Você está na página 1de 8
Exercícios Exercicios III vedado efetuar, unilateralmente, qualquer desconto nos salários do empregado, salvo se este

Exercícios

Exercicios III

vedado efetuar,

unilateralmente, qualquer desconto nos salários do empregado, salvo se este resultar de

a) pagamento de prêmio de seguro de vida instituído pela empresa

b) pagamento de descontos de mensalidade sindical

01. Ao

empregador

é

c) ressarcimento de dano, causado por culpa do empregado

d) adiantamentos

02. Conforme dispositivo da atual Carta Magna, é

garantia do trabalhador empregado:

a) redutibilidade do salário, inclusive por acordo ou

convenção coletiva; b) redutibilidade do salário, apenas por vontade do empregador;

c) irredutibilidade do salário, salvo o disposto em convenção ou acordo coletivo;

d) irredutibilidade do salário, salvo por acordo particular.

03. Com relação aos elementos caracterizadores do contrato de emprego, é correto afirmar:

I – São requisitos caracterizadores da relação empregatícia: continuidade na prestação do serviço, subordinação econômica, salário complessivo com a função e pessoalidade. II – É possível ao empregado se fazer substituir temporariamente por outra pessoa, com anuência do empregador, sem o rompimento do vínculo que deve sempre ser preservado em respeito ao princípio da continuidade da relação empregatícia. III – No caso de substituição do empregado, consentida pelo empregador, há estabelecimento de novo vínculo com o substituto. IV – Na impossibilidade de prestação pessoal do trabalho por determinado tempo, com o consentimento do empregador, o contrato pode ficar interrompido ou suspenso, contudo, o substituto não será considerado empregado em razão do caráter eventual da prestação de serviço. V – A subordinação jurídica está entre os elementos essenciais da relação empregatícia e consiste em situação imposta ao empregado como decorrência do poder de direção do empregador que assume os riscos da atividade econômica.

a) Todas as alternativas estão corretas.

b) Somente as alternativas I e IV estão erradas.

c) Somente as alternativas II, III e IV estão certas.

d) As alternativas I, IV e V estão erradas.

04. Assinale a alternativa correta, de acordo com o que estabelece a legislação trabalhista pertinente.

a) Só o empregado urbano, após cada período de 12 meses de vigência do Contrato de Trabalho, tem direito às férias anuais.

b) Só o empregado rural, após cada período de 12 meses de vigência do Contrato de Trabalho, tem direito às férias anuais.

c) Só o trabalhador avulso, após cada período de 12 meses de vigência do Contrato de Trabalho, tem direito às férias anuais.

d)

Todo empregado, após cada período de 12 meses de vigência do Contrato de Trabalho, tem direito às férias anuais.

05.

Acerca da sucessão trabalhista, assinale a resposta INCORRETA:

a)

caracteriza-se pela passagem de unidade econômico-jurídica de um para outro titular somada à ausência de interrupção na prestação dos serviços

b)

não há que se cogitar de notificação do empre- gado àquele que adquirir o controle da sociedade

c)

o sucessor responde pelas obrigações trabalhis- tas assumidas pelo sucedido, sendo inaceitável, na Justiça do Trabalho, acordo entre ambos, atribuindo ao sucedido as responsabilidades trabalhistas

d)

caracteriza-se pela alteração, legalmente formali- zada, dos proprietários da empresa, bem como pela transferência do controle acionário, se se tratar de sociedade anônima

06.

Com relação à proteção do trabalho do menor, é proibido trabalho

a)

insalubre até os 21 anos.

b)

perigoso até os 18 anos.

c)

de qualquer espécie para o menor de 16 anos, salvo negociação coletiva.

d)

na condição de aprendiz a partir de 14 anos.

07.

A aposentadoria do empregado por invalidez provoca no contrato de trabalho o efeito de:

a) suspensão;

b) interrupção;

c) extinção;

d) cancelamento;

08.

(Juiz do Trabalho/TRT-PB) – São direitos garantidos constitucionalmente aos trabalha- dores urbanos e rurais todo os relacionados abaixo, exceto:

a)

Participação nos lucros, ou resultados, desvin- culada da remuneração, e, excepcionalmente, participação na gestão da empresa, conforme definido em lei.

b)

Licença à gestante, sem prejuízo do emprego e do salário, até cinco meses após o parto.

c)

Assistência gratuita aos filhos e dependentes desde o nascimento até seis anos de idade em creches e pré-escola.

d)

Adicional de remuneração para as atividades penosas, insalubres ou perigosas, na forma da lei;

e)

Salário-família pago em razão do dependente do trabalhador de baixa renda nos termos da lei.

09.

(Juiz do Trabalho/TRT-PB) – Assinale, entre as opções abaixo, a única que não se inclui entre os preceitos legais relativos ao trabalho da mulher:

a)

É vedado exigir-se atestado ou exame, de qualquer natureza, para comprovação de esterilidade ou gravidez, na admissão ou permanência no emprego.

b)

É vedado ao empregador ou preposto proceder a revistas íntimas nas empregadas ou funcionárias, mesmo que de forma não vexatória.

Exercícios c) É vedado ao empregador empregar a mulher em serviço que demande o emprego

Exercícios

c)

É vedado ao empregador empregar a mulher em serviço que demande o emprego de força muscular superior a 20 (vinte) quilos para o trabalho contínuo,

12. (Juiz do Trabalho/TRT-PB) – Marque a alternativa correta:

I) Nos contratos individuais do trabalho só é lícita a alteração das respectivas condições por mútuo consentimento, e, ainda assim, desde que não resultem, direta ou indiretamente, prejuízos ao empregado, sob pena de nulidade da cláusula infringente desta garantia.

ou

25 (vinte e cinco) quilos para o trabalho

ocasional.

d)

É vedado ao empregador submeter as trabalhadoras

situações humilhantes, especialmente em situações de caráter sexual.

a

e)

É

vedado considerar o sexo como variável

II) Ao empregador é vedado transferir o empregado, sem a anuência deste, para localidade diversa da que resultar do contrato, inclusive na hipótese de extinção do estabelecimento em que trabalhar o empregado.

determinante para fins de remuneração, formação profissional e oportunidades de ascensão funcional.

10.

(Juiz do Trabalho/TRT-PB) – Marque a alternativa correta:

Considera-se empregado toda pessoa física ou jurídica que prestar serviços de natureza não eventual a empregador, sob a dependência deste e mediante salário, não havendo distinções relativas à espécie de emprego e à condição de trabalhador, nem entre o trabalho intelectual, técnico ou manual.

I)

III) Constitui ato faltoso do empregado a recusa injustificada ao uso dos equipamentos de proteção individual fornecidos pela empresa.

IV) O contrato de aprendizagem extinguir-se-á

antecipadamente na hipótese de ausência injustificada do aprendiz à escola, que implique perda do ano letivo.

II)

Qualquer alteração na estrutura jurídica da empresa não afetará os direitos adquiridos por seus empregados, exceto se a mudança de propriedade tenha ocorrido de forma lícita.

V) Considera-se justa causa, para efeito de rescisão do contrato de trabalho do empregado bancário, a falta contumaz de pagamento de dívidas

legalmente exigíveis.

III)

Considera-se como de serviço efetivo o período em que o empregado esteja à disposição do empre- gador, aguardando ou executando ordens, salvo disposição especial expressamente consignada.

a) Se nenhuma afirmativa estiver correta.

b) Se apenas uma afirmativa estiver correta.

c) Se apenas duas afirmativas estiverem corretas.

IV)

Não se distingue entre o trabalho realizado no estabelecimento do empregador e o executado no domicílio do empregado, desde que esteja caracterizada a relação de emprego.

Considera-se empregador a empresa, individual ou coletiva que, assumindo os riscos da atividade econômica, admite, assalaria e dirige a prestação pessoal de serviços.

d) Se apenas três afirmativas estiverem corretas.

e) Se apenas quatro afirmativas estiverem corretas.

V)

13. (Juiz do Trabalho/TRT-PR) Assinale, dentre as alternativas a seguir, a hipótese que não retrata elemento caracterizador do vínculo de emprego:

a) não eventualidade

 

b) subordinação técnica

a)

Se nenhuma afirmativa estiver correta.

c) subordinação jurídica

b)

Se apenas uma afirmativa estiver correta.

d) pessoalidade em relação ao empregado

c)

Se apenas duas afirmativas estiverem corretas.

e) onerosidade

d)

Se apenas três afirmativas estiverem corretas.

e)

Se apenas quatro afirmativas estiverem corretas.

14. (Juiz do Trabalho/TRT-PR) Assinale a

 

alternativa incorreta:

11. (Juiz do Trabalho/TRT-PB) – Marque a alternativa correta:

a) para o Direito do Trabalho, é sustentável afirmar que na sucessão trabalhista, o sucessor responde pelos encargos trabalhistas e o empregador sucedido somente será responsabilizado pelos mesmos quando assim for convencionado com o sucedido.

I) Todo empregado terá direito anualmente ao gozo de férias, cuja duração varia em função do número das faltas ao serviço, que são descontadas do período de férias.

II) Não terá direito a férias o empregado que permanecer em gozo de licença, com percepção de salário, por mais de trinta dias.

b) para o Direito do Trabalho é sustentável afirmar que é irrelevante e inoperante a cláusula de não- responsabilidade inserida nos instrumentos jurídicos nos quais se opera a transferência na sucessão trabalhista

c) prevalece para o Direito do Trabalho que a transferência de bens singulares e desintegrados, sem que ocorra a transferência unidade econômico-jurídica não configura sucessão trabalhista

III) Somente em casos excepcionais serão as férias concedidas em dois períodos, um dos quais não poderá ser inferior a dez dias corridos.

IV) Todo empregado estudante terá direito a fazer coincidir suas férias com as férias escolares.

V) A época da concessão das férias será a que melhor consulte os interesses do empregado.

a) Se nenhuma afirmativa estiver correta.

d) segundo a CLT, a mudança na propriedade da empresa não afetará os contratos de trabalho dos respectivos empregados

b) Se apenas uma afirmativa estiver correta.

c) Se apenas duas afirmativas estiverem corretas.

e) os direitos oriundos do contrato de trabalho subsistirão em caso de falência, concordata ou dissolução da empresa

d) Se apenas três afirmativas estiverem corretas.

e) Se apenas quatro afirmativas estiverem corretas.

Exercícios 15. (Juiz do Trabalho/TRT-PR) Em relação ao a) somente às férias proporcionais trabalhador rural,

Exercícios

15. (Juiz do Trabalho/TRT-PR) Em relação ao

a) somente às férias proporcionais

trabalhador rural, assinale a alternativa correta:

b) somente ao 13º salário proporcional

a) em qualquer trabalho contínuo de duração superior a

c) ao 13º salário proporcional, aviso prévio e liberação do FGTS acrescido de 40%

d) às férias proporcionais e ao 13º salário proporcional

seis horas, será obrigatória a concessão de um intervalo para repouso e alimentação, no mínimo de uma hora

b) em qualquer trabalho contínuo de duração superior a seis horas, será obrigatória a concessão de um intervalo para repouso e alimentação, no mínimo, de uma hora e, no máximo de duas horas

c) em qualquer trabalho contínuo de duração superior a seis horas, será obrigatória a concessão de um intervalo para repouso e alimentação, no mínimo de duas horas

e) somente ao aviso prévio

19. (Juiz do Trabalho/TRT-PB) Entre duas jornadas de trabalho haverá um período de descanso, cujo limite mínimo a lei estabelece:

a. em onze horas consecutivas;

b. em duas horas contínuas;

c. em uma hora de duração;

d) em qualquer trabalho contínuo de duração superior a seis horas, será obrigatória a concessão de um intervalo para repouso e alimentação, observados os usos e costumes da região, não se computando este intervalo na duração do trabalho

d. em uma hora, quando a empresa forneça refeições ao empregado e ofereça condições físicas para esse fim;

e. em meia hora, satisfeitas as exigências da alternativa anterior.

e) em qualquer trabalho contínuo de duração superior a seis horas, será obrigatória a concessão de um intervalo para repouso e alimentação, observados os usos e costumes da região, computando-se este intervalo na duração do trabalho.

20. (Juiz do Trabalho/TRT-PB) Após cada período de 12 (doze) meses de vigência do contrato de trabalho, o empregado terá direito a férias, na seguinte proporção:

16. (Juiz do Trabalho/TRT-PR) Assinale a alternativa incorreta:

a.

30 (trinta) dias corridos, quando não houver faltado ao serviço mais de 6 (seis) vezes;

b.

24

(vinte e quatro) dias corridos, quando houver

a) não são remunerados os intervalos de 1 a 2 horas em jornadas contínuas superiores a seis horas e o de 15 minutos em jornadas contínuas superiores a quatro horas

tido de 6 (seis) a 14 (quatorze) faltas;

c.

18

(dezoito) dias corridos, quando houver tido de

14

(quatorze) e 23 (vinte e três) faltas;

d.

12

(doze) dias corridos, quando houver tido de 23

b) são computados como tempo à disposição do empregador os intervalos de 1 a 2 horas em jornadas contínuas superiores a seis horas e o de 15 minutos em jornadas contínuas superiores a quatro horas

(vinte e três) e 32 (trinta e duas) faltas;

e.

30

(trinta) dias corridos, quando durante o período

aquisitivo correspondente, não tenha tido (cinco) faltas intercalas ou 3 (três) faltas consecutivas.

21. (Juiz do Trabalho/TRT-PB) Ao completar o seu

c) são remunerados os intervalos concedidos pelo empregador e não previstos em lei.

d) o descanso semanal remunerado define-se como o lapso de 24 horas consecutivas entre as semanas, sendo ilícita a concessão a cada oito dias de trabalho

e) ao empregado que sem motivo justificado não trabalha toda a semana anterior, nem cumpre integralmente o seu horário de trabalho, não é devida a remuneração do repouso semanal

período aquisitivo de férias, o empregado adquire o direito de gozá-las, na proporção estabelecida pela lei. Para o exercício desse direito (gozo de férias) observar-se-á:

a. os membros de uma família, que trabalharem no mesmo estabelecimento, terão direito absoluto a gozar as férias sempre no mesmo período;

b. o empregado estudante tem o direito de fazer coincidir as suas férias do trabalho com as férias escolares;

17. (Juiz do Trabalho/TRT-PR) Analise a proposição

c. os empregados maiores de 50 (cinqüenta) anos de idade terão as férias concedidas de uma só vez;

a

seguir e assinale a alternativa correta:

O abono de férias deverá ser requerido:

a) até 6 (seis) meses antes do término do período aquisitivo

d. a época da concessão das férias não poderá ficar ao livre arbítrio do empregador;

b) até 30 (trinta) dias antes do término do período aquisitivo

e. as férias podem ser desdobradas em dois períodos, seja qual for a gradação obtida pelo empregador. (Art. 130 da C.L.T.).

c) até 15 (quinze) dias antes do término do período aquisitivo

d) a qualquer tempo por ser direito do trabalhador

22. (Juiz do Trabalho/TRT-PB) É facultado ao

e) até 15 (quinze) dias antes do início de gozo das férias, em qualquer hipótese

 

empregado converte 1/3 (um terço) do período de férias a que tiver direito em abono pecuniário, no valor da remuneração que lhe seria devida nos dias correspondentes. Entretanto:

18. (Juiz do Trabalho/TRT-PR) 17. Rompido o contrato de trabalho celebrado por prazo indeterminado, a pedido do empregado quando

a.

contava com 6 meses e 18 dias de trabalho, segundo a orientação sumulada do colendo TST,

o abono de férias deverá ser requerido 30 (trinta) dias antes do término do período aquisitivo correspondente;

é

correto afirmar que ele tem direito:

 
Exercícios b. os empregados menores de dezoito anos somente poderão converter suas férias em abono

Exercícios

b.

os empregados menores de dezoito anos somente poderão converter suas férias em abono quando a gradação obtida (art. 130 da C.L.T.) corresponder, no mínimo, a 24 (vinte quatro) dias de descanso remunerado;

abono de férias não será concedido ao empregado menor de 21 (vinte e um) anos;

o

d)

Redução de duas horas diárias em sua jornada de trabalho, com desconto deste período em seu salário;

e)

Nenhuma das Respostas.

c.

28.

(Juiz do Trabalho/TRT-PB) O que ocorre com os contratos de trabalho quando houver mudança na propriedade ou na estrutura jurídica de uma empresa:

d.

mesmo quando a empresa concede férias coletivas,

a

conversão de parte delas em abono continua na

dependência de requerimento individual do empre- gado, formulado, tempestivamente, para esse fim;

a) Serão rescindidos;

b) Serão suspensos;

e.

o abono de férias deverá ser requerido até 15 (quinze) dias antes do término do período aquisitivo correspondente.

c) Serão prorrogados;

d) Não serão afetados;

e) Nenhuma das Respostas.

23.

(Juiz do Trabalho/TRT-PB) Considera-se prazo indeterminado todo contrato que suceder, dentro de seis meses, a outro contrato por prazo determinado. Essa regra, entretanto, não é aplicada, quando:

29. (Juiz do Trabalho/TRT-PB) Das afirmações abaixo, quais são corretas a respeito do direito a férias?

I. O aviso prévio de férias poderá ser dado verbalmente ou por escrito.

a.

se tratem de contratos de trabalho distintos;

II. Empregado, adolescente na forma da lei, que for estudante, tem direito de coincidir suas férias do trabalho com as férias escolares.

b.

o empregado tenha curso superior;

c.

a empresa esteja ampliando o seu quadro funcional;

d.

se tratem de contratos celebrados por obra certa;

III. Membros de uma família, que trabalhem na mesma empresa, têm direito a gozar férias simultaneamente, direito que depende tão- somente de prévia comunicação ao empregador.

IV. É vedada a fragmentação das férias do empregado que tiver mais de cinqüenta anos de idade.

e.

o

empregado seja menor de 18 (dezoito) anos.

24.

(Juiz do Trabalho/TRT-PB) Em quanto tempo prescrevem os direitos sociais do trabalhador?

a)

05 (cinco) anos;

b)

02 (dois) anos;

c)

05 (cinco) anos durante o contrato laboral e 02 (dois) anos após a extinção contratual;

V. O empregado com menos de doze meses de serviço que pede demissão tem direito a remuneração proporcional de férias.

d)

Não prescreve;

e)

Nenhuma das Respostas.

 
   

a) II e V.

25.

(Juiz do Trabalho/TRT-PB) Relativamente a um contrato de trabalho que estabelece a isenção do recolhimento do FGTS do trabalhador para o empregador, podemos afirmar que:

b) II e IV.

c) II III e IV.

d) I e III.

e) II, IV e V.

a)

Trata-se de contrato anulável;

b)

Trata-se de contrato nulo;

30.

(Juiz do Trabalho/TRT-AM) No que se refere ao trabalho noturno do empregado rural, assinale a alternativa correta:

c)

Trata-se de contrato inexistente;

d)

Trata-se de contrato válido, sendo nula a clausula que impõe a referida isenção;

a)

Para o trabalho na lavoura, considera-se trabalho noturno o executado entre as vinte horas de um dia e as cinco horas do dia seguinte;

e)

Nenhuma das Respostas.

26.

(Juiz do Trabalho/TRT-PB) Quanto à jornada de trabalho semanal dos trabalhadores urbanos, segundo nossa Constituição Federal, não poderá ultrapassar:

b)

Na atividade pecuária, é considerado trabalho noturno aquele executado entre as vinte horas de um dia e as quatro horas do dia seguinte;

c)

Para fins de hora noturna, esta será computada como de cinqüenta e dois minutos e trinta segundos;

a) 30 horas;

b) 40 horas;

c) 44 horas;

 

d)

O trabalho noturno será acrescido de 20% (vinte por cento) sobre a remuneração normal;

d) 30 e 44 horas, respectivamente;

e) Nenhuma das Respostas.

e)

A plantação subsidiária ou intercalar poderá compor a parte correspondente ao salário mínimo na remuneração geral do empregado, durante o ano agrícola.

27. (Juiz do Trabalho/TRT-PB) O aviso prévio, quando a rescisão tiver sido promovida pelo empregador, prevê para o empregado:

a) Redução de duas horas diárias em sua jornada de trabalho, com desconto deste período em seu salário;

31.

(Juiz do Trabalho/TRT-AM) – Sobre alteração do contrato de trabalho, assinale a alternativa incorreta:

b) A dispensa de 01 dia por semana, sem cumprir com seu horário normal;

a)

Ao empregador é vedado transferir o empregado que exerça cargo de confiança, sem anuência deste, para localidade diversa da que resultar do contrato;

c) Dispensa do trabalho por 30 dias até receber a rescisão;

Exercícios b) Não se considera transferência aquela que não acarretar necessariamente a mudança do domicílio

Exercícios

b) Não se considera transferência aquela que não acarretar necessariamente a mudança do domicílio do empregado;

c) É lícita a transferência quando ocorrer extinção do estabelecimento em que trabalhar o empregado;

d) Em caso de necessidade de serviço, o empregador poderá transferir o empregado para localidade diversa da que resultar do contrato, mas, nesse caso, ficará obrigado ao pagamento suplementar, nunca inferior a 25% (vinte e cinco por cento), dos salários que o empregado percebia naquela localidade, enquanto durar essa situação;

e) O afastamento do empregado em virtude de encargo público não constituirá motivo para a alteração ou rescisão do contrato de trabalho por parte do empregador.

32. (Juiz do Trabalho/TRT-AM) – Sobre alteração do

contrato de trabalho, assinale a alternativa incorreta:

a) Ao empregador é vedado transferir o empregado que exerça cargo de confiança, sem anuência deste, para localidade diversa da que resultar do contrato;

b) Não se considera transferência aquela que não acarretar necessariamente a mudança do domicílio do empregado;

c) É lícita a transferência quando ocorrer extinção do estabelecimento em que trabalhar o empregado;

d) Em caso de necessidade de serviço, o empregador poderá transferir o empregado para localidade diversa da que resultar do contrato, mas, nesse caso, ficará obrigado ao pagamento suplementar, nunca inferior a 25% (vinte e cinco por cento), dos salários que o empregado percebia naquela localidade, enquanto durar essa situação;

e) O afastamento do empregado em virtude de encargo público não constituirá motivo para a alteração ou rescisão do contrato de trabalho por parte do empregador.

33. Analise as afirmativas abaixo sobres horas in itinere, à luz do entendimento sumulado do Tribunal Superior do Trabalho:

I – o tempo despendido pelo empregado, em condução fornecida pelo empregador, até o local de trabalho de difícil acesso ou não servido por transporte regular público, e para o seu retorno, enseja o pagamento de horas extras, mesmo que não ultrapassados os limites máximos diários e semanais da jornada; II – o fato de o empregador cobrar, parcialmente ou não, importância pelo transporte fornecido para local de difícil acesso, por não se tratar de prestação in natura, afasta o direito à percepção do pagamento das horas in itinere, III – a mera insuficiência de transporte público não enseja o pagamento das horas in itinere; IV – havendo transporte público regular, em parte do trajeto percorrido em condução da empresa, as horas in itinere remuneradas se limitam ao trecho não alcançado pelo transporte público.

Responda:

a) Todas as afirmativas estão incorretas;

b) As afirmativas II e IV estão corretas;

c) A única afirmativa certa é a III;

d) As afirmativas III e IV estão corretas;

e) As afirmativas I e II estão corretas.

34. (Juiz do Trabalho/TRT-SC) Empregado e

empregador realizam acordo por prazo determinado de trinta dias, com pagamento semanal e sem cláusula que lhe assegure o rompimento do acordo antes de seu termo final. No vigésimo dia, o empregador rompe o contrato sem justa causa. Responda:

a) o aviso prévio de trinta dias é devido pelo empregador por ser este o prazo mínimo previsto na vigente Constituição Federal;

b) indevido é o aviso prévio por se tratar de contrato por prazo determinado sem cláusula assecuratória do direito recíproco de rescisão;

c) o aviso prévio de oito dias é devido pelo empregador em razão de o pagamento ter sido acertado por semana;

d) o aviso prévio fica limitado aos dias faltante ao termo final do contrato;

e) nenhuma das hipóteses está correta.

35. (Juiz

do

Trabalho/TRT-AL)

Observando

as

afirmativas abaixo, assinale:

a) se somente a afirmativa II estiver correta;

b) se todas as afirmativas estiverem corretas;

c) se somente a afirmativa IV estiver correta;

d) se todas as afirmativas estiverem incorretas;

e) se somente as alternativas I e III estiverem corretas.

I - O afastamento do empregado em razão de licença sem vencimentos é hipótese de interrupção do contrato de trabalho; II - Em caso de afastamento por doença, pela previdência social, por um período de seis meses, no curso de período aquisitivo de férias, o empregado perde o direito ao gozo daquelas férias;

III - O afastamento da empregada em gozo de licença maternidade, constitui suspensão do contrato de trabalho;

IV - O afastamento do empregado para prestar serviço militar obrigatório, suspende o contrato de trabalho.

36. Verifique as seguintes proposições:

I - O fato de o empregador cobrar parcialmente ou não importância pelo transporte fornecido, para local de difícil acesso, ou não servido por transporte regular, não afasta o direito à percepção do pagamento das horas 'in itinere'.

II - A mera insuficiência de transporte público não enseja o pagamento das horas 'in itinere'. III- O tempo despendido pelo empregado, em condução fornecida pelo empregador, até o local do trabalho de difícil acesso ou não servido por transporte regular público e para o seu retorno, não é computável na jornada de trabalho.

Assinale alternativa correta.

a) Se as proposições I e II forem verdadeiras.

b) Se as proposições II e III forem verdadeiras.

c) Se as proposições I e III forem verdadeiras.

d) Se todas as proposições forem verdadeiras.

Exercícios 37. Empregado que se desliga da empresa por motivo de aposentadoria voluntária tem direito

Exercícios

37.

Empregado que se desliga da empresa por motivo de aposentadoria voluntária tem direito a:

41.

(Juiz do Trabalho – TRT-PE). É correto afirmar, sobre jornada de trabalho e descanso:

a)

aviso prévio;

a)

a

jornada semestral regular máxima prevista pela

b)

movimentação da conta vinculada do FGTS;

Constituição Federal é de 220 horas, salvo para os avulsos, eis que não são empregados;

c)

indenização por tempo de serviço superior a um ano;

d)

multa de 40% (quarenta por cento) sobre o montante

b)

o limite diário da jornada é de 08 (oito) horas, exceto quanto aos trabalhadores domésticos, os quais só estão sujeitos ao máximo mensal, de 220 horas;

do

FGTS.

38.

Na hipótese de rescisão do contrato de trabalho, sem justa causa, por iniciativa do empregado que tenha menos de um ano de casa, ele fará jus ao recebimento de quais parcelas por ocasião do pagamento das suas verbas rescisórias:

c)

o STF entende que é inconstitucional a diferenciação entre a duração da hora noturna do trabalhador urbano (52 minutos e 30 segundos) e

do rural (60 minutos), por ofender o princípio da igualdade de tratamento;

a

a)

Dias trabalhados e ainda não pagos, aviso prévio indenizado equivalente ao valor da maior remuneração recebida, férias proporcionais aos meses trabalhados, 13º proporcional aos meses trabalhados, liberação do FGTS e multa de 40% do seu saldo;

d)

o intervalo interjornada mínimo é de 11 (onze) horas consecutivas, sendo pelo menos de 35 horas no ajuntamento do repouso semanal;

e)

o intervalo intrajornada varia de 01 (uma) a 02 (duas) horas.

b)

Dias trabalhados e ainda não pagos, desconto equivalente a 30 dias de salário caso não tenha dado oportunamente o aviso prévio ao empregador, férias proporcionais aos meses trabalhados, 13º proporcional aos meses trabalhados.

 

42.

(Juiz do Trabalho – TRT-PE). São direitos dos trabalhadores, assegurados pela Constituição

Federal/88:

a)

FGTS, licença à gestante e repouso semanal remunerado aos domingos;

c)

Dias trabalhados e ainda não pagos, desconto equivalente a 30 dias de salário caso não tenha dado oportunamente o aviso prévio ao empregador e 13º proporcional aos meses trabalhados.

Dias trabalhados e ainda não pagos, desconto equivalente a 30 dias de salário caso não tenha dado oportunamente o aviso prévio ao empregador.

b)

proteção ao salário, remuneração do trabalho noturno superior à do diurno, irredutibilidade salarial e aviso prévio proporcional ao tempo de serviço prestado a empresas do mesmo grupo econômico;

piso salarial, licença paternidade e proibição de diferença de salários, de exercício de funções e de critério de admissão por motivo de sexo, idade, cor, estado civil e origem;

d)

c)

39.

Assinale a alternativa correta:

a)

São características essenciais ao Contrato Individual

do

Trabalho: alteridade, pessoalidade, subordinação,

d)

igualdade de direitos entre o trabalhador com vínculo empregatício permanente e o trabalhador avulso;

onerosidade, continuidade e exclusividade;

b)

Nem todo empregado é regido pela CLT;

c)

O Contrato individual do Trabalho requer a pessoalidade quanto à figura do tomador dos serviços;

e)

indenização por antigüidade, no caso de despedida sem justa causa.

d)

Contrato Individual do Trabalho se caracteriza por ser de direito privado, formal, unilateral, de trato

(Analista Administrativo/TRT1 – CESPE/2008)

sucessivo e oneroso.

43.

Artur desenvolveu atividade de pedreiro em obra residencial de maneira eventual, mas que

40.

(Juiz do Trabalho – TRT-PE) - Quanto ao aviso prévio:

se deu ao longo de três meses ininterruptos, segundo avençado pelas partes e mediante paga, sem, contudo, ter sido feito registro em sua CTPS. De acordo com a CLT e os princípios do direito do trabalho, na situação descrita,

a)

não é direito do doméstico, mas nada impede que o empregador, se quiser, o conceda ou convencione o seu cabimento no contrato individual;

b)

é

previsto, pela Constituição Federal, para ser

proporcional ao tempo de serviço, com o mínimo de 30 dias, nos temos de lei complementar, que preverá

indenização compensatória, dentre outros direitos, além de proteção contra despedida arbitrária ou sem justa;

não pode ser renunciado pelo empregado, salvo se

a)

houve vínculo laboral e, portanto, Artur faz jus ao registro do pacto em sua CTPS e às verbas não- pagas.

b)

o

labor desenvolvido por Artur equipara-se ao do

c)

trabalhador doméstico. c) houve uma relação de trabalho

o

empregador admitir novo trabalhador para a

d)

houve contrato de trabalho de experiência, visto que o período de execução do trabalho não ultrapassou o limite de noventa dias.

 

função;

d)

pode ser renunciado pelo empregador, mas não pelo empregado.

e)

qualquer questionamento judicial acerca do pacto deverá, segundo emenda constitucional, ser realizado na esfera cível, dado que não houve registro na CTPS.

e)

a sua falta pelo empregador dá direito ao empregado

de reter o equivalente, na rescisão, para fins de compensação.

Exercícios 44. Considerando que determinada categoria profissional tem assegurada à gestante, por força de convenção

Exercícios

44. Considerando que determinada categoria

profissional tem assegurada à gestante, por força de convenção coletiva, estabilidade no emprego por mais um mês além do período fixado na CF, assinale a opção correta.

a) Dada a mencionada extensão da estabilidade no emprego, o período assegurado à gestante passou a

ser de cinco meses a partir do parto

b) Diante do benefício atribuído, a licença-maternidade assegurada às gestantes da referida categoria profissional restou fixada em cinco meses

c) De fato, a categoria profissional não obteve nenhum benefício, uma vez que a convenção coletiva não tem o poder de prorrogar benefício constitucional.

d) convenção coletiva, por ser firmada entre sindicato

A

e

empresa, pode assegurar a extensão do benefício.

e) A convenção coletiva é considerada uma fonte

autônoma do direito do trabalho.

(Procurador/BACEN – CESPE/2009)

45. Julgue os itens a seguir acerca do direito do

trabalho.

I O empregado demitido por justa causa perde o direito a receber 13.º salário proporcional.

II As horas extras trabalhadas de forma habitual integram a base de cálculo do 13.º salário.

III Em caso de encerramento do contrato de trabalho por culpa recíproca, deve-se pagar ao trabalhador metade do 13.º salário devido.

IV O 13.º salário não sofre a incidência do FGTS.

Estão certos apenas os itens

a)

I e IV.

b) II e III.

c) II e IV.

d)

I, II e III.

e) I, III e IV.

(Procurador do Estado/CE – CESPE/2009)

46. Acerca das férias em direito do trabalho,

segundo a Constituição Federal, a CLT e jurisprudência sumulada e consolidada do TST, julgue os itens a seguir.

I A aquisição do direito às férias ocorre a cada ano de vigência do contrato de trabalho, sem ocasionar perda do direito à remuneração correspondente.

II A concessão das férias deve ocorrer nos doze meses subseqüentes à data em que o empregado tiver adquirido o direito, sendo a época definida pelo empregador, conforme seu interesse, ressalvado o direito de membros da mesma família gozarem férias no mesmo período, se assim desejarem e disso não resultar prejuízo para o serviço, e o direito do empregado estudante de ter coincididas suas férias do trabalho com o período de férias escolares.

III O empregador deverá pagar em dobro a remu- neração do período de férias sempre que elas forem concedidas após o período concessivo regular. IV As férias devem ser remuneradas com adicional de, pelo menos, um terço do valor do salário normal, inclusive sobre a parcela que eventualmente for convertida em pecúnia.

V A prescrição do direito de reclamar a concessão das férias ou o pagamento da respectiva remuneração ou adicional é contada do término do período aquisitivo ou, se for o caso, da cessação do contrato de trabalho.

A quantidade de itens certos é igual a

a)

1.

b) 2.

d)

4

e) 5.

c) 3.

(Analista/Área Administrativa – TRT1 – CESPE/2008)

47.

Com respeito à duração do trabalho, julgue os itens subseqüentes.

I

É válida cláusula de acordo ou convenção coletiva de trabalho que contemple a supressão ou redução do intervalo intrajornada.

II

A não-concessão total ou parcial do intervalo intrajornada mínimo, para repouso e alimentação, implica o pagamento total do período correspondente, com acréscimo de, no mínimo, 50% sobre o valor da remuneração da hora normal de trabalho.

III

No regime de revezamento, as horas trabalhadas em seguida ao repouso semanal de 24 horas, com prejuízo do intervalo mínimo de 11 horas consecutivas para descanso entre jornadas, devem ser remuneradas como extraordinárias, inclusive com o respectivo adicional.

IV

Estabelecida jornada superior a seis horas e limitada a 8 horas, por meio de regular negociação coletiva, os empregados submetidos

turnos ininterruptos de revezamento têm direito ao pagamento da 7.ª e 8.ª horas como extras.

a

V

A

interrupção do trabalho destinada a repouso e

alimentação, dentro de cada turno, ou o intervalo

para repouso semanal, não descaracteriza o turno de revezamento com jornada de 6 horas previsto no art. 7.º, XIV, da CF.

Estão certos apenas os itens

A)

I, II e IV.

B)

B I, II e V.

C)

C I, III e IV.

D)

D II, III e V.

E)

E III, IV e V.

48.

De acordo com o art. 10 do ADCT, até que seja

promulgada a lei complementar a que se refere o art. 7.º, I, da CF, é vedada a dispensa arbitrária ou sem justa causa da empregada gestante, desde a confirmação da gravidez até cinco meses após o parto. Tendo como referência essa vedação, assinale a opção correta com relação ao trabalho da mulher e à estabilidade da gestante. A) A estabilidade provisória à gestante, desde a

confirmação da gravidez até 5 meses após o parto, não exige o preenchimento de requisito outro que não a própria condição de gestante.

B) O desconhecimento do estado gravídico pelo empregador afasta o direito ao pagamento da indenização decorrente da estabilidade.

C) A garantia de emprego à gestante autoriza a reintegração, ainda que fora do período de estabilidade.

D) Segundo entendimento sumulado do TST, há direito da empregada gestante à estabilidade provisória na hipótese de admissão mediante contrato de experiência, ainda que a extinção da relação de emprego, em face do término do prazo, não constitua dispensa arbitrária ou sem justa causa.

Exercícios E) O STF adotou o entendimento de que a estabilidade provisória da gestante não

Exercícios

E) O STF adotou o entendimento de que a estabilidade provisória da gestante não se aplica ao contrato por prazo determinado, uma vez que nesse contrato não há dispensa arbitraria ou sem justa causa, mas simples término do contrato.

(Analista/Área Administrativa – TRT5 – CESPE/2008)

49. Acerca de suspensão, interrupção e rescisão de

contrato de trabalho, julgue os itens a seguir.

a. Considere a seguinte situação hipotética. Antônio, auxiliar de serviços gerais de determinado supermercado, foi flagrado subtraindo a quantia de R$ 1.000,00 de um dos caixas do estabelecimento. Nessa situação, Antônio praticou um ato de improbidade, o que constitui justa causa para a rescisão do contrato.

b. A condenação criminal de um empregado constitui motivo para a rescisão do contrato de trabalho por justa causa.

c. O serviço militar obrigatório é causa de interrupção do contrato de trabalho.

d. Quando houver pagamento de salário, os dias de paralisação em decorrência de uma greve serão considerados causa de interrupção do contrato de trabalho.

50. A respeito de aspectos relacionados à jornada de

trabalho, julgue os seguintes itens.

a. O denominado regime de tempo parcial é aquele cuja duração não excede vinte e cinco horas semanais.

b. Sempre que for requisitado pelo empregador, o empregado é obrigado a trabalhar em jornada extraordinária, pois deve cumprir as ordens que lhe são emitidas.

c. Os valores pagos a título de horas extras integram a base de cálculo do fundo de garantia por tempo de serviço.

d. Considere a seguinte situação hipotética. João moveu reclamação trabalhista contra a empresa em que trabalhava, alegando determinada jornada de

trabalho. A empresa, por sua vez, na audiência de instrução, apresentou, como única prova, cartões de ponto com registros de jornada uniformes. Nessa situação, a jornada de trabalho alegada por João na inicial deverá prevalecer como verdadeira.

(Técnico Judiciário/TRT1 – CESPE/2008)

51. Segundo o art. 73 da CLT, cumpre jornada de

o trabalhador urbano que

trabalho noturno labora no período

A) de 20 h às 5 h.

B) de 22 h às 6 h.

C) de 21 h às 5 h.

D) de 22 h às 5 h.

E) de 23 h às 5 h.

52. No decorrer de determinado contrato de trabalho, o empregado sofreu acidente de trabalho e ficou afastado de suas funções por mais de oito meses, percebendo, mensalmente, o benefício correspondente. Na situação acima descrita,

A) tem-se um caso de interrupção do contrato de trabalho porque haverá, no tempo de serviço, cômputo do período do afastamento.

B) ocorre a suspensão do contrato de trabalho porque não haverá, no tempo de serviço, cômputo do período do afastamento.

C) o período aquisitivo de férias não será alterado porque houve acidente de trabalho.

D) o contrato de trabalho é considerado suspenso e há cômputo, no tempo de serviço, do período do afastamento.

E) verifica-se interrupção do contrato de trabalho e não há cômputo, no tempo de serviço, do período do afastamento.

53. Com relação ao caso de um adolescente que

complete quinze anos e comece a laborar, assinale a opção correta.

A) O limite diário de labor do adolescente não poderá superar quatro horas.

B) O menor, se quiser vindicar, perante a justiça do trabalho, direitos desrespeitados, só poderá fazê- lo dois anos após a extinção do seu contrato de

trabalho.

C) O adolescente poderá, independentemente de seus responsáveis legais, firmar recibo de pagamento dos salários.

D) O adolescente poderá desenvolver trabalho no turno noturno, o qual não está vedado a menor de dezoito anos.

E) O trabalho do menor somente poderá ser considerado como de aprendizagem até que o adolescente complete dezoito anos de idade.

54. Considerando que, no decorrer de um

contrato de trabalho, o empregador esteja descumprindo suas obrigações contratuais, assinale a opção correta.

a. A rescisão cabível, nesse caso, é a justa causa, consoante estipulado no art. 482 da CLT.

b. Deverá o trabalhador permanecer no serviço até que seja rescindido o contrato.

c. A situação considerada caracteriza culpa recíproca para a rescisão contratual, assegurando indenização por metade ao obreiro.

d. Independentemente da forma de rompimento contratual, será devido o aviso prévio.

e. Findo o contrato de trabalho por despedida indireta, será devido o aviso prévio.