homem percebe que ele próprio é a causa das dores que o superaram, e esse
conhecimento lhe permite transportar sua carga mais facilmente. Do ponto universal de vista
correto Providence, em seus aspectos de amor, benevolência etc., não pode intervir mais. Cada
mago experiente, conhecendo as leis universais, encontra isso em ordem. Cada mágico genuína
deve portanto, preste atenção para não celebrar um contrato que seria inteiramente deter seu
desenvolvimento mágico pessoal e evolução. Um verdadeiro iniciado não vai mesmo ser tentado a
concluir contactos com altos e bons chefes, não importa quão grande as vantagens possam ser.
Para associar-se a seres espirituais e suas esferas significa perder a liberdade dos próprios
pensamentos e ações.

Por que, então, pode-se perguntar, é necessário lidar com a magia de evocação; não é melhor para
trabalhar para o desenvolvimento pessoal de cada um e para deixar os seres onde eles estão? A
resposta a esta pergunta é que o mágico genuína pode, se ele gosta, entrar em contato com quaisquer
seres, os positivos ou negativos, e que ele deve mesmo considerá-lo como seu dever de praticar a
verdadeira magia de evocação, mas ele deve Nunca ser tentado a ligar-se a qualquer ser. Ele pode
usar suas conexões para ampliar seu conhecimento sobre as diversas esferas, para aprender sobre as
leis de tais esferas, e para demonstrar sua autoridade mágica para aqueles seres com os quais ele
opera durante suas evocações. Sem dúvida, esses seres não só vai estar preparado para dar-lhe
qualquer informação que ele quer, mas eles vão ser muito prazer de servi-lo, pois para eles o mágico
genuína é seu mestre, é o verdadeiro iniciado a quem devem obediência e lealdade. Eles nem sequer
se atrevem a aproximar-se um mágico genuína, que foi verdadeiramente iniciado em magia e, portanto,
atingiu a perfeição nele, com um contrato em mente. O mago pode, se considerar necessário,
empregar servindo espíritos de uma esfera ou o outro, mas ele sabe muito bem que ele não deve nada
a eles, para qualquer coisa que um ser pode estar fazendo para ele que ele pode fazer fora de seu
próprio poderes como o resultado de seu desenvolvimento mágico sistemática. O mago pode empregar
seres em primeiro lugar para ajudar seus semelhantes, não a si mesmo, e em segundo lugar para usar
o tempo precioso salvo para seu próprio desenvolvimento. Esta é a atitude certa a tomar e não pode
ser comparado com a atitude de um feiticeiro, como se pode ver facilmente. O mago não precisa
praticar a magia de evocação o tempo todo, mas ele deve ser capaz de realizar com sucesso tais
práticas sempre que ele deve ser necessário. conhecimento exato

92
da verdadeira magia de evocação vai aumentar sua sabedoria, vai aumentar o seu poder sobre os
seres do universo, e, desta forma, fortalecer sua autoridade magia. Um verdadeiro mago deve,
portanto, ser perfeito em todos os aspectos. Durante suas evocações mágicas que ele vai pagar a
atenção para a hierarquia exata dos seres e vontade:

1. entrar em contato com as cabeças dos elementos e seus seres; se necessário, também com
seus espíritos que servem, os seus súditos
2. ter em conta a terra-zone com todas as suas cabeças e assuntos
3. mudar para os seres da Lua acordo com a hierarquia
4. ter em conta os chefes da zona de Mercúrio
5. então ele vai pagar a atenção para a Vênus-zone
6. O Sun-zone
7. a zona Marte-
8. a zona de Jupiter-
9. a zona de Saturn.

evocação mágica

Se o mago leva em suas mãos um livro sobre evocação, ou se ele tem, em sua biblioteca, vários livros
sobre o assunto, ele vai encontrar uma certa conexão entre todas as instruções, e se ele leva-los todos
juntos, ele será informado como chamar um ser e que as fórmulas têm de ser utilizados para esse fim
etc. Em nenhum dos livros, no entanto, ele vai encontrar as pré-condições reais para uma evocação de
sucesso. Portanto, não é de todo surpreendente que quase todas as tentativas de dar errado. Do ponto
de vista hermético qualquer contato com um ser espiritual de uma determinada esfera pode ser
considerado como uma espécie de evocação, independentemente do facto de se métodos espíritas,
métodos de necromancia ou quaisquer outros métodos são aplicados para estabelecer uma tal contato.
A questão de saber se o desejado sendo realmente aparece por conta dos vários métodos aplicados
permanece sem resposta, pois só a pessoa que tenta lhes poderia dar uma verdadeira declaração
sobre o assunto. Se, por vezes, como uma tentativa feita de acordo com os métodos estabelecidos
nesses livros leva a um sucesso, é ainda indecisos, se os resultados têm de sair por causa do método,
para outras práticas também pode ter desempenhado um papel decisivo.

Por exemplo, no caso de evocações espíritas, o sucesso pode ser provocada por alguns fatores
bastante diferentes, mesmo se uma grande quantidade de evidências está disponível indicando
que o sucesso é o resultado do método de evocação sugeriu. O subconsciente do meio oral pode
ser a causa para o sucesso espírita, se é um sucesso em tudo. Além disso, o subconsciente

93
criação de fantasmas, elementais, elementais, que uma maior atenção e poder da imaginação do
operador possa ter criado durante a evocação, pode, em tal caso, não ser atribuído ao ser, mas a
própria individualidade do operador. Este fato quase nunca é reconhecido pelo interessado. Vou
dar - do ponto de vista hermético - uma descrição completa de tudo absolutamente necessário
para uma evocação de sucesso, ou seja, a conexão mágica real com seres de qualquer esfera.
Acima de tudo, o mago ou a pessoa com a intenção de ocupar-se com a evocação mágica deve
saber que sem o desenvolvimento dos sentidos astrais, especialmente aqueles de clarividência e
clariaudiência, uma evocação de sucesso não pode ser pensado. Seria o mesmo que se um
homem cego queria seguir uma rua desconhecida sem um guia. Clarividência e clariaudiência é a
primeira condição para conscientemente entrar em contato com um ser com a ajuda de magia
ativa. Se o mago não se importa com esta condição, ou se uma pessoa se atreve a tentar uma
evocação sem ter seus sentidos astrais formação adequada, ele pode ter certeza que ele vai,
como todos os outros operadores, se decepcionar e não tem sucesso em tudo. Ao mesmo tempo,
ele está em perigo de ser degradado a um necromante ou feiticeiro se, durante um estado
exaltado, ele deve ter qualquer sucesso parcial de qualquer tipo, independentemente do fato de
que seus planos e intenções descansar em bons motivos.

O mago deve, em todas as condições, ser capaz de fazer uso de seus sentidos astrais durante sua
operação, porque então ele é capaz de controlar exatamente todo o procedimento e não está em
perigo de ser enganado ou de trabalhar sem sucesso. Um mágico cujos sentidos astral são bem
desenvolvidos sabe de imediato se o ser envolvido é apenas uma criação da imaginação ou se é o
ser que ele queria aparecer a partir de uma determinada esfera. Uma evocação, do ponto de vista
hermético, é, portanto, o consciente entrar em contato com um certo ser, não realizadas por relação
sexual passiva - como descrito em "Iniciação ao Hermetismo" no capítulo que trata da conexão
passiva consciente com seres - o mágico ser utilizada como um meio, mas do lado de fora do seu
corpo.

O ser ou poder de qualquer esfera que é para ser evocados fora do corpo do mago, tanto pode ser
posta em triângulo mágico, ou o espelho mágico, ou à superfície de um material impregnado com
um condensador de fluido a ser condensado ali. No início, o mago não será capaz de fazer sem os
implementos mágicos.

Mais tarde, logo que ele tem bastante experiência e, logo que ele tem uma certa esfera sob seu
controle completo, ou seja, logo que os seres dessa esfera estão totalmente sob o seu poder,
pagar-lhe obediência e lealdade e, por isso,

94
reconhecer sua autoridade mágico, ele pode fazer sem auxílio mágico. O mago experiente, então está
na posição para chamar qualquer ser da esfera ele tem sob seu poder e para trabalhar com ele, sem o
uso de ajudas mágicas. Ele pode chamar um ser em qualquer lugar, a qualquer momento, como e
quando ele deseja fazê-lo, sem a ajuda do círculo ou triângulo e sem qualquer preparação especial. Um
iniciante, por outro lado, deve necessariamente usar ajudas de mágica, pois eles são um apoio para a
sua consciência e são, portanto, necessários para uma evocação de sucesso.

Se o mago tem completo controle sobre uma esfera sem ter que usar todas as armas mágicas, ele
avança para a próxima esfera mais elevada e novamente faz uso de suas ajudas mágicas até que
ele também controla aquela esfera completamente. O mago deve sempre ter três princípios em
mente quando ele quer trazer uma evocação de sucesso:

1. Se ele pretende chamar um ser espiritual de uma determinada esfera em sua esfera, não
importa se ele a chama para o triângulo, o espelho, ou para um condensador fluido, ele deve ter
em mente que o ser só é capaz de se mover sobre em uma atmosfera apropriada para sua própria
esfera. Ele deve portanto artificialmente criar a atmosfera esférica através da acumulação da luz, o
material da esfera, quer em triângulo, ou de preferência em toda a sala na qual ele está a
trabalhar. Se estiver a trabalhar com um espelho mágico que tem que ser impregnado ou
condensados, respectivamente, com o material de acordo com luz da esfera. Ao operar a céu
aberto, a impregnação deve ser mantida dentro dos limites que os seres ou forças que estão a
manifestar-se tem espaço suficiente para se mover. A luz acumulada ou impregnados, deve ter
uma cor que está de acordo com a cor-lei do planeta individual. Eu já dei o leitor e estudante uma
informação detalhada sobre esta questão de impregnação ou acumulando luz no espaço em
"Iniciação ao Hermetismo" no capítulo lidar com o espaço-impregnação. Se, por exemplo, um ser
da Lua-esfera é evocada fora de si mesmo, a luz, ou em vez do material a ser acumulada, deve ser
de uma cor branca prateada; no caso de um ser de Mercúrio à luz-prima deve ser opalescente;
seres de Vênus deve ter um verde, os seres do Sol um amarelo dourado, de Marte um vermelho,
de Júpiter a azul, de Saturno uma luz violeta, etc.

Se, por exemplo, o mago pede um ser da terra-elemento, ele deve obter o elemento da terra no
triângulo mágico ou o espelho mágico com a ajuda de sua imaginação. Se ele quiser chamá-lo um
ser da Lua, ele deve criar a vibração da esfera da Lua. Nenhum ser é capaz de habitar em uma
esfera não é apropriado para ele. Se, no caso de citação, este princípio não é respeitado

95
a, um ser pode ser forçado a vir para a nossa esfera física, mas seria, em tal caso, tem que criar,
por si só, a vibração esférica necessário. O mágico seria, neste caso, perder o controle sobre o
ser, e sua autoridade, também, que sofrem de uma falha tal, para o ser consideraria o mágico
como não é perfeito e, portanto, não iria pagar-lhe respeito e que se recusam a obedecer ele. A
cumprir rigorosamente a e agir de acordo com este princípio é mais importante quando evocações
são realizadas, e isso nunca deve ser esquecido por um verdadeiro mágico.

2. O mago deve ser capaz de colocar-se, com a sua consciência, durante a evocação, na esfera do
ser citado, para que o ser vai contemplá-lo. Este transplante de seu espírito é feito sob as leis do
princípio Akasha-, ou seja, o mágico de colocar-se em um estado de transe em que ele não sabe
qualquer tempo ou espaço, e é neste estado que ele cita, de acordo com sua vontade, e devido à
sua autoridade etc. a se preocupar. Sem essas faculdades o mágico não é capaz de fazer um ser
exibida.

3. O mago deve suscitar, por meio de sua autoridade mágica, reverência e obediência do ser, pois
de outro modo nenhum ser - não importa se positiva ou negativa - iria respeitá-lo. A autoridade
mágica ou influência do mago não funciona em um ser devido à personalidade do mágico, mas
porque ele tem influenciado ou ligado a si mesmo com uma inteligência superior para o ser ou
aparece como uma divindade no aspecto autoritário para o ser. Assim, não é o mágico que faz seu
trabalho influência sobre o ser, mas a autoridade do ser superior ou da mais alta inteligência
possível; da própria divindade evocando. Ao praticar evocação, o mágico vai primeiro influenciar ou
aliar-se com a inteligência superior. Ele só vai assumir a forma da mais alta qualidade para a sua
auto-afirmação como uma autoridade e mostrá-la em casos obstinados em que o ser deve tentar
se opor a qualquer forma. Se o mago fosse tentar influenciar a ser evocado apenas por sua própria
personalidade, o ser podia recusar-se a obedecê-lo, ou poderia, para pior, enganá-lo de uma forma
mais chocante. Se, no entanto, o ser é realmente receber suas ordens de uma inteligência
superior, ou mesmo Deus em qualquer aspecto, não do próprio mago, então o ser deve, em
nenhuma circunstância, obedecer à ordem. O mago já aprendeu a partir de "Iniciação ao
Hermetismo", a identificação com uma inteligência ou com um aspecto divino, onde eu escrevi
sobre a comunidade com o deus individual.

Pode-se ver a partir do que foi dito acima que estes três princípios nunca foram mencionados em
quaisquer instruções, porque nenhum autor já teve experiência pessoal na magia de evocação.
Eles têm, portanto, derivado

96
seus métodos de ensino de outras fontes escritas, que, na verdade, também estavam incompletas.
Sem aderir estritamente aos três princípios básicos não evocação de sucesso é possível!

Antes de um mágico começa com a evocação de seres ele deve ter todo o procedimento entrou
precisamente no livro de fórmulas e deve, se possível, sei de cor, de modo que ele não está
atrasado durante suas operações por qualquer olhando para cima. É possível que as dificuldades
vão surgir no início da prática do mago, mas logo a evocação repetida de seres vai aumentar sua
auto-confiança. Além disso, ele vai perceber que uma evocação não é apenas o chamado de um
ser, mas um ritual regular, composta por um número inteiro de operações mágicas. O mago deve
certificar-se de que nenhum hiato existe neste rito, para cada hiato seria uma perturbação não só
para o mágico, mas também ao ser evocado. Uma operação sem falhas é o que os grimoires
chamar o círculo completo. Esta expressão não se refere ao círculo que é desenhado pelo mago
para sua proteção, e como um símbolo do microcosmo e do macrocosmo, que é do
relacionamento com Deus, mas refere-se à operação mágica coerente total. O propósito da
evocação, também, deve ser estabelecido por escrito antes do seu início, pois durante a evocação
sem perguntas adicionais podem ser levantadas.

Como se pode imaginar a partir de todo o processo de preparação, um cuidadosamente elaborada


e precisamente concluída evocação mágica requer muito tempo. Se, por relação sexual repetido
com um eo mesmo ser, o mágico estabeleceu uma boa conexão, para que o ser paga-lhe
obediência absoluta e, assim, completamente reconhece sua autoridade mágico, o mago pode,
para economizar tempo, arranjar uma maneira diferente de entrar em contato o ser quer por um rito
abreviado individual, ou mesmo apenas uma palavra para a evocação do ser e, obtendo a
aprovação do ser para isso, ou ele pode causar a ser para escolher um método abreviado para o
qual o próprio ser e os seus agentes são ligados para reagir a qualquer momento. Este método
resumida, também, tem de ser escrito no livro de furmulae conscientemente, para que durante a
sua aplicação prática sem erros ocorrem. Isto é especialmente importante caso o mago ter entrado
em uma série de ligações com os seres. Se o método simplificado é oferecido por um ser que, ao
mesmo tempo solicita o mago não para escrever o procedimento, mas apenas para me lembro
bem, o mago deve respeitar tal pedido. Mesmo se o mágico é permitido fazer algumas notas
provisórias sobre este procedimento abreviado, estas notas, como todo o livro de fórmulas, jamais
deve ficar nas mãos de outras pessoas, nem mesmo nas mãos de um mágico genuíno, o único ser
exceção os casos em que o ser, o criador do procedimento simplificado, se compromete a entregar
o mago do

97
procedimento sobre a outra pessoa, ou mesmo pede isso. Caso contrário, o mago nunca deve se
atrevem a escapar de uma proibição ou mesmo quebrá-lo, a menos que ele não se importa sua
autoridade a ser abalada. O que isso significaria para um mágico não precisa ser discutido aqui.

Um sendo aparece pela primeira vez a um mago, da mesma maneira como ele está acostumado a
deslocar-se na sua própria zona nativa. Se o mago não está satisfeito com a maneira em que o ser
aparece, ele pode, por meio de sua autoridade mágico, fazer com que o ser para aparecer na forma
que ele aprova. Não há restrições a este respeito, e cabe ao mago para decidir qual forma a ser
evocado deve, com a ajuda de sua imaginação, assumir. O sexo é, também, neste caso, não tem
importância. O mago irá, no entanto, fazer bem para não insistir, por exemplo, em um ser de aparecer
em uma forma masculina, se na sua esfera relevante tem sido uma criatura do sexo feminino, embora
o ser teria que fazer mesmo isso, deve o mágico insistem sobre ela. Portanto, os iniciantes em
operações mágicas são recomendados para deixar um ser aparecem na forma familiar para sua
própria zona.

O mágico conversa com um ser em sua própria língua familiar. Desde que ele é, em qualquer
caso, em um estado elevado, no estado de transe, sua linguagem muda automaticamente para o
espiritual língua, para o chamado
linguagem metafórica e é assim entendida pelo ser. O ser, também, que normalmente usa o seu próprio
idioma, vai conversar nesta língua espiritual, que novamente será traduzido automaticamente para a
língua com que o mágico é familiar. Devido a este fato, o mago vai em primeiro lugar tem a sensação de
que as respostas por parte do ser vêm de seu próprio subconsciente muito da mesma maneira como a
voz interior de uma pessoa é ouvida. Aos poucos, o mágico vai se acostumar com isso e vai finalmente
perceber que o ser está realmente falando fora dele, e depois do trabalho repetido neste campo
aparecerá para que ele seja o mesmo como se estivesse falando com um de seus companheiros de
homens.

Os fatores acompanhantes indesejados mencionados nos grimoires, por exemplo, o vandalismo dos
seres, creakings, trovoadas, relâmpagos e outros distúrbios que se diz normalmente acompanham
evocações são totalmente desconhecidos para o mágico genuíno e só pode ocorrer com
necromantes e feiticeiros que têm sofrido nenhum treinamento mágico, ou com pessoas que
deixaram as operações preparatórias necessárias despercebidos ou que fizeram apenas uma
pequena preparação para uma verdadeira evocação. Um mágico genuína não vai sentir quaisquer
fenômenos que acompanham indesejados, e suas evocações vai funcionar tão bem quanto se
estivesse realizando outras ações físicas, astrais ou espirituais.

98
No início um mágico vai fazer bem para não pedir um ser muitas perguntas, mas para enfrentá-lo com
apenas algumas questões concretas. Eles devem se referir à esfera a partir do qual o ser chegou. Não
há perguntas devem ser feitas que infringir a dignidade do ser. Numa data posterior a ser, uma
inteligência, uma cabeça ou os servos definidos à disposição do mágico, podem ser convidados a
desempenhar um papel activo; eles não precisam ser usados ​para o transporte de apenas
conhecimento. Os seres, em geral, gostaria de servir um mágico genuína e ajudá-lo de forma altruísta,
tanto quanto está em seu poder. Um mágico certamente nunca será tão bobo como perguntar a um
ser espiritual para trazê-lo de tesouros ou para fazer por ele o trabalho físico pesado, uma vez que o
efeito da exibição do ser do poder no nosso mundo físico depende do combustível (ou seja, o material
utilizado para sua materialização) que o mago coloca à sua disposição.

A princípio, os seres só será capaz de fazer o trabalho mental. Mais tarde, quando o mago tem
experiência suficiente, eles vão fazer astral e depois de algum tempo também o trabalho físico para
ele, embora o mágico é recomendável não sobrecarregar um ser espiritual com trabalhos físicos, pois
teria que realizar tais funções exactamente mesma maneira que o mágico com suas faculdades
mágicas adquiridos. Os seres fazer uso dos mesmos poderes que são usados ​pelo mágico para suas
operações pessoais. Isto significa que para fazer o trabalho físico de que necessitam os fluidos de
elementos, ou seja, o fluido elétrico ou magnético, e levar em conta o Akasha-princípio, assim como o
próprio mago. Os seres normalmente chamar a matéria ou substância eo poder para fora da
atmosfera do mago. Portanto um mágico deve sempre ter em mente que cada evocação é feita em
seu próprio custo. Isso é motivo suficiente para que o mago não realizar uma evocação para a mera
satisfação da curiosidade de outras pessoas, e ele vai, como já mencionado, praticar uma evocação
antes de tudo para ajudar seus semelhantes, ou para aumentar o seu poder sobre os seres e os
elementos e assim adquirir mais experiência pessoal.

Para a evocação real de seres nenhuma mágica ou um disparate semelhante é necessário. Uma vez
que, durante todo o tempo da evocação, o mágico está em um estado elevado, em um verdadeiro
relacionamento com Deus, ele se coloca com a sua consciência para a esfera do ser escolhido e,
depois de ter chamado o seu nome, pede o ser a aparecer para ele. O ser ouve o mágico, de uma só
vez reage ao seu chamado, e de bom grado se aproxima dele. Um verdadeiro mago não pode ser
obrigado a ameaçar um ser ou fazer qualquer coisa desse tipo, a fim de tornar a ser obediente à sua
vontade. Isso só pode acontecer com os demônios persistentes a quem o mágico demonstra o poder da
sua relação com Deus. No caso de um verdadeiro relacionamento com Deus, dificilmente qualquer ser,
não importa o que classificação pode ter, jamais se atrevem a colocar-se em oposição à divindade, para
o

99
divindade é o poder pelo qual o ser foi criado e, portanto, deve ser respeitado.

Uma vez que, para o mago, o ditado é verdadeiro que as estrelas influenciam, mas não force, é deixado
ao mago para corrigir o tempo para a evocação de acordo com regras astrológicas, desde que ele tem
um conhecimento fundamental da astrologia e é, portanto, capaz de corrigir os momentos planetários
favoráveis ​em relação aos seres relevantes.

Todas as várias formas de evocação descritos na grimoires não são para magos, mas para feiticeiros.
Portanto, para um verdadeiro mago, as instruções dadas em um grimoire são inúteis e, consequentemente,
o mago irá colocá-los de lado. Ele conhece o verdadeiro caminho da iniciação, ele sabe, também, como
uma evocação deve ser realizada, e ele é, portanto, convencido de que ele vai obter um bom
aproveitamento em suas operações.

Após o fim da evocação é dever do mágico para enviar o espírito de estar de volta à sua esfera, ou
seja, para descarregá-lo. Ele acompanha com a sua consciência e, ao fazê-lo, ele tem um
sentimento interno de satisfação ea certeza de que o ser vai voltar para a esfera da qual ele foi
chamado e da qual ele veio. Todos os instrumentos utilizados para a evocação são devolvidos pelo
mágico ao seu depositário e todos os poderes acumulados são novamente descarregada por sua
vontade e imaginação. E este é o fim da evocação.

A Prática da Evocação Mágica

O mago irá certamente achar que é útil se um exemplo de uma evocação genuína é dado aqui,
pois em nenhum livro escrito até agora ele vai encontrar uma descrição tão exata de uma
evocação de acordo com as leis universais. Quanto ao set-up geral está em causa, é deixado ao
mago para fazer quaisquer pequenas alterações ou adições aqui e ali e adaptá-la a situações
individuais e circunstâncias em que ele pretende realizar a evocação. A melhor coisa, é claro, é
que, se ele tem disponível para este elevado propósito uma sala especial que só será inserido por
ele sozinho. Em tal caso, ele não deve mesmo pedir a outra pessoa para fazer a limpeza
necessária. A sala como essa vontade, no verdadeiro sentido da palavra, servir como um templo.
Se o mago está em uma situação tal sorte, ele é capaz de tomar em consideração todas as leis da
analogia, e ele pode fornecer e adaptar o quarto da mesma forma como os antigos magos tinham
seus templos estabelecida, que tinha um altar no leste . O mago pode, de acordo com o grau de
sua maturidade e sua crença religiosa, colocar em

100
o altar um símbolo de sua divindade, ou ele pode definir-se no meio do altar um espelho mágico, como
os antigos iniciados e magos fizeram, e coloque em cada lado dele um castiçal com sete braços e um
incensário entre eles. Anteriormente templos foram geralmente embelezado por quatro colomns
ornamentados com várias figuras simbólicas, cada coluna que representa um dos elementos. As
paredes eram decoradas com imagens que simbolizam várias divindades dos quatro elementos. Nos
dias de apenas yore tais iniciados como eram membros dos mais altos círculos sociais podiam pagar
tais templos. Infelizmente, haverá apenas poucas pessoas também hoje tão rico que eles podem pagar
uma oficina mágica, tais esplendidamente equipada.

Esta informação refere-se apenas ao essencial, e cada mágico, seja pobre ou rico, deve, portanto, ser
capaz de praticar evocação mágica, mesmo que ele não deve ter sala especial à sua disposição. O mago
não está vinculada a qualquer lugar especial, e ele pode realizar a citação em uma sala de cama, bem
como em uma cozinha; mesmo uma cobertura ou um local adequado num porão pode servir o propósito e
permitir o mágico para levar a cabo uma evocação irrepreensíveis. Se o mago não tem nenhuma das
possibilidades acima mencionadas, então tudo o que ele precisa fazer é para valer-se para um lugar
solitário em algum lugar ao ar livre, onde ele tem certeza de que ele não está sendo observado por
qualquer pessoa e, consequentemente, pode trabalhar sem ser perturbado.

Claro, condições como esta não pode ser levado em consideração em detalhe na descrição, e
cada mago deve saber melhor como e onde ele pode realizar suas operações. Uma vez que é fácil
de entender, eu escolhi como exemplo de uma evocação a Vênus-inteligência chamado HAGIEL.
O mago irá, naturalmente, proceder da mesma forma em relação a qualquer outro ser espiritual ou
inteligência; No entanto, ele sempre terá que levar em consideração as leis da analogia eficaz em
cada esfera individual em relação à acumulação de luz colorida.

Antes do mágico começa a evocação real que ele deve saber com antecedência exatamente, além
de ter trabalhado um plano preciso, a partir do qual avião ou esfera ele pretende chamar um ser,
ou inteligência, eo que ele indends para pedir a partir dele. Na segunda parte deste livro, lidando
com a hierarquia dos seres, o mágico vai encontrar uma série de bons, seres (ie positivos) de
várias esferas individuais, uma grande selecção, permitindo-lhe escolher o ser, de acordo com seu
desejo, que irá ajudá-lo a realizar seus planos. Deve ser entendido, no entanto, que este livro de
maneira nenhuma dá ao leitor informações completas sobre todos os seres e inteligências, pois
existem milhares deles em

101
cada plano e esfera. Mas as inteligências mencionadas será, em geral, suficiente para o trabalho
prático.

Vamos supor que o mago decidiu evocar a Vênus-inteligência chamado Hagiel e que ele pretende
pedir essa inteligência para dar sorte e sucesso em suas operações em que ele tem que contar com a
amizade e simpatia de uma determinada pessoa; para a Vênus-inteligência vai servir a esse propósito
bem, uma vez que é dotado de todas essas faculdades como amizade, amor, sorte e sucesso.

Antes de iniciar a evocação do mágico toma um banho ou pelo menos limpa todo o seu corpo, para
que não se deve evocar um ser em um estado impuro, especialmente se um alto e boa inteligência é
para ser evocado. Uma evocação não só exige um espírito limpo e uma alma limpa, também exige um
corpo limpo. Se não for possível tomar banho ou lavar o corpo inteiro, o mago deve, pelo menos, lavar
cuidadosamente as mãos. Todo mundo é capaz de fazer isso, e, portanto, nunca deve ser esquecido.
Ao lavar o mágico tem que se concentrar na ideia de que todas as influências físicas e psíquicas
desfavoráveis ​fugir com a água. Preparados desta maneira, o mágico leva seus instrumentos
mágicos, um após o outro, a partir de seu depósito e coloca-los em um ambiente limpo, de preferência
novo, pedaço de pano que foi mantido no depósito especialmente para esse fim e que é para proteger
o implementa de poeira. Vamos supor que a evocação de Hagiel é realizado em uma sala de estar
normal. Veja que durante toda a evocação que não sejam perturbados por qualquer coisa, e, a fim de
evitar quaisquer olhares de curiosidade, cobrir as janelas com cuidado e com uma cortina. Então vá e
mudar suas roupas, ou seja, colocar em suas roupas mágicas: primeiros suas meias de seda

- em tempo frio cueca de seda - e houseshoes. A evocação já começa com o ato de vestir; para
você deve se concentrar sobre os pensamentos que estão a fazer apenas com a evocação. Então,
ter em mente que, ao colocar sobre a roupa que você está isolado contra todas as influências
desfavoráveis ​que podem vir do universo ou o mundo invisível. Ao vestir, você deve estar totalmente
certo de que seu corpo não está sendo influenciado por qualquer ser, seja bom ou mau. Então,
depois de ter vestido, deve ser mantida esta atitude meditativa de ser completamente isolado e
protegido. Em seguida, coloque em volta de sua cintura seu cinto mágico e ser completamente
tomado pelo pensamento de que você é o soberano sobre todos os elementos, o mestre de todos os
poderes.

Finalmente você colocar em volta de sua cabeça o seu mago-band ou colocar na chapelaria mágica
com um sentimento de verdadeira relação com Deus, e que não você, como um mágico, mas que Deus
está realmente realizando toda a operação. Você deve unir-se com o princípio divino dentro de você, de
tal forma que você tem a sensação de que você é a própria divindade. Tendo feito tudo isso, você é
capaz

102
para ir mais um passo na sua operação. Você acender a lâmpada mágica, que, no nosso caso,
deve encher a sala com uma luz lightgreen. Defina a lâmpada mágica em um lugar em torno do
qual você será capaz de desenhar o círculo mágico ou pendurá-lo no centro da sala. Isso não
significa que a lâmpada deve ser exatamente no centro da sala que ele teria a vantagem que toda
a sala fica uma luz igual. Sua próxima tarefa será a criação e impregnação do espelho mágico, se
quiser, de dois espelhos mágicos. Neste exemplo, são dadas instruções para o uso de dois
espelhos. Um espelho é trazer a materialização de Hagiel no mundo físico, o outro é para afastar
influências indesejáveis. Ser consciente do fato de que nem você, mas a divindade está realizando
o procedimento, você cria, com a ajuda da imaginação, um grande mar de luz em uma cor
esmeralda maravilhoso, que, também pela imaginação, você acumula do todo universo para o
espelho de maneira que toda a superfície do espelho é ocupado por esta cor. O poder de
iluminação da luz verde condensada deve ser tão forte como para iluminar completamente o quarto
em que você trabalha. Nesse momento você deve ter a impressão imaginativa que esta luz
acumulada é realmente uma matriz de energia, um fluido, que quase pode ser visto pelo olho
físico. Em qualquer caso, você deve ter a impressão permanente que você está se movendo na
sala em uma oscilação de luz verde. Esta é a maneira de se preparar, magicamente, o quarto para
o ser para ser evocado, e em uma sala como esta não haverá mais obstáculos para o ser e ele vai
sentir a atmosfera de sua própria esfera. Já no momento em que você acumula a luz que você se
concentrar na ideia de que o propósito de esta acumulação é condensar o espírito evocado sendo
de uma forma que você pode ver com seus olhos físicos e ouvir com seus ouvidos físicos. Quanto
mais forte a sua imaginação, crença, vontade e convicção, o Hagiel melhor condensado e mais
verdadeiro aparecerá para você. Quando impregnando o ambiente, não se esqueça de incluir que
você deseja o poder luz- planetária acumulada de permanecer no espelho e na sala até dissolvê-lo
novamente pela força de sua imaginação.

Exemplos semelhantes são dadas em "Iniciação ao Hermetismo" no capítulo que trata da sala de
impregnação e aqui você encontra a evidência de que todos os exercícios e operações mágicas desse
primeiro trabalho têm o seu propósito especial. Você também vai ver que quando realizar operações
ainda mais mágico que você não será capaz de fazer sem qualquer dessas práticas. Se você não ter
ido ativamente através de exercícios do primeiro livro você não conseguir entrar em contato consciente
com qualquer ser espiritual fora de você, ou de materializar tal ser.

Agora você começa a impregnar o outro espelho por carregá-la com o princípio Akasha-. Projeto,
por força da imaginação, na superfície do espelho, que

103
anteriormente foi coberto com um condensador fluido, o desejo de que não qualquer ser perturbador,
não qualquer poder indesejado ou similar irá penetrar em sua sala de trabalho, em seu quarto de
funcionamento evocational. Esta foi a segunda etapa de sua evocação. A sala em que você trabalha
agora está adequadamente impregnado. No entanto, você tem ainda outra possibilidade: você pode
impregnar o espelho que você pretende usar para manter as influências indesejadas com o desejo
de que o ser que você quer evocar deve aparecer na mesma. Esta impregnação, é claro, deve ter
acumulado luz na cor planetária relevante. No nosso caso, deve ser verde.

Agora pegue um pedaço de papel mata-borrão e corte em forma de um heptagon. No que diz respeito às
várias esferas do papel absorvente deve ter as seguintes formas: para a esfera de Saturno um triângulo;
de Júpiter um quadrilátero; de Marte um pentágono; do Sol um hexágono; de Vénus um heptágono; de
Mercúrio um octógono; da Lua um nonagon. No que diz respeito a terra-zona ou quaisquer outras zonas
estão em causa a forma redonda do vedante é para ser mantido. Na sua sorteio meio com tinta verde, ou
o que é ainda melhor, com um lápis de cor verde, o selo de Hagiel. (Veja a imagem abaixo).
Simbolicamente redesenhar o selo com sua varinha mágica ou com o dedo, concentrando-se na vedação
qualidades de Hagiel, que são sorte, amor, amizade, etc. Antes da operação você pode deixar o papel
mata-borrão de molho em um condensador de fluido e se secar novamente.

Além disso, você deve concentrar-se na ideia de que essa inteligência é aliado ao signo e vai reagir
a ela a qualquer momento e estar sempre disposto a executar o que você, o mágico, quer para
executar.

Você deve estar ciente do fato de que não é você quem atrai o sinal supramencionados, mas Deus, e
que, portanto, a inteligência vai prestar obediência absoluta a Deus. Com esta atitude meditativa em
mente, uma falha é completamente impossível. Seu selo já está pronto e você pode começar a
preparar o círculo eo triângulo. Se você tiver um círculo costurado em um pedaço de pano ou pintados
em um pedaço de papel que você colocá-lo no chão ao lado do triângulo e mais uma vez correr sobre
suas linhas com a varinha mágica ou com a mão direita, ou com um dedo do seu mão direita,
meditando sobre a idéia de que eles representam a eternidade, o microcosmo e macrocosmo, que
estão simbolizando todo o universo em sua grande e em seu pequeno aspecto. O círculo, no meio dos
quais você deve

104
estar ao chamar a inteligência, é para você o pequeno eo grande mundo. Sua atitude meditativa deve
ser tão forte que nenhuma outra ideia pode existir em sua mente naquele momento.

Você segue o mesmo procedimento quando re-desenhar o triângulo, que representa o mundo
tridimensional, ou seja, o mental, astral e no mundo físico. A fim de que a inteligência que pretende
evocar deve aparecer não só na sua mental, mas também em seu astral e forma física, você deve
incluir esse desejo quando você se concentrar em sua atitude meditativa para o triângulo. Sua
imaginação no momento do desenho (isto é, redesenho) o triângulo mágico é tão importante e
essencial como o desenho (ou seja, redesenho) do círculo mágico. O mago determina a forma ea
gama de efetividade da inteligência que é a aparecer. Se ele omite isso, Hagiel só vai aparecer-lhe
em sua forma mental e, consequentemente, apenas a estar presente na mente do mago. A
manifestação de Hagiel não teria sucesso: não tanto quanto sua aparência e, naturalmente,
também não tão longe como ela influencia o poder está em causa. Se estes preparativos estão
acabados, também, você colocar o triângulo na frente do círculo e coloque o selo preparado no
meio do triângulo. Alguns magos intensificar o efeito tridimensional do ser a ser evocado através da
colocação em cada canto do triângulo uma lâmpada de espírito pequeno e acendendo-o. O
combustível que ele usa deve ser um extrato de espírito e camomila, ou seja, um condensador de
fluido no qual o mago já acumula, com a ajuda da imaginação, o mundo tridimensional. Quando as
luzes espirituais, que são fornecidos com pequenas mechas, estão queimando, bem como as
lâmpadas espirituais de laboratórios, o poder da imaginação concentrada no combustível se
expande lentamente na sala como o combustível evapora lentamente. Por isso, a materialização do
ser evocado é suportado. No entanto, a criação de lâmpadas de espírito não é absolutamente
necessário, mas é uma boa ajuda, especialmente para iniciantes, para um iniciante na prática
evocational precisa de muito mais apoios do que um mágico com experiência neste tipo de
trabalho. Iniciantes podem colocar essas lâmpadas, em intervalos regulares, não só no triângulo,
mas também ao longo da linha dentro do círculo. O número de lâmpadas a serem colocados no
interior do círculo depende do número análogo do planeta relevante. No nosso caso, uma
inteligência está envolvido, que pertence à esfera de Vênus para que o número sete appertains.
Para sua informação os números relevantes são dadas abaixo, que pertencem aos planetas: se
necessário, o uso

para a Terra-zone 10 lâmpadas para a


zona da lua 9 lâmpadas de Mercury 8
lâmpadas de Vênus 7 lâmpadas

105
dos Sun 6 lâmpadas de Marte
5 lâmpadas de Júpiter 4
lâmpadas de Saturn 3
lâmpadas

O mago também pode simbolizar os elementos no círculo, caso em que ele só precisa de 4
lâmpadas. Ele próprio fica no meio do círculo como o quinto elemento, como o representante do
Akasha-princípio. Ao configurar as lâmpadas, o mágico leva em consideração os quatro pontos
cardeais e coloca uma lâmpada no lado Leste, Oeste, Sul e Norte do círculo. Ele é deixada
inteiramente ao mago quer expressar pelas lâmpadas o número planetário ou para simbolizar os
elementos.

Claro, também é possível para ele para desenhar três círculos. No círculo do meio, ele coloca
quatro lâmpadas, como o símbolo dos elementos, para os círculos externos ele coloca o número de
lâmpadas análogas ao número simbólico do planeta a partir do qual o ser é ser chamado.
Naturalmente, a criação de lâmpadas vai complicar os preparativos para a evocação, mas a pessoa
capaz de fornecer-se com essas lâmpadas não deve desistir de usar essa ajuda, para os mais
ajudas para apoiar a consciência que ele tem no início, o melhor será que ele suceder.

O incensário agora entra em cena. O mágico quer coloca-o entre o círculo e o triângulo ou directamente
para o triângulo. O incenso ou é preenchido com queima de carvão, ou tem um pavio e sobre este uma
pequena placa de cobre fixo. Esta placa é aquecido pela chama. O pó no mosto incensário em todos os
casos corresponde a esfera do ser e é para ser colocada sobre a placa. Uma vez que, no nosso caso,
estamos lidando com uma inteligência de Vênus, de canela em pó-casca será suficiente como incenso.
Apenas uma pequena quantidade deve ser usado para que o quarto apenas fracamente cheiro de
canela. canela-tintura também pode ser usado, e algumas gotas de substância esta deve ser, em
seguida, derramada sobre a placa de cobre-. Você receberá esta substância líquida a partir de qualquer
químico, porém, você também pode preparar-se, se assim o desejar. Basta misturar canela normal com
dois terços do espírito de vinho e deixe repousar e desenhar por oito dias. Após este período filtrá-la e a
tintura canela está pronto para uso. Se, durante as operações mágicas, você não pretende trabalhar
com um incensário, coloque algumas gotas de tintura de canela em um pedaço de papel mata-borrão.
Em ambos os casos o cheiro de canela irá criar um templo-atmosfera agradável para a inteligência de
Hagiel, e essa atmosfera também vai ajudar com a materialização da inteligência em nosso mundo
físico. O censering da sala, no entanto, não é de todo tão importante como alguns livros teria. É apenas
uma outra ajuda.

106
censering excedente da sala normalmente tem a desvantagem de fazer o mágico a tossir, o que não é
desejável nem agradável. drogas envenenamento perniciosas e misturas de substâncias
entorpecentes nunca serão usados ​por um verdadeiro mágico. Se o mago está lidando com um ser
que não pertencem a qualquer uma das sete esferas planetárias e não tem certeza sobre a analogia
exata em relação ao incenso ele pode usar um condensador fluido universal quando ele incensa seu
quarto. Esta regra é aplicável principalmente para os seres provenientes da zona Terra-. O
condensador de fluido tem de ser adequadamente impregnado, ou seja, a acumulação do combustível
luz tem que ser levada a cabo ao mesmo tempo que o mago é concentrando-se no desejo de sucesso.

Abaixo você encontrará uma lista dos incensos a aplicar para as várias esferas. Deve, no entanto,
salientar-se que o incenso só pode servir como uma ajuda para a materialização no início. Ele não é
de forma absolutamente necessárias.

1. Zona anelamento da Terra: Sábio pó e Elder-medula, em partes iguais;

2. Moon-esfera: aloe-pó como o. única droga a ser usado, ou intensificada sob a forma de uma mistura em
partes iguais de aloés, papoila branco, estoraque, be- Zoe e camphoris pulveris (deste último, no entanto,
apenas uma parte muito pequena pitada!);

3. Mecury-esfera: utilize mástique como o único incenso, ou, como uma mistura de intensificação,
partes iguais de mastique, incenso, flores de cravo, anis, madeira zimbro, flores de camomila e raízes
de valeriana; tudo no estado pulverizado;

4. Vênus-esfera: tomar canela pulverizada como a única incenso ou flores de canela pulverizados
(Flores cassia); em forma intensificada: canela, flores, flores de semente quiendel coentro rose
(não lavanda, mas flores Serpilli), flores de lírio; todos em quantidades iguais e estado pulverizado;

5. Sol-esfera: como um isolado incenso uso sândalo-pó; como uma substância itensified utilizar
uma mistura das seguintes drogas: sandalwoodpowder, mirra, aloewood-pó, incenso, açafrão,
flores de cravo, folhas de loureiro (todos em quantidades iguais);

6. Marte-esfera: como um sementes incenso pulverizado isolados de cebola pode ser useQ; como uma
substância intensificada utilizar as seguintes sementes mistura de cebolas, folhas de urtigas, grãos de
semente de mostarda, semente de cânhamo, rue de folhas e de hortelã-folhas; tudo em quantidades iguais e
na forma pulverizada;

107
7. Jupiter-esfera: usar como um incenso pulverizado açafrão e isolado como um incenso intensificada
dar uma mistura de açafrão, de linhaça, de raízes a violeta, flores, folhas peônia betony e vidoeiro
folhas; uma quantidade igual de cada um em estado pulverizado;

8. Saturn-esfera: como um uso incenso isolado preto pulverizado da semente de papoila; como um incenso
intensificada dar uma mistura do seguinte em estado pulverizado e em iguais quantidades: sementes de papoila
negra, folhas, folhas de salgueiro, rue fern, cominho, sementes de erva-doce.

Para todas as outras esferas uma substância na forma de uma mistura universal será suficiente: incenso
igreja, mirra, estoraque, benzoe e aloés (pulverizado e em quantidades iguais).

Para cada acto de censering somente a ponta de uma faca deve ser usado tanto com a droga uniforme
ou a mistura de cada evocação. Não é necessário para encher a sala com a fumaça densa; que é
bastante suficiente apenas para ter o cheiro das drogas relevantes.

Tendo feito isso, uma outra etapa preparatória da evocação foi concluída, e agora você pode
começar com a evocação real. Como se trata, no caso assumido, com Hagiel, isto é, com uma
inteligência planetária positivo, você pode apertar sua espada mágica para o seu cinto mágico, no
lado esquerdo do seu corpo. Se você tem entre os seus instrumentos mágicos um punhal, você
também colocar isso implementar em seu cinto, para um bom ser - não importa de qual esfera pode
vir - quase nunca requerem o uso de uma espada ou um punhal. Se, no entanto, você estava
lidando com um ser demoníaco, você tem que segurar o punhal ou a espada em sua mão direita,
como o símbolo da vitória; sua varinha mágica que, em tal caso, tem que estar em sua esquerda.
Colocando a espada ao seu cinto você expressa a ideia de que o ser em questão não terá de ser
forçado por qualquer meio para fazer a sua vontade. No que diz respeito aos seres teimosos o
mágico não vai ser capaz de fazer sem a espada ou punhal.

seres negativos são ordenados pelo mágico, com a ajuda da espada flamejante como o símbolo da
vitória, para torná-lo obediência absoluta e fazer o que quiser. Não existe nem um ser demoníaco
que o mago não seria capaz de fazer obedientes à sua vontade. Tudo que ele precisa fazer é
segurar a ponta da espada na direção do lugar onde ele quer o ser para aparecer e do ser negativo
vai imediatamente fazer o que as ordens mágico que ele faça. Uma vez que cada ser tem uma
unidade de autopreservação, todos os demônios têm medo da espada mágica ou adaga, no
relacionamento verdadeiro com Deus um

108
espada mágica ou adaga seria, para falar simbolicamente, arranca um demônio em pedaços.

Leve a sua varinha mágica em sua mão direita, entrar no centro do círculo e concentrar-se na idéia
de que você é o centro, que você é Deus, o soberano de todas as esferas e que você está com o
seu all-consciência no mesmo momento na Vênus-esfera.

Como um princípio divino que você chama em sua mente a inteligência Hagiel como se chamaria o
seu nome, em sua mente, ao longo de toda a esfera de Vênus. Você deve estar convencido de que
o seu chamando o nome é ouvida em todo o Venussphere e que Hagiel, reconhecendo-lo como
seu Deus, também ouve. Permanecer nesse estado de estresse por alguns momentos, para o seu
espírito, então, conceber que Hagiel está respondendo em tua mente. Desde que você está no
Vênus-esfera com o seu allconsciousness você primeiro registrar a voz de Hagiel como se
estivesse vindo da profundidade mais profunda do seu próprio espírito. Assim que você ouvir a voz
de Hagiel e assim que tiver certeza de que você vê o espírito que é, você retornar à sua alma,
mantendo-se a sua consciência de ser o próprio Deus, e você vai encontrar-se reunido com a sua
alma dentro de seu físico corpo. Agora pedem Hagiel novamente, desta vez na verdade
sussurrando, e repita o nome algumas vezes da mesma maneira. Você vai logo perceber que
Hagiel já está na sua atmosfera astral, que ela já está presente em seu quarto. Se suas operações
têm sido realizadas com sucesso em até este momento onde Hagiel chegou ao seu local de
trabalho, acima do selo, em seguida, chamar em voz baixa, ou mesmo em voz alta, que Hagiel
deve aparecer para você fisicamente. No momento da transição do astral para o mundo físico
nunca se esqueça de se convencer das três formas de existência da sua personalidade, para que
você sinta-se aliado ao corpo astral como um espírito e que você é com estes dois corpos no
mesmo tempo em seu corpo físico. Este ato de auto-controle é ajudar o ser para seguir o curso de
seus pensamentos e valer-se da sua própria esfera para a esfera que você preparou para ele em
seu quarto. Isto significa que o ser aparece em sua forma mental e astral e que, dependendo do
seu poder de materializar, ele também assume um corpo fisicamente condensado.

Agora você pode ver e ouvir Hagiel em seu triângulo mágico, ou, se você tiver adequadamente
preparado o seu espelho mágico para o aparecimento dessa inteligência, Hagiel aparecerá no
espelho de acordo com sua simbólica lay-out das qualidades do Vênus- esfera de modo que você é
capaz de entrar em contato com Hagiel conscientemente. Hagiel aparecerá na forma de uma rainha
com um rosto mais bonito, olhos claros e um corpo bem em forma de. Ela está vestida com um
vestido verde bordada com ouro e sua cabeça é ornamentado com uma coroa real.

109
Sua voz é tão delicioso que não pode ser descrito e todo mundo consideraria Hagiel como a encarnação
da beleza. Agora cabe a você para contar essa inteligência que você deseja. Se você pretende entrar
em contato com Hagiel repetidamente, em seguida, não se esqueça de fazer arranjos nesta primeira
reunião em que maneira simples você pode no futuro convite este alto e bonito ser espiritual. Se você
estiver interessado você também pode ganhar servos de Hagiel para você. Estes são geralmente
representados ao mago em sua forma feminina. Os servos da rainha Vênus-também são muito bonitos,
como o mago pode ver a si mesmo.

Evocações como estes lhe trará as mais diversas experiências. Para lhe dar mais detalhes sobre eles,
neste contexto, é completamente impossível. É, no entanto, deixou a própria vontade do mago para ganhar
o máximo de experiência que ele quer. Eu só posso dar aqui algumas dicas de minha própria experiência
de como ele tem que ir sobre, como um mágico genuíno, a evocação dos seres.

Se você tiver chegado a um acordo com Hagiel em tudo e se Hagiel prometeu satisfazer os seus
desejos, você pode ter certeza que ela vai realmente manter a sua promessa. Tudo o que resta para
você fazer é enviar esta inteligência fora novamente. Você tem a oferecer seus agradecimentos
bastante individualmente, por exemplo, expressando seu prazer no fato de que Hagiel integral
reconhece-lo como um mágico genuíno e é obediente a você, e então você perguntar a inteligência
para voltar para sua própria esfera. Com seu allconsciousness você coloca-se na esfera de Vênus e
concentrar por meio da imaginação que Hagiel está retornando da esfera parcial de seu quarto para
ela domicil. Depois de ter feito este passo meditativo você voltar como um mágico de seu
allconsciousness à sua consciência normal, trazendo assim a evocação ao fim. Ficar no quarto em
que você ter realizado a evocação você vai encontrar-se, por um tempo depois da partida de Hagiel,
em um estado de felicidade, um sentimento de felicidade irá permear você, e, como se dominada por
verdadeira felicidade, você vai encontrar -se em um estado de exaltação. Se quiser, você pode
permanecer no quarto dentro do círculo mágico por algum tempo e reconstruir toda a experiência com
Hagiel mais uma vez em sua mente para que você vai se lembrar bem cada parte dela quando
terminar completamente sua evocação. Com a ajuda da imaginação você dissolver a luz acumulada
no universo, levar o sinal para fora do triângulo e colocá-lo fora em se manter seguro. Você pode
deixar o círculo sem qualquer perigo, apagaram as lâmpadas, etc. Tudo mágico

instrumentos e ajudas são devolvidos ao seu


repositório. Se Hagiel informou-o de qualquer conhecimento especial que você não deve colocar por
escrito, mas apenas manter-se bem na sua cabeça, o conhecimento que está sendo destinado para
você sozinho, então você deve estar de acordo com tal desejo. Caso contrário, você entra no processo
de toda a evocação em seu diário para que você possa manter um bom controle sobre seus trabalhos e
ter um

110
livro de referência para eles. Você pode seguir o mesmo procedimento com Hagiel em relação a
qualquer outro ser de qualquer outra esfera. Aos poucos você também vai se tornar um mestre perfeito
nesta matéria e sua experiência pessoal vai crescer imensamente.

A descrição da prática de uma evocação mágica está em anexo concluída.

111
parte II
HIERARQUIA

Nesta parte do livro uma descrição será dada apenas daqueles seres que me contactaram
pessoalmente há muito tempo quer por evocações ou vagando mental para os vários planos e
esferas, para descrever todos os seres de toda a hierarquia é algo bastante impossível. No
entanto, isso não significa que o mago é estritamente ligado à ordem hierárquica dada a seguir e
que ele só deve entrar em contato com os seres mencionados aqui. Se ele usa outras fontes que
dão informações sobre certos seres que ele deve ser capaz de ganhar o controle sobre esses
seres, também, e têm seus eventuais desejos atendidos. A literatura mágica tem um monte de
livros que lidam com seres diferentes, seus selos etc., e o mágico é livre para usá-los também.

Eu deliberadamente desistir de escrever sobre demônios de qualquer categoria e esfera, a fim de


evitar que, desde o início, qualquer aplicação negativo. No entanto, devido ao seu desenvolvimento
até agora e devido às instruções precisas aqui dadas, o mágico será capaz de evocar demônios
também, e para obtê-los sob seu controle. Além disso, muitos uma obra de literatura mágica, seja
ele um antigo ou um moderno, irá oferecer-lhe mais informações sobre demônios de várias esferas,
de suas faculdades, selos, etc. O mágico será capaz de colocar qualquer ser, positivo ou negativo,
na sua ordem correta da zona ou esfera relevantes de acordo com a hierarquia definidos aqui. Os
seres mencionados aqui são conhecidos apenas por poucos iniciados que tiveram ligações com
eles, portanto, o mago pode, se ele gosta, use esta hierarquia para seu trabalho. Se ele entra em
contato com qualquer ser durante a sua viagem mental ou astral ele é capaz de citar uma só vez a
esfera a partir do qual este ser vem. Em casos como estes a síntese esotérica da astrologia, bem
como o Kabalah com suas analogias vai servi-lo bem. Uma pessoa que sabe muito sobre Kabalah
vai dar ao mesmo tempo o nome certo para um ser a julgar por suas qualidades, cor etc. sem ser
iludido pela possibilidade de que o ser possa, nesse momento, ser dado um outro nome do que o
seu habitual. O mago sabe que o nome é, na verdade, o espelho de verdadeiras qualidades
fundamentais do ser.

Cada selo, que na verdade representa qualidades fundamentais do ser é usado na magia de
evocação para chamar o ser relevante, com a ajuda de seu sigilo, para o triângulo na frente do
círculo. Após a operação, o selo pode ser destruída. Neste caso, se o selo foi desenhada numa
folha de papel absorvente embebido com um condensador de fluido com a cor correspondente
planetário, o

112
selo é destruído nos seus elementos de uma maneira que depende do elemento ao qual se faz
referência. Assim selos de seres do fogo e ar-princípio está a ser queimado, selos de seres de
princípio a água deve ser feito em pedaços e jogado na água corrente, selos de seres de princípio
a terra deve ser enterrado.

Além disso, os seres podem ser chamados por talismãs. Em tal caso, os sinais relevantes são para
ser gravado em placas de metal apt e deve ser colocada no triângulo antes do círculo no momento
da primeira evocação ou contacto. O ser evocada deve então reconhecer este selo e entrar em
contato com ele, isto é, com a sua esfera relevante, por si só. Tal vedação precisa, naturalmente,
não ser destruído, mas pode ser posto de lado com o consentimento do ser. Se o mago quer entrar
em contato com o ser, a fim de vê-lo em seu espelho mágico, ou se ele quer ter que cumprir um
certo desejo, ele só precisa levar o selo em sua mão. Todos os detalhes, é claro, depende de um
acordo mútuo com o ser. Anos atrás eu costumava levar um selo com caráter de um determinado
ser gravado nele em uma mão, e com ele desenhar o sigilo no ar de uma forma mágica (ou seja
tridimensional). Ao fazer isso, o sinal foi transposta directamente para o Akasha-princípio. Uma vez
eu estava em contato com o ser, como eu desejasse. Isto, é claro, só pode servir como um exemplo,
para um mágico que quer entrar em contato com um certo ser pode fazer seus arranjos individuais.

Se um mago deseja manter uma conexão constante com uma certa esfera ou sendo ele só precisa
levar o selo com ele o tempo todo, quer como um amuleto, um anel, ou qualquer coisa semelhante.
No entanto, não é aconselhável usar um amuleto por um longo tempo com o sinal de um ser, para
o mago iria tornar-se demasiado dependente do ser e poderia perder o equilíbrio e autoridade
mágico. Um mago bem treinado é capaz de fabricar, a qualquer momento, seu próprio selo, depois
de ter teve a estar sob seu controle, e para gravar nele o caráter daquele ser na forma do sinal
relevante, e ele pode então carregar a selar-se, na forma mágica, com qualidades do ser, sem ter
de contactar o ser para este propósito, ou seja, sem qualquer evocação anterior. O carregamento
do selo tem de ser realizado da maneira indicada em "Iniciação em Hermetics" no capítulo lidar
com a carga de talismãs. Mas é importante saber que o mago só pode praticar isso se ele é mestre
sobre o ser em questão. Se ele realiza esta prática que ele tem o controle total sobre não o ser, ele
se coloca em conexão imediata com carácter e esfera do ser, independentemente de sua que
desejam fazê-lo ou não. O carregamento mágico de vedantes em forma talismã pode, portanto,
não ser realizado, a menos que o mago já se tornou mestre absoluto do ser ou informações por
evocação mágica.

113
Agora estou indo para introduzir a hierarquia de seres espirituais, um após o outro, e vou citar
alguns seres e inteligências de todas as esferas. Esta pode servir como um guia. Como já
mencionado, cada esfera - de acordo com nossas medições - é habitado por milhões de seres,
todos os quais têm diferentes fileiras, devido às suas qualidades diferentes e cada um são dadas
certas gamas de influenciar o poder. Tenho posto sob capítulos individuais dos seres e
inteligências com que mantiveram contato pessoal. Além destes, também eu tenho lidado com
muitos outros das mais diversas esferas, mas as mencionadas abaixo podem servir o mágico bem
como princípios orientadores para evocações mágicas, pois deve, eventualmente, ser deixados
para ele para compilar sua própria hierarquia de seres ele entra em contato com transpondo sua
consciência em uma esfera ou o outro.

1. Os Seres dos quatro elementos

Fig 1: Pyrhum - No reino dos elementos Pyrhum é um poderoso espírito de fogo na classificação de um
rei ou soberano.. Um grande número de incêndios espíritos estão sujeitas ao seu poder e estão
constantemente à sua disposição. Ele irá revelar métodos especiais para o mágico que ele governa;
métodos pelos quais o mágico pode ter notáveis ​sucessos com a ajuda do fogo-elemento. Pyrhum
também pode colocar espíritos dos elementos à disposição do mago que, estando em posse dos
mesmos poderes que ele mesmo, são capazes de trazer os mesmos efeitos que ele mesmo faria. De
Pyrhum se pode aprender sobre tudo o que pode ser alcançado magicamente pelo elemento puro de
fogo. Também nos casos em que estão envolvidos influências através do fogo-elemento, Pyrhum pode
causar o efeito desejado. Cada mago entrar em contato pessoal com este espírito-fogo será capaz de
convencer a si mesmo de sua versatilidade. O sinal de sua vedação tem que ser desenhado na cor
vermelha em um pedaço de papel mata-borrão no momento da sua primeira evocação. Pode-se também
utilizar uma pequena ferro-placa, em vez do papel mata-borrão, e gravar o sinal de selo nele. Um talismã
produzido deste modo devem, no entanto, têm sempre a forma de um pentágono. Esta última afirmação
vale para todos os sinais de selos para os seres de fogo-princípio.

A Fig. 2: Aphtiph - é também o espírito do fogo tendo o mesmo valor como Pyrhum. Ele, portanto, é
capaz de produzir os mesmos efeitos que Pyrhum. A única diferença entre as duas reside no fato
de que Aphtiph não é tão ativa como Pyrhum e, portanto, é mais fácil de controlar. Ele tem uma
maior carinho para os seres humanos e pode dar várias informações mágico no fogo-elemento; por
exemplo, como, com a ajuda do fogo-elemento e vários ritos eficazes podem ser obtidos
excelentes efeitos e similares. Aphtiph iniciará o mágico, que ele deveria desejar, completamente
na magia do fogo-

114
elemento, utilização de métodos especiais para este fim. Ele também é bastante dispostos a oferecer o
mágico os serviços dos seres sujeitos à sua autoridade, e confere os mesmos poderes que ele mesmo
possui para eles. O sinal de seu selo também deve ser desenhado na cor vermelha pela primeira
evocação.

Fig. 3: Orudu - é um muito espírito temida de alto escalão no reino do fogo. Empregando seus
súditos que ele provoca surtos de vulcões, direta ou indiretamente, e ele instiga todos os assuntos
que estão conectados com fogos ferozes e grandes. Este último pode não só ser causada por ele,
mas também pode ser controlada e parou por ele. O mágico com Orudu sob seu controle e, como
seu amigo pode alcançar grandes feitos com a ajuda do fogo-elemento. Orudu, também, como os
outros dois espíritos do fogo, pode fornecer o mágico com fogo-espíritos subordinados, e muitos um
mágico tem sido capaz de alcançar muitas artes mágicas com a ajuda do fireelement e assistida
pelos seres Orudu colocado à sua disposição. O sinal do selo de Orudu tem que ser desenhado na
cor amarela para sua primeira evocação.

Fig. 4: Itumo - sinal a ser desenhado na cor amarela - também é um ser masculino do fogo, que
gosta de ser e de se mover, perto da superfície da nossa terra e que tem uma capacidade especial
de causar fortes tempestades, preferencialmente aguaceiro, por meio dos seus assuntos.
Controlado por um mágico, ele instrui-lo como causar vários tipos de tempestades com seus
servos e como pará-los. Tudo o que pode acontecer em uma tempestade é feita por Itumo. Por sua
ajuda e com a ajuda de seus servos Tenho muitas vezes influenciadas com sucesso trovoadas.

Fig. 5: Coroman - sinal a ser desenhado na cor vermelha - tem a patente de uma cabeça potencial
com legiões de seres cumprindo várias tarefas no fogo-elemento. Coroman controla o fogo de
elementos nas três reinos; os reinos de homens, animais e plantas, e pode ter efeitos através
deles. Ele pode oferecer assuntos de confiança que são capazes de ajudar o mago pela força do
elemento de incêndios em todo o respeito, independentemente se ele opera ritualmente com os
espíritos sobordinated ou se ele tem seu trabalho a influência pela magia da simpatia. Coroman
pode introduzir o mágico a um grande número de práticas; especialmente a cura de pessoas
doentes que podem ser tratados com o fogo-elemento.

Fig. 6: Tapheth - sinal a ser desenhado na cor vermelha - é, como o ser mencionado acima, também um
amigo dos homens. Ele é capaz de ajudar o mágico em uma série de operações alquímicas e para
protegê-lo pelo seu elemento, ou seja, o elemento fogo. Ele também faz com que o mago ter sucesso em
várias operações mágicas com

115
o fireelement e lhe ensina a reconhecer os vários estados em operações alquímicas e conhecer e
controlar os procedimentos individuais. Tapheth, também, coloca à disposição bons seres
subordinados do mago que pode ajudá-lo em muitas maneiras de trabalhar com sucesso com o
elemento fogo.

Fig. 7: Oriman - sinal a ser desenhado na cor azul - é um poderoso espírito-fogo, que, também, pode
ajudar o mágico com muitas práticas mágicas para que o uso do fogo-elemento é essencial. Suas
qualidades fundamentais de pirotecnia capacitá-lo para fazer o mágico familiarizado com a arte da
pirotecnia que posteriormente poderá também ser praticados, ritualmente pelo próprio mágico ou por
seres subordinados de Oriman agora postos à sua disposição. Oriman e seus subordinados gostaria
de controlar o trabalho feito em desfiladeiros e gostaria de ser sobre os locais onde o trabalho manual
ou mecânica é feita com a ajuda de fogo. O mago recebe a informação mais interessante do Oriman
e seus seres subordinados sobre tudo o que tem a ver com pirotecnia.

A Fig. 8: Amtophul - sinal a ser desenhado na cor azul - não é de forma mais baixo na hierarquia e
poder do que os seres do fireelement já mencionadas. Este espírito-fogo mostra o mágico como
ele pode ser eficaz no reino do fogo-elemento. Ele instrui-lo a afirmar a sua autoridade mágica lá
de modo que ele tem o controle completo sobre qualquer ser do fogo-elemento. portanto Amtophul
é um excelente iniciador para a chamada magia do fogo. O mago é ensinado por ele como se
defender contra o elemento do fogo, a fim de tornar-se inatacável pelo fogo, ou seja, invulneráveis
​até um certo grau. O mago é, então, mais tarde capaz de tirar brasas em suas mãos sem sofrer
nenhum dano. Mas também muitas outras artes mágicas que podem ser realizados pelo
fogo-elemento são livremente revelado ao mágico por Amtophul. No entanto, Amtophul é, mesmo
se completamente controlado, em vez de um perigoso espírito-fogo.

Muitas dessas fogo espíritos do mesmo valor com quem eu anteriormente tinha comunicação
poderia ser mencionado aqui. No entanto, os oito exemplos acima será suficiente para o mago.

Em seguida, estão oito seres da água-elemento.

A Fig. 9: Amasol - cor vermelha para ser usado pela primeira evocação - é contratado para causar
tempestades no mar, pelo próprio ou por seus súditos ou para acalmá-los, dependendo do que a
Divina Providência ordenou que ele fizesse. Amasol informa o mágico como obter sob seu controle
- a partir do mágico, bem como o ponto de vista de Cabalista - o poder magnético da água. ele
coloca

116
à disposição do mago também excelentes seres subordinados que ajudam a realizar seus desejos
pelo elemento aquoso.

Fig. 10: Ardiphne - cor do sinal também vermelho - é uma boa iniciador e ensina o mago como ele
deveria, por força do waterelement, trabalhar sua influência por magia ritual sobre o homem e
animal da maneira correta. Se o objeto influenciado fica de alguma forma em contato com a
água-elemento, por exemplo, chuva, lavagem, consumo de bebidas etc. então Ardiphne ou seus
servos vai ajudar a acelerar a influência e, em conseqüência, para realizar os desejos do mago.

Fig 11: Isaphil - cor do sinal:. Branco prateado - é um muito bonito no governo do reino da
água-elemento. Para descrever sua beleza por palavras daria muita dificuldade até mesmo para um
poeta talentoso. Isaphil tem muitos servos conhecidos como fadas da água ou ninfas. Isaphil
conhece muitos segredos mágicos em relação com as operações com o elemento água e pode dar o
mágico muita informação e revelar-lhe muitas práticas. No entanto, um mágico tem que ter muito
cuidado com Isaphil, da mesma forma como ele tem que tomar cuidado no que diz respeito ao
seguinte amante soberano chamado AMUE, que ele não perde a cabeça quando trabalhar com eles.
Ambos são especialistas em homens vinculativo por sua beleza e tomar posse deles. Se o mago
genuína quer, Isaphil terá o prazer de colocar os seres subordinados a ela a sua disposição.

Fig. 12: AMUE - cor do sinal também branco prateado -. Este governante feminino também possui
um grande número de seres lacrimejantes subordinados a ela. Se o mago pretende manter uma
conexão com AMUE ele será instruído por ela como obter peixes e outros animais aquáticos sob o
seu poder. Então, se o mágico se ocupa, neste mundo material, com a pesca ou o peixe a criação
ou o que ele vai começar a partir de conselhos e instruções que lhe permitirão controlar
completamente tudo que nada ou rasteja na água útil AMUE. Também AMUE vai colocar em ~
eliminação de seres subordinados Ele é mágico que irão contribuir para a realização de seus
desejos.

Fig. 13: Aposto - cor do sinal: vermelho - é novamente um homem estar no reino da água-elemento
e regras sobre todos os riachos e rios, pequenos e grandes. Ele informa o mágico sobre o que está
no fundo de ribeiros e rios e em que lugar debaixo de água que ele pode encontrar jóias e
semi-jóias. Aposto é completamente familiarizado com a magia de água princípio da. Se o mago
pede subordinados, Aposto terá o prazer de deixá-lo tê-los. Esses subordinados, muitas vezes
salvou pessoas, nadar ou fazer outros desportos aquáticos, de se afogar. Além disso, o mago pode
aprender com esses seres onde encontrar os corpos de pessoas afogadas.

117
A Fig. 14: Ermot - cor do sinal também vermelho - tem quase as mesmas qualidades que Aposto, fig.
13. Ermot introduz o mágico na magia do elemento água e, além disso, lhe ensina como fabricar a
partir deste elemento volts mágicos para determinados fins. Ermot o prazer de colocar seus servos à
disposição do mago. Suas qualidades fundamentais são para fazer os seres humanos amar uns aos
outros com a ajuda dos elementos-água. Com as mulheres Ermot é, a este respeito, especialmente
influentual.

A Fig. 15: Osipeh - cor do sinal: azul - é uma mais bela água-estar feminino e não apenas uma
régua completa sobre este elemento, mas também da magia da água. Ela gosta muito para
introduzir o mágico no ritmo da água-element pela magia dos sons. Ela é uma excelente cantora e
dançarina como também são seus subordinados especialistas seres nestas artes, e eles executam
as danças mais bonitas e acompanhá-los com canções lindas. Se o mago resiste aos convites
tentadores deste governante feminino e ela fica sob o seu poder, ela vai colocar à sua disposição
vários seres subordinados a ela. Sei, por experiência própria, que ela gosta de servir
completamente sozinha o mágico que governa ela.

Fig. 16: Istiphul - sinal de cor também azul - é mencionado aqui como o último exemplo de uma
água-estar. Ela também tem uma forma feminina. Além de ser capaz de fazer o mago mais
familiarizado com a magia da água, ela pode, se assim o desejar, fazer-lhe ver imagens do
passado, presente ou futuro na superfície das águas ou outros líquidos. Ela é a senhora na tarefa
de trazer várias transformações que podem ser causados ​pelo elemento da água. Entre outras
coisas, ela ensina o mago, se ele quiser, como ele pode causar amor em amigos ou inimigos, quer
por si só prática mágica ou com a ajuda de seus seres. Muitos um mágico já foi arruinada por
Istiphul quando ela conseguiu-o obrigatório pela sua grande arte no amor erótico e por sua beleza.
Ao obter" ting em contato com mágicos Istiphul normalmente perderam seus interesses em todas
as conexões mais longe, mais essenciais, portanto, cada mago deve sempre lembrar que ele deve
governar e nunca sucumbir a qualquer ser, não importa de qualquer posto ou de qualquer esfera.

Os seres acima descritos são, é claro, não são os únicos no elemento água, e o mago pode, se ele
gosta, entrar em contato com outros seres de igual valor. Aqui estão agora alguns seres do quarto
elemento, o elemento da terra:

A Fig. 17: cor Mentifil- de sinal para a primeira evocação deve ser preto - é um poderoso rei dos
gnomos no reino debaixo da terra. Ele é equipado com

118
muitos poderes e qualidades. Este governante pode informar o mágico sobre todas as ervas
medicinais e torná-lo familiarizado com a preparação e efeito de ervas e medicamentos contra
todos os tipos de doenças a partir do qual o homem ou animal pode sofrer. Além disso, Mentifil é
um mestre no trabalho alquímico e revela ao mago como a matéria prima pode ser transformada
em pedra filosofal, ou seja, como o philosophorum lapis está ganha. Ele tem um grande número de
gnomos como sujeitos que ajudá-lo com seu trabalho e ações no reino da terra. O mago que tem
controle sobre esse espírito da terra tem também um bom amigo e pode aprender muito com este
poderoso governante do elemento da Terra e enriquecer seus conhecimentos com muitos um
segredo.

A Fig. 18: Ordaphe - cor do seu signo: preto - é também um poderoso rei dos gnomos. Ele
influencia grandemente todos os metais que se encontram sob a superfície da terra. Se o mago
assim o desejar, Ordaphe irá levá-lo através de seu reino e mostrar-lhe todos os tesouros que
estão sob a terra na forma de minério. Ele também tem um grande número de gnomos
subordinadas a ele que fazem o trabalho designado a eles sob a superfície da terra. Alguns deles
guardam os minérios, outros trabalham em seu refinamento e manutenção. Ordaphe gosta de
colocar gnomos à disposição do mago, que a qualquer momento ajudá-lo em suas operações com
o elemento terrestre. No entanto, o mago deve ter cuidado para não solicitar qualquer coisa
grosseiramente materialista dele e ele nunca deve usar esses espirituais criados para fins
gananciosos. Ele seria, nesse caso, estar sempre em perigo de ter imensas dificuldades em sair do
alcance e poder deste rei dos gnomos.

A Fig. 19: Orova - cor do sinal também preto - é o próximo poderoso governante no reino dos gnomos.
Além da habitual gama de poderes apertaining a um espírito do Orova terra foi especialmente
encomendado para proteger todas as pedras e pedras preciosas que podem ser encontrados na terra.
Ele é capaz de mudar seixos em pedras preciosas e ele pode ensinar o mágico como carregar pedras
com o elemento da terra ou por quaisquer outros métodos para fins especiais. O significado oculto de
todas as pedras preciosas é bem conhecido Orova, eo mago pode descobrir mais sobre isso,
especialmente para a produção de talismãs, pedras da sorte etc. Caso o pedido mago-lo, este
poderoso governante sobre gnomos pode colocar à sua disposição muitas subjucts de sua reino. Mas o
mago deve tomar cuidado para não sucumbir ao brilhante aparência de Orova. Ele não deveria me
importo de ser ensinado algumas coisas por seres como este, mas ele nunca deve pedir nada material
deles, pois eles gostam de ver os mágicos levar presentes, a fim de torná-los dependentes.

119
A Fig. 20: ldurah - cor do sinal também preto - é outro poderoso governante sobre gnomos que é
comissionado com cristalização em princípio, a terra. Seu maior gama de poder está debaixo da
terra onde existem produtos de cristal, como sais, por exemplo. De Idurah o mágico vai descobrir
onde procurar sal pedra ou outros compostos e será ministrado por este rei de gnomos como sais
em geral se desenvolvem, é informado sobre sua analogias herméticos química e, e vai aprender,
ao mesmo tempo, a uso oculto de vários tipos de sal para fins mágicos pelo elemento da terra.
Idurah conhece muitos métodos secretos por exemplo, como sais de vários são derivados de
plantas e minerais e é muito dispostos a informar o mágico sobre isso. Ele também lhe apresenta o
seu uso prático para fins médicos, alquímicos etc. Um mago pode aprender muito de coisas de
Idurah que a mera aprendizagem livro nunca poderia lhe dar.

A Fig. 21: Musar - cor do sinal: marrom - é também um dos poderosos reis de gnomos e um
especialista na magia da terra. Ele informa o mágico sobre os desvios eletromagnéticas dentro da
terra, como controlá-los de forma prática e como fazer uso deles. Além disso Musar irá introduzir o
mago a magia da natureza, que ele é capaz de praticar pelo mais eo menos da terra, ou seja, os
fluidos elétricos e magnéticos. Ele também aprende com este rei de gnomos como essas duas
radiações, que pela desintegração química influenciam a vida dentro e debaixo da terra, originam a
partir do ponto de vista hermético. No reino do elemento da terra Musar é um dos seres mais
respeitados. Ele pode ser chamado de mágico genuíno da terra.

A Fig. 22: Necas - cor do signo: marrom -, também um dos governantes de gnomos, vai explicar
para o mágico o procedimento hermético da vegetação e seu significado oculto. De Necas o
mágico pode descobrir como árvores, vegetais e todas as outras plantas estão sendo alimentado
pelos desvios e poderes sob a terra. Ele será informado por ele como acelerar e controlar a vida de
vegetação pela magia dos elementos.

Fig 23: Erami - cor do sinal:. Preto - é considerado como um poderoso mago gnome-. Se solicitado,
ele vai ensinar o mágico que lhe todos os controles sobre a magia da simpatia e torná-lo
familiarizado com a preparação da terra-espelho e os vários condensadores fluidos. Além disso,
ele irá iniciar-lo para a aplicação prática da Terra-elemento. O mago também vai aprender com
Erami como proteger-se contra vários perigos com a ajuda da terra-elemento. Erami pode revelar
um grande número de segredos sobre o

120
magia do reino dos elementos, e ele terá o prazer de deixar seu servos trabalho para o mágico.

A Fig. 24: Andimo - cor do sinal: -como preto Erami, tem um carinho para os seres humanos. Ele
está bem informado sobre tudo o que acontece em cavernas, grutas, águas subterrâneas, minas
de carvão etc. Sua comissão especial é dar abrigo e assistência a todas as pessoas que estão sob
a terra e tem que trabalhar lá. Ele é um grande amigo de todos os mineiros. Um mágico que está
em seu favor será sempre protegido por Andimo, não importa onde quer que debaixo da terra, ele
pode ser. Desde que ele está bem familiarizado com a alquimia ele também pode ajudar, teórica e
praticamente, o mágico a este respeito. Minha própria experiência me faz ressaltar a cada mágico
que Andimo pode facilmente tentá-lo a projetar fisicamente, quer directamente por si ou com a
ajuda de um de seus assuntos, uma pedra queima, o chamado "enxofre vivo". Se, em tal caso, o
mágico, durante a projeção da pedra, leva a pedra em sua mão, ele vai ficar gravemente queimado
por ele. Andimo gosta de colocar essas pedras aos pés do mago ou antes do círculo mágico. Você
deve deixar esta pedra intocada e ordem Andimo para tirá-lo novamente. Se o mago toca o enxofre
ardente transmutado por Andimo do princípio da terra, (ou seja, preparados por métodos da
alquimia), com o sinal do selo de Andimo, que anteriormente se baseou em um segundo pedaço
de pergaminho e tinha magicamente preparada, o pergaminho com o sinal do vedante irá pegar
fogo e a pedra de enxofre de uma só vez se transformar em pó a verdadeira projecção alquímico
de uma cor vermelha, a chamada "leão vermelho". Este pó então é bastante seguro e pode ser
recolhido com uma colher de vidro e guardado em um copo bem fechada-up. Este tipo de
projecção em pó geralmente tem uma capacidade de projecção de 1: 10.000 e é a pedra filosofal
na sua forma mais pura. No entanto, o mago pode, então, ser tentado a usar este pó para fazer
ouro ou prolongar sua própria vida. Se o mago seja induzido em erro por tais tentações ele
concluiria, por tais operações alquímicas, um pacto formal com o dito estar. O mago é, portanto,
avisado com antecedência para não fazer tal temeridade e nunca praticar a alquimia de tal
maneira. Nem mesmo no caso de ele assume que ele é maduro e experiente o suficiente em tudo
o que tem a ver com a ciência da magia, pois ele poderia, no entanto, ser enganado para dar um
passo irreflectida. Ao lidar pessoalmente com Andimo tive a oportunidade de me convencer desses
fatos, mas eu pedi Andimo para tirar o pó de volta para seu próprio reino. Naquele momento ele
disappeard de uma vez, com um som de assobio.

Tanto quanto os seres do arejado elementos estão em causa, também oito nomes dos chefes,
juntamente com os sinais de seus selos, será dada aqui. Eles são:

121
Fig. 25:. Parahim, Fig. 26: Apilki Fig 27: Erkeya, Fig. 28:. Dalep, Fig. 29: Capisi, Fig. 30: Drisophi, Fig.
31: Glisi Fig 32: Cargoste. No entanto, eu desistir de dar qualquer descrição mais perto dessas
inteligências pela simples razão de que os seres do ar são, além de ser muito tímido, não de todo
satisfeito com os homens. É preciso muito esforço para forçá-los para baixo e só um verdadeiro
mago terá êxito em fazê-los inteiramente sob seu controle. As coisas que os seres arejados me
ensinou mais tarde foram também comunicados por qualquer chefe da zona de anelamento da terra.
O leitor será dado mais informações sobre esta zona e seus seres no segundo capítulo da hierarquia.
Cada mago é capaz de encontrar a evidência para estas afirmações por sua própria experiência
prática.

Os oito seres do elemento terra mencionado acima pode ser suficiente para o mágico, pois ele é
capaz de reunir experiência individual por seu próprio trabalho prático. No entanto, devo salientar
novamente a cada mágico que ele não deve ser o primeiro a iniciar a conversa com um ser que
está sendo evocado pela primeira vez. Além disso, deve ser mencionado aqui que todo o ser
aparece de uma maneira diferente. Eu desisti de descrever de cada ser cor, altura, forma e
maneira de falar, pois seria de pouco valor para o mago praticante. Pode até acontecer que, devido
a uma descrição completa do mágico, no momento da evocação, pudesse ser iludido por seu
poder de imaginação, e, em conseqüência, criaria um elemental, em vez de evocar o ser real. Tal
elemental, então, tomar a forma do ser. A fim de evitar isso nenhum detalhe foi dado aqui sobre a
aparência exterior de qualquer ser. O mágico genuinamente preparada jamais será enganado por
alucinações e não irá criar fantasmas ou qualquer coisa desse tipo. Se ele fez os preparativos
mágicas necessárias bem, ele sempre terá o verdadeiro ser sob seu controle e vai vê-lo, ouvi-lo e
senti-lo.

2. Alguns Inteligências originais da Zona anelamento da Terra

Assim que o mágico praticando magia ritual tornou-se verdadeiro mestre dos seres dos elementos
que ele pode dar mais um passo em seu desenvolvimento mágico e começar a lidar com a próxima
esfera, com a zona de anelamento a terra, (ou seja, a esfera mental-astral do nosso planeta).
Muitos seres permanecer nesta terra-zone ou zona anelamento a terra, com quem o mago pode
entrar em contato a fim de aumentar o seu conhecimento e fortalecer seu poder. Fora desta esfera
I novo nome na esses seres com quem eu estive em conexão há muito tempo seguinte. O mago
pode, naturalmente, estabelecer uma

122
conexão com outros seres desta esfera por mental e astral vagando também.

A Fig. 1: Aschmunadai - é um poderoso iniciar na zona de anelamento a terra. Ele tem a patente de um
monarca absoluto. Seu selo universal, como mostrado na foto
1, é muito complicado, mas é uma representação gráfica de todas as qualidades fundamentais com as
quais esta grande inteligência está equipado com relação à zona de anelamento a terra e também com
relação ao nosso mundo físico. Para o primeiro evocação esta vedação tem de ser desenhada nas
cores azul, vermelho, verde e amarelo e tem que ser colocado para o triângulo do lado de fora do
círculo mágico em frente do mágico. Assim que ele foi capaz de entrar em contato com Aschmunadai
ele vai começar a partir dele um sinal abreviado (ver Fig. 2/8) com a ajuda do qual o mago vai ser
capaz de chamar a inteligência. Este sinal simplificado do selo de Aschmunadai não deve ser usado a
menos que aprovado pelo Aschmunadai. Aschmunadai pode fazer o mágico familiarizado com todas
as leis que regem a esfera mental e astral da zona de anelamento a terra e permitir-lhe aplicar estas
leis. Com a ajuda de Aschmunadai o mago pode obter sob seu controle a zona total de anelamento a
terra e ganhar muito conhecimento. Desde Aschmunadai está na posse de um grande número de
funcionários, ele pode colocar à disposição do mago, se perguntou por ele, servos que irão ajudá-lo
também na zona de anelamento a terra ou no nosso mundo físico e fazer tudo o que ele quer.

Fig. 2: Aladiah - e Fig. 3: Kolorom - são representantes de Aschmunadai e seus primeiros temas. As
indicações para seus selos tem que ser desenhado na cor preta para a sua primeira evocação. Aladiah
tem um excelente controlo sobre os elementos da zona de anelamento a terra. Para tornar isso evidente
gostaria de salientar Fig. 4,
ie Gibora, e dizer que durante a minha ex-contato com Aladiah me foi dada por ele ambos, nome e
selo, para controlar tempestades e trovoadas. Ao pronunciar o nome de Gibora e desenhar o sinal
no ar com a mão mágica Aladiah permitirá o mágico para acalmar de uma só vez todos os
vendavais, tempestades e ventos fortes. Claro, este sinal não se tornar magicamente efetiva a
menos que o contato foi retomado com Aschmunadai e seus dois representantes.

A Fig. 5: Siilla - (cor do signo: verde) é outra cabeça da zona de anelamento a terra e pode explicar
para o mágico todos os símbolos, ou seja, ele ensina o mago para entender perfeitamente a
linguagem simbólica das formas. Se o mago tem um bom domínio da linguagem simbólica de
formas sólidas, ele sabe, também, a conexão análoga de cada formulário com as leis universais e,
portanto, também com a Akasha-princípio.

123
A Fig. 6: Lilitha - (Cor de sinal: vermelho) é uma inteligência originais feminino da zona de anelamento da terra,
como Aschmunadai, conhece todas as práticas mágicas em relação a essa esfera, bem como em relação a
nosso planeta.

A Fig. 7: Asamarc - (cor do signo: vermelho e azul), sendo uma inteligência originais da zona de
anelamento da terra, controla a verdadeira legalidade, ou seja, as leis da analogia da zona girdling
da terra e do mundo físico e ele pode ensinar o mágico sobre isso. Sendo uma grande inteligência,
ele pode fazer o mágico familiarizar com o conhecimento mais elevado da zona de anelamento a
terra e, ao mesmo tempo ensiná-lo a fazer uso prático desse conhecimento.

Fig. 8: O sinal simplificado do selo de Aschmunadai.

A Fig. 9: Emuel - (cores do seu signo: vermelho, azul, preto) pode explicar para o mágico a síntese
do positivo e negativo em relação a propagação,
ou seja, revelar-lhe o segredo de vida original.

Fig. 10: Ubiveh - (cores de sinal: vermelho e azul) informa o mágico sobre como as influências da
esfera do trabalho da lua sobre a zona de anelamento a terra e sobre o nosso mundo físico, mental,
astral e fisicamente.

Fig. 11: Asael - (cores de sinal: vermelho, azul e verde) introduz o mago às oscilações elétricos e
magnéticos da zona anelamento a terra e ajuda-lo a compreender e controlar as influências dessas
oscilações em nosso mundo físico. Este Telligence in- também faz o mágico familiarizado com os
verdadeiros fluidos elétricos e magnéticos no mundo físico e mental e lhe ensina como aplicá-los
corretamente. Asael é um especialista na produção volts electromagnéticos para certos fins, pode
dar o mágico as respectivas instruções.

A Fig. 12: Gojel - (cores de sinal: vermelho, preto e verde) é um especialista na composição
química de todas as coisas criadas. O mago pode aprender muito com essa inteligência sobre os
vários compostos químicos, poderes e assim por diante e a aplicação prática do conhecimento
mágico.

Fig. 13: Armiel - (cores de sinal: vermelho, azul e preto) sabe sobre todos os processos alquímicos.
Ele pode ensinar o mágico os segredos das transmutações de metais, ou seja, ele pode, por
exemplo, informar-lhe como a pedra filosofal é para ser feita em um processo seco e que
preparativos são necessários para isso.

124
A Fig. 14: Amuthim - (cores de sinal: vermelho, azul e verde) ensina o mago como transformar
qualquer forma magicamente em uma outra forma, ou seja, ele pode revelar
ao mago os segredos da desmaterialização e
materialização de objetos.

A Fig. 15: Coel - (cores de sinal: vermelho e azul) familiariza o mágico com a lei das analogias do
reino animal e lhe ensina como influenciar magicamente animais por força das legislações dos
analogias.

A Fig. 16: Yod-He-Vau-He - (cores de sinal: vermelho, azul e verde) mostra o mágico a representação
simbólica da influência elétrico e magnético em relação ao seu efeito sobre a zona de anelamento da
terra. Qualquer ser da zona de anelamento a terra pode fazer o mágico familiarizado com este
simbolismo das influências sobre o mundo tridimensional. No entanto, se o mágico medita
profundamente o suficiente sobre este sinal de que ele vai por si mesmo encontrar a explicação para
as analogias simbólicas.

A Fig. 17: Aeoiu - (cores de sinal: vermelho, azul e verde) ensina o mágico que colocou a si mesmo
para a zona de anelamento a terra para desenhar os poderes de marés eléctricos e magnéticos de
uma forma tridimensional a partir de outras esferas no anelamento zona a terra e de lá para o
mundo físico. Essa inteligência sabe como carregar qualquer objeto de forma tridimensional com
os mesmos poderes e ensina o mago como fazê-lo.

A Fig. 18: Juoea - (cores de sinal: vermelho, azul, verde e violeta) mostra o mágico como penetrar
na consciência e subconsciência de qualquer ser e como obter controle sobre ele.

A Fig. 19: Naum - (cores de sinal: vermelho, azul e violeta) revela ao mago uma prática mágica especial
pelo qual ele pode colocar para dormir qualquer ser, homem ou animal, de ambos os sexos. Ele é um
excelente perito de hipnose. O mago é ensinado por ele ou seus servos como fazer com que sonhos ou
visões com qualquer homem à vontade.

A Fig. 20: lmmicat - (cores de sinal: vermelho e verde) é, ao contrário do Nahum, que é
considerado como o mestre de todo o mundo de sonho, uma inteligência feminina da zona de
anelamento da terra. Ela informa o mágico do método de colocar um ser humano em um sono sem
sonhos refrescante à sua, a vontade do mago. Ele também pode empregar Immicat-se ou um de
seus servos, a fim de trazer o efeito acima em relação a qualquer tipo de ser humano. Immicat é o
amante e governante de sono. Ela pode informar o mágico sobre tudo o que

125
está conectado ou tem a ver com o sono. No caso de narcose ou inconsciência profunda a inteligência
vai oferecer a proteção mágico para que ele possa ter certeza de que ele vai despertar do estados tais
ou semelhantes, sem quaisquer riscos.

A Fig. 21: Osrail - (cores de sinal: vermelho e violeta) é uma inteligência muito poderoso e terrível
da zona de anelamento a terra e é considerado como a morte-anjo dessa zona. Tudo relacionado
com a morte na zona de anelamento da terra, bem como no mundo físico, é influenciada por essa
inteligência. Não é sábio para evocar essa inteligência. Apenas um mágico altamente experiente
deve se atrevem a fazê-lo. Se ele tiver sucesso na obtenção Osrail sob o seu poder, então o mago
tem controle completo sobre a vida e a morte de qualquer ser humano. No entanto, a fim de não
colocar um fardo moral pesado em si mesmo, no sentido cósmico e cármica, o mago nunca fazer
uso desta faculdade. Se alguém quer abusar do sinal de Osrail, essa inteligência pode tornar-se
seu destino. Portanto, o mago deve ter muito cuidado com este ser. Eu só ter incluído Fig. 21 na
lista, a fim de informar o mágico sobre Osrail e como um aviso.

A Fig. 22: Ados - (cores de sinal: vermelho, azul, verde, violeta e preto) é o guarda de muitos
tesouros mágicos. Ele ensina a verdadeira mágica mágico com a ajuda do elemento da terra. Ele
também mostra-lhe como fazer uso prático de correntes eletromagnéticas no mundo físico de uma
forma mágica.

Fig 23: Sata-Pessajah - (cores de sinal: vermelho, violeta e amarelo). Permite que o mago saber
como o Akasha-princípio se manifesta em todos os seres da zona anelamento a terra e como se
pode colocar-se a partir desta esfera na Âkâsha-princípio, isto é, o assim chamado princípio de
causas. Sata-Pessajah é uma inteligência muito poderosa e revela ao mago muitas possibilidades
e instruções para sua proteção, por meio do Akasha-princípio, contra todos os perigos que podem
surgir quando ele se coloca, com seu corpo mental e astral, para a zona anelamento a terra. Ao
mesmo tempo Sata-Pessajah inicia o mágico em outro segredo: como fazer com que seu corpo
mental e astral invisível na zona de anelamento a terra de modo que ele não pode ser visto por
qualquer ser, independentemente da esfera de onde ele pode vir. Muitos mais segredos podem ser
revelados ao mago por essa inteligência.

A Fig. 24: Laosa - (cores de sinal: vermelho, azul e verde) é novamente uma inteligência feminina
da zona de anelamento da terra. Ela ensina o mago como mover-se livremente e sem qualquer
perigo nas várias sub-divisões dos graus de densidade. Ela também inicia o mágico em uma
prática mágica especial pelo qual ele pode deixar, a qualquer hora que ele gosta, seu corpo físico
com o seu

126
corpo mental e astral, a fim de valer-se para a zona de anelamento da terra. Laosa é um excelente
iniciador nas práticas mágicas de peregrinação mental e astral.

3. Os 360 chefes de Zona anelamento da Terra

Estas cabeças, que agora irá descrever em detalhes, segure em harmonia constante, na zona de
anelamento da terra, todas as ações e condições. Cada cabeça é uma grande inteligência, com todas
as faculdades que qualquer ser dessa esfera pode possuir. Assim, por exemplo, um mágico pode ser
informado por qualquer um desses cabeças sobre o passado, o presente eo futuro do nosso mundo
físico, e cada cabeça, por força do Akasha-princípio, pode afetar nossa terra. Para além disto cada
cabeça tem qualidades específicas, ou seja, é dotado de certas missões especiais. O mago não
precisa entrar em contato com todos os chefes da zona de anelamento a terra e na ocasião de uma
evocação só precisa escolher uma certa inteligência que parece o caminho certo para cumprir seus
planos. Ao evocar os seres da zona de anelamento a terra do mago pode tanto simplificar suas
operações usando a astrologia Cabalista pela primeira evocação. A partir de nascer do sol, a cada
quatro minutos, uma outra cabeça é o governante.

Os primeiros quatro minutos após o nascer do sol são reservados para a cabeça que tem a maior influência
sobre a nossa terra. Para as quatro minutos seguintes outro ser leva sobre a regra, então para os
subsequentes quatro minutos segue a terceira régua, em seguida, o quarto, etc.

Durante os quatro minutos de seu reinado, uma cabeça pode mais facilmente ser evocado, pois naquela época ele
está em contacto estreito com o nosso mundo físico. Um mágico experiente, é claro, não precisa se preocupar
com a hora de Cabalista de evocação, pois ele é capaz de evocar qualquer ser de qualquer zona a qualquer
momento.

A descrição das diferentes formas em que essas inteligências aparecem também é negligenciada
aqui. Na causa de sua prática todos sendo citado irá aparecer para o mágico genuína na forma
apropriada ao seu caráter pessoal. A fim dos selos são dependentes da Zodiac e a sua divisão em
classes e as influências dos elementos. Mencionarei apenas algumas características das várias
inteligências, pois, como mencionado anteriormente, cada ser e inteligência de qualquer esfera é
equipado com as habituais faculdades mágicas. Além disso, o mago tem sempre a possibilidade
de pedir uma inteligência sobre como ele pode ser capaz de ajudá-lo. Se uma inteligência não
pode cumprir o desejo do mágico porque o seu raio de influência é diferente, ele irá nomear essa
inteligência que é capaz de cumprir os desejos do mago.

127
*

Aqui estão 30 cabeças que vêm sob o signo zodiacal de Áries e cujos selos estão a ser desenhado
na cor vermelha.

Fig. 25: Morech (1 ° Aries) - Este inteligência é muito activo e impulsivo. Distingue-se por uma
inteligência extremamente forte. É muito aprendido e pode não só fornecer o mágico com fatos de
conhecimento geral, mas pode, acima de tudo, fazê-lo familiarizado com excelentes métodos para
influenciar sua memória de forma favorável e para aumentar seu poder de intuição. Além disso,
Morech pode ajudar o mágico com invenções de qualquer tipo de forma decisiva. Ele é um
governante do fogo-elemento, com a ajuda de que ele pode trazer efeitos maravilhosos. Morech
pode informar o mágico sobre quaisquer perguntas que estejam relacionadas com a electricidade,
não importa se eles têm a ver com electrotecnia ou com electrophysics, ou se astral ou eletricidade
mental, o fluido chamado elétrica se entende.

A Fig. 26: Malacha (2 ° Aries) - tem as mesmas qualidades que Morech e provoca os mesmos
efeitos. Em cima do que ele ensina o mago como se movimentar no reino dos Salamanders e
como ele pode operar com os poderes de fogo em diferentes planos. Além disso, o mago pode
aprender com Malacha em que maneira certos estados de transe pode ser provocada com a ajuda
do fogo-elemento. Se o mago deseja, Malacha pode cobrar por ele volts elementares para fins
especiais e transferi-los para o princípio Akasha- da zona de anelamento da terra, que, em
consequência, têm seus efeitos sobre o mundo físico. Caso o mago perguntar para ele, Malacha
terá o prazer de colocar à sua disposição espíritos familiares adequados, com alta atividade
mágica e faculdades mágicas. Malacha pode dar bons conselhos em relação a Alquimia, ou seja,
ele pode adquirir a materia prima para a preparação da Grande Elixier em um processo seco.
Muitas outras coisas será revelado ao mágico por Malacha, se o primeiro é capaz de entrar em
contato com ele.

A Fig. 27: Ecdulon (3 ° Aries) - pode iniciar o mágico no mágica de amor. Se desejado pelo mago ele
pode mudar a hostilidade em amizade e assegura para o mágico o favor de pessoas muito
importantes. Essa inteligência é capaz de carregar espelhos mágicos para fins especiais, por exemplo
para fazer o reino de Salamanders visível no espelho, e similares. Uma vez que esta cabeça está bem
familiarizado com todos os ritos mágicos, ele é capaz de oferecer as mágico várias sugestões
especiais no que diz respeito à magia de evocação.

128
A Fig. 28: Lurchi (4 ° Áries) - pode ser mais útil para o mágico em todos os assuntos de amor. Ele
também pode proteger e fortalecer a existência do mágico e se for necessário, Lurchi ajuda o mágico
se tornar rico, mostrando-lhe meios e formas para alcançar esse fim ou com a ajuda direta de seus
servos.

A Fig. 29: Aspadit (5 ° Áries) - é um muito fina inteligência e assegura sorte do mágico em jogos,
competições, apostas e assim por diante. Destreza na profissão de ninguém, na arte, etc. também pode
ser alcançado com a ajuda de Aspadit.

A Fig. 30: Nascela (6 ° Áries) - Essa inteligência vai ajudar o mágico para se tornar um escritor talentoso ou
ele vai fazê-lo familiarizado com os métodos pelos quais ele pode rapidamente e facilmente desenvolver
esse talento dentro dele. Essa inteligência também pode ajudá-lo muito com a literatura e arte.

A Fig. 31: Opollogon (7 ° Áries) - Esta cabeça é um guardião dos segredos mágicos e pode revelar
ao mago muitas práticas, ritos e assim por diante, para seu uso pessoal. Além de que ele informa o
mágico de que maneira fácil que ele pode entrar em contato com os seres da Lua-esfera. Se o
contato com Apollogon uma vez foi estabelecida, em seguida, um é capaz de percorrer a
lua-esfera por sua assistência pessoal ou com a ajuda de seus subordinados e entrar em contato,
de forma especial, com os seres da lua-esfera. Apollogon ensina o mago como ele pode praticar
magia mental no MoonSphere e têm efeitos diretos sobre o MoonSphere ou pelos seres dessa
esfera em nosso mundo físico.

A Fig. 32: Ramara (8 ° Aries) - é um excelente mestre de mágica e mostra o mago como conseguir
faculdades mágicas especiais por métodos adequados, predominantemente fórmulas rituais e
mágicas, e como aplicá-los.

A Fig. 33: Anamil (9 ° Aries) - Este inteligência tem controlo especial sobre fluidos
electromagnéticos. Ela ensina o mago como carregar volts eletro-magnética para fins especiais, e
se o mágico exige isso, ele vai por si só criar tais volts, transferi-los para o Akasha-princípio e têm
seus efeitos funcionam em ambos o mental, astral ou físico esfera. Não existe nenhum problema na
zona de anelamento a terra que não podia ser resolvido por Anamil. O mago pode pedir essa
inteligência a qualquer pergunta e ele vai ter que respondeu instantaneamente por meio de
inspiração.

A Fig. 34: Tabori (10 ° Aries) - Isto permite ao inteligência mágico vislumbrar nos segredos
profundas da água-elemento, e em suas analogias. Ele chama a atenção para cada uma das
práticas e métodos mágicos e mostra-lhe também, por

129
o fluido magnético da água, como ele pode trazer vários efeitos sobre si mesmo, bem como sobre
outras pessoas. Se o mago quer, em seguida, Tabori faz com que os efeitos por si ou por
subordinados. Tabori também dará as instruções especiais mágico, por exemplo, como pode ele,
sem muito esforço, entrar em contato com seres de água-elemento e como ele pode lidar com
segurança com eles. Seguindo ordens Tabori' s, as mais belas Ondinas estão à disposição do
mágico. Deste inteligência o mago pode também aprender a acalmar espíritos das tempestades,
como parar de trovoadas e como para tranqüilizar um mar áspero.

A Fig. 35: Igigi (11 ° Áries) - Esta cabeça ensina o mago como obter poder sobre os homens e os animais.
Ao mesmo tempo, ele mostra-lhe como para dinamizar a fórmulas mágicas para que eles tenham um efeito
especialmente forte.

A Fig. 36: Bialode (12 ° Áries) - O mágico vai aprender com essa inteligência como ele pode
adquirir autoridade mágico. Ele é ensinado como usar os poderes da zona de terra à vontade, além
disso, o método de mudar de metais comuns em metais puros. O mago com uma especialmente
forte disposição para a magia pode obter essa inteligência tão longe para trazer a transmutação
dos metais por si só. Bialode também introduz o mago a magia do sol, que é o mágico é ensinado
como fazer uso consciente dos poderes do sol no mental, astral e plano físico em uma base
mágico e também como proteger-se contra influências negativas do sol-esfera durante suas
perambulações mentais lá.

A Fig. 37: Opilon (13 ° Aries) - é capaz de auxiliar a mágico em todas as operações, pessoalmente
ou pelos seus agentes. Ele pode ainda instruir o mágico em qualquer campo da ciência do plano
físico; isto é, ele pode conceder-lhe conhecimento.

A Fig. 38: Jrachro (14 ° Aries) - Este inteligência também pode por si mesmo ou por seus subordinados
ajudar o mágico com todas as suas operações sobre o plano físico. Além disso, pode fazê-lo eloqüente
e afiada inteligente e, ao mesmo tempo ensina-lhe como, por meio da Akasha-princípio, ele pode
despertar essa faculdade dentro de si, bem como com os outros.

A Fig. 39: Golog (15 ° Áries) - Esta cabeça está bem familiarizado com qualquer campo da ciência
em nosso mundo físico, e não existe nenhum problema que ele não seria capaz de resolver. Golog
é considerado como um grande filósofo e expõe a síntese da filosofia para o mágico por intuição e
inspiração.

130
A Fig. 40: Argilo (16 ° Áries) - Esta cabeça ajuda o mágico, teórica e praticamente, em todas as
questões de amor e amizade no mental, astral e plano físico. O mago pode ter todas as suas
exigências a este respeito cumprido por esta cabeça.

A Fig. 41: Barnel (17 ° Áries) - Like Argilo, essa inteligência é bem familiarizado com a arte do amor e
é um especialista em excelentes práticas que fazem um ganhar o favor dos amigos e inimigos de
ambos os sexos. Barnal dá as instruções especiais mágico e faz dele familiarizar com métodos
especiais no que diz respeito à magia da simpatia. Esta cabeça não apenas lugares em seres bons
eliminação do mágico de sua própria região, mas também lhe permite entrar em contato com os
seres particulares do ar que de outra forma são muito tímidos da terra e, portanto, difícil de entrar em
contato. Barnal também é um especialista em música, e se o mágico deseja, ele inspira-lo com
composições musicais, desde o mágico é basicamente interessado em música.

A Fig. 42: Sernpolo (18 ° Áries) - Ajudado por esta inteligência o mágico pode rapidamente
desenvolver seu talento para as línguas. Sernpolo também ajuda o mágico melhorar a sua posição
na vida e lhe dá instruções metódicos como fazer uso prático dos poderes magnéticos dentro da
sua gama de eficácia.

A Fig. 43: Hyris (19 ° Aries) - é um especialista na mágica de água em relação aos elementos, ao
fluido magnético, e para provocar efeitos com essas forças. Hyris pode revelar ao mago muitas
influências possíveis pelo elemento de água em nosso mundo físico e, para além deste, que ele
saiba segredos especiais e dar-lhe instruções especiais sobre o reino das Ondinas.

A Fig. 44: Hahadu (20 ° Aries) - não só está bem familiarizado com a mágica de água, mas ele pode
também, devido às suas faculdades especiais, dar as várias instruções mágico no que diz respeito a
preparação de condensadores de fluidos líquidos, especialmente para o seu carregamento com
fluidos magnéticos. Hahadu é muito achou no reino das Ondinas, que é o elemento água, e deve o
mágico perguntar para ele, este chefe da região do water-elemento pode enviá-lo como muitos e
servas como ele pode precisar para a realização de seus desejos.

A Fig. 45: Oromonas (210 Aries) - faz com que o mago familiarizados com várias leis, poderes e
efeitos da zona de anelamento a terra. É a partir Oromonas que o mago aprende como definir os
vários poderes em movimento com a ajuda de vários métodos e instruções. Oromonas é um muito
generoso

131
inteligência, muito amigável com os seres humanos e em qualquer momento disposto a realizar os desejos do mago
na medida em que está em seus poderes.

Fig. 46: Bekaro (22 ° Áries) - Por esta inteligência o mágico é dotado com o conhecimento ea
sabedoria da zona de anelamento da terra, que apenas alguns seres dessa esfera são capazes de
fazer. Bekaro tem um especialmente elevado interesse pela justiça e harmonia e, portanto,
também é capaz de ajudar o mágico no mundo físico nos casos em que a justiça está envolvido,
seja em questões legais ou em outras situações da vida. Espíritos das tempestades e salamandras
são muito medo dele, já que ele é capaz de revelar as fórmulas mágico por cuja aplicação fortes
efeitos elétricos e elementares podem ser trazidas na região de fogo da zona de anelamento da
terra, que o mais espírito salamandra teimosa instantaneamente torna submisso. Se Bekaro coloca
qualquer ser do reino salamandra à disposição do mágico, tal espírito - sendo de alta inteligência,
compreensão e inteligência, tornará o serviço leal mágico.

A Fig. 47: Belifares (23 ° Aries) - Esta cabeça, como os dois anteriores, é superior aos outros em
sabedoria, inteligência e perspicácia e ele ensina o mago para aplicar as leis da zona de
anelamento a terra, pelo Âkâsha - princípio, para realizá-los no mundo físico. Belifares é sempre
dispostos a ajudar o mágico em qualquer aspecto.

A Fig. 48: Nadele (24 ° Aries) - é especialmente bem familiarizado com magnetismo e médica revela
métodos para as mágico pelo qual as doenças mais graves podem ser curados por mágica ou por
quaisquer outros meios. Nadele não é apenas um médico para o corpo físico do homem, mas
também pode ensinar o mágico como ele pode ajudar a si mesmo ou qualquer outra pessoa em
qualquer aspecto e em qualquer situação de sua vida, com a ajuda do Akasha-princípio. Esta
cabeça é muito amado, no reino de gnomos e se um mágico entra em contato com este reino com a
ajuda de Nadele, mesmo os reis de gnomos colocar-se à disposição do mago.

A Fig. 49: Yromus (25 ° Aries) - demais, é um especialista na ciência mágico, em particular, um
mestre de alquimia e spagiric. De Yromus o mago aprende como preparar várias ervas e raízes de
uma forma spagiric e alquímico, e como torná-los especialmente dinâmica pela aplicação de um
fluido eletromagnético e por um tipo especial de volting. Se o mago assim o desejar, ele receberá
instruções de Yromus como, pelo Akasha-princípio, para mudar causas dentro de si ou dentro de
outras pessoas para que elas tenham uma influência menos desfavorável no mental, astral e avião
às vezes até mesmo física. além de

132
isso, Yromus ensina o mago como mudar o destino de uma pessoa e para realizar operações
mágicas sem serem impregnados na
Akashaprinciple para causar contra-efeitos. Yromus, também, é amado no reino dos gnomos, e
todos os gnomos, especialmente os da classe alta, atender a essa cabeça com o maior respeito.

A Fig. 50: Hadcu (26 ° Áries) - é um mestre de magia mental e astral e ensina o mago como fazer
uso prático, nas mental, astral e físico mundos, de poderes extra-planetária para fins vanous.

A Fig. 51: Balachman (27 ° Aries) - é um excelente iniciador em astrologia sintético e revela para o
mágico os segredos mais remotas da astrologia. Por este iniciador a mago aprende sobre as
influências astrológicas sobre os mundos mentais e astrais, além disso, as oscilações e vibrações
opostas das várias esferas no que se refere ao mental, astral e plano físico. O conhecimento dos
efeitos cósmicos, no mineral, a planta, e reinos animal também é ensinado para o mágico por esta
cabeça, quer directamente ou por intuição e inspiração.

A Fig. 52: Jugula (28 0 Aries) - introduz o mágico na arte da talismanology. Deste cabeça do mago
aprende a resolver os símbolos mais complicadas do lado sintética. Além disso, Jugula ensina o
mago como expressar verdadeiramente pelo símbolo apropriado, cada poder e cada ser da zona
de anelamento a terra junto com suas qualidades, ou como moldá-lo para a representação gráfica
correcta. Ao mesmo tempo, ele inicia o mágico para o segredo de fazer tais símbolos magicamente
eficazes através de vários métodos.

A Fig. 53: Secabmi (29 ° Aries) - provoca vários efeitos sobre o mental, astral, e por plano físico
ajuda do fluido magnético. Esta cabeça é um mestre na arte de aromas produzem e pode instruir o
mágico como preparar, na forma spagiric, não só medicamentos, mas também perfumes de várias
plantas.

A Fig. 54: Calacha (30 ° Áries) - é a última cabeça deste signo zodiacal. Ele ensina o mago como
tratar várias doenças com o elemento água. Calacha é um mestre em hidroterapia e está sempre
preparada para ajudar o mágico, teórica e praticamente, neste campo. Mágicos que lidam com
opathy natur vai encontrar um excelente iniciador em Calacha, que pode revelar-lhes muitos
segredos por intuição e inspiração, segredos que remainded não revelado até a presente data.

133
*

Aqui está a descrição de outros 30 chefes de zona girdling a terra. Eles vêm sob o signo zodiacal
de Touro. Seus sinais e selos tem que ser desenhado na cor verde.

A Fig. 55: Serap (1 ° Taurus) - é a primeira cabeça deste sinal. Ele informa o mágico sobre a magia
da simpatia que pode ser realizada pelo elemento de fogo. Como eu aprendi com a experiência
pessoal com esta cabeça, ele vai apresentar o mágico a práticas que são geralmente ligados à
aplicação dos condensadores fluidos, que depois de ter sido transferido em papel absorvente
devem ser queimadas. Ele gosta de dar as instruções metódicos mágico como proceder com
várias práticas mágicas para a confecção de amigos, para o despertar de sensações de amor,
melhorando o poder de propagação, etc. O mago pode aprender muito com esta cabeça a este
respeito.

A Fig. 56: Molabeda (2 ° Taurus) - Se o mago quer entrar em contato com esta cabeça, ele será
ensinado por ele como, por aplicação do fluido elétrico, em conexão com o elemento fogo, vários
fenômenos na natureza , que são equivalentes aos sinais, pode ser causado. Molabeda é um
guardião fiel das profundos mistérios secretos da vida sexual que ele só irá revelar ao mago
madura e eticamente altamente desenvolvida.

A Fig. 57: Manmes (3 ° Taurus) - é um perito do conhecimento mágico de plantas. Deste cabeça
do mago aprende a reconhecer as diversas plantas a partir do ponto de vista hermético, e é
introduzido por ele na arte de provocar vários efeitos de aplicação de plantas de uma forma
mágica. Manmes chama a atenção do mágico de várias plantas que podem ser usadas como
material de incenso e que pode servir o mágico bem como uma ajuda para várias operações.

A Fig. 58: Faluna (4 ° Taurus) - Essa inteligência é um grande amigo dos seres humanos, e ajuda o
mágico, ele deve querer que, para a riqueza. Dá-lhe várias instruções sobre como fazer a partir de
plantas certas substâncias que são capazes de preservar seu corpo, ou mesmo para torná-lo mais
jovem e mais resistente contra influências desarmônicas - doenças e similares. Faluna é um
excelente instrutor para a produção de substâncias spagiric que pode ser adquirida a partir de certas
plantas.

Fig 59: Nasi (5 ° Taurus) - cangivethe bons conselhos mágico, por ele próprio ou por seus
subordinados, sobre como ele pode fazer a sua vida agradável e cheio de.

134
prazer por várias melhorias. Nasi diz o mágico como aumentar sua renda, e ajuda o mágico para
melhorar a sua posição na vida, pelo próprio ou por seus servos. Ele é considerado um mestre
perfeito da fabricação de prazer e felicidade terrena.

A Fig. 60: Conioli (6 ° Taurus) - Esta cabeça é um excelente matemático e um perito no


conhecimento de números. O mago é iniciada em Astro Cabala por essa inteligência. Conioli sabe
expressar matematicamente em números de qualquer poder, faculdades, etc. realização e,
vice-versa, como explicar para o mágico qualquer número em relação às suas influências e
qualidades. Além disso, Conioli ensina o mago como fazer, do ponto de vista mágico, o uso prático
do conhecimento adquirido.

A Fig. 61: Carubot (7 ° Taurus) - Se o mágico é um escritor, esta cabeça pode auxiliar a ele por
intuição e inspiração com propostas e projectos para utilização literária e estilo distinto. Mágicos que
lidam com contos de fadas, lendas, sagas e afins, encontrar em Carubot um excelente iniciador.

A Fig. 62: Jajaregi (8 ° Taurus) - também é um grande iniciador, especialmente para escritores
sobre ocultismo, pois ele sabe muito bem como inspirar o mago de modo que ele é capaz de
reproduzir oculto poderes, efeitos, leis etc. sob a forma de livros. Muitos mágicos que publicaram
romances que tratam de ocultismo pode ter sido inspirado por essa inteligência sem ter tido
conhecimento do mesmo. Por outro lado, Jajaregi também é capaz de explicar para o mágico todos
os romances ocultos, eventos etc. em relação às leis universais e as leis de causa e efeito sobre o
mental, astral e plano físico, seja pessoalmente ou por seus servos, ou por intuição.

A Fig. 63: Orienell (9 ° Taurus) - dá informação sobre a SIDA oculto, métodos auxiliares, etc., que podem
contribuir para o desenvolvimento de uma variedade mental, astral e faculdades físicas. Orienell também
revela que o mágico pelo qual maneira ele pode adquirir qualquer certa faculdade. Estes auxílios são
principalmente ritos, fórmulas ou gestos como eu sei da própria ex experiência prática com esta cabeça.
Se o mago permanece em contato com Orienell por um longo período de tempo que ele pode fazer notas
provisórias sobre todos os auxílios mágicos, que são reveladas a ele por meio da intuição por esta
cabeça.

A Fig. 64: Concario (10 ° Taurus) - é um excelente mestre e professor no que respeita a
lua-mágica. Ele chama a atenção do mágico para as diversas influências da lua e as 28 estações
da lua; Além disso a forma como estes podem ter mental, astral, ou efeitos físicos sobre a zona
girdling a terra, bem como sobre

135
nosso mundo físico, e como uso prático pode ser feita deles. Concario explica ao mago a síntese
da magia astrológica da lua.

A Fig. 65: Dosom (11 ° Taurus) - é um muito bom iniciador em ocultismo, especialmente o
hipnotismo, o magnetismo médica etc. Deste cabeça do mago aprende como aplicar corretamente
a hipnose sobre espírito, alma e corpo. Se o mago quer Dosom para colocar qualquer um de seus
servos à sua disposição, esses servos farão todas as operações relevantes e trazer os efeitos de
acordo com o desejo do mago. Esses poderes e faculdades, no entanto, nunca deve ser usado
para fins IgNobel, pois de outra forma o mago iria ficar conectado com o contra-gênio.

A fim de evitar qualquer uso indevido de inteligências e os seres, eu desisti de mencionar neste
trabalho as inteligências e os chefes da zona anelamento a terra que representam as qualidades
negativas. Existem tantas cabeças negativos, como não existem cabeças com qualidades boas e
positivas.

A Fig. 66: Galago (12 ° Taurus) - instrui o mágico como, por impregnação de sua aura, seu espaço
mágico, por meio do fluido elétrico e os elementos de fogo que ele pode honrar magicamente
segura, estima, dignidade, amizade e amor etc.

A Fig. 67: Paguldez (13 ° Taurus) - é um excelente iniciador em todos os aspectos da mágica da
natureza. Se o mago entra em contato com esta cabeça, ele aprende com ele, como para começar,
por meios naturais, vários poderes, como para trazer certas causas, resp. efeitos que quase chegar
ao natural. No pedido especial do mágico esta cabeça vai revelar a ele por que significa que ele
pode trazer vários fenômenos da natureza. - Para obter informações que eu mencionar aqui que o
contra-gênio é guardiã dos segredos de vários projectos de feitiçaria de magia da natureza.

A Fig. 68: Pafessa (14 ° Taurus) - torna a assistência profissional mágico e inspira-lo a melhorar a
sua situação profissional. Se, por exemplo, o mago é um homem de negócios esta cabeça vai
ajudá-lo, através de seus colaboradores, para obter mais clientes etc. Pafessa é muito educado e é
sempre satisfeito para ajudar o mágico em qualquer aspecto que seja no plano físico. No reino de
gnomos esta cabeça é muito respeitado, e gnomos gostaria de servir o mágico se foi informado
pelo Pafessa a fazê-lo.

Fig. 69: Jromoni, (15 ° Taurus) -, sendo uma excelente iniciador, ele pode informar o mágico como
ganhar dinheiro com facilidade e rapidez, proporcionando Divino

136
Providência aprova-lo - por vitórias, apostas, especulações etc. Jromoni também sabe onde
encontrar tesouros escondidos e se ele acha que é sensato que ele pode dizer o mágico a sua
localização exacta. No entanto, esta cabeça sabe muito bem, com ou sem a assistência que é dar
o mágico é admissível do ponto de vista cármico. Se ele não deveria dar o mágico a assistência
que ele quer, ele vai dizer o mágico lo durante sua primeira evocação e só vai ajudá-lo tanto
quanto ele é permitido pela Divina Providência sem sobrecarregar o karma do mago. O mago deve
saber que, por vezes, riqueza, riqueza e dinheiro excedente pode ser grandes obstáculos no
caminho para a perfeição.

A Fig. 70: Tardoe (16 ° Taurus) - tem o poder de despertar nos mágico vários talentos - para talentos
exemplo na arte, literatura ou outra - por práticas adequadas, rituais e semelhantes, ou, se o mágico
tem a disposição para certos talentos, para desenvolver estes rapidamente. Se, por exemplo, o
mágico quer fazer uma carreira como artista, ele vai encontrar nesta cabeça o iniciador e amigo
ajudando que ele precisa.

A Fig. 71: Ubarim (17 ° Taurus) - inicia o magicianinto a utilização de vários meios para o
ardente-se de amor e amizade e que pode dar os mágico muitos métodos e instruções a este
respeito. Ao mesmo tempo, o mago recebe a partir desta cabeça instruções detalhadas para a
fabricação de amuletos de amor e amizade. Ubarim também pode carregar amuletos e talismãs
para este fim, por ele próprio ou por seus servos, se o pedido mago-lo.

A Fig. 72: Magelucha (18 ° Taurus) - dá as várias instruções mágico de como operar mágica com
os elementos do ar e de água no mental, astral e plano físico, e como ele pode fazer uso destes
dois poderes para alcançar vários objetivos. Magelucha é um mestre desses dois elementos e
suas práticas, ele só revela ao mago madura e verdadeira. O mago pode aprender muito com esta
cabeça em relação a fluidos e sua aplicação para diversos fins.

A Fig. 73: Chadail (19 ° Taurus) - é um verdadeiro guardião da agricultura, e, em geral, ele inspira
não só o mágico neste mundo físico, mas também todas aquelas pessoas que têm a ver com
agronomia, agroquímica, melhorias agrícolas e similar. Se o mago é um agricultor, ele pode
aprender com esta cabeça como ele pode im- provar o seu solo seja por meios normais ou de
forma oculta a fim de efetuar o crescimento acelerado de suas plantas; Além disso, como pelas
radiações de vários produtos químicos, ele pode aumentar a produtividade de sua terra em termos
de qualidade e quantidade. Ele também chama a atenção do mágico para vários métodos de
trabalho e instrui-lo como

137
alcançar uma melhor cultura de produtos naturais com a ajuda do fluido eletromagnético, ou os
elementos ou métodos de Cabalista. Com a assistência de Chadail ou seus servos do mago é
capaz de obter resultados quase fenomenais na agricultura.

A Fig. 74: Charagi (20 ° Taurus) - Esta cabeça é uma admirável inspiradora de invenções técnicas
para fins agrícolas e florestais. Se o mago entra em contato com Charagi, ele pode adquirir muita
experiência por essa inteligência ou pelos seus agentes nas áreas acima mencionadas.

A Fig. 75: Hagos: (21 ° Taurus) - é um mestre do mágico de polarização e fluido eléctrico. Ele
instrui o mágico como trazer sobre o crescimento acelerado de plantas pela magia da polarização
em conexão com o fluido elétrico, como, por exemplo, ele tem que proceder de modo que uma
semente que acaba de ser plantada cresce em uma árvore com frutas dentro de uma hora.
Faquires que são capazes de crescer uma árvore de uma semente dentro de uma hora - este
milagre é conhecida na Índia como o chamado verdadeiro milagre da manga-árvore - fazer isso por
meio de seu conhecimento da magia da polarização e da eletricidade fluido. Tal coisa não é
segredo para o mago, e eu já mencionei em "Iniciação ao Hermetismo" que este fenómeno é
provocado pela aplicação do fluido eletromagnético, pela aplicação da magia da polarização.
Menciono isso aqui porque o mago pode ser ativado por Hagos ou seus servos para criar o mesmo
fenômeno.

A Fig. 76: Hyla (22 ° Taurus) - pode ajudar o mágico adquirir uma clara mente, bom poder de
julgamento, perspicácia e inteligência por meio dos canais de alta intuição e inspiração. Ele pode
ajudar o mágico pessoalmente ou por um de seus servos com vários assuntos, por exemplo, com
exames em diversos campos da ciência no mundo físico, e mais desse tipo.

A Fig. 77: Camalo (24 ° Taurus) - é, para além de ter outras faculdades e intervalos de validade,
muito bem familiarizado com os segredos de compostos minerais e sua aplicação oculto, e que
guarda estes segredos bem. Acima de tudo, ele informa o mágico sobre as analogias de vários
metais para as esferas, poderes, espíritos individuais etc. e como esses poderes podem ser
magicamente feito uso de no mental, astral e no mundo físico. Se solicitado pelo mago, ele irá
revelar uma série de fórmulas para a fabricação de condensadores de fluido, e também para o
verdadeiro Electromagicum que é utilizado para vários fins; assim, por exemplo, para o fabrico de
um espelho mágico, varinha etc Naturalmente, o mágico também aprende com esta cabeça de que
forma estes fluido

138
condensadores devem ser cobrada para uso mágico e diversos fins na zona girdling a terra e em
nosso mundo físico.

A Fig. 78: Baalto (25 ° Taurus) - informa o mágico sobre os vários tipos de trabalho em minas. Ele
supervisiona os gnomos do submundo do nosso planeta e sabe sobre todas as águas
subterrâneas e minérios. Ele também pode dar a informação mágico em vulcões e dizer-lhe o
momento exato de suas erupções. Além disso, Baalto pode dar-lhe métodos e instruções sobre
como usar magicamente, para as mais diversas finalidades, as correntes existentes abaixo da
superfície da terra. Se solicitado, ele vai apresentar ao mago a arte de trabalhar com uma varinha
de condão e o aparelho do pêndulo sideric sobre sua faculdade para encontrar correntes
eletromagnéticas, bem como um grande número de outras coisas dessa natureza.

A Fig. 79: Camarion (23 ° Taurus) - por isso a cabeça do mago serão informados sobre as relações
mágicas entre os vários tipos de alimentos a partir do ponto de vista da saúde e a harmonia do corpo.
Camarion instrui o mágico que o alimento que ele deveria escolher, se frutas ou refeições composto
preparado, a fim de aderir às leis ocultas da analogias. Através dos canais de intuição e inspiração o
mágico é revelado por Camarion como alimentos e refeições estão a ser carregadas, o que fluido,
elétrico ou magnético, é para ser usado, ou o que elementos têm de ser empregadas para trazer um
certo efeito sobre o mental , astral ou corpo físico. Ele é um excelente inspirador no que diz respeito à
dieta - especialmente no que respeita a doenças de qualquer tipo, ou seja desarmonias do corpo, da
alma e do espírito. Ele está sempre preparado para dar o mágico sua ajuda.

Fig. 80: Amalomi (26 ° Taurus) - Esta alta inspirador é considerado como o professor de línguas
cósmica. Por ele o mágico é instruído a usar Cabala, que é a linguagem cósmica com referência
ao mundo físico. Amalomi inicia o mágico em muitas fórmulas e Tantras, e, ao mesmo tempo, lhe
ensina como dinamizar estes, a fim de produzir efeitos por força do Akasha-princípio no mental,
astral e no mundo físico. Farei menção no meu terceiro trabalho intitulado "A Chave para a
Verdadeira Cabala" de algumas fórmulas, métodos e similares, que esta cabeça tem me permitido
publicar.

Fig. 81: Gagison (27 ° Taurus) - Esta cabeça é considerado - na zona de anelamento a terra -
como um filósofo universal. Por intuição, ele faz o mágico compreender todos os sistemas
religiosos deste mundo físico do passado e do presente, bem como a sua verdadeira legalidade. O
mago que é um amigo desta cabeça pode aprender muito com ele e chegar ao fundo de qualquer
sistema religioso que quer examinar do ponto de vista hermético, e encontrar

139
as leis universais eficazes nele. Ao mesmo tempo, ele percebe até que ponto as leis universais ter
sido escondida, velada ou mal, e pode corrigir esses erros do ponto de vista filosófico para seu uso
pessoal. Filosofia da religião vai ensiná-lo a separar o joio do trigo. Se os contatos mágico Gagison
muitas vezes, ele vai logo ver que desde os dias de outrora todos os sistemas religiosos têm vindo
a seguir as leis universais, como o fio de Ariadne e que até os dias de hoje essas leis são mais ou
menos fortemente manifestado em qualquer sistema religioso.

A Fig. 82: Carahami (28 ° Taurus) - Esta cabeça poderia muito bem ser chamado o professor de
física universal cósmica. Ele faz o mágico compreender os poderes cósmicos, suas analogias e sua
legalidade na natureza, e lhe ensina como controlá-los. Carahami pode revelar aos muitos segredos
metafísicos e metapsíquicos mágico no que diz respeito à natureza. Fenômenos que se tornaram
claro para o mágico em suas causas e efeitos, devido ao seu conhecimento crescente de poderes
cósmicos não deixá-lo em dúvida, e ele não só encontra a explicação correta para qualquer
fenômeno natural, olhar para ele a partir do ângulo hermético, mas, dependendo de sua maturidade
pessoal, ele é capaz de trazer tais fenômenos por si mesmo. Um verdadeiro mago, no entanto,
nunca se atreverá a causar qualquer caos por operações mágicas desse tipo, porque ele só seria
fortemente carga seu Karma ao fazê-lo.

A Fig. 83: Calamos (29 ° Taurus) - podem revelar ao mágico excelentes métodos para o enxerto de
plantas no mundo físico. Mas desde que ele tem um grande carinho para o mar e as vidas no mar,
ele pode, além disso, nomear as mágico métodos mágicos especiais pelo qual ele fica sob seu
poder e controla tudo o que vive na água. Calamos pode informar o mágico de magias que irá
acalmar o mar agitado, e também ensiná-lo a proteger-se durante viagens. Em caso de perigo,
quando um navio com a tripulação total é provável a afundar, um mágico que está em conexão
com Calamos sempre será capaz de encontrar um caminho para o resgate. Se o mago solicite,
Calamos também irá colocar à sua disposição os seres elementais do mar, ou ele vai instruí-lo
como entrar em contato com seres do mar. Ondinas, habitação perto de praias desertas, e todos
os seres subterrâneos altamente estima esta cabeça da zona de anelamento a terra, e encontrá-lo
com a maior reverência possível, cumprindo ao mesmo tempo qualquer coisa que ele pode
ordenar ou desejo.

A Fig. 84: Sapasani (30 ° Taurus) - como Calamos, é um excelente mestre da mágica de água. All
ser vivo na água e todos os seres elementais obedecer a essa cabeça. Seu conhecimento especial
está ligado com o uso de sal do mar para fins e operações de alquimia e magia. O mago é
informado por Sapasani

140
como ele pode entrar em contato com seres de água de uma forma simpática, usando um pequeno
soco de sal marinho, como ele pode fazer útil, para diversos fins, os poderes dos seres elementais
do mar, e ele é iniciado em muitas outras práticas por esta cabeça da zona de anelamento da
terra.

Os selos dos seguintes trinta cabeças da zona girdling a terra que pertencem ao signo zodiacal de
Gêmeos devem todos ser desenhado em marrom.

A Fig. 85: Proxones (1 ° Gemini) - O mágico será dada informação exata por esta cabeça sobre todas
as questões relacionadas com o fluido elétrico e sua relação com o mental, planos astral e físico.
Proxones é considerado mestre do fluido eléctrico e, portanto, também mestre de electricidade. Ao
mesmo tempo, ele é o guardião especial de invenções, e, na medida em que estes estão preocupados
com os conceitos básicos de eletricidade, ele os mantém em equilíbrio certo. Todas as pessoas que
lidam com as invenções no domínio da electricidade são, portanto, inspirado por Proxones. Ele vai dizer
o mágico discreta de invenções que serão feitas depois de muitos anos, ou mesmo depois de muitos
séculos. Claro, o mago não é permitido publicar essas invenções, mas ele vai ouvir de Proxones que
períodos de tempo que levará os técnicos a fazer progressos no campo da eletricidade e pode acumular
grande conhecimento a esse respeito. Com a permissão de Proxones o mago pode fazer uso de alguns
segredos, mas apenas para si mesmo, para esta obrigação em caso algum conduzir a um caos da
ordem dos mundos.

A Fig. 86: Yparcha (2 ° Gemini) - é, como a cabeça anterior, também a cargo da guarda das
invenções técnicas. Yparcha, também, pode dizer o mágico sob a chancela de sigilo que progredir o
mundo terá feito em cinquenta anos, em cem ou mais anos do que na medida em que as invenções
técnicas estão em causa. Se o mago estar trabalhando em alguma invenção si mesmo, que ele tem
com Yparcha o melhor inspirador para fornecendo-lhe, por intuição, com boas ideias.

A Fig. 87: Obedomah (3 ° Gemini) - Este inteligência informa o mágico sobre todos os ramos de
química, biologia, etc. Na sua relação à metafísica e metapsicologia. Assim, por exemplo, o mago
pode obter a partir de receitas Obedomah para o tratamento de várias doenças que são devidas a
ligações químicas e bioquímicas análogos, que têm uma gama bastante diferente de diagnósticos
e eficia do que as qualidades químicas de qualquer substância separada ter. Esta cabeça também
pode dar a informação excelente mágico sobre homeopatia, do ponto de vista metafísico. Com a
ajuda de Obedomah o mago também se familiariza com a aplicação de raios químicos em

141
respeito das várias leis análogas da natureza e do homem no microcosmo, bem como o
macrocosmo.

A Fig. 88: Padidi (4 ° Gemini) - é o inspirador dos pintores de nosso mundo físico. Se o mago lida
com pintura, esta cabeça é capaz de deixar o mágico sabe composições, a propósito da intuição e
inspiração, de que o próprio mago não tem idéia de todo. Padidi ensina o mago, dependendo de
seu grau de maturidade, para expressar a beleza genuína. Para projectar beleza que corresponde
às leis análogas do microcosmos e o macrocosmo fora de si mesmo, é um grande arte que só
pode ser levado à perfeição no caso de originalidade inato. No entanto, se o mágico está em
contato com Padidi, esta arte rara será incorporada nele por essa inteligência, que, para além
deste, pode revelar

ao mago muitos segredos sobre o


composição de cores.

A Fig. 89: Peralit (5 ° Gemini) - Esta cabeça é um grande mestre no conhecimento de vida e morte.
A partir dele o mago pode aprender em que momento uma criança deve ser procriado nesta terra
para tornar-se dotado de certas faculdades. Peralit ensina o mago como gerar um bebê consciente
da maneira mágica e lhe dá instruções especiais para a educação do bebê antes de seu
nascimento real, que permite que o mago para suprir a criança, antes de nascer, com certas
qualidades, faculdades e talentos. O mágico também é informada por Peralit qual o espírito da
zona de anelamento a terra vai ser suportados com o bebê gerado por ele, e que o destino e
Karma que terá. Ao mesmo tempo, essa inteligência informa o mágico como ele pode ajudar o seu
filho durante o tempo de vida, qual o papel que ele está a tomar, não só como pai, mas, se
necessário, também como professor, e similares. Desde Peralit é um excelente iniciador nos
mistérios do sexo, ele pode facilmente explicar estes para o mágico.

A Fig. 90: Isnirki (6 ° Gemini) - informa o mágico de métodos e instruções, através da qual ele pode
compreender o mental e a esfera astral de cada animal, não importa se vive na terra, na água ou
no ar, e que ajudá-lo a entender seus mundos. Por esta cabeça que ele adquire a faculdade de
colocar-se, com sua plena consciência, no sphape mental e astral de qualquer animal, e fazendo
isso, ele aprende a entender qualquer animal a partir desses dois estados de consciência e
influenciá-lo, se necessário, de acordo com sua própria vontade. Isto ajuda-o também a adquirir a
faculdade de conhecer o destino de cada animal. Assistido por Isnirki, o mágico pode colocar-se na
esfera relevante do grupo de animais em que cada animal vem após a sua morte neste mundo
físico, e lá ele pode levar até certo

142
conexões se que ele gosta. Mágicos que ao mesmo tempo são grandes amantes de animais podem
aprender muito com Isnirki a este respeito.

A Fig. 91: Morilon (7 ° Gemini) - Esta cabeça é um iniciador admirável e mestre de simbolismo. Ao
apontar vários métodos para o mágico, ele ensina como ganhar a faculdade de expressar toda forma
exterior, neste mundo físico, por símbolos em suas equivalências mental e astral análogas às leis do
microcosmo e macrocosmo. Ao mesmo tempo, ele aprende a partir Morilon a faculdade de como
expressar qualquer lei, qualquer qualidade, independentemente de qualquer esfera, por uma forma
exterior. De posse dessa faculdade, o mágico pode se tornar um intérprete de sonhos, pois ele é,
então, capaz de explicar qualquer sonho. Ao ser capaz de aprender sobre os símbolos das analogias
o mágico também aprende a compreender completamente qualquer ser para ele aparecer em
qualquer esfera que seja. Um mágico dotado com estas faculdades nunca vai ser enganado por
qualquer ser, pois sempre terá que assumir a forma de suas verdadeiras qualidades.

A Fig. 92: Golema (8 ° Gemini) - pode ser chamado um excelente filósofo do ocultismo, pois isto
não só cabeça conhecer todas as leis do nosso mundo e da zona anelamento a terra, mas ele
também é capaz - se o magicianget em contato com ele - para ensinar a faculdade de expressar os
problemas mais difíceis na nossa linguagem física, que está na linguagem do intelecto. Como é
difícil, por vezes, é a de expressar em palavras ocultas e temas filosóficos para que se tornem
compreensíveis também para o noninitiate, só se realiza por mágicos que são escritores sobre
ocultismo ou professores e conselheiros neste domínio. Com Golema o mágico tem a. melhor
inspirador ele pode encontrar, que, por meio da intuição e inspiração, irá ajudá-lo a expressar
qualquer problema de tal forma que qualquer mal-entendido será impossível. O mago com uma
memória ruim ou mau faculdade de percepção pode, por métodos de Golema ou assistência direta,
adquirir o contrário, ou seja, uma memória muito boa e um excelente faculdade de percepção.

A Fig. 93: Timiran (9 ° Gemini) - Esta cabeça é um excelente perito nas leis da harmonia, não só
no que respeita à zona de anelamento a terra, mas também em relação a todo o microcosmos e
macrocosmo. Ele pode fazer o mago entender a harmonia em nosso mundo físico e na zona
anelamento a terra do ponto de vista hermético. Timiran explica o mágico o verdadeiro significado
da introspecção e da maneira em que o equilíbrio mágico é aplicada. Se os segredos mágicos de
introspecção são bastante claro para o mágico, ele pode conseguir, devido ao seu conhecimento e
faculdades adquiridas, uma completa harmonia não só em si mesmo, mas também em outras
pessoas, e ele pode criar, a qualquer momento, harmonia e equilíbrio em todos os casos em que
ele quer fazê-lo,

143
e no qual as influências do caos ou desarmonia são óbvias. Apenas alguns magos estão na posse
dessas faculdades, e essa cabeça, Timiran, pode ajudar o mágico muito a este respeito.

A Fig. 94: Golemi (10 ° Gemini) - esta cabeça, semelhante ao acima exposto, é também um excelente
especialista em todas as leis de analogia, isto é, não apenas em relação a este mundo físico e a zona
de anelamento a terra, mas também no que diz respeito de todas as outras esferas. Beneficiado com a
inspiração de Golemi e assistência intuitional o mágico aprende a avaliar corretamente os seres de
qualquer esfera e avião. Ele aprende a reconhecer a gama de eficácia de cada ser que tenha sido
atribuído a ele pela Providência Divina, de modo que, na presença do mago nenhum ser é capaz de
manter a conhecer tudo o que na verdade não é assim. Além disso, o mágico é ensinado por Golemi
para classificar e identificar qualquer ser a partir da sua aparência exterior, tais como a cor, o tom,
forma, etc.

Fig. 95: Darachin (11 ° Gemini) - O mágico é ensinado por esta cabeça como penetrar e influenciar
os cérebros e intelecto de um homem de uma forma mais subtil. Se o mago quer, Darachin lhe
dará instruções apropriadas e mostrar-lhe métodos que lhe permitirão incorporar-se nas faculdades
intelectuais de qualquer pessoa e de ser ativo em estado de consciência de alguém. Esta
faculdade faz com que o mágico mestre sobre o cérebro e intelecto de qualquer ser humano. Ele
pode, ele deve querer-lo e considerá-lo como necessário, melhorar ou diminuir as faculdades
intelectuais de uma pessoa. Assim, ele pode, por exemplo, sejam fotos despertos do passado em
uma determinada pessoa ou ele pode influenciá-los de uma forma que eles desaparecer
completamente da memória dessa pessoa. No entanto, Darachin só revelam tais métodos
específicos e instruções para magos com um verdadeiramente elevado grau de ética. Para estar
na posse das faculdades acima mencionados significa ser capaz de saber, a qualquer momento,
tudo o que qualquer outra pessoa sabe.

A Fig. 96: Bagoloni (120 Gemini) - tem uma predilecção para telepatia, para transferência de
pensamento, e é um excelente mestre a este respeito. Ele dá as instruções apropriadas mágico e
métodos que ajudam o último adquirir essas faculdades. O mágico seguindo as instruções
especiais desta cabeça é capaz de transferir qualquer imagem para qualquer outra pessoa, seja
pela visão, acústica ou através da consciência da pessoa. Ao mesmo tempo, ele adquire a
faculdade de suscitar, no corpo astral de qualquer outro ser humano, - não aquainted com magia -
qualidades especiais de caráter.

Figura 97:. Paschy (13 ° Gemini) - Esta cabeça pode auxiliar o mágico em ser um diplomata bem sucedida.
Ele pode revelar para o mágico que é um diplomata do caminho

144
a fortuna de sua carreira diplomática, por exemplo, revelando-lhe certos segredos de topo que só são
conhecidos por alguns diplomatas. Em questões diplomáticas difíceis o mágico, estar em conexão com
Paschy, podem ser inspirados por esta cabeça, de modo que, eventualmente, ele tem pleno êxito. Essa
inteligência pode ser justamente chamado a cabeça dos diplomatas.

A Fig. 98: Amami (14 ° Gemini) ajuda o mágico com a literatura filosófica, ou ele ajuda-lo a se
apossar dos livros certos ou outra literatura. Em geral, o mago não precisa se preocupar com livros,
para qualquer coisa que lhe interessa ou que ele deve saber sobre no campo da filosofia, ou
qualquer outro campo das artes, ele pode obter diretamente dos seres ou pela sua comunicação. No
entanto, às vezes acontece que um mágico é um grande amante de livros e que para ele a coleção
de livros é mais uma questão de afeto pessoal do que uma questão de aprendizagem. Se o mago
gosta de livros, não há nenhuma razão para que ele não deve pedir Amami para ajudá-lo a este
respeito. Esta cabeça de maneira nenhuma decepcionar o mágico.

Fig 99:. Pigios (15 ° Gemini) - Se o mago é um escritor, ele vai encontrar um verdadeiro amigo e conselheiro
com esta cabeça, que irá ajudá-lo a qualquer momento por força de inspiração. Ele gosta especialmente para
ajudar poetas por inspiração e auxiliá-los na escolha das palavras e expressões certas. Pigios é justamente
considerada como a cabeça de todos os poetas e escritores.

A Fig. 100: Cepacha (16 ° Gemini) - tem um carinho especial para a beleza, harmonia e esplendor
externo. Se solicitado pelo mágico, esta cabeça está sempre preparado para iniciá-lo para os
vários mistérios de cuidados de beleza e ele vai dizer-lhe maneiras e meios pelos quais ele pode
fazer seu corpo olhar bonito e atraente. Mágicos com um senso de beleza com especial ênfase na
sua aparência externa vai encontrar um excelente inspirador nesta cabeça.

A Fig. 101: Urgivoh (17 ° Gemini) - auxilia o mágico, teórica e praticamente, para ganhar o favor de
pessoas muito importantes. Ele também instrui o mágico como se tornar querido por mulheres ou
homens, o que parece ser necessário para ele. Se o mago segue precisamente estas instruções
sem fazer as coisas de acordo com seus pontos de vista individuais ele sempre terá pleno sucesso
a este respeito.

A Fig. 102: Amagestol (18 ° Gemini) - inicia o mágico nos segredos de amor, em sua legalidade, as
suas causas e os efeitos, não importa se menor amor animal ou maior amor cósmica está em
questão. Amagestol é o gênio guardião de todos os seres que se amam na Terra.

145
A Fig. 103: Debam (19 ° Gemini) - é um mestre de mágica, especialmente no campo da gesticulação
e ritualistics individuais. Caso o mago estar na necessidade de qualquer ritual para fins individuais,
esta cabeça vai dar-lhe o melhor conselho. De Debam o mágico aprende a fazer pleno uso de
qualquer p ~ wer de qualquer esfera de ajuda da gesticulação apropriada e, acima disso, como
colocar em AC- ção certos poderes de todos os três planos por gestos apropriados.

A Fig. 104: Kolani (20 ° Gemini) - é o iniciador em relação à dança oculta, especialmente no que
diz respeito aos bailes com o objetivo de colocar em ação certos poderes, ou de entrar em
contacto com eles. Esta cabeça pode revelar ao mago, por intuição, danças que despertam no
homem certas faculdades extraordinárias. Se o mago quer colocar-se em êxtase mental, danças
ocultas, Kolani lhe dará o aconselhamento necessário.

A Fig. 105: Mimosah (21 ° Gemini) - Todas as pessoas que lidam com a lei estão sob os cuidados e supervisão
desta cabeça da zona de anelamento da terra. Se esta cabeça é chamado para em qualquer questão legal com
uma sentença injusta ou de liquidação, nem a si mesmo Mimosah ou alguém de seus subordinados irá processar
a ajuda mágico. Por isso, é apenas o direito de considerar esta cabeça como o guardião de todos os direitos
humanos. Todos os juízes, advogados etc. que têm a ver com assuntos jurídicos, podem, eles devem ser
mágicos, referem-se a essa inteligência a qualquer momento.

A Fig. 106: Eneki (22 ° Gemini) - Esta cabeça pode, nas mais diversas formas, iniciar o mágico na
arte da profecia e predição. Eneki fornece o mágico a este respeito com sagacidade e alta intuição.
Se um mago entra em contato com esta inteligência, ele será ensinado a controlar todos os tipos
de predição, chieromancy, grafologia, etc.

A Fig. 107: CORILON (23 ° Gemini) - Esta cabeça é o guardião e assistente de todos os artistas que
trabalham para o público, não importa se cantores, atores de teatro, artistas circus-, virtuosos etc. Se
esta cabeça é evocada, ele vai ajudar todos de inspiração, na direção citado acima, para exibir sua
arte ou trabalhar a toda a gente é a satisfação completa. CORILON faz artistas profissionais muito
amado pelo público e também garante seu sucesso financeiro. No caso do mágico é um próprio
palco ao artista, caso Orin ele quer ajudar alguém teórica e praticamente, então ele deve consultar
com confiança para esta cabeça, que vai cumprir o seu desejo a qualquer momento.

A Fig. 108: Ygarimi (24 ° Gemini) - foi encomendado para explicar ao mago todas as causas em
mental, astral ou plano físico registado no Âkâsha-princípio. Portanto, se o mago tem boas ligações
com este

146
cabeça que ele vai ser ensinado por ele como causas que têm sido postuladas por pensamentos,
sentimentos, qualidades de caráter, ações físicas etc. devem ser diferiram entre si na
Akasha-princípio. Além disso, como, por essas causas no Akasha-princípio, o destino no mental,
astral e plano físico pode ser confiavelmente previsto. Se o mago aprende a fazer essas
diferenças, ele será capaz de prever os obstáculos que mais tarde irá ocorrer no mundo mental,
astral e físico. Esta cabeça, Ygarimi, irá mostrar os meios mágico e maneiras de diminuir esses
obstáculos, às vezes até como eliminá-los completamente.

A Fig. 109: Jamaih (25 ° Gemini) - Esta cabeça pode ser considerado, pelo mágico, como um especialista
em história das religiões, pois ele pode informá-lo completamente em todas as religiões que existem no
nosso mundo ou que já deixaram de existem Ele pode fazer isso a partir do esotérico, bem como do
ponto de vista exotérico. Essa inteligência também inicia o mágico para o conhecimento esotérico das
mais antigas seitas religiosas.

A Fig. 110: Bilifo (26 ° Gemini) - Esta cabeça é responsável pela custódia de todos os mágicos e místicos
círculos, associações e seitas para que se possa chamá-lo de seu responsável legal. Ele decide sobre a
criação, manutenção e decadência de tais associações. Um mágico discreta pode obter informações
detalhadas sobre a magia e lojas místicas e todos os segredos por esta cabeça sem ser ele mesmo um
membro de associações tais ou semelhantes, irmandades etc. Ele irá, naturalmente, manter a informação
e os conhecimentos adquiridos a si mesmo por seu próprio pessoal usar.

A Fig. 111: Mafalach (27 ° Gemini) - ajuda o mágico para resolver qualquer problema difícil,
fornecendo-lhe, por ele próprio ou por qualquer de seus subordinados, com livros adequados,
manuscritos e similares. Se, por exemplo, o mágico é completamente selfdependant e se ele está
operando completamente sozinho, ou seja, sem a ajuda de um professor ou iniciador, esta cabeça
também pode ajudá-lo, introduzindo-lhe, mais cedo ou mais tarde, a um ser humano que se tornará o
verdadeiro mestre do mágico. A qualidade do professor depende, em cada caso, da qualidade e
maturidade da pessoa que procura.

Figura 112: Kaflesi (28 ° Gemini) - Sendo um excelente iniciador, esta cabeça vai iniciar o mágico
nas analogias secretos, isto é, para as leis de analogias do microcosmos e macrocosmo.. Assim, o
mago vai aprender com esta cabeça todas as leis da analogia em relação ao corpo, alma e espírito
e sua relação com o universo e como fazer uso prático desse conhecimento.

147
A Fig. 113: Sibolas (29 ° Gemini) - mais uma vez informa o mágico contrário, explicando-lhe
completamente a verdadeira conexão de todos exotérico, ou seja, assuntos mundanos, com as leis
genuínas de analogia e por ensinando-o a chamar a atenção do maior poderes a ele por assuntos
e eventos externos, às vezes até como colocá-los em ação. O mago pode aprender muito com
esta cabeça, especialmente no que diz respeito a magia da natureza.

A Fig. 114: Seneol (30 ° Gemini) - A última cabeça sob este signo do zodíaco é o protetor de todos os
seres humanos que fazem esportes aquáticos. Ele pode ajudar o mágico, fazendo-o adquirir, por meio
de métodos e instruções apropriadas, faculdades extraordinárias em esportes; por exemplo, registros de
velocidade e natação distância, em nadar debaixo de água etc. Ele também pode ajudar o mágico com
o resgate de pessoas que estão em perigo de afogamento. Se alguém está faltando,

ou seja, se as pessoas assumem que ele ou ela tenha sido afogado, Seneol ou seus subordinados irá
mostrar o mágico o lugar onde o corpo pode ser encontrado. Se o mago tem uma boa conexão com
esta cabeça, ele nunca em sua vida estar em perigo de afogamento, por Seneol cuida para que o
mágico é resgatado em cada caso.

Os trinta cabeças seguintes estão sob o signo zodiacal de Câncer da zona de anelamento da terra; seus
selos tem que ser desenhado em uma cor branco-prateado.

A Fig. 115: Nablum (1 ° cancro) - ficarão satisfeitos de informar o mágico, por inspiração e intuição,
sobre os vários graus de calor de temperatura - - no que diz respeito de métodos alquímicos ou
spagiric. No entanto, uma vez que estes não só papel playa na preparação de plantas e metais, mas
também outros fluidos, para a luz exemplo, cor, tom, oscilação etc., o mago pode também ser
informado por ele sobre essas coisas. Nablum é um especialista em operações alquímicas e spagiric,
eo mago pode lucrar muito a este respeito por suas inspirações.

A Fig. 116: Nudatoni (2 ° Câncer) - O mágico, estar em conexão com esta cabeça, recebe dele mais
perto informações sobre as erupções de vulcões em nosso mundo físico e sobre os terremotos com
eles. Nudatoni pode informar o mágico com antecedência quando uma montanha vulcânica vai jogar
fora lava. Nudatoni, ou os seus servos, pode, se solicitado, acompanhar o mágico em suas andanças
mentais ou astrais em lugares profundamente sob a terra, para mostrar-lhe fontes termais, cavernas
com stalactities, tesouros escondidos ou qualquer outra coisa que é para ser encontrado sob a
superfície a Terra. Esta cabeça é ao mesmo tempo um bom iniciador na ciência da pirotecnia,
especialmente na medida em que as operações com

148
os fluidos elétricos e magnéticos estão preocupados, e ele informa o mágico como trazer sobre
vários milagres pirotécnicos de forma mágica com estes fluidos.

A Fig. 117: Jachil (3 ° cancro) - sabe sobre todos os segredos eróticas e pode iniciar o mágico
neles. Ele está sempre preparada para fornecer o mágico com muitos meios mágicos pelos quais o
amor pode ser despertada ou diminuídos. Além disso, ele informa o mágico como ele pode, pela
força da magia, fazer-se amado por e atraente para o sexo oposto, e como se pode tornar-se
efetiva a partir do ponto de vista erótico. Ele vai, se ele quiser, ser informado por esta inteligência
sobre as artes mais secretas da magia sexual.

A Fig. 118: Helali (4 ° cancro) - Esta cabeça é um excelente iniciador em mágica mummial
sympathy-. Ele pode dar informações sobre como, com a ajuda dos elementos, o mágico
praticando magia mummial pode trazer vários efeitos, e ele pode além disso, explicar para o
mágico a influência dos fluidos elétricos e magnéticos na natureza. Helali introduz o mágico em
métodos de trabalho especiais que não têm sido conhecidos por ninguém até agora e que têm a
ver com magia mummial. As instruções especiais mummial-mágicas dadas por ele ou por seus
servos pode ajudar o mágico trazer efeitos que ele nunca teria pensado.

A Fig. 119: Emfalion (5 ° Câncer) - aconselha o mágico sobre como ele pode obter uma constituição
forte e saudável, um rosto atraente e bonito, olhos fascinantes,
ou seja, o frescor da juventude que vai preservar em idade avançada. De Emfalion o mago recebe
as instruções necessárias para a preparação de substâncias pelo qual ele pode assim impregnam
seu corpo que não irá decair. Se um mago tem uma boa conexão com esta cabeça, ele terá a
aparência de um jovem, embora ele já pode ser muito antigo, ou ele pode, pelo menos, sempre dar
seus semelhantes a impressão de que ele é apenas um de meia-idade cavalheiro. Também a
preparação de elixires mágicos de várias plantas para fins mágicos especiais será totalmente
revelado ao mágico por essa inteligência.

A Fig. 120: Pliroki (6 ° cancro) - explica ao mágico os factos reais sobre o chamado "mensagem
através do ar", que é especialmente bem conhecido no Oriente. Ele diz o mágico, ele o quisesse,
sobre os métodos adequados em que ele é um especialista, de modo que, finalmente, o mago
também será capaz de enviar mensagens para longe as pessoas, não importa se eles são
iniciados ou não. O mago é ensinado por esta cabeça para fazer este trabalho fenômeno no mental
e astral, e às vezes até mesmo no plano físico pela ajuda do fluido electro-magnético e o elemento
ar, ou com a ajuda de seres, espíritos e afins . o

149
mágico também será capaz de trazer outros fenômenos mágicos com a ajuda de Pliroki.

A Fig. 121: Losimon (7 ° Câncer) - informa o mágico dos mistérios originais e sistemas originais
das crenças religiosas dos antigos povos do mundo e também sobre os fenômenos mágicos que
as pessoas dos tempos passados, especialmente seus altos sacerdotes , foram capazes de criar.
Losimon sabe de que maneira e em que circunstâncias os fenômenos daqueles dias poderia ser
provocada hoje, e, se solicitado pelo mágico, ele irá iniciar-lo para estes métodos. Ao mesmo
tempo, esta cabeça é capaz de revelar ao mago os segredos dos fenômenos de levitação, de
modo a que estes podem ser trazidas pela ajuda de seres ou pelos poderes especiais ou
faculdades que o mágico adquiriu, porque ele tem aprendeu a controlar o fluido electro-magnético,
e com a ajuda destes fluidos do mágico é capaz de regular ou superar a gravidade da terra. O
mago é, nesse caso, capaz de retirar da terra o seu poder de gravitação e, ao fazer isso ele se faz
- e também outras pessoas - tão leve quanto uma pena de modo que, em conseqüência, ele é
capaz de caminhar ao longo da superfície das águas sem afundar ou para levantar seu corpo para
o ar. Que ele pode praticar esta arte com qualquer objeto é bastante clara.

A Fig. 122: Kiliki (8 ° cancro) - inicia o mágico nos mistérios de ritmo e vibração, e, ao mesmo
tempo, o ensina tanto ritmo e a vibração pode ser fixado em qualquer trabalho em esfera ou plano.
Kiliki é considerado como o mestre da vida, para a vida nada mais é do ritmo e vibração.

A Fig. 123: Oramos (9 ° cancro) - pode dar um excelente informações sobre faculdades ocultas,
especialmente em clarividência, clairaudience, clairfeeling, psychometry, e semelhantes. Ele dá o
especial mágico instruções relativas ao
fabricação de espelhos mágicos, sua carga com certos poderes influentual etc. e ele ensina o mago
como carregar espelhos da maneira de Cabalista. Mesmo que o mágico pode ser um clarividente
perfeito, Oramos pode ensiná-lo a aumentar suas faculdades adquiridas. Esta cabeça também
aconselha o mágico de como ele pode adquirir espíritos familiares para determinados fins e como
ele é para tratar estes. Oramos dá o mágico também informações exactas sobre os chamados
"espíritos controladores" para operações mágicas. Se o mago tem uma boa conexão com esta
inteligência, ele pode começar a partir dele muitas outras dicas boas e valiosas.

Figura 124:. Tarato (10 ° cancro) - Esta cabeça instrui o mágico como influenciar o tempo pelo
mágica de água, por fluidos eléctricos e magnéticos,

150
por rituais de magia, pela linguagem cósmica, e similares. Aquele que tem bons contatos com esta
cabeça pode deixá-lo chuva ou parar de chover à sua vontade, pode levar relâmpago em uma certa
direção, pode causar uma granizo e é, em geral, capazes de provocar e evocar qualquer coisa que tem
a ver com o tempo.

A Fig. 125: Horomor (11 ° Câncer) - Esta cabeça sabe tudo altos mistérios mágicos - mistérios da
iniciação - da zona girdling a terra e também do nosso mundo físico, e pode não somente ensinar o
mágico para compreendê-los, mas ele é também capaz de despertar a intuição e inspiração do
mágico por sua radiação de tal maneira que ele aprende a controlar todos os mistérios da sabedoria
do ponto de vista universal. Pode-se chamar isso de cabeça o instrutor na iluminação mágica.

A Fig. 126: Tmako (12 ° cancro) - inicia o mágico em todos os segredos de transmutação de potências,
efeitos, e semelhantes, na zona de anelamento a terra e para os segredos de plantas, minerais e metais
em nosso mundo físico. Essa inteligência também pode ser chamado de guardião da verdadeira
alquimia.

A Fig. 127: Nimalon (13 ° Câncer) - Qualquer mágico lidando com seres e inteligências invisíveis e
também familiarizados com a ciência da Cabala, por vezes, ter feito a experiência que pode ser
muito difícil de reproduzir intelectualmente a linguagem dos seres e do linguagem cósmica.
Nimalon pode ajudar o mágico a este respeito, fazendo-o familiarizar com os métodos pelos quais
ele pode adquirir a faculdade de constatação, a qualquer momento, o direito significa para
expressar e explicar o que pode ser comunicada na linguagem cósmica e a linguagem dos seres e
inteligências. Nimalon pode, portanto, ser considerado como um iniciador maravilhosa para o modo
de expressão em todas as línguas intelectuais.

A Fig. 128: Camalo (14 ° Câncer) - Esta cabeça está bem informado sobre os segredos mais remotas
da ciência mágica e mostra os meios mágico e formas, bem como métodos, pelo qual ele pode
tornar-se invisível. É com a ajuda de Camalo que o mago torna-se invisível, ou seja, que ele pode
valer-se em todas as esferas, mentalmente, astralmente e, se necessário, também fisicamente, sem
ser reconhecido lá. A faculdade de fazer-se invisível em qualquer lugar desejado é bastante uma
faculdade especial que só é controlada por poucos magos.

A Fig. 129: Nimtrix (15 ° cancro) - Esta alta iniciador em mágica ensina o mago a arte de
des-materializando qualquer objeto por métodos adequados, que é de-condensá-lo, e a
materializar, que é a condensá-lo, novamente no lugar onde ele quer que ele apareça. O mágico
também podem empregar

151
seres para a desmaterialização e re-condensação que Nimtrix irá colocar à sua disposição, caso o
mago quer.

A Fig. 130: Kalote (16 ° cancro) - é um perito fenomenal e mestre de leis cósmicos. Ele também é
um instrutor em virtudes divinas e, portanto, informa o mágico sobre estes, mostrando-lhe como
essas virtudes divinas, na sua causa e efeito, tornar-se válida sob a legalidade do microcosmo e
macrocosmo.

A Fig. 131: Ysquiron (17 ° Câncer) - faz o mágico reconhecer até que ponto o amor divino,
misericórdia e todas as virtudes divinas paralelas em relação a sua legalidade, harmonia e justiça
são aplicadas, e entram em jogo em todas as esferas e aviões. De Ysquiron o mágico aprende a
diferenciar esses segredos teúrgicas. Um mágico que está aliado a esta cabeça sabe não só sobre
os efeitos cármicos em todas as esferas, mas ele também se familiariza - ao mesmo tempo - com
segredos de Cabalista muito elevados da emanação divina.

A Fig. 132: Sikesti (18 ° cancro) - instrui o mágico no que diz respeito as analogias mais subtis e
segredos da evolução do microcosmos e macrocosmo. De Sikesti o mágico aprende a conhecer,
pelo menos do ponto de vista deste inteligência, sobre o ato de creatioJ:? De tudo como fins Divina
Providência TI.

A Fig. 133: Abagrion (19 ° cancro) - é um especialista em fórmulas mágicas, e o mágico em


contacto com esta cabeça é informado por ele sobre a utilização das várias fórmulas mágicas e, ao
mesmo tempo aprende sobre o seu poder mágico de eficácia no mundo mental, astral e físico.
Abagrion pode ensinar as mágico muitas fórmulas mágicas para sua proteção contra influências
negativas e indesejadas.

Fig 134:. Kibigili (20 ° Câncer) - O mágico é ensinado por esta cabeça a faculdade de evocar, com
seu corpo mental, seres subordinados na zona girdling da terra, ou seja, não em nosso mundo
físico, e para proteger-se contra diversificada perigos, malícia, e similares. Para realizar uma
evocação na zona de anelamento a terra com o corpo mental por si só é muito mais difícil do que
no mundo físico, pois o mago não tem apoios para a sua consciência. O que pode ser efectuada
por tais evocações será explicado em detalhe para o mágico por Kibigili.

A Fig. 135: Arakuson (21 ° cancro) - instrui a causa mago, finalidade e efeito de diversas leis e
podem, para além deste, conduzi-lo para profunda

152
sabedoria. Arakuson, como muitos outros chefes da zona de anelamento a terra, pode ser considerado como um
sumo sacerdote de magia.

Fig 136:. Maggio (22 ° cancro) - O mágico é instruído por esta cabeça de como colocar em prática
certas potências directamente a partir da zona de anelamento a terra e como realizá-los em
mental, astral e planos físicos. Maggio permite que o mago para penetrar profundamente na
emanação divina, ou seja, na oficina da Divina Providência.

A Fig. 137: Dirilisin (23 ° cancro) - é o mestre e o iniciador de mágica de espaço. O mago é ensinado por
ele como se tornar mestre do tempo e do espaço não só no nosso mundo físico e a zona de anelamento
a terra, mas também em todas as outras esferas do macrocosmo. O que significa ser o dono do tempo e
do espaço em todas as esferas, só pode ser compreendido por um mago realmente maduro. Dirilisin lhe
dá informações detalhadas sobre como fazer uso mágico desta faculdade.

A Fig. 138: Akahimo (24 ° cancro) - Esta cabeça instrui o mágico sobre a forma de conhecer e
controlar os vários graus de oscilação das virtudes divina, qualidades e poderes do
Âkâsha-princípio da zona de anelamento a terra para o propósito de emanação. O que esta
faculdade significa, não pode ser explicado por palavras simples; ele só pode ser apreendido pelo
mágico genuíno que também lida na prática com esta alta ciência.

A Fig. 139: Aragor (25 ° cancro) - faz com que seja possível para o mágico de olhar para a oficina
da Providência por meio de métodos adequados e procedimentos de purificação e para reconhecer
e detectar as relações correlativas entre o Âkâsha-princípio e a luz divina, a primeira emanação da
Divina Providência. Ele não precisa ser mencionado que esta possibilidade leva o mágico a ele
maiores esclarecimentos da zona anelamento da terra.

A Fig. 140: Granona (26 ° cancro) - diz ao mágico sobre os meios necessários para alcançar
alianças cósmicos dentro das esferas interplanetarias por diversas visões, não importa se eles
ocorrer em transe, durante o sono, ou no dia-sonhos; ou se eles são causados ​pela ajuda de
espelhos mágicos. Desta forma, o mágico, por asstisted Granona, pode reconhecer, nas esferas
planetárias, e provoca efeitos reproduzida seja na forma verdadeira ou por símbolos.

A Fig. 141: Zagol (27 ° cancro) - instrui o mágico no mágica de esferas cósmicos. Se o mago
coloca-se em qualquer esfera com seu corpo mental, por exemplo, para a zona de anelamento a
terra em que ele possivelmente tem a intenção de

153
praticar magia cerimonial, ele pode evocar, nesta esfera, seres de outros speres em exatamente da
mesma maneira como se estivesse fazendo isso em nossa esfera física. Que leis, e similares, tem
que ser respeitado em caso de tais operações em certas esferas é uma questão sobre a qual Zagol
vai dar a informação exata mágico.

A Fig. 142: Mennolika (28 ° cancro) - é um mestre de Kabalah, ou seja, um mestre de theurgy
divina. Esta cabeça ensina o mago como usar nomes divinos, de uma maneira de Cabalista, por
várias esferas. Além disso, o mágico é informado, por Mennolika, sobre as várias virtudes da
emanação divina, sua causa e efeito em cada esfera planetária, do ponto de vista de Cabalista.

A Fig. 143: Forfasan (29 ° Câncer) - chama a atenção do mágico para os diversos sistemas de
sabedoria. Ele revela que o mágico o seu próprio caminho individual na qual ele vai viajar quando
atingir um certo grau de maturidade. Na zona anelamento a terra esta cabeça é considerado como
um protetor de sabedoria e as chaves para ele.

A Fig. 144: Charonthona (30 ° cancro) - transmite para as diversas práticas mágico com o
Âkâsha-princípio. Com base nos métodos especiais Charonthona demonstra ao mago como
diversas operações mágicas têm sua causa direta na Akashaprinciple, e, portanto, produzir efeitos.
Charonthona é um excelente conhecedor das leis de causa e efeito, ou seja, um especialista em
Karma.

Os seguintes trinta cabeças da zona girdling da terra estão sob o signo zodiacal de Leão; todos os
seus selos tem que ser desenhado em uma de ouro, bronze ou de cor amarelo-dourado.

A Fig. 145: Kosem (1 ° Leo) - instrui o mágico no fogo-princípio da zona de anelamento a terra, e
na sua influência sobre o mundo físico. Ao mesmo tempo, o mago aprende com esta cabeça como
usar, magicamente, os princípios de luz, fogo e, acima de tudo, o fluido elétrico para o espírito,
alma e corpo.

A Fig. 146: Methaera (2 ° Leo) - mostra o mágico como ele pode, no mundo físico, fazer uso dos
poderes do sol e do fluido elétrico através de várias práticas, às vezes até com a ajuda de
aparelhos mágicos - para condensadores exemplo fluido, aparelho de radiação sol-éter, e
semelhantes. Esta cabeça leva a atenção do mago dos efeitos correlativos do elétrico e magnético

154
fluidos, a sua harmonia, e mostra-lhe como essa harmonia pode ser aplicado para diversas operações
mágicas.

A Fig. 147: Jvar (3 ° Leo) - informa o mágico na origem de paixão e como eles são incorporados no
corpo astral. Neste contexto, o mago também aprende a compreender o sentido profundo segredo de
todas as paixões, que servem como meios para um determinado propósito e são fortalecer a força de
vontade e outras faculdades mágicas. Jvar diz o mágico como controlar paixões por certas ajudas
mágicos e outros meios e como eles podem ser transmutado em, qualidades positivas opostas. As
práticas recomendadas pela esta cabeça pode ser aplicada pelo mago como uma ajuda para aqueles
estudiosos que estão no caminho para o desenvolvimento de magia, e que têm certas paixões eles
não são capazes de controlar.

A Fig. 148: Mahra (4 ° Leo) - instrui o mágico no mágica de elementos, o que lhe permite fazer uso
prático do fluido electro-magnético na natureza. Mahra é um mestre da magia dos elementos,
especialmente da magia da natureza.

A Fig. 149: Paruch (5 ° Leo) - informa o mágico do magneto tetrapolar no mundo físico, que, na sua
relação com a natureza, é análogo ao corpo físico do homem. Ele também ensina o mago como
fazer uso prático de tais poderes em relação às leis universais.

A Fig. 150: Aslotama (6 ° Leo) - está bem informado sobre o poder de propagação de todas as
sementes, na natureza, bem como no homem; sabe sobre todos os seus mistérios e introduz o
mágico em sua aplicação prática. Além disso, o mago aprende com essa inteligência como o fluido
elétrico, em sua correlação com o fluido magnético, cria vida e provoca o crescimento.

A Fig. 151: Kagaros (7 ° Leo) - aponta para o mágico os nections con- do princípio de o ar, que na
natureza desempenha o papel de um mediador. Ao mesmo tempo, ele diz o mágico sobre a
correlação entre a natureza eo corpo do homem, entre o corpo astral eo espírito.

A Fig. 152: Romasara (8 ° Leo) - revela que o mágico os segredos do princípio de ar a partir do
ponto de vista mágico. Ele é um excelente iniciador para a arte da respiração, o pranayama, e
ensina o mago como aplicar esta arte corretamente. Por Romasara o mago pode também ser
iniciada por Abisheka, pela iniciação do conhecimento genuíno da respiração mágica, de
pranayama, que no sentido puro da palavra não significa que o acúmulo de ar, mas o acúmulo de
poder.

155
A Fig. 153: Anemalon (9 ° Leo) - é um bom iniciador em todas as formas místicas, especialmente
no caminho do amor e da santidade. Ele explica que o mágico a diferença entre o caminho da
santidade e o único a perfeição.

A Fig. 154: Tabbata (10 ° Leo) - Essa inteligência ensina o mago como fazer seu corpo resistente
contra incêndio na forma mágica, por transmutação dos elementos, ou seja, como torná-lo quase
invulnerável. Ele instrui-lo como mudar água em gelo na forma alchemistic-Cabalista.

A Fig. 155: Ahahbon (11 ° Leo) - sendo um iniciador, também, conhece muitos métodos de produção de
estados de êxtase, transe e consciência. Ahahbon ensina o mago para treinar magicamente sua consciência
para que as impressões que ele recebe em qualquer esfera são verdadeiramente transmutado para o mundo
físico.

A Fig. 156: Akanejonaho (12 ° Leo) - é um mestre de theurgy divina e misticismo Cabalista. Ele
ensina o mago como aplicar corretamente as virtudes divinas em analogia com as leis da criação
com o objectivo de espiritualização.

A Fig. 157: Horog (13 ° Leo) - pode informar o mágico precisamente sobre o caminho para a
perfeição de acordo com as leis da criação e ajuda-lo a resolver os problemas mais escuros e mais
difíceis neste contexto.

Fig 158:. Texai (14 ° Leo) - por isso a cabeça do mago é ensinado a entender e absorver
totalmente a síntese de todos os sistemas religiosos e filosofias. Além disso, ele é iniciado na
transmutação da apresentação simbólica de sistemas filosóficos em linguagem intelectual.

A Fig. 159: Herich (15 ° Leo) - instrui o mágico nas ligações entre o mental, astral e mundos físicas,
isto é, no processo correlativo do mental, astral e fluidos físicas no corpo e da natureza, e, além
disso, nos disharmonies causada por esses fluidos, e na restauração de harmonias. Todas as
desarmonias relevantes pode ser totalmente explicado ao mago por essa inteligência. Além disso,
o mágico é dada diversos métodos de como influências sobre as matrizes mental e astral se
tornam possíveis.

A Fig. 160: Ychniag (16 ° Leo) - confia o mágico com os métodos que tornam acessível a ele
onisciência e a maior intuição divina e ele mostra-lhe como seu intelecto podem ser iluminados por
essas virtudes divinas.

156
A Fig. 161: ODAC (17 ° Leo) - é um iniciador para a magia do amor cósmico e familiariza o mágico
com métodos Magic Love teúrgicas e lhe ensina como aplicá-los no mental, astral e os mundos
físicos.

A Fig. 162: Mechebbera (18 ° Leo) - instrui o mágico na anatomia oculta do homem, no seu
contexto, e informa-o de métodos magictheurgical para tratamento médico.

A Fig. 163: Paschan (19 ° Leo) - é um iniciador em mágica talismânico. Ele ensina o mago a arte
de fazer talismãs, de carregá-los magicamente para a cura de várias doenças, ou para a ligação
certos seres a ele.

A Fig. 164: Corocona (20 ° Leo) - faz com que o mago familiarizados com a preparação de
substâncias alchemistal feitas de metais. O mago é ensinado por esta inteligência como produzir a
verdadeira tintura de ouro alquímico, e como usá-lo para diversas doenças. Ele também é instruído
por Corocona em medir a dosagem de medicamentos alquímicos.

A Fig. 165: Rimog (21 ° Leo) - dá o mágico as instruções necessárias para despertar dentro de si os
seus talentos para a profecia. Se o mago deseja, Rimog por si ou por um de seus subordinados,
desperta nele a faculdade de profetizar. Rimog é justamente chamado profeta da zona de
anelamento a terra, apesar de suas profecias não são de todo restrito à zona atrás referidos; eles
também se referem ao nosso mundo físico.

A Fig. 166: Abbetira (22 ° Leo) - mostra o mágico o caminho para adquirir alta estima, poder e
riqueza no mundo físico. Além desse, ele pode ajudá-lo em entrar no favor de pessoas muito
importantes.

A Fig. 167: Eralicarison (23 ° Leo) - instrui o mágico por Abisheka, a verdadeira iniciação, em todos os
sistemas religiosos, especialmente em todos os tipos de yoga. Ele ajuda o mágico na decifração dos textos
tântricos mais difíceis.

A Fig. 168: Golopa (24 ° Leo) - instrui o mágico sobre como ler mental, astral e eventos físicos no
Akasha. Além disso, o torna o mago perceber como mental, astral e causas físicas pelo princípio
Akasha- são transformados em efeitos. Por exemplo, Golopa pode dar as informações precisas
mágico sobre como faz com que ele tenha criado por pensamentos se tornará efeitos, e se eles
vão se tornar eficaz em sua vida atual ou em outra encarnação. O mesmo se aplica a astral e
causas físicas.

157
A Fig. 169: Jgakys (25 ° Leo) - coloca métodos à disposição do mágico pelo qual ele pode refinar
sua consciência para impressões esféricas sem a separação do corpo mental.

A Fig. 170: Pagalusta (26 ° Leo) - instrui o mágico como ele pode, por ele próprio ou com a ajuda
de médiuns, produzir fenômenos mediúnicos. Ele também dá-lhe instruções precisas sobre como,
por desmaterialização DE e materialização re-, ele pode mover objetos ao longo dos maiores
distâncias.

A Fig. 171: Ichdison (27 ° Leo) - inicia o mágico para os métodos de como qualquer desejo é
realizado no plano físico por potências mágicas.

A Fig. 172: Takarosa (28 ° Leo) - ensina as fórmulas magic pela aplicação de efeitos que são
provocados na mental, astral e mundo físico por os elementos, ou por seres dos elementos. O
mago pode também ser ensinado fórmulas Cabalista de que, acima de tudo, os seres dos
princípios de ar e água são facilmente feitas obedecer.

A Fig. 173: Andrachor (29 ° Leo) - é considerado como mestre da magia da água e confia o mágico
com muitas práticas secretas pelo qual, de outra forma não têm noção, como por exemplo, a cura
de doenças graves, e similares , pelo elemento de água.

A Fig. 174: Carona (30 ° Leo) - informa o mágico de meios que lhe proteger contra tempestades,
vendavais etc. Além disso, a atenção do mago é desenhado, por essa inteligência, a práticas de
Cabalista pela aplicação da qual ele pode acalmar o mar agitado, parar ou causar fortes chuvas,
evocam ou cessar tempestades etc.

Os selos dos trinta cabeças que pertencem ao signo zodiacal de Virgem estão todos a ser desenhado na
cor marrom.

A Fig. 175: Peresch (1 ° de Virgem) - controla todos os eventos políticos em nosso mundo físico.
Dependendo do grau de desenvolvimento e maturidade da humanidade que faz com que esta ou aquela
ideia de vir a importância e sociais atitudes para se tornar valioso. Além disso, ele decide sobre a duração de
um poder político, quer por desenvolvimentos diplomáticos apropriados ou por guerras, e ele permite que
pontos de vista políticos têm fracasso ou sucesso, como ordens Divina Providência que, considerando a

158
desenvolvimento espiritual da humanidade. Se o mago quer, então esta cabeça ajuda-lo com um alto
carreira política, o equipa com as faculdades de um excelente orador, que sabe como ligar as
pessoas através da palavra. Além disso, ele prepara o mago com tenacidade e resistência que
permanecem sem comparação para que ele possa realizar todos os seus desejos a esse respeito.

A Fig. 176: Bruahi (2 ° Virgem) - é o protector de todas as invenções no princípio Akasha-, de


modo que eles não são realizados antes do seu tempo. Consoante as circunstâncias, ele inspira
certos indivíduos para fazer certas invenções e faz com que estes a ser realizado no mundo físico.
No entanto, esta cabeça também dificulta as pessoas com altas faculdades intuitivas de realizar
invenções que não estão a ser dadas a conhecer ao público antes de um tempo mais longo, talvez
um século ou cinco séculos, passou. O mágico em favor desta cabeça é mostrado por ele sob a
chancela de sigilo, na Akashaprinciple, que tipo de invenções vai assustar o nosso mundo em cem
ou mesmo mil anos.

A Fig. 177: Moschel (3 ° Virgem) - controla cada arte no nosso mundo físico. Seus subordinados
administrar os vários ramos da arte. Métodos especiais reveladas ao mago por esta cabeça, seja
por seus seres subordinados relevantes ou transferência direta, permitir que o mago para
equipar-se com qualquer faculy artística. Moschel também ajuda o mágico para fazer uma carreira
artística.

A Fig. 178: Raschea (4 ° Virgo) - Pode-se justamente considerar este assunto como o rei das
flores, para todas as flores na nossa terra estão sob sua proteção. Deste cabeça do mago aprende
a entender a linguagem das flores, ou seja, o significado simbólico dos vários tipos de flores em
sua realionship ao homem, bem como com as leis universais. A cor, forma e número das pétalas
revelar ao mago as analogias com as leis universais e ele vê a partir deste que, no mundo das
flores, é real beleza. Penetrando mais fundo neste conhecimento, o mágico aprende a olhar e
entender cada flor do ponto de vista esotérico, e ele aprende a compreender as qualidades de
cada flor em qualquer aspecto e usá-los para fins mágicos.

A Fig. 179: Girmil (5 ° Virgem) - Esta cabeça é um representante de amor, harmonia e beleza, e ao
mesmo tempo o seu protector. Ele ensina o mágico ver o amor em tudo. Amor e harmonia por um
lado, e do ódio e desarmonia no outro vai ensinar o mágico de entender, também, as leis exatas de
simpatia e antipatia. Não antes de ter ganho este conhecimento será o mágico perceber o que é a
verdadeira beleza e que, na verdade, a beleza é apenas uma outra expressão para a harmonia.
Esta cabeça ajuda o mágico para chegar a uma verdadeira percepção da beleza.

159
A Fig. 180: Zagriona (6 ° Virgem) - Todos ensinando em seu sentido mais amplo vem sob a esfera desta
cabeça de influência. Todos os professores, escritores, jornalistas e editores são protegidos por essa
inteligência. Se o mago precisa de algum conselho neste ou em uma relação semelhante, se ele precisa de
proteção, ou se ele deseja ser bem sucedido, Zagriona vão quer ajudá-lo pessoalmente ou enviar um de seus
seres para dar ajuda.

Fig. 181: Ygilon (7 ° Virgem) - é considerada como o iniciador original na fala e na escrita. Tendo
ordens recebidas de Divine Providence, ele fez com que o homem, desde a sua criação, para
expressar pensamentos, termos, idéias etc. primeiro por sinais, então por sons articulados e
palavras, depois com penas de compostos e, finalmente, como um idioma. Em seguida, a cabeça
instruiu seus subordinados para ver que esta linguagem foi expressa externamente em forma de
símbolos de diversas maneiras, estabelecendo assim o tijolo inicial para a literatura como um meio
de comunicação e tradição escrita. Mas levou muito tempo até que o idioma escrito atingiu o estado
atual da literatura. Esta cabeça irá tornar mais fácil para o mago lidar com a decodificação de antiga,
até agora não revelado, cartas e interpretá-los. Não há registros por escrito sobre a terra que não
puderam ser decodificados pelo mago com a ajuda deste inttelligence ou seus subordinados. Ygilon
também pode instruir o mágico na assim chamada magia de runas.

A Fig. 182: Alpaso (8 ° Virgem) - Desde o início dos registos humanos esta cabeça tem sido o protector de
todos pobres e suprimida. No Akasha ele controla os destinos de todos os escravos, mendigos, ciganos,
pessoas sem-teto, etc. Ele também ajuda a pessoas que, por ter viciados tornam a narcóticos, são jogados
para fora do caminho normal da vida, especialmente nos casos em que essas pessoas devem , de acordo
com o seu destino, não ser atendidas por quaisquer acidentes. Essas pessoas, então, passar todos os
inconvenientes sem dificuldades. Aqui, a palavra pode ser aplicada que "bêbados têm uma vida
encantada".

Fig. 183: Kirek (9 ° Virgem) - é conhecida como um excelente iniciador em mágica alquímica. Ele
mostra as mágico muitos métodos pelos quais ele pode fortalecer o vínculo entre o corpo astral eo
espírito e também tais métodos pelos quais ele pode fazer seu corpo astral imune a destruição por
elementos astrais e assim alcançar a imortalidade astral. Se o mago pede para ele, esta cabeça vai
instruí-lo em tais métodos pelos quais ele pode causar os mesmos efeitos em relação à matriz astral,
portanto, para o seu corpo físico, de modo que ele é capaz de prolongar a sua vida enquanto ele
WANs . Se o mago aplica os métodos indicados por essa inteligência, idade vai mostrar nenhum efeito
em seu corpo, ele nunca vai sofrer de

160
qualquer influência exernal. Feridas causadas por golpes ou cortes, até mesmo o calor mais forte, não pode
fazer qualquer dano ao corpo protegido de tal forma.

A Fig. 184: Buriuh (10 ° Virgem) - é um excelente iniciador em segredos alquímicos e confia o
mágico com métodos pelos quais ele pode atingir diversas faculdades e poderes pela aplicação de
meios alquímicos apropriados. Essa inteligência revela o mágico como produzir medicamentos
diversos alchemicallove, incenso, pomadas mágicas, óleos para outros fins mediúnicos
exteriorização e. Além disso, Buriuh ajuda com a carga e impregnação de meios alquímicos,
pessoalmente ou por seus subordinados.

A Fig. 185: Yraganon (11 ° Virgo) - Se o mago quer ter estima, sucesso, honra e riquezas no mundo
dos negócios, esta cabeça pode ajudá-lo muito a este respeito, colocando à sua disposição os seus
subordinados. Além disso, ele pode fazer o mágico alcançar grande habilidade na sua actividade
profissional. Todos os homens de comércio que têm de lidar com metais, expecially de ferro estão sob
a proteção especial desta cabeça, assim, por exemplo, técnicos, construtores, engenheiros, ferreiros,
mecânicos, etc. Se o mago realiza tais tarefas, ele pode alcançar grande coisas com a ajuda deste
chefe da zona de anelamento da terra.

A Fig. 186: Argaro (12 ° Virgo) - é o guardião de todas as relíquias, lugares sagrados, templos, igrejas,
estátuas de santos, imagens de santos, etc. e, além disso, de todas as religiões do mundo desde o início
da humanidade até tempos modernos. Um mágico em contato com esta cabeça vai ser informado por ele
como as idéias divinas, divindades, etc. são simbolizados por imagens de santos, estátuas, templos e
outros símbolos. Ele também diz o mágico como por sua vez, quadros, estátuas, monumentos são, como
divindades personificadas, verdadeiras analogias das idéias divinas, conceitos, etc. Argaro também explica
que o mágico os ritos com divindades personificadas e lhe revela o seu significado secreto.

A Fig. 187: Algebol (13 ° Virgo) - é o especialista e líder de todos os tradicionais ritos religiosos, rituais
e cerimônias de todos os sistemas religiosos. Ele pode ser justamente considerado como um mestre
de cerimônias. Ele familiariza o mágico com todas as cerimónias, rituais e costumes de qualquer
religião ou seita, histórico ou moderno, e explica-lhe o seu significado, permitindo assim o mágico a
perceber o valor mágico cheio, o poder ou a dinâmica de um ritual ou cerimônia.

A Fig. 188: Karasa (14 ° Virgem) - é o protector de todos os médicos no mundo. Mesmo a medicina
-men dos dias de outrora olhou para cima para esta cabeça da zona de anelamento a terra com
devoção e fez sacrifícios. Mas mesmo hoje em dia os médicos, especialmente cirurgiões, são
inspirados por essa inteligência.

161
Karasa organiza que certas pessoas doentes são curados por alguns médicos. A produção
químico-farmacêutica inteiro vem sob a gama de seus poderes. O mágico doente que procura a
ajuda de esta cabeça vai começar a partir-lhe o diagnóstico exato e será informado maneiras e
remédios pelo qual ele pode recuperar sua saúde física.

A Fig. 189: Akirgi (15 ° Virgo) - O mago pode convocar esta cabeça em todas as questões
comerciais, pois ele sempre irá garantir-lhe o maior sucesso. Akirgi tem um carinho especial por tudo
o que tem a ver com papel ou têxteis. Sua influência, no entanto, também abrange a trabalhar-se de
peles, peles, couro, e assim por diante, de modo que o mágico será apoiado por essa inteligência não
só nos negócios, mas também será capaz de obter dele receitas especiais para o trabalhando-se de
peles, couro, etc. o mágico também pode ser ensinado sobre muitos métodos para o trabalho até de
papel e sobre os materiais de impregnação que até agora ainda não foram dadas a conhecer ao
público.

Fig 190:. Basanola (16 ° Virgem) - Uma vez que esta cabeça controla toda a vegetação, ele pode ser
considerado como protector da agricultura e silvicultura. Ele é um especialista nesta matéria, e o
mágico que entra em contato com ele pode aprender muito com ele. Além de dar métodos e
instruções para efetuar um bom crescimento das plantas, esta cabeça também instrui o mágico em
métodos magicquabbalistic especiais pelos quais o crescimento de plantas podem ser aceleradas ou
retardadas, dependendo do que o mago deseja.

A Fig. 191: rotor (17 ° Virgem) - é um mestre de visão fantástica. Sob sua competência vêm todas as
sagas, contos de fadas e histórias. Esta cabeça inspira todos os thoses poetas e escritores que estão
ocupados com a produção de sagas, contos de Fada e histórias. Rotor lhes proporciona um excelente
poder de imaginação e lhes permite expressar isso em palavras adequadas. Ele gosta de se esconder
fatos reais e segredos mágicos por contos de fadas, de modo que o mágico, ter chamado ele, é dado as
explicações apropriadas sobre o que cada um conto de fadas contém a partir do ponto de vista hermético.

A Fig. 192: Tigrapho (18 ° Virgem) - é um mestre de arquitectura e a arte de engenharia estrutural.
Desde o início da humanidade, ele instruiu o homem como ele deve habitar. Tigrapho é
considerado o protetor de todos os construtores e arquitetos na terra e auxilia-los por inspirações
na sua concepção-trabalho, não importa se eles estão projetando rodovias, bacias hidrográficas,
obras de água ou qualquer coisa desse tipo. Se o mago é nesta profissão, Tigrapho pode ajudá-lo
muito por intuição.

162
A Fig. 193: Cobel (19 ° Virgem) - é capaz de dar início ao mago na arte de aromas mágicas. Deste
cabeça do mago aprende a compor aromas harmoniosos e desarmônicos, por exemplo, aromas
que causam amor e simpatia ou sonhos opcionais, ou aromas que pode aumentar o poder de
concentração; aromas de meditação, materiais de incenso para diversas experiências mágicas, etc.
O mágico também pode ser contada por detalhes relativos Cobel osmoterapia, ou seja, o
tratamento de doenças por aromas.

Fig 194:. Hipogo (20 ° Virgo) - Tudo o que tem a ver com água e sua relação com o homem é da
competência desta cabeça; Assim, por exemplo, natação, mergulho, movendo-se ao longo da
superfície das águas em todos os tipos de navios, a partir da jangada mais simples até o mais
atualizado navio a vapor. Hipogo é o inspirador da construção naval, incluindo a construção de
submarinos e tudo o que se move sobre ou na água e é construído por homens. Se o mago está
interessado, esta cabeça lhe permitirá olhar para o futuro mais distante para ver todas as invenções
técnicas para vir em relação a humanidade se movendo ao longo da água.

Fig 195:. Iserag (210 Virgem) - é considerada como o transportador de sorte a humanidade. Ele
traz sorte em jogos, competições, na Bolsa De Valores, em especulações e empreendimentos de
qualquer espécie. O mago que tem essa cabeça como seu amigo terá cada desejo realizado no
mundo físico, ele vai ser feliz e bem sucedido em tudo o que empreende. Esta cabeça também vai
confiar-lhe métodos que lhe dará felicidade e contentamento em qualquer aspecto.

Fig 196:. Breffeo (22 ° Virgem) - pode ser considerado como depositário de leis materiais e de
justiça. Em todos os casos em que o mágico está no direito esta cabeça vai ver que o assunto é
decidido em favor do mágico. Breffeo pune, pessoalmente ou por um de seus subordinados,
qualquer pessoa que vai fazer a injustiça mágico ou que tenciona fazê-lo, sem o mágico
necessariamente saber sobre ele. As pessoas que perseguem o mágico será maliciosamente
punidos por espíritos subordinados de Breffeo, especialmente se o mago teve ou ainda tem, boas
ligações para esta cabeça.

Fig 197:. Elipinon (23 ° Virgo) - por isso a cabeça do mago é instruído e treinado em todas as artes
mantic de acordo com as leis da analogia, não importa se adivinhação com cartões, o jogo de tarô,
I-Ging, quiromancia, horóscopos, ou qualquer coisa desse tipo está envolvido. Elipinon torna
possível para o mágico para se tornar um profeta pelo treinamento das artes mantic e ele ajuda-lo a
se tornar um especialista genuína a este respeito. especialistas Mantic de todo o mundo estão sob o
controle desta cabeça da zona de anelamento da terra.

163
A Fig. 198: Naniroa (24 ° Virgem) - guarda a propriedade de cada pessoa. O mago que tem essa cabeça
como seu amigo especial tem a sua propriedade protegida por seus subordinados contra todos os tipos de
catástrofe, não só fogo, tempestades, inundações, mas também contra roubo, furto, etc. Naniroa vai fazê-lo
familiarizado com os métodos pelos quais um ladrão pode ser obrigado a devolver os artigos roubados, ou
influenciado de tal forma que ele vai trair a si mesmo. Também outras práticas mágicas para a recuperação
de bens perdidos pode ser aprendido com essa cabeça.

A Fig. 199: Olaski (25 ° Virgo) - é o iniciador original de todos os veículos e meios de transporte sobre
a terra seca, a partir do carrinho simples até o automóvel mais moderno. Se o mago quer obter
determinadas informações sobre este campo, ou se ele quer fazer melhorias técnicas e novas
invenções, ele vai encontrar seu melhor mestre e assistente nesta cabeça. Se ele tem um bom
contato com essa inteligência, ele pode ter a certeza de ser especialmente bem protegido em seu
veículo em terra seca. Durante ex conexões com esta cabeça eu era capaz de olhar para o futuro
distante no Akashaprinciple para ver os veículos não movidos por motores de combustão ou energia
atômica. Muito um tipo diferente de combustível será utilizado para os veículos de transporte no
futuro distante e movê-los ao longo em uma velocidade incrível, sem qualquer ruído ou odor. No
entanto, eu estava proibido de revelar quaisquer detalhes sobre isso. O futuro só vai provar
verdadeiro e que cada nova invenção tem sido muito antes previsto no princípio Akasha-.

A Fig. 200: Hyrmiua (26 ° Virgem) - é um poderoso protector da consciência humana na nossa terra.
O homem médio dificilmente seria capaz de compreender o alcance das poder dessa cabeça. Ele
impede, por exemplo, a consciência do homem médio de viajar para além dos limites do mundo
físico. No entanto, ele permite que o mago para ampliar a capacidade de sua consciência,
dependendo de sua maturidade mágica. Em outras palavras: esta cabeça controla o
desenvolvimento e maturidade de cada ser humano. Ele decide se uma pessoa que sofre de
distúrbios de sua consciência, um homem ou uma mulher insana, deve tornar-se saudável
novamente e recuperar seu estado normal da mente. Se essa inteligência aprova de sua
recuperação, o psiquiatra vai conseguir fazer a pessoa completamente sã novamente. Hyrmiua
também controla todas aquelas pessoas que cometem suicídio, cuja escritura não é realizada sob
as condições de Karma, de modo que eles não recuperar há consciência no mundo astral antes do
período decorrido que eles devem ter vivido na terra. Não antes da expiração deste determinado
período vai suicídios despertar de seu sono crepuscular para obter a sua consciência astral
completo. Muito mais poderia ser dito sobre este assunto; mas, no entanto, estas sugestões serão
suficientes para o mago; se ele entra em contato com esta inteligência, ele nunca vai se perder
mentalmente e

164
será dada, por esta inteligência, o poder de ler a consciência de cada homem e influenciá-lo. Por
exemplo, ele poderia fazê-lo memorizar fotos do passado ou então apagar essas imagens
completamente de sua memória. O mago aprende com esta cabeça como realizar uma
transferência de consciência de maneira mágica, que, no oriente, é conhecida sob o nome de
"Abisheka" ou "Ankhur".

A Fig. 201: Sumuram (27 ° Virgem) - é o dono de todos os animais do ar. Do menor voar até a
águia nobre todos estão sob sua proteção. Para o mágico em contato com esta cabeça serão
revelados todos os segredos de animais voadores. Se o mago deseja, Sumuram lhe mostrará
métodos e dar-lhe instruções pelo qual ele pode ganhar o poder de controlar todos os animais do
ar. Ao usar palavras apropriadas o mágico, por exemplo, consegue forçando a águia greediest ou
abutre a descer de grandes alturas e sentar-se sem ansiedade sobre os ombros do mago. Ele
pode domar qualquer ave de rapina de uma maneira que ele vai brincar com as crianças e não
prejudicar o animal menor. Muitas outras artes mágicas em relação ao reino animal, o que para o
homem médio deve parecer incrível, pode ser realizada pelo mago.

A Fig. 202: Astolitu (28 ° Virgo) - é uma entidade de custódia especial de muitas chaves mágicas e
segredos. Em nosso estado atual de desenvolvimento ele lidera e controla os aeronáutica de todo
o mundo com todas as suas invenções. Ele pode dar o mágico muitas inspirações a este respeito.
Para o mágico do mais alto nível, ele revela os segredos da gravitação e instrui-lo na aplicação
prática do poder da gravidade. Muito antes de nossa civilização - muitos milhares de anos atrás -
nossa terra era habitada por pessoas com uma alta civilização que foram muito avançada em
comparação a nós nas técnicas de aviação. Para eles, a gravidade não era problema. Eles se
mudaram sem motores ou usando gás para as mais altas altitudes atingir velocidades equivalentes
à velocidade de rotação da nossa terra, transportados sem qualquer esforço e sem ajuda mecânica
as cargas mais pesadas de um lugar para outro. Depois de sua ruína, que se haviam trazido,
Astolitu, o chefe da zona de anelamento da terra tomou as chaves de volta para si mesmo de novo
e agora mantém-los com segurança até o dia em que a humanidade terá atingido a maturidade e
grau de desenvolvimento necessário. No Akasha-princípio, nunca houve nada perdido, pois tudo
permanece registrada lá. Apenas os mais altos magos pode ler tudo no Akasha-princípio, que
necessariamente devem permanecer em segredo para o mundo normal.

A Fig. 203: Notiser (29 ° Virgem) - Intellect e conhecimento de todos os seres humanos no mundo
físico estão sob a protecção desta cabeça de anelamento o fuso

165
a Terra. Dependendo do estado de maturidade de uma pessoa, ele controla sua capacidade de
percepção e torna-lo saber coisas que são apropriadas para o seu grau momentânea de
desenvolvimento. Esta cabeça, portanto, pode ser justamente considerado como mestre do
conhecimento, pois é por sua influência que o intelecto do homem nesta terra está afiada, sua
memória é ampliada, não importa com qual campo da ciência a pessoa está lidando. O mago é dado
instruções por esta cabeça que, se ele seguir-los, capacitá-lo para aumentar a capacidade de seu
intelecto e fortalecer sua memória. Notiser informa o mágico sobre qualquer campo da ciência e ele
fornece todos os campos da ciência com essa quantidade de conhecimento que pode ser
compreendido pelo homem em seu estado atual de desenvolvimento.

A Fig. 204: Regerio (30 ° Virgo) - A última cabeça da zona de anelamento a terra sob o signo
zodiacal de Virgem, Regerio, é a guardiã de muitos mistérios da sabedoria e vê que a verdadeira
sabedoria só é acessível a pessoas praticamente maduros . Se, no entanto, deve acontecer que
segredos mágicos tornou conhecido ao seus estádios imaturos e não autorizada, este guardião dos
mistérios de blocos sabedoria o caminho para a sabedoria para essas pessoas não autorizadas por
encobrindo-os na escuridão com incredulidade, desconfiança, selfconceit e visões unilaterais ,
deixando os verdadeiros mistérios coberto e oculto para ele mesmo que eles podem ser
armazenados em mil gavetas da imaturo. O mago que consegue entrar em contato com Regerio é
ensinado por ele para perceber a diferença entre conhecimento e sabedoria por intuição.

Os seguintes trinta cabeças da zona girdling a terra sob o signo zodiacal de Libra. Seus selos, pela
primeira evocação, tem que ser desenhado em verde.

A Fig. 205: Thirana (1 ° Libra) - Esta cabeça controla a esfera sexual do homem. A propagação da
humanidade cai, portanto, sob sua competência. Thirana pode dar muitas instruções e métodos
como o mágico é para impregnar magicamente sua própria semente com várias qualidades antes
de ter relações sexuais, para que estas qualidades passar para a criança gerada. O mago é
fornecido com pleno conhecimento, por esta cabeça, no que respeita à educação pré-natal de uma
criança, ou seja, a Embodying de certas faculdades, fatores hereditários, etc., de forma mágica,
durante os bebês peregrinar no útero.

A Fig. 206: Apolion (2 ° Libra) - Esta cabeça tem inspirado a humanidade desde a sua criação em
relação ao trabalhar-se de metais, dependendo do seu estado de

166
desenvolvimento. Apollyon é considerado como o iniciador original de todas aquelas pessoas que
foram ocupados com o trabalho até de metais, não importa se o fundador, smith, engenheiro,
mecânico, ou algo semelhante. Apollyon não só é o iniciador original em todas as idéias neste
campo, mas ele também é o seu guardião leal.

A Fig. 207: Peekah (3 ° Libra) - Esta cabeça já ensinado as populações primitivas dos tempos
passados ​por inspiração que a carne dos animais consumido em estado bruto não é tão deliciosa
como torrados ou cozidos. Ele inspirou alguns indivíduos como dizer a diferença entre os vários tipos
de carne, ao provar deles e lhes ensinou por intuição para preparar muitos pratos de carne. Para a
preparação de tais pratos de carne homem começou a criação de animais domésticos, de modo que
durante o curso da pecuária tempo foi desenvolvido, em que Peekah sempre foi, e ainda é, uma boa
inspirador da humanidade, também a este respeito. Defumado e carne enlatada também estão sob a
competência desta cabeça. Se solicitado pelo mágico, esta inteligência vai iniciá-lo na arte de
cozinhar e irá familiarizá-lo com muitas receitas para a preparação de pratos de carne que até agora
nunca foram conhecidos.

A Fig. 208: Nogá (4 ° Libra) - A fertilidade e o poder de propagação de homens e mulheres sob o
poder desta cabeça. Ele controla por suas vibrações a esfera sexual do homem e da mulher e decide
sobre a capacidade para a vida na semente. O mago pode ser informado por Nogá como manter
suas faculdades sexuais até idade avançada e, além disso, como esterilidade e impotência em
relação a mulher e o homem pode ser tratada com sucesso. O mago pode obter uma riqueza de
informações adicionais sobre este campo a partir desta cabeça.

A Fig. 209: Tolet (5 ° Libra) - Esta cabeça controla os hábitos alimentares do homem e mostra-lhe
que tipo de alimento é necessário para a manutenção de sua saúde eo que é prejudicial. Tolet é
também o iniciador em todas as receitas para dietas. Por esta inteligência o mágico é ensinado a
diferença entre o elétrico, magnético e os fluidos eletromagnéticos em sua relação com os vários
pratos e como levá-los em consideração no caso de doença. Esta cabeça também chama a atenção
do mágico para os diversos tipos de alimentos que servem como estimulantes para a produção de
estados especiais de mente.

A Fig. 210: Parmasa (6 ° Libra) - é um mestre da gaity e permite que o homem rir e desfrutar-se de sua
própria essência. Sob sua competência cair idéias divertidas, piadas, brincadeiras, histórias, comédias e
outros tipos de entretenimento. Ele ou seus subordinados inspirar o homem para contar piadas
engraçadas e tal como histórias, ou para escrever e realizá-las. O mago pode obter as idéias mais
divertidas deste

167
cabeça ou seus subordinados para capacitá-lo para entreter as partes inteiras, e similares. Se o
mago está em contato com esta cabeça, ele mesmo se convencido de que Parmasa sempre
mostra-se cheio de gaity.

A Fig. 211: Gesegos (7 ° Libra) - Madeira e tudo ligado' com ele é da competência desta cabeça. Ele é
o anjo da guarda de todas aquelas pessoas que estão ocupados com madeira e seu trabalho, por
exemplo, macacos lumber-, carpinteiros, marceneiros, marceneiros, torneiros, escultores,
patternmakers, etc. Se o mago está interessado em qualquer um destes campos , ele pode aprender
muito com esta cabeça que não tenha sido conhecido até esta data; por exemplo, a impregnação de
madeira contra todas as influências de elementos, significa que dão madeira, mesmo o tipo mais suave
de madeira, uma grande resistência e duração, de modo que só podem ser comparados com o aço.
Esta cabeça pode fazer saber ao mágico muitas outras novas ideias interessantes.

A Fig. 212: Soteri (8 ° Libra) - é o iniciador original em todos os instrumentos musicais que o homem já
utilizados, os mais modernos da época presente incluído. Soteri inspira todos os compositores. Ele
ensina o mago que tem talento musical ou está interessado na música para se adaptar cada peça
musical ao elemento relevante e, vice-versa, para expressar harmonicamente, ou seja, de acordo com as
leis universais, o que ele quer expressar pela música. Esta cabeça pode ser justamente chamado o
músico da zona de anelamento da terra.

A Fig. 213: Batamabub (9 ° Libra) - As roupas e arnês de homem têm estado sob o poder desta
cabeça de direita a partir da origem nobre até aos dias de hoje. Ele controla as roupas e chapéus
do homem e influencia-los de acordo com o clima, tempo, maturidade, atitude pessoal, e assim por
diante. Batamabub é o inspirador de cada forma momentânea, para que posto, posição social,
religiões, etc., também são levados em consideração. Além disso, ele sugere ao homem do qual
material de suas roupas e chapéus estão a ser feitas. portanto, todos

estilistas e criadores de moda, alfaiates,


costureiras, modistas, etc. são protegidos por ele. Se o mago está interessado, ele pode ter todas
as modas de todos os povos, a partir da origem nobre até os dias atuais, apresentado a ele por
esta cabeça no princípio Akasha-. Ele pode até mesmo ver as modas dos dias que virão.

A Fig. 214: Omana (10 ° Libra) - O revestimento peludo do corpo humano constitui uma parte da
competência desta cabeça. Ele é o inspirador de todos os penteados e os tipos de barbas.
Cabeleireiros e barbeiros de ambos os sexos estão constantemente sob sua influência. Todas as
invenções referindo-se ao cultivo de barbas e cabelos, a partir do pente simples até o aparelho mais
moderno, de navalha

168
da lâmina para a máquina de barbear, são controlados por esta cabeça. O mago que entra em contato
com essa inteligência pode aprender quais as substâncias que vai fazer o cabelo crescer e que irá
remover os pêlos indesejados, etc. Omana também pode fazer o mágico familiarizado com diversas
substâncias para coloração capilar. Tendo pessoalmente evocado esta cabeça, me foi mostrado, no
Akasha-princípio, a cor do cabelo do futuro. substâncias químicas não será mais necessário, pois
estes geralmente fazem mal às raízes dos cabelos; o cabelo do homem será tingido por aparelhos
radiação sem quaisquer maus efeitos sobre o cabelo eo cabelo-cama. No entanto, tenho sido proibido
de dizer mais sobre isso. No entanto, o futuro vai trazer a prova da previsão.

A Fig. 215: Lagiros (11 ° Libra) - Diretamente pelo próprio ou indiretamente pela influência de seus
subordinados esta cabeça ajuda o mago para ganhar o favor de pessoas muito importantes, para ter
petições entregues a eles aprovado, etc. Esta cabeça pode causar uma pessoa muito importante tomar
uma atitude benevolente para com o mágico; ele pode criar situações favoráveis, e similares.

A Fig. 216: Afrei (12 ° Libra) - Esta cabeça é um iniciador e o mestre de alta mágica de amor. Ele
ensina o mago como produzir muitas maravilhas no mundo mental, astral e físico pela dinamização
das qualidades divinas, especialmente do amor e da misericórdia divina.

A Fig. 217: Rigolon (13 ° Libra) - é o iniciador em todos os tipos de atraindo, a partir da origem da
humanidade. Ele próprio ou seus subordinados inspirar o homem com todos os tipos possíveis de
cortejar. Se o mago quer aprender a arte de cortejar, se ele quer ser considerado como uma pessoa
amável em todos os lugares e se, além disso, ele tem a intenção de entrar em boa companhia, esta
cabeça pode ajudá-lo. Ele aconselha o mágico sobre como ganhar o afeto de uma determinada pessoa,
como entrar em seu favor, etc.

A Fig. 218: Riqita (14 ° Libra) - é um mestre de canto. Se o mago deseja-lo, ele vai equipá-lo com
uma voz encantadora que irá fascinar as pessoas. Portanto, esta cabeça pode ser justamente
chamado o protetor de todos os cantores e cantoras, assim importa se cantar é sua profissão ou
seu hobby especial quando na empresa. Requita mostra as formas e meios como cultivar a própria
voz.

A Fig. 219: Tapum (15 ° Libra) - Esta cabeça é um excelente artista e é nomeado para despertar
na mago um sentido para as artes. Ele é o iniciador original em tudo o que tem a ver com o
embelezamento e ornamentação - os docorations utilizados para festas, vitrines, etc. Ele é, ao
mesmo tempo,

169
o iniciador origianl de todos os tipos de publicidade. Se o mago está a precisar de sua ajuda, esta cabeça vai
estar preparado para ajudá-lo a qualquer momento.

A Fig. 220: Nachero (16 ° Libra) - controla a saúde e a duração de vida de todos os animais na terra. Ele
também é o espírito de controle para todos os instintos. Portanto, ele inspira o homem com todos os
métodos de cura e remédios contra as várias doenças de animais. Sob seu controle são todos os
zoólogos, veterinários e domadores de animais selvagens. Nachero inspira o mágico com uma grande
variedade de métodos e medicamentos para animais doentes cura. Ele também pode se comunicar
muitas práticas mágicas a serem aplicados em animais, por exemplo, como por que os animais de
ordenha são causados ​dar muito leite, ou tais práticas pelo qual eles podem ser protegidos contra as
influências desfavoráveis, etc.

A Fig. 221: Arator (17 ° Libra) - Esta cabeça é o iniciador de todas as bebidas alcoólicas. Desde a
origem nobre, ele foi ensinar o homem por intuição como fazer os mais diversos tipos de bebidas
alcoólicas, por exemplo, vinho, hidromel, cerveja, licor, etc., que são para colocar o homem em um
modo feliz e fazê-lo suportar a sua sorte mais facilmente. No entanto, esta cabeça não deve ser
confundido com o gênio contra- desta esfera que controla os bêbados notórios. Todas essas
pessoas são protegidos por Arator que têm a ver com a produção e venda de bebidas alcoólicas. O
mago pode começar a partir deste cabeça excelentes receitas para a produção de vinho, cerveja e
licor, e, em cima disso, alguns conselhos sobre como estas bebidas podem ser melhorados através
de vários métodos. Ele também revela que as receitas mágica mágico e instruções sobre como, por
exemplo, ele pode, sob a influência da fusão de elementos, mudar a água em vinho; Além disso,
como ele pode proteger-se com sucesso contra a influência do álcool contido nestas bebidas, de
modo que até mesmo grandes quantidades de álcool wi11leave-lo sóbrio.

A Fig. 222: Malata (18 ° Libra) - explica ao mágico os segredos de sangue humano e animal. Ele
não só lhe conta sobre a sua classificação em grupos e RH-fatores - que já é do conhecimento da
ciência médica de hoje - mas muito mais coisas nos campos da ciência como a medicina, química,
fisiologia, psicologia, leis da hereditariedade, etc. Além disso, Malata inicia o mágico nos segredos
do sangue a partir dos pontos mágicos e alquímicos de vista, que, se colocar no papel, encheriam
muitos volumes.

A Fig. 223: Arioth (19 ° Libra) - é o anjo da guarda de todas as mulheres em bebés terra entregar.
Tendo sempre tomadas em consideração os estados de desenvolvimento e maturidade, esta
cabeça tem inspirado homem com os vários métodos de obstetrícia, a partir das entregas mais
primitivas até o

170
a maioria dos métodos modernos de ginecologia. Ele, portanto, é o protetor de todos os
ginecologistas, parteiras, etc. Arioth chama a atenção do mágico à magia diversificado e métodos
simpáticas para um parto sem dor.

A Fig. 224: Agikus (20 ° Libra) - Man ainda enfrenta muitos grandes problemas e mistérios em
electro-química, e eles não serão revelados a ele até o futuro distante. No entanto, esta cabeça
pode revelar ao mago muitos segredos a este respeito e confiar-lhe o conhecimento relevante.
Agikus é o iniciador original em eletricidade galvânica. A seguir suas inspirações intuitivas, os
homens inventaram baterias, acumuladores, a dissolução de metais por eletricidade, catalisadores,
etc. Electro-homeopatia, também, vem sob a competência desta cabeça. Ele me permitiu olhar
para o futuro, e vi pequenas quantidades de compostos químicos transformando-se em grandes
descargas elétricas com um imenso voltagem e amperagem, o conhecimento de que será de
grande valor para os homens no domínio técnico e doméstico. Para dar detalhes sobre isso aqui,
soaria incrível e muito parecido com um conto de fadas, e, a fim de não parecer ridículo, eu desistir
de dar nenhum detalhe. Quando a humanidade está mais maduro e mais desenvolvido alguns
indivíduos eminentes será inspirado por esta cabeça com novas invenções e descobertas.

Fig 225:. Cheikaseph (21 ° Libra) - é considerada como o iniciador original em matemática sobre a
terra. A gama de competência desta cabeça varia das operações de adição mais fácil dos
problemas matemáticos os mais difíceis expressas pelos astronômico
figuras, incluindo as idéias básicas da
figura matemática, de medidas e pesos em relação à matéria. Deste cabeça o mago pode
aprender, por exemplo, a forma de expressar uma idéia em figuras matemáticas e ele pode, por
outro lado, ser informado como acumular intelectualmente o conhecimento de quantidades e
qualidades. O mágico também é iniciada por Cheikaseph na chave quadruple Cabalista assim
chamada, que traz as quatro operações matemáticas fundamentais, i.

e. adição, subtração, multiplicação e divisão de, em relação com a ciência de Cabalista, para os
elementos da micro e macrocosmo. Cheikaseph é uma cabeça muito poderoso, e o mago pode
aprender com ele mais do que suficiente.

A Fig. 226: Ornion (22 ° Libra) - é o iniciador em fisiologia. Ele não só ensinam o mágico os fatos
habituais sobre fisiologia, mas também permite que ele olhar para este campo da ciência a partir do
ponto de vista hermético. Ornion faz o mágico familiarizado com todos os fatos científicos
necessários pelo qual este último pode contar o caráter e peculiaridades pessoais de um indivíduo já
por sua aparência. Para obter informações do leitor Menciono aqui um número de faculdades que
esta cabeça pode despertar no mágico: a arte da leitura de uma pessoa de

171
face (fisionomia), a arte de ler da testa de uma pessoa, a arte da quiromancia, de diagnóstico dos
dedos e unhas, dos olhos, etc.

A Fig. 227: Gariniranus (23 ° Libra) - é o iniciador em física. Tudo o que tem sido explorada neste
campo até os dias de hoje aconteceu por conta da inspiração intuitiva por esta cabeça. O mago
pode não só aprender com essa inteligência sobre as realizações da física em um futuro distante,
mas ele também pode ser iniciado em todas as fases da metafísica e receber instruções sobre
como fazer uso prático desta. Esta cabeça também pode iniciar o mágico em astrofísica.

A Fig. 228: Istaroth (24 ° Libra) - é um protector de fidelidade. Ele mantém juntos homem e mulher na
fidelidade. Se o mago desejar, ele pode, com a ajuda desta cabeça ou seus subordinados, influenciar
qualquer pessoa, homem ou mulher, de modo que eles nunca vão ser desleal. Ele também pode,
com a ajuda desta cabeça, descobrir qualquer causa de infidelidade ou impedi-lo antes de começar.
Istaroth pode mudar o pior inimigo do mago em seu melhor amigo e garantir-lhe o amor, a amizade e
simpatia de qualquer pessoa.

A Fig. 229: Haiamon (25 ° Libra) - instrui o mágico na transmutação da energia sexual do homem e
lhe confia várias práticas relevantes que até agora se mantiveram bastante desconhecido.
Haiamon sabe sobre a maioria dos mistérios secretos nesta linha. O mago pode aprender muito
com esta cabeça, como, por exemplo, como aumentar ou diminuir a potência sexual, como isso
pode ser transmutado em várias práticas mágicas na substância elementar original, etc. Ele pode
também dar informações sobre novo, assim agora compostos desconhecidos de hormônios e de
muitas outras coisas.

A Fig. 230: canali (26 ° Libra) - tem sido, desde os tempos antigos, o iniciador em joalharia de
qualquer tipo. Ele controla, por seus subordinados, todas as novidades da moda de jóias, por
exemplo, anéis, pulseiras, pedras preciosas, em suma, qualquer tipo de jóias que é para uso. Todas
as pessoas são protegidos por esta cabeça que estão envolvidos na fabricação de jóias, ou seja,
garimpeiros, ourives, joalheiros, etc. O mágico também pode aprender muitas coisas interessantes a
partir Canali a este respeito.

A Fig. 231: Aglasis (27 ° Libra) - Tudo conectado com leite em relação a homem e animal vem da
competência desta cabeça, que é justamente considerado como o guardião de bebês e de
mamíferos. Aglasis tem, durante o decorrer do tempo, ensinou a humanidade a ordenhar os animais
e não só de usar o leite como uma bebida, mas também para a fabricação de outros produtos. Assim,
o homem tem

172
aprenderam a produzir a partir de manteiga de leite, queijo cottage, e assim por diante. O trabalho se de
leite ainda está muito longe de ter atingido o seu clímax, eo mago podem ser introduzidos muitas
novidades a este respeito.

A Fig. 232: Merki (28 ° Libra) - Todos os animais que vivem na água e a sua propagação são da
competência desta cabeça. Merki é o protetor de todos os pescadores na terra. Ele é responsável
por boa e má sorte na pesca. Ele ensinou a humanidade a peixe estanho. Esta indústria também
está longe de ter atingido o seu ápice, e ainda há muitas descobertas a serem feitas que irão
surpreender homem. O mago é ensinado por esta cabeça como controlar os animais de água pela
magia dos elementos e pela Cabala, como, por exemplo, pode ser causada a se reunir em
determinados lugares, etc. Ele pode, além disso, ouvir sobre muitas outras práticas em matéria o
controlador de animais aquáticos.

A Fig. 233: Filakon (29 ° Libra) - Esta cabeça tem inspirado a humanidade com o sentido de ordem
e asseio. Durante a evolução do homem tudo relacionado com a higiene da saúde e dos doentes
está sob o controle desta cabeça. Sob seu cuidado especial são todas aquelas pessoas que têm
de lidar com a higiene na medicina. Filakon é também o criador do fato de que muitas doenças são
causadas por infecção, ele torna os meios para o homem a reconhecer estes e proteger-se contra
eles. Filakon é o protetor e iniciador de todos os bacteriologistas, toxicologistas e outras pessoas
que lidam com a pesquisa de doenças causadas por bactérias, bacilos, vírus, etc. Esta cabeça
chama a atenção do mago a doenças que no momento são considerados como o flagelo da
humanidade , e que estão a ser causado por infecção. Ele não só faz o mágico familiarizado com a
verdadeira causa de uma doença, mas ele também diz-lhe confiança como qualquer doença pode
ser lidado com sucesso. Se o mago deseja-lo, ele irá dizer-lhe sobre doenças que até a presente
data permaneceram desconhecidos e sobre a maneira em que eles podem ser curados.

A Fig. 234: Megalogi (30 ° Libra) - está de alguma forma ligado com a cabeça tratado antes: ele
guarda todas as fontes medicinais na terra. Ele mesmo faz com que animais a entrar em certas
águas, instintivamente, em caso de lesões. Com o homem ajuda de Megalogi aprendeu com os
animais como eles se curar de certas doenças, e ele tem usado essas observações para sua própria
vantagem. Assim, os vários tratamentos de águas medicinais foram introduzidos e muitos lugares com
nascentes de água mineral foram transformadas em resorts de saúde para o bem-estar do homem.
Megalogi não só levar a atenção do mago no sentido de nascentes de água mineral que até agora
ainda não foram descobertos, mas ele também inicia-lo para o campo completo de hidroterapia e
confia-lhe com as práticas que ainda são completamente desconhecidas para a ciência.

173
*

Os próximos trinta cabeças da zona girdling da terra estão sob o signo zodiacal de Escorpião e seus
selos tem que ser desenhado na cor vermelha.

A Fig. 235: Aluph (1 ° Scorpio) - Esta cabeça é um protector de fogo sobre a terra. Tudo
relacionado com o fogo está completamente revelado ao mágico por esta cabeça: tudo, desde o
ponto de vista da magia, fluido elétrico, seres do fogo-elemento, salamandras, bem como todos
invenções relacionadas com a
uso prático de fogo no mundo físico.

Fig 236:. Schaluah (2 ° Scorpio) - é considerada como o iniciador original em electricidade. Ele fez o
homem familiarizado com a eletricidade e tem, durante o decorrer do tempo, causado certos indivíduos
para fazer todos os tipos de invenções nesta linha. Desde todas as possibilidades de electricidade
ainda estão muito longe de ter sido esgotado, o mundo futuro será encantado por muitos uma nova
invenção. Um mágico que tem em contato com essa cabeça, já podem obter detalhes de tudo isso,
especialmente em relação aos fatos relevantes da ciência mágica. O fluido elétrico, por exemplo, vai
playa grande papel em todos os planos no futuro, pois será aplicado em mais diversas maneiras.

A Fig. 237: Hasperim (3 ° Scorpio) - Esta cabeça tem inspirado o homem e animais com a unidade
de auto-preservação. Ele tornou os animais meios apropriados para a proteção pela natureza para
defender-se contra perigos. Ele é o inspirador de instintos animais. O homem foi causado por ele
para ganhar a vida pelo trabalho duro, perseverança e diligência. Portanto tudo o que induz o
homem a ir em frente vem da competência deste cabeça. Um mágico aliado com esta cabeça será
equipado com enormes poderes, quer pelo próprio cabeça ou por seus subordinados, e ele vai
mesmo ser capaz de transferir esses poderes a outras pessoas que ajudarão a alcançar qualquer
objetivo a qualquer momento. Hasperim sabe sobre muitos segredos relativos intelecto humano e
seria muito disposto a revelá-los para o mágico, dependendo de sua maturidade e desenvolvimento.

A Fig. 238: Adae (4 ° Escorpião) - é o protetor da criança de amor, amor maternal e amor paternal, e de
tudo o que mantém a família unida. Assistido por esta cabeça, o mágico é capaz de lidar com qualquer
discussão ou discórdia na família. Adae é bastante preparados para ensinar o mágico como eliminar
qualquer discussão através da aquisição de diversas práticas.

A Fig. 239: Helmis (5 ° Scorpio) - Tudo conectado com leite na terra, em relação do homem bem
como de animais, é da competência de esta cabeça.

174
Ele protege todos os enfermeiros e todas as mães que amamentam seus bebês. Todos os mamíferos do
planeta são protegidos por esta cabeça. O alcance de sua competência é muito ampla. Durante o decorrer
do tempo ele ensinou o homem a usar leite como nutrição. Inspirado por essa cabeça, o homem aprendeu
a usar o leite obtido de animais não apenas como uma bebida, mas também para a produção de produtos
lácteos. Helmis inspirou homem para introduzir uma dieta de leite para certos tipos de doenças e para a
produção de leite de vários tipos de medicina. Muitas coisas relacionadas com o trabalho até de leite, que
não venha a ser conhecido ao público até o futuro distante pode agora ser revelado ao mágico por esta
cabeça.

A Fig. 240: Sarasi (6 ° Scorpio) - é o iniciador original de todos os ideais humanos, não importa se
ideais da física, astral ou mundo mental estão em causa. Dependendo da maturidade e
desenvolvimento da humanidade, este controles de cabeça, por seus subordinados, os ideais mais
diversas de cada indivíduo e provoca situações e possibilidades para a realização de um ideal na
mental, astral ou mundo físico para uma pequena ou grande medida. Sarasi fornece homem com o
entusiasmo apropriado e a resistência para a realização do ideal em causa de acordo com a
própria maturidade e destino. Esta cabeça, também, pode ensinar o mago muito: por exemplo,
como os vários ideais nascem em nosso mundo e como eles se deteriorar novamente; Além disso,
Sarasi irá dizer-lhe sobre ideais que não virá até o futuro distante.

Fig 241:. Ugefor (7 ° Scorpio) - Esta cabeça controla o intelecto do homem e dirige todas as suas
faculdades intelectuais. Dependendo maturidade e desenvolvimento do homem, ele o faz conhecer
determinados factos do conhecimento. Isso também depende da comissão que o homem foi
acusado de cumprir nesta terra. Ugefor confia o mágico com o modo pelo qual o intelecto humano
pode ser iluminado e como ele pode adquirir uma memória extraordinária. Todo o conhecimento
que pode ser apreendido com o intelecto humano é tornada acessível ao mago por essa
inteligência.

A Fig. 242: Armillee (8 ° Escorpião) - protege o homem contra todas as doenças infecciosas e faz com
que ele para cuidar de si mesmo, para que ele seja a qualquer momento capaz de resistir à infecção. Se
razões cármicas tornam necessário, ou se ele está em um de destino, esta cabeça não vai impedir uma
infecção. Armillee ensina o mago diversos meios de protecção contra os mais diversos tipos de doenças
infecciosas a partir do ponto de vista mágico. Uma vez que também existe a possibilidade de influência
mental ou astral, Armillee também instrui o mágico a este respeito: ele ensina-lhe como se proteger,
depois de ter sido feita familiarizado com práticas mágicas especiais, contra influências astrais
negativas e contra influências de seres negativos.

175
Fig 243:. Ranar (9 ° Escorpião) - Todas as pessoas que lidam com conhecimento espiritual são
protegidos por esta cabeça contra a obsessão ou quaisquer outros fatores psíquicos desfavoráveis
​que o acompanham. Esta cabeça tem à sua disposição os mais diversos métodos que tornam a
comunicação com o invisível de qualquer esfera possível. Ele familiariza o mago com as práticas
especiais de viagem mental e astral e lhe ensina maneiras especiais de elevar seus corpos astrais e
mentais nas várias esferas. O mago pode, portanto, considerar essa inteligência como inspirador de
várias práticas mágicas no caminho para a perfeição.

A Fig. 244: Caraschi (10 ° Scorpio) - protege e inspira todos os seres humanos ocupados com
magnetismo médica. Caraschi mostra as mágico muitos métodos de medicina mágica, se
adtransfer - vitalizado vida magnetismo - ou Prana-tratos estão em causa. Ele aprende essas
coisas sem correr quaisquer riscos. volumes inteiros poderiam ser escritos sobre a gama de
competência dessa inteligência. 1t depende, porém, da vontade do mago se ele quer ser inspirado
por esta cabeça e obter informações em primeira mão.

A Fig. 245: eralier (11 ° Escorpião) - vai convencer o mago que a fabricação de pedra filosofal há
alegoria e nenhuma especulação simbólico-esotérico. O mago aprende com esta cabeça a
preparação da pedra filosofal em suas mais diversas classes para os mais diversos fins. Além
disso, ele será informado os métodos de metais transmutando, especialmente por procedimento
seco. A pessoa até certo ponto informado sobre alquimia já vai perceber o que se entende por
isso. A preparação e realização da pedra filosofal repousa sobre vários métodos. Eralier pode
confiar o mágico com estes.

A Fig. 246: Sagara (12 ° Scorpio) - é o iniciador de todos os magos. O mago que tem em contato
com Sagara recebe instruções valiosas sobre como influenciar o homem e animal no mágico, bem
como o Cabalista - theurgic
- maneira.

A Fig. 247: Trasorim (13 ° Scorpio) - Sol é vida. O homem foi inspirado com essa idéia por esta
cabeça. Ele permitiu a humanidade para fazer invenções durante o curso de tempo que trouxe o
uso do poder do sol. O mago é ensinado por Trasorim usar os raios do sol através da aplicação de
filtros coloridos para vários métodos médicos. Essa inteligência pode, portanto, ser considerado o
iniciador para o tratamento de cor-luz. Medicamentos que são influenciados pela luz colorida do
sol, por analogia com as leis universais, mostram uma melhor qualidade e capacidade e têm um
efeito dinâmico melhor do que os medicamentos produzidos na maneira normal. Esta cabeça
confia o mágico com muitos métodos mágicos pelos quais a luz colorida do sol não pode ser
apenas

176
aplicado para fins medicinais e para medicamentos dinamizadores, mas que pode, em cima do que, ser
utilizada para as mais diversas operações mágicas.

A Fig. 248: Schulego (14 ° Scorpio) - é um mestre de imitação neste mundo físico. Ele tem, por
exemplo, ensinou o homem como imitar pedras preciosas. A invenção de vidro, porcelana, couro
artificial, borracha e muitos outros produtos artificiais sintéticos é devido à inspiração desta cabeça.
Assistido por Schulego, o mágico pode prever no Akasha que as invenções humanas ainda estão por
vir no que diz respeito a arte da imitação e vontade, sem dúvida, concorda que o reservatório de
invenções é ilimitado. Sob o selo do segredo, isto inteligência também irá encarregar o mágico com
os métodos para a sua produção.

A Fig. 249: Hipolopos (15 ° Escorpião) - Todos os jogos que servem o entretenimento de pessoas de todas as
raças originam a inspiração desta cabeça, e Hipolopos permanecerá sendo o iniciador de todos os jogos para
jovens e idosos no futuro para piadas, Betts , eventos desportivos, etc. Esta cabeça é também o iniciador de
todos os brinquedos para as crianças. jogos de cartas e outros jogos sociais são, naturalmente, também sob
sua competência.

A Fig. 250: Natolisa (16 ° Scorpio) - é o protector das abelhas. Ele ensinou o homem a arte da
apicultura e como usar mel. Nos antigos dias as pessoas não tinham açúcar. Eles, portanto, utilizados
mel em vez. Pelo homem inspiração de Natolisa aprenderam a produzir vários tipos de doces de mel.
Mais tarde, quando da criação de abelhas não foi suficiente para cobrir a necessidade de material de
sweentening, Natolisa novamente causado homem a vencer açúcar a partir de outras substâncias e
fê-lo encontrar o açúcar de cana no oriente e açúcar de beterraba nas terras com um clima menos
favorável e estes produtos, desde então, serviu como matéria-prima para a fabricação de açúcar. O
mágico pode ouvir muitas coisas interessantes sobre a produção de açúcar ou de outras substâncias
açúcar-like, que até agora não têm sido conhecida pelo homem. Ele pode ainda ser bom grado contou
sobre o tratamento de doenças que são causadas pela falta ou excesso de açúcar no organismo.

A Fig. 251: Butharusch (17 ° Scorpio) - Trata-se o emprego desta cabeça para levar o homem, não só para
comer frutos no seu estado bruto, mas também para processar e estanho-los. Ele ensinou o homem,
durante o decorrer do tempo, para preparar pratos com a ajuda do elemento fogo, ou seja, assar, cozer,
estufar, etc .; Além disso, para cozer o pão, para fazer doces, para encontrar novos pratos de carne; e ele
levou o homem até as atuais conquistas da arte de cozinhar. Butharusch é, portanto, justamente chamado
o iniciador para a arte de cozinhar e assar.

177
A Fig. 252: Tagora (18 ° Scorpio) - é um mestre de amor erótico. Ele é responsável pela criação de
sentimentos solidários entre homem e mulher e mantê-los. Esta cabeça dá as instruções especiais
mágico sobre como fazer-se amado por homens e mulheres, como evocar simpatia de uma pessoa
e, se desejar, como alcançar a paz na família, etc. Tagora também sabe muitas magia significa
para evocar o amor e ele também pode informar o mágico sobre estes.

A Fig. 253: Panari (19 ° Scorpio) - química metalúrgicas e é da competência de esta cabeça. Ele
ensinou ao homem ganhar vários metais a partir de minérios, o ajudou com o reconhecimento dos
vários elementos metálicos, lhe ensinou a produzir amálgamas de metal, etc. Panari tem à sua
disposição várias receitas para o trabalho para cima e amalgamando de metais e também a
decomposição de metais em vários produtos químicos, substâncias sintéticas e medicamentos.
Essa inteligência vai confiar o mágico com um número quase ilimitado de segredos neste contexto.

A Fig. 254: Nagar (20 ° Escorpião) - Semelhante ao Panari, esta cabeça, também, vai ensinar o mágico para
fazer vários medicamentos dos mais diversos tipos de metais e suas combinações. Nagar é um grande
inspiradora de todos os medicamentos que podem ser produzidos por procedimentos sintéticos. Um mágico
pode aumentar o seu conhecimento, se ele permite Nagar para ensinar-lhe de que forma certos metais pode
ser usado para fins medicinais.

A Fig. 255: Kofan (21 ° Escorpião) - Aquele que de coração aberto refere-se a esta cabeça vai ter todos
os desejos realizados, tanto quanto é possível para ele. Sua especialidade é mudar as condições de
vida ruins em bons e de obter satisfação do homem. Ele informa o mágico de formas e meios pelos
quais ele pode melhorar sua própria qualidade de vida e diz-lhe até que ponto o seu destino é
karmicamente condicionado e em que medida Divina Providência permite que qualquer interferência.
Desde o mágico é, na sua maior parte, mestre de seu próprio destino, que geralmente será o destino de
outras pessoas que o mágico vai querer melhorar com a ajuda desta cabeça.

A Fig. 256: Schaluach (22 ° Scorpio) - Esta cabeça está equipado com quase as mesmas faculdades
e poderes como o mencionado antes ona; ele presta aconselhamento homem e assistência por
intuição, mesmo nas situações mais difíceis da vida, onde, em condições normais, não há nenhuma
possibilidade de fuga. Essa inteligência encontra o remédio certo em cada situação e permite que o
mago sabe sobre isso por intuição.

178
Fig. 257: Sipillipis (23 ° Scorpio) - é considerada como uma cabeça especial da zona de
anelamento da terra, uma vez que ele pode ensinar o mágico o poder da fé e o poder de
convicção. Tendo adquirido estas duas faculdades divinas, o mágico é capaz de produzir os
maiores maravilhas do mundo mental, astral e físico. Sipillipis aconselha o mágico sobre como
chegar de forma rápida e com segurança o poder da fé e do poder de convicção.

A Fig. 258: TEDEA (24 ° Scorpio) - é um excelente especialista em diagnóstico, bem como na análise e
pode ensinar o mágico todas as causas de doenças em mental, astral e corpo físico. Ao mesmo tempo,
ele pode fazê-lo familiarizado com os meios que removem as causas da doença e desarmonia. O mago
interessado na medicina pode adquirir uma grande quantidade de conhecimento, a partir TEDEA que
ele é capaz de se tornar um especialista em diagnóstico e tratamento médico.

A Fig. 259: Semechle (25 ° Scorpio) - Esta cabeça, também, inicia o mágico em todos os métodos da
medicina natural, não importa se as ervas, o tratamento da água, o cuidado do corpo ou por outros
métodos aplicados na medicina natural estão em causa, ou tais artigos que até ao presente têm
permanecido completamente não revelada.

A Fig. 260: Radina (26 ° Scorpio) - é um especialista em especial theurgy, ou seja Kabalah, e todos
os métodos teúrgicas para a cura do planeta são objecto de sua competência. Ele sabe como as
doenças mais severas podem ser curadas pela Kabalah. Ele confia o mágico com muitas fórmulas
de Cabalista para a cura de doenças graves, de modo que o mago pode compilar um livro inteiro de
fórmulas para seu uso pessoal. Se o mago quer, ele vai ser treinado por Radina em curar as
pessoas por milagres, ou seja, a ajuda da Kabalah.

A Fig. 261: Hachamel (27 ° Scorpio) - é um excelente perito astronomia e um perito na orientação.
Ele ensinou o homem a olhar para as estrelas e para corrigir os pontos cardeais por suas
constelações. Este conhecimento foi anteriormente do especialmente grande valor na navegação.
Hachamel é também o iniciador da bússola e a agulha magnética, sem o conhecimento de que a
navegação seria impossível. No decorrer do tempo, esta cabeça vai levar o homem a encontrar
outros poderes e invenções que irão ajudá-lo com sua orientação. Todos os dispositivos de
medição para medir a profundidade do mar e da pressão de queda de água da competência desta
cabeça e também será basicamente reformada no futuro.

A Fig. 262: Anadi (28 ° Scorpio) - é um especialista na hidrocinesioterapia. Como a cabeça trigésimo do
signo zodiacal do Libra chamado Megalogi, Anadi, também, é responsável por todos os métodos de
tratamento de água. Ele ensina o mago como

179
para usar o fluido electromagnética em ligação com a água para o tratamento das mais diversas
doenças. Ele também mostra-lhe como remover as causas das doenças por estimulantes térmicas e
para criar as disposições de harmonia e saúde no corpo humano. Esta cabeça informa o mágico
sobre muitos métodos de hidroterapia que até agora permaneceram não revelado, desde que o
mágico está interessado neste campo.

A Fig. 263: Horasul (29 ° Scorpio) - controla todos os regulamentos de água artificiais no nosso terra. Ele
inspira o homem como fazer uso dos poderes de água, como, por exemplo, para instalar uma irrigação
artificial do solo, ou como deixar o trabalho de água artificial, de acordo com o seu desejo, em um leito
de rio. Horasul é o inspirador dos moinhos de água mais simples, bem como as estações de energia
mais até data hidrelétricas, dos canais construídos para o transporte, e assim por diante. Ele confia o
mágico com muitas novidades em matéria de regulação da água eo uso de águas no futuro distante.

A Fig. 264: Irmano (30 ° Escorpião) - Cada criatura viva na água vem da competência desta
cabeça. Se, por exemplo, o mágico está interessado em pesca, que pode ser dada métodos
apropriados por Irmano pelo aplicativo do qual ele pode causar peixe para reunir em um
determinado local, a fim de pegá-los sem dificuldades, ou por que ele é capaz de domar e controlar
peixe de tal maneira que lhe permitirá levá-los em suas mãos; em suma, todos os animais que
vivem na água, não importa se SeaSerpent, crocodilo ou tubarão está sob seu poder.

Os seguintes trinta cabeças da zona girdling da terra estão sob o signo zodiacal de Sagitário, e
seus selos tem que ser desenhado na cor azul.

A Fig. 265: Neschamah (1 ° Sagitário) - por intuição e inspiração desta inteligência homens ter encontrado
o caminho para o trabalho de metais, com a ajuda de fogo e água, isto é, a endurecê-los, até que,
finalmente, o presente estado da produção de aço e de metal endurecimento foi atingido. Durante o curso
da humanidade o tempo irá encontrar novos procedimentos, mais completas para o endurecimento de
metais que, actualmente, têm de permanecer desconhecido.

A Fig. 266: Myrmo (2 ° Sagitário) - vapor e as diversas possibilidades da sua utilização tem sido
introduzido ao homem por esta cabeça, se a vaporização de líquidos para fins múltiplos ou a
produção do vapor mais moderno

180
motores está em causa. Na hora apropriada Myrmo vai inspirar muitos um inventor com melhorias,
mudanças e novidades nesta linha.

A Fig. 267: Kathim (3 ° Sagitário) - controla todos os frutos da terra. Sem a humanidade conhecê-lo, ele
foi inspirado por esta cabeça não comer frutas apenas em seu estado natural, ou seja, no momento de
sua tornando-se maduro, mas também para ser abençoado com os dons da natureza quando a natureza
se apoia e quando há frutas podem ser colhidas . Assim aconteceu que alguns tipos de frutos foram
meramente seca no início, depois que foram preparados e conservados. Então o homem começou a usar
frutas em outra forma: trabalhando-os em compotas, sucos, reservatório de etc. Kathim de receitas e
novidades na utilização de frutas é quase ilimitado.

A Fig. 268: Erimites (4 ° Sagitário) - Para trazer a paz à terra e entre os povos da terra é a missão
desta inteligência. Ideais que visam a verdadeira paz da humanidade são guiados e fortalecidos
pelo Erimites. Ele está sempre a satisfação de entregar o mago com as formas em que boas
influências podem ser produzidos pelo Akasha-princípio, a fim de despertar ideias pacíficos.

A Fig. 269: Asinel (5 ° Sagitário) - Para trazer boa sorte para todos é uma missão agradável, e Divina
Providência tem cobrado essa inteligência da zona de anelamento a terra com ele. Um mágico que está
em contato com Asinel pode ter certeza que ele terá boa sorte em todos os lugares, quando ele está na
necessidade de que, não importa se é em relação de amor, jogos de azar ou outros assuntos. Mas com
a ajuda desta cabeça ou com a ajuda de seus subordinados, o mágico não só é capaz de trazer
felicidade para si mesmo sozinho; ele também pode trazê-lo para outras pessoas que não lidam com
magia. Asinel também permite que o mago perceber até que ponto ele pode fazer uso de seus próprios
poderes e até o próprio chefe é permitido para avançar.

Fig 270: Geriola (6 ° Sagitário) - Ser um especialista em especial em todas as virtudes da


moralidade em nossa terra, esta cabeça revela o mágico os segredos genuínos do equilíbrio
mágico.. Ele ensina o uso correto de introspecção e chama a atenção para faculdades e poderes
que são o resultado de introspecção. Tendo realizado introspecção acordo com as instruções
dadas por Geriola em relação a si mesmo e outras pessoas, o mago irá adquirir grande poder de
intuição e o verdadeiro reconhecimento do Akasha-princípio. O mago pode aprender muitos fatos
de sabedoria deste inteligência e os levarmos ao seu intelecto.

A Fig. 271: Asoreg (7 ° Sagitário) - A arte de fazer impressões pictóricas de uma maneira colector,
quer seja por gravura, inscrevendo, costura, desenho, ou

181
pintura, foi ensinada ao povo na terra por esta cabeça. Fotografia, cinema e filme são da
competência desta cabeça, bem como televisão, em qual campo ainda há um grande número de
invenções que virão no futuro. Asoreg também instrui o mágico como ele pode fazer fotos visível
sobre as maiores distâncias, de modo que mesmo um olho destreinado é capaz de vê-los.

A Fig. 272: Ramage (8 ° Sagitário) - tem, além de outras coisas, para controlar as influências das
estações de lua 28 em nossa terra. A melhor informação sobre o ritmo ea periodicidade pode ser
obtido a partir Ramage. Ele está sempre preparada para revelar ao mago os segredos das estações
de lua 28 e suas influências sobre a vida humana nos aspectos físico, astral e mental, e
demonstrar-lhe, também, como ele pode fazer uso prático de todo o conhecimento adquirido por ele.

A Fig. 273: Namalon (9 ° Sagitário) - protege todas as pessoas insanas e, com a ajuda de seus
subordinados, todas aquelas pessoas que por sorte não estão a ser cumpridos com quaisquer males.
Lunatics estão sob sua proteção para que durante seus acessos nada pode acontecer com eles; assim são
as pessoas que sofrem de St. Vitus's-Dance, ataques epilépticos, etc. O mago aprende com esta cabeça
sobre as causas de todos esses males e também sobre a forma como eles são tratados com sucesso.

A Fig. 274: Dimurga (10 ° Sagitário) - é um guarda dos viajantes, em especial de aqueles que
viajam por mar, por qualquer tipo de navio. Dimurga é bastante dispostos a informar o mágico em
talismãs individuais e sua fabricação que dão abrigo e ajuda durante viagens. Se o mago é a bordo
de um navio e equipado com um talismã de proteção de Dimurga, ele vai sobreviver ao furacão
mais forte sem nunca estar em perigo de afogamento.

Fig 275: Golog (11 ° Sagitário) - Sendo um excelente iniciador para a magia de evocação, esta
cabeça inicia o mágico em métodos secretos referentes a evocação de todos os tipos de seres..
Ele revelará ao mago altamente ética desenvolvida poderosas palavras mágicas que irá forçar
qualquer ser, não importa se positiva ou negativa, a obedecê-lo absolutamente. O mago pode
ainda aprender muito com essa inteligência sobre a síntese da magia de evocação.

Fig 276: Ugali (12 ° Sagitário) - Sendo um iniciador para a alta magia que leva à mais alta sabedoria,
esta cabeça é difícil entrar em contato com, pois ele geralmente envia seus subordinados para
substituí-lo.. Apenas um mágico praticamente perfeita terá sucesso em entrar em contato direto com
Ugali. Se, no entanto, o

182
mago uma vez conseguido isso, ele tem a melhor iniciador para a maior magia, especialmente
mágica esférica, à sua disposição e será iniciado por ele nas ciências mais secretos que revelam a
ele a mais alta sabedoria.

A Fig. 277: Elason (13 ° Sagitário) - é, como Ugali, difícil de contactar. Se o mago consegue
fazê-lo, apesar disso, este alto iniciador irá revelar-lhe métodos mágicos e Cabalista secretos pelos
quais ele será capaz de realizar todos os seus altos ideais.

A Fig. 278: Giria (14 ° Sagitário) - Comércio e questões monetárias, incluindo a tomada de moedas
de todos os tipos de metais, da competência desta cabeça. Ele desenvolveu homem a este
respeito, de acordo com seu grau de maturidade e da hora programada. Ele pode dar a informação
mágico em tudo isso.

A Fig. 279: hosun (15 ° Sagitário) - Todos os tipos de métodos de ensino aplicados a jovens e
idosos originam a inspiração desta cabeça, que ao mesmo tempo é o criador de todas as escolas,
a partir das mais antigas escolas de profetas, e continuando até o presente momento. De hosun o
mágico vai aprender tudo sobre a educação dos filhos. O mágico pedindo essa inteligência para
ajudar será capaz de passar quaisquer exames escolares.

A Fig. 280: Mesah (16 ° Sagitário) - é o criador de todos os costumes e ritos de todos os povos de todo
o mundo, especialmente as que dizem respeito cortejo, a tomada de amor- e casamento. Ele permite
que o mago eis que todos os costumes e ritos que têm sido utilizados desde a origem nobre até os dias
atuais e também aqueles costumes e ritos que ele fará com que as pessoas a usar no futuro distante.

Fig 281:. Harkinon (17 ° Sagitário) - Todos os órfãos, todo o abandonado, e expulso odiei estão sob a
protecção especial desta cabeça. Dependendo do seu Karma, ele helpes todos eles levam a sua muito
mais fácil e ajuda em todos os casos em que a Divina Providência o permitir. Um mágico pode obter
aconselhamento e ajuda para pessoas como estas a partir deste cabeça.

A Fig. 282: Petuno (18 ° Sagitário) - é o guarda de todos os caçadores e todas as pessoas que estão
ocupados com a perseguição de animais selvagens. Ele é o inspirador de armas apropriadas e outros
implementos necessários para a captura de jogo ou animais selvagens.

Fig 283:. Caboneton (19 ° Sagitário) astronomia, astrologia e todas as ciências associadas são da
competência desta cabeça. Ele explica a

183
mágico em detalhe a síntese de astronomia e astrologia. Com a ajuda de Caboneton o mágico
aprende a conhecer a parte visível do universo, ou seja, o céu estrelado e é instruído nas
influências e efeitos das constelações em nossa terra, sobre o destino do indivíduo e sobre o
destino de nações inteiras.

A Fig. 284: Echagi (20 ° Sagitário) - dá ajuda e aconselhamento em caso de doenças como a
epilepsia maliciosos, cancro; doenças da medula espinal, St. Vitus's-Dance, etc, as causas das
quais não foram encontrados até esta data e que, portanto, são considerados ainda como
incurável. Echagi permite que o mago reconhecer as causas das doenças graves e ocultas e ao
mesmo tempo lhe confia métodos para a produção de meios adequados para curá-los.

A Fig. 285: Batirunos (21 ° Sagitário) - Para dar felicidade, paz, prazer e deleite para o homem é a
comissão especial desta cabeça. Tudo o que faz o homem feliz é causada por esta inspirador de
momentos felizes, ou por seus subordinados. O mago terá todas essas perguntas que Batirunos
respondeu à sua plena satisfação.

A Fig. 286: Hillaro (22 ° Sagitário) - é um representante de Justiça. Ele pode cumprir para o tudo mágico
que requer a verdadeira justiça, não importa se em legais ou quaisquer outros assuntos. O mago terá
assistência integral deste cabeça em todas as questões judiciais.

A Fig. 287: Ergomion (23 ° Sagitário) - é um inspirador da ciência da cor e instrui o mágico
completamente não apenas na produção de cores, mas também na sua mistura. Se o mago está
interessado em pintura, ele pode obter receitas insuperável para a mistura de cores, tintas,
desenho-tintas, etc., em relação à sua produção, bem como a sua aplicação prática. Ergomion é
também um especialista em química de síntese, inorgânica e também pode informar o mágico
nesta linha.

A Fig. 288: Ikon (24 ° Sagitário) - revela que o mágico dos mistérios do equilíbrio mágico de corpo,
alma e espírito na sua relação com o princípio Akasha-. Ele também explica que o mágico o que
genuína introspecção é, o quanto é importante para a realização do equilíbrio mágico e que, sem a
introspecção um treinamento físico, psíquico e espiritual, um verdadeiro reconhecimento das
verdades universais é impossível.

184
A Fig. 289: Alosom (25 ° Sagitário) - guarda os segredos profundos de silêncio e as potências e as faculdades
produzidos pelo silêncio como um estado negativo. Alosom é, portanto, o chefe da magia do silêncio.

A Fig. 290: Gezero (26 ° Sagitário) - é o líder da consciência humana, da sua excitação no homem
no momento ou em certas situações. O mago sabe que qualquer expressão de consciência é um
expresssion do Akasha-princípio que se declara pela voz interior no homem. Gezero e seus
subordinados normalmente ver que mesmo os maiores experiências criminais picadas de
consciência que o levam a raciocinar.

A Fig. 291: Agasoly (27 ° Sagitário) - magia fenomenal vem da competência desta cabeça, que
pode lhe dar as dicas mágico, instruções e assistência mesmo prático a este respeito. Assistido por
Agasoly e seus subordinados, o mágico é capaz de trazer o mais incrível fenômeno mágico. É
Agasoly que inspirou o homem a copiar muitos um fenômeno oculto por invenções técnicas. Ele é,
portanto, considerado o iniciador original de toda aparelho mágico. O último estão a ser utilizados
por amadores e feiticeiros no palco que, por engano dos sentidos e pela habilidade manual tentar
levar os espectadores a acreditar que eles estão na posse de poderes mágicos genuínos e
faculdades. Com a ajuda de Agasoly o mágico é capaz de fazer muitos uma invenção técnica pela
qual outros fenômenos ocultos pode ser imitada.

A Fig. 292: Ekore (28 ° Sagitário) - é um líder do destino de cada ser humano. O mágico que evoca
esta cabeça vai ser capaz de perceber por sua assistência a diferença entre destino e livre arbítrio.
Ekore é, sem dúvida, em posição de mudar o destino de qualquer pessoa, deve o mágico pedir-lhe
para fazê-lo. Ele pode deixar o mago sabe o quão longe sua livre vontade pessoal está indo em
relação a uma determinada tarefa.

A Fig. 293: Saris (29 ° Sagitário) - ensina o mágico o carregamento mágica de talismãs e amuletos
pela projecção de luz ou elementos acumulado acumulado. Ele também dá a informação exata
mágico sobre como banir seres de várias esferas.

A Fig. 294: Elami (30 ° Sagitário) - e seus subordinados cuidar de todas as águas situadas unter a
superfície da terra. Deste cabeça do mago pode aprender como e em que medida molas subterrâneo
minerais podem ser encontrados sem ter que usar qualquer dos habituais localização-apparatus. Com a
ajuda dessa inteligência o mágico é capaz de encontrar água potável, mesmo no deserto mais seco sem o
uso de uma varinha de condão, desde que, naturalmente, que não há nenhuma água em tudo sob

185
a superfície da terra nas proximidades. Sob a proteção de Elami são todos os trabalhadores que estão
ocupados com a detecção e utilização de águas subterrâneas.

Abaixo encontram-se os trinta chefes da zona de anelamento a terra sujeita ao signo zodiacal de
Capricórnio. Seus selos estão a ser desenhado na cor preta.

A Fig. 295: Milon (1 ° Capricórnio) - introduz o mágico para o Magic divina, especialmente a mágica
do Âkâsha, e ensina como produzir conscientemente, no Âkâsha, diversas causas da maneira
mágico, a fim de produzir certos efeitos no mundo mental, astral e físico. Assim que o mago
controla completamente este tipo de prática mágica, ele é capaz de produzir causas no
Akasha-princípio muito antes de sua realização, mesmo muitos anos antes de sua realização. Por
isso o mágico torna-se um mestre perfeito no campo da fatecontrol e tem seu próprio Karma, bem
como o Karma de outras pessoas bem em suas mãos. Considerando seu desenvolvimento ético, o
mago nunca produzirá quaisquer causas que teriam efeitos negativos em qualquer um dos três
planos. Tal mágico será confiada com um tão grande número de segredos que ele nunca teria
pensado possível.

A Fig. 296: Melamo (2 ° Capricórnio) - ajuda o mágico para elevar sua própria personalidade,
colocando-o assim na frente dos poderes espirituais e, assim, permitindo-lhe influenciar o homem
eo animal à sua vontade pessoal. Melamo sabe práticas mágicas pelas quais se pode proceder ao
plano mais alto do poder. Caso o mago estar interessado em aumentar seu próprio poder, Melamo
e seus subordinados terão o prazer de dar-lhe a sua ajuda.

A Fig. 297: Porphora (3 ° Capricórnio) - Como muitas outras cabeças da zona de anelamento a
terra dos quais mencionar já foi feita, Porphora é um excelente iniciador na mágica de simpatia e
em mágica mummial. Cada cabeça irá fornecer o mágico com diferentes instruções e métodos
para suas operações práticas. Porphora informa o mágico de muitas práticas até então
desconhecido para ele, por exemplo, o uso de condensadores fluidos em etc. magia simpática

A Fig. 298: Trapi (4 ° Capricórnio) - ajuda o homem suportar os golpes do destino e decepções mais
facilmente, especialmente no que respeita a amizade, o amor eo casamento. O mágico em conexão
com esta cabeça tem, portanto, nunca a temer quaisquer decepções na vida.

186
Fig 299:. Jonion (5 ° Capricórnio) - é considerada como a cabeça misteriosa da zona de
anelamento a terra. Ele é o guardião de todos já aqueles no outro mundo fazendo os preparativos
para sua reencarnação. No mundo invisível, ou seja, a zona de anelamento da terra, onde vivem
os mortos, ele atribui a esses seres que estão a ser reencarnado em nosso mundo físico do lugar e
ambiente adequado para o seu desenvolvimento. Ele também instrui-los como produzir a banda de
simpatia entre si e os frutos amadurecem no útero da mãe.

A Fig. 300: Afolono (6 ° Capricórnio) - sendo a régua da mercuriano Kabalah, esta cabeça instrui o
mágico na transposição de Cabalista das influências da esfera de Mercúrio à zona de anelamento
a terra, e a partir daí para o mundo físico, no astral e mental, assim como os corpos físicos. De
Afolono o mago pode também aprender a adquirir uma mente especialmente receptivos, ou seja, a
iluminação com todos os campos da ciência da nossa terra.

A Fig. 301: Paruchu (7 ° Capricórnio) - Todas essas pessoas vão encontrar um excelente inspirador nesta
cabeça que lidam com drama, tragédia, etc., quer como autores ou como atores. Se o mago é o próprio
dedicado a estas artes, Paruchu irá oferecer-lhe muitas possibilidades de se tornar um artista famoso.

A Fig. 302: Pormatho (8 ° Capricórnio) - é responsável por toda a radiação terra no nosso mundo físico.
O mago é contada por esta cabeça que os raios terra, ele pode usar para o seu e para o benefício de
outras pessoas e que têm uma influência nociva sobre a saúde. Ele também informa como proteger-se
contra a influência maliciosa de raios terra. Para além disto, a tecnologia está em débito com esta
cabeça para as inspirações em relação a todos os aparelhos que até agora vêm em uso para medir
raios terra de todos os tipos.

A Fig. 303: Ampholion (9 ° Capricórnio) - inicia o mágico em toda a anatomia dos corpos astrais de
homem e animal. O mago também aprende dele os fatos científicos de anatomia oculta e como
fazer uso prático destes em magia. Ampholion é, portanto, deve ser considerado como o professor
de anatomia oculta, e o mago pode aprender muito com ele a esse respeito.

A Fig. 304: Kogid (10 ° Capricórnio) - é um dos melhores iniciadores sobre o caminho a cognição
genuíno. Ele controla o aprendizado de cada um segundo o seu grau de maturidade e lhe
proporciona a iluminação necessária em seu caminho para a cognição. Ele confia o mágico com os
métodos que levam à iluminação e onisciência. Kogid é o anjo da guarda de todos os estudantes
de

187
conhecimento espiritual, especialmente daqueles lidando com Inana-Y oga, o Yoga do conhecimento genuíno.

Fig 305:. Cermiel (11 ° Capricórnio) - Like Jonion, o quinto cabeça deste signo zodiacal, Cermiel
também foi nomeado pela Divina Providência para controlar a encarnação ou reencarnação de cada
ser humano. Ele sabe quanto tempo cada indivíduo deve residir no mundo invisível, a fim de
tornar-se maduro para o seu renascimento na nossa terra, por sua frequentam qualquer escola da
vida. Cermiel pode revelar aos muitos segredos mágico em relação à vida e morte de qualquer ser
humano. Se solicitado, ele também vai dizer o mágico sobre o momento exato de sua própria morte,
bem como as mortes de outras pessoas, e, igualmente, a hora eo local da reencarnação.

A Fig. 306: Erimihala (12 ° Capricórnio) - controla a mágica astral mais elevado e pode, por
conseguinte, revelar ao mágico maduro muitos segredos do mundo invisível. Por exemplo, ele
informa-o dos efeitos dos elementos no plano astral; como o corpo astral abandonado cujo espírito
já foi reencarnado em nosso mundo está lentamente dissolvido pelos elementos astrais. Ele pode
enriquecer o conhecimento do mago com muitos outros fatos sobre o funcionamento e feitos dos
elementos no mundo astral.

A Fig. 307: Trisacha (13 ° Capricórnio) - tem muitos métodos à sua disposição para trazer um rápido
desenvolvimento da televisão e ensina o mago como superar o tempo eo espaço de uma maneira
simples. Trisacha é o iniciador de todos os instrumentos ópticos e permite ver, no Akasha, novas
invenções que estão a ter lugar no futuro distante. Assim, será, por exemplo, eventualmente, ser
possível transmitir e receber com apenas um pequeno aparelho. Este aparelho só precisa de ser
direcionado para qualquer lugar na nossa terra e um será capaz de ver tudo acontecendo naquele
lugar. As pessoas para ser visto não vai precisar de um transmissor ou receptor e, o que é ainda mais
surpreendente, eles não sabem que estão sendo observados. Televisão hoje é somente no início de
seu desenvolvimento. Antes de esta cabeça permite que tais ou semelhantes invenções para tornar-se
conhecido do público, a humanidade deve passar por um maior desenvolvimento espiritual e psíquico.
No momento em que tais invenções só iria ser mal utilizado pelo homem. O que um mágico já é capaz
de ver por tele-visão ou seja, o de ver, independentemente do tempo e do espaço devido a seus olhos
clarividentes totalmente desenvolvidos, acabará por também ser possível para o ser humano médio de
um modo puramente físico, devido às invenções adequados formulados por então. O futuro vai trazer a
prova dessas afirmações.

188
A Fig. 308: Afimo (14 ° Capricórnio) - é um inspirador inicial relativamente física e química, e as
pessoas que têm a ver com o invento e a produção de gases de todos os tipos estão sob a
protecção especial desta cabeça. Afimo inicia o mágico nos segredos de evaporação na natureza,
para a absorção de líquidos, e o retorno da água na forma de chuva e neve. Todos os
procedimentos físicos em nosso mundo físico que têm a ver com a evaporação de qualquer tipo
são controlados por esta cabeça. Além disso, o mago aprende com ele como produzir chuva e
nevoeiro na natureza e como pará-los e fazê-los desaparecer. Ele também é ensinado como
transformar líquidos e formas sólidas em gás. Afimo torna possível para o mágico de se ver
invenções que não serão autorizados a ser dado a conhecer ao público até o futuro mais distante.

A Fig. 309: Garses (15 ° Capricórnio) - Semelhante ao Pormatho, os oito cabeça deste signo
zodiacal, controlando os raios de terra e os instrumentos de medição relevantes, Garses, também,
é capaz de ensinar o mágico a prática mágica de localizar raios terra ; especialmente a sua
detecção mágica com a ajuda de adivinhação varas, pêndulos e outros auxílios sem o uso de
instrumentos de medição complicados. O mágico é dada informação exata por essa inteligência
em métodos novos e até agora desconhecidos de detecção.

A Fig. 310: Masadu (16 ° Capricórnio) - inspira humanidade para ser económico, e ensina o homem
a pôr de lado reservas para tempos difíceis e para o inverno. Ele dota o mágico com a faculdade de
descobrir com antecedência os tempos de más colheitas, de fome etc., e oferece proteção por seus
subordinados, para que o mago nunca vai sofrer de qualquer emergência.

A Fig. 311: Arabim (17 ° Capricórnio) - é capaz de informar o mágico de botânica oculto e todos os
seus campos relacionados. Esta cabeça ensina o mago para entender botânica do ponto de vista
hermético e fazer uso prático do que em magia e medicina.

A Fig. 312: Amia (18 ° Capricórnio) - controla todas as cristalizações em e sob a superfície da terra.
Todos os reis de gnomos e seus subordinados são governados por esta cabeça da zona de
anelamento da terra. Amia permite o mágico para penetrar ainda mais os fatos e os efeitos de
cristalização e mostra onde ele cristais, rockcrystals, e vários tipos de sal, pedras preciosas e
pedras semipreciosas são para ser encontrados. Se o mago é maduro o suficiente e tiver atingido
um certo grau de seu desenvolvimento mágico, ele é ensinado, além de outras coisas, por essa
inteligência como transformar compostos cristalinos em pedras semi-preciosas e preciosas na
forma de alquimia.

189
A Fig. 313: Kamual (19 ° Capricórnio) - controla todos os minérios e minas de carvão da presente mundo. Ele é o
iniciador de todas as pessoas que têm a ver com a extracção de minérios e carvão. Portanto, todos os mineiros,
engenheiros de minas e especialistas de mineração estão sob sua proteção. Se o mago está interessado neste
campo, esta cabeça vai ajudá-lo em abundância, dando-lhe uma riqueza de informações mais valiosas.

A Fig. 314: Parachmo (20 ° Capricórnio) - torna o homem familiarizado com todos os tipos de ervas
de nossa terra e é o protetor especial daqueles que apanhar ervas. O mago é ensinado por esta
cabeça como fazer fora de ervas nas alchemical- medicamentos Manner spagiric para vários tipos
de doenças, incluindo os chamados incuráveis. De Parachmo o mago aprende sobre essências e
quintessências alquímicos-spagiric, cuja produção só é conhecida até esta data a alguns iniciados.
O mago pode aprender mais com Parachmo do que ele pensa ou acredita possível.

A Fig. 315: Cochaly (21 ° Capricórnio) - desportistas de todos os tipos, especialmente caçadores e
alpinistas, estão sob a protecção deste inteligência. Para buscar o contato com Colachy trará
resultados abundantes ao mago interessado em esportes. Ele vai, por exemplo, aprender a fazer seu
corpo extremamente adaptável em esportes, de modo que suas performances se tornará excelente.

A Fig. 316: Ybario (22 ° Capricórnio) - é considerado um guardião especial da Justiça Divina, pois
ele controla os feitos de poderes negativos em toda a zona anelamento da terra, bem como em
nosso planeta em todos os três planos, ou seja, o mental , astral e no mundo físico. Esta cabeça
cuida para que os poderes negativos nunca terá a mão superior e que nenhum caos no criado
nessas esferas, que, se assim aconteceu, teriam de ser novamente igualada pelos poderes
positivos. qualidades básicas do Ybario são harmonia e justiça.

A Fig. 317: Lotifar (23 ° Capricórnio) - Esta cabeça tem de realizar uma tarefa difícil na zona de
anelamento a terra. É o seu trabalho para impedir as pessoas de cometer suicídio, advertindo-os
através da sua voz interior e desviando-los, se possível, a partir de seus planos. Com a ajuda de seus
subordinados, ele inspira as pessoas que estão em desesperada miséria, angústia ou
desapontamento, com o fato de que a vida é algo sagrado e não pode ser substituído por qualquer
coisa. Lotifar salvou milhões de pessoas por suicídio por meio da intuição, por ter inspirado-los com
uma boa idéia, ou por ter criado uma situação que afastou seus pensamentos suicidas no último
momento. As pessoas que não poderiam ser desviados dos seus planos e que deitei as mãos sobre si
mesmo são vistos por Lotifar e seus subordinados para que eles não voltem a ganhar a sua completa
consciência no mundo astral antes de seu tempo de vida normal na terra tem decorrido. Quando o

190
suicídio desperta de seu estado de sono crepuscular, outra cabeça que é responsável pela
reencarnação do homem, começa a cuidar dele. Aquela cabeça, em seguida, vê-lo que o suicídio é
incorporada em circunstâncias em que ele é capaz de apanhar verdadeiramente o que ele deveria ter
aprendido na Terra por seu destino. Todo planejamento suicida pessoa deve ser razoável que ele
realmente é uma grande tolice querer fazer um fim prematuro à vida, pois por este ato de vontade não
se pode mudar o destino da pessoa de qualquer forma; muito pelo contrário é o caso: um só prolonga
desnecessariamente o tempo da formação e escolaridade do próprio espírito, e ao mesmo tempo
prolonga um de sofrimento.

A Fig. 318: Kama (24 ° Capricron) - é uma régua da atmosfera física do nosso planeta. Ele controla os
desvios de ar, calor e frio, e corrige os pré-condições para a vegetação. calor frio e, secura de calor,
tempestades, geadas, todos caem sob grande gama deste chefe de competência. A atmosfera
também tem seus segredos, e não haverá quase ninguém com idéias corretas sobre isso. Kama é
bastante preparado para revelar todos eles para um mágico genuíno.

A Fig. 319: Segosel (25 ° Capricórnio) - revela que o mágico o segredo da matéria do nosso mundo
físico em seus efeitos químicos e físicos. O mago pode obter informações a partir deste cabeça em
tudo relacionado ao nosso mundo físico.

A Fig. 320: Sarsiee (26 ° Capricórnio) - é uma cabeça misteriosa da zona de anelamento da terra, e
toda mágico é especialmente interessada nele, pois ele é o guardião de todas as chaves mágicas e,
portanto, estritamente cuida para que estas chaves, pelo qual enormes poderes e faculdades podem
ser liberados, nunca chegar às mãos de pessoas imaturas. Sarsiee vê pessoalmente que os
verdadeiros mistérios permanecem ocultos para o não-iniciado, mesmo se eles são publicados em
centenas de livros. Esta cabeça, portanto, pode ser justamente considerado como o guardião das
chaves mágicas.

A Fig. 321: Kiliosa (27 ° Capricórnio) - é um assistente mágico em momentos de grande angústia. O mago
que tem a qualquer momento estado em contacto com esta cabeça está sempre ajudou instantaneamente
por ele em momentos de grande angústia e maior perigo para a vida. Kiliosa confia o mágico, se ele é
maduro o suficiente a este respeito, com as palavras de Cabalista de poder que só pode ser aplicada em
momentos de maior perigo para a vida, mas que salvar a vida do mago ao mesmo tempo. Assim, por
exemplo, um assassino vai morrer assim que uma determinada palavra poderosa é proferida, ou o mágico
vai se tornar invisível ou escapar de alguma outra forma sorte por outra palavra. Muitas outras situações
difíceis pode ser alterado por essas palavras de poder. Às vezes os efeitos são realizados dentro de
décimos de segundos. Nenhum mago praticar evocação mágica, portanto, não conseguem obter também
em

191
contato com esta cabeça da zona de anelamento da terra, a fim de ser informado das palavras de poder para
ajudá-lo em momentos de grande perigo.

A Fig. 322: Rosora (28 ° Capricórnio) - é um mestre de acústica no nosso mundo físico. A
humanidade deve o seu progresso até então existente na comunicação acústica em distâncias
distantes para inspirações deste cabeça, a partir do "TomTom" dos povos primitivos até telefone e
rádio modernas comunicações e todas as outras invenções neste domínio. Do ponto de vista mágico,
o mago pode ser demonstrado por essa inteligência a maneira em que tudo aquilo a que o mágico
dirige sua atenção pode ser ouvido sobre grandes distâncias ou seja, por clariaudiência; Além disso
como vibração acústica pode ser materializado ao longo grande distância, ou seja, como falada
palavras, frases, etc., podem ser intensificados acusticamente e, assim, ouvido sobre as maiores
distâncias. Se o mago atinge um certo grau de perfeição nesta, ele pode, então materializar esse
fenômeno que mesmo as pessoas magicamente não treinadas são capazes de ouvir as palavras
faladas com os ouvidos físicos. O mago também será dado informações precisas sobre muitos outros
fenômenos referindo-se a transposição acústica ao longo de distâncias.

A Fig. 323: Ekorim (29 ° Capricórnio) - foi ensinar a humanidade desde a sua origem nobre como
para criar as formas mais variadas de terra, gesso, argila. De acordo com seu desenvolvimento
Ekorim inspirou a humanidade a fazer potes, vasos, estátuas e similares, de barro. Mais tarde, ele
ensinou o homem para fazer tijolos de barro, que até hoje tem sido um componente importante na
arquitetura. O mago não só pode ser informado de tudo em conexão com o trabalho até de barro,
ele também pode ser dito sobre o poder de cura de barro na medicina natural e pode aprender que
outros meios naturais estão a ser adicionado à argila, a fim de trazer sobre certos efeitos curativos.
Até agora, os métodos de cura desconhecidos nesta linha, que vai ser revelado ao homem no
futuro, será mostrado que o mágico por Ekorim.

A Fig. 324: Ramgisa (30 ° Capricórnio) - A direcção e controlo do comércio de peixe é a tarefa prevalente
desta cabeça. É Ramgisa que ensinou a humanidade a animais de água de estanho de várias maneiras, eo
mago pode obter uma riqueza de informações sobre este assunto a partir do acima da cabeça nomeado.

Os próximos trinta chefes da zona de anelamento a queda terra sob a competência do signo
zodiacal de Aquário, e seus selos tem que ser desenhado na cor violeta.

192
A Fig. 325: Frasis (1 ° Aquarius) - Esta cabeça ensinou a humanidade como afiar as coisas.
Primeiro o homem aprendeu a afiar suas facas, machados, espadas e todas as outras armas, então,
como o passar do tempo, ele também aprendeu a cortar pedras e gemas. O instrumento necessário
para a nitidez e corte, a pedra de amolar, atingiu a sua perfeição moderna devido à inspiração por
esta cabeça. Frasis é o responsável de todas as pessoas que têm a ver com a arte de corte,
limagem e moagem.

A Fig. 326: pother (2 ° Aquário) - é um mestre da arte da guerra. Isto, naturalmente, não significa que ele ilude
a humanidade para começar guerras, muito pelo contrário: esta cabeça assegura paz e ensina, por inspiração,
como aqueles atacado por um inimigo pode direcionar guerras com sucesso. Pother é também o iniciador em
todos os meios de protecção contra um inimigo. Ele pode muito bem ser considerado como um estrategista na
arte da guerra.

A Fig. 327: Badet (30 Aquarius) - Inspirar homem com o poder criativo da imaginação é o objeto
desta cabeça da zona de anelamento da terra. O mágico com muito pouca imaginação deve
abordar essa inteligência, de quem receberá assistência a este respeito. Os métodos Badet
confiará o mágico com a vontade de dar o último uma maravilhosa faculdade da imaginação e,
além disso, ele vai aprender a pensar de forma criativa e como transpor certos pensamentos para
o Akasha, a fim de perceber os resultados que ele quer ver.

Fig 328: Naga (4 ° Aquarius) - Sendo um inspirador da poesia, esta cabeça vai ajudar o mágico
para adquirir um bom senso de julgamento e o talento de compor.. Desde Naga prefere motivos
espirituais e psíquicas em poesia, o mago pode ser habilitada, seguindo as instruções do Naga,
para expressar todos os problemas espirituais em verso e poesia de uma forma fácil.

A Fig. 329: Asturel (5 ° Aquarius) - representa Divina Misericórdia e, por sua oscilação agradável, faz
todo mundo levar a sua muito mais facilmente. Ele gosta de ajudar em todos os casos onde a
assistência é possível sem perturbar legalidade. O mago, também, pode se referir a esta cabeça de
ajuda para outras pessoas. Além disso, Asturel faz o mágico perceber as fronteiras da legalidade e da
misericórdia do ponto de vista universal.

A Fig. 330: Liriell (6 ° Aquário) - é um iniciador original em filosofia cósmica e ensina o mago as
mais diversas filosofias da origem nobre até aos dias de hoje. Sendo ativado por Liriell de olhar
para o futuro distante, o mago aprende sobre as filosofias dos dias vindouros. O Mágico

193
pode, com a ajuda dessa inteligência, acumular um conhecimento intelectual das filosofias de uma
profundidade inimaginável.

A Fig. 331: SIGES (7 ° Aquário) - Esta cabeça informa o mágico dos vários procedimentos para a
mumificação que vai parar a influência dissolução no astral e o corpo físico. Se o mago aplica
estes procedimentos, ele vai parar de ficar velho e assim fugir à influência do seu destino; pois ele
é capaz de prolongar a sua vida para o período que quer tê-lo prolongado. Além disso, o mágico
que tem mumificado-se astralmente e fisicamente nunca pode ser doente. Seguindo as instruções
deste cabeça, o mágico será capaz de experimentar em muitos outros assuntos. Ele pode, por
exemplo, tornar-se invulnerável contra fogo, água, veneno, ou ele pode viver sem comida por
muitos anos, ou permanecer jovem, enérgico e resistente, enquanto ele quer. Divina Providência
sozinho pode decidir sobre a vida ea morte de um tal mago.

A Fig. 332: Metosee (8 ° Aquário) - habilidade manual vem sob o domínio desta cabeça. Ele é
responsável pela habilidade na profissão, bem como no art. Ele influencia todo o trabalho manual feito
por mulheres, por exemplo, bordado, tricô, crochetting, costura, fiação, e todos os outros trabalhos que
precisa de uma certa habilidade manual. O mágico é dada métodos por esta inteligência como criar
tais talentos que exigem habilidade manual preciso.

A Fig. 333: Abusis (9 ° Aquarius) - Esta cabeça auxilia todas as pessoas que buscam a verdade.
Dependendo do seu desenvolvimento individual, ele faz com que os candidatos a entrar em ambiente de
pessoas iniciadas em conhecimento espiritual. Ele mesmo faz com que seja possível para eles entrar em
contato com um verdadeiro Guru - professor espiritual - que, em seguida, inicia-los para as verdades que
desejava aprender sobre.

A Fig. 334: Panfodra (10 ° Aquário) - podem revelar ao mago os métodos mais secretos para
desenvolvimento espiritual individual. Esta cabeça decide quais segredo método para o desenvolvimento
espiritual é para ser revelado e tornado público a cada candidato individual. Como muitas outras cabeças,
Panfodra, também, é um excelente iniciador
em verdadeira magia e é um guardião de as chaves para o
segredos magicquabbalistic.

A Fig. 335: Hagus (11 ° Aquarius) - Além de muitos métodos de magia que o mago pode aprender
sobre a partir desta cabeça, ele é também dada informação exacta sobre mental, astral e radiação
física. Hagus ensina o mago como contar a partir da radiação emitida a partir de um ser humano, o
grau de maturidade de seu corpo mental e astral. Esta cabeça da zona de anelamento da terra tem
em seu

194
mãos métodos especiais para a exploração mágica prática multifacetada destas radiações, e ele
está bem preparado para dizer o mágico qualificado sobre eles.

A Fig. 336: Hatuny (12 ° Aquarius) - Durante suas andanças pela zona girdling a terra ou
praticando evocação do mágico certamente não deixará de entrar em contato com esta cabeça,
este excelente iniciador em magia de Cabalista, porque por ele o que ele será contou como aplicar
a magia de Cabalista nos três planos; o mental, astral e plano físico. Hatuny tem à sua Disposa: l
práticas secretas em magia de Cabalista que até agora ele revelou apenas a uns poucos iniciados.

A Fig. 337: Gagolchon (13 ° Aquário) - é um inspirador de todos os exploradores de natureza no nosso
terra. De acordo com o desenvolvimento e maturidade da humanidade, ele revela sucessivamente os
segredos da natureza. O mágico lidar com as ciências naturais certamente vai querer entrar em contato
com esta cabeça, que, por meio apto, vai despertar no gênio extraordinário mágico a este respeito.

A Fig. 338: Baja (14 ° Aquarius) - Esta cabeça inspira escritores que escrevem sobre o misticismo,
ocultismo e ciência espiritual de qualquer tipo, dá-lhes inspirações maravilhosas para trazer para o papel
fatos misteriosos na poesia ou verso bonito. Também dramaturgos de peças místicas será assistido no
seu trabalho por esta inteligência. O mago que também é um escritor vai ter muitas inspirações para o
seu trabalho a partir desta cabeça.

A Fig. 339: Ugirpon (15 ° Aquarius) - Esta cabeça, que também é um excelente iniciador em
astrofísica, pode informar o mágico sobre astronomia e sua influência sobre o mental, planos astral
e físico. Ugirpon gosta de contar um mágico madura sobre os habitantes de outros planetas, sobre
seu desenvolvimento espiritual e maturidade, sobre suas realizações técnicas, enfim, sobre tudo o
que o mago considera vale a pena conhecer.

Fig. 340: Capipa (16 ° Aquário) - é conhecido como o depositário de riqueza, riqueza e reputação.
Ele e os seus servos são os guardiões de todos os tesouros situados debaixo da terra, pedras
preciosas, bem como os tesouros escondidos por mãos humanas. Se o mago quer ficar rico
rapidamente, sem as riquezas tornando-se um obstáculo ao seu desenvolvimento espiritual - fato
que pode ser melhor descoberto pelo próprio chefe, que neste caso seria dizer o mágico sobre isso
- ele pode ter certeza que Capipa verá que ele adquire as riquezas desejados.

195
A Fig. 341: Koreh (17 ° Aquário) - Como muitas outras cabeças, Koreh, também, é um excelente
iniciador em misticismo Cabalista. Em relação à espiritualização das virtudes divinas no mundo
mental, astral e físico, ele vai fazer o mágico familiarizado com métodos especiais, de modo que,
seguindo estes métodos o último será capaz de fazer uso de todos os seus adquiridos faculdades
mágico-Cabalista ao ajudar outro pessoas.

A Fig. 342: Somi (18 ° Aquário) - O mágico pode ser iniciada em muitos segredos mágicas-alquímico,
especialmente no que respeita a preparação de condensadores de fluido para diferentes práticas
mágicas. Se Somi considera o mágico maduro o suficiente ele - sendo um especialista na magia sexual
mais secreto, a mágica do amor, - também irá ensinar o mágico como carregar estes condensadores de
forma eficiente. Neste contexto, o mágico pode ser iniciado nos altos mistérios por Somi, que até agora,
sem dúvida, ter sido completamente desconhecido para ele.

A Fig. 343: Erytar (19 ° Aquarius) - É um excelente especialista em e iniciador em alquimia e


electrophysics que introduz aos procedimentos especiais mágico. Por exemplo, como com a ajuda
do fluido electromagnético a oscilação electrónica de metais podem ser alteradas à vontade e
como, por este procedimento, os elementos originais do metal são alteradas. Erytar ensina o mago
como fazer uso de electrophysics em magia, de modo que vários efeitos são provocados não só no
físico, mas também no astral e no plano mental.

A Fig. 344: Kosirma (20 ° Aquário) - faz com que o mago familiarizado com métodos de cura especiais
para doenças que até ao presente têm sido considerados incuráveis. Esta cabeça confia o mágico com
muitas receitas e métodos para a preparação de medicamentos alquímicos e spagiric para curar todos
os tipos de doenças graves e ele também ensina-lhe como, em cima disso, para influenciar
favoravelmente estes medicamentos pela ajuda do fluido eletromagnético e outras maneiras de
encargos. O mago pode começar a partir deste cabeça, informações sobre todos os métodos de cura
alquímicos secretos.

A Fig. 345: Jenuri (21 ° Aquarius) - por isso a cabeça do mago é informado sobre todos os tipos de
meios de proteção e medidas de protecção contra qualquer influência negativa, se se trata de
elementais negativos, elementares, seres de elementos, seres do anelamento zona a terra, ou de
quaisquer outros seres negativos de qualquer outra esfera. Esta cabeça pode dizer o mago todas as
medidas de proteção para os mais diferentes tipos de prática mágica, evocação, etc., onde as
influências negativas deve ser temido. Seguindo as instruções dadas pelo

196
essa inteligência, o mago também vai aprender a fazer para seu próprio uso amuletos de proteção,
talismãs protetores, pára-raios mágicos, etc.

A Fig. 346: Altono (22 ° Aquarius) Semelhante ao Asturel, o quinto cabeça deste signo zodiacal,
Altono, também, decide sobre justiça e injustiça. Ele sempre vê que o mago não é injustiçado, não
importa se em juízo ou com seus semelhantes. Altono também consola todas as pessoas sem direitos,
todas as pessoas perseguidas, homens inocentes presos, etc. Por força de sua vibração ele vê que
essas pessoas obter as bênçãos da benevolência e, por isso, a paz interior. Ele é, ao mesmo tempo,
um auxiliar em situações difíceis na vida de uma pessoa.

A Fig. 347: Chimirgu (23 ° Aquário) - inicia o mágico que está em contacto com ele para os
mistérios de criação em relação a todos os planos e esferas. Por esta inteligência o mágico
aprende a conhecer a fundo o princípio Akasha-, ou seja, o princípio de causas, e por isso os
mistérios da sabedoria são revelados a ele.

A Fig. 348: Arisalea (24 ° Aquarius) - Sendo um mestre perfeito da encarnação mágica, esta
cabeça desperta dentro o mágico sua compreensão da música das esferas e lhe ensina como
expressar pela música ou canção a cada ideia, cada pensamento. Seguindo os métodos dadas a
ele por Arisaka, o mágico pode desenvolver um excelente ouvido para a música.

Fig 349:. Boreb (25 ° Aquário) - é conhecido como o juiz de toda a zona de anelamento a terra. Sua
comissão é controlar rigorosamente, por seus subordinados, os juramentos tomadas por seres humanos
na terra, não importa se eles são prestações de juramento perante um tribunal ou se são juramentos de
lealdade, amor, etc. É por esta cabeça que o mágico aprende a compreender plenamente o que significa
fazer um juramento, especialmente um juramento mágico, e que pode ser alcançado por manter um
juramento mágico. Boreb também informa o mágico em que casos um juramento pode ser quebrado sem
quaisquer consequências cármicas para o mágico, e o mágico será instruído por ele em muitas outras
coisas nesta linha.

A Fig. 350: Soesma (26 ° Aquarius) - é um especialista em magia ritual universal e gosta de revelar aos
mágicos os segredos de todos os rituais magicalquabbalistic. Com a ajuda desta cabeça da zona de
anelamento a terra do mago adquire o conhecimento mais genuína de rituais individuais, os rituais de toda
uma sociedade, e, além disso, daqueles ligados a um demiurgo, ou seja, um deus personificada, ou para
um certo sistema religioso, os rituais que expressam a analogia cósmica, que indicam que eles são de
origem universal, e assim por diante. Se, por uma razão especial, o mago precisa de um ritual adequado,
ele só tem que entrar em contato com essa inteligência.

197
A Fig. 351: Ebaron (27 ° Aquário) - confia o mágico com métodos especiais que não só se referem
a mental e astral vagando nos três planos, ou seja, o mental, astral e mundo físico, mas que
também facilitar viagens para as outras esferas. Se ele quiser, o mágico pode causar esse cabeça
ou seus subordinados para acompanhá-lo em suas viagens mental e astral, na zona de
anelamento da terra, bem como em outras esferas, e, ao fazer isso, ele pode aprender sobre as
leis e os mistérios de cada esfera individual. Esta cabeça também informa o mágico sobre a
manipulação de magia dessas leis.

A Fig. 352: Negani (28 ° Aquarius) - Like Ebaron, o chefe acabou de mencionar, Negani, também,
pode familiarizar o mágico com os segredos do Kabalah mágica das esferas e confiá-lo por seu
trabalho prático com os métodos aptos relativos a magia de esferas em três planos. Para cada
mago que consegue entrar em contato com essa inteligência será revelado impensado de
possibilidades.

A Fig. 353: Nelion (29 ° Aquarius) - conhecimento deste chefe de analogia, ou seja, as leis da alquimia
sintética, magia e Kabalah é de forma alguma inferior aos dois cabeças antes nomeados. Isto significa
que o mágico é igualmente bem de vida, se ele confia-se a orientação deste cabeça. Nelion ajuda o
mágico para enriquecer o seu conhecimento com a ajuda de muitos um método que tem sido até agora
desconhecida.

A Fig. 354: Sirigilis (30 ° Aquário) - é um iniciador em especial, e ao mesmo tempo de custódia,
elevados mistérios relativa alquimia. Por esta cabeça do mago é ensinado como para impregnar, para
fins especiais, a semente e sangue do homem de várias maneiras. Para tentar e ter sucesso em
entrar em contato com esta cabeça, vai significar a partir do ponto de vista hermético ganhos ricas
para qualquer mágico.

Um curto descirption dos últimos trinta cabeças da zona girdling a terra, que vêm sob o signo
zodiacal de Peixes e cujos selos estão a ser desenhado na cor azul, segue abaixo.

Fig 355:. Haja (1 ° Peixes) - Para aumentar as potências criativas em todos os três planos, métodos
secretos especiais são aplicados. Esta cabeça sabe sobre eles e é muito dispostos a informar o
mágico deles. Se o mago segue atentamente as instruções dadas por esta inteligência, ele irá em
breve ser capaz de elevar o neccessary dinâmica para a prática de magia de Cabalista e fazer isso
sem

198
perigo. Haja irá provar ser um excelente professor para a magia de poderes e o mágico, com
excepção de ouvir sobre outros fatos, vai aprender com ele, por exemplo, como condensar vários
tipos de fluidos para trazer efeitos fenomenais.

A Fig. 356: Schad (2 ° Peixes) - se esforça constantemente para facilitar, na medida do possível, o que o
homem tem que fazer neste mundo; Assim, por exemplo, ele inspira pessoas adequadas com invenções
técnicas de todos os tipos que são susceptíveis de substituir
manual trabalhos de máquinas.

A Fig. 357: Kohen (3 ° Peixes) - também inspira homem com novos inventos técnicos com uma
predileção especial para as invenções técnicas no domínio da agricultura. Se o mago está
interessado, esta cabeça permite que ele eis que no Akasha-princípio, o progresso na tecnologia
agrícola, que no futuro distante irá facilitar o trabalho do homem.

A Fig. 358: Echami (4 ° Peixes) - controla os feitos de seres humanos na terra e, portanto, é capaz
de explicar para o mágico os segredos do Karma-Ioga. Para praticar a verdadeira Karma-Yoga
significa a realização de boas ações por nenhuma outra razão, mas por si mesmos e por qualquer
meio, a fim de obter qualquer tipo de recompensa para fazê-lo. O ensinamento de Echami fará o
mágico perceber como atos altruístas são avaliados do ponto de vista do Akasha-princípio e são
recompensados ​com vários tipos de faculdades mágicas e com entrega a partir do Karma. Tendo
aprendido isso, cada mago certamente muito para situações que lhe dão uma chance para fazer
ações altruístas. Tais situações podem ser adquiridos para o mago por Echami e seus
subordinados.

Fig 359: Flabison (5 ° Peixes) - Todos os tipos de artes, entretenimento, prazeres e bem-estar e
felicidade queda da competência do Flabison.. Ele pode ajudar o mágico, provocando situações -
se esta o deseje - que trazem um bom entretenimento. Se o próprio mago está na necessidade de
lazer e diversão, a fim de relaxar a partir de seus estudos mágicos, que exigem sempre um estado
de seriedade, ele deve se referir a este assunto, pois ele vai provar o melhor guia a este respeito.

A Fig. 360: Alagill (6 ° Peixes) - Com a ajuda desta cabeça o mágico será bem sucedido em sua
profissão. Alagill gosta especialmente para ajudar no caso das artes e artesanato. No entanto, uma vez
que o sucesso só no trabalho de um não é suficiente, esta inteligência assegura para o homem também
o sucesso financeiro. Portanto, o mago deve considerar esta cabeça um assistente em todos os
assuntos materiais e ele pode ter certeza que ele nunca vai ser negada a sua assistência.

199
A Fig. 361: Atherom (7 ° Peixes) - traz boa sorte em todos os campos da ciência, o sucesso na
aprendizagem e em qualquer tipo de trabalho intelectual. Ele também ajuda a todos, seja por sua
influência direta ou pela influência de seus subordinados, no sentido de obter o material que ele precisa
para seus estudos. Se o mago deseja, esta inteligência vai fazê-lo onisciente em qualquer campo da
ciência, de modo que nada permanecerá um segredo não revelado a ele.

A Fig. 362: Porascho (8 ° Peixes) - Esta cabeça tem uma gama semelhante de competência como
o acima exposto um, com a única diferença de que ele suporta homem em adquirir o seu
conhecimento na escola enquanto Atherom o ajuda a adquirir conhecimento por estudos
particulares. Porascho, portanto, pode tornar-se útil em casos de schoolexaminations e cursos,
deve o mágico precisar da ajuda de esta inteligência para alguém que se não é um mágico.

A Fig. 363: Egention (9 ° Peixes) - tudo referindo-se a ou ligado com a viagem vem sob a escala
deste cabeça de alimentação. O mago se referindo a essa inteligência será sempre um viajante
furtunate e terá sucesso em tudo planejado por ele e ele estará seguro de ter qualquer tipo de
acidente durante a viagem, independentemente se ele viaja no continente, sobre a água ou pelo ar.
Quando transportar selo deste cabeça com ele, o mago nunca pode ser satisfeita com um acidente
de trânsito.

A Fig. 364: Siria (10 ° Peixes) - métodos ocultos especiais reveladas ao mago por esta cabeça vai
trazê-lo - dependendo do seu grau de maturidade - felicidade, riqueza, honra, riqueza e respeito, sem
influenciar o seu Karma de uma forma negativa. Siria pode cumprir o mago qualquer desejo a este
respeito.

Fig 365:. Vollman (11 ° Peixes) - Esta cabeça vai iniciar o mágico nos mistérios mais subtis de luz.
Seguindo as instruções deste cabeça, o mágico vai atingir um grau de maturidade que lhe permitirá
aplicar os mistérios da luz em relação à magia, Kabalah e alquimia, de modo que ele vai ser capaz
de conseguir qualquer coisa em todos os três planos - o astral, mental e física. Além disso, ele será
definido em um estado de felicidade que não pode ser descrito.

A Fig. 366: Hagomi (12 ° Peixes) - revela que o mágico métodos Cabalista, em relação errante
mental e a elevação em outras esferas que se encontram fora do sistema planetário. Nessas
esferas do mago irá adquirir esse tipo de conhecimento que uma pessoa não iniciados na magia
nunca poderia compreender. Hagomi vai ensinar o mágico como influenciar nossa zona de
anelamento a terra mentalmente, astralmente e fisicamente de outras esferas em que ele
estabeleceu seu corpo mental.

200
A Fig. 367: Klorecha (13 ° Peixes) - Esta cabeça ajuda as pessoas que anseiam ansiosamente para aprender
sobre a verdade para adquirir verdadeiro conhecimento oculto. Isso ele faz, tornando possível para eles
também a ser diretamente ensinado por um iniciado ou por um mínimo aquisição para ele livros para estudo
privado. Klorecha é um grande amigo da filosofia oculta.

A Fig. 368: Baroa (140 Peixes) - Como muitos outros chefes de zona anelamento a terra, este também
é um amigo e apoiante de qualquer tipo de artes. Ele suporta tudo bonito e ideal, inspira escritores,
jornalistas, editores, poetas e outros artistas em seu trabalho e ajuda-los a obter sucesso em todas as
suas obras. Se o mago se refere a essa cabeça, ele pode ter certeza de sua ajuda.

A Fig. 369: Gomognu (15 ° Peixes) - é o iniciador original em que tipo de linguagem que se
expressa por meio de gestos, movimento das mãos, etc. Os cegos também estão em dívida com
esta cabeça de sua faculdade para ler braille, ou seja, por ter inspirado los a este respeito. Por sua
ajuda os cegos e mudos será dado melhores meios de comunicação como o tempo passa e as
condições tecnológicas melhorar. O mago pode, se quiser, olhar para o futuro e ver o que é ser.

Fig 370:. Fermetu (16 ° Peixes) - Esta cabeça pode ser justamente chamado o grande criador de
paz, uma vez que todas as questões que têm a ver com a paz estão sob sua competência, não
importa se nações inteiras estão envolvidos ou se a paz na família , paz no casamento, está em
causa. Fermatu adquire para o amor sorte mágico, ajuda-o a fazer amigos e eternalises qualquer
tipo de simpatia entre homem e mulher.

A Fig. 371: Forsteton (17 ° Peixes) - Sem filhos, mágicos femininos inférteis são dados conselhos por esta
cabeça sobre como se tornar fértil. Ele mostra-lhes meios e maneiras pelas quais eles podem determinar
antecipadamente o sexo do bebê que eles esperam. Se for solicitado a fazê-lo, Forsteton irá remover a
partir de homem ou mulher frigidez e aumentar seus poderes sexuais. Os métodos revelados por esta
cabeça permitirá que o mágico para manter os poderes sexuais e intelectuais da juventude até que ele é
um homem muito velho. Um mágico cujo sexual poderes diminuir, mas que, por algum motivo ou outro,
quer aumentá-los não só irá encontrar um excelente conselheiro na Forsteton, mas também um assistente
de pronto.

A Fig. 372: Lotogi (18 ° Peixes) - sabe que métodos secretos para a fabricação de amuletos e
talismãs mais eficazes para servir amor, casamento e amizade. Esta cabeça é bastante disposto a
revelar o seu conhecimento secreto para o mágico e até mesmo para cobrar os amuletos e
talismãs para o mágico.

201
Desde a gama de competência desta cabeça é muito grande, muitas outras vantagens resultarão
para o mago, ele deve entrar em contato com ele. Por exemplo, ele pode aprender a entrar em
contato com os seres da esfera de Vênus, de forma simples; não só com os seres daquela esfera,
mas também com os seres humanos que vivem lá. Uma vez, eu estava acompanhado por esta
cabeça no corpo mental ao visitar o planeta chamado Vénus e foi capaz de ver a vida e obras dos
venusianos, que têm uma pele de luz prateada e são muito mais avançado em seu
desenvolvimento espiritual do homem na terra: eles são muito mais avançado em tecnologia do
que nós. Devido às suas realizações técnicas que eles são capazes de deixar seu planeta sem
esforço e visitar outros planetas sem obstáculos, ao contrário do homem na terra, que ainda não foi
capaz de continuar muito além da estratosfera. Em tamanho venusianos são um pouco mais curto
do que nós. No entanto, em outros planetas, por exemplo em Saturno, existem seres humanos do
tamanho de gigantes, de modo que, tendo nossas medições, um teria que tomar uma escada pelo
menos 30 pés de altura, a fim de ficar em cima do dedão do pé de um Saturno. Se um mago
deseja visitar tal planeta, a fim de entrar em contato com os seres humanos que vivem lá, ele teria
que expandir seu corpo mental de tal forma que ele atinge o tamanho de um Saturno. O método a
ser aplicado para a expansão do corpo mental já foi descrito em "Iniciação ao Hermetismo".

A Fig. 373: Nearah (19 ° Peixes) - é um excelente inspirador da química, especialmente farmacêutica,
invenções. Dependendo de seu grau de maturidade que permite que esta ou aquela inovação na
farmácia para tornar-se conhecido através de uma pessoa adequada. No entanto, esta cabeça tem
uma predileção para a medicina dentária e cirurgia dental e, sob a chancela de sigilo, ele permite que
o mago um vislumbre de sua gama de competência no Akasha-princípio, o quão longe a ciência
farmácia e odontologia vai avançar no futuro. Eu estava, por exemplo, permissão para olhar para o
futuro para ver as alterações em matéria de farmácia e odontologia: não só o homem, em seguida, ser
capaz de fazer dentes artificiais a partir de materiais resistentes, mas novas invenções fantásticas irá
torná-lo possível crescer dentes naturais em adultos. Assim que a humanidade atingiu um certo grau
de maturidade, Nearah irá inspirar pessoas adequadas com o segredo de fazer maus dentes caem por
si só, sem a necessidade de uma extração doloroso, devido à aplicação de determinadas substâncias
farmacêuticas. Depois disso, a pessoa em causa vai crescer novos dentes saudáveis ​dentro de um
tempo muito curto. Homem vai assim tornar-se mestre sobre o crescimento de seus dentes. O mesmo
será, então, o caso com o cabelo do homem. Cabelo ficando cinza ou cair fora, então, ser algo que
pertence ao passado. Cada pessoa será capaz de escolher a cor de seu cabelo que ele gosta, sem ter
que aplicar qualquer tintura de cabelo. Apesar de tudo isso pode soar como um conto de fadas e trazer
dúvidas ao leitor cético, é a pura verdade que será provado pelo futuro. Mas um mágico que é capaz
de

202
prosseguir para além do tempo e espaço, muitas vezes prefere manter silêncio para não se tornar objeto
de escárnio de pessoas imaturas.

A Fig. 374: Dagio (20 ° Peixes) - É tarefa dessa inteligência para ver que o homem desenvolve intelectualmente.
Se o mago segue os métodos voluntariamente ofereceu-lhe por Dagio ele vai ter uma memória fantástica, vai se
tornar rapidamente um ser inteligente, dominar todas as situações em um argumento verbal, e, acima disso, vai
provar surpreendentemente espirituoso em todas as situações da vida.

Fig 375: Nephasser (21 ° Peixes) - Sendo um grande mensageiro da fortuna, esta cabeça, como
muitas outras inteligências da zona girdling a terra, adquirir felicidade, riqueza, sucesso material e
satisfação para o mago.. Nephasser também tem à sua disposição grandes tesouros de
conhecimento espiritual, e o mágico vai começar a partir-lhe o tipo de tesouros que ele pede.

A Fig. 376: Armefia (22 ° Peixes) - Um mágico raramente irá pedir esta cabeça para ajudar e ajudá-lo
pessoalmente. No entanto, no caso de ele quer ajudar imaturos, as pessoas magicamente não treinados,
esta cabeça certamente não vai recusar a sua assistência. Armefia poder assegurar a protecção de
pessoas muito importantes, provoca uma sentença justa se alguém é chamado a tribunal inocentemente,
permite ao juiz aplicar a clemência mais extremo no caso de uma pessoa ser culpado e protege todas as
pessoas que estão expostos a grandes perigos.

Fig 377: Kaerlesa (23 ° Peixes) - Ser mestre da ciência natural, esta cabeça faz o mágico entender
completamente as leis da natureza, especialmente as leis superiores em todos os três reinos:. O
animal, vegetal e reino mineral. Ele permite que o mago para penetrar profundamente essas leis e
lhe ensina a sua aplicação mágico. O mago que é um amigo da natureza ou mesmo um explorador
da natureza vai achar que esta cabeça pode ser de grande valor para ele em muitos aspectos.

A Fig. 378: Bileka (24 ° Peixes) - inicia o mágico para os vários tipos de meditação e ensina a sua
correcta aplicação para fins de Cabalista mágicas. Devido às instruções recebidas de Bileka o
mágico, precisamente a segui-los, irão desenvolver essas faculdades que são quase
incompreensíveis e que iria atacar qualquer outra pessoa tão incrível. Mas, para ser capaz de
entrar em contato com esta cabeça, é necessário um certo grau de maturidade mágica. A primeira
evocação geralmente resulta no aparecimento de subordinados deste cabeça que dizem o mágico
que são necessários preparativos, a fim de entrar em um bom contato direto com Bileka. Embora
bem informada sobre a forma tem de se aproximar Bileka eu não estou autorizado a revelar esta e
qualquer outra

203
mágico, também, vai manter isso em segredo, pois não existem mistérios que nunca são autorizados a ser
publicado.

A Fig. 379: Ugolog (25 ° Peixes) - Os métodos que esta cabeça da zona de anelamento a terra tem
à sua disposição são conhecidos por apenas alguns iniciados nesta terra. O mago que aprende
sobre eles a partir Ugolog é oferecida a possibilidade de adquirir a faculdade que lhe permite ler
Karma de qualquer homem no mental, astral e no mundo físico direta e claramente fora do
Akashaprinciple. O mágico aplicação de métodos deste cabeça vai aprender a ler os últimos,
pensamentos presentes e futuras de qualquer ser humano, seu desenvolvimento astral desde sua
origem até a sua maturidade perfeita, bem como o destino físico de encarnações passadas ou
futuras. métodos de Ugolog transformar o mago em um profeta famoso, que tipo de profeta que só
ocorre uma vez em um tempo na história. Nos tempos antigos, estes métodos só foram revelados
pelos altos padres aos neófitos mais maduros.

A Fig. 380: Tmiti (26 ° Peixes) - Esta cabeça é o guardião de métodos secretos e ele só revela-los
há mágicos maduros. Estes métodos permitem uma desenhar para baixo a partir de planetas e
esferas potências planetárias de forma Cabalista mágico e a usá-las para operações mágicas
especiais nos três planos; o mental, astral e físico, na zona de anelamento da terra, bem como em
nosso mundo material. Os efeitos provocados pela aplicação de tais poderes são de uma enorme
gama de tal forma que um não-iniciado só pensar-las possíveis em um sonho.

Fig 381: Zalones (27 ° Peixes) - O mágico é ensinado por esta cabeça todos os mistérios do
microcosmo e do macrocosmo e ele também é mostrado o caminho para adquirir perfeita cognição
divina sem ter que escolher o caminho da santidade e perder a sua. mágico
individualidade. Magos seguindo a
instruções dadas por esta inteligência será então dada pela Divina Providência certas missões e
tarefas que têm de realizar na zona de anelamento da terra, ou mesmo em nossa terra, e que os
faça professores ou assistentes da humanidade pela força da magia e Kabalah, sem as pessoas
interessadas perceber a verdadeira autoridade de tais grandes.

Fig 382: Cigila (28 ° Peixes) - Uma vez que esta cabeça é um iniciador de especial em, e um
professor de, mágico misticismo de Cabalista, ele pode fazer o mágico familiarizado com métodos
secretos que permitem a este último para desenvolver dentro de si mesmo em todos os três planos. -
o mental, o astral eo físico - virtudes divinas mais perfeitos com a ajuda de magia e Kabalah. Tendo
desenvolvido dentro de si essas virtudes, o mágico, então, encontrá-lo fácil para adquirir todas

204
as faculdades que estão ligados a estes virtudes. O mágico seguindo estes métodos secretos se torna
mais e mais maduro no cumprimento cuidadosamente determinadas tarefas de acordo com a vontade
da Divina Providência. No entanto, Cigila revela apenas esses métodos secretos para o mágico que já
atingiu um certo grau de maturidade em magia e Kabalah durante encarnações anteriores. Um mágico
desenvolvido devido a estes métodos em uma criatura semelhante a Deus, uma divindade
personificada, equipados com todas as virtudes, poderes e faculdades, o equivalente a Divina
Providência.

A Fig. 383: Ylemis (29 ° Peixes) - revela o mágico maduro os mistérios mais secretos do divino
amor e torna-lo perceber a sua gama de poder no mental, astral e plano físico do ponto de
Cabalista de vista mágico. A realização deste amor divino deve, naturalmente, criar dentro do
mágico um sentimento de felicidade que ele traz até os mais altos graus de êxtase.

A Fig. 384: Boria (30 ° Peixes) - A partir deste último chefe da zona de anelamento a terra do mago
pode obter informações completas sobre os efeitos correlativos de elementos e fluidos em todo o
microcosmo e macrocosmo, ou seja, em todas as esferas e em todos os planetas da zona de
anelamento a terra em todos os três planos - mental, astral e físico, e ele também pode obter
informações exactas sobre a aplicação mágico destes efeitos. Se solicitado pelo mágico, esta
cabeça também pode informá-lo sobre os compostos químicos e substâncias originais que existem
em outros planetas, bem como de seus efeitos e influência, ou seja, de fatos que são
completamente desconhecidos em nossa terra. Boria também ensina-lhe a sua aplicação útil não
só para fins mágicos e Cabalista, mas também em tecnologia e química. Guiados por Boria, o
mágico torna-se uma pessoa onisciente e onipotente em relação ao microcosmo, bem como o
macrocosmo e ele não pode estar sujeito a qualquer outro ser, mas o One Unpersonified Divina
Providência.

Isso nos leva ao final da descrição dos 360 chefes de zona anelamento da terra. Cada mago vai
concordar que sua existência real é, sem dúvida, conhecida apenas para alguns, ou seja, para os
altos iniciados desta terra. O tamanho deste volume torna impossível para mim dar mais detalhes
sobre cada cabeça individual; Eu só pode publicar algumas palavras referindo-se os fatos gerais
da ciência hermética. Se tudo fosse mencionado que é da competência de cada cabeça indivíduo,
ou seja, o trabalho e deveres na zona de anelamento da terra em relação ao Akasha-princípio, os
elementos, a causa eo efeito da legalidade, as leis da analogia, polaridade, fluido
electromagnética, etc, mais do que um

205
livro inteiro com centenas de páginas teria que ser escrito em apenas uma única cabeça. A descrição
de uma cabeça de muitos cuja gama de competências é muito grande encheria não apenas um
volume, mas um bom número de volumes.

No entanto, este breve informação sobre as inteligências será suficiente para fornecer o mágico
maduro, com as guias necessárias, pois este é o verdadeiro propósito das descrições. Se o mago quer
entrar em contato com uma certa inteligência, ele vai encontrar um grande número de possibilidades
para fazer isso.

Ele certamente tem atraído a atenção para o mágico que muitas cabeças têm semelhante, ou até
mesmo as mesmas faixas de competência. Esta hipótese torna-se ainda mais evidente devido ao fato
de que eu tenho lidado com os responsibities dos chefes do ponto de vista hermético, como já
mencionado. O mago irá certamente encontrar este agradável, por isso dá-lhe mais possibilidades
para escolher. Mais tarde, ele pode perceber que embora haja uma certa semelhança nos intervalos
de competência, os métodos, instruções e princípios de funcionamento de cada cabeça são
completamente diferentes.

Isto significa que o mago pode ter os seus desejos se tornem realidade de várias maneiras e por
completamente diferentes meios e que ele não é apenas dependente de um método ou instrução
dada por apenas uma cabeça. Esta é também a razão pela qual é impossível publicar aqui todas as
instruções que poderiam ser dados o mágico para a realização de seus desejos, independentemente
do fato de que muitas cabeças insistir em seus métodos restantes segredo. Assim, embora a zona de
anelamento a terra é algo muito novo, até agora bastante desconhecido para o mágico, é de grande
importância. Até agora não houve nenhum escritor de astrologia ou Kabalah, que teria sido capaz de
dizer qualquer coisa sobre a existência da zona de anelamento da terra. O astrólogo que é ao
mesmo tempo um mago treinado será capaz de ampliar seu conhecimento estudando a informação
dada neste volume sobre a existência da zona de anelamento da terra. Ao descobrir sobre certas
influências, ele não só será capaz de empregar seu conhecimento do zodíaco e os planetas - que
são um lugar comum astrológica - para seus cálculos, mas ele também será capaz de ter em conta a
influência do anelamento zona a terra, sobre o destino dos homens. Do ponto de vista astrológico da
zona de anelamento a terra pode ser considerada como a eclíptica da nossa terra dividida em 360
graus. Indo por nossa medida de tempo a influência de cada cabeça em cada lugar da nossa terra
dura quatro minutos, a influência do primeiro cabeça começando ao amanhecer e voltar no próximo
nascer do sol. Se, por exemplo, o astrólogo sabe o minuto exacto do nascimento de um homem, é
fácil para ele descobrir qual a cabeça de simpatia que o homem pode confiar. Os talentos
tornando-se eficaz em um homem também pode ser avaliada por ele quando

206
tendo em conta a influência da zona de anelamento da terra. Se, em consequência, o astrólogo
também leva em consideração as constelações estelares quando se trabalha fora do horóscopo,
ele vai obter resultados impressionantes. E se ele não só olhar para o horóscopo do ponto mantic
de vista, mas também contribui para que todas as constelações planetárias favoráveis ​que podem
ser avaliadas por um certo grau da eclíptica, ele vai ser capaz de lançar um olhar profundo na
astrologia sintética e ampliar seus conhecimentos de uma maneira que, caso contrário, pela mera
aplicação dos fatos astrológicos habituais, nunca seria possível.

Tal astrólogo, por exemplo, exercitar-se a influência dos elementos cósmicos das esferas em nosso
mundo físico de uma maneira bem diferente e considerá-la a partir de um grande ponto de vista
diferente do que ele teria feito antes. Fazendo isso, ele vai ficar muito mais perto da verdade real do
que era o caso até agora. Um grosso volume poderia ser escrito sobre astrologia sintética e suas
relações com toda a ciência hermética incluindo os fatos da zona girdling a terra, o que eu pretendo
fazer em uma data posterior, fornecendo o impulso vem da Divina Providência. O mágico
astrologicamente treinados podem, portanto, encontrar oportuno para trabalhar fora do período exato
de influência da inteligência ou a cabeça da zona de anelamento a terra a quem ele quer evocar, pela
primeira vez, começando a contar a partir do nascer do sol. Isto irá, facilitar o seu trabalho. O mago
bem treinado, é claro, não considerá-la necessária para manter o tempo avaliado para realizar suas
evocações.

Juntamente com as cabeças positivos da zona de anelamento a terra os seres opostas, também,
que são os representantes do princípio negativo na sua gama de potência, tornar-se eficaz. Eu
deliberadamente omitida para dar qualquer descrição das cabeças negativos, seus nomes ou
selos, a fim de conter o mágico de quaisquer experimentos desvantajosas.

Um mágico vai querer entrar em contato apenas com as cabeças que coincidem com seus próprios
ideais. Para se quisesse explorar toda a zona de anelamento a terra com todas as suas cabeças e
outros seres uma encarnação não seria suficiente, mesmo se fosse para viver cem anos. Já quando
se olha para ele do ponto de vista teórico, o mágico vai estar convencido de que os chefes são
capazes de revelar-lhe o mais alto tipo de sabedoria, fornecer-lhe o conhecimento mais abrangente,
colocar à sua disposição os mais altos poderes, abra o portas e pavimentar o caminho para as
maiores faculdades mágicas. Então não há nada na terra que o mago não é capaz de alcançar, pois
ele tem todas as chaves para a sabedoria, poder e autoridade. Ele é, então, capaz de cumprir
qualquer desejo.

207
4. As Inteligências da Lua Sphere

Quando o mago tornou-se suficientemente familiarizado com a zona de anelamento da terra, de modo
que ele tem contatos com alguns de seus chefes, especialmente os mestres da magia, ele pode começar
a tentar entrar em contato com inteligências da esfera da Lua, por viagem ou mental por evocações
cuidadosamente dispostas, quer no nosso mundo físico ou na zona de anelamento do eanh, ou mesmo
diretamente na esfera da Lua. Nesse ponto, ele deve ter recebido informações suficientes a partir de um
dos muitos chefes da zona de anelamento do eanh, ou seja, ele deve ter sofrido uma certa formação, a
fim de ser capaz de controlar a esfera da Lua.

As primeiras viagens à Lua esfera do mago melhor realiza na companhia de uma cabeça da zona
de anelamento do eanh, fornecendo ele tem, acima de tudo, o controle impecável sobre sua
elavation em outras esferas. Um guia pessoal, um Guru, também pode introduzir o mágico para a
esfera da Lua, seguindo-o por pensamentos durings sua viagem mental ou operações evocational
direita para a esfera da Lua. Um mago bem treinado, que seguiu atentamente as minhas instruções
dadas na "Iniciação ao Hermetismo" primeiro volume pode também valer-se de forma segura para
a esfera da Lua sem guia e sem qualquer assistência especial. Depois de um certo tempo, ele vai
se acostumar com as oscilações da esfera da Lua, que são bastante diferentes daqueles da zona
de anelamento do eanh, o mundo físico eo reino de elementos. Assim que o mago tem superado as
primeiras dificuldades, ele vai se sentir em casa, assim como ele faz em qualquer outra esfera.

A lua, sendo vizinho mais próximo da Terra e seu satélite, é completamente dependente dele.
Durante sua mentais vagando o mágico vai encontrá-lo provou que existe na lua sem ser vivo e
que não há vegetação alguma e, portanto, também há seres humanos. A lua - semelhante ao eanh
- está rodeado por uma esfera que inicia chamar a esfera da Lua. Essa esfera é habitado por seres
inumeráveis, bem como a zona de anelamento do eanh. Para dar um relato completo de todos os
seres da esfera da Lua, encheria inúmeras páginas e, portanto, não é possível do ponto de vista
técnico. Os iniciados da esfera da Lua, como os iniciados da zona de anelamento da terra, teria
sido encomendado pela Divina Providência para realizar várias tarefas; eles estão equipados com
faculdades e poderes especiais e são capazes de trazer certas causas, e com eles, naturalmente,
também certos efeitos, diretamente na esfera da Lua, bem como em nosso eanh. Operando a
partir da esfera da Lua, algumas inteligências tem que realizar certos deveres também em outros
planetas e suas esferas. Já certos chefes da zona de anelamento a terra é capaz de informar o
mágico da magia da lua. Ele não precisa ser

208
especialmente salientou, neste contexto, que a Lua por sua vez e circulação rodada nossa bola de
terra passa rapidamente através dos vários campos eletromagnéticos de força e oscilações de sua
própria aura e da aura de nossa terra, praticamente cortando diretamente através deles, e, ao fazê
assim, influenciar a existência eo destino do planeta terra.

A esfera mago é capaz de trabalhar influência da Lua sobre as quatro séries do ie eclíptica da zona
girdling a terra, e devido ao seu conhecimento das leis da analogia, também a sua influência na
zona de anelamento do próprio e na terra o nosso mundo físico. Cabe ao mago experiente para
fazer uso do seu conhecimento dessas influências. Sphere-magic, portanto, não é nada fantástico,
mas um conhecimento secreto que só é igualada pelo conhecimento do Kabalah.

Abaixo, o leitor encontrará uma breve descrição dos 28 chefes da esfera da Lua que têm uma influência
notável sobre a zona de anelamento da terra, bem como em nosso mundo material, ou seja, em todos
os três planos da existência humana. Muitas vezes, essas inteligências são considerados como os
governantes das 28 estações da Lua conhecidas do astrólogo Cabalista em seu bem, assim como na
sua função ruim.

Isto significa que há realmente 28 positivo e 28 cabeças negativos da esfera da Lua. Os primeiros
têm a tarefa de criar boas causas e efeitos, o último de criar o contrário. Para evitar que o leitor de
qualquer utilização indevida, apenas uma descrição dos 28 cabeças positivos da esfera da Lua é
dada aqui. Se o mago está desejoso de ficar temporariamente em contato com as cabeças
negativos, ele pode fazê-lo sem ter que temer qualquer má influência sobre o corpo ea alma.
Apenas alguns iniciados são informados sobre os nomes e selos dos chefes da esfera da Lua. Os
fatos aqui mencionados são baseados em relações pessoais frequente com todos os tipos de
seres e chefes de todas as esferas, incluindo, naturalmente, os da esfera da Lua.

Fig. 1: Ebvap - é o nome da primeira cabeça da esfera da Lua. É a sua comissão para controlar a
regularidade da maré. Ele é um excelente iniciador para os fluidos elétricos e magnéticos e seu
uso em magia lua. Se o mago segue atentamente as explicações sobre esta cabeça e faz o que
lhe é dito, ele é capaz de produzir fenômenos na zona girdling a terra, bem como em nosso mundo
físico, em todos os três planos, o mental, astrais e físicos que são nada menos do que milagres,
por meio das influências magnéticas da lua e do fluido elétrico da terra. Além disso, Ebvap e seus
subordinados proteger o mago contra quaisquer influências desfavoráveis ​que ele possa ter

209
para encontrar durante seu trabalho com as influências da lua. A primeira cabeça da esfera lua
pode, além disso, revelar ao mago um grande número de mistérios que até agora podem ter
permanecido oculto para ele.

Fig. 2: Emtircheyud - é a segunda cabeça da esfera da Lua. Ele é responsável por controlar o ritmo
no nosso mundo físico. Este ritmo é produzido por inteligência adequadas da zona de anelamento
a terra no mundo das causas na vontade desta cabeça. Ele ensina o mago das leis de ritmo bio e
periodicidade da nossa terra e sua utilização para fins mantic e mágicas. O mágico descobre que
os nove meses de gravidez de uma mulher tem uma relação especial com o número de Cabalista
nove, o número da lua. Além disso, o mágico vai começar a partir deste cabeça detalhes exatos da
analogia da menstruação de uma mulher para a lua, de periodicidade, de polaridade e de muitas
outras coisas relevantes.

Fig. 3: Ezhesekis - Esta cabeça, o terceiro da esfera da Lua, mostra o mágico como, pelas
influências correlativos da esfera da lua, ele pode obter para si próprio, no Akasha-princípio,
felicidade e tudo de bom. Desde a influência deste cabeça geralmente trabalha no mundo físico,
ele e seus subordinados vai ajudar o mágico para a boa sorte e sucesso em todas as questões
terrenas.

A Fig. 4: Emvatibe - a quarta cabeça da esfera da Lua, protege o mágico contra todos os truques
desleais e atos de vingança por homens hostis. Ele ou seus subordinados, o que ele gosta de colocar
à disposição do mago como espíritos familiares irá revelar ao mago quaisquer planos secretos de
seus inimigos, qualquer destina atos de vingança ou malícia, antes de serem realizadas e irá
aconselhar o mágico sobre como para proteger-se contra pessoas mal-intencionadas. espíritos que
servem de Emvatibe são capazes de derrotar qualquer ato de vingança planejada por homens hostis
no exato momento da sua origem. Esta cabeça da esfera lua revela ao mágico com um certo grau de
maturidade palavras e fórmulas para a proibição que permitem o mágico para paralisar ou mesmo
matar uma pessoa, ou grupos inteiros de pessoas, no momento de sua enunciação. O mago pode
trazer esses efeitos sobre as maiores distâncias. O interessado vai morrer de uma só vez a partir de
um ataque cardíaco. É claro, também paralisia temporária ou permanente pode ser efectuada por tais
palavras ou fórmulas. Eles, no entanto, só será revelado ao mágico que jamais pensaria em fazer mau
uso deles.

A Fig. 5: Amzhere - é o quinto cabeça da esfera da Lua, que para além de outras coisas, pode
adquirir para o mago a favor, e proteção por, personalidades muito importantes. Ao usar métodos
de Cabalista simples, revelado ao

210
mágico por Amzhere, o primeiro pode fazer o coração das mais difíceis homem derreter, pode fazer seu
maior inimigo seu amigo ao mesmo tempo e é capaz de levantar simpatia e amor em qualquer ser
humano que ele está interessado em. O mago é capaz de fazer dócil qualquer pessoa que ele deseja.

A Fig. 6: Enchede - o sexto cabeça da esfera da Lua, é capaz de criar o amor em pessoas não
treinadas, em um homem para uma certa mulher, e, vice-versa, em uma mulher para um homem.
Para o mago treinado, no entanto, vai ser explicada por Enchede os mistérios da magia sexual em
sua relação com a magia da lua. Além disso, este último vai ensinar o mágico a cobrança de todos
os tipos de talismãs e amuletos fornecidos com condensadores fluidos, com influências da lua, pela
força da magia sexual. Isso pode ser feito para diversos fins especificamente para a criação de amor,
simpatia, poder de atração, a popularidade, etc.

Fig. 7: Emrudue - Se uma pessoa não iniciados na magia usa o selo da sétima cabeça da esfera
da Lua, fabricado durante o período astrológico da estação lua sétimo e gravado em uma placa de
prata, ele ou ela terá boa sorte e sucesso, e, acima de tudo, ter qualquer desejo terreno cumprida.
O mago treinado, tendo obtido em contato com essa cabeça, será ensinado como realizar todos os
seus desejos por força da magia da lua, não importa se eles dizem respeito à mental, astral ou
mundo físico. Emrudue traz a boa sorte e sucesso mágico e gosta de colocar seus subordinados
como espíritos familiares à disposição deste último.

A Fig. 8: Eneye - o oitavo cabeça da esfera da Lua é um con - noiseur de todos os eventos diplomáticos e
políticos. Ele pode ser de grande utilidade para o mágico, ajudando-o a fazer uma carreira política e para ser
bem sucedido em todos os assuntos diplomáticos. Uma vez que esta cabeça, acima de tudo, é um amante da
paz, ele assiste, no tempo da guerra, essas pessoas que seguem os altos ideais de paz, verdade e justiça. O
mago ser ativo nesta linha é capaz de vencer qualquer luta, qualquer guerra, não importa como ele é para ser
levada a cabo.

Fig. 9: Emzhebyp - o nono cabeça da esfera da Lua, é o anjo da guarda especial de pessoas
doentes cuja doença é devido a influências desfavoráveis ​da lua ou para as obras de espíritos
negativos da esfera lua. Este é geralmente o caso com crises epilépticas, dificuldades de
menstruação, estados de obsessão, histeria, Dance, loucura do St. Vitus, etc. Esta cabeça revela
ao mago como curar essas doenças pela força da magia da lua.

Fig. 10: Emnymar - é o nome do décimo cabeça da esfera da Lua. Ele é responsável por controlar
o período de gravidez e nascimento do homem. Juntos

211
com a cabeça relevante da zona de anelamento a terra que ele permite que o homem verá a luz do
dia. Portanto, todos os ginecologistas, parteiras e seus assistentes estão sob sua influência.
Emnymar ensina o mago como efetuar um parto sem dor nos casos em que ele considera
necessárias e informa o mágico com antecedência se o bebê no ventre da mãe vai ser um menino
ou uma menina. Ele também pode vir a conhecer a partir deste cabeça o tempo exato em que a
relação sexual deve ocorrer a fim de procriar um bebê de que o sexo que seus pais têm em mente.
Emnymar é o protetor de todos os mesmeristas e as pessoas que lidam com o mesmerismo. Ele
mostra os diversos métodos mágico para o tratamento de doenças através do fluido magnético. Ele
sabe meios para curar completamente doenças venéreas.

Fig. 11: Ebvep - O chefe XI da esfera da Lua torna possível para o mágico para ganhar, por
métodos mágicos, o respeito das pessoas, não importa de que grau eles podem ser. Além disso,
ele ensina o mago para trazer fenômenos que fariam um não-iniciado tremer de medo e horror.
Embora não seja fácil de entrar em contato direto com esta cabeça, o mágico que atingiu um bom
grau de desenvolvimento mágico vai conseguir isso, se necessário, sob a orientação de um chefe
da zona de anelamento da terra, ou de seu próprio Guru. O mago irá, em seguida, ser capaz de se
convencer de que esta cabeça é um excelente iniciador em magia lua fenomenal.

A Fig. 12: Emkebpe - é o nome da cabeça duodécimo da esfera da Lua, que é um grande amante
da paz e felicidade no casamento e onde boa sorte, amor e simpatia estão envolvidos. Ele faz o
mágico ciente do poder de transmutação de amor real. Emkebpe revela o mágico aos métodos
para a produção de amor-amuletos que pode ser cobrado por magia lua.

Fig. 13: Emcheba - a cabeça XIII da esfera da Lua, é um excelente iniciador em magia mummial
tão longe ele está conectado com as influências da lua. O mágico, por isso, é ensinado por esta
cabeça as relações entre magia mummial e magia da lua, a sua aplicação bem sucedida, bem
como a forma de fazer uso da influência magnética da Lua. Esta cabeça informará o mágico de
muitas práticas mágicas, tais como, por exemplo, de que forma inofensiva, ele pode entrar em
pactos astro-mágico por força da magia mummial, sem o mago ter que renunciar a si mesmo
literariamente com "corpo e alma". Os pactos astro-mágico são, então, realizada com uma múmia,
o mágico sendo assim capaz de trazer os mais diversos efeitos com a ajuda de um condensador
fluido, sem nunca se envolver no próprio assunto, ou seja, sem deixar vestígios desvantajosos
para a sua própria pessoa no mundo de

212
faz com que, no Âkâsha. Desde esta cabeça tem o controle sobre mais alguns segredos nessa direção um
mágico é bem aconselhados a não omitir-lo.

A Fig. 14: Ezhobar - a cabeça XIV da esfera da Lua, pode ser de grande valor para o mágico na
medida em que ele pode revelar-lhe os segredos de criar dentro de si mesmo, sem dificuldades, as
mais diversas faculdades ocultas e mágicas com a ajuda de mágica lua, que mais tarde pode,
eventualmente, também ser aplicado em outras esferas. O mago é, ao mesmo tempo, ensinou a
polarização de poderes; Além disso, como para trazer, de uma certa maneira, a levitação de si
mesmo e de outras pessoas, ou mesmo de outros objetos, por força da magia da lua de Cabalista,
pela mudança da polaridade da gravidade. O mago também aprende como adquirir a faculdade de
interpretar os símbolos que ele vê na esfera da Lua por força de clarividência, Ezhobar ensina o
mago de compreender as leis da esfera da Lua a partir do ponto de Cabalista de vista mágico e
como controlá-los praticamente. Ezhobar é, portanto, justamente chamado um iniciador
maravilhosa em lua-magic Cabalista.

Fig. 15: Emnepe - Nenhum mago estar em contato com inteligências da esfera da Lua deixará de
entrar em contato com esta cabeça, o décimo quinto na ordem correta, pois ele pode ser iniciado
por ele em muitas coisas que até agora têm permanecido desconhecido para ele. O mago irá, por
exemplo, ser informado sobre a influência das virtudes divinas sobre os seres da esfera da Lua e
como o Akasha-princípio trabalha diretamente na Lua-esfera e de lá na zona de anelamento da
terra. Emnepe terá o prazer de dizer o mágico sobre métodos pelos quais ele pode adquirir a
faculdade de leitura no Akashaprinciple, com seu corpo mental colocados na esfera da lua e como
trazer efeitos mágicos lá. É impossível dar todos os detalhes e vantagens que o mágico serão
oferecidos quando entrar em contato com essa cabeça. Portanto, qualquer mago deve ver que seu
contato com Emnepe torna-se realizado.

A Fig. 16: Echotasa - O mágico é ensinado pelo chefe sexteenth da esfera da Lua como obter
controle sobre os seres negativos dessa esfera, quer através de viagem mental ou por meio de
evocação, e como fazê-los pagar-lhe absoluta obediência. Ao mesmo tempo, ele introduz o mágico
a diversas medidas mágicas de proteção, que não só fazê-lo invulnerável contra quaisquer
influências desfavoráveis, mas que também ajudá-lo a tornar-se uma autoridade mágica,
respeitado não só pela positiva, mas também pelos seres negativos. Pelo caráter esta cabeça da
esfera da Lua é uma inteligência muito benevolente, que terá o prazer de dar o mágico madura
qualquer tipo de

213
assistência e que, portanto, também, revelar-lhe os segredos da magia da lua.

Fig. 17: Emzhom - Uma das peculiaridades da magia da lua é o chamado magia proibição. Sob a
chancela de sigilo da cabeça XVII da esfera da Lua, Emzhom pode dar a informação exata mágico
madura sobre isso. Ele irá revelar aos últimos diversas fórmulas de Cabalista e mágicas, que proíbe
fórmulas, que podem ser usados ​para uma grande variedade de propósitos. Por exemplo, Emzhom
sabe fórmulas que proíbem pelo qual qualquer inimigo pode ser destruído de uma só vez, ou tais
fórmulas pelo qual os ladrões são verificados na sua fuga, de modo que eles não podem fazer
qualquer passo com os bens roubados na mão, não importa onde eles estão; proibição fórmulas
que fazem qualquer dura atacante e sem vida em um instante; proibição fórmulas que ao mesmo
tempo arrumar qualquer influência negativa; proibição fórmulas que tornar inofensivo o animal mais
furioso, não importa se no ar, na terra ou na água. Esta cabeça dispõe de muitos outros tipos de
fórmulas que proíbem. Claro, o mago a quem estas fórmulas que proíbem foram revelados só vai
fazer uso deles em caso de maior perigo. Emzhom é uma inteligência muito respeitado na esfera da
Lua. Todos os seres lua olham para ele com admiração.

Fig. 18: Emzhit - O chefe XVIII da esfera da Lua informa o mágico de métodos secretos que lhe
permitam tornar-se invisível com a ajuda de magia lua, lua-Kabalah, seres lua eo Akasha-princípio.
Além disso, Emzhit informa o mago das legislações dos materialização e desmaterialização, não
só em relação ao corpo astral, mas também em relação a matéria física. Esta cabeça é justamente
considerado como o iniciador a transmutação mágico.

A Fig. 19: Ezheme - é o nome da cabeça XIX da esfera da Lua. Sendo um iniciador original, esta
cabeça explica claramente ao mago qualquer influência da legalidade e da analogia da lua e da
esfera Lua em suas relações com a zona girdling a terra e nosso mundo físico em todos os três
planos, o mental, astral e físico , e ele ensina o mago como fazer uso prático do seu conhecimento
recém-adquirido no sentido mágico e Cabalista. O mago pode ganhar mais conhecimento e
sabedoria a partir deste cabeça do que ele poderia pensar possível.

A Fig. 20: Etsacheye - A cabeça XX da esfera Lua é um excelente mestre de iniciação,


especialmente na medida em que de êxtase está em causa, que é provocada por danças mágicas e
rituais reapropriação ap- em conexão com lua-mágica e moonquabbalah . Apenas alguns iniciados
sabem que os poderes especiais

214
e faculdades são liberados por danças de êxtase e rituais. O mágico será informado sobre isso por
esta cabeça. Além disso, o mágico vai aprender com Etsacheye como obter sob seu controle todas
as influências da esfera Lua e como ganhar a supremacia sobre o positivo, bem como os seres
negativos da lua. É lógico que ao fazer isso o mágico vai se tornar uma autoridade na esfera da
Lua.

Fig. 21: Etamrezh - A vigésima primeira cabeça da esfera da Lua instrui o mágico como, por certos
métodos mágicos e Cabalista, para se tornar forte e resistente contra todos os inimigos visíveis e
invisíveis, contra qualquer tipo de influência por elementos, etc. Ele torna-se magicamente tabu.
Nenhum homem na terra é capaz de atacar ou fazer mal a um mago que gosta - e trabalha sob - a
proteção e orientação desta cabeça da esfera da Lua. O mago está a salvo de qualquer
perseguição ou ataque mágico. Ele é capaz de suportar o maior calor possível, de atravessar o
maior fogo, sem um único cabelo da sua cabeça ser queimado. Seguindo métodos especiais
revelado a ele por esta cabeça do mago pode fazer seu corpo tão duro como um diamante. Ele é
invulnerável a partir do ponto de vista mágico e mestre sobre sua vida e morte.

Fig. 22: Rivatim - O mágico é ensinado pela segunda cabeça da esfera da Lua vinte a absorver
conscientemente os fatos de tempo e espaço na esfera da Lua. Ele é, então, capaz capaz de transferir
as maiores distâncias não só o seu mental, mas também o seu astral, se necessário, até mesmo o seu
corpo físico. O mágico guiada por esta cabeça da esfera da Lua pode confiantemente caminhar ao
longo da superfície do mar sem afundar na água, pode subir para o ar e viajar através dele como ele
gosta, pode, em suma, Ponte qualquer distância com o espírito, alma e corpo. Tempo e espaço se
tornam sem importância para o mágico não só em espírito, mas também com relação ao seu corpo
astral e física, ea matéria não é de forma um obstáculo para ele.

Fig 23: Liteviche - O mago que ganhou a confiança do vigésimo terceiro cabeça da esfera da Lua
será iniciado por ele nos segredos mais remotas da magia e Kabalah e é permitido para comandar
palavras poderosas com que Ele é capaz de acalmar. para baixo instantaneamente as maiores
tempestades no mar, verifique as erupções mais terríveis de vulcanos, para matar exércitos
inteiros, para ganhar guerras, etc. O mágico com elevados padrões éticos, é claro, nunca se
atrevem a abusar as palavras de poder que ele tem sido ensinado, para, ao fazer isso ele se oporia
a legalidade e só fazer mal a si mesmo. Guiados por esta cabeça do mago vai ter uma influência
tão poderosa, não só na Lua

215
esfera, mas também na zona de anelamento a terra e em nosso mundo físico, que uma noninitiate não
pode ter a menor noção disso.

A Fig. 24: Zhevekiyev - é o nome da vigésima quarta cabeça da esfera da Lua, que é justamente
chamado o alquimista dessa esfera. Ele inicia o mágico sobre o funcionamento dos elementos
sobre a lua. O mágico é ensinado por Zhevekiyev métodos adequados para a transformação
alquímica de metais, sendo capaz de controlar os fluidos electromagnéticos; ele, além disso, lhe
revela os segredos da verdadeira rejuvenescimento mágico do físico e do corpo astral e explica-lhe
as leis da vida e da morte válido na esfera da Lua, assim, considerando também a zona de
anelamento a terra e nosso mundo físico. Pela conexão com esta cabeça vantagens especiais são
oferecidas para o mágico.

Fig. 25: Lavemezhu - Para influenciar e controlar o reino vegetal é a tarefa do vigésimo quinto
cabeça da esfera da Lua. Ele revela que o mágico todos os mistérios da vida, da brotando e
crescendo, e mostra-lhe como dominar este reino por magia lua. O mágico então é capaz de
acelerar, ou para parar o crescimento à vontade. Seguindo as instruções dadas por esta cabeça do
mago é capaz, com a ajuda da magia da lua e aplicando certas palavras de Cabalista, para tornar
fértil de uma forma sobrenatural todo um campo, não importa quão grande pode ser, ou, vice-versa,
para tornar infértil e transformá-lo em um deserto.

A Fig. 26: Empebyn - É a comissão especial da cabeça twentysixth da esfera da lua de explicar
para o mágico que tem em contato com ele as causas e os efeitos do sol e sua luz em seu mental,
astral e relação física com a lua e a esfera da lua, além disso, os efeitos dessas influências sobre a
zona de anelamento da terra, bem como em nosso mundo físico, o seu reino mineral, vegetal e
animal. Empebyn também informa o mago das influências que a luz do sol tem na lua e de lá em
nossos corpos humanos, no mental, astral e respeito física, e lhe ensina a aplicação prática de
todo esse conhecimento.

A Fig. 27: Emzhabe - é o nome da vigésima sétima cabeça da esfera da Lua, que informa o mágico
de todos os minerais da terra que têm uma conexão analoges com a lua e sua esfera. Desde
Emzhabe é uma maravilhosa iniciador na magia da lua, a conexão com ele pode ser de grande
vantagem para o Cian magi-.

A Fig. 28: Emzher - é o nome da vigésima oitava e última cabeça da esfera da Lua. O mago é
instruído por ele como obter sob sua completa

216
controlar o elemento de água na esfera Lua e em nosso mundo físico, usando magia lua e Kabalah
para conseguir isso. Não só ele vai ficar assim sob o seu poder todos os animais que vivem na
água, mas ele vai, ao mesmo tempo, tornar-se o mestre de temperatura. O mágico operando de
acordo com as instruções desta cabeça pode ser borrifado com água a ferver, mas não terá
nenhuma queimaduras. Protegido por Emzher, um mago pode trazer sobre essas coisas
milagrosas como mudar água fervente em gelo.

Isso nos leva ao final da descrição dos 28 chefes da esfera da Lua. Para efeitos da sua primeira
evocação seus selos tem que ser desenhado em uma cor branca ou prateada. Cada mago que já
se tornou mestre da zona de anelamento a terra não deve omitir a lutar por e realizar contatos com
pelo menos algumas cabeças da esfera da Lua, por isso só vai passar a sua grande vantagem,
para nunca mais a sua desvantagem.

5. Os 72 Inteligências da Zona Mercury

A próxima esfera que o mágico é explorar e controlar é a esfera de Mercúrio. A fim de ser capaz de
suportar as vibrações, o mago deve ter aprendido a controlar as influências e as vibrações da
esfera previamente tratadas, ou seja, a esfera da Lua. A descrição dos génios individuais desta
zona é acompanhada por um número de sugestões que irá, sem dúvida, ser de interesse para o
mágico.

Hermes Trismegisto, o sumo sacerdote egípcio, foi, sem dúvida, um dos maiores iniciados antes de
Cristo. Em seu livro de sabedoria conhecido sob o título de "Thoth", ele deixou para a posteridade a mais
alta sabedoria que pode jamais ser compreendido em nosso planeta. Sua tabula smaragdina -
Hermestablet - serve para provar as leis macrocósmicas e microcósmicos de analogia. Esta sabedoria é
chamado ciência hermética por pessoas tendo atingido a maturidade necessária para sua iniciação.
Originalmente, o Livro da Sabedoria por este alto iniciado consistiu de 78 placas que mais tarde
tornou-se geralmente conhecidas como as 78 cartas de tarô. Embora essas cartas de tarô foram
degradados ao longo do tempo e usado em jogos de cartas, o seu significado secreto até hoje
permanece conhecido por poucos eleitos. O mágico meditar vai encontrar uma certa conexão entre as
placas 78 e os 72 taro génios da zona de mercúrio e ele irá atribuir, para fora das placas de seis
restantes quatro, para os elementos e dois a polaridade. O primeiro cartão de tarô simboliza o
desenvolvimento espiritual do homem. No meu primeiro trabalho, intitulado "Iniciação ao Hermetismo",
este desenvolvimento é explicado em um trabalhou precisamente

217
sistema para fora. O segundo cartão de tarô simboliza as conexões com os seres de todas as
esferas. A maneira prática para trazer tais conexões é explicado neste livro. O terceiro dicas de tarô
na linguagem cósmica, em Kabalah, que serão tratadas em pormenor no meu terceiro trabalho "A
Chave para a Verdadeira Cabala". De acordo com as gravações da esquerda para a posteridade,
Hermes Trismegisto foi um representante do mais alto conhecimento, um exemplo brilhante de
inteligência humana e de um espírito iluminado em analogia à esfera de Mercúrio, por essa esfera é
atribuído ao espírito imortal e é análogo a ele .

Embora os 72 génios da esfera Mercúrio correspondem em número ao número original de cartões


de taro, eles não são sucessivamente representadas pelas placas de taro, ou seja, um cartão de
taro para cada génio individual, mas são todos simbolizado numa certa parte do segundo cartão de
tarô, para este cartão, como já mencionado antes, representa a magia esférica total. Por trás da
conexão numérica entre os 72 gênios e as 78 cartas de tarô não é escondido uma chave de
Cabalista segredo da esfera de Mercúrio.

Muitos escritores de Cabalista erroneamente consideram a 72 gênios da esfera de Mercúrio como


o Schemhamphorash, ou seja, o nome inefável de Deus consistindo de 72 letras. Mas o chamado
Schemhamphorash, o nome inefável de Deus, é expressa pelas quatro letras silábicos
YOD-HE-VAU-HE do chamado Tetragrammaton, ou Adonai.

O genuíno iniciar e Cabalista, no entanto, está plenamente consciente do fato de que os nomes
fornecidos com números são a chave numérica aos métodos e instruções, a chave numérica para
corrigir aplicação. Mais detalhes sobre este assunto será encontrado em "A Chave para a
Verdadeira Cabala", que trata de misticismo de Cabalista, magia de fórmulas, ou seja, teurgia
prática.

A seguir levantamento da ordem cósmica, incluindo a zona de Mercúrio e suas esferas é fazer com
que o mago familiarizado com a estrutura do nosso universo do Cabalista mágica, ou seja, do
ponto de vista hermético.

Terra: A menor esfera é o nosso mundo físico com os seus três reinos, o mineral, o vegetal eo
reino animal. O corpo físico do homem é análoga em ligação com estes três reinos.

A Lua: Em sua função planetária as influências da lua eversthing líquido em nossa terra. A esfera
Lua, no entanto, é análogo ao corpo astral e matriz astral do homem. A "zona de anelamento da
terra" influências, por outro lado, a energia vital do homem.

218
Mercury: Como um planeta, Mercúrio influencia o estado gasoso da nossa terra. O corpo mental do
homem está sujeita a sua esfera.

Venus: Como um planeta que influencia a fertilidade em nossa terra, tanto quanto os reinos vegetal e
animal estão em causa. A esfera de Vênus está conectado com simpatia, amor e fertilização do
homem.

A Sun: Este planeta influencia a vida física na Terra em todos os três reinos. A esfera Sun mantém
a vida do corpo mental, astral e físico pelos matrizes individuais.

Mars: Ela influencia todos os poderes nos três reinos. Como um planeta, é o principal responsável para o
desejo de auto-preservação no reino animal, bem como no que diz respeito do homem. A esfera de Marte
levanta dentro do homem o impulso ea vontade de viver. Ela influencia do homem de caráter, qualidades,
poderes totais e faculdades.

Júpiter: Como um planeta, faz com que a harmonia ea legalidade. A esfera de Júpiter, por outro lado, controla
a evolução do destino e da justiça no interior do homem, levando-o em seu caminho para a perfeição, e
ajudando-o em seus esforços para alcançar os mais altos.

Saturn: Na sua função planetária influencia o destino em todos os três reinos, o reino mineral,
vegetal e animal, da nossa terra. Na sua forma mais subtil que é conhecida entre os nós como éter.
A esfera de Saturno, por outro lado, controla o destino do homem, também chamado de Karma.
Homem deve aos maiores influências desta esfera sua faculdade para a intuição pela qual,
dependendo do grau de maturidade de cada indivíduo, a Providência Divina se revela. No
não-iniciado ela se manifesta como consciência.

Urano: Este planeta é responsável por qualquer tipo de desenvolvimento mágico em nossa terra. Sua esfera
revela ao homem todos os fenômenos da magia.

Neptune: Na hierarquia do cosmos neste planeta mantém a Terra em seu equilíbrio. À influência do
homem esfera deste planeta deve seu conhecimento do caminho para a perfeição, bem como o
seu conhecimento do idioma cósmico, do chamado Cabala.

219
Além dessas esferas não há mais nada, mas a Luz Divina, o inconcebível e indiscribable, chamado
Divina Providência por nós. Não há nada maior do que na nossa hierarquia cósmica. No Kabalah, a
hierarquia cósmica com todas as suas influências é chamada de Árvore Cabalista da Vida. Mais
detalhes desta encontram-se em terceiro livro do autor "A Chave para a Verdadeira Cabala", que é
uma descrição do uso prático do Kabalah. Com referência à zona Mercury salienta-se mais uma
vez que a sua esfera é análoga à esfera mental do homem e que os gênios da esfera de Mercúrio,
portanto, influenciar grandemente o espírito, ou seja, o corpo mental de cada ser humano. Se, no
entanto, um gênio da esfera Mercury destina a afectar, por exemplo, a esfera astral de um ser
humano, ele teria, de acordo com as leis da analogia, tem que operar através da esfera da Lua e
da zona de anelamento da terra, a fim para fazer o seu trabalho influência. Um mágico teria que
fazer o mesmo. Os 72 génios da zona de mercúrio são mencionados numa série de livros de
Cabalista, mas eles são descritos como génios independente independentemente da sua pertença
a uma esfera especial. Nenhum dos autores desses livros sabia sobre as verdadeiras funções dos
72 gênios da zona Mercury, nem qualquer um deles jamais entrar em contato com eles
pessoalmente. Os nomes dos gênios estão corretas, mas os selos desenhados e publicados
nesses livros são tão deficiente que parece duvidoso que eles sempre foram baseados em
verdadeiros originais.

Nunca satisfeito com meras presunções e sempre com a intenção de economizar tempo de outras
pessoas para explorações, eu pessoalmente entrou em contato com todos os 72 gênios da esfera
Mercury e trazer aqui os seus verdadeiros selos e dar uma breve descrição de sua gama de
competência. As letras que acompanham alguns selos representam as chaves secretas, como o
mágico, depois de ter entrou em contato com o gênio relevante, vai perceber e aprender. As vedações
destes gênios são geralmente desenhados em uma cor amarela na ocasião de sua primeira evocação.
Um tem, no entanto, tomar cuidado para que os sinais são reproduzidas nas mesmas cores como na
parte retratado deste livro. Às vezes acontece que um gênio quer ter seu selo desenhado em uma cor
diferente. O mosto mágico por todos os meios ver que ele segue um tal demanda.

Fig. 1: Vehuiah - é o nome do primeiro gênio da esfera de Mercúrio. O mágico vai aprender com este
gênio como fortalecer sua força de vontade e como fazer sua crença firme como uma rocha, a fim de
ser capaz, devido a estas faculdades, para aumentar seu poder de convicção de tal forma que ele
pode diretamente trazer verdadeiros milagres. O mago será contada por este gênio do segredo de
alcançar rapidamente tipos especiais de faculdades mágicas.

220
Fig. 2: Jeliel - o segundo gênio da esfera de Mercúrio, in- itiates o mágico nos mistérios do amor e
simpatia. Desde esse gênio também sabe sobre todos os mistérios secretos de magia sexual, ele
está preparado para revelar estes para o mágico maduro. O mago que está em contato com esse
gênio também será ensinado como alterar a hostilidade em amizade, como levantar o amor no
homem e na mulher pela força da magia, como fazer este aumento de amor e, caso seja necessário,
decadência; como se tornar um mestre do amor; como fazer com que os ladrões devolver os seus
bens roubados; como proibir, de várias maneiras, assassinos e outros criminosos; como causar ou
acalmar um terremoto; como, por métodos especiais, para compreender e ser capaz de falar
qualquer língua na terra; como ganhar respeito, poder e riqueza, e, vice-versa, como fazer as
pessoas indignas perder sua reputação e riqueza. O contato com esse gênio vai trazer as mágico
muitas vantagens.

Fig. 3: Sitael - o terceiro gênio, é um excelente especialista em hipnose, sugestão e telepatia. Por
ele, o mágico será ensinado a faculdade de se tornar o mestre perfeito do homem e dos animais
por meio de fraude, deslumbrante, etc. Além disso, ele será instruído na arte de ler facilmente o
passado, presente e futuro no Akasha- princípio.

A Fig. 4: Elemiah - A quarta gênio instrui o mágico não só como se tornar o mestre de seu próprio
destino, mas também como controlar o destino de outras pessoas e de animais. Além disso, o
mágico aprende a cobrar palavras mágicas por métodos de Cabalista e transferi-los para o
Akasha-princípio, a fim de trazer o efeito desejado no mental, astral ou mundo físico, e como, por
diversos métodos de relação sexual passiva para obter em contato com os mortos.

A Fig. 5: Mahasiah - O quinto gênio ensina o mago para obter o controle completo sobre os
elementos de métodos de Cabalista especiais e para produzir, sem dificuldade, todos os possíveis
tipos de fenômenos, para tratar com sucesso pela magia e doenças incuráveis ​Kabalah; para
entender as leis da analogia do microcosmo e do macrocosmo e, ao fazê-lo, para penetrar
profundamente na sabedoria.

A Fig. 6: Lelahel - é o sexto gênio da esfera de Mercúrio. Como um intiator em mistérios sexuais ele
mostra o mágico como efetuar cobranças mágicas com a ajuda de magia sexual. Este gênio é
especialmente Amante de talismãs e amuletos cobradas pelo amor magia e ele vai fazer o mágico
familiarizado com todas as ajudas que servem este propósito. Ele pode dar a informação exata
mágico em todos os campos da ciência conhecidas na Terra. Além disso, ele pode ensiná-lo a

221
fazer, por um processo especial, diversos amuletos e talismãs de proteção. Este gênio é um amigo de
todos os artistas, e, se mágico é um próprio artista, ele será especialmente inspirado por este gênio.

A Fig. 7: Achaiah - A sétima gênio instrui o mágico no seguinte: como fazer uma carreira rápida em
magia através da aplicação de métodos apt, como fazer inimigos em amigos, como fazer amigos,
como levantar o amor e como ler em o Akashaprinciple o destino das pessoas individuais, bem
como o destino de nações inteiras.

A Fig. 8: Kahetel - é o nome do oitavo gênio da esfera de Mercúrio. Esse gênio ensina o mago para
controlar o fluido eletromagnético pela magia dos elementos, permitindo-lhe fazer com que os mais
diversos fenômenos na natureza. O mágico também é ensinado por este gênio como influenciar,
positiva ou negativamente, o crescimento das plantas com a ajuda de fluidos eletromagnéticos.
Tendo aprendido com este gênio certas palavras poderosas, o mágico será capaz de causar chuva,
neve, tempestade, chuva de granizo, etc., e fazê-los cessar novamente.

Fig. 9: Aziel - O nono gênio ensina o mago Justiça Divina e Misericórdia Divina e mostra-lhe o quão
longe essas duas virtudes divinas vão em todos os planos e esferas. Guiados por este gênio, o
mágico vai aprender a apaziguar os inimigos, para despertar amor e para fazer a paz. O mago irá,
em seguida, também sabem como proteger-se pela força da magia contra seus maiores inimigos e
seus ataques; ele terá aprendido como se tornar famoso e rico. Mas Aziel também informa o
mágico em tudo o que existe debaixo da superfície da terra, em tesouros escondidos, metais e
águas subterrâneas igualmente.

Fig. 10: Aladiah - é o décimo gênio. Ele ensina o mago a anatomia oculta do homem, suas
harmonias e desarmonias e mostra-lhe como proteger-se contra influências desarmônicas na
maneira de Cabalista e como encontrar as causas das doenças e tratá-los com sucesso. Aladiah é
um excelente iniciador em química e alquimia, na magia e Kabalah. Ele instrui o mágico no uso de
poderes e plantas para várias práticas mágicas.

Fig. 11: Lauviah- o décimo primeiro gênio, faz um mágico maduro familiarizado com a proibição
fórmulas pelo qual ele pode influenciar tempestades ferozes, e lutar e banir inimigos. Sendo um
iniciador Lauviah pode instruir o mágico em ciência militar, pode ensiná-lo a se tornar uma
autoridade mágica e como se tornar um homem famoso e honrado. Esse gênio vai, além disso,
ajudar o mágico para resolver, com facilidade surpreendente, os problemas mais difíceis.

222
Fig. 12: Hahaiah - o décimo segundo gênio, é um iniciador nas leis da analogia e ensina a
linguagem dos símbolos, i. e como interpretar corretamente todos os símbolos, mesmo os mais
complicados e, vice-versa, como expressar alguma idéia por símbolos. Ele faz o mágico resolver
os problemas mais difíceis em ciência hermética, lhe revela verdades profundas e mistérios
secretos que até o momento só foram compreendidas por alguns magos. Este gênio é também um
excelente iniciador em magia e Kabalah. Por conta de seus poderes, ele é capaz de fazer os
inimigos mais amargos em amigos, para fazer o amor entre amigos crescer, e muitas coisas ohter.

Fig. 13: Jezalel - O gênio XIII ajuda a todos os escritores e artistas, inspirando-os e tornando-os
completamente bem sucedida. Ele mostra o mago significa e maneiras de se tornar um excelente
orador. Ele auxilia os políticos por despertar e aumentar dentro de si o seu dom de oratória. métodos
especiais que este gênio tem à sua disposallead a um intelecto claro e boa memória, para a aquisição
de um excelente presente de percepção e de uma sagacidade pronta em todos os aspectos. Por
jezalel de ajudar o mago pode adquirir para si a favor de pessoas muito importantes, garantir para si o
sucesso em matéria de amor, aprender sobre os planos secretos de seus inimigos, e muitas outras
coisas.

A Fig. 14: Mebahel- o gênio XIV, ajuda a vencer as guerras, para realizar planos para a paz, ele
inspira os políticos e os ajuda a realizar seus planos. Ser um amigo especial da justiça, este gênio
é um protetor contra a injustiça e ajuda a resolver assuntos jurídicos retidão. Ele ajuda a obter
prisioneiros que foram inocentemente presos da prisão. Esse gênio vai ensinar o mágico a arte de
ler os pensamentos de outras pessoas e, além disso, como ele pode detectar e controlar seus
perseguidores e inimigos.

Fig. 15: Hanel - O gênio XV da esfera de Mercúrio é um excelente iniciador na filosofia oculto, na
magia e Kabalah. Na esfera Mercury em si, ele também é um iniciador na evocação. Ele fornece o
mágico com meios pela ajuda de que ele pode proteger-se contra os seres negativos dessa esfera.
Hariel ensina o mago para fazer uso, indutivamente e dedutivamente, da influência da zona de
Mercury em todos os três planos da nossa existência. Sendo um grande amante da paz, este gênio
pode trazer os cirumstances, se necessário, que levarão à paz. Se o mago precisa da proteção de
pessoas muito importantes, este gênio também será capaz de dar-lhe o seu apoio.

A Fig. 16: Hakamiah - é o nome do gênio XVI da esfera de Mercúrio, que, através da aplicação de
meios ocultos, vai ajudar o mágico à honra,

223
renome, glória e riquezas. Se o mago deseja, Hakamiah também pode tornar as mulheres amá-lo e
confiar-lhe o segredo do sucesso do tratamento de infertilidade das mulheres, e ele também irá
informar o mágico de amuletos que se adequam a esta finalidade.

Fig. 17: Lanoiah - O mágico é ensinado pelo gênio XVII como olhar - mentalmente, astralmente e
fisicamente - no passado, presente e futuro no Akasha-princípio, nomeadamente em matéria de
invenções tecnológicas. Diversas novas invenções em tecnologia, química e eletricidade são
devido às inspirações deste gênio. Sua intuição é a causa do grande sucesso de músicos e
compositores, em relação à sua arte, bem como em relação ao público. Lanoiah é conhecido como
um excelente iniciador para a magia da música. O mago também vai encontrar nele um professor
da metafísica cósmicos.

Fig. 18: Kaliel - O gênio XVIII é um excelente iniciador em alta magia e Kabalah, e o mágico que
entra em contato com ele pode conseguir muitas coisas com a sua assistência. Ele pode, por
exemplo, ser informado sobre fórmulas mágicas, palavras poderosas, que, em caso de emergência,
só precisam ser pronunciadas pelo mágico e ajuda imediata dos seres Mercury será o resultado. Na
magia, essas fórmulas são chamados de pedido de socorro magia-Cabalista e um mágico vai fazer
uso deles apenas em caso de grande aflição, pois ele pode, usando um tal pedido de socorro, matar
instantaneamente seus inimigos. Kaliel informa o mágico sobre os vários tipos de fórmulas mágicas
e seu uso: por exemplo, como se tornar invisível, mentalmente, astralmente, e, se necessário,
também fisicamente, dizendo fórmulas mágicas adequadas; Além disso, como desmaterializar-se
mentalmente, astralmente e fisicamente, de forma a tornar-se visível novamente no mais distante
distância possível. Kaliel ensina o mago a arte de overbridging tempo e espaço e de se tornar um
mestre perfeito no Akasha. Se desejado, o mágico, Kaliel irá revelar-lhe todas as ervas e pedras
preciosas necessárias para a ciência mágica e ensiná-lo a usar essas ervas e pedras preciosas na
alquimia como condensadores fluidos e como carregar as pedras preciosas magicamente. O mágico
vai encontrar neste gênio um amigo, conselheiro e assistente em muitos aspectos.

Fig. 19: Leuviah - O gênio XIX ensina o mago como conseguir uma alta inteligência, excelente
memória e julgamento maravilhosa. Caso o mago nunca dar um passo errado em suas ações este
gênio irá ajudá-lo para compensar isso. Além disso, o mágico será ensinado como para aumentar
ou aumentar o amor com homens e mulheres, amigos e inimigos por métodos magicquabbalistic.

224
Fig. 20: Pahaliah - O gênio XX informa o mago da legalidade da micro e macrocosmo, inicia-o para
a evolução do homem e explica-lhe o verdadeiro sentido da ascese e equilíbrio mágico, e, além
disso, também a síntese de todos os sistemas religiosos de nossa terra a partir do ponto de vista
hermético, de modo que o mágico é capaz de separar o joio do trigo. Além disso, Pahaliah faz o
mágico perceber os diversos efeitos das virtudes divinas sobre todos os três planos.

A Fig. 21: Nelekael- é o nome do vigésimo primeiro génio da esfera Mercúrio. Ele é um excelente
iniciador em toda a ciência hermética. Ele ajuda escritores ocultas por inspiração e dando-lhes um
grande poder de imaginação. Ele fornece a pessoa que procura a verdade genuína com significa
que o apropriado para seus estudos e permite-lhe entrar em contato com um verdadeiro professor
de magia, um Guru. Seus métodos, instruções e fórmulas proteger o mago contra as influências
negativas de qualquer esfera. Ele dá informações precisas sobre os poderes mágicos de ervas e
pedras preciosas que são de especial importância em magia e Kabalah e alquimia, bem como
sobre a eficácia do Akashaprinciple e sobre a arte de ler nele.

Fig. 22: Jeiaiel - O vigésimo segundo gênio ajuda o mágico para se tornar respeitado e rico por
magia e Kabalah e também permite-lhe tornar-se famoso, ele deve querer isso. Ele estabelece o
sucesso na profissão e em viajar e revela meios de protecção contra acidentes. Um talismã
fabricado e usado de acordo com as instruções deste gênio irá sempre proteger contra qualquer
tipo de inconvenientes. Se o mago nasce como um inventor, ele vai encontrar neste gênio, um
excelente iniciador que, para além de outras coisas, permitirá que ele olhar para o passado,
presente e futuro para qualquer coisa que deve interessá-lo.

A Fig. 23: Melahel -, o vigésimo terceiro gênio da esfera de Mercúrio, confia o mágico com fórmulas
de Cabalista que irá protegê-lo contra qualquer tipo de arma. Amuletos fabricados de acordo com as
instruções deste gênio proteger contra ataques de surpresa em viagens. Outras fórmulas de
Cabalista que este gênio tem à sua disposição causar o maior fogo para parar instantaneamente,
fazer alguém levar o maior calor possível, sem chamuscando um único fio de cabelo em seu corpo.
Desde esse gênio também está familiarizado com ervas medicinais que ele pode dar as excelentes
resipes mágico para a preparação de misturas de chá e sua dosagem para o tratamento de doenças.

Fig. 24: Hahuiah - O vigésimo quarto gênio vai dizer o mágico proibição fórmulas pelas quais ele
pode controlar animais perigosos, influenciar os ladrões, de modo que eles restaurar os bens
roubados, assassinos de influência, a fim de fazer

225
-los confessar seus atos vergonhosos. Uma única palavra de poder é capaz de paralisar
completamente um assassino instantaneamente. Com relação à magia e Kabalah, este gênio é um
excelente iniciador e faz o mágico familiarizar com as mais diversas artes mágicas. Desde que ele
também está bem familiarizado com a magia de fórmulas, ele sabe as mais diversas fórmulas,
protegendo fórmulas, algumas das quais o leitor encontrará no meu próximo trabalho "A Chave para a
Verdadeira Cabala".

Fig 25: Nith-Haiah - O vigésimo quinto gênio é, tanto quanto a magia e Kabalah estão em causa, o
maior iniciador originais da esfera de Mercúrio, que guarda todos os mistérios secretos bem.. Ele
cuida para que a nenhuma pessoa indigna é revelado o "Abhisheka" ou conhecimento em magia e
Kabalah. Por outro lado, ele inicia um mágico maduro para os mais profundos mistérios secretos
de magia e Kabalah e lhe permite compreender os mistérios mais profundos da ordem cósmica e
para fazer uso prático de suas leis. O mago não só vai encontrar neste gênio um iniciador original
em todas as ciências, mas também para a maior sabedoria que pode jamais ser agarrada por um
homem. Nith-Haiah é o guardião-anjo de todos os magos da Terra.

Fig. 26: Haaiah - O vigésimo sexto gênio é considerado como um protetor da justiça e ele ajuda o mágico
em contato com ele vencer qualquer processo judicial, se o mágico é certo. Ser um amigo da alta
diplomacia, este gênio pode ajudar o mágico para fazer uma carreira rápida se ele está trabalhando no
campo diplomático. O mágico também é informado como ganhar o favor de pessoas muito importantes,
como ganhar conhecimento e riquezas, como encontrar os seus inimigos, a fim de revelar qualquer traição
ou planos e operações secretas.

A Fig. 27: Jerathel -, o vigésimo sétimo gênio, pode dar o mago um excelente talento para
aprender línguas e obter para ele a favor de amigo e inimigo. Ele permite que o mágico ver na
Akasha-princípio que seus inimigos estão planejando fazer e como ele pode proteger-se contra
eles. Para este fim, o gênio lhe confia várias fórmulas que proíbem. Se o mago é um escritor,
Jerathel pode fazer dele um homem famoso, fornecendo-lhe com uma excelente capacidade de
percepção e mostrando-lhe meios e maneiras de conseguir isso sem dificuldade.

A Fig. 28: Seeiah - A vigésima oitava gênio pode informar o mágico de fórmulas poderosas pelo qual ele
pode, por exemplo, causa ou parar de trovões e relâmpagos, ou uma tempestade terrível, como
provocar um incêndio durante a maior distância ow como parar ou localizá-lo, como destruir cidades
inteiras completamente e como, ao contrário, para proteger as cidades e casas em tempo de guerra, de
modo que

226
eles permanecem intocados. Você nunca precisa se preocupar com qualquer uso indevido, uma vez que
uma pessoa imatura nunca seria revelado esses segredos. O mago que assumiu contactos com este
gênio não precisa ter medo de nada, pois ele está sob proteção especial.

A Fig. 29: Reiiel - é o vigésimo nono gênio da esfera de Mercúrio. Ele torna disponível para as
grandes verdades mágico, e ele o faz entendê-los completamente. Além disso, ele informa o mago
dos planos de seus inimigos, não importa se visíveis ou invisíveis, e dá-lhe conselhos como ele
pode proteger-se contra eles, como ele pode fazê-los mudar suas mentes para se tornar seus
amigos. Este gênio é preparado para revelar aos muitos segredos mágico que até a presente data
permaneceram não revelado. Ele também pode ser contada por Reiiel sobre a ordem cósmica e os
efeitos correlativos de seus poderes.

A Fig. 30: Omael - é o gênio trigésimo nesta sequência e um grande amigo do reino animal. Ele é,
portanto, capaz de informar o mago dos muitos meios que podem ser aplicados com sucesso para
curar animais doentes. Ele também é um amigo de médicos, especialmente dos ginecologistas e
cirurgiões e, se o mágico é ativo em qualquer um destes campos, ele será dado excelente
habilidade por este gênio e, para além deste, será iniciado na anatomia oculta e medicina. Omael
também está bem familiarizado com a química e alquimia, e o mago pode lucrar muito com ele a
esse respeito. Omael também dá informações precisas sobre a educação pré-natal. O mago que
tem em contato com esse gênio nunca vai entrar em angústia e ressentimento. Ele sempre vai
sentir a influência favorável do seu protector.

Fig. 31: Lekabel - O trigésimo primeiro gênio é um iniciador em amor magia e todos os mistérios
sexuais. Além disso, ele pode instruir o mágico na Kabalah e talismanology e na arte de adquirir as
mais diversas faculdades mágicas pelo Akashaprinciple, ou pelo uso da luz, por exemplo,
clarividência, tornando-se invisível, etc. O mágico vai encontrar Lekabel para ser um excelente
professor na alquimia. Seguindo suas instruções, o mágico é capaz de prolongar a sua vida à
vontade. Mas há muitas outras vantagens decorrentes do contato com o trigésimo primeiro gênio
da esfera de Mercúrio. O mago pode, por exemplo, tornar-se um homem rico após este gênio fez
dele descobrir tesouros preciosos escondidos debaixo da terra. O mágico aprende a forçar ladrões
por mágica para restaurar as coisas roubadas ou para entregar-se. Esse gênio também revela o
segredo de como se tornar um orador talentoso, e muitas outras coisas.

Fig. 32: Vasariah - O mágico vai encontrar o trigésimo segundo gênio para ser um iniciador versátil e protetor
de quem ele pode recorrer a qualquer momento que desejar. Ele

227
ajuda o mágico obter seu direito. Ladrões, ladrões, mentirosos será induzida por ele para dizer a
verdade; ele pode fornecer um com um excelente talento para falar e instruir o mágico como, com
a ajuda de Kabalah, para adquirir tais talentos. A fim de ajudá-lo em momentos de aflição, o
mágico será revelado fórmulas poderosas ou palavras poderosas por este gênio pelo qual o
agressor mais feroz pode ser feita ineficaz. Este génio pode instruir o mágico em astrofísica, em
magia espaço e Kabalah, bem como em todas as outras artes mágicas, e ele também pode ajudar
os artistas em sua profissão. Ele também pode revelar as palavras mágicas mágico maduros pelo
qual ele se torna invisível e invulnerável contra qualquer tipo de arma.

Fig. 33: Jehuiah - O trigésimo terceiro gênio é um professor de todas as ciências da terra. Ele
ajuda o mágico para passar com êxito quaisquer exames que ele pode ter que ir para. Ele
permite-lhe olhar para o passado, presente e futuro de todas as coisas, faz com que ele
reconhecer seus inimigos, é capaz de mudar a hostilidade em amizade, para levantar o amor no
homem e mulher e para aumentar a amizade. Além disso, ele ensina o mago a arte de levitação, a
aplicação prática da lei da gravitação em um sentido mágico, instrui-lo na desmaterialização e
materialização de corpos e outros objetos e em magia espaço. Ele lhe revela as verdades mais
remotas e ele também ajuda o mágico em resolver difíceis problemas mágicas por meio de
inspiração.

Fig. 34: Lehahiah - O mágico é contada fórmulas mágicas para o apaziguamento dos espíritos
tempestuosos, para que ele finalmente se torna seu mestre e é capaz de controlar relâmpagos, trovões
e tempestades em terra, bem como sobre o mar. Se o mágico, protegido por este gênio, é em uma
viagem, o navio vai resistir às maiores tempestades e retornar com segurança ao seu porto. Liderados
por Lehahiah, o mágico vai conseguir grandes coisas. Neste pedido especial que ele vai ser iniciado
por este gênio em mais remotos Mistérios Divinos e ele será mostrado muitos fatos interessantes sobre
magia e Kabalah, e, portanto, um número quase ilimitado de possibilidades se abrirá para ele.

A Fig. 35: Kevakiah - é o trigésimo quinto gênio, que irá mostrar os caminhos mágico e significa
tornar-se mestre completo de todas as influências perigosas de seres negativos. Ele vira o maior
inimigo em amigo do mago, cria a paz em todos os lugares onde é desejável, entre indivíduos, bem
como entre as nações e os povos. Se o mago quer, Kevakiah irá ajudá-lo a tornar-se rico e
honrado.

A Fig. 36: Menadel -, o trigésimo sexto génio, é um excelente iniciador em astrologia sintético. Ele
ensina o mago para aplicar seu astrológico

228
conhecimentos para fins spagirical e alquímicos; ele lhe informa em que momento e com que
finalidade ele deveria fabricar e cobrar talismãs e de que forma os poderes desejados podem ser
proibidos em pedras preciosas por força de magia e Kabalah; ele diz-lhe o tempo exato em que ele
deve coletar ervas e a aplicação prática do seu poder para curar e para práticas mágicas. Esse
gênio também é capaz de libertar prisioneiros, não importa em qualquer tipo de prisão que podem
ser. Isso ele efetua quer por força da magia, ou seja, por incitar guardas para abrir as fechaduras e
portas da prisão, ou por um ato de misericórdia. Esse gênio também adquire sorte e felicidade na
profissão de um, a favor de pessoas muito importantes, e muitas outras coisas.

A Fig. 37: Aniel - é o nome do trigésimo sétimo gênio, que é um amigo de poetas, escritores,
dramaturgos, compositores e de tudo o que tem a ver com as artes. Um mágico que está
interessado em artes pode ter certeza que este gênio sempre vai ajudá-lo. Ele não só pode ser
iniciado em todas as ciências deste mundo, mas também em muitas artes mágicas. O mago irá
obter mais informações sobre os segredos mais remotas da natureza e em toda a filosofia oculta,
bem como sobre os mistérios mais secretos de iniciação na magia e Kabalah. Aniel desperta no
mago seu talento para traduzir estes mistérios altos para a língua do intelecto.

Fig. 38: Haamiah - Este gênio é muito popular na esfera de Mercúrio. Ele voluntariamente abre
câmaras do tesouro todos esférica para o mágico maduro, ou seja, ele lhe revela a mais profunda
sabedoria e fazendo que ele leva a maior felicidade. O trigésimo oitavo gênio faz o mágico também
levar a sua sorte terrena por meio do fortalecimento de sua saúde, o recrutamento para ele
contentamento, felicidade e renome. Esse gênio pode cumprir o mago qualquer desejo.

A Fig. 39: Rehael - é um iniciador de especial em alquimia e anatomia oculta. O mágico é ensinado
por esta trigésima nona génio da esfera Mercúrio o fabrico de pedra filosofal, assim, a seco, como
por processo húmido, pelo que o corpo astral ou físico pode ser impregnada e rejuvenescida. O
mago é, portanto, capaz de prolongar a sua vida, desde que ele quer. Rehael também é um grande
amigo das crianças e cuida para que criança loving pessoas - os pais - ter um monte de crianças.
Ele dá informações precisas sobre todas as doenças infantis e gosta de ajudar em tais casos. Esse
gênio vai despertar amor e lealdade nas pessoas que são nomeados pelo mago.

Fig. 40: Ieiazel - Se o mago quer libertar alguém da prisão ou de seus inimigos, ele deve consultar
o gênio quadragésimo da esfera de Mercúrio, que quer dar-lhe o seu apoio pessoal direta ou tem
aquelas pessoas

229
influenciados por seus subordinados que são capazes de libertar a pessoa em questão. As coisas
que o mago pode aprender com Ieiazel são: a desmaterialização mágico e rematerialização de
objetos sobre as maiores distâncias; o poder de influenciar os seres humanos, animais e objetos
físicos pela magia de elementos; a descoberta do passado, presente e futuro de qualquer pessoa
ou coisa; a transmutação dos inimigos em amigos; a causar e acalmando de tempestades por
fórmulas mágicas reveladas ao mago por este gênio; a cura de desarmonias psíquicos -
melancolias - por fórmulas mágicas, etc. Desde Ieiazel também é um bom amigo de todos os
artistas, ele garante sucesso por inspiração e torna-los amado pelo público. O mesmo é o caso
com os artistas que trabalham como escritores e editores de livros.

A Fig. 41: Hahahel - é responsável pelo sucesso estratégica e faz com que o homem a fazer novas
invenções a este respeito. Ele também leva à descoberta dos planos do inimigo. Se o extermínio
dos exércitos inteiros ou a evocação de tempestades torna-se necessário, este gênio irá fornecer o
mago com as fórmulas mágicas necessárias. Além disso, o mágico será ensinado como aumentar
qualquer tipo de energia de forma surpreendente, como se tornar invulnerável e como reconhecer
o funcionamento do Akasha-princípio no mental, astral e no mundo físico. Ao aplicar os métodos
especiais reveladas por este gênio, o mágico será capaz de aumentar o seu poder até a altura da
perfeição e intensificar a sua crença e poder de convicção de tal forma que ele será capaz de fazer
milagres.

Fig. 42: Mikael - O mágico pode ser feita familiarizado por este gênio com métodos
mágicos-Cabalista que fará com que ele dominar seus inimigos, descobrir seus planos e, assim,
anihilate estes antes que eles podem nunca ser realizados. Ele também é ensinado como deslumbrar
seus adversários e para obtê-los na direção errada por engano. O quadragésimo segundo gênio
ajuda a políticos e diplomatas fazer uma carreira maravilhosa e proporciona-lhes um presente
maravilhoso da intuição e pressentimento.

Fig. 43: Veubiah - Esse gênio ensina o mago para descobrir os planos de seus inimigos e derrotar
quaisquer fins dirigidas contra ele. Devido aos métodos especiais que este gênio é capaz de
revelar ao mago, este último se tornará mestre absoluto sobre seus adversários. Além disso, ele
vai aprender a arte de produzir talismãs que oferecem proteção especial para o soldado no campo
de batalha e livrar da morte, e a arte de curar feridas por magia e Kabalah dentro de alguns
segundos, e muitas mais coisas desse tipo.

230
Fig. 44: lelahiah - O quadragésimo quarto gênio da esfera Mercury confia o mágico que tem em
contato com ele com métodos de Cabalista especiais pelo qual ele pode fazer a cegos vêem, os
surdos ouvem e curar os insanos. Além disso, o mágico é instruído por lelahiah na transmissão de
coisas sobre as maiores distâncias e em sua withdrawel por meio de seres ou desmaterialização e
rematerialização. Ele é ensinado como ler correto no Akasha-princípio e como ser bem sucedido
em qualquer caso e ter todos os seus próprios desejos ou os desejos de outras pessoas
cumpridas.

Fig. 45: Sealiah - permite que o mago de reconhecer todas aquelas pessoas que praticam magia
negra, feitiçaria e witchraft. Ele faz com que ele familiarizar com métodos que lhe permitirão fazer
qualquer agressor ineficaz, e cobrem seus adversários com o chamado capa mágica que faz com
que qualquer tipo de experiência mágica impossível. A fabricação mágica de tal capuz que nenhum
mago negro é sempre capaz de penetrar é revelado ao mágico por este quadragésimo quinto gênio
da esfera de Mercúrio. Semelhante a outros gênios desta esfera, também Sealiah pode fazer o
mágico familiarizado com palavras mágicas que no momento da sua articulação causam grandes
terra-terremotos que podem destruir cidades inteiras completamente. Tais palavras mágicas, no
entanto, nunca será revelada a qualquer ser humano com os padrões éticos baixos, portanto,
ninguém precisa ter medo de qualquer uso indevido. Que o mago, portanto, também se torna o
mestre de terra e água não precisa ser enfatizado aqui. Ele é capaz de forçar os ladrões para
devolver os bens que eles tenham roubado, de humilhar o arrogante e altivo, de ajudar os
injustiçados aos seus direitos. Assistido por este gênio, o mágico será capaz de realizar todas as
coisas acima mencionadas, pois ele será feito mestre sobre a nossa terra.

Fig. 46: Ariel- Esse gênio pode fornecer o mágico com o corpo docente da profecia, pode ensiná-lo
a controlar completamente o Akasha-princípio em relação a olhar para o passado, presente e
futuro, instruí-lo para carregar volts, e assim por diante. Se o mago deseja tornar-se um homem
rico, desde que ele tem boas razões para fazê-lo, este gênio vai ajudá-lo a descobrir qualquer um
dos tesouros da terra. Mas isso não é tudo: ele também vai fazer o mágico familiarizar com os
maiores segredos da natureza e da vida. Por exemplo, ele vai ensiná-lo a trazer sonhos
involuntários sobre as maiores distâncias possíveis, como carregar pedras preciosas com certos
poderes, como propagar todos os tipos de elementares de uma forma mágica-Cabalista. Ariel
também pode torná-lo possível para o mágico para ter relações com os seres positivos de outras
esferas e possa instruí-lo sobre talismãs e outras artes mágicas.

231
A Fig. 47: Asaliah - Para aprender a reconhecer e compreender as leis da justiça e da legalidade, ou
seja, para manter um equilíbrio permanente em relação às mundana, bem como as leis espirituais, é
uma arte em que o quadragésimo sétimo gênio pode instruir o mágico. Ele também pode fazer o
mágico compreender os segredos mais profundos, fazê-lo eis que no Akasha, toda a vida de qualquer
ser humano, por olhar para o seu passado, presente e futuro. Asaliah terá o prazer de conhecer o
mago com os métodos especiais pelos quais essas faculdades pode ser despertado no homem.
Também não há dúvida sobre o interesse deste gênio na aquisição de direitos do mágico em qualquer
assunto. Ele também é capaz de despertar o amor de seres humanos, para aumentar a simpatia entre
amigos, para mudar a hostilidade em amizade, etc. Acima disso, ele é capaz de estimular a favor de
pessoas importantes.

Fig. 48: Mihael - O quadragésimo oitavo gênio da esfera de Mercúrio pode ser considerado como
um professor da alquimia. Especialmente em relação a transmutação, ou seja, a transmutação dos
metais, este gênio é capaz de dar a informação completa mágico. O mágico será dado métodos
pelos quais ele pode, se ele quiser, mudar a oscilação eletrônica de qualquer metal, ou seja, fazer
ouro fora do tipo mais inferior de metal. O mágico também é ensinado a percorrer cerca vice-versa,
se, por exemplo, ele quer mudar o ouro e prata de uma pessoa avarenta em chumbo e ferro por
força da magia e Kabalah. Da mesma forma, é possível fazer pedras preciosas de pedras comuns.
Além disso, o mago aprende com esse gênio: para aumentar ou diminuir o amor ea paixão nos
homens, para criar ambientes em que os seres humanos devem fazer o que o mágico quer que
eles façam; para curar as mulheres da infertilidade; para obter a paz, concordância e fidelidade
entre os casais, de modo que nenhuma força no mundo, exceto a morte, será capaz de separá-los.

Fig. 49: Vehuel - O mágico será feita familiarizado pelo quadragésimo nono gênio da esfera de
Mercúrio com todos os tipos de profecia, começando desde os mais simples até a leitura perfeita do
mundo do Akasha, e vão aprender a controlá-los. Além disso, ele será ensinado como aumentar a
sua consciência para permitir-lhe colocar-se em qualquer lugar que ele gosta, para ler de uma só vez
os pensamentos de qualquer ser humano, para aprender a saber tudo a respeito de sua Aura, e, ao
fazê-lo , para reconhecer seu caráter de relance simgle, se ele está lidando com um inimigo ou um
amigo. O mago também pode aprender com este gênio todas as formas possíveis de influência.
Tendo uma vez entrou em contato com esse gênio, ele será capaz de passar a vida em paz e
tranquilidade.

A Fig. 50: Daniel - Esse gênio torna possível para o mágico de olhar para a oficina da Divina
Providência e perceber o funcionamento e os efeitos da

232
o Akasha-princípio, e, além disso, o gênio quinquagésimo permitirá o mágico para compreender a
eficácia das virtudes divinas e, ao fazer isso, de influenciar dentro de si as vibrações de amor e
caridade. Isto irá colocar o mágico em um estado de felicidade que só pode ser experimentado por
pessoas que foram guiados por este gênio. Há ainda mais vantagens decorrentes da conexão com
esse gênio: o mágico vai aprender a diferenciar entre justiça e injustiça, vai desenvolver um bom
senso de julgamento, agir de forma inteligente em qualquer assunto, ter sucesso como escritor,
alcançar um excelente talento como orador, tornar-se espirituoso e desfrutar de intuições
profundas. Ele vai aprender a reconhecer em qualquer sistema religioso seus verdadeiros
conteúdos filosóficos. Em caso de emergência, o mágico sempre será inspirado com as idéias
certas deste gênio.

Fig. 51: Hahasiah - é um dos iniciadores originais no ciência hermética. Não só ele irá fornecer o
mágico com informação verdadeira sobre a magia e Kabalah, mas ele também irá instruí-lo em
astro-física, no astro-química e alquimia, iniciá-lo nos mistérios profundos da sabedoria e
ensinar-lhe a arte de elevar o seu espírito para a maioria dos vários planos e esferas e agir não
conscientemente. Devido aos métodos especiais que o mágico serão dadas pelo quinquagésimo
primeiro gênio da esfera de Mercúrio, ele será capaz de fazer o seu mental, astral e corpo físico
invisível e, para além deste, para mudar certas causas do Akasha-princípio em relação aos seus
efeitos. Há, no entanto, outras vantagens, o mago vai desfrutar por conta de suas ligações com
este gênio: ele será ensinado como produzir vários medicamentos. Se o mago trata de medicina,
ele pode se tornar um excelente médico, guiado por este gênio, e terá grande sucesso com suas
curas e ser muito amado por seus pacientes.

Fig. 52: Imamiah - O quinquagésimo segundo gênio permite que o mago para se tornar o mestre de
seus semelhantes, especialmente dos seus adversários, e ele mostra-lhe meios e formas para
torná-los inócuos. Ajuda prisioneiros por do lmamiah pode recuperar a sua liberdade, seja pela ação
mágica direta ou influenciando as pessoas que podem decidir sobre o ambiente livre de um
prisioneiro. lmamiah é um iniciador especial na astrologia em relação a magia e Kabalah. Assim, o
mago pode obter informações valiosas a partir do ensinamento deste gênio. Ele pode obter
informações sobre qualquer campo da ciência existente na terra. Desde lmamiah tem um sentido
especial para a alegria, diversão e prazer, ele traz situações que, sem dúvida, satisfazer o mágico a
este respeito.

A Fig. 53: Nanael - Certamente, o mago avançado vai querer entender e ficar sob seu controle qualquer
animal. O quinquagésimo terceiro gênio da esfera de Mercúrio

233
pode iniciar-lo para esta arte, de modo que ele vai entender as línguas de todos os animais. Ele
vai, por força da magia, ser capaz de mudar o seu corpo mental e astral de tal maneira que
qualquer animal vai percebê-lo. O mago pode também apreciar a ser feita familiarizar com todas as
leis da magia e Kabalah. Por meditações apt o mago acabará por penetrar nos problemas mais
profundos e adquirir muitas faculdades mágicas. Muitos métodos mágicos para o controle de
animais e elementos eo controlador do corpo astral do homem e animal pode ser dado o mágico
por este gênio.

A Fig. 54: Nithael - é o quinquagésimo quarto génio da esfera Mercúrio. Ser um grande amigo de
todos os artistas, escritores e oradores, ele ajuda-los a se tornar famoso. Ele faz o mágico um
favorito com pessoas muito importantes na terra e com os seres superiores, abre seu caminho para
a satisfação e sucesso e leva-o a completar a felicidade. Ele é capaz de informar o mágico em
qualquer campo da ciência deste mundo e é sempre um assistente de pronto para o mágico.

Fig 55:. Mebaiah - O quinquagésimo quinto gênio é um assistente de mulheres inférteis de modo
que ele pode dar as instruções mágico para a eliminação das causas da infertilidade. Mebaiah cria
o amor em todos os casos em que é necessário e ele ajuda o mágico para o sucesso, a honra, a
estima, o respeito, a dignidade e autoridade. Ele é um iniciador original em verdadeira religião
cósmica e
uma fiel assistente em a caminho para perfeição.

Fig 56: Poiel - O mago vai ter tudo o que precisa para a sua vida, os seus estudos, sua profissão e
vida terrena, em geral, com a assistência do quinquagésimo sexto gênio, que será sempre o prazer
de ajudá-lo.. O mago pode aprender com este gênio tudo o passado, presente e futuro, e irá
produzir amor e simpatia em todos os casos em que deve ser necessário. O mago será contada
esses fatos sobre ocultismo filosofia, magia e Kabalah, que até aquele momento ainda não se
tornaram conhecidos por ele, e ele vai ser efetivamente assistido por Poiel em seus estudos.

Fig 57:. Nemamiah - O quinquagésimo sétimo gênio pode revelar ao mago o segredo da
transmutação mágico, ou seja, a arte de mudar sua própria astral eo corpo mental ou aqueles de
outras pessoas em qualquer forma desejada. Que esta faculdade é de grande importância e que
fornece o mágico com possibilidades valiosas em relação a seus conhecimentos de magia, não
terão de ser mencionado aqui. No entanto, outra faculdade do mago pode adquirir no âmbito deste
gênio orientação é a arte da mumificação mágica dos elementos, a fim de ser protegida contra
qualquer tipo de influência por tais elementos. As práticas mágicas que este gênio vai ensinar o
mago lhe permitirá fazer

234
as pessoas cegas ver novamente, para se tornar clarividente, para fazer seu corpo resistir a qualquer tipo de
estresse, sem dificuldade, para ser bem sucedido em qualquer aspecto, para superar qualquer paixão, para
despertar amor, aumento ou deixá-lo desaparecer de novo; para pessoas presas livres, etc. Esse gênio gosta
especialmente de técnicos que inspiram e ajuda-los a fazer novas invenções, especialmente na indústria de aço.

Fig. 58: Jeialel - Sendo um iniciador na esfera mágica e astrologia esférica, o mágico será
ensinado grande sabedoria por este quinquagésimo oitavo gênio da esfera de Mercúrio. Ele será
feita familiarizar com os vários poderes e efeitos das esferas individuais e sua influência comum
sobre a zona de anelamento a terra e em nosso mundo físico, e vai aprender a calcular estas
influências para fins mantic e fazer uso prático desse conhecimento magia e Kabalah. Além disso,
o mágico aprende a tornar-se senhor absoluto sobre todos os seres dos elementos e esferas e
como aumentar seu poder mágico e autoridade.

Fig. 59: Harahel - O quinquagésimo nono gênio é também um especialista em astro-magia e ensina a
transferência de poderes mágicos em pedras preciosas. Ele revelará ao mago que tem em contato
com ele métodos para a educação pré-natal das crianças e, além disso, também métodos pelos
quais a infertilidade podem ser removidos das mulheres. Harahel é um amigo especial de todos os
ginecologistas, parteiras, etc. Esse gênio está bem inteirado de todas as ciências da terra e, portanto,
capaz de dar a informação exata mágico em qualquer coisa. Se o mago é um homem de negócios, e
se ele está interessado em matéria de troca de ações, Harahel vai lhe dar boas dicas sobre quais
artigos serão indo para cima e que vai cair.

Fig. 60: Mizrael - Se o mago precisa de muita habilidade manual em sua profissão, ele deve, por
todos os meios, abordar o gênio sexagésimo da esfera de Mercúrio, que irá, sem dúvida, ajudá-lo a
este respeito. Se o mago está interessado na filosofia das religiões ou em quaisquer outras ciências,
ele pode ser iniciado em todos estes por Mizrael e assim se tornar um grande cientista por estudos
particulares. Esse gênio também está bem familiarizado com a alquimia, e o mago pode aprender
com ele como prolongar a vida de alguém por meio spagiric alquímicos e como mumificar o corpo e,
além disso, como as doenças mentais podem ser curadas com sucesso. Este gênio é também muito
satisfeitos em dar informações sobre virtudes divinas e suas influências e sobre as faculdades
mágicas múltiplas. Ele mostra o mágico como libertar os que são perseguidos por inimigos e lhe
ensina como fazer inimigos tão inócuo.

235
Fig. 61: Umabel - Nenhum mago vai querer deixar de entrar em contato com o sexagésimo
primeiro gênio, pela sua ajuda, ele é capaz de conseguir mais do que se pode pensar possível; por
exemplo, felicidade e contentamento na vida, amizade e amor, viaja para o seu lazer e
entretenimento com os meios necessários, a instrução na alquimia, especialmente no uso dos
elementos para diversos fins alquímicos para transformar água em vinho ou, vice-versa, vinho em
água, instrução na mudança de metais, ou seja, a transmutação, instrução em magia e quabba1ah.
Umabel é tão poderoso que ele é, sem exagero, capaz de transformar idiotas em homens sábios.

A Fig. 62: JAH-Hel - O sessenta segundos génio da esfera Mercúrio ensina o mago a maneira de
realizar dentro de si as virtudes divina, a arte de meditação e concentração; ele ensina como
descobrir o funcionamento e os efeitos do Akasha-princip1e, como se tornar um homem sábio por
estudo da magia e Kabalah, como captar a essência de qualquer filosofia. Jah- Hel inicia o mago
em várias artes, por exemplo, como alterar uma haste em uma cobra e vice-versa, semelhante a
ações de Moisés diante de Faraó, ele lhe ensina como fazer todas as cobras se reúnem em um
determinado local, como para imunizar -se contra veneno de cobra, de modo que mesmo a cobra
mais pernicioso não pode fazer mal algum. Se o mago desejar, este gênio permite ainda a
descobrir tesouros escondidos.

A Fig. 63: Anianuel - A sexagésima terceira gênio da esfera Mercury inicia o mágico em todos os
tipos de tratamento médico, não importa se por medicamentos ou por magia e quabba1ah. O mago
é ensinado como preparar amuletos de proteção especial contra diferentes doenças e influências
negativas e como carregá-los; Além disso, como obter sob seu controle todos os seres negativos da
esfera Mercury e como proteger-se contra influências imprevistas por palavras mágicas revelado a
ele por este gênio. Ele ajuda a todos aqueles que têm a ver com o comércio e dinheiro, vendo que
eles ganham dinheiro e que todas as suas intenções são realizados; ele mostra os meios e maneiras
de obter uma mente penetrante e um excelente poder de intuição, e em qualquer momento
prontamente informa o mágico em todos os campos da ciência em nossa terra.

Fig 64: Mehiel - As fórmulas mágicas que o sexagésimo quarto génio revela o mágico vai
imediatamente transformar qualquer inimigo que põe em perigo a vida do mago em uma pilha de cinzas,
uma vez que o poder dessas palavras desenvolver um brilho incrível.. Outras fórmulas permitir que o
mago para domar o animal selvagem, para acalmar a multidão selvagem. O mago que tem em contato
com esse gênio será initated em muitos mistérios, que até agora têm remainded desconhecido, bem
como em todas essas ciências que lhe interessam. Liderar pelo Mehiel, qualquer

236
mágico vai se tornar um homem sábio, um famoso escritor, um grande orador, etc. Ele vai aprender a
imunizar-se contra a decadência dos elementos e como prolongar a sua vida à sua vontade.

Figura 65: Damabiah - O mágico pode ser iniciada em simbolismo e mágica talismânico, ou seja, a
preparação de mágico talismãs e amuletos, pelo sexagésima quinta génio.. Ele pode ser levado
para as origens da mais alta sabedoria existente em nosso planeta; ele é ensinado as leis do
microcosmo e do macrocosmo e sua aplicação magia-Cabalista, e é instruído no controle do
elemento água, de modo que ele recebe o poder total sobre qualquer animal vivo na água. Esse
gênio prontamente lhe informa sobre todos os tesouros escondidos sob a superfície do mar e fá-lo
descobrir nascentes de água mineral. Desde que ele é um iniciador para hidroterapia, ele não só
ensina o mago como cobrar, por meio de magia e Kabalah, o elemento água com certos poderes
mágicos, mas também como usá-lo adequadamente para fins médicos. Esse gênio vai ajudar, em
palavras e atos, o mágico em todas as suas operações.

Fig. 66: Manakel - A fim de recuperar bens perdidos, o mago deve consultar o sexagésimo sexto
gênio, que irá ajudá-lo a descobrir todos os objetos ocultos e tesouros. Acima disso, ele lhe
mostrará métodos para obter uma mente iluminada e vai ensiná-lo a expressar qualquer idéia por
números e pela Kabalah. Além disso, ele vai ensinar-lhe como ajustar desarmonias, especialmente
essas desarmonias que foram causados ​pela influência da lua. Em consequência, o mágico será
capaz de curar as pessoas de qualquer tipo de epilepsia, St. Vitus dança, loucura, etc., por
métodos ou talismãs mágicos-Cabalista. Além disso, o mágico será ministrado por este gênio
como obter sob seu controle toda a vegetação, como influenciá-lo à sua vontade, ou seja, por
exemplo, como fazer com que as plantas crescem mais rápido ou como pará-los de crescer; ele é
ensinado como influenciar animais: por exemplo, como fazer peixe, não importa quão grande ou
quão perigoso, reunir em um determinado lugar, ou como fazer animais domesticados crocodilos.
Ele também ensina o mago como influenciar o caráter de um ser humano, eu e. como alterá-lo à
sua vontade. Ele ensina a correta interpretação dos sonhos verdadeiros. Existem muitas outras
possibilidades mágicas em relação a nosso mundo físico que o mágico vai ouvir falar quando ele
entra em contato com Manakel.

A Fig. 67: Eiaiel - é um iniciador fantástico em ciências ocultas, especialmente em magia e


Kabalah. Ele ensina o mago como alcançar o mais alto tipo de iluminação, perfeição absoluta, com
a ajuda dessas ciências e como superar qualquer tipo de obstáculos ou más influências no
caminho para a perfeição.

237
Sob a orientação do sexagésimo sétimo gênio mágico torna-se governante da natureza,
especialmente do reino vegetal, e ele é capaz de fazer milagres pela magia da natureza, que só são
conhecidos por poucos magos. Também este gênio pode ajudar o mágico que está interessado em
estar em contato com ele para o sucesso, honra, fama e respeito.

Fig. 68: Habuiah - Todos os tipos de tratamento médico, mesmo de doenças mais graves, será
ensinado o mágico pelo gênio sixtyeighth. Ao mesmo tempo, ele é iniciado na anatomia oculta e
medicina hermética. Ele aprende sobre a preparação de meios alquímicos contra as doenças mais
diversas. O mágico também é ensinado para conseguir grandes coisas pela magia da natureza,
por exemplo, como restaurar a fertilidade da terra com a ajuda de magia e Kabalah e como,
vice-versa, para fazer países inteiros infértil. Com a ajuda de Habuiah o mágico será capaz de
transformar inimigos em amigos, para despertar o amor em seres humanos de ambos os sexos e
para aumentá-la.

A Fig. 69: Rochel- ensina o mago como encontrar, pela ajuda do princípio Akasha- ou com a ajuda
de seres, qualquer ladrão, não importa quão astuto ele seja e onde quer que ele poderia ter se
escondido. Métodos especiais permitirá o mágico para influenciar ladrões de tal maneira que eles
vão dar-se backup e restaurar os bens roubados. Ele é ensinado para impedir os ladrões de fugir e
fazê-los ficar rígida como uma múmia como lon ~ como parece necessário. A sexagésima nona
gênio é um patrono das justici e sempre verá que o mago tem seus direitos cumpridos e que ele
ganha qualquer ação judicial. Esse gênio pode ser chamado a qualquer momento de aflição.

A Fig. 70: Jabamiah - é um excelente iniciador em magia cerimonial, e o mágico é ensinado por ele
para causar os maiores fenômenos mágicos por magia e Kabalah, para ler no Akasha-princípio e
operar por ele, e usar a luz em um sentido mágico em todos os três planos. Ele está familiarizado
com métodos especiais pelas quais você pode aprender a arte de astral e vagando mental, a
desmaterialização e materialização de si mesmo, de outras pessoas e outras coisas, e a faculdade
de transferência sobre as maiores distâncias. O gênio septuagésimo leva o mágico ao longo do
caminho da iluminação para a maior felicidade. O mago também pode ser iniciada por este gênio
em todos os mistérios sexuais, desde a realização de um bebê para a preparação de um volt
magia. Meras palavras não podem expressar as vantagens um mágico vai gostar se ele entra em
contato com este gênio.

A Fig. 71: Haiel - Guiados pelo septuagésimo primeiro gênio do mago vai aprender a dominar qualquer
situação, para sair dos piores problemas, para fazer seus inimigos

238
obediente e para ajudar todos aqueles que estão sendo perseguidos por inimigo ou o destino. Haiel sabe
métodos pelos quais o mágico é capaz de aumentar seus poderes mágicos, tanto quanto possível, de modo
que no final ele é capaz de fazer milagres. Este gênio é, em qualquer aspecto, um excelente professor e
assistente.

A Fig. 72: Mumiah - é o nome do último gênio da esfera de Mercúrio. Ele é um excelente iniciador
em magia e Kabalah. Sob sua orientação, o mago é capaz de realizar qualquer operação mágica
em qualquer esfera. Ele está ciente por este gênio de qualquer obstáculo que poderia estar no seu
caminho e, ao mesmo tempo disse como superá-lo. Desde Mumiah é também um iniciador original
em alquimia, metafísica, astro-física e especialmente em medicina oculta, ele também ensina o
mago como tratar com sucesso qualquer doença, e por quais métodos alquímicos magia-Cabalista
ou forte saúde e uma vida longa pode ser garantido. O septuagésimo segundo gênio pode dar
informações sobre a produção de pedra filosofal, em quintessências alquímicos, e em muitas
outras coisas relevantes. Ele é justamente chamado o patrono de todos os médicos que lidam com
magia, Kabalah e alquimia.

A Descrição informativa do 72 génios da esfera Mercúrio vem portanto para um final. Se o mago
aprendeu também para controlar esta esfera completamente, ele, de fato, tornar-se um bom
mágico de esferas. O controle das inteligências da zona girdling a Terra, a esfera da Lua e da
esfera de Mercúrio é mais essencial, uma vez que estas três esferas estão ao lado do mago e
correspondem a todos os três mundos, ou seja, o físico, o astral eo mundo mental. A esfera é
mágico, por conseguinte, é aconselhável a tornar-se mestre absoluta destes três esferas e as suas
inteligência. Durante seu trabalho mágico e evocational o mágico vai convencer-se de que por ter
contatos com essas três esferas, as suas inteligências, gênios e seres subordinados, ele será
capaz de conseguir qualquer coisa em tal abundância que uma pessoa magicamente destreinado
não poderia ter a menor noção dele. Para ter todos os desejos cumpriram o mágico é oferecido
neste livro uma grande seleção de inteligências e ele não vai precisar de qualquer outro livro.

O mago deve estar ciente do fato de que cada inteligência individual descrita neste livro - não importa
em que zona ou esfera possa pertencer - pode fornecer-lhe tal quantidade de conhecimento e
sabedoria, dependendo de sua maturidade e desenvolvimento, que um todo , livro extremamente
interessante poderia ser escrito em cada caso. As notas introdutórias curtas dadas neste livro são
apenas para servir o mágico como linhas orientadoras para posterior trabalho prático. Quantos

239
métodos e práticas, quanto conhecimento e sabedoria pode ser adquirida a partir dele, depende só
do mago. No entanto, uma coisa é muito certa: o mágico esfera, por estar em contato com e ter
controle sobre as inteligências da hierarquia cósmica, está viajando ao longo do caminho para a
perfeição, e por isso é possível para ele se tornar um verdadeiro Adepto.

6. as inteligências do Venus Sphere

Será a próxima tarefa do mago para entrar em contato com as inteligências da esfera Vênus e para
obtê-los - passo a passo - também sob o seu controle completo. Ele também atinge este objetivo
seja por meio da evocação ou vagando mental. Tendo feito as três esferas acima mencionados em
primeiro lugar, que, como disse antes, são muito importantes, o mago tem treinado bem suas
faculdades mágicas ampliando-os e tornando seu espírito superior a tudo. O mago é, portanto,
bem preparado para fazer novos contactos e pode confiantemente tentar entrar em contato com as
inteligências da esfera de Vênus.

Deve ser mencionado no início que todas as inteligências desta esfera são de uma beleza
fascinante e poder de atração, que, infelizmente, selou o destino de muitos uma esfera mágico, ou
tem, pelo menos, hindred-lo de maior desenvolvimento.

Se o mago se permite ser encantado pela beleza extraordinária das inteligências da esfera de Vênus,
ele é desistir de suas possibilidades para o desenvolvimento furhter mágica, pois ele irá, em
consequência, uma e outra vez ser atraída pela esfera de Vênus, até que finalmente a sua outras
relações sexuais com esta esfera será equivalente a um pacto. Não só o lado positivo, mas também as
inteligências negativos da esfera de Vênus são de uma beleza diabólica e caráter sedutor. Assim
grande firmeza é necessária para RECIST suas tentações.

A esfera Vênus tem uma oscilação intoxicado com o amor, o que coloca qualquer esfera mágico em
um estado de felicidade que pode ser comparado com um êxtase de amor, de modo que ele é muitas
vezes tentado, quer para permanecer nessa esfera com seu corpo mental - que, não dúvida, causaria
sua morte física - ou para visitar aquela esfera novamente e novamente. Se o mago é superada por
tais tentações que aos poucos torna-se completamente encantado com esta esfera e vai achar que é
difícil sair dela novamente. Seu desenvolvimento até à perfeição, em seguida, torna-se quase
impossível para um longo tempo, se não fosse por sua vida. O mago, no entanto, que tem trabalhado
sistematicamente em seu desenvolvimento e que trabalhou-se através das esferas acima
mencionados na ordem sugerida e, assim, ganhou um caráter forte e um equilíbrio mágico completa e

240
tornar-se mestre sobre suas faculdades e qualidades, tendo atingido um estado de espírito superior a
tudo, pode confiantemente viajar para esferas superiores, incluindo a esfera de Vênus. Por isso, todo
mago deverá primeiro testá-se para ver se ele tem a maturidade necessária, poder e firmeza.

Abaixo está uma descrição de noventa inteligências da esfera de Vênus com quem tenho estado
em contacto anteriormente e cujos nomes e selos só poderia ser conhecido a alguns magos esfera
e iniciados. Além dessas inteligências, existem alguns outros na esfera de Vênus sobre o qual
outros autores escreveram em seus livros, por exemplo Hagiel, e que não foram incluídos neste
trabalho, uma vez que seus nomes e focas são geralmente conhecidos e facilmente obtidos. Para
não tornar este volume muito grande, as inteligências positivas são descritos apenas em algumas
palavras, pois é possível para o mágico esfera de obter. em contato pessoal com cada inteligência
e para ampliar seu conhecimento pelo trabalho prático.

Em geral, os selos das inteligências Venus tem que ser desenhado em cor verde no momento da
primeira evocação. Também neste caso, o mago deve ter cuidado para reproduzir os sinais nas
mesmas cores como dada no apêndice deste livro. A graduação, em analogia com o zodíaco, que
pode ser encontrado em cada selo, é a chave para a influência relevante de cada inteligência em
nossa zona de anelamento a terra, e a partir daí o homem em todos os três planos, ou seja, o seu
mental, astral e corpos físicos. Este conhecimento é de grande importância do ponto de vista da
Ciência astro-Cabalista.

1) Omah, 2) Odujo, 3) Obideh, 4) Onami, 5) Osphe, 6) ORIF, 7) Obaneh, 8) Odumi. - Essas oito
inteligências da esfera de Vênus têm todos a mesma faixa de potência. Eles podem ser
considerados como excelentes iniciadores em mistérios eróticos e sexuais. Eles controlar
completamente o fluido elétrico e magnético, especialmente no que diz respeito à magia do amor.
O mago pode aprender com essas inteligências como praticar magia sexual com a ajuda destes
fluidos, como produzem amor amuletos, de que forma a oscilação da esfera de Vênus podem ser
criados; e eles gostam de informar o mágico sobre muitas outras práticas mágicas.

9) Orula, 10) OSOA, 11) Owina, 12) Obata, 13) Ogieh, 14) Obche, 15) Otra. - As inteligências
numeradas 9-15 são iniciadores no que respeita à fertilidade de homens e mulheres. Eles são
representantes da paz e da felicidade conjugal. Assistidos por essas inteligências, o mágico pode
despertar o amor entre homens e mulheres, pode proteger o favor de homens e mulheres, e
alcançar tudo o que tem a ver com amor e propagação.

241
16) Alam, 17) Agum, 18) Albadi, 19) Aogum, 20) Acolom, 21) Achadiel 22) Adimil, 23) Aser. - Este
grupo compreendendo oito inteligências é dada a tarefa de controlar, apoiar e realizar, de acordo
com as instruções dadas pela Divina Providência, as idéias divinas da filosofia, inspiração, arte,
beleza, música e todos os talentos relevantes.

24) Aahum, 25) Acho, 26) Arohim, 27) ARDHO, 28) Asam, 29) Astoph, 30) Aosid. - A gama de poder
destes sete inteligências abrange a aquisição de faculdades mágicas, beleza pessoal, poder de
atração, o conhecimento da magia de múmias no que diz respeito ao amor, etc. Um mágico é
prontamente informados por essas inteligências sobre como adquirir vários mágico faculdades de
amor mágica. Eles são inspiradores em matéria de amor e sua realização, não só para os seres da
zona girdling a terra, mas também para os seres de outras esferas.

31) ISEH, 32) Isodeh, 33) Idmuh, 34) Irumiah 35) Ideia, 36) Idovi, 37) Isill,
38) Ismee. - Este grupo de oito inteligências ensinar o mágico para causar amizade, amor,
simpatia, em todas as esferas e aviões pela força da magia e Kabalah, aplicando-se, para esse
fim, rituais apt, cerimônias e gestos.

39) Inea, 40) Ihom, 41) IOMI, 42) Ibladi 43) Idioh, 44) Ischoa, 45) Igea. - Este grupo constituído por
sete inteligências da esfera de Vênus é comissionado com a tarefa de despertar e aumentar
faculdades intelectuais de fazer beleza, amor, harmonia perceptível e explicável em todas as
línguas do intelecto. A gama de poder dessas inteligências também abrange o controle, inspiração
e realização da arte e de todos os tipos de invenções.

46) Orro, 47) Oposah, 48) Odlo, 49) Olo, 50) Odedo, 51) Omo, 52) Osaso. - Estes sete
inteligências controlar as leis de harmonia nos reinos animal e vegetal. Eles explicam que o mago
das influências da esfera de Vênus sobre esses dois reinos, não só em nosso planeta, mas
também em todos os outros planetas do universo. A gama de poder e conhecimento dessas
inteligências inclui o controle e regulação do crescimento e fertilidade em todos os planetas.

53) Ogego, 54) Okaf, 55) Ofmir, 56) Otuo, 57) Ohoah, 58) ocre, 59) Otlur,
60) Ogileh. - O acima nomeados oito inteligências informar o mago das invenções técnicas dos
seres humanos que vivem em Vênus e outros planetas. Acima disso, o mágico é dado detalhes
sobre todas as leis que estão em vigor no planeta Vênus.

242
61) Gega, 62) Gema, 63) Gegega, 64) Garieh, 65) Gesa, 66) Geswi, 67) Godeah, 68) Guru. - O
acima de oito inteligências iniciar o mágico nas leis dos princípios positivo e negativo. Além disso,
instruí-lo na eficácia das Virtudes Divinas no planeta Vênus e na esfera de Vênus. Além disso, eles
revelam aos métodos especiais mágico que, por mumificação da oscilação da esfera Venus na
maneira de Cabalista magic-, trazer a favor dos seres da esfera de Vênus, bem como dos seres de
todas as outras esferas . Estas inteligências informar o mágico também de muitas outras teorias e
práticas de magia e Kabalah.

69) Gomah, 70) Goldro, 71) Gesdri, 72) Gesoah 73) Gescheh, 74) Gehela, 75) Gercha. Estes sete
inteligências permitir que o mago um olhar para a oficina da Divina Providência, e o mágico
percebe a eficácia da Divina Providência ou do Akasha-princípio do planeta Vênus e a esfera de
Vênus. Ajudados por essas inteligências, o mago pode contemplar toda a história da evolução de
Vênus e sua esfera. O mágico também é instruído na Kabalah por essas inteligências.

76) Purol, 77) Podme, 78) Podumar, 79) Pirr, 80) puer, 81) Pliseh, 82) Padcheh, 83) Pehel. - Este
grupo de oito inteligências ensinar a linguagem cósmica e seu uso na esfera de Vênus. Ao mesmo
tempo, o mago é informado sobre as influências correlativas das esferas individuais no planeta
Vênus e na sua esfera e também é instruído na aplicação prática desses fatos em magia e
Kabalah.

84) Pomanp, 85) Pitofil, 86) Pirmen, 87) Piomal, 88) Piseph, 89) Pidioeh, 90) Pimel. - O mago é
instruído por essas inteligências na ordem divina do universo, especialmente no que respeita à
Vênus shere, em suas leis, simbolismo, etc. Essas inteligências pode, além disso, iniciar o mágico
em magia de Cabalista esférica e sua relação com amor . O mágico aprende a evocar um estado
de felicidade e êxtase de amor usando a Kabalah e magia ter valor na esfera de Vênus. Há muitas
outras coisas que essas inteligências pode ensinar o mágico que tem em contato com eles.

Estas descrições e dicas curtas, sem dúvida, ser suficiente para o mago experiente. Eu poderia, é
claro, dar uma imagem mais detalhada de cada inteligência individual, mas deve, no entanto,
abster-se de fazê-lo por razões técnicas. Uma descrição completa de toda a gama de competência
de cada

243
inteligência individual da esfera de Vênus em sua relação com cada planeta e esfera, para o homem,
para os poderes do mundo das causas, os seus métodos de trabalho, etc., seria encher um livro
inteiro. Deve, portanto, ser deixado ao mago para reunir experiência prática de contatos pessoais
com essas inteligências. O mago, no entanto, é mais uma vez alertou sobre entrar em contato
permament com apenas uma inteligência, por mais belas que a inteligência pode ser, por mais
inteligente que seja, para perto e por isso seria de desvantagem para o mágico e que lentamente
resultar em uma paralisação em seu caminho para a perfeição.

Quando o mago passos para o planeta Vênus, ele vai perceber que este planeta é habitado por
belos seres humanos que, além disso, são, em comparação com o homem na terra, mais
avançado em conhecimento e sabedoria, em magia, arte, literatura, tecnologia, etc. o mágico será
capaz de ampliar seu conhecimento muito e será ministrado muitos ensinamentos valiosos,
métodos e sugestões sob a chancela de sigilo. Um mágico treinado que por viagem mental é
capaz de percorrer os planetas e esferas com seu corpo mental também vai encontrar homens na
Venus planeta que foram iniciados na magia e Kabalah e ele pode, se desejar, entrar em contacto
com estes. Ao contrário dos outros habitantes do planeta, ele não vai mesmo ter de assumir a
forma de uma venusiana; os iniciados, haverá, no entanto, ser capaz de percebê-lo e explicar-lhe
tudo o que ele está interessado em. Cada mágico será astuto o suficiente para manter tudo o que
ele aprendeu um segredo, pois aos olhos dos não-inicia suas declarações seriam não só ser
considerado como contos de fadas, mas seria considerada como fantasias que levam as pessoas
a rir dele.

7. A Genii do Sol Sphere

Assumindo que o mago tornou-se mestre sobre a esfera de Vênus, que apesar de ter entrou em
contato com pelo menos algumas de suas inteligências, ele não se tornou uma vítima de suas
tentações e que ele tem um bom controle sobre as vibrações desta esfera e as esferas anteriores,
ele pode ir mais um passo e aprender a conhecer e controlar a esfera do Sol.

A vibração da esfera Sun é diferente daquele da esfera de Vênus, e não a cada mágico esfera é
capaz de ficar muito tempo nesta esfera, especialmente ele deve viajar através dele com seu corpo
mental em suas andanças mentais. Para dar uma descrição detalhada das vibrações da esfera
Sun levaria muito tempo. O mago irá, no entanto, se familiarizar com suas vibrações por
numerosas visitas a essa esfera: ele vai lentamente aprender a dominá-lo e ser capaz de ficar mais
tempo nele, a fim de entrar em contato com os gênios lá. Iniciados considerar o Sunsphere como o
chamado Luz Sphere. É o

244
esfera de nosso cosmos que é mais difícil de controlar. Quando o mago tenha aprendido a conhecer e
controlar bem as seguintes esferas representará nenhuma dificuldade para ele, e ele vai ser fácil para
ele para obtê-los sob seu controle.

Uma breve descrição dos gênios da esfera Sun é dar o mágico guiando mais linhas para o seu
trabalho prático. As vedações destes gênios tem que ser desenhado em uma cor amarela dourada,
no momento da sua primeira evocação. A graduação que é dada a título de cada vedante tem o
mesmo significado que o da esfera Vénus. Para estar bem informado sobre a influência que cada
um gênio tem sobre a zona de anelamento da terra, e de lá para o nosso planeta, é, do ponto de
vista de Cabalista, o mais importante.

A esfera Sun influencia alllife em todas as esferas e em todos os planetas. No que diz respeito ao
homem, essa influência torna-se, como já foi mencionado na descrição da esfera de Mercúrio e
sua ordem cósmica, evidente no grau de vitalidade pelo qual o mental, astral e os corpos físicos
são mantidos juntos.

A esfera Sun é governado por um total de 45 gênios. Seu governante, chamado de "Master of the Sun
Sphere" na linguagem hermética, é nomeado Mettatron em Kabalah. Nas escrituras Cabalista originais
Mettatron é chamado o mediador entre Deus eo homem.

Fig. 1: Emnasut - O primeiro gênio dos guardas Sun esfera e controla o elemento original do fogo em
toda a hierarquia cósmica, em todos os planetas e em todas as esferas.

Fig. 2: Lubech - O segundo gênio dos controles esfera Sun, em sua faixa de potência, os fluidos elétricos
decorrentes do princípio de incêndio em todos os planetas e em todas as esferas do nosso universo,
incluindo todos os três planos: mental, astral e físico .

Fig. 3: Teras - O terceiro génio é responsável pela eficácia positiva e negativa do elemento de fogo
e os fluidos eléctricos em toda a hierarquia cósmica, em todos os planetas e em todas as esferas.

Fig. 4: Dubezh - O poder do princípio activo, no homem, bem como nos reinos minerais, vegetais e
animais, vem sob a gama de potência do quarto génio.

245
Fig 5: Amser - O quinto gênio serve para o avivamento da questão pelos princípios positivos e
negativos, ou seja, eletricidade e magnetismo no nosso mundo físico, pelos fluidos elétricos e
magnéticos em todos os planetas e esferas de nossa hierarquia cósmica..

Figura 6: Emedetz - O sexto guardas gênio e aumenta o poder de germe de homem, animais e
plantas..

Figura 7: Kesbetz - O sétimo génio é responsável pelo crescimento do ser humano, bem como
para o crescimento nos reinos minerais, vegetais e animais..

A Fig. 8: Emayisa - Para manter e fomentar a unidade de autopreservação em todas as criaturas, é a


tarefa do oitavo gênio.

Fig 9: Emvetas - Todos os seres dotados de uma mente pensante e, portanto, também com plena
consciência, independentemente da classificação, estão sob a influência do nono gênio da esfera dom.

Fig. 10: Bunam - O décimo gênio é responsável pelas faculdades intelectuais dos seres humanos e
seres em todos os planetas e Em tudo Esferas.

Fig. 11: Serytz - O gênio décimo primeiro na hierarquia é um gênio original de alta escalão da
esfera do Sol. Ele controla o princípio de ar como o mediador entre o ativo eo passivo, ou seja, o
princípio de compensação em todas as fases, em todos os seres, em todos criados na nossa
hierarquia cósmica, e, além disso, o equilíbrio cósmico entre os poderes do positivo e negativo .

A Fig. 12: Wybiol - É tarefa do gênio originais duodécimo da esfera Sun para controlar e orientar a
sabedoria e conhecimento dos homens e seres em todos os planetas e em todas as esferas.

A Fig. 13: Lubuyil- A gama de potência do génio original é XIII abrange o controlo do princípio e o
elemento de água em todas as suas fases de causa e efeito em toda a hierarquia, isto é, em todos
os planetas e em todas as esferas da cósmica hierarquia.

A Fig. 14: Geler - O gênio originais XIV da esfera Sun é responsável por controlar o fluido
magnético em sua sutil e efeitos mais claros em tudo

246
fases da evolução, em todos os planetas e em todas as esferas, incluindo todos os três planos, o
mental, astral e físico.

Fig. 15: Wybitzis - O gênio originais XV controla o princípio de se sentir em todos os seres e os seres
humanos que vivem em todas as esferas e em todos os planetas do nosso hierarquia cósmica.

A Fig. 16: Wybalap - A eficácia da luz princípio em todos os graus de existência em tudo criado nos
planetas e nas esferas da hierarquia cósmica total está sujeita à gama de competência do gênio
XVI do Sol

A Fig. 17: Tzizhet - iluminação divina de sua mais simples de sua forma mais elevada é
disponibilizado pelo gênio originais XVII da esfera Sun a todos os seres humanos e todos os seres
de todos os planetas e esferas, seja por inspiração, ou por intuição, ou por quaisquer outras
faculdades.

Fig 18: Dabetz - O gênio XVIII da esfera Sun é responsável para transferir os homens e os seres
de todos os planetas e esferas do reconhecimento das virtudes divinas e para torná-los
familiarizados com a influência dessas virtudes e para ajudar o homem a realizá-los. .

A Fig. 19: Banamol- A materialização da Luz Divina Original dentro da criação de todos os planetas
e em todas as esferas de nossa hierarquia cósmica, até a expressão mais inferior de vitalidade,
pertence à gama de poder do gênio XIX.

A Fig. 20: Emuyir - O gênio originais XX da esfera Sun controla o princípio original da saúde, ou
seja, a harmonia completa, no que diz respeito às leis da analogia, e o equilíbrio mágico em
homens e seres de todos os planetas e esferas.

A Fig. 21: Dukeb - As leis de relacionamento pela mais-e com o princípio minus- no universo
criado, ou seja, na hierarquia cósmica total, eo controle da legalidade são da responsabilidade do
vigésimo primeiro gênio original do Sun esfera.

A Fig. 22: Emtzel - As leis da dinâmica e expansão em todos os planos da existência, em todos os
planetas e esferas de nossa hierarquia cósmica, estão sujeitas à influência do vigésimo segundo
gênio original do Sun.

247
Fig. 23: Tasar - O impulso para a propagação em tudo criado nos planetas e nas esferas de nosso
universo é controlado pelo vigésimo terceiro génio original do Sun.

Fig. 24: Fusradu - As leis da atração e repulsão, ou seja, as leis de simpatia e antipatia, são
controlados, em todos os planetas e em todas as esferas de nossa hierarquia cósmica, do original
Sun-gênio vigésima.

A Fig. 25: Firul- As leis de estabilidade, de coesão e de coesão, em todos planetas e em todas as
esferas, são controlados e guardado pelo vigésimo quinto gênio originais.

A Fig. 26: Ebytzyril- A lei da gravidade ou atracção, ou seja, as leis de peso e a gravidade, em todos
os planetas e em todas as esferas, são controlados pelo sexto génio vinte e do dom.

Fig 27: Lhomtab - Todas as leis da transmutação de todos os planetas, em todas as esferas e em todos
os planos são controlados pelo gênio originais twentyseventh do Sol.

Fig. 28: Tzybayol- O gênio originais vigésimo oitavo do Sol é o guardião de todas as leis de vibração
e oscilação em todos os planetas e em todas as esferas da nossa hierarquia cósmica.

A Fig. 29: Gena - Todos os tipos de radiação em todos os planetas e em todas as esferas estão
sujeitas à legalidade controlado pelo gênio originais twentyninth do Sol

Fig. 30: Kasreyobu - A qualidade de tudo que existe no mundo da criação é controlado pelo gênio
originais trigésimo.

A Fig. 31: Etzybet - Além de outras coisas, a adesão exata para o universal
leis em todas as esferas e aviões vem sob a gama de competência do trigésimo
primeiro gênio originais.

Fig. 32: Balem - O trigésimo segundo gênio original está no comando de todas as leis da analogia em todas as
esferas e em todos os planetas, em todas as gamas de poder de nossa hierarquia cósmica.

248
Fig. 33: Belemche- O trigésimo terceiro gênio original for dada a tarefa de controlar as leis de
aparências do nosso universo, de modo que eles correspondem às leis universais.

Fig. 34: Aresut - O trigésimo quarto gênio originais Sun controla o equilíbrio em todos os planetas e em todas
as esferas de nossa hierarquia cósmica.

Fig. 35: Tinas - As leis da solidificação, de cristalização, de fixação, etc, são controlados pelo
trigésimo quinto Sungenius originais.

Fig. 36: Gane - O controle da evolução de homens e animais em nosso universo, em todas as esferas e
em todos os planetas, em todas as faixas de potência, está nas mãos do trigésimo sexto gênio originais.

Fig. 37: Emtub - O destino e Karma de todos os seres vivos e criou, desde o menor até o maior, é
controlada pelo trigésimo sétimo gênio da esfera do Sol.

A Fig. 38: ERAB - O gênio originais trigésimo oitavo é considerado como o iniciador original e é, ao
mesmo tempo, um guardião de tempo e espaço em todos os planetas do nosso universo. Nota: A
esfera mágico sabe que o tempo eo espaço só existem onde há formas físicas e criou as coisas, não
importa se os chamados criaturas mortas ou vivas. Ao contrário do que todas as esferas a partir da
zona de anelamento nossa terra até as mais altas esferas da nossa hierarquia cósmica - mas não
seus planetas - são tempo e do espaço.

A Fig. 39: Tybolyr - O gênio originais trigésimo nono da esfera Sun é o governante de todos os ideais de
homens e seres em todas as esferas e em todos os planetas.

Fig. 40: Chibys - O controle do desenvolvimento espiritual de homens e seres em todos os


planetas e em todas as esferas, incluindo evolução, legalidade e Karma, é da competência do
gênio quadragésimo do Sol

Fig. 41: Selhube - O quadragésimo primeiro gênio original do esfera Sun é considerado como o criador de
todos os símbolos originais e sua língua original, a linguagem cósmica, e como um guia de todas as idéias
originais que foram realizados.

A Fig. 42: Levem -, o quadragésimo segundo gênio, deve ser considerado o criador original de toda a
ciência mágica e de Kabalah.

249
A Fig. 43: Vasat - é um iniciador original em princípio, a água e seu fluido magnético em todos os
graus de densidade e eficácia em homens e seres, em todos os planetas e em todas as esferas do
nosso universo. Tudo criado em que o princípio de água é ativo é controlado por Vasat, o
quadragésimo terceiro gênio da esfera do Sol.

A Fig. 44: Ezhabsab - Todas as criaturas vivas na água, em nossa terra, bem como em todos os outros
planetas, estão sob a influência do gênio Sun fortyfourth.

A Fig. 45: Debytzet - é o nome do quadragésimo quinto gênio da esfera do Sol. Todos os meios de
evocação, e, além disso, todos os processos de combustão, incluindo fermentação, são controlados
pelo presente génio.

A julgar pela sua gama de potência, os 'gênios originais da esfera Sun devem ser considerados, na
hierarquia cósmica, como os mediadores do criador original do sistema planetário. Para obter
informações do leitor, e a fim de obter uma pesquisa melhor, tenho dado apenas uma idéia
abstrata de cada gênio. Em relação ao efeito dessas idéias abstratas existem muitos paralelos que
o mágico vai organizar intuitivamente si ou recebe a iluminação de acordo durante o seu contato
com os gênios da esfera do Sol. Em qualquer caso, o mago vai atingir muito conhecimento de que
existe uma falta de palavras para dizer nada sobre isso em detalhes.

Assim que a esfera mago é mestre da esfera Sun existe nenhum problema mais que ele não seria
capaz de resolver da maneira certa. Seu conhecimento não tem nenhuma lacuna e por meio desta
esferas ele é capaz de se tornar um Adepto perfeito. Para um mágico familiarizado com Kabalah
torna-se agora claro por que as iniciações de Cabalista dizer que a conexão com a Divindade será
realizado em Tiphareth, que é a esfera Sun de acordo com a Árvore Cabalista da Vida, no qual o
mago pode obter a união com Deus .

Como é dito na Árvore da Vida, literalmente, o mago deve ter coberto metade do caminho para Deus,
isso significa que ele deve ter controle sobre as esferas até que a esfera Sun inclusive, ao que Deus
vai ir ao seu encontro na segunda metade, de modo que se trata da união com Deus. Neste caso, não
é uma conexão com um Deus personificado, mas conhecimento e sabedoria, força e poder estarão
unidos a um.

250
8. Os seres da Marte Esfera

O mago que honestamente lutou pela esfera Sun e que controla-lo, bem como as outras esferas
anteriores agora vai achar que é fácil de percorrer os seguintes três esferas e levá-los sob seu
controle.

A próxima esfera na hierarquia é a esfera de Marte, que é influenciada por tais inteligências
poderosas que seria muito perigoso para qualquer mago que não trouxe sob seu controle a esferas
anterior para evocá-las. Por esta razão e também porque se pode fazer muito mal, por exemplo, do
ponto de vista da magia talismânica, e também no uso dos selos das inteligências Marte sobre o
seu poder, dinâmica e aparência, eu desistir aqui a partir da publicação do vedações dos seres
positivos individuais da esfera Marte. Apenas os nomes e a graduação quero afirmar. A esfera
mágico experiente irá entrar em contato com algumas dessas inteligências durante suas
perambulações mentais, a fim de aprender sobre seus selos, nomes e faixa de potência. Ao fazer
isso, eu nunca pode ser responsabilizado por qualquer uso indevido dos selos por uma pessoa
imatura, para as inteligências de Marte, mesmo os mais positivos, pode causar morte instantânea
de uma pessoa se chamado ou evocado sem as precauções e preparativos necessários. Além
disso, muitas focas poderia ser utilizado para fins eróticos. A pessoa interessada em conhecimento
genuíno vai entender minha atitude para dar apenas os nomes das inteligências, para aquele
madura minha informação será suficiente.

O especialista em astrologia vai saber que a esfera de Marte, na sua eficácia, predominantemente
adere ao princípio Marte, por amor apaixonado, o erotismo, poder sobrenatural do homem,
guerras, etc., dependem da influência da esfera de Marte. Para obter informações do leitor
salienta-se, neste contexto, que as inteligências negativos que vivem no Sol e na esfera de Marte
são os mais perigosos de toda a nossa hierarquia cósmica. Sob a sua gama de eficácia vir:
assassinato, homicídio, roubo; incêndios, destruição, etc.

1. rarum 1-10 ° Aries


2. Gibsir 11-20 ° Aries
3. Rahol 21-30 ° Aries
4. Adica 1-10 ° Taurus
5. Agricol 11-20 ° Taurus
6. Fifal 21-30 ° Taurus
7. Imini 1-10 ° Gêmeos
8. Kolluir 11-20 ° Gêmeos
9. lbnahim 21-30 ° Gêmeos

251
10. Ititz cancro 1-10 °
11. Urodu cancro 11-20 °
Câncer 12. lrkamon 21-30 °
13. Oksos 1-10 ° Leão
14. Otobir 11-20 ° Leão
15. Kutruc 21-30 ° Leão
16. ldia 1-10 ° Vigro
17. Abodir 11-20 ° Vigro
18. ldida 21-30 ° Vigro
19. Cibor 1-10 ° Libra
20. Asor 11-20 ° Libra
21. Abodil 21-30 ° Libra
22. Skorpia 1-10 ° Scorpio
23. Vilusia 11-20 ° Scorpio
24. Koroum 21-30 ° Scorpio
25. Sagitor 1-10 ° Sagitário
26. Agilah 11-20 ° Sagitário
27. Boram 21-30 ° Sagitário
28. Absalão 1-10 ° Capricórnio
29. lstriah 11-20 ° Capricórnio
30. Abdomon 21-30 ° Capricórnio
31. Anator 1-10 ° Aquário
32. Ilutria 11-20 ° Aquário
33. Obola 21-30 ° Aquário
34. Pisiar 1-10 ° Peixes
35. Filista 11-20 ° Peixes
36. Odorom 21-30 ° Peixes

9. O geniis do Júpiter Esfera

O mágico não vai tentar entrar em contato com qualquer destes, a menos que ele foi completamente
conseguiu fazer com que pelo menos algumas das inteligências da esfera de Marte sob seu poder,
que - como já foi assinalado no capítulo anterior - são todos muito difícil de controlar. As vibrações
da esfera de Júpiter são muito mais fáceis de se levantar para que as do Sol e da esfera de Marte.

Portanto, a esfera mágico vai achar que é fácil de entrar em contato também com os gênios da
esfera Júpiter. Sua gama de poder é muito grande, e sua influência, que é de alguma forma de uma
natureza abstrata, penetra todas as esferas subordinadas direita para baixo para a zona de
anelamento nossa terra e tem seus efeitos sobre todos os três planos: o mental, o astral eo plano
físico .

252
O mágico esfera que se familiarizar com todas as esferas anteriores, quer pela evocação ou
vagando mental, e entrou em contato com seres individuais, gênios e inteligências irá, sem dúvida,
agora estar convencido de que ele pode conseguir e ganhar mais, em relação ao conhecimento e
sabedoria, por vagando mental, isto é, com seu corpo mental, nas esferas individuais e, portanto,
também na esfera Júpiter do que meramente chamando seres, gênios e inteligências para a nossa
terra com a ajuda de evocação. Isto é, no entanto, não quer dizer que o mago não deve praticar
evocação. Muito pelo contrário: é advisible praticar ambos os métodos e tentar ter um comando
igualmente perfeito de ambos. Se, no entanto, o mago está interessado em problemas específicos,
especialmente os espirituais, se ele quer uma assimilação melhor consciência de sutilezas, ele
sempre vai preferir visitar as esferas, neste caso, a esfera de Júpiter, por vagando mental.

Influenciadas pelas vibrações a esfera de Júpiter, os mágicos


consciência é expandida; ele pode penetrar mais profundamente as verdades reveladas a ele pelo
gênios, pode compreendê-los melhor e pode, sem esforço especial, transferir as verdades
adquiridas em sua consciência física depois de ter retornado ao seu corpo físico, em nosso mundo
físico. Além disso, o mágico vai achar que é fácil de se expressar, na linguagem do intelecto, o
conhecimento que ele ganhou na esfera de Júpiter. Somente a prática vai ensinar o mágico esfera
com o qual habitante esfera ele deve entrar em contato pelo vagar mental e com o qual se deve
fazê-lo por evocação.

De todos os seres, anjos e gênios da esfera de Júpiter, doze são considerados como os mais
elevados do ranking, devido à sua gama ilimitada de poder. Sua influência funciona em toda a
hierarquia cósmica, ou seja, em todas as esferas, aviões e planetas e seus habitantes.

Cada um destes doze gênios originais tem uma certa relação com o nosso zodíaco, e suas leis de
analogia são idênticas a todas as esferas e aviões de nossa hierarquia cósmica. No momento da sua
primeira evocação, os selos dos gênios Júpiter tem que ser desenhado na cor azul.

Fig. 1: Malchjdael - Aries - é o primeiro gênio da esfera de Júpiter, que mantém em equilíbrio o
fluido elétrico de toda a hierarquia cósmica. Seu trabalho é para animar tudo criado em todos os
três reinos da nossa terra e da zona de anelamento da terra. controles Malchjdael e dirige a
vontade ea atividade de cada ser humano e todas as outras criaturas. Se o mago entra em contato
com esse gênio original, ele pode ser informado sobre tudo em relação a este e, além disso, ele
será feito familiarizado com métodos que

253
permitir-lhe aumentar ou diminuir a atividade à sua vontade pela força da magia e Kabalah.
Seguindo as instruções dadas por este gênio, o mágico é capaz de criar um forte estado de crença
como por magia e Kabalah que ele pode fazer milagres no mundo cósmico, devido a esta atividade
se intensificou. Além disso, Malchjdael pode iniciar o mágico para o elemento original do fogo em
todos os seus aspectos e analogias no microcosmo e macrocosmo, e dar-lhe orientações e
métodos sobre o controle completo deste elemento original em todas as suas fases de magia e
quab & alah, em para se tornar soberano absoluto da atividade no microcosmo e macrocosmo. Há,
no entanto, muitos mais leis, sabedoria e tipos de conhecimento a respeito da atividade, fluido
elétrico, elemento do fogo original, princípios de luz, etc., com o qual este gênio original pode não
só fazer o mágico familiarizados, mas que este pode também ficar sob seu controle por um
Abisheka apt, ou seja, uma transferência apt do poder. Na esfera mágica, este gênio original é um
dos mais poderosos, e nenhum mago deve deixar de entrar em contato com ele, já que ele vai, por
essa conexão, ganhar um poder no hierarch.y cósmica que nenhuma outra inteligência de qualquer
outro esfera, talvez com a única exceção dos seres Urano, poderia lhe dar.

A Fig. 2: Asmodel - Touro - é o segundo génio original da esfera Júpiter. Ele é responsável pela
direcção e controlo do princípio original de amor cósmico com todos os seus aspectos e analogias,
em todas as esferas e em todos os planos e planetas da hierarquia. O mago que entra em contato
com esse gênio original será feita capaz de perceber os mistérios mais profundos do amor, não só
em seus aspectos emocionais e intelectuais, mas também do ponto de vista da sabedoria. Esse
gênio originais explica ao mago como qualquer tipo de vibração cósmica do amor pode ser causada
em qualquer esfera, não importa se por evocação ou vagando mental, se por magia ou Kabalah.
Todos os milagres que podem ser causados ​e realizados em matéria de amor por magia e Kabalah,
ou seja, não só no nosso próprio mundo físico ou na zona de anelamento nossa terra, mas também
em todos os outros planetas e em todas as outras esferas, são disponibilizados para o mágico por
este gênio. Todos os caminhos de santidade, eis Divindade sob o aspecto do amor são dirigidos por
Asmodel, ea esfera mágico consciente é instruído, teoricamente, bem como praticamente, em todos
os aspectos. O mágico interessada nos mistérios do amor cósmico existente em toda a hierarquia
cósmica vai encontrar este gênio para ser o melhor iniciador.

Fig. 3: Ambriel - Gemini - é o terceiro gênio originais da esfera de Júpiter, que tem sob seu comando
todo o conhecimento de toda a hierarquia cósmica. Ele é o supervisor da mente, do intelecto, ou
seja, de todo o conhecimento teórico em todos os campos da ciência. Ambriel dirige a maturidade
para o conhecimento, a

254
capacidade de percepção de cada ser em toda a hierarquia cósmica. Levando em consideração o
grau de maturidade e desenvolvimento, este gênio não só dirige o poder intelectual de percepção e
as faculdades intelectuais do indivíduo, mas do total dos habitantes de todos os planetas. Sob a
sua gama de competências vêm todas as ciências e artes em todos os planetas que têm a ver com
a mente e intelecto. O mago que tem em contato com esse gênio será feito conhecer, dependendo
do grau de seu desenvolvimento, com um tipo de conhecimento que realmente só é acessível a
tais iniciados que aprenderam a trabalhar conscientemente com a esfera de Júpiter pela força do
Akasha-princípio.

Fig. 4: Murjel - Cancro - O quarto génio da esfera Júpiter tem de controlar e manter em equilíbrio o
fluido magnético total na hierarquia cósmica. Ele é responsável pelo estado fluido em todos os
planetas e também para o elemento de água em toda a hierarquia cósmica, incluindo o nosso
mundo, em seu físico, astral e estado mental. O mágico pode ser totalmente instruído por este
gênio original no elemento original de água, o seu funcionamento e os efeitos, sobre toda a
legalidade cósmica e em relação a magia e Kabalah, e, além disso, da maneira pela qual, sob a
influência do magnética fluidos, certas faculdades ocultas pode ser despertado e desenvolvido no
corpo mental, por exemplo, visão transcendental em todas as esferas e em todos os planetas.
Esse gênio original pode ensinar o mágico muitas outras coisas. O mágico esfera que tem um
domínio perfeito em cima do fluido magnético pode fazer milagres por sua ajuda, milagres que o
noninitiate nunca seria capaz de imaginar.

Fig. 5: Verchiel - Leo - Toda a vida gastando princípio original de toda a hierarquia cósmica, nos
planetas, bem como nas esferas, é controlada pelo quinto gênio original do esfera Júpiter. Alllife
em todas as esferas e em todos os planetas, incluindo a nossa terra, é dirigido por ele, não importa
se a vida no vegetal, animal ou o reino humano está em causa, ou se o homem em seu físico,
astral ou corpo mental está em questão. Se o mago entra em contato com esse gênio original, ele
será instruído por ele na mais alta forma de magia e Kabalah, que refere-se a toda a hierarquia
cósmica. Verchiel revela aos métodos especiais mágico e práticas pelas quais ele pode receber
sob seu controle a maior potência em toda a hierarquia cósmica. Além disso, todos os milagres
que podem ser causados ​pela crença eo poder de convicção vêm sob este gênio gama de poder.

Fig. 6: Hamaliel - Virgo - O sexto gênio original está no comando de todos os princípios originais
químicos, elementos originais, em toda a ordem cósmica. O mago que entra em contato com
Hamaliel pode obter informações detalhadas não só

255
sobre os elementos químicos até agora conhecidos em nossa terra, mas também elementos sobre
desconhecidos que provavelmente não serão descobertos antes que o futuro distante. Se o mago está
interessado, ele também pode aprender os fatos relevantes sobre os elementos existentes em todos
os outros planetas de toda a hierarquia cósmica e, o que é mais, ele pode ser instruído na magia
prática e aplicação de Cabalista da radiação de cada substância original do nosso sistema planetário,
em seu mental, astral e até mesmo forma física. Isso torna possível para o mágico diligente para
tornar-se, por formação, um mestre perfeito dos elementos químicos originais devido aos métodos
exatos e instruções dadas a ele. Ele se torna, assim, um alquimista de Cabalista mágica equipado
com um tipo de conhecimento de que a chave para a aplicação prática é conhecida por apenas alguns
Adeptos em nossa terra.

A Fig. 7: Zuriel - Libra - A sétima gênio original do esfera Júpiter controla o princípio da
fecundidade em todos os planetas com vegetação e seres vivos. Ajudado por Zuriel, o mago pode
aprender a compreender plenamente o princípio da fecundidade de toda a hierarquia cósmica.
Métodos especiais reveladas ao mago por este iniciador originais permitir que o ex-fazer milagres
por magia e Kabalah à sua vontade. O mago pode, por exemplo, fazer o fluxo de água para fora de
uma rocha como Moisés, transformar um deserto em paraíso e assim por diante. Mas a esfera
mágico, depois de ter sido iniciado por este gênio, também não achar que é difícil fazer um milagre
o contrário dentro de alguns segundos. Ele é, então, capaz de evocar muitas outras coisas
milagrosas a respeito do princípio da fertilidade à sua vontade. É também bastante claro que
Zuriel, o sétimo gênio da esfera de Júpiter, pode completamente explicar o mago também os
mistérios sexuais do cosmos em todas as suas fases, reinos e esferas. tratamento especial deste
assunto, não é necessário.

A Fig. 8: Carmel - Escorpião - Os controles gênio oitavo e dirige o princípio original da radiação de
toda a hierarquia cósmica, no mental, astral e aspectos físicos. O mago que entra em contato com
Carbiel pode revelar, por magia e Kabalah, ou pela metafísica Cabalista mágicos, qualquer
segredo de toda a hierarquia cósmica a este respeito, e ele percebe como as várias leis do
princípio original da radiação pode ser aplicada em prática. O mago que é capaz de controlar o
princípio original de radiação torna-se o governante absoluto da hierarquia microcosmo e
macrocosmo e ele é livre para fazer uso prático do seu poder de acordo com suas próprias idéias.

A Fig. 9: Aduachiel - Sagitário - O controle ea direção da legalidade original, de justiça e de


equilíbrio, isto é, a perfeita harmonia em toda a hierarquia cósmica, em todas as esferas e em
todos os planetas do nosso universo, está no

256
mãos do nono gênio da esfera de Júpiter. O mágico pode ser instruído por este gênio na mais alta
sabedoria e mistérios mais profundos da lei divina, justiça e equilíbrio. Ao mesmo tempo, ele é
ensinado por Aduachiel para aplicar todas as leis do universo de magia e Kabalah, sem causar
qualquer perturbação no seu equilíbrio.

Fig. 10: Hanael- Capricórnio - O princípio original cármica de toda a hierarquia cósmica tem sido
controlado, desde o início da época, pelo gênio originais décimo da esfera de Júpiter, em todos os
planetas e em todas as esferas. O mágico tendo interesse neste assunto particular pode ser
informado sobre os efeitos das leis cármicas em todas as esferas e aviões e ele vai aprender
como, do ponto de Cabalista de vista mágico, os princípios cármicos originais e suas leis podem
ser aproveitadas em as várias esferas.

Fig. 11: Cambiel - Cancer - O princípio inicial de cristalização, condensação e endurecimento, em


toda a hierarquia cósmica, em toda a nossa universo, é controlada pelo génio original é XI da
esfera Júpiter. Além disso, este gênio é também responsável para o ciclo regular de todos os
planetas e, portanto, também para a gravitação, a força da gravidade, o poder de atração em si. O
mágico pode ser informado por Cambiel sobre todos os segredos de cristalização, não só no nosso
planeta, mas também sobre todos os outros. Isso significa que, do ponto de vista de que o mágico
vai ser ensinado a mudar por alquimia, magia e Kabalah o princípio da solidificação throught
diminuída ou aumentada, vibração, dependendo das qualidades da substância magia de Cabalista,
de modo que ele é finalmente capaz de mudar , se ele quiser, uma pedra cascalho em um
diamante, ou, vice-versa, um diamante em uma pedra cascalho, tornando assim o uso do
conhecimento adquirido a partir Cambiel. Além disso, o mágico é instruído por este gênio original,
as leis da alquimia em sua forma mais sutil, especialmente no que diz respeito ao chamado
processo seco. Ele também é informado sobre a aplicação prática da gravitação do ponto de vista
magia de Cabalista. Se um mago esfera assim o desejar, ele pode fazer os maiores pedaços de
rocha leve como uma pluma e ele é capaz de fazer as coisas de luz tão pesada que nenhuma força
na terra é capaz de levantá-los. Isto significa que este gênio original pode facilmente explicar ao
mago qualquer problema de levitação e que ele sabe muitas vários métodos pelos quais o mago
pode adquirir essas faculdades, e ele terá o prazer de informar a esfera mágico sobre eles.

Fig. 12: Jophaniel- Pisces O princípio original da evolução em todos os planetas, em todos os
domínios e em todos os planos - o mental, astral e plano físico - de toda a hierarquia cósmica é
controlado pelo gênio originais duodécimo da esfera Júpiter. Esse gênio está dirigindo
desenvolvimento e maturidade em todos

257
esferas e em todos os planetas. É difícil de descrever por palavras o que a experiência eo que ganha o
mágico vai fazer quando ele entra em contato com esse gênio. Ele será equipado com uma espécie de
profundo conhecimento e sabedoria que dificilmente pode ser compreendido pelo intelecto de um
não-iniciado.

10. O Saturn Sphere

A esfera de Júpiter não nos levar ao fim das descrições do sistema planetário de nosso cosmos. A
próxima esfera de mencionar é a esfera de Saturno. Como a esfera de Marte, esta esfera é muito
difícil entrar em contato, e apenas uma esfera mago bem treinado deve se atrevem a embarcar-lo
depois de ter passado por diferentes sistemas de iniciação com algumas inteligências originais e
depois de ter reunido muita experiência, durante o curso de muitos anos, em andanças mentais
para as esferas individuais e, assim, sentindo-se quase em casa neles.

Nem todo ser humano é forte o suficiente para levantar-se contra as oscilações da esfera de
Saturno, uma vez que têm a qualidade deprimente de um pesadelo. A esfera de Saturno é, de fato,
a Esfera assim chamado de Karma. Suas inteligências podem ser consideradas do ponto
intelectual racional do homem de vista, os juízes de todos os seres, planetas e esferas. Do ponto
de Cabalista de vista mágico, o contato direto com qualquer um destes juízes tem nenhum valor
prático. Se, no entanto, o mago se considera maduro o suficiente e bem familiarizado com as
esferas, ele poderia muito bem tentar entrar em contato também com as inteligências da esfera de
Saturno. Eu desistir, no entanto, de dar qualquer descrição das inteligências individuais da esfera
de Saturno, mesmo de mencionar os seus nomes e selos, pois poderia acontecer que algum ser
humano presunçoso, sem pensar nas consequências, se atreveria a chamar um Saturn sendo por
evocação. Se a pessoa é, em tal caso, não fortes ro suficientes resistir a vibração de que a
inteligência Saturno, não apenas seu físico, mas também a sua morte astral torna-se inevitável.
Portanto, uma descrição geral desta esfera será suficiente para a vontade maduro e sábio, e tal,
apesar de uma breve descrição tal, ser capaz de obter uma imagem clara da eficácia da esfera de
Saturno.

Os poucos inteligências Saturno que foram mencionados em livros conhecidos escritos por autores
como Agripa, Khunrath, e outros, não são os mais altos inteligências desta esfera e têm, em geral,
apenas uma gama subordinada de competência, quando comparado com os genuínos
inteligências originais da esfera Saturn, quarenta e nove em número. As inteligências já
conhecidos nomeados Agiel, Arathron, Cassiel, Machatan, Uriel, etc., têm, portanto, não muita
importância na esfera de Saturno e não são de forma inteligências originais.

258
No entanto, eles mostram uma certa afeição pela zona de anelamento da terra, são mais amigáveis
​com o mágico e, portanto, também mais fácil de entrar em contato com. O que essas inteligências
pode oferecer o mágico em relação à magia e Kabalah, este último é certo para ficar a conhecer
muito mais das inteligências de esfera qualquer outro planeta. Estou a falar a este respeito, do
ponto de vista da experiência pessoal, e cada mago é capaz de descobrir a verdade sobre ele
próprio essas palavras. O que, por exemplo, Arathron pode oferecer o mágico, cada um dos 360
chefes de zona anelamento a terra também pode fazer, sem o mago ter que viajar para a esfera de
Saturno. O mesmo é verdade para Agiel e os outros chamados inteligências da esfera de Saturno
mencionado nos grimoires comuns. Durante andanças, em meu corpo mental, através do Saturn
esfera muito tempo atrás, eu, pessoalmente, me deparei com Agiel e Arathron e conversou com
eles, então eu estou gravando experiência aqui pessoal.

Quanto aos 49 inteligências originais da esfera de Saturno estão em causa, deve ser mencionado
que eles são responsáveis ​pelo princípio Karmic original de todas as esferas, especialmente para as
obras e eficácia de todos os seres negetive de cada esfera, começando com a nossa física mundo.
De acordo com a Divina Providência, permitem os maus efeitos de seres negativos. Eles estão no
comando dos poderes e efeitos do princípio de destruição em toda a hierarquia cósmica. Eles vêem
que a justiça seja feita e - dependendo da aprovação da Divina Providência - vamos efeitos negativos
se tornar realidade por seus seres subordinados. As inteligências Saturno permitir que guerras não só
em nosso planeta, mas onde quer que o amor eo ódio existe; eles permitem que o princípio negativo
trabalhar até um certo ponto e eles são os únicos que têm de julgar com rigor sobre os seres
humanos e seres de todas as esferas de acordo com a ordem divina e da legalidade. Portanto, as
inteligências Saturno são considerados como os chamados juízes e Executers of Fate em sentido
mais elevado da palavra. Além disso, eles decidir sobre quanto tempo magos que tenham celebrado
um pacto com seres negativos ou positivos - tem que permanecer sob o poder dos seres relevantes.

Cada inteligência originais da esfera de Saturno tem uma certa gama de poder: eles têm cada um
determinado planeta e uma certa esfera sob seu comando. Se o mago esfera está interessado em
aprender sobre a gama de eficácia qualquer iniciador originais da esfera de Saturno, sobre sua
influência e planeta subordinada, ele pode obter a informação exata de uma inteligência
subordinado como Agiel ou Arathron. Do que foi dito aqui, o mágico vai reunir que ele não precisa
realmente evitar a esfera de Saturno, mas ele vai cuidar menos entrar em contato com seus 49
inteligências originais. Não é um prazer ver as obras de seres negativos ou para assistir
mentalmente como eles são controlados e punidos. Um precisa nervos de aço e uma forte firmeza
mental para

259
faça isso. Tanto sobre a esfera de Saturno. Os selos de Agiel, Arathron e os outros inteligências
inferiores da esfera Saturn são geralmente conhecidos. Cada mago Guardarei para não revelar os
nomes e os selos dos 49 inteligências originais desta esfera para qualquer pessoa imatura e vai
compreender por que razão eu desistir de dar mais detalhes.

11. As esferas de Urano e Plutão

Com o Saturn esfera da descrição da magia geral das esferas foi concluído, ou seja, a hierarquia
das sete esferas conhecidas por nós foi suficientemente explicada. No entanto, o verdadeiro
iniciado que aprendeu a mover-se com seu corpo mental no universo à vontade e ao desejo do seu
coração, e de resistir, em seu corpo mental, os diferentes oscilações e vibrações de cada esfera
vai ter descoberto a certeza de que existem, para além da esfera de Saturno, inúmeras outras
esferas, que não têm influência direta sobre a nossa terra ou na zona de anelamento nossa terra;
pelo menos não em qualquer medida que iria torná-lo vale a pena considerar do ponto de vista da
magia e Kabalah.

A primeira esfera vale a pena mencionar após a esfera de Saturno é a esfera Urano, a pequena
influência que atinge apenas, tanto para baixo como a esfera da Lua. Se um mago, familiarizado
com a magia das esferas, está em uma visita na esfera da Lua, ele será capaz de sentir que os
efeitos da esfera Urano. Na zona anelamento a terra nesta esfera também é conhecido, mas sua
influência dificilmente penetra muito além da esfera da Lua: ele geralmente desaparece e termina
na segunda esfera. Este fato declarado tem, é claro, nada a ver com a interpretação astrológica do
planeta Urano, que não pode ser tratada neste contexto. A esfera Urano não terá qualquer
influência na zona de anelamento a terra e em nosso planeta antes do próximo ciclo de evolução
ocorre. No entanto, o mago vai encontrar, na esfera Urano, inteligências que pode iniciar-lo para a
magia e Kabalah do macrocosmo. Para dar ao leitor quaisquer detalhes aqui não é possível, já que
o tempo para a sua divulgação ainda não chegou. No entanto, vale a pena mencionar, neste
contexto, que os verdadeiros iniciados chamar Kabalah adequada a Urano, ou seja, a linguagem
cósmica. Isto significa que a magia e Kabalah e sua aplicação prática são controlados e dirigidos
em todo o macrocosmo - ou seja, na nossa hierarquia cósmica - por inteligências da esfera Urano
em conformidade com as leis universais. É, portanto, recai sobre as inteligências da esfera Urano
para decidir até que ponto cada ser, cada inteligências originais das outras esferas é capaz de
aplicar qualquer tipo de Kabalah e magia ou para ensinar suas aplicações para mágicos.

260
O mágico esfera que ganha um pé firme na esfera Urano entra em contato com a inteligência
originais lá e é iniciada por eles em magia e Kabalah; nada mais pode ser dado a ele por qualquer
outro iniciado, qualquer outro iniciador de qualquer esfera ou avião, para tal mago tornou-se um
Adepto, um mestre genuíno perfeito, um mágico hierárquica e Cabalista. Ele tornou-se mestre não
só da zona de anelamento a terra, mas também de todas as esferas e reinos. Aquele que
procedeu até aqui em esfera mágica e também tem esgotado a esfera Urano pode dizer com
justiça de si mesmo que ele é um Adepto perfeito, que compreende plenamente, no sentido
humano, o Livro da Sabedoria, com seus 78 folhas - cartas de tarô - e perfeitamente controla a sua
lei no microcosmo e macrocosmo. Para tal um iniciado Eu também não pode oferecer qualquer
outra coisa.

A partir desta breve descrição da esfera Urano o iniciado acabará por reunir quanto tempo o caminho
para a perfeição é. É aqui que nossa hierarquia termina.

Para além desta, existe uma outra esfera, esfera Plutão; mas o mago, em seu estado atual de
desenvolvimento, não pode lucrar qualquer coisa de que esfera, por isso não terá nenhum efeito sobre
a zona de anelamento nossa terra antes do chamado segundo dia de Brahma, o próximo ciclo de
evolução. A superfície da nossa Terra será então habitada por bastante uma raça diferente de pessoas,
que terão uma cor de pele diffent e leis diferentes das nossas.

Durante viagens no corpo mental, eu vim através de várias outras esferas além das já
mencionadas, cerca de trinta em número. Mas essas esferas, no seu estado actual da evolução,
não têm nenhum significado para nós, seres humanos, nem para a zona girdling nossa terra; para
eles não vêm sob a gama de poder de nossa hierarquia. A extensão deste livro não permite
qualquer tipo de descrição dessas esferas.

O mágico vai perceber que além do nosso universo, nosso macrocosmo, nosso sistema planetário,
além das hierarquias e esferas que foram descritas neste livro, existem muitos outros, universos
muito maiores, que aderem bem diferentes forças, leis e analogias que nossa macrocosmo. Para
dar uma descrição detalhada de todos estes é sem exagero, impossível.

12. A relação sexual com seres, Gênios e inteligências de todas as esferas, viajando Mental

Este capítulo pode não ser necessário para a esfera mágico. No entanto, nem todo leitor será capaz de
colocar em prática ao mesmo tempo tudo o que ele leu neste

261
livro. Muitos dos leitores podem primeira deseja ampliar sua aprendizagem teórica. É para eles que
estas linhas servem como estímulos para enriquecer seus conhecimentos. livro do autor "Iniciação
ao Hermetismo" contém instruções exatas em viagem mental. Além disso, exteriorização do corpo
astral, ou chamado projeção do corpo astral, é tratado em detalhe, na teoria e na prática. O mago
não será capaz de viajar mais longe do que a zona de anelamento a terra no seu corpo astral, uma
vez que a matriz astral é composta da substância dos elementos que, no máximo, são capazes de
resistir às oscilações da zona de anelamento o terra. Assim, o mágico não vai imaginar que ele
pode colocar-se, em seu corpo astral, além da zona girdling nossa terra, por isso é algo que é
impossível. O mágico esfera com experiência prática vai saber que o corpo astral está confinado
pela Divina Providência com as leis da zona girdling a terra, e que não pode quebrar essas leis.
Além disso, o corpo astral depende princípio do espaço. O mágico vai encontrar este verificada
quando visitar a zona de anelamento da terra.

O mago pode colocar-se com o seu corpo astral para o mundo dos elementos e visitar qualquer
lugar no nosso planeta, não importa se sobre ou sob a terra; seu corpo astral é ainda capaz de
resistir às oscilações mais sutis da zona anelamento a terra, mas ele vai logo perceber que ele não
pode ir mais longe do que esta zona. Se ele se atreveu a deixá-lo em seu corpo astral, com o seu
corpo físico, entretanto, encontrando-se no plano físico, permanecendo em contato com o corpo
astral pela matriz astral, a experiência resultaria na divisão instantânea da matriz astral e
instantânea do mágico morte física. Seria então inútil tentar reanimar a matriz astral; o corpo físico
tendo-se tornado uma vítima dos elementos. Se, por outro lado, acontece que a projeção do corpo
astral deve ter sucesso apesar da morte física do mágico, e que o corpo mental, juntamente com o
corpo astral foram a penetrar além da zona de anelamento a terra à força, o matriz mental iria
rasgar em pedaços: o corpo mental seria separado do corpo astral, este último novamente se
tornar uma vítima dos elementos do mundo astral, que consomem um corpo astral morto tal dentro
de um curto período de tempo. Seria, então, impossível para o mágico para retornar ao seu corpo
astral e seu espírito seria proibida na esfera apropriada para o seu último estado de
desenvolvimento. Tal ato de força cometido por um mágico seria severamente punido pelos jugdes
da esfera de Saturno.

Um ato similar de força e de catástrofe é a separação consciente da matriz astral do corpo físico,
ou da matriz mental do corpo mental, que já foi denominado na Bíblia como "um pecado contra o
espírito". O verdadeiro significado das palavras "contra o espírito" do ponto de vista hermético

262
só é conhecido por poucas pessoas. Pois é verdade que esses casos são raros. Geralmente, o desejo
de auto-preservação é a razão pela qual os limites são quase nunca excedeu a este respeito. Além
disso, cada mago tem uma inteligência atuando como seu anjo da guarda, que lhe avisa em tempo de
tais catástrofes cármicas. Esta explicação, de certa forma, também lança luz sobre a tragédia Fausto,
que é bastante claro para todo iniciado.

Aqui estão alguns fatos com relação à viagem Mental: O mágico esfera que tem absorvido primeira
obra do autor "ção inicia- ao Hermetismo" aprendeu a separar seu corpo mental. Ele foi dito no
início deste livro, segundo a obra do autor, que, na prática isso só é possível se ele tem um
domínio perfeito dos fatos estabelecidos no livro um. O mágico aprendeu a libertar seu corpo
mental e a vagar pela primeira vez na esfera mental do nosso mundo físico. Após a prática
suficiente, ele estendeu suas visitas ao plano astral em torno do nosso mundo físico e depois que
ele se tornou capaz de visitar, com seu corpo mental, de qualquer lugar do nosso mundo físico,
onde ele desejava ou desejado a ser, onde ele queria o seu espírito para ser colocou. Em seguida,
ele visitou os reinos dos elementos, tendo assumido, para o efeito, a forma dos seres dos
elementos por força da imaginação, permitindo-lhes para ver, ouvir e sentir-lo. Um após o outro,
ele visitou o reino dos gnomos, o reino das Ondinas, percorriam as regiões do ar com seus sílfides
ou fadas e, finalmente, viajou pelo reino das salamandras para obter também que a região sob seu
controle. Depois que o mago aprendeu a elevar o seu corpo mental para os aviões, acima de tudo
preenchido com o desejo de chegar à zona anelamento da terra. Depois de algum treinamento de
seu corpo mental subiu para uma posição vertical e o mágico viu-se transferido para aquela zona,
de acordo com o seu desejo.

Tendo alcançado a zona de anelamento a terra, as oscilações dos quais corpo mental do mago
resistiram com sucesso, o mágico foi logo cercado por seres dessa zona. Mais tarde, ele foi capaz
de conhecer, um após o outro, os chefes da zona girdling a terra, esses cujos nomes e selos estão
contidos neste livro, assumindo assim o contato com eles. Eles fizeram o mágico familiarizado com
todos os fatos a respeito dessa zona e ensinou-lhe como ele poderia chegar ao avião ao lado
deles, ou seja, a esfera da Lua. O mago é capaz de valer-se à esfera da Lua sem um guia: ele
deve em primeiro lugar se o seu corpo mental influenciada com a cor da esfera da Lua, ou seja,
obtê-lo tingido branco prateado, com um leve toque de violeta. Assim que ele tem seu corpo
completamente impregnado com a luz acumulada de cor branca e ligeiramente violeta prateada,
ele é novamente levantada em uma posição vertical, desta vez desejando a vagar para a esfera da
Lua. Quando a primeira tentar levantar-se

263
da zona de anelamento a terra para a esfera da Lua, o mago terá a sensação de um movimento de
rotação. formação repetida terá essa sensação de tontura dele, ea sensação de pressão na região
do plexo solar também irá cessar. A elevação em si é instantânea: de repente o mágico
encontra-se em um mar de luz de uma cor prateada-violeta e já está colocado para a esfera da
Lua. Seu desejo de entrar em contato com as inteligências lá não continuam por cumprir. Se o
mago pede, neste vibração de cor prateada, para uma das inteligências mencionadas e descritas
neste livro, ele irá em breve vê-lo aparecer. O contacto é a mesma que na zona de anelamento a
terra.

Se o mago quer um ser de outra esfera para fazer uma determinada coisa, ele deve trabalhar para
fora seus planos primeira na zona anelamento a terra e não deve valer-se à esfera relevantes sem
ter suficientemente ponderou o assunto. Para durante suas operações iniciais sua consciência
normalmente perde sua independência pela diferente vibração de cor da esfera. Apenas por
relação sexual repetida com o mesmo ser que o mago se acostumar com a pressão que ele
experimenta nesse domínio e seu pensamento independente não será mais influenciado por ele,
em grande medida tal.

Após o mago tenha tido experiência com todos os 28 inteligências da esfera da Lua, ele terá se
tornado mestre completo dele e ele pode então mudar a sua influência dentro de si mesmo
aumentando ou diminuindo suas vibrações, a fim de atender a extensão do poder de os seres que
ele está recebendo em contato com. Durante suas visitas iniciais para a esfera da lua o mágico vai
se tornar ciente de que suas 28 inteligências originais possuem um poder de radiação, uma
expansividade interior, que quase paralisa seu corpo mental. De modo a ser capaz de resistir a
esta influência, o mago deve assumir uma vibração adequando as inteligências originais da lua.
Isso é feito por uma condensação apropriado de potência da luz da esfera da Lua, enquanto que o
mágico ainda está na zona de anelamento da terra, pois caso contrário o mago não poderia entrar
em contato com essas inteligências sem temer os efeitos que acompanham de paralisia. Se o
mago tornou-se totalmente familiarizado com a esfera da Lua, ele viaja, em seu corpo mental, para
a próxima esfera, esfera de Mercúrio, depois de ter influenciado seu corpo mental na esfera Lua
com a oscilação amarelo-orangecolour da Mercury, ou seja, depois de ter acumulado a energia de
luz da zona de Mercúrio. Ele então entra em contato com os gênios individuais da zona de
Mercúrio, um após o outro, da mesma forma que ele fez anteriormente com as inteligências da
esfera da Lua. Depois repetiu elevação para a zona de Mercúrio já não é necessária para o mágico
para chegar lá através da esfera da Lua, pois ele agora pode impregnar seu corpo mental com a
vibração Mercury enquanto ainda na zona de anelamento do

264
Terra e ele pode viajar de lá diretamente para a zona de Mercúrio. Se ele consegue entrar em
contato com pelo menos trinta gênios daquela zona, ele é capaz de realizar a elevação para a
zona de Mercúrio em frente do nosso mundo físico, ou seja, realizar a impregnação de cor, ou seja,
a acumulação de energia de luz com o Mercury vibração, sobre o seu corpo físico; e ele pode
diretamente e imediatamente valer-se para a zona de Mercúrio, sem ter que usar a zona de
anelamento a terra ou a esfera Lua como estações de trânsito. Durante a sua relação sexual com
gênios da zona Mercury o mágico não vai sentir um efeito paralisante forte como o seu poder de
radiação, uma vez que a zona de Mercúrio é, de certo modo, análogo ao corpo mental, como foi
mostrado sob o capítulo que trata da hierarquia cósmica. O mago não deve pensar em betaking-se
para a próxima esfera, a menos que ele se tornou mestre absoluto sobre essas três esferas, ou
seja, a zona de anelamento a Terra, a esfera da Lua e da zona Mercury.

A razão pela qual eu presto tanta atenção a estes três esferas é, como já foi salientado, em primeiro
lugar porque a zona anelamento a terra tem uma conexão análoga com o corpo físico, com o seu
destino; em segundo lugar porque a esfera lua tem uma ligação semelhante com o corpo astral, com a
sua maturidade, o seu carácter, o seu equilíbrio, etc .; e em terceiro lugar, porque a zona de Mercúrio
tem uma conexão semelhante com o corpo mental.

Na zona de Mercúrio, o trampolim para viagens para esferas mais altas, a esfera mágico, em
seguida, realiza a acumulação de energia de luz a partir da próxima esfera, a esfera de Vênus,
antes que ele entrega-se a ele. A acumulação do poder da luz da esfera de Vênus deve resultar
em uma cor verde esmeralda maravilhoso. Se ele não se tornou uma vítima das tentações na
esfera Vênus e tornou-se assim um mestre do amor, ele pode colocar-se directamente a partir
deste mundo físico para a esfera em questão. Ele deve, no entanto, realizar a acumulação do
poder da luz da esfera de Vênus em seu corpo mental já ao lado de seu corpo físico.

O mesmo, naturalmente, também se aplica para a próxima esfera, esfera Sun, que é a esfera que
é mais difícil de alcançar, como os seres de toda essa esfera tem uma forte acumulação de luz de
tal forma que o mágico que não previu um acúmulo suficiente de a potência da luz do Sol, ou seja,
uma acumulação equivalente ao sol de incandescência, não pode resistir às vibrações da génios
dom Se o mago entrou em contato com um gênio do Sol sem ter suficientemente se preparou por
uma impregnação de luz apropriada de seu corpo mental, o poder brilhante de raios de luz iria
jogá-lo de volta em seu corpo físico e sua matriz mental seria, como consequência , perder a sua

265
equilíbrio; e desarmonias seria o resultado inevitável. Tais desarmonias logo se tornaria óbvio,
vários efeitos de acompanhamento no corpo astral, às vezes até mesmo no corpo físico. Sob
certas circunstâncias um colapso nervoso seria o resultado. Mas também outras desvantagens
psíquicas pode aparecer. Portanto, o mago vai considerar minha advertência absolutamente
necessário e perceber que não é possível valer-se a outras esferas sem conhecer as suas leis de
analogia e sua aplicação e sem ter um bom conhecimento da magia de evocação. Após tendo
obtido a esfera Sun absolutamente sob seu controle, o mágico vai visitar a esfera ao lado de Marte.
A fim de evitar qualquer perigo desde o início, apenas os nomes, não os selos, das inteligências
dessa esfera têm sido publicados neste livro. A esfera de Marte tem uma vibração de luz de uma
cor vermelho-rubi. Isto significa que a acumulação do poder de luz para o corpo mental também
deve resultar em uma cor vermelho-rubi. Cada mágico que aprendeu a dominar a esfera Sun, sem
quaisquer riscos podem visitar todas as esferas que estão além do que, um após o outro, com uma
única exceção: a esfera mais perigoso de Saturno. Visitas a esfera de Júpiter são realizadas da
mesma forma, exceto para a acumulação de energia de luz, que deve resultar em uma cor
azul-celeste.

Caso o mago também querer visitar a esfera de Saturno, ele deve realizar a acumulação adequada
de energia de luz para seu corpo mental em uma cor violeta escuro. Em relação à esfera Urano, a
acumulação de energia de luz para o corpo mental tem que ser de cor lilás, e para visitas a esfera
Plutão, a última esfera de significado, tem que ser colorido em um cinza claro.

As outras esferas são incolores. O mago que procedeu até aqui e aprendeu a realizar o acúmulo
de poderes luz das esferas pode visitar os outros planetas sem qualquer coloração especial de seu
corpo mental e entrar em contato com as inteligências que vivem lá. Assim que ele se aproxima da
esfera ele pretende visitar, ele perceberá, por força de clarividência transcendental, a cor dessa
esfera, sendo, portanto, capaz de transportar através da acumulação adequada de energia de luz
no universo, antes de entrar na esfera de questão. Existem oscilações as cores que não podem ser
comparados com qualquer uma das cores conhecidas por nós e que, portanto, não podem ser
descritas. No entanto, o olho transcendental vê-los e pode causar a oscilação de luz adequada
para ser evocado no corpo mental, tornando o contato com essa esfera e os seres que ali vivem.
Esta breve descrição pode ser suficiente para iniciar o genuíno. Detalhes a este respeito nunca
foram publicados na literatura hermética, e até agora apenas alguns iniciados estão familiarizados
com este conhecimento. A esfera mágica que aprendeu a realizar

266
por tudo isso na prática, sabe que os capítulos anteriores não contêm histórias de fantasia, pois ele é sido
capaz de convencer-se da verdade, sempre que ele deseja. Eu tenho escrito para baixo apenas a minha
experiência pessoal.

13. mágico Talismanology

Na Parte I deste livro instruções curtas para a acusação de talismãs e amuletos foram dadas
juntamente com dicas para a sua aplicação prática. Parece, no entanto, necessário lembrar ao
leitor algumas instruções aqui, acrescentando-lhes outros que podem ser novos para o mágico.
Neste último capítulo eu decidi escrever sobre magia talismânica e esses detalhes que têm de ser
considerados. Muito já foi escrito sobre talismãs ainda muito mais poderia ser dito sobre ele do
ponto de vista hermético, embora eu devo cortar curta aqui por razões técnicas. O mago
experiente irá encontrar tudo o que é dito sobre este tema familiar e compreensível. Olhando para
ele, do ponto de vista hermético, um talismã é o meio, o meio ou material forma, através da qual
uma força, uma faculdade, uma potência, uma influência, etc, podem ser ligados. Existem várias
maneiras para a ligação de um tal força. Mas primeiro algumas palavras sobre talismãs.

O mágico aprendeu a entrar em contato com um ser, uma inteligência, um gênio, etc. Ele foi
mostrado os quatro possíveis maneiras:

1. viagem mental, 2. evocação, 3. relação sexual passiva, como descrito no livro "Iniciação ao
Hermetismo" no capítulo lidar com o espiritismo, e 4. talismãs.

Como para a forma do talismã, ele pode ser uma peça de joalharia, um anel, uma pedra, uma
amuleto, um medalho, etc. Mas também outras formas podem ser escolhidas para talismãs; os
acima mencionados são, no entanto, os tipos usuais. A melhor maneira para o mago de ir sobre ele
é fabricar o talismã por si mesmo, desde o início, ou seja, de seu estado fluido, como metal fundido,
até a sua carga.

Se isso não for possível, se o mágico falta 'a habilidade necessária, etc., ele deve ter o talismã
fabricados por outra pessoa, mas apenas na sua base, sua forma crua. Após o talismã foi posta
em sua forma pretendida, o mago começa com a magia talismã real, fazendo um talismã genuíno,
um meio genuíno, fora dele. O selo da inteligência que o mágico quer entrar em contato com é
gravado sobre o metal. Se o mago não pode fazer isso mesmo, ele pode tê-lo feito por um
consciente

267
gravador ou ourives. O objecto a ser usado como talismã ou amuleto está agora pronto para ser
impregnado mágica. O mago pode também, se ele quiser, levar em consideração a assinatura
astrológica ao preparar, respectivamente impregnação, o talismã. A riqueza da literatura
astrológica existente irá tornar mais fácil para ele trabalhar fora estrelas influências favoráveis. Ao
escolher o metal para o talismã, a analogia astrológico do signo zodiacal relevante tem que ser
considerado. Uma vez que os signos zodiacais também foram mencionados no capítulo que trata
da hierarquia das esferas, será fácil escolher o tipo de metal que é apropriado para o sinal zodiacal
do gênio que foi selecionado pelo mago. Mas também é possível escolher metais em analogia com
as esferas planetárias (ver tabela abaixo).

O melhor de metal pode-se usar para os seres, gênios e inteligências de todas as esferas é o chamado
Electro Magicum, uma liga dos metais que são apropriados para todos os planetas, como descrito no
primeiro livro do autor "Iniciação ao Hermetismo", nos capítulos que tratam de condensadores fluidos.
Uma tal liga é mais adequado para os seres da zona de anelamento a terra e para os seres dos
elementos do reino de elementos. Mas também madeira, de madeira dura, ou o chumbo pode ser
utilizado para a zona que cinta a terra.

Em relação à esfera da Lua e suas 28 inteligências, prata deve ser usado para produzir o talismã.
Isso é feito de acordo com as leis planetárias de analogia.

Para o Mercury uso zona de bronze para a


esfera de cobre Venus para a esfera de ouro
Sun para a esfera de ferro de Marte para a
esfera estanho Jupiter para a esfera de
chumbo de Saturno

Para o estanho ou outras esferas de prata pode ser usado. As analogias dadas acima em relação
aos metais que ser escolhido para a produção de talismãs são de natureza geral. Eles só devem ser
tomados em consideração pelo mago que quer trabalhar com analogias astrológicas. O mago bem
treinado e experiente irá, em geral, encontramos dois tipos de metais suficiente, ou seja, ele vai usar
ouro para seres de prevalecente caráter elétrico e prata para os seres de caráter magnético. Ele usa
ambos os metais para os seres neutros, por seres que não são nem ativa nem passiva, que nem tem
um elétrico, nem um fluido magnético. Neste caso, duas pequenas placas, iguais em tamanho, uma
feita de ouro o outro feito de prata, têm de ser soldadas em conjunto, de modo que um lado do
talismã

268
é de ouro, outra de prata, - se o talismã tem, por exemplo, a forma de um pingente.

No entanto, para um bom iniciar e uma esfera mágico experiente a questão da escolhendo o tipo
certo de metal é de menor importância. Ele é capaz de impregnar magicamente e com sucesso
qualquer objeto com uma inteligência de qualquer esfera, desde o contato mágico e a impregnação
dos objetos o mago escolhe dependerá de seu desenvolvimento mágico e maturidade.

Adeptos geralmente têm apenas um metal favorito, que eles preferem a cobrança com
inteligências: eles usam ouro puro. Mas, é claro, isso não é realmente necessário. Qualquer tipo
comum de talismã, com uma impregnação magicial perfeito, faz o mesmo dever, como o produzido
de ouro ou jóias puro.

A próxima coisa que o mago tem a fazer é realizar a impregnação mágico do talismã. Este é o
trabalho mais importante quando a carga um talismã, pois é por esse ato que o talismã torna-se
implementar o apropriado para entrar em contato com o ser ou inteligência o mágico tem em
mente. Abaixo o mágico vai encontrar um exemplar do procedimento para a realização de uma
impregnação mágico.

Depois de ter escolhido o ser, gênio ou inteligência que parece servir seus propósitos, devido às
suas qualidades mágicas ou outros, é melhor começar com um ser da zona de anelamento a terra,
e depois de ter gravado o seu selo sobre o metal escolhido para este efeito, o mago tem de libertar
o talismã pelos quatro elementos de todas as influências desfavoráveis ​que mentalmente se
agarrou a ele, quando foi materialmente formada em forma. Isso é feito por balançando o talismã
algumas vezes durante uma vela acesa com a imaginação que a chama queima, ou seja, destrói,
todas as influências negativas.

Além disso, o talismã tem de ser mergulhada num copo cheio com água pura, onde ele tem de
permanecer durante um dia inteiro, o mágico tendo concentrou-se no desejo de que a água pode
extrair dela quaisquer más influências. Depois de um dia mágico toma o talismã para fora da água
novamente, jogando o último acabar com o desejo imaginativa que todas as influências
desfavoráveis ​fluirá afastado com ele. Agora ele balança o talismã através do ar em movimentos
rotativos, concentrando-se na imaginação que também o elemento do ar vai tirar todas as
influências negativas do talismã.

Em seguida, o mago coloca um punhado de terra em um pedaço de papel de filtro ami, depois de ter adicionado o
talismã para ele, ele rola-lo juntos, para que ele possa segurá-la no

269
a mão dele. Agora ele deve concentrar-se na ideia de que também o elemento da terra, que agora
envolve o talismã, vai rasgar longe de todas as influências negativas que podem ainda se agarram
a ele. Após o mago tem-se concentrado profundamente o suficiente e chegar à convicção de que
os últimos influências desfavoráveis ​ter sido puxado para fora do talismã pelo elemento da terra,
ele pega o talismã da terra, limpa-lo com um pedaço de pano que não tem sido usado antes e
envolve-lo em um pedaço de seda violeta escuro. O papel de filtro e a terra que foi usado para esta
operação deve, então, ser enterrado longe em um lugar que não é facilmente acessível. Durante
este procedimento o talismã foi limpa, do ponto de vista hermético, com a ajuda dos elementos:
isto significa que nenhum elemento se agarra a ele por mais tempo, e que, portanto, nenhum
elemento irá influenciar a sua carga.

Se o mago quer incluir aspectos astrológicos, ele irá manter o talismã na seda violeta escuro até
que as abordagens astrológicas hora. Quando essa hora chegou, ele irá realizar a carga do
talismã. Ele vai voltar a desenhar o selo gravado com uma agulha nova, concentrando-se o desejo
de que por este desenho re- ele proíbe interesses ou a atenção do ser para o objeto antes dele.
Durante este procedimento, o mago pode, mais uma vez, repetir em sua mente o nome da
inteligência em questão e imaginar que a inteligência é a transferência, nesse momento, a sua
influência para o talismã. As preparações físicas, a "entrar em contato", como é chamada a partir
do ponto de vista hermético, já chegou ao fim; o primeiro passo de impregnação magia foi feito.
Agora existem muitas possibilidades de carga.

A maneira mais eficaz de carga é realizado por evocação, ou seja, convocando a inteligência antes
do círculo mágico por rituais apropriados e por pedindo-lhe para aprovar o talismã deitado em ou
antes do círculo mágico, ou seja, a promessa do portador do talismã para ajudá-lo a qualquer
momento. Se a inteligência dá a promessa de fazer o portador do talismã este favor, o mágico
conseguiu o que queria e o talismã foi assim cobrado. No entanto, o mago deve certificar-se de
que antes de usar o talismã ele toma todas as medidas que a inteligência poderia tê-lo
recomendado. Para a inteligência pode, por exemplo, tomar precauções, pedindo o portador do
talismã para fazer algum tipo de ritual com ele todos os dias, para falar certas fórmulas sobre o
talismã, ou para chamar a certos sinais com ele, ou para citar alguns nomes necessário para a
manutenção do talismã, ou para manter algumas coisas em segredo, e assim por diante.

Se tudo o necessário foi levado em consideração quando o talismã foi acusado, seu portador pode
alcançar os mesmos efeitos com ele como mentira poderia fazer por

270
contatos pessoais que ele poderia ter iniciados por viagem mental ou evocação. O modo acima de
carregamento um talismã é um dos métodos mais eficazes para a impregnação talismânico para
entrar em contacto com uma certa inteligência. Mas, geralmente, acontece que a inteligência em
questão - quando esse método é usado para entrar em contato com ele - só envia seus agentes
subordinados a tê-los ligados ao talismã e seus nomes revelados ao portador. Os efeitos
desejados são depois trazidas por eles sempre que seus nomes são pronunciados ou um certo
sinal concertada é dado.

Outra maneira para impregnar um talismã é a seguinte: O contato com a inteligência é absorvido
pela imaginação repetida de suas qualidades; o mágico tem que se concentrar essas qualidades
para o metal, ele tem que ter em mente que neste caso o tempo, o espaço e os efeitos são
terminadas. Este método de impregnação torna necessário que o mago ter confiança imperturbável
e ele deve, além disso, tem poder mágico suficiente para forçar a inteligência para fazer a sua
vontade, ou seja, para produzir os efeitos desejados. Outra possibilidade é realizar a impregnação
com a ajuda de um ritual. Isto é feito por desenho do selo da inteligência no ar com o talismã na
mão e concentrando-se a realização dos efeitos que são para ser provocada. O Cabalista, no
entanto, está ciente do fato de que tal ritual teria que ser repetido pelo menos 462 vezes antes de o
contato desejado é efectuado e o talismã realmente torna-se magicamente eficaz.

O seguinte método de impregnação é o chamado carga com volts mágicas, utilizando, para este
fim, o fluido electromagnético. O volt é carregado, após a sua criação, com um fluido
electromagnético. As qualidades da inteligência em questão estão concentrados no centro do volt
com a ajuda da imaginação, a confiança imperturbável e seguro de energia, e estão tão
condensados ​por ação repetida que o metal do talismã absorve o volt. Quando o processo de
carregamento por volts é repetido, o mágico tem a concentrar-se no desejo de que a inteligência
em questão está ligado a que volts particular e que ele irá provocar por isso as causas desejadas
no Âkâsha-mundo, e com eles o efeitos desejados.

Não há outra maneira de carregar um talismã: o de magia sexual. Mas, para evitar qualquer uso
indevido, este método não é tratado em detalhes aqui. O mago que foi iniciado nos altos mistérios
e para quem, portanto, tudo é limpo e sagrado, será, sem dúvida, saber como o mais e menos no
homem e na mulher pode ser usado para a impregnação mágica de um talismã com a ajuda de
volts.

271
O método Cabalista é a última forma possível para impregnar um talismã. O mago que foi iniciado
na Kabalah pode valer-se deste método. Ele pronuncia o nome de
a inteligência em questão
Cabalisticamente sobre o talismã que foi preparada para ser carregada. Por esta ação qualidades
da inteligência são transferidos para o talismã.

Os detalhes de uma carga de Cabalista magia tão grande de um talismã será conhecida a todo
iniciado que tenha seguido todas as instruções até este ponto e que aprendeu a entrar em contato
com qualquer inteligência, não importa de qualquer esfera possa pertencer, desde que ele foi
ensinado por algumas inteligências sobre a Kabalah.

Meu terceiro livro, intitulado "A Chave para a Verdadeira Cabala", no entanto, dar ao leitor os
detalhes a este respeito. Tanto sobre a impregnação e recarga de talismãs, ea base de
talismanology mágico. O leitor maduro vai encontrar esta informação suficiente, para os imaturos
esta ciência vai ter permanecido em segredo.

272
EPÍLOGO

I em anexo entregar o meu segundo trabalho para o leitor, o perito e o mágico esfera na tomada.
Este trabalho descreve claramente a prática da segunda carta de tarô, eu já apontaram que eu
poderia descrever muito mais amplamente o conteúdo de todos os capítulos - se isso poderia ser
possível a partir de razões puramente técnicas.

Quem, guiado pelo meu primeiro trabalho "Iniciação ao Hermetismo", adquiriu o estágio necessário de
maturidade pelo estudo consciencioso e pela formação espiritual, vai encontrar o conteúdo deste
trabalho totalmente suficiente para a prática adicional. Por relações sexuais com inteligências
individuais das esferas - seja por viagem mental ou por evocação - será dado o mágico madura a
chance de alcançar o pico mais alto da magia e da Kabalah, se ele optar por seu iniciador de uma
inteligência congenial - estar, gênio - trabalhando de acordo com sua direção e práticas estabelecidas
idade. Claro que o mago não irá manter a uma única inteligência, mas ele vai viajar mentalmente
através todas as esferas, bem como vir a conhecê-los sugestivamente.

Eu sinceramente pode congratular esses magos esfera que, por força deste trabalho passaram por
praticamente todas as esferas, dominando as suas forças e estabelecer contactos; pois eles têm
avançado uma parte justa no caminho para a perfeição. Já será uma satisfação para mim para
ajudar aqueles que são para o presente apenas teoricamente interessados ​- para que eles terão
muito ampliado seus conhecimentos teóricos depois de olhar meu trabalho. Assim, cada leitor, cada
teórico, e acima de tudo, todos os interessados ​no conhecimento secreto, virá à convicção de que a
magia e, especialmente, esfera mágica, não é bruxaria ou magia, mas o pico de conhecimento
atingível, superando todas as outras ciências intelectuais e sendo o muito coroa de sabedoria.

Aqueles que não são maduros e, assim, não pode conceber, mesmo teoricamente, muito menos praticamente -
este conhecimento elevado, vai se tornar consciente de sua falta de maturidade e vai abster-se de qualquer
crítica.

Mesmo que apenas alguns seres humanos são capazes de passar por este curso, o meu segundo
trabalho terá cumprido a sua finalidade. Para os meus livros não pertencem à literatura que só é lido
e que depois é deixado para ficar coberto com poeira nas bibliotecas e cantos de estantes; muito pelo
contrário, minhas obras são distined para servir como um guia e ajuda para aqueles que têm crescido
a hermetics e alta Adepto através dos séculos vindouros. No decorrer de milhões de tempo dos seres
humanos vai continuar com os métodos descritos de ensino,

273
colocá-los em prática para promover o seu próprio desenvolvimento e se esforçam continuamente a
perfeição.

O autor

274
parte III
ILUSTRAÇÕES

275
345
346
347
348
349
350
376
416
419
420
421
422
423
424
425
426
427
428
429
430
431
432
433
434
435
436
437
438
439
440
441
442
443
444
445
446
447
448
449
450
451
452
453
454
481
482
483
484
485
486
487
488
489
490
491
492