Você está na página 1de 3

Transformações fisiológicas e emocionais durante a Gravidez

Transformações
ransformações fisiológicas e emocionais durante a Gravidez

Figura 1

A notícia da gravidez traz consigo um conjunto de transformações sociais, emocionais e físicas. Não existem
gravidezes
zes repetidas. Em cada momento, são processos fisiológicos e emocionais ÚNICOS que devem ser
valorizados pelo profissional
al no seu todo e não em partes, numa intervenção em saúde e bem-estar.
bem Na
maioria das situações, ocorrem fisiológica e emo
emocionalmente de forma natural, sem originarem patologias e
intercorrências obstétricas.
1- A prática de exercício físico, durante os 9 meses de gravidez está ainda envolta em crenças
comportamentais (ex. acr
acreditar nos benefícios), normativas (ex.
ex. opinião
opi das pessoas
significativas) e dee controlo (ex. limitação física
física, restrições). O conhecimento alargado e
aprofundado do profissional sobre as diferentes alterações que uma gravidez transporta, pode
transformar as barreiras em fac
factores facilitadores de sucesso, na promoção da Saúde da Mulher
Grávida.

2- A gravidez é considerada como o período de maior desafio na vida humana. Produz as


modificações
icações corporais mais rápidas, em termos qualitativos e quantitativos. O primeiro
p grande
sistema a ser modificado
cado é o Endócrino. A Mulher é,, sem dúvida, um cocktail hormonal. O
Sistema Hormonal
ormonal vai alinhar TODOS os sistemas fisiológicos, de forma a gerar a adaptação
necessária de cada um ao longo dos três trimestres e atingir a meta final:: o trabalho de parto. As
concentrações de progesterona, estrogénios, relaxina e oxitocina são as protagonistas da
cascata das modificações fisiológicas e emocionais da Mulher.

www.formacao.clinicadasconchas.pt 1
Transformações fisiológicas e emocionais durante a Gravidez

3- Em relação ao Sistema Cardíaco


ardíaco materno, temos um incremento da FC de 30 % e de um volume
sanguíneo total de 40–45%
45%.. O aumento dos glóbulos vermelhos não acompanha o aumento da
volémia, originando uma diminuição do hematocrito, descrito como a Anemia Fisiológica da
grávida. O efeito relaxante nas válvulas condiciona o retorno venoso distal, originando os
habituais edemas nas extremidades dos membros.

4- O Sistema Respiratório
espiratório apresenta alterações estruturais e funcionais tais como: no trato
respiratório superior uma hiperemia, edema, excessiva secreção das mucosas o que p
pode
originar maior incidência de obstrução superior. A expansão uterina para a cavidade abdominal
origina um aumento da pressão abdominal e consequente decrésci
decréscimo
mo da expansão abdomino
diafragmática, descrita
rita de 4cm na posição vertical
vertical, e uma horizontalização
horizontalizaç da grelha costal,
havendo uma compensação do diâmetro transverso costal de 2cm, a circunferência toráxica
costal compensa com um aumento de 5 - 7cm.

5- As modificações metabólicas mais significativas verificam


verificam-se
se num incremento das proteínas nos
tecidos. Os carbohidratos acumulam
acumulam-se nos músculos e na placenta,
enta, o corpo materno acumula
também minerais fundamentais para o crescimento fetal como cálcio, fosfatos, potássio e ferro.
De realçar que a gravidez é uma experiência diabetogênica. Os fatores responsáve
responsáveis por esse
efeito diabetogénico são as hormonas placentares (lactogen placentário), principalmente na
segunda metade da gravidez, existindo uma diminuição da sensibilidade materna à insulina.
Existem recomendações quanto ao aumento ponderal baseados nas variações individuais do IMC
da Mulher antes de engravidar. As alterações no comportamento alimentar tem uma forte
interligação com o suporte emocional e a saúde mental da Mulher&Mãe. O acompanhamento
nutricional individuall será um aliado ao exercício/a
exercício/atividade
idade física para a promoção da Saúde da
Mãe e do bebé.

6- Quanto ao Sistema Postur


Postural / Muscular podemos verificar:
O crescimento uterino e fetal da posição pélvica para o abdominal originam adaptações
constantes no aparelho locomotor. A deslocação do centr
centroo de gravidade, uma base de
sustentação alargada, um aumento de carga funcional semanal, um aumento da relaxina na
cintura pélvica, um core desequilibrado originam adaptações constantes da postura, do
movimento e da respiração ao longo da rotina diária nos vários eixos. Várias sintomatologias

www.formacao.clinicadasconchas.pt 2
Transformações fisiológicas e emocionais durante a Gravidez

podem ocorrer na história clínica obstétrica, sem o devido equilíbrio postural, respiratório e
emocional.

Uma intervenção bem fundamentada nas alterações fisiológicas & emocionais & sociais é um dos factores
preponderantes na prevenção de várias patologias recorrentes do foro físico (ex: obesidade, diabetes,
hipertensão, incontinência urinaria, raquialgias) & mental (ex: depressão, ansiedade, stress).

Em resumo, a gravidez abre uma janela de oportunidade par


paraa os profissionais de saúde e bem-estar
potenciarem a promoção da saúde Mulher & bebé.

AUTORA
Maria João Alvito

Formadora Centro Formação Clínica das Conchas

Formadora nacional e internacional na área da saúde materno Infantil


Fisioterapeuta coordenadora no Olá Mamã-Lisboa
Lisboa

Maria João Alvito formadora no curso “Curso Exercício Físico na Gravidez e na Recuperação do Parto”
Parto e no
módulo: “Prescrição Exercício Físico na Gravidez”, que se insere no “Curso Avançado em Populações
Especiais”. Mais informações em formacao.clinicadasconchas.pt/
formacao.clinicadasconchas.pt/pt

Contactos e mais informações:


formacao@clinicadasconchas.pt
formacao.clinicadasconchas.pt
@formacao.clinicadasconchas
@formacaolinicadasconchas

www.formacao.clinicadasconchas.pt 3