Você está na página 1de 3

Departamento de Matem´atica da Universidade de Aveiro

M´etodos Num´ericos 2010/2011 (1 ¯ Semestre)

Exerc´ıcios 3 - Equa¸c˜oes N˜ao Lineares

o

1. Considere a equa¸c˜ao f (x) = e x sin (7x) = 0.

(a)

Representando graficamente, em sobreposi¸c˜ao, as curvas y = e x e y = sin(7x) localize a menor raiz positiva da equa¸c˜ao dada e indique, justificando, qual o seu n´umero de ra´ızes.

(b)

Aplique o m´etodo da bissec¸c˜ao para determinar uma aproxima¸c˜ao para a raiz β mais pr´oxima de 1 da equa¸c˜ao dada com erro absoluto inferior a 0.5(10 6 ).

2. (a) Determine um intervalo contendo a raiz da equa¸c˜ao x ln x 1 = 0 com amplitude inferior

a 10 2 .

(b) Estime o n´umero de bissec¸c˜oes que teria de fazer para obter uma aproxima¸c˜ao para a raiz da equa¸c˜ao com erro absoluto inferior a 0.5(10 6 ).

3. Dada a equa¸c˜ao x 3 = 5x 1 verifique, graficamente e com a ajuda do m´etodo da bissec¸c˜ao,

Pretende-se calcular uma

melhor aproxima¸c˜ao para cada uma das ra´ızes usando uma f´ormula iteradora de ponto fixo

que as trˆes ra´ızes da equa¸c˜ao est˜ao perto de 2.35, 0.20 e 2.10.

x k+1 = g(x k ) (k = 0, 1, 2,

.) :

(a)

Encontre, para cada raiz, uma fun¸c˜ao iteradora g que torne o m´etodo de ponto fixo convergente. Justifique.

(b)

Considere x 0 = 2.10, execute 10 itera¸c˜oes usando uma iteradora x k+1 = g(x k ) convergente

e

diga, justificando, qual a ordem de convergˆencia da sequˆencia de itera¸c˜oes obtida.

(c)

Indique estimativas, a priori e a posteriori, para o erro absoluto da aproxima¸c˜ao x 7 obtida na al´ınea anterior.

4. Assuma que α [a, b] ´e um ponto fixo da fun¸c˜ao g ∈ C ([a, b]) e que g (α)

= 0.

(a)

Prove que se verifica

 

L

g (x) L < 1,

 
 

|e k | = |α x k | ≤

L |x k x k1 | ,

com

em

[a, b] .

 

1

 

(b)

A partir do resultado da al´ınea (a) mostre que se L < 1/2, o crit´erio de paragem das itera¸c˜oes |x k x k1 | < ε garante que o erro tamb´em verifica |e k | < ε e explique porque ´e que nem sempre ´e correcto afirmar que se |x k x k1 | for pequeno, ent˜ao x k est´a pr´oximo da solu¸c˜ao exacta.

5. Calcule uma aproxima¸c˜ao x k do menor zero positivo da fun¸c˜ao f (x) = cos(x 3 )ln x, utilizando o m´etodo de Newton, por forma a que |f (x k )| < 10 13 .

6. (a) Mostre que a equa¸c˜ao

h(x) = cos π(x + 1) + 0.4180x 0.9062 = 0

8

possui uma raiz β no intervalo (1, 0).

¯

(b) Obtenha uma aproxima¸c˜ao β da raiz β construindo um m´etodo de ponto fixo adequado,

¯

por forma a que |h( β)| < 10 8 .

7.

8.

9.

10.

11.

Dado a > 0 (a IR), a ´e solu¸c˜ao das seguintes equa¸c˜oes de ponto fixo

 

a

x = g 1 (x) =

 

e

x = g 2 (x) =

x

1

2 x +

a

x

Mostre que:

.

(a)

o

m´etodo de ponto fixo definido pela iteradora g 1 ´e divergente, qualquer que seja o valor

inicial x 0 > 0 (x 0 = a);

 

(b)

a

sequˆencia

de itera¸c˜oes {x k } k=0,1,2,

gerada a partir da iteradora g 2 converge quadrati-

camente para a, com a

x k x k1 x 0 , qualquer que seja x 0 a.

Nalguns computadores o c´alculo de

n a, a > 0, ´e feito pelo m´etodo de Newton.

(a)

(b)

Verifique que a equa¸c˜ao x n a = 0, a > 0, tem apenas uma raiz real positiva.

Aplicando o m´etodo de Newton `a equa¸c˜ao anterior obtenha a f´ormula iterativa

x k+1 =

n (n 1)x k +

1

a

x

n1

k

(c)

e averigue em que condi¸c˜oes ´e garantida a sua convergˆencia para

Usando a f´ormula iterativa anterior implemente uma rotina em MatLab com crit´erios de

a, com a > 0.

n

paragem adequados e teste-a no c´alculo de 3 e

3 100. Dˆe estimativas do erro cometido.

Deduza uma f´ormula iterativa baseada no m´etodo de Newton que lhe permita calcular 1/a, sendo a um n´umero real positivo. Aplique essa f´ormula com a = 18, por forma a obter uma aproxima¸c˜ao de 1/18 com erro absoluto inferior a 0.5 × 10 8 .

Observe, atrav´es de um gr´afico adequado, que a equa¸c˜ao xe x 0.2 = 0 tem duas ra´ızes reais e, em seguida, aproxime cada uma dessas ra´ızes usando o m´etodo de Newton, experimentando com v´arios valores para a aproxima¸c˜ao inicial x 0 , menores que a menor das ra´ızes, entre as duas ra´ızes e maiores que a maior das ra´ızes.

Exponha as conclus˜oes a que chegou sobre as condi¸c˜oes de convergˆencia (intervalo de con- vergˆencia, ordem de convergˆencia e estimativa de erro) para cada uma das ra´ızes.

Obtenha um intervalo que contenha a raiz positiva da equa¸c˜ao

e x = 1 + x + x 2

2

+ x 3

6 e 0.3x

e aproxime essa raiz pelo m´etodo de Newton, usando como crit´erio de paragem o valor absoluto da diferen¸ca entre aproxima¸c˜oes consecutivas, de modo a que este n˜ao exceda 10 12 .

12.

Considere a equa¸c˜ao (cos(x) x/2) 2 = 0.

(a)

(b)

(c)

Quantas ra´ızes distintas tem a equa¸c˜ao? Indique-as e/ou localize-as e mostre, analitica- mente, que qualquer delas ´e de grau de multiplicidade dois.

Partindo de x 0 = π/2 aplique o m´etodo de Newton para, em 6 itera¸c˜oes, determinar uma aproxima¸c˜ao da raiz mais pr´oxima de 1. Indique, justificando, qual a ordem de convergˆencia da sucess˜ao de aproxima¸c˜oes obtida.

´

E poss´ıvel acelerar a convergˆencia do referido m´etodo? Em caso afirmativo, mostre como

fazˆe-lo determinando, em 6 itera¸c˜oes e com x 0 = π/2, uma melhor aproxima¸c˜ao para aquela raiz.

13. Suponha que α ´e uma raiz de grau de multiplicidade 2 para f (x) = 0 e que se verificam as condi¸c˜oes de convergˆencia, prove que a f´ormula iterativa adaptada de Newton

converge quadraticamente para α.

14. Considere o sistema n˜ao linear

 

f (x k )

x k+1 = x k 2

f (x k )

x 2 y 2

y

0.2

=

0

x

0.3

=

0

(a)

Usando, adequadamente, a fun¸c˜ao ezplot do MatLab, localize graficamente as duas solu¸c˜oes do sistema e, em seguida, aproxime-as usando o m´etodo de Newton general- izado, de modo a garantir que a diferen¸ca entre aproxima¸c˜oes consecutivas n˜ao exceda, em valor absoluto, 10 10 .

(b)

Tente

aproximar

uma

das

solu¸c˜oes

do

sistema

usando

o

referido

m´etodo

com

x (0) , y (0) = (0.5, 0.5). Explique o sucedido.

15. Para conhecer os caudais (Q 1 , Q 2 , Q 3 e Q 4 ) que circulam nas condutas de um sistema hidr´aulico pretende-se resolver o seguinte sistema n˜ao linear pelo m´etodo de Newton:

Q 2 + Q 3 Q 4

93.85

31.28

Q

1

Q

2

1

Q

0.56

1

1

Q

0.56

2

Q

3

=

=

0

0

+ 31.28 Q

31.28 Q

1

0.56

1

2

0.56

3

+ 93.85 Q

=

0

1

0.56 = 1000

4

Determine os referidos caudais com um erro absoluto entre aproxima¸c˜oes consecutivas inferior a 10 3 m 3 /s, partindo de estimativas iniciais adequadas.

16. Usando o m´etodo de Newton determine a solu¸c˜ao do sistema n˜ao linear

x

y

x

e y

+

y

z 2

x 2 e z

y z

+

+

=

=

= 2.9

4.2

2.3

tomando como aproxima¸c˜oes iniciais x 0 = 2, y 0 = 2 e z 0 = 2.