Você está na página 1de 12

História e evolução dos sistemas operativos e

benefícios do uso nas empresas

Uma pesquisa bibliográfica entregue como segundo teste da disciplina


de Conceitos do Hardware e Software do computador

Nome do estudante: Renalto da Paz José Lucas

Curso: Licenciatura em Gestão de Sistemas de Informação

Beira, 20 de Maio de 2020


Introdução
I. Resumo

Sistema Operacional é um programa ou um conjunto de programas cuja função é organizar os


recursos do sistema (definir qual programa recebe atenção do processador, planejar memória,
criar um sistemas de arquivo, etc.)fornecendo uma interface entre o computador e o usuário.

A historia da evolução dos sistemas operativos é bastante complexa e longa e foi acompanhando
o desenvolvimento da arquitectura do hardware dos computadores em que os mesmos iriam
executar sendo possível dividir a historia em 4 gerações podendo as descrever como:

1. Geração de computadores programados directamente em linguagem de baixo nível e sem


algum sistema operacional;
2. Geração do sistema de processamento em lote
3. Geração de desenvolvimento do conceito de multiprogramação
4. Geração de surgimento das estações de trabalho e dos computadores pessoais

O desenvolvimento dos sistemas operacionais mudou completamento a concepção das empresas


no que tange a forma de produção , gestão , mercado e capacidade de facturação dento mudado
de igual modo a concepção do mundo em geral através da facilidade de desenvolvimento de
Softwares diversificados que auxiliam o trabalho do homem e potencializam satisfação das suas
necessidades.

Palavras chaves

Sistemas Operativos; Historia do Desenvolvimento; Vantagens nas empresas


Índice
I. Resumo ................................................................................................................................................. 2
II. Introdução ....................................................................................................................................... 4
II.1 Objectivos ......................................................................................................................................... 4
II.2 Metodologia do estudo ..................................................................................................................... 4
III. Revisão Bibliográfica........................................................................................................................ 5
III.1 Sistemas Operacionais ................................................................................................................... 5
III.2 Gerações dos Sistemas Operativos ................................................................................................ 5
III.3. Descrição historia da evolução dos sistemas operativos ............................................................ 6
III.31. Computadores a Vácuo (1945-1955) ...................................................................................... 7
III.3.2 Multics -1964............................................................................................................................ 7
III.3.3 Unics ou Unix–1969 ................................................................................................................. 7
III.3.4 Unix em –C 1973 ...................................................................................................................... 7
III.3.5. Apple2– 1976........................................................................................................................... 8
III.3.5. PC - MS-DOS–1980 ................................................................................................................ 8
III.3.6 Apple Machintosh–Mac OS –1984 ......................................................................................... 8
III.3.7. GNU – GNU não é Unix–1984 ............................................................................................... 9
III.3.8. Windows–1986 ........................................................................................................................ 9
III.3.9 Minix - 1987 ............................................................................................................................. 9
III.3.10. GNU Hurd -1990 .................................................................................................................. 9
III.3.11. Linux-1991 ............................................................................................................................ 9
III.3.12. Windows NT –1993 ............................................................................................................ 10
III.3.13 Mac RISC – Power PC–1994.............................................................................................. 10
III.3.14. ReactOS – 1997 ................................................................................................................... 10
III.3.15. Windows XP –2001............................................................................................................. 10
III.3.16. Apple Intel – Mac OSX – 2006 .......................................................................................... 11
III.3.17. Android - 2008 .................................................................................................................... 11
III.4. Vantagens do desenvolvimento dos sistemas operativos nas Empresas ................................. 11
IV. Conclusão ....................................................................................................................................... 12
V. Referências bibliográficas ................................................................................................................... 12
II. Introdução

Hoje em dia os dispositivos electrónicos programáveis estão na moda, quase todas famílias do
mundo tem pelo menos um. Este é o fruto da longa historia da evolução dos computadores e
sistemas operacionais que neles rodam conectando o usuário com as fantásticas capacidades e
funções que os computadores nos oferecem no mundo moderno. Graças aos sistemas
operacionais os computadores podem comunicar os humanos sem alguma dificuldade em quase
todas as línguas do mundo. A importância desta historia longa que veio a revolucionar o mundo
é de alta importância ser estudada para compreender os contornos e desafios superados ao longo
dos tempos e prospectar o revolucionismo futuro.

II.1 Objectivos
O presente trabalho tem como objectivo geral: compreender a historia da evolução dos
sistemas operativos e as vantagens que trouxeram nas empresas.

Para tal irei focar o estudo em:

 Conceituar sistemas operativos e descrever sua função em computadores


 Conhecer as gerações do desenvolvimento dos Sistemas operativos
 Rever a evolução histórica dos sistemas operativos desde a descoberta dos computadores
ate a era actual
 Descrever as grandes vantagens da evolução dos sistemas operativos nas empresas.

II.2 Metodologia do estudo


O trabalho baseia se em um estudo bibliográfico e exploratório com intuição de
compreender a trajectória percorrida pelos Sistemas Operacionais desde o inicio do
desenvolvimento das tecnologias computacionais ate os computadores modernos
III. Revisão Bibliográfica
III.1 Sistemas Operacionais

Sistema Operacional é um programa, que serve como ponte entre os aplicativos (software) e a
parte física do sistema (hardware), e tem a função de gerenciar seus recursos (dizer qual
aplicativo terá acesso ao processador, memória, sistema de arquivo, etc) fornecendo uma
interface entre o computador e o usuário.

Um outro conceito interessante é que sistema operacional pode ser definido como um conjunto
de programas especialmente feitos para a execução de várias tarefas, entre as quais servir de
intermediário entre o utilizador e o computador. Um sistema operacional, tem também como
função, gerir todos os periféricos de um computador.

III.2 Gerações dos Sistemas Operativos

Tradicionalmente, os S.O. podem ser divididos, historicamente, em quatro gerações:

1ª. Geração 1945-1955: os programadores desenvolviam o programa e as funções que,


actualmente, estão sob a supervisão do S.O;

 Os computadores só eram usados pelas grandes empresas;


 Os computadores não possuíam sistema operativo;
 A programação era efectuada directamente sobre hardware;
 Em caso de falha o programador tinha de verificar o hardware;
 A velocidade da maquina dependia da velocidade com que o operador conseguisse
trabalhar(carregar os botões, luzes indicadores ..);

2ª. Geração1955-1965: o sistema de processamento em lote, que constituía no


armazenamento prévio de diversos jobs para serem processados sequencialmente no
computador, marcou esta geração. Um job só iniciava seu processamento quanto o seu
antecessor terminava;

 As maquinas executavam automaticamente operações como ler, compilar e executar


programas sem a intervenção do utilizador;
 O papel do operador era introduzir cartões numa das extremidades e recolher os
relatórios na outra
 Apareceram os 10 sistemas operativos Fortrain Monitor System (FMS) e o IBSYS
3ª. Geração 1965-1980: desenvolvimento do conceito de multiprogramação, ou seja, a
partição da memória do computador em diversas parcelas para que múltiplos jobs pudessem
ser executados, dando a sensação para o usuário de um paralelismo não existente. Por
exemplo, enquanto um job esperava por uma operação de E/S (potencialmente mais
demorada), a CPU poderia realizar o processamento de outro job já armazenado na memória;

 Nasceu um dos primeiros S.O capaz de administrar uma família de computadores:


OS/360 da IBM;

4ª. Geração: com o surgimento das estações de trabalho e dos computadores pessoais, o
desenvolvimento de interfaces gráficas se torna comum. As redes de
computadores impulsionam o surgimento de sistemas operacionais de rede e os sistemas
operacionais distribuídos.

 A electrónica permite a integração em larga escala


 Criação de circuitos com cerca de mil transístores por centímetro quadrado de silício

III.3. Descrição historia da evolução dos sistemas operativos


A história dos Sistemas operacionais está directamente ligada a arquitectura dos computadores
em que os mesmos iriam executar.

Imagem I: Sistemas Operativos desenvolvidos ao longo de tempo


para determinadas arquitecturas de computador
III.31. Computadores a Vácuo (1945-1955)
Durante a segunda guerra mundial uma aceleração na evolução dos computadores ocorreu
devido à necessidade de aplicações que pudessem quebrar a codificação das mensagens dos
inimigos.

Neste período alguns pesquisadores como John Von Newman em Princeton, Konrad Zuse na
Alemanha e Howard Aiken em Harvad construíram dispositivos capazes de computar através de
tubos a vácuo, sendo estes equipamentos grandes o bastante para ocupar salas inteiras.

Nesta geração as instruções eram dadas directamente em código de máquina. Não havia
linguagem de programação (nem mesmo linguagem de montagem). E os Sistemas Operacionais
não tinham qualquer funcionalidade, ou seja, não existiam

III.3.2 Multics -1964

Em 1964, com um time de programadores das empresas AT&T (Laboratórios Bell), da General
Electric (GE) e liderados pela Universidade MIT (Massachusetts Institute of Technology)
idealizaram o Multics, um Sistema Operacional, Multi processadores, multi-usuários, múltiplas
interfaces e multi-aplicativos para trabalhar em rede através de terminais. Um projecto muito
além de seu tempo, teve que aguardar alguns anos para entrar em operação, pois na época não
possua hardware para rodar esse S.O. O último sistema em operação foi desligado em 2000.

III.3.3 Unics ou Unix–1969

Em 1969 surge o primeiro Fork da história da informática. Fork é uma bifurcação, ou seja, um
programa com características semelhantes, onde são introduzidas modificações. Ken Thompson
e Dennis Ritche, que trabalhava no projecto do Multics, precisaram reescrever o código, pois
eles haviam criado um jogo - Space War - e queriam dar sequência no mesmo, refazendo o
código para um computador DEC-PDP-7 de 4 kbytes. O nome Unix é um trocadilho com Unics,
que se pronuncia da mesma forma e é devido a UNiplex Information and Computing Service.
Thompson finalizou o trabalho em 1969, com base na linguagem BCPL.

III.3.4 Unix em –C 1973

Em 1973 o próprio Ken Thompson em conjunto com Dennis Ritchie reescreve o Unix em
linguagem C, um marco histórico.

A linguagem C é uma linguagem de programação mais simples de ser entendida por nós seres
humanos, ao contrário do Assembly. Apesar de ser uma linguagem de alto nível, a Linguagem C
permanece pequena, leve e optimizada o suficiente para se escrever um sistema operacional. O
uso da linguagem C é considerada uma das principais razões para a rápida difusão do Unix, isso
permitiu que outras plataformas tivessem maior portabilidade, o que fez com que o sistema
passassem de algumas dezenas de instalações com um crescimento apreciável.. O Unix herdou
do Multics suas Características: Multi-processadores, multi-usuários, múltiplas interfaces e
multi-aplicativos.

III.3.5. Apple2– 1976

Em 1976 Steve Jobs da Apple, teve uma ideia que revolucionou o mundo, um computador
pequeno, portátil e barato o suficiente para que qualquer pessoa pudesse ter um, o apple 2, (o
apple 1 era apenas uma placa de computador ligada a um teclado). O apple 2 rodava um
interpretador basic, gravado em uma memória rom, através de fitas k7 ou disquetes os programas
concebidos em basic podiam ser salvos e carregados de volta ao sistema.

III.3.5. PC - MS-DOS–1980

Em 1980 a IBM (International Business Machines), decide entrar para o mercado dos
computadores pessoais, mas seu computador pessoal, o PC (Personal Computer) assim baptizado
pela IBM, não possuía nenhum programa para rodar nele. A IBM fechou contrato com a
Microsoft de Bill Gates, para ela fornecer o Sistema Operacional de seu PC's. Bill Gates, um
visionário homem de negócios, fechou na época o que é considerado por muitos o melhor
negócio de todos os tempos: vendeu para a IBM, um Sistema Operacional. Bill Gates procurou
Tim Paterson que desenvolveu o QDOS e comprou dele por míseros US$50.000; rebaptizou o
sistema de MS-DOS e vendia a licença de uso para os computadores da IBM. A rápida
popularização dos PC's provocou um crescimento meteórico da então pequena Microsoft. Mais
tarde Bill Gates contratou Tim Paterson para trabalhar na Microsoft: Ao contrário do Unix, o
MS-DOS é um sistema operacional pensado para ser simples, único usuário, só funciona nos
processadores Intel, só executa um programa por vez, originalmente não trabalhava em rede.

III.3.6 Apple Machintosh–Mac OS –1984

Em 1984 Steve Jobs Rouba da Xerox, a ideia de um sistema operacional baseado em objetos
clicáveis com um mouse, e a Apple lança no mercado o Machintosh ou para os mais íntimos
simplesmente Mac. O Mac OS, possui seu código desenvolvido pela Apple, é fechado e
proprietário. O Mac OS foi desenvolvido do zero, desta formas era incompatível com os
programas feitos para o apple 2, o machintosh tornou o apple 2 obsoleto.
III.3.7. GNU – GNU não é Unix–1984

Neste mesmo ano Richard Stallman começa a desenvolver o Projeto GNU (uma abreviação
recursiva em inglês, que significa "GNU Não é Unix"). Surge a Filosofia de Software Livre: o
GNU deveria ter as mesmas características do Unix sem aproveitar seu código; no software livre,
qualquer pessoa pode copiar e redistribuir cópias, modificar o código sem e aprimorar o
programa e compartilhar com a comunidade, além de estudar o funcionamento do programa e
executá-lo para qualquer fim. Essa filosofia baseia-se no fato de que para desenvolver um
programa não é preciso começar do zero, pode-se aproveitar o trabalho de programadores que
vieram antes, a assim, “Crescer sobre o ombro de Gigantes”.

III.3.8. Windows–1986

Em 1986 a Microsoft lança o Windows 1, este nem mesmo era um S.O. Era um aplicativo de
janelas que rodava em cima do MS-DOS. O lançamento do Windows manteve compatibilidade
dos programas feitos para o MS-DOS, e adicionou a interface clicável com mouse. MS-DOS e
Windows praticamente monopolizou o mercado de computadores pessoais. Ao contrário do
Machintosh, não precisava de um computador novo para ter o Windows, bastava instalar 4
disquetes no seu velho IBM-PC.

III.3.9 Minix - 1987


Em 1987 Andrew Stuart Tanenbaum cria o Minix para demonstrar seu livro "Operating
Systems Design and Implementation". O Minix é um Unix-like compacto escrito em 12.000
linhas de código, gratuito e com o código fonte conhecido, roda até mesmo em um 286 com
apenas 16mb de memoria RAM, e é possível rodar através de um "live-CD" sem necessidade de
instalação

III.3.10. GNU Hurd -1990

Começa o desenvolvimento do microkernel GNU Hurd, com atraso de 3 anos por conta de
Stallman preferir esperar a liberação do Mach microkernel do MCU em uma licença compatível
com a GNU/GPL ao invés de usar um BSD-like.

III.3.11. Linux-1991

Em 1991 Linus Torvalds, inspirado pelo Minix, lança publicamente como software livre o
Linux. Posteriormente, faz tão grande sucesso que recebe contribuição de milhares de
programadores ao redor do mundo, grandes empresas também contribuem na programação de
seu código como IBM, Sun Microsystems, Hewlett-Packard (HP), Red Hat, Novell, Oracle,
Google, Mandriva e Canonical , e actualmente o Linux é o kernel mais utilizado, desde
computadores de grande porte, passando por computadores pessoais, DVD player, roteadores,
celulares.

III.3.12. Windows NT –1993

1993 é a data do lançamento do Windows NT. Esse SO da família Windows é o primeiro a


pensar no ambiente de rede e ser independente do MS-DOS. Ele possui um emulador de MS-
DOS em janela, onde também é possível passar comandos para o SO. O Windows NT trouxe o
sistema de arquivos NTFS, o sistema anterior ( FAT ) é funcional e relativamente simples, porém
com o uso provoca fragmentação dos arquivos gravados. O sistema de arquivos NTFS foi
pensado para suprir as deficiências do sistema FAT, bem como passa a trabalhar com
criptografia nativa de dados, múltiplos usuários e suporta tamanhos maiores de discos.

III.3.13 Mac RISC – Power PC–1994

Em 1994 são lançados os Mac's com processadores Power-PC da IBM, de arquitectura RISC.
Essas máquinas surgem de uma aliança entre Apple-IBM-Motorola; devido a mudança de
plataforma, o Mac inteiro teve que ser reescrito; para manter a compatibilidade com programas
escritos para o antigo Mac foi usado um emulador que provocava lentidão; à medida que os
aplicativos foram sendo reescritos para o novo padrão, o emulador deixou de ser usado.

III.3.14. ReactOS – 1997

Um grupo de colaboradores, que em 1996 fazem uma tentativa frustrada de produzir um clone
livre do MS Windows 95, re-iniciam o trabalho, porém agora tendo como meta o MS Windows
NT. É um sistema operacional livre que se beneficiou de bastante código do projeto Wine
("Wine Is Not an Emulator), outro projecto de software livre. Actualmente, embora execute
muitos softwares de destaque, continua inadequado para ambiente de produção (2015).

III.3.15. Windows XP –2001

Em 2001 é lançado o Windows XP; as implementação do Windows NT direccionadas ao


ambiente corporativo chegam ao usuário doméstico; o MS Windows XP mantém
compatibilidade de software com todas as versões anteriores: essa escolha por parte dos
programadores deste só resultou em seu sucesso. O Windows foi e é actualmente o sistema
operacional mais utilizado em Desktops e Laptops; neste sector é o SO que tem a maior
variedade de aplicativos.
III.3.16. Apple Intel – Mac OSX – 2006

Em 2006 os Mac's passaram a utilizar os processadores Intel, a mudança de plataforma exigiu


mais uma vez a mudança de S.O. A Apple passou a utilizar o núcleo open-source Darwin, um
comprovado estável kernel Unix-like. Os programadores da Apple tinham então liberdade, para
dedicar-se a programação da interface gráfica e sua estabilidade.

III.3.17. Android - 2008

Em 2008 a Google lança no mercado o Sistema Operacional open-source Android, com seu
núcleo em Linux, é o S.O. Unix-like actualmente de maior uso em Smartphones,

III.4. Vantagens do desenvolvimento dos sistemas operativos nas Empresas

Sistema Operativo é um programa, que serve como ponte entre os aplicativos (software) e a
parte física do sistema (hardware), e tem a função de gerenciar seus recursos fornecendo uma
interface entre o computador e o usuário.

Os computadores tornaram se mais eficientes e programáveis com o desenvolvimento de


sistemas operativos apresentando interfaces simples que permitem á automação dos processos e
da informação.

Para as empresas o desenvolvimento de Sistemas Operativos trouce de uma forma resumida


seguintes vantagens grandes vantagens:

 Desenvolvimento de software diversificado para o usuário final


 Automação das actividades , redução do custo da produção e aumento da produtividade;
 Aumento da eficácia e eficiência na gestão das empresas através do desenvolvimento de
sistemas de informação que auxiliam as empresas na gestão estratégica em todas áreas (
contabilidade, recursos humanos, gerenciamento de processos produtivos, marketing e
auxilio a tomada de decisão);
 Auxílio a globalização e expansão de mercados e facilidade de estudo de mercados;
 Facilidade de comunicação com clientes e fornecedores das empresas.
IV. Conclusão

Sistemas operativos são um elo de ligação entre o computador e o usuário. O seu


desenvolvimento acompanha o desenvolvimento do próprio hardware dos computadores, a
medida que um novo dispositivo desenvolvido e incompatível com o SO ancestral tornava se
obrigatório desenvolver o novo com o foco em acomodar as necessidades e exigências do
mercado de usuários. A historia do desenvolvimento dos sistema operacional nos da
impressão de que trata-se de um jogo de competição entre desenvolvedores e empresas de
desenvolvimento de tecnologias onde o verdadeiro vencedor é o usuário das tecnologias que
vão se aperfeiçoando dinamicamente.

De computadores sem sistemas operacionais e programados a linguagem de baixo nível (em


binário) a computadores portáteis de baixo peso e custos com interface gráficas dinâmicas e
alto performance é o que se enxerga como grande vantagem do desenvolvimento dos
sistemas operativos que vieram a mudar a concepção do mundo e potencializando o
desenvolvimento , alta produtividade e renda das empresas.

V. Referências bibliográficas
 BRAGA, Rosana História dos Sistemas Operacionais disponível e acedido no site
https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/3404408/mod_resource/content/1/Aula07_Histo
ria_SistemasOperacionais.pdf no dia 20 de Maio 2020;
 GUERREIRO Arnaldo, Sistemas Operacionais, disponível e acedido no site
https://sites.google.com/site/sistemasoperativosbino2016/o-software no dia 19 de Maio
2020;
 Evolução dos Sistemas Operacionais, disponível e acedido no site
http://producao.virtual.ufpb.br/books/camyle/introducao-a-computacao-
livro/livro/livro.chunked/ch06s02.html no dia 19 de Maio 2020;
 Sistemas operacionais/História, disponível e acedido no site
https://pt.wikibooks.org/wiki/Sistemas_operacionais/Hist%C3%B3ria no dia 19 de
Maio 2020.