Você está na página 1de 4

MANTENEDORA

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM AGRONEGÓCIO

PLANO DE ENSINO

DISCIPLINA

CÓDIGO NOME

CP Cadeias Produtivas

CARGA
CURSO SEMESTRE COLEGIADO
HORÁRIA

Superior em
Tecnologia em 5o. 72 2010.1
Agronegócio

EMENTA

Principais cadeias produtivas e sua importância para o agronegócio. Objetivos, limites,


modelagem e diagrama de fluxo no estudo de cadeias produtivas. Análise diagnóstica
(coleta de dados secundários) e metodologias para coleta de dados primários.
Realização de estudo de uma CP e, análise dos dados obtidos visando avaliar o
desempenho da cadeia produtiva por meio de indicadores de competitividade,
eficiência, qualidade, equidade e sustentabilidade. Análise prognóstica (tendências
históricas e construção de cenários). Identificação de oportunidades e ameaças.
Identificação dos fatores críticos, suas causas e estratégias de intervenção.

RELAÇÕES INTERDISCIPLINARES

Esta área de conhecimento se relaciona horizontalmente com as áreas de


Comercialização e Vendas no Agronegócio, Análise de Preços Agrícolas, Logística para
o Agronegócio, Estratégia de Marketing e Prática de Projeto IV: Plano de Marketing e
verticalmente com as áreas de Introdução ao Agronegócio, Planejamento Estratégico,
Empreendedorismo, Introdução ao Mercado Futuro, Administração de Propriedades
Agropecuárias, Plano de Negócio, Qualidade no Sistema Agroindustrial, Gestão Projetos
Agropecuários, Elaboração e Análise de Projetos Agropecuários, Cenários
Macroeconômicos e Estratégias das Empresas de Agronegócio, Agronegócio
Cooperativo.
JUSTIFICATIVA

O estudo de cadeias produtivas vai permitir aos alunos à visão holística das diversas
cadeias produtivas de produtos agrícolas, pecuários e florestais que integram o
agronegócio nos seus diversos componentes interativos, desde os fornecedores de
insumos, o sistema produtivo, a transformação/beneficiamento, a distribuição até o
consumidor final. A disciplina está direcionada para fornecer aos alunos diversas
ferramentas e metodologias para que possam analisar ou elaborar estudos de cadeias
produtivas verificando seu desempenho, identificando pontos críticos e propondo
soluções para os mesmos. No estudo de cadeias produtivas, por meio das análises
diagnósticas e prognósticas será possível conhecer pontos fortes e fracos, ameaças e
oportunidades que interferem no seu desempenho sendo possível identificar e propor
alternativas para otimizá-las. O estudo de CP fornecerá importantes subsídios para a
elaboração dos Planos de Negócios exigidos para a conclusão do curso.

OBJETIVOS

Geral

Realizar o estudo de cadeias produtivas ligadas ao agronegócio como


instrumento de gestão, tendo como base a visão holística e multidisciplinar

Específicos

Entender os conceitos básicos de cadeias produtivas, sua evolução,


componentes, objetivos e importância no enfoque do agronegócio;

Identificar os diferentes elos (componentes), agentes e atores de cadeias


produtivas por meio de modelagem e fluxogramas;

Realizar a coleta de dados secundários e primários de uma cadeia produtiva


vinculada ao projeto interdisciplinar;

Compreender os conceitos básicos relacionados ao desempenho de cadeias


produtivas agropecuárias que orientem para determinar e avaliar sua
competitividade, eficiência, qualidade, equidade e sustentabilidade;

Conhecer os principais passos metodológicos para realizar análise prospectiva


de cadeias produtivas;

PROGRAMA

UNIDADES CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

I – A inserção de O agronegócio no Brasil e em Roraima;


cadeias produtivas no
Evolução histórica dos estudos de cadeias produtivas;
agronegócio Principais cadeias produtivas e sua importância
socioeconômica.

II – Análise Objetivos, limites, modelagem, diagrama de fluxo e


Diagnóstica descrição de cadeias produtivas;
Principais componentes da cadeia produtiva (fornecedores
de insumos, sistema produtivo, processamento,
distribuição e consumidor);
As dimensões institucionais e organizacionais que
interferem no desempenho de cadeias produtivas;

III – Análise do Critérios e indicadores de desempenho (competitividade,


desempenho de eficiência, equidade, qualidade e sustentabilidade);
cadeias produtivas
Identificação dos fatores críticos (gargalos) e suas causas
e respectivas forças restritivas e/ou propulsoras;
Elaboração de estratégias voltadas para minimizar ou
otimizar o desempenho das cadeias.

IV – Análise
Prognóstica Cenários, tendências e identificação de demandas futuras
de cadeias do agronegócio;

Identificação de oportunidades e ameaças;

METODOLOGIA DE ENSINO

Unidade I – Aulas expositivas dialogadas, trabalhos em grupos, debates.


Unidade II, III – Aulas expositivas dialogadas e estudo de casos
Unidade IV – Entendimento de conceitos de cenários por meio de busca de
informação;

AVALIAÇÃO

Critérios gerais: Frequência as aulas, pontualidade na entrega dos trabalhos,


interação/capacidade de trabalhar em equipe e, habilidade para ler, interpretar e se
comunicar. Avaliação das habilidades e competências por meio da participação em sala
de aula, estudo de casos realizados individualmente, em dupla e grupos, apresentação
de trabalhos escritos e oral e, participação nas atividades integradoras. Apresentação
de estudo de uma cadeia produtiva.

REFERÊNCIAS

BÁSICAS:
SANTANA, A.C.; AMIN, M.M. Cadeias produtivas e oportunidades de negócios
na Amazônia. Belém: UNAMA, 2002.
VIEIRA, R.C.M. et al. (editores-técnicos). Cadeias produtivas no Brasil – Análise
de competitividade. Brasília: Embrapa/FGV, 2001. 469 p.
BATALHA, M. (org). Gestão agroindustrial. V. I e II. São Paulo: Atlas, 1997.
www.agricultura.gov.br

COMPLEMENTARES:
www.cna.org.br
www.portaldoagronegócio.com.br

PROFESSOR(A): Ramayana Menezes Braga

ASSINATURA:

COLEGIADO DO CURSO

ATA DE APROVAÇÃO Nº _________ ASSINATURAS:

FACULDADE ATUAL ____/____/____ COORDENADOR