Você está na página 1de 2

3. (OAB – CESPE 2009.

1) Acerca de suspensão e extinção do processo,


assinale a opção
correta.
(A) Se o autor renunciar ao direito sobre o qual se funda a ação, haverá a extinção do
processo, sem resolução do mérito.
(B) Falecendo o advogado do réu, o juiz marcará o prazo de 20 dias para que seja
constituído novo mandatário. Se, transcorrido esse prazo, o réu não tiver constituído novo
advogado, o processo prosseguirá à sua revelia.
(C) O juiz não poderá conferir ao autor a possibilidade de emendar a petição inicial quando
esta não contiver o pedido, devendo, nesse caso, extinguir o processo, sem resolução do
mérito.
(D) A ausência de interesse processual acarreta a extinção do processo, sem resolução do
mérito. Entretanto, caso não indefira liminarmente a inicial por falta de interesse
processual, o juiz, em face da preclusão, não poderá, posteriormente, extinguir o processo.

PROCESSUAL CIVIL. EMBARGOS À EXECUÇÃO. FALECIMENTO DE


PROCURADOR. EMBARGADOS QUE NÃO CONSTITUÍRAM NOVO
MANDATÁRIO. PROSSEGUIMENTO DO FEITO. ART. 265, § 2º, DO CPC.
EXEQUENTE QUE OBTEVE SEUS CRÉDITOS EM OUTRO PROCESSO. EXTINÇÃO
DA EXECUÇÃO. SUBSTITUIÇÃO PROCESSUAL. PARTE FALECIDA. SUSPENSÃO
DO FEITO NESTA INSTÂNCIA. DESNECESSIDADE. ART. 265, § 1º, DO CPC.
EXPURGOS INFLACIONÁRIOS. ADEQUAÇÃO DE SUA INCLUSÃO NOS
CÁLCULOS, INDEPENDENTEMENTE DE EXPRESSA MANIFESTAÇÃO NO TÍTULO
JUDICIAL EXECUTADO. APLICAÇÃO DE PENA DE MULTA. IMPOSSIBILIDADE.

1. O § 2º do art. 265 do CPC determina o prosseguimento do feito com relação ao réu


que não constituir novo mandatário em virtude do falecimento daquele a quem
originariamente outorgara procuração. in casu, visto que regularmente intimados os
embargados, embora não hajam constituído novo causídico, deve o julgamento dos
embargos prosseguir. 2. Deve ser extinta a execução, pelo art. 267, VI, do CPC, para
os exequentes que obtiveram seus créditos em outro processo executivo. 3. Nos
termos do art. 265, § 1º, alíneas "a" e "b", do CPC, no caso de morte de qualquer das
partes, pendente o recurso de julgamento na segunda instância e continuando os
advogados a acompanhar a causa, a suspensão do processo para eventual
habilitação somente deve ocorrer, se caso, após o julgamento pelo colegiado e
publicação do acórdão. Precedentes da corte (ams 1999.01.00.000808-4/DF, juiz
federal alexandre machado vasconcelos (conv.); AC 960134374-1/DF, juiz federal
João carlos costa Mayer Soares (conv.)). 4. Por se tratar simplesmente da
recuperação do valor real da moeda em função de sua desvalorização no transcurso
do tempo, permite-se a inclusão de expurgos inflacionário s em conta de liquidação
de sentença quando não tenha havido discussão a esse respeito no processo de
conhecimento e o título judicial não tenha fixado critérios próprios que os afastem.
(AC 1999.34.00.028983-0/DF, Rel. Desembargador federal antônio sávio de oliveira
chaves, primeira turma, DJ de 31.01.2006, p. 13) 5. Não restando caracterizado o
propósito protelatório dos embar gos à execução, não há que se falar em aplicação
de pena de multa. 6. Apelação a que se dá parcial provimento. (TRF 1ª R.; AC
1999.34.00.033183-1; DF; Primeira Turma; Rel. Juiz Fed. Conv. Evaldo de Oliveira
Fernandes Filho; Julg. 25/03/2009; DJF1 14/04/2009; Pág. 21)

O processo só se suspenderá a partir da publicação da sentença ou do acórdão.

- Morte do procurador: ainda que iniciada a audiência, juiz marca nova data (prazo
de 20 dias)

• Se autor não nomear novo mandatário, extingue sem julgamento do mérito.


• Se réu não nomear, prossegue o processo a sua revelia.

- Suspensão por convenção das partes não pode ser superior a 6 meses.

- Suspensão que dependa de outra causa, da declaração de relação jurídica que constitua
o objeto de outro processo pendente, da verificação de fato ou prova requerida em outro
juízo ou de questão que tenha por pressuposto o julgamento de questão de estado
requerido como declaração incidente NUNCA PODERÁ EXCEDER 1 ANO.

266 - Durante a suspensão é defeso praticar QUALQUER ATO PROCESSUAL, o juiz


pode, TODAVIA, determinar a realização de atos urgentes a fim de evitar dano
irreparável.

Art. 267: Extingue-se o processo, sem exame de mérito:


IV – quando se verificar a ausência de pressupostos de constituição e de
desenvolvimento válido e regular do processo;