Você está na página 1de 11

Sobre os governos militares, analise as afirmações a seguir e assinale a sequência correta:

I. Restringiram violentamente os direitos fundamentais. II. Suspenderam o instituto do


“habeas corpus” no caso de crimes políticos contra a Segurança Nacional, a ordem
econômica e social e a economia popular. III. Instituíram práticas semelhantes àquelas
utilizadas na vigência do Estado Novo. IV. Incentivaram a livre expressão do povo brasileiro.
V. Almejaram substituir o regime autocrático em democrático de forma “lenta, gradual e
segura”. Escolha uma:

Escolha uma opção:


1.V, V, V, V, V.
2.V, V, F, V, F.
3.V, V, V, F, V.
4.V, F, V, F, V.
5.V, F, V, F, F.

Feedback

Resposta: 3. V, V, V, F, V.

Feedback: Em 31 de março de 1964, João Goulart é derrubado do poder pelos militares.


Em seguida, é constituído o Comando Supremo da Revolução pelos militares vitoriosos.
Esse Comando, no exercício do Poder Executivo, baixou os famosos “Atos Institucionais”,
que governariam o país até à outorga da Carta de 1967. O primeiro deles, o AI-1, permitiu
ao Comando decretar o estado de sítio, quando assim o fizesse necessário, além de
conferir o poder de aposentar qualquer civil ou militar. Ainda, por meio desse Ato, os
militares poderiam suspender direitos políticos e cassar mandatos legislativos federais,
estaduais ou municipais. Uma característica da CF/67 foi o centralismo político, que
significou na prática o fim do federalismo. Experimentamos, praticamente, um estado
unitário, em que os estados federados não possuíam muita autonomia, de forma
semelhante ao que aconteceu no Estado Novo, de Getúlio Vargas. Com o AI-5, a garantia
de habeas corpus foi suspensa nos casos de crimes políticos, contra a segurança nacional,
a ordem econômica e social e a economia popular. Em 1978, tentando contornar algumas
controvérsias, edita-se o “Pacote de Junho”, que, em resumo, revoga o AI-5, suspende as
decisões que cassaram os direitos políticos de alguns cidadãos e prevê a impossibilidade
de o Presidente da República suspender os trabalhos do Congresso Nacional. Era o início
da redemocratização do país. Outros fatos denotam o avanço do Brasil para o caminho
democrático, dentro da ideia de transição lenta e gradual. O primeiro deles é a Reforma
Partidária de 1979, que reinstitui o pluripartidarismo. Antes, havia apenas o partido ARENA
(situação) e o MDB (oposição). Depois da Reforma, passaram a existir vários partidos.
Módulo 1, Unidade 4

A resposta correta é: 3.V, V, V, F, V..

Questão 2
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão

Texto da questão

Considerando a Constituição brasileira de 1891, analise as afirmações a seguir e assinale a


alternativa CORRETA: I. Adotou o bicameralismo e as eleições diretas para os poderes
Executivo e Legislativo. II. Criou o Supremo Tribunal Federal e instituiu o “habeas corpus”.
III. Adotou o unicameralismo e as eleições diretas para os poderes Executivo e Legislativo.
IV. Adotou o unicameralismo e as eleições indiretas para os poderes Executivo e
Legislativo. V. O republicanismo e o federalismo substituíram o monarquismo e o
unitarismo. VI. O Estado tornou-se laico, não confessional. Escolha uma:

Escolha uma opção:


1.Somente as alternativas I, III e IV são verdadeiras.
2.Somente a alternativa IV é falsa.
3.Somente as alternativas IV e V são falsas.
4.Somente as alternativas I, II, V e VI são verdadeiras.
5.Todas as alternativas são verdadeiras.

Feedback

Resposta: 4.

Somente as alternativas I, II, V e VI são verdadeiras. Feedback: A partir da CF/1891,


deixamos de ser um Estado unitário centralizado para ser uma Federação, em que os
estados federados passam a ter autonomia para legislar e administrar seus territórios. A
Monarquia hereditária e vitalícia é substituída pela República eletiva e mandatícia
(governantes com mandato temporário). O Poder Legislativo era comandado pela Câmara
dos Deputados e pelo Senado Federal, em um modelo bicameral. O Poder Executivo
passou a ser exercido por um Presidente eleito diretamente pelo povo. O Poder Judiciário,
por sua vez, passou a ter um órgão máximo independente, o Supremo Tribunal Federal –
STF. Com a CF/1891, deixou de haver religião oficial no Brasil, que passou a ser um país
laico, leigo ou não confessional. A garantia do habeas corpus foi constitucionalizada pela
primeira vez. Módulo 1, Unidade 2

A resposta correta é: 4.Somente as alternativas I, II, V e VI são verdadeiras..

Questão 3
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão

Texto da questão

Considerando o comentário que se segue do Senador Nabuco de Araújo (1868, apud PILA,
1999, p. 141) e relacionando-o com o conteúdo estudado, assinale a única alternativa
correta: "O Poder Moderador chama a quem quiser para organizar o Ministério: esta pessoa
faz a eleição, porque há de fazê-la; esta eleição faz a maioria. Eis, aí está o sistema
representativo do nosso país."

Escolha uma opção:


1.A alternância da representação política no Brasil imperial obedecia a critérios
democráticos.
2.O Imperador brasileiro não tinha a prerrogativa de indicar os integrantes do Poder
Judiciário, apenas para nomear e demitir os Ministros de Estado.
3.O Poder Moderador não foi de fato exercido no Brasil.
4.A alternância da representação política no Império brasileiro dependia exclusivamente da
vontade do Imperador.
5.O Poder Executivo e o Poder Moderador eram atribuídos a agentes distintos pela
Constituição de 1824.

Feedback

Resposta: 4. A alternância da representação política dependia exclusivamente da vontade


do Imperador.

Feedback: Na CF/1824, o Imperador brasileiro exercia o Poder Moderador e era o chefe do


Poder Executivo. Paralelamente, nomeava os integrantes do Poder Legislativo e indicava os
integrantes do Poder Judiciário. Pela Carta Política da época, ele tinha ainda poder para
adiar a Assembleia Geral (Poder Legislativo do Império, composto pela Câmara dos
Deputados e pelo Senado), dissolver a Câmara dos Deputados e convocar outra que a
substituísse, nomear e demitir livremente os Ministros de Estado e suspender os
Magistrados, em caso de queixas contra eles. Como se vê, o poder era demasiadamente
centralizado na figura do Imperador. Módulo 1, Unidade 2

A resposta correta é: 4.A alternância da representação política no Império brasileiro


dependia exclusivamente da vontade do Imperador..

Questão 4
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão

Texto da questão

Considerando a Constituição brasileira de 1946, analise as afirmações a seguir e assinale a


alternativa CORRETA: I. Os direitos fundamentais voltaram a ser contemplados. II. O
mandado de segurança, a ação popular e o direito de greve recobraram força jurídica. III. A
tripartição dos poderes e o federalismo retomaram seu lugar na ordem republicana. IV. Os
direitos sociais não foram contemplados. Escolha uma:

Escolha uma opção:


1.Todas as alternativas são verdadeiras.
2.Somente a alternativa III é falsa.
3.Somente as alternativas I, II e IV são verdadeiras.
4.Somente as alternativas II e IV são falsas.
5.Somente as alternativas I, II, III são verdadeiras.

Feedback

Resposta: 1. Somente as alternativas I, II e III são verdadeiras.

Feedback: A CF/46 teve o importante papel de redemocratizar o Brasil. Os direitos


fundamentais voltaram a ter a proteção adequada, sendo que o Mandado de Segurança e a
Ação Popular foram recolocados no diploma constitucional. Foi reconhecido o direito de
greve. A forma federativa do Estado foi consagrada, afastando-se os interventores dos
estados. Consolidou-se a tripartição real dos Poderes e implementou-se novamente o
bicameralismo no Poder Legislativo Federal. O Poder Judiciário não foi excluído de apreciar
qualquer demanda que lesasse direitos individuais e o Poder Executivo retornou a ser eleito
diretamente. Módulo 1, Unidade 3
A resposta correta é: 5.Somente as alternativas I, II, III são verdadeiras..

Questão 5
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão

Texto da questão

Julgue a seguinte afirmativa sobre o Direito Constitucional: A nova configuração do Direito


Constitucional possibilita a aplicação horizontal dos direitos fundamentais, isto é, nas
relações entre particulares, por exemplo, na demissão de um empregado em empresa
privada.

Escolha uma opção:


VERDADEIRA
FALSA

Feedback

Resposta: VERDADEIRA.

Feedback: O Direito Constitucional ocupa, hoje, o centro do ordenamento jurídico e o


influencia por completo, tanto na esfera privada quanto na pública. Ele é filtro de todo o
sistema jurídico e tem no princípio da dignidade da pessoa humana o seu principal valor.
Essa mudança fez nascer a possibilidade de aplicação dos direitos fundamentais
constitucionais também nas relações privadas, paralelamente à já consolidada aplicação na
relação vertical Estado-particular (Estado com supremacia do interesse público). No início,
os direitos fundamentais se destinavam apenas a proteger o cidadão do Estado, garantindo
ao indivíduo o respeito à vida, à liberdade e à propriedade. Hoje, contudo, a proteção dos
direitos fundamentais pode ser aplicada inclusive nas relações horizontais entre particulares
(partes em pé de igualdade jurídica). Módulo 1, Unidade 1

A resposta correta é: VERDADEIRA.

Questão 6
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão

Texto da questão

Ângela Gomes (2005) argumenta que a história da relação entre o povo brasileiro e o
presidente Vargas era fundamentalmente a história da resolução da questão social no
Brasil, questão que, ignorada até a década de 30, manchava nossa tradição republicana e
impedia qualquer tipo de contrato real entre governantes e governados. Partindo de tal
posicionamento, julgue as afirmações a seguir e assinale a sequência correta: I. O Estado
liberal implantado em 1891 foi incapaz de aperfeiçoar o instituto da representação política.
II. Os preceitos constitucionais instituídos com a República foram assiduamente distorcidos
e ignorados pelas oligarquias. III. Embora contemplados pela Constituição de 1891, voto e
representação estavam dissociados na prática política. IV. O governo Vargas consolidou a
República, ao resolver a questão social. V. Contemplados pela Constituição de 1891, voto e
representação estavam fortemente consolidados na prática política em 1930. Escolha uma:

Escolha uma opção:


1.V, V, F, V, F.
2.F, V, V, F, V.
3.V, V, V, V, F.
4.V, F, V, V, F.
5.V, V, V, V, V.

Feedback

Resposta: 3. V, V, V, V, F.

Feedback: Embora a CF/1891 tenha previsto o voto direto, foi muito comum a prática do
voto de cabresto, um sistema de controle de poder político por meio de abuso de
autoridade, pelos chamados “Coronéis” da Velha República, com compra de votos e
controle das votações. Havia ainda a chamada Comissão de Verificação de Poderes, no
Parlamento, por meio da qual a oligarquia dominante declarava ilegítima a votação em
integrantes da oposição. Com isso, na prática, voto e representação estavam dissociados
na prática política da República Velha. Quanto à questão social, Foi o Governo Vargas,
apesar de autoritário, que a consolidou, ao prever vários direitos sociais e criar a
Consolidação das Leis do Trabalho. Módulo 1, Unidade 2

A resposta correta é: 3.V, V, V, V, F..

Questão 7
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão

Texto da questão

Leia o texto sobre as controvérsias constitucionais que envolviam o Poder Moderador,


analise as afirmações a seguir e assinale a alternativa CORRETA. "A própria Carta
Constitucional do Império já oferece problemas embaraçosos, cuja solução se presta a
infindáveis controvérsias. De conformidade com o artigo 102, para citar um exemplo, o
imperador é o chefe do Poder Executivo e o exerce através de seus ministros de Estado.
Mas o artigo 99 declara que a pessoa do imperador é inviolável e sagrada, não se
sujeitando a responsabilidade alguma." (HOLANDA, 2012, p. 23). I. O Imperador se
responsabiliza pelos atos do Poder Executivo. II. O Imperador, enquanto chefe do Estado e
da Nação, não é responsável pelos atos de Governo. III. O Imperador reina, governa e
administra por meio do Poder Moderador. IV. Embora liberal, a Constituição de 1824 ainda
traz resquícios do absolutismo vigente antes da Revolução Francesa, de 1789. Escolha
uma:

Escolha uma opção:


1.Todas as alternativas são verdadeiras.
2.Somente as alternativas II, III e IV são verdadeiras.
3.Somente a alternativa II é falsa.
4.Somente as alternativas I e II são falsas.
5.Somente as alternativas I, II e IV são verdadeiras.
Feedback

Resposta: 2. Somente as alternativas II, III e IV são verdadeiras.

Feedback: Na nossa primeira experiência constitucional, não adotamos a tripartição dos


Poderes de Montesquieu, em que havia os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, com
atribuições complementares, autônomas e independentes. Seguindo as ideias de Benjamin
Constant, a organização dos Poderes do Império abrangia um quarto poder, o Poder
Moderador, ao lado daqueles três. Ele era a “chave” de todo o complexo político e
assegurava ao Imperador o controle dos demais Poderes. O Imperador exercia o Poder
Moderador e era o chefe do Poder Executivo. Paralelamente, nomeava os integrantes do
Poder Legislativo e indicava os integrantes do Poder Judiciário. Como se vê, o poder era
demasiadamente centralizado, com características do antigo regime absolutista,
principalmente em função do Poder Moderador. Ao lado desse centralismo político, o
Imperador era considerado uma pessoa sagrada e inviolável. Vigia a teoria da
irresponsabilidade total do Estado: “o rei não erra” (the king can do no wrong). Módulo 1,
Unidade 2

A resposta correta é: 2.Somente as alternativas II, III e IV são verdadeiras..

Questão 8
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão

Texto da questão

Sobre a ordem constitucional brasileira inaugurada a partir de 1988, julgue as assertivas a


seguir e assinale a sequência correta: I. O Brasil adotou o nome oficial de República
Federativa do Brasil, sendo formado pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do
Distrito Federal. V II. O Brasil constituiu-se em Estado Democrático de Direito. V III. O Brasil
passou a ter como fundamentos a soberania, a cidadania, a dignidade da pessoa humana,
os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa e o pluripartidarismo. F IV. A CF/1988
previu que todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos
ou diretamente, nos termos da Constituição. V Escolha uma:

Escolha uma opção:


1.V, V, V, V.
2.V, V, F, V.
3.V, V, V, F.
4.V, F, V, F.
5.F, V, V, F.

Feedback

Resposta: 2. V, V, F, V.

Feedback: A resposta pode ser encontrada no art. 1º da CF/88. Segundo esse dispositivo, o
Brasil passa a se chamar República Federativa do Brasil e é formado pela união
indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal. Além disso, o artigo prevê que o
Brasil é um Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos a soberania, a
cidadania, a dignidade da pessoa humana, os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa
e o pluralismo político (e não o pluripartidarismo). Pluralismo político é livre pluralidade e
manifestação de ideias e ideologias políticas. Pluripartidarismo é a existência de vários
partidos políticos no País, a qual também é admitida pela Constituição, mas não representa
fundamento da República. Finalmente, o art. 1º da Lei Maior expressa ainda que todo o
poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos
termos da Constituição. Módulo 1, Unidade 4

A resposta correta é: 2.V, V, F, V..

Questão 9
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão

Texto da questão

Julgue a seguinte afirmativa sobre a Constituição brasileira de 1937: O Poder Legislativo e a


Federação foram extintos temporariamente, a Justiça Eleitoral foi extinta e os partidos
políticos, dissolvidos.

Escolha uma opção:


VERDADEIRA
FALSA

Feedback

Resposta: VERDADEIRA.

Feedback: Com a CF/37, o Parlamento foi fechado durante todo o período. O Presidente
governava por decretos-leis. O Judiciário passou a ser controlado pelo Executivo. A Justiça
Eleitoral foi extinta. Da mesma forma, os partidos políticos foram dissolvidos pelo Decreto-
lei n. 37 de 1937. Módulo 1, Unidade 3

A resposta correta é: VERDADEIRA.

Questão 10
Incorreto
Atingiu 0,00 de 1,00
Marcar questão

Texto da questão

Considerando a Constituição brasileira de 1934, analise as afirmações a seguir e assinale a


sequência correta: I. Promoveu a mudança do Estado Liberal para o Estado Social de
Direito, enfatizando os direitos trabalhistas, o direito de greve, à saúde e à educação. II.
Implantou o sufrágio universal, abrangendo o voto feminino. III. Instituiu a Justiça Eleitoral, a
Justiça do Trabalho, o Mandado de Segurança e a Ação Popular. IV. No âmbito do
Legislativo, criou as comissões parlamentares de inquérito (CPIs). V. No âmbito do
Executivo, criou as comissões parlamentares de inquérito (CPIs).

Escolha uma opção:


1.V, V, V, V, F.
2.V, V, V, F, V.
3.V, V, F, F, V.
4.V, V, V, V, V.
5.V, F, V, V, F.

Feedback

Resposta: 1. V, V, V, V, F.

Feedback: A CF/34 teve uma marca social muito grande, influenciada pela Constituição
Alemã de 1919 (Constituição de Weimar), com previsão de garantia de direitos sociais,
como saúde, educação e greve, além dos direitos de primeira geração (direitos civis e
políticos). Passamos, assim, do Estado Liberal ao Estado Social de Direito, em que o
Estado assume sua responsabilidade perante a sociedade e busca garantir uma vida digna
às pessoas. O sufrágio universal, direto e secreto, abrangendo o voto feminino, foi
constitucionalizado. A CF/34 inseriu no nível constitucional a Justiça Eleitoral e criou a
Justiça do Trabalho e as Comissões Parlamentares de Inquérito – CPIs, colegiados de
investigação no âmbito do Legislativo. Previu ainda, pela primeira vez, o mandado de
segurança e a ação popular. Módulo 1, Unidade 3

A resposta correta é: 1.V, V, V, V, F..

Questão 11
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão

Texto da questão

Julgue a seguinte afirmativa sobre a “Constituição Cidadã” de 1988: Os direitos


fundamentais, civis, políticos e sociais, foram colocados no centro do ordenamento jurídico
e o respeito à dignidade da pessoa humana tornou-se um dos pilares do Estado brasileiro.

Escolha uma opção:


VERDADEIRA
FALSA

Feedback

Resposta: VERDADEIRA.

Feedback: Com a “Constituição Cidadã”, os direitos fundamentais do indivíduo foram


consolidados em nosso ordenamento. A CF/88 representou uma quebra de paradigma com
o sistema anterior, pois alçou os direitos fundamentais como centro do ordenamento
jurídico, tendo a dignidade da pessoa humana como um dos fundamentos do Estado
brasileiro. Módulo 1, Unidade 4

A resposta correta é: VERDADEIRA.

Questão 12
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão
Texto da questão

Sobre as características das “Reformas de Base” implementadas no governo João Goulart,


julgue as afirmações a seguir e assinale a sequência correta: I. A universalização do voto. II.
Uma reforma agrária. III. Incentivo de remessas de capital ao exterior. IV. Limitações a
remessas de capital ao exterior. V. Incentivos à educação. Escolha uma:

Escolha uma opção:


1.V, V, F, V, F.
2.F, V, F, V, V.
3.F, F, V, V, F.
4.V, V, F, V, V.
5.V, V, V, V, V.

Feedback

Resposta: 4. V, V, F, V, V.

Feedback: O governo João Goulart coordenou as “Reformas de base”, permitindo que os


analfabetos votassem, iniciou a reforma agrária, limitou a remessa de capital ao exterior e
deu incentivos à educação. Módulo 1, Unidade 4

A resposta correta é: 4.V, V, F, V, V..

Questão 13
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão

Texto da questão

Julgue a seguinte afirmativa sobre a Constituição brasileira de 1937: Retiraram-se do texto


constitucional o mandado de segurança e a ação popular, estabeleceu-se a censura prévia
e previu-se a pena de morte para crimes políticos.

Escolha uma opção:


VERDADEIRA
FALSA

Feedback

Resposta: VERDADEIRA.

Feedback: A CF/1937 não previu o Mandado de Segurança e a Ação Popular e estabeleceu


a censura prévia, restringindo o direito à liberdade de manifestação do pensamento. Havia a
previsão de pena de morte para crimes políticos e homicídio cometido por motivo fútil ou
com extremos de perversidade. Módulo 1, Unidade 3

A resposta correta é: VERDADEIRA.

Questão 14
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão

Texto da questão

Julgue a seguinte afirmativa sobre a “Constituição Cidadã” de 1988: Embora os entes da


Federação tenham voltado a ter autonomia política, administrativa e financeira, muitos
resquícios de centralismo político, abrangendo as áreas legislativa e administrativa, ainda
persistiram.

Escolha uma opção:


VERDADEIRA
FALSA

Feedback

Resposta: VERDADEIRA.

Feedback: Com a CF/88, o federalismo de fato foi reestabelecido e os entes da Federação


voltaram a ter efetiva autonomia política, administrativa e financeira. Não obstante, ainda
restaram muitos resquícios do centralismo político, em que a União detém uma ampla gama
de competências administrativas e legislativas, de forma excessivamente centralizada.
Módulo 1, Unidade 4

A resposta correta é: VERDADEIRA.

Questão 15
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Marcar questão

Texto da questão

Assinale a resposta correta a respeito da ordem constitucional do Brasil Imperial.

Escolha uma opção:


1.O Brasil era um Estado laico, isto é, adotava uma posição neutra no campo religioso, sem
apoiar nem discriminar nenhum credo, embora houvesse franca simpatia pela Igreja
Católica Apostólica Romana, que era seguida pela maioria da população.
2.Nosso Estado detinha a forma unitária, ou seja, o poder era centralizado em um único
órgão, a Coroa, havendo, contudo, autonomia política das províncias para certas matérias.
3.O Brasil era um Estado confessional, adotando como religião oficial o Catolicismo
Apostólico Romano, não podendo outras formas religiosas ter manifestação externa.
4.O Estado Brasileiro era federal, ou seja, o poder político era repartido entre o órgão
central e as diversas províncias regionais.
5.Os presidentes das províncias do Império brasileiro eram eleitos diretamente pelo povo
das respectivas províncias.

Feedback

Resposta: 3. O Brasil era um Estado confessional, adotando como religião oficial o


Catolicismo Apostólico Romano.
Feedback: Uma característica importante de nossa primeira Carta Maior (1824) foi o fato de
termos uma religião oficial no Brasil Império: a Católica Apostólica Romana. Em virtude
disso, todas as outras formas religiosas não podiam ter manifestação externa. Aceitava-se,
apenas, seu culto doméstico. O Brasil era, portanto, um Estado confessional, isto é, que
possuía uma religião oficial. Quanto à forma de Estado, nosso Estado detinha a forma
unitária, ou seja, o poder era centralizado em um único órgão, a Coroa, não havendo
autonomia política das províncias. Esse estado só foi substituído com a Constituição de
1891, quando se adotou o federalismo, em que os Estados (antigas províncias) passaram a
ter autonomia política. As províncias do Império brasileiro eram administradas por
presidentes nomeados pelo Imperador. Módulo 1, Unidade 2

A resposta correta é: 3.O Brasil era um Estado confessional, adotando como religião oficial
o Catolicismo Apostólico Romano, não podendo outras formas religiosas ter manifestação
externa..