Você está na página 1de 4

ESCOLA SECUNDÁRIA DE MAXIMINOS

Curso de Educação e Formação

Ficha informativa de H.S.S.T.

1. Higiene e Segurança – O trabalho e a saúde

Nome:_________________________________________________ Nº:___ Turma: 9º AA Data: ___/09/2006

EXEMPLOS DE RISCOS NOS LOCAIS DE TRABALHO, SEUS EFEITOS PARA A


SAÚDE DOS TRABALHADORES E ACTIVIDADES ONDE SE ENCONTRAM

O quadro 1 apresenta alguns exemplos riscos existentes nos locais de trabalho, seus efeitos
para a saúde dos trabalhadores e sectores económicos onde estes riscos se encontram mais. Cada
risco específico possui metodologias particulares de avaliação, tanto quantitativa como
qualitativamente, sendo muitas delas extremamente complexas, o que pode implicar na assessoria ou
incorporação estratégica de especialistas em sua análise. Esta incorporação é um dos elementos
fundamentais para o sucesso das acções preventivas. Às vezes, para podermos avaliar a legislação, um
risco precisa ser medido através de equipamentos e técnicas específicas, que podem também ser bem
caras. As medições atmosféricas de várias substâncias químicas e de material radioactivo são
exemplos de riscos deste tipo. Nem sempre as empresas e os órgãos fiscalizadores possuem
equipamentos apropriados ou se dispõem facilmente a realizar tais medições.
Também é preciso verificar quem e como realiza tais análises. Como muitas vezes são vários os
interesses em jogo, as análises podem envolver diferentes abordagens e ênfases metodológicas,
gerando diferentes nuances nos aspectos considerados e resultados obtidos. Por isso é importante que
os trabalhadores acompanhem as análises, e contem com técnicos e instituições confiáveis. Nos casos
dos riscos mais críticos e complexos, ou de empresas de grande poder económico e político,
consideramos salutar a presença de diferentes especialistas e instituições agregando forças e abarcando
a confiança do maior número possível dos grupos envolvidos no processo. Além dos próprios
profissionais do Ministério do Trabalho que actuam nas acções de saúde do trabalhador vários
especialistas de universidades, centros de pesquisa e de assessoria técnica têm tido actuações
importantes na investigação de riscos nos locais de trabalho.

1
Análise de riscos nos locais de trabalho
QUADRO 1
Exemplos de riscos existentes nos locais de trabalho
EXEMPLOS DE EFEITOS EXEMPLOS DE SECTORES
EXEMPLOS DE RISCOS
PARA A SAÚDE OU CATEGORIAS
 Riscos Físicos

Condições atmosféricas: Fadiga, gripes e resfriados Trabalho a céu aberto; ambientes fechados com
temperaturas extremas: calor, frio e ar condicionado; trabalho junto a fornos,
humidade caldeiras e outras fontes de calor, como
siderúrgicas e fundições.

Ruído Surdez, nervosismo (stress) Trabalhos com máquinas barulhentas e outras


fontes de ruído.

Iluminação Problemas de visão, dores de Ambientes mal iluminados


cabeça, risco de acidentes

Electricidade Choques eléctricos, inclusive Electricistas, trabalhadores de manutenção


fatais; fontes de incêndios.

Pressões anormais Afogamentos, distúrbios Mergulhadores subaquáticos


neurológicos, embolia pulmonar.

Vibrações Distúrbios osteomusculares Operadores de máquinas


pneumáticas, motoristas de autocarro e tractores

Radiações Ionizantes Cancro de vários tipos Indústrias nucleares, profissionais de saúde


(raio X), ou que lidam com material
radioactivo

Radiações Não ionizantes (como Problemas neurológicos Electricistas e trabalhadores próximos de


ondas electromagnéticas e ondas de subestações de electricidade e estações de
rádio) bem como o infra-som e o ultra- transmissão
som

 Riscos Mecânicos
Acidentes com quedas Traumatismos diversos até a Trabalhadores da indústria, da construção civil;
Acidentes com veículos morte. motoristas de transportes colectivos; operadores
Acidentes com máquinas de máquinas em vários sectores, como o
metalúrgico e agricultura; trabalhadores em geral.

 Riscos Químicos
Substâncias, compostos ou
produtos que possam penetrar no Efeitos decorrentes de Indústria química, petroquímica e de petróleo
organismo, por exposição crónica acidentes químicos, como (solventes orgânicos como o benzeno, riscos
ou acidental, pela via respiratória, explosões e incêndios. químicos diversos)
nas formas de poeiras, fumos, Contaminações químicas Garimpo de ouro e Indústria de clorosoda com
névoas, neblinas, gases ou gerando efeitos carcinogénicos, tecnologia de amálgama (mercúrio); Fábrica
vapores, ou que, pela natureza da teratogénicos (mal-formações de baterias (chumbo); Minas de amianto e
actividade ou da exposição, possam congénitas), sistémicos(como sector de fibrocimento (amianto);Jateadores de
ter contacto ou serem absorvidos os neurotóxicos), irritantes, areia no sector metalúrgico e naval (sílica)
pelo organismo através da pele ou asfixiantes, anestésicos, Trabalhadores em geral.
por ingestão. Também incluem os
alergizantes, entre outros.
riscos químicos desencadeadores
de explosões e incêndios

2
EXEMPLOS DE EFEITOS EXEMPLOS DE SECTORES
EXEMPLOS DE RISCOS
PARA A SAÚDE OU CATEGORIAS

 Riscos Ergonómicos

Esforços Físicos Posturas Forçadas Problemas na coluna, dores Estivadores; carregadores; trabalhadores de
Movimentos Repetitivos musculares. linha de montagem; Postos de trabalho mal
projectados em geral e com trabalho estático ou
repetitivo.

 Riscos Biológicos

Microorganismos patogénicos Doenças contagiosas diversas, Trabalhadores em ambientes fechados com ar


(bactérias, fungos, protozoários, vírus, inclusive gripes e resfriados; condicionado; Profissionais de saúde;
entre outros) Laboratórios de pesquisa em saúde pública e
análises clínicas.

Animais peçonhentos Envenenamento por picada de Trabalhadores agrícolas (mordeduras de


cobra ou escorpião cobra).

Presença de vectores (mosquitos, Doenças contagiosas e feridas Carteiros (mordeduras de cães) e trabalhadores
ratos...) e outras mordeduras de por mordidas em geral
animais

 Riscos Directamente
Relacionados à Organização
do Trabalho (Sociais e
Psicológicos)
Lesões por Esforços Bancário, processamento de dados e linhas de
Repetitivos, desmotivação e montagem, frequentemente mulheres.
Trabalho Repetitivo e Monótono stress.

Distúrbios do sono, stress. Indústrias de processo contínuo; profissionais de


saúde.
Trabalho em turnos nocturnos e
alternados Fadiga física e mental, Sectores em crise ou após reestruturações
predisposição a acidentes, produtivas, redução de efectivos e aumento de
Trabalho sob forte pressão e cobrança stress responsabilidades.

Maior predisposição a Trabalhadores temporários, com menor


Trabalho precário, com fragilidade de acidentes e doenças em geral, formação e sem medidas preventivas
vínculo laboral e representação sentimento de insegurança adequadas.
sindical

Violência sexual, insegurança Mulheres trabalhadoras em locais machistas


e stress.
Assédio Sexual

• Ter clareza dos objectivos para os quais esta conhecimento está • Gerar acções concretas, fazendo da informação uma base para a
sendo produzido: um reconhecimento dos principais problemas da acção, através da definição de prioridades e implementação de
categoria, a denúncia a órgãos públicos e imprensa, a participação estratégias de acção.
em propostas de mudanças nos locais de trabalho, a inclusão de • Reconheceres riscos nas situações reais de trabalho, fornecendo um
cláusulas em acordos colectivos, entre muitos outros. quadro o mais próximo da realidade.
• Definir o espaço no qual tal levantamento será realizado: dentro • Conhecer a legislação que as empresas devem cumprir
de uma categoria como um todo, uma região, uma empresa, em obrigatoriamente com relação aos riscos investigados, fundamentando
categorias ou postos de trabalho específicos. Os sindicatos, possíveis denúncias e acções legais pelos trabalhadores.
confederações e centrais tendem a realizar estudos mais globais, • Definir o tipo de aprofundamento a que se quer chegar sobre os
enquanto as representações locais, como comissões de fábrica e riscos a serem analisados, o que dependerá dos objectivos, do
momento e dos recursos disponíveis.
delegados sindicais realizarão trabalhos mais localizados nas • Definir o período de tempo com o qual se trabalhará, levando em
empresas. consideração que os dados de 10 anos atrás podem ser totalmente
diferentes em função de mudanças ocorridas.

3
4