Você está na página 1de 159

Os Padrões da

Redação do Enem

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Seja bem-vindo!

Neste material exclusivo começa a sua jornada para aprender


como fazer uma Redação perfeita no Enem de acordo com
aquilo que será analisado pelos corretores!

Está na hora de aprender os padrões que são procurados na


sua redação na hora da correção e como apresentá-los de
maneira correta!

Os conteúdos serão divididos em 8 dias de aprendizado e no


dia 9 é o momento de você assistir a aula de análise de
redações nota mil, revisar o que aprendeu e colocar em prática!

Esta pronto para começar a jornada? Então vamos lá!

Débora Ribs do Missão Enem

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Os Padrões da
Redação do Enem

Dia 1 3

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Dia 1
Está na hora de focarmos nos PADRÕES DA REDAÇÃO DO
ENEM! Nas próximas aulas abordaremos os padrões
essenciais para conseguir produzir uma redação perfeita
capaz de garantir a sua sonhada vaga na faculdade!

O que vamos
aprender hoje?
Na aula de hoje vamos:

Relembrar o que vimos no “Guia segredos da


redação perfeita do Enem”

Aprender o que são padrões;

Entender quais os tipos de padrões;

Descobrir quais são os padrões da redação do


Enem;
4

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Relembrando
o segredo!

No Guia Segredos da Redação Perfeita do Enem nós já falamos


sobre as cinco competências do Enem e como é importante
observá-las para conseguir elaborar um bom texto e conquistar o
avaliador da prova.

No entanto, podemos perceber que cada competência guarda em


si muitos pontos importantes! Por isso que desdobrei cada uma
delas em padrões que o ajudarão a construir uma redação de
sucesso e que atenda às expectativas esperadas pela banca
examinadora.

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


As 5 competências da redação!

Antes de entender o que são padrões, vamos rever quais são


as cinco competências do Enem para que você possa entender
como cada um dos padrões são responsáveis por cumprir
todos os requisitos exigidos pelo Enem. São elas:

Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da


Competência 1 língua portuguesa.

Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das


várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema,
Competência 2 dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-
argumentativo em prosa.

Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações,


Competência 3 fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de
vista.

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos


Competência 4 necessários para a construção da argumentação.

Elaborar proposta de intervenção para o problema


Competência 5 abordado, respeitando os direitos humanos.

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


As 5 competências da redação!

É a partir desses critérios que o corretor avaliará sua redação


e, então, definirá sua nota final. Cada uma delas valem 200
pontos que, somados, formam a nota 1000 — pontuação
máxima que pode ser obtida nessa parte da prova.

Como você já deve saber, é por isso que essa é a única parte
do Enem em que é possível gabaritar a prova.

Cada desvio e falha que você comete em cada uma dessas


competências faz com que você perca alguns pontos. Os
desvios mais graves podem até mesmo zerar o requisito,
abaixando muito sua nota final e diminuindo suas chances de
entrar em uma boa universidade!

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


FOCANDO
NOS PADRÕES
Bom, como você pode ver, cada competência tem vários
requisitos a serem cumpridos para tirar a nota total nessa
competência.

Por isso, se você tentar fazer sua redação apenas observando


as competências, pode ser que você esqueça de algum desses
requisitos na hora de fazer a sua redação.

Para evitar que isso aconteça, desdobrei essas competências


em padrões. Mas então…

O que exatamente são esses


PADRÕES DA REDAÇÃO?

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Focando nos Padrões

OS PADRÕES DA REDAÇÃO DO ENEM


NADA MAIS SÃO DO QUE:

Estruturas claras e visíveis tiradas das 5


competências que o MEC exige que a sua
redação tenha para te dar a pontuação
máxima na Redação do Enem.

Os PADRÕES vão mostrar ao corretor da sua


redação que você colocou TODOS os
critérios exigidos nas competências do
Enem e assim ele irá avaliar bem o seu texto e
te dar uma pontuação alta.

Ao decorrer das aulas vamos entender mais


quais são esses padrões e você vai descobrir
como aplicá-los de forma simples na
sua redação.

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


QUAIS SÃO OS
TIPOS DE PADRÕES?
Os padrões são divididos em dois tipos:

Padrões Gerais] Padrões Específicos


Aqueles que o corretor deve perceber
em cada uma das partes da redação de
Aqueles que o corretor deve percebe
forma pontual: introdução,
r ao longo do texto.
desenvolvimento (argumentação) e
conclusão.

Essa divisão ajuda você a identificar quais são os aspectos


gerais que o seu texto deve seguir e quais são mais
específicos, demandando ainda mais atenção para serem
observados.
Agora que você já sabe o que são os padrões,
vamos conhecê-los melhor!

10

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Quais os padrões da redação
perfeita do ENEM?

Agora que você já entendeu o que são os padrões e


quais os tipos de padrões que existem, que tal
conhecermos cada um? Lembrando que nos próximos
dias iremos estuda-los mais a fundo!

As cinco competências do Enem desdobraram-se nos


nove padrões que veremos a seguir.

11

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 1
Domínio da modalidade
escrita formal

Esse padrão consiste demonstrar o domínio da língua


portuguesa pelo aluno, em seu aspecto formal. Diferente da
maneira como falamos no dia a dia, conhecida como
linguagem coloquial, a modalidade escrita formal exige que se
siga uma série de regras gramaticais e ortográficas. Perceba
que isso não é a mesma coisa que escrever um texto recheado
de palavras difíceis e pomposas!

Em qual Em que dia


competência está Qual o tipo de
padrão? vamos aprender
esse padrão? esse padrão?
COMPETÊNCIA DIA
1 GERAL 2
12

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 2
Compreender a
proposta de redação

O segundo padrão consiste em demonstrar, de maneira geral,


o quanto o aluno compreendeu a proposta da redação, a
partir da escolha da maneira como ele abordará o tema da
prova. O Enem costuma apresentar um segmento específico
de um assunto mais amplo, que é indicado explicitamente pelo
enunciado e implicitamente pela escolha do material
apresentado na coletânea de textos.

Em qual Em que dia


competência está Qual o tipo de
padrão? vamos aprender
esse padrão? esse padrão?
COMPETÊNCIA DIA
2 GERAL 3
13

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 3
Aplicar conceitos das várias áreas do
conhecimento para desenvolver o tema

O terceiro padrão pretende evidenciar o conhecimento de


mundo do aluno e de que maneira ele consegue articular
diversas áreas para sustentar a sua argumentação. O Enem é
uma prova bastante interdisciplinar e, por isso, espera que
você faça o mesmo na redação.

Em qual Em que dia


competência está Qual o tipo de
padrão? vamos aprender
esse padrão? esse padrão?
COMPETÊNCIA DIA
ESPECÍFICO
2 6e7
14

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 4
Estrutura de um texto
dissertativo-argumentativo

O quarto padrão determina a formatação do texto a partir de um gênero


textual específico: a redação dissertativa-argumentativa. Diferente de
narrativas, poesias e outras formas textuais, a dissertação argumentativa
se propõe a apresentar uma tese, ou ponto de vista, sobre determinado
assunto, que deve ser sustentada por argumentos e exemplos oferecidos
pelo autor. Fugir desse modelo não só pode fazer com que perda
importantes pontos, como pode inclusive anular a redação.

Em qual Em que dia


competência está Qual o tipo de
padrão? vamos aprender
esse padrão? esse padrão?
COMPETÊNCIA DIA
2 GERAL 5
15

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 5
Selecionar e Relacionar informações,
fatos, opiniões e argumentos em defesa
de um ponto de vista

A competência cinco prevê a demonstração da capacidade


argumentativa do aluno, a partir da apresentação de argumentos
sustentados por fatos, dados e conhecimentos gerais. Você precisa
ter uma opinião e conseguir articulá-la de maneira clara e objetiva
para construir a defesa do seu ponto de vista.

Em qual Em que dia


competência está Qual o tipo de
padrão? vamos aprender
esse padrão? esse padrão?
COMPETÊNCIA DIA
ESPECÍFICO
3 4
16

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 6
Organizar e Interpretar informações,
fatos, opiniões e argumentos em defesa
de um ponto de vista

Na sexta competência, é necessário demonstrar que muito mais do que


saber escolher os seus argumentos e os artifícios utilizados para defendê-
los, é preciso conseguir organizá-los de maneira lógica, além de interpretá-
los de maneira correta para que a coerência seja mantida. É nessa parte
que usar uma citação que você não sabe direito o significado pode fazer
com que sua nota despenque na competência três.

Em qual Em que dia


competência está Qual o tipo de
padrão? vamos aprender
esse padrão? esse padrão?
COMPETÊNCIA DIA
ESPECÍFICO
3 3

17

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 7
Defender um ponto de vista

Uma redação dissertativo-argumentativa não é uma mera


exposição de fatos, mas a defesa clara de um ponto de vista. O
sétimo padrão engloba a capacidade do aluno de ter uma
opinião sobre o tema e saber demonstrá-la de maneira evidente
e compreensível, e não somente implicitamente.

Em qual Em que dia


competência está Qual o tipo de
padrão? vamos aprender
esse padrão? esse padrão?
COMPETÊNCIA DIA
ESPECÍFICO
3 6, 7 e 8
18

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 8
Mecanismos Linguísticos necessários
para construção da argumentação

O oitavo padrão trata sobre o uso de mecanismos linguísticos


necessários para a construção da coesão de um texto. É saber
fazer o uso correto de preposições, conjunções, advérbios e
locuções adverbiais para produzir conexão entre as ideias
apresentadas no texto.

Em qual Em que dia


competência está Qual o tipo de
padrão? vamos aprender
esse padrão? esse padrão?
COMPETÊNCIA DIA
4 GERAL 7

19

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 9
Elaborar proposta de intervenção que
respeite os direitos humanos

O nono e último padrão diz respeito a um aspecto muitas


vezes negligenciado por muitos alunos: a proposta de
intervenção. Nele, é apresentado qual é a sugestão de solução
para o problema apresentado pelo tema e desenvolvimento do
texto, explicando-a de maneira prática e clara, sem
desrespeitar os Direitos Humanos.

Em qual Em que dia


competência está Qual o tipo de
padrão? vamos aprender
esse padrão? esse padrão?
COMPETÊNCIA DIA
ESPECÍFICO
5 8

20

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Revisão

Nesta aula falamos sobre as cinco competências exigidas


pelo Enem e como elas se desdobram em nove padrões,
gerais e específicos, que devem ser seguidos para se
construir uma redação perfeita, que conquiste o corretor e
seja capaz de garantir uma boa nota no Enem. São eles:

 PADRÃO 1: Domínio da
modalidade escrita formal;

 PADRÃO 2: Compreender a
proposta de redação;

 PADRÃO 3: Aplicar conceitos


das várias áreas do
conhecimento para desenvolver
o tema;

 PADRÃO 4: Estrutura de um
texto dissertativo –
argumentativo;

21

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Revisão

 PADRÃO 5: Selecionar e Relacionar informações, fatos,


opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista;

 PADRÃO 6: Organizar e Interpretar informações, fatos,


opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista;

 PADRÃO 7: Defender um ponto de vista;

 PADRÃO 8: Mecanismos Linguísticos necessários para


construção da argumentação;

 PADRÃO 9: Elaborar proposta de intervenção que


respeite os direitos humanos;

22

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


23

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Os Padrões da
Redação do Enem

Dia 2 24

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Dia 2
Agora que já relembramos as 5 competências e vimos quais são
os 9 padrões, nesta aula, começaremos a apresentá-los um a um
e como devem ser utilizados para se alcançar nota total nesse
quesito. A primeira competência e padrão se trata sobre o
domínio da norma culta da língua portuguesa!

O que vamos
aprender hoje?
Está na hora de focarmos nos PADRÕES DA REDAÇÃO
DO ENEM! Na aula de hoje vamos:

Relembrar o que aprendemos no “GUIA


SEGREDOS DA REDAÇÃO PERFEITA DO ENEM”

Conhecer o Padrão 1: Demonstrar domínio da


modalidade escrita formal da língua portuguesa

Aprender dicas para escrever na linguagem formal

Verificar no checklist se o seu texto está de 2


acordo com o PADRÃO 1
5
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
Relembrando o
segredo!

No dia 2 do Guia Segredos da Redação Perfeita do Enem falamos


um pouco sobre a importância do domínio da norma culta para a
construção de um texto compreensível, claro e coeso. Você se
lembra?

Abordamos também a importância de respeitar as regras de


pontuação e de se evitar construções comuns da linguagem
coloquial, como a contração “pra” da palavra “para”.

Agora vamos nos aprofundar um pouco mais nesta competência


que é por si só nosso primeiro padrão!

26

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 1
Demonstrar domínio da modalidade
escrita formal da língua portuguesa
O primeiro padrão, “Domínio da modalidade escrita formal”, é
o principal responsável pelo bom cumprimento da
competência 1, garantindo a pontuação total nesse quesito.
Apesar disso, ele não afeta somente a primeira competência,
mas todas as outras. Um texto escrito que abusa da linguagem
oral e peca na ortografia e gramática torna-se confuso e difícil
de ser entendido.
27
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 1
Demonstrar domínio da modalidade
escrita formal da língua portuguesa

Se o corretor não entender o que você escreveu, como ele irá


avaliar as outras competências?

Não seguir a norma culta dá margem para o surgimento de


ambiguidades e mal entendidos. Como resultado, é capaz que
o avaliador da prova entenda exatamente o oposto que você
quis dizer! Veja o exemplo:
Na tirinha, a menina pede ajuda
a alguém após ser roubada. A
frase é escrita propositalmente
sem vírgula, causando
ambiguidade de sentido:

1. Ela pode estar pedindo


ajuda, indicando que foi
roubada por um ladrão;

2.Ela pode estar pedindo que


alguém ajude o ladrão a
escapar.

28

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 1
Demonstrar domínio da modalidade
escrita formal da língua portuguesa

Logicamente, pelo contexto da tirinha, a situação 2 é pouco


provável. Mas é justamente a opção escolhida pelo policial.
Sem entender porque ele ajudou o ladrão dando uma carona
ao invés de prendê-lo, ele responde: “Você esqueceu a
vírgula”.

Para que ela fosse corretamente interpretada, ela deveria ter


escrito da seguinte forma: Ajuda, um ladrão!

Essa tirinha é um exemplo claro de como o mau uso da língua


portuguesa pode causar confusões! Esta confusão que
ocorreu de interpretação foi bem legal para gerar humor
nessa tirinha, mas dificilmente terá um efeito engraçado em
sua redação!

Por isso, é essencial se atentar para as regras da norma culta e


evitar erros e até mesmo interpretações erradas!

29

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 1
Demonstrar domínio da modalidade
escrita formal da língua portuguesa

Dessa forma, é preciso prestar atenção especial nos


seguintes aspectos:
Convenções da escrita: acentuação,
ortografia, separação silábica, uso do hífen
e uso de letras maiúsculas e minúsculas.

Gramaticais: concordância verbal e nominal,


flexão de nomes e verbos, pontuação,
regência verbal e nominal e colocação
pronominal.

Escolha de registro: adequação à


modalidade formal, isto é, ausência de uso
de registro informal e/ou de marcas de
oralidade.

Escolha vocabular: emprego de vocabulário


preciso, o que significa que as palavras
selecionadas são usadas em seu sentido
correto e apropriadas para o texto.
(Retirada integralmente no Manual de Redação de 2017, página 16)

30

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 1
Demonstrar domínio da modalidade
escrita formal da língua portuguesa

Embora todos esses aspectos sejam importantes, não é


preciso se desesperar! Não significa que se você se
esquecer de um acento ou errar uma vírgula o corretor
vai tirar todos os seus pontos.

Inclusive, é possível tirar a nota total nessa


competência mesmo se cometer algum erro, desde que
ele seja pequeno e excepcional. Veja na tabela retirada
da cartilha de participante da redação do Enem 2016:

200 pontos Demonstra excelente domínio da modalidade escrita formal da


língua portuguesa e de escolha de registro. Desvios gramaticais
ou de convenções da escrita serão aceitos somente como
excepcionalidade e quando não caracterizarem reincidência.

31

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 1
Demonstrar domínio da modalidade
escrita formal da língua portuguesa

Agora, se esses erros forem um pouco mais frequentes,


é possível perder valiosos pontos. Por isso, atenção!

Algumas matérias são chave para que você evite esses


erros e valem a pena serem incluídas em uma revisão
mais detalhada.

USO DE VÍRGULA USO DE CRASE ACENTUAÇÃO

32

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


OUTRAS DICAS
1 - Opte sempre que possível pelo uso da
ordem direta da oração

Usar a ORAÇÃO DIRETA deixa o texto mais claro e diminui


as chances de que o corretor não entender direito o que
você escreveu. Lembre-se que os avaliadores gastam
normalmente pouquíssimo tempo para corrigir as
redações (alguns levam apenas 3 minutos!). Por isso,
dificilmente ele terá paciência para desvendar o que você
quis dizer se sua frase estiver muito confusa.

33

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Outras Dicas
Veja um Exemplo:
Estudaram os alunos, ontem à noite, astronomia.
Viu como ficou confusa? Além de dificultar a compreensão,
frases indiretas aumentam as chances de você cometer erros
gramaticais, como superar o sujeito do verbo ou o verbo do
complemento verbal.

Agora veja ela reescrita:


1. Evite palavras clichês:
Os alunos estudaram astronomia ontem à noite.

Embora esse seja um bom conselho, não é preciso levá-lo à


ferro e fogo. É comum, por exemplo, trazer o adjunto adverbial
(no exemplo, “ontem à noite”) para o início da frase, sem
grandes prejuízos para a compreensão.

Veja:

Ontem à noite, os alunos estudaram astronomia.

Mas tome cuidado, ok? Na dúvida, siga a estrutura tradicional:


sujeito + verbo + complemento (objeto direto ou indireto) +
adjunto adverbial
34
34

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


2 - Não use períodos muito longos

Outra coisa que dificulta muito a compreensão são períodos


muitos longos com o abuso de vírgulas ou a falta de
pontuação.

Veja um exemplo adaptado de uma redação nota 1000, de


Nathalia Couri Vieira Marques, mas sem a pontuação
adequada.

“Existem atualmente diversos conflitos religiosos no mundo


fato que pode ser exemplificado pelas ações do Estado
Islâmico que utiliza uma visão radical do islamismo sunita
em que percebe-se que tal realidade de intolerância
também ocorre no Brasil um país com dimensões
continentais e grande diversidade religiosa”.

Ufa! Viu como não tem nenhuma uma pausa para respiração e
as ideias acabam se misturando? Agora veja a construção
original, com as pontuações adequadas.

“Existem, atualmente, diversos conflitos religiosos no


mundo, fato que pode ser exemplificado pelas ações do
Estado Islâmico, que utiliza uma visão radical do islamismo
sunita. Nesse contexto, percebe-se que tal realidade de
intolerância também ocorre no Brasil, um país com
dimensões continentais e grande diversidade religiosa”.

35
35

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Outras Dicas

2 - Não use períodos muito longos


3 – Utilize palavras que conheça o significado

Muitas pessoas pensam que para atender à norma culta


precisam usar palavras difíceis e rebuscadas. Na verdade, elas
causam o efeito contrário. Além de tornar o texto maçante e
chato, ainda aumentam o risco de você escrever alguma
bobagem!

36
36

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Revisão

Nessa aula, vimos qual é o padrão necessário para atender às


recomendações da competência 1 exigida pelo Enem:
demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua
portuguesa. Para isso, vimos a importância de se atentar para
as regras de ortografia e gramática, escrevendo as palavras de
maneira correta, utilizando bem as vírgulas e evitando períodos
muito longos e confusos.

Além disso, também vimos que cometer um erro ou outro não


é o fim do mundo, mas eles precisam ser a exceção. Ainda,
desmistificamos a crença de que seguir a escrita culta significa
usar palavras rebuscadas e que nem você sabe o resultado.

37

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Agora é com você!
Abaixo está o checklist do PADRÃO 1. A partir de agora, sempre
que escrever um redação, verifique se o seu texto apresenta as
características abaixo para que você tire total nesse padrão.

Preferi a ordem direta das frases à ordem indireta.

Utilizei as vírgulas de maneira correta, sem separar o


sujeito do verbo e o verbo de seu complemento.

Evitei o excesso de frases muito longas e sem


pontuação.

Revisei meu rascunho antes de passar a limpo, procurando


por frases confusas e ambíguas e erros de ortografia e
gramática

Revisei o texto final para ver se não deixei passar nenhum


erro absurdo que ainda pode ser consertado.

38

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


39

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Os Padrões da
Redação do Enem

Dia 3 40

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Dia 3
A Coletânea de Textos do Enem não deve ser vista só como um
artifício de apoio para sua redação ou um meio para reflexão. Na
verdade, os assuntos tratados nesses excertos dão uma indicação
clara de qual caminho a prova pretende que você siga, dentro do
tema amplo proposto no enunciado.

O que vamos
aprender hoje?

Na aula de hoje vamos aprender:

Padrões para usar a Coletânea de textos para ter ideias

Como organizar e Interpretar informações, fatos, opiniões


e argumentos em defesa de um ponto de vista

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Relembrando o
segredo!

No Guia “Segredos da Redação Perfeita do Enem”,


vimos a importância da coletânea e como ela pode ser
útil na hora de ter ideias sobre o que escrever em seu
texto.

Além disso, também conhecemos


a ferramenta de brainstorming
como um meio de pensar no que
escreverá e conseguir selecionar
o melhor caminho para sua
redação.

42

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


FOCANDO
NOS PADRÕES

A terceira competência exigida pelo Enem diz respeito


a sua interpretação da proposta de redação e como
você vai articular os conhecimentos que já possui de
forma clara e coesa em defesa de um determinado
ponto de vista.

Para isso, o padrão 6 apresenta aquilo que o corretor


espera de você.

43

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 2
Compreender a
proposta de redação
O segundo padrão consiste em demonstrar, de maneira geral,
o quanto o aluno compreendeu a proposta da redação, a partir
da escolha da maneira como ele abordará o tema da prova. O
Enem costuma apresentar um segmento específico de um
assunto mais amplo, que é indicado explicitamente pelo
enunciado e implicitamente pela escolha do material
apresentado na coletânea de textos.

44
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
Exemplos
Analisando a
proposta de redação
Ao analisar atentamente o conteúdo da Coletânea
de Textos, você não só será capaz de ter mais ideia
sobre o que escrever em sua redação, como
também perceberá qual rumo a prova está
indicando que a sua dissertação deve seguir.

Mas atenção: a sua argumentação não deve girar somente naquilo


que foi proposto pela Coletânea de Textos. O corretor espera que
você consiga articular o que já foi apresentado nos textos
motivadores com seus próprios conhecimentos de mundo.

A partir de uma correta interpretação do tema proposto e da


coletânea, você precisa saber como organizar suas ideias e
apresentá-las de uma maneira inteligível e que fortalece a sua
argumentação.

Não adianta citar uma frase de algum autor célebre que não tenha
relação nenhuma com o tema e achar que ganhará pontos extras por
isso. Na verdade, o efeito é contrário. Isso nos leva ao próximo
padrão.
45

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 6
Organizar e Interpretar informações,
fatos, opiniões e argumentos em defesa
de um ponto de vista.

A Coletânea de Textos deve ser seu ponto de partida para isso,


mas você não deve parar por aí. É preciso pensar em todos
conhecimentos de mundo que você já possui e que podem ser
utilizados para construir sua argumentação.

46
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 6
Organizar e Interpretar informações,
fatos, opiniões e argumentos em defesa
de um ponto de vista.

Aqui não vale somente conteúdos aprendidos na escola ou


citações de autores famosos. Se usados da maneira correta,
você pode até mesmo falar sobre filmes, séries, músicas e
outras coisas de que gosta — desde que consiga estabelecer
uma relação clara com o tema.

47

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 6
Organizar e Interpretar informações,
fatos, opiniões e argumentos em defesa
de um ponto de vista.

Uma coisa importante de se saber


é que você não deve, de forma
alguma, usar em seu texto partes
na íntegra da Coletânea de
Textos. Além de ser uma atitude
que será encarada de maneira
negativa, uma vez que

vai parecer que você não sabe falar sobre o tema e não tem
um ponto de vista próprio, as partes copiadas podem ser até
mesmo desconsideradas de sua redação: seria como se você
nunca tivesse escrito aquilo e a sua redação perderá muitos
pontos.
O principal objetivo desses textos motivadores é promover
uma reflexão sobre o tema e indicar o caminho que você
deve preferencialmente seguir ao construir sua argumentação.

48

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Exemplos

Analisando a
proposta de redação
Na prova do ano de 2017, o tema proposto foi: “Desafios para a
formação educacional de surdos no Brasil”.

Esse é um assunto complexo e que apresenta um série de


abordagens que podem ser seguidas, mas caso você preste
bastante atenção na Coletânea de Textos apresentada, poderá
formar uma ideia mais clara de como abordar esse tema.

Vamos analisar a proposta e os temas:

“A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos


conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto
dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa
sobre o tema “Desafios para a formação educacional de surdos no
Brasil” apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos
humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa,
argumentos e fatos para defesa de seu ponto de vista”.

49

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


ANALISANDO NA PRÁTICA

TEXTO I

A educação constitui direito da pessoa com deficiência, assegurados


sistema educacional inclusivo em todos os níveis e aprendizado ao longo
de toda a vida, de forma a alcançar o máximo desenvolvimento possível
de seus talentos e habilidades físicas, sensoriais, intelectuais e sociais,
segundo suas características, interesses e necessidades de
aprendizagem.

Parágrafo único. É dever do Estado, da família, da comunidade escolar e


da sociedade assegurar educação de qualidade à pessoa com
deficiência, colocando-a a salvo de toda forma de violência, negligência
e discriminação.

Art. 28. Incumbe ao poder público assegurar, criar, desenvolver,


implementar, incentivar, acompanhar e avaliar:

IV – oferta de educação bilíngue, em Libras como primeira língua e na


modalidade escrita da língua portuguesa como segunda língua, em
escolas e classes bilíngues e em escolas inclusivas;

XII – oferta de ensino da Libras, do Sistema Braille e de uso de recursos


de tecnologia assistiva, de forma a ampliar habilidades funcionais dos
estudantes, promovendo sua autonomia e participação;

BRASIL. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Disponível em: www.planalto.gov.br Acesso em: 9 de jun. 2017 (adaptado)
Retirado de: (https://guiadoestudante.abril.com.br/blog/redacao-para-o-enem-e-vestibular/proposta-de-redacao-enem-2017-
formacao-educacional-de-surdos/)

50
50

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Exemplo
O QUE VEMOS NO TEXTO I?

O texto 1 apresenta a legislação específica que atribui ao Estado,


à família, à comunidade escolar e à sociedade o dever de
garantir educação de qualidade para pessoas com deficiência.
Ou seja, essa é uma responsabilidade de todos.

Mas qual é o papel de cada um desses atores na construção de


um ensino mais inclusivo?

Pensar sobre isso já pode fornecer algumas indicações sobre


como sua proposta de intervenção deverá ser. Se é dever de
todos, quais deles serão os atores responsáveis pelas ações que
você propuser?

51

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 6
Organizar e Interpretar informações,
fatos, opiniões e argumentos em defesa
de um ponto de vista.

A legislação também fala sobre a incumbência do poder público


de garantir uma oferta de educação bilíngue, em Libras como
primeiro idioma e a modalidade escrita da língua portuguesa
como segundo idioma.

Será que isso tem sido aplicado na prática? A possibilidade de


não haver oferta suficiente de ensino adaptado a surdos nas
escolas pode ser um problema que precisa ser resolvido e que
você poderá abordar na redação.

Além disso, embora você não possa usar excertos na íntegra em


seu redação, citar essa legislação na construção é uma forma de
enriquecer sua argumentação a partir do bom uso da Coletânea
de Textos. Por exemplo: “Como estabelece a Lei nº 13.146, de 6
de julho de 2015, é responsabilidade do poder público…”

52

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


ANALISANDO NA PRÁTICA

53
53

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Exemplo
O QUE VEMOS NO TEXTO 2?

Já o texto 2 apresenta um gráfico sobre a evolução do número


de matrículas de surdos na Educação Básica entre os anos de
2011 e 2016, comparando esses dados em classes comuns
(alunos incluídos) e classes especiais/escolas exclusivas.

Seja qual for a instituição de ensino, o número de matrículas está


caindo. O que isso significa? Seria esse um problema relacionado
à questão? Além disso, o número de matrículas de alunos surdos
em classes comuns é muito maior do que em classes especiais.

Como é a adaptação desses alunos? Será que existe uma correta


preparação do ambiente escolar para que eles tenham igualdade
ao acesso

54

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Exemplo
O QUE VEMOS NO TEXTO 3?

Já o texto 3 é um anúncio que indica a necessidade de haver


maior espaço no mercado de trabalho para pessoas surdas.

Será que seria preciso uma propaganda sobre o assunto se as


pessoas surdas já fosse amplamente incluídas no mercado de
trabalho?

O que quer dizer o fato de ele ser pós-graduado em Marketing e


estar perguntando se há espaço na empresa do interlocutor?

55

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


ANALISANDO NA PRÁTICA

TEXTO 4

No Brasil, os surdos só começaram a ter acesso à educação durante o


Império, no governo de Dom Pedro II, que criou a primeira escola de
educação de meninos surdos, em 26 de setembro de 1857, na antiga
capital do País, o Rio de Janeiro.

Hoje, no lugar da escola funciona o Instituto Nacional de Educação de


Surdos (Ines). Por isso, a data foi escolhida como Dia do Surdo.

Contudo, foi somente em 2002, por meio da sanção da Lei n° 10.436, que
a Língua Brasileira de Sinais (Libras) foi reconhecida como meio legal de
comunicação e expressão no País.

A legislação determinou também que deve ser garantido, por parte do


poder público em geral e empresas concessionárias de serviços públicos,
formas institucionalizadas de apoiar o uso e difusão de Libras como meio
de comunicação objetiva.

Disponível em: www.brasil.gov.br Acesso em: 9 de jun 2017 (adaptado) (https://guiadoestudante.abril.com.br/blog/redacao-para-


o-enem-e-vestibular/proposta-de-redacao-enem-2017-formacao-educacional-de-surdos/)

56
56

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Exemplo

O QUE VEMOS NO TEXTO 2?

Por último, o texto 4 traz um contexto histórico sobre o tema.


Quando se iniciou a oferta de educação para pessoas surdas e
como só foi instituída em 1857.

Além disso, também mostra que mesmo que tenha sido criado
esse precedente no século XIX, foi somente em 2002 que a
Língua Brasileira de Sinais (Libras) foi reconhecida como meio
legal de comunicação e expressão no país.

O que esse intervalo de mais de quase 150 anos significa? Quais


são os próximos passos a partir disso?

57

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Exemplos
Analisando a
proposta de redação

Dessa forma, pode-se concluir que o foco da discussão gira em


torno da legislação e da responsabilidade legal do poder público
em relação a esse assunto (vide a apresentação da legislação no
texto 1 e a citação sobre essas questões legais no texto 4), como
diversos atores da sociedade também possuem uma parcela de
dever sobre o assunto, de que forma é a inclusão desses alunos na
rede de ensino e que a questão não para por aí, com a indicação
de dificuldades para que eles possam ingressar de maneira
efetiva no mercado de trabalho.

Fazer essa redação vai te ajudar a ter mais ideias sobre o que
escrever e diminuirá os riscos de que você fuja excessivamente do
tema proposto.
58

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Exemplos

Veja um bom uso de conhecimentos de mundo e da Coletânea de Texto


em uma redação nota 1000, de Isabella Ribeiro de Sena Carvalho, sobre o
tema do Enem 2016 “Caminhos para combater a intolerância religiosa no
Brasil”:

“De modo análogo, a certeza da impunidade faz com que


crimes de ódio continuem acontecendo. Consoante aos ideais
liberais de John Locke, as leis brasileiras caracterizam-se pelo
respeito às liberdades individuais, o que é, sem dúvidas, uma
grande conquista dos brasileiros.

Todavia, o que é proposto pela legislação não é colocado em


prática integralmente, contribuindo, assim, para o crescimento
do preconceito no país. O crescente número de denúncias
relacionadas à intolerância religiosa, constatadas pela
Secretaria dos Direitos Humanos, comprova que uma parcela da
população brasileira ainda não tem acesso à plena liberdade de
culto e religião”.

Os dados sobre o crescimento das denúncias relacionadas à intolerância


religiosa foram disponibilizados na coletânea, enquanto que o
conhecimento sobre os ideais liberais de John Locke é algo que a
estudante trouxe do seu repertório pessoal.

59

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 6
Organizar e Interpretar informações,
fatos, opiniões e argumentos em defesa
de um ponto de vista.

Outra dica bastante interessante é prestar atenção nos textos


presentes em outras questões das provas. Pode ser que você
encontre algo que possa ser usado em sua redação e que ajudará
a construir a sua argumentação.

Mas lembre-se: nada de copiar na íntegra, ok?

Anote todas essas ideias em uma parte da prova para que você
possa selecioná-las depois na hora de fazer o rascunho de sua
redação!

60

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 6
Organizar e Interpretar informações,
fatos, opiniões e argumentos em defesa
de um ponto de vista.

Por último, você pode usar o brainstorming como uma ferramenta


para lembrar de conhecimentos que você já tem e que tenham
alguma relação com a prova.

Se você não lembra como se faz, nós falamos sobre esse processo
no Dia 03 do Guia “Segredos da Redação Perfeita do Enem”.

61

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Revisão

Nessa aula, vimos como utilizar bem a Coletânea de Textos


apresentada na prova do Enem e como ela pode ser um
excelente artifício para que você tenha ideias sobre o que falar.

Além disso, vimos também que ela não deve ser utilizada
somente como motivação, mas como um indicativo claro de
qual caminho os corretores vão esperar que você siga ao longo
da prova.

62

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Agora é com você!
Abaixo está o checklist do PADRÃO 2 e 6. A partir de agora, sempre
que escrever um redação, verifique se o seu texto apresenta as
características abaixo para que você tire total nesse padrão.

Entendi o que os textos motivadores a coletânea


queria dizer e qual é o foco principal da discussão.

Entendi o que os textos motivadores a coletânea


queria dizer e qual é o foco principal da discussão.

Busquei enquanto fazia as outras questões da prova


ideias que podem ser usadas para fortalecer minha
argumentação.

Fiz um brainstorming de conhecimentos que tenho no


meu repertório pessoal e que posso utilizar em minha
redação.

63

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


64

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Os Padrões da
Redação do Enem

Dia 4 65

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Dia 4
Na última aula vimos como ler com atenção a Coletânea de
Textos, entender qual o foco do assunto que está sendo
discutido ali e como usar isso para construir sua argumentação.

O que vamos
aprender hoje?
Chegou a hora de selecionar entre todas as ideias que você teve quais
realmente serão usadas em sua redação para construir uma
argumentação lógica, coerente e que faça sentido para o corretor.

Relembrar o que vimos no “Guia segredos da


redação perfeita do Enem” sobre rascunho

Aprender o um pouco mais sobre o planejamento


da sua redação

Aprender sobre o Padrão 5 - Selecionar e Relacionar


informações, fatos, opiniões e argumentos em 6
defesa de um ponto de vista
6
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
Relembrando o
segredo!

No quarto dia do Guia “Segredos da Redação Perfeita do


Enem”, vimos sobre a importância de se fazer o rascunho da
redação e que ele não deve ser somente um amontoado
desorganizado de ideias, mas um verdadeiro roteiro de como
será sua redação.

Agora vamos dar continuidade ao estudo deste planejamento


que deve ser feito com foco em atender à terceira
competência da redação do Enem.

Chegou a hora de aplicarmos na prática o padrão de número


5: Selecionar e Relacionar informações, fatos, opiniões e
argumentos em defesa de um ponto de vista.

67

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 5
Selecionar e Relacionar informações, fatos,
opiniões e argumentos em defesa de um
ponto de vista.
Esse é o momento de você de fato planejar a sua redação e
escrever o rascunho dela. Todo o seu sucesso na redação
começa antes mesmo da primeira palavra escrita na folha.
Você precisa de uma base bem definida em ideias concretas
e argumentos bem selecionados para conseguir escrever um
texto nota 1000.
68
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 5
Selecionar e Relacionar informações,
fatos, opiniões e argumentos em defesa
de um ponto de vista.

Como já vimos no Guia “Segredos da Redação Perfeita do


Enem” um dos piores equívocos que você pode fazer é
começar a escrever o seu texto logo após ler o tema, sem
antes pensar e planejar como será sua redação.

Isso porque se você não dedicar


um tempo selecionando as
ideias que vai usar e construindo
as relações entre elas e os
argumentos que você vai
apresentar para defender o seu
ponto de vista, corre o risco do
corretor não entender o que
você quer dizer.

Lembre-se: você está escrevendo um texto para outra pessoa


ler. Ela não sabe o que está passando em sua cabeça e não
consegue imaginar o que você quis dizer.

69

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 5
Selecionar e Relacionar informações,
fatos, opiniões e argumentos em defesa
de um ponto de vista.

Além disso, como já foi dito, o tempo de correção é muito


curto e se o avaliador não compreender rapidamente o que
você quis dizer, ele vai automaticamente entender que sua
redação não está clara e coesa e vai tirar importantes
pontos de sua nota!

Por isso, não encare o planejamento da redação como uma


perda de tempo, e sim como uma maneira de garantir que
você vai construir um texto claro, fluido, coerente e que vai
conquistar o corretor e garantir a vaga que você tanto
sonha na universidade.

70

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 5
Selecionar e Relacionar informações,
fatos, opiniões e argumentos em defesa
de um ponto de vista.

Segundo a cartilha do participante da Redação do Enem, é


essencial que a organização do seu texto atentada às
seguinte exigências:

1) Apresentação clara da tese e seleção dos argumentos


que a sustentam;

2) Encadeamento das ideias, de modo que cada parágrafo


apresente informações coerentes com o que foi
apresentado anteriormente, sem repetições ou saltos
temáticos;

3) Desenvolvimento dessas ideias de modo a justificar, para


o leitor, o ponto de vista escolhido.

71

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


MAPAS MENTAIS

Uma excelente ferramenta para você conseguir isso é a


de Mapas Mentais. Trata-se de um diagrama de ideias a
partir da organização delas em teia.

Ele permite tanto uma compreensão geral dessas ideias,


quanto específica, assemelhando-se muito a própria
maneira como realizamos nossas conexões neurais.

No nosso curso Mapa do Enem, aprofundamos um


pouco mais sobre essa técnica, mas não existe mistério
no que você precisa para planejar as ideias e argumentos
que serão utilizados em sua redação.

72

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Aplicado na Redação

IMAGEM: Próximos Concursos

1. No ponto central, você deve colocar o tema da redação.

2. A partir dele, puxe linhas para cada um dos argumentos principais


que você vai abordar.

3. Para cada um desses argumentos, você puxará novas linhas para


dados, informações e fatos que usar.

4. No final, você terá tanto uma visão geral da sua redação que o
ajudará a construir o rascunho do seu texto e, depois, a versão final.

73

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Vamos ver um exemplo

Por exemplo, para o tema “Caminhos para combater a


intolerância religiosa no Brasil” um mapa mental da
organização de ideias apresentadas no texto poderia ser:

74

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Observe:

É nesse momento que você vai selecionar entre todas as ideias


que teve na fase anterior de brainstorming, quais de fato você vai
utilizar para construir a argumentação do seu ponto de vista.

Lembre-se que deve existir uma relação


entre os argumentos apresentados e
coerência entre eles. Isto é: cuidado
para não apresentar alguma ideia
contraditória ao que você já disse antes.

O interessante é que se construa uma ordem lógica de


progressão para seus argumentos, em que o corretor possa
acompanhar gradativamente a evolução do seu raciocínio.

Também é válido verificar no rascunho antes de passá-lo a


limpo se suas ideias são apresentadas de maneira lógica,
progressivamente, e se não há nenhuma contradição entre elas.
Esse cuidado pode ser a diferença entre conseguir uma
excelente nota ou não.

75

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Revisão

Nessa aula, vimos a importância de se fazer um planejamento da


redação, selecionando quais argumentos serão utilizados, quais
ideias e fatos vão sustentar a argumentação e como será feita a
apresentação dessas ideias.

Também vimos que é importante evitar a contradição entre os


argumentos e tentar construir uma progressão lógica do
raciocínio que faça sentido para o corretor.

76

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Agora é com você!
Checklist padrão 5: Selecionar e Relacionar informações, fatos,
opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Li todas as ideias que escrevi nos passos anteriores e


selecionei quais serão utilizadas em meu texto.

Construí um esquema (preferencialmente um Mapa


Mental) dos argumentos que serão apresentados e dos
fatos e conhecimentos gerais que ajudarão a sustentar
eles.

Pensei em uma ordem lógica de apresentar o meu


raciocínio ao corretor.

Revisei o meu rascunho em busca de contradições entre


ideias e as corrigi.

77

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


78

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Os Padrões da
Redação do Enem

Dia 5 79

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Dia 5
O gênero textual exigido pelo Enem é a dissertação
argumentativa. Qualquer outra modalidade que se distancie disso
pode anular a sua redação e acabar com suas chances de entrar
em uma universidade no próximo ano. Por isso, toda a atenção
nesse quesito é pouca!

O que vamos
aprender hoje?
Na aula de hoje vamos:

Relembrar o que vimos no dia 1 do “Guia Segredos Da


Redação Perfeita Do Enem” sobre dissertação
argumentativa

Aprender o que são domínio discursivo, gêneros


textuais e aspectos tipológicos

Entender a estrutura da dissertação argumentativa

Descobrir o que fazer e o que não fazer na sua redação

8
0
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
Relembrando
o segredo!

No Guia “Segredos da Redação Perfeita do Enem” falamos


no dia 05 sobre a estrutura da dissertação argumentativa
e como seguir alguns parâmetros desse gênero textual.

Vimos lá a importância de
apresentar sua opinião sobre um
determinado assunto (ao invés de
só expô-lo neutralmente) e não
usar linguagem coloquial. Estas
são algumas das exigências desse
tipo de texto.

81

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


PADRÃO 4
Estrutura de um texto
dissertativo-argumentativo

Esse é o momento de você de fato planejar a sua redação e


escrever o rascunho dela. Como já vimos no Guia “Segredos da
Redação Perfeita do Enem” um dos piores equívocos que você
pode fazer é começar a escrever o seu texto logo após ler o
tema, sem antes pensar e planejar como será sua redação.

82
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 4
Estrutura de um texto dissertativo-
argumentativo

Na língua portuguesa existem diversos gêneros textuais que são


a maneira como um texto se apresenta.

Uma poesia, por exemplo, é um texto


escrito em versos, que pode conter rimas
ou não e mais subjetivo do que um texto
científico.

Até mesmo uma tirinha pode ser


considerada um gênero textual, sabia?
Utilizando elementos textuais e gráficos, o
seu principal objetivo é produzir o humor.

No Enem, é exigido que sua redação siga a modalidade


dissertativa-argumentativa e qualquer outra escolha diferente
dessa pode resultar na anulação do seu texto.

Imagine chegar tão longe, estudar todas as técnicas, preparar-se


para a prova e tirar zero só porque errou o gênero do texto? Não
dá, né?

83

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Gêneros textuais e
Aspectos tipológicos

Ao se comunicar, uma pessoa deve entender aspectos


importantes da comunicação. A primeira coisa é saber
qual o princípio social que o texto servirá. Depois é
importante identificar as características estruturais do
tipo do texto e por fim a finalidade do mesmo dentro
do contexto de comunicação.

84

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Gêneros textuais e
Aspectos tipológicos

DOMÍNIO DISCURSIVO

É a esfera ou instância da atividade humana


onde determinado texto está inserido.

ASPECTOS TIPOLÓGICOS

São relativos à produção textual que levam em


consideração as estruturas específicas de
gramática e das características do texto.

GÊNEROS TEXTUAIS

Classificação que leva em consideração os


aspectos relativos à finalidade do texto.

85

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Veja a tabela abaixo para entender melhor
como funcionam estas classificação.

Como você pode ter visto existem inúmeras formas de texto,


e o Enem cobra um tipo muito específico: a Dissertação
Argumentativa. Por isso, agora não é hora de ser criativo e
pensar em jeitos mirabolantes de conquistar o corretor.

Você deverá fazer isso com seus argumentos e não com o


uso de recursos narrativos que fujam da redação dissertativa-
argumentativa.
86
86

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Dissertação Argumentativa

Esse tipo de texto, como o próprio nome já diz, traz duas


componentes principais: a dissertação e a argumentação.

 Dissertar significa desenvolver


um raciocínio sobre
determinado assunto a partir da
organização de ideias.

 Já a componente argumentativa
expressa que você precisa ter uma
opinião. O Enem não é lugar de
“ficar em cima do muro”.

A prova exige que você tenha uma opinião formada sobre


determinado assunto e que consiga transmiti-la de maneira clara
ao corretor. Dessa forma, não adianta você ter uma opinião sobre o
assunto mas o seu ponto de vista não ficar claro no texto, ok?

87
87

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Estrutura da
Dissertação
Argumentativa
Como vimos no Guia Segredos da Redação Perfeita
existem diferentes formas de organização de parágrafos
nos textos dissertativo-argumentativos, mas no geral, elas
apresentam uma estrutura-padrão.

Essa estrutura consiste em três partes: Introdução,


Desenvolvimento e Conclusão.

88

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Veja abaixo a estrutura do texto.

Veja abaixo a Estrutura da


Dissertação Argumentativa

89

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Requisitos da
Dissertação Argumentativa

Direcionar o texto a um leitor


“universal”, ou seja, falar sobre
conceitos amplamente
conhecidos e em uma linguagem
que possa ser facilmente
compreendida.

É diferente de uma carta, que possui um destinatário


específico. Você não conhece o corretor, por isso, não
adianta falar sobre aquela edição especial dos quadrinhos do
Batman sem explicá-la: você não sabe se ele conhece ela ou
não!

O seu texto precisa ser entendido por qualquer falante da


língua portuguesa minimamente familiarizado com o assunto
tratado.

90

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Requisitos da
Dissertação Argumentativa

O leitor não é o seu amigo.

Por isso, demonstre a formalidade necessária, sem o uso de


palavras como “seu”, “você”.

E lembre-se: o texto é destinado a um leitor universal, por isso


nada de se referir diretamente ao corretor.

91

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Requisitos da
Dissertação Argumentativa

Como já foi dito, deve-se utilizar a norma culta da língua


portuguesa, tomando cuidado com erros gramaticais e ortográficos
e não utilizar gírias e outros sinais de informalidade.

92

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


O que NÃO Fazer no gênero
Dissertação Argumentativa

 Usar construções na 1ª pessoa do singular: o


texto dissertativo-argumentativo é impessoal,
por isso não deve apresentar construções
como “eu acredito”, “minha opinião”, etc. Caso
seja necessário, prefira construções como:
“nós”, “nossa”, etc.

 Indicativos de incerteza: o seu objetivo


é convencer o leitor sobre o seu ponto
de vista. Por isso, nada de “eu acho”,
“talvez” e outras indicações de que você
não sabe o que está falando.

 Ficar narrando ou descrevendo e esquecer


de desenvolver argumentos: você pode
sim usar de estruturas descritivas ou
narrativas na dissertação, mas o foco é
argumentação. Então não se perca
contando histórias, fique em mostrar seu
ponto de vista!

93
93

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Revisão

Nessa aula, vimos algumas particularidades da redação


dissertativo-argumentativa, como o uso da norma culta, a
existência de uma opinião, a impessoalidade do texto e a
visão de que o texto se destina a um leitor universal.

Vimos também a importância de não se perder no texto e


focar em defender um ponto de vista utilizando de
argumentações consistentes!

94

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Agora é com você!
Abaixo está o checklist do PADRÃO 4. A partir de agora, sempre
que escrever um redação, verifique se o seu texto apresenta as
características abaixo para que você tire total nesse padrão.

Usei a norma culta da língua portuguesa, tomando


cuidado para não cometer erros gramaticais e
ortográficos e nem usar gírias e expressões que indicam
informalidade.

Escrevi meu texto tendo um leitor universal em mente,


não utilizando conhecimentos que só eu sei e explicando
temas específicos que o leitor pode não entender.

Não utilizei a primeira pessoa do singular, preferindo,


quando for o caso, o plural.

95

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


96

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Os Padrões da
Redação do Enem

Dia 6
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
97
Dia 6
Já ouviu a expressão amor à primeira vista? Pois é hora de fazer
acontecer! Uma introdução bem feita é como aquele bolo bonito
que abre o apetite e da água na boca! Hoje você vai aprender
como acertar na introdução e conquistar o corretor já de cara!

O que vamos
aprender hoje?
Está na hora de focarmos nos PADRÕES DA REDAÇÃO
DO ENEM! Na aula de hoje vamos:

Relembrar o que vimos no dia “Guia segredos da


redação perfeita do Enem” sobre a Introdução

Aprender as duas perguntas para fazer a


introdução perfeita e completa

Entender quais os tipos de padrões devemos nos


atentar na introdução
9
Descobrir uma técnica para fazer uma introdução 8
mais chamativa e diferenciada

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Relembrando o
segredo!

Como vimos no Guia Segredos da Redação Perfeita do Enem, uma


boa expressão para a Introdução da redação é “a primeira
impressão é a que fica”! Muitos padrões estão ligados à Introdução
e embora seja apenas um parágrafo é aqui você precisa acertar e
fazer algo simples, claro e objetivo para chamar a atenção do
avaliador desde o início.

A Introdução é a parte do texto em que se coloca a ideia-chave, o


assunto da dissertação. A partir da ideia principal é que se
desenvolve o resto do texto, onde você deve justificar e apresentar
fatos que comprovem sua tese.

Muito importante que você saiba diferenciar Tema de Tese! Já


está com isso na ponta da língua! Se não, volte nas lições
anteriores para não ter dúvida nenhuma antes de prosseguir! No
Dia 6 do Guia Segredos da Redação Perfeita do Enem você
encontra as informações para nunca mais errar isto, ok?

99

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


FOCANDO
NOS PADRÕES

Podemos dizer que vários padrões estão ligados à introdução.


Isso porque muitos erros podem ser já identificados nele como,
por exemplo:

 Não compreensão da proposta da redação


(Competência 2)

 Fuga total ou tangenciamento do tema -


que pode zerar a redação (Competência 2)

 Erro no tom de escrita normal (Competência 1)

No entanto, iremos focar na Competência 3 e vamos abordar a


importância do padrão “Defender um ponto de vista” nesta
aula. Isso porque é o padrão mais importante e presente na
introdução.

Você vai aprender hoje como mostrar este padrão que os


corretores buscam acertando na estrutura adequada de uma
introdução! Vamos lá!

10
0
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 7
Defender um
Ponto de Vista
Todos os corretores esperam que você defenda um ponto de
vista em sua redação. Como vimos anteriormente: as
orientações, a tese dada e a coletânea disponibilizada são seu
ponto norteador para entender qual caminho você deve seguir
e a introdução é onde o corretor analisará qual é o caminho
que você seguiu.

101
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 7
Defender um
ponto de vista

Não defender um ponto de vista é, em essência, não fazer uma


dissertação-argumentativa. Falhar neste padrão é zerar sua nota!
Mas este não é o único meio de errar na defesa do ponto de vista.
Outro erro é não fazer uma apresentação adequada do seu
ponto de vista.

Você pode ter ótimos argumentos e ideias, mas se não apresentou


adequadamente sua tese na introdução, pode ser um tiro no pé
que vai jogar sua nota lá no chão! Por isso, ao fazer sua introdução
você precisa ter certeza que respondeu duas perguntas que
vamos ver agora quais são!

10
2
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
A INTRODUÇÃO EM DUAS
PERGUNTAS
Em suma sua introdução deve responder às seguintes
perguntas para apresentar o padrão 3 corretamente aos
corretores:

Desvendando a
A pergunta Como Responder
Pergunta
Mostre porque o tema está
em foco. Você pode fazer
1.QUAL É O CONTEXTO Por que o tema é isso com citações
DO TEMA? importante? relevantes, dados
estatísticos ou com
informação da coletânea.
Você entendeu o tema,
2.QUAL É A MINHA Qual é meu ponto de agora precisa deixar claro
TESE? vista? qual ponto de vista você
defenderá.

10
3
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
A INTRODUÇÃO EM DUAS PERGUNTAS

Estas são as perguntas cujas respostas irão deixar bem


claro aos corretores que você entendeu a proposta, tem um
ponto de vista e que no decorrer do texto irá defende-lo!

Ficou mais simples fazer uma introdução agora que você sabe o
que colocar nela não é mesmo?

QUE TAL AGORA ANALISARMOS UM EXEMPLO?

10
4
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
ANALISANDO NA PRÁTICA

“Embora seja direito assegurado a todos os cidadãos pela


Constituição Federal, a liberdade religiosa não é garantida de modo
isonômico aos brasileiros. Ora velada, ora implícita, a intolerância
quanto ao diferente faz parte da realidade do país. Infelizmente, o
desconhecimento da população em relação ao processo de formação
da nação e a falta de punição sob os que atentam contra a religião
do próximo impedem que o respeito à diversidade cultural brasileira
seja consolidado”. Redação Isabella Ribeiro de Sena Carvalho, “Caminhos para combater a
intolerância religiosa no Brasil”.

Desvendando a
A pergunta A resposta
Pergunta

1.QUAL É O É um direito assegurado pela


Por que o tema é Constituição, no entanto não
CONTEXTO DO é garantida na prática devido
importante?
TEMA? a intolerância

O desconhecimento da
população em relação ao
processo de formação da
nação e a falta de punição
2.QUAL É A MINHA Qual é meu ponto de
sob os que atentam contra a
TESE? vista? religião do próximo
impedem que o respeito à
diversidade cultural
brasileira seja consolidado

10
105

5
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
Mais Que Contar:
Encantar!
Agora que você já sabe a receita da introdução que tal pensar
em como ir além do básico e mais que acertar, conquistar a
atenção dos corretores?

Veja nas próximas páginas dicas que podem ajudar você a


chamar a atenção positivamente e se destacar dos
concorrentes ainda na introdução.

10
6
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PRIMEIRA DICA:
SURPREENDA!
Para ser ainda mais específico:

Surpreenda na primeira frase!

10
7
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
A DICA É
SURPREENDA!

A grande maioria das pessoas começam a redação de um jeito


bem comum: seja nas palavras ou na forma de mostrar a ideia.
A forma de começar destas pessoas é tão comum que
podemos até dizer que tem uma fórmula para fazer uma
introdução sem graça. Ela é mais ou menos assim:

FÓRMULA DA INTRODUÇÃO SEM GRAÇA:

[CONTEXTO TEMPORAL/ESPACIAL]

+
[O TEMA]

+
[“É IMPORTANTE PORQUE…]

=
INTRODUÇÃO SEM GRAÇA

10
8
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
A DICA É
SURPREENDA!
Exemplo

[CONTEXTO TEMPORAL/ESPACIAL]
“Atualmente há muitos desafios
para a formação educacional de
surdos no Brasil. Este assunto é
importante pois mesmo que a lei
[O TEMA] garanta o direito à educação a
todos, mudanças são necessárias
no sistema de ensino brasileiro
[“É IMPORTANTE PORQUE…] para que surdos possam ter este
direito garantido"

PENSE COMIGO...
Esta introdução consegue responder às duas perguntas
importantes? Sim! Tem o importante? Sim.
No entanto, é possível ver que ela não tem um
destaque grande. É o feijão com arroz.

10
9
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
Como mudar isso
e de forma simples?

VAMOS ÀS OUTRAS DICAS!

1. Evite palavras clichês:

O contexto temporal/espacial é um clichê. Expressões com


“Atualmente”, ou “Hoje em dia”, ou ainda “No mundo que
vivemos” já estão batidas! Não as use para começar o seu
texto.

E isso nos leva a dica dois...

110
110

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Vamos às
outras dicas!

2. Comece diferente

Que tal já começar com o reforço que você tem para


sustentar sua tese? Sabe aquela citação relevante,
aquele dado estatístico ou aquela informação boa da
coletânea? Use-a para começar sem ser clichê. Veja como
poderia ficar no nosso exemplo:

EXEMPLO
Capítulo V, artigo 27 é a lei que assegura que pessoas com deficiência
tem direito à educação de qualidade. É lei, porém, na prática, a
formação educacional de surdos ainda é um desafio no Brasil. Mudanças
nas instituições educacionais e maior cobrança da população frente ao
governo são necessárias para que o sistema de ensino possa oferecer à
comunidade surda seus direitos respeitados.

111
111

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Vamos às
outras dicas!

Consegue ver como esta forma chama muito mais a atenção?


Uma informação da coletânea foi usada logo no início para
contextualizar a importância do tema. Depois a tese foi
declarada despertando a curiosidade para a argumentação.

Guarde esta dica e pratique formas diferentes de começar


sua redação! Você nunca mais vai fazer uma introdução sem
graça!

OBS: NUNCA SACRIFIQUE A COESÃO


EM PROL DA CRIATIVIDADE.

Se tiver com dificuldades em criar uma introdução mais


diferenciada, vá pelo caminho mais simples mesmo e garanta
os seus pontos. Pratique bem até ter segurança de fazer
introduções mais chamativas como a desta dica!

112
112

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


DICA
BÔNUS!
Ao acabar de escrever seu rascunho da redação inteira, leia
todo o texto e analise os seguintes pontos:

Os argumentos estão coerentes com o que foi


colocado na introdução?

A conclusão responde bem ao que a


introdução se propôs a dissertar?

Caso você perceba alguma falha de conexão entre a


introdução e o desenvolvimento ou conclusão, mexa na sua
introdução!

É mais fácil corrigir ali e ajustar ela para que o restante


do texto tenha completa coerência e coesão.

113
113

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Revisão

O que fazer na O que não fazer


Introdução? na Introdução?

Definir bem o Começar com


contexto do tema expressões clichês
(Ver a Pergunta 1)

Definir bem a tese, seu Não deixar claro a tese, seu


posicionamento posicionamento
(Ver a Pergunta 1)

Utilizar ideia de apoio no Fugir do tipo textual


começo da introdução argumentativo, do tema ou
(citações relevantes, dados estatísticos tese;
ou informação da coletânea)

Propor uma tese e defender


O que propor defender,
outra no restante do texto
defenda no restante do texto. (Ver dica bônus)

114

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Agora é com você!
Abaixo está o checklist do PADRÃO 7. A partir de agora, sempre
que escrever um redação, verifique se o seu texto apresenta as
características abaixo para que você tire total nesse padrão.

Defini bem o contexto do tema, a tese e meu


posicionamento

Usei recursos argumentativos válidos (citações


relevantes, dados estatísticos ou informação da
coletânea de texto)

O que propus a defender na introdução eu


defendi até o final

Evitei clichês

115

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


116

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Os Padrões da
Redação do Enem

Dia 7 117

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Dia 7
O desenvolvimento é o recheio do bolo! É hora de mostrar que
você tem mais que só uma opinião, você tem posicionamento e
argumentos para isso! Aqui você vai aprender os padrões da
argumentação efetiva!

O que vamos
aprender hoje?
Relembrar o que aprendemos no “GUIA SEGREDOS
DA REDAÇÃO PERFEITA DO ENEM” sobre o
desenvolvimento da redação;

Conhecer mais sobre os Padrões 2, 3 e 4:

Aprender sobre estruturas argumentativas, tipos de


argumentos e encadeamento textual;
11
8

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Relembrando o
segredo!

Como vimos no Guia Segredos da Redação Perfeita do Enem, os


parágrafos de desenvolvimento são os que vão dar sustentação à
tese que você apresentou na introdução. É nesta parte da sua
redação que o corretor irá se aprofundar no seu raciocínio e fazer
importantes análises de padrões!

Com seu posicionamento já bem estabelecido é hora de justificá-lo


e provar o seu ponto de vista com os ARGUMENTOS. Como já
dissemos é muito importante que os parágrafos sejam marcados
pela progressão, ou seja, o texto deve ser construído de forma que
vá apresentando novas informações, claras e pertinentes ao longo
do seu desenvolvimento.

É muito importante selecionar bons argumentos e saber utilizar


boas formas de coesão. Em caso de dúvida veja no Guia Segredos
da Redação Perfeita do Enem o Quadro de Conectivos!

119

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


FOCANDO
NOS PADRÕES

Padrões analisados no Desenvolvimento:

 Competência 2 –”[...]aplicar conceitos


das várias áreas do conhecimento para
desenvolver o tema[...]
 Competência 3 – Defender um ponto de
vista[...]
 Competência 4 – [...]mecanismos
Linguísticos necessários para construção
da argumentação

Você vai aprender hoje como mostrar os padrões que os


corretores buscam apostando em técnicas argumentativas
adequadas! Vamos aos padrões que mais importam no
desenvolvimento então!

12
0
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 3
Aplicar conceitos das várias
áreas do conhecimento para
desenvolver o tema
Já se perguntou porque o Enem cobra que os alunos sejam
capazes de envolver diferentes conceitos e áreas do
conhecimento dentro do desenvolvimento da redação? Se
não, está na hora de pensar nisso. Vem comigo!

121
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 3
Aplicar conceitos das várias
áreas do conhecimento para
desenvolver o tema

Já parou pra pensar que os corretores não são especialistas de


todas as áreas de conhecimento? Eles podem até saber um
pouco de biologia, de história, de física, mas o foco deles é a
avaliação textual, afinal é por isso que foram selecionados,
não é mesmo?

E o que isso significa? Te explico! É pra te mostrar que você


está plenamente capaz de mostrar diversas áreas do
conhecimento sem ter que ficar se preocupando demais com
isso. Sabe por que? Porque você estudou diversas áreas do
conhecimento para esta prova do Enem!

12
2
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 3
Aplicar conceitos das várias
áreas do conhecimento para
desenvolver o tema

Os corretores são as únicas pessoas para as quais você precisa


escrever sua redação, certo? São eles que vão te avaliar. Logo,
quando forem avaliar se você usou conceito de várias áreas
eles não estarão procurando saber o quanto você sabe de
biologia, mas sim se você consegue usar um conhecimentos
desta área (ou outra) de uma forma lógica e adequada em
seu texto.

12
3
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 3
Aplicar conceitos das várias
áreas do conhecimento para
desenvolver o tema

Você consegue fazer isso em sua redação tranquilamente


através das ESTRATÉGIAS ARGUMENTATIVAS!

Estratégias
argumentativas
São recursos utilizados para desenvolver os argumentos, de
modo a convencer o leitor como por exemplo:
São recursos utilizados para desenvolver os argumentos, de modo a convencer
o leitor como por exemplo:

DADOS ESTATÍSTICOS PESQUISAS

CITAÇÕES OU OPINIÕES ALUSÕES


DE REFERÊNCIAS NO HISTÓRICAS E ETC
ASSUNTO;

12
4
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 3
Aplicar conceitos das várias
áreas do conhecimento para
desenvolver o tema

Viu? Não é um bicho de sete cabeças! No próximo padrão


iremos ver mais sobre tipos de argumentos e como usar bem
essas estratégias!

São recursos utilizados para desenvolver os argumentos, de modo a convencer


o leitor como por exemplo:

12
5
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 7
Defender um
ponto de vista
Aprendemos como é tranquilo mostrar conhecimentos diversos e
vimos que fazemos isso através dos ARGUMENTOS! Muita gente
perde muitos pontos na argumentação porque fica rodando sem
chegar em lugar nenhum ou não consegue mostrar ideias que sejam
relevantes. Quando isso acontece você mostra que só tem uma
opinião e não argumentos de fato.
12
6
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 7
Defender um
ponto de vista

Chega de só apresentar sua opinião! Está na hora de provar


seu posicionamento de forma inteligente! Por isso vamos focar
melhor em como selecionar bons argumentos, manter a
coesão das ideias e mostrar o padrão 3 no seu texto!

Tipos de
argumentos
Argumento de autoridade: Ao defender uma
ideia, você pode utilizar ou uma evidência ou
um discursos de pessoas especialistas ou que
sejam uma referência na área em questão.

Argumento de Causa e Consequência: Uma


ótima forma de comprovar sua tese é
utilizando a relação causa (os motivos, os
porquês) e consequência (o efeito). use a
lógica ao seu favor!

12
7
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 7
Defender um
ponto de vista

Argumento de Exemplificação ou Ilustração:

Relato de fatos reais ou ilustrações


apropriadas podem enriquecer sua
argumentação quando o assunto é muito
teórico. No entanto é necessário muito
cuidado para não contar histórias ou
exemplos que não sejam relevantes!

Argumentos de Prova Concreta ou Princípio:

Quer deixar sua argumentação muito mais


robusta e forte? Use informações concretas
da realidade como estatísticas
ou evidências comprovadas!

Agora que você já sabe os tipos de argumentos e quais


estratégias argumentativas pode usar, vai ficar muito mais fácil
defender um ponto de vista, seja ele qual for! Você só precisa
procurar ideias que se encaixem nos pontos acima para evitar
cair no erro de ficar perdido na sua opinião sem de fato
argumentar!

12
8
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
EXEMPLO

“O contexto histórico brasileiro indubitavelmente influencia essa


questão. A colonização portuguesa buscou catequizar os nativos
de acordo com a religião europeia da época: a católica. Com a
chegada dos negros africanos, décadas depois, houve repressão
cultural e, consequentemente, religiosa que, infelizmente,
perpetua até os dias de hoje. Prova disso é o caso de uma
menina carioca praticante do candomblé que, em junho de 2015,
foi ferida com pedradas, e seus acompanhantes, alvos de
provocações e xingamentos. Ainda que a violência verbal, assim
como a física, vá contra a Constituição Federal, os agressores
fugiram e, como em outras ocorrências, não foram punidos.”

Redação Jordana Bottin Ecco “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”

12
129

9
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 8
Mecanismos Linguísticos necessários
para construção da argumentação
Já aprendemos hoje importantes pontos para mostrar os
padrões da redação perfeita aos corretores. Vimos que você
deve fazer:
 apresentação clara da tese e seleção adequada dos
argumentos que a sustentam;
 desenvolvimento claro das ideias de modo a justificar, para
o leitor, o ponto de vista escolhido
13
0
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 8
Mecanismos Linguísticos necessários
para construção da argumentação

Agora veremos um último ponto muito importante que é a


importância de fazer um encadeamento claro das ideias, de
maneira que cada parágrafo traga informações coerentes com
o que foi abordado anteriormente, sem repetições ou
desvios temáticos.

13
1
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 8
Mecanismos Linguísticos necessários
para construção da argumentação

Encadeamento
Textual
Para um bom encadeamento textual (que garanta a coesão
textual) você deve se atentar aos seguintes pontos:

Estruturação dos parágrafos – Um


parágrafo é uma unidade textual formada
por uma ideia principal à qual se ligam
ideias secundárias.

No texto dissertativo-argumentativo, os parágrafos podem


ser desenvolvidos por comparação, por causa-
consequência, por exemplificação, por detalhamento, entre
outras possibilidades. Deve haver uma articulação entre um
parágrafo e outro.

13
2
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
Encadeamento Textual

Estruturação dos períodos – Pela própria


especificidade do texto dissertativo
argumentativo, os períodos do texto são,
normalmente, estruturados de modo complexo,
formados por duas ou mais orações, para que se possa
expressar as ideias de causa-consequência, contradição,
temporalidade, comparação, conclusão, entre outras.

Referenciação – As referências a pessoas, coisas,


lugares, fatos são introduzidas e, depois,
retomadas, à medida que o texto vai progredindo.
Esse processo pode ser realizado
mediante uso de pronomes, advérbios, artigos ou vocábulos
de base lexical, estabelecendo relações de sinonímia,
antonímia, hiponímia, hiperonímia, e de expressões
resumitivas, metafóricas ou metadiscursivas.

13
3
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 8
Mecanismos Linguísticos necessários
para construção da argumentação

Recomendações
Procure utilizar as seguintes estratégias de coesão para se
referir a elementos que já apareceram no texto:

a) substituição de termos ou expressões por pronomes


pessoais, possessivos e demonstrativos, advérbios que
indicam localização, artigos;

b) substituição de termos ou expressões por sinônimos,


hipônimos, hiperônimos ou expressões resumitivas;

c) substituição de substantivos, verbos, períodos ou


fragmentos do texto por conectivos ou expressões que
resumam e retomem o que já foi dito; e

d) elipse ou omissão de elementos que


já tenham sido citados ou que sejam
facilmente identificáveis

13
4
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
Resumindo

NA ELABORAÇÃO DA REDAÇÃO, VOCÊ DEVE EVITAR:


 Sequência justaposta de palavras e períodos sem articulação;
 Ausência total de parágrafos na construção do texto;
 Emprego de conector (preposição, conjunção, pronome relativo,
alguns advérbios e locuções adverbiais) que não estabeleça
relação lógica entre dois trechos do texto e prejudique a
compreensão da mensagem;
 Repetição ou substituição inadequada de palavras, sem se valer
dos recursos oferecidos pela língua (pronome, advérbio, artigo,
sinônimo).

“Existem, atualmente, diversos conflitos religiosos no mundo, fato


que pode ser exemplificado pelas ações do Estado Islâmico, que
utiliza uma visão radical do islamismo sunita. Nesse contexto,
percebe-se que tal realidade de intolerância também ocorre no
Brasil, um país com dimensões continentais e grande diversidade
religiosa. Assim, tornam-se progressivamente mais comuns
episódios de violência motivados pela religião, o que é
contraditório, visto que o Brasil é laico e a Constituição de 1988
garante a liberdade de crença das diferentes manifestações
culturais. Portanto, medidas que alterem essa situação devem ser
adotadas”.
Redação Jordana Bottin Ecco “Caminhos para
combater a intolerância religiosa no Brasil”

13
5
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
Revisão

O que fazer na O que não fazer


Introdução? na Introdução?

Selecionar 3 ou 2 bons Apresentar apenas opiniões


argumentos sem defender seu ponto de
(Ver Tipos e Estratégias vista
Argumentativas)

Definir bem a estrutura dos Ficar repetindo ideias ou


parágrafos, apresentando um palavras
argumento em cada;

Ter boa coesão das ideias e


Fugir do tipo textual
parágrafos. (Ver
argumentativo
Encadeamento Textual)

Colocar ideias soltas, sem


conectivos
(Ver Quadro de Conectivos)

13
6
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
Agora é com você!
Abaixo está o checklist da aula de hoje. A partir de agora,
sempre que escrever um redação, verifique se o seu texto
apresenta as características abaixo

Checklist PADRÃO 3 e 7 – Aplicar conceitos das várias áreas


do conhecimento para desenvolver o tema / Defender um
ponto de vista

Usei ESTRATÉGIAS ARGUMENTATIVAS que apontem


conhecimento para desenvolvimento do tema

Usei argumentos fortes e alinhados ao meu


posicionamento

13
7
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
Agora é com você!
Abaixo está o checklist da aula de hoje. A partir de agora,
sempre que escrever um redação, verifique se o seu texto
apresenta as características abaixo

Checklist PADRÃO 8 – Mecanismos Linguísticos


necessários para construção da argumentação.

Respeitei a estrutura dos parágrafos,


apresentando um argumento em cada

As ideias estão bem coesas e organizadas


no texto

Evitei repetições de ideias ou palavras

Usei conectivos adequadamente para ligar


as ideias

13
8
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
139

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Os Padrões da
Redação do Enem

Dia 8
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
140
Dia 8
Você já aprendeu como fazer a introdução que conquista e o
desenvolvimento que convence os corretores! O que falta agora?
Isso mesmo! A conclusão da redação que fecha com chave de
ouro!

O que vamos
aprender hoje?
Está na hora de aprender a escrever a proposta de intervenção que vai
deixar o corretor com a sensação de que valeu a pena ter lido o seu texto.
Na aula de hoje vamos:

Relembrar o que aprendemos no “GUIA SEGREDOS DA


REDAÇÃO PERFEITA DO ENEM” sobre a conclusão da
redação;

Conhecer mais sobre os Padrões 3 e 5:

Aprender sobre estruturas argumentativas, tipos de


argumentos e encadeamento textual;

Verificar no checklist se o desenvolvimento do seu texto


está de acordo como que os corretores desejam

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


Relembrando o
segredo!

No Guia Segredos da Redação Perfeita do Enem, você aprendeu


que a conclusão é a parte final do texto e é onde geralmente a
proposta de intervenção é apresentada. Ela deve costurar todas
as ideias anteriores e deixar bem clara a intervenção proposta para
a sua tese.

Aprendemos também que a conclusão não é o momento de


levantar novos questionamentos ou ideias que não tenham sido
abordadas nos parágrafos anteriores. E por fim viu como utilizar a
técnica S.M.A.R.T. e a ferramenta 5W2H para criar a proposta de
intervenção perfeita!

Agora é hora de entender melhor quais são os padrões analisados


na conclusão e como isso vai afetar a forma como você deve
finalizar seu texto! Vamos lá?

14
2
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 7
Defender um
ponto de vista
Muito já foi falado sobre este padrão e você deve estar se
perguntando o porquê dele estar aparecendo mais uma vez. A
resposta é simples: defender um ponto de vista é o resumo do
que você deve fazer ao escrever sua redação! 14
3
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 7
Defender um
ponto de vista

Você já fez a introdução apresentando sua tese e mostrando que ela


é relevante. Você já fez o desenvolvimento argumentando e
mostrando que seu ponto de vista é mais que uma opinião vazia.

Agora é hora de finalizar o que você começou (e desenvolveu) e


mostrar que você tem sugestões que possam levar a melhorias! Se
você fizer isso de forma correta é nota 1000!

14
4
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 7
Defender um
ponto de vista

Então vamos ao que importa e falarmos sobre o que os


corretores esperam e o que eles não esperam encontrar na sua
conclusão.

esperam Não esperam

Fechamento das ideias Novas ideias ou


com coerência argumentação

Proposta de intervenção Solução sempre

Reconhecer o que a banca espera ou não de você facilitará seu


trabalho em desenvolver uma boa proposta de intervenção, o
que nos leva ao próximo padrão!

14
5
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 9
Elaborar proposta de
intervenção que respeite
os direitos humanos
A banca corretora espera que após apresentar seu ponto de
vista você seja capaz de propor intervenções, no entanto,
fique atento! Não é qualquer intervenção que vai te ajudar a
alcançar a nota máxima!. Tem que ser propostas de ações que
sejam coerentes com o que você defendeu e que respeitem os
direitos humanos! 14
6
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 9
Elaborar proposta de
intervenção que respeite
os direitos humanos
No caso do Enem, é possível resumir os argumentos e já emendá-
los com a proposta de intervenção Não se esqueça que também é
muito importante retomar a ideia inicial - a tese. Esse procedimento
é imprescindível para que não haja dúvidas quanto ao ponto de
vista desenvolvido ao longo de todo o texto.

No Guia Segredos da Redação Perfeita já vimos técnicas


que ensinam como acertar na proposta de intervenção como a
técnica S.M.A.R.T. e a ferramenta 5W2H. Sendo assim, agora
focaremos em alguns outros pontos relevantes de se atentar. Fique
ligado nas dicas a seguir!

14
7
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
A prova pede uma intervenção,
não uma solução

A prova sempre traz questões sociais que se destacam por


serem complexas e muitas vezes históricas – ou seja, já faz um
bom tempo que a sociedade está vivendo e tentando lidar com
a situação.

O que podemos aprender com isso é que os corretores não


esperam que o candidato, no Enem, consiga apresentar uma
proposta que vá de fato ser tão inovadora ou resolver a
situação de uma vez por todas.

14
8
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
A prova pede uma intervenção,
não uma solução

O que esperam é que o candidato consiga, de maneira lógica e


sensata propor formas de enfrentar o desafio. Desta forma,
você pode ficar um pouco mais relaxado pois a sua proposta
não precisa necessariamente ser original ou inédita.

Inclusive, ela pode envolver propostas já feitas no passado ou


ampliar ações já adotadas!. O mais importante é que sua
proposta seja apresentada através de uma boa argumentação

14
9
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
PADRÃO 9
Elaborar proposta de
intervenção que respeite
os direitos humanos

O que é de fato Respeitar


os Direitos Humanos

Desrespeitar os direitos humanos em sua redação não vai te


ajudar em nada! Mesmo que sua prova não seja zerada, vai ser
difícil você conseguir manter sua proposta sabendo que ela é
inconstitucional. Por isso fique atento!

15
0
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
O que é de fato Respeitar
os Direitos Humanos

O que muitas pessoas não sabem é o que significa


desrespeitar estes direitos.

Após a II Guerra mundial aconteceu a aprovação da Declaração


Universal dos Direitos Humanos pela Organização das Nações
Unidas. Para garantir que sejam levados em conta de forma
adequada em sua reação, no entanto, é preciso inteirar-se
sobre o que são eles.

151

Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com


O que é de fato Respeitar
os Direitos Humanos

Uma forma de não cometer o erro de fazer uma proposta que


seja inconstitucional e desrespeite esses direitos, você pode
fazer as seguintes perguntas:

Se minha ideia fosse implementada ela prejudicaria


ou seria injusta com algum grupo na sociedade?

A minha proposta defendida traria algum


dano ambiental?

Minha argumentação ofende movimentos sociais


ou qualquer comunidade da sociedade?

Se as respostas para esta perguntas forem “não” você está indo


no caminho certo!
15
2
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
Mas tem como desrespeitar
os direitos humanos?

De acordo com o Manual do Candidato, listamos nove


exemplos de trechos que levaram à atribuição de nota zero a
redações de participantes do Enem 2016 por atentar contra
os direitos humanos:

” […] para combater a intolerância religiosa, deveria acabar


com a liberdade de expressão”.

” […] podemos combater a intolerância religiosa acabando


com as religiões e implantando uma doutrina única”.

” […] o Estado deve paralisar as superexposições de


crenças e proibir as manifestações religiosas ao público”.

15
3
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
Mas tem como desrespeitar
os direitos humanos?

” […] a pessoa que não respeita a devoção do próximo não


deveria ter direito social, como o voto”.

” […] a única maneira de punir o intolerante é o obrigando


a frequentar a igreja daquele que foi ofendido, para que
aprenda a respeitar a crença do outro”.

” […] que o indivíduo que não respeitar a lei seja punido


com a perda do direito de participação de sua religião, que
ele seja retirado da sua religião como punição”.

15
4
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
Mas tem como desrespeitar
os direitos humanos?

” […] por haver tanta discriminação, o caminho certo que


se tem a tomar é acabar com todas as religiões”.

” […] que a cada agressão cometida o agressor recebesse


na mesma proporção, tanto agressão física como mental”.

” […] o governo deveria punir e banir essas outras


“crenças”, que não sejam referentes a Bíblia”.

Como você pode ver sempre que o assunto é complexo abre


margem para raciocínios muito pessoais e isso deve te levar a
ter atenção dobrada para evitar que te traga problemas na
hora da prova.

15
5
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
Revisão

Nesta aula vimos a importância de construir uma conclusão


que costure todas as ideias anteriores e deixe bem clara a
intervenção proposta para a sua tese.

Vimos também que ao construir a proposta de intervenção, o


foco não é ser inovador, mas sim ser coerente com as
argumentações desenvolvidas.

Além disso também vimos porque e como ficar atento aos


direitos humanos na hora da prova, evitando assim que sua
nota sofra descontos desnecessários!

15
6
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
Agora é com você!
Abaixo está o checklist do PADRÃO 7 e 9. A partir de agora, sempre
que escrever um redação, verifique se o seu texto apresenta as
características abaixo para que você tire total nesse padrão.

Checklist PADRÃO 7 e 9 Defender um ponto de vista / Elaborar


proposta de intervenção que respeite os direitos humanos

Propus uma intervenção completa (S.M.A.R.T.)

Se minha ideia fosse implementada ela não prejudicaria ou


seria injusta com ninguém

A minha proposta não traz danos morais, ambientais


ou fere a constituição

Minha argumentação não ofende movimentos


sociais ou qualquer comunidade

Minha conclusão retoma o tema e está coerente


com o resto do texto

15
7
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
Os Padrões da
Redação do Enem

Dia 9
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com
158
Praticando!

Agora que já vimos os padrões todos e como usá-los está na


hora de praticar não é mesmo?

A prática te auxiliará a conseguir a confiança necessária para


arrasar na hora da prova e fazer tudo com facilidade e sem dor
de cabeça!

Te desejo tudo de bom! Ah! E quando precisar, é só retornar ao


material e revisar os conteúdos! Isso é muito importante! Não
esqueça!

Um grande abraço!

15
9
Licensed to Gustavo Gonçalves Barbosa - Email: guga98980@gmail.com