Você está na página 1de 44

Dialux Evo

Cálculo de Iluminação artificial para ambientes

w w w . l i d l d . c o m . b r
w w w . l i d l d . c o m . b r
Resumo do curso
O objetivo principal do curso é apresentar a ferramenta completa de cálculo, o software Dialux versão Evo, mostrando
desde como executar cálculos rápidos úteis para o dia a dia dos profissionais que precisam atender os níveis exigidos em
norma até aqueles que pretendem usar a ferramenta como auxílio de apresentação, tanto técnica como ilustrativa.

Coordenador
Eder Ferreira, arquiteto formado pela Faculdade de arquitetura
Mackenzie e titular do escritório LID Design de Iluminação, tem atuado
na área de projetos luminotécnicos nos últimos 12 anos, trabalhando de
maneira intensa em diversos softwares de cálculo e simulação voltados
para iluminação, treinamentos de conceitos luminotécnicos em geral,
desde o básico até as atuais tecnologias LED e soluções em
iluminação para as mais diversificadas tipologias de arquitetura. Possui
diversos cursos complementares na área e tem participado de
seminários nacionais e internacionais sobre a matéria.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Programa

• Situação do software no mercado mundial • Nova interface


• Principais características do software • Criação e dimensionamento de ambientes gerais
• Análise comparativa • Importação de arquivos CAD 2D (auxílio de construção)
• Montagem e inserção de objetos, equipamentos e texturas
• Explanação sobre a relação do software e • Inserindo luminárias de arquivos externos
normas vigentes de iluminação de interiores • Gerenciando bibliotecas de fabricantes
ISO CIE 8995-1 • Inserindo ferramentas de análise e leitura
• Iniciando a fase de cálculos.
• Análise por cor, por grid e por isoiluminância
• Geração de relatórios e seleção de informações
• Renderização

w w w . l i d l d . c o m . b r
Sobre o Dialux Características

O Dialux, software desenvolvido pela empresa alemã Foi criado para ser ferramenta digital de fabricantes de
Dial, sediada na cidade de Lüdenscheid, a luminárias.
aproximadamente 170 quilômetros a noroeste de
Frankfurt, na Alemanha. ferramenta gratuita.

O software foi criado lançado em versão de avaliação Software completo, que faz desde a modelagem,
em abril do ano passado e, em outubro a versão final 1 cálculos rápidos e apurados de iluminação e artificial,
foi aberta ao público. até a renderização para apresentação final.

O software Dialux 4 é usado por mais de 500.000


pessoas em mais de 180 países ao redor do mundo.
Por isso a Dial irá desenvolver em paralelo os dois
software pelos próximos 2 ou 3 anos até que o Evo
esteja apto a substituí-lo.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Analise comparativa Relação com as Normas vigentes

Hoje existem muitos softwares no mercado para cálculo Hoje a norma vigente de iluminação de interiores no
de iluminação artificial e natural. Normalmente os que Brasil NBR ISO CIE 8995-1, norma internacional
são bem completos e abertos são pagos e não são publicada originalmente pela Commission internationale
baratos, sendo que em alguns casos tem interfaces de l'éclairage (originalmente em francês), em português
complexas e requerem uma grandes quantidades de Comissão internacional de Iluminação, hoje com sede
horas trabalhadas, outros que são gratuitos não são tão em Vienna, na Austria.
completos no que se refere as ferramentas
disponibilizadas e também a quantidade de informação O Dialux por ser um software alemão, já está
possível de se obter e apresentar ao cliente. construído baseado nas principais normas vigentes na
Europa, as quais em sua grande maioria utilizam como
base a ISO CIE 8995-1, ou seja, antes mesmo da
nossa norma ser atualizada, o software já estará pronto
para isso.

w w w . l i d l d . c o m . b r
NBR 5413 ISO CIE 8995-1

Apresenta sempre 3 níveis possíveis para cada Uma norma muito mais abrangente, apresenta apenas
ambiente, onde uma regra apresentada no início da um valor para cada ambiente, mas ter um critério
norma onde itens como idade e precisão da atividade similares baseado em atividade e precisão que pode
definem qual dos três valores deve ser utilizado. elevar ou diminuir um degrau em escala apresentada.

A NBR 5382 é a norma que define como e com quais Apresenta também os níveis de Ra (índice de
critérios esses valores devem ser medidos in loco reprodução de cor) mínimo que cada tipo de ambiente
deve seguir.

Também recomenda que se siga um sistema de


avaliação de ofuscamento dos equipamentos utilizados
para determinado ambiente, chamado UGR (Unified
Glare Rating, em português, Avaliação Unificada de
Ofuscamento), o que mudará significativamente a
qualidade da iluminação dos ambientes e também a
base técnica apresentada pelos fabricantes.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Dialux Evo

Nova ferramenta para


cálculo integral de luz
artificial (interna e externa
juntas)

w w w . l i d l d . c o m . b r
Menu de texto
Interface

Seleção de modo. Seleção de cenas

Seleção de
vistas CAD
+
Opções de
visualização

Seleção de
ferramenta

Opções da
ferramenta

Área de
trabalho

Barras de status

w w w . l i d l d . c o m . b r
Vamos ao software e aos exercícios!

w w w . l i d l d . c o m . b r
Iniciando o projeto.

Utilize uma das 3 opções para criar


um novo projeto.
Você pode criar uma área varia,
importar um arquivo DWG ou criar
uma sala com tamanhos pré
definidos.

Com a ferramenta “terreno”


habilitada, clique em desenhar
nova edificação.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Clique nos pontos do contorno
externos das paredes para
delimitar o edifício.

Clique o botão direito e clique em


fechar polígono.

Após a conclusão, dê nome ao seu


edifício e clique em “gerar
emissões para esta edificação”.

Nas abas “propriedades” e


“manutenção” e “plano de fundo”
você poderá ajustar o perfil de uso
da edificação, os valores de
manutenção e a base de CAD que
está no usando para a construção
do seu modelo.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Criando ambientes internos

Após criar o seu edifício, o


software automaticamente também
criará o seu Andar 1 e irá para a
ferramenta de andares.

Clique no botão “Desenhar novos


contornos de ambientes internos”,
selecione o edifício e desenho a
sua sala clicando nos pontos
internos da paredes.

Você pode desenhar 1 ou mais


salas por andar.

Dica: Para renomear as salas, vá na


última ferramenta “visão geral do
projeto”, selecione a sala na árvore,
clique duas vezes e renomeio o
ambiente.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Criando aberturas

Use a ferramenta aberturas do


edifícios para adicionar portas e
janelas.

Você pode usar a ferramenta de


recorte para adicionar
aberturas vazias (sem esquadrias).

Adicione todas as portas, janelas e


recortes do edifício.

Dica: a ferramenta de corte é muito


versátil e pode lhe ser útil para várias
situações, como abrir espaços em
formatos diferenciados e também
recortar lajes entre andares.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Criando aberturas

Você poderá usar a ferramenta de


copiar ao longo de uma linha
disponível na dentro da ferramenta
copiar e distribuir.

Basta selecionar o primeiro


elemento a ser copiado para usá-lo
como referência.

Esse processo servirá para copiar


qualquer tipo de objeto, luminária
ou elementos de apoio.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Salvando vistas

Após criar todas as aberturas,


clique na ferramenta de vista 3D
.

Você pode salvar a vista


posicionada selecionando a
ferramenta “visões” , clicando
em guardar nova visão. Dê um
nome para a sua vista. Ela poderá
ser usada nos relatórios finais.

Dica: ao lado da ferramenta de vista 3D


existem ícones ocultos de vistas frontal,
lateral, etc. Clique na seta para exibi-
las.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Criando Forros

Para adicionar forro a um


ambiente, clique na ferramenta
forros. Os ambientes ficarão
verdes e o mouse entrará em modo
de seleção. Selecione a sala a ser
inserido o forro e ela ficará azul.

Clique em “Inserir tecto no


ambiente”.

Você poderá alterar as infamações


de altura de entre forro, do pé
direito, espessura do forro e
também criar recuos e fechar as
laterais do forro.

Dica: Você pode desenhar forros


personalizados através da ferramenta
Desenhar novo tecto.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Inserindo móveis e objetos

Selecione a ferramenta móveis e


objetos. Clique no botão selecionar
na parte “objeto activo”, clique em
catálogos e duplo clique em
“Catálogo de objetos – DIALux
evo”.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Inserindo móveis e objetos

Busque pelo objeto desejado.


Você pode procurar na lista
completa que é a que aparecerá
em primeiro lugar no catálogo,
através do campo “procurar do lado
direito superior ou adentrar as
famílias de objetos do lado
esquerdo da tela.

Clique em aplicar para que o objeto


se torne ativo. Feche ou minimize o
catálogo.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Inserindo móveis e objetos

Use uma das várias ferramentas de


inserção que o Evo oferece.

Você pode desenhar um único


objeto, desenhar uma linha com
vários objetos, uma distribuição
retangular, circular ou até mesmo
inserir automaticamente por área.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Inserindo móveis e objetos

Para o nosso exemplo, insira o


objeto “Armchair Wassily” (digite
esse nome em “procurar” na
biblioteca) e, através de “desenhar
distribuição linear”, clique nos
pontos marcados.
Selecione distribuição centro a
centro, altere para 2 objetos e
clique no botão rotacionar.

Insira a mesa central “Barcelona


Low Table” através da opção
posicionar objeto isolado.

Você pode usar as ferramentas de


mover, rotacionar ou escalonar,
localizadas na barra superior para
redimensionar a mesa.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Inserindo móveis e objetos

Para criar o balcão, selecionar na


biblioteca objetos um
paralelepípedo (cubo).
Insira no ambiente, defina a altura
como 1,2m e use a ferramenta de
escalonar para adequar as
dimensões em planta do cubo.

Selecione o cubo, clique o botão


direito> copiar. Direito novamente>
colar. (ou use Ctrl+C e depois
Ctrl+V).

Altere as dimensões Y e Z da cópia


para 2,6 e 1,1m respectivamente.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Inserindo móveis e objetos

Selecione os dois cubos criados.


(selecione um, depois segure Shift,
um sinal de + aparecerá perto do
mouse, selecione o outro cubo).

Vá na ferramenta copiar e distribuir,


na parte “operações booleanas”, na
aba subtrair.

Você verá que apenas um objeto


ficará roxo e o outro vermelho. A
parte vermelha indica o que
sobrará da operação.

Clique no botão subtrair

w w w . l i d l d . c o m . b r
Inserindo cores e texturas

Clique no botão selecionar a abra o


catálogo de texturas Dial.
Digite “wood merbau” no campo de
procura e duplo clique sobre a
imagem. A textura passará a ser a
ativa.

Simplesmente clique, segure a


arraste para cima da superfície a
ser aplicada a textura, ou clique em
pintar material e selecione a
superfície.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Inserindo cores e texturas

Você pode usar as ferramentas


para criar material de cor ou
textura.

Observe que nas características


avançadas irá aparecer
informações importantes como
tipologia do material, grau de
reflexão e espelhamento.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Inserindo luminárias

Todo o processo para inserção de


luminária é muito similar a inserção
de objetos. O que facilita e torna
amigável a interface do software.

Clique no modo luz, na ferramenta


luminárias. Vá em selecionar a
partir de luminária ativa. Veja que,
em catálogos, estão os que foram
adicionados e, no canto inferior
direito da janela, você pode clicar
em outros fabricantes.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Inserindo luminárias

Após clicar em outros fabricantes,


o modo “fabricantes” irá aparecer
na barra superior e todos os
fabricantes que contem pacotes de
catálogo online aparecerão na
base. Um mini browser permitirá
uma prévia do fabricante ou
navegação.

Você pode iniciar o catálogo online


ou baixar o catálogo inteiro do
fabricante.

Também poderá clicar o direito


sobre o fabricante que mais usa e
deixá-lo na lista de catálogos no
menu anterior.
As funcionalidades de cada fabricante depende do
pacote contratado por ele junto a Dial.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Inserindo luminárias

Insira um conjunto de luminárias


usando a ferramenta “desenhar
distribuição retangular”.

Clique em 3 pontos para estipular o


retângulo que está verde na figura
ao lado. Veja que as opções de
distribuição são as mesmas dos
mobiliários.

Você pode importar arquivos externos


de fotometria (ex.: .ies) utilizando o
menu Ficheiro>Importar>Ficheiro de
luminárias... Após o processo de
importação, a luminária ficará ativa.
Luminárias recentemente usadas
ficarão disponíveis no menu histórico

w w w . l i d l d . c o m . b r
Inserindo luminárias

A ferramenta de lâmpadas o
auxiliará na substituição de
lâmpadas de uma luminária (quando
disponibilizado pelo fabricante da
luminária) ou correção do fluxo
luminoso caso seja necessário.

A ferramenta de articulação é ativa


para alguns tipos de bibliotecas de
luminárias especiais. Use a
Alavanca para orientar o eixo ou a
ferramenta “estabelecer ponto de
irradiação” para focar o ponto de
intensidade máxima.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Inserindo luminárias

Selecione um arranjo de luminárias


e a ferramenta de filtros lhe trará
uma gama enorme de filtros de cor,
correção de espectro ou de
temperatura disponíveis no catálogo
de filtros.

Selecione o filtro desejado e clique


em aplicar na base das opções da
ferramenta.

É prudente usar essa função com cautela,


atentando que o filtro escolhido deve ter
correção espectral idêntico ao real a ser utilizado
na luminária.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Inserindo ferramentas de cálculo

Já no módulo de cálculo, selecione


a ferramenta de “objetos de cálculo”.

Vá no botão selecionar e escolha


superfície e depois “desenhar objeto
de cálculo retangular”.

Em parâmetros de cálculo você


poderá escolher vários parâmetros a
serem inseridos na mesma
ferramenta. Os quais serão exibidos
nos relatórios finais.

Escolha quantidade de pontos,


altura de leitura e tipo de distribuição
desejados.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Área de tarefa visual

O software traz ferramentas


próprias para análise através da
norma europeia EN12464 que
também é baseada na CIE 8995-1.

A partir do momento em que a


nova norma entrar em vigor no
Brasil, faremos melhor uso dessa
ferramentas.

Para entender como elas funciona,


use a ferramenta mais comum do
sistema e desenhe uma área
retangular sobre o balcão de
trabalho. O sistema gera a área
principal e a área de entorno
imediato. Veja os resultados nos
relatórios no final.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Inserindo grupos de luminárias e
cenas

Selecione a ferramenta cenários de luz.


O software, por padrão já agrupa as
luminárias, geralmente por arranjos de
luminárias inseridas.

Você pode apagar esse grupos e/ou


criar novos através da ferramenta “criar
novo grupo de luminárias” e também
renomeá-los.

Ao selecionar uma luminária ou arranjo


delas, caso ela não pertença a nenhum
grupo, o sinal de + em todos os grupos
existente ficará ativo para adicionar
luminárias. Caso ela já pertença a um
grupo, o sinal de – ficará ativo apenas
no grupo onde ele está inserido para
que possa removê-lo.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Inserindo grupos de luminárias e
cenas

Após criar e agrupar as luminárias,


você pode ajustar a cena usando os
controles deslizantes dentro de cada
grupo.

Você pode criar uma nova cena ou


duplicar uma existente para iniciar os
ajustes desta.

Você pode, através dos botões ao lado


esquerdo dos grupos, ligar todas as
luminárias, delisgá-las ou agrupar
luminárias com a mesma intensidade.

No quadro cenários de luz você verá a


quantidade de cenas, a que está ativa e
quantas luminárias dentro de quantos
grupos cada cena tem.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Iniciando os cálculos

Finalmente, após todos os ajustes


feitos, selecione a ferramenta cálculo e
clique sobre “iniciar cálculo”.

Perceba que as cenas criadas estão


listadas na caixa cenas de luz e serão
calculas uma em sequência da outra.

Você pode optar por mostrar os


resultados parciais, que lhe trará o
efeito de cada grupo de luminárias
calculado mesmo antes do término
total.

Existe a opção de interromper e


retomar os cálculos iniciados.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Ajustes pós cálculo

Após o cálculo, você poderá alternar


entre cenas usando a caixa no canto
superior direito do software e clicando
no botão do lado direto da caixa para
torná-la ativa.

Poderá inclusive voltar na ferramenta


de cenários de luz e deslizar os
controles de intensidade de luz dos
grupos. O software mudará a
intensidade do grupo na cena final sem
recalcular todo o projeto.

Dica: um projeto com muitos lumínárias pode


afetar o tempo de alternância entre cenas e de
mudança de intensidade dos grupos.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Ferramentas de análise de
superfície

Utilizando a ferramenta “resultados”,


você poder selecionar a face que
desejar (ou mais de uma face segundo
o botão Shift) e adicionar linhas
isográficas ou cores falsas.

Poderá mudar a escala e as cores


estipuladas para cada nível, adicionar
níveis, etc.

Após a seleção de superfícies e


inserção de elementos de análise, você
poderá sair da ferramenta que os
valores e cores permanecerão.

Use a ferramenta de display, ao lado


direito superior da interface para ocultar
e reexibir os resultados.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Ferramentas de análise por cor

Selecione o botão “opções de exibição”


localizado do lado superior direito do
software, conforme indicado.

Abaixo aparecerá a escala de cores


falsas para análise do nível de
iluminância. Você pode alterar também
para luminância clicando sobre cd/m²
na parte inferior direita da tela.

A escala de cores pode ser


customizada conforme sua
necessidade, clicando no botão de
escala também localizado do lado
direito inferior da tela.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Guia de documentação.

A nova guia de documentação do projeto


(relatórios) trás muitas opções de
personalização e customização.

Assim como nas demais bibliotecas, a


ferramenta já trás relatórios pré definidos.
Clique em selecionar e escolha o modelo
que deseja utilizar como base.

Você pode inclusive criar os seus


relatórios do zero ou copiar modelos
existentes. Para isso clique no botão
“criar modelo” ou “copiar modelo”

O botão “aplicar” serve para fixar as


alterações propostas.

Use o botão escolher como padrão para


manter o relatório para futuros usos.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Guia de documentação.

Após clicar sobre “criar modelo” ou


“copiar modelo”, aparecerão as caixas de
seleção ao lado do nome de cada página
de relatório disponível. Use-as para
adicionar ou subtrair páginas do seu
relatório e clique em aplicar para aplicar
ao seu modelo personalizado.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Guia de documentação.

Na ferramenta de “emissões
selecionadas” você conseguirá visualizar
os relatórios selecionados, duplicados ou
criados. Poderá inclusive fazer um ajuste
fino para a seleção clicando no botão
“editar”, onde as caixas de seleção
voltarão a aparecer.

Selecione um relatório para que ele seja


visualizado na tela e suas “configurações
de página” apareceram na parte inferior
da tela. Edite conforme necessidade e
clique no botão “atualizar página” para
que elas sejam visualizadas.

Existem 3 variantes de emissão as quais


você pode configurar para o mesmo
projeto. Lembre-se que a variante ativa
será a impressa no relatório.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Guia de documentação.

Na ferramenta de “informações do
projeto” coloque todas as informações de
projeto, do cliente e também as do editor
do projeto.

Você pode inclusive usar o botão “para


contatos” para armazenar essas
informações para uso futuro ou
selecionar um usuário criado
anteriormente para adicioná-lo
rapidamente ao projeto.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Guia de documentação.

Finalmente na ferramenta “imprimir” você


terá como gerar a emissão da variante
ativa. Clique no botão “fornecer
quantidade de páginas” e as páginas
serão geradas. Você poderá escolher
entre várias configurações como imprimir
o relatório todos ou apenas partes,
tamanho e posição, impressora,
margens, etc.

O cabeçalho e rodapé podem ser


editados e/ou suprimidos para maior
customização do relatório.

Além das opções de impressão, o


software também trás a ferramenta
“guardar como PDF...” para que você
gere o seu arquivo em formato digital.

w w w . l i d l d . c o m . b r
Obrigado pela participação
e contamos com a sua indicação
para novos alunos!
não esqueça de preencher e devolver
o formulário de avaliação do
curso, o qual será enviado a Dial GmbH.

direitos autorais deste material deverão ser preservados. cópia ou distribuição do conteúdo não autorizado.

w w w . l i d l d . c o m . b r