Você está na página 1de 14

REDAÇÃO OFICIAL

QUESTÕES DE CONCURSOS

1. Assinale a opção incorreta a respeito de correspondência oficial.

a) O resumo do assunto, na correspondência oficial, é chamado de ementa.


b) Se a forma de tratamento do destinatário da correspondência for Vossa Excelência ou Vossa
Senhoria, por força da concordância exigida para os pronomes pessoais que a ele se referem, não
se pode usar vosso e suas flexões.
c) Introduzir um ofício usando frases como Viemos, por intermédio do presente, acusar
recebimento da petição e levar ao conhecimento de V. Sa. que ... é sinal de elegância, concisão,
correção lingüística e respeito.
d) Denomina-se circular o instrumento de comunicação que se envia a vários destinatários
simultaneamente, com vistas à transmissão de instruções, ordens, esclarecimento de conteúdo de
leis, regulamentos etc.
e) Os fechos Atenciosamente e Respeitosamente são adequados para um ofício.

2. Observe o texto a seguir.

Brasília, 1.º de junho de 2003.

Para a Coordenação de Concursos do CESPE/UnB,

Requerimento:

JOSÉ DA SILVA DOS SANTOS REIS, devidamente inscrito no concurso para TÉCNICO
JUDICIÁRIO do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, com a inscrição n.º 197.542/03, VENHO,
POR DIREITO E MUI RESPEITOSAMENTE, solicitar a Vocês a emissão de uma certidão de
comparecimento nesta prova realizada nesta data supracitada, uma vez que hoje estou
trabalhando em turnos e preciso comprovar meu afastamento do serviço no período da tarde, para
realizar o referido exame.

Nesses termos, peço aceitação do meu pedido e AGUARDO DEFERIMENTO.


Atenciosamente,

José da Silva dos Santos Reis.

Com respeito ao texto acima, assinale a opção correta.

a) O lugar correto para a colocação da data é à esquerda, e não à direita, como se encontra no
documento.
b) O tipo de documento adequado para tal finalidade não é o requerimento e, sim, o ofício.
c) Em vez do pronome de tratamento “Vocês”, o redator deveria ter empregado Vossas
Excelências.
d) O candidato deveria ter solicitado uma declaração, e não uma certidão.
e) O fechamento “Atenciosamente” deveria constar antes do pedido de deferimento.

3. Assinale a opção incorreta a respeito do texto a seguir.


ATA DA SALA 25

Realizou-se, na sala vinte e cinco, do prédio das Relações Humanas, da Escola Martin Luther King,
em Brasília, Distrito Federal, dia primeiro de junho de dois mil e três, das quinze horas às dezoito
horas e trinta minutos, portanto, com três horas e meia de duração, esta prova (anexa) de
Conhecimentos Gerais e Específicos para o Cargo de Técnico Judiciário, do Tribunal de Justiça do
Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), conforme diz o Edital um de 13 dois mil e três, tendo
comparecido todos os candidatos inscritos e, portanto, o índice de abstensão foi de zero
candidatos. Nada mais havendo a constar, eu, MARIA DAS GRAÇAS LUZ FLORES, chefe de sala,
lavrei esta ata que será assinada por mim, exprimindo a verdade dos fatos, sob o testemunho da
fiscal de sala. Brasília, 1.º/6/2003, Maria das Graças Luz Flores e Thomásia Aparecida Silva.
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

a) redatora da ata respeitou os requisitos formais para a redação do documento, conforme os


preceitos dessa tipologia de correspondência oficial.
b) A redatora, ao escrever por extenso os números da sala, das horas, da duração da prova e do
edital cometeu erros de grafia e de adequação ao tipo de documento.
c) A grafia do vocábulo “abstensão” está incorreta, pois deveria ter sido escrito abstenção.
d) A passagem “exprimindo a verdade dos fatos” pode ser suprimida do texto, uma vez que essa
informação deve estar pressuposta em toda correspondência oficial.
e) O preenchimento do restante da linha após a última assinatura visa evitar que outras pessoas
possam adulterar o final do texto.

4. Assinale a opção correta com relação à redação oficial.

a) Na redação oficial, exige-se, além de lógica e coerência na organização das idéias do texto,
criatividade e eruditismo.
b) Ofício é a correspondência interna dos órgãos públicos que visa tratar de assuntos
administrativos e(ou) pessoais entre autoridades de mesma hierarquia ou entre estas e inferiores
hierárquicos.
c) O ofício deve apresentar, no fecho, o motivo da comunicação e a forma de cortesia conveniente.
d) O relatório administrativo é uma narração de fatos e de ocorrências administrativas ou pessoais
e pode não apresentar conclusão devido a sua natureza investigativa.
e) Em relatórios administrativos, pode-se incluir material ilustrativo, tais como gráficos, tabelas e
diagramas, que devem estar incorporados no texto ou anexados a ele.

5. Assinale a opção incorreta com relação ao uso das formas de tratamento na redação oficial.

a) Os pronomes ou expressões de tratamento podem ser grafados por extenso nas


correspondências oficiais.
b) Nas formas de tratamento, os pronomes Vossa e Sua devem ser empregados, respectivamente,
em relação à pessoa com quem se fala, isto é, a quem se dirige a correspondência, e à pessoa de
quem se fala.
c) É gramaticalmente correto e adequado ao padrão ofício o seguinte trecho de início de
correspondência oficial: “Encaminhamos a Vossa Senhoria as informações referentes a seu pedido
de 16 de fevereiro de 2006”.
d) A concordância de gênero com as formas de tratamento deve ser feita no masculino,
independentemente do sexo da pessoa a quem a forma de tratamento se refira, pois o gênero deve
ser mantido neutro nas correspondências oficiais.
e) Não se emprega a crase diante das formas de tratamento, ainda que estas sejam subordinadas
a termos que exijam preposição, com exceção dos tratamentos senhora e senhorita.

6. Assinale a opção correta acerca da redação oficial.

a) Requerimento é um documento específico por meio do qual se solicita algo a que se tem direito
ou se supõe ter.
b) Memorando é uma correspondência oficial externa ente autoridades de mesmo nível
hierárquico, assemelhado, em sua estrutura, ao requerimento.
c) O fecho de um memorando apresenta expressões canônicas, tais como “Nestes termos,
aguarda deferimento” e “Espera deferimento”.
d) Memorando, ofícios e requerimentos devem ser numerados na borda superior do papel, junto à
margem esquerda.
e) A redação de um ofício assemelha-se, conforme o assunto tratado, à produção literária, visto
que é comum e aceitável, na elaboração desse tipo de documento, o emprego de figuras de
linguagem e de estruturas lingüísticas coloquiais.

7. Com referência à redação oficial, assinale a opção correta.

a) Abaixo-assinado é um requerimento coletivo em que não se colocam no início os nomes dos


remetentes e, sim, do destinatário.
b) Ata é o resumo escrito de fatos ou decisões de uma assembléia, sessão ou reunião para
determinado fim.
c) Atestado é o documento firmado por uma repartição pública em favor de outra, a respeito de
determinado fato.
d) O aviso é a correspondência padrão, caracterizada, no início, pelo papel timbrado e, no fim, por
fechos tradicionais de cortesia.

8. Desconsiderando a necessidade do espaçamento padrão, assinale a opção correta a respeito da


simulação de escrita de documentos oficiais.

a) Cabeçalho de ofício:
Ofício no. 1234/DAJ/2006
(Timbre do MINISTÉRIO DA MÚSICA)
Brasília, 29 de abril de 2006

b) Texto de memorando:
De acordo com entendimento telefônico já mantido, solicitamos providências em relação às
cercas invasoras.

c) Vocativo de ofício:
Prezado Senhor Manuel de Manuel,
Chefe de gabinete do deputado Carlos de Carlos:

d) Fecho de memorando:
Cordialmente,
Maurício de Maurício
Maurício de Maurício
Chefe de Serviços Gerais

Leia o texto a seguir para responder à questão 9.

Texto I

Hoje o “povo” é a base e o ponto de referência comum de todos os governos nacionais,


excetuando-se os teocráticos. Isso não apenas é inevitável, como certo – afinal, se o governo tem
algum objetivo, só pode ser o de cuidar do bem-estar de todos os cidadãos e falar em nome deles.
Na era do homem comum, todo governo é governo do povo e para o povo, embora não possa, em
qualquer sentido operacional do termo, ser exercido pelo povo.
Os governos dos Estados-Nação ou dos Estados territoriais modernos erguem-se sobre três
premissas. Primeira: eles têm mais poder que outras unidades que operam em seu território.
Segunda: os habitantes de seus territórios aceitam sua autoridade mais ou menos de bom grado.
Terceira: os governos podem prover aos habitantes de seu território serviços que, de outro modo,
não seriam fornecidos com eficácia igual ou nem sequer seriam fornecidos – serviços como “lei e
ordem”, segundo a frase proverbial. Nos últimos trinta ou quarenta anos, essas premissas vêm
deixando de ser válidas.

9. Considerando que são características da linguagem oficial a clareza, a concisão, a


impessoalidade e o uso do nível formal da linguagem e que o texto acima faça parte de um
documento oficial, assinale a opção correta.
a) Como está, o texto pode fazer parte de um parecer, com o objetivo, por exemplo, de
sustentar uma opinião técnica submetida a exame.
b) Em um relatório, a linguagem precisaria ser mais formal, evitando-se, por exemplo, o
emprego de aspas e alterando-se a regência de “prover aos habitantes” para prover os
habitantes.
c) Em uma ata, a enumeração contida no segundo parágrafo deveria ser em tópicos, com a
margem recuada, como mostrado a seguir:
1ª eles têm mais poder que as outras unidades que operam em seu território;
2ª os habitantes de seus territórios aceitam sua autoridade mais ou menos de bom grado;
3ª os governos podem prover aos habitantes de seu território serviços que, de outro modo,
não seriam fornecidos com eficácia igual ou nem sequer seriam fornecidos.
d) Se o texto fizesse parte de um ofício, os pronomes de terceira pessoa deveriam ser
alterados para a primeira pessoa do plural ou deveria ser usada a voz passiva.
e) Como está, o texto pode fazer parte de um edital porque argumenta quanto a assunto
público e de interesse do Estado.

Texto II – Maconha na escola

No Rio de Janeiro, houve a expulsão de quatro alunos de uma escola de vanguarda, por terem
assumido que estavam fumando maconha em uma excursão a Ouro Preto. Os meninos foram
flagrados, ou quase, quando a professora, em um quarto ao lado, resolveu reclamar do barulho do
quarto vizinho.
Ao chegar, sentiu o cheiro da erva e eles admitiram logo que tinham fumado. Podiam alegar
que não era bem assim, que aquele cheiro não era de maconha, que não tinham tragado. Mas eles
preferiram dizer a verdade inteira.
A pena máxima provocou protestos dos colegas. Eles se sentiram traídos por um centro de
ensino reconhecidamente liberal, de excelência, compreensivo, que dá prioridade ao pensamento
crítico e por isso mesmo é preferido da elite cultural da cidade que ali matricula seus filhos.
Em uma das manifestações de rua, havia a seguinte mensagem de ácida ironia anti-hipocrisia:
“Não seja honesto, não admita seus atos, minta. Aprendi isso na escola”.

Texto III – Maconha no drive-thru

Algumas drogas, como a maconha e o haxixe, são liberadas na Holanda e podem ser
encontradas em qualquer esquina. A facilidade final acaba de ser anunciada: o drive-thru das
drogas. Como ocorre com lanchonetes, será possível adquirir o produto sem descer do carro.
As duas primeiras lojas, chamadas eufemisticamente de cafés, serão inauguradas no ano que
vem na cidade de Venlo, na fronteira com a Alemanha, para atender os turistas das drogas.
Essa tentativa oficial parte do princípio de que tudo o que é proibido acaba acirrando a
curiosidade do jovem; em contrapartida, tudo o que é liberado desestimula o interesse e, por
conseguinte, a procura. Assim, esperam alterar o consumo de tais produtos.
Paradoxo? Ironia? Como classificar essa situação? Se alguém for analisar as estratégias
empregadas, com vistas ao aumento, à diminuição ou à extinção do consumo de drogas, a partir
de reflexões dialéticas, poderá dizer?
“Nem tanto...”.

10. Reunidos em assembléia, os membros da Associação Estudantil da escola de onde os


estudantes foram expulsos, conforme o texto II, sabedores da realidade da Holanda, referida
no texto III, e revoltados com a iniciativa tomada pela direção do colégio, por julgá-la
intempestiva e contraditória perante as normas liberais do regimento disciplinar, resolveram
encaminhar, ao diretor do estabelecimento de ensino, um documento coletivo, solicitando a
revisão e a suspensão da pena imposta aos quatro companheiros. Para tanto, escolheram
formalizar o pedido em um documento que expressasse, da maneira mais adequada, as
aspirações da maioria.
Na situação hipotética descrita, as várias opções de correspondência oficial a ser enviada ao
diretor do estabelecimento incluem o(a)
I – abaixo-assinado.
II – carta.
III – e-mail (mensagem de correio eletrônico).
IV – requerimento.

A quantidade de itens certos é igual a:


a) 0. b) 1. c) 2. d) 3. e) 4.

11. Ao redigir um documento a ser enviado a uma autoridade, é necessário empregar o pronome
de tratamento adequado. Assinale a opção em que a relação estabelecida entre as colunas não
está de acordo com a normatização do emprego dos pronomes de tratamento.
a) Vossa Excelência / presidente da República.
b) Vossa Magnificência / reitor de universidade.
c) Vossa Senhoria / senhor José da Silva.
d) Vossa Excelência / desembargador.
e) Vossa Senhoria / presidente do Supremo Tribunal Federal.

Texto IV

Aos quatro dias de novembro de dois mil e hum, na sala do Diretor Central da Escola
Presidente Prudente, às quinze horas, conforme a publicação na página quarenta e seis do Diário
do Poder Judiciário do Estado de Roraima, do dia vinte e seis de outubro do mesmo ano, deu-se
início à aplicação das provas objetivas do concurso público para provimento das vagas em cargos
de nível superior do Tribunal de Justiça do Estado de Roraima. Dos cento e sessenta
candidatos inscritos para o cargo de biblioteconomista, indicados para ocuparem esse local,
faltaram quatro num percentual de noventa e sete e meio por cento de comparecimento. Os
faltantes foram os candidatos cujos nomes e números de inscrição estão discriminados a seguir:
Marcolino Medeiros de Menezes – 12.345; Joelma da Cruz Figueiras – 23.567; Nadiantunes Xavier
Salgado – 38.990 e Julianes Bacheira da Silva Só – 47.001. Os trabalhos ocorreram no esperado
clima de tranqüilidade, não havendo qualquer intercorrência desabonadora do evento. Após três
horas e trinta minutos de duração foram recolhidos os materiais pertinentes, esvaziando a sala.
Então foi lavrado este documento o qual será assinado por mim, Manuel Maria Morais, fiscal de
sala e pelos meus dois auxiliares, dando por concluída a tarefa para a qual fui especialmente
contratado.

12. A respeito do expediente acima, assinale a opção correta.


a) Trata-se de um relatório técnico, incompleto, pois falta a listagem nominal e por número de
inscrição de todos os que compareceram, mas cuja omissão justifica-se pela listagem
nominal referida.
b) Trata-se de uma ata circular, feita antecipadamente, que deve ser entregue a cada um dos
candidatos presentes, ao término do expediente, a qual documentará o comparecimento,
para fins de abonação da falta ao serviço particular.
c) Trata-se de um relatório administrativo, cujo teor, por equívoco, foi registrado
inadequadamente, por desconhecimento dos princípios da redação oficial, por parte do
relator, que se esqueceu de registrar os cargos dos auxiliares.
d) Trata-se de uma ata convencional que apresenta os seguintes erros, entre outros: grafia
inadequada do numeral um, ausência da data, que deveria anteceder a assinatura.
e) Trata-se de uma prestação de contas de um serviço realizado por um equipe, a fim de ser
efetuado o pagamento da tarefa; como tal, não apresenta erros graves, exceto o destaque
em negrito do nome do evento e do cargo, desnecessários para tal fim.

13. Assinale a opção que apresenta uma definição correta de ata.


a) Resumo escrito que constitui registro de fatos, ocorrências, resoluções, decisões e
deliberações de uma assembléia, sessão ou reunião.
b) Ato administrativo de correspondência entre agentes de uma mesma repartição, no qual, de
maneira simples e direta, são tratados assuntos de rotina para conhecimento interno.
Dispensa fórmulas de cortesia e demais formalidades.
c) Exposição circunstanciada de atividade administrativa, ou relato mais ou menos minudente
que se faz por escrito, por ordem de autoridade superior ou no desempenho das funções do
cargo que exerce.
d) Documento específico de solicitação, no qual o indivíduo expõe a matéria objeto do pedido.
Compõe-se de vocativo, preâmbulo, estado civil, nacionalidade, idade, residência e profissão
do peticionário, contexto e fecho.
e) Declaração firmada por alguém em razão do seu ofício, na qual afirma a verdade de um fato
ou estado, ou a existência de uma obrigação, e que, fornecida a outrem, serve a este de
documento.

Texto V

Ofício 75/99

Excelentíssimo Senhor Secretário,

1. Apraz-nos levar ao conhecimento de Sua Senhoria, para os fins pertinentes, que


recebemos solicitação do Ministério da Educação do Chile, relativa ao envio do material resultante
do seminário “Perspectivas de Educação a Distância na América Latina”, realizado em Brasília-DF,
nos dias 19 e 20 de novembro último.
2. Muito nos agradeceria a Vossa Senhoria, encaminhar-nos o referido material, com a maior
brevidade possível, para que o mesmo possa ser remetido aos interessados.
3. Aproveitamos o ensejo para reiterar a Sua Senhoria protestos de consideração e apreço.

Brasília, 30 de novembro de 1999.

_______________José da Silva_______________
Diretor

14. Com relação ao vocativo e aos pronomes de tratamento utilizados no texto acima, é correto
afirmar que:
a) todos (vocativo e pronomes de tratamento) estão empregados corretamente.
b) apenas os pronomes de tratamento utilizados no primeiro e no terceiro parágrafos estão
corretamente empregados.
c) apenas o pronome de tratamento utilizado no segundo parágrafo está corretamente
empregado.
d) apenas o vocativo e o pronome de tratamento utilizado no segundo parágrafo estão
corretamente empregados.
e) apenas o vocativo e os pronomes de tratamento utilizados no primeiro e no terceiro
parágrafos estão corretamente empregados.

15. Os itens abaixo são reescrituras de trechos do texto V. Indique a opção que apresenta
inadequação em relação às normas estabelecidas para uma correta redação de
correspondência oficial.
a) Linha 1: Senhor Secretário:
b) Primeiro parágrafo: Recebemos solicitação do Ministério da Educação do Chile de
envio de material resultante do seminário “Perspectivas de Educação a Distância na
América Latina”, realizado em Brasília-DF, nos dias 19 e 20 de novembro último.
c) Segundo parágrafo: Reivindicamos, pois, com urgência urgentíssima, o envio do
material referido, para que possam-se remete-los com a maior brevidade.
d) Início do fecho: Atenciosamente.

16. Com relação às características do texto V, é correto afirmar que:


a) todos os parágrafos do texto podem aparecer sem numeração seqüencial.
b) a data deveria vir à direita do papel, antes do vocativo.
c) o vocativo também deveria ser numerado.
d) não se trata, na verdade, de um ofício, mas de um atestado.
e) a correspondência não deveria vir assinada, já que se trata de expediente interno.

Texto VI

Ao oitavo dia do mês de setembro do ano de 1998, às 20h30, em segunda e última chamada,
reuniram-se na sala de reuniões do Banco Jota os acionistas relacionados no livro de presença, na
folha 14, verso, para deliberarem sobre assuntos constantes no edital de convocação, o qual foi
previamente distribuído a todos. (...)

17. Pelo teor do trecho inicial do texto oficial reproduzido acima, conclui-se que se trata de um(a):
a) ata.
b) relatório.
c) circular.
d) memorando.
e) requerimento.

Texto VII

Tendo em vista a necessidade de treinamento na área e conforme orientação desse Centro e


de acordo com mensagem de 20/11/94 no Informativo nº 1.000, e considerando ainda a prioridade
que tem merecido a melhoria de atendimento os nossos clientes, solicitamos o especial obséquio
de verificar a possibilidade de incluir na pauta dos próximos cursos, ainda que para o próximo
semestre, os funcionários abaixo indicados para o treinamento de Atendente de Público, se
possível com prioridade.
Sem mais para o momento e certos de sua habitual presteza e atenção para com as
postulações deste Posto, desde já agradecemos, colocando-nos à sua inteira disposição para
quaisquer informações que se fizerem necessárias no sentido de termos atendido nosso pleito,
com a brevidade possível.

18. O texto acima infringe as normas exigidas de um texto oficial porque


a) é ambíguo.
b) utiliza-se de linguagem prolixa.
c) não se utiliza do padrão culto da linguagem.
d) não respeita, reiteradamente, as regras gramaticais da norma culta.
e) é redigido de forma obscura, de modo que não é possível compreender o que se solicita.

Texto VIII
Brasília, 1º de junho de 2003.

Para a Coordenação de Concursos do CESPE/UnB

Requerimento:

JOSÉ DA SILVA DOS SANTOS REIS, devidamente inscrito no concurso para TÉCNICO
JUDICIÁRIO do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, com a inscrição nº 197.542/03, VENHO,
POR DIREITO E MUI RESPEITOSAMENTE, solicitar a Vocês a emissão de uma certidão de
comparecimento nesta prova realizada nesta data supracitada, uma vez que hoje estou
trabalhando em turnos e preciso comprovar meu afastamento do serviço no período da tarde, para
realizar o referido exame.
Nesses termos, peço aceitação do meu pedido e AGUARDO DEFERIMENTO.

Atenciosamente,

José da Silva dos Santos Reis.

19. Com respeito ao texto acima, assinale a opção correta.


a) O lugar correto para a colocação da data é à esquerda, e não à direita, como se encontra no
documento.
b) O tipo de documento adequado para tal finalidade não é o requerimento e, sim, o ofício.
c) Em vez do pronome de tratamento “Vocês”, o redator deveria ter empregado Vossas
Excelências.
d) O candidato deveria ter solicitado uma declaração, e não uma certidão.
e) O fechamento “Atenciosamente” deveria constar antes do pedido de deferimento.

Texto IX

ATA DA SALA 25

Realizou-se, na sala vinte e cinco, do prédio das Relações Humanas, da Escola Martin Luther
King, em Brasília, Distrito Federal, dia primeiro de junho de dois mil e três, das quinze horas às
dezoito horas e trinta minutos, portanto, com três horas e meia de duração, esta prova (anexa) de
Conhecimentos Gerais e Específicos para o Cargo de Técnico Judiciário, do Tribunal de Justiça do
Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), conforme diz o Edital um de dois mil e três, tendo
comparecido todos os candidatos inscritos e, portanto, o índice de abstensão foi de zero
candidatos. Nada mais havendo a constar, eu, MARIA DAS GRAÇAS LUZ FLORES, chefe de sala,
lavrei esta ata que será assinada por mim, exprimindo a verdade dos fatos, sob o testemunho da
fiscal da sala. Brasília, 1º/6/2003, Maria das Graças Luz Flores e Thomásia Aparecida Silva.
xxxxxxxxxxxxxxxx

20. Assinale a opção incorreta a respeito do texto acima.


a) A redatora da ata respeitou os requisitos formais para a redação do documento, conforme os
preceitos dessa tipologia de correspondência oficial.
b) A redatora, ao escrever por extenso os números da sala, das horas, da duração da prova e
do edital cometeu erros de grafia e de adequação ao tipo de documento.
c) A grafia do vocábulo “abstensão” está incorreta, pois deveria ter sido escrito abstenção.
d) A passagem “exprimindo a verdade dos fatos” pode ser suprimida do texto, uma vez que
essa informação deve estar pressuposta em toda correspondência oficial.
e) O preenchimento do restante da linha após a assinatura visa evitar que outras pessoas
possam adulterar o final do texto.

21. Assinale a opção cujo fragmento obedece às exigências de correção gramatical,


impessoalidade e objetividade, próprias da redação de documentos oficiais.
a) São passíveis de penhora o numerário pertencente à associação ainda que em tal valor se
insira o pagamento de salários de seus empregados. Na realidade, a vedação legal de
constrição atinge somente os salários efetivamente recebidos.
b) Adicional noturno e horas extras não são abrangidos pelo conceito de remuneração, logo,
não pode sobre os mesmos incidir a contribuição previdenciária, segundo entendimento
embasado na Lei nº 8.112/1990.
c) Inexistindo, nos autos, provas concludentes no sentido de descaracterizar a atuação de um
dos acusados, mero empregado de imobiliária, que agiu mediante ordens de seu preposto,
mantêm-se a absolvição decretada, eis que ausente a intenção de lesar o bem jurídico
tutelado.
d) Deve ser anulado o julgamento do tribunal do júri, no qual a formulação dos quesitos se deu
de forma complexa, violando o procedimento normatizado, cujo determina que os quais
quesitos deverão ser feitos em proposições simples e bem distintas.
e) Cuidando-se de empresa pública, a penhora dos valores existentes em sua conta-corrente
poderá ocasioná-la danos de difícil reparação, inviabilizando a adimplência de compromissos
assumidos, inclusive o pagamento de salários de funcionários.

Texto X

Governo do Estado do Amazonas


Defensoria Pública do Estado do Amazonas

Of. nº 125/2003/SG

Manaus, 5 de outubro de 2003.

A Sua Excelência o Senhor


Deputado Jaime da Luz
Câmara dos Deputados
70160-900 – Brasília-DF

Assunto: Demarcação de terras indígenas

Senhor Deputado,

Informo a Vossa Excelência que as medidas tomadas em favor da demarcação das terras
indígenas estão amparadas pelo procedimento administrativo consuetudinário, com amparo legal e
tendo em vista os princípios éticos, conforme reza a moral e os bons costumes.
Reforço que a demarcação de terras indígenas deve ser precedida de estudos e levantamentos
técnicos que atendam ao dispositivo no art. 231, § 1º, da Constituição Federal, os quais devem
incluir os aspectos etno-históricos, sociológicos, cartográficos e fundiários. O exame deste último
aspecto deve ser feito conjuntamente com o órgão federal ou estadual competente.
Sendo o que nos traz no momento, reiteramos nossas saudações.
Atenciosamente,

Marina Severina Nordestina


Secretária Geral

A partir das informações contidas no documento acima, julgue os itens subseqüentes.

22. Esse documento, com a data corretamente redigida e localizada, é o centésimo vigésimo quinto
ofício expedido no ano indicado pelo órgão supracitado, sob a responsabilidade da secretaria
geral.
23. No endereçamento, há um erro quanto ao emprego do pronome de tratamento, pois deveria
constar, abreviadamente, V.S.ª, ou seja, Vossa Senhoria.
24. A signatária, ao flexionar no singular a forma verbal “reza”, no primeiro parágrafo do texto,
expressa que considera coisas distintas a “moral” e os “bons costumes”.
25. O fecho dessa correspondência, adequadamente redigido e localizado, serve também para
fechamento dos expedientes denominados memorando e requerimento.

Texto XI

Leia os seguintes fragmentos de um documento do padrão ofício para responder aos próximos
dez itens.

I – Solicitamos à Vossa Senhoria que sejam indicados, até 22 de maio do corrente ano, os
cinco servidores para participarem da elaboração dos projetos.
II – Carlos de Sousa Soares
Diretor Geral de Recursos Humanos
III – Senhor Secretário,
IV – Respeitosamente,
V – Brasília, 27 de junho de 2002.
VI – Ofício nº 23/DRH/ME.

26. Observando o corpo de texto, pode-se inferir que a situação é mais adequada a um
memorando.
27. O nome por extenso do signatário é opcional, já que a assinatura é obrigatória.
28. No vocativo de um ofício, deveria constar apenas o nome do destinatário.
29. Considerando que o destinatário é de menor hierarquia que o signatário, o fecho indicado está
errado.
30. Em se tratando de um ofício, está faltando o endereçamento.
31. A seqüência lógica do documento é: VI –V-III-I-IV-II.
32. O pronome de tratamento indicado não está adequado à situação.
33. A crase antes do pronome de tratamento é facultativa.
34. No texto, não há obediência ao princípio da concisão.
35. No vocativo, a vírgula poderia ser substituída por dois pontos.

Provas discursivas

TRT 13ª Região AJ Exec de Mandatos

REDAÇÃO OFICIAL

Tendo em vista a inauguração da nova sede do TRT, prevista para o próximo mês, redija, em
nome do Analista Judiciário José Brasileiro da Mata, um OFÍCIO dirigido ao Presidente do
Tribunal Superior do Trabalho, informando-o da cerimônia e solicitando sua presença.

Atenção:
1. Deverá haver respeito à estrutura exigida por esse tipo de texto.
2. O texto deverá ter a extensão mínima adequada a essa modalidade.

TRF 4ª Região AJ Área Judiciária

REDAÇÃO OFICIAL

Atenção: O relatório sobre a situação abaixo descrita deverá ter a extensão mínima de 20 linhas e
máxima de 30 linhas.
Há, no setor em que você atua, cinco computadores ligados à rede, nos quais estão instalados
programas e sistemas relacionados à rotina do Tribunal.
Considerando que esses aparelhos estão apresentando problemas de manutenção, pela qual você
é o responsável, elabore um relatório, que será encaminhado à sua chefia imediata, a respeito dos
serviços necessários, apontando:
a. situação geral;
b. problemas encontrados;
c. providências a serem tomadas;
d. responsabilidades

TRT 20ª. Região AJ Exec de Mandatos /

REDAÇÃO OFICIAL

Observando-se a formalidade, a impessoalidade e a padronização que, entre outros atributos,


devem caracterizar uma redação oficial, atenda ao que abaixo se pede.

1. Redija um ofício, dirigido a seu superior hierárquico de um órgão do Poder Público – superior
hierárquico e Poder Público que cabe a você determinar quais sejam.
2. O assunto desse ofício deve ser a necessidade de aquisição de livros especializados,
atinentes aos trabalhos de sua seção.
3. Fundamente, de modo claro e objetivo, as razões dessa necessidade.

Na redação desse ofício, atente para todas as normas do padrão culto da língua, com especial
atenção para as formas de tratamento.

OFICIAL DE ENSINO E PESQUISA

Enquanto oficial de ensino e pesquisa, você participou da comissão que elaborou o


concurso público 01/2005 de Oficial de Ensino e Pesquisa, aplicando provas teóricas em 2/4/2005.
É solicitado a você que faça a ata desta parte do processo e relate as ocorrências da situação.
(Para a elaboração desta questão, você pode criar todas as informações necessárias, obedecendo
aos padrões de redação para este tipo de texto.)

GABARITO

1.resposta: C. Não é sinal de concisão tampouco de elegência na Redação Oficial


escrever como foi feito.

2. resposta: D
Letra a: a posição indicada para a data no requerimento é após o corpo do texto.
Letra b: o ofício não se encaixa em tal documento.
Letra c: o tratamento adequado é vossa senhoria.
Letra e: não existe tal fecho no requerimento.

3.B
4.letra: E
Letra a: não há recomendação para criatividade ou eruditismo em redação oficial.
Letra b: ofício é documento externo.
Letra c: o ofício apresenta o motivo logo no início.
Letra d: relatório deve apresentar conclusão.
5. D
Está incorreto, pois a concordância deve ser feita com o sexo da pessoa a quem se
refere.

6. A
Letra b: memorando é documento interno.
Letra c: os fechos apresentados pertencem ao requerimento.
Letra d: requerimento não é numerado.
Letra e: documento algum em redação oficial segue modelo literário

7. B
Letra a: abaixo-assinado não é requerimento.
Letra c: atestado tem como assunto pessoa.
Letra d: o aviso segue o modelo do ofício e do memorando.

8. B
Letra a: o cabeçalho não é todo centralizado.
Letra c: prezado está inadequado assim como o nome.
Letra d: o fecho está incorreto.

9. resposta: A
Letra b: o texto já é formal, o uso de aspas está adequado ao relatório assim como a
regência.
Letra c: a ata possui apenas um parágrafo, logo não existe numeração de parágrafos.
Letra d: não haveria necessidade alguma de alteração do pronome.
Letra e: o edital não possui argumentação.

10. resposta: D
O Cespe consinerou que apenas o requerimento não poderia ser utilizado. Resposta
que provocou divergência na época entre a banca e vários professores e alunos.

11. resposta: E
Percebe-se, facilmente, que o presidente do Supremo Tribunal Federal não pode ser
tratado por Vossa Senhoria por pertencer ao primeiro escalão.

12. resposta: D
Letra a: não se trata de relatório.
Letra b: não existe ata circular.
Letra c: não se trata de relatório.
Letra e: não existe característica alguma de prestação de contas a fim de receber
pagamento.

13. resposta: A
Percebe-se, facilmente, que a definição de ata não pode constituir ato administrativo
de correspondência (letra b), nem se limitar a uma exposição sobre um determinado
cargo (letra c), também não é solicitação (letra d) ou mesmo declaração sobre o ofício
de alguém.

14. resposta: C
Letra a: tanto o vocativo (não se pode empregar excelentíssimo para secretário)
quanto os pronomes do primeiro e terceiro parágrafos (Sua) estão inadequados.
Letra b: os dois pronomes estão inadequados (Sua).
Letra d: o vocativo está incorreto.
Letra e: tanto o vocativo quanto os pronomes estão incorretos.

15. resposta: C
Apenas a letra apresenta erro em “urgência urgentíssima”, além de erros gramaticais.

16. resposta: B
Letra a: todos os parágrafos devem ser numerados atualmente.
Letra c: vocativo nunca é numerado.
Letra d: é um ofício, pois se trata de comunicação externa.
Letra e: não se trata de documento interno e deve ser assinada.

17. resposta: A
As características do texto não deixam dúvida sobre a ata.

18. resposta: B
Letra a: entende-se o texto, não existe ambigüidade nele.
Letra c: o padrão utilizado é o culto.
Letra d: embora com falhas, o texto procura respeitar a norma culta.
Letra e: percebe-se o que é solicitado.

19. resposta: D
Letra a: a data está adequadamente localizada.
Letra b: como se trata de documento externo, trata-se adequadamente de um ofício.
Letra c: não deveria ser empregado pronome algum.
Letra e: não há fecho “atenciosamente” em requerimento.

20. resposta: B
A afirmativa é incorreta pois não houve erro por parte da redatora.

21. resposta: B (embora tenha sido o gabarito oficial do Cespe, a opção também
apresenta erros).
Letra a: “É possível de penhora o numerário (...).
Letra c: “mero empregado da imobiliária”; “mantém-se a absolvição”.
Letra d: “cujo” “que os quais”
Letra e: “poderá ocasionar-lhe danos”.

22. Certo, porque todas as afirmativas estão corretas.


23. Errado, porque, no endereçamento, deve constar o pronome em terceira pessoa.
24. Certo, porque todas as afirmativas estão corretas.
25. Errado, porque requerimento não possui tal fecho.
26. Errado, porque é documento externo.
27. Errado, porque o nome do signatário é obrigatório.
28. Errado, porque no vocativo deve aparecer a função.
29. Certo, porque, caso se escreva para alguém de menor hierarquia, o tratamento deve
ser “atenciosamente”.
30. Certo, porque o endereçamento é obrigatório no ofício.
31. Certo, porque a seqüência indicada é a ideal.
32. O gabarito foi correto pelo Cespe, porém o item não pode afirmar isso com certeza.
33. A crase não existe antes de pronome de tratamento.
34. Errado, porque o texto está conciso.
35. Certo, porque a redação oficial aceita também o uso de dois-pontos após o vocativo.